Você está na página 1de 21

Simulação de escoamento de fluido

em um duto circular, que entra com


grau de sub resfriamento de 2 °C
referente a Tsat, com fluxo mássico G,
e com condição de contorno dada
pelo fluxo de calor na parede ϕ
VÍTOR JOSÉ JERÔNIMO DE MORAES
CRITÉRIOS INICIAIS

 T_sat=120°C
 G=250kg/m²s
 ϕ=20kW/m²
 T_sat-T_li=2°C, com T_li=118°C
 temperatura constante em toda seção do tubo
 supersaturação necessária para ebulição nula
REGIÃO SUBRESFRIADA

𝐺𝑐𝑝𝑙 𝑑
 𝑧𝑠𝑐 = 𝑇𝑠𝑎𝑡 − 𝑇𝑙𝑖 , eq. (5.3) do livro
4𝜙

 𝐶𝑝𝑙 = 𝐶𝑝𝑙 𝑇𝑖 , 𝑃𝑠𝑎𝑡 , 𝑃𝑠𝑎𝑡 = 𝑃𝑠𝑎𝑡 𝑇𝑠𝑎𝑡

𝑃𝑠𝑎𝑡 197542 𝑃𝑎

𝐶𝑝𝑙 𝑘𝐽
4,245
𝑘𝑔. 𝐾

𝑧𝑠𝑐 159,2 𝑚𝑚
REGIÃO SUBRESFRIADA

𝑑𝑃 ΔP 𝑑𝑃
 = 𝑐𝑡𝑒 = → ΔP = 𝑃𝑠𝑎𝑡 − 𝑃𝑖 = ∗ Δ𝑧𝑆𝐶
𝑑𝑧 Δ𝑧 𝑑𝑧
𝑑𝑃
 → 𝑃𝑖 = 𝑃𝑠𝑎𝑡 − ∗ Δ𝑧𝑆𝐶
𝑑𝑧 𝑖
𝜌𝑙 𝑢𝑙𝑖 𝑑 𝑚ሶ 𝜌𝑄
 𝑅𝑒𝑙𝑖 = 𝑒 𝐺= = = 𝜌𝑢
𝜇𝑙 𝐴 𝐴
𝐺𝑑 𝐺
 → 𝑅𝑒𝑙𝑖 = 𝑒 𝑢𝑙𝑖 = 𝜌
𝜇𝑙 𝑙
REGIÃO SUBRESFRIADA

𝜇𝑙 2,367 ∗ 10−4 𝑘𝑔 ⁄ 𝑚𝑠

𝜌𝑙 944,9𝑘𝑔/𝑚3

𝑅𝑒𝑙𝑖 6337

𝑓𝑙𝑖 0,007987

𝑑𝑃 −9445 𝑃𝑎ൗ𝑚
𝑑𝑧 𝑖

𝑃𝑖 199045 𝑃𝑎
REGIÃO DE SATURAÇÃO
Título e Comprimento para x=1
4𝜙
 𝑥 𝑧 = 𝑑𝐺𝑖 𝑧 − 𝑧𝑠𝑐
𝑙𝑔

 análise previa considerando o calor de vaporização constante e


igual a seu valor em z=z_SC

𝑖𝑙𝑔 = 𝑖𝑙𝑔 𝑧𝑆𝐶 2,203𝐸 + 06 𝐽/𝑘𝑔

𝑧(𝑥 = 1) 41,465 𝑚
REGIÃO DE SATURAÇÃO
Método Iterativo
𝑑𝑃 ΔP 𝑃𝑖−1 −𝑃𝑖 𝑑𝑃
 ቃ = = → 𝑃𝑖 = 𝑃𝑖−1 − 𝑑𝑧 ቃ
𝑑𝑧 𝑖−1 Δz 𝑑𝑧 𝑖−1
𝑑𝑃 𝑑𝑃 𝑑𝑃 𝑑𝑃
 = + +
𝑑𝑧 𝑑𝑧 𝑔𝑟𝑎𝑣𝑖𝑡𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙 𝑑𝑧 𝑓𝑟𝑖𝑐𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙 𝑑𝑧 𝑎𝑐𝑒𝑙𝑒𝑟𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙

𝑑𝑃
 = 𝛼𝜌𝑣 + 1 − 𝛼 𝜌𝑙 𝑔
𝑑𝑧 𝑔𝑟𝑎𝑣𝑖𝑡𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙
REGIÃO DE SATURAÇÃO
Perda de Carga - parcela friccional, Zhang et al. (2010)
𝑑𝑃 𝑑𝑃 𝑑𝑃
 = Φ𝑙2 𝑜𝑢 Φ𝑣2
𝑑𝑧 𝑓𝑟𝑖𝑐𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙 𝑑𝑧 𝑙 𝑑𝑧 𝑣

𝑑𝑃 𝜌𝑖 𝑗𝑖2 𝑐𝑖 𝜌𝑖 𝑗𝑖 𝑑 𝐺 𝑥𝑣 = 𝑥
 = 2𝑓𝑖 , 𝑓𝑖 = 𝑚𝑖 , 𝑅𝑒𝑖 = , 𝑗𝑖 = 𝑥, ቊ𝑥 = 1 − 𝑥
𝑑𝑧 𝑖 𝑑 𝑅𝑒𝑖 𝜇𝑖 𝜌𝑖 𝑖 𝑙

𝑠𝑒 𝑅𝑒𝑖 < 2000 → 𝑐𝑖 = 16 𝑒 𝑚𝑖 = 1


 ቊ
𝑠𝑒 𝑅𝑒𝑖 ≥ 2000 → 𝑐𝑖 = 0.046 𝑒 𝑚𝑖 = 0.2
𝐶 1
 Φ𝑙2 = 1 + 𝑋෠ + 𝑋෠ 2 𝑒 Φ𝑣2 = 1 + 𝐶 𝑋෠ + 𝑋෠ 2

𝑑𝑃
𝑑𝑧 𝑙 −
0.358 1 𝜎
𝑋෠ = , 𝐶 = 21 1 − 𝑒 𝐿𝑎 ∗ , 𝐿𝑎 =∗
𝑑𝑃 𝑑 𝑔 𝜌𝑙 − 𝜌𝑣
𝑑𝑧 𝑣
REGIÃO DE SATURAÇÃO
Perda de Carga - parcela aceleracional, Zhang et al. (2010)

𝑑𝑃 𝑑 𝑥 2 1−𝑥 2
 = 𝐺 2 𝛼𝜌 +
𝑑𝑧 𝑎𝑐𝑒𝑙𝑒𝑟𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙 𝑑𝑧 𝑣 1−𝛼 𝜌𝑙

𝑑𝑃 Δ𝑃 𝐺2 𝑥2 1−𝑥 2
 = = Δ + =
𝑑𝑧 𝑎,𝑖 𝑑𝑧 𝑎,𝑖 𝑑𝑧 𝛼𝜌𝑣 1−𝛼 𝜌𝑙

𝐺2 𝑥2 1−𝑥 2 𝑥2 1−𝑥 2
+ − +
𝑑𝑧 𝛼𝜌𝑣 1−𝛼 𝜌𝑙 𝑖 𝛼𝜌𝑣 1−𝛼 𝜌𝑙 𝑖−1
REGIÃO DE SATURAÇÃO
Fração De Vazio- Método Da Mínima Energia Cinética
Desenvolvido Por Kanizawa E Ribatski (2016)
1
𝛼 = 1 1 2
𝑘𝑙 3 𝜌𝑣 3 1−𝑥 3
1+
𝑘𝑣 𝜌𝑙 𝑥
1
𝑘𝑙 𝜇 −1,334
3 −0,222 𝑙
 = 14.549 ∗ 𝑊𝑒𝑚
𝑘𝑣 𝜇𝑣
𝐺 2𝑑
 𝑊𝑒𝑚 =
𝜌𝑙 −𝜌𝑣 𝜎
REGIÃO DE SATURAÇÃO
COEFICIENTE DE TRANSFERÊNCIA DE CALOR

 C𝑜𝑟𝑟𝑒𝑙𝑎çã𝑜 𝑑𝑒 𝐺𝑢𝑛𝑔𝑜𝑟-𝑊𝑖𝑛𝑡𝑒𝑟𝑡𝑜𝑛
 ℎ𝑇𝑃 = 𝐸ℎ𝑐 + 𝑆ℎ𝑁𝑐𝐵
0.8 0.4 𝑘𝑇𝑃
 ℎ𝑐 = 0.023 𝑅𝑒𝑇𝑃 Pr𝑇𝑃 𝑑
𝜇𝑙 𝑐𝑝,𝑙 𝑃𝑟𝑇𝑃 +1 0.444
 Pr𝑇𝑃 = , 0.8
𝑅𝑒𝑇𝑃 = 𝑅𝑒𝑙0.8 𝐹, 𝐹= Φ𝑙2
𝑘𝑙 2

 ℎ𝑁𝑐𝐵 = 55𝑃𝑟0,12 −0,4343 ln 𝑃𝑟 −0,55


𝑀−0,5 Φ0,67
1,16 1 0,86 Φ
 𝐸 = 1 + 24.000𝐵𝑜 + 1,37 , 𝐵𝑜 = 𝐺𝑖
𝑋෠ 𝑙𝑔

2 1,17 −1
 𝑆 = 1 + 0,00000115𝐸 𝑅𝑒𝑙
REGIÃO DE SATURAÇÃO
PADRÃO DE ESCOAMENTO
REGIÃO DE SATURAÇÃO
PADRÃO DE ESCOAMENTO
 Critério de Transição de escoamento bolhas para bolhas
dispersas
1
1,15 𝑔 𝜌𝑙 −𝜌𝑣 𝜎 4
 − 1−𝑥 𝑥 =𝐺
−3 𝜌𝑙2
𝜌𝑙 𝜌𝑣

 Critério de Transição de escoamento bolhas dispersas para


pistonado
1
1 1,12
4 𝜎 0,1 𝑑0,48
 1−𝑥 𝑥 𝜌𝑙 − 𝜌𝑣 𝑔 2
=𝐺
+ 𝜌𝑙0,52 𝜇𝑙0,08
𝜌𝑙 𝜌𝑣

 Critério de Transição de escoamento pistonado para anular


3.09 4
 𝜎𝑔 𝜌𝑙 − 𝜌𝑣 𝜌𝑣2 = 𝐺
𝑥
 Critério para a nucleação de bolhas
2𝜎𝑇𝑠𝑎𝑡 ℎ𝑙
 Φ ≥ Φ𝑂𝑁𝐵 = , Com 𝑟 = 0,3 ∗ 10^ − 6 𝑚.
𝑟𝜌𝑔 𝑖𝑙𝑔
RESULTADOS
Perfil de Pressão [Pa]
RESULTADOS
Perfil de Título [em azul] e Fração de Vazio [em preto].
RESULTADOS
Critério de Transição de Padrão de Escoamento em Kg/m²s

 Bolhas para Bolhas


Dispersas [Vermelho]
 Bolhas Dispersas para
Pistonado [azul]
 Pistonado para Anular
[Preto]
RESULTADOS
Critério para Nucleação de Bolhas em W/m²
RESULTADOS
Evolução do coeficiente de transferência de calor

 ℎ𝑇𝑃 [preto], ℎ𝑐 [vermelho] e ℎ𝑁𝑐𝐵 [azul]


RESULTADOS
Parcelas da perda de Carga em Pa/m

 friccional [azul], aceleracional [preto] e gravitacional [Vermelho]


RESULTADOS
Parcelas da perda de carga aceleracional

 total [preto], da fase gasosa [vermelho], da fase líquida [azul]


Simulação de escoamento de fluido
em um duto circular, que entra com
grau de sub resfriamento de 2 °C
referente a Tsat, com fluxo mássico G,
e com condição de contorno dada
pelo fluxo de calor na parede ϕ
VÍTOR JOSÉ JERÔNIMO DE MORAES