Você está na página 1de 42

Por: Prof.

Pedro Donoso 1
Finalidades e Objetivos

• Justificar a necessidade das fontes c.c. de alimentação;

• Estudar cada elemento para construir a fonte de


alimentação

• Oferecer soluções para implementá-las,


Identificando a mais adequadas para cada caso;

• Dar condições ao estudante para projetar uma fonte


de alimentação.

2
Sumário
1. INTRODUÇÃO

2. CIRCUITOS RETIFICADORES

3. FILTRO DA TENSÃO RETIFICADA


3.1. Filtro por indutor
3.2. Filtro por indutor e capacitor
3.3. Filtro por capacitor

4. REGULAÇÃO DA TENSÃO
4.1. Circuitos reguladores em malha aberta
4.2. Circuitos reguladores em malha fechada
4.2.1. Circuito limitador de corrente
4.2.2. Reguladores ajustáveis de múltiplos terminais
4.3. Reguladores de tensão integrados
4.3.1. Reguladores de tensão fixa positiva
4.3.2. Reguladores de tensão fixa negativa

3
INTRODUÇÃO
 Alimentação de equipamentos eletrônicos.
• Tensão continua (5V, 10V, 12V, 15V...)

 Uso de baterias.
• Pouca autonomia e custo elevado.

 Rede elétrica.
• Fonte primaria de uso mais frequênte.
• Obter tensão continua a partir de tensão da rede.

Filtro
VCA Retificador Regulador VCC
Passivo

Transformador Carga
eletrônica

4
TRANSFORMADOR + RETIFICADOR
 Converte a tensão CA numa tensão com valor médio não nulo.
• Retificadores.
• Escolha de transformador associada ao retificador.

Transformador Varias possibilidades.


• Primário – Secundário.
• Tomada media no secundário.
i1 i2

Comportamento ideal.
v1 N1 N2 v2
N
v2  2 v1
N1
N
Abaixador.
i2  1  i1
N2
• Determinar N1 : N2.
N2 v2

v1 N1 Isolamento galvânico.
Transformador
N2
v2
• Proteção do usuário.

5
TRANSFORMADOR + RETIFICADOR
Ratificadores
N2 v2

v1 N1

N2

v1 v2
v1
N1 : N2 V
v1 v2

t
N1 : N2
v1 v2
N2
V V
v1 N1

V
t t
v2
t N2
V
v2 N1
N2
N1
V
t Revisar as estruturas
no livro do SEDRA.
t

6
TRANSFORMADOR + RETIFICADOR 1
𝜋 2
1 𝑉𝑃
Retificadores 𝑣2𝑒𝑓 = 𝑉𝑃 𝑠𝑒𝑛 𝜔𝑡 2𝑑 𝜔𝑡 = = 0,5𝑉𝑃
2𝜋 0 2

Qualidade da tensão de saída. 𝑣 = 𝑣 = 2 𝜋


𝑉𝑃 𝑠𝑒𝑛 𝜔𝑡 𝑑 𝜔𝑡 =
𝑉𝑃
= 0,318 𝑉𝑃
𝑐𝑐
• Valor médio 𝜋 0 𝜋
• Tensão de ripple
vef2  v 2
v    vt  dt
1 T
r
T T 0 v
V
𝑉 𝑉𝑃 r = 1,21
𝑣= =
𝜋 𝜋
t
T

V
2. 𝑉 2 ∙ 𝑉𝑃
𝑣= = r = 0,48
𝜋 𝜋

t
7
FILTRO DE TENSÃO RETIFICADA
 Reduzir a ondulação da tensão.

 Análises aplicando o principio de superposição.


• Asegurar comportamiento linear.

Transformador
+
Rectificador
8
FILTRADO DE LA TENSIÓN
 Reduzir a tensão de ondulação.
RECTIFICADA
 Análises aplicando o principio de superposição.
• Assegurar o comportamento linear.
• Permitir que a componente contínua chegue à carga.
• Deixar fora a componente alterna.

Transformador
+
Retificador
9
FILTRO DA TENSÃO RETIFICADA
Filtro por INDUTOR
iL

L
Rectificador ve RL

ZL = 0 ZL = 2··f·L

Escolha do
valor de L.
vi(cc) RL vi(ca) RL

• ZL(ca) >> RL.


• iL > 0.
2. 𝑉𝑝 2𝑉𝑝 4𝑉𝑝
𝑣 = 𝑣𝑖(𝑐𝑐) = 𝑣𝑖(𝑐𝑎) = − cos 2𝜔𝑡 − cos 4𝜔𝑡 + ⋯ … .
𝜋 3𝜋 15𝜋

10
FILTRO DA TENSÃO RETIFICADA
Filtro por INDUTOR E CAPACITOR
iL

L
Rectificador ve RL
C

Melhora o funcionamento.
• C contribui a filtrar a (cc)
componente c.a.
Escolha dos valores do L e do C.

• ZC(ca) << RL. (ca)


• ZL(ca) >> ZC (ca).
• iL > 0.
11
FILTRO DA TENSÃO RETIFICADA
Filtro por CAPACITOR

Rectificador ve RL
C

 Evita o uso de indutores.


• Pesados e volumosos para frequências de 50 / 100Hz.

 Análises mais complexo.


• A evolução das correntes e tensões no circuito da lugar a
instantes em que os diodos do retificador estão inversamente
polarizados.  Comportamiento não linear.
• Não é possível de aplicar o principio de superposição.

12
FILTRO DA TENSÃO RETIFICADA
Filtro por CAPACITOR Funcionamento

Vp

v1 v2

Vp

13
FILTRO DA TENSÃO RETIFICADA
Filtro por CAPACITOR Funcionamento

Vp V1

v1 v2

V2

Vp

14
FILTR0 DA TENSÃO RECTIFICADA
Filtrado por capacitor Análise

 Tensão de saída: exponencial e senoidal.


• Um análises detalhado resultaria complicado.

 Simplificação: aproximação por onda triangular.


• Considera descarga linear do capacitor.
• Simplifica cálculos.

15
FILTRO DA TENSSÃO RETIFICADA
Filtro por capacitor Análise

v2 T/2 Supõe descarga do


Vp capacitor a
Vr corrente constante.
• iC = icarga.

 𝑖𝐶 =
𝑉𝑃
𝑅𝐿

O valor Vr é conhecido.
• Limitado por especificações. 𝑉𝑝 𝐼𝑜
𝑉𝑟 = =
Utilizar um capacitor superior ao 𝑅𝐿 𝐶 𝑓 𝐶 𝑓
valor calculado.
𝑓 é a frequência no capacitor, dobro da frequência da tensão de entrada
16
FILTRO DA TENSSÃO RETIFICADA
Filtro por capacitor Análise

 Por que não utilizar o maior capacitor possível?


• Principalmente para evitar um aumento do volume desnecessário.
• Há que ter em conta a influência do valor do capacitor
sobre a corrente que circula pelos diodos.

v2 v2

t t
iD iD

T1 t t
C T C T1
T

17
REGULAÇÃO DA TENSÃO
 O conjunto retificador + filtro pode constituir um fonte de
alimentação.

• Se a carga não demanda demasiada corrente.


• Sensível as variacionais da carga e da tensão de entrada.

 Para conseguir mais estabilidade na tensão de saída é preciso incluir


um regulador.

• Regulador em malha aberta.


• Regulador em malha fechada.

Filtro
Retificador Regulador
Passivo

18
REGULAÇÃO DA TENSÃO
Circuitos reguladores em malha aberta - Regulador a ZENER
R

FONTE Vo = Vz
Sem Vi Vz VO RL

REGULADOR
A tensão Vi deve ser
sempre maior que a
tensão Vo.
Vp A diferença entre ambas
tensões recai na resistência R.
Vz
• Importante: que a tensão Vi
não seja muito maior que Vo.

• Eleger  N2:N1.

19
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha aberta
TENSÃO
 Limites de funcionamento do regulador proposto.
• Podem deduzir-se a partir do circuito equivalente Thèvenin que
calcula o zener.

R RTh

Vi Vz Vo RL VTh Vz

VTh > Vz 𝑉𝑇ℎ = 𝑉𝑖


𝑅𝐿
𝑉𝑖 − 𝑉𝑍 𝑅 + 𝑅𝐿
 𝑅 < 𝑅𝐿
𝑉𝑍

20
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha aberta
TENSÃO
Outra possibilidade

Q1

FONTE
vO
SEM vI R RL
REGULAR Vz

𝑉𝑜 = 𝑉𝑍 − 𝑉𝐵𝐸

O elemento de controle passa a ser o transistor.


A resistência R polariza o zener.

21
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
 Manter uma tensão de saída constante para qualquer valor de carga
e tensão de entrada.
• Sistema realimentado negativamente para manter uma
tensão de saída constante.

Vi VO
ELEMENTO
entrada DE CONTROL saída
não regulada regulada

CIRCUITO DE
AMOSTRA DE VO

TENSÃO DE CIRCUITO
REFERÊNCIA COMPARADOR

22
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
Esquema do regulador de tensão em malha fechada.
Q1

R R1
FONTE
Vi Vo
sem RL

REGULAR
Vz R2

23
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
Elemento
Identificação dos blocos de um regulador de Controle
em malha fechada.
Q1

R R1
FONTE
Vi Vo
SEM RL

REGULAR
Vz Circuito R2
Amplificador /
comparador

Tensão de Circuito de
Referência realimentação
24
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
Representação alternativa do regulador.

R1
Amplificador linear não inversor.
• Q1 permite entregar mais
Vi Vcc
R2 corrente de saída.

Q1
𝑅1
𝑉𝑂 = 𝑉𝑍 1 +
𝑅2
Vi R

Vz VO RL

25
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO

A corrente de base do transistor


ue é acorrente de saída do operacional (io).
• Esta corrente deve permitir cobrir
iB todo a faixa de correntes de saída.

iE Relação entre o ganho do transistor


e a corrente de saída do A.O.

𝑖𝐸 𝑉𝑂
𝑖𝐵 = ≈
𝛽+1 𝑅𝐿 (𝛽 + 1) É possível usar uma
montagem Darlington.

𝑉𝑂
𝛽≥ −1
𝑅𝐿 𝑚í𝑛 𝑖𝑂 𝑚á𝑥

26
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
O amp. op. está
alimentado por
Q1 uma fonte de
tensão c.c.
• Seu comportamento
não varia com as
R R1 variações de Vcc.
Vi
Vo
Vcc
Assegurar que o
transistor trabalhe
na região ativa
Vz R2

𝑉𝑂 < 𝑉𝑐𝑐 − 6

𝑉𝑐𝑐 = 𝑉𝑖 > 𝑉0 + 6
27
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO

Q1 Tensão de referência

• Circuito muito
R R1 simples.
Vi
• Escolher R
Vcc suficientemente
Vo
de valor elevado
para evitar infância
da tensão de ripple
Vz R2

28
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO

Q1
Circuito de
amostragem ou de
realimentação.
R R1
• Circuito muito
Vi Vo simples.
• Valores de R1
e R2 elevados,
muito maiores que a
Vz R2 R da carga.

29
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
 Limitação da corrente constante.
• Se io < Imáx, se tem que Vo = Vo(nom).
• Quando io > Imáx, Vo diminue.

Q1 Rcc
is
Curva de Regulação
us uBE2

Q2

Quando Q2 conduze, “tira” corrente


de base de Q1.
• Se limita assim o valor de io.
• O valor de Imáx se fixa com Rcc.
Imáx is
Rcc · Imáx  0,6V [vBE2(ON)]
30
REGULAÇÃO DA
Circuitos reguladores em malha fechada
TENSÃO
Esquema completo

Q1 Rcc

Q2

R R1
Vi
Vo RL

Vz R2

31
REGULAÇÃO DA TENSÃO
Circuitos reguladores de tensão integrado

 Reguladores ajustáveis de múltiplos terminais – CI dedicado.


• Permitem montar uma fonte de alimentação completa.

Rcc

R1
Vi
Vo

REF
R2
723
32
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO
 Incluem todos os elementos de um regulador em malha fechada

• Regulador de tensão positiva fixa.


• Regulador de tensão negativa fixa.
• Regulador de tensão ajustável.

Proteção térmica
IN OUT contra sobrecargas.
• Corrente máxima
GND depende do tipo
Vi Vo RL de encapsulamento.

Capacitores para uma


melhor estabilidade.

33
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO
Reguladores de tensão fixa
positiva Serie 78XX.
• Os dígitos XX indican a tensão
de saída.

Tensões entre 5 e 25V.

A tensão de entrada deve ser


superior à da saída.
• Pelo menos 3 Volts a mais que a
tensão de saída do CI.
• Não deve superar os 35V.

Regulador Vo Vi mín
7805 +5V +7,3V
7812 +12V +14,6V
7815 +15V +17,7V

34
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO
Exemplo
25,46Vpico

+12V

IN OUT
7812 io
18Vef C GND
Vi Vo RCARGA
vred 220Vef 470µF 10nF

18Vef

Escolher a relação de espiras do transformador más adequada para


minimizar a potencia dissipada.
O capacitor C deve assegurar que Vi nunca seja menor que o valor
mínimo permitido para o CI.
• A corrente de descarga es io.
35
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO
Especificações

Tensão de saída (Output Voltage).


Valores típico, mínimo e máximo.

Regulação de saída (Load Regulation).


Máxima variação sobre Vo

Corrente de saída em curto-circuito (Short-Circuit Current).


Quantidade de corrente que pode entregar o regulador.

Corrente de saída de pico (Peak Output Current).


Máxima corrente de pico [no repetitivo].

Queda de tensão (Dropout Voltage)


Mínimo valor de a diferencia de tensão entre entrada e saída.

36
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO

 Serie 79XX.
• Análogo aos reguladores positivos da serie 78XX.

RL
GND

IN OUT

37
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO

Facilitam a construção de fontes de alimentação simétricas.

Possível implementação de
fontes simétricas 78XX +

com 78XX e 79XX. +


+V
N2
vred N1
78XX +
Trafo Rectif. Filtro N2
+
0 -V
78XX
Trafo Rectif. Filtro
- 79XX -

Usando 78XX e 79XX simplifica o projeto.


38
REGULAÇÃO DE
Circuitos reguladores de tensão integrado
TENSÃO
Reguladores de tensão simétrica 78XX
78XX +
+

N2
v red N1

N2 +

79XX
79XX -

78XX + 79XX -
+
N2 N2
+
N1 N1

N2 N2

39
COMENTARIO
 Outros tipos de fontes de alimentação.
• Fuentes de alimentação chaveadas.

Fuente Linear
Simples

Trabalham
La diferencia
Requieren nade
frequência
pocos tensión entre
da rede
componentes layfuente
(ou fáciles
son comprimaria
o de
dobro
y la
desta), Rendimento baixo
tensión
Na implementação
de salida esutilizam
construir. absorbidacomponentes
por un elemento
passivos
quede grande Não irradiam ruído
volume
maneja(transformadores,
toda la corriente que
capacitores).
circula hacia la carga Pesadas e
volumosas

Fonte Chaveadas
Complexas
Entre la fuente
Trabalham
El diseño dea las primaria
frequências
fuentes deyelevadas
laalimentación
carga se coloca
(dezenas un centenas
inte-
conmutadas
ou Alto rendimiento
rruptor y un filtro
es complicado,
de quilohertz), pasivo.
osobre
que todoEnenello
permite interruptor
usar
que nunca
indutores,
se refierecapacitores
a su e Ruidosas
están
lazo depresentes
transformadores
regulación.adelapequeno
vez tensión y corriente.
valor e volume.
Pequenas e leves

40
RESUMO
1. Ante a necessidade de alimentar circuitos eletrônicos com tensão continua, se como
obter esta tensão a partir da rede elétrica.

2. As fontes de alimentação lineares são formadas por um retificador (com seu


transformador correspondente), um filtro passivo e, na maioria dos casos, um regulador
de tensão.

3. Na maioria dos casos se usa um filtro -capacitor- por o pouco espaço que ocupa em
comparação com os que incorporam indutores.

4. Os reguladores de tensão circuitos que asseguram que a tensão de saída se mantenha


constante independentemente das variações de carga e/ou tensão de entrada que possa
surgir.

5. Existem reguladores integrados que simplificam a construção das fontes de alimentação


lineares.

41
42

Você também pode gostar