Você está na página 1de 4

TAREFA 3.

2 – Justificativa, Revisão de Literatura e Metodologia

1. TEMA

Projeto de Instalações Prediais de Prevenção e Combate a Incêndio.

1.1 Problema de pesquisa

Em quais Normas, Resoluções, Leis, Portarias e Decretos deve estar embasado um Projeto
de Instalações Prediais de Prevenção e Combate a Incêndio, para que ele garanta a proteção dos
usuários das edificações e preservação do patrimônio, proporcionando sua aprovação pelos órgãos
fiscalizadores?

2. OBJETIVO GERAL

Analisar e descrever a Legislação vigente no Estado de Pernambuco responsável pelo


estabelecimento dos critérios que devem ser adotados na elaboração de projetos de instalações de
prevenção e combate a incêndio para sua respectiva aprovação pelo órgão fiscalizador.

2.1 Objetivos Específicos

 Realizar uma revisão geral dos conceitos sobre fogo e incêndio, bem como suas causas,
classes e formas de extingui-lo;
 Abordar os maiores incêndios no Brasil e suas consequências;
 Relatar a importância da elaboração de um Projeto de Instalações de Prevenção e Combate
a Incêndio para garantir a preservação da edificação e segurança dos usuários;
 Analisar a legislação brasileira de segurança e prevenção a incêndio vigente, com ênfase
no Estado de Pernambuco;

3. JUSTIFICATIVA

Com a aprovação recente da Lei Federal nº 13.425 (2017), que estabelece diretrizes gerais
sobre medidas de prevenção e combate a incêndio em edificações, estendendo a responsabilidade
de fiscalização dos projetos e realizando exigências às instituições de ensino superior e conselhos
de engenharia e arquitetura, será cada vez maior a demanda pela elaboração de projetos nessa área,
TAREFA 3.2 – Justificativa, Revisão de Literatura e Metodologia

seja para as novas edificações, seja para regularização das obras inadimplentes, o que torna para
mim tão importante trabalhar com esse tema.
Além do mais, visto que a elaboração do plano de prevenção contra incêndio se faz de
necessário para qualquer tipo de edificação a fim de, primeiramente, proteger a vida e integridade
dos seus usuários e preservar o patrimônio, é de grande relevância estudar os critérios e exigências
da legislação brasileira que devem ser adotados na elaboração de projetos de prevenção e combate
a incêndio e sua respectiva aprovação pelos órgãos fiscalizadores.

4. REVISÃO DE LITERATURA

A definição de fogo se resume a ocorrência de uma reação química de combustão, gerando


luz e calor. Enquanto que incêndio é o fogo sobre o qual não se tem controle (NBR 13860, 1997).
Segundo Bentrano (2011), para ocorrer o fogo são necessários quatro elementos: combustível,
comburente, ignição e reação em cadeia, o chamado tetraedro do fogo. Sendo que as fontes de
ignição mais comuns num incêndio são superfícies aquecidas, chamas, fagulhas, centelhas e raios.
Até a década de 1970 a segurança contra incêndio, no Brasil, era função do corpo de
bombeiros e não havia uma preocupação com prevenção de sua propagação, além do mais, a
legislação sobre esse tema ainda era muito escassa. Com o crescimento das cidades e das
edificações e uma sequência de acontecimentos envolvendo incêndios houve mudança nesse
quadro (SEITO et al., 2008).
As consequências que os incêndios trazem à sociedade são notórias: ocorrem perdas
sociais, econômicas e humanas. Segundo Bentrano (2011), o maior incêndio registrado no Brasil,
com perdas de vidas, foi o ocorrido no Gran Circo Norteamericano, em 1961 no Rio de Janeiro,
que deixou 250 mortes e 400 feridos. Já o mais recente, que causou o maior desastre no Rio Grande
do Sul, aconteceu em 2013 na Boate Kiss, deixando 242 mortos e 680 feridos.
Segundo estudos realizados, no período de 2011 a 2013, o Estado de Pernambuco registrou
pouco mais de 15 mil incêndios atendidos pelo Corpo de Bombeiros, sendo que a maior parte
(32,67%), cerca de 4.903 casos, correspondeu a incêndios em edificações (CORRÊA et al., 2015).
As exigências das medidas de segurança contra incêndio nas edificações visam proteger a
vida e integridade dos usuários; prevenir e combater a propagação de incêndios, reduzindo danos
ao meio ambiente e ao patrimônio; proporcionar meios para controle e extinção de incêndios; e
auxiliar a atuação do Corpo de Bombeiros ou entidades locais, ao manter as condições necessárias
TAREFA 3.2 – Justificativa, Revisão de Literatura e Metodologia

às operações voltadas para o adequado atendimento das medidas de segurança contra incêndio
(SILVA, 2015). Para atingir esses objetivos, atualmente, em cada estado brasileiro existe uma
legislação específica, composta por Normas Técnicas, Leis, Portarias e Resoluções do Corpo de
Bombeiros, a qual norteia e orienta a elaboração dos projetos de prevenção e proteção contra
incêndio.
Existem também a legislação municipal e nacional, mas vale ressaltar que que a legislação
estadual tem grande força no país, uma vez que a própria Constituição Federal, em seu art. 144, §
6º, subordina as polícias militares e os corpos de bombeiros militares aos Governadores dos
Estados (BRASIL, 1988).

5. METODOLOGIA

O trabalho proposto consiste em uma revisão bibliográfica acerca do tema “Projeto de


Prevenção e Combate a Incêndio”, e foi elaborado com base em artigos, livros e resenhas de
diversos autores, bem como consultas a normas, leis e decretos.
Quanto à abordagem do problema, a pesquisa tem caráter qualitativo, uma vez que envolve
uma abordagem interpretativa do mundo, o que significa que seus pesquisadores estudam as coisas
em seus cenários naturais, tentando entender os fenômenos em termos dos significados que as
pessoas a eles conferem (DENZIN; LINCOLN, 2006).
Creswel (2007) aprofunda mais um pouco sobre a abordagem qualitativa, apresentando
outras características, tais como: o ambiente natural é a fonte direta de dados e o pesquisador, o
principal instrumento; os dados coletados são predominantemente descritivos; há o interesse do
pesquisador ao estudar um determinado problema para verificar a forma que ele se manifesta nas
atividades cotidianas; e a análise dos dados tende a seguir um processo indutivo.
Assim, essa pesquisa fornecerá uma forma adequada de se conhecer a natureza de um
fenômeno social relevante, neste caso, a questão da segurança e prevenção de incêndios em
edificações. Isso será feito através da coleta de dados na realidade pesquisada, livros, artigos e toda
a legislação brasileira que trata do referido tema para, posteriormente, serem analisados
(MINAYO, 2007).
Quanto aos seus objetivos, a pesquisa tem caráter descritivo, pois pretende descrever os
fatos e fenômenos de determinada realidade (TRIVIÑOS, 1987). Neste trabalho, trata-se de uma
TAREFA 3.2 – Justificativa, Revisão de Literatura e Metodologia

pesquisa que busca expor a todo embasamento teórico da legislação brasileira que deve ser
observado para a elaboração de projetos de instalações prediais de prevenção e combate a incêndio.
Para desenvolver a coleta de informações será realizada uma revisão de literatura, buscando
caracterizar a legislação a respeito do tema em estudo no âmbito federal, estadual e municipal.
Como a pesquisa será voltada para o Estado de Pernambuco, existirá um cuidado especial em
verificar as normas legais desse estado, normas emitidas pelo corpo de bombeiros, bem como
trabalhos acadêmicos semelhantes. Dessa forma, a pesquisa é caracterizada como bibliográfica,
em relação aos procedimentos técnicos que serão utilizados para desenvolvê-la.
Por fim, será realizado a análise das informações obtidas através do estudo de todo o
material obtido na pesquisa bibliográfica, separando-se a legislação de acordo as competências
(municipal, estadual e nacional), interpretando e discorrendo sobre a função de cada norma legal
exigidas nas instalações de prevenção e combate a incêndio.