Você está na página 1de 3

ROTEIRO DE LABORATÓRIO DAS DISCIPLINAS

PROPRIEDADES MECÂNICAS DOS MATERIAIS (PMM)


E PROPRIEDADES DOS MATERIAIS (PRM)
Profª. Felipe Caliari

ENSAIO DE TRAÇÃO REAL

INTRODUÇÃO

O ensaio de tração real diferentemente do ensaio de tração convencional considera as


alterações de deformação instantânea, ou seja, para cada valor de carga a que o material é
solicitado tem-se valores de área da seção transversal e comprimento instantâneos. A partir dos
valores de tensão e deformação que são obtidos no ensaio de tração convencional é possível
determinar portanto, os valores de tensão e deformação real, conforme descritos nas equações
(1) e (2).

σr = σ (ε+1) (1)

εr = ln (ε+1) (2)

Estes valores de tensão e deformação real são válidos até a tensão máxima, pois a partir
deste ponto inicia-se o processo de estricção (rápida redução de área da seção transversal).
Contudo a curva de Tensão real x Deformação real até a tensão máxima pode ser representada
pela expressão exponencial (3).

σr = k εrn (3)

Na equação (3) os valores de k e n são constantes para cada material, denominados


respectivamente coeficiente de resistência e coeficiente de encruamento.

OBJETIVOS
Determinar as propriedades mecânicas e as constantes de resistência (k) e encruamento
(n) dos materiais analisados, construir os gráficos de tensão x deformação real e de engenharia a
partir dos resultados do ensaio de tração convencional com o uso de extensômetro, que foi
realizado em amostras de aço 1045 e alumínio, e cujos dados serão fornecidos em uma planilha
de trabalho do Excel.

CÁLCULOS:
a) Traçar as curvas Tensão x Deformação convencional e real
1. Exclua as colunas que não são de interesse mantendo apenas as colunas de Força (N) e
Ext1 (mm);
2. Calcule as tensões e deformações convencionais para cada ponto de acordo com a Tabela
1;
3. Calcule as tensões e deformações reais até o ponto de máxima carga de acordo com a
Tabela 1;
4. Plotar em um mesmo gráfico σ x ε e σr x εr.

b) Determinar os Coeficientes de encruamento (n) e de resistência (k)


1. Selecionar os pontos após a tensão de escoamento até o início da máxima carga;
2. Para o trecho selecionado plotar Log σr x Log εr.
3. Determinar a equação da reta e calcular os índices k e n da equação σr = k εr n

c) Determinar o Módulo de Elasticidade


1. Selecione os pontos referente ao trecho linear da curva;
2. Plotar σ x ε;
3. Determinar a equação da reta σ = E.ε;
4. Determinar o módulo de elasticidade (E) em GPa.

Tabela 1 - Dados obtidos no ensaio com os respectivos cálculos para determinação dos
valores de tensão e de deformação real e de engenharia.
Força Ext1(∆l) σ ε σr = σ (ε+1) εr = ln (ε +1) Log σr Log εr
(N) (mm) (MPa) (mm/mm)

O relatório deverá conter além das curvas Tensão x Deformação real e convencional (ou
de engenharia) a Tabela 2 com as principais propriedades mecânicas para cada um dos materiais
ensaiados.

Tabela 2 - Propriedades mecânicas dos materiais ensaiados.


Material σesc σtração σtração real σrup εtotal E k
n
(Mpa) (Mpa) (Mpa) (Mpa) (%) (GPa) (MPa)
Aço 1045
Alumínio

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

● Callister Jr., W. D.; Rethwisch D. G. Ciência e Engenharia de Materiais: uma


introdução. 8 ed., Rio de Janeiro: LTC, 2013.
● Garcia, A.; Spim, J. A.; Santos, C. A. Ensaios dos Materiais. Rio de Janeiro: LTC,
2000.
● Souza, S. A. Ensaios Mecânicos de Materiais Metálicos. Fundamentos teóricos e
práticos. 5 ed., São Paulo: Edgard Blucher, 1982.
● Dieter, G. E. Metalurgia Mecânica. Editora Guanabara Dois, 1981.