Você está na página 1de 7

Parte

AL 3.1  Radiação e potência elétrica de um painel fotovoltaico


4
OBJETIVO GERAL

Relatório das atividades laboratoriais


Investigar a influência da irradiância e da diferença de potencial elétrico no rendimento de um
painel fotovoltaico.
A realização da atividade laboratorial proposta irá permitir
investigar o efeito da variação da irradiância no rendimento
de um painel fotovoltaico através da alteração da inclinação
da iluminação relativamente ao painel e pela interposição
de filtros. A elaboração e análise do gráfico da potência
elétrica do painel fotovoltaico, em função da tensão de saída,
permitem avaliar o valor da diferença de potencial elétrico que
otimiza o rendimento do painel (valor máximo da potência).
A eficiência de conversão, ou rendimento, de uma célula fotovoltaica é definida como o quociente
entre a potência elétrica fornecida pela célula e a potência da luz que incide na superfície da célula
fotovoltaica. A potência fornecida por um painel fotovoltaico depende de condições ambientais,
designadamente a irradiância e a temperatura, e da tensão nos seus terminais. Para maximizar a sua
potência, o painel deve estar orientado de forma que a irradiância seja máxima. Fenómenos de
sombreamento (nuvens, poeiras, entre outros) diminuem a capacidade de absorver a radiação.

PARTE I  Preparação da atividade laboratorial


O que é preciso saber…

1 O que são painéis fotovoltaicos e o que se entende por conversão fotovoltaica da energia solar?
São dispositivos constituídos por uma associação de células fotovoltaicas que convertem energia solar
em energia elétrica — conversão fotovoltaica —, a qual se manifesta no aparecimento de uma diferença
de potencial elétrico nos seus terminais.

2 S
 abendo que a eficiência de uma célula fotovoltaica depende de diversos fatores, responda
às questões seguintes.
2.1 Como se determina o rendimento de conversão de uma célula fotovoltaica?
Pelo quociente entre a potência elétrica fornecida pela célula e a potência da radiação incidente na
célula.
2.2 Identifique fatores que alteram a potência incidente na superfície da célula fotovoltaica.
A insolação solar e a vizinhança da célula (esta última no modo como reflete, difunde e difrata a
radiação incidente, atuando como uma fonte indireta de radiação).
2.3 Pesquise sobre o efeito, na potência elétrica máxima da célula:
a) da temperatura;
A
 potência gerada diminui com o aumento da
4000
Potência/W

temperatura de trabalho da célula fotovoltaica.


A temperatura afeta essencialmente a tensão 3000
em circuito aberto, a qual diminui com o 2000
aumento da temperatura. Em consequência,
a tensão máxima também diminui, fazendo 1000
com que a potência também diminua sem que 0
se verifique grande alteração na intensidade 0 20 40 60 80 100 120 140
de corrente em circuito fechado. Tensão/V

ALU3P1H1
+ Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana 163

565577 141-182 P4 AL.indd 163 11/03/15 12:11


Parte

4
As curvas da potência gerada em função da tensão nos seus terminais (gráfico da página
anterior) foram obtidas para diferentes temperaturas do meio ambiente e para uma radiação
constante de 1000 W m-2.
Relatório das atividades laboratoriais

F onte: https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/downloadFile/395139430142/Relatorio-
InversorFotovoltaicoEstagioUnico.pdf, disponível em setembro de 2014.

b) da diferença de potencial elétrico nos seus terminais (tensão de saída).


Para cada célula existe uma tensão de saída que otimiza o valor de potência da célula.

3 A
 taxa da eficiência da conversão fotovoltaica das células solares comerciais é, em geral,
relativamente baixa. Numa célula de 4 cm2 de silício a funcionar a 25 °C, o valor máximo obtido
é de 24,7 % para uma incidência de 1000 W m-2 quando é inclinada a um ângulo correspondente
à latitude do lugar. Qual é o significado do valor 24,7 %?
Significa que, por cada 100 W de potência incidente, esta célula fornece no máximo 24,7 W de potência
elétrica.
Sugestão para o professor: Explorar o simulador solar disponível em:
http://re.jrc.ec.europa.eu/pvgis/apps4/pvest.php#, disponível em dezembro de 2014

Refletir e construir o procedimento experimental…

1 I dentifique as grandezas a medir para calcular a potência elétrica fornecida ao circuito exterior
pelo painel fotovoltaico e o nome dos instrumentos de medida a utilizar para medir essas
grandezas.
As grandezas a medir são: diferença de potencial (U), medida com um voltímetro, e intensidade
de corrente elétrica (I), medida com um amperímetro.

2 P
 ara simular a variação da resistência elétrica num circuito utilizam-se reóstatos. Explicite o que é
um reóstato e descreva sucintamente o seu princípio de funcionamento.
Um reóstato é um dispositivo que permite variar a resistência elétrica exterior no circuito. É constituído
por um condutor de um determinado comprimento e um cursor que se move ao longo do condutor.
Nestas condições, variando-se a posição do cursor, varia-se o comprimento do condutor e, portanto,
a sua resistência elétrica.

3 F
 aça a representação esquemática do circuito simples que integra um painel fotovoltaico, um
amperímetro e uma resistência variável à qual se associa um voltímetro.

Módulo FV

A R

4 P ALU3P2H1
 ara o estudo qualitativo dos fatores que alteram a potência incidente na superfície da célula,
altera-se a inclinação do painel fotovoltaico e colocam-se filtros entre a fonte e o painel.
4.1 O que se pretende estudar com a alteração da inclinação do painel fotovoltaico?
Pretende-se verificar que, para inclinações diferentes, a irradiância é diferente e que existe uma
inclinação para a qual a potência fornecida é máxima.
4.2 Qual é o objetivo de se colocarem filtros?
A utilização de filtros simula fenómenos de sombreamento (seleciona gamas espetrais diferentes)
no painel fotovoltaico e reduz a intensidade luminosa à superfície da célula.

164 + Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana

565577 141-182 P4 AL.indd 164 11/03/15 12:11


Parte

4
5 P
 ara o estudo da variação da potência elétrica fornecida ao circuito pelo painel fotovoltaico em
função da tensão de saída do painel, vão realizar-se vários ensaios. Para cada ensaio, identifique:
a) a(s) variável(eis) controlada(s);

Relatório das atividades laboratoriais


Variáveis a controlar: a inclinação do painel; utilizar a mesma lâmpada; manter a distância da
lâmpada ao painel; manter a iluminação do laboratório; manter os mesmos objetos na vizinhança.
b) a(s) variável(eis) cujo valor varia no decurso do ensaio.
Variáveis a alterar no decurso do ensaio: a posição do cursor no reóstato, para que o valor da
resistência elétrica varie.

6 J ustifique o facto de, durante a realização de todos os ensaios, ser necessário manter as
condições de iluminação do laboratório e os mesmos objetos na vizinhança.
O rendimento de uma célula fotovoltaica depende da potência da radiação incidente e tem o contributo
da radiação proveniente diretamente da fonte e da radiação refletida e difundida pelos obstáculos que se
encontram na sala.

PARTE II  Execução da atividade laboratorial


Material utilizado no procedimento experimental…

•  Painel fotovoltaico
•  C andeeiro com lâmpada de incandescência
•  A mperímetro
•  V oltímetro
•  R esistência variável (reóstato)
•  I nterruptor
•  F ios de ligação
•  F iltros
•  R égua e transferidor

Execução do procedimento experimental

Faça a montagem experimental que lhe permita efetuar a medição das grandezas necessárias para investigar
o efeito da variação da irradiância na potência do painel fotovoltaico e que permita avaliar o valor da diferença
de potencial elétrico que otimiza o rendimento do painel (valor máximo da potência).
— Durante a realização de todos os ensaios, tenha em atenção o controlo de variáveis, nomeadamente:
a distância entre o candeeiro (que irá simular a radiação solar) e o centro do painel fotovoltaico;
as condições de iluminação do laboratório; e manter os mesmos objetos na vizinhança.
— A fonte de radiação deve ser ligada alguns instantes antes de efetuar as medições, de forma a uniformizar
a temperatura do painel e minimizar a influência da temperatura na potência gerada.
— Baseie-se no circuito simples que representou anteriormente e no material disponível.

A — Estudo do efeito da variação da irradiância na potência de um painel fotovoltaico

•  Planifique o modo de realização da experiência sabendo que se pretende investigar o efeito da variação
da irradiância através da inclinação da iluminação relativamente ao painel e pela interposição de filtros.
SUGESTÃO: Meça a potência fornecida à resistência, a partir das medidas no voltímetro e no amperímetro, para
diferentes ângulos com a normal à célula e diferentes filtros.
•  Execute a experiência, seguindo a metodologia escolhida, e conceba tabelas de registo de dados de forma
a sistematizar a informação relevante sobre os instrumentos de medida (grandeza física; menor divisão de
leitura; digital/analógico; incerteza absoluta de leitura) e a efetuar o registo das medições diretas e indiretas
realizadas (diferença de potencial; intensidade da corrente elétrica e potência;

+ Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana 165

565577 141-182 P4 AL.indd 165 11/03/15 12:11


Parte

4
em alternativa poderá utilizar a proposta de tabela 1). A medição direta de grandezas deve atender
à incerteza experimental associada à leitura do aparelho de medida.
 OTA: Cada grupo poderá investigar diferentes fatores, tendo sempre em atenção o controlo
N
Relatório das atividades laboratoriais

de variáveis e a comparação e discussão, com os outros grupos, dos resultados experimentais obtidos.

B — Estudo da potência elétrica fornecida em função da diferença de potencial


nos terminais de um painel fotovoltaico
•  Planifique o modo de realização da experiência sabendo que se pretende determinar a diferença
de potencial elétrico, nos terminais de um painel fotovoltaico, que otimiza o seu rendimento.
SUGESTÃO: Para uma incidência perpendicular da radiação, meça a potência fornecida fazendo variar a resistência.
•  Execute a experiência, seguindo a metodologia escolhida, e conceba tabelas de registo de dados
de forma a efetuar o registo das medições diretas e indiretas realizadas (diferença de potencial; intensidade
da corrente elétrica e potência). A medição direta de grandezas deve atender à incerteza experimental
associada à leitura do aparelho de medida.
•  Efetue o número de medições necessárias para traçar o gráfico da potência elétrica, em função da diferença
de potencial elétrico nos terminais do painel fotovoltaico, e de forma que o traçado da curva permita
identificar o valor da potência máxima.

Registo do resultado das medições efetuadas


Tabela 1 Caracterização de cada instrumento de medida e as respetivas incertezas absolutas de leitura.
Aparelhos de medida
Voltímetro Amperímetro Régua Transferidor
Diferença de Intensidade da Comprimento/
Grandeza física Ângulo
potencial elétrico corrente elétrica largura
Menor divisão de leitura/unidade 0,1 V 0,01 A 1 mm 1°
Digital/analógico Digital Digital Analógico Analógico
Incerteza absoluta de leitura/unidade ! 0,1 V ! 0,01 A ! 0,5 mm ! 0,5°

A — Estudo do efeito da variação da irradiância na potência de um painel fotovoltaico


Tabela 2 Registo das medições diretas e indiretas com vista ao estudo do efeito da variação da irradiância na potência de
um painel fotovoltaico
Medições diretas Medições indiretas
Diferença Intensidade da
Ensaio Fator de potencial corrente elétrica Potência (P)/W
(U)/V ! (I)/A !
1 0°
Ângulo de
2 45°
incidência
3
4 Filtro 1
Utilização
5 Filtro 2
de filtros
6 Filtro 3

166 + Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana

565577 141-182 P4 AL.indd 166 11/03/15 12:11


Parte

4
Tabela 3 Registo das medições com vista ao estudo do efeito da variação da irradiância na potência de um painel
fotovoltaico, utilizando um luxímetro digital.
Ensaio Fator Iluminância/lux

Relatório das atividades laboratoriais


1 0° 1,207 × 104
Ângulo de
2 45° 8,28 × 103
incidência
3
4 Filtro 1 1,054 × 104
Utilização
5 Filtro 2 9,77 × 103
de filtros
6 Filtro 3 7,81 × 103

B — Estudo da potência elétrica fornecida em função da diferença de potencial


nos terminais de um painel fotovoltaico
Tabela 4 Estudo da potência elétrica fornecida em função da diferença de potencial nos terminais de um painel
fotovoltaico.
Medições diretas
Diferença de Intensidade da
Ensaio potencial/V corrente/mA
! 0,001 ! 0,1
1 0,129 135,7
2 0,141 133,1
3 0,152 130,7
4 0,159 129,8
5 0,167 128,1
6 0,176 127,0
7 0,196 125,2
8 0,201 125,0
9 0,214 123,4
10 0,235 120,6
11 0,256 117,0
12 0,257 115,7
13 0,287 110,0
14 0,315 102,8
15 0,325 99,4
16 0,364 85,3
17 0,389 73,3
18 0,405 64,8
19 0,417 57,3
20 0,425 51,2
21 0,431 46,2
22 0,440 38,2
23 0,442 35,3

+ Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana 167

565577 141-182 P4 AL.indd 167 11/03/15 12:11


Parte

4
PARTE III  Análise e discussão da atividade laboratorial
A — Estudo do efeito da variação da irradiância na potência de um painel fotovoltaico
Relatório das atividades laboratoriais

1 C
 alcule a potência fornecida à resistência, a partir das medidas de diferença de potencial
e intensidade da corrente elétrica.

Tabela 5 Estudo do efeito da variação da irradiância na potência de um painel fotovoltaico.


Medições diretas Medições indiretas
Diferença Intensidade da
Ensaio Fator Potência/W
de potencial/V corrente elétrica/A
1 0°
Ângulo de
2 45°
incidência
3
4 Filtro 1
Utilização
5 Filtro 2
de filtros
6 Filtro 3

2 C
 onclua relativamente ao efeito da variação da irradiância para diferentes ângulos com a normal
à célula e pela interposição de filtros.
Aumentando o ângulo de incidência e utilizando filtros, a irradiância diminui, e deste modo,
o rendimento do painel diminui.

B — Estudo da potência elétrica fornecida em função da diferença de potencial


nos terminais de um painel fotovoltaico
3 C
 alcule a potência elétrica fornecida à resistência, a partir das medidas de cada par de valores
de diferença de potencial e intensidade da corrente elétrica.

Tabela 6 Estudo da potência elétrica fornecida em função da diferença de potencial nos terminais de um painel
fotovoltaico.
Medições Medições
Medições diretas Medições diretas
Indiretas Indiretas
Intensidade Diferença Intensidade Diferença
Potência/ Potência/
Ensaio da corrente/ de potencial/ Ensaio da corrente/ de potencial/
/W /W
/mA /V /mA /V
1 135,7 0,129 0,0175 14 102,8 0,315 0,0324
2 133,1 0,141 0,0188 15 99,4 0,325 0,0323
3 130,7 0,152 0,0199 16 85,3 0,364 0,0310
4 129,8 0,159 0,0206 17 73,3 0,389 0,0285
5 128,1 0,167 0,0214 18 64,8 0,405 0,0262
6 127,0 0,176 0,0224 19 57,3 0,417 0,0239
7 125,2 0,196 0,0245 20 51,2 0,425 0,0218
8 125,0 0,201 0,0252 21 46,2 0,431 0,0199
9 123,4 0,214 0,0264 22 38,2 0,440 0,0168
10 120,6 0,235 0,0283 23 35,3 0,442 0,0156
11 117,0 0,256 0,0300
12 115,7 0,257 0,0297
13 110,0 0,287 0,0316

168 + Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana

565577 141-182 P4 AL.indd 168 11/03/15 12:11


Parte

4
4 C
 onstrua e interprete o gráfico da potência elétrica em função da diferença de potencial elétrico
nos terminais do painel fotovoltaico, determinando a diferença de potencial elétrico que otimiza
o seu rendimento.

Relatório das atividades laboratoriais


SUGESTÃO: Utilize a calculadora gráfica ou folha de cálculo.

0,0350
P/W

P = f (U)
Diferença de potencial
0,0300 que otimiza o rendimento
0,0250 do painel: Uótima = 0,315 V
0,0200
0,0150
0,0100
0,0050
0,0000
0,000 0,100 0,200 0,300 0,400 0,500
U/V

5 E ALU3P7H1
 labore um relatório (ou síntese, oralmente ou por escrito, ou noutros formatos) sobre a
atividade laboratorial realizada.

6 A
 pós a realização da experiência e o tratamento dos dados compare e discuta, com os restantes
grupos, os resultados experimentais obtidos, concluindo quanto à influência da variação da
irradiância, devido ao ângulo de incidência da radiação e pela interposição de filtros, e em que
condições é que se obteve um maior rendimento.
Existe um valor de tensão para o qual é máxima a potência elétrica fornecida pelo painel. O rendimento
é máximo quando a radiação incide segundo um ângulo de 0° com a normal ao painel. Deve ter
dissipadores de calor, pois, com o aumento da temperatura, o rendimento diminui. Colocar o painel
numa zona de modo a minimizar os efeitos de sombra provocados pelos obstáculos da vizinhança.

+ Física  •  Física A  •  10.o ano  •  Material fotocopiável  •  Santillana 169

565577 141-182 P4 AL.indd 169 11/03/15 12:11