Você está na página 1de 2

ANDREA SUSANA CAICEDO FERNÁNDEZ

TÍTULO : CUANDO FUI PARA PORTUGAL

Texto de preparação para prova oral


Curso de Português II
Facultade de ciências humanas
Universidad Nacional de Colombia

BOGOTÁ
2018
Cuando fui para Portugal

A história que eu vou contar aqui, não é real (ainda) mas é baseada em o que eu tenho aprendido da
cultura portuguesa até agora :

Tinha estudado a língua portuguesa por uns meses quando eu resolvi viajar para Portugal.
Minha professora de português me tinha falado muito de seu país, da sua cultura e por tanto,
me tinha contagiado o seu interesse por este país europeu. Mais, ela tinha falado de tantas
festas populares, tantas tradições que agora eu não sabia qual era a melhor data para viajar
para Portugal, nem para qual cidade. Finalmente, eu resolvi viajar no mês de fevereiro para as
cidades onde há os carnavais et as festas populares mais importantes do Portugal. Primeiro,
cheguei a Torres Vedras, no sul do Portugal, para participar do Carnaval de Torres. Durante
três dias e três noites as ruas ficaram preenchidas do ambiente de folia, com as matrafonas,
os cabeçudos e os mascarados andando por toda a cidade. Realmente, é uma festa incrível.
Depois, eu fui a Ovar, uma cidade no centro do Portugal que têm um dos carnavais mais
concorridos do país e assim, eu percebi que por muito frio que esteja, os ovarenses não
deixam de festejar durante os carnavais !

Umas semanas depois, eu resolvi viajar para Lisboa no dia 10 de junho, que é o dia do
Portugal e da língua portuguesa, o que foi perfeito porque eu tive a oportunidade de ver os
desfiles. Mais tarde, eu fui à Avenida da Liberdade, onde eu pude apreciar a arquitetura,
especialmente as ruas decoradas com azulejos que são uma linda representação da
arquitetura do Portugal. Depois, quando tive fome eu lembrei que a professora nos aconselhou
não procurar os restaurantes, mais procurar as tascas que são menos caras e mais próximas
da experiência caseira portuguesa. Por tanto, eu fui a Zé Pinto, uma das melhores tascas de
Lisboa e isso foi uma ideia ótima porque había pratos típicos desde 6 euros ! Obviamente, eu
provei de todo ; o bacalhau cozido, o arroz de feijão, as sardinhas, o vinho verde !

Finalmente, no mês de julho viajei para Tomar, porque neste ano se festejava a Festa dos
Tabuleiros. Nesta festa todo o mundo participa para decorar as ruas e os tabuleiros com flores
e durante vários dias, os tomarenses festejam diferentes cortejos até chegar o último dia
quando se leva a cabo o Bodo, uma repartição dos pães e dos peixes por os pobres. Por fim,
tive uns dias mais para comprar alguns presentes para a minha família, então eu comprei um
abridor de garrafas do Galo de Barcelos porque este é um colorido símbolo do país com uma
história maravilhosa que eu vou contar outro dia porque não tenho mais tempo hoje. Em
resumo, eu voltei para Colômbia com muitas lembranças deste lindo país e por isso acho que
todo o mundo deveria visitar Portugal.

Interesses relacionados