Você está na página 1de 3

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA ESPANHA

INFORMAÇÕES GERAIS

Nome: Reino da Espanha (Reino de España);


Localização: Europa Meridional (Europa Mediterrânea);
Área: 504.030 km² (51º);
Fronteiras: Portgual, França, Andorra, Gibraltar e Marrocos;
Capital: Madri;
População: 46.815.916 habitantes (2011)
Línguas oficiais: espanhol (castelhano); com estatuto co-oficial regionalmente: catalão,
valenciano, galego, basco e aragonês;
IDH: 0,884 (27º)
Entrada na União Europeia: 1º de Janeiro de 1986;
PIB (nominal): Total – US$ 1,2 trilhão (2015)(12º); Per capita – US$ 25.864 (2015)(27º);
PIB (PPC): Total – US$ 1,615 trilhão (2015)(13º); Per capita – US$ 34.819 (2015)(29º);

CULTURA

A cultura espanhola recebeu diversas influências devido a sua posição geográfica e


evento históricos. Pode-se citar como influências principais as culturas célticas, latina,
visigótica, islâmica, hebraica, e católica romana. Estas influências são evidentes em diversos
aspectos culturais, como a arte, música, literatura, tradições e hábitos, arquitetura, dança,
língua, entre outros. Devido a sua riqueza cultural, a Espanha possui diversos locais
considerados patrimônio histórico mundial pela UNESCO, chegando ao número de 40, ficando
atrás apenas da Itália.

Durante o período do Império Romano, houve a unificação cultural da Península


Ibérica, através da romanização, deixando assim um legado através da língua, instituições
sociais e da artes. Deste período destacam-se imperadores do Império como Trajano e
Adriano.

Na Idade Média ocorre a consolidação da difusão generalizada do cristianismo, assim


como as invasões germânicas, com os povos visigóticos. Durante o período da invasão islâmica
e após a Reconquista, ocorre a fusão de três grandes culturas: cristã, mulçumana e hebreia,
através de grande intercâmbio cultural, um dos processos mais frutíferos da Europa.

A partir das Grande Navegações, a Espanha difunde sua cultura e costumes por todo o
globo, processo que tem seus impactos até os dias atuais.

POLÍTICA

O Reino da Espanha é uma Monarquia Constitucional parlamentarista. O Rei é o chefe


de Estado, e simboliza a unidade nacional. O monarca exerce uma função moderadora no
funcionamento das instituições políticas, além de assumir o cargo da mais alta representação
do Estado espanhol nas Relações Internacionais.

O Parlamento espanhol é bicameral, composto pelo Congresso dos Deputados, com


350 representantes, e o Senado, com 266 mebros, sendo que destes 208 são eleitos pelo voto
direto e 58 designados pelas Assembleias Legislativas das Comunidades Autônomas.
São instituições do governo: o Tribunal de Contas, que fiscaliza as contas nacionais, e o
Defensor do Povo, instituição criada pela Constituição Espanhola de 1978 para garantir e
defender os direitos individuais. São órgãos consultivos do governo: o Conselho de Estado e o
Conselho Econômico e Social.

O poder Judiciário do país é regido pela unidade jurisdicional, pelo fato de a Justiça ser
administrada por um corpo único de juízes e magistrados. É composto pelo Conselho Geral do
Poder Judiciário, pelo Tribunal Supremo e pelo cargo de Fiscal Geral do Estado.

DADOS DA POPULAÇÃO
REFERÊNCIAS

- Site do Internacional Monetary Fund (acessado em 19/05/2018)

http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo/2016/01/weodata/weorept.aspx?pr.x=68&pr.y=17
&sy=2014&ey=2021&scsm=1&ssd=1&sort=country&ds=.&br=1&c=184&s=NGDPD%2CNGDPD
PC%2CPPPGDP%2CPPPPC&grp=0

- Site do Governo espanhol (acessado em 19/05/2018)

http://www.lamoncloa.gob.es/espana/paishistoriaycultura/Paginas/index.aspx

- Artigo Espanha – Wikipedia (acessado em 18/05/2018)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Espanha