Você está na página 1de 24

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS

| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska


OS: 0071/4/17-Gil OS: 0071/4/17-Gil

CÓDIGO DE
TRÂNSITO
BRASILEIRO PARA
CONCURSOS
Módulo Complementar

Profa. Karla Veruska

DETRAN/CE

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
1
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

CONCURSO: DETRAN/CE

1 – QUADRO DE COMPETÊNCIAS EM ASSUNTOS COMUNS................................................................02


2 – CONDUÇÃO DE CRIANÇAS..............................................................................................................03
3 – HABILITAÇÃO...................................................................................................................................05
4 – IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS......................................................................................................08
ÍNDICE:
5 – CLASSIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS......................................................................................................13
6 – ITENS OBRIGATÓRIOS.....................................................................................................................15
7 – PENALIDADES E MEDIDAS ADMINISTRATIVAS...............................................................................16
8 – EXERCÍCIOS......................................................................................................................................17

1. QUADRO DE COMPETÊNCIAS EM ASSUNTOS COMUNS


ÓRGÃO ART ASSUNTO NÚCLEOS
Aprova
CONTRAN Art 12 -XI Dispositivo de sinalização Complementa
Altera
Organiza
ÓRGÃO EXECUTIVO Elabora
MÁXIMO DE TRÂNSITO Art 19 -XIX Dispositivo de sinalização Complementa
(DENATRAN) Altera
Os MANUAIS
ÓRGÃO EXECUTIVO DE Implantar
RODOVIÁRIO: U, E,M,DF Art 21 -III Dispositivo de sinalização Manter
(DNITT, DER) Operar
Implantar
ÓRGÃO EXECUTIVO DE
Art 24 -III Dispositivo de sinalização Manter
TRÂNSITO: M
Operar
ÓRGÃO ART ASSUNTO NÚCLEOS
CONTRAN Art 12 -I Política nacional de trânsito Estabelecer diretrizes
ÓRGÃO EXECUTIVO Controlar
MÁXIMO DE TRÂNSITO Art 19 -II Política nacional de trânsito Fiscalizar
(DENATRAN) Executar
PRF Art 20 - VIII Política nacional de trânsito Implementar
ÓRGÃO EXECUTIVO DE
Art 21 -X Política nacional de trânsito Implementar
RODOVIÁRIO: U, E,M,DF
ÓRGÃO EXECUTIVO DE
Art 22 -XI Política nacional de trânsito Implementar
TRÂNSITO: E e DF
ÓRGÃO EXECUTIVO DE
Art 24 -XIV Política nacional de trânsito Implementar
TRÂNSITO: M
ÓRGÃO ART ASSUNTO NÚCLEOS
CONTRAN Art 12 -IV Responder às consultas Respondem
CETRANS/CONTRANDIFE Art 14 -III Responder às consultas Respondem
ÓRGÃO ART ASSUNTO NÚCLEOS
Zelar pela uniformidade e
CONTRAN Art 12 -VII Legislação e Normas
cumprimento
Cumprir
CETRANS/CONTRANDIFE Art 14 -I Legislação e Normas
Fazer cumprir
ÓRGÃO EXECUTIVO Cumprir
MÁXIMO DE TRÂNSITO Art 19 -I Legislação e Normas Fazer cumprir
(DENATRAN) Executar
Cumprir
PRF Art 20 - I Legislação e Normas
Fazer cumprir
ÓRGÃO EXECUTIVO DE Art 22 - I Legislação e Normas Cumprir
CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
2
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

TRÂNSITO: E,M,DF Fazer cumprir


ÓRGÃO EXECUTIVO DE Cumprir
Art 21 - I Legislação e Normas
RODOVIÁRIO: U, E,M,DF Fazer cumprir
ÓRGÃO EXECUTIVO DE Cumprir
Art 24 -I Legislação e Normas
TRÂNSITO: M Fazer cumprir

2. CONDUÇÃO DE CRIANÇAS

Segundo a Resolução 277/08 do Contran:

 As crianças com até um ano de idade deverão utilizar, obrigatoriamente, o dispositivo de retenção denominado "bebê
conforto ou conversível"

 As crianças com idade superior a um ano e inferior ou igual a quatro anos deverão utilizar, obrigatoriamente, o
dispositivo de retenção denominado "cadeirinha"

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
3
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

 As crianças com idade superior a quatro anos e inferior ou igual a sete anos e meio deverão utilizar o dispositivo de
retenção denominado "assento de elevação".

TRANSPORTE DE CRIANÇAS

Motocicleta Automóveis
A partir de 7 anos Menores de 10 anos no banco traseiro
+ Dispositivos de contenção:
Capaz de cuidar da sua própria Até 1 ano – bebê conforto ou reversível
segurança
Entre 1 e 4 anos – cadeirinha.
De 4 anos a 7 anos e meio – assentos de elevação.

EXCEÇÕES
 Quanto ao transporte de crianças de até 10 anos no banco dianteiro será permitido nos seguintes casos:
 Quantidade de crianças com idade inferior a dez anos exceder a capacidade de lotação do banco traseiro – a criança de
maior estatura utilizará o banco dianteiro.
 No caso de veículos que possuem somente banco dianteiro.
Em todos os casos é obrigatório o dispositivo de retenção conforme tabela acima.
No caso de Air bag no banco dianteiro, os dispositivos devem ser colocados no sentido da marcha e não poderá
possuir bandejas ou acessórios equivalentes e o banco deverá ser ajustado em sua última posição de recuo, exceto no caso
de indicação específica do fabricante do veículo

 Quanto ao uso dos dispositivos de retenção não será exigido para os veículos:
 com peso bruto total superior a 3,5t,
 os de transporte coletivo,
 táxi e
 escolares.
Infração de condução Penalidade Multa MA
Art. 168. Transportar crianças em veículo
automotor sem observância das normas de Multa; Gravíssima Retenção do veículo até que a
segurança especiais estabelecidas neste irregularidade seja sanada.
Código:

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
4
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

3. HABILITAÇÃO

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
5
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

EXAMES

Resolução CONTRAN Nº 168 DE 14/12/2004


Em vigor. Art. 29,30,31 e 32 revogados pela Resolução Contran nº 360/10 Alterada pelas Resoluções 169/05, 222/07,
285/08, 347/10, 409/12, 413/12, 422/12, 435/13, 455/13, 484/14, 493/14, 659/17
*Categoria C, D, E, inclui exame toxicolóxico na aquisição e renovação.
* Em casos profissionais há um curso específico 50 h/a.
 Transporte coletivo de passageiros
 Escolares
 Produtos perigosos
 Emergência
 Carga indivisível

Curso teórico 45 h/a


 Legislação
 Direção defensiva
 Primeiros socorros
 Noções de mecânica
 Meio ambiente

Curso Prático
Aquisição Acc – 20 h/a – 4 noturnas
A – 20 h/a – 4 noturnas
B – 25 h/a –5 noturnas

Inclusão Acc – 15 h/a – 3 noturnas


A – 15 h/a – 3 noturnas
B – 20 h/a –4 noturnas

RENOVAÇÃO
 5 anos até 65 anos
 3 anos- maiores de 65 anos
 Caso concreto – a depender da avaliação do perito.
Exames físico e mental
Psicológico para os de atividade remunerada

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
6
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

INSTRUTORES X EXAMINADORES

REQUISITOS PARA INSTRUTORES X EXAMINADORES


INSTRUTORES EXAMINADORES
1 ano + 1 ano
Vinculados DETRAN DETRAN
 21 ANOS  21 ANOS
 ENSIMO MÉDIO COMPLETO  ENSIMO SUPERIOR COMPLETO
 MÍNIMO 1 ANO  MÍNIMO 2 ANOS
 CNH NÃO TER SIDO CASSADA  CNH NÃO TER SIDO SUSPENSA OU CASSADA
 NÃO TER INFRAÇÃO GRAVE GRAVÍSSIMA  NÃO TER INFRAÇÃO GRAVE GRAVÍSSIMA (12 meses)
(60 dias)
 CURSO DE EXAMINADOR.
 CURSO ESPECÍFICO

PERMISSÃO PARA ESTRANGEIROS


ESTRANGEIRO habilitado lá + com acordo aqui 180 DIAS (EXAM PSICO + MÉDICO)
> 180 dias processo normal

ESTRANGEIRO habilitado lá - acordo aqui não pode dirigir aqui (EXAM PSICO + MÉDICO + direção defensiva)

ESTRANGEIRO não habilitado todos os exames

BRASILEIRO habilitado lá 6 meses


Ou maior que seis meses (psico + físico + teórico+prático)

RESUMO DAS INFRAÇÕES


Infração de condução Penalidade/multa/MA
Sem possuir Gravíssima
X3
Cassada ou suspensa Gravíssima
X2
Recolhe CNH
Categoria diferente Gravíssima
Vencida a mais de 30 dias Gravíssima
Recolhe CNH
Sem as adaptações Gravíssima
Sem portar Leve

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
7
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

4. CLASSIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
8
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

Classificação de veículos: quanto a Tração


1. Veículo automotor.
 Veículos que se deslocam por seus próprios meios
 Todo veículo a motor de propulsão (gasolina, GNV, diesel, álcool, elétrico, qualquer que seja o combustível)
 Utilizado para: transporte viário de pessoas e coisas
ou
tração viária de veículos utilizados para o transporte de pessoas e coisas.
 Veículos conectados a uma linha elétrica e que não circulam sobre trilhos (ônibus elétrico).

2. Veículo elétrico.
 Veículos que se deslocam por seus próprios meios
 Transitam sobre trilhos –Ex.: bonde (veículo de propulsão elétrica que se move sobre trilhos) que somente
existe na espécie passageiro.
Pode ser exigido o registro e licenciamento de veículos elétricos, assim como habilitação de seus condutores para
aqueles que transitarem em vias abertas a circulação.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
TREM NÃO É REGULAMENTADO PELO CTB por transitarem em vias próprias e não às abertas à circulação.

3. Reboque.
 Veículos que NÃO se deslocam por seus próprios meios
 Utilizam veículo automotor para tracioná-lo.
 É engatado atrás de um veículo automotor.
 A combinação formada chama-se veículo conjugado.

4. Semi-reboque.
 Veículos que NÃO se deslocam por seus próprios meios
 Utilizam veículo automotor para tracioná-lo.
 É apoiado atrás de um veículo automotor ou ligado através de articulação.
 A combinação formada chama-se veículo articulado.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
O REGISTRO E LICENCEAMENTO obrigatórios

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
9
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

5. Tração animal.
 São veículos que precisam de animais para deslocarem .
 Espécies definidas do CTB em seu ANEXO I:
carroça: veículo de tração animal destinado ao transporte de carga.
charrete: veículo de tração animal destinado ao transporte de pessoas.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
O REGISTRO E LICENCEAMENTO E AUTORIZAÇÃO PARA CONDUZIR ficam a cargo do órgão executivo de trânsito
do Município, após a elaboração de uma legislação municipal.

6. Propulsão humana.
 São veículos que precisam de pessoas para deslocarem.
 Espécies definidas do CTB em seu ANEXO I:
Bicicleta – veículo de propulsão humana, dotado de duas rodas, não sendo, para efeito do CTB, similar à
motocicleta, motoneta e ciclomotor.
Carro de mão – veículo de propulsão humana utilizado no transporte de pequenas cargas.
Ciclo – veículo de pelo menos duas rodas a propulsão humana.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
O REGISTRO E LICENCEAMENTO E AUTORIZAÇÃO PARA CONDUZIR ficam a cargo do órgão executivo de trânsito
do Município, após a elaboração de uma legislação municipal.

Classificação de veículos: quanto a Espécie.


1. Veículos de passageiro.
 Carroçaria do veículo para o transporte de pessoas e suas bagagens (pertences pessoais

Espécies definidas do CTB em seu ANEXO I:


Automóvel: veículo automotor destinado ao transporte de passageiros com capacidade para até oito pessoas,
exclusive o condutor.
Micro-ônibus: veículo automotor de transporte coletivo com capacidade para até vinte passageiros.
Ônibus: veículo automotor de transporte coletivo com capacidade para mais de vinte passageiros.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
A EXPRESSÃO “PASSAGEIRO” na definição de micro-ônibus e ônibus INCLUI o CONDUTOR.

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
10
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

2. Veículo de carga.
 Carroçaria do veículo para o transporte de carga (podendo transportar dois passageiros, exclusive o
condutor).
 Espécies definidas no CTB em seu ANEXO I(caminhonete) e Resolução 290/2008 do CONTRAN (caminhão):
Caminhonete: veículo destinado ao transporte de carga com peso bruto total de até três mil e quinhentos
quilogramas.
Caminhão: veículo automotor destinado ao transporte de carga, com PBT acima de 3.500 quilogramas,
podendo tracionar ou arrastar outro veículo, desde que tenha capacidade máxima de tração compatível.
Transporta dois passageiros, excluídos o condutor
Motocicleta e assemelhados: veículos de duas rodas utilizados para o transporte de carga, exceto o
ciclomotor , exclusivo no transporte de passageiros.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
*PBT: peso máximo de um veículo vazio (tara) + carga máxima (lotação).

*QUADRICICLO: Resolução 573/2015 do CONTRAN :


 possuem eixo dianteiro e traseiro,
 dotado de quatro rodas,
 com massa em ordem de marcha não superior a 400kg,
 ou 550kg no caso do veículo destinado ao transporte de cargas,
 e xcluída a massa das baterias no caso de veículos elétricos, cuja potência máxima do motor não seja
superior a 15kW.

I - o veículo automotor com estrutura mecânica similar às motocicletas


II - o veículo automotor elétrico com cabine fechada

*COM MASSA EM ORDEM DE MARCHA :

Peso do veículo + componentes e fluídos que o deixem em plena condição de operar (equipamentos, acessórios,
tanque de combustível cheio, cárter completo, água do sistema de arrefecimento e da lavagem de vidro no nível
máximo – (peso de passageiro ou carga)

3. Veículo misto.
 Carroçaria do veículo para o transporte SIMULTÂNEO de carga e passageiro.
 Transporta três passageiros, no mínimo, mais o condutor.
 Espécies definidas do CTB em seu ANEXO I:
Camioneta: veículo misto destinado ao transporte de passageiros e carga no mesmo compartimento.

Utilitário: veículo misto caracterizado pela versatilidade do seu uso, inclusive fora de estrada.
CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
11
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

4. Veículo de Coleção.
Resolução 56/1998 (alterada pela Resolução 127/2001) CONTRAN. REQUISITOS:
 Fabricado há mais de 30 anos
 Conserva suas características originais de fabricação
 Integrar uma coleção;
 Apresentar certificado de originalidade.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
*Registro: não sai de fábrica com essa classificação + iniciativa do proprietário +requisitos
O proprietário providencia um certificado de originalidade emitido por uma pessoa jurídica credenciada pelo
DENATRAN atestando que o veículo cumpre todos os requisitos para registrá-lo na nova espécie.
Resolução 291/2008, CONTRAN diz que: “as espécies ‘competição’ e ‘coleção’ devem ser registradas com o ‘tipo’
e ‘carroçarias’ originais do veículo”.

5. Veículo de competição.
Resolução 319/2009, CONTRAN.
 Veículos automotores, inclusive motocicletas, motonetas e ciclomotores, poderão ser registrados na espécie
competição.
 Dois modelos que devido à transformação sofrida não poderão transitar na via:
aqueles que sofreram alterações para ficarem mais potentes (só poderá circular nas vias públicas com licença
especial da autoridade de trânsito, em itinerário e horário fixados)
E
aqueles que foram construídos exclusivamente para competir (protótipos).
 Os veículos que sofreram alteração de potência

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
*Registro: não sai de fábrica com essa classificação + iniciativa do proprietário +requisitos
Resolução 291/2008, CONTRAN diz que: “as espécies ‘competição’ e ‘coleção’ devem ser registradas com o ‘tipo’
e ‘carroçarias’ originais do veículo”.

6. Veículo de Tração. 31
 Espécies definidas do CTB em seu ANEXO I:
Caminhão-trator: veículo automotor destinado a tracionar ou arrastar outro veículo,

Trator: veículo automotor construído para realizar trabalhos agrícolas, de construção e pavimentação e para
tracionar outros veículos e equipamentos. Ex: tratores de roda; aos tratores de esteira e aos tratores mistos

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
12
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

7. Veículo especial.
 Veículos que não se enquadram nas outras espécies citadas acima
 Na Resolução 291/2008 do CONTRAN, que dispõe sobre a concessão de código de marca/modelo/versão para
veículos, o que torna um veículo especial é a sua carroçaria. Exs:
Trio elétrico - TIPO: caminhão, ESPÉCIE: especial, CARROÇARIA: trio elétrico
Ambulância - TIPO: automóvel, ESPÉCIE: especial e CARROÇARIA: ambulância l.
Veículo de funeral - TIPO: automóvel, ESPÉCIE: especial e CARROÇARIA: funeral

 Resolução 291/2008 e Anexo I temos também mais dois veículos:


Trailer: reboque ou semi-reboque tipo casa, com duas, quatro, ou seis rodas, acoplado ou adaptado à
traseira de automóvel ou camionete, em geral utilizado como alojamento em atividades turísticas ou para
atividades comerciais.
Motor-casa (motor-home): veículo automotor, cuja carroçaria é fechada e destinada a alojamento, escritório,
comércio ou finalidades análogas.

Classificação de veículos: quanto a categoria.


Essa Característica é permanente e vem Anexado ao CRV (Certificado de Registro de Veículo)
1. Veículos Aprendizagem
2. Veículos Particulares
3. Veículos Aluguel
4. Veículos de Representações Diplomáticas
5. Veículos Oficiais

5. IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS

Cada veículo tem características pessoais registradas para uma correta e precisa identificação
quando no cometimento de crime ou de infrações de trânsito.
Meios de identificação:
1. VIN – numeração de individualização do veículo pelo fabricante;
2. PLACAS - elementos de identificação externa ;
3. PLAQUETAS - finalidade de informar aos embarcadores e transportadores a quantidade de carga possível de
ser transportada e facilitar a fiscalização;
4. FAIXAS;
1. VIN - Numeração do Chassi ou Monobloco.
Codificação composta de 17 dígitos (A ABNT- NBR 6066/ 1980 aprovada pela Resolução 24/98 do CONTRAN) = VIN
VIN – Vehicle Identification Number ou Número de Identificação do Veículo.
O fabricante, seja ele pessoa física (veículos artesanais) seja ele pessoa jurídica (montadoras) deve colocar o VIS tanto no
chassi (parte rígida do veículo sobre a qual deve ser colocada a carroçaria) ou no monobloco (veículo inteiriço).

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
13
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

WMI - World Manufacturer Identifier


Três primeiros dígitos são o Identificador Internacional do Fabricante.

VDS – Vehicle Descriptor Section ou Seção Descritiva do Veículo


do 4º ao 9º n´dígito e que fornece informações sobre as características gerais do veículo;

VIS – Vehicle Indicator Section ou Seção Indicadora do Veículo


Demais dígitos. É a identificação do veículo.
O VIS pode ser encontrado:
 I – Na coluna da porta dianteira lateral direita.
 II – No compartimento do motor.
 III – Em um dos para-brisas e em um dos vidros traseiros, quando existentes.
 IV – Em pelo menos dois vidros de cada lado do veículo, quando existentes, excetuados os quebra-ventos.

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
*Exceções para o VIS:
 - Os tratores.
 - Os veículos protótipos utilizados exclusivamente para competições esportivas.
 - E as viaturas militares operacionais das Forças Armadas que, em regra, não transitam na via.

2. PLACAS – Identificação externa para conferência de dados cadastrais.

AS PLACAS SÃO DIFERENCIADAS QUANTO AS CORES

Preto sobre fundo cinza - modelo Branco sobre fundo vermelho – Vermelho sobre fundo branco –
utilizado em carros particulares. transporte público e veículos de veículos de autoescolas.
aluguel (ônibus, táxis, etc.)

Preto sobre fundo branco – carros de Cinza sobre fundo preto – automóveis Branco sobre fundo verde – carros que
uso oficial (governo, polícia, de colecionadores (com mais de trinta precisam ser testados na rua.
bombeiros, etc.) anos e em excelente estado de
conservação e originalidade.

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
14
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

Branco sobre fundo azul - com ADM Branco sobre fundo azul com sigla do Dourado sobre fundo preto –
(Administrativo), CC (Corpo Consular), estado e cidade fabricante – carros das utilizados em carros oficiais de
CD (Corpo Diplomático), CMD (Chefe montadoras que ainda estão em fase prefeitos, presidentes de câmaras,
de Missão Diplomática exclusiva do de testes para ver seu desempenho – presidente de assembleia, presidente
Embaixador), OI (Organização rodam com a placa azul de tribunais. O fundo é preto e os
Internacional), no local do estado: caracteres alfanuméricos dourados. A
veículos de uso diplomático-consular. placa contém o Brasão da República.

Fonte: www.wtfnoticias.com.br

3. PLAQUETAS – Identificação da capacidade.


 Tara
 Peso Bruto Total
 Peso Bruto Combinado ou Capacidade máxima de tração.

4. FAIXAS – Identificação peculiar.


 Veículos escolares
 Veículos Auto escola

6. ÍTENS OBRIGATÓRIOS NOS VEÍCULOS

Resolução nº 14/98 - ÍTENS OBRIGATÓRIOS PARA OS AUTOMÓVEIS E ÔNIBUS ELÉTRICOS:


 Para-choques, dianteiro e traseiro;
 Protetores das rodas traseiras dos caminhões;
 Espelhos retrovisores, interno e externo;
 Limpador de para-brisa;
 Lavador de para-brisa;
 Pala interna de proteção contra o sol (para-sol) para o condutor;
 Faróis principais dianteiros de cor branca ou amarela;
 Luzes de posição dianteiras (faroletes) de cor branca ou amarela;
 Lanternas de posição traseiras de cor vermelha;
 Lanternas de freio de cor vermelha;
 Lanternas indicadoras de direção: dianteiras de cor âmbar e traseiras de cor âmbar ou vermelha;
 Lanterna de marcha à ré, de cor branca;
 Retrorrefletores (catadióptrico) traseiros, de cor vermelha;
 Lanterna de iluminação da placa traseira, de cor branca;
 Velocímetro;
CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
15
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

 Buzina;
 Freios de estacionamento e de serviço, com comandos independentes;
 Pneus que ofereçam condições mínimas de segurança;
 Dispositivo de sinalização luminosa ou refletora de emergência, independente do sistema de iluminação do veículo;
 Extintor de incêndio;
 Registrador instantâneo e inalterável de velocidade e tempo, nos veículos de transporte e condução de escolares, nos de
transporte de passageiros com mais de dez lugares e nos de carga com capacidade máxima de tração superior a 19 t;
 Cinto de segurança para TODOS os ocupantes do veículo;
 Dispositivo destinado ao controle de ruído do motor, naqueles dotados de motor a combustão;
 Roda sobressalente, compreendendo o aro e o pneu, com ou sem câmara de ar, conforme o caso;
 Macaco, compatível com o peso e carga do veículo;
 Chave de roda;
 Chave de fenda ou outra ferramenta apropriada para a remoção de calotas;
 Lanternas delimitadoras e lanternas laterais nos veículos de carga, quando suas dimensões assim o exigirem e;
 Cinto de segurança para a árvore de transmissão em veículos de transporte coletivo e carga.
 Equipamento Suplementar de Retenção, mais conhecido como AIR BAG foi incluído como item obrigatório pela Lei
Federal nº 11.910/09 e o Contran editou a Resolução nº 311/09 alterada pelas Resoluções 360/10 e 367/10) a qual define
o Air Bag e regulamenta a obrigatoriedade de sua existência na parte frontal de vários tipos de veículos nela
determinados.
 Bicicletas de aro maior que o de nº 20 são ítens obrigatórios a campanhia, a sinalização noturna dianteira, lateral e nos
pedais e o espelho retrovisor do lado esquerdo.

7. PENALIDADES X MEDIDAS ADMINISTRATIVAS

Infrações de Trânsito
O CTB conceitua infração de trânsito a inobservância de qualquer preceito nele estabelecido, da legislação
complementar ou das resoluções do Contran, sendo o infrator sujeito às penalidades e medidas administrativas indicadas em
cada uma das infrações.

PENALIDADES MEDIDAS ADMINISTRATIVAS


 sanções administrativas que o Poder Público  não constituem sanção, e sim, constrangimento de polícia,
competente usa quando da aplicação de seu poder posicionando ao lado da sanção, complementando-a.
de polícia.
 passíveis de serem aplicadas no momento da ocorrência da
 impostas após o devido processo legal. infração, em um ato de fiscalização
 Autoridade de Trânsito somente é quem aplica.  Autoridade de Trânsito ou seus Agentes aplicam.

PENALIDADES
A QUEM serão impostas as penalidades?
O CTB estabelece que as penalidades serão impostas:
 ao condutor;
 ao proprietário do veículo;
 ao embarcador e;
 ao transportador.

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
16
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

Art. 256. A autoridade de trânsito, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sua circunscrição,
deverá aplicar, às infrações nele previstas, as seguintes penalidades:
I - advertência por escrito;
II - multa;
III - suspensão do direito de dirigir;
IV - apreensão do veículo; (Revogado pela Lei nº 13.281, de 2016) (Vigência)
V - cassação da Carteira Nacional de Habilitação;
VI - cassação da Permissão para Dirigir;
VII - frequência obrigatória em curso de reciclagem.

MEDIDAS ADMINISTRATIVAS

MEDIDAS ADMINISTRATIVAS
Art. 269. A autoridade de trânsito ou seus agentes, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sua
circunscrição, deverá adotar as seguintes medidas administrativas:
I - retenção do veículo;
II - remoção do veículo;
III - recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação;
IV - recolhimento da Permissão para Dirigir;
V - recolhimento do Certificado de Registro;
VI - recolhimento do Certificado de Licenciamento Anual;
VII - (VETADO)
VIII - transbordo do excesso de carga;
IX - realização de teste de dosagem de alcoolemia ou perícia de substância entorpecente ou que determine dependência
física ou psíquica;
X - recolhimento de animais que se encontrem soltos nas vias e na faixa de domínio das vias de circulação, restituindo-os
aos seus proprietários, após o pagamento de multas e encargos devidos.
XI - realização de exames de aptidão física, mental, de legislação, de prática de primeiros socorros e de direção
veicular. (Incluído pela Lei nº 9.602, de 1998)

8. EXERCÍCIOS

 ABRA O OLHO!!!!!!!!
Observe a data das questões em alguns casos o gabarito atual pode ser outro, como exemplo quando trata das penalidades
que foi revogada mas ainda consta nas questões abaixo.

01. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] Às infrações, o CTB, no art. 256, estabelece as seguintes penalidades:

(A) advertência verbal, multa, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação, apreensão do veículo, cassação da Permissão
para Dirigir ou da Carteira Nacional de Habilitação, pontuação na Carteira Nacional de Habilitação.
(B) advertência verbal, multa, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação, apreensão do veículo, cassação da Permissão
para Dirigir ou da Carteira Nacional de Habilitação, prisão administrativa
(C) advertência por escrito, multa, suspensão do direito de dirigir, apreensão do veículo, cassação da Carteira Nacional de
Habilitação ou da Permissão para Dirigir, frequência obrigatória em curso de reciclagem.
CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
17
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

(D) advertência por escrito, multa, suspensão do direito de dirigir, apreensão do veículo, cassação da Permissão para Dirigir
ou da Carteira Nacional de Habilitação, remoção do veículo.
(E) multa, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação, apreensão do veículo, cassação da Permissão para Dirigir ou da
Carteira Nacional de Habilitação, frequência obrigatória em curso de reciclagem, prisão em flagrante.

02. [VUNESP–OFICIALDETRANSITO–DETRAN/SP–2014] Os órgãos ou entidades do Sistema Nacional de Trânsito


respondem por danos causados aos cidadãos, no âmbito de suas respectivas competências,

(A) subjetivamente, por ação, omissão ou erro na execução de suas ações.


(B) objetivamente, apenas por ação ou omissão em suas ações.
(C) subjetivamente, por ação ou omissão em suas ações.
(D) objetivamente, por ação, omissão ou erro na execução de suas ações.
(E) nem objetiva nem subjetivamente em suas ações.

03. [VUNESP–AGENTEDETRANSITO–DETRAN/SP–2014] De acordo com o art. 17 do CTB, são competências das JARIs:

(A) julgar recursos, solicitar informações das entidades executivas e rodoviárias de trânsito sobre recursos interpostos e
encaminhar informações sobre problemas isolados nas autuações.
(B) opinar sobre recursos, solicitar informações das entidades executivas e rodoviárias de trânsito sobre recursos
interpostos e encaminhar informações sobre problemas comuns às autuações.
(C) julgar recursos, solicitar informações das entidades executivas e rodoviárias de trânsito sobre recursos interpostos e
encaminhar informações sobre problemas recorrentes nas autuações.
(D) opinar sobre recursos, determinar providências às entidades executivas e rodoviárias e encaminhar informações sobre
problemas comuns às autuações.
(E) opinar sobre recursos, determinar providências às entidades executivas e rodoviárias e encaminhar informações sobre
problemas recorrentes nas autuações

[CESPE–AGENTEDETRÂNSITO–DETRAN/DF–2003]

04. Se dois veículos estiverem prestes a se cruzar em uma rotatória não-sinalizada, localizada em uma via urbana coletora, a
preferência de passagem será do veículo que estiver circulando pela rotatória.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

05. Os veículos precedidos por batedores têm prioridade de passagem e gozam de livre circulação, podendo atravessar
sinais vermelhos, desrespeitar faixas de pedestres e ultrapassar o limite de velocidade da via.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

06. [VUNESP – OFICIAL DE TRANSITO –DETRAN/SP–2014] Nos termos do art. 27 do C.T.B., antes de colocar o veículo em
circulação nas vias públicas, o condutor deverá verificar

(A) se o veículo está licenciado e se há combustível suficiente para chegar ao destino pretendido.
(B) apenas, a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório.
(C) a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório e se há combustível suficiente
para chegar ao destino pretendido.
(D) apenas, se há combustível suficiente para chegar ao destino pretendido.
(E) se o veículo está licenciado.

07. [CESPE-SEGURANÇA-MPU-2015] De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Lei n.º 9.503/1997, e as
resoluções do Conselho Nacional de Trânsito CONTRAN) julgue o item a seguir
Em efetiva prestação de serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme
sonoro e iluminação vermelha intermitente, os veículos de polícia gozam de livre circulação, estacionamento e parada e
têm prioridade de trânsito; contudo, mesmo em uma perseguição, a preferência de passagem na via e no cruzamento
deverá ocorrer com velocidade reduzida e com os devidos cuidados de segurança.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

08. [CESPE–MOTORISTA–TJ/AC-2012] Devem ter prevalência sobre os demais veículos os destinados à prestação de
socorro e policiamento, tais como veículos de polícia e ambulâncias, que gozam de livre circulação, estacionamento e

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
18
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

parada estando ou não em serviço de emergência, devendo estar devidamente identificados com alarme sonoro e luz
intermitente, a qual pode variar na cor, mas não em intensidade.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

09. [CESPE–ANALISTADESISTEMA–DETRAN-ES-2010] Os veículos policiais, quando em serviço ordinário de patrulhamento,


têm livre circulação e livre estacionamento e parada; e, em serviço de urgência e devidamente identificados por
dispositivos de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente, gozam de prioridade de trânsito.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

10. [CESPE–MOTORISTA–TJ/AC–2012) A conversão à esquerda em uma via com acostamento pode ocorrer de forma
direta, sem necessidade de parada, desde que as condições de visibilidade permitam a manobra com segurança e não
existam outros veículos trafegando em sentido contrário.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

11. [CESPE–POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL–PRF–2004] Em um cruzamento não-sinalizado de uma via coletora com uma
arterial, terá preferência de passagem o veículo que vier pela esquerda de um dos dois condutores envolvidos.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

12. [CESPE–MOTORISTA–TJ/AC–2012] A utilização da luz alta em uma via iluminada é recomendada para assegurar que os
pedestres percebam a existência do veículo a uma distância segura.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

13. [CESPE–SEGURANÇA–STJ–2015] Ao transitar por um túnel, ainda que a viagem seja realizada durante o dia e que o
túnel seja provido de iluminação, o condutor do veículo deverá manter os faróis acesos, utilizando luz baixa.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

14. [CESPE–POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL–PRF–2004] O condutor de um veículo automotor que estiver circulando pela
faixa central de uma via de três faixas, ao perceber que outro veículo à sua retaguarda tem o propósito de ultrapassá-lo,
deve deslocar-se para a faixa da direita, sem acelerar a marcha.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

15. [CESPE–MOTORISTA–TJ/AC–2012] Quando houver declive acentuado ou existindo obras ou trabalhadores na pista,
deve-se reduzir a velocidade. Entretanto, não é recomendável conduzir a uma velocidade inferior a 50% da
regulamentada, como forma de garantir a segurança de todos.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

16. [CESPE – ANALISTA DE SISTEMA–DETRAN/ES-2010] A fim de salvaguardar a integridade física das pessoas e evitar
acidentes, o embarque e o desembarque dos ocupantes de veículo devem ocorrer sempre pelo lado da calçada.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

17. [CESPE–TRANSPORTE–MPU–2010] A troca de luz baixa e alta, de forma intermitente e por curto período de tempo,
pode ser usada pelo condutor de veículo, com o objetivo de advertir outros condutores que circulam no sentido
contrário da presença de animais na pista.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

18. [CESPE–TRANSPORTE–MPU–2010] Considere que um motorista, às seis horas da manhã, acione repetidamente e de
forma prolongada a buzina de seu automóvel para chamar a atenção de um pedestre em situação de perigo. Nessa
situação, dada a situação de emergência, o motorista não comete infração de trânsito.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

19. [VUNESP–OFICIALDETRANSITO–DETRAN/SP–2014] De acordo com o art. 54 do C.T.B., os condutores de motocicletas,


motonetas e ciclomotores só poderão circular nas vias com capacete de segurança,

(A) segurando o guidom com as duas mãos e usando vestuário de proteção, apenas.
(B) segurando o guidom com pelo menos uma das mãos e usando vestuário de proteção, apenas.
(C) com viseira ou óculos protetores e segurando o guidom com pelo menos uma das mãos.
(D) com viseira ou óculos protetores, segurando o guidom com pelo menos uma das mãos e usando vestuário de proteção.

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
19
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

20. [FUNCAB– ASSINTENTE DE TRANSITO–DETRAN/SE–2009] Qual dos equipamentos abaixo, NÃO é obrigatório em um
veículo?

(A) Cinto de segurança, em veículo de passeio.


(B) Equipamento registrador instantâneo inalterável de velocidade e tempo em veículo de passeio.
(C) Encosto de cabeça, para todos os tipos de veículos automotores.
(D) Dispositivo destinado ao controle de emissão de gases poluentes e de ruído.
(E) Para as bicicletas, a campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, e espelho retrovisor do lado
esquerdo.

21. [VUNESP–AGENTEDETRANSITO–DETRAN/SP–2014] De acordo com o art. 96 do CTB, os veículos se classificam quanto

(A) à espécie, ao gênero e à finalidade.


(B) à tração, ao gênero e à espécie.
(C) ao gênero, à categoria e à finalidade.
(D) à tração, à espécie e à categoria.
(E) à espécie, à categoria e à finalidade.

22. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Com referência a conceitos e definições adotados pela legislação de trânsito brasileira,
julgue os itens subsequentes.
Praças são logradouros públicos; motonetas são motocicletas de baixa potência; caminhonete e camioneta são termos
sinônimos.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

23. [VUNESPE-OFICIAL-DETRAN/SP–2013] De acordo com o art. 54 do C.T.B., os condutores de motocicletas, motonetas e


ciclomotores só poderão circular nas vias com capacete de segurança,

(A) segurando o guidom com as duas mãos e usando vestuário de proteção, apenas.
(B) segurando o guidom com pelo menos uma das mãos e usando vestuário de proteção, apenas.
(C) com viseira ou óculos protetores e segurando o guidom com pelo menos uma das mãos.
(D) com viseira ou óculos protetores, segurando o guidom com pelo menos uma das mãos e usando vestuário de proteção.
(E) com viseira ou óculos protetores, segurando o guidom com as duas mãos e usando vestuário de proteção.

24. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Com referência a conceitos e definições adotados pela legislação de trânsito brasileira,
julgue os itens subsequentes.
Vias urbanas são estradas pavimentadas que cortam o perímetro urbano e vias rurais são estradas não pavimentadas
que cortam áreas rurais.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

25. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] As vias abertas à circulação, de acordo com sua utilização, classificam-se em:

(A) urbanas (trânsito rápido, coletora, servidão e local) e rurais (rodovias, estradas e arterial).
(B) urbanas (trânsito rápido, rodovias, estradas e passagens) e rurais (local, coletora e arterial).
(C) urbanas (trânsito rápido, arterial, coletora e local) e rurais (rodovias e estradas).
(D) urbanas (trânsito rápido, arterial, rodovias e coletora) e rurais (estradas, passagens e local).
(E) urbanas (trânsito rápido, arterial, passagens e coletora) e rurais (rodovias, estradas e locais).

26. [FUNCAB-DETRAN/PB–2013] O condutor deve manter acesas as luzes de posição do veículo:

(A) durante o dia, nos túneis providos de iluminação pública.


(B) para indicar a intenção de ultrapassar o veículo que segue à frente.
(C) em imobilizações ou situações de emergência
(D) à noite, quando o veículo estiver parado para fins de embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga de
mercadorias.
(E) nas vias não iluminadas.

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
20
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

27. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Com referência a conceitos e definições adotados pela legislação de trânsito brasileira,
julgue os itens subsequentes.
Se um agente de trânsito ordenar aos condutores dos veículos parados em frente a um semáforo com sinal vermelho
que desconsiderem a indicação do semáforo e sigam adiante, esses condutores não deverão obedecer a esse comando
porque a ordem de um agente de trânsito não pode prevalecer sobre a sinalização da via nem sobre as regras gerais de
trânsito.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

28. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece ordem de prevalência na sinalização.
Assinale a alternativa que expressa essa hierarquia.

(A) Sinais, normas, ordens do agente e semáforo.


(B) Normas, sinais, semáforo e ordens do agente.
(C) Normas, semáforo, sinais e ordens do agente.
(D) Ordens do agente, sinais, semáforo e normas.
(E) Ordens do agente, semáforo, sinais e normas.

29. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Aos candidatos aprovados em todos os exames de habilitação é conferida uma permissão para dirigir, com validade de
um ano, que permite ao seu titular dirigir apenas nas vias urbanas sob jurisdição do órgão executivo de trânsito que
emitiu o documento
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

30. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Embora possam votar, os analfabetos maiores de dezoito anos que sejam penalmente imputáveis não podem obter
permissão para dirigir.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

31. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Para realizar aulas práticas de direção veicular, é necessário obter aprovação em um curso teórico-técnico que inclua
noções de primeiros socorros e noções de mecânica básica de veículos.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

32. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Para que possa obter CNH, o titular de uma permissão para dirigir que cometer uma infração de natureza grave durante
a vigência da permissão terá de reiniciar todo o processo de habilitação.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso
33. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
A cópia da CNH autenticada por um cartório competente não serve como documento válido de habilitação, mesmo que
acompanhada por um documento original de identidade que tenha fé pública.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

34. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Um motorista devidamente habilitado para a condução de ônibus não está, necessariamente, habilitado para a
condução de caminhões de carga de pequenas dimensões.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

35. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] São requisitos para o candidato proceder à abertura do processo de habilitação:

(A) ser maior de 18 anos, saber ler e escrever e possuir documento de identidade.
(B) ser penalmente imputável, saber ler e escrever e possuir documento de identidade e CPF.
(C) ser maior de 18 anos, saber ler e escrever e possuir documento de identidade ou outro documento.
CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
21
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

(D) ser penalmente imputável e possuir documento de identidade e CPF.


(E) ser maior de 18 anos e possuir documento de identidade e CPF

36. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] Nos termos da resolução CONTRAN 425/2012, para primeira habilitação, no exame de
aptidão física e mental, são exigidos os seguintes procedimentos médicos:

(A) exame físico geral, exames específicos e exames neurológico e oftalmológico.


(B) anamnese, exame físico geral, exames específicos e exames complementares a critério médico.
(C) anamnese, exame físico geral, exames complementares a critério médico e exame oftalmológico isolado.
(D) exame físico geral e exames complementares a critério médico.
(E) exame físico geral, exames específicos, exames complementares a critério médico e exame neurológico isolado

37. CETAP-DETRAN/RR–2010] Relacione a Segunda Coluna de acordo com a Primeira e em seguida marque a alternativa
que apresenta a sequência correta

Coluna Segunda Coluna


I. Categoria A ( ) condutor de veículo motorizado, não abrangido pela categoria A, cujo peso bruto total não exceda
a três mil e quinhentos quilogramas e cuja lotação não exceda a oito lugares, excluído o do
motorista.
II. Categoria B ( ) condutor de veículo motorizado utilizado no transporte de passageiros, cuja lotação exceda a oito
lugares, excluído o do motorista.
III. Categoria C ( ) condutor de veículo motorizado utilizado em transporte de carga, cujo peso bruto total exceda a
três mil e quinhentos quilogramas.
IV. Categoria D ( ) condutor de veículo motorizado de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral.

(A) I, II, III, IV.


(B) IV, III, II, I.
(C) II, IV, III, I,
(D) I, IV, III, II.
(E) III, I, II, IV

38. [FUNCAB-DETRAN/PB–2013] Para habilitar-se nas categorias D e E, o condutor deve entre outros requisitos, estar
habilitado no mínimo há:

(A) um ano na categoria B, quando pretender a categoria D.


(B) um ano na categoria D, quando pretender a categoria E.
(C) um ano na categoria C, quando pretender a categoria E.
(D) dois anos na categoria B, quando pretender a categoria E.
(E) dois anos na categoria C, quando pretender a categoria E.

39. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca das infrações de trânsito, das penalidades a elas cominadas e da sua notificação,
julgue os itens que se seguem.
Dirigir com CNH cassada ou vencida constitui infração considerada gravíssima. Em ambos os casos, as penalidades
administrativas são idênticas.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

40. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] Às infrações, o CTB, no art. 256, estabelece as seguintes penalidades:

(A) advertência verbal, multa, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação, apreensão do veículo, cassação da Permissão
para Dirigir ou da Carteira Nacional de Habilitação, pontuação na Carteira Nacional de Habilitação.
(B) advertência verbal, multa, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação, apreensão do veículo, cassação da Permissão
para Dirigir ou da Carteira Nacional de Habilitação, prisão administrativa
(C) advertência por escrito, multa, suspensão do direito de dirigir, apreensão do veículo, cassação da Carteira Nacional de
Habilitação ou da Permissão para Dirigir, frequência obrigatória em curso de reciclagem.
(D) advertência por escrito, multa, suspensão do direito de dirigir, apreensão do veículo, cassação da Permissão para Dirigir
ou da Carteira Nacional de Habilitação, remoção do veículo.
(E) multa, suspensão da Carteira Nacional de Habilitação, apreensão do veículo, cassação da Permissão para Dirigir ou da
Carteira Nacional de Habilitação, frequência obrigatória em curso de reciclagem, prisão em flagrante.
CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
22
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

41. [UFMT - DETRAN/MT–2015] No Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estão previstas infrações de trânsito classificadas
de acordo com sua gravidade em leve, média, grave e gravíssima. Sobre o assunto, complete as frases com a correta
classificação da infração.

I- Dirigir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão para Dirigir constitui infração de natureza
__________________.
II - Dirigir veículo com Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão para Dirigir de categoria diferente da do veículo que
esteja conduzindo constitui infração de natureza __________________.
III - Dirigir sob influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência constitui
infração de natureza __________________.
IV - Usar o veículo para arremessar, sobre os pedestres ou veículos, água ou detritos, constitui infração de natureza
__________________.

Assinale a sequência que preenche correta e respectivamente as lacunas das assertivas.

(A) Grave, Grave, Gravíssima, Leve.


(B) Grave, Gravíssima, Grave, Média.
(C) Média, Grave, Gravíssima, Leve.
(D) Gravíssima, Gravíssima, Gravíssima, Média.

42. [CETAP-DETRAN/RR–2010] São medidas administrativas às infrações de trânsito previstas pelo Código de Trânsito
Brasileiro, EXCETO:

(A) retenção do veículo.


(B) remoção do veículo.
(C) leilão do veículo.
(D) recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação.

43. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Não constitui infração de trânsito o fato de um automóvel trafegar sem chaves de fenda, desde que contenha outro
instrumento adequado para a remoção de calotas.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

44. [CESPE-DETRAN/DF–2003] Acerca da habilitação para dirigir e do processo de habilitação, julgue os itens
subsequentes.
Aplicada uma penalidade pela autoridade de trânsito competente, o infrator deve ser notificado da aplicação. Se a
notificação não for recebida pelo infrator em decorrência da desatualização do endereço do proprietário do veículo
perante o órgão executivo de trânsito, ainda assim a notificação será considerada válida para todos os efeitos.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

45. [CETAP-DETRAN/RR–2010] Deverá constar no auto de infração, EXCETO:

(A) assinatura do infrator, sem a qual o auto será ineficaz.


(B) tipificação da infração.
(C) local, data e hora do cometimento da infração.
(D) caracteres da placa de identificação do veículo, sua marca e espécie, e outros elementos julgados necessários à sua
identificação.
(E) identificação do órgão ou entidade e da autoridade ou agente autuador ou equipamento que comprovar a infração.

CESPE-DETRAN/DF–2003] Júlia conduzia sua bicicleta pelo bordo direito de uma via coletora de mão dupla, seguindo
no sentido de circulação da via, quando foi ultrapassada pelo automóvel conduzido por Tibério. Considerando a
situação hipotética acima, julgue os itens seguintes.

46. Tibério teria cometido infração de trânsito se, durante a ultrapassagem, houvesse guardado apenas 60 cm de distância
lateral entre o seu automóvel e a bicicleta conduzida por Júlia.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
23
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220
LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PARA CONCURSOS
| Módulo Complementar – Profa. Karla Veruska
OS: 0071/4/17-Gil

47. Júlia conduzia sua bicicleta de maneira irregular, pois, para que o ciclista tenha a possibilidade de enxergar os veículos
que dele se aproximam, o CTB determina que os ciclistas devem conduzir-se sempre no sentido contrário ao do fluxo
dos veículos automotores.
(  ) Verdadeiro (  ) Falso

48. A velocidade mínima permitida pelo CTB nas vias é

(A) a metade da máxima estabelecida, independentemente das condições da via e do trânsito.


(B) a metade da máxima estabelecida, respeitadas as condições da via e do trânsito.
(C) 70% da máxima estabelecida, respeitadas as condições da via e do trânsito.
(D) 60% da máxima estabelecida, respeitadas as condições da via e do trânsito.
(E) 60% da máxima estabelecida.

49. [CESGRANRIO-DETRAN/AC–2009] Patrícia adquiriu veículo seminovo em 2009 e descobriu que o antigo proprietário
deixou de pagar o IPVA relativo ao ano de 2008. Neste caso, para obter o certificado de licenciamento anual do
veículo referente a 2009, Patrícia

(A) não precisa pagar nenhum IPVA, uma vez que o certificado de licenciamento anual não é documento de porte
obrigatório.
(B) não precisa pagar nenhum IPVA, visto que o pagamento de tributo não é condição para a obtenção do certificado de
licenciamento anual.
(C) deverá pagar apenas o IPVA de 2009, uma vez que as dívidas anteriores, relativas ao veículo, são de responsabilidade do
antigo proprietário, já que a transferência de propriedade foi comunicada no prazo legal.
(D) deverá pagar apenas o IPVA de 2008, uma vez que o licenciamento anual depende apenas da quitação de débitos
relativos aos exercícios anteriores.
(E) deverá pagar os IPVA de 2008 e 2009, uma vez que a responsabilidade por tais débitos é sempre do proprietário do
veículo.

50. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] De acordo com o art. 96 do CTB, os veículos se classificam quanto
(A) à espécie, ao gênero e à finalidade.
(B) à tração, ao gênero e à espécie.
(C) ao gênero, à categoria e à finalidade.
(D) à tração, à espécie e à categoria.
(E) à espécie, à categoria e à finalidade.

51. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] Quanto à espécie, um ônibus é um veículo


(A) de carga.
(B) de passageiro.
(C) especial.
(D) de tração.
(E) misto.

52. [VUNESP - DETRAN/SP–2013] Os sinais de trânsito, de acordo com o art. 87 do CTB, classificam-se em verticais,
horizontais,
(A) dispositivos auxiliares, luminosos, sonoros e gestos.
(B) dispositivos auxiliares, luminosos, sonoros e de orientação.
(C) luminosos, sonoros, gestos e de orientação.
(D) perpendiculares, dispositivos auxiliares, luminosos e sonoros.
(E) perpendiculares, luminosos, sonoros e gestos.

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
C B C C E C C E E E E E C E E E C E A B
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
D E E E C D E E E C C C C E B B C C E C
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52
D C C C A C E B E D B A

CURSO PRIME ALDEOTA – Rua Maria Tomásia, 22 – Aldeota – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208. 2222
24
CURSO PRIME CENTRO – Av. do Imperador, 1068 – Centro – Fortaleza/CE – Fone: (85) 3208.2220