Você está na página 1de 12
‘caPITULo v ‘As solidartedadk ‘As regras do jogo nessa sciedade braslera, exja economia se fundamenta por inteto na eseraviio, eth apareatemente em mos dos senhores. No entano,o escravo poe sceltar ou recur a reyes dese jogo. Por eo, na main ds vas & dif reewsas Los, pois r+ farihesa fags ov a more, mas ele dispe de mil posbiigades de seein, porém medelando-as. Apesat de algmas recs voles que se devem registar, toda uma gama sutl de reagies, inven, adap ‘es orgnalse replsas dstreads conseguté impor a pur socal 0 onjmto do Brasil excravn. Para que tal ocrrs Basta deat a0 Beg tum cero tempo pare adaptarse, €sulciate que senhores © erevos vivam stam tempo jomtos para que este dtimo eve seus pets ‘efiiose aprenda © espgofisco no qual se pode movinentar eas verdad pesois de gue poe goza. Por possir a cosciénia dese problema do tempo, a larejs mostra to poaco exigent em slag & fede suas oveiaseseravs. Sabe que nfo se faz um eriso et poses hows, que a verdad comers €assunto de meses, de ance, Tamkém senhor@ consents de que = edacag de um trabalhdor lea tempo © ek, sziho, no pode fzer toto. Coma com a ajuda da Iria, mas ‘conta gualmeste com todo o grupo esrave. Mundo dot homens lives © mundo dos exrvos opéemse, mas estio também em erred pendlaca um do outro Ser escavo no Bail € buscar + augeragio dat coneadiges eat ess dois mondose, 29 mesmo tem, ds testes 20 ‘rap dos escravos O egro deve abr de cera formas de set num do anterior, mar sun vide nova, ae ele itera bem, pode ofeecrte, ‘como veremor,outratriquerar, anhorIiberadoes, por term eiaores <4 um moo now de pense, sobetwso, novos lags afevon 0 pb: ‘rio senor d-se conta iso: pare ele, os neon deembareador hi oueo slo forgosameate homens rude, reais, Rows Wises. Sabe foe alguns permanecerio assim af a more. Mas sabe tambéa que Imaiora des, passedos alguns anos, fomarse-iocaptzs eexperentes, ‘sprenerto seu ctecimo © acbarto modos de vi mito cvlzador Slo chamador de “ecravos feton no. pals", ito 6 negros com Pletamente atin “© adaptader Eg caso, em perl, dos {riolor of semhore compuseram o dialer “um crioalo vale quate ‘omsit" Or oui mato sS0 oF mis aprecindor,emboca tenharn frequentemente a fama de oruosos € viento. O Bra & ido como “onferen dos nepros, 0 pugatrio dos brancor eo paraiso dot mit”! ‘Sejn como for, repo 8 mestigo de branco ou de in, crioulo o8 Doral oeeravo é sempre eicravo os cor dale. Ald do que, aa omsnidde dor escraos, on arcanor que sempre slo mejcton ewe quacro ¢ que deverd corer a adaptaio, a ler socal de ada nero. Cada qual resolver, mal ou bem, seus problemas pesos: ‘ot supe do cotronta entre snore e ecravor «or nacios ds des- conflangas ene aficanose ciulos, negros © mesg. ‘As relagbs soins o Brasil dr vdculos XVII, XVII ¢ XIX so, ‘oi, compleas, bem mat do que & imagem simpificadra rfl pla ‘lien oponiso ente os homens lies dominantes« os homens preae “ominados; na cle "dominnds” of nes da herargaia soil ko to Implaavenenesetidor quanto a cate "dominate" Por vez 0 ear {onamentoente o ecravoe wu senhoré mae eno do que ete dls tscravos on entre um esravo e um liter. No eattato, 0 eszavo tem fome desliaiedade. les boa ea enconrs nama ptcn social €x- ‘wemamente complica, eos engrenagens slo ainda pouco conhecida, mat que pain por todo ail que interes A vids do elas, de aso- ‘ago. Vidu fama, de grop, reigisa, comunidades dos rebels © a KATIA. MBE QUEIROS. MATTOS os fora-date, so os sisis que nos permitem ler as asiigbes ‘em logrades eas inadaptaes graves. Sem jamais esquecer que 0s eo- ‘blemase teases se spreseeam no interior do mundo dos eservos pelo menos com mesma inesidade que entre ecravor © senhore Une anda para o cern? tara “ele” comport apens de pl ebay, milo ‘arta pe tne lors kan rae tempo stn po pare a il 0 per fonds ree, sn tridde¢ 10 seu, tre to scab fms oss ‘sro gor pin atom ibadon, tom inte ox“ ies times so ives ov alfa, trees pobre, meigr Re fron Ge ve mu doped ar dt ¢ so comers Some pac des commande unl, Table Sr eazevor Ten) da fain, Toro erevor ps0 pio no € restos “neon Desa mania, wa als ans, de sit mi, ota facets wen vena oper ar veh comdads stn, & precio subneteese sos regres © manerse dsp. No amps x spegnd aban tt do eee a faa, quotes Smut rte Sto seo a foal seria do sao tags fps em ev ainsi poten € wen so no fondo cht du cnn Na cn sl tables aj ber meron enta defatin. Aloringos ov Hes, vem 8 sombra da fea da thal dpenden, sue mia hn sven, Cote per oe Sonn poisons, don de encom cincatonkion de iar de ‘Sho ow amare decom sor gad ls, ma quo Frei mae obs oo ¢ grt 4 mio depen © Scene. Recarproclo a qu rl ra om rebar. Neves fatn mpl vec pen 9 sev soe se pt hum O} nab deposuor tn fo metes um exrve 0 ceo 84 {aut €0 pl de fton © 0 cero, como ov ous memos da fan, Mave peuatcee de que ¢ “ent da ea No menos pvp goo ce fie, mas nom pr io ments fio Toa pa 8 et, imac 9 expo de expres em que 0 cave deve pent 2 Aer ss ih etna eine, A aera gee Mev eo {mor a tomponare date dove coon do fon de Be Es ami raieira corte em toro de un easal cja unio foi bendita plo sacrameato do matimdnio dt igja cata? Na rea. lide, nas roids datancinar das aglomergie arama, onde os Ps res pasam rarameee, oF expsor se nem sem bingio da Iga O scramento ser adminsrado num dia de mist, 2 + ocwtifo pce senla Somente as clases dominantes conideram 0 casmento ctiliso ta exgécia social. Nas clases méla e pobre dispense cen in. Brancos © neprosfundam famils “atiras” e a Teja brasileira © ‘admite sem muta tlatinci. A unio ive, o conabinao, € a sorte de ‘quasetoda «popup brani oa peta cot fiona des unbes lo mumeoso: ainda aa Babin do séulo XIX, 1/5 do popuasSo e- ‘enseada € nada fora do casamentorelgoso; em Sfo Pao « em Mi ‘is Geri, 1/4 das eangas batzdas aio ieghtis. E posi, porém, ‘ue a unido livre nlp favorega a natalidade, pois hi muitos exes smn fihos. Nio so as mestizapes que feam as unis leas. Longe dso Em Para, pequeoa cidide do tl do Estado do Rio de Jani, por exemple, © nimeto de easameson religions cate brancs © mats Uk leapass of 14%, simplemente porgue ali nimero de bomens b ‘2s € mito superior ao de mulheres branes, No Bail tomes 8 pre tica a endogania racial onde eto represents todas at entepriy 20 ‘als. A teniocia geal coms em fer aconpatr a asceneo socal de uma “limpeza do Senge", se hm qe todo nego ico pode apiar sare com mulher de pele mas date que dele, porem mais poe ise um mundo de ierenjas, evidentement, ete esa feo ‘rere © famlia negra finn cojon membror so todor da mena ‘comunidad ov de mea sini. Ne Ait ser pimo ov fmdo Ho pliea qualquer vineulo consaagtines, Os membros de umn mesme ‘ia consderam-se_geralmente emis, Ser primo & scbeiado ser mio. O conjunto de moradores da mesma cass congegs primes dstn- 5, tos tis, jamais limita 2s pais eon fio, O que define a far sla avieana€ 0 antepassado comum. Se 4 desendénia we fe nusero- ‘58 demas, um camo te separa © consi nova fami, AS socidades sricanasfundamentams, oi, na liahsgem. Que ret entio da fami nila negra nas relagiessugias da eservii Bras? Despo de sa Tinhagem, o escravo pode fundar una fai dato da fama 80 senhor? E qu fans? Or renhores brats iri fazer como os ore americanos, incentivaro easameate © a procieio do excravoe? Nos ES 6 KATIA M. DE QUEIROS. MATTOSO tados Unidos fami do eeravo tem de fato uma Fungo econdmica Into important: ela serve come ale pare iste do alimen- {oy das roupas, do aljamento. Come eva Lagos afetivos responsabl tides novan tora-st proprietiria de sus eaa edo tereno que a cere, endeo excravo a au emo, & sua discipins, « seu bao, e impede DS senvalvimento de un conicinca de clase. A pri do cameo do elo XIX, sobrenlo, quando € aboido o wifi aggre, 2 fama proiica negra o ina mio que permite 20 seahor esperar manet us disposi a mio-de-oba seri dn gual necesita. Ora, 1 lglg th maloria dos estado excravisas none-smericans probin os cas Inents de eseravos, mas oso ds fanndae no respeltan ais ints Cigber, ara proptinn, «faa nace, o casa com motos fos ‘uma nesesdadeecondmicaeausea una necesiade moral ou rego No Brasil se dermceeréito aos testemunhos e tad, teria coda todo o conran, Arrancado de ss alas, de seu meio natu ‘alo escravo bral prdeu seu potos de referencia esenciais. Sus ‘iocaos de Tnhagem foram destaios. Aq, apesar as exorages da Tnvea, seu senor mostase pouco inteessado em vo cstde: rel ‘meme, ap somo da ue oer Bor Extads Unidos da Amica, at fontes de sbateciento em exeravos mena se exgotaram até 1850. Com pier negros alos € mae Barto do que cra hos deesraos: 2 mor- Taidade infantil € grandee lém dio, € precio esperar 10 ou 15 aos para que eles comecem a produit. E mais: hi dos ow rs esrwos ara Enda eserara, Esa diferengs iminsia aps a paaiagio do tito ne- treo, em 1880, mas nar Zonas rus os homens continuum a repre SSotar Me S6% dn popaasso total de ece90s, ‘Esa faa de mlieesextimula o carter temporsio dat Uianes. (0 primeir reerseamento ofa! da popuagio Brasieia, que data de 1872, mos que somente 10% dor eseravorbraieies cram casados fu vives, No Sampo, pousosexravos se casa, mas po meio wrkano, Segundo parece, o easamento ene era € to fegbente quanto 1 ‘popula lie concubinato € rateado, ase disse, em todas as ca frndas sci nia bans. No entamt, cota confara exigem 4 tr novos membros reglarzem sin sitapio © 3 Igreja epee vitae tment em persuadiros senhores 2 cater Sus esrav0s que vivem ma Ftalmente. No verdade, 0 dieito chil nfo di qualqer pelvégio 208 fasts confrmados pelo sacramento religiso, poo Senor pode cont= ar 2 separar os que alae ula, vendendo ov doando sepsradamente sie los. Comprecidese que os exeravoe a vise quae vane fagem em caserse © gue 0 seaborer no teem quetdo fojr Tags ue povevam, ave, thes ce problemar de sonsitci ¢ vee ‘ender um dos membros da fami A legiagio referee ao examen de escravos aparece tardlamen- te: em 1869, decreta a iterdgio ds vend em sepaado de esravosca- sados; a ei do “vente lie. de 1871, liber fodos os aascituos «| imerdta a separasio de pais © filha com menos de 12 anor de ads Por fim, a regulamenasso do fondo de emanspasso crado em 1872 pa ibwtr escravor da piordade ace catdon sopindo se = qu tem [hos nascidos lives (to & ascdon aps 1871), depois ot que tim fos menores de 8 aos, casi exjr fos tenham sido ortingot © tind nip chegaram 0s 21 anos. Seguenrse os ests exos fos me- ores permanecem escavoy, at mee de hos menos fralente os casas Sea fos. Infelament, esta legisagi &' ina informa di ‘onivel sobre a alforrias outorgatas pelo zovero braera © pouco scarce see os casementos de escraves. No enti, ete problems precupava 2 opisito pica, no Uimos anor precedenter abotio, fem farto debate nos Joris. Em vera perl portato, ox eiravos no fe casam, Ar unibes so aldose dusves? Com fregléncia, » exh da companeira do cxravo que ele deen “sear € fet pelo sethor, certo de que via sera do exravo nem sempre se expresta coma ele © deja, Eis porque as escravas Bo Bras tinham #0 powcr ios. ‘Atém iso, mat dente eat recoriam a0 aor fim de eve @ tscravidio desea fio e, aparetemente, x homens prtcnvam bate te 0 coins intraps, Para o esto a vida Sexual responde apenas 3 eesidades fica, nfo visa 8 procasdo. Nas fazendss, demos de homens de mulheres sto Seprados e es encontes de casts, mesmo legimentectadoe, ip reliznosfurvament, durante nose. A pole tics dos senhores ¢ formar of coats sexes dies, mas nfo pos. ‘ve Asi fo que a poligann sca fo aubtuis no Bras or ua sucesso de igees passgsas. ‘Come, spear de to, os flow continaam nasser, «fami ge ralmeate no tempi: “pte incerta, mater era”. A fama da eranca asia de wna unto eltmera pss 2 sr 9 conjanto ds commie dos ‘eras. E isto & igulmente vido para or rebentor a ni de eno ses escravas./A vide soll do grupo € male importante que vida fs rile peopiaente da, pecumente inexiseni. Para eings-sers ‘a a relagesetencas soar de vzinhang, de wabulho, de reregio, (e sjada miton, de attosngSo religion. A vida poblicn adinta-se 2 ‘vide privad. Or momentos fortes de sua exstéacia soos de fests de ‘onvvéolacomuntrn, os fracs 0 os da vida doméstica pobre € os Gh indigicin do cian, As sliariedass que buscam 0s esr So encontadas fora vida tmfanolear es cine de al auseate Procira, juno 1 sus mde eno slo do gro de eaves, os apolos ne esinos ao deicvolvinento de si pertonaliade.SSo em grande ni- Inero or terlamentos de eiravosalforrindo que nox permite desobrt 1 stra dewer als eoriguecidor, que chepam & hora da more sem {ecem pensado ent compara Uiberdage do fho ainda esrave. A sta ‘odo Thes paces abroluanentechocante. As mes, estas sim, pro- ura sempre um meio de bertar seus fils, mesmo que para papslo tena de peenanceresravas. ‘A ciangescravs rater &, pol, maica dot casos, objeto 4 uma dupa capo, pouco corte de um ldo, Ses Shores ¢ oF Inmens ives requerem sun alcgi porém dejam que ela sea obe! bent, amide e fel. De outo lado, sua comunidade tata absorvé-la As criangs brani, com as qais pasa freqntemente sus pimeiros nos, no so também eiadas pels escravas, as mucamas fieanss? (Coanas brane e picasso enbladt plas mesma canes de nn spreniem o* mesmion conor vindos da Afra, hoje nteramente incor. pornos no folore brsilito. Nas grandes popriedades — enenhos de gar fisendns de cafe, por exemplo — a eangae preter paseciam ‘m totlliberdae,parcpando dae brincasirae dar citnss Branca © fas carias de todas as mulheres da css verdadeiros“eupidos de bse 20", como ox casi bem um viajnte a0 desrever a admiasto beats ‘oe sesher — ncive do caelio — ant a cambalboas dos neg ‘hoe brigando com eachorros de grande ports Quatas mes escavas tmorrem de part ou hun tém tempo para cuidar do fibo! Quer se toons “era du cats, to 6, um proeidopriviepado do senhor que © ‘em em sua casa, ou burro de carga de meninose meninas branes, © ‘eqveno escravo esta Dem iis pero a comunidade branca do que da regra, Na ena do sethor enconta geramente a esablidade e 9 temura (que vio maar sun vids fei, Pare de o Snhor ert empre © pai ‘ge no coneseu: Ee fendmeno € partculrmente verdadero po meio tural. Menos comum na cade, onde «exigtidade do espa oeapado pla familia do senhor manta as celangs peat oe alojaenton ese ‘vados aos etravs ou em ones Gress Em perl van das fzendas fomente vive esses alojamentos de acrivn durote mote. Ooypada om 2 Iabuta do dia, sua mie dlega bos parte da edscapio da cranes 2 personagens, por vezes curiass, que fem ness comonidades negres © mesmo popel de chef ep, cumprido pelo cete da fala com. nidade Branca O grpo dos eseravas sive denote, poss se s,s moral 8s vezes também asta lingua, suas pitcs socials. Asin, poi, 2 esangeesrava tom de traar extent @ meso combate que 0 ‘0 mais velo, vndo Jt auto da Attic, © aprender dois mundos ease (5 quis deverd oper. Em que Wade a cng fark ess eaolha? Em que momento se resale que € precio abandonar a vida de folguedos infatie pas nar 2 aprendzagem do trabalho nue west detinado? A cian ecrave pests Secvigos devde or 7-6 anos. Nessa ade jee dd canta dese onulipolnferior em relagio As erianas lines, « ele € seu prio ‘hoge importante Ax exigéncns dor senhores torn pei, indi ‘elves. Se eeohide para figrarente on domestion, w aprenide 6 to datoron quanta do rbalhor no salipo ou ode um aresanato, De feo, a eanga aio deve somente obedecer ao “pai” brunco tomas fem “senior, ou 8 “mie” brates feta “penbora”, dee obeditci gual Imente 2s ciados, ow a0 mesre anf encaregado de formilo. Cabe- The conguistles eos seabores negras 80 As veresinpledors, pol ‘cupam uma posi destacads na hleraeguia socal dn la exc ‘tem comeiécia iso demonstram tods epéie de desdém para com 1 comunidage dos tos esravos. A etanga trk de rar st propiae ‘eles , memo asim, srs frida em sua aetividde. Ea dade em gue ‘© mundo de sun infin exboroa, explode. A pedagogia que Ihe € i= posta resumes no sequin ober Exo no fo pra 0 ia, Por ee al prvlepo, foi exolide, des manera sypirar 4 elevagio du he rargua ds estravose, un ia alien, comprar num Herds, ou fracas are ser repli pra © meso dos tnbslbadores bran sm qualifies ‘brgndor 2 uma vids de terbulbo extemamente dara. Se a crang, aide os 7-8 anos, destne-se a0 trabalho na lavours, «supra 6 cere ‘mente severa,porém taler mai elton, pis cen para cla 8 amb 20 KATIA M_ DE QUEIROS MATTOSO idade dos lag afetivoe que caractevizaram sua prima nfcin. Ela Spreende bem depeish a pntes que separam seahor © era, meso ‘= seu coraglo ainda grds por sea sesora uma temurainconesad, Vai encontrar tlidaiedade ene sus novos compas, que Ie ‘povetio sus, mts tarde, so temtar Hberaese. A comundade nega © toma a sie tanto mais fcimente quanto a ade do aprendzsdo do Trabaho eoresponde de modo pereito& da incagto dos menos as reciedaer aficanas. Os seahores, 20s quis 0 carter religion dests Dulas eiapa intiament,tleram-nas benevolameate, ma media em {ue facie a inteprapio da cianga ra sua comuniade de tal. Tolada do seu pa nati), ceconhecdo, asta do pal de cei, sure senor agora datite, = enanpeescrava enconta noma fan minds,» numeroea fala dor nepros no wabaho, os pont de rele ‘ncin necesito 40 eu eglfvio emocional rompid, Nessa comuni= fade negra de linhagens peda, forjam-se nova allanas, novos com Dadvion,vincuoe elgioos, Quando e1sa comuniade negra cooseue ‘imarse, forma da grip wnido com 0 qual 0 seabor deve cona nem sempre vé com bons cor oF exravos gue gozam, ou garam, fe favores do amo. Reames, para merecer 9 falaciso piiéglo de tive na intimiade do sear, para ser eu excravo domestic, por exe plo. o nego deve ear dae alte 4 diposigto de su dono. Nio pode Davicipar da vide comnts do grupo nepo, Mais bem alimentado © Yestdo, morando mor, menos sobrecarreado de trabalho, 0 esrtv0 Ulomésco ov oarteso prvepado nfo eters trizformado num "bran- co", om isluga? Alm dso, algun dels mostram-se isons © Storitros © nip consguem navegar com sificentedesteza ene 0b ‘dos mundos dos qune pripa. ses joens nio tadam a tormarse Ineniron ¢ vis 90 femar conserar at boas grajas do senhor © sm her 2 aceitpto de ses ior eros 'Ns cidade, a petenga do seahor & menos preva, mais distant, poison estas e seus donot eo vive, em geal, sob © mesmo i, {ako ser no caso de wh exravo muito apecado. Na cidade, 0 aggro fe enconrafcimente ene os membros de sua mesma einia Fests © ‘lebragies em pragapabicarednem 0s irmios das confaisrelgoss 1 crane das chads ett menos atordoada ene sis ielidades bran fase moras do gue © merino da fzenda. Com wis faciidade tem Inte ase lado, pode cvrer por toda pare na bara sala dela, AS rat das cidaes so to radoss das cranes megs, que tegen ‘mente as cimaras muncipas ameagam de pungio os enhores de ecre- vos que dei "as evianga se cvarem nas ru”. Também a6 vendedo- rs ambulantes nio cesam de vglar cam o mesmo olhar stent sexs fregust rus fihos, es apuadi, onde #roupa¢ lava, exregadh ¢ tstendids 20 ol para coarr, sto animadas pelo baratho don gos © dhs risadas de menias © menos pra. As soldredades proceradss 0 compaério As ciangasescravassfo a ncas que conhecem a8 alerias © of folgusosdeliosos de uma irda rata. A vida de um exrav0 de rai de anos paste tod ea na detcontang. Ele ndo heirs em Fugar 0 seu senbor, em ciclo, mas tudo uo sem que seu dono Jamais se apeeebs. Por se lao, senor slgum comers mpeadéncia {conta interamente em seu exravo, pois S80 muitos os exemplos de velborexravor qv, aps uma vide inca de fideliade ¢ afi spa Tones, abandonaree imeditaealgrement © senor qué hes concede 2 fren ou de ovens escravos qe se mostraram repetnament m= ‘indore preguigazor no dia em que obtveram, em ecompensa de 8 servis anloror eles, uma promert eer de alforria RelagSet d= nulatss, de desconfianga reipoc, slo, em regfa geal a que pear Tecem entee senor eereav, Combate desis!” Nem sempre. Seo =- hor sem por sa ea fora eo poder, se pode até matar um esrav9 reentrant, ete possi algunas temas eczes pode mia’ letanente {autoridade do semhor« sobretado, compromter © dexerpniat 3 pro: Augie, abotar 0 trabalho, fap, revoltars,sueidarae. A vide em c- ‘mum de zahorer © eeravor€ um cmpromier comin, um st meno que permite »cooxnncia pica ene doi prapon soit apa Yentemente flsionados apenas poor tamer da nocenidade rece fe que we exabelegarn soliareddessnceras entre © grupo do 3 mores © 0 dos eserves; cota, é verdad gue slgumar slidriader sefimaram,e com mals feqltna do que se adie ete um senbor © wn eaeavo, las tage taabén, facinerte,ente um foro © am tscravo ou ene eicravon, Slo roldatedade indivi, de lio, de Iomem 2 homer, fo da voade individual. las ae pronuacia pelos legos do compa 1 KATIA MDE QUEIROS MATTOSO. © puso «compare a madi,» coma, sien pon: sails emis ison pis Ao td ea pst Sm to, arc scm gon bataa em ve, pos € A deena, apt como 0 pro faano, Mi a 9 elu © pula wrt tec, et ermi 9 composi Se ale To de un sor & pide wn taro pga ee poeio ‘Seca te grupo ds uravon a Sbic es hamden tn tes. Ae go dunes vrs 0 ath & tbo de um seaor ea qi amit banat sho Go ee. © pd tho tem oon ddr nsec a fad sta ep 5 Ste ms tan mata ar Bro pos oe tao eva ss sy rspreiae Os lpr do compli © iy tndanen dan de lose Bet ee ee ce us den soedade haa beds faa x= ‘Cre spl pave Eo gp no pen apenas pinto iad gums pono, se aml pis. rane bated ‘bog on Cojnt: an une pronto sxeponal Amie Sete teas aw estat pba re scomae™ Sot done gp esau egy nner ema“ a Si"Tlana Seas Vineo te sos sve pep, or ea manele coho © ean ‘osc dve eur omgoce ge cr enh nem Spe so bramen cpr eas tem mam fs, Com eto, de tem SEs ovinemor cancers a socdste baie 9 msi cate eae 20 Bras do slr Vi XUite XIX. Mexigagem e manumisso, sais de mobilade soci Aimbasexremamentefequenes Alm dis, a prtica em ttl conta (igo com ei, wlra stuagics aparenemente tio aberants quanto ser um ecravo — individu sem peronalidade juriien — posi um Ov as esr! Hf, poi, senbores em todas as eases soci, Bras- on mesos, senkores gprs E 0 compartaneato dees mio depende da on, de pose sci as da prpria qualidade das pesoas. Rico ov pobre, branco ou peta qe sea 0 Sato € sempre, para ESTO, Seaor "banca", poster “branco” na secedade bras € adoar ct far tudes de Jominag © exercer um cero poder ‘0 compodtio existe tam fora dis pat batiemais, quando o ei avn esclbeum rereentante para advog sua aus juno 0 shor ‘Um exerav fugido que desea volar 20 Seahore he tes afi ape seniase acompanhado de um terete outro, qe jnton © neces compra de sa liberdade, mas a quem 0 senor ndo petente afore; ‘ow ainda our, condenado ijustamente pela aig, proctea um cara dor, por vezesfrmado em Diteto, que interven em seu favor, © an- ‘igo senhor de um eerav torna socom freqlncin sev “patons” © con ‘inva seme que tem responebiicade pernte aque ow aga que foi seu esrao« Ie & liad, também le, por todo mrt de gem leas. Seria, enti, o paiahe um proeoresohido numa classe social supetie? Na verde, 0 eatudo dor repistor parogust mora clara iment que, muitas ves, parinhs € mia petencem 30 mesmo topo social do afihado: cscravos pains de esravos por gozarem estima ea consierago gas, por exemple. Os ateane szetam 0 padishamesto de grande omer de eign, & bem posel que est spice dealing, asia pela Tn oil, esondn realmente tenttvas em sucess de recorsiie a rande Tani tus afians. fend sen, dif de discerns 0 gropo dos eacravo,parece-nor mito mais lao entre 0s foros. A ante quanttativa dos tesamentos que éeixa- am € dos ineaivos de suas horas mostra a incessant preoespasio dos exert alfriadn de fsvorecer seu alladon,sobretd 26 ees permanecem “no cairo" ¢ um Igado em diaheio pode contribuit {Neompa de sua iberdad, Os seahors pres aifercam,prortanament, {al afiads s quem querem bem, mas é sbretido dentto do mesmo ‘pe socal que se afrmarn as sldaiohder mais pessoal e, newer sos, 0 los ser iatntamente mais slides do que os resultantes 0 ‘spadrnhamemo de am exrvo pelo sew senor. Este, de fo, 6 senor ‘também de sus Hieralkades feqdenement, se nlo est satis re toma o que j4 deu; tis soidaredndes individuals toram-se, asim, mito presi, vias. certo que a vida, dona de um esr exjo ttablo és fonte de ends dics; © dent, coo ecravo se tansfor acm elerieo seat eifatigavel 0 gaol fete adalto, que devota ‘Sa miedeleie negra um sfeo verdadeco — tods eras so fguae ‘muito comums nt socedade bras, Em rege geal, povém, spear dae ligegs individu, do compadrio © dar rapes prvlepada, da ‘entema Toes de umn cmnidide “banea” em clr get, cone tluise que o voculospesiolsente 0 esavo e seahor peso me- ms KATIA M_ DE QUEIROS. MATTOSO nos, paca 0 equilirio afetive © promogSo pesca! do nego, do que os {rags de unio forjadoe no interior do préprio grupo de excravs. As solidredadesencontada: © tabao ose lo a sldaidades cris pela vida do trabalho, Nos ngenbos buts en média 80 2 100 excates, homens filos emt sua Imsiora, Todo ese grap vive nas seals, comrurso mci, ean Tar teres com uma vrands eben que Ibe toma toda fchada pris ‘pal. Uma ata dniza em cada dormitsi abe sobre a varanda, por ‘ewes também & porta, parte riperoe desta pode ser mantis aber, 2h residncia do vember, a can grande, domiaa¢ vigia a senna: de seu ‘gear o senor acompenha todos os movimens. Faro privilgo para tim escravo deeageno hablar um dagulas cabans e pth, de porta 1 jnea,aninhadss bona 6a florets. Anica oblique 0 escravo Contec so o ates de pan sj ecberton or um apo, agus m= boretes o» balk. At roupas Ihe sf0 dstbuidasparcimoniousmente: des camisas © dutscalgat 9 sass anualaente. Somente os seniors lsversor Ihe do palté. Or aresis e domésticosreceben ao tenons. jad de ebay pn pe es {Fes fits em comum, varia muito durante 0 ao: no verdo noes, thre ene 12 ¢ 14 hors, no invero, 12 horas ou pouro menos. Um tongo ou sino mara o despre, Segido de ciida sblugo, Fei is, fr exsavos dsl aot «cas grande para receber as orders. No Br SIL ao contro Ge Antias,obde er erica «austin do tenho, © propietii ou um dos seus filbor reside hebitulmente no engenho mune est fra dele por osasso da colt, mes se const com un fet cape. Una peve breve precede a ditribigs de arta: € pre- tho plantar, inp, clker, transport, cuiar das canos, das ead, dhs contre, dor anima, providaciatIenha ara o ego e 3 cxlxas te agar, pesca, evntalmentelavar 0 chio para a alinentago dis FE o engenhoreqleropririos muito especilizaos, come os purgedores os bangurrn do apear que, rezrtadosente os homens Tes 108 thos primes solos Ga clonizao,pasaram padaalmeate a et eo- Tiidos ente or error, Exes egies espeilisas sio bastante bem tetador, come ov doméxion. Por Yezssrecebem recompenss em hei. Toon porém do er so cortador de can, tabular 0 dia ini. A cana € planta exigent de muito tbat por casi do plane tio, da finpeza&ensads, da clbeita, B precio ands impedir que a ‘bras, toi cavalo invadam a oat e destruam os bots novos, Cada ‘ceravo tem seu “cio: plantar cea rea Em tp de coli, le deve cortar nam din 350 feces de 12 canes ¢ cada escrana eve amarar outro tanto. Ne vewade, 0 estate prefere ewe sistema, ge Ie 6m poco de irda desde gue cuprida 9 cota de tab Tho, Na fase da impeza das soas, a cones, no tem um instante de lio. Mundo ruidoso do watalho, © engeaho & ue femigurra, Ot ‘antares marcam o compasto da dia labia, potihadoe pelos gies do {tore dor cabor-detrma, Pancaa dat 10 du mash das 3 da tare, ‘uma “bogiaha” © um rerio breve slo at ics trguns taboo fexauivo sempre vino, ‘A meagem da cata € operasio mito pigs conte em ofrecer ss vara 2 mounds, com grande rsp dela tabi mio 00 © ‘rag Tees de 78 mulheres: te dele tazem a cass, una meet ‘na moenés, cura paisa o bagago, mais una para cir dos cand, 4 tina aa © ret no richo ou 0 reothe 3 mars So Dagag, 16 $ecva de combust. Homens © mulheres avamse os orn, cade Vide rie, moadtona © reerada na qual 0 trabalho jamais parece dese eo ler depende eicamente da boa vonade dos chefs € 6 ‘ores ou dia intempéces que iulicam o caval. Conbecemos bem oueo ot pesos que pemitam ales as vases do humor dos senhore, a conjustraecondia ou do rege de chutas, sobre 2 vin comm dos escrivor de uma feznda de cana. Um certo seabor, cota-nas O ‘Peegino de Amércs,cbiga 0 trabalho dominic, pars Inpedie que eos negrs se rednam com ot eicravot du vinings, oqias,"seu tanto feiceirose todos bigs", pasam o feriado a beber& no fe- ‘qbenam a mina. Chepada noite, pdm, quando omega 080 8 tam dos tamborese dow psi da dangaslvicana, ee meio seahor sdormece cntente © tango: onion trno seria mais angusiante misterioo pars ee do qu o bara denes"verments” do ectavo Poi ere € dono da act; mesmo exaust pelo trabalho da jomada, pode reenconta a grande feria que & 0 sea pepo, rtigiottlar 20 cle se rencona finaimente Ess fear com seit ito, alos © 2 ‘esta obtcura dese povo dnote sto, inflame, auito poco eonhe- ve KATIA Mt DE QUEIROS MATTOSO. ios, estas sem arguvos, de omens sem arquivs, eas aegrias hax tiles, paticdst uma verdad vida comunitria, mal podemos vin "A vida comunitiia vomeate se pode eabelacer quando & namero= 0.0 gro de eeravon, Numa pegusa fazed (de algo, fro, cu- tivo de vivre) que cnpegn apenas 5 os 6 craves, 08 0 sero, onde oF creator so rr, ela € muito mais df Os etrvosiolados nfo ‘dem hau fora alegsia da conan de peencerem a um nileo ‘vo efatero, Exes ttario eetamente de iniar 0s bance depres 1 pecder ar tadigies comunitria © 0 se¥s0 do sgragovindos da ‘Aetca e no eatano sida bem prGxinos. Una mina de ouro ou ds Iran, m roca, emprepa de 15 280 escravos. Mais 6 que nos eng tos, alo eserano € tale, por fs goea da Nherdade de acimulat fim pevilio. Na verdad, a grande época miner termina or vola de 1760, quando cet minar se esgoam, of esravos no revendids a ‘outros concessions so rconvertidos em trabalhadoresagrcoes © idm a mesma sorte dos sus irmtos doe engenbor ou das fzendas de owas res, 'O esr minsiro vve com o senor numa rien cabana de pa: tha “wopapa” onde tudo € proviso. Eses caseres de eho baido podem abrigc ono © damants, ms sho miserive. Ninguém se peo fupn com o confor, pot 0 Unico perearmento do concessoniio & eh- figbcer reormar 8 Europa. Eses aventeios res corjows im ‘Hem ao erivo apents algunas reas Dene, pot © duro trabalho fo Eeimpo ¢feilo numa postura mito pero: curado em doi, 0 mi teiro maném oF pis dent gua. O eseravo ainda em ciescimento fomnase eambiio © muitor adolecents fam deforatos para toda 8 ‘ida, Os tomens wim jagatae als, pam o fumo que hes € di bilo quate a cinco wees pore, iterompem & abut durante mea ora para almogo, «por des horas, dram tarde Para ober fo- fun rip 0 conenconiio ds mina tata de budar 0 fsco 40 re Nese pono pate una engrenagem da qual 0 excavated dfculdade para stir seu shor Ibe prope me espe de asoiago incerta para 1 dues pares de fa, basta que um servo deseubra uma pede em ane, ou ett denunceo comtabando feo por seu senor, para eon {stat sto alos, vocedi pla atone administrate. © senor fie, ponorin nerve em tamter boas rlgen com mu ecto, Mit nese jogo o escravo tem vantgensaparentes, pois triblha sorino & mente sabe fae vler os seas tunos. No encontraqualgoer apoio no grapo dos escravor, a0 conto a Violen © concorréei eina lgualmente para seshores © esrvor ma mesma cocida furs 29 ouro € 0s diamante, Protgerse € 4 primeira preoeupgio do esravo mi- ico, defenderse do senor que Obedes unctmente sun capacidade {pode chegar a matsio, precaverse contra oF outosecavon pets {tudo para angaiar 0 dino necssro 8 compra da Herds, Sto its, de reo, of que conseguem fialmente alfoiase © eno, 30- mente en, sents soliditios com os que anda Iabutam sob a dors ‘Sera: as conrariasrelporas desenelveram-seexcpsonsmente na ‘rovnca de Mins Geri. A vid nox garimps pols to rude quanto as (zens, para 0 eravo, Moteriaiment cegs st inde mie pre ‘ria nla 9 ezrvo role ama seruidade mais pimida, devide 20 ‘equero aimero de mulheres viinads na extra do our ow do die rant, Mas 0 excravo é favoresido ni mina, pois fr wna eperangs Ae alforsa nese sono de liberdadesoporta sua dura labs do maser 2 pido 'As fazends de café ymente se detenvoliem de fato partie dt Segunda dcada do aéealo XIX, e 0 ealé vive sum grande expansio eps 1850, data em gue & fiinimente soldo 0 tio neti para o Brie SL Os peopietiis sero bvandon 2 So despentigar a mio-ée-obra Cscrava, mio cara exo, ea ular 4 fore de trabalho analariads ‘rane que ta wad, ols a fzendas de ex se formar Bs esas dos poquenc proprio fxandos a vepito © do reagropamento de suas tetas. Os asalarades branos — feglentemente ovigados A te ‘efas mals dura, como a eopagem ¢ a derruba — relvindcam sepldas ‘levagiessalariais¢ sho exemple vor da exstéacin com que sonha- ‘am on cervvor Conta, npeme da prtenga devas inportanie pop lagi, or Istendeios decaf implantaras em sss terras 0 sisters paiaral do nordeste, com seus campos de cana alge, que bes Serva de model. O fzetdeiro de calé pssa por te ido un empresi Ho mais atlado © efiseste que o dono dos canuvais; da economia paularcal, jo se hava pasado a wa economia Indust, ea qual © ‘Scrave dia de ser un memo faa ¢ pussa tablber como opereio anno, vedacira“mdquin de produc de dnb, Nt reaidae, a vida ira na planta de café asemethase dos engetos we KATIA. M. DE QUEIRES MATTOSO sxdestinos. Apso caf da man, com melagoe lho cozido, 2 mesma ‘preematinl, em fia dante ds ca grande, precedendo a zepartisao das ‘emis. Meia centage homens © mulheres, com os lzos chapéus ‘plos dos wabubadores do safe, desobremt, diene: “Lowe aja Nouo Senor Jesus Cit!" « 0 senor responder "Para sempre sla Tourado, am". A turma dos ms vehot de ambos ot sere tabula pero da is, enguanto os jens, dum ado, © as mulheres, do outro, {nibaream em earogisshamadst “naxambulas” para of campos mais Girantes Owese 20 lange es “gulzumbas", cartes aftcans digas pelo mestre cantor. Cada tua €vigiada por dos "condatoes, quse Sempre escavos. A merende das 10 horas toads em pesos deme tlm ou de eta: mingus de wo, feito pretoe toneamos rcobe {os de muta farina de mandioca. Os cadets de carro #8 Tote ‘mente condimentados com batats-doce, repolho, abo, pment e sal ‘As 13 horas prada para distibuigho de café com belo de milo; no lnvero, um povco de ageadene, para aguecer. O jana eras 16 horas Eo tribal recomesiva até a0 pOr-dosol ¢ romente parva & frase Tongamenteexperads: "Vamos lava 0 servigl” Mas por ene 0 taba- Tho presepua ote adeno aa 10 ow (1 ras No invero € tempo Gn secagem do café E sind & prsio prepara « alimentagio do aia Seguimer char enka, coldar dot anna. Ants de detarse 0 era tomava una sopa de sie com wi pedo de carne seeae um panado Ge farina de mandioea. Tn aparéncla, pois, poveasdferengas entre a vidu do café a da cana lve ums ora de tesbalbo um posco mais comprida, Mas & ‘muito provvel que at rele sennorscravo tnham sido mas ors fo noweste do que to sentrrocte, Sem Bide porque 0 crave do ll consive som rite operon brancos. Ets so, em geral, mat em preparado,traatham melhor a tera, to bem que a comparsrio favors 0 tribandor tranco. Una stuagio que afeta 0 cai do seahore oxmiecontstagss mals adicis der do grapo de esraos. De reso. 1 medida que melhora a vide do ekrve, sumentam as eo tas As fomadae de somsciénia so ajdadas elas iar dseminadas Flos movimentos abolconss, Part combter ax reuniSes de xaos, Truitosseabores suprimem ¢ dscant donna em toc, concedem Sina tarde lve durate semana, aoe raw, dos em grupos ‘Aguns dete so storizdos n prove © descanso para ply café ou legumes que into vender eles prpios ao senbor ov nas vendolas & ‘ei das etude. suiga Prades eaconton, muon fazenda do Estado do Ri, uma vende grids por uma vba “Ua” ecrva, El vendia agua ‘ent, fo, eapeion,chapese roupas de algodio de qualidade superar 1s fomecidas pelo tenor. Or vendo bancon extabelesios 8 margen as ead, atuam freqtentemente como receptadores de ebjeae rox ‘bados pelos ecravos ou de café contrabandends, Mantém como eer ‘oe relates muito cords, sto seus melhores cletes. Outros amigoe dos eserves so os afits e coxa, Hires ou foros. Por arden os senores, es cortam e cose clas, amiss banca, jgueas para ‘homens, sis, bas, Jengos de cabega para as mulheres que, em. eral exothem pesoslmente a extamparin db suas pegs de algodio. A ‘ada dois anor, 0 exravo reeks um camaco de If, aalent, ut fobera. At roupa io lavas e enomadas somens uma Yer por sema- fa. Alojuor na enzla, como seo irmio do node, © gaze sempre ‘Stjos, pr vezestabalbaado com roupas malhdas, ees esravos eto fujelior ts mesmas doen eseegues Bs mos dor mesos curndsirot dos mesmos barbers, cuja medica nso pasa de ceras eras © sagias. Tubercle © lepa levam maltasyex 0 dono da fazends de falé x abandonar © ecravo dente © rupte de erates elerapedos ‘io refine at cides, com grande dato para st monicipalldades ‘ue vituperam contra of propels sem eonslencia. Alem do, ees ehores onder que tna vide til de trabalho de 15 ance € vm Ging it aceitivel no cao do ecavo. Somente apis a aboigo o tefieo, eo 1830, os senbores comeram a cuiar melo da sade dos Seas ecravese, por vas, a maner wm médico ma fazenda ‘A via de tabulo © 6 tempo de lazer do escavo da fazenda de al sssemthanese mato, como est vise, ns ds negro dos expen. Mas tho dilerentes para 0 exrivo decide Aqui os rel 8 rem ‘cimpridssopdem um a0 oro dois tps de mlo-deabra, especialmente ‘quando te tata de serigos beaal ou artesanis. De um lado, a mio-de- ‘obra branea — live, pobre, emigrada para tentar a sorte no Brasl — ‘ova negra— ot fort sempre mai ntmeroios a pats do scalo XVIOK so ours, « mio-de-obra ecrava que & subside lntamente pelos ta balhadores lies de ongem evoptin. © trabalho manval perde todo © prestii. Termina por ser consderado como tabuho de esravo. 1 vido até mesmo para © resnato, 10 menos até 0 séeulo XIX. Em sepuide, « mlo-de-bratoms-e to abundante que ot trabalhadores livres temtam ober da municipalidade a reserva para ees de ces of ‘ior, como of de caregador€ o de mariah. De que mance, nas ade, estes ecravos dsperos em mos de berets propritrios, {mpegs em tars por vee sli, podem se eeu, formar ut fgrupament, viver sma exinncia sora? Na fazend, © grupo sla sn niSo 90 tabalbo ena Sena: a mina, o gnimpeitodficente fnconra amizace de our escravo, seu coronene ma buen afanos {8 ppitaibaadors. Que tipos de ssovigies ros encontrar os por tos allinicos ou nas exades das rons mcs? Associagbes de er tos de um ries ofa? De umn mesma eis? Para dar resposta 2 ‘Sta perguna fomemos © caso du alga epi a Bahia, Pesqusamos Craosivamenie a 6599 cars de alfoca outorgads na Dakin entre 1779 « 1850, Esse “artes de iberdade” erm rpstadss por um 0 tro. Aid do povo esr s¢Inscreve com presto, pesoaimente, rnesesrepstosficals que deaam oo snhor plea liberdade para const Como ¢ porgoe alotou este exravo cujasqualidaer deceve © oie ‘edn por tees conta detlhadanent Una cosa ctl: eicravo urbano nem sempre ¢ to expeci lnado em sex tabatho quanto 9 quer a adie: 0 eseravo doméstico ttansformese faiimente em cscrivo “gtnhtplo” A vontade de 200 senor em ecrave qut vende fora de casa sua engenosidade, sua Imerendorin, a forga dos seus bagas. © cscravo da cidade € ecético, ‘Alguns dele, evdentemente, adgurram na Africa, oe como seu feahor, um oicio deterinago (ornhsir, cocker, ordadeira, cost fei, calfte, pedro ealdeio, carpio, ete). Estes vendem sua Compete, 0 mercado a requer. Ouro vender da mesma maneta Suu hablgnde cm lever 0 ehnte comprar o que Ihe quelra vende, Em Salvador vendese de tudo: objeton de flhedeandes, fats © legumes, pes e doses de miho, cares e pelaespreparados com rece tas afcanasO eiravo "de gan vende sua forgs moscala tan porta pesto eo palangins ov € caregador, seria indspenstves esta cidade tod la em sbidns ¢ dessdat O cel benzo, James Wetherall, denow-os uma bela desergio deses ganhadoes negror “Quand tral, vextem um mining de roupe posse um cago carte e prose, Or objet menorer rio levado A cabeg, of mae Slums, ome oF tnd de inka, sspensos em vara sobre ot ‘mbros. Vi trinta © mais negorcaregindo blocs de madei enormes 0 conjuto diva a impresio de-uma cenopéa. mult compre. “Enquaoto transport sss cass peades plas rs, las cana noma ‘spécie de coro, muito is prevent os tapteuntes para qe 4 fast 4p caminho, pois 0 rid dos pasos mio € aul no tumelo crean- dane. Esse camo coral comecageramente por um comentiio,entoado ‘or um negro, de qualquer coisa que ele v8 e pode ser mais ou mot ‘tee Os outros respondem eM coro. Os negos coneguem tran postr tm grupo fardos muito pesados mas neahum dels, oladament, Caregrd 0 meso peso que um europe Elersio mile independents f petercam perder a ocsiso de pana um caret a tamprtar @ {ue odo thes parse justo. © hibite comtinuado de lever coms 8 cur bec thes a0 corpo um pote muito ereco. As mulheres, em expecial slo muito hibeis: uma laranja, uma ehivens de chi, un ara ma ‘ela essa, a tudo levam & cabesa esto Ihes dena livees 36 mos. Or ‘bjt parecem tio Seguros sobre 2 cabesa mun como no Ingo que serve de tba” Na realidad, + epecilagio do exo & determinads segundo 1 necttdades do mereado ov 2 boa vontade 60 tonkor Ess imensa Poubiidade de tranferéncia tm amor inisncinreguladorn sobre © rereado, onde demands varia de acrdo com a cnjunara © a con forténcia O esr é, ax vers, smplesmenteagado no mercido de Tocagso de servos. posivelslgalo a0 a, 4 semana, 20 me 30 ano ou por mals tempo. Em geal pra przos muito euros (um i, fms semana) 0 contro & vba, para periodos mas Longes & fo um repro no cari, Neleprevese'» daregSo do aliguel, ox sevgoe 4 ‘ere prevadoy, © prego. locattio dveréfomecer ao eferavo al {do alojament,limenacd,roupas« cidados médios. Alem dso, fomo 0 escrivo deve cumpri cero mimeo de dit de servgn bem elintados, © prazo da locagio seri prolongado dos dis perdios. se does, Os eras que trabalham nas cidades podem ser verdadeeos fssnlariados © perceber um gaat dio, que devem reveter por com- pleto ao atu senbor a menos que ate resolva the dar uma gat feagho, Mas re 0 seohor no asegura » manutengio do aca ecravo, devetbe uma remuneragio. Tatas, pit, de um stems exteme ‘mente flexvel: i ves, 0 seahor eats eicavosalojomento, alimen- 1aeio, roupa, cuidadosmldcos, outs veues somente Ter oferece 1a KATIA. M_ DE QUEIRGS MATTOSO rmorads © cuitdos médicos, ¢ ainda, em outaslstncias, © gzravo & ‘completamente independent. Not dois ltimos eass, 0 escavo someate deve a sen senhor uma quan fa nade mais Esa importinca 6 ‘bviamente clculads a ao permit 20 nepro gashar am excedeate Sigiientvo. Mas & caro que or errmor erbanos gozam de muito mais Iiberdade de agdo do que sus companheiros das repiesaprioas Podem escapar A viglinca dos senhores, mas sio muito valerie, pois sua exsécia depeade das coniges do mercado e da concor ‘Rocia que © faze ene ele, O proprio senor tambien sore est mesma concoréncn. Parsee 0 excravo€ uma fonte Ge ends, e nest Ponto o interese de ambos ¢ jdéntico. is porque sebor jai is Prins conta formar de atocagio de eeravos,aguelar que os podem Soar an disptneotidiana do mercado 6 cidade Devido ets concorrtacia num mesmo of, af asocagbs entre ‘eravor einem of individuos de uma mesma etia. A comundade nega dvidese assim em diversoe grupos mais ov menos hos ons tor outer. A rdminisraio publica compranse ea lnsigar tals hor Iildades entre “nagdes", como alrcasos ¢ eroulos,negios © mulsos, foros © eserves, vsando a impedie a ciao de uma frente comm ‘conta 4 socedade dominant, O pergo € relmente grande, como em Salvador, por exemple, cidade em qor quam metade da popslagso & ie ercravor ¢ of brancr consituem misoria. Em meados do séclo ZXIK, of brancor 350 25% da poplasto da Babia. Ese recionameato ‘or nagio ou ets & mals preciso enue of homens do que cate as rubbers, ao que parece, dvido tex « que aos ofeio, particular ‘mente 0s exereidos pels homens, a lei da oferta ¢ da procura tua ‘mas sberameate. Os homens itm, em geal veus “eantn", onde ree por mags, eaguanto que os “carts” das mulheres $40 menos ‘umeroer © expecialzadon. © “cant” & um Angulo ov om erszamento| de rua onde frre ¢escavos do mesmo ofcio e da mesma “nacio” ‘gundam a clentela,enquano teem chapéus de pala 08 faxem pe ueaos cestos,tranam corrents de fio de fer para os papsgain fem gail para os pasarinhos, pulses de cont, objets de eoaro com inkeruspies de conchas. Consriam ot valiosos guarGa-ehuva, aos ‘uns tem diet, segundo o cortume african, aqulesnepron gue fo fm “prades" em run ts: @ umario do. sen peno acrsceata #08 fot sep 8s mil cores das rus. Os alfrindos de um mesmo “ceaio” jobedscem a um chefechamado “apito do cao" Ali eam, & espera, sotados em pequens tamborees de tts pernas, Ot barbeirs amb antes vie fazrines 4 babe, a6 aera tes vendem grandes canesos de mingan de mio € de tapioca, que os “panhadores” engolem com pio on aroz preperdo A camera altices, com cart vera ft © ‘molho de pimenta, ow ainda pedagos de inhame ¢ de came de balla sethada, Aos forms jntamst sempre os escravos do mesmo iio © 45 amizades asin forjadas no vabuho, ene os membros de mt ‘mesa etna, S80 slides, dordouras © esto na orgem de indmens fiedades do alforianeno econfrara igo, nos aj mia fda slidaiedade ene or esravor dt dae, CAPITULO vi Refiigios e refugos © trabalho era ente os nepros escraviados os prinelios espagos de seguanganecesos 8 sabrevivenca, Se bem fit, permite a0 exrae v0 dssombaraarse da presengnsofocane do senor, cis wiping r relaxa um pouco, Se relzado com o eps da jada mua dn rete {80 sou seus companheios de abut, proporsiona 20 taathador oasderacioe 0 apoio de todo o stu grupo. Mas vida da comunidad do trabalho, na cade ov no campo, € insuficente para dar a0 serav0 © misimo de autenemia inispensivel a cada homem. Ele carece de ‘utosretgos eo: propos Sehores tm consiaca do, e 0 suse- tam, Sio exenciaimene as asoiages relics ou contri. Contado, se brota a desonlanga de que todo 0 stern esrvia core peti? ela coosiuiso desis retupos — ou volts ou miserosas — utordadesadmiitratvas ¢ of senhores de excravor ot combatem, Na realidade, qualquer anocagSo,auorizads ou proiida, no represen ‘um reli, um protesio, una reagio de defesa conta a cars da esca> vio? Para o eseravo,unirse ¢ cones, mesmo quando a repulsa fe disinula puma prtca socal permiia pelo senor. Retigosacios polos seahares Fors do tabatho comum rads ue, apaeniement,o5 ets uns cs oats. Como mocar 0 erador de gado eo ager, © homem da florets com 6 do campo rato, © aloader do totem os do anepatado a0 erente do islamisme? Na verdade, ao romper os marcos dt sace- ade aticana e 20 misterar cidadosamente as etnias, strani consuls deste as estrturar soca, mas o negro slvaguadou ot ‘aloes eseniis dat chilizagiesafranas — os religion, O mando ‘dos escrvosnegios no Brasil €o cidnho tm que se aga ma piticn relist origin, incompreenivel para os seahores. Mesmo hoje és 4 conhecems mal e as iterpretagoe que dela sugtimos deer set Arvada com muitas reser, Reaimente, 0 esravo defrontase com uss prices relist: & ia fel de asia mas presi, ois ¢ a do senor, based rum deus tendo, mais temido que amado, vngsdor no presente rms prometedor do paraio alem du mort» arcana de tas facets ‘quanto a magdes ¢ Comunidades, mas que procor pradualmentesnif- fem ese deseavolvem estes rliposas aovss, que Af inpiram ‘num modelo nic acano nem oo fadito europe. O escravo patica sn vida relies em dois nels diferentes, antagdeios, iedutveis tum nou, somene compte po amas etecnien,Cunpre puralelor que nfo releem os mesmos valve. © prletamente posal 4 alguém et, 20 mesmo tempo, um bom esto e vm bom “pag ‘eis oF doit sistemas religions so, um © outro, complet sero [Ge nos primeror tempor e sem dvidaaié ao século XVII, 6 cons. ‘tna comunidades alcanas no rai uma proifeagéo cadtien de ‘utes amorfos descttos a epoca come "jogos" ou “iveriments” ‘Bem depresa, porém, és “iolugier” vio predominar “woo” ‘ant a “solugso” fon lors na idan, 4 "sooo" limi ‘fundamen das eligies bans € 0 slo dos ances, o cult os motor que 8 escavzagho vio desir ao quebrar 0 vineulo de Tihagem. Quanto sor esprtos Bans, sf0 forgas eaturaisUiadss a