Você está na página 1de 1

Caso prático n.

º 3

Tributos e princípio da legalidade

Visando aproveitar o crescente afluxo de turistas ao país, o Governo cria, através de decreto-lei
simples, uma “Taxa sobre Turismo de Luxo”, que incide sobre o preço das refeições e das
estadias, respetivamente, em restaurantes e estabelecimentos hoteleiros de luxo.
Poucos dias depois, uma Portaria:

i) define os critérios para a classificação de restaurantes e estabelecimentos hoteleiros como “de


luxo”, para efeitos da “Taxa sobre Turismo de Luxo”; e

ii) isenta da aludida taxa as refeições em restaurantes que se revistam de “manifesto interesse para
a preservação do património gastronómico português”.