Você está na página 1de 22

O amor faz o coração cantar

Violet se sentia sem graça.

Para ser honesta, ela se esforçou para encontrar as


palavras certas para descrever como se sentia. E se

ela tivesse algo , ela provavelmente diria, se sentir


como uma torta de batata sem qualquer tempero ou
sabor.

Qualquer um que tentasse confrontá-la simplesmente


ela encolhia os ombros e dizia:

"Tudo bem, nada ofensivo, nada de extraordinário, está


tudo bem."

É exatamente assim que Violet se sentia . Violet parecia


simples, comum, sem graça. Na aparência, ela

não tinha nada de especial nela. Ela tinha certeza de que


sua personalidade não tinha nada de especial

sobre isso também. Eu sei que parece duro dizer essas


coisas, mas é assim que Violet se sentia.

Ela aceitou o fato de que seus amigos atraíram a atenção


de respeitáveis

senhores enquanto ela permaneceu nas sombras. Ela era


o ganso entre os cisnes.
Suas amigas tentavam cobrir o rosto e pentear o cabelo,
mas Violet odiava quando

as pessoas tentaram mudá-la. Se ela fosse sem graça, ela


seria sem graça. Tudo bem.

Enquanto muitas de suas amigas encontraram amor e se


casaram, Violet permaneceu solteira.

Quando Violet começou seus trinta anos, sua mãe


alegou que ainda tinha tempo para encontrar o amor

mas Violet aceitou que talvez nunca o encontrasse. Em


vez de abandonar a vida dela

sobre isso, ela se manteve ocupada, ajudando sua


família e trabalhando em uma vila nas proximidades ia

fazer compras. Ela estava vivendo bem para si mesma.


Violet estava contente.

Em uma bela noite, sua amiga Cora arrastou-a para um


concerto. De acordo

Para Cora, havia um novo violinista talentoso na cidade


que Violet tinha que ver. Até

embora Violet tentasse cavar os calcanhares no chão,


pois ela nunca tinha gostado de

músicos, a persistência de Cora arrastou-a até o teatro.

Uma grande multidão já havia se reunido no interior no


momento em que chegaram. Isso foi
bastante incomum. Enquanto peças e concertos eram
regularmente produzidos, eles raramente

atraiu tanta atenção. Cora encontrou algum espaço perto


da parte de trás que lhes deu

uma boa visão sobre a multidão.

Minutos depois, as lanternas ao redor do teatro


diminuíram, todas exceto as velas

ao redor do palco. O público ficou em silêncio enquanto


uma figura saiu da escuridão

e para a luz.

O violinista era um sujeito alto e magro. Seu cabelo


dourado estava frouxamente amarrado

com fita, todos, exceto uma onda curta que pendia


acima de seus olhos. Enquanto ele usava

terno escuro inteligente, suas roupas estavam vincadas


como se ele estivesse dormindo há apenas alguns
minutos.

Ele sorriu para a multidão, mas não era um sorriso


orgulhoso ou desagradável, mas sim um agradecimento

, ele foi tocado por uma multidão tão grande que veio
para observá-lo.

Ele levantou o violino. Parecia um instrumento comum,


mas como a
luz de velas brilhava no violino, Violet notou dezenas
de brilhantes, lindos escarlate

cachos traçados ao longo da madeira. Os cachos tecem


juntos como um oceano de vermelho

rosas.

O violinista curvou-se para a multidão e levou o violino


ao ombro. Ele

descansou o queixo contra o corpo e segurou os cabelos


delicados do arco sobre as

cordas. A multidão inteira respirou fundo enquanto


esperavam em trepidação. Violet

nunca viu uma multidão tão fascinada por um único


músico.

De repente, o violinista baixou o arco em um golpe


rápido. Uma bonita

canção irrompeu do violino. Violet estalou o olhar, a


atenção dela, para o violinista.

O violinista parou por um momento, ele olhou ao redor


da sala, certificando-se de que todos

estava assistindo. Quando ele estava convencido de que


todos os olhos estavam nele, ele começou.
O violinista tocou, lançando um extraordinário concerto
de música. O delgado

companheiro mal tinha qualquer músculo nele e ainda


ele jogou com tal velocidade e ferocidade.

Ele poderia ter sido um espadachim lutando seu duelo


final. Sem dúvida, o

O violinista tinha talento, mas o violino possuía uma


voz etérea. Violet tinha certeza de que ela nunca tinha

Ouvido um som tão incrível, nenhum instrumento


tocou seu coração

antes. Toda a multidão ficou em silêncio como se


tivessem caído sob um feitiço. Violet duvidou e fez

até mesmo uma chamada gritando "fogo!" mais nada


seria capaz de afastá-los do músico.

Horas rodaram e o violinista finalmente tocou sua


última música. Um pedaço de concurso

sobre amor. Cada corda do violino cantava e cada nota


arrancava o coração de Violet. Ela

observou o violinista, maravilhada e hipnotizada.

Quando o violinista tocou sua última nota, ele sorriu


para a platéia e fez uma reverência. e

Toda a multidão acordou de seu feitiço e explodiu em


um aplauso. O violinista
corou, ele sorriu timidamente.

Violet respirou fundo. Ela não conseguia se lembrar de


respirar durante todo o

desempenho.

Cora puxou seu braço e sussurrou sobre como foi tudo


incrivelmente maravilhoso.

Enquanto a multidão conversava animada, Violet saltou


ao perceber que o

violinista estava olhando diretamente para ela. Ela olhou


para longe, mas quando ela olhou de novo,

o olhar ainda estava sobre ela.

Seu coração gaguejou e suas bochechas queimaram.


Deve ser um erro, dizia ela em

pensamento. O teatro estava tão escuro que certamente


seria impossível alguém ver

ela de pé na parte de trás. Em vez de pensar mais sobre


isso, Violet abriu caminho do

lado de fora.

Outros espectadores estavam saindo, enquanto Violet


entrava no ar quente da noite.

e começou a caminhar para casa. Como Cora jorrou e


balbuciou desempenho sobre o violino
, Violet tentou esquecer o violinista. Ela se sentiu tola
por ficar tão tonta

sobre um jovem, especialmente quando nada realmente


aconteceu. Ele provavelmente

não estava nem olhando para ela, ela estava sendo uma
romântica desesperada, confundindo a verdade.

Violet quase tinha esquecido o rosto do violinista


quando de repente ele correu para ela

No mesmo caminho. Havia suor em sua testa e suas


bochechas estavam rosadas de correr. Ele tinha

Corrido todo o caminho do palco para encontrá-la?

Certamente não, não seja tola, pensou Violet consigo


mesma.

"Olá", o violinista sorriu timidamente. Violet olhou em


volta para verificar se ele estava

Definitivamente falando com ela. Ele corou: "Perdoe-


me, por me dirigir a você quando estou em

tal estado. ”

O violinista tentou endireitar o seu terno, ele explicou:


"Eu não podia deixar você ir

sem dizer olá e perguntar pelo seu nome. Ele olhou para
Violet. Ela não
falava nada , ela não sabia o que dizer. Ele riu
desajeitadamente, "eu disse olá. Você

Possivelmente tem um nome?

Violet olhou para ele até Cora lhe dar uma cotovelada
nas costelas, ela saltou,

"Meu nome é Violet."

"Violet", ele sorriu. “Meu nome é Reid. Oliver Reid.


Posso te chamar

para sair ?"

Violet não sabia o que dizer, nunca lhe perguntaram


antes. Em tudo

A honestidade, ela não podia acreditar totalmente que


este sujeito encantador estava falando com ela.

Então, Cora respondeu por ela, ela disse a Reid que


Violet trabalhava na loja de velas e ele

Devia encontrá-la lá amanhã.

Reid disse boa noite e ele foi embora com um pulo


alegre em seu passo. Cora

Envolveu um braço em volta de Violet e eles


continuaram a caminho. Violet olhou para trás.

Ela sorriu ao ver Reid parar para olhar para ela também.
No dia seguinte, Reid chegou à loja de velas pouco
antes da hora de fechar. Durante o Dia todo,

Violet duvidou que ele iria até a loja parta vê-la assim
quando a campainha tocou e ele entrou

Na loja, Violet quase derrubou a caixa de velas que


estava carregando.

Eles ficaram na loja, falando principalmente sobre


velas. Violeta não sabia

o que dizer e Reid lutou para sair uma frase sem que
seus nervos assumissem.

Quando o sol finalmente começou a se pôr, Violet


começou a acender algumas velas para

Escuridão a fora. Ela se atreveu a perguntar.

"Por quê? Por que você se interessou por mim?

Reid piscou, surpreso: "Por que você me faz tal


pergunta?"

ela queria dizer. Violet continuou: "Não vejo por que

Você estaria interessado em uma garota como eu. A


maneira como você tocou ontem, você é

talentoso, você poderia ter qualquer garota que quisesse.


Reid riu, ele segurou a mão dela na sua, sua pele estava
tão macia e quente

contra sua pele fria.

"Eu não sei como eu pude porque a única garota que eu


vi no show ontem à noite

era você. ”Reid sorriu, seus olhos prateados fitavam os


dela. Desta vez não houve qualquer

incerteza em sua voz: "Eu vi seu rosto na escuridão e


não pude resistir e tive que olhar

embora, eu temia que, se o fizesse, perderia você


completamente. Você é minha luz, minha chama e eu
sou

uma mera traça desenhada para você.

Ouvindo essas palavras, todas as paredes de insegurança


que Violet tinha colocado ao redor

ela mesma pareceu cair. Ela não recuou nem se afastou


quando ele se inclinou e

beijou ela. Com Reid, ela não se sentiu sem graça, ela
sentiu muito mais do que um

vela comum, ela se sentia como uma estrela, brilhante .

Nas semanas que se seguiram, Violet viu Reid todos os


dias e todos os dias ela
sabia que ela estava firmemente se apaixonando por ele.
Cora e todas as suas amigas disseram que ela era

imagem do amor. Seu coração parecia inchar


constantemente com um calor fervente que ela não
podia

calmar. Ela assistiu ele em todos os seus shows e depois


eles se esgueiraram para as

madeiras onde ele tocou para ela lá.

Uma noite, sob uma nova lua cheia, Reid tocou uma
música doce e gentil. Uma canção que

ele havia escrito para ela. Violet sentou-se contra uma


árvore, observando-o no brilho do

luar. Quando ele terminou, sentou-se ao lado dela.

"Foi lindo", sussurrou Violet.

"Obrigado", Reid sorriu, ele desviou o olhar por um


momento. "Devo dizer-lhe o meu

segredo?"

Ele descansou o violino nos joelhos. O vermelho na


madeira parecia mais maçantes

que a última vez que Violet os viu. Reid correu o dedo


carinhosamente ao longo da

pintura.
“Não são os anos de experiência que tornam um
violinista melhor que o outro. Está

É a emoção que o músico toca. Você pode tocar um


instrumento perfeitamente, mas é

a emoção que lhe dá o poder de alcançar os outros, de


tocar seus corações ”.

Reid olhou para ela enquanto sorria.

Eles se beijaram sob as estrelas até que Reid se afastou


para perguntar se ela

Casaria com ele. Violet não podia acreditar, ela disse


que sim e beijou-o novamente.

Ela finalmente se levantou e olhou para as estrelas,


sentindo-se tão brilhante quanto antes . Ela

Entregou seu coração batendo a ele . Ela tinha certeza


de que seu coração se inchou três vezes mais.

“Eu nunca me senti tão feliz”, confessou Violet. "Eu


pensei que estava vivendo uma vida boa

mas me apaixonar por você me fez perceber como eu


estava nua. Agora me sinto tão viva

meu coração está tão cheio, tão cheio de amor...


"Estou feliz." Reid envolveu seus braços ao redor dela
em um abraço amoroso, o calor de sua

respiração escovou contra seu pescoço quando ele


sussurrou: "Afinal, o amor é o que faz o

coração cantar.

“Eu sinto que poderia cantar para sempre. Eu gostaria


que você pudesse ouvir. ”Violet olhou para baixo

e assistiu seu reflexo em uma pequena poça de água. A


água mostrou uma perfeita

aguarela, ela desejou poder enquadrar isto.

", Reid murmurou em seu ouvido. “Minha querida e


adorável Violet. Eu

prometo que todo mundo vai ouvir sua bela canção no


final. ”

Violet congelou quando ela olhou para a piscina e viu


Reid levantar o braço para o ar.

Com uma afiada lâmina prateada na mão, ele derrubou


sem hesitar e depois

Violet caiu na escuridão.

*****
A multidão implorou para ele aparecer, eles estavam
com fome para ouvi-lo. Reid terminou

trocando de roupa e passou a mão pelo cabelo. Ele teve


que cancelar as últimos três

performances após o que aconteceu na floresta com


Violet.

Reid desejou que houvesse outro caminho, mas foi um


sacrifício necessário.

Sim, um sacrifício necessário, ele pensou para si mesmo


enquanto ouvia os gritos do

público além do seu camarim.

Comparado com as outras garotas, Violet tinha sido


gentil e doce. Devido a essas

características dela Reid tinha gostado bastante dela.


No entanto, ele sabia a primeira vez que

ele a viu, ela era algo extraordinário. Como ela o


assistiu tocar, como ela

Sorriu e suas bochechas se aqueceram enquanto ele


lançava olhares para ela. Ele soube imediatamente que
ela

nunca se apaixonara antes e um coração assim era


certamente uma jóia rara.
Reid verificou seu reflexo no espelho. Ele usava um
terno preto. Um sinal de

respeito e luto por seu amor querido. Ele foi o único a


chorar, ninguém

Sabia que terrível destino ela sofrera e ninguém jamais


saberia. Reid tinha escondido

com certeza seu corpo que nunca seria descoberto.

Ele foi até a mesa e olhou para o violino. Os traços


vermelhos e redemoinhos

ao longo da carpintaria eram lindos e brilhantes. Ele


bateu o prego em cada uma das cordas,

eles cantaram levemente contra seu toque. Reid sorriu


com admiração, estas foram as melhores cordas que

ele já havia encontrado.

As cordas do coração de sua querida violeta.

Hoje em dia, Oliver Reid tinha uma reputação como um


violinista extraordinário, mas

antes disso, ele era apenas um músico simples. Ele


poderia tocar perfeitamente, mas sua música

não conseguiu tocar os corações e mentes daqueles que


o rodeavam. A maioria das pessoas queo ouviram

ele pensou que ele era bastante sem graça.


Bem, isso foi até o jovem Reid ter uma ideia.

Uma ideia terrivelmente sangrenta.

Enquanto Reid lutava para mudar, ele sabia que poderia


melhorar seu instrumento. Ele

decidiu substituir as cordas de seu violino com cordas


do coração, cordas retiradas do

coração amadurecido pelo amor. Durante sua jornada


pelo mundo, ele encontrou sem amor

almas, namorou-as e, finalmente, arrancou seus


corações. Foi um sangrento e

bagunçado negocio , pegando os corações, descartando


os corpos e depois aplicando as novas

cordas para seu violino, mas sempre valeu a pena no


final. Seu público o amava.

A única queda foi que as cordas do coração nunca


duraram muito tempo. Ele teve que caçar

novos corações para substituir as velhas e apodrecidas


cordas.

No entanto, desta vez, uma vez que o coração de Violet


estava cansado, Reid decidiu que ele iria

aposentar-se também, ele tinha dinheiro suficiente e


uma reputação impressionante. O que mais ele
necessitava ? Ele viveria sua vida e ninguém descobriria
seu segredo sinistro.

Reid pegou o violino e foi para o palco. A multidão


estava

coberto pela escuridão e as lanternas brilhavam ao redor


dele. Ele levantou o violino e

Pressionou seu arco nas cordas do coração, eles


formigaram contra o peso. Reid sorriu

e começou.

A multidão estava admirada enquanto ele tocava , ele


olhou ao redor da sala e para o povo da cidade

e os nobres que o observavam. Eles não sabiam a


verdade de que ele

não foi o responsável pelo som adorável, tudo pertencia


a sua doce violeta.

Agora Reid sabia o que ela estava sentindo naquela


noite embaixo da lua, antes dele ...

"Por quê?"

Uma voz cantou. Reid parou no meio da nota, ele olhou


em volta, ele se perguntou quem
poderia ser tão rude interromper sua performance. A
multidão parecia tão confusa quanto ele

que estava agindo assim . Ele levantou o violino e


começou a tocar novamente.

“Por que, Reid? Por quê?"

Reid parou, quase soltando o violino. Ele conhecia a


voz. Foi Violet.

Ele olhou ao redor da sala, mas ele não podia vê-la, ele
sabia que era

impossível. De repente, o violino começou a tremer.

"Por que você me machucou, Reid?", Perguntou Violet,


sua voz formigou ao longo das cordas.

A multidão murmurou, eles não tinham certeza se isso


era parte do

desempenho. De Reid que sibilou ao violino.

"Fique quieto."

Sem perder um segundo, Reid começou a tocar


novamente. Ele tocou alto,

vivazmente, sufocando os sussurros de Violet. A


multidão gradualmente esqueceu a estranha

ocorrência e começou a sorrir e curtir sua música


novamente. Reid fechou os olhos, ele
balançou com cada toque do arco e se moveu com o
ritmo da música.

De repente, Reid sentiu um líquido quente e espesso


molhar os dedos. Ele abriu os olhos

e não podia acreditar no que estava vendo. O sangue


escorria pelo corpo do violino

encharcando suas mãos e sua camisa. Enquanto ele


estava atordoado, seu corpo conseguiu continuar

tocando . Ele tinha certeza de que estava imaginando


tudo.

"Por que você me machucou, Reid?" A voz de Violet


teceu com a música. "Eu amei

você e é assim que você me trata. Você roubou meu


coração, jogou fora meu corpo e

abusou do meu amor!

A multidão ofegou em horror. Reid parou, ele puxou o


violino pingando

Sangue . No meio da multidão, uma jovem empurrou


para a frente.

"Essa é minha querida amiga, Violet! Eu conheço a voz


dela - Cora chorou. "Ela esta desaparecida a dias

.”
A multidão inteira empalideceu, eles se entreolharam,
dizendo se era um

truque ou verdadeiramente um espírito do além.

"Você quer confessar ou devo compartilhar a verdade,


meu querido Reid?" Violet falou

Através do violino, as cordas estremeciam com cada


palavra. “Oliver Reid era meu amante

e também meu assassino. Durante anos, ele roubou os


corações de seus amantes e os usou para

cordas de artesanato para seu violino.

"Silêncio!" Reid retrucou, ele olhou em volta, a


admiração da multidão por que ele

estava lentamente se transformando em desgosto.

“Você esperava que a verdade fosse silenciosa para


sempre ou pelo menos até muito depois de você
esperava que

Estivesse morto. Leis e justiça não podem chegar a um


homem morto, mas eu certamente não vou deixar você

fugir enquanto eu morar no escuro. "O violino começou


a tremer violentamente nas mãos de Reid, ele

podia sentir sua raiva. Violet disse em voz alta: "Os


outros homens e mulheres que você matou, nunca
virão sua traição. Eles morreram inocentes. Enquanto
minha memória final está testemunhando você

Levantou esse punhal e foi frio e cruel. Eu vi você me


matando.

Reid queria jogar o violino e correr, mas seu corpo


parecia estar ignorando

ele. O violino sangrando estava congelado em sua mão.


A multidão olhou para ele como se ele estivesse

segurando a maldita adaga e eles o pegaram no ato.


Violet disse:

"Eu não conheço a lei e sei que não estou em condições


de julgá-lo para que eles decidam

seu destino, mas pelo menos eu terei certeza de que


você nunca mais machucará outro coração amoroso. ”

De repente, uma das cordas do coração quebrou e cortou


a mão direita de Reid,

a mão que tomou a vida de Violet. Todos os dedos e o


polegar dele caíram no chão.

Reid soltou um grito doloroso. Mais duas cordas do


coração se romperam e eles pegaram as duas

. Reid tentou proteger seus olhos sangrando enquanto a


última corda quebrou e rasgou
através de sua outra mão, tomando o resto de seus
pequenos membros.

Sem os olhos ou os dedos, nunca mais voltaria a tocar e


nunca mais

prejudicar outra vida.

Enquanto o espírito de Violet subia, ela sorriu para a


terrível situação de Reid e na

multidão que subiu ao palco para levá-lo embora, a


qualquer punição que aviam

decidido.