Você está na página 1de 3

CORPUS CHRISTI – POR QUE COMEMORAR OXOSSI?

No Corpus Christi, na religião católica, ocorre uma procissão na segunda QUINTA-FEIRA depois
de Pentecostes ou, também chamado, domingo de Pentecostes.

A escolha da quinta-feira, segundo os historiadores, deve-se ao fato de ter acontecido neste dia,
à última Ceia de Cristo.

A procissão, na idade média, chegou a ter maior representação que o próprio natal, pois naquele
momento, segundo os católicos, se comemorava o Corpo de Cristo.

Mas onde se quer chegar com esta já extensa demonstração histórica da comemoração de
Corpus Christi?!

Somos do candomblé; o que temos com isso?

Por que utilizamos esta data, unicamente de comemoração católica para comemorar, também
um deus nosso?

SERIA UM EFEITO DO TÃO MALFADADO E REPUDIADO SINCRETISMO?

O que tem a cerimônia católica de Corpus Christi com o Orixa Oxossi?

É SINCRETISMO RELIGIOSO.

As bases da comemoração católica de Corpus Christi, são a EUCARISTIA e a CEIA DO SENHOR.

O que fizeram na tal ceia? ALIMENTARAM-SE.

Jesus Cristo dividiu o pão e o vinho - a carne e o sangue.

Quando aconteceu? Numa quinta-feira.

Por que?

Porque foi o dia, segundo os historiadores, que aconteceu a última ceia de Cristo.

QUINTA-FEIRA - DIA QUE DEVOTAMOS A OXOSSI - DIA QUE LHE DAMOS SUAS OFERENDAS E
ALIMENTOS VOTIVOS.

Seria, realmente, uma coincidência?!

Além do mais, nesta época, no hemisfério norte, onde começou esta comemoração de Corpus
Christi em forma de procissão, tambem se iniciava a estação da primavera.

E o que é a primavera e o que ela representa para a natureza?

O renascimento, o brotar ; o replantio; a vida nova; a fartura, o alimento.


O que representa Oxossi na mitologia candomblecista? - Alimento, caça, vida, renascimento,
ressurgimento, o novo, o reinicio, o recomeço, a fartura, a luta diária pelo alimento, aliança da
vida, enfim, o nascer.

Nós, candomblecistas, comemoramos o nosso Rei Oxossi nesta data católica, em Corpus Christi,
PELO SINCRETISMO EXISTENTE ENTRE AS TRADIÇÕES E PELA SIMBOLOGIA QUE ESTA DATA
POSSUI PARA O CATÓLICOS ASSIM COMO O SEU SIGNIFICADO E ISTO TER, INTEIRAMENTE
LIGAÇÃO COM A SIMBOLOGIA E SIGNIFICÂNCIA DO NOSSO REI OXOSSI.

Portanto, comemoramos e louvamos Oxossi, na data de Corpus Christi, por uma utilização
sincrética de dados históricos.

Mas o porquê dessa coincidência de datas?

Para alguns, é que, como Corpus Christi era um dia bem solene para os católicos, os africanos e
seus descendentes escravizados encontravam maior facilidade para saudar o orixá caçador
diante de uma folga na data, um feriado, em que era recomendado o recolhimento e no dia em
que tinham folga de seus trabalhos.

Na procissão de Corpus Christi em tempos coloniais, o andor de São Jorge, com quem Oxossi foi
sincretizado na Bahia diante do encontro entre catolicismo e candomblé, vinha à frente da
procissão que sempre foi cercada de muita solenidade na capital baiana.

De todo modo, o que podemos notar é que, com coincidências divinais, propositais, ou
impensadas, a comemoração da festa de Oxossi no Corpus Christi é INTEIRAMENTE ligada a UM
RITUAL SINCRÉTICO, que na época da escravidão e até muito recentemente serviu para manter
vivo e perpetuar a tradição do Candomblé em tempos remotos de perseguição e proibição de
cultos africanos no territorio do Brasil.

Em Salvador, no dia de Corpus Christi, é realizada uma missa, chamada de missa de Odé, com a
participação das Iyalorisás do candomblé da Casa Branca do Engenho Velho da Federação.

Da mesma forma que se comemoram Oxalá e suas Águas em janeiro (mes do Senhor do Bonfim
e da lavagem da Igreja), Yemanjá em Fevereiro (mês devotado a Nossa Senhora dos Navegantes);
Ògún no mês de Abril (mês devotado a São Jorge); Oxum no mês de Maio (mês devotado as
mães); Xango em Junho (mês devotado a São João e São Pedro); Omolú em Agosto (mês
devotado a São Lázaro, São Roque); Oxumare em Setembro (mês devotado a São Bartolomeu);
Oya e Oxum em dezembro (mês devotado a Santa Bárbara e Nossa Senhora da Conceição).

Querem plantar e defender o repúdio ao sincretismo?

TOQUEM SEUS OLUBAJÉS EM FEVEREIRO, MARÇO, ABRIL, MAIO....

Que venha Corpus Christi.

Uma data católica onde muitos Terreiros Matriz -Tradicionais, louvam o Rei Oxossi, com um
compassado aguere, abadô, axoxô, feijão fradinho torrado, frutas, aluá, e uma chuva de quilos e
quilos e quilos de milho cozido, onde cada um daquele milho derramado sobre o teto e sobre a
casa, seja de paz e de fartura de amor, prosperidade e lutas sempre com vitórias!