Você está na página 1de 67

Biologia 11ºAno

TEMA IV GEOLOGIA

Unidade 3: Exploração sustentada de recursos geológicos

3.1Recursos geológicos. Recursos energéticos

3.1.1 Recursos geológicos.


Recursos e reservas

3.1.2 Recursos energéticos


não renováveis
Recursos Geológicos

Todos os bens naturais, de natureza geológica, existentes na crosta


terrestre e que são passíveis de aproveitamento.
Recursos Energéticos

Nas sociedades atuais, a produção e a utilização dos bens do dia-a-


dia requer energia.
Recursos Minerais

São recursos não renováveis de origem geológica: rochas industriais,


rochas ornamentais e minérios.
Recursos Hídricos

A água existe na Terra nos três estados físicos.

 No entanto, apenas uma pequena parte está disponível para o uso do


Homem.

Recursos hídricos
Recursos hidrogeológicos

Distribuição da água
na Terra
Recursos

A maioria dos recursos geológicos não são renováveis - geram-se na


natureza a um ritmo muito mais lento do que aquele a que são
consumidos pelo Homem.
Recursos

Exceção: água e calor interno da Terra  recursos renováveis: são


gerados na natureza a uma taxa igual ou superior àquela a que são
consumidos.
Recursos
Recursos e Reserva

Recurso – algo que se encontra disponível na Terra e que pode ser


utilizado em benefício da Humanidade.

Reserva – quando certos recursos geológicos apresentam uma


concentração no solo ou subsolo que permite a sua exploração lucrativa.
Recursos
Combustíveis fósseis

A maior parte da energia consumida pelas sociedades atuais é


proveniente dos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás natural).
Combustíveis fósseis

Recursos que se esgotam/gastam a uma taxa superior à que


se formam.
Combustíveis fósseis

O carvão, o petróleo e o gás natural são recursos energéticos não-


renováveis e que se aproximam rapidamente do esgotamento. A
energia que contêm está armazenada nas ligações químicas de
compostos orgânicos, sujeitos a complexas transformações ao longo de
grandes períodos de tempo.
Carvão

O carvão é principalmente utilizado em centrais termoeléctricas para a


produção de energia elétrica. O petróleo e o gás natural são utilizados
como combustíveis. O petróleo tem, ainda, numerosas utilizações
industriais.
Energia fóssil
Energia fóssil
Combustíveis fósseis – problemas ambientais
Efeito de estufa

A queima destes combustíveis liberta para a atmosfera grandes


quantidades de dióxido de carbono. O aumento deste gás na atmosfera
contribui para o aumento do efeito de estufa e, consequentemente, para
o aquecimento global do planeta.
Efeito de estufa Efeito de estufa
natural aumentado pelo Homem

Calor libertado Calor libertado


para o Espaço para o Espaço

Dióxido de carbono (CO2)


Vapor de água (H2O)
Metano (CH4)

Calor retido Calor retido


pela atmosfera pela atmosfera

Efeito de estufa - Consiste no aquecimento da atmosfera quando alguns dos seus gases
absorvem uma parte do calor emitido pela superfície do planeta, impedindo a sua perda
para o Espaço.
Efeito de estufa
Efeito de estufa
Chuvas ácidas

A queima destes combustíveis liberta para a atmosfera dióxido de


enxofre, que ao combinar-se com o vapor de água atmosférico, origina
ácido sulfúrico, o qual precipita como chuva ácida. A chuva ácida baixa o
pH do solo e dos cursos de água, provocando a morte de organismos e o
desequilíbrio dos ecossistemas.
Monóxido de azoto (NO)
Dióxido de enxofre (SO2)

Ácido nítrico (HNO3)


Ácido sulfúrico (H2SO4)

Chuvas ácidas - A queima de carvão e de petróleo, sobretudo pela indústria e pelos


transportes, liberta na atmosfera gases poluentes. Estes gases dissolvem-se na água e
formam compostos ácidos.
A morte dos peixes é provocada pela
diminuição do alimento e por problemas
na respiração e na reprodução

O rompimento da superfície cerosa A deterioração dos monumentos ocorre


das folhas expõe a planta ao gelo, pela dissolução dos materiais, sobretudo
às doenças e aos insetos calcários, pelas águas acidificadas.
Chuvas ácidas
Buraco do ozono

1979 1987 2006 2012

Destruição da camada de ozono - 90% do ozono atmosférico, formado por moléculas


com três átomos de oxigénio (O3), encontra-se na estratosfera, numa camada com
cerca de 10 km de espessura, a cerca de 25 km de altitude.

A camada de ozono absorve as radiações ultravioletas nocivas, evitando que estas


atingam a superfície terrestre e protegendo os seres vivos.
Os clorofluorcarbonetos (CFC) são compostos químicos criados pelo homem e
utilizados em aerossóis, líquidos de refrigeração, produtos de limpeza, materiais
isolantes ou embalagens.

Os CFC libertados deslocam-se Os radicais de cloro colidem O radical de cloro é libertado, ficando
para a estratosfera, onde a com a molécula de ozono, disponível para destruir outras
radiação solar cria radicais de criando monóxido de cloro e moléculas de ozono.
cloro. oxigénio molecular.
Contaminações – derrames de crude
A poluição da água afeta grandemente o equilíbrio dos ecossistemas. Mais de 70% da
superfície terrestre está coberta por água, correspondendo, na sua maioria, a mares e
oceanos. Grande parte dos materiais lançados ou vertidos nos ecossistemas terrestres
acabará, através dos rios, por ir parar ao mar.
Os derrames de petróleo são uma causa
de grandes catástrofes – as marés
negras.

?
Derrame de petróleo

Morte de organismos ?(plâncton,


invertebrados marinhos, peixes e aves)

?
Acumulação de produtos tóxicos nos seres vivos ?Fuga de animais
?
Contaminação das cadeias alimentares
Energia nuclear

A produção de energia nuclear baseia-se na fissão controlada do


elemento urânio em reatores nucleares. Esta reação liberta grandes
quantidades de energia sob a forma de calor; este calor é utilizado na
vaporização da água que, por sua vez, é usada para a produção de
energia elétrica.
Energia nuclear - desvantagens

Risco de acidentes com fuga de


radiações;
Produção de resíduos radioativos que
levantam problemas de tratamento e
armazenamento;
Poluição térmica da água;
Risco de ações terroristas.

Chernobyl
Desflorestação – A destruição dos habitats florestais, pelo corte massivo de árvores.
Funções gerais Produção de
madeiras
7,8
Valor económico %
das florestas 34,1
%

33,8
%

Outros produtos 9,3


%
3,7 11,2 Proteção solos e água
% %
Serviços de cultura Conservação da natureza

Num processo crescente de desflorestação, o planeta perdeu, de forma


permanente e completa, um terço da cobertura total de árvores, desde que a
agricultura começou, há 10 000 anos.
As florestas são
abatidas para o Grandes extensões são terraplanadas para a
aproveitamento de criação de pastos ou plantação de culturas.
madeiras.
A desflorestação diminui a quantidade de O2 e aumenta a de CO2, diminui a
precipitação e a capacidade de retenção de água, representa a perda de habitats
para milhares de espécies vivas e aumenta a degradação dos solos.
Libertação de calor
Evapotranspiração
Retenção de água
Erosão dos solos
Sem a cobertura vegetal, com raízes que seguram os solos, estes são facilmente
erodidos e arrastados para os cursos de água pelas chuvas. O solo diminui a sua
capacidade de fixar plantas e de reter água e o processo de desertificação avança.
A poluição dos solos é causada pela precipitação de poluentes atmosféricos e pela
receção de águas contaminadas.
uso agrícola de químicos

Eutrofização das águas

Contaminação dos solos e águas subterrâneas

Eutrofização - O excesso de nutrientes (nitratos e fosfatos) na água provoca o crescimento


exagerado de algas. Esta matéria orgânica acumulada vai consumindo o oxigénio da
água, matando os seres vivos do ecossistema aquático.
A alteração das características do solo devido à adição de produtos químicos,
associada a sistemas de rega inadequados e a uma evaporação intensa pode
conduzir à sua salinização.

Salinização - É o aumento da concentração de sais no solo tornando-o infértil e


impróprio para os seres vivos.