Você está na página 1de 14

Linux

Configurações essenciais para se trabalhar com


serviços de rede
root

 Para configurar a grande maioria dos serviços, devemos estar logado como
“superusuário”, também conhecido como “root”, que é como se fosse um
usuário “Administrador” se comparado a um sistema operacional Windows.

Entrando como root:


$ su –

O ícone “$” deverá mudar para “#”.


Verificando os log’s

 De preferência em uma novo terminal


 No terminal em modo gráfico: crtl+shift+t
 No terminal em modo texto: alt+F1, alt+F2 ...

# tail -f /var/log/messages

# tail -f /var/log/syslog

para sair do tail tecle “ctrl+c”


Network Manager

 O NetworkManager é um daemon responsável por verificar as conexões de


rede disponíveis (incluindo redes Wi-fi) para seu computador e configurá-las
automaticamente sem a necessidade de editar arquivos de configuração. Ele é
uma excelente opção se você está sempre mudando de redes que tenha
configurações diferentes.
Interrompendo o NetworkManager

 Normalmente Servidores Linux tem suas configurações definidas em arquivos


de configuração, e isso vai contra a proposta no NetworkManager. Para evitar
problemas, vamos interromper o NetworkManager.

# /etc/init.d/network-manager status
# /etc/init.d/network-manager stop
# /etc/init.d/network-manager status

 O próximo passo é configurar para que o NetworkManager não inicie


automaticamente quando o servidor for iniciado. Use o “rcconf” para facilitar tal
tarefa!
# apt-get install rcconf
# rcconf
Configurações TCP/IP

 Conferindo a configuração atual das interfaces de rede


# ifconfig
ou
# ifconfig <interface>
ou
# ip a l

 Verificando a tabela de Roteamento IP (Gateway)


# route
Configuração TCP/IP - cliente DHCP

 Edite o arquivo de configuração das interfaces

# vim /etc/network/interfaces

# The loopback interface


auto lo
iface lo inet loopback

auto eth0
iface eth0 inet dhcp
Definindo DNS

 É possível fixar o DNS do host, mesmo que a interface esteja configurada


em cliente DHCP (ip automático)
 Acesse o arquivo “/etc/dhcp/dhclient.conf” e altere as linhas abaixo:

De:
# supersede domain-name “fugue.com home.vix.com";
# prepend domain-name-servers 127.0.0.1;

Para:
supersede domain-name "google.com";
prepend domain-name-servers 8.8.8.8, 8.8.4.4;
Aplicando as configurações da rede

 Após configurar as interfaces, as mesmas devem ser reiniciadas para que as


novas alterações sejam aplicadas.

 Para isso, digite os seguintes comandos:

# ifdown eth0
# ifup eth0
Reiniciando todos os serviços de rede

 Para reiniciar todas as interfaces de uma só vez, devemos digitar o


seguinte comando:

# service networking restart ou


# /etc/init.d/networking restart ou ainda
# invoke-rc.d networking restart

 Vale ressaltar que com esses comandos, todos as configurações de rede são
reiniciados, diferente do comando ifdown e ifup que só se aplica na interface
especificada
Configuração TCP/IP – ip fixo manual

 Arquivo de configuração das interfaces

 # vim /etc/network/interfaces auto eth0


iface eth0 inet static
network 10.1.1.0
netmask 255.255.255.0
address 10.1.1.6
gateway 10.1.1.1

 Salve e saia do arquivo e depois reinicie as interfaces


# service networking restart
Definido DNS manualmente

 Para verificar o DNS da rede.

# cat /etc/resolv.conf

 Exemplo do arquivo:

; generated by /sbin/dhclient-script nameserver 8.8.8.8


nameserver 8.8.4.4
search nomedodominio
Nome do host

 Verificando o nome do host:


# hostname

 Alterando o nome do host:


# hostname nome_do_host
Fixando o nome do host

 Abra o arquivo de configuração de nome do host e edite conforme


necessidade
# vim /etc/hosts
127.0.0.1 localhost
127.0.1.1 nomedohost.nomedominio nomedohost
10.1.1.6 nomedohost.nomedominio nomedohost

# vim /etc/hostname
nomedohost

Reinicie os serviços de rede, feche e abra o terminal