Você está na página 1de 19

1

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTIFICA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Profª. Rosangela Adell adellreis195@gmail.com

1 INTRODUÇÃO

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o órgão responsável pela normalização técnica no País, tendo sido fundada em 1940 para fornecer a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro. As normas elaboradas pela ABNT podem ser adquiridas a preços bastante razoáveis e o site da entidade (http://www.abntdigital.com.br) permite fazer sua solicitação pela Internet, com a comodidade da entrega via SEDEX ou por e-mail. Este texto, assim, não substitui a consulta direta das normas da ABNT, particularmente das seguintes:

NBR 6023 - Referências bibliográficas NBR 6024 - Numeração progressiva das seções de um documento - Procedimento

NBR 6027 - Sumários NBR 6028 - Resumos NBR 10520 - Apresentação de citações em documentos NBR 14724 - Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos apresentação A apresentação da monografia deverá estar de acordo com as normas para apresentação de trabalhos científicos adotadas pela FAECAD.

Serão considerados como elementos de avaliação:

  • a) Relevância significativa e científica do tema;

  • b) Formulação adequada do problema;

  • c) Qualidade de bibliografia utilizada;

  • d) Consistência de argumentação;

  • e) Redação e apresentação técnica.

LEMBRE-SE

que..........Na

realização da

pesquisa..........

Inicie escolhendo uma área de

interesse - o assunto: (Tendências e preferências pessoais, ser capaz de desenvolvê-lo, acesso a fontes e a existência ou não de material bibliográfico e Relevância acadêmica). Escolha o tema que deve está relacionado a uma área de pesquisa dentro da especialidade acadêmica que se está cursando Não é possível está fazendo uma especialização em psicopedagogia e falar sobre a importância da crise econômica para o governo. Elabore o problema, as hipóteses e os objetivos (geral e específicos) de acordo com o tema da pesquisa/artigo. Pesquise obras relacionadas ao tema do artigo-preferencialmente 10 obras com até 10 anos de publicação ou reimpressão. Comece montando um sumário hipotético (provisório) ao desenvolver seu artigo em títulos e subtítulos, elabore o desenvolvimento e só depois faça a introdução e a conclusão, pois ambas devem ser concomitantemente relacionadas, sendo que cada uma delas deve ser escrita de acordo com o proposto apresentar e concluir. Escolha um orientador dentro da área de interesse. Verbos na 3ª

pessoa do singular. Cuidado com vícios de linguagem ou expressões eruditas demais. Faça um artigo que seja conciso, objetivo, coerente e de relevância acadêmica.

  • 2 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

a) Elementos Pré-textuais - são os que antecedem o texto com informações que identificam o trabalho. A numeração das páginas pré-textuais é composta de algarismos romanos minúsculos, abaixo e no meio da página. Para facilitar a organização do trabalho, podem ser criados arquivos separados para cada parte do trabalho: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós- textuais. A capa nunca conta como parte do trabalho. É como se a capa fosse o Nº zero e a folha de rosto a nº 1(1ª página real do trabalho). CAPA (obrigatório)

2

FOLHA DE ROSTO (obrigatório) ERRATA (se necessário) FOLHA DE APROVAÇÃO (obrigatório) DEDICATÓRIA (opcional) AGRADECIMENTOS (opcional) EPÍGRAFE (opcional) RESUMO NA LÍNGUA PORTUGUESA (obrigatório) RESUMO NA LÍNGUA ESTRANGEIRA SUMÁRIO (obrigatório)

b) Elementos Textuais - A numeração é feita com algarismos arábicos no alto das páginas do texto, á direita em conjunto com o cabeçalho. Deve começar a contar a partir da primeira folha do trabalho (folha de rosto). As capas não fazem parte da numeração.

INTRODUÇÃO (obrigatório)- é a apresentação sucinta e objetiva do trabalho, fornecendo informações sobre sua natureza, sua importância e sobre como foi elaborado: objetivo, métodos e procedimentos seguidos. Em outras palavras, é a parte inicial do texto, onde devem constar a delimitação do assunto tratado, objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do trabalho. Lendo a introdução, o leitor deve sentir-se esclarecido a respeito do tema do trabalho como do raciocínio a ser desenvolvido. O ideal é ter 1 ou 2 laudas (páginas). Deve ser escrito em folha separada e paginada, com a palavra Introdução alinhada a esquerda, negrito e antecedida por numeração arábica um espaço.

DESENVOLVIMENTO (obrigatório) são os títulos e subtítulos - parte principal do texto, descrevendo com detalhes a pesquisa e como foi desenvolvida. Não se escreve a palavra desenvolvimento no trabalho, mas se desenvolve as ideias em tópicos ou seções. O texto deve apresentar as diferentes correntes de pesquisadores que estudaram a questão. O texto deve ser fluido e seus parágrafos devem possuir uma articulação entre si, isto é, os parágrafos não devem ser simples menção de resultados de pesquisas, mas um parágrafo deve conter ideias que evoluíram do parágrafo anterior e que preparam para o parágrafo seguinte. Apesar de ser mais comum a apresentação dos trabalhos em ordem cronológica, esta não é uma regra, isto é, os trabalhos mais antigos podem ser apresentados posteriormente, desde que a clareza e a lógica do texto justifiquem. Para facilitar a redação, uma opção bastante usual é dividir a revisão da literatura em subcapítulos, conforme os assuntos. É fundamental que a revisão da literatura possua consistência com o objetivo proposto, isto é, os trabalhos apresentados devem ter relação direta com o tema do trabalho.

CONCLUSÃO (obrigatório) - é a síntese dos resultados da monografia. Tem por finalidade recapitular sinteticamente os resultados da pesquisa elaborada. O autor poderá manifestar o ponto de vista sobre os resultados obtidos, bem como sobre o alcance da pesquisa, sugerindo novas abordagens a serem consideradas em trabalhos semelhantes. O autor deve apresentar os resultados mais importantes e sua contribuição ao tema, aos objetivos e à hipótese apresentada. É sempre importante apresentá-las de maneira relativa e não absoluta. Por exemplo, deve-se evitar a redação

do tipo “não houve influência do rádio na aculturação dos povos indígenas

...

e dar preferência a

textos como “não foi possível demonstrar a influência do rádio na aculturação dos povos

indígenas

...

”.

Devem-se colocar lado a lado os objetivos e as conclusões, isto é, deve-se assegurar

que não tenham sido citadas conclusões que não foram objetivo do trabalho. Eventualmente e

quando for o caso, pode-se escrever algo como “apesar de não ter sido objetivo deste trabalho, os

resultados demonstraram que

...

”.

3

c) Elementos Pós-textuais - Os elementos pós-textuais são:

REFERÊNCIAS (obrigatório) GLOSSÁRIO (opcional) APÊNDICE (S) (opcional); ANEXO (S) (opcional)

Anexo(s) Apêndice PÓS-TEXTO Glossário Referências Conclusão TEXTO Desenvolvimento (títulos e subtítulos) Introdução Sumário PRÉ-TEXTO Resumo em
Anexo(s)
Apêndice
PÓS-TEXTO
Glossário
Referências
Conclusão
TEXTO
Desenvolvimento
(títulos e subtítulos)
Introdução
Sumário
PRÉ-TEXTO
Resumo em Língua
estrangeira
Resumo na língua
vernácula
Epígrafe
Agradecimentos
Dedicatória
Dedicatória
Folha de Aprovação
Folha de rosto
Capa
2.1 Normas de formatação

1. Formato do papel e dos elementos pré-textuaisO texto deve ser impresso sobre papel branco opaco, em formato A4 (210 X 297 mm, de 75 gr/m²), em disposição vertical. No trabalho deve ser utilizada somente a frente do papel (anverso). Recomenda-se a impressão do restante do trabalho apenas nesse lado do papel. Não é permitida a apresentação de páginas soltas ou encartadas no volume. Todas as informações devem fazer parte do volume encadernado. O artigo deverá conter, no máximo, 20 laudas (incluindo elementos pré, textuais e pós). Modelo a ser utilizado:

Margem superior

3 cm

Margem inferior

2 cm

4

Margem esquerda

3 cm

Margem direita

2 cm

Cabeçalho

1 cm

Rodapé

0 cm

Margem para ilustração mínima 2 cm

Espaço entre linhas

1,5 cm

A capa é a proteção física externa do trabalho. Sugere-se que as informações sejam dispostas centralizadas, letras maiúsculas, sem emprego do ponto final, com espaçamento 1,5, Arial, Fonte 14 (exceto o local e o ano fonte 12 e espaçamento simples) em negrito. Deve conter dados que permitam a correta identificação do trabalho, na seguinte ordem: - Instituição (Nome da Universidade, Área e Curso); Nome do autor; Título do trabalho subtítulo, se houver; Local (cidade); Data (ano de depósito/ou da entrega). OBSERVAÇÃO: A Associação Brasileira de Normas Técnicas não determina a disposição destes dados na folha. Esta distribuição deve ser definida pelo professor ou pela Instituição, para uniformização dos trabalhos acadêmicos. Sugere-se que o título deva ficar no meio da folha.

A folha de rosto Sugere-se que as mesmas informações da capa sejam inseridas na folha de rosto centralizadas, letras maiúsculas, sem emprego do ponto final, com espaçamento 1,5, Arial,

Fonte 14 (exceto o local e o ano fonte 12 e espaçamento simples) em negrito. A fonte arial 12 serve para as demais informações da natureza do artigo com recuo de 8 cm da margem esquerda. Com as seguintes informações:

  • - Logotipo da faecad;

  • - Nome do autor;

  • - Título do trabalho subtítulo, se houver;

  • - Natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso) e objetivo (aprovação em

disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido;

  • - Nome do orientador, precedido da palavra “Orientador”;

  • - Local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado;

  • - Data (ano de depósito/ou da entrega).

Folha de aprovação - Deve conter o nome do autor, do título e do subtítulo por extenso, natureza, objetivo, logotipo da Faecad, área de concentração, data de aprovação, nome e titulação dos 3 membros componentes da banca examinadora e espaço para suas assinaturas. Deve ter recuo da margem esquerda de 8 cm com espaço 1 para a natureza do trabalho e o restante deve ser centralizado, Arial 12, negrito para destaques, espaço 1,5.

Dedicatória - Elemento opcional, é uma homenagem que o autor presta às pessoas (uma ou mais) que colaboraram com a pesquisa. Não se escreve a palavra Dedicatória no trabalho. Arial 12 no final da página, sem negrito, espaço 1,5, recuo de 8 cm da margem esquerda. A paginação no

rodapé centralizado em algarismo romano minúsculo (v; vi

...

).

Agradecimentos - devem ser dirigidos a quem realmente contribuiu, de maneira relevante, à

elaboração do trabalho (empresas ou organizações que fizeram parte da pesquisa) ou pessoas (profissionais, pesquisadores, orientador, bibliotecário, bolsistas e outros) que colaboraram efetivamente para sua construção. Colocam-se os agradecimentos em ordem hierárquica de importância (elemento opcional). A paginação no rodapé centralizado em algarismo romano

minúsculo (v; vi

).

A palavra AGRADECIMENTOS deve ficar centralizada, na margem superior,

... negrito, ARIAL fonte tamanho 12, entrelinhas de 1,5. O texto de agradecimento não tem limite linha, fonte tamanho 12, recuo parágrafo com 2 cm, entrelinhas de 1,5, alinhamento justificado,

havendo mais de um agradecimento, pode se elencá-los separados por ponto e vírgula.

5

Epígrafe - Deve ser colocada após o agradecimento. É a citação de um pensamento que, de certa forma, embasou ou inspirou o trabalho. Arial 12, espaço 1,5. Deve ficar alinhado a margem direita com recuo de 8 cm. Texto com aspas e em itálico. Nome do autor sem aspas e em itálico. Não se escreve a palavra Epígrafe no trabalho.

O resumo deve ser composto por frases concisas, afirmativas. Recomenda-se o uso de parágrafo único. Deve-se usar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular. O resumo deve informar o objetivo, a metodologia, os resultados principais e conclusões. As palavras-chave devem figurar logo abaixo do resumo, antecedidas da expressão: Palavras-chave, separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto (mínimo de 3 e máximo de 5). Não tem recuo de parágrafo. O resumo deve conter: 200 palavras. Sugere-se o espaçamento simples entre linhas, fonte 12, Arial, não escrever nada em itálico (exceto palavras estrangeiras). Escrever a palavra resuno em caixa alta, negrito e centralizado. Resumo em Língua Estrangeira - digitado em folha separada (em inglês, Abstract), seguido das palavras-chave. Segue as mesmas características do resumo em português.

Regras de Apresentação do Sumário - A palavra sumário deve ser centralizada, escrita arial com letras maiúsculas, em negrito, fonte 12. O espaçamento é de 1,5. Deve figurar como último elemento pré-textual. Os elementos pré-textuais NÃO DEVEM aparecer no sumário; Os indicativos das seções (capítulos) e subseções (subcapítulos) com seus respectivos títulos, devem ser alinhados à esquerda e deve-se usar a numeração progressiva. As seções devem ser numeradas

em algarismos arábicos (1,2,3 pontilhados.

...

),

da introdução até a conclusão; sugere-se ser antecedidos por

  • 2. Cor da impressão A cor preta da impressão deve ser usada para todos os trabalhos.

Fotografias, ilustrações, tabelas e quadros poderão ser coloridos.

  • 3. Tipologia As famílias de fontes selecionadas são TIMES NEW ROMAN e ARIAL. Os

textos longos, citações e referências bibliográficas serão em Times New Roman, utilizando-se o negrito e o itálico para os destaques necessários ao corpo do texto. A fonte Arial será adotada para títulos, subtítulos, legendas, tabelas e partes dos elementos pré-textuais (capa e páginas iniciais), utilizando-se também o negrito e o itálico para os destaques. O tamanho da fonte é 12 no corpo do texto (espaço 1,5); fonte 10 nas citações longas em espaço simples (espaço 1), bem como nas notas de rodapés; os títulos das seções primárias levam tamanho 14 negrito (Arial) e nas seções secundarias e terciárias levam tamanho 12 negrito (Arial).

  • 4. Logotipo da FAECAD O logotipo da FAECAD deve ser inserido na folha de rosto e na

página de aprovação.

5 Epígrafe - Deve ser colocada após o agradecimento. É a citação de um pensamento que,

Faculdade Evangélica de Tecnologia, Ciências e Biotecnologia

6

  • 5. Alinhamento de parágrafos Parágrafos de texto, citações longas, notas de rodapé,

epígrafes e bibliografia (referencias) devem ser justificados. Caso seja possível, recomenda-se a utilização de hifenização para evitar grandes espaços brancos no texto. Os títulos e subtítulos devem ser alinhados pela margem esquerda da página. Na folha de rosto e na folha de aprovação o texto ou parágrafos devem estar alinhados pela margem direita com recuo de 8 cm ..

Para a colocação da hifenização, execute o seguinte procedimento:

  • 1. Clique na guia Layout da Página

  • 2. No grupo Configurar Página

  • 3. Clique no botão Hifenização

  • 4. Marcando a opção Automático, o Word aplicará a hifenização com a sua configuração

padrão.

6 5. Alinhamento de parágrafos – Parágrafos de texto, citações longas, notas de rodapé, epígrafes e

Após a aplicação do recurso, veja como o seu documento ficou

6 5. Alinhamento de parágrafos – Parágrafos de texto, citações longas, notas de rodapé, epígrafes e
  • 6. Alíneas - são usadas para indicar itens importantes que não possuam título. No uso de

alíneas (a, b, c

)

deve-se manter o mesmo padrão adotado para os parágrafos, no caso 2 cm. A

... disposição gráfica das alíneas obedece às seguintes regras e apresentação, de acordo com a

Associação Brasileira de Normas Técnicas (2003, p. 3):

A disposição gráfica das alíneas deve ser apresentada da seguinte forma:

  • a) a frase final que antecede as alíneas deve terminar por dois pontos;

  • b) são ordenadas por letras minúsculas seguidas de parênteses;

  • c) as alíneas devem ser digitadas em espaço simples;

  • d) cada alínea termina por um ponto e vírgula e a última por ponto final.

    • 7. Citação - Conforme a ABNT (2002b, p. 1), “citação é a menção de uma informação

extraída de outra fonte”. A citação é usada para dar credibilidade ao trabalho científico, fornecer

informações a respeito dos trabalhos desenvolvidos na área da pesquisa e apresentar pontos de vista semelhantes ou divergentes sobre o assunto de sua pesquisa. O autor do trabalho, ao iniciar a redação do texto, deve escolher um padrão de apresentação das citações e segui-lo do início ao fim do trabalho. As citações podem ser: diretas, indiretas ou citação de citação. Localização: As citações podem aparecer no texto ou em notas de rodapé. OBS.: Lembrando que toda citação ou nota de rodapé deve constar nas Referências. Não exagere em quantidade de citações. Após cada citação direta deve ser feito um comentário sobre a citação. CUIDADO PARA NÃO HAVER PLÁGIO. Citações com mais de três linhas deverão começar novo parágrafo, em espaço simples,

7

Times New Roman com o texto alinhado pelo recuo de 4 cm da primeira linha do parágrafo anterior. Com até 3 linhas devem vir entre aspas duplas no texto acompanhadas pela identificação do autor da obra.

1º. Citações Diretas

É a transcrição fiel de trechos da obra do autor consultado; a redação,

a

ortografia e a

pontuação são rigorosamente respeitadas. A data de publicação e a página da qual o texto foi

extraído são apresentadas dentro de parênteses.

Citações diretas com até três linhas: 1º. Quando o autor citado é parte do texto, seu

sobrenome é digitado com a primeira letra em caixa alta (letra maiúscula) e as demais em letras

minúsculas. A citação deve ser inserida entre “aspas duplas”, no texto. As aspas simples são

utilizadas para indicar citação dentro de citação. Exemplo: Conforme Almeida (2005, p. 32), “o projeto de avaliação envolve planejamento, pesquisa e mudança”.

2°. Quando o autor não faz parte do texto, seu sobrenome é apresentado dentro de parênteses, em letras maiúsculas, seguido do ano da publicação e da página da qual o texto foi extraído. Exemplo: O propósito de avaliar o desempenho quer de um sistema organizacional, quer de equipes de trabalho, necessita de alguma forma de medição que é um fator inerente ao

"funcionamento" dos mesmos, sendo assim, “o projeto de avaliação envolve planejamento, pesquisa e mudança” (ALMEIDA, 2005, p. 32).

Citações Diretas com mais de três linhas - Quando apresentarem mais de três linhas, devem ser destacadas do texto com recuo de 4 cm da margem esquerda, em espaço simples, sem parágrafo, com uma letra menor do que a utilizada no texto (10) e sem aspas. Devem ser precedidas e antecedidas por dois espaços de 1,5 entrelinhas. Não podem ficar no fim da página e nem no começo, devem ficar no meio do texto. Veja os exemplos a seguir:

1º. Exemplo - O autor como parte do texto:

Conforme afirma Campello (2000, p. 55),

a pesquisa científica é um processo complexo, e durante sua execução o pesquisador assume diversas funções: a de líder de equipe, a de captador de recursos, a de comunicador, dentre outras. A função de comunicador é de fundamental importância nesse processo, pois o pesquisador precisa estar constantemente atualizado em relação aos avanços de sua área mostrando o que ele próprio está realizando, como forma de ter seu trabalho avaliado pelos seus pares e de garantir a prioridade de suas descobertas.

2°. Exemplo - O autor não faz parte do texto:

A pesquisa científica é um processo complexo, e durante sua execução o pesquisador assume diversas funções: a de líder de equipe, a de captador de recursos, a de comunicador, dentre outras. A função de comunicador é de fundamental importância nesse processo, pois o pesquisador precisa estar constantemente atualizado em relação aos avanços de sua área, inteirando-se do que outros cientistas estão fazendo e, por outro lado, mostrando o que ele próprio está realizando, como forma de ter seu trabalho avaliado pelos seus pares e de garantir a prioridade de suas descobertas (CAMPELLO, 2000, p. 55).

8

2º. Citações Indiretas

Citação livre, indireta ou paráfrase é quando autor do trabalho, através de síntese pessoal, reproduz fielmente as ideias de outro autor, sempre indicando a fonte da qual foi extraída a ideia. Atenção: O autor deve deixar clara a fonte de onde retirou a ideia; o assunto abordado deve ser reescrito, reorganizado, tomando cuidado para não ser confundido com plágio. Quando o autor citado é parte do texto, seu sobrenome é digitado com a primeira letra em caixa alta (letra maiúscula) e as demais em letras minúsculas. A data de publicação é apresentada dentro de parênteses. Exemplos:

A biblioteca digital, segundo Márdero Arellano (1998), continua realizando as mesmas funções da biblioteca tradicional. De acordo com Marconi e Lakatos (2001), as fichas de apontamento são utilizadas para identificar as obras consultadas. Quando o autor não faz parte do texto, seu sobrenome é apresentado dentro de parênteses, em letras maiúsculas, seguido do ano da publicação. Exemplos:

A biblioteca digital continua realizando as mesmas funções da biblioteca tradicional (MÁRDERO ARELLANO,1998). Com até três autores - As fichas de apontamento são utilizadas para identificar as obras consultadas (MARCONI; LAKATOS; SILVA, 2001).

Citação Indireta de obra com mais de três autores

Em obras com mais de três autores, cita-se apenas o sobrenome do primeiro autor que

aparece na obra, seguido da expressão et al. (e outros).

Exemplo: autor como parte do texto: Aron et al. (1995) explicam que a economia, ainda que numa sociedade primitiva, admite a produção, a circulação dos bens e o consumo.

Exemplo: autor não faz parte do texto:

A economia, ainda que numa sociedade primitiva,

admite a produção, a circulação dos bens e o consumo (ARON et al,1995).

Citação Indireta de diferentes obras Exemplo: autor como parte do texto: Através da consulta às obras de Campos (1994) e Martins (1996), descobre-se que o termo “papel” tem sua origem etimológica no “papiro”. Exemplo: autor não faz parte do texto: O termo “papel” tem sua origem etimológica no “papiro” (CAMPOS, 1994; MARTINS, 1996).

Citação de entidades coletivas conhecidas por siglas

Deve-se citar o nome da entidade por extenso.

Exemplo: autor/ entidade como parte do texto: Segundo a Associação Brasileira de Normas

Técnicas (2002, p. 01) o objetivo da norma de citação é “[

...

]

especificar as características exigíveis

para a

apresentação de citações em documentos”.

Quando for necessário, supressões, interpolações, comentários, ênfases ou destaques, devem ser indicadas da seguinte forma:

Supressões [

]

São usadas para omitir ou suprimir, no início ou no final de uma citação,

... parte do texto de um autor, conforme a conveniência. Exemplo: autor/ entidade não faz parte do texto: O objetivo da norma de citação é “[ ] ... especificar as características exigíveis para a apresentação de citações em documentos” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2002, p. 01). Interpolações ou comentários: Empregam-se para completar, esclarecer ou comentar um texto, nele intercalando palavras ou frases, quando necessárias à compreensão de algo dentro da citação, aparecendo entre colchetes [ ].

9

Ênfase ou destaques: grifo ou negrito ou itálico. Servem para destacar uma ou mais palavras dentro de uma citação, que no original NÃO estão em destaque. Indica-se essa alteração com a expressão grifo nosso, entre parênteses, após a idealização da citação. Caso o destaque seja do autor consultado, usa-se a expressão grifo do autor. Exemplos:

Para Naves e Kuramoto (2006, p. 24, grifo nosso) “os estudos sobre a leitura e a ação dos leitores na contemporaneidade são abordados sob diversas perspectivas”. “Tendo em vista os princípios presentes nessas abordagens consideram-se como sendo mapas conceituais as representações de relações entre conceitos, ou entre palavras que

substituem os conceitos, através de diagramas [

...

]”

(BELLUZZO, 2007, p. 75, grifo do autor).

Quando o texto citado for traduzido pelo autor, deve-se incluir, após a citação, a expressão:

tradução nossa. Exemplo: Cardozo enfrenta a questão ‘o que é um grande caso?’, afirmando que é uma idéia falsa e paralisante considerar que os casos são grandes simplesmente, ou principalmente, em razão de sua natureza. Os casos são grandes pelo que nós fazemos deles (SIMONIN, 2007, p.14, tradução nossa).

Quando se tratar de dados obtidos por informação oral (palestras, debates, comunicações), indicar entre parênteses a expressão: informação verbal, mencionando-se os dados disponíveis, em nota de rodapé. Exemplo:

Novo guia para elaboração de trabalhos acadêmicos estará disponível on-line até o final do mês janeiro (informação verbal) 1 .

______________

1 Informação coletada na reunião do Grupo de Processamento Técnico da Biblioteca da UFRJ, Janeiro, no dia 26 de janeiro de 2009.

realizada no Rio de

3º. Citação de Citação

É utilizada quando o autor não pode consultar o documento original, feita a reprodução da informação já citada por outro autor. Vale lembrar que esse tipo de citação não deve compor em maior número e é importante que o autor procure consultar a fonte original do documento.

No texto fora dos parênteses, deve ser citado o sobrenome do autor da obra citada (obra não consultada), digitado com a primeira letra em caixa alta (letra maiúscula) e as demais, em letras minúsculas, entre parênteses, o ano da obra do documento não consultado, seguido da expressão apud SOBRENOME do autor da obra consultada, digitado com letras maiúsculas, data de publicação da obra consultada apresentada. Se for citação direta, inclui-se a página de onde foi extraída a citação. Exemplo - autor como parte do texto: De acordo com Feijó (1997 apud BELLUZZO, 2007,

p. 74) “a cultura contemporânea é cada vez mais visual, e isso fortalece todas as formas de comunicação que têm base ou exploram a imagem”. Ou usa-se assim:

De acordo com Feijó 1 “a cultura contemporânea é cada vez mais visual, e isso fortalece todas as formas de comunicação que têm base ou exploram a imagem”.

______________

1 FEIJÓ, 1997 apud BELLUZZO, 2007, p. 74.

Exemplo - sem autor como parte do texto: “A cultura contemporânea é cada vez mais visual,

e isso fortalece todas as formas de comunicação que têm base ou exploram a imagem” (FEIJÓ,

1997 apud BELLUZZO, 2007, p. 74).

4º. Notas de rodapé (Normalmente o computador já vem com este recurso)

São anotações colocadas ao pé de uma página de um livro, ou documento, adicionando comentário de referência ou fonte, ou ambos, para parte do texto da matéria na mesma página. As notas de rodapé devem ser evitadas sempre que possível, no entanto, quando apontadas no corpo do

10

texto, devem ser indicadas com números arábicos sequenciais, imediatamente depois da frase a que digam respeito. As notas devem ser apresentadas no rodapé da mesma página. As referências dos autores citados no texto devem ser apresentadas no final do texto, não em notas de rodapé. Pode ser referencial ou explicativa. Notas explicativas São usadas para a apresentação de comentários, explanações ou traduções que não podem ser incluídas no texto, por interromper a linha de pensamento. Exemplo: O CFE adquiria um papel fiscalizador da implantação da reforma estrutural das universidades nesse primeiro momento 1 . ______________

  • 1 Na avaliação de José Carlos Rothen, a atuação do CFE, a partir de 1964, adquiriu forte importância, não apenas na fiscalização da aplicação das normas legislativas, como, igualmente, na formulação das mesmas.

Notas de referência são iguais a referência citada no final do trabalho, acrescida da página utilizada. Deve indicar fontes consultadas ou remeter a outras partes da obra em que o assunto foi abordado. É feita por algarismos arábicos, devendo ter numeração única e consecutiva para cada capitulo ou parte. Não se inicia a numeração a cada página e sim, a cada capítulo ou parte.

Exemplo: De acordo com Feijó 1 “a cultura contemporânea é cada vez mais visual, e isso fortalece todas as formas de comunicação que têm base ou exploram a imagem”.

___________________

  • 1 NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.).

tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006. 142 p.

Organização da informação: princípios e

Atenção: A primeira citação de uma obra, em nota de rodapé, deve aparecer completa, como o exemplo acima. Mas, quando há, em uma mesma página, citações subseqüentes de uma mesma obra, estas podem ser referenciadas, de forma abreviada, utilizando-se as seguintes expressões, abreviadas, de acordo com o caso. 1º. Quando há obras diferentes do mesmo o termo Id. (Idem) substitui o nome do autor, Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1995. p. 20.

  • 2 Id. Qualidade em serviços de informação. São Paulo: Arte e Ciência, 2002. 1989. p. 36.

2º. Usa-se Ibid. (Ibidem) - Para indicar que uma citação foi extraída da obra anterior, porém, de página diferente. Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Textos avançados e referência & informação. São Paulo: Polis, 1996. p. 34.

  • 2 Ibid., p. 53.

3º. Informa-se que a citação foi extraída de outra página de uma obra, anteriormente citada, e que houve intercalação de outras referências. Usa-se - op. cit. (Opus citatum, opere citato - obra citada). Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Textos avançados e referência & informação. São Paulo: Polis,

    • 1996. p. 33.

      • 2 VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação. Brasília, DF: Briquet de Lemos,

        • 1995. p. 20.

11

4º. Quando é impossível mencionar todas as páginas de onde foram extraídas as idéias do

autor. Usa-se passim. (Passim - aqui e ali, em diversas passagens ou páginas)

Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 CUNGI, Charly. Saber administrar o estresse na vida e no trabalho. São Paulo: Larousse Brasil, 2004. Passim.

5º. Remete ao trecho citado anteriormente. Usa-se loc. cit. (Loco citato - no lugar citado). Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Textos avançados e referência & informação. São Paulo: Polis, 1996. p. 33.

  • 2 FIGUEIREDO, loc. cit.

6º. Usada para recomendar consulta a um trabalho ou notas. É a abreviatura latina que significa "conferir" ou "comparar". Cf. (Confira, conforme). Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 Cf. CUNGI, 2004.

7º. Usada quando não se mencionam todas as páginas da obra, indicando-se a primeira página, seguida da expressão et seq. (Sequentia seguinte ou que se segue). Exemplo: Nas notas de rodapé:

______________

  • 1 ALMEIDA, 2005, p. 78 et seq.

ATENÇÃO - A expressão apud (citado por, conforme, segundo) é a única que pode ser usada tanto no texto do trabalho como na nota de rodapé. As outras só podem ser usadas nas notas de rodapé.

8º. A expressão sic significa: assim mesmo, isto é, estava assim no texto original. É usada para explicar alguma estranheza quanto ao texto original. Exemplo:

[

...

]

Extremôz continua sem história, silenciosa, pequenina, ignorada, sem lances heróicos

que não fossem os da fé e sem maiores trabalhos afora os da caridade e do rythmo (sic) moral que o jesuíta imprimia como uma projecção (sic) de sua presença. Nesse ambiente, terra pobre, meia dúzia de padres (não há informes sobre o número) famílias indígenas, trabalhadores ruraes (sic), raro homem branco, vida primitiva e serena, pautada pela oração e pelo hábito das madrugadas e dos somnos (sic) ao cahir (sic) da noite, o jesuíta juntou um thesouro (sic). Um grande thesouro (sic) que inda (sic) faísca e deslumbra toda diversidade de gente 1 .

______________

  • 1 CASCUDO, Luís da Câmara. As Lendas de Extremôz. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte: 1935-1937, Natal, RN, v. 32-34, p. 89, 1940.

9. Numeração progressiva - Todos os capítulos ou seções primárias, incluindo-se a Introdução, devem iniciar com nova página. Recomenda-se o sistema de numeração progressiva adotado pela ABNT (NBR 6024) para as seções primárias, secundárias e terciárias. O excesso de subdivisões deve ser evitado; sugere-se não ultrapassar o máximo de cinco algarismos. Ver o exemplo abaixo:

12

3.1 Título do capítulo (Arial 12 negrito)

3.1.1 Título do capítulo (Arial 12 negrito)

10. Elementos da referência bibliográfica apresentar em ordem alfabética por sobrenome do autor (es). Alinhada a esquerda e sua segunda linha iniciada abaixo do terceiro caractere da primeira linha, Times New Roman 12, espaço simples, obras separadas por 2 espaços simples, utilizar o negrito ou itálico para destaques.

Ver exemplos abaixo:

  • a) Autor pessoal

PACHECO, A. Flora Tristã: vida e obra. Rio de Janeiro: Edarte, 1994.

SILVA, G. S. A. A origem da raça e a cor negra na Bíblia. São Paulo: Ler e Ser, 2007.

  • b) Dois autores

CARVALHO, S. P.; SOUZA, P. R. Organização de ensino: resistências sociais. Rio de Janeiro:

Moderna, 1987.

  • c) Três autores

OLIVEIRA, M. A.; COUTO, J. A.; MENEZES, L. C. Estudos comparados sobre construção de redes locais. São Paulo: Unitec, 1999.

  • d) Mais de três autores

FONSECA, E. T. et al. Estudos de economia aplicada. Brasília: Ipea, 1996.

  • e) Organizador

MENDONÇA, L. P. (Org.). O psicólogo e a escola. São Paulo: USC, 1991.

  • f) Editor

GARCIA, P. (Ed.). Construtivismo del movimiento educacional: soluciones y tecnicas. Madrid, Santillana, 1990.

  • g) Autor desconhecido

PROBLEMAS do setor educacional brasileiro. São Paulo: MEC, 1993, 164p.

  • h) Autor entidade

ASSOCIAÇÃO

BRASILEIRA

DE

NORMAS

documentação apresentação. Rio de Janeiro, 2001.

TÉCNICAS. NBR

14724: informação

e

  • i) Denominação específica

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Relatório da diretoria geral: 1984. Rio de Janeiro, 1985.

  • j) Séries e coleções

TULER, M. Pedagogia pastoral: liderança com enfoque no ensino. Rio de Janeiro: CPAD, 2005.

(Série Ensinador Cristão).

13

MODELOS DE REFERÊNCIAS DE ACORDO COM O TIPO DE DOCUMENTO

1 Como citar uma Obra (elementos essenciais)

O título e o subtítulo devem ser reproduzidos tal como figuram no documento. O título é

separado do subtítulo por dois pontos. Destaca-se o título, utilizando-se negrito, itálico ou sublinhado; o subtítulo nunca é destacado e deve ser escrito com letras minúsculas.

GATTAI, Zélia. Crônica de uma namorada: e de uma família paulista nos anos cinquenta. Rio de Janeiro: Record, 1995. 221 p.

1º. Autor pessoal

Indica(m)-se o(s) autor(es), pelo último sobrenome, em CAIXA ALTA (letras maiúsculas), seguido(s) do(s) prenome(s) e outros sobrenomes. O sobrenome deverá ser separado dos outros nomes por vírgula, seguido de espaço.

SOBRENOME, Nome (s) do (s) autor (es) (pessoa, entidade). ØTítulo. ØEdição. ØLocal de publicação:ØEditora,ØData de publicação.

Obra com um (1) autor

VERISSIMO, Luís Fernando. O analista de Bagé. 93. ed. Porto Alegre: L&PM, 1992.

Na ordenação, obras do mesmo autor referenciadas sucessivamente na mesma página, podem ser substituída (s), nas referências seguintes à primeira, por um traço sublinear (equivalente a seis espaços) e ponto. Exemplo:

BECHARA, Evanildo. Lições de português pela análise sintática. 11. ed. Rio de Janeiro: Grifo, 1978. 287 p.

Ensino da gramática. Opressão? Liberdade? 7. ed. São Paulo: Ática, 1993. 77 p. (Coleção princípios).

______.

Na ordenação de obras do mesmo autor e mesmo título, referenciadas sucessivamente na mesma página, porém, com edições diferentes, também podem ser substituída(s) por um traço sublinear (equivalente a seis espaços) nas referências seguintes à primeira, da seguinte forma:

DINIZ, Maria Helena. Código civil anotado. 8. ed. São Paulo: Saraiva, 2002.

______.

______.

  • 10. ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

Obra com dois (2) autores

Os nomes dos autores são separados por ponto-e-vírgula, seguido de espaço.

KRUGMAN, Paul R.; OBSTFELD, Maurice. International economics: theory and policy. 4th ed. Reading: Addison-Wesley, 1997.

14

Obra com três (3) autores

Mencionam-se todos os autores na entrada, separados por ponto-e-vírgula, seguido de

espaço.

KRUGMAN, Saul; WARD, Robert; KATZ, Samuel L. Doenças infecciosas em pediatria. 6. ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 1985.

Em obra com mais de três autores Menciona-se APENAS o primeiro, acrescentando a expressão et al. (e outros).

ATKINSON, Rita L. et al. Introdução à psicologia de Hilgard. 13. ed. Porto Alegre: ARTMED,

2002.

Quando houver outros tipos de responsabilidade, como no caso de coletâneas de vários autores, o autor referenciado é o responsável intelectual, organizador(es), coordenador(es), editor(es), compilador(es). A palavra que caracteriza a responsabilidade deve ser escrita abreviada, no singular, entre parênteses e somente com a inicial em letra maiúscula.

MELO, José Marques de; SATHLER, Luciano (Org.). Direitos à comunicação na sociedade da informação. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2005.

MARCONDES, Eduardo; LIMA, Ilda Nogueira de (Coord.). Dietas em pediatria clínica. 2. ed. São Paulo: Sarvier, 1981. 302 p. (Monografias médicas. Pediatria; 13).

2º. Autor Entidade (Órgãos governamentais, Empresas, Associações, Congressos)

As obras com responsabilidade de entidade (empresas, órgãos governamentais, associações, congressos, seminários, entre outros) têm entrada pelo seu próprio nome, por extenso.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências - elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

3º. Autoria desconhecida

Em obras sem autoria, a entrada é feita pelo título; a primeira palavra deve ser escrita em

letras maiúsculas. Não deve ser usado o termo anônimo. Neste caso, o título não recebe destaque (negrito, itálico ou sublinhado).

DICIONÁRIO de alemão-português. 1. ed. Porto: Porto, 2000. 959 p.

2 Em obras consultadas on-line (elementos essenciais)

SOBRENOME, Nome (s) do (s) autor (es) (pessoa, entidade). ØTítulo. ano e endereço eletrônico, precedido da expressão Disponível em: apresentado entre os sinais < > e a data de acesso, precedida da expressão Acesso em: dia mês ano. O mês deve ser abreviado. OBERVAÇÃO: Todo documento, jornal, revista, livro, etc que for retirado da internet segue as normas habituais de formatação do documento acrescentando o seguinte: Disponível em: < endereço eletrônico>. Acesso em: dia mês ano.

15

3 Publicação Periódica como um Todo

TÍTULO DO PERIÓDICO:Øsubtítulo.ØLocal de publicação:ØEditora,Ødatas de início e de encerramento se houver.

ACTA BIOLOGICA LEOPOLDENSIA. São Leopoldo: UNISINOS,1979-2006.

REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Rio de Janeiro: FGV,1967. Continuação de:

Boletim do Centro de Pesquisas Administrativas da EBAP.

4 Partes de Revista, Boletim (fascículo)

TÍTULO DA PUBLICAÇÃO.ØLocal de publicação:ØEditora,Ønumeração do ano e/ou volume,Ønúmero do fascículo, Øinformações de períodos e Ødatas de sua publicação.

ISTO É DINHEIRO: revista semanal de negócios, economia, finanças & ecommerce. São Paulo:

Três, v. 11, n. 587, dez. 2008.

5 Artigo e/ou Matéria de Revista, Boletim, etc.

Na descrição de artigos, não se inclui a Editora, somente o local de publicação.

Artigo com autoria

SOBRENOME, Nome (s) do(s) autor(es) (pessoa, entidade).ØTítulo do artigo: subtítulo.ØTítulo da Publicação:Øsubtítulo,ØLocal de publicação,Ønúmero do volume,Ønúmero do fascículo,Øpáginas inicial-final do artigo,Ømês(es) abreviado(s)Øano.

VIAL, Sandra Regina Martini; FORTES, Cristina Lazzarotto. Terra, direito e movimentos sociais. Estudos Jurídicos (São Leopoldo), São Leopoldo, v. 37, n. 99, p. 97-123, 2004.

Artigo sem indicação de autoria

ØTítulo do artigo: subtítulo.ØTítulo da Publicação:Øsubtítulo,ØLocal de publicação,Ønúmero do volume,Ønúmero do fascículo,Øpáginas inicial-final do artigo,Ømês(es) abreviado(s)Øano.

MAU hálito. Revista da APCD, São Paulo, v. 53, n. 1, p. 57, jan./fev. 1999.

6 Artigo e/ou Matéria de Revista, Boletim, etc em Meio Eletrônico

CD-ROM SOBRENOME, Nome (s) do(s) autor(es) (pessoa, entidade).ØTítulo do artigo:Øsubtítulo.Título da Publicação:Øsubtítulo,Ølocal de publicação,Ønúmero do volume,Ønúmero do fascículo,Øpáginas inicial-final do artigo,Ømês(es) abreviado(s)Øano.ØCD-ROM

16

Acesso on-line

SOBRENOME, Nome (s) do autor(es) (pessoa, entidade).ØTítulo do artigo: subtítulo.ØTítulo da Publicação:Øsubtítulo,ØLocal de publicação,Ønúmero do volume,Ønúmero do fascículo,Øpáginas inicial-final do artigo,Ømês(es) abreviado(s)Øano. ØDisponível em: Ø<incluir o endereço eletrônico>.ØAcesso em: diaØmêsØano.

NEIVA, Simone. Museu de Arte Contemporânea de Niterói: leveza moldada em concreto. Arquiteturarevista, São Leopoldo, v. 4, n. 1, p. 66-69, jan./jun. 2008. Disponível em:

<http://www.arquiteturarevista.unisinos.br/pdf/43.pdf>. Acesso em: 06jan. 2009.

7 Artigo e/ou Matéria de Jornal

Artigo e/ou matéria com autoria

SOBRENOME, Nome (s) do autor(es).ØTítulo do artigo ou matéria: Øsubtítulo.ØTítulo do Jornal,ØLocal de publicação,Ødata da publicação (diaØmêsØ (abreviado) Øano. ØCaderno, seção ou parte do jornal,Øpaginação correspondente.

Quando não houver caderno, seção ou parte, a paginação do artigo ou matéria precede a data.

BRETANHA, Thais. Manhã de sol e tarde com chuva. Correio do Povo, Porto Alegre, ano 114, n.

101, p. 20, 9 jan. 2009.

Artigo e/ou matéria sem autoria

TÍTULO do artigo ou matéria:Øsubtítulo.ØTítulo do Jornal,ØLocal de publicação,Ødata da publicação (diaØmêsØ(abreviado)Øano.ØCaderno, seção ou parte do jornal,Øpaginação correspondente.

Quando não houver caderno, seção ou parte, a paginação do artigo ou matéria precede a data.

POLÍCIA aponta esquema de grampo ilegal e prende nove: segundo investigações, quadrilha atuaria em espionagem industrial e casos de infidelidade. Folha de São Paulo, São Paulo, ano 88, n. 29.135, 8 jan. 2009. Brasil, p. A4.

8 Artigo e/ou Matéria de Jornal em Meio Eletrônico

Artigo e/ou matéria em meio eletrônico com autoria

SOBRENOME, Nome (s) do autor(es).ØTítulo do artigo ou matéria: Øsubtítulo.ØTítulo do Jornal,ØLocal de publicação,Ødata da publicação (diaØmêsØ(abreviado)Øano.ØCaderno, seção ou parte do jornal correspondente. Disponível em:Ø<incluir o endereço eletrônico>.ØAcesso em:

diaØmêsØano.

CALLAHAN, Gene. O que é ciência? Jornal Mineiro de Psiquiatria, Belo Horizonte,ano. 12, n. 28, ago. 2008. Disponível em:<http://www.jmpsiquiatria.com.br/ciencia. html>. Acesso em: 21 jan.

2009.

17

Artigo e/ou matéria em meio eletrônico sem autoria

TÍTULO do artigo ou matéria: Øsubtítulo.ØTítulo do Jornal,ØLocal de publicação,Ødata da publicação (diaØmêsØ(abreviado)Øano.ØCaderno, seção ou parte do jornal correspondente. Disponível em:Ø<incluir o endereço eletrônico>.ØAcesso em: diaØmêsØano.

OBAMA pede suspensão de julgamentos em Guantánamo. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 21 jan. 2009. Disponível em:<http://jbonline.terra.com.br/editorias/cultura/>. Acesso em: 21 jan. 2009.

9 Evento como um Todo

Conjunto de documentos gerados a partir de trabalhos apresentados em Congressos, Encontros, Seminários, Conferências.

NOME DO EVENTO,Ønúmero do evento em arábico (se houver),Øano do evento, ØLocal de realização do evento.ØTítulo do documento (anais, atas, tópico temático, resumos, etc.).ØLocal depublicação: ØEditora Ødata da publicação.

CONGRESSO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE, 2004. Cruz Alta. CRIANÇAS. Cruz Alta: Universidade de Cruz Alta, 2004. 142 p.

10 Trabalho Apresentado em Evento

SOBRENOME DO AUTOR, Nome(s) do(s) autor(es).ØTítulo do trabalho.ØNOME DO EVENTO, Ønúmero do evento em arábico (se houver),Øano do evento,ØLocal de realização do evento.ØTítulo do documento (anais, atas, comunicações, proceedings, resumos, tópico temático, etc.).ØLocal de publicação:ØEditora ,Ødata da publicação.Øpáginas inicial-final da parte referenciada.

BARRETO, A. R. Os trabalhadores do conhecimento: um novo profissional. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE GESTÃO DO CONHECIMENTO/GESTÃO DE DOCUMENTOS, 4.

2001, Curitiba. Anais

...

Curitiba: PUCPR/CITS, 2001. p. 199-218.

11 Evento como um Todo em Meio Eletrônico

NOME DO EVENTO,Ønúmero do evento em arábico (se houver),Øano do evento, ØLocal de realização do evento.ØTítulo do documento (anais, atas, tópico temático, resumos, etc.).ØLocal de publicação: ØEditora ,Ødata da publicação.

CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA - COBENGE, 36., 2008, São Paulo. Anais eletrônicos. São Paulo: Instituto Mauá de Tecnologia, 2008. Disponível em:

<http://www.cobenge2008.com.br/>. Acesso em: 9 jan. 2009.

12 Patente

ENTIDADE RESPONSÁVEL E/OU AUTOR.Øtítulo.Ønúmero da patente e datas (do período de registro).

INTERAÇÃO MARCAS E PATENTES S/C. Fabia Ferreira Aguiar (BR/SP).Processo para obtenção de corante vermelho para maquiagem ecaracterização. PI0700574-1, 6 fev. 2007.

18

13 Patente em Meio Eletrônico

ENTIDADE RESPONSÁVEL E/OU AUTOR.Øtítulo.Ønúmero da patente e datas (do período de registro). Disponível em: < endereço eletrônico>. Acesso em: dia mês ano.

YOUNG, Niguel David; READHll, Surrey. Eletronic TFT device manufacture. US EP 0797246 A1. 29 set. 1997. Disponível em: <http://www.ipr- village.info/portal/servlet/DIIDirect?CC=EP&PN= 797246&DT=HDDNb1oZMBsRohJiM.eQJ4oeMBo3UIMSflEOj.SY9lcDj1>. Acesso em: 15 jan.

2009.

 

14 Documento Jurídico (legislação)

Constituição, emendas constitucionais, lei complementar, lei ordinária, medida provisória, decretos, normas emanadas de entidades públicas e privadas (ato normativo, portarias, resoluções, ordens de serviço, circular, entre outros).

JURISDIÇÃO (País, Estado ou Município).Øtítulo.Ønumeração,Ødata e dados da publicação.

 

Ato Normativo

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Ato nº 801, de 23 de dezembro de 2008. Diário Oficial

[da] República Federativa do Brasil, Poder Judiciário, Brasília, DF, ano 146, n.1, p. 67, 2 jan.

2009.

Seção 1, pt.1.

Código Civil

BRASIL. Código civil. São Paulo: Vértice, 2005. 638 p. (Legislação acadêmico-forense)

Constituição

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 1990.

Decreto

BRASIL. Decreto-Lei n° 1.413, de 14 de agosto de 19 75. Dispõe sobre o controle da poluição do meio ambiente provocada por atividades industriais. In: MORAES, Luis Carlos Silva de. Curso de direito ambiental. São Paulo: Atlas, 2001. p.169-170.

Instrução Normativa BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução normativa n º41, de dezembro de 2008. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Judiciário, Brasília, DF, ano 146, n. 1, p. 3-4, 2 jan. 2009. Seção 1, pt. 1.

18 13 Patente em Meio Eletrônico ENTIDADE RESPONSÁVEL E/OU AUTOR. Øtítulo .Ønúmero da patente e datas

Lei Ordinária

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 7.746, de 30 de março de 1989. Dispõe sobre a composição e instalação do Superior Tribunal de Justiça, cria o respectivo Quadro de Pessoal, disciplina o funcionamento do Conselho da Justiça Federal e dá outras providências. In: ______. Superior Tribunal de Justiça. STJ Superior Tribunal de Justiça: regimento interno. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 1992. p. 83-90.

19

Medida Provisória

BRASIL. Medida provisória nº 581, de 12 de agosto de 1994. Dispões sobre os quadros de cargos de Grupo-Direção e Assessoramento Superiores da Advocacia Geral da União. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, v. 132, n. 155, p. 12246, 15 ago. 1994. Seção 1, pt.

1.

Portaria

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Portaria nº 322 de 16 de abril de 1998. Consulex:

Leis e Decisões, Brasília, v. 2, n. 18, jun. 1998.

Resolução

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Secretaria Executiva. Departamento de Gestão dos Fundos de Investimentos. Resolução n º 37, de 29 de dezembro de 2008. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Judiciário, Brasília, DF, ano 146, n. 1, p. 32, 2 jan. 2009. Seção 1, pt. 1.

15 Imagem em Movimento (Inclui filmes, DVDs, videocassetes, entre outros)

TÍTULO.ØDiretor,ØProdutor.ØLocal:ØProdutora,Ødata eØespecificação do suporte físico.

PREVENÇÃO de incêndios: não há segunda chance. Curitiba: Coastal, 1997. 1 videocassete (20

min), VHS, son., color.

DVD

O DIÁRIO de Bridget Jones. Direção: Sharon Maguire. Intérpretes. Renée Zellweger; Hugh Grant;

Colin Firth. [S.l.]: Universal Studios, 2005. 1 DVD (97min), son., color.

FITA DE VÍDEO VHS

SHAKESPEARE apaixonado. Direção: John Madden. Intérpretes: Joseph Fiennes; Gwyneth Paltrow; Geoffrey Rush; Judi Dench. [S.l.]: Universal Studios, 1998. 1 videocassete (122 min), VHS,

son., color.

.