Você está na página 1de 3

MEMORIAL DESCRITIVO

Obra: Muro em Alvenaria


Proprietário: Nelson Seidler
Endereço: Avenida Universidade das Missões, 142, Santo Ângelo – RS

1. GENERALIDADES
Este memorial tem por finalidade descrever os materiais e serviços para a execução de
um muro em alvenaria, com o fim de obter o fechamento de um terreno com 12,00m de frente
por 30,00m frente a fundo. O mesmo será executado na Avenida Universidade das Missões, nº
142, na cidade de Santo Ângelo - RS, propriedade de Nelson Seidler.

2. LIMPEZA DO TERRENO
O terreno deverá estar limpo e livre de entulhos, raízes ou troncos de árvores, de modo
a permitir a perfeita circulação de materiais e receber a marcação da obra. O canteiro de obra
deverá ser mantido limpo, removendo-se lixos e entulhos para locais próprios que não causem
prejuízos ao andamento da construção. O trabalho será executado com o uso de máquinas e
serventes.

3. MOVIMENTO DE TERRA
3.1. Escavação
Primeiramente as fundações serão escavadas manualmente e mecanicamente sobre
todo o perímetro do terreno medindo 50 cm de largura e a profundidade de acordo com as
características de resistência do terreno. As escavações serão feitas manualmente, utilizando
ferramentas apropriadas, assim como o uso de EPIs.

3.2. Compactação do fundo da vala


Após a execução da escavação deverá ser realizada a compactação e o nivelamento do
fundo da vala. Tal procedimento deve ser realizado com compactador de terra tipo sapo e
soquetes manuais.

4. FUNDAÇÕES
4.1. Lastro de brita
Compactado o fundo da vala, será colocada uma espessura de 5 cm de brita n° 2 ao
longo da mesma, onde tal camada deve ser levemente compactada mantendo o nível
previamente estabelecido.

4.2. Concreto Magro


Sobre o lastro de brita será executada uma camada de concreto magro com resistência
de 10 MPa, em que o traço utilizado será 1 saco de cimento, 8 latas de areia, 11 latas de brita
nº1 e duas latas de água no qual ao ser finalizado deve ser vibrado e ter uma espessura de 10
cm.

4.3. Concreto ciclópico


A camada de concreto ciclópico será de 30 cm de espessura ao longo de toda a
fundação, de cimento, areia e brita com traço 1:3:6. Após o lançamento do concreto em
camadas sucessivas, serão utilizadas pedras amarroadas com diâmetro máximo de 20 cm na
relação de 30 % do volume total, afogadas no concreto, o qual deve ser previamente vibrado.
As pedras devem ser posicionadas individualmente de maneira a acomodar as mesmas no
concreto de forma espaçada, garantindo homogeneidade e rigidez ao sistema.

4.4. EMBASAMENTO
Sobre o concreto ciclópico será executado o embasamento com tijolo do tipo maciço
comum, formando paredes de 30 cm, com a altura de duas fiadas. Os tijolos devem ser
assentados com argamassa de cimento, cal e areia na proporção 1:2:8 e as juntas de argamassa
devem possuir 1 cm de espessura, tanto na horizontal como na vertical. Os tijolos devem ser
previamente umedecidos antes de serem assentados.

5. ALVENARIA
A alvenaria será executada com tijolo do tipo maciço comum formando paredes de 20
cm e altura de 2,00 m, assentados em argamassa de cimento, cal e areia na proporção 1:2:8,
devendo apresentar-se em prumo e nível. As juntas de argamassa devem possuir 1 cm de
espessura, tanto na horizontal como na vertical. Os tijolos devem ser previamente umedecidos
antes de serem assentados.

6. VIGA DE CINTAMENTO
Será executada uma viga de cintamento em concreto armado sobre a alvenaria e pilares.
A resistência característica a compressão será de 20 MPa. A base terá 20 cm e a altura será de
10 cm. As formas laterais serão de madeira tipo Pinus travadas com guias, ripas e arame. A
armadura longitudinal será composta por 4 barras de aço 8,00 mm CA-50. A armadura
transversal por sua vez, será composta por estribos de aço CA-60 de 5,00 mm espaçados a cada
15 cm. Deverão ser utilizados espaçadores plásticos para garantir o cobrimento da armadura
que deve ser de 2 cm. Antes da concretagem as formas deverão estar limpas, alinhadas,
aprumadas, umedecidas e ter sido dada 1 demão de desmoldante. Será utilizado vibrador
elétrico durante a concretagem.

7. REVESTIMENTO
As paredes de alvenaria receberão em ambos os lados revestimento em argamassa
contendo camadas superpostas contínuas e uniformes de chapisco e massa única. Antes da
execução de cada etapa as superfícies deverão ser limpas e umedecidas. Primeiramente será
aplicado a camada de chapisco com argamassa de cimento e areia na proporção 1:3, devendo
apresentar 1 cm de espessura. O revestimento com massa única por sua vez deve ser aplicado
com a utilização de taliscas e mestras, que devem ser espaçadas a cada 2,00 m. A argamassa
deve ser de cimento, cal e areia na proporção 1:2:8 e a espessura do revestimento deve ser de
1,5 cm. A massa única deve ser sarrafeada, desempenada e feltrada. O aspecto final do
revestimento deve apresentar parâmetros de desempeno, prumo, alinhamento e nível.

Santo Ângelo, 13 de março de 2018.

____________________________________________
Eng. Felipe Gonzatto de Oliveira – CREA 19.698
Responsável Técnico