Você está na página 1de 11

Missal de Casamento

Pedacinho de Deus
Se sentes dentro de ti a vontade de Se sentes dentro de ti sempre a sede
amar de gritar
em gestos que criem fontes, a audácia o nome da liberdade, a coragem de
de sonhar falar
mais longínquos horizontes e o apelo a a palavra da verdade e a servir
escalar participar
cada vez mais altos montes, na construção da cidade,
cada vez mais altos montes, na construção da cidade,
então… então…

Tens em ti um pedacinho de Deus, Se sentes dentro de ti o silêncio


tens rumos certos no coração. inspirar
Desperta o sonho: tens em ti os céus, a paz ao teu coração chamando-te a
liberta a vida da palma da mão. enfrentar
Faz desses rumos os caminhos teus: a vida com decisão e teimas acreditar
de Jesus recebeste, recebeste na esperança de um mundo bom,
esta missão. na esperança de um mundo bom,
então

Cel: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo


R. Ámen
Cel: A Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Amor do Pai e a Comunhão do Espírito
Santo estejam convosco.
R. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

Cel: Inês e Miguel, a Igreja toma parte na vossa alegria e acolhe-vos de coração
magnânimo, bem como aos vossos familiares e amigos, no dia em que, diante de Deus,
vosso Pai ides constituir entre vós uma comunhão de toda a vida. O Senhor vos atenda
neste dia de felicidade, derrame sobre vós as bênçãos do Céu e seja o vosso guia. Ele
vos conceda quanto deseja o vosso coração e realize todos os vossos desígnios.
Senhor nosso Deus, que no grande mistério do vosso amor consagrastes a aliança
matrimonial como símbolo da união de Cristo com a Igreja, concedei que estes vossos
servos Inês e Miguel realizem fielmente na sua vida o que celebram pela fé neste
sacramento. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade
do Espírito Santo.
Acto Penitencial
Senhor tende piedade, Cristo tende piedade, Senhor tende piedade,
Senhor tende piedade Cristo tende piedade Senhor tende piedade
Tende piedade de nós, Tende piedade de nós, Tende piedade de nós,
Tende piedade de nós. Tende piedade de nós. Tende piedade de nós.

Primeira Leitura (Cant 2, 8-10.14.16a; 8, 6-7a)


Leitura do Cântico dos Cânticos
Eis a voz do meu amado! Ele aí vem, transpondo os montes, saltando sobre as colinas. O meu
amado é semelhante a uma gazela ou ao filhinho da corça. Ei-lo detrás do nosso muro, a olhar
pela janela, a espreitar através das grades. O meu amado ergue a voz e diz-me: «Levanta-te,
minha amada, formosa minha, e vem. Minha pomba, escondida nas fendas dos rochedos, ao
abrigo das encostas escarpadas, mostra-me o teu rosto, deixa-me ouvir a tua voz. A tua voz é
suave e o teu rosto é encantador». O meu amado é para mim e eu sou para ele. Ele disse-me:
«Grava-me como um selo no teu coração, como um selo no teu braço, porque o amor é forte
como a morte e a paixão é violenta como o abismo. Os seus ardores são setas de fogo, são
chamas do Senhor. As águas torrenciais não podem apagar o amor, nem os rios o podem
submergir».
Palavra do Senhor

Salmo - Água - Adaptação dos Salmos 63(62),2.3-4.5-6.8-9.


Água,
A Vossa graça vale mais do que a vida.
Senhor, sois o meu Deus, Água,
Desde a aurora Vos busco, A vida inteira não chega para Vos bendizer,
Em minh’alma suspiro por Vós A vida inteira não chega para amar.
Minh’alma tem sede de Vós
Como terra sem água. Assim Vos bendirei
Por toda a minha vida,
Eu quero contemplar E em louvor abrirei minhas mãos.
Vosso amor, Vossa glória Minh’alma tem sede de Vós
Visitar Vosso templo e cantar Como terra sem água.
Minh’alma tem sede de Vós Senhor quando ao deitar
Como terra sem… Por um momento Vos sinto,
Passo a noite a pensar em Vós.
Minh’alma tem sede de Vós
Como terra sem…
Segunda Leitura (1 Cor 12, 31 – 13, 8a)
Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios
Irmãos: Aspirai com ardor aos dons espirituais mais elevados. Vou mostrar-vos um caminho de
perfeição que ultrapassa tudo: Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver
caridade, sou como bronze que ressoa ou como címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom
da profecia e conheça todos os mistérios e toda a ciência, ainda que eu possua a plenitude da
fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, nada sou. Ainda que distribua
todos os meus bens aos famintos e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver
caridade, de nada me aproveita. A caridade é paciente, a caridade é benigna; não é invejosa,
não é altiva nem orgulhosa; não é inconveniente, não procura o próprio interesse; não se irrita,
não guarda ressentimento; não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade; tudo
desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. A caridade não acaba nunca.
Palavra do Senhor.

Aleluia
A–––A–––A––A–A–Aleluia!
Aleluia, Aleluia,
A–––A–––A––A–A–Aleluia!
Glória a ti Senhor, Glória a ti Senho–o-o-or
Glória a ti Senho–or!

Evangelho (Mt 7, 21.24-29)


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Nem todo aquele que Me diz
‘Senhor, Senhor’ entrará no reino dos Céus, mas só aquele que faz a vontade de
meu Pai que está nos Céus. Todo aquele que ouve as minhas palavras e as põe em
prática é como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Caiu a
chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; mas ela não
caiu, porque estava fundada sobre a rocha. Mas todo aquele que ouve as minhas
palavras e não as põe em prática é como o homem insensato que edificou a sua
casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra
aquela casa; ela desmoronou-se e foi grande a sua ruína». Quando Jesus acabou
de falar, a multidão estava admirada com a sua doutrina, porque a ensinava como
quem tem autoridade e não como os escribas.
Palavra da salvação.
Homília

Rito do Matrimónio
Cel: Noivos caríssimos, viestes à casa da Igreja, para que o vosso propósito de contrair
Matrimónio seja firmado com o sagrado selo de Deus, perante o ministro da Igreja e
na presença da comunidade cristã. Cristo vai abençoar o vosso amor conjugal. Ele, que
já vos consagrou pelo santo Baptismo, vai agora dotar-vos e fortalecer-vos com a
graça especial de um novo sacramento para poderdes assumir o dever de mútua e
perpétua fidelidade e as demais obrigações do Matrimónio. Diante da Igreja, vou, pois,
interrogar-vos sobre as vossas disposições.
Cel: Inês e Miguel, viestes aqui para celebrar o vosso Matrimónio. É de vossa livre
vontade e de todo o coração que pretendeis fazê-lo?
Os noivos: É, sim.
Cel: Vós que seguis o caminho do Matrimónio, estais decididos a amar-vos e a
respeitar-vos, ao longo de toda a vossa vida?
Os noivos: Estou, sim.
Cel: Estais dispostos a receber amorosamente os filhos como dom de Deus e a educá-
los segundo a lei de Cristo e da sua Igreja?
Os noivos: Estou, sim.
Cel: Uma vez que é vosso propósito contrair o santo Matrimónio, uni as mãos direitas
e manifestai o vosso consentimento na presença de Deus e da sua Igreja.
Cel: Miguel, queres receber Inês por tua esposa e prometes ser-lhe fiel, amá-la e
respeitá-la, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da vossa
vida?
O noivo responde: Sim, quero.
Cel: Inês, queres receber Miguel por teu esposo e prometes ser-lhe fiel, amá-lo e
respeitá-lo, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da vossa
vida?
A noiva responde: Sim, quero.
Cel: Confirme o Senhor, benignamente, o consentimento que manifestastes perante a
sua Igreja, e Se digne enriquecer-vos com a sua bênção. Não separe o homem o que
Deus uniu.
(O ministro convida os presentes ao louvor de Deus. )
Cel: Bendigamos ao Senhor.
Todos respondem: Graças a Deus.

Bênção das Alianças


Maravilhas fez em mim
Maravilhas fez em mim Maravilhas fez em mim
Minh’alma canta de gozo Da alma brota o meu canto
Pois em minha pequenez O Senhor me amou
Se detiveram seus olhos Como aos lírios do campo
E o Santo e Poderoso E por seu Espírito Santo
Espera hoje o meu sim Ele habita hoje em mim
Minha alma canta de gozo Que não pare nunca este canto
Maravilhas fez em mim Maravilhas fez em mim

Cel: Abençoe o Senhor estas alianças, que ides entregar um ao outro como sinal de
amor e de fidelidade.
R. Amen

Esposo: Inês, recebe esta aliança como sinal do meu amor e da minha fidelidade.
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
Esposa: Miguel, recebe esta aliança como sinal do meu amor e da minha fidelidade.
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Oração dos fiéis


Cel: Irmãs e irmãos: Acompanhemos com as nossas orações esta nova família, para que
o amor destes esposos e de todas as famílias do mundo cresça cada vez mais, dizendo:
R. Ouvi-nos, Senhor.
1. Para que os nossos amigos Inês e Miguel realizem o seu projecto de felicidade,
sempre unidos de alma e coração, oremos ao Senhor
R. Ouvi-nos, Senhor.
2. Pelos parentes e amigos destes esposos e por todos os que lhes prestaram
auxílio, oremos ao Senhor.
R. Ouvi-nos, Senhor.
3. Pelos jovens que se preparam para o Matrimónio e por todos os que Deus
chama a outra condição de vida, oremos ao Senhor.
R. Ouvi-nos, Senhor.
4. Por todas as famílias do mundo e pela paz entre todos os homens, oremos ao
Senhor.
R. Ouvi-nos, Senhor.
5. Para que Deus conserve unidos no seu amor os casais aqui presentes neste dia,
oremos ao Senhor.
R. Ouvi-nos, Senhor.
6. Pelos membros das nossas famílias e amigos, que amaram a Cristo e já
partiram deste mundo, para que o Senhor os receba no seu reino, oremos ao
Senhor.
R. Ouvi-nos, Senhor.
Cel: Senhor Jesus, que estais presente no meio de nós, quando Inês e Miguel celebram
a sua união, recebei as nossas orações e enchei-nos do vosso Espírito. Por Jesus Cristo,
nosso Senhor.
R. Ámen

Ofertório
Oração de Sto. Inácio
Tomai Senhor, e recebei
toda a minha liberdade, Tudo é vosso, disponde.
a minha memória e o meu Pela Vossa vontade
entendimento, Dai-me apenas, Senhor, o vosso amor
Toda a minha vontade, e tudo o que e graça
eu possuo. Que isso me basta. Que isso me basta.
Vós me destes, a vós o restituo.

(Oração sobre as oblatas)


Cel: Aceitai benignamente, Senhor, os dons que Vos apresentamos com alegria e
guardai com paternal bondade os vossos servos Inês e Miguel, que unistes pelo
sacramento nupcial. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco,
na unidade do Espírito Santo.
Cel: O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós
Cel: Corações ao alto.
R. O nosso coração está em Deus.
Cel: Dêmos graças ao Senhor nosso Deus
R. É nosso dever, é nossa salvação

Cel: Senhor, Pai santo, Deus eterno e omnipotente. É verdadeiramente nosso dever, é
nossa salvação dar-Vos graças, sempre e em toda a parte, por Cristo Nosso Senhor.
Vós firmastes a nova aliança com o vosso povo, para que, pelo mistério redentor da
morte e ressurreição de Cristo, se tornasse participante da natureza divina e com Ele
herdeiro da glória celeste.
Como sinal da admirável riqueza espiritual desta aliança, estabelecestes o vínculo santo
do matrimónio, para que o sacramento nupcial nos revele o mistério inefável do vosso
amor. Por isso, com os Anjos e todos os Santos, proclamamos a vossa glória, cantando
numa só voz:

Santo
Santo, santo, santo é o Senhor, Hossana, hossana,
Deus do universo. hossana, nas alturas. (bis)
O Céu e a Terra
proclamam a vossa glória. Bendito é - aquele que vem
em nome do Senhor.

Cel: Vós, Senhor, sois verdadeiramente Santo, sois a fonte de toda a santidade.
Santificai estes dons, derramando sobre eles o vosso Espírito, de modo que se
convertam, para nós, no Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Na hora em que Ele se entregava para voluntariamente sofrer a morte, tomou o pão,
e, dando graças, partiu-o e deu-os aos seus discípulos, dizendo:
Tomai todos e comei: isto é o meu corpo que será entregue por vós.
De igual modo, no fim da Ceia, tomou o cálice e, dando graças, deu-o aos seus
discípulos, dizendo:
Tomai todos e bebei: este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança,
que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados.
Fazei isto em memória de mim.

Cel: Mistério da Fé.


R: Anunciamos, Senhor, a vossa morte, proclamamos a vossa ressurreição: Vinde,
Senhor Jesus!

Cel: Celebrando agora, Senhor, o memorial da morte e Ressurreição do vosso Filho,


nós Vos oferecemos o pão da vida e o cálice da salvação e Vos damos graças porque
nos admitistes à vossa presença para Vos servir nestes santos mistérios. Humildemente
Vos suplicamos que, participando no Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo
Espírito Santo num só corpo.
Lembrai-Vos, Senhor, da vossa Igreja, dispersa por toda a terra, tornai-a perfeita na
caridade, em comunhão com o Papa Francisco, o nosso Bispo Manuel Clemente e todos
os que estão ao serviço do vosso povo.
Lembrai-Vos destes novos esposos Inês e Miguel, que unistes em santo matrimónio; e
concedei-lhes os filhos que esperam da vossa bondade e a alegria de uma vida longa
e feliz.
Lembrai-Vos também dos nossos irmãos que adormeceram na esperança da ressurreição
e de todos aqueles que, na vossa misericórdia, partiram deste mundo: admiti-os na luz
da vossa presença.
Tende misericórdia de nós, Senhor, e dai-nos a graça de participar na vida eterna, com
a Virgem Maria, Mãe de Deus, os bem aventurados Apóstolos e todos os Santos que
desde o princípio do mundo viveram na vossa amizade, para cantarmos os vossos
louvores, por Jesus Cristo vosso Filho.
Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai Todo-Poderoso, na unidade do
Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.
R: Ámen.

Pai Nosso
Paz
Paz, Senhor, no céu e na terra Tu que fazes as coisas tão belas
Paz, Senhor, nas ondas do mar E lhes dás uma vida fugaz
Paz, Senhor, nas folhas que movem Põe, Senhor, Teu olhar sobre elas
Sem que o saiba a brisa ao passar E devolve aos Homens a Paz

Paz Senhor, Paz Senhor


Paz Senhor, Paz Senhor (bis)

Comunhão
Dar Mais
Se a tua voz trouxer mil vozes para Tu tens que dar um pouco mais do
cantar, que tens.
Vais descobrir mil harmonias belas Olhou p'ro céu, sentiu que a sorte
Que ao céu hão-de chegar. estava ali,
Fica mais rica a alma de quem dá, E com valor, foi conseguido tornar bom
Chega mais alto o hino O que até era mau.
de quem vive a partilhar! E grão a grão construiu o seu poder,
E pouco a pouco subiu
Tu tens que dar um pouco mais do a escadaria do amor.
que tens,
Tens que deixar um pouco mais do
que há, O tempo vai e de um rapaz um homem
Se vais ficar muito orgulhoso vê vêm,
bem, Sem medo vê,
Tens que te lembrar. Porque o destino vai em frente p'ra
És um grãozinho de uma praia servir o bem,
maior, É tão profunda a mensagem que
E deves dar tudo o que tens de chegou,
melhor, São tão seguras e largas
Para avaliar a tua alma há leis, as pontes que ele deixou.
Ação de Graças
Consagração a Nossa Senhora

Ó Senhora ó minha Mãe a minha boca, o meu coração


Eu me ofereço todo a Vós E inteiramente, todo o meu ser:
E em prova da minha devoção para E porque assim sou Vosso,
convosco ó incomparável Mãe
Vos consagro neste dia e para sempre, Guardai-me e defendei-me como coisa
os meus olhos, e propriedade vossa.
os meus ouvidos,

Oração depois da comunhão


Cel: Por este sacrifício de salvação, acompanhai, Senhor, com a vossa providência a
nova família por Vós instituída e fazei que estes vossos servos, unidos pelo vínculo santo
(e alimentados pelo mesmo pão e o mesmo cálice), vivam sempre na harmonia perfeita
do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na
unidade do Espírito Santo.

Benção Final
Cel: Deus Pai vos conserve unidos no amor, para que habite em vós a paz de Cristo e
permaneça sempre em vossa casa.
R. Amen.
Cel: Sede abençoados nos filhos, ajudados pelos amigos e vivei com todos em
verdadeira paz.
R. Amen.
Cel: Sede testemunhas do amor de Deus no mundo, socorrendo os pobres e todos os
que sofrem, para que eles vos recebam um dia, agradecidos, na eterna morada de
Deus.
R. Amen.
Cel:. E a vós todos, aqui presentes, abençoe Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito
Santo.
R. Amen.
Cel: Ide em paz eo Senhor vos acompanhe.
R. Graças a Deus.
Cântico final
Trocar o certo pelo incerto
Trocar o certo p’lo incerto Toma o meu sim, sonho o que
Para ir atrás de um sonho sonhas para mim.
E ser fiel, a Ti, Deus fiel,
E em Ti me abandonar. Olha os lírios, como crescem
Sem temor que os atormente.
Até pensavam que Tu estavas louco Tu busca o bem e verás que vem
Quando na cruz ganhaste a vida por A força p’ra avançar.
mim.
E eu que farei, por Ti, que voltas P’ra cada coisa há um tempo
darei Numa história que se escreve.
Para Te amar em sonhos grandes Há um tempo p’ra estar e outro p’ra
por Ti. deixar
Até diziam… P’ra trás o que já foi.
Até diziam que Tu estavas louco,
Ninguém sabia que amar era assim Não te prendas no futuro,
E eu que farei, toma o que tenho p’ra Sê fiel em cada passo.
dar Em cada manhã tu entenderás:
Tua força está em Mim.

Vem se a tua vida queres mudar


Vem, se a tua vida queres mudar Muda o que te rodeia
Vem, descobre a alegria de partilhar Incendeia os outros com a tua fé
Há um caminho, há um rumo, a seguir Ama quem mais te odeia
Ressuscitou este Homem que nos quer Aceita a chamada dAquele que é
guiar O caminho, a verdade e a vida para
Aproximou-se de nós para nos o Pai
resgatar Jesus, vida nova para o mundo,
Ele é o caminho, é o rumo, a seguir anunciai.