Você está na página 1de 27

MEDICINA LEGAL

E PSICOLOGIA FORENSE
MEDICINA LEGAL
Definição
"É a aplicação dos conhecimentos
médicos aos problemas judiciais"
(Nerio Rojas).

"A arte de pôr os conceitos médicos a


serviço da administração da Justiça
(Lacassagne).
"A aplicação de conhecimentos
científicos e misteres da Justiça"
(Afrânio Peixoto).

"A Aplicação dos conhecimentos


médico-biológicos na elaboração e
execução das leis que deles carecem"
(Flamínio Fávero).
Conhecimentos médicos e
paramédicos
Acidente com avião da TAM
Conhecimentos médicos
especificamente relacionados

 Patologia,
 Fisiologia,
 Traumatologia,
 Psiquiatria,
 Microbiologia e Parasitologia,
 Radiologia,
 Uro-ginecologia,
 Anatomia Patológica,
 Todas as especialidades médicas e
biológicas, bem como o Direito
O perito médico-legal há de possuir:

 Amplos conhecimentos de Medicina,


 Dos diversos ramos do Direito e das ciências
em geral
 O perito deve ser indispensável educação
médico-legal, conhecimento da legislação
que rege a matéria, noção clara da maneira
como deverá responder aos quesitos, prática
na redação dos laudos periciais.

"o laudo pericial, muitas vezes, é o prefácio de


uma sentença". Hélio Gomes
O perito médico-legal há de ter:

uma conceituação universalista dos


seres humanos,
auxiliar, por sua cultura, indispensável
que é da Justiça,
herói anônimo capaz de deslindar
crimes indecifráveis através de
paciente
e penoso trabalho só conhecido das
autoridades policial-judiciárias.
A Medicina Legal serve mais ao Direito:
1. Visando defender os interesses dos homens e
da sociedade, do que à Medicina.
2. A designação legal emprestada a essa ciência
indica que ela se serve, no cumprimento de
sua nobre missão, também das ciências
jurídicas e sociais, com as quais guarda,
portanto, íntimas relações.
3. É a Medicina e o Direito complementando-se
mutuamente, sem engalfinhamentos.
Perícia Legal
Sobre pessoas podem visar:

 Determinar a identidade
 Diagnosticar doença ou deficiência
mental
 Afirmar ou negar simulação da loucura

 Diagnosticar doença venérea


Diagnosticar gravidez
Diagnosticar lesão corporal
Diagnosticar personalidades
psicopáticas
Afirmar ou negar conjunção carnal

Útero gravídico
Sobre o cadáver podem visar:
 Diagnosticar a realidade da morte
 Determinar a causa jurídica da morte
 Determinar a data da morte
Diferençar lesões corporais intra-vitam e
post-mortem
Realizar exame toxicológico das
vísceras do cadáver
Proceder à exumação
Sobre coisas:
 Panos
 Roupas
 Instrumentos vários manchados de sangue,
de leite, de líquido aminiótico, de induto fetal,
massa cerebral, saliva, fezes, urina, pus
blenorrágico, de colostro, entre outros
Pelos
Armas
Vidros contendo líquidos
Superfícies lisas (impressões
digitais)
Aplicações médico legais: 4 formas
1) Exame médico-legal
2) Necroscopia
3) Exumação
4) Exames de laboratório
Peritos
Definição

 É todo técnico que, designado pela justiça,


recebe o encargo de a esclarecer num
processo

 Peritos de várias especialidades

- Na testemunha (credibilidade)
- No cível (danos físicos ou mentais)
- Não acusa nem defende
O perito deve ter:

 Ciência
 Consciência

 Técnica
A medicina legal se desdobra em
10 partes:
1- Antropologia forense: identidade e a
identificação médico legal (idade; sexo; raça,
altura, etc) e judiciária (antropometria e
dactiloscopia)

2- Psicologia forense: psicologia normal e


patológica (limites e modificadores da
responsabilidade e da capacidade, doenças
mentais, periculosidades e Medicina Legal
das Prisões)
3- Psicologia Judiciária: formação,
conservação, reprodução e deformação
do testemunho (psicologia experimental,
depoimentos dos menores, dos velhos,
dos psicopatas, dos emocionados, das
mulheres) confissão, a acareação, os
tipos de testemunhas, julgamento
público ou coletivo, a fadiga de juízes e
jurados e perícia de credibilidade.
4- Sexologia Forense: subdividida em:
- Erotologia

- Himeneologia

- Obstetrícia

5- Traumatologia Forense: lesões


corporais, a infortunística, acidentes
de trabalho e as doenças profissionais
6- Asfixiologia: asfixias (por gases,
enforcamento, estrangulamento, afogamento,
sufocação)

7- Toxicologia: envenenamentos (dados


laboratoriais utilizados nas pesquisas médicas)

8- Tanatologia: estuda a morte. Eutanásia. Morte


real e aparente, a súbita e a agônica. Aprecia a
causa jurídica da morte (homicídio, suicídio e
morte acidental). Necroscopia,
embalsamamento, transformações
cadavéricas, exumação e cremação.
9- Policiologia: Estuda os processos
científicos nas investigações policiais

10- Jurisprudência Médico-Legal:


Estuda as decisões dos juízes
tribunais aos assuntos médico-
forenses.