Você está na página 1de 3

CABEÇALHO DA ESCOLA – Ficha de avaliação – 5.

º ano
Objetivos gerais das metas curriculares:
CABEÇALHO DA ESCOLA – Ficha de Avaliação
12. Conhecer a influência dos fatores abióticos nas adaptações morfológicas das
plantas.
13. Compreender a importância da proteção da diversidade vegetal.

Planta do deserto que se rega a si própria

Nas montanhas de Israel há uma planta que se rega a si própria. Cientistas israelitas descobriram,
numa das zonas mais áridas do país, uma planta que consegue irrigar-se, acumulando água nas
enormes folhas e encaminhando-a para a raiz. O ruibarbo-do-deserto consegue assim obter 16
vezes mais água do que as outras espécies de plantas vizinhas.
A planta cresce nas montanhas do deserto de Negev, onde a precipitação média anual é muito
baixa. Mas ao contrário de outras espécies das regiões tórridas, que não possuem folhas ou têm
folhas pequenas para minimizar a perda de água por evaporação, as folhas do ruibarbo que
rodeiam a flor podem atingir um metro de diâmetro. Foi esta característica que despertou a
atenção da equipa de investigadores que estudava a região.
Além do enorme tamanho, as folhas têm uma estrutura rígida, com veios, e estão cobertas por
uma camada de cera. Segundo os cientistas, estas depressões profundas da folha permitem ao
ruibarbo-do-deserto acumular a precipitação e criar um sistema de canais que encaminha a água
para a terra que rodeia a raiz. As outras plantas do deserto, como, por exemplo, os catos, limitam-
-se a absorver a água que cai no solo. “Trata-se do primeiro caso, no mundo, de uma planta que
se irriga a si mesma. Não conhecemos outra que atue da mesma maneira”, afirmou o botânico
Gidi Ne'eman num comunicado.
Baseado em www.dn.pt/ciencia/ (consultado em março de 2017)

Cato
saguaro

Ruibarbo-do-

-deserto

Fig. 1. Plantas do deserto.

Nas questões de 1 a 9, transcreve a letra da opção que permite obter uma afirmação correta.

1. As folhas do ruibarbo-do-deserto podem atingir _____ e permitem que a planta _____.


(A) um metro de altura … obtenha mais água do que as outras espécies vizinhas
(B) um metro de diâmetro … se regue a si própria
(C) um metro de diâmetro … reduza cerca de 16 vezes a perda de água por evaporação
(D) vários metros de altura … obtenha 16 vezes mais água do que as outras espécies vizinhas

Terra à Vista! Ficha de avaliação de Ciências Naturais – 5.º ano Página 1 de 3


2. O cato da figura tem espinhos em vez de folhas, o que lhe permite
(A) captar mais água quando chove.
(B) reduzir a captação de água quando chove muito.
(C) diminuir as perdas de água por transpiração.
(D) aumentar as perdas de água por transpiração.

3. Com base no texto, é correto afirmar que a maioria das plantas do deserto
(A) utilizam as folhas para captar a água da chuva.
(B) absorvem a água a partir do solo.
(C) absorvem a água através das folhas.
(D) não se reproduzem para minimizar a perda de água por evaporação.

4. O ruibarbo-do-deserto é uma planta


(A) hidrófita, pois está adaptada a habitats secos.
(B) hidrófita, pois está adaptada a habitats de água doce.
(C) xerófita, pois está adaptada a habitats de água doce.
(D) xerófita, pois está adaptada a habitats secos.

5. Nas plantas, a água


(A) é essencial para a germinação da semente, mas não é necessária para o seu crescimento.
(B) não é essencial para a germinação da semente, mas é necessária para o seu crescimento.
(C) é essencial para a germinação da semente e para o seu crescimento.
(D) não é essencial para a germinação da semente nem para o seu crescimento.

6. Em ambientes gelados, como a tundra, as plantas são de tamanho _____ e têm folhas _____.
(A) reduzido … pequenas (C) grande … grandes
(B) reduzido … grandes (D) grande … reduzidas a espinhos

7. Numa floresta, as árvores desenvolvem-se, em regra,


(A) com menos luz que os fetos e as ervas.
(B) com a mesma quantidade de luz dos fetos e das ervas.
(C) com maior quantidade de luz que os fetos e as ervas.
(D) sem luz, tal como os fetos e as ervas.

8. A Laurissilva é o nome dado


(A) às florestas de folha perene do Norte e Centro de Portugal.
(B) às florestas de folha caduca do Norte e Centro de Portugal.
(C) à comunidade vegetal predominante no deserto.
(D) à comunidade vegetal predominante nos Açores e na Madeira.

9. As plantas melhoram a qualidade do ar porque


(A) libertam oxigénio e absorvem dióxido de carbono.
(B) libertam dióxido de carbono e absorvem oxigénio.
(C) captam luz solar.

Terra à Vista! Ficha de avaliação de Ciências Naturais – 5.º ano Página 2 de 3


(D) armazenam água no seu interior.

10. Descreve a influência da água no desenvolvimento das plantas.

11. Refere três características morfológicas do cato saguaro que lhe permitem estar adaptado aos
habitats desérticos.

12. Faz a correspondência entre cada letra da coluna I e um número da coluna II. Utiliza cada letra
e cada número apenas uma vez.

Coluna I Coluna II
(a) A cebola e a cenoura são utilizadas na preparação de (1) Protegem o solo.
muitas refeições. (2) São utilizadas como
(b) A madeira do castanheiro é utilizada no fabrico de alimentos.
móveis. (3) São utilizadas como
(c) As raízes dos carvalhos prendem as partículas do solo. medicamentos.
(d) As plantas libertam água e aumentam a humidade do ar. (4) É fonte de matéria-prima.
(5) Melhoram o clima.

13. Indica dois exemplos de biodiversidade vegetal existente em ambientes desérticos.

14. Explica por que razão a biodiversidade vegetal é maior na floresta tropical do que no deserto.

15. Classifica cada uma das afirmações seguintes em verdadeira (V) ou falsa (F).
A – Sem luz, uma planta fica estiolada e morre.
B – A luz influencia o crescimento das plantas.
C – Em Portugal, uma planta de dia longo dá flor no inverno.
D – A luz influencia a mudança de cor e a queda das folhas das árvores de folha caduca.
E – A morte de uma planta por desidratação é uma consequência da falta de luz.
F – Quando a luz é pouca, as plantas crescem na direção da fonte luminosa.
G – As árvores de folha caduca não têm folhas quando a temperatura é favorável.
H – Há plantas que ficam reduzidas a bolbos, quando a temperatura não favorece o seu
desenvolvimento.
I – As folhas do ruibarbo-do-deserto estão revestidas com cera para facilitar a perda de
água por transpiração.
J – É possível testar a influência da luz no desenvolvimento das plantas, realizando uma
atividade em laboratório.

16. Apresenta:
16.1. três exemplos de ações antrópicas que podem afetar a biodiversidade vegetal.
16.2. duas medidas que visam promover a biodiversidade vegetal.

17. Justifica a importância da proteção da biodiversidade vegetal na manutenção da vida na Terra,


referindo três exemplos.

Terra à Vista! Ficha de avaliação de Ciências Naturais – 5.º ano Página 3 de 3