Você está na página 1de 7

JORNAL DA ALERJ

A S S E M B L É I A L E G I S L AT I VA D O E S TA D O D O R I O D E J A N E I R O
Ano V N° 164 – Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007

Vale o que
está escrito

 NESTE NÚMERO Leis e projetos apresentados pelos deputados divulgam direitos


conquistados pelos cidadãos e os canais que eles têm para reclamá-los

N
Deputados
buscam saídas
para a crise do gás ão basta aprovar as leis que instrumento eficaz do exercício de cidadania
PÁGINAS 4 e 5 mudam a vida do cidadão. É de- e de fortalecimento das instituições”, afirma
ver dos parlamentares, também, o deputado Mário Marques (PSDB), autor de
Comissão certifica divulgá-las para que estes direitos sejam co- dois projetos de lei que obrigam a divulgação
empresas que nhecidos pela população. Com este objetivo, de informações para idosos: um direcionado às
garantem a os deputados da Assembléia Legislativa do repartições públicas estaduais, para que elas
acessibilidade Estado do Rio de Janeiro aprovaram em 2007 divulguem telefones úteis de atendimento a
PÁGINA 10 seis leis que obrigam a afixação de cartazes crianças, adolescentes e idosos e outro para as
em locais de grande circulação, como lojas, concessionárias de transportes coletivos, para
O jeito simples estações de barcas, recepção de hotéis e em que elas afixem cartazes com os telefones úteis
de João Peixoto, clínicas para alertar sobre a legislação em vi- de atendimento aos maiores de 60 anos.
que conquistou gor e anunciar os telefones disponíveis a que Nesta edição, além de apresentar um
a população o cidadão pode recorrer. Outros sete projetos resumo destes projetos, o JORNAL DA
PÁGINA 12 tramitam na Casa com este propósito. “O ALERJ foi conferir se algumas leis em vigor
acesso às informações não só é um direito cons- estão sendo cumpridas.
titucionalmente garantido, como também um PÁGINAS 6, 7 e 8
2 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 3

FRASES CONSULTA POPULAR EXPEDIENTE


DESENVOLVIMENTO

“ A Comissão
de Defesa do
Consumidor não
 No Rio de Janeiro existe alguma delegacia
especializada no atendimento aos idosos?*
* Pergunta respondida com freqüência pela comissão.

tem como ser contra


esse projeto, que No Disque-Idoso (0800
ALERJ
vem numa hora
muito oportuna
para combater
a competição
Deputado
Mário
Marques
23 91 91) nossos atendentes
recebem, além de pergun-
tas como esta, denúncias de
maus-tratos, queixas de abuso
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Presidente
Investindo no futuro do País Camila de Paula

desenfreada dessas (PSDB) físico, exploração econômica Jorge Picciani Frente lutará pela criação
fornecedoras de e abandono. O serviço fun- 1ª Vice-presidente de um Fundo estadual da
serviços, que ciona em conexão direta com
Coronel Jairo
Criança e do Adolescente
2º Vice-presidente

O
acabam combinando a Comissão Permanente da Gilberto Palmares NATALIA A LVES
preços iguais  A Comissão Perma- Criança, do Adolescente e do 3º Vice-presidente
Pedro Fernandes
para esfolar o nente da Criança, do Ado- Idoso da Alerj. Além destes líder do Governo na Assem-


4º Vice-presidente
consumidor lescente e do Idoso da Alerj dois canais com a Alerj, o Gerson Bergher
bléia Legislativa do Rio, de-
recebe inúmeras ligações cidadão também pode ser 1ª Secretária
putado Paulo Melo (PMDB),
Cidinha Campos (PDT), sobre
o projeto de autoria do deputado fazendo este tipo de con- atendido pessoalmente. Desde Graça Matos lançou, no dia 30 de novembro, a Frente
Pedro Fernandes (DEM) que obriga sulta. Sim, a Delegacia de julho, a comissão dispõe de 2º Secretário Parlamentar Suprapartidária em Defesa
as empresas de telefonia celular a Zito
utilizarem o preço dos aparelhos pós- Atendimento e Proteção ao um local para o atendimento da Cidadania de Crianças e Adolescentes
3º Secretário
pagos como base nas promoções para Idoso funciona, de segunda das reclamações, localizada na Dica
Fluminenses. A solenidade realizada no
troca por outro aparelho.
a sexta-feira, das 8h às 17h, sala 402 do Palácio Tiradentes. 4ª Secretário
Plenário Barbosa Lima Sobrinho atendeu
na Rua Senador Pompeu, s/n, Uma equipe de estagiários, uma solicitação feita pelo presidente do

Fabio Silva
Ficamos muito na Central do Brasil, e os coordenada por uma advoga- 1a Suplente Conselho Estadual de Defesa da Criança O deputado Paulo Melo (à dir.) presidiu a sessão sugerida pelo desembargador Siro Darlan
felizes de ver telefones para contato são: da, presta auxílio jurídico e Renata do Posto
e do Adolescente (Cedca), desembargador (à esq.), que reuniu parlamentares e promotores em torno da criação do fundo
uma cidade do 3399-3181/3182. Mas, além ajuda a solucionar os proble- 2 o Suplente
Siro Darlan. “O Estatuto da Criança e do
Armando José
interior preocupada de passar esta informação mas trazidos por idosos de Adolescente está completando 17 anos e, como contra eles”, destacou Darlan. O a falta de oportunidades é que impõe
3º Suplente
com a literatura, ao cidadão, costumamos res- todos os municípios do estado Pedro Augusto mesmo assim, ainda não foi implantada desembargador entregou aos parlamen- essa condição”, afirmou a parlamen-
com a cultura e saltar que qualquer delegacia das 10h às 18h. As queixas são 4º Suplente uma política pública sobre o tema. Ainda tares presentes as deliberações tiradas tar, acrescentando que não adianta
implementando um tem a obrigação de prestar devidamente encaminhadas Edino Fonseca
não temos o Fundo Estadual da Criança da 6° Conferência Estadual da Criança e retirar essa parcela da população das
projeto como esse

Inês Pandeló (PT), parabenizando a
um atendimento diferenciado
em favor da pessoa idosa.
para outros órgãos, tais como
a Defensoria Pública. JORNAL DA ALERJ
Publicação quinzenal
e do Adolescente aqui no Rio. Em São
Paulo, esse fundo arrecada R$ 3,5 mi-
do Adolescente, que aconteceu durante
o ano em vários municípios do estado,
ruas e apenas depositá-la em abrigos
e instituições “decadentes”. “Aprisio-
Prefeitura e a Secretaria de Educação do Departamento de lhões por ano e o Rio está deixando de com sugestões de políticas públicas para ná-los em locais insalubres nunca foi
de Quatis pela realização da 1ª Bienal
de Literatura, Cidadania, Artes, Letras,  Deputado, freqüentemente tenho ouvido falar Comunicação Social da
Assembléia Legislativa do
obter recursos”, declarou o parlamentar. o setor, sendo uma delas a de criação do a solução. É necessário criar políticas
Textos e Contextos, na cidade. sobre o biodiesel, mas não sei bem do que se tra- Estado do Rio de Janeiro O desembargador Siro Darlan considerou fundo. “Assim que for criado esse fundo, públicas para oferecer condições de
ta. Você, como presidente da Comissão de Minas e o lançamento um marco na defesa das qualquer cidadão poderá ter a sua doa- dar a esse cidadão uma estrutura
Rafael Wallace
Energia, pode me explicar? Jornalista responsável crianças e adolescentes no estado e ressal- ção descontada do imposto de renda. O melhor”, apontou. A promotora Leila
Fernanda Pedrosa (MT-13511)
Maria de Lourdes - Rio das Ostras tou que o rápido atendimento à proposta lançamento desta frente suprapartidária Machado informou que só agora o Ter-
de combustível tem crescido feita ao líder do Governo para a criação da busca a conscientização das autoridades mo de Ajustamento de Conduta (TAC),
Coordenação: Geiza Rocha
muito e a necessidade de re- frente demonstra a importância do tema e das representações políticas do estado assinado, em 2006, entre o MP e a
duzir a poluição ambiental deu e a prioridade que a Alerj dá à busca de em benefício daqueles que não têm ne- governadora Rosinha Garotinho, para a
Reportagem: Everton Silvalima,
Deputado um impulso importante para Luciana Ferreira e Fernanda Porto
soluções para este problema. nhum representante a não ser a própria reestruturação do Departamento Geral
Glauco o uso do biodiesel, que gera “Essa frente representa uma interli- sorte”, comentou o peemedebista. de Ações Socioeducativas (Degase)
Lopes alternativas de empregos para Estagiários: Ana Beatriz Couto,
gação entre os anseios dos conselhos de A presidente da Comissão de Defe- está sendo cumprido. “Já avançamos
(PSDB) muitos brasileiros. Você sabia Bruno Fernandes, Camila de Paula, direitos e os parlamentares que represen- sa da Pessoa Portadora de Deficiência, bastante na questão, mas sabemos


Carla Boechat, Fabiano Veneza,
Quando se inibe que ele já substitui o óleo Karina Moura, Marcela Maciel,
tam a população. Queremos a inclusão da deputada Sheila Gama (PDT), lembrou que o problema não será resolvido em
um comércio dessa diesel de petróleo em alguns Natalia Alves, Sérgio Jardim, criança no orçamento público, e a adesão que é necessário garantir os direitos apenas um ano. É realmente necessário
natureza num raio  Lourdes, a palavra tipos de motores automotivos? Zô Guimarães
dos 70 parlamentares da Alerj para ga- de todas as crianças e adolescentes do que novas políticas sejam estabeleci-
de 900 metros em biodiesel passou a ser mui- Na cidade do Rio, por exem- Fotografia: Rafael Wallace rantirmos o direito à convivência familiar estado, inclusive daquelas que são por- das e repassadas a todos os próximos
uma cidade pequena to utilizada nesses últimos plo, onde existem milhares Diagramação: Daniel Tiriba
e comunitária, além dos direitos dos tadoras de deficiência. “Sabemos que governos”, concluiu a promotora.
em que existe uma anos. O biodiesel nada mais de ônibus circulando pelas adolescentes em conflito com a lei. Cada a inclusão social e educacional desses A criação da frente já recebeu o
Telefones: (21) 2588-1404/1383
escola, isso abrange é que um combustível biode- ruas, o Governo do estado Fax: (21) 2588-1404
parlamentar tem que ser um parceiro da cidadãos ainda não é uma realidade. apoio de 26 parlamentares, dentre eles
todo o centro da gradável fabricado de fontes já fez com que parte deles Rua Primeiro de Março s/nº sala 406 criança e do adolescente fluminenses. Eles também estão abandonados pelo os deputados Paulo Ramos (PDT) e


CEP-20010-090 – Rio de Janeiro/RJ
cidade renováveis como sementes passasse a poluir menos com Email: dcs@alerj.rj.gov.br
Dessa forma, vamos evitar atos de vio- poder público. Sempre lembro que Mário Marques (PSDB), que estiveram
de mamona, dendê, girassol, o uso do biodiesel como com- www.alerj.rj.gov.br lência tanto praticados por adolescentes ninguém nasce bandido ou traficante, presentes na solenidade.
Geraldo Moreira (PMN), sobre o
projeto de lei do deputado Natalino babaçu, amendoim, pinhão, bustível. É por isso que posso Impressão: Gráfica da Alerj
(DEM), que proíbe a venda de bebidas soja e muitos outros. O in- afirmar que os benefícios do Coordenação: Leandro Pinho
alcoólicas e produtos fumígeros nas Montagem: Bianca Marques e
proximidades de estabelecimentos de teresse pelo uso deste tipo biodiesel são vários. Rodrigo Graciosa
ensino fundamental e médio.
Tiragem: 2 mil exemplares
Dúvidas, denúncias e reclamações: 0800 22 00 08
4 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 11
5

Fabiano Veneza
ENERGIA
Benjamin Earwicker
nova crise e pensar na possibilidade de
também usar o GLP como alternativa de
abastecimento. “O interesse do Rio deve
ser colocado à frente de qualquer situa-
ção. O prejuízo tem sido grande. Estamos
saindo daqui com a impressão de que
vai faltar gás no futuro. Pelo visto, daqui
a 10 anos, estaremos discutindo o mes-
mo assunto”, ressalvou o presidente da
Comissão de Trabalho, Legislação Social
e Seguridade Social, deputado Paulo Ra-
mos (PDT). O presidente da Comissão de
Assuntos Municipais, deputado Rodrigo
Neves (PT), foi mais otimista e ressaltou
Representantes das empresas envolvidas, do fórum e parlamentares lotaram o plenário a importância do diálogo para solucionar
a questão. “Temos concretamente um
Estado de alerta teve início em outubro desafio, um problema que precisa ser
resolvido com equilíbrio e diagnóstico

Saídas para A idéia de que pode existir uma crise no fornecimento de gás para o estado
surgiu depois que a Petrobras, por força de uma liminar exigindo abastecimen-
to para uma usina privada no Mato Grosso, enviou uma quantidade menor de
preciso e técnico, e temos certeza de
que deste diálogo sairão iniciativas
concretas e objetivas para apontar uma

a crise do gás
combustível para o Rio, no dia 30 de outubro. A possibilidade de crise mobi- perspectiva para os trabalhadores do
lizou os deputados da Alerj. E não é difícil entender o porquê. Responsável Rio”, afirmou Neves. Já o presidente da
por 48% das reservas de gás natural da federação, o Estado do Rio possui 450 Comissão de Meio Ambiente, deputado
postos de gás natural veicular. Além disso, 42% da frota nacional movida a André do PV, preferiu se ater ao que cha-
gás estão no estado. “Se o território do Rio fosse um País, teríamos a segunda mou de “beneficiamento”, por parte da
maior frota mundial, pois estamos bem próximos da frota européia. A Europa, Petrobras, ao atender melhor São Paulo
Petrobras garante nizar todos os lados envolvidos”, afirmou. dificuldades com o abastecimento, isso como um todo, tem 660 mil veículos. Só no território fluminense existem 620 em detrimento do Rio.
abastecimento para o estado Organizado pelo Fórum Permanente de quer dizer que o resto do País já estará mil veículos, dos quais 31 mil são táxis convertidos a gás”, compara o deputa- Os projetos que atenuariam a crise do
e Alerj decide votar aumento Desenvolvimento Estratégico do Estado completamente desatendido”, comparou do Glauco Lopes, acrescentando ainda que 46 mil empregos são gerados pelo gás no estado haviam entrado em pauta
de ICMS para termelétricas do Rio de Janeiro Jornalista Roberto Ma- Foster, para informar que, já em janeiro mercado de gás. no dia 13 de novembro, mas foram retira-
rinho e por seis comissões permanentes de 2008, um gasoduto trará 14 milhões de Esses números também foram reiterados pela representante da Petrobras na dos a pedido da ministra da Casa Civil,

B
E VERTON S ILVALIMA da Alerj, o evento lotou o Plenário Barbosa metros cúbicos de gás por dia do Espírito cerimônia, a diretora Maria das Graças Foster. Ela revelou que o gás representa Dilma Roussef, para serem melhor discu-
Lima Sobrinho para discutir os projetos Santo para o estado. Para Armbrust, a 9,6% da matriz energética brasileira hoje. “O gás brasileiro é associado, ou seja, tidos. Para a presidente da Comissão de
uscar saídas para evitar uma de lei sobre o assunto que tramitam na crise ainda é iminente, mas ele apostou é produzido nos campos de petróleo, e o Estado do Rio é o maior produtor de pe- Defesa do Consumidor da Alerj, deputada
crise de abastecimento de gás Casa – há ainda o projeto de lei 1.083/07, na aprovação dos projetos que tramitam tróleo do Brasil”, afirmou. Foster explicou, ainda, que a relação entre oferta Cidinha Campos (PDT), é importante que
no estado. Foi esta motivação assinado por 21 deputados, que diz caber na Alerj como forma de tentar solucionar e demanda no mercado nacional para o gás é “muito justa”: do a Assembléia coloque o texto em pauta.
que uniu deputados federais e estaduais, o ao estado explorar o serviço de gás cana- o problema. A apresentação dos projetos volume produzido, são 71,02% de demanda contra “Temos como resolver isso aqui, porque
secretário de Estado de Desenvolvimento lizado em seu território. também foi saudada pelo presidente do 71,06% de oferta. “As diferenças nos dias quem pode comandar essa questão no
Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Segundo Luiz Paulo, o aumento da Sindicato dos Metalúrgicos do Rio, Mário de produção de petróleo trazem também estado é a Alerj. Esse projeto, que saiu
Júlio Bueno, a diretora de Gás e Energia alíquota de ICMS nas operações com gás Ramos. “É preciso que esses projetos uma diferença na produção de gás. daqui, foi apenas adiado, mas temos que
da Petrobras, Maria das Graças Foster, o natural utilizado por termelétricas repre- sejam aprovados, pois eles têm um signi- Existem dias em que temos mais e nos empenhar para votá-lo o mais rápido
presidente da CEG, Bruno Armbrust, pre- senta uma tentativa de atenuar a crise. ficado muito grande para nós. Esta Casa, dias em que temos menos gás, uma possível”, frisou a pedetista, referindo-se
feitos, presidentes de câmaras municipais, “As termelétricas usam o gás porque ele sempre que precisamos, esteve a favor da diferença significativa quando se ao texto que define que a distribuição de
além de representantes de sindicatos de está subsidiado e não incide alíquota de tem oferta e demanda apertadas”, gás canalizado deverá ser determinada


taxistas, de metalúrgicos e das indústrias ICMS sobre ele. O que estamos fazendo assume a diretora. pelo estado e feita aos hospitais, escolas,
O Rio tem quase a metade da
de reparação de veículos e acessórios, no com a taxação é tentar abrir o mercado residências, comércio, postos de GNV,
frota nacional de veículos que
último dia 29 de novembro, na Alerj. Na e tornar o gás um produto que concorra indústrias petroquímica e unidades
usa o Gás Natural Veicular. Por
ocasião, o presidente da Casa, deputado com qualquer outro combustível, como de que o fornecimento de 7,5 milhões “Temos que discutir, todos, um pacto de produção de gás natural, refinarias
isso é importante continuarmos


Jorge Picciani (PMDB), anunciou que colo- o óleo diesel, o álcool e o Gás Liqüefeito de metros cúbicos de gás por dia para nacional de utilização do gás natural”, e usinas termelétricas, nesta ordem,
vigilantes
caria o projeto de lei 1.073/07, de autoria do de Petróleo (GLP), e evitar que ele seja o estado seja mantido, bem como se propôs o secretário. e que ainda não tem data para entrar
deputado Luiz Paulo (PSDB), que fixa em usado sem parcimônia por essas terme- estabeleça uma taxa de crescimento O presidente da Comissão de Minas na pauta. “De acordo com a diretora da
35% a alíquota de ICMS em operação com létricas”, explicou. Deputado Jorge Picciani (PMDB) que nos possibilite um lastro em caso e Energia da Alerj, deputado Glauco Lo- Petrobras, não é a empresa que manda
gás natural utilizado por termelétricas, em Antes de a tribuna ser usada pelos de crise”, sugeriu o representante do pes (PSDB), apresentou números sobre cortar o gás das residências. Ela tem
pauta na semana seguinte. “O Rio, com convidados, a diretora da Petrobras re- nossa visão de trabalho”, declarou. Governo do estado, que pretende liderar o tema e sugeriu ao Governo que esta- um contrato. Se há um volume de gás,
600 mil carros movidos a Gás Natural velou que, até o final de 2008, o Rio irá Em seu discurso, o secretário Bueno reuniões permanentes para discutir o beleça diretrizes e políticas estaduais ela fornece gás e a CEG estabelece a
Veicular (GNV), tem quase a metade da contar com dispositivos que possibili- avaliou que a Petrobras cometeu “erros assunto com o Ministério das Minas e que possam atender as necessidades da prioridade. Se for este o caso, nós, que
frota de veículos que usam o combustível tarão a chegada de mais 37 milhões de e equívocos estratégicos” que levaram Energia, a Petrobras, a Agência Nacional sociedade. Para o presidente da Comis- temos uma posição acerca do que seja
no País. Por isso, é mais do que importante metros cúbicos de gás por dia no estado. o estado a ter sua oferta de gás reduzi- de Energia Elétrica (Aneel), o Operador são de Economia, Indústria e Comércio prioritário, nos prepararemos para votar
que continuemos vigilantes quanto a essa “Conseguiremos isso através do forta- da no dia 30 de outubro. “Gostaria, no Nacional do Sistema (ONS), além dos da Casa, deputado André Corrêa (PPS), este projeto, mas não acho que devemos
questão, sempre buscando ouvir e harmo- lecimento da malha. Se o Rio vier a ter entanto, de ter a garantia da companhia demais estados e os consumidores. a Petrobras teria que se antecipar a uma votar ainda”, ressaltou Picciani.
6 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 7

CAPA

Garantia de acesso à informação


Fotos: Fabiano Veneza
Sanção de textos que obrigam a afixação O morador da Ilha de Paquetá 0800 28 270 60”. “A aprovação é mais um avanço do estado para
de cartazes estimula a divulgação dos Marco Antônio Machado reclama aperfeiçoar o Código de Defesa do Consumidor. Esta medida é
direitos do cidadão e dos instrumentos que a divulgação dos horários muito importante para garantir os direitos dos cidadãos, e para
que eles possuem para fazer valer as leis ainda não ocorre de forma regular o fortalecimento do Rio”, reflete o parlamentar.

E
A iniciativa foi adotada pelo Governo, que pôs na praça uma

S
V
campanha educativa, com a atriz Glória Pires como protagonista,

A-
para lembrar aos consumidores a importância da nota fiscal, uma
E VERTON S ILVALIMA E NATALIA A LVES
vez que traz mais recursos para o estado aplicar, principalmente,

R
em Educação e Saúde. É o que garante o subsecretário-adjunto

P
ocê costuma ler cartazes afixados nas dos Direitos do Consumidor, José Teixeira Fernandes: “Temos

M
paredes de lojas, estações das barcas e deficiência de fiscais e, no momento, estamos realizando uma

CU
recepções de hotéis? E informações que campanha para garantir a renovação de matrícula nas escolas
constam em viaturas e cabines policiais? do estado. Mas, ainda este ano, vamos cuidar do cumprimento
Não? Então, pode estar deixando de ter dessa lei, visitando lojas e estabelecimentos comerciais numa
acesso a alguns de seus direitos que se transformaram em leis grande operação”, assegura, lembrando que o Governo dispõe do
e que tiveram origem nas reclamações que a população fez che- Disque-Procon (1512) e de um telefone de denúncias (2299-2502)
gar aos deputados da Alerj. “É obrigação do poder público zelar para averiguar casos de desrespeito ao consumidor.
pelos direitos do cidadão. A divulgação da legislação existente O deputado Comte Bittencourt (PPS) também teve um projeto
permite ao usuário batalhar pela garantia de que ele não será voltado para melhor informar a população transformado em lei.
lesado e que, quando necessário, fará valer a sua voz”, define De acordo com o texto, a concessionária Barcas S.A. terá que
o deputado Altineu Côrtes (PT), autor de um projeto de lei que disponibilizar aos usuários, com antecedência, panfletos com
obriga empresas de transporte aquaviário a divulgar o benefício os horários de chegada e partida das embarcações. “Os folhetos
do seguro para casos de acidente. Mas, ao contrário de Côrtes, Anote e exija: terão que ser distribuídos pela empresa bem antes dos horários
cujo projeto ainda tramita na Casa, outros parlamentares já das partidas, o que dará ao consumidor o poder de cobrar pelo
tiveram suas idéias transformadas em lei. Lei 5.108/07, deputado Comte Bittencourt (PPS) – obriga que está escrito”, pondera o parlamentar. A empresa diz estar
O deputado Pedro Paulo (PSDB) teve sancionada pelo governador concessionárias de serviços aquaviários a publicar o quadro de se adequando à lei e listou as estações onde os dados já são
horários de partida das embarcações, divulgando-o com uma
Sérgio Cabral lei de sua autoria que determina a divulgação dos semana de antecedência por meio de panfletos. disponibilizados. Os usuários reclamam.
telefones e sites das corregedorias e ouvidorias nas viaturas e ca- “Sofremos muito com a falta de informação. O principal be-
bines ou postos de atendimento das polícias Civil e Militar. “Nosso Lei 5.018/07, do deputado Paulo Melo (PMDB) – obriga os nefício dessa lei é a divulgação dos horários, dando-nos maior
objetivo é divulgar o canal de denúncia contra a má atividade policial. estabelecimentos comerciais, industriais e prestadores de serviços segurança. Ficamos perdidos com as constantes mudanças de
Muitas pessoas são extorquidas em blitzes, vão a delegacias e não a afixar cartazes junto aos caixas registradores, sobre a necessidade horário e, com os panfletos e cartazes, poderemos cobrar”, res-
de se exigir a nota fiscal. O descumprimento acarretará multa de
conseguem registrar queixa por conta da falta de trato policial. Essas 200 Ufirs (R$ 348). saltou Monique Teles, moradora de Niterói. O problema de atraso
pessoas poderiam se utilizar desse serviço. O telefone da corregedoria nas barcas também afeta os moradores de Paquetá. “Pela manhã
existe para que o cidadão denuncie o policial que teve um desvio de Lei 5.097/07, do deputado Pedro Paulo (PSDB) – obriga os só temos três horários de saída das barcas e quem perde a barca
conduta e o da ouvidoria, para denúncias de mau funcionamento da postos de patrulhamento e as viaturas das polícias Civil e Militar, de 10h30 só consegue voltar para casa às 13h30”, informa Marco
corporação policial como um todo”, explica. a expôr, de forma legível, os telefones e os sites da Ouvidoria e da Antônio Machado, que vive na ilha. A concessionária enfatiza
Corregedoria dos respectivos órgãos.
Através de suas assessorias de imprensa, as polícias comen- que as estações Paquetá, Charitas, Cocotá e Praça XV (embarque
taram que se preparam para se adequar à lei, mas admitiram Lei 5.120/07, do deputado Alessandro Calazans (PMN) Charitas) têm quadros com o horário de funcionamento – mesmos
que os sites em questão estão em manutenção. A Polícia Militar – determina que os estacionamentos pagos de shoppings e su- quadros que seriam instalados, ainda em novembro, no embarque
afirmou, ainda, que suas viaturas já contam com o número 190 permercados tenham impresso nas boletas o período de tolerância Niterói e Rio das estações Praça XV e Niterói. Além disso, a Barcas
adesivado para atendimento à população. “É importante que (gratuidade) a que faz jus o usuário. S.A. disse que as informações sobre horários das linhas podem
esses números sejam divulgados e não podem existir desculpas Lei 5.123/07, do deputado Pedro Fernandes (DEM) – obriga ser consultadas no site www.barcas-sa.com.br ou por meio do
de que o site está em manutenção ou que já existe o 190. O hotéis, motéis, pousadas e pensões a afixar cartaz informando ser telefone 4004-3113.
Governo está aí para isso. Não há por que essa divulgação não proibida a hospedagem de criança ou adolescente desacompanhada As outras três leis aprovadas este ano são dos deputados Pedro
estar acontecendo ainda”, argumenta o tucano. de seus pais ou responsáveis. O não-cumprimento acarretará para Fernandes (DEM), Alessandro Calazans (PMN) e Graça Pereira
Outra lei que ganhou as ruas e pode ser vista em cartazes em o estabelecimento uma multa de mil Ufirs (R$ 1.740). (DEM). Fernandes exige afixação de cartazes em hotéis, motéis,
lojas, shoppings, fábricas e afins surgiu de um projeto do deputado Lei 5.119/07, da deputada Graça Pereira (DEM) – obriga os pousadas e pensões com informações sobre a proibição de hospe-
Paulo Melo (PMDB). Ela obriga estabelecimentos comerciais, in- consultórios médicos e dentários a afixar cartazes informando que dagem de criança ou adolescente desacompanhados dos pais ou
dustriais e prestadores de serviços a disponibilizar os seguintes é proibida a exigência de comprovantes de pagamentos relativos responsáveis. Já Calazans quer que os shoppings disponibilizem, nas
dizeres em local visível aos consumidores: “Contribua você também aos planos e seguros de saúde. boletas de pagamento dos estacionamentos, o prazo de tolerância
para um Rio de Janeiro melhor. Exija sua nota fiscal. Comissão de de gratuidade a que o usuário tem direito. A democrata Pereira quer
Defesa do Consumidor da Assembléia Legislativa do Estado do Rio que consultórios médicos informem aos clientes sobre lei que proíbe
de Janeiro. Reclamações: Rua da Alfândega, 8. Ligação gratuita: a exigência de comprovantes de pagamento de planos de saúde.
8 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 9

CAPA HOMENAGEM
Próximo passo: mobilizar empresários e
 Alerj analisa outros
Governo para que as leis sejam cumpridas
sete projetos sobre
afixação de cartazes Sintonia com a União na luta contra a fome
Fotos: Rafael Wallace Rafael Wallace

Além dos cinco projetos que já foram


transformados em leis sancionadas pelo
governador Sérgio Cabral, outros textos
que dispõem sobre a colocação de car-
tazes estão sendo avaliados pela Alerj. O
deputado Alessandro Calazans (PMN) quer
que pessoas com mais de 65 anos sejam
informadas sobre a Lei 2.988/98, que as-
segura a elas prioridade na tramitação de
“A maioria dos estacionamentos, “As crianças das grandes cidades procedimentos judiciais. “É um benefício
principalmente nos shoppings e correm riscos enormes. É dever do que os interessados têm que requerer ao
supermercados, garante aos seus estado combater a exploração sexual. juiz e, por isso, torna-se importante que
clientes um período de tolerância, Espero que, com a criação dessa lei, seu teor seja divulgado”, justifica. A respon-
mas não informa esse direito” esse mal seja minimizado” sabilidade dos agentes da administração
por danos causados aos usuários também
Deputado Deputado poderá ter que ser exposta em cartazes. É
Alessandro Calazans (PMN) Pedro Fernandes (DEM) o que pretende o deputado Pedro Augusto
(PMDB), para evitar transtornos causados
por mau atendimento. “Assim, o usuário,
ao receber um serviço público ineficiente,
pode responsabilizar a administração
pública, tendo esta como identificar o
agente”, comenta.
Informações sobre doenças sexu-
A maior honraria concedida pela Alerj foi entregue pelos deputados Alessandro Molon (esq.) e Rodrigo Neves (dir.), ambos do
almente transmissíveis (DSTs) terão PT. À esquerda, a mulher do homenageado, Vera Victer, e à direita, a mulher do deputado Rodrigo Neves, Fernanda Sixel
de estar visíveis nos sanitários de uso
público do estado, segundo consta do
“Entrarei em contato com a Secretaria “Estamos cobrando a aplicação da projeto de lei do deputado Marco Figuei- Ministro Patrus Ananias representativo deste modelo, que vai ao sonhado por nosso herói Tiradentes”,
de Estado de Segurança Pública para lei. Sei que poderemos contar com redo (PSC). “É de extrema importância recebe a Medalha Tiradentes encontro do nosso sonho mais utópico concluiu Ananias.
que esta lei seja cumprida e para que a Agência Reguladora dos Serviços disponibilizar essas informações para a pelos investimentos na área de igualdade”, discursou Neves. O mineiro Patrus Ananias é formado
ela entre, de fato, em vigor o mais Públicos Concedidos do Estado do população, pois algumas DSTs, quando social trazidos para o estado Segundo Molon, Ananias, além de em Direito pela Universidade Federal de
rapidamente possível. Tenho certeza Rio (Asep-RJ) e com os usuários para não tratadas a tempo, podem evoluir um ministro exemplar, é um exemplo Minas Gerais e especializado em Poder

M
que o governador está sensível ao tema” fiscalizar o cumprimento das ações” para complicações graves e até a mor- F ERNANDA PORTO político. “Algumas homenagens têm a Legislativo pela Pontifícia Universidade
te”, aponta. Já o deputado João Peixoto função de enaltecer os homenageados Católica de Minas. Sua carreira política
Deputado Deputado (PSDC) pretende que hospitais, postos arcada por elogios à par- e outras têm o efeito oposto, engrande- está marcada por conquistas. Em 1989,
Pedro Paulo (PSDB) Comte Bittencourt (PPS) de saúde, ambulatórios, funerárias e car- ceria entre os governos cendo quem homenageia. É assim que foi eleito vereador de Belo Horizonte,
tórios deixem clara, através da afixação estadual e federal. Assim eu me sinto recebendo o ministro. É onde se tornou presidente da Comissão
de cartazes, a existência da indenização foi a solenidade de entrega do Título de uma honra porque, ao homenagear este de Legislação e Justiça da Câmara. Em
de seguro obrigatório de danos causados Benemérito do Estado do Rio de Janeiro realizador, me sinto homenageando os 1993, Patrus concorreu à prefeitura da
por veículos automotores. e da Medalha Tiradentes – maior hon- 44 milhões de brasileiros que ganharam capital mineira e venceu. Como chefe
Os demais projetos são do deputado raria concedida pela Assembléia Legis- mais dignidade a partir do seu trabalho”, do Executivo, implantou o Orçamento
Mário Marques (PSDB) – além do já ci- lativa do Rio –, no dia 29 de novembro, afirmou, fazendo referência ao número de Participativo e tornou-se o prefeito
tado projeto do petista Altineu Côrtes. ao ministro de Desenvolvimento Social pessoas atendidas pelo Programa Fome pioneiro na implantação de políticas
Em um deles, o tucano obriga reparti- e Combate à Fome, Patrus Ananias. A Zero, gerido pela pasta do ministro. “Gos- de combate à fome e desnutrição, o
ções públicas estaduais a disponibilizar homenagem foi oferecida conjuntamen- taria de ser, ou melhor, quero ser o que que, mais tarde, o credenciou a ser
números de telefones úteis para atendi- te pelos deputados Alessandro Molon os senhores dizem que sou, mas, se as ministro do Desenvolvimento Social
“Criamos essa nova lei para garantir o “Considerando a necessidade de mento a crianças, adolescentes e idosos. e Rodrigo Neves, ambos do PT, que palavras tão generosas não correspondem e Combate à Fome do Governo Lula.
cumprimento da Lei 4.662/05, também fiscalização e a manutenção do Num outro texto, o parlamentar também acentuaram a importância da sintonia à realidade, elas têm o valor de aumentar Também compuseram a mesa de ce-
de minha autoria. Muitos usuários equilíbrio das relações de consumo, obriga as concessionárias de transportes existente entre o estado e a União. a minha responsabilidade. O objetivo do rimônia o subsecretário de Estado de
não sabiam da existência da norma e há necessidade de deixar-se claro à coletivos a afixar cartazes com os tele- “Nunca estivemos num contexto tão meu trabalho é alimentar a possibilidade Assistência Social, Sérgio Andréa; o
passavam por constrangimentos, já que população os endereços dos órgãos de fones úteis de atendimento aos idosos. favorável de investimentos do Governo de um País mais igualitário, promover a prefeito de Niterói, Godofredo Pinto; o
a maioria dos pacientes não anda com orientação e proteção aos direitos do “O acesso às informações não só é um federal em projetos tão relevantes para o cidadania, a possibilidade de escolha do presidente do Comitê da Ação da Cida-
os boletos de pagamento” consumidor” direito constitucionalmente garantido, estado, e também na área social, sem a nosso povo. Estamos no caminho certo, dania contra a Fome, a Miséria e pela
como também é um instrumento eficaz qual o desenvolvimento não se daria. O mas ainda distantes do ideal. Um dia Vida, professor José Raymundo Romeo,
Deputada Deputado do exercício de cidadania e de fortaleci- ministro, responsável pela implantação poderemos deixar de sonhar e colocar e o bispo emérito de Volta Redonda,
Graça Pereira (DEM) Paulo Melo (PMDB) mento das instituições”, reforça. do programa social do Governo Lula, é em prática o ideal de igualdade tal como padre Valdir Calheiros.
12
10 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007 11

 CURTAS CIDADANIA PARCERIA

Vitória da CPI
Sim à acessibilidade Trabalho conjunto por um
Plano Estadual de Cultura
Três meses após a entrega do rela-
tório da Comissão Parlamentar de
Inquérito (CPI) da Alerj que apurou Quatorze empresas recebem deficiência”, explicou a presidente da
as perdas na arrecadação tributá- selo de qualidade por comissão, deputada Sheila Gama (PDT),
ria, principalmente do ICMS e da promover livre acesso aos acrescentando que o selo incentiva cada
Dívida Ativa, entre 2003 e 2006, ao portadores de deficiência vez mais instituições a se adaptarem. Comissão da Alerj vai dernizar suas instalações e sua gestão”, fase de estruturação, uma vez que ela
Ministério Público Estadual (MPE) Nesta edição, nenhuma empresa ga- contribuir com um explicou Rattes, acrescentando que está assumiu o cargo no final de agosto. Para

A
os deputados comemoraram, no CARLA BOECHAT nhou o selo Diamante – a única institui- levantamento dos projetos entre os planos do Governo a criação de a subsecretária de Cultura do município
dia 28 de novembro, a prisão de ção que recebeu este selo, até hoje, foi em tramitação na Casa uma política que estimule a indústria de São Gonçalo, Cleise Campos, a linha
um dos principais acusados de lém de emocionar, a entrega a Petrobras. “O Shopping Leblon, que do audiovisual no estado. A presidente de Governo estipulada pela secretária e

O
envolvimento num esquema que do selo “Acessibilidade Nota foi agraciado com o selo Ouro na última BRUNO BRANCO da comissão, deputada Jane Cozzolino a sinceridade e clareza no discurso de
teria causado um prejuízo aos 10” pela Comissão de Defesa edição, está se esforçando para atingir (PTC), afirmou que a secretária poderá Rattes renovam as esperanças da sua
cofres públicos de R$ 1,4 bilhão: da Pessoa Portadora de Deficiência da o prêmio máximo, mas as instalações anúncio da recuperação es- contar com apoio da Alerj neste traba- cidade. “Finalmente vamos ter uma
o ex-fiscal Francisco Ribeiro da Alerj, que completou a 9ª edição no dia ainda não estavam prontas”, relatou Shei- trutural do Theatro Muni- lho. “Nossa comissão irá listar todos os política de médio e longo prazos para a
Cunha Gomes, o Chico Olho de 29 de novembro, lança novos desafios la Gama, acrescentando que a escolha cipal e a afirmação de que projetos de lei relacionados à cultura área cultural no estado”, comemorou a
Boi. Para a deputada Cidinha para as empresas que concorrem à dos premiados é feita a partir de visitas a Secretaria estadual de Cultura está em tramitação na Casa e estudar de subsecretária, que faz parte da Comissão
Campos (PDT), vice-presidente da certificação. A representante da Tivit da comissão aos locais indicados pela elaborando um Plano Estadual de Cultura que forma eles podem contribuir para Estadual de Gestores Públicos de Cultura
comissão, a prisão do criminoso Atendimentos Telefônicos Ltda., Débora população ou pelos próprios órgãos e encheram de otimismo os gestores da o trabalho da secretaria”, prontificou-se (Comcultura), que reúne os gestores
no Aeroporto Tom Jobim, na Ilha Monteiro, que recebeu o selo Ouro, por empresas. Dentre os critérios descritos área presentes à audiência pública reali- a parlamentar. públicos atuantes nos municípios flu-
do Governador, é apenas o início. exemplo, contou que sua empresa já está na Lei Federal 10.098, de 19 de dezembro zada pela Comissão de Cultura da Alerj, Segundo Rattes, o diálogo com os minenses em busca de novas políticas
“Mandamos para o MP muitos adaptando os meios de comunicação de 2000, regulamentada pelo Decreto no dia 29 de novembro, para debater com secretários municipais será essencial públicas de cultura. Para o deputado João
dados, tais como de que forma era aos portadores de deficiência, a fim de 5.296, de 2 de dezembro de 2004, estão a secretária Adriana Rattes os objetivos para a elaboração de políticas públi- Pedro (DEM) o estado estava precisando
feita a remessa de dinheiro, como concorrer ao selo Diamante na próxima a supressão de barreiras e de obstáculos e projetos para a pasta. “Pretendemos cas para a área cultural do estado. “É de um choque na cultura. “Faltava uma
ele voltava para os criminosos e edição. “A Tivit foi inscrita no concurso nas vias e espaços públicos, no mobi- ouvir os secretários municipais e toda dever da secretaria garantir a proteção pessoa como a Adriana para ouvir as
que empresa fazia isso”, ressaltou por um funcionário nosso, que é portador liário urbano, na construção e reforma a sociedade civil para construirmos um à diversidade cultural e democratizar o demandas dos municípios e criar um
Cidinha, que incluiu no relatório de deficiência visual. Mesmo se não tivés- de edifícios e nos meios de transporte e plano que possa estruturar a cultura no acesso à cultura e à produção cultural, diálogo permanente entre as secretarias”,
da comissão a escritura de uma semos ganhado o selo Ouro, estaríamos de comunicação. Membro da comissão, estado a longo prazo. O Theatro Mu- principalmente para a população de afirmou o democrata.
casa em Angra dos Reis, vendida muito felizes em participar nicipal é o equipamento cultural mais baixa renda”, afirmou a secretária, subli- Os investimentos que serão feitos no
por US$ 4 milhões pelo ex-fiscal da iniciativa”, afirmou a fun- Zô Guimarães importante do País e precisamos mo- nhando que estes programas estão em Theatro Municipal, que completa cem
ao traficante Juan Carlos Ramirez cionária. Nesta edição, além anos em 2009, também foram citados pe-
Abadia, preso este ano. da Tivit, outras 13 empresas la secretária. De acordo com ela, o teatro
foram certificadas de acordo deve estar totalmente reformado para as
Defesa das universidades com uma lista de critérios que comemorações de seu centenário e, para

Os 20 deputados presentes ao lan-


envolvem questões como livre-
acesso, mobiliário e adaptação “ O diálogo com os
secretários municipais será
essencial para a elaboração
festejá-lo, o corpo artístico irá viajar pelo
estado para que a população do interior
çamento da Frente Parlamentar em de banheiros. conheça o trabalho da orquestra, do coro
Defesa das Universidades Estadu- Também receberam o selo de políticas públicas para a e do balé, que, segundo Rattes, estarão
ais, no dia 28 de novembro, vão se
mobilizar para aumentar em R$ 100
Ouro, que atesta a promoção
de total acessibilidade, o Fó-
área cultural do estado
” trabalhando na sua melhor forma. O fo-
mento à indústria audiovisual no estado
milhões o orçamento de R$ 515 mi- rum Central do Tribunal de Secretária de Cultura Adriana Rattes também está entre os planos do Governo.
lhões que a Universidade Estadual Justiça, o Shopping Tijuca e o “No próximo dia 13, o governador Sérgio
do Rio de Janeiro (Uerj) terá para Shopping Rio Sul. O Botafogo Cabral vai assinar um convênio com a
2008, além de melhorar substancial- Praia Shopping, o Paço Impe- Agência Nacional do Cinema (Ancine)
mente as verbas para as universida- rial/Iphan, o Museu Naval e que vai criar um grupo de trabalho
des estaduais do Norte Fluminense o Shopping Center Iguatemi para estabelecer políticas que visem a
(Uenf) e da Zona Oeste (Uezo). O receberam o selo Prata, e o fortalecer as empresas instaladas aqui e
Fabiano Veneza

anúncio foi feito pelo presidente da Espaço Cultural da Marinha, o A representante da Tivit, Débora Monteiro, com o atrair novas. Vamos ajudar a intensificar
Comissão de Educação e idealiza- Kentucky Fried Chicken (KFC), Selo Ouro, entregue pela deputada Sheila Gama as produções para cinema, televisão
dor da frente, deputado Comte Bit- o Outback (unidades Barra da e outros meios que possam fazer do
tencourt (PPS). “Estamos alertando Tijuca, Botafogo e Niterói), o Rio Plaza o deputado Wagner Montes (PDT), que Estado do Rio um centro de produção
que, se continuar o sucateamento Shopping, o Restaurante Sabor Saúde é portador de deficiência, afirmou que e distribuição de conteúdos digitais,
financeiro dessas universidades, Culinária e o Supermercado Mundial do também passa por dificuldades em mui- de animação e de jogos”, anunciou a
comprometeremos a inteligência e a Recreio, o selo Bronze. “A importância tos lugares que freqüenta, por não serem secretária. Também participaram da
pesquisa do nosso estado. Com is- deste título está na conscientização das adaptados a pessoas como ele. “Nós, da audiência o deputado Mário Marques
so, daqui a cinco anos, não teremos empresas e na mobilização dos empresá- comissão, estamos no encalço de todos (PSDB), a vice-presidente da comissão,
mais quadros de excelência nas ins- rios para que consigamos atingir 100% os estabelecimentos que não respeitam Inês Pandeló (PT), e a deputada Sheila
tituições de ensino”, afirmou. de acessibilidade para os portadores de os deficientes”, afirmou. Gama (PDT).
12 Rio de Janeiro, de 16 a 30 de novembro de 2007

 ENTREVISTA JOÃO PEIXOTO (PSDC)


Fabiano Veneza

“A população não
tem medo de se
aproximar porque me
tem como parte dela”

P
E VERTON S ILVALIMA

equeno produtor rural e ex-taxista da cidade de


Campos, o deputado João Peixoto (PSDC), de 62
anos, quando não está no plenário, gosta mesmo é
de andar a cavalo. Para isso, mantém Tamarindo, Prateado e
Igor sempre a postos. Tal qual um coronel dos romances regio-
nais brasileiros, Peixoto passa em revista sua propriedade, no
Norte fluminense, para conferir os serviços feitos. “Se mando
erguer 40 mourões para fazer uma cerca, não admito que só
levantem 39”, avisa. No entanto, engana-se quem pensa que
essa atitude faz o parlamentar ter um ar arrogante. “Sou simples.
Muitas vezes, estou num lugar junto com um cabo eleitoral e,
quem não me conhece, acha que o deputado é o outro. Isso é
bom, ninguém tem medo de se aproximar de mim, pois me
têm como um deles”, discorre o campista, mais conhecido na
Casa como “Peixotinho”.

O senhor é de Campos. empregado da Praianinha anulada. Aí pensei: será que das para o escoamento da
O que destacaria da sua (indústria de bebidas) por o pão do pobre só cai com a produção agrícola do estado.
atuação na cidade? 12 anos, mas percebi que, manteiga para baixo? Fomos Acabei de aprovar também
Sou presidente licenciado com o táxi, poderia adquirir para uma nova eleição e, dos um projeto, com veto parcial
do Sindicato dos Taxistas independência. Pedi as contas sete que pleiteavam o cargo, do governador, de incentivo à
de Campos e a minha maior do emprego e, com o dinhei- apenas eu fui vencedor. Fui ovinocaprinocultura, que irá
alegria é ter trazido para a ro da indenização, comprei eleito para novos mandatos melhorar a renda familiar dos
categoria, e para o município, dois carros. Aprendi muito na em 1998 e 2007. pequenos produtores que não
através do meu mandato como praça e, como sempre gostei têm como criar gado. Estou
deputado, em 2000, o Gás Na- de política, con- Que mudanças agora com um projeto que vi-
tural Veicular (GNV). Campos versava com os o senhor vê na sa a aumentar a arrecadação
foi a segunda cidade do esta-
do, depois da capital, a contar
com esse serviço. Além disso,
passageiros. Aca-
“ Tenho brigado
bou partindo dos muito pela
próprios clientes construção de mais dato?
Casa desde seu
primeiro man-
do estado reduzindo o IPVA
e, com isso, evitando que os
motoristas emplaquem seus
fui presidente da Comissão a idéia de eu me estradas para o As coisas muda- carros em estados onde o
de Obras da Câmara quando candidatar. Até escoamento da ram muito, pois a imposto é mais barato.
vereador e, como eu morava no o dia que cismei produção agrícola cobrança da popu-
bairro Guarus, do outro lado do
rio, sabia o quanto uma par-
cela da população precisava
e consegui me do estado
eleger. ” lação aumentou.
Hoje também e-
xiste a Lei de Res-
Fora da Alerj, o que o se-
nhor gosta de fazer?
Cavalgar. Aos domingos, colo-
da ponte ligando a região ao Mas quando o senhor de- ponsabilidade Fiscal (LRF) e co minha roupa de gaúcho, com
Centro. Houve uma enchente e cidiu alçar vôos maiores e isso dá limites ao Governo. chapéu e botas até os joelhos,
a ponte ruiu. Consegui agilizar ser deputado? Mas, a parceria que existe, e saio pelos campos. Tenho
a obra para pôr a construção Foi porque, em Campos, havia na atual administração, entre um cavalo que é de minha
em pé novamente e evitar o seis candidatos que eu não o governador e o presidente da preferência, o Tamarindo, mas,
isolamento de Guarus. queria apoiar. Além disso, República tem trazido melho- às vezes, também cavalgo no
não queria passar meu reduto res dias para o nosso estado. Prateado e no Igor, os outros
Sua experiência como ta- eleitoral para eles e nem ensi- dois animais. Dos meus três
xista ajudou na carreira nar a eles o “pulo do gato”. Fui O que o senhor tem focado filhos, dois gostam de cavalgar,
política? eleito, então, com 7.500 votos. em seu terceiro mandato? enquanto que o outro vive se
Sim. Comecei a trabalhar Vinte dias depois de eu ter Tenho brigado muito em prol aventurando pelas praias atrás
como taxista em 1974. Fui sido diplomado, a eleição foi da construção de mais estra- da melhor onda para surfar.