Você está na página 1de 7

Ficha de avaliação N.º 2

Parte

3
3
ESCOLA : NOME : N. O : TURMA : DATA : Fichas de avaliação
ESCOLA :
NOME :
N. O :
TURMA :
DATA :
Fichas de avaliação

SubdomíNio 2 Energia e fenómenos elétricos

Grupo I

O fenómeno da eletrização de corpos por fricção é conhecido desde o século vi a. C. O filósofo e matemático grego Tales de Mileto observou que um pedaço de âmbar adquiria a propriedade de atrair corpos muito leves, como, por exemplo, sementes. Benjamin Franklin (1706-1790), procurando uma explicação para este facto, após inúmeras observações, formulou uma teoria segundo a qual todos os objetos no seu «estado natural» possuem um «fluido elétrico» em «quantidade normal»; na fricção, este fluido é transferido de um corpo para o outro, ficando um com excesso e outro com deficiência. Como não podia medir esse fluido, Benjamin Franklin arbitrou que, na fricção do vidro com seda, o fluido passaria da seda para o vidro, ficando este eletrizado positivamente, e a seda negativamente.

1
1

A que fenómeno se referia Benjamin Franklin quando falava de «fluido elétrico»?

2
2

Por vezes, sentem-se pequenos «choques» ao fechar a porta do carro ou ao cumprimentar um colega com um simples aperto de mão. Das afirmações que se seguem, selecione aquela que descreve a situação em que é mais provável a ocorrência de descargas elétricas.

em dias muito quentes e húmidos, porque o ar se torna condutor.A.

A.

em dias secos, pois o ar seco é bom isolador e os corpos eletrizam-se mais facilmente.B.

B.

em dias frios e chuvosos, pois a água da chuva é boa condutora de eletricidade.C.

C.

a humidade do ar não influencia os fenómenos da eletrostática, logo, as descargas poderão ocorrer a qualquer momento.D.

D.

3
3

Considere a tabela ao lado, onde são dados a conhecer os valores das resistividades de alguns materiais à temperatura de 20 ºC.

rEsIstIVIDADE ELétrICA DE ALguNs mAtErIAIs (t = 20 °C)

3.1

dos materiais apresentados refira, justificando, qual é o que tem maior capacidade de transferir o seu excesso de carga.

3. 2

Pretende-se substituir um fio de cobre por outro de alumínio, com o mesmo comprimento e a mesma resistência elétrica. estabeleça a relação entre as áreas das secções retas dos dois fios tendo em conta os valores tabelados para as resistividades dos diferentes materiais.

material

t/(X m)

alumínio

2,8 × 10 -8

cobre

1,7 × 10 -8

chumbo

22

× 10 -8

Ferro

10

× 10 -8

Prata

1,5 × 10 -8

aço

1,8 × 10 -8

Fichas de avaliação

E /J

Parte

3
3

Grupo II

Quando um condutor é aquecido ao ser percorrido por uma corrente elétrica, ocorre a transformação de energia elétrica em energia térmica. Este fenómeno é conhecido como efeito Joule, em homenagem ao físico britânico James Prescott Joule (1818-1889).

1
1

O

quilowatt-hora, kW h, é uma unidade usual de medida do consumo de energia elétrica, um

múltiplo do joule, que é a unidade do Sistema Internacional. O fator que relaciona estas unidades é:

1,0 × 10 3 × 10 3

3,6 × 10 3 × 10 3

A.

B.

9,8 × 10 3 × 10 3

C.

3,6 × 10 6 × 10 6

D.

2
2

Selecione a opção que completa corretamente a frase que se segue:

A

energia dissipada nos componentes elétricos por efeito Joule deve-se…

… ao tipo de componente.A.

A.

… à resistência elétrica dos componentes.B.

B.

… à forma dos componentes.C.

C.

… ao tipo de circuito a que se liga esse componente.D.

D.

3
3

O

gráfico seguinte traduz a variação da energia dissipada em função do tempo, para um

condutor óhmico, percorrido por uma intensidade de corrente elétrica de 4 A.

1400

1200

1000

800

600

400

200

0

0 50 100 150 t /s
0
50
100
150
t /s

3.1

refira o significado físico do declive da reta.

3. 2

calcule o valor da diferença de potencial aplicada nos terminais do condutor.

U /V

Fichas de avaliação

Grupo III

Um circuito simples é constituído por um gerador e uma resistência. As respetivas curvas características estão representadas no gráfico ao lado.

120

60

U

0

0 I 5 1 0
0
I
5
1 0

I /A

Faça o esquema do circuito referido no enunciado, incluindo os aparelhos de medida que permitem obter os valores necessários para a obtenção do gráfico.

Identifique, para os elementos do circuito gerador e a resistência, a referida curva.

Refira, justificando, se o condutor utilizado é óhmico.

Determine as coordenadas do ponto onde se intersetam as duas retas.

Grupo IV

Considere o circuito representado na figura ao lado, onde estão representados um gerador, três condutores e três interruptores abertos.

25 V

1 R 1 2 R 1 R 1 A 2 3
1
R 1
2 R 1
R 1
A
2 3
1
1

Determine a resistência equivalente do circuito quando os interruptores 1 e 3 se encontram fechados.

Parte

3
3

Parte

2 3
2
3

Qual é o valor registado pelo amperímetro quando os interruptores 1, 2 e 3 se encontram fechados?

Qual(ais) dos interruptores deve(m) ser fechado(s) permitindo a passagem de corrente elétrica pelo circuito, tal que a potência dissipada pelas resistências seja a menor possível?quando os interruptores 1, 2 e 3 se encontram fechados? Grupo V Numa aula laboratorial os

Grupo V

Numa aula laboratorial os alunos montaram um circuito simples constituído por uma pilha de força eletromotriz de 9,0 V e de resistência interna de 3 X, uma resistência externa variável, um voltímetro e um amperímetro intercalados, como se ilustra na figura seguinte. Posteriormente, registaram os valores da tensão nos terminais da pilha e da corrente elétrica que percorre o circuito quando faziam variar a resistência.

f

r V A R
r
V
A
R
U/v I/a 0,30 2,90 3,72 1,76 4,53 1,50 5,16 1,28 6,00 1,00 6,54 0,82 6,92
U/v
I/a
0,30
2,90
3,72
1,76
4,53
1,50
5,16
1,28
6,00
1,00
6,54
0,82
6,92
0,69
7,20
0,60
7,41
0,53
7,59
0,47
7,71
0,43

Tendo em conta o Princípio da Conservação de Energia, mostre que a potência dissipada no

f

2

circuito é dada por: P = R (r R ) 2 (W).

+

Utilizando a máquina de calcular gráfica, esboce o gráfico de P = f (R). Determine o valor da resistência para o qual a potência é máxima. Conclua quanto ao valor obtido.

Sabendo que a potência máxima que é dissipada por efeito Joule na resistência é dada por:

2

f

P = 4 r

um erro percentual de 1 % para discussão dos resultados obtidos.

, critique, tendo em conta o erro percentual, o valor obtido experimentalmente. Admita

Fichas de avaliação

ProPoSta de reSolução

Grupo I

8 pontos

corrente elétrica.

opção b

3.1

 

a

3.2

condutor, uma vez que é o que apresenta menor resistividade; a resistividade é diretamente proporcional à resistência de um condutor.

6 pontos

26 pontos

12 pontos

prata é o material que tem maior capacidade de transferir o seu excesso de carga, sendo o melhor

14 pontos

dados:

t cu = 1,7 × 10 -8 X m; t al = 2,8 × 10 -8 X m; ℓ al = cu ;

s

s

al

cu

= ?

 

t

ai

#

s

al

R

 

t

ai

2 , 8

# 10

- 8

s

cu

=

t

cu

#

=

t

cu

=

1 , 7

10

8

- = 1,65
#

R

Grupo II

1
1
2
2

opção d

3
3

opção b

3.1

a

equação da reta representada no gráfico é dada por:

E

= P Dt

6 pontos

6 pontos

24 pontos

12 pontos

Parte

3
3

assim, o declive da reta representa a potência transformada no condutor puramente resistivo, por efeito Joule.

3.2

a equação da reta é dada por:

igualando o declive à expressão anterior, obtém-se:

R I 2 = 10 + R = 0,6 X

Pela lei de ohm:

R

E = R I 2 Dt & E = 10 × Dt (J)

U

l

& 0,6 =

U

4

=

+ U = 2,4 v

12 pontos

Parte

Grupo III 3 1 10 pontos f r A V R I 2 12 pontos
Grupo III
3
1
10 pontos
f
r
A
V
R
I
2
12 pontos
Para a resistência, tem-se:
Para o gerador, tem-se:
120
60
0
0
0
5
0
1 0
I /A
I /A
3
12 pontos
o condutor é óhmico, pois a intensidade da corrente elétrica é diretamente proporcional à diferença de
potencial que lhe é aplicada, como pode ser observado no gráfico; o que significa que a sua resistência é
constante.
4
16 pontos
Fichas de avaliação
U
/V
U
/V

No ponto de interseção das duas retas, a diferença de potencial e a corrente elétrica são as mesmas, para o gerador e para a resistência.

Para a resistência, tem-se:

R

Para o gerador:

I

Pela expressão:

I

r como, para uma resistência:

U = R × I = 24 × 2 = 48 v

as coordenadas do ponto de interseção são: (I; U) = (2 a; 48 v)

U

120

=

=

=

=

I

5

f

r

& 10 =

60

r

f 120

=

= 24 X

+ r = 6 X

= 2 a

R

+

24

+

6

Grupo IV

1
1

ao fechar os interruptores 1 e 3, ficam em série as resistências R 1 e de 2R 1 .

R

R

eq = R 1 + R 2

eq = R 1 + 2R 1 = 3R 1 (X)

10 pontos

Fichas de avaliação

12 pontos

ao fechar os interruptores 1, 2 e 3 ficam em paralelo duas resistências de R 1 e 2R 1 que por sua vez se encontram em série com a resistência de R 1 .

1

1

1

1

1

1

R

eq = R 1 + R 2 + R

eq = R

1 +

2R

1

+ R eq = 0,67R 1 X

Parte

3
3

R eq (paralelo) = 0,67R 1 X

R eq (total) = 1,67R 1 X

determinação da intensidade da corrente elétrica:

Sabendo que a tensão nos terminais do gerador é de 25 v, tem-se pela lei de ohm: U = R × I + I = 15 a

10 pontos

uma vez fechado o interruptor 1, para que a potência dissipada seja mínima a resistência tem de ser mínima. isto verifica-se quando os restantes interruptores estiverem fechados. o que confere à associação uma resistência equivalente de 1,67R 1 (X)

Grupo V

1 14 pontos Pela lei da conservação de energia: P gerador = P elétrica +
1
14 pontos
Pela lei da conservação de energia:
P gerador = P elétrica + P dissipada
f
e
I =
.
P dissipada = R × i 2
R
+
r
eq
Substituindo, vem:
2
d
f n
P dissipada = R ×
R
+ r
eq
2
16 pontos
8,0
o valor da resistência para o qual a potência é
máxima é de 3 X.
7,0
6,0
verifica-se que este valor é coincidente com o valor
da resistência interna da pilha.
5,0
(3;
6,8)
4,0
3,0
2,0
1,0
0,0
0,0
5,0
10,0
15,0
R /Ω
3
12 pontos
P e /W

P máx. experimental = 6,80 W

2

f

o valor teórico pode ser calculado por: P = 4r

comparação do valor teórico com o valor experimental:

(quando R = r) & P =

9 2

4

#

3

= 6,75 W

valor experimental- valor teórico

valor teórico 6 80 - 6 75

v a l o r t e ó r i c o 6 80 - 6

× 100

,

erro percentual =

× 100

erro percentual =

6 75 erro percentual = 0,74 %

o valor experimental é concordante com o valor teórico, uma vez que o erro percentual é menor do que 1 %.