Você está na página 1de 132

COMPANHIA DE EDICAO Assinado de forma digital por COMPANHIA ESTADO DE ALAGOAS

IMPRESSAO E PUBLICACAO DE
DE EDICAO IMPRESSAO E PUBLICACAO DE
ALAGOAS
www.agenciaalagoas.al.gov.br UNIDADE FEDERATIVA DO BRASIL
ALAGOAS Dados: 2018.05.24 08:13:55 -03'00'

Maceió, quinta-feira, 24 de maio de 2018 Ano 106 - Número 341

Kaio Fragoso
PROMOÇÃO

Destino Alagoas terá


destaque em feira
internacional em
Santa Catarina
Com apoio do Governo, agentes de viagens também serão
capacitados para vender as belezas do Estado

Evento vai mobilizar mais de 6 mil profissionais do turismo e será ferramenta de divulgação do destino Alagoas

Texto de Thiago Tarelli (Sedetur) junto ao Ministério Brito. concorrentes como a Bah-
do Turismo (Mtur), o Estande “Um dos nossos diferen- ia, Rio Grande do Norte e o
Mais uma vez, Alagoas terá Alagoas dá oportunidade a ho- ciais tem sido essa partici- Ceará”, explica o secretário
destaque em uma feira de tu- telaria, receptivos e demais pação massiva nas feiras de Rafael Brito.
rismo internacional. Agora, na players do turismo alagoano turismo. Elas são essenciais
23º BNT Mercosul 2018, que de fazerem novos negócios, na consolidação do nosso Sobre a BNT
acontece nesta sexta (25) e fomentando a atividade turís- destino, aproveitando este A BNT (Bolsa de Negócios
sábado (26), em Itajaí, Santa tica na alta e baixa temporada. excelente momento vivido Turísticos) é um dos maiores
Catarina. O Estado contará Esta é a quinta feira de pelo Estado. Com a alta do eventos do segmento no Bra-
com um estande no evento turismo que o Estado partici- dólar, o mercado interno sil e pretende mobilizar mais
destacando os produtos tu- pa somente neste ano. Todo será aquecido, e precisamos de seis mil profissionais do
rísticos alagoanos, incluindo este trabalho é essencial para aproveitar que estamos na setor, incluindo 23 estados
duas capacitações para agen- consolidar Alagoas como um vitrine do turismo no Brasil, da Federação, nove países,
tes de viagens de todo o país. dos principais destinos do tendo também em vista os 105 estandes e 350 marcas
Angariado pela Secreta- país, segundo o secretário de investimentos em segurança, expositoras, além de mais de
ria de Estado do Desenvolvi- Estado do Desenvolvimento infraestrutura e malha aérea, cem jornalistas de veículos
mento Econômico e Turismo Econômico e Turismo, Rafael deixando para trás destinos especializados em turismo.
2 Maceió, quinta-feira, 24 de maio de 2018

IDEALIZE

Sedetur apresenta projeto de incentivo


ao empreendedorismo a alunos da Unit
Estudantes receberam informações sobre negócio social, gestão, inovação e cases de sucesso
Kaio Fragoso

Texto de Débora Vieira

‘Seu primeiro passo’. É com


esse slogan que o projeto Idea-
lize, promovido pela Secretaria
de Estado do Desenvolvimento
Econômico e Turismo (Sedetur),
busca inspirar nos jovens univer-
sitários a cultura empreendedora.
Mais de 200 estudantes do Centro
Universitário Tiradentes (Unit) se
reuniram esta semana para deba-
ter o tema.
Para isso, foram realizadas
palestras com convidados es-
peciais, exposição de empresas
juniores (Ejs), workshops, coa-
ching e apresentação de cases
de sucesso.
O diretor comercial do Palato,
Charles Rozenbaum, foi um dos
palestrantes e falou um pouco
sobre a trajetória e as ações de
captação e fidelização de clien-
tes.
Outro case de sucesso ana-
lisado foi o Hand Talk, que reali-
za tradução digital e automática
para a Língua Brasileira de Sinais Projeto Idealize busca inspirar a cultura empreendedora entre os jovens universitários
(Libras), por meio de um tradutor
de sites e aplicativo. O convida- CAPACITAÇÃO
do para falar sobre o assunto foi
um dos sócios e cofundadores da Samu treina mais de 160 profissionais
startup alagoana, Carlos Wander-
lan, que além da Hand Talk, abor- sobre técnicas de imobilização
dou o tema ‘negócio social’.
A master coach Uliana Ferrei- Texto de João Victor Barroso riores e inferiores; parti- PHTLS, protocolo internacio-
ra conversou com os estudantes cularidades em imobilizar nal utilizado pelos serviços
sobre a importância da motivação Médicos, enfermeiros, crianças e idosos, além da de atendimento pré-hospita-
e de entender sobre si na hora condutores socorristas e utilização correta do K.E.D, lares, envolvendo traumas.
de empreender. “Na educação, a técnicos de enfermagem dispositivo utilizado para fa- Entre as técnicas treina-
gente não é muito incentivado a iniciaram uma atualização zer retiradas rápidas, como das estão o rolamento e em-
empreender, por isso,acho que o em procedimentos de imo- do interior de veículos, por pranchamento do paciente,
Idealize assume um papel bas- bilização, promovida pelo exemplo. utilização do colchão a vá-
tante interessante para os jovens. Ser viço de Atendimento O treinamento é voltado cuo, equipamento destinado
E o coach tem um papel muito Móvel de Urgência (Samu). para 168 profissionais de ao deslocamento de pacien-
importante no jogo interior das O treinamento, iniciado na saúde do Samu Maceió e tes em locais difícil acesso.
pessoas. Muitas vezes, existe o terça-feira (22), prossegue das 16 Bases Descentrali- Também fazem parte das
medo de empreender, mas, quan- até o dia 4 de junho. zadas, ligadas à Central de técnicas os procedimentos
do você entende seu potencial, Fazem parte das aulas Regulação da capital, além de realinhamento dos mem-
suas capacidades e tem o incenti- de capacitação, técnicas do Hospital Geral do Esta- bros superiores e inferiores,
vo necessário, é mais fácil colocar de imobilização da coluna do (HGE). E segue as novas que devem ser feitos antes
uma ideia em prática”, afirmou. vertical, membros supe- diretrizes da 8ª edição do da imobilização.
Maceió, quinta-feira, 24 de maio de 2018 3
ACESSO À SAÚDE

Campanha ‘Imuniza e Humaniza’ tem


início nos presídios alagoanos
Além dos custodiados, servidores também serão contemplados; mais de cinco mil doses da vacina para combater a influenza serão aplicadas
Jorge Santos

Texto de Maysa Cavalcante

A Secretaria da Ressociali-
zação e Inclusão Social (Seris)
iniciou, esta semana, a cam-
panha de vacinação ‘Imuniza e
Humaniza’, visando combater o
vírus da Influenza nos presídios.
As vacinas, que reduzem em 90%
as chances de contrair a doença,
serão aplicadas até o dia 1º de
junho, beneficiando servidores
e reeducandos. Ao todo, cerca
de 5.300 doses da vacina serão
destinadas para a campanha.
“Os reeducandos do Baldo-
mero Cavalcanti foram muito
receptivos à campanha e con-
seguimos realizar a imunização
em apenas um dia. Há um fluxo
intenso de pessoas no ambiente
fechado dos presídios e a possibi-
lidade de proliferação de doenças Com ações preventivas, Seris promove a saúde dos servidores e apenados
é maior. Por isso, temos um pla-
nejamento sério e equipe em- Chefia Especial das Unida- Calendário Militar. Na setxa-feira (25), será a vez
penhada em promover a saúde des Penitenciárias (CEUP), no A campanha teve início na dos internos do Presídio Segurança
de todos com campanhas pe- sistema prisional. Na segun- terça-feira (22), no Presídio Bal- Máxima.
riódicas”, disse a enfermeira da-feira (28), das 9h às 14h, domero Cavalcanti, e prosseguiu Na próxima segunda-feira (28),
da imunização, Carla Cipriano. a imunização acontecerá no ontem (23), com a vacinação das in- a Casa de Custódia da Capital vai
prédio-sede da Seris, benefi- ternas do Presídio Santa Luzia. Hoje receber a equipe de vacinação, se-
Servidores ciando também os funcionários (24), será realizada a imunização guida da Penitenciária de Segurança
Até sexta-feira (25), das 9h da Reintegração Social e do dos pacientes do Centro Psiquiátri- Máxima, no dia 29; Presídio Cyridião
às 16h, os servidores poderão Núcleo Integrado de Alterna- co Judiciário, além dos internos do Durval; no dia 30; e o Presídio de Se-
ser imunizados no prédio da tivas Penais. Núcleo Ressocializador e Presídio gurança Máxima, no dia 1º de junho.

RECADASTRAMENTO

Servidores da Educação têm até dia 30


para regularizar situação funcional
Texto de Lucas Leite As pessoas que foram ci- res e contratados que tenham a é de 8h às 17h, com exceção
e Igor Gouveia tadas nominalmente no Diá- matrícula ativa citada na lista. das sextas-feiras, que vai de
rio Oficial do Estado (DOE) de Quem for fazer o recadas- 8h às 14h.
Os servidores efetivos, co- 17 de maio (p. 32-164), com a tramento pessoal deve estar A Secretaria de Estado de
missionados, professores tem- matrícula atual, devem ir à Es- munido do RG, CPF, PIS/Pasep, Planejamento, Gestão e Patri-
porários/monitores da Secre- cola de Governo do Estado de Carteira de Trabalho, Título mônio (Seplag) orienta ainda
taria de Estado da Educação Alagoas, localizada na Rua do Eleitoral, com o comprovante que os professores contrata-
(Seduc) que não realizaram Livramento, Centro. Caso não o da última eleição e Carteira dos com matrículas ativas e
recadastramento têm até o dia faça, o servidor terá seu salário de Reservista. O horário de inativas devem ir à Escola do
30 deste mês para regularizar suspenso. O recadastramento funcionamento da Escola do Governo para dar baixa na ma-
sua situação funcional. é obrigatório para os servido- Governo para o recadastro trícula antiga.
4 Maceió, quinta-feira, 24 de maio de 2018

RESIDÊNCIA MÉDICA

Hospital de Emergência do Agreste, Dr.


Daniel Houly, será hospital-escola
Curso de Residência Médica será ofertado em 2019, para as áreas da Cirurgia, Pediatria, Anestesiologia e Medicina de Emergência

Texto de Davi Salsa

Referência no atendimento
a vítimas de traumas de alta
e média complexidade no in-
terior de Alagoas, o Hospital
de Emergência do Agreste, em
Arapiraca, está sendo trans-
formado em hospital-escola,
com a implantação da Resi-
dência Médica. O importante
anúncio foi feito esta semana,
pela gerente-geral da unidade,
Regiluce Santos, em reunião
com integrantes da Comissão
de Ética Médica.
De acordo com Rafael Mar-
tins, coordenador da Comissão
de Ética Médica, a unidade
foi submetida a uma avalia-
ção prévia do Ministério da MEC credencia Hospital de Emergência do Agreste como hospital-escola
Educação (MEC), que já deu
parecer favorável à implan- do MEC para a autorização da termos importante parceria com a qualificação e especia-
tação da Residência Médica e Residência Médica”, salienta com o Ministério da Educação, lização profissional na área
treinamento das equipes. Rafael Martins. Universidade Federal de Ala- da saúde em nosso Estado”,
Rafael Martins revelou, “É mais um ganho para o goas e escolas de Medicina. O afirmou a gerente-geral do HE
ainda, que o curso deverá ser hospital e, também, para a so- que irá ajudar para que pos- do Agreste, médica Regiluce
iniciado em 2019, com a ofer- ciedade alagoana, uma vez que samos contribuir, ainda mais, Santos.
ta de vagas para as áreas da
Cirurgia, Pediatria, Anestesio-
logia e Medicina de Emergên- CONTROLE SOCIAL
cia. O edital com a quantidade
de vagas e os critérios para a
Residência Médica está sendo
CGE lança Sistema Eletrônico de
elaborado e deverá ser divul-
gado ainda este ano.
Ouvidoria do Estado de Alagoas
Expansão Texto de Livia Leão pelo Instituto de Tecnologia do número do protocolo ge-
Com investimentos do Go- em Informática e Informa- rado. O cadastro é opcional.
verno de Alagoas, por meio A Controladoria-Geral ção (Itec) em parceria com a No entanto, ao se cadastrar
da Secretaria de Estado da do Estado (CGE) lança, na CGE, é uma plataforma web no sistema, o usuário cria
Saúde (Sesau), o Hospital de próxima terça-feira (29), o gratuita que estará dispo- um perfil e poderá consultar
Emergência do Agreste realiza Sistema Eletrônico de Ou- nível 24 horas. Qualquer todas as suas manifestações.
mais de 46 mil atendimentos a vidoria do Estado de Ala- pessoa – física ou jurídica “A ideia é implantar um
cada ano e está em processo goas (e-OUV). A plataforma – poderá acessar o link do canal que aproxime ainda
de expansão, passando de 40 possibilita que o cidadão, e-OUV no site da Controla- mais a sociedade e o Estado,
para 120 leitos. As obras estão órgãos e entidades do Po- doria-Geral do Estado, no aumentando a participação
com mais de 98% das etapas der Executivo Estadual re- endereço www.controlado- do cidadão na administração
concluídas e a previsão é de gistrem denúncias, elogios, ria.al.gov.br. pública e fomentando o con-
que os novos leitos sejam en- reclamações, solicitações de No link, o cidadão poderá trole social”, destaca a con-
tregues em breve. providências e sugestões. consultar o andamento da troladora-geral do Estado,
“Essa expansão do hospi- O sistema, desenvolvido sua manifestação por meio Maria Clara Bugarim.
tal também chamou a atenção
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente conforme LEI N° 7.397/2012 Ano 106 - Número 834

Poder Executivo . .

ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR

*DECRETO Nº 57.840, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2018.

ABRE À SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS


HIDRICOS - SEMARH, O CRÉDITO SUPLEMENTAR NO VALOR DE R$ 554.078,47
(QUINHENTOS E CINQUENTA E QUATRO MIL E SETENTA E OITO REAIS E
QUARENTA E SETE CENTAVOS) PARA REFORÇO DE DOTAÇÕES
CONSIGNADAS NO ORÇAMENTO VIGENTE.

O Governador do Estado de Alagoas, usando da atribuição que lhe confere o Art. 107,
inciso IV da Constituição Estadual, da autorização constante na Lei nº 7.871 de 19 de
Janeiro de 2018 e o que consta no Processo Administrativo Nº 1700-733/2018.
DECRETA
Art. 1º Fica aberto ao Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas, o crédito
Suplementar no valor de R$ 554.078,47 (quinhentos e cinquenta e quatro mil e setenta e
oito reais e quarenta e sete centavos), para reforço de dotações orçamentárias indicadas no
anexo I deste decreto.
Art. 2º Os Recursos necessários para a execução do disposto no artigo anterior decorrerão
de acordo com o Art. 43 § 1º, inciso I da Lei Federal nº 4.320/64.
Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de fevereiro de 2018, 202º
da Emancipação Política e 130º da República.

JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS FILHO

FABRÍCIO MARQUES SANTOS

GEORGE ANDRE PALERMO SANTORO

*Republicado por incorreção.

*ANEXO I Suplementação
(Anexo ao 57.840, de 23 de fevereiro de 2018) em R$ 1,00
Nat. Da
Código Região
Especificação Despesa/Fonte Valor
Orçamentário Planejamento
de Recursos
SECRETARIA DE
ESTADO DO MEIO 554.078,47
AMBIENTE E DOS
RECURSOS HIDRICOS
– SEMARH 554.078,47

23542 INSTITUTO DO MEIO


AMBIENTE DO
ESTADO DE ALAGOAS

18.542.0218.3375 PROMOÇÃO DE TODO ESTADO 3390 / 110 231.639,49


PROGRAMA DE
CONTROLE E
RECUPERAÇÃO DO
MEIO AMBIENTE

18.542.0218.3374 DIAGNÓSTICO DE TODO ESTADO 3390 / 110 160.819,49


ÁREAS VULNERÁVEIS
À INUNDAÇÕES E
PROCESSOS EROSIVOS

18.542.0218.3293 PROMOÇÃO DA TODO ESTADO 3390 / 110 161.619,49


DISSEMINAÇÃO DE
INFORMAÇÕES SOBRE
A PRESERVAÇÃO DO
MEIO AMBIENTE
2 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

*DECRETO Nº 59.002, DE 17 DE MAIO DE 2018.

ABRE À SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS


HIDRICOS - SEMARH, O CRÉDITO SUPLEMENTAR NO VALOR DE R$ 450.000,00
(QUATROCENTOS E CINQUENTA MIL REAIS) PARA REFORÇO DE DOTAÇÃO
CONSIGNADA NO ORÇAMENTO VIGENTE.

O Governador do Estado de Alagoas, usando da atribuição que lhe confere o Art. 107,
inciso IV da Constituição Estadual, da autorização constante na Lei nº 7.986 de 23 de
Janeiro de 2018 e o que consta no Processo Administrativo Nº 1700-1021/2018.
DECRETA
Art. 1º Fica aberto ao Fundo de Recursos Hídricos, o crédito suplementar no valor de R$
450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais), para reforço de dotação orçamentária
indicada no anexo I deste decreto.
Art. 2º Os Recursos necessários para a execução do disposto no artigo anterior decorrerão
de acordo com o Art. 43 § 1º, inciso II da Lei Federal nº 4.320/64.
Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 17 de maio de 2018, 202º da
Emancipação Política e 130º da República.

JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS FILHO

FABRÍCIO MARQUES SANTOS

GEORGE ANDRE PALERMO SANTORO


*Republicado por incorreção.

*ANEXO I Suplementação
(Anexo ao Decreto nº 59.002, de 17 de maio de 2018) em R$ 1,00
Nat. Da
Código Região
Especificação Despesa/Fonte Valor
Orçamentário Planejamento
de Recursos
SECRETARIA DE
ESTADO DO MEIO 450.000,00
AMBIENTE E DOS
RECURSOS HÍDRICOS
- SEMARH 450.000,00
23543 FUNDO DE RECURSOS
HÍDRICOS

18.544.0218.02183158 IMPLEMENTAÇÃO DA TODO ESTADO 4490/110 450.000,00


POLÍTICA DE
RECURSOS HÍDRICOS
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 3
Estado de Alagoas
DIÁRIO OFICIAL
ÍNDICE
PODER EXECUTIVO
PODER EXECUTIVO
Atos e Despachos do Governador.......................................................................................... 01
GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS
JOSÉ RENAN VASCONCELOS CALHEIROS FILHO Gabinete Civil .........................................................................................................................05
Procuradoria Geral do Estado ................................................................................................ 06
VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS
JOSÉ LUCIANO BARBOSA DA SILVA Sec. de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social ..................................................09
Sec. de Estado da Cultura ..................................................................................................... 10
Sec. de Estado da Segurança Pública ..................................................................................10

SECRETÁRIO - CHEFE DO GABINETE CIVIL Sec. de Estado da Ressocialização e Inclusão Social ..........................................................11
FRANKLIN ADRIANO CARDOSO DE BARROS Sec. de Estado da Educação ................................................................................................ 13
Secretário Executivo de Gestão Interna, respondendo pelo Expediente Sec. de Estado da Fazenda ..................................................................................................20
Sec. de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio .......................................................26
PROCURADOR - GERAL DO ESTADO
FRANCISCO MALAQUIAS DE ALMEIDA JÚNIOR Sec. de Estado da Infraestrutura ...........................................................................................26
Sec. de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos ................................................ 27
CONTROLADORA - GERAL DO ESTADO Sec. de Estado de Prevenção à Violêcia .............................................................................27
MARIA CLARA CAVALCANTE BUGARIM
Sec. de Estado da Saúde ....................................................................................................51
SECRETÁRIO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUARIA, PESCA E AQUICULTURA Sec. de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo ................................................ 54
ANTONIO DIAS SANTIAGO Delegacia Geral da Polícia Civil ...........................................................................................59
Comando Geral da Polícia Militar .........................................................................................60
SECRETÁRIO DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL
FERNANDO SOARES PEREIRA Conselho Estadual de Segurança Pública ............................................................................60
ADMINISTRAÇÃO INDIRETA ...............................................................................................63
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA INOVAÇÃO
ROGÉRIO MOURA PINHEIRO
EVENTOS FUNCIONAIS ......................................................................................77
SECRETÁRIO DE ESTADO DA COMUNICAÇÃO
ÊNIO LINS DE OLIVEIRA DEFENSORIA PÚBLICA ESTADUAL ...................................................................................114

SECRETÁRIA DE ESTADO DA CULTURA


MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL .....................................................................................116
MELLINA TORRES FREITAS

SECRETÁRIO DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA PREFEITURAS DO INTERIOR .............................................................................................122


PAULO DOMINGOS DE ARAÚJO LIMA JUNIOR - Cel. PM
EDITAIS E AVISOS ..................................................................................................127

SECRETÁRIO DE ESTADO DA RESSOCIALIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL


MARCOS SÉRGIO DE FREITAS SANTOS

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO


LAURA CRISTIANE DE SOUZA

SECRETÁRIA DE ESTADO DO ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE


CLÁUDIA ANICETO CAETANO PETUBA
Dagoberto Costa Silva de Omena
SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA Diretor-presidente
GEORGE ANDRÉ PALERMO SANTORO

SECRETÁRIO DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA


Jarbas Pereira Ricardo José Otílio Damas dos Santos
FERNANDO FORTES MELRO FILHO Diretor administrativo-financeiro Diretor comercial e Industrial

SECRETÁRIO DE ESTADO DO TRANSPORTE E DESENVOLVIMENTO URBANO


MOSART DA SILVA AMARAL
www.imprensaoficialal.com.br
SECRETÁRIO DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS
CLÁUDIO ALEXANDRE AYRES DA COSTA
Av. Fernandes Lima, s/n, Km 7, Gruta de Lourdes - Maceió / AL - CEP: 57080-000
Tel.: (82) 3315.8334 / 3315.8335
SECRETÁRIA DE ESTADO DA MULHER E DOS DIREITOS HUMANOS
CLAUDIA ELIZABETH SOUZA SIMÕES Preço
SECRETÁRIO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, GESTÃO E PATRIMÔNIO
FABRÍCIO MARQUES SANTOS
Pagamento à vista por cm² R$ 6,16
Para faturamento por cm² R$ 7,40
SECRETÁRIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA
ESVALDA AMORIM BITTENCOURT DE ARAÚJO
Publicações
SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA Os textos deverão ser digitados em Word (normal), em fonte Times New Roman, tama-
nho 8 e largura de 9,3 cm, sendo encaminhados diretamente ao parque gráfico à Av.
SECRETÁRIO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO Fernandes Lima, s/n, Km 7, Gruta de Lourdes - Maceió/AL, no horário das 08h às 15h ou
ARTHUR JESSÉ MENDONÇA DE ALBUQUERQUE
pelo e-mail materias@imprensaoficialal.com.br.
SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E TURISMO
RAFAEL DE GÓES BRITO Reclamações sobre matérias publicadas deverão ser feitas no prazo máximo de 10 dias.
4 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

O EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE 04, ocupante do cargo de Administrador, matrícula 1863460-5,
JUSTIÇA DE ALAGOAS, DESEMBARGADOR OTÁVIO LEÃO sem prejuízo de sua remuneração, até o término do atual mandato
PRAXEDES, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE GOVERNADOR DO sindical. Publique-se. Após, remetam-se os autos à Secretaria de
ESTADO,  EM DATA DE 23 DE MAIO DE 2018, DESPACHOU OS Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - SEMARH
SEGUINTES PROCESSOS: para as providências a seu cargo, oficiando-se diretamente ao
  interessado.
PROC.2000-7557/17, de WELLINGTON MOURA GALVÃO = Com PROC.1500-41241/16, de MARCOS SÉRGIO DA SILVA FERREIRA
fundamento no Parecer PGE/PA nº 1404/2017, aprovado pelo NETO = Com fundamento no Parecer PGE/PA-00-358/2017,
Despacho Jurídico PGE/PA/CD-00-2649/2017, de fls. 20/22, aprovado pelo Despacho SUB PGE/GAB nº 329/2017, de fls.
ambos da Procuradoria Geral do Estado, e nos termos do art. 52/55, ambos da Procuradoria Geral do Estado, e nos termos do
95 da Lei Estadual nº 5.247, de 26 de julho de 1991 - REGIME art. 95, § 2º, da Lei Estadual nº 5.247, de 26 de julho de 1991 -
JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS
DO ESTADO DE ALAGOAS, CONCEDO a licença para o CIVIS DO ESTADO DE ALAGOAS, CONCEDO licença para o
desempenho de mandato classista ao servidor WELLINGTON desempenho de mandato classista ao servidor MARCOS SÉRGIO
MOURA GALVÃO, inscrito no CPF/MF sob o nº 177.748.294-15, DA SILVA FERREIRA NETO, inscrito no CPF/MF sob o nº
Médico, matrícula nº 68112-1, sem prejuízo de sua remuneração, 565.089.804-91, ocupante do cargo de Técnico em Finanças II,
até o término do atual mandato sindical. Publique-se. Após, matrícula nº 1863590-3, no período de 01/04/2016 a 31/03/2019,
remetam-se os autos à Secretaria de Estado da Saúde - SESAU sem prejuízo de sua remuneração. Publique-se. Após, remetam-se
para as providências a seu cargo, oficiando-se diretamente ao os autos à Secretaria de Estado da Educação - SEDUC para as
interessado. providências a seu cargo, oficiando-se diretamente ao interessado.
PROC.2000-24650/16, de OLGA CHAGAS COSTA = Com fundamento PROC.1500-1461/18, de ALEXANDRE CAMPOS RULL = Com
no Parecer PGE/PA Nº 2870/2017, aprovado pelo Despacho SUB fundamento no Parecer PGE/PA nº 530/2018, aprovado pelo
PGE/GAB Nº 2254/2017, às fls. 45/47, ambos da Procuradoria Despacho SUB PGE/GAB nº 670/2018, de fls. 36/38, ambos da
Geral do Estado e, nos termos do art. 95 da Lei Estadual nº 5.247, Procuradoria Geral do Estado - PGE, e nos termos do art. 95 da Lei
de 26 de julho de 1991 - REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS Estadual nº 5.247, de 26 de julho de 1991 - REGIME JURÍDICO
SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO DE ALAGOAS, ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO
CONCEDO a licença para o desempenho de mandato classista à DE ALAGOAS, CONCEDO a licença para o desempenho
servidora OLGA CHAGAS COSTA, inscrita no CPF/MF sob o nº de mandato classista ao servidor ALEXANDRE CAMPOS
473.516.914-87, ocupante do cargo de Auxiliar de Enfermagem, RULL, inscrito no CPF/MF sob o nº 118.969.784-30, ocupante
matrícula nº 9.864.179-4, sem prejuízo de sua remuneração, até o do cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual -AFRE, Padrão
término do atual mandato sindical. Publique-se. Após, remetam- III, matrícula 82143-8, sem prejuízo de sua remuneração, até o
se os autos à Secretaria de Estado da Saúde - SESAU para as término do atual mandato sindical. Publique-se. Após, remetam-
providências a seu cargo, oficiando-se diretamente à interessada. se os autos à Secretaria de Estado da Fazenda - SEFAZ para as
PROC.2000-7798/17, de LUIZ FERNANDO VIEIRA MOTA = Com providências a seu cargo, oficiando-se diretamente ao interessado.
fundamento no Parecer PGE/PA-1694/2017, aprovado pelo PROC.2000-5964/17, de JOSÉ JOSIELDA SILVA = Como requer. Lavre-
Despacho SUB PGE/GAB nº 1448/2017, de fls. 19/22, ambos se o decreto. Em seguida, remetam-se os autos à SESAU, para as
da Procuradoria Geral do Estado, e nos termos do art. 95 da Lei demais providências a seu cargo.
Estadual nº 5.247, de 26 de julho de 1991 - REGIME JURÍDICO PROC.4101-16278/17, de GIRLENE FEITOZA DOS SANTOS = Como
ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO requer. Lavre-se o decreto. Em seguida, remetam-se os autos à
DE ALAGOAS, CONCEDO a licença para o desempenho de UNCISAL, para as demais providências a seu cargo.
mandato classista ao servidor LUIZ FERNANDO VIEIRA PROC.4101-17409/17, de ANA CLAUDIA LUZ COELHO  = Como
MOTA, inscrito no CPF/MF sob o nº 111.426.424-53, Médico, requer. Lavre-se o decreto. Em seguida, remetam-se os autos à
matrícula nº 8861-7, sem prejuízo de sua remuneração, até o UNCISAL, para as demais providências a seu cargo.
término do atual mandato sindical. Publique-se. Após, remetam- PROC.4104-11330/17, de GEOVANES DE OLIVEIRA SILVA = Como
se os autos à Secretaria de Estado da Saúde - SESAU para as requer. Lavre-se o decreto. Em seguida, remetam-se os autos à
providências a seu cargo, oficiando-se diretamente ao interessado. UNEAL, para as demais providências a seu cargo.
PROC.2000-20288/16, de EDEILDO ALVES DE MOURA = Com PROC.1800-5385/08, de FÁBIO ERNANDEZ GOMES = Como requer.
fundamento no Parecer PGE/PA nº 1069/2017, aprovado pelo Lavre-se o decreto. Em seguida, remetam-se os autos à SEDUC,
Despacho SUB PGE/GAB nº 0897/2017, de fls. 50/52, ambos para as demais providências a seu cargo.
da Procuradoria Geral do Estado, e nos termos do art. 95 da Lei PROC.1101-2864/17, do TJ/AL = Como requer. Lavre-se o decreto.
Estadual nº 5.247, de 26 de julho de 1991 - REGIME JURÍDICO Em seguida, remetam-se os autos à SERIS, para conhecimento
ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO e arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à
DE ALAGOAS, CONCEDO a licença para o desempenho de servidora daquele Órgão.
mandato classista ao servidor EDEILDO ALVES DE MOURA, PROC.1101-889/17, do TJ/AL = Como requer. Lavre-se o decreto. Em
inscrito no CPF/MF sob o nº 940.050.014-91, Motorista, matrícula seguida, remetam-se os autos à SEADES, para conhecimento e
nº 864168-4, sem prejuízo de sua remuneração, até o término do arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à
atual mandato sindical. Publique-se. Após, remetam-se os autos servidora daquele Órgão.
à Secretaria de Estado da Saúde - SESAU para as providências a PROC.1700-4166/17, da SESAU = De acordo. Lavre-se o decreto. Em
seu cargo, oficiando-se diretamente ao interessado. seguida, remetam-se os autos à SEPLAG, para conhecimento e
PROC.23010-2973/17, de GENIVALDO DA SILVA DINIZ = Com arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à
fundamento no Parecer PGE/PA nº 847/2018, aprovado pelo servidora daquele Órgão.
Despacho Jurídico PGE/PA-CD-00-1098/2018, de fls. 41/43, PROC.1700-7650/17, da CEPAL = De acordo. Lavre-se o decreto. Em
ambos da Procuradoria Geral do Estado - PGE, e nos termos seguida, remetam-se os autos à SEPLAG, para conhecimento e
do art. 95 da Lei Estadual nº 5.247, de 26 de julho de 1991 - arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à
REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS servidora daquele Órgão.
CIVIS DO ESTADO DE ALAGOAS, CONCEDO a licença para PROC.1101-3753/17, da FAPEAL = De acordo. Lavre-se o decreto.
o desempenho de mandato classista ao servidor GENIVALDO Em seguida, remetam-se os autos à SESAU, para conhecimento
DA SILVA DINIZ, inscrito no CPF/MF sob o nº 287.561.424- e arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 5
servidora daquele Órgão. O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE GESTÃO INTERNA DO
PROC.1400-1744/17, da ADEAL = De acordo. Lavre-se o decreto. Em GABINETE CIVIL, FRANKLIN ADRIANO C. DE BARROS, EM
seguida, remetam-se os autos à SEAGRI, para conhecimento e DATA DE 23 DE MAIO DE 2018, DESPACHOU OS SEGUINTES
arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à PROCESSOS:
servidora daquele Órgão.  
PROC.1400-1938/17, da ADEAL = De acordo. Lavre-se o decreto. Em PROCs.1101-1860/18 do GC = DESPACHO Nº 2.182/18;          
seguida, remetam-se os autos à SEAGRI, para conhecimento e 1101-1964/18 do GC = DESPACHO Nº 2.183/18;
arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à 1101-1983/18 do GC = DESPACHO Nº 2.184/18;
servidora daquele Órgão. DESPACHO: Autorizo. Retornem os auros à SPOFC para adoção das
PROC.2000-7887/17, da SECOM = De acordo. Lavre-se o decreto. providências de estilo.
Em seguida, remetam-se os autos à SESAU, para as demais PROC.1800-5252/18 do TJ/AL = DESPACHO Nº  2.185/18 -
providências a seu cargo. Considerando o teor do MANDADO DE INTIMAÇÃO DE
PROC.1101-1700/17, do TJ/AL = De acordo. Lavre-se o decreto. Em SENTENÇA (fls.02) e da Decisão de fls. 03-10, preliminarmente,
seguida, remetam-se os autos à SEADES, para conhecimento evoluam os autos à douta PGE para, com fundamento na Lei
e arquivamento, por se tratar de evento funcional relacionado à Complementar nº 07, de 18 de julho de 1991, ciência e orientação
servidora daquele Órgão. jurídica acerca da matéria. Voltando, com brevidade, tendo em
PROC.1203-807/18, de ANA PAULA ALVES FONTAN = De acordo. vista tratar-se de cumprimento de decisão judicial.
Lavre-se o decreto. Em seguida, retornem os autos ao Corpo de PROC.1101-2001/18 do TC/AL = DESPACHO Nº  2.186/18 - 
Bombeiro Militar de Alagoas, para as demais providências a seu Considerando a natureza da matéria, evoluam os autos à SEPLAG
cargo.  para ara ciência de seu Titular do teor do Ofício nº 066/2018-
================================================= GP, às fls. 02, da Presidência do TCE/AL, e adoção das demais
                 JOSÉ ROBERTO SANTOS WANDERLEY providências cabíveis no âmbito de sua competência, acerca da
Gerente de Documentação e Publicação de Atos Governamentais documentação de fls. 03/06.
Protocolo 358528 PROC.1101-1829/18 do TJ/AL = DESPACHO Nº  2.187/18 - Evoluam os
autos à douta PGE para, com fundamento na Lei Complementar nº
7, de 18 de julho de 1991, orientação jurídica adequada, tendo em
. . . .

Gabinete Civil vista o teor da Notificação do Mandado de Segurança 0802120-


25.2018.8.02.0000 de fls. 02-03.
PROC.1101-922/18 do SINDCFC = DESPACHO Nº  2.188/18 -
EXTRATO DO TERMO DE CONTRATO Nº GC 03/2018.
Considerando o teor do DESPACHO nº 586/2018-CHCC/
 
DETRAN-AL, de fls. 19-20, acolhido pelo DESPACHO
Processo Administrativo nº 1101-823/2018
1575/2018-GDP/DETRAN-AL; Retornem os autos ao DETRAN/
Contratante: O Estado de Alagoas, por intermédio do GABINETE CIVIL,
AL para, em cumprimento do que determina o DESPACHO GC
CNPJ nº 12.200.267/0001-01, com endereço na Rua Cincinato Pinto, s/nº,
Nº 1.266/2018, de fls. 17, que oficiat diretamente ao interessado.
Centro, Maceió/AL, representado por seu Secretário Executivo de Gestão
PROC.1700-5014/14 de ROSILENE A. DA SILVA = DESPACHO Nº 
Interna FRANKLIN ADRIANO CARDOSO DE BARROS, inscrito no
2.189/18 - Remetam-se os autos à Comissão Permanente de
CPF sob o nº 453.522.404-87, conforme autorização do Senhor Secretário-
Acumulação de Cargos da SEPLAG para convocar a interessada
Chefe do Gabinete Civil por meio da Portaria n° 275, de 24 de maio de
a fim de fazer a opção por um dos cargos inacumuláveis. Saliente-
2016, publicada no Diário Oficial de 25/05/2016.
Contratada: STE ELEVADORES LTDA, inscrita no CNPJ sob o nº se a necessidade de exigir da servidora a comprovação do pedido
24.554.375/0001-61 e estabelecida na Rua Assad Salha, nº 2441, Lagoa de exoneração do cargo de Professor exercido junto ao Município
Nova, Natal/RN, CEP: 59.062-610, representada pelo Sócio Proprietário de Arapiraca caso a interessada opte por permanecer no cargo de
Sr. DENILSON SANTANA MOREIRA,  inscrito no CPF sob o nº Auxiliar de Serviços Diversos, vinculado ao Estado de Alagoas,
347.873.055-49, de acordo com a representação legal que lhe é outorgada em prazo razoável a ser estabelecido com fundamento no art. 39
por contrato social. da Lei Estadual nº 6.161, de 26 de junho de 2000. Após, retornem
Objeto:                  prestação de serviço de manutenção corretiva emergencial para superior manifestação governamental.
e preventiva de elevadores, durante o tempo necessário para a conclusão PROC.1204-361/18 (apenso nº 1204-313/18) da SESAU  = DESPACHO
do procedimento licitatório, incluindo o fornecimento e reposição de Nº  2.190/18 -  Remetam-se os autos à SESAU para a adoção
peças, de 04 (quatro) elevadores marca Thyssenkrupp e Atlas Schindler, das providências requeridas no item 2 do Despacho PGE/GAB
conforme especificações e quantitativos estabelecidos no Termo de nº 1709/2018, de fls. 03, da Procuradoria Geral do Estado - PGE.
Referência e na proposta da contratada. PROC.1204-917/18 do TJ/AL = DESPACHO Nº  2.191/18 - Remetam-
Prazo de Vigência: 90 (noventa) dias, contados da data de publicação se os autos à SEPLAG para ciência do teor do presente processo
do extrato contratual no Diário Oficial do Estado, a partir de quando as administrativo, em especial quanto à sugestão contida no item 12
obrigações assumidas pelas partes serão exigíveis, ou até a conclusão do do Despacho PGE/GAB nº 1494/2018, de fls. 13v/15v, da PGE.
procedimento licitatório nº 1101-1741/2018, o que ocorrer primeiro. Após, retornem para superior consideração governamental.
Origem dos recursos: Próprios. PROC.TCE-11339/12 (apenso nº 1203-29/12) do CBM/AL =
Valor: O valor global da contratação é de R$ 74.290,00 (setenta e quatro DESPACHO Nº  2.192/18 - Considerando o disposto no art.
mil duzentos e noventa reais). 152, II, da Constituição Estadual, bem como no art. 4º, III, da
Dotação orçamentária: A despesa com a prestação de que trata o objeto Lei Complementar Estadual nº 7, de 18 de julho de 1991, que
deste contrato corre à conta do seguinte crédito orçamentário, constante determinam ser função institucional da PGE exercer a consultoria
do orçamento do Gabinete Civil para o exercício financeiro de 2018: jurídica ao Chefe do Executivo Estadual, remetam-se os autos à
Elemento de despesa 3390.39.16 e 3390.30.24, Programa de Trabalho PGE para análise e manifestação quanto ao pedido de retificação
04.122.0004.2001, PO nº 000274, Fonte de Recursos 100. do Decreto Estadual nº 20.057, de 17 de maio de 2012. Após, em
Data da Assinatura: 23 de maio de 2018. sendo o caso, retornem para superior consideração governamental.
======================================== PROCs.1101-1859/18 do GC = DESPACHO Nº 2.193/18;          
 JOSÉ ROBERTO SANTOS WANDERLEY 1101-1858/18 do GC = DESPACHO Nº 2.194/18;
Gerente de Documentação e Publicação de Atos Governamentais DESPACHO: Autorizo. Lavre-se a portaria e, em seguida, vão os autos à
Protocolo 358531 SUPOFC para as providências cabíveis.
6 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE INTEGRAÇÃO POLÍTICA E PROC: 36000-000163/2017. - INTERESSADO: SELAJ. - ASSUNTO: SOLICI-
SOCIAL DO GABINETE CIVIL, ADRUALDO CATÃO, EM DATA DE TAÇÃO DE PROVIDÊNCIAS. - DESPACHO PGE/ GAB. N° 1917/2018 - Co-
23 DE MAIO DE 2018, DESPACHOU OS SEGUINTES PROCESSOS: nheço e aprovo o Despacho PGE-PLIC-CD nº 1554/2018, da lavra da Coordenação
da Procuradoria de Licitações, Contratos e Convênios, o qual acolheu o Parecer
 
PGE-PLIC nº 185/2018, conclusivo pela regularidade dos atos da fase interna, es-
PROC.1101-5586/17 do GC = DESPACHO Nº 2.195/18 - Tendo em tando apto a prosseguimento, desde que atendidas as condicionantes exaradas no
vista o disposto no Parecer PGE/ASS nº 52/2018, aprovado pelo sobredito parecer. Ressalte-se que, antes da assinatura do contrato, caso se trate
Despacho PGE/GAB nº 1703/2018, ambos da Procuradoria Geral de aquisição de material permanente, os autos devem ser encaminhados ao CPOF,
do Estado - PGE, de fls. 43/48, remetam-se os autos à Secretaria caso se trate de aquisição de material de consumo deve o ordenador de despesa do
de Estado da Fazenda - SEFAZ para análise e manifestação acerca órgão atestar que os bens a serem adquiridos são destinados ao desenvolvimento
do que aludem as Leis Complementares Federais nºs 101, de 4 de das atividades essenciais da Secretaria. Reitero o alerta de que, tendo o parecerista
maio de 2000, e 156, de 28 de dezembro de 2016. Após, retornem optado pela aprovação condicionada, a autoridade consulente responde de forma
para superior consideração governamental. pessoal e exclusiva pela omissão decorrente de eventual realização de procedi-
mento sem a devida observância das recomendações, cujo cumprimento é requisito
PROC.35032-572/16 da SETRAND = DESPACHO Nº 2.196/18 -
do ato de aprovação. Destarte, remetam os autos à AMGESP para as providências
Considerando o disposto no art. 32 do Decreto Estadual nº 57.404, ulteriores.
de 31 de janeiro de 2018, remetam-se os autos à Secretaria de
Estado de Transporte e Desenvolvimento Urbano - SETRAND PROC: 1101-000165/2018 - INTERESSADO (A):ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
para atendimento de suas disposições retornando, após, para ESTADUAL. - ASSUNTO: ENCAMINHAMENTO DE PROJETO DE LEI. -
superior consideração governamental. DESPACHO PGE/GAB N° 1920/2018 - Aprovo o Parecer PGE/ASS n° 053/2018,
  oriundo da Assessoria Especial da Procuradoria Geral do Estado, conclusivo pelo
=========================================== retorno dos autos ao Gabinete Civil para manifestação e autorização expressa do
Governador quanto ao ajuizamento da competente Ação Direta de Inconstituciona-
 JOSÉ ROBERTO SANTOS WANDERLEY
lidade, retornando a esta Procuradoria, para elaboração da respectiva ação, após a
Gerente de Documentação e Publicação de Atos Governamentais promulgação e publicação da lei objeto da análise. Destarte, encaminho os autos ao
Protocolo 358530 Gabinete Civil para superior consideração do Chefe do Poder Executivo Estadual.

PROC: 35032.059/2018 - INTERESSADO: PREFEITURA MUNICIPAL DE


. .
PENEDO. - ASSUNTO: SOLICITAÇÃO DE PROVIDÊNCIAS. - DESPACHO
PGE/ GAB. N° 1909/2018 - Conheço e aprovo o Despacho Jurídico PGE-PLIC/
Procuradoria Geral do Estado CD nº 1508/2018, da lavra da Coordenação da Procuradoria de Licitações, Con-
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR

tratos e Convênios, o qual acolheu o Parecer PGE/PLIC/SEINFRA nº 076/2018,


conclusivo pela aprovação da fase interna, ensejando a realização dos atos de con-
PORTARIA PGE Nº 204/2018
vocação e julgamento das propostas, desde que cumpridas as condicionantes apon-
tadas nas referenciadas manifestações jurídicas. Alerto que, tendo o parecerista
O PROCURADOR-GERAL DO ESTADO, no uso das atribuições que lhe são co-
optado pela aprovação condicionada, a autoridade consulente responde de forma
metidas pelos arts. 11, inciso I, e 17, inciso VI, ambos da Lei Complementar nº
pessoal e exclusiva pela omissão decorrente de eventual realização de procedimen-
07/1991, resolve delegar ao SUBPROCURADOR-GERAL DO ESTADO os po- to sem a devida observância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do
deres insertos no inciso III do art. 4º e incisos I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII, X, XII, ato de aprovação. Destarte, remetam os autos à SETRAND para as providências
XVI, XIX, XX e XXI do art. 11, todos do mencionado diploma legal, sem qualquer ulteriores.
prejuízo de suas atribuições originárias.
2. Revogam-se as disposições em contrário, em especial a Por- PROC: 1204.001115/2018 - INTERESSADO (A): SESAU - ASSUNTO: CON-
taria PGE nº 196, de 2015. SULTA ACERCA DA POSSIBILIDADE DE CONTRATAÇÃO DE MÉDICOS
3. Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS NO PROGRAMA VIDA NOVA NAS GRO-
PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DE ALAGOAS, Gabinete do Procura- TAS - DESPACHO PGE/GAB N° 1916/2018 - Conheço e aprovo o Parecer PGE/
dor-Geral, em Maceió, 23 de maio de 2018. CE n° 13/2018, emanado do Centro de Estudos da Procuradoria Geral do Estado,
que responde à consulta formulada, cuja ementa transcrevo: DIREITO ADMINIS-
FRANCISCO MALAQUIAS DE ALMEIDA JUNIOR TRATIVO E DIREITO ELEITORAL. CONTRATAÇÃO DE MÉDICOS TER-
Procurador-Geral do Estado CEIRIZADOS PARA ATENDER AS NECESSIDADES DO PROGRAMA VIDA
NOVA NAS GROTAS. IMPOSSIBILIDADE DE TERCEIRIZAÇÃO DE ATIVI-
O PROCURADOR GERAL DO ESTADO, FRANCISCO MALAQUIAS DE AL- DADE FINALÍSTICA. VIABILIDADE, DESDE QUE PREENCHIDOS OS RE-
MEIDA JUNIOR, NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES, DESPACHOU EM DATA QUISITOS LEGAIS, DE CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA POR NECESSIDA-
DE 23 DE MAIO DE 2018 O(S) SEGUINTE(S) PROCESSO(S): DE EXCEPCIONAL DE INTERESSE PÚBLICO. OBSERVÂNCIA DO PRAZO
DE VEDAÇÃO ELEITORAL. APLICAÇÃO DA LEI ESTADUAL Nº 7.966/2018
*PROC: 1204-999/2018. - INTERESSADO: MAILSON LUIZ PEREIRA DOS C/C A LEI FEDERAL Nº 9.504/97. Destarte, sigam o presente processo à SESAU
SANTOS. - ASSUNTO: INCLUSÃO DE DEPENDENTES. - DESPACHO PGE/ para adoção das medidas pertinentes.
GAB N° 1837/2018 - Aprovo o Despacho Jurídico PGE/PA/CD nº 1557/2018,
emanado da Coordenação da Procuradoria Administrativa, o qual acolheu o en- PROC: 4105-000564/2018. - INTERESSADO: AMGESP. - ASSUNTO: ABER-
tendimento manifestado no Despacho Jurídico PGE/PA nº 510/2018, conclusivo TURA DE PROCESSO LICITATÓRIO PARA REGISTRO DE PREÇOS. - DES-
pelo deferimento do pleito, referente ao pagamento do salário-família ao servidor PACHO PGE/ GAB. N° 1914/2018 - Conheço e aprovo o Despacho Jurídico PGE-
interessado, nas razões de fato e de direito descritas na citada peça opinativa, aten- -PLIC-CD nº 1556/2018, da lavra da Coordenação da Procuradoria de Licitações,
tando-se quanto ao valor retroativo devido a ser apurado. Dessa forma, vão os autos Contratos e Convênios, o qual acolheu o Despacho PGE-PLIC nº 937/2018, con-
à DRH para providências de estilo. clusivo pela aprovação da fase interna do certame licitatório, ensejando a realiza-
ção dos atos de convocação e julgamento das propostas, desde que cumpridas as
*Republicado por incorreção. condicionantes apontadas nas referenciadas manifestações jurídicas. Reitero que,
tendo o parecerista optado pela aprovação condicionada, a autoridade consulente
PROC: 2900-001504/2018 - INTERESSADO: UNLIMITED. - ASSUNTO: SOLI- responde de forma pessoal e exclusiva pela omissão decorrente de eventual reali-
CITAÇÃO DE PATROCÍNIO. - DESPACHO PGE/ GAB. N° 1919/2018 - Aprovo zação de procedimento sem a devida observância das recomendações, cujo cum-
o Despacho PGE-PLIC/CD nº 1546/2018, da lavra da Coordenação da Procurado- primento é requisito do ato de aprovação. Destarte, remetam os autos à AMGESP
ria de Licitações, Contratos e Convênios, o qual acolheu o Despacho Jurídico PGE/ para as providências ulteriores.
PLIC nº 928/2018, conclusivo pela possibilidade jurídica da Contratação pretendi-
da, por inexigibilidade de licitação, desde que atendidas as condicionantes exaradas PROC: 2900.516/2018 - INTERESSADO: MAC MOVIMENTO ALAGOAS
no referenciado parecer. Reitero o alerta de que, tendo a aprovação ocorrido de COMPETITIVA - ASSUNTO: PROPOSTA PARA PATROCÍNIO DO II FÓRUM
forma condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusi- ALAGOANO PELA COMPETITIVIDADE - DESPACHO PGE/ GAB. N°
va pela omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida 1915/2018 - Aprovo o Despacho PGE-PLIC/CD nº 1547/2018, da lavra da Coor-
observância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprova- denação da Procuradoria de Licitações, Contratos e Convênios, o qual acolheu o
ção. Destarte, sigam os autos à SEDETUR para adoção das medidas pertinentes. Despacho PGE-PLIC nº 933/2018, conclusivo pela possibilidade jurídica da Con-
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 7
tratação pretendida, desde que atendidas as condicionantes exaradas no referencia- A COORDENADORA, DA PROCURADORIA ADMINISTRATIVA CLÁUDIA
do parecer. Reitero a recomendação de que, tendo a aprovação ocorrido de forma MUNIZ DO AMARAL DESPACHOU EM DATA DE 23.05.2018, O(S) SEGUIN-
condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela TE(S) PROCESSO(S):
omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida obser-
vância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. PROCESSO: 2000-17830/2017 - INTERESSADO: GLÓRIA BARROS DE
Destarte, sigam os autos à SEDETUR para adoção das medidas pertinentes. SOUZA - ASSUNTO: EXONERAÇÃO - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-
-CD–1643/2018 - Nos termos da delegação conferida pela Portaria PGE nº
PROC: 4799.3127/2014 - INTERESSADO: CICERO SIMÃO. - ASSUNTO: 300/2016, aprovo o DESPACHO PGE/PA-00-503/2018, conclusivo pelo deferi-
REVISÃO DE APOSENTADORIA. - DESPACHO PGE/ GAB. N° 1912/2018 - mento do pedido de exoneração, com fundamento no artigo 41, da Lei Estadual n°
Aprovo o Despacho PGE/PJ nº 672/2018, já apreciado pela Subcoordenação da 5.247/1991. Ao Gabinete Civil.
Procuradoria Judicial, o qual acolheu o Despacho PGE/PJ nº 785/2018, conclusivo
pelo envio dos autos à Alagoas Previdência, a fim de que a interessada seja notifi- PROCESSO: 2000-1958/2018 - INTERESSADO: MARIA ELIANE OLIVEIRA
cada para manifestação acerca das questões expostas às fls. 163, v. DOS SANTOS - ASSUNTO: DESAVERBAÇÃO DE TEMPO DE SERVIÇO -
DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1647/2018 - Nos termos da delegação
PROC: 1206.4285/2014 - INTERESSADO: MARIA ZILDILENE VIEIRA conferida pela PORTARIA PGE Nº 300/2016, aprovo PARECER PGE/PA-00-
DOS SANTOS. - ASSUNTO: INFORMAÇÕES. - DESPACHO PGE/ GAB. N° 1235/2017, de fl. 12, conclusivo pelo deferimento da desaverbação pleiteada, com
1910/2018 - Conheço e aprovo o Despacho PGE-PJ/CD nº 736/2018, devidamen- as razões nele contidas. À SEPLAG.
te apreciado pela Coordenação da Procuradoria Judicial, conclusivo pela impos-
sibilidade material do cumprimento da decisão judicial na forma que foi exarada, PROCESSO Nº 1206-869/2018 - INTERESSADO: NEUMA CRISTINA DE
tendo em vista que a requerente estava inativa na data que foi determinada a LIMA OLIVEIRA - ASSUNTO: AVERBAÇÃO DE TEMPO DE SERVIÇO -
promoção. Ressalte-se que, este fato foi comunicado ao juízo, conforme fls. 35 DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1644/2018 - Nos termos da delegação
dos autos. À PM/AL, para as providências cabíveis. conferida pela PORTARIA PGE Nº 300/2016, aprovo o PARECER PGE/PA-00-
1341/2018, conclusivo pelo deferimento do pleito, com as razões nele contidas.
PROC: 35032.638/2017 - INTERESSADO: SETRAND. - ASSUNTO: PROCES- À PMAL.
SO LICITATÓRIO. - DESPACHO PGE/ GAB. N° 1881/2018 - Aprovo o Des-
pacho PGE-PLIC-CD nº 1515/2018, da lavra da Coordenação da Procuradoria de PROCESSO Nº 20105-65/2018 - INTERESSADO: FÁBIO DAS CHAGAS
Licitações, Contratos e Convênios, o qual acolheu o Parecer PGE/PLIC-SEINFRA MOTA - ASSUNTO: AVERBAÇÃO DE TEMPO DE SERVIÇO. - DESPACHO
nº 74/2018, conclusivo pela aprovação da fase externa do certame licitatório, ense- JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1645/2018 - Nos termos da delegação conferida pela
jando a realização dos atos de homologação do resultado e adjudicação do objeto PORTARIA PGE Nº 300/2016, aprovo o PARECER PGE/PA-1344/2018, conclu-
à empresa vencedora. Ressalte-se que o exame dos autos processuais restringe-se sivo pelo deferimento do pleito. À SEPLAG.
apenas aos seus aspectos jurídicos, excluídos, portanto, aqueles de natureza téc-
PROCESSO Nº 1800-2268/2018 - INTERESSADO: VENIR DE FÁTIMA MO-
nica. Destarte, sigam os autos à SEINFRA para adoção das medidas pertinentes.
REIRA DA SILVA - ASSUNTO: AVERBAÇÃO DE TEMPO DE SERVIÇO.
- DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1646/2018 - Nos termos da delega-
PROC: 20105.6671/2017 - INTERESSADO: PC/AL. - ASSUNTO: CONTRATA-
ção conferida pela PORTARIA PGE Nº 300/2016, aprovo o PARECER PGE/PA-
ÇÃO. - DESPACHO PGE/ GAB. N° 1911/2018 - Conheço e aprovo o Despacho
1343/2018, conclusivo pelo deferimento do pleito. À SEPLAG.
PGE-PLIC/CD nº 1567/2018, da lavra da Coordenação da Procuradoria de Licita-
ções, Contratos e Convênios, que por suas razões e fundamentos jurídicos, conclui
PROCESSO Nº 1800 – 6410/2016 - INTERESSADO: ROGINALDO NICÁCIO
pela assinatura imediata do Contrato Emergencial, salvo se já concluído o regular
DA SILVA. - ASSUNTO: AFASTAMENTO PARA CONCORRER A CARGO
processo licitatório em curso. Destarte, remetam os autos à PC/AL para as provi-
ELETIVO. - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1648/2018 - Nos termos
dências ulteriores.
da delegação conferida pela PORTARIA PGE Nº 73/2018, conheço e aprovo o
DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-00-436/2018, conclusivo pelo indeferimento do
PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
pedido, uma vez que a candidatura do interessado não foi efetivada. À SEDUC.
MAILSON LUIZ PEREIRA DOS SANTOS
PROCESSO: 1700-8870/2016 - INTERESSADO: MARINELMA SANTOS
Responsável pela Resenha SILVA - ASSUNTO: EXONERAÇÃO - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-
-CD–1641/2018 - Nos termos da delegação conferida pela Portaria PGE nº
O SUBPROCURADOR GERAL DO ESTADO, EM EXERCÍCIO, ALEX RA- 300/2016, aprovo o PARECER PGE/PA-00-1319/2018, conclusivo pelo deferi-
MIRES DE ALMEIDA, NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES, DESPACHOU EM mento do pedido de exoneração, com fundamento no. artigo 41, da Lei Estadual n°
DATA DE 23 DE MAIO DE 2018, OS SEGUINTES PROCESSOS: 5.247/1991. Ao Gabinete Civil.

PROC: 2000.00535/2018 - INTERESSADO (A): KÁTIA FLORIPES BEZER- PROCESSO Nº 1800 – 14925/2005 - INTERESSADO: SUNITA ZANAT-
RA - ASSUNTO: SOLICITAÇÃO DE PPP - DESPACHO SUB PGE/GAB N° TA - ASSUNTO: ENQUADRAMENTO. - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/
1449/2018 - Aprovo o Parecer PGE/PA nº 0985/2018, já apreciado pela Coordena- CD–00–1652/2018 - Nos termos da delegação conferida pela PORTARIA PGE Nº
ção da Procuradoria Administrativa, com as razões nele contidas, conclusivo pelo 073/2018, aprovo o DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-00-551/2018. Encaminho os
deferimento do pleito da interessada. Destarte, remetam-se os autos à SESAU para autos ao Alagoas Previdência com as razões nele abrangido. Ao AL PREV.
providências.
PROCESSO Nº 2000 – 5604/2017 - INTERESSADO: MARIA CECÍLIA COR-
PROC: 5101.6250/2017 - INTERESSADO: PEDRO SILVA LIMA - ASSUNTO: DEIRO DE SOUZA - ASSUNTO: LICENÇA PARA TRATAR DE INTERESSE
ABONO PERMANÊNCIA. - DESPACHO SUB PGE/GAB. N° 1453/2018 - Apro- PARTICULAR. - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1651/2018 - Nos ter-
vo o Despacho Jurídico PGE/PAI/CD Nº 940/2018, da lavra da Coordenação da mos da delegação conferida pela PORTARIA PGE Nº 073/2018, aprovo o DESPA-
Procuradoria de Controle Técnico de Serviços Jurídicos da Administração Indireta, CHO JURÍDICO PGE/PA-00-531/2018, conclusivo pelo deferimento do pedido de
o qual acolheu Parecer Autáquico Nº 089/2018, por suas razões e fundamentos licença para tratar de interesse particular. À SESAU.
jurídicos, conclusivo pelo deferimento do pleito buscado no presente processo, com
as razões ali constantes.Vão os autos ao DETRAN para as providências ulteriores. PROCESSO Nº 1500 – 14718/2018 - INTERESSADO: MARIA FRANCISCA
DE MOURA SILVA - ASSUNTO: LICENÇA PRÊMIO POR ASSIDUIDADE. -
PROC: 2000.20796/2015 - INTERESSADO (A): SESAU. -ASSUNTO: ABER- DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1650/2018 - Nos termos da delegação
TURA DE SINDICÂNCIA - DESPACHO SUB PGE/GAB N° 1448/2018 - Aprovo conferida pela PORTARIA PGE Nº 073/2018, aprovo o PARECER PGE/PA-00-
o Despacho Jurídico PGE/PA-CD nº 1504/2018, da Coordenação da Procuradoria 1332/2018, conclusivo pelo deferimento condicionado do pedido de licença prêmio
Administrativa, o qual acolheu o Despacho Jurídico PGE/PA n° 505/2018 de fls. por assiduidade. À SEFAZ.
78/79, com as razões nele contidas. Destarte, remetam-se os autos à SESAU para
providências. PROCESSO: 2000-405/2018 - INTERESSADO: ADENISE BARBOSA SILVA -
ASSUNTO: DEVOLUÇÃO DO VALOR DO ADICIONAL DE INSALUBRIDA-
PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, Maceió/AL, 23 de maio de 2018. DE - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-CD-00-1630/2018 - Conheço e aprovo o
entendimento manifestado no Despacho Jurídico PGE/PA-00-529/2018, no que se
MAILSON LUIZ PEREIRA DOS SANTOS refere ao indeferimento do pleito encartado na inicial, porém discordo da funda-
Responsável pela Resenha mentação legal nele indicada para o presente caso. À SESAU.
8 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

PROCESSO: 2000-22469/2017 - INTERESSADO: APOLIANE KELLY VIEI- posteriores ao mês de setembro de 2012. Sigam os autos ao Alagoas Previdência,
RA AVELINO - ASSUNTO: DEVOLUÇÃO DO VALOR DO ADICIONAL DE órgão de origem, para conhecimento e providências que entender necessárias.
INSALUBRIDADE - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-CD-00-1631/2018 - Co-
nheço e aprovo o entendimento manifestado no Despacho Jurídico PGE/PA-00- PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, em Maceió (AL), 23 de maio de 2018.
525/2018, no que se refere ao indeferimento do pleito encartado na inicial, porém
discordo da fundamentação legal nele indicada para o presente caso. À SESAU. Flávia Aurora Rodrigues de Lima Silva
Responsável pela Resenha
PROCESSO: 2000-22052/2017 - INTERESSADO: ODILON CARDOZO DOS
ANJOS - ASSUNTO: DEVOLUÇÃO DO VALOR DO ADICIONAL DE INSA- A COORDENADORA DA PROCURADORIA DE LICITAÇÕES, CONTRATOS
LUBRIDADE - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-CD-00-1655/2018 - Nos termos E CONVÊNIOS, SAMYA SURUAGY DO AMARAL, DESPACHOU EM 23 DE
MAIO DE 2018, OS SEGUINTES PROCESSOS:
da delegação conferida pela Portaria PGE nº 73/2018, conheço do entendimento
manifestado no Despacho Jurídico PGE/PA-00-547/2018 para analisar o feito à luz
PROC Nº: 1203-319/2018 - INT: CORPO DE BOMBEIROS MILITAR - ASS:
do precedente exarado pela PGE, relativo à matéria. À SESAU.
CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1306/2018
- Conheço e aprovo o PARECER PGE/PLIC Nº 146/2018, presente nos autos, com
PROCESSO: 2000-22054/2017 - INTERESSADO: LAUZIA ANDRÉIA BISPO as razões nele contidas, conclusivo pela impossibilidade da contratação pretendida.
DOS SANTOS - ASSUNTO: DEVOLUÇÃO DO VALOR DO ADICIONAL DE Orienta-se, ademais, que a pasta interessada busque informações sobre a existência
INSALUBRIDADE - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-CD-00-1653/2018 - Nos de ata de registro de preços vigente à aderir em seu regular procedimento. Ao Cor-
termos da delegação conferida pela Portaria PGE nº 73/2018, conheço do enten- po de Bombeiros Militar.
dimento manifestado no Despacho Jurídico PGE/PA-00-548/2018 para analisar o
feito à luz do precedente exarado pela PGE, relativo à matéria. À SESAU. PROC Nº: 1204-136/2018 - INT: CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO –
CGE - ASS: PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO - DESPACHO PGE-PLIC-CD
PROCESSO: 2000-17444/2017 - INTERESSADO: MARIA JOSÉ ALVES DA Nº 1567/2018 - Conheço e aprovo o DESPACHO PGE/PLIC Nº 877/2018, presen-
SILVA - ASSUNTO: DEVOLUÇÃO DO VALOR DO ADICIONAL DE INSALU- te nos autos, com as razões nele contidas. À Controladoria Geral do Estado - CGE.
BRIDADE - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-CD-00-1654/2018 - Nos termos
da delegação conferida pela Portaria PGE nº 73/2018, conheço do entendimento PROC Nº: 2000-1257/2018 - INT: SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE –
manifestado no Despacho Jurídico PGE/PA-00-546/2018 para analisar o feito à luz SESAU - ASS: LOCAÇÃO DE IMÓVEL - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº
do precedente exarado pela PGE, relativo à matéria. À SESAU. 1565/2018 - Conheço e aprovo o DESPACHO PGE/PLIC Nº 948/2018, presen-
te nos autos, com as razões nele contidas. Alerto que, no caso dos autos, tendo
PROCESSO Nº 1500 – 8486/2018 - INTERESSADO: MARINE ARAÚJO ACIO- o relator optado pela aprovação condicionada, a autoridade consulente responde
LI - ASSUNTO: AVERBAÇÃO DE LICENÇA PRÊMIO. - DESPACHO JU- de forma pessoal e exclusiva pela omissão decorrente de eventual realização de
RÍDICO PGE/PA/CD–00–1650/2018 - Nos termos da delegação conferida pela procedimento sem a devida observância das recomendações, cujo cumprimento é
PORTARIA PGE Nº 073/2018, aprovo o PARECER PGE/PA-00-1234/2018, con- requisito do ato de aprovação. À Secretaria de Estado da Saúde - SESAU.
clusivo pelo deferimento do pedido de averbação de licença prêmio. À SEFAZ.
PROC Nº: 2600-566/2018 - INT: SECULT - ASS: CONTRATAÇÃO DE ARTIS-
TA E BANDA - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1561/2018 - Conheço e aprovo
PROCESSO Nº 1800 – 6227/2016 - INTERESSADO: VALFRÂNIA DE SOU-
o DESPACHO PGE/PLIC Nº 901/2018, presente nos autos, com as razões nele
ZA SANTOS. - ASSUNTO: AFASTAMENTO PARA CONCORRER A CARGO
contidas. Alerto que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprovação
ELETIVO. - DESPACHO JURÍDICO PGE/PA/CD–00–1649/2018 - Nos termos
condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela
da delegação conferida pela PORTARIA PGE Nº 73/2018, conheço e aprovo o omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida obser-
DESPACHO JURÍDICO PGE/PA-00-435/2018, conclusivo pelo indeferimento do vância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. À
pedido, uma vez que a candidatura da servidora não foi efetivada. À SEDUC. Secretaria de Estado da Cultura - SECULT.

Procuradoria Geral do Estado, Maceió/AL, 23 de Maio de 2018. PROC Nº: 2600-571/2018 - INT: SECULT - ASS: CONTRATAÇÃO DE ARTIS-
TA E BANDA - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1560/2018 - Conheço e aprovo
LINDOMAR JOSÉ ALBUQUERQUE LUNA ALMEIDA o DESPACHO PGE/PLIC Nº 900/2018, presente nos autos, com as razões nele
Responsável pela Resenha contidas. Alerto que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprovação
condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela
omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida obser-
A COORDENADORA DA PROCURADORIA DA FAZENDA ESTADUAL vância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. À
EMMANUELLE DE ARAÚJO PACHECO MARROQUIM, DESPACHOU EM Secretaria de Estado da Cultura - SECULT.
DATA DE 23 DE MAIO DE 2018, O(S) SEGUINTES PROCESSO(S):
PROC Nº: 2600-574/2018 - INT: SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA
PROC: 1500-037747/2001 ( apenso: 1500-033907/2002 e 1500-016472/2008) – SECULT - ASS: INEXIGIBILIDADE. ART. 25, III DA LEI 8.666/93 - DESPA-
INTERESSADO: JOÃO FERREIRA DIAS ME ASS: PRESCRIÇÃO DESPA- CHO PGE-PLIC-CD Nº 1568/2018 - Conheço e aprovo o DESPACHO PGE/PLIC
CHO PGE/PFE-CD nº 0614/2018 - EMENTA: PROCESSO ADMINISTRATIVO. Nº 945/2018, presente nos autos, com as razões nele contidas. Alerto que, no caso
TRIBUTÁRIO. EXTINÇÃO. PRESCRIÇÃO. ART. 156, V DO CÓDIGO TRIBU- dos autos, tendo o relator optado pela aprovação condicionada, a autoridade con-
TÁRIO NACIONAL. CONCORDÂNCIA. Trata-se de Processo Administrativo sulente responde de forma pessoal e exclusiva pela omissão decorrente de eventual
realização de procedimento sem a devida observância das recomendações, cujo
Fiscal referente ao Débito nº 900183. Conheço e concordo com o Parecer PGE/PFE
cumprimento é requisito do ato de aprovação. À Secretaria de Estado da Cultura
nº 258/2017, de lavra do Ilustre Procurador de Estado JOÃO FERREIRA DIAS-
- SECULT.
ME, conclusivo pela extinção do crédito tributário pela prescrição. Em face do
exposto, nos termos do inciso XII do artigo 11 da Lei Complementar nº 07/1991 e
PROC Nº: 2600-620/2018 - INT: SECULT - ASS: CONTRATAÇÃO DE ARTIS-
da Portaria PGE nº 073/2018, APROVO o referido parecer devendo os autos serem TA E BANDA - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1562/2018 - Conheço e aprovo
encaminhados a SEFAZ, para as medidas cabíveis. o DESPACHO PGE/PLIC Nº 899/2018, presente nos autos, com as razões nele
contidas. Alerto que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprovação
PROC: 4799-6001/2015 INTERESSADA: JUAREZ MACHADO DE AMO- condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela
RIM ASS: SOLICITAÇÃO DE RESTITUIÇÃO DE CONTRIBUIÇÃO PREVI- omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida obser-
DENCIÁRIA. DESPACHO PGE/PFE-CD nº 0620/2018 - EMENTA: PROCES- vância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. À
SO ADMINISTRATIVO. PEDIDO DE RESTITUIÇÃO DE CONTRIBUIÇÃO Secretaria de Estado da Cultura - SECULT.
PREVIDENCIÁRIA. DEFERIMENTO CONCORDÂNCIA. Trata-se de pedido
de restituição dos valores descontados a título de contribuição previdenciária, for- PROC Nº: 2600-633/2018 - INT: SECULT - ASS: CONTRATAÇÃO DE ARTIS-
mulado pela parte interessada. Conheço e concordo com o Parecer PGE/PFE nº TA E BANDA - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1558/2018 - Conheço e aprovo
263/2018 de lavra do ilustre Procurador de Estado CHARLES WESTON FIDELIS o DESPACHO PGE/PLIC Nº 922/2018, presente nos autos, com as razões nele
FERREIRA, em conformidade com o Despacho PGE/PA/SUBUNIDADE PREVI- contidas. Alerto que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprovação
DÊNCIÁRIA nº 211/2018 às fl.s 40/41, conclusivo pelo DEFERIMENTO do pedi- condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela
do da restituição dos valores descontados a título de contribuições previdenciárias omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida obser-
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 9
vância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. À DESPACHO PGE/PLIC Nº 897/2017, presente nos autos, com as razões nele con-
Secretaria de Estado da Cultura - SECULT. tidas, conclusivo pela possibilidade jurídica da contratação direta pleiteada. Alerto
que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprovação condicionada, a au-
PROC Nº: 3300-788/2018 - INT: SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAES- toridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela omissão decorrente
TRUTURA - SEINFRA/AL - ASS: PRORROGAÇÃO DE CONVÊNIO - DES- de eventual realização de procedimento sem a devida observância das recomenda-
PACHO PGE-PLIC-CD Nº 1545/2018 - Versam os presentes autos sobre a possi- ções, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. Ademais, é sobremodo
bilidade jurídica de prorrogação do Convênio nº 740443/2010/MTUR, SIAFI Nº importante ressaltar que, antes da assinatura do contrato, caso se trate de aquisição
740443, cujo objeto consiste na execução de Obras de Recuperação do Sistema de material permanente, os autos devem ser encaminhados ao CPOF, caso se trata
Catolé Cardoso, 2ª Etapa, conforme solicitação de fls. 02. Em conformidade com a de aquisição de material de consumo deve o ordenador de despesa do órgão atestar
Portaria 337/2016, publicada no DOE/AL de 16.08.2016, foi designado Procurador que os bens a serem adquiridos são destinados ao desenvolvimento das atividades
de Estado para o desempenho de suas funções na Subunidade da PGE-PLIC/AL, essenciais do órgão. À Perícia Oficial de Alagoas - POAL.
especializada na matéria pertinente às obras e serviços de engenharia do Estado
de Alagoas. Nesse contexto, portanto, encaminhem os autos à PGE-PLIC-SUB- PROC Nº: 20105-259/2018 - INT: PERÍCIA OFICIAL DE ALGOAS – POAL -
-SEINFRA/AL para analisar os presentes autos, entendendo que, a essa subunida- ASS: CONTRATAÇÃO DIRETA POR DISPENSA DE LICITAÇÃO EM RAZÃO
de, compete o desempenho das funções previstas no Parágrafo único do art.38 da DO VALOR - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1548/2018 - Conheço e aprovo o
Lei Federal nº 8.666/1993, nos procedimentos que envolvem as obras e serviços de DESPACHO PGE/PLIC Nº 894/2017, presente nos autos, com as razões nele con-
engenharia no âmbito do Estado de Alagoas. À SEINFRA/AL. tidas, conclusivo pela possibilidade jurídica da contratação direta pleiteada. Alerto
que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprovação condicionada, a au-
PROC Nº: 4105-033/2017 - INT: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO NA GES- toridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva pela omissão decorrente
TÃO DE PROCESSOS – AMGESP - ASS: REGISTRO DE PREÇO. FASE de eventual realização de procedimento sem a devida observância das recomenda-
EXTERNA - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1550/2018 - Conheço e aprovo o ções, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. Ademais, é sobremodo
DESPACHO PGE/PLIC Nº 907/2018, presente nos autos, com as razões nele con- importante ressaltar que, antes da assinatura do contrato, caso se trate de aquisição
tidas, havendo ensejo para a realização dos atos de homologação e assinatura da de material permanente, os autos devem ser encaminhados ao CPOF, caso se trata
ata pretendida. Ademais, é sobremodo importante ressaltar que, antes da assinatura de aquisição de material de consumo deve o ordenador de despesa do órgão atestar
do contrato, caso se trate de aquisição de material permanente, os autos devem que os bens a serem adquiridos são destinados ao desenvolvimento das atividades
ser encaminhados ao CPOF, caso se trata de aquisição de material de consumo essenciais do órgão. À Perícia Oficial de Alagoas - POAL.
deve o ordenador de despesa do órgão atestar que os bens a serem adquiridos são
destinados ao desenvolvimento das atividades essenciais do órgão, no momento PROC Nº: 20105-1604/2018 - INT: DELEGACIA GERAL DE POLÍCIA CIVIL –
da contratação. À Agência de Modernização na Gestão de Processos - AMGESP. DGPC - ASS: AQUISIÇÃO DE ARMAS DE FOGO. INEXIGIBILIDADE - DES-
PACHO PGE-PLIC-CD Nº 1521/2018 - Conheço e aprovo o DESPACHO PGE/
PROC Nº: 4105-1392/2016 - INT: AMGESP - ASS: REGISTRO DE PREÇO. PLIC Nº 936/2017, presente nos autos, com as razões nele contidas, conclusivo
FASE EXTERNA - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1551/2018 - Conheço e apro- pela possibilidade jurídica da contratação direta pleiteada. Alerto que, no caso dos
vo o PARECER PGE/PLIC Nº 909/2018, presente nos autos, com as razões nele autos, tendo o relator optado pela aprovação condicionada, a autoridade consu-
contidas, conclusivo pela regularidade dos atos da fase externa, havendo ensejo lente responde de forma pessoal e exclusiva pela omissão decorrente de eventual
para a realização dos atos de homologação e assinatura da ata pretendida. Ademais, realização de procedimento sem a devida observância das recomendações, cujo
é sobremodo importante ressaltar que, antes da assinatura do contrato, caso se trate cumprimento é requisito do ato de aprovação. Ademais, é sobremodo importante
de aquisição de material permanente, os autos devem ser encaminhados ao CPOF, ressaltar que, antes da assinatura do contrato, caso se trate de aquisição de material
caso se trata de aquisição de material de consumo deve o ordenador de despesa do permanente, os autos devem ser encaminhados ao CPOF, caso se trata de aquisição
órgão atestar que os bens a serem adquiridos são destinados ao desenvolvimento de material de consumo deve o ordenador de despesa do órgão atestar que os bens
das atividades essenciais do órgão, no momento da contratação. À Agência de Mo- a serem adquiridos são destinados ao desenvolvimento das atividades essenciais do
dernização da Gestão de Processos - AMGESP. órgão. À Delegacia Geral de Polícia Civil - DGPC.
PROC Nº: 3600-163/2017 - INT: SECRETARIA DE ESTADO DO ESPORTE,
PROCURADORIA DE LICITAÇÕES E CONTRATOS E CONVÊNIOS, MA-
LAZER E JUVENTUDE – SELAJ - ASS: FASE EXTERNA. MODALIDADE
CEIÓ/AL, 23 DE MAIO DE 2018.
PREGÃO ELETRÔNICO - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1554/2018 - Conheço
e aprovo o PARECER PGE/PLIC Nº 185/2018, presente nos autos, com as razões
BÁRBARA BARBOSA DE LIMA SILVA
nele contidas, havendo ensejo para a realização dos atos de homologação e as-
Responsável pela resenha
sinatura da ata pretendida. Alerto que, no caso dos autos, tendo o relator optado
pela aprovação condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal
e exclusiva pela omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem
. .

a devida observância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social
aprovação. Ademais, é sobremodo importante ressaltar que, antes da assinatura do EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

contrato, caso se trate de aquisição de material permanente, os autos devem ser


encaminhados ao CPOF, caso se trata de aquisição de material de consumo deve EXTRATO DO 1° TERMO ADITIVO DE PRAZO DO CONTRATO Nº 052/2017,
o ordenador de despesa do órgão atestar que os bens a serem adquiridos são des- QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DE ALAGOAS, POR INTERMÉDIO
tinados ao desenvolvimento das atividades essenciais do órgão, no momento da DA SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DO DESENOLVIMENTO
contratação. À Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude - SELAJ. SOCIAL, E A EMPRESA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL.
Processo: 13020-00483/2016
PROC Nº: 4105-1535/2017 - INT: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GES- Contrato n° AMGESP/AL N° 052/2017
TÃO DE PROCESSOS – AMGESP - ASS: FASE INTERNA. REGISTRO DE Extrato n° 007/2018
PREÇOS - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1557/2018 - Conheço e aprovo o DES- CONTRATANTE: O Estado de Alagoas, por intermédio da SECRETARIA DE
PACHO PGE/PLIC Nº 898/2018, presente nos autos, com as razões nele contidas, ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL – SEADES,
conclusivo pela regularidade dos atos da fase interna, devendo os autos prosseguir inscrita no CNPJ sob o nº 03.583.043/0001-35, com sede na Avenida Comendador
para fase externa. Alerto que, no caso dos autos, tendo o relator optado pela aprova- Calaça, 1399, Poço – CEP: 57.025-640, representado pelo Secretário de Estado
ção condicionada, a autoridade consulente responde de forma pessoal e exclusiva Sr. Fernando Soares Pereira, inscrito no CPF sob o nº 033.887.204-36, conforme
pela omissão decorrente de eventual realização de procedimento sem a devida ob- autorização governamental publicada no Diário Oficial de 09 de janeiro de 2017;
servância das recomendações, cujo cumprimento é requisito do ato de aprovação. CONTRATADA: A empresa UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS -
Ademais, é sobremodo importante ressaltar que, antes da assinatura do contrato, UFAL, inscrita no CNPJ n° 24.464.109/0001-35 e estabelecida no Campus A. C
caso se trate de aquisição de material permanente, os autos devem ser encaminha- Simões – Av. Lourival Melo Mota, S/N, tabuleiro dos Martins, CEP: 57072-900,
dos ao CPOF, caso se trata de aquisição de material de consumo deve o ordenador Maceió/AL, contato: 82 3214-1004/3214-1006/3214-1007, e-mail: Gr@reitoria.
de despesa do órgão atestar que os bens a serem adquiridos são destinados ao de- ufal.br, representada pela sua Reitora , Sra. Maria Valéria Costa Correia, inscrito
senvolvimento das atividades essenciais do órgão, no momento da contratação. À no CPF n° 284.480.734-87, de acordo coma representação que lhe é outorgada por
Agência de Modernização da Gestão de Processos - AMGESP. estatuto e regimento geral da Ufal.

PROC Nº: 20105-167/2018 - INT: PERÍCIA OFICIAL DE ALGOAS – POAL - OBJETO DO CONTRATO: Primeiro termo aditivo de prazo ao contrato AMGESP
ASS: CONTRATAÇÃO DIRETA POR DISPENSA DE LICITAÇÃO EM RAZÃO n° 052/2017, conforme artigo 57, II Lei Federal n° 8.666/1993.
DO VALOR - DESPACHO PGE-PLIC-CD Nº 1549/2018 - Conheço e aprovo o DATA DE ASSINATURA: 02 de maio de 2018.
10 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

VALOR CONTRATUAL: O valor do presente Termo de Contrato não será alterado Prazo para envio das propostas: 05 (cinco) dias úteis, a contar da data desta
e é de R$ 1.709.431,71 (um milhão setecentos e nove mil quatrocentos e trinta e um publicação.
reais e setenta e um centavos);
DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: A despesa desta contratação está programa- Maceió, 23 de Maio de 2018.
da em dotação orçamentário própria, prevista constante no orçamento do Estado
LEONARDO CÉSAR JORDÃO ALVES
de Alagoas, para o exercício de 2018 na classificação: Programa de Trabalho:
Gerente do Núcleo de Cotação/SSP-AL
08.128.0208.3310 – Promoção da Educação Permanente e da Qualificação dos
Protocolo 358516
Trabalhadores do SUAS, Ação: 3310, Região: 210 – Todo o Estado, Elemento de
Despesa: 339039 – Serviços de Terceiros Pessoa Jurídica, Fonte: 0110 – Recursos *REPUBLICADO POR INCORREÇÃO
Federais, no orçamento vigente. ONDE SE LÊ:
UG: 510526 – Fundo Estadual de Assistência Social. PORTARIA Nº130/GSEP/2018
GESTOR DO CONTRATO: Sra. Morgana Maria de Almeida Tavares - Matrícula                 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE POLÍTICAS DA SEGURANÇA PÚ-
236-4, inscrito no CPF sob o n. 059.344.664-02, lotada na SEADES/AL. BLICA, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, tendo em vista o que esta-
BASE LEGAL: Nos termos do Processo de nº 13020-00483/2016 e em observân- belece o art. 4º do Decreto nº 17.760, de 16 de janeiro de 2012, em combinação com o
cia às disposições da Lei nº 8.666, de 1993, da Lei nº 10.520, de 2002, e da Lei nº Anexo I da Lei nº7.313, de 20 de dezembro de 2011 e a previsão contida no Decreto
8.078, de 1990 - Código de Defesa do Consumidor. nº 23.086, de 22 de outubro de 2012, alterado pela Lei nº 7.550 publicada no dia 14 de
Outubro de 2013 e considerando o que consta no processo de nº 01206-05959/2017.
Maceió, 23 de maio de 2018.
                I - RESOLVE conceder aos servidores infra mencionados, todos do
FERNANDO SOARES PEREIRA serviço ativo da POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS, lotados no(a) 3º BPM, a in-
Secretário de Estado denização no valor de R$ 600,00, rateada igualmente entre eles, por terem no dia
11/11/2017, no exercício regular de suas atribuições e em função dela, apreen-
. .

dido e encaminhado à autoridade policial competente a(s) arma(s) de fogo abai-


Secretaria de Estado da Cultura - SECULT/AL xo relacionada(s), em situação irregular, na forma da Lei Federal nº 10.826, de
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR
22 de dezembro de 2003 e do Decreto Federal nº 5.123, de 1º de julho de 2004:

PORTARIA Nº 48/2018. Maceió, 23 de maio de 2018. Servidores


Servidor Cargo CPF Valor Individual
A SECRETÁRIA DE ESTADO DA CULTURA, no uso de suas atribuições e prer- JUVENAL FRANCISCO DA 3º SGT 81435053400 R$ 200,00
rogativas legais conforme Decreto 41.616 de 1º de setembro de 2015, tendo em SILVA
vista o que estabelece a Lei Delegada nº 47, de 10 de agosto de 2015, e, em conso- VICTOR HUGO BARBOSA SD 06406933427 R$ 200,00
nância com o art. 13 do Decreto nº 3.993, de 27.03.2008, divulga o RESULTADO, DA SILVA
de acordo com a decisão da Comissão Julgadora, designada através da Portaria nº
JUVENAL FRANCISCO DA SD 09164637450 R$ 200,00
021/2018, publicada no DOEAL em 28 de março de 2018, em atendimento ao dis- SILVA
posto no EDITAL nº 06/2018. Não havendo recursos, nem interposição, fica HO-
MOLAGADA A LIGA DAS QUADRILHAS JUNINAS DE ALAGOAS – CNPJ: Armas
06.205.990/0001-80 para o Projeto São João em Alagoas – 2018.
Tipo Número Valor
MELLINA TORRES FREITAS PISTOLA .380 KIZ23341 R$ 600,00
Secretária de Estado da Cultura
                 II - As despesas decorrentes da presente Lei correrão
. .
por conta da seguinte dotação orçamentária: P.T:0612200042001;
RP:210; AÇÃO:2001; Natureza das despesa: 33.90.92-Desepesa de
Secretário de Estado da Segurança Pública de Alagoas - SSP exercício anterior; Fonte 0100, conforme art. 7º, da Lei 7.313/2011.
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR

                PUBLIQUE-SE
PORTARIA Nº 0564/GS/ 2018
                SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA, em Maceió
O SECRETÁRIO DE ESTADO, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, - AL, 15 de fevereiro de 2018.
RESOLVE tornar sem efeito a Portaria nº 463/2018 de 16 de maio de 2018, Manoel Acácio Júnior
que resolveu conceder férias em favor do servidor SÉRGIO ANDRÉ CAMPOS Secretário Executivo de Pol. da Segurança Pública - SSP/AL
MENDONÇA, CPF.: 028.874.474-83, em razão da solicitação do interessado.
LEIA-SE:
PORTARIA Nº130/GSEP/2018
SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANCA PUBLICA, Maceió/AL, 21 de
                O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE POLÍTICAS DA SEGURANÇA
maio de 2018. PÚBLICA, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, tendo em vista o que es-
tabelece o art. 4º do Decreto nº 17.760, de 16 de janeiro de 2012, em combinação com
PAULO DOMINGOS DE ARAÚJO LIMA JÚNIOR - CEL QOC PM R/R o Anexo I da Lei nº7.313, de 20 de dezembro de 2011 e a previsão contida no Decreto
Secretário de Estado da Segurança Pública nº 23.086, de 22 de outubro de 2012, alterado pela Lei nº 7.550 publicada no dia 14 de
Protocolo 358532 Outubro de 2013 e considerando o que consta no processo de nº 01206-05959/2017.

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA - SSP                 I - RESOLVE conceder aos servidores infra mencionados, todos do serviço
ativo da POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS, lotados no(a) 3º BPM, a indenização
CONVOCAÇÃO Nº 029/CEA/SSP-2018 no valor de R$ 600,00, rateada igualmente entre eles, por terem no dia 11/11/2017,
no exercício regular de suas atribuições e em função dela, apreendido e encaminha-
AVISO DE COTAÇÃO
do à autoridade policial competente a(s) arma(s) de fogo abaixo relacionada(s), em
A Chefia Executiva Administrativa/SSP torna público que está recebendo cotações
situação irregular, na forma da Lei Federal nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003
de preços conforme dados que seguem: e do Decreto Federal nº 5.123, de 1º de julho de 2004:
Processo nº: 2100-939/2018
Objeto: Aquisição de Fuzis de Precisão e de Patrulha Semiautomático no calibre Servidores
7,62x51mm/.308 Winchester .
Servidor Cargo CPF Valor Individual

Informações: Através do e-mail sspalcompras@gmail.com, telefones 82-3315- JUVENAL FRANCISCO DA 3º SGT 81435053400 R$ 200,00
SILVA
2309/2357 ou na Sala 101 da Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 11
                I - RESOLVE conceder aos servidores infra mencionados, todos do serviço
VICTOR HUGO BARBOSA SD 06406933427 R$ 200,00
DA SILVA ativo da POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS, lotados no(a) 2º BPM, a indenização
no valor de R$ 500,00, rateada igualmente entre eles, por terem no dia 23/02/2018,
PERCIVAL GOMES DE SÁ SD 09164637450 R$ 200,00 no exercício regular de suas atribuições e em função dela, apreendido e encaminha-
JUNIOR do à autoridade policial competente a(s) arma(s) de fogo abaixo relacionada(s), em
situação irregular, na forma da Lei Federal nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003
Armas e do Decreto Federal nº 5.123, de 1º de julho de 2004:
Tipo Número Valor
Servidores
PISTOLA R$
KIZ23341 Servidor Cargo CPF Valor Individual
.380 600,00
CARLES ADRIANO ALVES 2º SGT 81600534449 R$ 166,67
                 II - As despesas decorrentes da presente Lei correrão CARDOSO
por conta da seguinte dotação orçamentária: P.T:0612200042001;
ANDERSON RANIERE GUI- 2º SGT 05715446490 R$ 166,67
RP:210; AÇÃO:2001; Natureza das despesa: 33.90.92-Desepesa de
MARÃES DANTAS
exercício anterior; Fonte 0100, conforme art. 7º, da Lei 7.313/2011.
KLEISEANY TENÓRIO NERI SD 04920170424 R$ 166,67
                PUBLIQUE-SE
Armas
                SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA, em Maceió Tipo Número Valor
- AL, 15 de fevereiro de 2018.
REVOLVER .38 661236 R$ 500,00
Manoel Acácio Júnior               
Secretário Executivo de Pol. da Segurança Pública - SSP/AL    II - As despesas decorrentes da presente Lei correrão por conta da seguinte
dotação orçamentária: P.T:0612200042001; RP:210; AÇÃO:2001; Natureza das
*REPUBLICADO POR INCORREÇÃO despesa: 33.90.31-Premiações; Fonte 0100, conforme art. 7º, da Lei 7.313/2011.
ONDE SE LÊ:
                PUBLIQUE-SE
PORTARIA Nº327/GSEP/2018
                O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE POLÍTICAS DA SEGURANÇA PÚ-                 SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA, em Maceió
BLICA, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, tendo em vista o que esta- - AL, 27 de março de 2018.
belece o art. 4º do Decreto nº 17.760, de 16 de janeiro de 2012, em combinação com o Manoel Acácio Júnior
Anexo I da Lei nº7.313, de 20 de dezembro de 2011 e a previsão contida no Decreto Secretário Executivo de Pol. da Segurança Pública - SSP/AL
nº 23.086, de 22 de outubro de 2012, alterado pela Lei nº 7.550 publicada no dia 14 de
Outubro de 2013 e considerando o que consta no processo de nº 01206-01353/2018. . .

Secretaria de Estado de Ressocialização e


                I - RESOLVE conceder aos servidores infra mencionados, todos do Inclusão Social - SERIS
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

serviço ativo da POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS, lotados no(a) 2º BPM, a in-


denização no valor de R$ 500,00, rateada igualmente entre eles, por terem no dia PORTARIA 283/2018 - SERIS
23/02/2018, no exercício regular de suas atribuições e em função dela, apreen-
dido e encaminhado à autoridade policial competente a(s) arma(s) de fogo abai- O SECRETÁRIO DE ESTADO DE RESSOCIALIZAÇÃO E INCLUSÃO SO-
xo relacionada(s), em situação irregular, na forma da Lei Federal nº 10.826, de CIAL, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, com supedâneo na Lei
22 de dezembro de 2003 e do Decreto Federal nº 5.123, de 1º de julho de 2004: Delegada nº 47, de 10 de agosto de 2015, e considerando as disposições da Lei
Federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008:
Servidores
Servidor Cargo CPF Valor Individual RESOLVE:

CARLES ADRIANO ALVES 2º SGT 81600534449 R$ 250,00 Art. 1º Constituir Comissão para elaboração de normas de
CARDOSO procedimentos, no âmbito desta Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão
KLEISEANY TENÓRIO SD 04920170424 R$ 250,00 Social - Seris, para controle de material apreendido, ilícitos e/ou proibidos, visando
NERI a catalogação, guarda, encaminhamento para coleta de dados e demais providên-
cias dos setores e autoridades competentes.
Armas
Art. 2º A Comissão para regulamentação terá os seguintes
Tipo Número Valor
integrantes e será coordenada pelo primeiro.
REVOLVER .38 661236 R$ 500,00
I - CLETIANO ANTÔNIO NAVARRO FERRO - Cap. PM, Chefe Administrativo,
                II - As despesas decorrentes da presente Lei correrão por conta da seguinte Mat. 120.073-9 (Presidente);
dotação orçamentária: P.T:0612200042001; RP:210; AÇÃO:2001; Natureza das II - ELIANDRO RODRIGUES VIANA – 1º Ten. PM, Gerente de Inteligência,
despesa: 33.90.31-Premiações; Fonte 0100, conforme art. 7º, da Lei 7.313/2011. Mat. 120.296-0 (Relator);
III - CARLOS HENRIQUE TOLEDO VOSS, Supervisor da Gestão de Segurança
                 PUBLIQUE-SE da Informação, Mat. 46.694-8;
IV - GLEYTON MARCOS FERRAZ MENDES, Agente Penitenciário, Mat.
                SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA, em Maceió 30.337-2;
- AL, 27 de março de 2018. V - MARCIANO ALEX DA SILVA, Chefe de Segurança e Disciplina, Mat.
Manoel Acácio Júnior 53.010-7;
Secretário Executivo de Pol. da Segurança Pública - SSP/AL
Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial do
LEIA-SE: Estado de Alagoas.
PORTARIA Nº327/GSEP/2018
                O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE POLÍTICAS DA SEGURANÇA DÊ-SE CIÊNCIA, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE.
PÚBLICA, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, tendo em vista o que
estabelece o art. 4º do Decreto nº 17.760, de 16 de janeiro de 2012, em combinação GABINETE DO SECRETÁRIO DE ESTADO DE RESSOCIALIZA-
com o Anexo I da Lei nº7.313, de 20 de dezembro de 2011 e a previsão contida no ÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL, em, Maceió 22 de maio de 2018.
Decreto nº 23.086, de 22 de outubro de 2012, alterado pela Lei nº 7.550 publica-
da no dia 14 de Outubro de 2013 e considerando o que consta no processo de nº MARCOS SÉRGIO DE FREITAS SANTOS – Cel. QOC PM
01206-01353/2018. Secretário de Estado de Ressocialização e Inclusão Social
12 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

PORTARIA 276/2018/SERIS PORTARIA 277/2018/SERIS

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE RESSOCIALIZAÇÃO E INCLUSÃO SO- O SECRETÁRIO DE ESTADO DE RESSOCIALIZAÇÃO E INCLUSÃO SO-
CIAL, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, com supedâneo na Lei CIAL, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, com supedâneo na Lei
Delegada n° 47, publicada no Diário Oficial em 10 de agosto de 2015, com base Delegada n° 47, publicada no Diário Oficial em 10 de agosto de 2015, com base
no artigo 59 da Lei de Execuções Penais - LEP, bem como no Decreto nº 38.295 no artigo 59 da Lei de Execuções Penais - LEP, bem como no Decreto nº 38.295
de 14 de fevereiro de 2000 – Regulamentos do Sistema Penitenciário RESOLVE: de 14 de fevereiro de 2000 – Regulamentos do Sistema Penitenciário RESOLVE:

Art. 1º - DESIGNAR os servidores, abaixo relacionados, para compor o Conselho Art. 1º - DESIGNAR os servidores, abaixo relacionados, para compor a Comissão
Disciplinar da seguinte Unidade Penitenciária: Sindicante Disciplinar da seguinte Unidade Penitenciária:

ESTABELECIMENTO PRISIONAL DE SEGURANÇA MÉDIA ESTABELECIMENTO PRISIONAL DE SEGURANÇA MÉDIA


PROFESSOR CYRIDIÃO DURVAL E SILVA PROFESSOR CYRIDIÃO DURVAL E SILVA
NOME FUNÇÃO MATRÍCULA NOME FUNÇÃO MATRÍCULA
Eduardo Gouveia da Costa Presidente 30188-4 José Antunes Neto 1º Membro 31.659-8
Marcelo Querino da Silva Segurança e Disciplina 51336-9 Walmary Silva dos Santos 2º Membro 47.682-0
Flávio Henrique Catão Nogueira Jurídico 53162-6 Alessandro Ferreira Calheiros 3º Membro 29.713-5
Michele Teixeira de Moura Santiago Assistente Social 4697 Lázaro Luis S. Calafange Secretária 52.965-6
Luisa Maria Holanda Guimarães Psicóloga 5366
Art. 2º - REVOGAR o disposto na Portaria 557/2017/SERIS.
Art. 2º - REVOGAR o disposto na Portaria 416/2017/SERIS.
DÊ-SE CIÊNCIA, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE.
DÊ-SE CIÊNCIA, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE.
GABINETE DO SECRETÁRIO DE ESTADO DE RESSOCIALIZA-
GABINETE DO SECRETÁRIO DE ESTADO DE RESSOCIALIZA- ÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL, em, Maceió 21 de maio de 2018.
ÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL, em, Maceió 21 de maio de 2018.

MARCOS SÉRGIO DE FREITAS SANTOS – Cel. QOC PM MARCOS SÉRGIO DE FREITAS SANTOS – Cel. QOC PM
Secretário de Estado de Ressocialização e Inclusão Social Secretário de Estado de Ressocialização e Inclusão Social

TERMO DE APOSTILAMENTO AO TERMO DE CONTRATO SERIS Nº 055/2018, QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DE ALAGOAS, POR INTERMÉDIO
DA SECRETARIA DE ESTADO DE RESSOCIALIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL - SERIS, E A EMPRESA L. CARLOS LINS DE LIMA ME, PARA AQUISIÇÃO
DE BENS.
ANOTAÇÃO
Por razões de ordenamento administrativo, e para retificar o que consta nos itens 1.2. da Clausula Primeira e 3.1 da Clausula Terceira do Termo do Contrato SERIS nº
055/2018, vinculado ao Processo nº 34000.0285/2018, faço a seguinte anotação:
ONDE SE LÊ:
1. CLÁUSULA PRIMEIRA – OBJETO
(...)
1.2. Discriminação do objeto:
Ata de Registro de Preços
Valor
Item Descrição do Item Quantidade/ Unid Valor Global (R$)
N.º AMGESP ITEM Unitário (R$)

(...)

03 Sabão em pó, embalagem 1 kg. 207/2017 08 3.750 emb. 2,57 9.637,50

(...)

TOTAL R$ 52.052,50
...
3. CLÁUSULA TERCEIRA – PREÇO
3.1. O valor do presente Termo de Contrato é de R$ 52.052,50 (cinquenta e dois mil cinquenta e dois reais e cinquenta centavos).
...
LEIA-SE:
1. CLÁUSULA PRIMEIRA – OBJETO
(...)
1.2. Discriminação do objeto:
Ata de Registro de Preços Valor
Item Descrição do Item Quantidade/ Unid Valor Global (R$)
N.º AMGESP ITEM Unitário (R$)
(...)
03 Sabão em pó, embalagem 1 kg. 207/2017 08 2.750 emb. 2,57 7.067,50
(...)
TOTAL R$ 49.482,50
...
3. CLÁUSULA TERCEIRA – PREÇO
3.1. O valor do presente Termo de Contrato é de R$ 49.482,50 (quarenta e nove mil quatrocentos e oitenta e dois reais e cinquenta centavos).
...
Para constar e surtir seus efeitos jurídicos lavra-se o presente termo de apostilamento, com base no artigo 65 da Lei Federal nº 8.666/93.
Em, 18 de maio de 2018.
MARCOS SÉRGIO DE FREITAS SANTOS – Cel QOC PM
Secretário de Estado de Ressocialização e Inclusão Social
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 13
EXTRATO DO CONTRATO SERIS Nº 056/2018, PARA PRESTAÇÃO DE SER- MARIA ERICA DA SILVA 716.589.724-06
VIÇOS, QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DE ALAGOAS, POR IN-
MARIA JUSSIARA DA SILVA 125.772.414-29
TERMÉDIO DA SECRETARIA DE ESTADO DE RESSOCIALIZAÇÃO E IN-
CLUSÃO SOCIAL - SERIS, E A EMPRESA ENGENHARIA SANT’ANA LTDA. MARIA OLIVIA DE SOUZA OLIVEIRA 125.136.374-10
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 34000.0400/2017. MARIA PATRICIA SANTOS DA SILVA 715.354.294-96
CONTRATANTE: O Estado de Alagoas, por intermédio da Secretaria de Estado de MARIA SENHORA RODRIGUES DOS SANTOS 125.772.964-01
Ressocialização e Inclusão Social - SERIS, inscrita no CNPJ nº 20.279.762/0001- MARIA SIELMA DE LIMA BEZERRA 703.375.364-06
86. MARIA VANESSA GUERRA DA SILVA 703.375.924-03
CONTRATADA: A empresa ENGENHARIA SANT’ANA LTDA, inscrita no RODRIGO LUIZ DA SILVA 708.254.194-50
CNPJ sob o nº 32.775.223/0001-17.
RONALDO SILVA DOS SANTOS 708.249.044-51
OBJETO: Serviços de manutenção preventiva e corretiva nos grupos de geradores.
VALOR GLOBAL: R$ 136.999,80 (cento e trinta e seis mil novecentos e noventa ROZE DA SILVA PEREIRA 110.037.694-11
e nove reais e oitenta centavos). ROZELI SANTOS DE MELO 708.260.124-77
VIGÊNCIA: 12 (doze) meses, contados da data de publicação do extrato contratual SANDRIELE APARECIDA DA SILVA 145.435.684-78
no Diário Oficial do Estado, a partir de quando as obrigações assumidas pelas par- VANESSA MELO DA SILVA 708.241.154-57
tes serão exigíveis, sendo prorrogável na forma do art. 57, da Lei nº 8.666, de 1993.
DATA DA ASSINATURA: 23/05/2018.
SIGNATÁRIOS: Sr. Marcos Sérgio de Freitas Santos, pela Contratante, e o(a) PORTARIA/SEDUC Nº 2.225/2018
Sr(a). Flávio Freire Araújo Santana, pela Contratada. A SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições le-
gais e que lhes são conferidas pelo Art. 114, da Constituição do Estado de Alagoas,
Fabiano Reis da Cunha Pinto tendo em vista o que estabelece a Lei Delegada n.º 47 de 10 de agosto de 2015, e
Responsável pela resenha o Processo Administrativo nº 1800-005187/2018, e
Considerando a Portaria SEDUC nº 8.967/2016, que dispõe a cerca dos procedi-
. .

mentos para publicação dos concluintes da Educação Básica da Rede de Ensino


Secretaria de Estado da Educação - SEDUC Estadual de Alagoas;
RESOLVE:
Art. 1° - Tornar Público a Relação dos Alunos Concluintes do Ensino Médio,na
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR

PORTARIA/SEDUC Nº 2.223/2018 Modalidade Educação Para Jovens e Adultos - EJA da Escola Estadual Campos
A SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições le- Teixeira, no ano letivo 2017, conforme Anexo Único.
gais e que lhes são conferidas pelo Art. 114, da Constituição do Estado de Alagoas, Art. 2º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação.
tendo em vista o que estabelece a Lei Delegada n.º 47 de 10 de agosto de 2015, e SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, em Maceió (AL), 23 de
o Processo Administrativo nº 1800-005386/2018, e maio de 2018.
Considerando a Portaria SEDUC nº 8.967/2016, que dispõe a cerca dos procedi-
mentos para publicação dos concluintes da Educação Básica da Rede de Ensino LAURA CRISTIANE DE SOUZA
Estadual de Alagoas; SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
RESOLVE:
Art. 1° - Tornar público a relação dos alunos concluintes do Ensino Médio, na Mo- ANEXO ÚNICO DA PORTARIA/SEDUC Nº 2.225/2018
dalidade Regular da Escola Estadual Santa Cruz do Deserto, no ano letivo 2017, ESCOLA ESTADUAL CAMPOS TEIXEIRA
conforme Anexo Único. CÓD. INEP: 27035697
Art. 2º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. 4º Período -TURMA “ ÚNICA” 2017-2 - TURNO: NOTURNO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, em Maceió (AL), 22 de maio de
2018. Relação de alunos CPF
LAURA CRISTIANE DE SOUZA ALEF FRANCISCO COSTA DE OLIVEIRA 097.597.174-33
SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ANALICE BATISTA DA SILVA 189.662.068-08
ANDRÉ LUIZ DE OLEGÁRIO SILVA 109.614.474-35
ANEXO ÚNICO DA PORTARIA/SEDUC Nº 2.223/2018
ESCOLA ESTADUAL SANTA CRUZ DO DESERTO DAYANA KAROLLINE OLIVEIRA SANTOS 115.812.324-89
CÓD. INEP: 27002063 HELENILDA DA SILVA LOPES 647.967.104-00
3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO - TURNO VESPERTINO ISADORA CAMILA DA CONCEIÇÃO LAURINDO 114.435.144-89
ALUNOS CONCLUINTES CPF JEAN WESLEY SILVA DOS SANTOS 109.640.114-25
ALMIRIANE DA SILVA RODRIGUES 114.461.114-82 JOICE ROBERTA DOS SANTOS BARBOSA 071.621.304-45
CAMILA LUCIENE OLIVEIRA DOS SANTOS 135.421.404-81 JOSEANE DA SILVA 012.962.754-26
DENISVAL FRANCISCO SILVA DOS SANTOS 123.682.694-95 LEONARDO ERONIDES LAURINDO DOS SANTOS 122.693.554-07
EDUARDO SANTOS DE OLIVEIRA 137.160.074-04 LETÍCIA LAMENHA DA SILVA 078.080.594-12
ELLEN ZARINE OLIVEIRA DO NASCIMENTO 714.006.454-76 LUCAS SEVERINO DE MELO SOBRINHO 118.087.794-28
FRANCIEL LIMA DOS SANTOS 708.238.054-25 MARIA SOLANGE DA CONCEIÇÃO ALMEIDA 057.951.564-85
ISAAC JUNIOR SILVA COELHO 708.241.864-78 MARIANA DE FREITAS ALVES 089.759.324-35
IVONE MENEZES DA SILVA 114.107.704-35 MAYLANE AGNES SANTOS DE MORAES 087.336.544-50
JAILDA SILVA DE HOLANDA 120.563.184-40 RENATA MARTA DE MESQUITA ROCHA DO NASCI- 009.856.224-07
JANIEL MARCEDO DA SILVA 124.002.074-02 MENTO
JOAO JOSE DA SILVA SANDES 708.275.974-60 TAINAR SILVIA ALMEIDA DOS SANTOS 127.585.454-03
JOCIMAR DE ANDRADE DA SILVA 137.208.734-63 THAYNÁ MICHELLE SANTOS 127.616.354-18
JOSE ANDERSON DA SILVA DOS SANTOS 136.988.684-58 WINGRID KELLY DA SILVA LIMA 124.972.504-64
JOSE EDSON SILVA DE SOUZA 506.174.258-33 KÁTIA MARIA COSTA DOS SANTOS 029.774.034-26
JOSEVANIA PEREIRA DA SILVA 148.333.654-99
JUSILENE DA SILVA RODRIGUES 708.253.334-90 PORTARIA/SEDUC Nº 2.226/2018
LAYSLA SOUZA DA SILVA 139.568.754-43 A SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições
LINDINEIA DOS SANTOS DA SILVA 136.672.414-37 legais e que lhes são conferidas pelo Art. 114, da Constituição do Estado de Ala-
LUCAS SILVA DE LIMA 136.494.354-97 goas, tendo em vista o que estabelece a Lei Delegada n.º 47 de 10 de agosto de
MARIA CICERA SANTOS DA SILVA 117.963.094-78 2015, e o Processo Administrativo nº 1800-005166/2018, e
Considerando a Portaria SEDUC nº 8.967/2016, que dispõe a cerca dos proce-
MARIA DAIANE FERREIRA DOS SANTOS 124.109.714-31
dimentos para publicação dos concluintes da Educação Básica da Rede de Ensino
MARIA DE NAZARE DE BARROS 122.212.424-67 Estadual de Alagoas;
14 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

RESOLVE: CECÍLIA KARDILAURA SILVA DE LIMA VITÔR 130.909.814-08


Art. 1° - Tornar Público a Relação dos Alunos Concluintes do Ensino Médio,na
CLEITON FERREIRA DA SILVA 118.926.364-50
Modalidade Regular e Normal da Escola Estadual Graciliano Ramos , no ano letivo
2016 e 2017, conforme Anexo Único. CRISTIAN MARQUES COSTA 113.332.454-16
Art. 2º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. DANIELE COSTA DE MIRANDA 137.758.914-55
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, em Maceió (AL), 23 de maio ELAINE SAYONARA BARROS DA SILVA 127.924.634-06
de 2018. ENDY SEVERO DE HOLANDA 132.351.724-32
ÉVERTON LIMA DA SILVA 126.931.024-05
LAURA CRISTIANE DE SOUZA FLÁVIO ARTUR GOMES DE OLIVEIRA 121.543.904-04
SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
GABRIELLE MARQUES DA COSTA 709.729.854-50
JACIARA FORTUNATO DA SILVA 128.311.684-73
ANEXO ÚNICO DA PORTARIA/SEDUC Nº 2.226/2018
ESCOLA ESTADUAL GRACILIANO RAMOS - CÓDIGO DO INEP: 27014029 JÂNIO MARCOS SOUZA DA SILVA 125.174.724-83
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO REGULAR JOSÉ FERREIRA DE ARAÚJO NETO 128.379.754-27
ANO LETIVO DE 2016 TURMA: 3ª SÉRIE A JUCIARA MARIA SANTOS DA SILVA 140.269.844-51
RELAÇÃO ALUNO CONCLUINTE CPF JÚLIA EVELYN FERREIRA DE ARAÚJO 129.324.787-78
SIMEÃO ALVES DE LIMA 126.117.994-31 JULIENE STEFANIE FERREIRA DE ARAUJO 118.938.894-40
LAYLA PINTO DA SILVA 143.764.714-61
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO NORMAL LIANDRA MICAELLY MELO DA SILVA 129.328.644-32
ANO LETIVO DE 2016 TURMA: 4ª SÉRIE A LÍVIA REBECA SILVA DOS SANTOS LIMA 125.196.104-50
RELAÇÃO ALUNO CONCLUINTE CPF LUCAS EMMANUEL RODRIGUES DOS SANTOS 150.117.424-07
VITÓRIA KATRIN PADILHA DA SILVA 118.270.514-69 LUCAS FRAGOSO DA SILVA 135.414.194-66
MÁRCIO EDUARDO CALHEIROS SANTOS DA SILVA 132.761.104-07
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO NORMAL
MARIA ANTONIA DE ASSIS 444.089.368-63
ANO LETIVO DE 2016 TURMA: 4ª SÉRIE C
MARIA EDUARDA SANTOS DA SILVA 142.249.494-23
RELAÇÃO ALUNO CONCLUINTE CPF
MATEUS JÚNIO BARROS DOS SANTOS 137.390.484-41
MARTINELLI KÉCIA SILVA BARBOSA 114.860.084-10
NILCLEDSON NATANAEL VIEIRA PEREIRA 062.568.674-83
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO REGULAR NILCLEVESSON EMANOEL VIEIRA PEREIRA 062.568.734-59
ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 3ª SÉRIE A REGINALDO FERREIRA DA SILVA JUNIOR 124.593.734-06
RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF RENATA FERREIRA SILVA COLATINO 133.625.194-82
ALESSANDRA FARIAS DA SILVA VIEIRA 129.213.934-09 RHÔMULLO DE ARAÚJO ALVES 093.645.114-92
ANA CLÁUDIA MARQUES DE SANTANA 129.679.004-51 WERICK MATHEUS SILVA TIRIBA 122.851.214-07
ANTÔNIO HENRIQUE DA SILVA 125.062.804-05
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO REGULAR
BRUNA RAFAELA FERREIRA PAES 145.290.994-66
ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 3ª SÉRIE C
CAROLAINE OLIVEIRA DE SOUSA 134.389.254-60
RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF
DANILO DOS SANTOS RAMOS 128.326.834-52
ALISSON FERNANDO CARNEIRO DA SILVA 130.701.814-90
DAVISON DA SILVA NICACIO 079.575.974-67
AMANDA FERREIRA DOS SANTOS 714.235.494-14
EDJA ROSILAYNE RAMOS DA SILVA 128.816.804-70
CLARICE DE ALMEIDA DA SILVA 141.331.544-52
ERISVÂNIA DA SILVA MOURA 073.597.154-40
DAVID JHONATAN CAVALCANTE DOS SANTOS 132.497.514-80
EWELLY MARTHINELLY ALVES DE CARVALHO 071.792.094-14
ROCHA ELANI SILVA DA COSTA 113.966.214-74
FLÁVIO SILVA DOS SANTOS 116.797.524-30 FELIPE CABRAL CAVALCANTE 130.897.034-08
ISABELA SANTOS DA SILVA 090.257.694-11 FLÁVIO SILVA DE SANTANA 130.926.304-32
JACKELINE VITORIA ALVES BATISTA 123.125.894-27 GLAUBER HENRIQUE BRITTO DA SILVA 118.900.764-90
JADIELSON BELARMINO PAZ DOS SANTOS 146.161.434-12 ISRAEL ALVES DOS SANTOS 129.385.254-60
JONATAN LUAN SANTANA DA SILVA 123.237.554-39 JOÃO VICTOR CAVALCANTE PEREIRA 084.782.754-28
JOSÉ TÁCIO SILVA DE FREITAS 113.949.014-10 JOYCE DE LIRA SILVA 130.006.574-52
LARISSE CAETANO DIAS 131.185.384-73 LAYLA BEATRIZ FREITAS DA SILVA 128.620.014-81
LUCAS DA SILVA SAMPAIO 130.441.784-01 LEYDE RAYANE RIBEIRO DA SILVA 709.728.454-45
MARLON EMANUEL DA SILVA DANTAS 139.180.344-29 LUCAS MATEUS COSTA DA SILVA 710.436.284-36
MILENA BARBOSA DE BARROS 122.843.644-46 MARIA FERNANDA ARAUJO DA SILVA 123.259.944-14
MYLLENA POLLYANA FERREIRA DA ROCHA 127.903.364-90 MARIANA CONCEIÇÃO DE SOUZA 110.971.704-03
RAIONE DE LIMA PLACIDO 140.078.854-43 MIKAELLY GOMES DA SILVA 131.366.854-07
ROSE KELLY ALBUQUERQUE DA SILVA 129.189.144-79 NATÁLIA KAROLAINE DA SILVA PEREIRA 134.178.454-16
VICTOR HUGO PEREIRA DA SILVA 118.953.414-26 SHARMILA DA SILVA SANTOS 137.882.534-95
VITOR HUGO DE LIMA 142.870.074-92 TAINARA RODRIGUES NETO 127.886.144-03
VIVIANE SANTOS CAMILO 143.487.624-14 THERESA CRISTINA OLIVEIRA DE ALMEIDA 130.258.504-50
WÁLLACE MORAIS DA SILVA 096.711.484-50 VIVIANE SILVA DO NASCIMENTO 127.782.564-58
WEVERLÂNDIA VITÓRIA SILVA DE ALMEIDA 123.008.134-83 WELIDA DA SILVA FERNANDES 098.888.934-08
WEVERTON VICTOR SILVA DE ALMEIDA 123.007.854-12
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO REGULAR
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO REGULAR ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 3ª SÉRIE D
ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 3ª SÉRIE B RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF
RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF AGATHA APARECIDA DA SILVA 123.356.114-61
ALICIA RAYANNE DA FONSECA SANTOS 125.352.504-89 ALEXSANDRO DA SILVA 121.375.174-85
ALISSON ANDRÉ LEITE DA SILVA 093.281.744-06 AMANDA RODRIGUES DA CRUZ 126.265.294-43
BRENDA KESILI DE BARROS LIMA 079.075.464-94 ANA CRISTINA TAVARES SILVA DOS SANTOS 129.509.214-00
BRUNA RAFAELE TAVARES DOS SANTOS SILVA 143.747.074-25 ANACLÉRITO MARQUES 132.611.734-32
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 15
ARNALDO HERCULANO VIEIRA 143.352.464-39 RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO NORMAL
CAMILA ONÓRIO DA SILVA 129.111.094-14 ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 4ª SÉRIE B
EDUARDA DOS SANTOS MOREIRA 136.482.784-01 RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF
ELUIZA GLEYCE DA SILVA 139.767.074-65 ALEFF SANTOS DA SILVA 113.645.374-19
GIVONALDO FIRMINO DA SILVA 477.716.228-10 DANIELA DA SILVA OLIVEIRA 133.084.924-82
HÉLBER LUCAS ALVES BEZERRA 145.892.184-02 DANIELA DA SILVA ROCHA 714.818.324-33
HEMERSON DA SILVA MIRANDA 077.756.764-42 ÉRICA LAINE FERREIRA MENDONÇA 121.165.034-00
JOSÉ HENRIQUE ALVES DA SILVA 126.148.534-37 EVELLYN MARIA DA SILVA MOURA 122.380.654-58
JOYCE VITÓRIA NOGUEIRA DE LIMA 142.760.784-23 FELIPE EDUARDO SILVA DOS SANTOS 123.262.044-09
KAROLAINE MATIAS MÉLO 129.250.294-00 FLORISVAL ALENCAR DA SILVA JÚNIOR 110.838.464-18
LUCAS OLIVEIRA PEREIRA 133.349.944-22 GABRIELA BARROS DE LIMA 123.508.484-18
MARIA GABRIELA LIMA VIEIRA 134.709.134-39 GILVÂNIA NEVES DA SILVA 032.966.044-64
MARIA LAYSA DA SILVA 105.440.274-42 ISABEL LIMA DA SILVA 120.767.294-70
MARÍLIA GABRIELA CORREIA DA SILVA 128.273.844-50 ITAMARA GONÇALVES DA SILVA FEITOSA 119.086.924-13
MICAEL TAVARES DOS SANTOS 127.574.284-03 JACQUELINE SILVA LÁSARO DOS SANTOS 127.866.614-12
MICHAEL VITOR SILVA DE SOUZA 073.041.034-00 JOICE SOARES DE ARAÚJO 136.697.354-29
MILENA DANIELA DE SOUZA SANTOS 128.994.694-95 JORDANA DE LIMA LUCENA 127.872.374-95
MIRIAN SOUZA DA SILVA 105.709.494-32 JOSÉ PAULO LIMA VASCONCELOS 115.913.954-70
NADJA ROCHA SENA DOS SANTOS 123.236.974-80 KLEYNE LIMA FERREIRA 124.923.864-14
PEDRO FERREIRA LEITE JUNIOR 132.538.764-97 LAIANE ARAÚJO DOS SANTOS 706.155.204-21
RAFAEL DA SILVA DANTAS 124.876.094-86 LUAN TENÓRIO MENDONÇA 123.107.794-82
RAFAELA AQUINO DA SILVA 126.821.744-18 LUANA ARAÚJO DOS SANTOS 706.155.174-71
RAMON LIMA DA SILVA 141.983.084-89 LUANA DOS SANTOS BARROS 119.047.034-96
VITÓRIA RÉGIA CORREIA FERRO 133.834.904-08 LUIZ RICARDO DE OLIVEIRA SILVA 126.250.164-42
MARIA APARECIDA DA CONCEIÇÃO 125.441.274-30
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO NORMAL
MARIA CLÉIA CIRIACO FERREIRA 083.043.414-33
ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 4ª SÉRIE A
MARIA VITÓRIA OLÍMPIA GOMES DA SILVA 711.916.034-66
RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF MARIELE DA SILVA BRITO 083.011.684-20
ADELANE BARROS DA SILVA 125.979.924-70 MARÍLIA GABRIELA FERREIRA BARBOSA 120.910.074-63
ALEX MENDES DE OLIVEIRA 127.925.314.28 MICHELLY BRUNA SILVA DOS SANTOS 142.401.954-03
ANA VÍVIAN SANTOS DA FONSECA 097.295.824-08 MILENA SILVA DE MELO 127.976.214-41
BRENDA LORRANNY ANDRADE DE SOUZA 066.485.224-61 ODAÍZA HERCULANO DA SILVA 140.114.664-33
BRUNA DOS SANTOS SILVA 125.033.694-56 SHIRLÂNE ALEXANDRE DA SILVA 124.726.004-61
CHAIANA DA SILVA VITOR 120.909.024-42 TAÍS NASCIMENTO DA SILVA 126.598.854-43
CIBELE MARIA DA SILVA 711.078.624-26 TAMIRES NASCIMENTO DA SILVA 110.138.594-48
DALTON VIANA DE LIMA 124.338.784-03 VANÊSSA CIRIACO DA SILVA 122.628.044-78
DANDARA DOS SANTOS FIRMINO 108.976.884-22 VITÓRIA HELEN SILVA DANTAS 140.032.964-78
DENIZE BARROS DA SILVA 118.980.524-33
DIEGO DE SOUZA 099.173.294-47
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO NORMAL
ELAINE ANDRESSA NUNES BARROS DA COSTA 123.033.554-43
ANO LETIVO DE 2017 TURMA: 4ª SÉRIE C
EMILLY KAYNE MENEZES DA SILVA 122.793.864-02
GABRIELE SANTOS DA COSTA 122.008.304-67 RELAÇÃO ALUNOS CONCLUINTES CPF
IANAELY DA SILVA CRUZ 126.128.034-24 ALEXSANDRA SÔNIA MARIA DA SILVA 115.574.374-16
IARA RITA FARIAS DA SILVA 136.554.574-13 ANDDRESSA RAYANNY DE LIMA SILVA 121.557.064-30
IRANEIDE MICHELE ARAÚJO DA SILVA 118.943.974-36 ANDRESA KELLY DA SILVA SOUZA 119.696.784-96
JANAÍNA SOARES DA SILVA 128.734.074-17 APARECIDA DA SILVA LIMA GOMES 077.453.734-50
JANEIDE CERQUEIRA SILVA 125.182.374-29 CARLOS GLADSTONE VIEIRA GUILHERME 120.426.954-83
JAQUELINE DA SILVA MESSIAS 145.125.384-29 DAVI DOS SANTOS CAVALCANTI 061.567.014-86
JERLANE MATIAS DE LIMA 090.460.884-05 DENIVALDO FERREIRA DA SILVA 128.305.954-16
JÉSSICA CAROLINE DA SILVA COSTA 128.227.494-50 FLÁVIA GEYSIANE DE ARAÚJO RAMOS 706.155.794-00
JÉSSICA FERREIRA DE OLIVEIRA 088.778.984-61 GEISY ANDRÉIA DE ARAÚJO RAMOS 138.197.254-31
JOSÉ GABRIEL DOMINGOS SOUZA DA SILVA 098.227.354-13 JADIELE CERQUEIRA SILVA 122.344.924-67
JOSIVÂNIA VIEIRA DA SILVA 124.995.974-88 JAIRO ALVES DOS SANTOS 089.352.684-37
KAROLLAYNE ALIGLEICE BESERRA DOS SAN- 126.184.504-85 JOSEFA DOS SANTOS SILVA 093.495.814-93
TOS LEONARDO ALVES RODRIGUES 111.119.014-30
MAIANY DA SILVA 127.986.294-70 LUCINEIDE PEREIRA DOS SANTOS 100.501.704-22
MAIARA JÚLIA SILVA DA COSTA 128.257.874-00 MIRELE ROSE BEZERRA BARBOSA 136.990.424-05
MARIA GABRIELA MELO DA SILVA 124.823.344-11 RAFAEL ARNALDO CABRAL BEZERRA 067.150.614-59
MILENE SANTOS DA COSTA 139.229.054-63 RAFAEL HONORATO DOS SANTOS 121.583.554-09
RAFAELA DA SILVA 126.554.704-19 RAFAEL NASCIMENTO DA SILVA 143.924.554-16
ROSIELI DA SILVA SANTOS 141.975.824-12 RAQUEL NASCIMENTO DA SILVA 125.012.364-08
THAINÁ WANDERLEI DA SILVA SANTOS 120.680.154-98 RAYSSA KELLY SABINO DA SILVA 118.315.094-66
VALDERLÂNIA MANUELLA OLIVEIRA DANTAS 098.067.464-65 ROSICLÉA MENEZES DOS SANTOS SILVA 360.941.938-57
VANESSA SOARES OLIVEIRA DA SILVA 134.467.504-28 THIAGO DE FREITAS ARAÚJO 111.587.474-89
VERÔNICA VIEIRA DA SILVA 710.769.254-21 VANESSA CONCEIÇÃO DA SILVA 118.319.564-89
YASMIN ELOISA DA SILVA CAVALCANTE 122.294.474-08 VÂNIA FERREIRA DE OLIVEIRA LEONARDO 071.545.214-22
16 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

PORTARIA/SEDUC Nº 2.227/2018 IVANICE DOS SANTOS VASCONCELOS 133.808.994-37


JAQUELINE DA SILVA 709.991.434-09
A SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições le-
gais e que lhes são conferidas pelo Art. 114, da Constituição do Estado de Alagoas, LAYSE PEREIRA DA SILVA 125.168.634-62
tendo em vista o que estabelece a Lei Delegada n.º 47 de 10 de agosto de 2015, e LETÍCIA ADÃO DA SILVA 051.475.084-73
o Processo Administrativo nº 1800-003784/2018, e MARIA ELISABETE DOS SANTOS VIEIRA 127.851.374-42
Considerando a Portaria SEDUC nº 8.967/2016, que dispõe a cerca dos proce- MARIA KAROLAYNE ALVES DA SILVA RIBEIRO 125.766.124-82
dimentos para publicação dos concluintes da Educação Básica da Rede de Ensino MAYARA FERNANDES DA SILVA 140.437.964-98
Estadual de Alagoas;
PEDRO HENRIQUE CORREIA DA SILVA 705.684.414-60
RESOLVE:
Art. 1° - Tornar Público a Relação dos Alunos Concluintes do Ensino Médio, RAIANE GUEDES DA SILVA 137.874.594-99
na Modalidade Regular e Educação de Jovens e Adultos - EJA da Escola Estadual RITA DE CÁSSIA PAZ ALVES DA SILVA 126.650.174-66
Oliveira e Silva , no ano letivo 2016, conforme Anexo Único. THAYNÁ GALDINO DA SILVA 126.222.584-10
Art. 2º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. TIAGO ANTONIO GALDINO DA SILVA 126.222.664-30
VANESSA FELIX DA ROCHA 121.871.394-17
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, em Maceió (AL), 23 de maio de
2018. ADEILDES DA SILVA 097.984.234-45
ANA KARINE DA SILVA BONFIM 093.932.924-77
LAURA CRISTIANE DE SOUZA
ANDERSON TAVARES DE LIMA 075.802.014-70
SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
CARLOS GEDILSON DA SILVA SANTOS 105.073.144-17
ANEXO ÚNICO DA PORTARIA/SEDUC Nº 2.227/2018 ELMA BEATRIZ MARQUES DA SILVA 093.975.144-58
JACIARA TERTO DA SILVA 121.141.024-24
ESCOLA ESTADUAL OLIVEIRA E SILVA CÓDIGO DO INEP: 27039960 JOÃO VITOR ALVES DOS SANTOS 112.024.664-43
Relação dos alunos concluintes do ano letivo de 2016 Modalidade KLESSIA RAFAELLE MARQUES DA COSTA 119.504.074-11
Ensino Médio Regular Turma: 3ª série A Turno: matutino
LEONARDO LIMA DE OLIVEIRA MARQUES DOS 084.662.884-81
Aluno(a) Concluinte CPF SANTOS
ACÁCIO MATHEUS SOARES DOS SANTOS 136.589.084-83 MARCOS JORGE NASCIMENTO VENTURA 055.721.634-65
ACKSSON VYCTOR MENDONÇA COSTA 125.999.794-47 MIRELLY CECÍLIA BATISTA DOS SANTOS 113.751.184-20
ALESSON CARMO DOS SANTOS 126.648.094-31 NILTON ROGÉRIO MARQUES DA SILVA 38.832.170-2
ANA KARLA DA SILVA BOMFIM 093.933.144-62 SSP-AL
ANTONIO PAULO DOS SANTOS JUNIOR 132.707.644-64 RENATA DOS SANTOS JESUS 105.833.144-22
BRUNA LETÍCIA OLIVEIRA GOMES 069.227.504-54 RICSSON DA CONCEIÇÃO SANTOS 123.639.774-67
BRUNO EDUARDO LIMA BORGES 132.777.764-92 TAINÁ GONÇALVES LIRA DOS SANTOS 119.909.184-76
GABRIEL DA SILVA SANTOS 3.982.027-0 SED-
S-AL Relação dos alunos concluintes do ano letivo de 2016 Modalidade
GESSIANE PAGAMONHA SILVA 138.064.234-58 Ensino Médio EJA Turma: 4º Período A Turno: noturno
HÉLLEN THÁENNY DA SILVA SANTOS 073.120.024-12
INGRID LESLY SENA DOS SANTOS 122.797.604-60 Aluno(a) Concluinte CPF
ISADORA PIMENTEL DOS SANTOS 127.441.334-69 ADEMILDE SOARES 082.505.904-65
JACIARA DA SILVA SANTOS 101.346.304-83 ADEMILZA SOARES 081.655.934-12
JACKSON BRUNO DA SILVA NASCIMENTO 128.534.554-16 ALECIUDA MARIA SILVA ROSA 787.517.564-04
JEANE DA SILVA PEREIRA 139.153.844-70 ALESSANDRA FAUSTINO DA COSTA 081.088.454-24
JHENIFER ALBUQUERQUE DOS SANTOS TORRES 133.442.744-57 ALVANIL DE LIMA SANTOS 725.595.784-68
JOÃO VITOR AQUINO DE ARAÚJO 126.915.834-14
BENEDITO ROGÉRIO SANTOS DA SILVA 986.193.304-20
JOSÉ MACKSON BARBOSA CANDIDO 123.537.724-55
BRUNO LUAN BATISTA CALHEIROS 075.588.584-88
KAROLINA DE OLIVEIRA SERAFIM 122.336.244-24
CRISELDA DA ROCHA 088.784.424-37
KAUANNE WILLIELMA RIBEIRO DOS SANTOS 123.465.214-50
KEYLA SUANY SANTOS SILVA 121.760.164-32 DANIELA LIMA DA SILVA 104.360.404-92
KYSSYA MORGANNY OLIVEIRA 075.769.234-66 DAYANA KELLY DOS SANTOS 134.229.704-01
LARISSA FRANCISCA DOS SANTOS 120.260.534-64 EDUARDA SILVA PEREIRA 110.989.934-38
LARISSA SANTOS LIMA 123.254.864-10 INÊS DA SILVA 066.154.964-02
LUIZ PAULO NUNES FERREIRA 121.248.044-99 JAMISSON DAVID DOS SANTOS SILVA 073.699.534-08
MARIA ALESSANDRA DOS SANTOS ALMEIDA 127.094.004-05 LAUDILENE SANTOS ALMEIDA 051.436.654-00
MARLLYSSON GUILHERME MONTEIRO SANTANA 126.324.374-66 LUCÉLIA DOS SANTOS 085.200.304-83
MICAELE DOS SANTOS AFONSO 134.993.534-40
MACICLEIDE GONÇALVES DA SILVA 048.286.971-28
SAMUEL VINÍCIUS DA SILVA SANTOS 108.476.464-40
MARIA ADRIANA DA SILVA 056.860.194-79
THAYNA VALÉRIA DUARTE OLIVEIRA 132.372.234-33
MARIA ADRIANA FERREIRA DOS SANTOS 044.643.674-70
VICTOR WALMOR FELIX DE OLIVEIRA 118.742.264-90
VICTORIA CATARINA OLIVEIRA DA SILVA 103.708.984-78 MARIA ELISABETE DOS SANTOS 120.260.024-79
WELLYSSON LUÍS SANTOS LIMA 123.492.024-70 MARIA FABIANA DA SILVA 126.492.046-64
WEVERTON MAGNO DOS SANTOS HOLANDA 122.956.864-66 MARIA JOSÉ DOS SANTOS DA SILVA 033.160.434-54
WILLAMS DE OLIVEIRA SILVA 130.376.964-60 MARIANA ANDRESSA DOS SANTOS DA SILVA 118.919.094-01
MARIANA MARTINS BRITO 121.511.214-96
Relação dos alunos concluintes do ano letivo de 2016 Modalidade
Ensino Médio Regular Turma: 3ª série B Turno: vespertino MAXWELL JOAB DOS SANTOS 105.922.584-08
Aluno(a) Concluinte CPF MIGUEL SABINO DA SILVA NETO 023.432.364-70
ANDRESSA LARISSA DOS SANTOS ALMEIDA 061.123.554-42 NAILTON DE BARROS MOREIRA 099.801.934-84
FELIPE PEREIRA DOS SANTOS 118.406.534-93 ROSEANE VALÉRIA DA SILVA 056.961.694-81
GESSICA CATARINA FRANÇA GOMES 124.986.604-96 SAMUEL DA SILVA LIMA 047.519.534-51
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 17
PORTARIA/SEDUC Nº 2.228/2018 SAMILA DA SILVA GOMES 114.499.874-35
SIMÃO ALVES DIAS NETO 132.352.444-41
A SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições le-
gais e que lhes são conferidas pelo Art. 114, da Constituição do Estado de Alagoas, THIAGO DOS SANTOS SILVA FERREIRA 141.837.674-40
tendo em vista o que estabelece a Lei Delegada n.º 47 de 10 de agosto de 2015, e
o Processo Administrativo nº 1800-005163/2018, e
Considerando a Portaria SEDUC nº 8.967/2016, que dispõe a cerca dos procedi- 3ª SÉRIE “C” – MODALIDADE: REGULAR – TURNO: VESPERTINO
mentos para publicação dos concluintes da Educação Básica da Rede de Ensino
Estadual de Alagoas; ALUNO CONCLUINTE CPF
RESOLVE: ANTONYO MATHEUS SOUZA VANDERLEY 094.261.304-03
Art. 1° - Tornar público a relação dos alunos concluintes no Ensino Médio Mo- CARLA ROBERTA DA SILVA 144.523.004-64
dalidade Regular e Educação Jovens e Adultos(EJA), da Escola Estadual Muniz
EDMILSON FIRMINO SANTOS 133.180.424-80
Falcão, no ano letivo 2017, conforme Anexo Único.
Art. 2º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. ISAIAS SAMUEL FERREIRA DA SILVA 130.757.624-90
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, em Maceió (AL), 23 de maio de ISAIAS VICTOR MELO DOS SANTOS 126.260.024-37
2018. JOÃO VICTOR LIMA FERREIRA 117.835.934-40
JOSÉ LUCAS FIRMINO DA SILVA 130.375.004-09
LAURA CRISTIANE DE SOUZA JOSÉ OSMAN GOMES SILVA JUNIOR 129.432.714-38
SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO JULIANA FERRO DA SILVA 100.286.384-84
LAISE DA SILVA BARBOSA 094.513.604-84
ANEXO ÚNICO DA PORTARIA/SEDUC Nº 2.228/2018
MARIA SAMARA GOMES DA SILVA 129.228.724-16
ESCOLA ESTADUAL MUNIZ FALCÃO MARIA VIVIANE ROSENDO DA COSTA 100.253.414-30
MICAELE DA SILVA SANTOS 133.590.554-54
CÓDIGO DO INEP: 27012115 ROBERIO FERRO SANTOS 130.813.164-05
ROSÁLIA SANTANA SOARES SANTOS 134.509.544-90
RELAÇÃO DOS CONCLUINTES DO ENSINO MÉDIO – ANO LETIVO 2017
ROSEMARE BARBOSA DE FARIAS 135.448.994-26
3ª SÉRIE “A” – MODALIDADE: REGULAR – TURNO: MATUTINO ROSIMEIRE BARBOSA DE FARIAS 144.858.614-30
TAISE SANTOS VERISSIMO DA ROCHA 460.467.188-56
ALUNO CONCLUINTE CPF VALDENICE MARIA DA SILVA 124.423.224-63
ALINE ALVES SANTANA 126.508.294-43 VANESSA DA SILVA SANTOS 713.573.524-25
ALINE ARAUJO CAVALCANTE 132.640.624-88 WELLINGTON LOPES DA SILVA 133.804.084-76
ALLANA PRISCILA DA SILVA LOURENÇO 132.703.294-58
3ª SÉRIE “D” – MODALIDADE: REGULAR – TURNO: NOTURNO
ARIANY DE ALBUQUERQUE CERQUEIRA 130.662.124-08
DAVID HENRIQUE ALVES FERREIRA 128.623.084-55
ALUNO CONCLUINTE CPF
GILMARA LAURA DA CONCEIÇÃO SILVA 132.683.514-92
JACKSON VICENTE DA SILVA 477.796.868-50 ANA CLAUDIA DE LIMA ANDRADE 113.583.484-99
JADILSON BEZERRA DA SILVA 132.261.314-19 CARLOS DA SILVA CORREIA 080.399.104-55
JOÃO MARCELO HENRICHS JÚNIOR 138.111.284-69 CLAUDIA DE ARAUJO FRANCA 094.323.214-79
LIGIA MARIA GONÇALVES DA SILVA 135.204.324-63
EMERSON MOURA DA SILVA 090.922.284-35
LÍVIA DA SILVA ALVES 133.688.104-64
IZAQUIEL DA SILVA VILELA 145.960.634-51
LUCAS JOÃO DA SILVA 100.196.114-55
MARIA APARECIDA DO NASCIMENTO SILVA 130.832.494-46 JONATHAN BRAZ PARANHOS 105.808.674-50
MARIA GABRIELLE DO CARMO AGUIAR 130.041.304-24 JONATHAN DA ROCHA LIMA 129.560.464-70
MATHEUS DA SILVA BARROS 134.226.604-88 JORDANIA SOARES DE MATOS 132.211.734-90
OLIVAN DOS SANTOS SILVA 124.569.814-13
LUANA MARIA DA SILVA 121.460.554-05
PEDRO VÍCTOR LOPES DE SOUSA 114.537.244-94
MARCIA DA SILVA ROCHA 109.888.134-67
REINALDO ARAUJO CAVALCANTE 132.640.724-40
ROBERTA NUNES DA SILVA 128.232.974-05 MORGANIA BARROS DOS SANTOS 087.429.464-92
RYAN TOMAZ DA SILVA LACERDA 145.478.064-97 POLIANA TENORIO SILVA 113.275.924-28
TAWAN ASSIS DA SILVA 122.534.824-20
3ª SÉRIE “B” – MODALIDADE: REGULAR – TURNO: MATUTINO
TAWANY ASSIS DA SILVA ARAUJO 122.534.694-08
ALUNO CONCLUINTE CPF THAYLLA VANESSA FRANÇA DE OLIVEIRA 120.344.084-70
CAMILA LEANDRO DE MELO 123.214.844-03 VALDEMEIRE DOS SANTOS SILVA 134.994.424-69
EDLA VITÓRIA DE MELO SILVA 103.107.194-61
EUSEBIO NASCIMENTO ALVES 129.475.704-05 4º PERÍODO – MODALIDADE EJA – MODALIDADE: REGULAR – TURNO:
GABRIELI SILVA DE OLIVEIRA 150.955.834-96 NOTURNO
GEOVÁ TERTO DA SILVA DANTAS 073.643.604-92
JORGE DANILLO DA SILVA DE LIRA 133.069.884-30 ALUNO CONCLUINTE CPF
JOSÉ PEDRO RODRIGUES DE LIMA 128.590.744-22 ADRIANA FERREIRA DOS SANTOS 056.664.964-09
KAREM DYOVANA PINTO DE SOUZA SANTOS 128.534.734-06 DALTON HENRIQUE DOS SANTOS 971.534.434-87
KELVIA GOMES 134.358.054-47 DANIELA CESAR MACHADO 108.096.014-78
MARIA BÁRBARA BEZERRA DANTAS 094.513.714-19 ELIANE MEIRELES DA SILVA 082.631.194-64
MARIA INÊS DA SILVA 101.622.224-67 ERICK SILVA DE OLIVEIRA 136.233.044-25
MARIA LETICIA GABRIELLE FEITOSA BARBOSA 113.390.024-00 ERIVÂNIA MARIA ZACARIAS DOS SANTOS 090.765.764-05
MARÍLIA PEREIRA HOLANDA TENÓRIO 115.007.894-45 FÁBIO DA SILVA TEIXEIRA 126.485.474-95
ROSIANE BELIZÁRIO ALVES 126.926.564-40 GILEIDE PEREIRA DO NASCIMENTO ARAÚJO 098.853.844-05
RUTHIANE BELIZÁRIO ALVES 123.832.374-07 JADILSON DA COSTA SOARES 089.475.344-47
18 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

JANIELE FARIAS DOS SANTOS 100.914.824-96


Nº Processo: 1800 014261/2017
JANILSON DA COSTA SOARES 091.872.624-79
Interessado: COORDENADORIA ESPECIAL DE TECNOLOGIA DA INFOR-
JOÃO VITOR FRANÇA DE OLIVEIRA 120.344.554-79 MAÇÃO
JOSE LUCAS PAULINO DA SILVA 104.118.024-10 Assunto: DIÁRIAS
JOSUÉ VÍCTOR DA SILVA 118.979.354-71
LUCIANO SANTOS DE OLIVEIRA 091.844.264-89 DECLARAÇÃO
MARIA FABIANA DA SILVA 100.631.214-50
RECONHEÇO a dívida em tela e DECLARO que existe disponibilidade financeira
PEDRO HENRIQUE VIEIRA BRANDÃO 085.970.464-57
para integral cumprimento da despesa em tela, e seu impacto na execução orça-
REINALDO SANTOS DE ALMEIDA 044.303.004-96 mentária e financeira não impedirá ou prejudicará o funcionamento das atividades
ROBSON TOMAZ DIAS DA SILVA 074.460.644-63 deste órgão até o final do exercício, bem como informo que a despesa tem caráter
ROSINEIDE NUNES DA SILVA 047.766.084-30 eventual.
SIVAL GOMES DA SILVA 085.345.774-39
WELITON GALDINO DA SILVA 109.304.784-44 Gabinete/SEDUC, 12 de janeiro de 2018.

JOSÉ LUCIANO BARBOSA DA SILVA


Nº Processo: 1800 13152/2017 Secretário de Estado da Educação
Interessado: GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO – 1ª REGIÃO
Assunto: PAGAMENTO – REPOSIÇÃO DE AULAS
EDITAL/SEDUC Nº 012/2018
DECLARAÇÃO

RECONHEÇO a dívida em tela e DECLARO que existe disponibilidade financeira EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS DE ACOMPANHAMENTO PEDA-
para integral cumprimento da despesa em tela, e seu impacto na execução orça- GÓGICO PARA AS GERÊNCIAS REGIONAIS DE EDUCAÇÃO E SUPERIN-
mentária e financeira não impedirá ou prejudicará o funcionamento das atividades TENDÊNCIA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO.
deste órgão até o final do exercício, bem como informo que a despesa tem caráter
eventual. • A SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atri-
buições legais que lhe confere o art. 114 da Constituição do Estado de Alagoas, no
Gabinete/SEDUC, 22 de maio de 2018. que estabelece a Lei Delegada nº 47 de 10 de agosto de 2015, torna público que
se encontram abertas as inscrições individuais para o processo seletivo para para a
função de Técnico de Acompanhamento Pedagógico para as Gerências Regionais
LAURA CRISTIANE DE SOUZA
de Educação e para Superintendência da Rede Estadual de Ensino e considerando.
Secretária de Estado de Educação
A Lei Nº 6.197, de 26 de setembro de 2000 que estabelece o Plano de Cargo e Car-
Decreto Nº 58.442/2018
reira do Magistério Público Estadual e dá Providências correlatas.
• A PORTARIA/SEDUC Nº 001/2017, que institui o Núcleo Estratégico
Nº Processo: 1800 14516/2017
de Acompanhamento Pedagógico da Rede Estadual de Alagoas.  
Interessado: GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO – 13ª REGIÃO
A Secretaria de Estado da Educação de Alagoas, por meio da Superintendência
Assunto: PAGAMENTO – REPOSIÇÃO DE AULAS
da Rede Estadual de Ensino, tem como uma de suas metas estabelecer políticas
públicas que possibilitem aos gestores e professores o aprimoramento de suas prá-
DECLARAÇÃO
ticas pedagógicas e acesso às funções diversas na Secretaria Estadual de Educação.
Para tanto, é política desta gestão a seleção por competência, em que o candidato
RECONHEÇO a dívida em tela e DECLARO que existe disponibilidade financeira
à função pleiteada demonstre conhecimento, reconhecimento pelos seus pares e
para integral cumprimento da despesa em tela, e seu impacto na execução orça-
experiência no trabalho que desempenhará. Nesse sentido, a SEDUC -AL convida
mentária e financeira não impedirá ou prejudicará o funcionamento das atividades professores efetivos da rede, com graduação em Pedagogia ou Licenciatura Plena
deste órgão até o final do exercício, bem como informo que a despesa tem caráter em outras áreas do conhecimento para participarem do processo seletivo interno, a
eventual. fim de exercer a função de Técnicos de Acompanhamento Pedagógico, responsá-
veis pela nova política de acompanhamento pedagógico às unidades de ensino da
Gabinete/SEDUC, 22 de maio de 2018. rede estadual de educação. Este processo seletivo destina-se apenas ao preenchi-
mento de vagas criadas para as respectivas funções nos departamentos expostos
LAURA CRISTIANE DE SOUZA neste edital. O processo de seleção interna realizado sob a responsabilidade da
Secretária de Estado de Educação Secretaria da Educação e Coordenado pela Superintendência da Rede Estadual de
Decreto Nº 58.442/2018 Ensino, obedece aos dispositivos presentes neste Edital e às normas emanadas da
Secretaria de Estado da Educação, e tomando como base o Estatuto do Magistério
Nº Processo: 1800 14748/2017 do Estado de Alagoas. Os professores efetivos da Rede Estadual de Ensino que ma-
Interessado: GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO – 5ª REGIÃO nifestarem interesse em participar do processo de seleção interna, poderão fazê-lo
Assunto: PAGAMENTO – CURSO DE FÉRIAS somente para a GERE onde se encontra lotado e para a SURE-SEDUC, os profes-
sores lotados na 13ª e 1ª GERE e técnicos pedagógicos da administração central. O
DECLARAÇÃO candidato deverá tomar conhecimento previamente do teor deste edital, sendo de
sua responsabilidade o tácito esclarecimento sobre as normas e predisposições para
RECONHEÇO a dívida em tela e DECLARO que existe disponibilidade financeira efeito legal de sua inscrição.
para integral cumprimento da despesa em tela, e seu impacto na execução orça- 1. PRÉ-REQUISITOS PARA CANDIDATURA
mentária e financeira não impedirá ou prejudicará o funcionamento das atividades 1.1. Ser portador de diploma de Pedagogia ou Licenciatura Plena em
deste órgão até o final do exercício, bem como informo que a despesa tem caráter qualquer área do conhecimento, reconhecido pelos órgãos responsáveis no Brasil;
eventual. 1.2. Ser professor efetivo da Rede Estadual de Ensino de Alagoas e ter
concluído o estágio probatório;
Gabinete/SEDUC, 22 de maio de 2018. 1.3. Possuir, preferencialmente, especialização Lato Sensu e/ou Stricto
Sensu (mestrado ou doutorado) na área da educação;
LAURA CRISTIANE DE SOUZA 1.4. Preferencialmente ter experiência em funções de liderança pedagógi-
Secretária de Estado de Educação ca, tais como Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica em escolas da rede, atua-
Decreto Nº 58.442/2018 ção em programas de formação continuada da SEDUC-AL no acompanhamento
nas GEREs ou na administração central da SEDUC-AL;
SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO GABINETE/SEDUC, EM MACEIÓ(AL) 1.5. Demonstrar capacidade de integração para trabalho em equipe, de-
23 DE MAIO DE 2018. monstrando comprometimento profissional, agilidade, flexibilidade e reconheci-
mento da importância do trabalho coletivo;
ROBERTO JOSÉ DOS SANTOS 1.6. Possuir conhecimento sobre Avaliação Diagnóstica, Avaliação For-
Responsável pela Resenha mativa, Referencial Curricular da Rede Estadual de Ensino de Alagoas, Matriz de
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 19
Referência do SAEB, Projeto Político Pedagógico, Construção e Implementação • Disseminar entre os Diretores e Coordenadores boas práticas de ges-
de Plano de Ação focado na melhoria da aprendizagem dos alunos, programas de tão pedagógica, trabalhando na lógica da co-responsabilização pelos resultados de
formação continuada da rede e, ainda, disposição e interesse em contribuir com a aprendizagem dos alunos;
construção e implementação das Políticas Pedagógicas da Rede Estadual de Edu- • Acompanhar/orientar o trabalho do Diretor e Coordenador Pedagó-
cação de Alagoas; gico da Unidade Escolar, apoiando a escola a trabalhar com os dados gerenciais
1.7. Ter disponibilidade, comprometimento e disposição para participar de rendimento dos alunos (notas nas avaliações internas do professor, frequência,
das formações continuadas, ser um multiplicador dos conceitos e práticas apreen- entre outros indicadores de qualidade);
didos nesses momentos formativos coletivos e ter ética profissional com as concep- • Dar suporte pedagógico e subsídio teórico-prático ao trabalho do Dire-
ções teórico-práticas apresentadas nos Referenciais do Plano Nacional e Estadual tor, Coordenador Pedagógico e dos professores, selecionando material pedagógico
de Educação, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e nos demais para estudo e para dinamização da prática;
documentos normativos da Secretaria Estadual de Educação de Alagoas; • Orientar e ajudar a escola (grupo gestor) a planejar e desenvolver
1.8. O servidor efetivo licenciado em Pedagogia e outras licenciaturas, ações para melhor aproveitamento do tempo do professor em sala de aula (gestão
com 20 horas ou 40 horas, que esteja lotado nas escolas da 1ª e 13ª GERE ou na de sala de aula);
administração central poderá realizar sua inscrição para a função de Técnico Peda- • Orientar a Coordenação Pedagógica a analisar o Planejamento anual e
gógico da SURE, desde que atenda aos critérios constantes no item 1.10. os planos de aula dos professores, observando se estão de acordo com: as Diretrizes
1.9. O professor efetivo lotado nas GERES ou qualquer outra Superinten- Curriculares do Estado de Alagoas; o perfil das turmas; o nível de desempenho dos
dência no âmbito da Secretaria de Educação de Alagoas, que estiverem na condição alunos; os dados das avaliações internas e externas da escola entre outros dados
de READAPTADO, poderá fazer sua inscrição desde que, de posse do conheci- contextuais que são importantes para um bom planejamento;
mento de todo o presente edital e, sendo selecionado, assine Termo de Compro- • Orientar a escola quanto ao trabalho pedagógico na perspectiva da
misso responsabilizando-se pelas atividades a serem desenvolvidas no âmbito da Avaliação Formativa, como também na adesão aos projetos/programas oferecidos
GERE ou no âmbito da atuação da Superintendência da Rede Estadual de Ensino. pela Seduc-AL;
1.10. Preencher corretamente o formulário de inscrição e encaminhar para • Acompanhar os casos de alunos infrequentes das Unidades Escolares
LINK: https://goo.gl/forms/BCcOGFj0lnjLyOdr1 , digitalizar e/ou anexar ao link sob sua responsabilidade e buscar, junto à Direção da Unidade Escolar, soluções
de inscrição os seguintes documentos: CPF, RG, comprovante de residência atua- para o problema e acompanhar os encaminhamentos;
lizado, certificado ou diploma de Pedagogia ou Licenciatura Plena em qualquer • Comparecer e participar das atividades das formações realizadas pela
área do conhecimento, currículo simplificado, contendo a formação acadêmica e SEDUC-AL;
experiência profissional na área da educação ; 1. Cópia legível do cabeçalho do • Orientar e ajudar as Unidades Escolares a conhecerem e analisarem os
demonstrativo de pagamento; 2. Declaração de idoneidade administrativa expedida dados de aprendizagem dos alunos e implementarem ações de melhoria da apren-
pela Comissão Permanente de Inquérito - CPI/SEDUC; 3. Declaração de tempo dizagem dos alunos;
de serviço na Unidade de Ensino ou setor em que esteja atualmente lotado; 4. De- • Auxiliar as Unidades Escolares a realizarem, no mínimo bimestral-
claração de disponibilidade para viagens na jurisdição da GERE e/ou para a sede mente, Reuniões Pedagógicas com o intuito de análise coletiva dos dados educacio-
Maceió; 5. Declaração de adimplência junto ao Setor de Prestação de Contas da nais, avaliação e replanejamento do plano de ação da Unidade Escolar;
SEDUC - Administração Central e GERE (em caso de candidato na condição de • Acompanhar, dentro da rotina proposta pela equipe GEDE, cada uma
ex-gestor, ex-tesoureiro ou ex-presidente de conselho escolar); 6. Apresentação de das Unidades Escolares de sua responsabilidade, tendo uma pauta planejada e ar-
um texto (assinado) com 20 linhas, no máximo, indicando os motivos que o leva- ticulada com a implementação dos Planos de Ações e atingimento das metas de
ram a participar desse processo seletivo interno;7. Em caso de candidato lotado em aprendizagem pactuadas com a SEDUC-AL;
unidades de ensino, GERE ou nas Superintendências citadas no item 1.8 que esteja • Contribuir com o crescimento profissional da equipe pedagógica das
na condição de READAPTADO, este deverá apresentar laudo médico ou atestado Unidades Escolares, ajudando-os na análise, discussão e avaliação das ações; cons-
médico que declare sobre sua condição física legal para atuar na função pretendida trução e implementação de propostas; respeitando o papel do outro; fazendo junto
mediante a necessidade de viagens e deslocamentos para realização das ativida- à equipe e não pela equipe; sendo um agente transformador, parceiro, profissional
des pedagógicas necessárias; 8. Declaração de disponibilidade para trabalhar 40 e ético em sua ação com os diferentes atores;
horas semanais com o pleno exercício das atividades na jurisdição da GERE ou • Contribuir com o crescimento e fortalecimento da equipe pedagógica
SEDUC (âmbito estadual) escrita e assinada pelo próprio candidato. O compro- da Secretaria Estadual de Educação e das Unidades Escolares; e
vante da matrícula do servidor, será o cabeçalho do seu contracheque. TODOS OS • Auxiliar na organização, planejamento e desenvolvimento de ações
DOCUMENTOS PODERÃO SER ANEXADOS AO LINK DE INSCRIÇÃO, NO formativas aos profissionais da Rede Estadual, visando a melhoria da prática peda-
CAMPO RESERVADO PARA CADA DOCUMENTO. gógica dos profissionais e a aprendizagem dos alunos.
1.11. Participar do período de imersão formativa, última etapa do processo
seletivo, conforme período previsto no cronograma. 3. COMPETÊNCIAS DO TÉCNICO DE ACOMPANHAMENTO
1.12. É vedada a participação de profissionais que estejam respondendo PEDAGÓGICO
a processo administrativo ou que estejam em cumprimento de pena aplicada em
virtude de processo administrativo. Em consonância com as políticas educacionais estabelecidas nesta gestão, e bus-
cando valorizar o compromisso dos diferentes atores para a melhoria da apren-
2. PERFIL E ATRIBUIÇÕES DOS CANDIDATOS dizagem dos alunos da rede, é importante destacar que o candidato a Técnico de
Acompanhamento Pedagógico da SEDUC-AL, demonstre algumas competências
2.1 PERFIL: que facilitem o seu trabalho:
• Compromisso com a autoformação, como característica profissional • Clareza conceitual: segurança na concepção de educação que norteia
e pessoal; as políticas públicas da educação em Alagoas;
• Conhecimento das políticas públicas na área de educação nacional e • Capacidade de intervenção: facilidade em lidar com situações de con-
estadual; flito;
• Postura coerente (teórico-prática) com as concepções apresentadas • Liderança inspiradora: capacidade de influenciar positivamente as
nos referenciais do Plano Estadual de Educação e da Lei de Diretrizes e Bases da pessoas e grupos com sua postura ética e transparente;
Educação Nacional; • Construção de parcerias: capacidade de estabelecer empatia e relação
• Habilidade, flexibilidade e agilidade para o trabalho em equipe; de confiança e respeito; de articular alianças e ajudar a construir parcerias entre a
• Seriedade e comprometimento profissional, demonstrados no conheci- equipe gestora das Unidades Escolares, formando uma rede de relacionamentos
mento dos pares (colegas) na efetivação do trabalho; sustentáveis;
• Competência para gerir conflitos; • Entusiasmo: capacidade de identificar oportunidades potenciais em
• Capacidade de articular e orientar as Unidades Escolares em relação situações desafiadoras; acreditar em si, nos outros e na força que as pessoas têm
ao estabelecimento de metas, construção e implementação de plano de ações que de transformar a própria realidade; de mobilizar as pessoas para fazer o trabalho
visam a melhoria do ensino; e acontecer; e
• Interesse por conhecer práticas pedagógicas inovadoras e eficientes • Inovação e predisposição para aprender: capacidade de modificar a
para a aprendizagem dos alunos. realidade na sua forma de agir, de estar sempre à frente, propondo ideias criativas;
de estar aberto a rever e modificar com êxito seu modo habitual de proceder, in-
2.2. ATRIBUIÇÕES corporando novas formas de trabalho; de identificar com facilidade novas práticas
• Apoiar e tutorar o trabalho dos Diretores e Coordenadores Pedagó- pedagógicas.
gicos das Unidades Escolares, auxiliando-os na construção e implementação de
Plano de Ações, baseado nos indicadores internos e externos, com vistas a garantir 4. A SELEÇÃO
melhor aprendizado a todos os alunos; Para ocupar a função de Técnico de Acompanhamento Pedagógico da SEDUC-AL,
20 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012 Estado de Alagoas
Diário Oficial

o professor efetivo deverá passar pelas seguintes etapas de avaliação - sendo todas 8.2. Serão convocados para realização da Dinâmica os primeiros candidatos,
eliminatórias: até o limite de 02 por vaga, que obtiverem maiores pontuações na análise do cur-
rículo;
1.1. Publicação do Edital de Seleção em 16/05/2018 8.3. No caso de empate, a classificação será feita de acordo com o maior tem-
1.2. Período de inscrição de 17/05/2018 a 25/05/2018, via formulário onli- po de docência. Permanecendo o empate, adotar-se-á o critério de maior tempo em
ne, através do link LINK: https://goo.gl/forms/BCcOGFj0lnjLyOdr1 Coordenação Pedagógica ou Gestão Escolar - sendo selecionado o candidato com
1.3. Análise dos documentos elencados no item 1.10; os documentos serão maior experiência em uma destas duas funções;
analisados entre o período de 17/05/18 a 31/05/18. O candidato que deixar de en- 8.4. Os candidatos serão ordenados de acordo com a pontuação final, em or-
viar algum dos documentos elencados será automaticamente desclassificado. Todos dem decrescente, até o limite de vagas estabelecidas no item 05; e
os documentos solicitados deverão ser anexados de forma LEGÍVEL. 8.5. Será excluído deste processo seletivo o candidato que:
1.4. Publicação de Resultado Parcial em 06/06/18, com prazo de até 24h • Inscrever-se após o horário e data estabelecidos; e/ou
para recursos. • Enviar documentação por outro meio diferente do solicitado neste Edital.
1.5. Dinâmica em grupo - Resolução de Estudo de Caso, as dinâmicas serão
realizadas de 11/06 a 13/06, no CENFOR (Centro de Formação Professor Ib Gatto 9. DOS RESULTADOS:
Falcão), sito à Av. Fernandes Lima s/nº -CEPA/Farol - Maceió, no horário de 08:00 O resultado final do processo seletivo será homologado pela Comissão de Seleção
as 12:00 horas e 14:00 às 18:00 horas, cujo agendamento será enviado para o e-mail da SEDUC e divulgado no site da Secretaria Estadual de Educação de Alagoas. O
do candidato. candidato aprovado será nomeado para a função a partir do dia 26/06/2018, sendo
1.6. Publicação do Resultado da Dinâmica, a ser publicado até 15/06/2018; de sua responsabilidade comunicar o diretor da Unidade Escolar do resultado e
com prazo de até 24h para recursos. apresentar-se à GERE, para início dos trabalhos. O candidato deverá se apresentar
1.7. Residência de 16h, organizada em dois dias, a ser realizada na CEN- na GERE para onde foi selecionado ou SURE/SEDUC - Av. Fernandes Lima s/nº
FOR (Centro de Formação Professor Ib Gatto Falcão/ CEPA- Farol, Maceió), nos -CEPA, Farol- prédio da Escola estadual José Correia da Silva Titara, sala 07, a
dias de 19/06/2018 e 21/06/2018. partir das 08:00 horas.
Em caso de discordância com o resultado, o candidato deverá protocolar sua recla-
5. QUANTO AO NÚMERO DE VAGAS: mação na GERE de sua jurisdição e na SURE /SEDUC- Maceió.
Estão abertas as seguintes vagas para compor a equipe de Técnicos Pedagógicos / 10. DA LOTAÇÃO:
Formadores das GEREs abaixo: O candidato aprovado será lotado na GERE de sua jurisdição e os candidatos da 1ª,
13ª GERE, inscritos para Técnico Pedagógico da SEDUC serão lotados na SURE.
O aprovado deverá trabalhar 20, 25 ou 40 horas semanais, sem acréscimo de Fun-
GERÊNCIA NÚMERO DE VAGAS
ção Gratificada, no horário das 08:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00 horas.
1ª 6
2ª 1 11. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
3ª 3 Todo e qualquer fato ocorrido no decorrer do processo seletivo e que não esteja(m)
4ª 1 previsto(s) no presente edital, deverá ser comunicado à Comissão Organizadora e o
5ª 3 candidato deverá aguardar a solução apresentada pela comissão.
6ª 2
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, em Maceió, 15 de maio de 2018.
7ª 1
8ª 1 LAURA CRISTIANE DE SOUZA
9ª 2 Secretária de Estado da Educação
10 ª 1 REPUBLICADO.
11 ª 2
12 ª 2 SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO GABINETE/SEDUC, EM MACEIÓ(AL)
23 DE MAIO DE 2018.
13 ª 6
TÉCNICO PEDAGÓGICO DA SURE 6 ROBERTO JOSÉ DOS SANTOS
Responsável pela Resenha
6. QUANTO AO PROCESSO DE INSCRIÇÃO
. .

Os interessados deverão preencher o formulário de inscrição através do link: ht-


tps://goo.gl/forms/BCcOGFj0lnjLyOdr1, até as 23:59 horas do dia 25/05/2018. O Secretaria de Estado da Fazenda
candidato não poderá deixar de anexar os documentos solicitados no item 1.10 e EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

enviar junto com o link até o prazo firmado neste edital.


SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
7. CRONOGRAMA DA SELEÇÃO SUPERINTENDÊNCIA ESPECIAL DA RECEITA ESTADUAL
GERÊNCIA DE CADASTRO
ATO DE CREDENCIAMENTO VOLUNTÁRIO DE
ETAPA PERÍODO EMISSÃO DA NOTA FISCAL DO CONSUMIDOR ELETRÔNICA – NFC-E Nº
Período de Inscrição 17/05/2018 a 094/2018
25/05/2018
Análise dos documentos e divulgação da lista dos classificados 17/05/18 a A GERENTE DE CADASTRO, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais
para a prova escrita, no site da SEDUC-AL 31/05/18 conferidas pelo art. 91, V, do Decreto nº 29.521 de 11 de dezembro de 2013, e tendo
Resultado da Análise dos Documentos e Recurso da análise 06/06/18 em vista o disposto no art. 5º, § 3º da Instrução Normativa GSEF nº 23 de 03 de
Convocação dos candidatos para Entrevista (convocação será 06/06/18 maio de 2017,
enviada para o e-mail do candidato)
Dinâmica em grupo (divisão dos grupos será encaminhada por 11/06 a 13/06 RESOLVE:
e-mail?) Art. 1º credenciar para emitir Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica – NFC-e,
Resultado da Dinâmica 15/06/2018 modelo 65, por Credenciamento Voluntário do Contribuinte, conforme previsto na
Período de Residência dos Aprovados nas etapas anteriores 19/06/2018 e Instrução Normativa nº 23/2017, art. 5º, a partir da data de publicação desse ato, os
21/06/2018 estabelecimentos a seguir:
.
Resultado final 26/06
RAIZ DO CNPJ RAZÃO SOCIAL PROCESSO
O resultado de cada etapa será afixado no site da SEDUC-AL. Os resultados não 05.614.146 E L C DOS SANTOS ME - ME 1500-018804/2018
poderão ser repassados por telefone.
Gerência de Cadastro, Maceió, 23 de Abril de 2018.
8. DA CLASSIFICAÇÃO
8.1. A classificação do candidato dependerá do cumprimento e aprovação em TELMA MARIA DE LIMA LOBO
todas as etapas apresentadas nesta proposta; Gerente de Cadastro
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 21
ESTADO DE ALAGOAS RAZÃO SOCIAL CACEAL
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA VANICLEIA DA SILVA MECANICA 24263656-0
SUPERINTENDÊNCIA ESPECIAL DA RECEITA ESTADUAL
GERÊNCIA DE CADASTRO Maceió, 23 de maio de 2018

TELMA MARIA DE LIMA LÔBO


EDITAL GECAD Nº 422/2018
GERENTE DE CADASTRO

A GERENTE DE CADASTRO, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, ESTADO DE ALAGOAS


tendo em vista que o contribuinte relacionado abaixo não promoveu as alterações SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
relativas às informações cadastrais do contabilista ou empresa contábil, no caso de SUPERINTENDÊNCIA ESPECIAL DA RECEITA ESTADUAL
rompimento do contrato de prestação de serviço celebrado entre o contribuinte e o GERÊNCIA DE CADASTRO
contabilista ou empresa contábil, no prazo determinado, e,
EDITAL GECAD nº 423/2018

Considerando que a pessoa que consta vinculada no CACEAL, como A GERENTE DE CADASTRO, no uso de suas atribuições e prerrogativas legais, e
contabilista, comunicou a SEFAZ através de Processo nº 1500-015077/2018, que o que consta nos Memorando 5ª CAF Nº 062/2018, da 5ª Chefia de Administração
não mais presta serviços contábeis aos contribuintes, conforme as disposições pre- Fazendária – Palmeira dos Indios;
vistas na Instrução Normativa SEF Nº 17/2007, art. 40, parágrafo 3º, e que o contri-
buinte abaixo foi intimado pelo Edital GECAD nº 336/2018, publicado no D.O.E. RESOLVE:
Nos termos do art. 32, inciso I, alínea “c” do Decreto 3.481/2006, excluir do edital
em 02 de maio de 2018, e não promoveu as alterações das informações cadastrais
abaixo mencionado, o contribuinte identificado, por ter sanado a causa que ensejou
do contabilista ou empresa contábil. sua inaptidão no Cadastro de Contribuinte do Estado de Alagoas.

RESOLVE: EDITAL GECAD Nº 636/2016


RAZÃO SOCIAL: MARIA DAS VIRGENS CASSIANO SANTOS - ME
Fazer ciente a todos quantos o presente EDITAL virem ou dele tiverem CACEAL: 24221262-0
conhecimento que, de acordo com o §§ 3º e 4º, do art. 24 do Decreto 3.481/2006,
Maceió, 23 de maio de 2018
e inciso XIV, do art. 49 da Instrução Normativa SEF Nº 17/2007, fica a inscrição
estadual abaixo discriminada na situação «INAPTA» no Cadastro de Contribuinte TELMA MARIA DE LIMA LÔBO
do Estado de Alagoas – CACEAL. GERENTE DE CADASTRO

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEF Nº 23 /2018

Altera a Instrução Normativa SF nº 1, de 29 de abril de 2004, que dispõe sobre procedimentos relativos à liquidação do ICMS nos termos do Decreto nº 1.738, de 19 de
dezembro de 2003.

O SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II do art. 114 da Constituição Estadual, e considerando o disposto no
Convênio ICMS 181, de 23 de novembro de 2017, resolve expedir a seguinte
INSTRUÇÃO NORMATIVA:
Art. 1º Os dispositivos adiante indicados da Instrução Normativa SF nº 1, de 29 de abril de 2004, passam a vigorar com a seguinte redação:
I – o art. 1º:
“Art. 1º O contribuinte interessado na liquidação de débitos do ICMS decorrentes de obrigações tributárias vinculadas à importação de mercadorias e das demais obriga-
ções previstas no art. 3º da Lei nº 6.410, de 6 de novembro de 2003, deverá:
I – ser inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS do Estado de Alagoas - CACEAL, salvo o que não se enquadrar na definição de contribuinte prevista no caput do
art. 18 da Lei nº 5.900, de 27 de dezembro de 1996;
II – ter conta gráfica aberta para os lançamentos dos créditos reconhecidos e/ou cedidos e dos débitos do ICMS a serem liquidados, de que trata o art. 13 do Decreto nº
1.738, de 19 de dezembro de 2003.” (NR);

II – o art. 2º:

“Art. 2º O pedido de inscrição no Cadastro de Contribuintes - CACEAL, para fins de importação, será processado pela Gerência de Cadastro que, concluindo pela possi-
bilidade do pedido, concederá inscrição para o requerente.” (NR);

III - o caput e os incisos IV e VI do art. 3º:


“Art. 3º O pedido de abertura de conta gráfica, o lançamento na conta gráfica de créditos ou sua cessão, será apreciado pela Gerência de Fiscalização de Operações de
Trânsito - GOT, devendo ser instruído com os seguintes documentos:
(...)
IV - comprovante de recolhimento do Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza e da contribuição para a seguridade social ou do reconhecimento da
isenção pelo órgão competente, conforme o caso;
(...)
VI – comprovante, em favor do servidor, de depósito bancário do valor líquido constante do termo de quitação.” (NR);
IV – o art. 5º:
“Art. 5º Para fins de liquidação de débitos do ICMS decorrentes de operações de importação, quando da realização desta o interessado apresentará à Gerência de Fiscali-
zação de Operações de Trânsito - GOT, no prazo de até 15 (quinze) dias após a emissão do Comprovante de Importação – CI, os seguintes documentos:
I - pedido de liquidação de débito tributário, nos termos do Anexo I;
II - DANFE relativo à mercadoria importada;
III - documento de arrecadação que comprove o recolhimento em espécie da obrigação tributária pelo qual é responsável, se for o caso;
IV – DANFE relativo à operação interestadual subsequente, se for o caso;
V – extrato da Declaração de Importação - DI;
VI – Desembaraço de Mercadoria Importada – DMI;
VII - Guia para Liberação de Mercadoria Estrangeira sem Comprovação do Recolhimento do ICMS, no caso de diferimento do ICMS para a saída interestadual;
VIII – Comprovante de Importação – CI;
IX - fatura comercial (“Invoice”);
X - conhecimento de transporte internacional.
22 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

§ 1º No momento do pedido de liquidação, será lançado a débito na conta gráfica do contribuinte o valor correspondente à parte do ICMS vinculado à operação de
importação objeto da compensação.
§ 2º No caso de importação em que haja subsequente operação interestadual, deverá ser observado o seguinte:
I – é vedado o acúmulo de crédito decorrente da subsequente operação;
II – o ICMS relativo à importação poderá ser diferido para a referida saída interestadual a ela vinculada, hipótese em que o ICMS será calculado com base na operação
de saída, de modo que não haja crédito fiscal a favor do contribuinte importador;
III – somente se aplica o diferimento quando a saída interestadual ocorrer ato contínuo à importação ou nos termos que dispuser regime especial, assegurada a liquidação
do ICMS.” (NR);
V – o caput do art. 6º:
“Art. 6º Atendidos, pelo interessado, os requisitos estabelecidos nesta Instrução Normativa, a Gerência de Fiscalização de Operações de Trânsito - GOT aporá o visto no
documento Desembaraço de Mercadoria Importada (DMI) e na Guia para Liberação de Mercadoria Estrangeira sem Comprovação do Recolhimento do ICMS (GLME),
conforme o caso, no qual deverá constar, expressamente, a indicação de que o ICMS foi liquidado ou diferido nos termos da Lei nº 6.410, de 2003, e do Decreto nº 1.738,
de 2003, inclusive com a indicação da parte do ICMS recolhido em espécie, se for o caso.” (NR);
Art. 2º A Instrução Normativa SF nº 1, de 29 de abril de 2004, passa a vigorar acrescida dos dispositivos adiante indicados, com a seguinte redação:
I – os §§ 1º e 2º ao art. 3º:
“Art. 3º O pedido de abertura de conta gráfica, o lançamento na conta gráfica de créditos ou sua cessão, será apreciado pela Gerência de Fiscalização de Operações de
Trânsito - GOT, devendo ser instruído com os seguintes documentos:
(...)
§ 1º A comprovação da isenção do Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza e da contribuição para a seguridade social, de que trata o inciso IV do caput,
será feita mediante apresentação de certidão emitida pelo setor de pessoal do servidor com base em parecer emitido pelo órgão competente reconhecendo a isenção.
§ 2º Não será aberta a conta gráfica nem terá créditos registrados aquele que estiver:
I – irregular no CACEAL;
II – irregular quanto ao pagamento do ICMS, salvo se com a exigibilidade suspensa:
a) normal;
b) antecipado, de que trata a Lei nº 6.474, de 24 de maio de 2004;
c) devido por substituição tributária;
d) importação, salvo se objeto do processo de compensação de que trata esta Instrução Normativa;
d) objeto de parcelamento.” (AC);

II – o art. 4º-A:
“Art. 4º-A. Para fins da liquidação de que trata esta Instrução Normativa, a cessão de créditos deverá atender ao seguinte:
I – cedente e cessionário deverão obedecer ao disposto no art. 1º;
II – os créditos a serem cedidos deverão ter registro em conta gráfica, atendidas as exigências do art. 3º, inclusive quanto à liquidação do servidor;
III – terá como limite o valor de 4.000 (quatro mil) UPFAL por ano-calendário, ainda que diversos sejam os cedentes e cessionários;
IV - a cessão dependerá de pedido conjunto do cedente e do cessionário, dirigido à Gerência de Fiscalização de Operações de Trânsito - GOT, que conterá e será instruído
com os seguintes documentos:
a) identificação do cedente e do cessionário: nome, endereço, CACEAL, CNPJ, CPF, telefone e e-mail, conforme o caso;
b) cópia autenticada dos contratos sociais do cedente e do cessionário, se for o caso;
c) valores e números dos processos de certificação de crédito;
d) cópia autenticada do instrumento que formalizou a cessão com firmas reconhecidas do cedente e do cessionário;
e) mandato outorgado pelo cedente ao cessionário, em caráter irretratável e irrevogável, pelo qual a este atribua responsabilidade para promover a quitação de valores
não pagos no processo judicial do qual se originou, para transigir, renunciar ou desistir do processo de execução que originou a expedição do crédito contra o Estado;
V – assinatura dos responsáveis pela empresa cedente e cessionária, com documentação comprobatória e cópia de documento oficial com foto.” (AC);
III – o § 3º ao art. 5º:
“Art. 5º Para fins de liquidação de débitos do ICMS decorrentes de operações de importação, quando da realização desta o interessado apresentará à Gerência de Fiscali-
zação de Operações de Trânsito - GOT, no prazo de até 15 (quinze) dias após a emissão do Comprovante de Importação – CI, os seguintes documentos:
(...)
§ 3º O descumprimento do disposto no caput deste artigo sujeitará o contribuinte ao recolhimento do imposto nos termos da legislação aplicável aos demais contribuintes.
(AC);
IV - o parágrafo único ao art. 7º:
“Art. 7º A Secretaria de Estado da Fazenda procederá ao registro na conta gráfica, a débito, da parte compensada do débito tributário, para efeito de encontro de contas
com os créditos apresentados inicialmente.
Parágrafo único. A conta gráfica para os lançamentos dos créditos reconhecidos e cedidos e dos débitos tributários a serem liquidados, a que se refere o art. 13 do Decreto
1.738, de 2003, obedecerá ao modelo disposto no anexo II desta Instrução Normativa.” (AC);
IV – os Anexos I e II:
“ANEXO I
PEDIDO DE LIQUIDAÇÃO DE DÉBITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DA LEI Nº 6.410, DE 24 DE OUTUBRO DE 2003
RAZÃO SOCIAL
CACEAL
CNP
ENDEREÇO

OBJETO DO PEDIDO:

DOCUMENTOS ANEXOS (conforme art. 5º):


( ) DANFE relativo à mercadoria importada;
( ) documento de arrecadação que comprove o recolhimento em espécie da obrigação tributária pelo qual é responsável, se for o caso;
( ) DANFE relativo à operação interestadual subsequente, se for o caso;
( ) extrato da Declaração de Importação - DI;
( ) Desembaraço de Mercadoria Importada – DMI;
( ) Guia para Liberação de Mercadoria Estrangeira sem Comprovação do Recolhimento do ICMS, no caso de diferimento do ICMS para a saída interestadual;
( ) Comprovante de Importação – CI;
( ) fatura comercial (“Invoice”);
( ) conhecimento de transporte internacional.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 23
( ) Documento de arrecadação
( ) Outros (Especificar):
____________________________________________________________
Local
Data
Identificação e assinatura do Interessado

ANEXO II –
APURAÇÃO DE DÉBITOS E CRÉDITOS DECORRENTES DA LEI Nº 6.410, DE 24 DE OUTUBRO DE 2003
CONTA GRÁFICA
RAZÃO SOCIAL
CACEAL
CNP
ENDEREÇO

PERÍODO DE APURAÇÃO: ___________________


QUADRO I – Créditos reconhecidos e cedidos
CRÉDITO DE NATUREZA ALIMENTAR CRÉDITO DE NATUREZA CONTRATUAL
DATA HOMOLOGAÇÃO Nº PROCESSO VALOR DATA HOMOLOGAÇÃO Nº PROCESSO VALOR

SUB TOTAL SUB TOTAL


SALDO ANTERIOR SALDO ANTERIOR
TOTAL TOTAL
APROPRIAÇÃO DE CRÉDITOS APROPRIAÇÃO DE CRÉDITOS
SALDO SALDO

QUADRO II – Demonstrativo de apropriação de créditos


DATA DI DATA NF NOTA FIS- VALOR ICMS IMPORTAÇÃO RECOLHIMENTO EM ES- CRÉDITO APROPRIADO
DMI Nº CAL BASE DE CÁL- PÉCIE
Nº CULO
% VALOR NATUREZA VALOR

TOTAL

” (AC).
Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor no dia 1º de junho de 2018.
Art. 4º Ficam revogados:
I - o § 2º do art. 6º da Instrução Normativa SF nº 1, de 29 de abril de 2004;
II – a Instrução Normativa SARE nº 22, de 3 de agosto de 2004.

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, em Maceió/AL, 23 de maio de 2018.

George André Palermo Santoro


Secretário de Estado da Fazenda

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA REQUISITO DE ADMISSIBILIDADE DO REEXAME NECESSÁRIO PARA


CONSELHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL O PLENO. DECISÃO EM QUE TODOS OS VOTOS FORAM CONTRÁRIOS
À FAZENDA PÚBLICA. 4. INTELIGÊNCIA DO ARTIGO 48, INCISO II C/C
O CONSELHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL-CTE, no uso de suas atribuições e ARTIGO 49, §1º, AMBOS DA LEI Nº. 6.771/06. 5. REEXAME NECESSÁRIO
prerrogativas legais, de acordo com o disposto no artigo 32 da Lei n° 6.771/2006, NÃO CONHECIDO.
vem dar conhecimento sobre acórdão(s) proferido(s) pelo PLENO DO CONSE-
LHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL, na Sessão Ordinária de nº. 02, realizada em Vistos, relatados e discutidos os presentes autos.
17/10/2016. ACORDAM os membros do Pleno do Conselho Tributário Estadual em não conhe-
CTE Nº: 359/1996 cer do Reexame Necessário, pela ausência de requisito de admissibilidade. Decisão
PROCESSO Nº: 1500-005249/1996; ANEXOS: 1500-000000/AAAA unânime. Procedência em Parte do Lançamento, nos termos do Acórdão da Câmara
AUTO DE INFRAÇÃO Nº: 70673 de origem.
AUTUADA: ROBSON DIESEL LTDA
TIPO: REEXAME NECESSÁRIO LÚCIO FLÁVIO DE OLIVEIRA GOMES
RELATOR(A): PEDRO ÍCARO CAVALCANTE DE BARROS Presidente
PRESIDENTE: LÚCIO FLÁVIO DE OLIVEIRA GOMES
PEDRO ÍCARO CAVALCANTE DE BARROS
ACÓRDÃO CTE- PLENO Nº 310/2016 Relator

EMENTA: EMENTA: ICMS – OBRIGAÇÃO PRINCIPAL. 1. FALTA DE RE- ELKA GONÇALVES DE LIMA
COLHIMENTO DE ICMS DECORRENTE DA OMISSÃO DE VENDAS, COM- Julgadora
PROVADO POR LEVANTAMENTO FÍSICO DE ESTOQUE. 2. ACÓRDÃO
PROFERIDO PELA CÂMARA DO CTE, POR MAIORIA, EM QUE TODOS OS PAULO DE TARSO DA COSTA SILVA
VOTOS FORAM CONTRÁRIOS À FAZENDA PÚBLICA. 3. AUSÊNCIA DE Julgador
24 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

ANTONIO ROBERTO BOMFIM MARQUES SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA


Julgador CONSELHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL

VICENTE NORMANDE VIEIRA O CONSELHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL-CTE, no uso de suas atribuições e


Julgador prerrogativas legais, de acordo com o disposto no artigo 32 da Lei n° 6.771/2006,
vem dar conhecimento sobre acórdão(s) proferido(s) pela 2ª CÂMARA DE JUL-
GAMENTO, na Sessão Ordinária de nº. 28, realizada em 25/07/2017.
ARLINDO RAMOS JUNIOR CTE Nº: 093/2017
Julgador PROCESSO Nº: 1500-040886/2013
AUTO DE INFRAÇÃO Nº: 7021052001
AUTUADA: ESTALBRAS ESTALEIRO DO BRASIL LTDA
VICENTE NORMANDE VIEIRA TIPO: RECURSO ORDINÁRIO
Julgador RELATOR(A): VITOR DI GUARALDI MONTEIRO PINTO
PRESIDENTE: GERMANA Mª LEAL DE O. MENDONÇA

JOSÉ RONALDO C. DE ALMEIDA MENDONÇA ACÓRDÃO CTE- 2C Nº 131/2017


Julgador
EMENTA: RECURSO ORDINÁRIO. PROCEDENTE EM PARTE. ICMS.
OBRIGAÇÃO PRINCIPAL. FALTA DE RECOLHIMENTO DO IMPOSTO RE-
IVAN CHAVES DE ALMEIDA
FERENTE A SAÍDAS DE BENS PRODUZIDOS POR INDÚSTRIA NAVAL.
Julgador
NULIDADE PARCIAL DO AUTO DE INFRAÇÃO. IMPOSSIBILIDADE DE
ALTERAÇÃO DO CRITÉRIO JURÍDICO JÁ ADOTADO EM FISCALIZAÇÃO
Sala do CTE, Maceió, em 23 de Maio de 2018.
PRÉVIA (EX VI ARTIGO 146, DO CTN) QUE ABRANGEU O MÊS DE OUTU-
BRO DE 2008. LIMITAÇÃO MATERIAL À ATIVIDADE DE REVISÃO DOS
ELEILDE GOMES QUINTELA ATOS ADMINISTRATIVOS. NÃO APLICAÇÃO DA NORMA DE ISENÇÃO
Secretária do CTE DO ITEM 47 DA PARTE I DO ANEXO I DO RICMS, E LEGISLAÇÃO COR-
RELATA NAS OPERAÇÕES ATINENTES AOS DEMAIS EXERCÍCIOS. ILÍCI-
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA TO FISCAL PARCIALMENTE CARACTERIZADO. REFORMA DA DECISÃO
CONSELHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL SINGULAR. LANÇAMENTO PROCEDENTE EM PARTE.

O CONSELHO TRIBUTÁRIO ESTADUAL-CTE, no uso de suas atribuições e Vistos, relatados e discutidos os presentes autos.
prerrogativas legais, de acordo com o disposto no artigo 32 da Lei n° 6.771/2006, ACORDAM os membros da 2ª Câmara de Julgamento do Conselho Tributário Es-
vem dar conhecimento sobre acórdão(s) proferido(s) pela 1ª CÂMARA DE JUL- tadual – CTE em conhecer do Recurso Ordinário, por unanimidade de votos, e, por
GAMENTO, na Sessão Ordinária de nº. 04, realizada em 20/01/2016. maioria, para dar-lhe parcial provimento.

CTE Nº: 125/2015 GERMANA MARIA L. DE OLIVEIRA MENDONÇA


PROCESSO Nº: 1500-001418/2014 Presidente
AUTO DE INFRAÇÃO Nº: 7027019001
AUTUADA: TOMÉ ENGENHARIA S/A VITOR DI GUARALDI MONTEIRO PINTO
TIPO: RECURSO ORDINÁRIO Relator
RELATOR(A): CARLOS HENRIQUE DE MENDONÇA BRANDÃO
PRESIDENTE: NADJA APARECIDA SILVA DE ARAÚJO IVAN CHAVES ALMEIDA
Julgador
ACÓRDÃO CTE- 1C Nº 034/2016
PAULO DE TARSO DA COSTA SILVA
EMENTA: AUTO DE INFRAÇÃO. ICMS. OBRIGAÇÃO PRINCIPAL. FALTA Julgador
DE RECOLHIMENTO DO ICMS ANTECIPADO PREVISTO NA LEI ESTA-
DUAL 6.474/04. DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS. AQUISIÇÃO DE MERCA- JOSÉ RONALDO C. DE A. MENDONÇA
DORIAS EM OUTRAS UNIDADES FEDERATIVAS. COMINAÇÃO DA MUL- Julgador
TA DO ART. 90-A DA LEI ESTADUAL 5.900/96. HIPÓTESE DE ISENÇÃO
TRIBUTÁRIA PREVISTA NA LEGISLAÇÃO ESTADUAL. RECURSO ORDI- Sala do CTE, Maceió, em 24 de Maio de 2018.
NÁRIO CONHECIDO E PROVIDO. LANÇAMENTO IMPROCEDENTE. DE-
CISÃO POR MAIORIA. REEXAME NECESSÁRIO PARA O PLENO DO CTE ELEILDE GOMES QUINTELA
Secretária do CTE
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos.
A SECRETÁRIA ESPECIAL DO TESOURO ESTADUAL DE ALAGOAS
ACORDAM os membros da 1ª Câmara de Julgamento do Conselho Tributário Es-
DESPACHOU NO DIA 17 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
tadual, por maioria de votos, em conhecer do Recurso Ordinário e dar-lhe provi-
PROC. Nº. 1500-018218/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO
mento, para julgar totalmente improcedente o lançamento. Decisão não unânime
À VIOLÊNCIA - À Secretaria de Estado de Prevenção à Violência.
sujeita a Reexame Necessário pelo Pleno do CTE (art. 48, II, da Lei 6.771/2006).
PROC. Nº. 1500-018638/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA

INFRAESTRUTURA - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual.
NADJA APARECIDA SILVA DE ARAÚJO PROC. Nº. 1500-0177734/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DO
Presidente DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO - Idem.
PROC. Nº. 1500-019298/2018 - CARHP - Idem.
CARLOS HENRIQUE DE MENDONÇA BRANDÃO PROC. Nº. 1500-014219/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE - À
Relator Secretaria de Estado da Saúde.
PROC. Nº. 1500-018334/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO E
MARIA LOPES MILHOMES EMPREGO - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual.
Julgadora PROC. Nº. 1500-018637/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA
INFRAESTRUTURA - Idem.
ODETE MINEIRO DA PAZ PROC. Nº. 5502-00201/2018 - ISAAC DARLAN REGO DAMASCENO - Idem.
Julgadora PROC. Nº. 1500-018699/2018 - INSTITUTO DE TERRAS E REFORMA
AGRÁRIA DE ALAGOAS - Idem.
Sala do CTE, Maceió, em 23 de Maio de 2018. PROC. Nº. 1500-018782/2018 - SERVIÇOS DE ENGENHARIA DO ESTADO
DE ALAGOAS - Idem.
ELEILDE GOMES QUINTELA PROC. Nº. 1500-018675/2018 - INSTITUTO DE INOVAÇÃO PARA O
Secretária do CTE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL - Idem.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 25
PROC. Nº. 1500-018792/2018 - INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO A SECRETÁRIA ESPECIAL DO TESOURO ESTADUAL DE ALAGOAS
RURAL E ABASTECIMENTO DE ALAGOAS - Idem. DESPACHOU NO DIA 22 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
PROC. Nº. 1500-018991/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DAAGRICULTURA, PROC. Nº. 1500-019561/2018 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS
PECUÁRIA, PESCA E AQUICULTURA - Idem. DA SAÚDE DE ALAGOAS - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual.
PROC. Nº. 1500-019560/2018 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018. DA SAÚDE DE ALAGOAS - Idem.
Publique-se. PROC. Nº. 1500-019562/2018 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS
DA SAÚDE DE ALAGOAS - Idem.
NADJA FERREIRA DE LIMA PROC. Nº. 1500-019407/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
Responsável pela Resenha - Idem.
PROC. Nº. 1500-019543/2018 - INSTITUTO DE INOVAÇÃO PARA O
A SECRETÁRIA ESPECIAL DO TESOURO ESTADUAL DE ALAGOAS DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL - Idem.
DESPACHOU NO DIA 18 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS: PROC. Nº. 1500-019371/2018 - ALAGOAS PREVIDÊNCIA - Idem.
PROC. Nº. 1700-002502/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA PROC. Nº. 1101-005298/2017 - TRIBUNAL DE CONTAS - Idem.
INFRAESTRUTURA - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual. PROC. Nº. 1204-001971/2010 - INSS E ESTADO DE ALAGOAS - À Procuradoria
PROC. Nº. 1700-002415/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA Geral do Estado.
PROC. Nº. 1500-019056/2018 - DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE
PÚBLICA - Idem.
RODAGEM DE ALAGOAS - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual.
PROC. Nº. 1700-002168/2018 - AGÊNCIA DE DEFESA E INSPEÇÃO
PROC. Nº. 1101-000064/2011 - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ESTADUAL - Ao
AGROPECUÁRIA DO ESTADO DE ALAGOAS - Idem.
Gabinete Civil.
PROC. Nº. 1700-002409/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA MULEHR E
PROC. Nº. 1500-018651/2018 - CARHP - À Superintendência Especial do Tesouro
DOS DIREITOS HUMANOS - Idem.
Estadual.
PROC. Nº. 1500-019011/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTE
PROC. Nº. 1101-002388/2012 - A. L. E. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
E DESENVOLVIMENTO URBANO - à Secretaria de Estado de Transporte e
ESTADUAL - Ao Gabinete Civil.
Desenvolvimento Urbano. PROC. Nº. 1101-000393/2012 - ASSEMLBEIA LEGISLATIVA ESTADUAL -
PROC. Nº. 1500-016288/2018 - INSTITUTO DE PROTEÇÃO E DEFESA Idem.
DO CONSUMIDOR DE ALAGOAS - Ao Instituto de Proteção e Defesa do PROC. Nº. 1101-001976/2013 - A. L. E. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
Consumidor. ESTADUAL - Idem.
PROC. Nº. 1700-001502/2018 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS PROC. Nº. 1500-019305/2018 - CARHP - À Superintendência Especial do Tesouro
DA SAÚDE DE ALAGOAS - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual. Estadual.
PROC. Nº. 1500-019077/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PROC. Nº. 1500-019304/2018 - CARHP - Idem.
- Idem. PROC. Nº. 1500-019303/2018 - CARHP - Idem.
PROC. Nº. 1500-019181/2018 - INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE - Idem. PROC. Nº. 1500-019302/2018 - CARHP - Idem.
PROC. Nº. 1500-019192/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA MULHER E PROC. Nº. 1500-019299/2018 - CARHP - Idem.
DOS DIREITOS HUMANOS - Idem.
PROC. Nº. 1500-019063/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE - Idem. GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018.
PROC. Nº. 9998/00669/2018 - FRANCISCA ROSALINE LEITE MOTA - Idem. Publique-se.
PROC. Nº. 1500-019009/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE - Idem. NADJA FERREIRA DE LIMA
PROC. Nº. 1500-019016/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA Responsável pela Resenha
E DESENVOLVIMENTO SOCIAL - Idem.
PROC. Nº. 1700-002358/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA MULHER E A CHEFE DE GABINETE DA SECRETARIA DA FAZENDA DE ALAGOAS
DOS DIREITOS HUMANOS - Idem. DESPACHOU NO DIA 22 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
PROC. Nº. 1700-002357/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA MULHER E PROC Nº. 1500-019555/2018 - PGE / PJ - À Chefia Executiva de Valorização de
DIS DIREITOS HUMANOS - Idem. Pessoas.
PROC. Nº. 1500-019357/2018 - MINISTÉRIO PÚBLICO DO EST DE AL -
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018. CENTRO DE APOIO OPERACIONAL - À Superintendência Especial da Receita
Publique-se. Estadual.
PROC. Nº. 1500-019546/2018 - PGE / PJ - À Superintendência Especial do
NADJA FERREIRA DE LIMA Tesouro Estadual.
Responsável pela Resenha
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018.
A SECRETÁRIA ESPECIAL DO TESOURO ESTADUAL DE ALAGOAS Publique-se.
DESPACHOU NO DIA 21 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS: NADJA FERREIRA DE LIMA
PROC. Nº. 1500-019352/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA Responsável pela Resenha
INFRAESTRUTURA - À Secretaria de Estado da Infraestrutura.
O SECRETARIO DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS DESPACHOU
PROC. Nº. 1500-019351/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA
NO DIA 22 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
INFRAESTRUTURA - Idem.
PROC. Nº. 1500-010265/2018 - GABINETE DO SECRETÁRIO DE ESTADO
PROC. Nº. 1500-019295/2018 - INSTITUTO DE INOVAÇÃO PARA O
DA FAZENDA - À Procuradoria Geral do Estado.
DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL - À Superintendência Especial
do Tesouro Estadual.
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018.
PROC. Nº. 1500-019215/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA Publique-se.
INFRAESTRUTURA - Idem. NADJA FERREIRA DE LIMA
PROC. Nº. 1500-019261/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA - Responsável pela Resenha
Idem.
PROC. Nº. 1500-019296/2018 - INSTITUTO DE INOVAÇÃO PARA O O SECRETÁRIO ESPECIAL DA RECEITA ESTADUAL DE ALAGOAS
DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL - Idem. DESPACHOU NO DIA 22 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
PROC. Nº. 1500-019349/2018 - SECRETARIA DE ESTADO DA PROC. Nº. 1500-015873/2018 - GOV. DO EST SÃO PAULO/SEFAZ/NUCLEO
INFRAESTRUTURA - Idem DE FISCALIZAÇÃO DA CAPITAL/CRTC - 3 - À Gerência de Pesquisa e
PROC. Nº. 4105-00001/2018 - AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO Investigação.
DE PROCESSOS - À Superintendência Especial do Tesouro Estadual. PROC. Nº. 1500-017829/2018 - SECRETARIA DA FAZENDA - À Chefia
Executiva Administrativa.
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018.
Publique-se. GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018.
Publique-se.
NADJA FERREIRA DE LIMA NADJA FERREIRA DE LIMA
Responsável pela Resenha Responsável pela Resenha
26 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012 Estado de Alagoas
Diário Oficial

A SECRETÁRIA EXECUTIVA DE GESTÃO INTERNA DA SECRETARIA DA . .

FAZENDA DE ALAGOAS DESPACHOU NO DIA 22 DE MAIO DE 2018 OS Secretaria de Estado do Planejamento,


SEGUINTES PROCESSOS: Gestão e Patrimônio - SEPLAG
PROC. Nº. 1500-018625/2018 - GSEF - À Chefia Executiva Administrativa.
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

PROC. Nº. 1500-019114/2018 - GETI - À Superintendência da Tecnologia da PORTARIA SEPLAG Nº 5.032/2018 – GS


Informação.
PROC. Nº. 1500-030971/2017 - SUBGESTOR DE FROTA - À Chefia de
O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO, no uso
Transportes.
das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 114, incisos I e II, da Constituição
PROC. Nº. 1500-021630/2017 - GEA - SUBGESTOR DE FROTAS - À Chefia de
Estadual e pela Lei Delegada no 47, de 10 de agosto de 2015 publicada no DOE na
Transportes.
PROC. Nº. 1500-051233/2017 - SUBGESTOR DE FROTA - À Chefia de edição do dia subsequente RESOLVE,
Transportes. Art. 1º Designar o servidor Pedro Victor de Oliveira Lima, matrícula nº 1091-0
PROC. Nº. 1500-021632/2017 - GEA - SUBGESTOR DE FROTAS - Idem. ocupante do cargo de Assessor Especial para responder como Subgestor de Água
PROC. Nº. 1500-005182/2018 - CAST GROUP - À Gerência Executiva de e Energia Elétrica no âmbito desta SEPLAG, bem como, designo a servidora Iane
Planejamento, Orçamento, Finanças e Contabilidade. Maurício da Silva, matrícula nº 2125-3, ocupante do cargo de Assessor Técnico
PROC. Nº. 4105-001440/2017 - SECRETARIA DA FAZENDA - À Agência de de Controle de Consumo Interno/SEPLAG para responder na ausência ou impe-
Modernização da Gestão de Processos. dimento do titular supracitado, objeto do processo administrativo de nº 1700 –
PROC. Nº. 1500-010860/2017 - GERÊNCIA DE ARTICULAÇÃO - À Chefia 002777/2018.
Executiva Administrativa. Art. 2º Fica revogada a Portaria SEPLAG nº 3.451/2017 de 08/05/2017.
PROC. Nº. 1500-028218/2017 - SECRETARIA DA FAZENDA - À Chefia da
Escola Fazendária. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se e cum-
pra-se.
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018. Maceió-Al, 23 de maio de 2018.
Publique-se.
NADJA FERREIRA DE LIMA TADEU GERALDO MIRANDA DE RESENDE BARROS
Responsável pela Resenha Secretário Executivo de Planejamento e Gestão
A CHEFE DE GABINETE DA SECRETARIA DA FAZENDA DE ALAGOAS
DESPACHOU NO DIA 23 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE GESTÃO INTERNA, SÉRGIO DE
PROC Nº. 1500-018541/2018 - GERÊNCIA DE ARTICULAÇÃO REGIONAL -
À Chefia Executiva Administrativa. FIGUEIRÊDO SILVEIRA, EM DATA DE 22 MAIO DE 2018, DESPACHOU OS
PROC. Nº. 1500-017861/2018 - SERE / SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUINTES PROCESSOS.
TRIBUTAÇÃO - Idem.
PROC. Nº. 1500-012233/2018 - AMELIA SUZANA FERREIRA DA SILVA - À PROC. N° 13020-000828/2018 - INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE - (...)
Chefia Executiva de Valorização de Pessoas. Encaminhem-se os autos à Procuradoria Geral do Estado para apreciação.
PROC. Nº. 1500-038849/2018 - PANDURATA ALIMENTOS LTDA - À Chefia PROC. N° 1700.002689/2018 - SEPLAG/SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO
Executiva Administrativa. PATRIMONIAL - (...) Encaminhem-se os autos à Procuradoria Geral do
PROC. Nº. 1500-018730/2018 - TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE Estado, para que a Procuradoria Judicial adote as providências no âmbito de sua
ALAGOAS - À Superintendência Especial da Receita Estadual. competência.
PROC. Nº. 1500-001773/2018 - GABINETE CIVIL - SEIPS - À Chefia Executiva PROC. N° 1700.002690/2018 - SEPLAG/SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO
Administrativa. PATRIMONIAL - Idem.
PROC. N° 1700.002686/2018 - SEPLAG/SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018. PATRIMONIAL - Idem.
Publique-se. PROC. N° 1700.002685/2018 - SEPLAG/SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO
NADJA FERREIRA DE LIMA PATRIMONIAL - Idem.
Responsável pela Resenha PROC. N° 1700.002684/2018 - SEPLAG/SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO
PATRIMONIAL - Idem.
O SECRETÁRIO ESPECIAL DA RECEITA ESTADUAL DE ALAGOAS
PROC. N° 1700.002687/2018 - SEPLAG/SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO
DESPACHOU NO DIA 23 DE MAIO DE 2018 OS SEGUINTES PROCESSOS:
PATRIMONIAL - Idem.
PROC. Nº. 3300-001405/2016 - SUPERINTENDÊNCIA DE PROCEDIMENTOS
ADMINISTRATIVOS E AUDITORIA - À Gerência de Tributação. PROC. N° 1500.003381/2017 - ANTÔNIO MARIO SANDES TORRES - (...) Após
PROC. Nº. 1101-002295/2014 - JOSÉ CESAR DA SILVA - De acordo. Acolho as providências, retornem os autos à Secretaria de Estado da Fazenda - SEFAZ para
o Despacho AT-GSEF nº 0123/2018. Evoluam os autos à SEDETUR para se ciência e procedimentos complementares pertinentes à matéria em questão.
manifestar sobre o interesse da Administração Pública no caso em tela, seguindo
após à douta Procuradoria Geral do Estado para análise e manifestação conclusiva. SÔNIA MARIA DA COSTA
PROC. Nº. 1500-032777/2017 - TOMÉ ENGENHARIA S/A - À Superintendência Responsável pela Resenha
Especial da Receita Estadual. Protocolo 358511

GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018. . .

Publique-se.
Secretaria de Estado da Infraestrutura - SEINFRA
NADJA FERREIRA DE LIMA
Responsável pela Resenha
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

ESTADO DE ALAGOAS
A SECRETÁRIA EXECUTIVA DE GESTÃO INTERNA DA SECRETARIA DA
SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA
FAZENDA DE ALAGOAS DESPACHOU NO DIA 23 DE MAIO DE 2018 OS
SEGUINTES PROCESSOS:
RESULTADO DO JULGAMENTO
PROC. Nº. 1500-017835/2018 - SUPERINTENDÊNCIA DA RECEITA
ESTADUAL - À Gerência Executiva de Planejamento, Orçamento, Finanças e PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 5502-021/2016
Contabilidade. TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2018 – T3 – CPL/AL
PROC. Nº. 1500-018553/2018 - GERÊNCIA EXECUTIVA ADMINISTRATIVA
- Idem. A Comissão Permanente de Licitações de Obras e Serviços de Engenharia do Es-
PROC. Nº. 1500-019104/2018 - GSEF - Idem. tado de Alagoas – CPL/AL, instituída pelo Decreto nº 57.252 de 16.01.2018, na
conformidade com o Decreto nº 37.984 de 28.01.99, torna público o resultado Final
GSEF, em Maceió, 23 de maio de 2018. do julgamento da Tomada de Preços nº 01/2018 – T3 – CPL/AL, cujo objeto é a
Publique-se. Execução das Obras e Serviços de Reforma e Ambientação do Museu Palácio Flo-
NADJA FERREIRA DE LIMA riano Peixoto, em Maceió / AL, da qual considerou vencedora a empresa Reviva
Responsável pela Resenha Construções Ltda. - ME, com o valor global de R$ 141.481,31 (Cento e quarenta
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 27
e um mil, quatrocentos e oitenta e um reais e trinta e um centavos). O parecer do TERMO DE RATIFICAÇÃO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 018
Julgamento pela Comissão encontra-se à disposição das empresas interessadas na
Sala da CPL/AL, na sede da Secretaria de Estado da Infraestrutura. Ratifico, por este Termo, a Dispensa de Licitação para contratação de empresa
especializada em Confecção de material para o projeto SEMEAR, em favor da
Maceió, em 23 de maio de 2018. empresa COPY SERVICE LTDA, CNPJ nº 00.848.256/0001-53, no valor de R$
4.150,00(quatro mil cento e cinquenta reais), com base no art. 24, Inciso II, da Lei
Elder Damasceno Lima Federal nº 8.666/93, de acordo com Despacho ASTEC/GAB de fls. 32/33, tendo em
PRESIDENTE DA CPL/AL vista os elementos que instruem o Processo nº 23010.941/2018.

ESTADO DE ALAGOAS Maceió, 23 de maio de 2018.


SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA
C. Alexandre Ayres da Costa
SÚMULA Secretário de Estado

CONTRATO Nº 12/2018 - CPL/AL TERMO DE RATIFICAÇÃO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 019


TOMADA DE PREÇOS 07/2017 – T3 – CPL/AL
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 5502-848/2016 Ratifico, por este Termo, a Dispensa de Licitação para contratação de empresa es-
pecializada, para reforma da galeria de fotos desta SEMARH, bem como projeto
Das Partes: - Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas - SERVEAL hidráulico dos WC – masculino/feminino, em favor da empresa JEAN M. NO-
Rua Cincinato Pinto, 53, Centro, Maceió/Al LASCO – ME, CNPJ nº 24.210.397/0001-04, no valor de R$7.997,86 (sete mil,
CNPJ: 12.318.887/0001-40 novecentos e noventa e sete reais e oitenta e seis centavos), com base no art. 24,
- Contratada: Construtora Raiz Ltda. - ME Inciso II, da Lei Federal nº 8.666/93, de acordo com Despacho ASTEC/GAB de fls.
Rua do Futuro, nº 180, Coruripe/AL 31/32, tendo em vista os elementos que instruem o Processo nº 23010.370/2018.
CNPJ: 14.862.181/0001-79
Do Objeto: Reforma da Coberta e da Recepção do Prédio Sede do SERVEAL, em Maceió, 23 de maio de 2018.
Maceió/AL.
Do Valor: R$ 306.968,96 (trezentos e seis mil, novecentos e sessenta e oito reais C. Alexandre Ayres da Costa
e noventa e seis centavos). Secretário de Estado
Da Dotação Orçamentária:
Programas de Trabalho:
. .

04122022032620000 – Modernização das Atividades do Órgão Secretaria de Estado de Prevenção à Violência - SEPREV
Natureza de Despesa: 3.4.9.51 – Obras e Instalações. EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

PI: 4525, do orçamento vigente do SERVEAL.


Do Prazo: O prazo de execução dos serviços é de 60 (sessenta) dias consecutivos, SECRETARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA – SEPREV
contados do recebimento da Ordem Inicial de Serviço, observado o cronograma
fixado no Projeto Básico de Engenharia. A emissão das Ordens de Serviço está AVISO DE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO DE Nº 001/2018 - PARA
condicionada à existência de disponibilidade financeira. SECRETARIA DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA PARA SELEÇÃO DE ORGA-
Da Data: 23.05.2018 NIZAÇÃO DE SOCIEDADE CIVIL.
Dos Signatários:
José Ernesto de Souza Filho - CPF: 099.338.754-34 PROCESSO: 30004.995/2017
Anthero Wesley Rodrigues da Silva – CPF: 035.104.604-64 OBJETO: Chamamento Público tem por objetivo selecionar Organização da
Sociedade Civil através de Termo de Colaboração que se interesse em executar
* AUTORIZAÇÃO GOVERNAMENTAL: Decreto nº 37.984 de 28.01.1999. em parceria as Ações do Centro de Acolhimento em todo Estado, dentre as quais:
atividades de triagem, avaliação, encaminhamento e acompanhamento da rede
. .
acolhimento e que atuam na atenção ao uso e abuso de álcool e outras drogas,
Secretaria de Estado do Meio Ambiente e para a execução de ações estruturadas nos Centros de Acolhimento nas áreas de
dos Recursos Hídricos - SEMARH prevenção, acolhimento e reinserção social da Rede Acolhe Alagoas, vinculada a
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR

Superintendência de Política sobre Drogas, observadas as especificações técnicas


e a descrição das atividades estabelecidas no Chamamento.
PORTARIA Nº 177/2018–SRH/SEMARH Disponibilização do edital: Solicitar o edital através do e-mail cpl.seprev@gmail.
com, no site www.seprev.al.gov.br ou pelo telefone 082-3315-8232.
EXTRATO Os critérios para análise e julgamento das propostas deverá ser consultado no ANE-
XO IV do Edital de Chamamento Público SEPREV de nº 001/2018 – Anexo IV
OUTORGANTE: Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídri- - Critérios Objetivos para Análise e Julgamento das Propostas no site www.seprev.
cos - SEMARH. OUTORGADO: Condomínio Residencial Recanto das Rosas, al.gov.br
CNPJ – 27.390.235/0001-93. A SEMARH resolve conceder a Transferência de Prazo para entrega dos envelopes lacrados e com abertura da Sessão Pública: 24 de
Titularidade de Outorga de Direito de Uso de Recursos Hídricos concedida pela julho de 2018, na sede da secretaria localizado a Rua Joaquim Nabuco, 117 - Farol,
Portaria nº 045/2018 sob processo n.° 23010-001832/2016, publicada no Diário Maceió-AL, CEP: 57051-410 (entregar pessoalmente ou pelos Correios).
Oficial do Estado em 15/02/2018, anteriormente pertencente à Construtora Sauer
Ltda, CNPJ – 70.014.444/0001-61. O Condomínio Residencial Recanto das Rosas Maceió-Al, 23 de maio de 2018
deverá respeitar todos os direitos e obrigações constantes da Portaria n.º 045/2018, Comissão Organizadora
referendada pelo Parecer Jurídico da ASTEC/GAB N.° 066/2018 e Parecer Técnico
da Gerência de Operações N.° 038/2018. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei Estadual CHAMAMENTO PÚBLICO – PARCERIAS
n.º 5.965/1997 Leis Delegadas Estaduais n.° 32/2003 e n.° 47/2015, Decretos Esta-
duais n.° 06/2001 e n.º 49.419/2016, Portaria SEMARH n.° 197/2017 e Instrução CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2018
Normativa n.° 01/2016. Processo n.º 23010-00431/2018 e Parecer da ASTEC/GAB Processo Administrativo n° 30004.995/2017
N° 277/2018.
Torna-se público, para conhecimento dos interessados, que a Secretaria de Estado
SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍ- de Prevenção à Violência - SEPREV, por meio da Comissão de Seleção designada
DRICOS pela Portaria nº 32/2018 - GS, publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas
Maceió, 23 de maio de 2018. de 23.05.2018, sediado(a) na Rua Joaquim Nabuco, 117 - Farol – Maceió-Alagoas
– Cep: 57051-410, realiza chamamento público para a seleção de organização da
C. Alexandre Ayres da Costa sociedade civil para a celebração de parceria, nos termos da Lei nº 13.019, de 31 de
Secretário de Estado julho de 2014, e conforme as exigências estabelecidas neste Edital.
28 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

Data: 24 de Julho de 2018) cução do respectivo objeto social, de forma imediata ou por meio da constituição
Hora: às 10:00 horas de fundo patrimonial ou fundo de reserva;
Local: Secretaria de Estado de Prevenção à Violência – SEPREV, sediado(a) na 3.2.2. As sociedades cooperativas previstas na Lei nº 9.867, de 10 de novembro de
Rua Joaquim Nabuco, 117 - Farol – Maceió-Alagoas – Cep: 57051-410. 1999; as integradas por pessoas em situação de risco ou vulnerabilidade pessoal
ou social; as alcançadas por programas e ações de combate à pobreza e de geração
1. DO OBJETO de trabalho e renda; as voltadas para fomento, educação e capacitação de trabalha-
1.1.. O presente Chamamento Público tem por objetivo selecionar Organização dores rurais ou capacitação de agentes de assistência técnica e extensão rural; e as
da Sociedade Civil através de Termo de Colaboração que se interesse em execu- capacitadas para execução de atividades ou de projetos de interesse público e de
tar em parceria as Ações do Centro de Acolhimento em todo Estado, dentre as cunho social; e
quais: atividades de triagem, avaliação, encaminhamento e acompanhamento da 3.2.3. As organizações religiosas que se dediquem a atividades ou a projetos de
rede acolhimento e que atuam na atenção ao uso e abuso de álcool e outras drogas, interesse público e de cunho social distintas das destinadas a fins exclusivamente
para a execução de ações estruturadas nos Centros de Acolhimento nas áreas de religiosos.
prevenção, acolhimento e reinserção social da Rede Acolhe Alagoas, vinculada a
Superintendência de Política sobre Drogas. 3.3. Está impedida de participar deste chamamento público e de celebrar parceria
com o Estado de Alagoas a organização da sociedade civil que:
1.2. É permitida a atuação em rede, por duas ou mais organizações da sociedade
civil, mantida a integral responsabilidade da organização celebrante do (Termo de 3.3.1. Não esteja regularmente constituída ou, se estrangeira, não esteja autorizada
Colaboração), desde que esta possua mais de cinco anos de inscrição no CNPJ e ca- a funcionar no território nacional;
pacidade técnica e operacional para supervisionar e orientar diretamente a atuação 3.3.2. Esteja omissa no dever de prestar contas de parceria anteriormente celebrada;
da organização que com ela estiver atuando em rede. 3.3.3. Tenha como dirigente membro de Poder ou do Ministério Público, ou diri-
gente de órgão ou entidade da administração pública da mesma esfera governamen-
2. DOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS tal na qual será celebrado o termo de colaboração ou de fomento, estendendo-se a
2.1. O valor de referência previsto para a realização da parceria objeto deste cha- vedação aos respectivos cônjuges ou companheiros, bem como parentes em linha
mamento público é de R$ 4.559.928,00 (quatro milhões quinhentos e cinquenta e reta, colateral ou por afinidade, até o segundo grau;
nove mil novecentos e vinte e oito reais). 3.3.4. Tenha tido as contas rejeitadas pela administração pública nos últimos cinco
2.2. As despesas decorrentes da realização da parceria objeto deste chamamento anos, exceto se:
público estão programadas em dotação orçamentária própria, prevista no orçamen- 3.3.4.1. For sanada a irregularidade que motivou a rejeição e quitados os débitos
to do Estado de Alagoas para o exercício de (2018), na classificação abaixo: eventualmente imputados;
3.3.4.2. For reconsiderada ou revista a decisão pela rejeição;
Gestão/Unidade: Secretaria de Estado de Prevenção à Violência 3.3.4.3. A apreciação das contas estiver pendente de decisão sobre recurso com
efeito suspensivo;
Unidade Orçamentária: 300041 3.3.5. Tenha sido punida com uma das seguintes sanções, pelo período que durar
Fonte: 0116
a penalidade:
Detalhamento da Fonte 002266
3.3.5.1. Suspensão de participação em licitação e impedimento de contratar com a
Programa de Trabalho: 14.244.0208.4129
administração;
Elemento de Despesa: 33.90.39
3.3.5.2. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a administração
pública;
Plano Orçamentário: 000001
3.3.5.3. Suspensão temporária da participação em chamamento público e impedi-
mento de celebrar parceria ou contrato com órgãos e entidades da esfera de governo
2.3. As despesas decorrentes da realização da parceria do objeto deste chamamento
da administração pública sancionadora, por prazo não superior a dois anos;
público serão executadas tendo em conta:
3.3.5.4. Declaração de inidoneidade para participar de chamamento público ou ce-
2.3.1. A responsabilidade exclusiva da organização da sociedade civil pelo geren-
lebrar parceria ou contrato com órgãos e entidades de todas as esferas de governo,
ciamento administrativo e financeiro dos recursos recebidos, inclusive no que diz
enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promo-
respeito às despesas de custeio, de investimento e de pessoal;
vida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será
2.3.2. A responsabilidade exclusiva da organização da sociedade civil pelo paga- concedida sempre que a organização da sociedade civil ressarcir a administração
mento dos encargos trabalhistas, previdenciários, fiscais e comerciais relacionados pública pelos prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção prevista no
à execução do objeto previsto no (Termo de Colaboração), não implicando respon- subitem 3.3.5.3.
sabilidade solidária ou subsidiária da administração pública a inadimplência da or-
ganização da sociedade civil em relação ao referido pagamento, os ônus incidentes 3.3.6. Tenha tido contas de parceria julgadas irregulares ou rejeitadas por Tribunal
sobre o objeto da parceria ou os danos decorrentes de restrição à sua execução. ou Conselho de Contas de qualquer esfera da Federação, em decisão irrecorrível,
nos últimos 8 (oito) anos;
2.3.2.1. O pagamento da remuneração da equipe contratada pela organização da 3.3.7. Tenha entre seus dirigentes pessoa:
sociedade civil com os recursos recebidos não gera vínculo trabalhista com o poder 3.3.7.1. Cujas contas relativas a parcerias tenham sido julgadas irregulares ou re-
público. jeitadas por Tribunal ou Conselho de Contas de qualquer esfera da Federação, em
decisão irrecorrível, nos últimos 8 (oito) anos;
2.4. É vedado: 3.3.7.2. Julgada responsável por falta grave e inabilitada para o exercício de cargo
em comissão ou função de confiança, enquanto durar a inabilitação;
2.4.1. Utilizar recursos financeiros provenientes da parceria objeto deste chama- 3.3.7.3. Considerada responsável por ato de improbidade, enquanto durarem os
mento público para finalidade alheia ao seu objeto; prazos estabelecidos nos incisos I, II e III do art. 12 da Lei no 8.429, de 2 de junho
2.4.2. Pagar, a qualquer título, servidor ou empregado público com recursos finan- de 1992.
ceiros provenientes da parceria objeto deste chamamento público, salvo em hipóte- 3.4. Em qualquer das hipóteses previstas no subitem 3.3., persiste o impedimento
ses previstas em lei específica e na Lei de Diretrizes Orçamentárias. para participar deste chamamento público e celebrar parceria enquanto não houver
o ressarcimento do dano ao erário, pelo qual seja responsável a organização da
sociedade civil ou seu dirigente.
3. DA PARTICIPAÇÃO NO CHAMAMENTO PÚBLICO 3.5. Para os fins do disposto nos subitens 3.3.4.1. e 3.4., não serão considerados
3.1. Poderão participar deste chamamento público quaisquer organizações da so- débitos que decorram de atrasos na liberação de repasses pela administração públi-
ciedade civil. ca ou que tenham sido objeto de parcelamento, se a organização da sociedade civil
estiver em situação regular no parcelamento.
3.2. Consideram-se organizações da sociedade civil: 3.6. O impedimento previsto no subitem 3.3.3. não se aplica à celebração de par-
cerias com entidades que, pela sua própria natureza, sejam constituídas pelas au-
3.2.1. Entidade privada sem fins lucrativos que não distribua entre os seus sócios ou toridades referidas naquele subitem, sendo vedado que a mesma pessoa figure no
associados, conselheiros, diretores, empregados, doadores ou terceiros eventuais termo de colaboração, no termo de fomento ou no acordo de cooperação simulta-
resultados, sobras, excedentes operacionais, brutos ou líquidos, dividendos, isen- neamente como dirigente e administrador público.
ções de qualquer natureza, participações ou parcelas do seu patrimônio, auferidos 3.7. Não são considerados membros de Poder os integrantes de conselhos de direi-
mediante o exercício de suas atividades, e que os aplique integralmente na conse- tos e de políticas públicas.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 29
4. DO INÍCIO DA SESSÃO PÚBLICA do objeto e serviços de adequação de espaço físico, desde que necessários à insta-
4.1. Na data, hora e local designados no preâmbulo deste Edital, terá início a sessão lação dos referidos equipamentos e materiais.
pública deste chamamento público, prosseguindo-se com a entrega, separada, de
proposta (Plano de Trabalho) e documentação, em envelopes opacos, lacrados e 5.3. Os equipamentos e materiais permanentes adquiridos com recursos transfe-
rubricados no fecho, contendo nos respectivos frontispícios, em caracteres desta- ridos serão gravados com cláusula de inalienabilidade, devendo a organização da
cados, os seguintes dizeres: sociedade civil parceira formalizar promessa de transferência da propriedade à ad-
ministração pública, na hipótese de sua extinção.
5.4. Os bens remanescentes adquiridos com recursos transferidos poderão, a crité-
ENVELOPE Nº 1
rio do administrador público da SEPREV, ser doados quando, após a consecução
PROPOSTA (PLANO DE TRABALHO) do objeto da parceria, não forem necessários para assegurar a continuidade desse
objeto, observado o disposto no (Termo de Colaboração) e na legislação vigente.
SECRETARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA - SEPREV 5.4.1. Consideram-se bens remanescentes os de natureza permanente adquiridos
com recursos financeiros envolvidos na parceria, necessários à consecução do ob-
CHAMAMENTO PÚBLICO SEPREV Nº 001/2018 jeto, mas que a ele não se incorporam.

(...NOME DA ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL...) 6. DA DOCUMENTAÇÃO


6.1. A documentação entregue pela organização da sociedade civil participante de-
(...CNPJ DA ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL...)
verá consistir em:
6.1.1. Cópia do estatuto registrado e de eventuais alterações, cujas normas de orga-
nização interna expressamente prevejam:
ENVELOPE Nº 2 6.1.1.1. Objetivos voltados à promoção de atividades e finalidades de relevância
pública e social;
DOCUMENTAÇÃO
6.1.1.2. Que, em caso de dissolução da entidade, o respectivo patrimônio líquido
SECRETARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA seja transferido a outra pessoa jurídica de igual natureza que preencha os requisitos
desta Lei e cujo objeto social seja, preferencialmente, o mesmo da entidade extinta;
CHAMAMENTO PÚBLICO SEPREV Nº 001/2018 6.1.1.3. Escrituração de acordo com os princípios fundamentais de contabilidade e
com as Normas Brasileiras de Contabilidade;
(...NOME DA ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL...)

(...CNPJ DA ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL...) 6.1.2. Cópia da ata de eleição do quadro dirigente atual;
6.1.3. Relação nominal atualizada dos dirigentes da entidade, com endereço, nú-
4.1.1. Os dizeres nos envelopes, caso estejam incompletos ou com algum erro de mero e órgão expedidor da carteira de identidade e número de registro no Cadastro
redação, desde que não haja dúvida quanto ao seu conteúdo ou não reste tumultua- de Pessoas Físicas - CPF da Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB de cada
do o procedimento, não serão motivo para exclusão deste chamamento público. um deles;
4.1.2. As organizações da sociedade civil poderão encaminhar seus envelopes de 6.1.4. Comprovação de que a organização da sociedade civil funciona no endereço
proposta (Plano de Trabalho) e documentação por via postal, com aviso de recebi- por ela declarado;
mento, ou por outro meio similar de entrega, atentando para data, hora e local de 6.1.5. Documentação emitida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, com
entrega dos mesmos. base no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ, de que a entidade possui, no
mínimo, dois anos de existência;
4.2. Os envelopes de proposta (Plano de Trabalho) e documentação serão abertos e
6.1.6. Atestados, convênios, contratos ou outros documentos pertinentes que de-
seus respectivos conteúdos, rubricados pelos membros da Comissão de Seleção e
monstrem experiência prévia na realização, com efetividade, do objeto da parceria
pelas organizações da sociedade civil presentes.
ou de natureza semelhante;
4.2.1. As organizações da sociedade civil estarão neste chamamento público repre-
6.1.7. Declaração do representante legal da entidade de que, por ocasião da cele-
sentadas pelos seus dirigentes ou por terceiro a quem tenha sido delegada compe-
bração do (.Termo de Colaboração), possuirá instalações, condições materiais e ca-
tência para tanto, conforme instrumento hábil.
pacidade técnica e operacional para o desenvolvimento das atividades ou projetos
4.3. A sessão será suspensa para o julgamento das propostas (Planos de Trabalho) e
previstos na parceria e o cumprimento das metas estabelecidas;
a verificação da documentação, tendo reinício no dia 25/06/2018, na mesma hora e
6.1.8. Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas;
local designados no preâmbulo deste Edital.
6.1.9. Prova de regularidade com a Fazenda Nacional (certidão conjunta, emiti-
4.4. Da sessão, será lavrada ata circunstanciada, assinadas pelos membros da Co-
da pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e Procuradoria-Geral da Fazenda
missão de Seleção e pelas organizações da sociedade civil presentes.
Nacional, quanto aos demais tributos federais e à Dívida Ativa da União, por elas
administrados);
5. DA PROPOSTA 6.1.10. Prova de regularidade com a Seguridade Social (INSS);
5.1. Deverá constar da proposta (Plano de Trabalho) entregue pela organização da 6.1.11. Prova de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço
sociedade civil participante: (FGTS);
5.1.1. Descrição da realidade que será objeto da parceria, devendo ser demonstrado 6.1.12. Prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a justiça do trabalho,
o nexo entre essa realidade e as atividades ou projetos e metas a serem atingidas; mediante a apresentação de certidão negativa ou positiva com efeito de negativa,
5.1.2. Descrição de metas a serem atingidas e de atividades ou projetos a serem nos termos do Título VII-A da consolidação das leis do trabalho, aprovada pelo
executados; decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943;
5.1.3. Previsão de receitas e de despesas a serem realizadas na execução das ativi- 6.1.13. Prova de regularidade com a Fazenda Estadual do domicílio ou sede da
dades ou dos projetos abrangidos pela parceria; organização da sociedade civil;
5.1.4. Forma de execução das atividades ou dos projetos e de cumprimento das 6.1.13.1. Caso a organização da sociedade civil seja considerada isenta dos tributos
metas a eles atreladas; estaduais relacionados ao objeto, deverá comprovar tal condição mediante a apre-
5.1.5. Definição dos parâmetros a serem utilizados para a aferição do cumprimento sentação de declaração da Fazenda Estadual do seu domicílio ou sede, ou outra
das metas. equivalente, na forma da lei;
5.2. Entre outras despesas, poderão ser previstas para serem pagas com recursos 6.1.14. Prova de regularidade com a Fazenda Municipal do domicílio ou sede da
vinculados à parceria: organização da sociedade civil;
5.2.1. Remuneração da equipe encarregada da execução do plano de trabalho, in-
clusive de pessoal próprio da organização da sociedade civil, durante a vigência da 6.1.14.1. Caso a organização da sociedade civil seja considerada isenta dos tributos
parceria, compreendendo as despesas com pagamentos de impostos, contribuições municipais relacionados ao objeto, deverá comprovar tal condição mediante a apre-
sociais, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, férias, décimo terceiro sentação de declaração da Fazenda Municipal do seu domicílio ou sede, ou outra
salário, salários proporcionais, verbas rescisórias e demais encargos sociais e tra- equivalente, na forma da lei;
balhistas;
5.2.2. Diárias referentes a deslocamento, hospedagem e alimentação nos casos em 6.2. Para a celebração de Termo de Cooperação, somente será exigido o atendimen-
que a execução do objeto da parceria assim o exija; to ao disposto no subitem 6.1.1.1.;
5.2.3. Custos indiretos necessários à execução do objeto, seja qual for a proporção 6.3. As organizações religiosas estão dispensadas do atendimento ao disposto nos
em relação ao valor total da parceria; subitens 6.1.1.1.. e 6.1.1.2.;
5.2.4. Aquisição de equipamentos e materiais permanentes essenciais à consecução 6.4. As sociedades cooperativas deverão atender às exigências previstas na legis-
30 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

lação específica, estando dispensadas do atendimento ao disposto nos subitens 1 Enquadramen- - 1.1 Proposta Técnica de Acordo
6.1.1.1. e 6.1.1.2.. to Metodológi- com o Edital Eliminatório
co da Proposta
7. DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS - 1.2 Programa de Trabalho de
7.1. As propostas (Planos de Trabalho) serão julgadas pela Comissão de Seleção, acordo com o Edital
cujas decisões estarão obrigatoriamente embasadas em parecer técnico, o qual ex-
pressamente justifique e respalde tanto a pontuação atribuída à proposta (Plano 2 Planilha de 25 2.1 Limite de comprometimen-
de Trabalho) em cada um dos critérios de julgamento, quanto o cálculo da sua Cálculo to com despesa de pessoa 25
pontuação final. 25 2.2 Limite de comprometimen- 25
7.1.1. A seleção de proposta (Plano de Trabalho) que não seja a mais bem pontuada to com despesa de logística
no critério “Maior grau de adequação da proposta ao valor de referência constante 3 Qualificação 20 3.1 Experiência comprovada da 10
do chamamento público” exigirá obrigatoriamente justificativa expressa e especí- da OSC entidade em execução de
fica. projeto com foco em área
7.2. Estará impedida de participar da Comissão de Seleção pessoa que, nos últimos de drogas
cinco anos, tenha mantido relação jurídica com, ao menos, uma das entidades par-
ticipantes do chamamento público.
7.2.1. Configurado o impedimento previsto no subitem 7.2., arguido pelo próprio
impedido ou por terceiro, será designado membro substituto que possua qualifica-
ção equivalente à do substituído.
7.3. A Comissão de Seleção disporá do prazo de 05 (cinco) dias, contados da data 20 3.2 Experiência comprovada da 10
de entrega dos envelopes de proposta (Plano de Trabalho) e documentação, para o entidade em execução de
julgamento e a ordenação das propostas (Planos de Trabalho), bem assim para a projetos nas áreas de assis-
tência social/ou desenvolvi-
classificação das organizações da sociedade civil participantes. mento econômico e social
7.4. O julgamento das propostas (Planos de Trabalho) basear-se-á nos seguintes s/ou combate à pobreza e/
critérios e pesos: ou assessoria jurídica e /ou
defesa de cidadania e dos
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PONTUAÇÃO direitos humanos
A. CONHECIMENTO DA REALIDADE LOCAL;
Tem conhecimento sobre a realidade local da área de abran- 0 a 17 pontos
gência do projeto, por meio da execução de serviços, traba-
lhos de pesquisa, levantamentos e/ou assessorias.
B. A CAPACIDADE TÉCNICA E OPERACIONAL DA
CANDIDATA;
Experiência   de trabalhos anteriores, acompanhados de ates-
tado(s) de capacidade técnica   por trabalho(s) já executado(s) 0 a 17 pontos
e/ou Contratos/Convênios, comprovando experiência anterior
compatível   com as ações a serem desenvolvidas na parceria
que se pretende firmar.
C. ADEQUAÇÃO ENTRE OS   CUSTOS E RESULTADOS
10 3.3 Experiência comprovada
ESPERADOS. 0 a 17 pontos da entidade em execução 20
Apresentação da Planilha de Composição de Custos. de projetos de parceria ou
D. AJUSTAMENTO ÀS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS outro instrumento com o
poder público em áreas dis-
Incorporação no Projeto de todas as atividades previstas no
tintas já comprovadas nos
Programa de trabalho (Anexo II) necessário ao gerenciamento 0 a 17 pontos
subitens 3.1 e 3.2 do quadro
do Projeto, bem como qualificação compatível com o objeto de critérios
da Parceria a ser celebrada.
E. QUALIDADE DA PROPOSTA
Atendimento dos objetivos e resultados esperados expressos 0 a 16 pontos
no Chamamento Público; A nota total final (NF) será calculada a partir da fórmula: (Σ pontuação obtida em
cada subitem x peso do respectivo subitem) / Σ pesos dos subitens
F. ECONOMICIDADE DA PROPOSTA
Enquadramento metodológico do projeto
Análise  da qualidade ou da relação entre o menor custo para É quesito eliminatório o atendimento estrito às regras definidas neste edital para
obter a qualidade   desejada do resultado pretendido.    0 a 16 pontos apresentação das propostas:
Análise sobre a otimização dos custos e funcionalidade dos
Proposta Técnica em consonância com o objeto deste edital: A Proposta Técnica
meios, na consecução   da meta estabelecida.
deve estar de acordo com as diretrizes expostas no item 5.1 do edital, bem como em
TOTAL   DA PONTUAÇÃO MÁXIMA 100   pontos
seu Anexo I, II, III e IV, sob pena de desclassificação.

Programa de Trabalho elaborado conforme o modelo disponibilizado: O Programa


DA PROPOSTA TÉCNICA de Trabalho (Anexo II deste edital) deve ser elaborado segundo metodologia defini-
Conforme previsão a análise e julgamento das propostas serão considerados os da. A Proposta Técnica que não prever todos os itens mínimos elencados no Anexo
seguintes critérios: III será desclassificada.
a) Adequação da Proposta Técnica ao Edital; Memória de Cálculo preenchida conforme o modelo disponibilizado: A Memória
b) Coerência entre os meios sugeridos, as metas estabelecidas e os produtos a serem de Cálculo (Anexo deste edital) deve ser construída segundo a metodologia defi-
entregues, além dos custos e cronogramas apresentados; nida e prever todos os gastos necessários para cobrir as metas e ações propostas.
c) Capacidade técnica e operacional da entidade;
Para realizar a análise das propostas apresentadas, a Comissão Julgadora deverá
Adequação da Memória de Cálculo
verificar o atendimento aos critérios elencados e realizar a avaliação segundo sis-
A Comissão Julgadora analisará a adequação do projeto apresentado pela OSCIP
temática definida no
com os gastos totais previstos nas situações descritas em cada um dos subitens
Quadro Geral de Critérios Objetivos:
abaixo. Para cada situação verificada pela Comissão Julgadora na avaliação das
propostas será dada nota correspondente, conforme os critérios estabelecidos.
Nº ITEM PESO Nº SUBITEM PONTUA-
ÇÃO MÁ- Limite máximo de comprometimento do total de previsão de despesas da Memória
XIMA de Cálculo com Gastos com Pessoal: Caso a Memória de Cálculo apresentada pela
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 31
proponente contemple limite máximo de até 65,0% e mínimo de 49,00% do total proferiu a decisão, a qual, se não a reconsiderar no prazo de 05 (cinco) dias, o
de previsão de despesas da Memória de Cálculo com Gastos com Pessoal, deverá encaminhará, devidamente informado, ao administrador público da SEPREV para
ser atribuída nota para este subitem na avaliação da Comissão Julgadora, conforme julgamento.
quadro a seguir:
Limite máximo do total de previsão de Pontos atribuídos 10.5. O recurso administrativo deverá ser decidido no prazo máximo de 05 (cinco)
despesas da Memória de Cálculo com gas- dias, a partir de seu recebimento pela Comissão de Seleção, podendo ser prorroga-
to com pessoal do por igual período mediante justificativa expressa nos autos.
10.6. Interposto o recurso administrativo, a Comissão de Seleção deverá intimar
Abaixo de 49,0% 0
as demais organizações da sociedade civil participantes para que, no prazo de 05
Entre 49,01% - até 49,24% 8 (cinco) dias úteis, apresentem alegações.
Entre 49,25% - até 50,24% 10 9.7. O recurso não será conhecido quando interposto: fora do prazo; perante órgão
Entre 50,25% - até 65,0% 8 incompetente; por quem não seja legitimado; ou após exaurida a esfera adminis-
Acima de 65,0% 0 trativa.
9.7.1. Na hipótese de ter sido interposto perante órgão incompetente, será indicada
7.5. A nota da proposta (Plano de Trabalho) será apurada de acordo com a seguinte ao recorrente a autoridade competente, sendo-lhe devolvido o prazo para recurso.
metodologia: 9.7.2. O não conhecimento do recurso não impede a administração pública de rever
7.5.1. A proposta (Plano de Trabalho) receberá pontuação conforme seja julgada, de ofício o ato ilegal, desde que não ocorrida preclusão administrativa.
em cada um dos critérios arrolados no subitem 7.4., como incorreta/omissa, incom-
pleta ou aceitável: 11. DA HOMOLOGAÇÃO DO PROCEDIMENTO
7.5.1.1. 0 (zero) ponto quando julgada incorreta/omissa, ou seja, quando, no crité- 11.1. Desde que transcorrido o prazo sem a interposição de recurso administrativo,
rio analisado, for manifestamente inaplicável ou tecnicamente incompatível; ou, tendo havido a interposição, haja desistência expressa do recurso, ou após o seu
7.5.1.2. 5 (cinco) pontos quando julgada incompleta, ou seja, quando, no critério julgamento, este chamamento público será homologado pelo administrador público
analisado, for aceitável em parte mas estiver tecnicamente imperfeita ou inacabada; da SECRETARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA - SEPREV.
7.5.1.3. 10 (dez) pontos quando julgada aceitável, ou seja, quando, no critério ana- 11.1.1. A homologação pelo administrador público fica condicionada à prévia
lisado, for adequadamente detalhada, com abordagem correta e abrangente do cri- manifestação da Comissão de Organização desta Secretaria.
tério em toda a sua extensão. 11.2. A homologação não gera, para a organização da sociedade civil selecionada,
direito à celebração da parceria.
7.5.2. A pontuação final da proposta (Plano de Trabalho) será feita de acordo com a
média ponderada das pontuações recebidas em cada um dos critérios arrolados no 12. DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS
subitem 7.4., observados os pesos a cada um deles atribuídos. 12.1. Pela execução da parceria em desacordo com o Plano de Trabalho e com
as normas da Lei nº 13.019, de 31 de julho de 2014, e da legislação específica, a
7.6. Apuradas as notas das propostas (Planos de Trabalho), a Comissão de Seleção administração pública poderá, garantida a prévia defesa, aplicar à organização da
as ordenará de forma decrescente e classificará as organizações da sociedade civil sociedade civil parceira as seguintes sanções:
participantes, restando selecionada a organização da sociedade civil a cuja proposta 12.1.1. Advertência;
(Plano de Trabalho) tenha sido atribuída a maior nota. 12.1.2. Suspensão temporária da participação em chamamento público e impedi-
mento de celebrar parceria ou contrato com órgãos e entidades da esfera de governo
7.6.1. No caso de equivalência das notas das propostas (Planos de Trabalho), será da administração pública sancionadora, por prazo não superior a dois anos;
realizado sorteio para a identificação da organização da sociedade civil selecionada. 12.1.3. Declaração de inidoneidade para participar de chamamento público ou ce-
lebrar parceria ou contrato com órgãos e entidades de todas as esferas de governo,
8. DA VERIFICAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promo-
8.1. Selecionada a organização da sociedade civil a cuja proposta (Plano de Tra- vida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será
balho) tenha sido atribuída a maior nota, sua documentação será verificada pela concedida sempre que a organização da sociedade civil ressarcir a administração
Comissão de Seleção, cuja decisão estará obrigatoriamente embasada em parecer, pública pelos prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção aplicada com
o qual expressamente justifique e respalde o julgamento de habilitação ou inabili- base no subitem 10.1.2..
tação. 12.2. As sanções estabelecidas nos subitens 12.1.2. e 12.1.3. são de competência
8.2. Na hipótese de a organização da sociedade civil seleciona ser julgada inabili- exclusiva do administrador público da SECRETARIA DE ESTADO DE PERE-
tada, aquela imediatamente mais bem classificada poderá ser convidada a aceitar a VENÇÃO À VIOLÊNCIA - SEPREV, facultada a defesa do interessado no respec-
celebração da parceria nos termos da proposta por ela apresentada. tivo processo, no prazo de dez dias da abertura de vista, podendo a reabilitação ser
8.2.1. Caso a organização da sociedade civil convidada nos termos do subitem 8.2. requerida após dois anos de aplicação da penalidade.
aceite celebrar a parceria, proceder-se-á à verificação da sua documentação.
12.3. Prescreve em cinco anos, contados a partir da data da apresentação da pres-
9. DO REINÍCIO DA SESSÃO PÚBLICA tação de contas, a aplicação de penalidade decorrente de infração relacionada à
9.1. Na data, hora e local designados no subitem 4.3. deste Edital, terá reinício a execução da parceria.
sessão pública deste chamamento público, prosseguindo-se com a divulgação do 12.3.1. A prescrição será interrompida com a edição de ato administrativo voltado
resultado do julgamento das propostas (Planos de Trabalho) e da habilitação ou à apuração da infração.
inabilitação da organização da sociedade civil selecionada. 12.4. A aplicação de qualquer das penalidades previstas realizar-se-á em processo
9.1.1. O resultado do julgamento das propostas (Planos de Trabalho) e da habili- administrativo que assegurará o contraditório e a ampla defesa, observando-se o
tação ou inabilitação da organização da sociedade civil selecionada será também procedimento previsto na Lei nº 6.161, de 26 de junho de 2000.
divulgado no endereço eletrônico www.seprev.al.gov.br, sítio oficial da administra- 12.5. A autoridade competente, na aplicação das sanções, levará em consideração
ção pública na Internet. a gravidade da conduta do infrator, o caráter educativo da pena, bem como o dano
9.2. Da sessão, será lavrada ata circunstanciada, assinadas pelos membros da Co- causado à administração, observado o princípio da proporcionalidade.
missão de Seleção e pelas organizações da sociedade civil presentes. 12.6. As sanções previstas nesta Cláusula não excluem as dispostas na Lei nº 8.429,
de 02 de junho de 1992.
10. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS
10.1. Após a última divulgação oficial do resultado do julgamento das propostas 13. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
(Planos de Trabalho) e da habilitação ou inabilitação da organização da sociedade 13.1. Não havendo expediente ou ocorrendo qualquer fato superveniente que im-
civil selecionada, será concedido prazo para que qualquer entidade participante peça a realização na data, hora e local designados, a sessão será automaticamente
interponha recurso administrativo. transferida para o primeiro dia útil subsequente, na mesma hora e local anterior-
10.1.1. Durante o prazo para a interposição de recurso administrativo, os autos do mente designados, desde que não haja comunicação em contrário pela Comissão
processo ficarão com vista franqueada aos interessados. de Seleção.
10.2. A interposição de recurso administrativo contra o julgamento das propostas 13.2. No julgamento das propostas (Planos de Trabalho) e da habilitação ou inabili-
(Planos de Trabalho) e da habilitação ou inabilitação da organização da sociedade tação da organização da sociedade civil selecionada, a Comissão de Seleção poderá
civil selecionada observará o disposto nos artigos 56 a 64 da Lei nº 6.161, de 26 sanar erros ou falhas que não alterem a substância das propostas e dos documentos
de junho de 2000. ou sua validade jurídica, mediante parecer técnico, o qual expressamente justifique
10.3. É de 05 (cinco) dias o prazo para interposição de recurso administrativo, e respalde sua decisão.
contado a partir da última divulgação oficial da decisão recorrida. 13.3. As normas disciplinadoras deste chamamento público serão sempre interpre-
10.4. O recurso terá efeito suspensivo e será dirigido à Comissão de Seleção, que tadas em favor da ampliação da disputa entre as organizações da sociedade civil
32 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

interessadas, desde que não comprometam o interesse da administração pública, o Esta Política se origina da compreensão de que é plenamente factível o enfrenta-
princípio da isonomia, a finalidade e a segurança da parceria. mento a violências e criminalidades a partir da implementação de um conjunto in-
13.4. A organização da sociedade civil participante assume todos os custos de pre- tegrado de estratégias e ações pelo Poder Público, com a participação da sociedade
paração e apresentação de sua proposta (Plano de Trabalho) e documentação, não civil, visando a intervenção direta sobre os problemas do uso de drogas, a partir do
sendo a administração pública, em nenhum caso, responsável por esses custos, in- acolhimento, resgatando valores e a dignidade do indivíduo.
dependentemente da condução ou do resultado deste chamamento público.
13.5. Na contagem dos prazos estabelecidos neste Edital e seus anexos, excluir-se-á O foco de atuação são as áreas de maior crescimento da criminalidade cujas estraté-
o dia do início e se incluirá o do vencimento, só se iniciando e vencendo os prazos gias de intervenção buscam a desconstrução de fenômenos multicausais geradores
em dias de expediente na administração pública. de conflitos, violências, tráfico de drogas e processos de criminalização a partir de
13.6. Este Edital está disponibilizado, na íntegra, no endereço eletrônico www.se- ações preventivas de forma articulada e sustentável adequadas a cada fator de risco.
prev.al.gov.br, sítio oficial da administração pública na Internet, e no Diário Oficial
do Estado de Alagoas. 2.2. Justificativa
13.7. Integram este Edital, para todos os fins e efeitos, os seguintes anexos:
Os agravos gerados pela dependência química além de formarem um complexo
13.7.1. ANEXO I – Plano de Trabalho; quadro de saúde levam os indivíduos a vivenciar situações de vulnerabilidade so-
13.7.2. ANEXO II – Especificações Técnicas das Atividades; cial, que perpassam situações de preconceito, processos de exclusão, perda de vín-
13.7.3. ANEXO III – Programa de Trabalho e Critérios de Avaliação de Resultado; culos familiares e comunitários, situação de rua e vivência em cenas de uso, que
13.7.4. ANEXO IV – Critérios Objetivos para Análise e Julgamento das Propostas; resultam em grave perda de direitos fundamentais.
13.7.5. ANEXO V – Memória de Cálculo
13.7.2. ANEXO VI – Minuta de (Termo de Colaboração). Essa população necessita de cuidados urgentes e prioritários com ações Inter se-
toriais articuladas e integradas, pautadas pela garantia de direitos, pelo respeito à
Maceió (AL), 23 de maio de 2018. autonomia dos indivíduos na reconstrução de trajetórias de vida, e pela redução
dos riscos e danos relacionados ao consumo de drogas. Nesse sentido as políticas
Lideilma Alves Ribeiro públicas devem prever diversos modelos de atendimento, de forma a respeitar as
Membro da Comissão de Seleção individualidades e suportar a construção das estratégias singulares para recupera-
ção e reinserção social dos dependentes químicos.
José Amilton Alves de Oliveira Júnior
Membro da Comissão de Seleção Os serviços de Acolhimento proporcionam um ambiente com características resi-
denciais com convivência entre seus pares e livre do uso de drogas, com equipe
Marcio dos santos Silva técnica adequada para dar suporte aos tratamentos ofertados no sistema de saúde e
Membro da Comissão de Seleção aos demais processos necessários ao longo da trajetória de recuperação e reinserção
Vilton dos Anjos Rocha Nepomuceno social do indivíduo e de sua família.
Membro da Comissão de Seleção

A Rede Acolhe Alagoas ainda busca atingir os seguintes objetivos:


ANEXO I – Plano de Trabalho e demais anexos
• Fortalecimento de ações voltadas à prevenção primária, secundária e
PLANO DE TRABALHO terciária nos âmbitos escolar, familiar e civil;
• Proporcionar subsídio de vagas em Comunidades Acolhedoras, através
1. Introdução do Credenciamento após publicação de Edital de Credenciamento e Seleção
Pública, com a proposta de reabilitação, possibilitando um modelo de convivência
Este documento visa orientar as entidades da sociedade civil na elaboração de suas que favoreça o resgate da auto-estima e possível construção de um novo projeto
propostas técnicas, apresentando as diretrizes gerais para a realização de ações e de vida;
execuções em parceria com a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência na • Afastar em caráter emergencial adolescentes, jovens e adultos do
política pública da Rede Acolhe Alagoas, vinculado a Superintendência de Política convívio diário com as drogas;
Sobre Drogas conforme os eixos abaixo: • Executar ações de reinserção, tais como: profissionalização e geração
de emprego e renda;
1) Eixo: Prevenção; • Oferecer capacitação as entidades sociais credenciadas no projeto;
2) Eixo: Acolhimento; e • Estabelecer mecanismos de monitoramento da Rede;
3) Eixo: Reinserção Social • Ampliar os serviços para os municípios com maior índice de consumo
de drogas;
Visando o atendimento aos adolescentes, jovens e adultos em situação de risco • Acompanhamento das Famílias;
social decorrente do uso de drogas nos municípios do Estado de Alagoas contem- É importante reconhecer e trabalhar para o fortalecimento e ampliação do acesso
pladas na Rede Acolhe Alagoas. universal as políticas de proteção social, contudo, a perspectiva da Rede Acolhe
Alagoas, não substitui, pelo contrário, complementa a atuação das demais políticas
Este Plano de Trabalho tem como objetivo contextualizar o escopo da Rede diante de proteção social. Enquanto as reformas profundas e necessárias na política social
das características da nova Rede Acolhe Alagoas desenvolvidas através da Superin- brasileira não acontecem na dimensão e velocidade desejada, é urgente implementar
tendência de Política Sobre Drogas, apresentando as principais ações para a pers- políticas públicas para a intervenção direta junto a um público que já vivencia
pectivas de sua evolução. Para tanto, formula um conteúdo metodológico capaz de mais diretamente cenários de violências, uso de drogas, criminalidades e processos
integrar as necessidades dos atores envolvidos e esclarece quanto aos objetivos, de criminalização e, a partir do acesso a esse público, promover atendimentos
metodologias e procedimentos operacionais a serem observados na estruturação especializados, desenvolver projetos e estratégias capazes de contribuir para a
física e operacional atinentes ao desenvolvimento e co-gestão da Rede Acolhe Ala- reversão de trajetórias criminais, intervenção em fatores sociais relacionados a
goas e os correspondentes produtos e serviços que deverão ser entregues ao longo incidência de violências e crimes, bem como favorecer o acesso deste público as
da parceria. políticas de proteção social.

2. Concepção da Política Pública 2.3. Estrutura atual da Rede Acolhe Alagoas

2.1. Contexto e Características A gestão estratégica da Rede Acolhe Alagoas é composta da Gerência de Gestão da
Rede de Serviços de Acolhimento, Tratamento e Recuperação, Gerência de Gestão
A Secretaria de Prevenção Social a Violência é pioneira em todo o território nacio- de Programas de Prevenção, Reinserção Social e Produtiva, Supervisão de Regis-
nal criada pela Lei 7.074/2009, alterada pela Lei Delegada de nº 47 de agosto de tro, Certificação e Apoio às Entidades e Supervisão de Prevenção, que, por sua
2015, possui como missão articular ações, programas e parcerias no sentido de esti- vez, integra o corpo institucional da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência
mular, construir, desenvolver e fortalecer a Política Sobre Drogas em conjunto com - SEPREV, compondo um de seus eixos estratégicos de atuação.
Instituições Públicas, Privadas, Sociedade Civil Organizada e Movimentos Sociais,
através do acolhimento de homens, crianças, adolescentes e mulheres inclusive as Para tanto, a SEPREV contempla em sua estrutura institucional um corpo de ge-
que necessitam estarem acompanhadas de seus filhos de até 07 anos durante aco- rências e supervisões que são responsáveis pela gestão estratégica e metodológica,
lhimento. bem como das Unidades da Rede Acolhe Alagoas que são:
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 33
a. Centro de Acolhimento de Maceió, porta de entrada da Rede Acolhe Coordenador Geral 01 40h
Alagoas, onde são realizadas a triagem para encaminhamentos paras as comuni-
*Advogado 01 30h
dades acolhedoras parceiras ou para outros serviços da rede de saúde, de acordo
com a avaliação de profissionais especializados, bem como são realizados exames Aux. Administrativo 04 40h
de dst´s e aids e avaliação da condição física. No centro de acolhimento funciona Recepcionistas 02 40h
a base dos Anjos da Paz, anjos de viagem para o transporte de acolhidos do centro Call Center – Assessora- 02 40h
até as comunidades. mento via telefone e via
internet
b. Centro de Acolhimento de Arapiraca, inaugurado recentemente, possui PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
o mesmo serviço do centro de acolhimento de Maceió, porém em menor escala, TRIAGEM
atendendo as demandas da Zona da Mata, Agreste e sul do estado.
Assistentes Sociais 02 30h
Psicólogos 02 30h
Os dois centros de acolhimento, integram a estrutura orgânica básica da Superin- “Anjos de Viagem” 02 30h
tendência de Política Sobre Drogas vinculada à Secretaria de Estado de Prevenção Enfermeira 02 20h
à Violência, subordinadas às diretrizes, normas e orientações por ela expedidas, Técnico de enfermagem 02 20h
sendo referências para a execução dos serviços públicos de políticas públicas sobre PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
drogas no Estado e até mesmo a nível de Brasil.
ANJOS DA PAZ
PARA IMPLANTAÇÃO: Psicólogos 06 30h
Assistentes sociais 06 30h
a. Implantação de Centro de Acolhimento de Santana do Ipanema, que irá possuir o PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
mesmo serviço do centro de acolhimento de Maceió e Arapiraca, porém em menor OPERACIONAL/TRANSPORTE
escala que deverá ser implantado pela Organização da Sociedade Civil - OSC. Supervisor de Trans- 01 40h
porte
Motoristas (Categoria 06 40h
3. Descrição do Serviço e Objetivos do Termo de Colaboração
B)
3.1. Título do Serviço: O presente Chamamento Público tem por objetivo sele- Motoristas (Categoria 02 40h
cionar Organização da Sociedade Civil através de Termo de Colaboração que se D)
interesse em executar em parceria as Ações do Centro de Acolhimento em todo
CENTRO DE ACOLHIMENTO ARAPIRACA
Estado, dentre as quais: atividades de triagem, avaliação, encaminhamento e acom-
panhamento da rede acolhimento e que atuam na atenção ao uso e abuso de álcool PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
e outras drogas, para a execução de ações estruturadas nos Centros de Acolhimento ADMINISTRATIVO
nas áreas de prevenção, acolhimento e reinserção social da Rede Acolhe Alagoas, Coordenador Geral 01 40h
vinculada a Superintendência de Política sobre Drogas. Aux. Administrativo 01 40h
Recepcionistas 01 40h
Objetivo Geral: A SEPREV, por meio de Termo de Colaboração com entidade da
Call Center – Assessoramento 01 40h
sociedade civil com o objetivo a executar as ações, gerenciar e a ampliar através
via telefone e via internet
dos três Centros de Acolhimento com nova forma de gestão operacional e adminis-
trativa mais eficaz no atendimento dos Centros de Acolhimento, desenvolvimento PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
de estratégias e mecanismo de mobilização, assessoria e consultoria na área admi- TRIAGEM
nistrativa. Assistentes Sociais 02 30h
Psicólogos 02 30h
Objetivos específicos: “Anjos de Viagem” 01 30h
Enfermeira 01 30h
• Ampliar a capacidade de atendimento aos usuários da Rede Acolhe Ala-
goas; Técnico de enfermagem 01 40h
• Garantir que pelo menos 10% do total de vagas ofertada sejam destina- PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
das ao público feminino; ANJOS DA PAZ
• Garantir a adequada gestão administrativa e correlata aplicação dos re- Psicólogos 02 30h
cursos financeiro nos Centros de Acolhimento; Assistentes sociais 02 30h
• Capacitar os profissionais da Rede Acolhe Alagoas com a finalidade de
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
aprimorar os serviços prestados;
• Acompanhar o fluxo de entrada e saída dos acolhidos atendidos, confor- OPERACIONAL/TRANSPORTE
me diretrizes estabelecidas pela gestão da Rede Acolhe Alagoas; Motoristas (Categoria B) 04 40h
• Executar as ações na área de prevenção, acolhimento e reinserção so-
cial.
CENTRO DE ACOLHIMENTO SANTANA DO IPANEMA
Os serviços prestados pela Rede Acolhe Alagoas deverão ter a seguinte estrutura, ADMINISTRATIVO
que será mantido pela OSC, vejamos: PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
Aux. Administrativo 01 40h
EIXO PREVENÇÃO: Recepcionistas 01 40h
Call Center – Assessora- 01 40h
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA mento via telefone e via
Coordenador Geral 01 40h internet
Assistente Social 03 30h PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
Psicólogo 03 30h TRIAGEM
Educador Social 03 40h Assistentes Sociais 01 30h
Motorista 01 40h Psicólogos 01 30h
“Anjos de Viagem” 01 30h
EIXO ACOLHIMENTO: Enfermeira 01 30h
CENTRO DE ACOLHIMENTO MACEIO PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA ANJOS DA PAZ
ADMINISTRATIVO Psicólogos 01 30h
34 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

Assistentes sociais 01 30h f. Avaliar a pertinência/necessidade da suspensão temporária de atividades meto-


dológicas, remanejamento de locais, e/ou fechamento temporário das Unidades da
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
Rede Acolhe Alagoas, em virtude de conflitos e tensionamentos ocorridos nos Mu-
OPERACIONAL/TRANSPORTE nicípios e territórios atendidos;
Motoristas (Categoria B) 02 40h
g. Responsabilizar pela infraestrutura das Unidades da Rede Acolhe Alagoas, vi-
EIXO REINSERÇÃO: sando à locação de imóveis, quando necessário, aquisição de equipamentos, dentre
outros necessários.
REINSERÇÃO
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA h. Contratar diretamente a equipe de apoio das Unidades da Rede Acolhe Alagoas,
tais como vigia, auxiliar de limpeza;
Assistente Social 04 30h
Psicólogo 04 30h i. Disponibilizar parcialmente veículos e sua manutenção para atendimento das
Psicopedagogo 01 30h Unidades da Rede Acolhe Alagoas;
Tutores 08 40h
Auxiliar Administrativo 02 40h j. Articular com as instituições e secretarias que compõem as políticas públicas dos
Motorista – Categoria B 02 40h Municípios parceiros as estratégias de encaminhamento, atendimento e inclusão
do público atendido pelos programas da rede de proteção social dos Municípios;
Anjos da Paz: Realizam o atendimento domiciliar ao dependente químico e sua
família oferecendo apoio, orientação, e informações, além de encaminhar para as k. Articular com as instituições que integram a RAPS (Composto de CAPS, HOS-
comunidades do Projeto Acolhe Alagoas, com equipes composta de psicólogos e PITAIS, CRAS, CREAS, POSTOS DE SAÚDE) – Rede de Apoio Psicossocial,
assistentes sociais. as estratégias de interlocução, elaboração de fluxos, compartilhamento de dados e
informações e implementação de ações em parceria;
Triagem: Avaliação multidisciplinar para identificar o grau de consumo dos depen-
l. Acompanhar, supervisionar e fiscalizar a execução da parceria e do instrumento
dentes químicos, e encaminhamento para rede de atenção aos usuários de álcool,
jurídico celebrado, nos aspectos administrativo, metodológico, técnico e financei-
crack, e outras drogas pelos profissionais: Psiquiatra, Psicólogos e Assistentes So-
ro, devendo zelar pelo alcance dos resultados pactuados e pela correta aplicação
cial, com o controle de vagas do Projeto Acolhe e encaminhamentos e monitora-
dos recursos repassados, propondo as medidas de ajuste, quando necessário;
mento do sistema acolhe.
m. Acompanhar as atividades desenvolvidas pela entidade, devendo estabelecer
Enfermagem – (Coleta) - Serviço de teste rápido de DST- Aids; e encaminhamento práticas de acompanhamento e verificação no local das atividades desenvolvidas,
para serviços especializado de saúde desenvolvido por Enfermeiro e Técnico de mediante agenda de reuniões e encontros com os dirigentes e coordenadores das
Enfermagem. entidades (Comunidades Acolhedoras), para assegurar a adoção das diretrizes
Canal de Atendimento (Call Center): Atendimento do serviço de 0800, que prestam constantes desta parceria;
orientações à sociedade em geral e aos familiares dos acolhidos da Rede Acolhe
Alagoas e solicitação de visitas dos anjos da paz. n. Realizar a conferência e a checagem do cumprimento das metas e suas respec-
Gestão Compartilhada da Área Administrativa/Operacional: Co-gestão dos ser- tivas fontes comprobatórias, bem como acompanhar e avaliar a adequada imple-
viços operacionais e administrativos no tocante a manutenção da infraestrutura e mentação da política pública, verificando a coerência e veracidade das informações
equipamentos dos centros de acolhimentos. apresentadas pela entidade;

4. Escopo o. Prestar apoio necessário e indispensável à entidade para que o objeto da parceria
seja alcançado em toda sua extensão e no tempo devido;
O Termo de Colaboração do Estado com a entidade tem como balizas que o par-
ceiro auxilie no processo de co-execução das políticas públicas das quais, de forma p. Repassar a entidade os recursos financeiros previstos para a execução da parce-
alguma, o Estado se exime da responsabilidade de definição de diretrizes políticas, ria, de acordo com o cronograma de desembolsos previsto no instrumento;
técnicas e metodológicas. Somando-se a isso, a parceria tem como função a po-
tencialização da gestão do recurso público, dando mais operacionalidade a Rede q. Realizar a cessão de bens permanentes, já adquiridos pela SEPREV, visando
Acolhe (máquina administrativa do Estado), objetivando viabilizar, uma execução auxiliar a entidade na reestruturação física necessária à execução das atividades
de mais qualidade e funcionalidade. vinculadas diretamente ao objeto deste Termo de Parceria;

Para realizar a co-gestão da Rede Acolhe Alagoas em parceria com a SEPREV, r. Empreender a circulação e disseminação das informações, ações e resultados al-
haverá o compartilhamento das competências atinentes à execução desta política, cançados pela Rede Acolhe Alagoas na mídia e nos demais meios de comunicação,
restando bem definido o papel de cada ator neste processo. inclusive, via canais institucionais.

4.1. Competirá à SEPREV: 4.2. A entidade da sociedade civil proponente deverá balizar a elaboração da sua
proposta técnica e financeira em consonância com as competências que deverá
assumir caso firmada a parceria. Nesse sentido, serão competências da entidade
a. Elaborar, conduzir e avaliar a execução da política pública sobre drogas;
parceira:
b. Emanar diretrizes políticas e metodológicas a serem executadas via parceria,
a. Desenvolvimento de estratégias e mecanismo de mobilização social, atingindo
estabelecendo conceitos e critérios de qualidade a serem observados pela entidade;
o público alvo do Projeto;
c. Orientar, por meio de encontros e agendas periódicas, os supervisores metodo-
b. Realização de pesquisas quantitativas, qualitativas, de avaliação de impacto e
lógicos, gestores sociais e equipes técnicas da Instituição Colaboradora acerca das levantamentos informacionais em uso de substâncias químicas e álcool, com ava-
diretrizes políticas e metodológicas necessárias ao desenvolvimento dos programas liação de resultados através de documentos técnicos, elaboração de material didá-
da Rede Acolhe Alagoas estabelecidas pela Secretaria de Estado de Prevenção So- tico e publicações temáticas relacionadas à gestão, controle social na Rede Acolhe
cial a Violência / Superintendência de Políticas sobre Drogas; Alagoas;

d. Estabelecer diretrizes, em conformidade com os princípios elencados pela Le- c. Treinamentos e capacitações para a produção, lançamento e tratamento estatísti-
gislação Federal para a realização dos processos seletivos a serem realizados pelo cos de dados da Rede Acolhe Alagoas desde sua implantação;
parceiro;
d. Implantação e gestão administrativa e de recursos humanos que será desenvolvi-
e. Implantar, implementar e gerenciar as Unidades da Rede Acolhe Alagoas, que da pela entidade, por meio de Plano de Gestão Administrativa e de Recursos Huma-
são os equipamentos físicos que viabilizam a atuação dos programas de prevenção nos, assessoramento via internet ou telefone – especialmente ao público da Rede,
social à criminalidade nos municípios parceiros, inclusive, estabelecendo diretri- contendo, minimamente: recrutamento, seleção, capacitação, acompanhamento,
zes sobre o horário de funcionamento e situações que autorizam a suspensão das desenvolvimento e avaliação, de acordo com as diretrizes da Rede Acolhe Alagoas;
atividades;
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 35
e. Disponibilizar materiais para ações, campanhas, material de consumo, e demais A entidade da sociedade civil proponente poderá apresentar em sua proposta técni-
materiais necessários para o cumprimento das ações, combustível, locações de ca e financeira para realização dos serviços apresentados neste Plano de Trabalho,
veículos par ampliação da rede, alimentação, funcionamento dos mecanismos de outros cargos que entenda imprescindível para a co-execução desta Política.
atendimento, dentre outros necessários;
5. Diretrizes para elaboração do Projeto Técnico
b.1. A Contratação do quadro de equipe atuante nas Unidades da Rede Acolhe Ala-
goas e em seus serviços, inicialmente, se dará conforme as tabelas abaixo, distri- 5.1. A entidade proponente deverá apresentar um relato conceitual sobre a proposta
buídas por município/área de abrangência e Programa, podendo sofrer adequações apresentada, abordando, dentre outros, os seguintes aspectos:
conforme necessidade da Administração Pública:
• Justificar a inserção de novos trabalhadores na memória de cálculo, para
b.2. Atividades a serem desempenhadas pela equipe técnica das Unidades da Rede
além dos cargos já definidos;
Acolhe Alagoas:
• Esclarecer e/ou justificar a proposição dos novos indicadores e produtos
porventura inseridos pela entidade proponente no programa de trabalho;
a. Triagem
• Demais esclarecimentos acerca de valores propostos para despesas in-
Psicólogo: Realiza anamnese, avaliando o grau de sanidade mental do usuário, seridas na memória de cálculo.
observando seu comportamento e avaliando se há a necessidade de encaminhá-lo
para uma avaliação do psiquiatra dessa unidade, elaboração de parecer psicológico. Deverá também apresentar os serviços complementares que serão necessários para
Assistente Social: Realiza avaliação social, econômico e familiar dentro das infor- a execução do objeto desta parceria, para além daqueles já estabelecidos no edital
mações colhidas naquele instante, observando o contexto social e cultural onde o vinculados as Unidades da Rede Acolhe Alagoas;
dependente químico está inserido e grau de vulnerabilidade social o qual o mesmo
encontra-se no período do uso, elaboração de relatórios. É importante frisar que a entidade proponente não deve inserir no Projeto Técnico
Psiquiatra: Tem como finalidade diagnosticar o grau de sanidade mental afetado nenhuma informação que possa identificá-la, mesmo que indiretamente.
durante o período do uso das substâncias psicoativas, encaminhando assim o mes-
mo para o serviço que se enquadre com a necessidade observada durante a consulta. 6. Premissas do Termo de Colaboração
Enfermagem: Realiza testagem rápida para HIV, Sífilis e Hepatite C, direcionando
para possível tratamento, evitando complicações futuras na saúde de cada usuário, Nos termos deste edital, a entidade proponente deverá considerar, na elaboração da
realizando também pré e pós aconselhamento sobre DSTs e AIDS. sua proposta, as seguintes premissas:
Técnico em Enfermagem: Realiza na prática teste rápido de DST- Aids; Auxilia o
enfermeiro, organiza o setor, sempre com a supervisão do enfermeiro chefe. a) Deverá ser disponibilizada, no município de Maceió, cidade sede do Gover-
b. Anjos da Paz – Visitas em domicilio e busca ativa no de Alagoas, estrutura administrativa mínima ao adequado funcionamento desta
Psicólogo: Realiza anamnese, avaliando o grau de saúde mental do usuário e moti- parceria;
vação para o acolhimento, elaboração de parecer.
b) Será de responsabilidade da entidade parceira os custos com a manutenção do
Assistente Social: Realiza avaliação social, econômico e familiar, colhendo dados
espaço físico e despesas correlatas, podendo a proponente apresentar na Proposta
do contexto social e cultural onde o dependente químico está inserido, elaboração
Técnica e Financeira outros custos indiretos para execução da parceria;
de relatórios.

c. Administrativo
7. Programa de Trabalho
Técnico Administrativo: Gestão dos serviços internos, controle ofícios e acampa-
mentos de processos. Controle de estoque de material de consumo e expediente. O Programa de Trabalho que compõe está estruturado em Quadro Produtos e Me-
tas, que deverão nortear o planejamento físico e financeiro das atividades, tanto as
Assessoria Jurídica: Assessoria jurídica, diligências, cópias de processos, despa- finalísticas quanto as de gestão administrativa.
chos, entre outros, bem como Orientação de resolução de pendências em processos
jurídicos dos acolhidos. 7.1. A OSC deverá entregar, no mínimo, os seguintes relatórios de gerenciamento
da Rede Acolhe Alagoas:
Motorista: Responsável pelo translado da equipe multidisciplinar em atendimentos
domiciliares e encaminhamento dos usuários para as comunidades Acolhedoras.
Atividades a ser exe- Descritivo Periodicidade
Os cargos de profissionais, gestores e coordenadores devem ser preenchidos por
cutada pela OSC
profissionais que possuam nível superior de escolaridade nas áreas de ciências so-
ciais aplicadas, ciências humanas, educação ou na área da saúde. Para o cargo de Relatório de Vagas Indicação do quantitativo de vagas Semanal
Técnico Administrativo deverá ser preenchido por profissionais que possuam, no ocupada, disponíveis semanalmente
mínimo, nível médio de escolaridade. por modalidade de serviço de acolhi-
mento. No relatório deverá constar
O horário de trabalho das equipes técnicas não necessariamente está vinculado ao cálculos do percentual de ocupação
horário de funcionamento do Centro de Acolhimento uma vez que todos os servi- por serviço de acolhimento
ços realizam atividades externas. Relatório Cumprimen- Indicação do cumprimento de metas Mensal
to de Metas estipuladas neste Plano de Trabalho
A entidade colaboradora deverá fornecer veículos para que as equipes técnicas pos-
sam realizar as atividades inerentes à execução dos programas, tais como: trans- Pesquisa de satisfação Pesquisa a ser formulada pela OSC Semestral
porte de acolhidos para às comunidades acolhedoras, visita de Anjos da Paz, visita com usuários e seus em conjunta com a equipe técnica da
à rede parceira, visita às comunidades acolhedoras, reuniões e outras correlatas, familiares Superintendência de Política sobre
despesa com viagens, alimentação, materiais para execução dos trabalhos. Drogas
Pesquisa de satisfação Pesquisa a ser formulada pela OSC Semestral
A entidade colaboradora deverá capacitar, em consonância com as diretrizes da com os três Centros de em conjunta com a equipe técnica da
SEPREV, os profissionais da Rede Acolhe Alagoas, responsabilizando-se por toda Acolhimento Superintendência de Política sobre
a logística da capacitação, bem como pela programação dos eventos, contratações Drogas
de palestrantes, caso necessário, controle de presença, avaliação das capacitações,
de acordo com o seguinte: 7.2 Parâmetros de Aferição e Cumprimento de Metas

 Capacitações de acordo com os Eixos da Rede Acolhe Alagoas; Metas conforme abaixo:
 Com duração de no mínimo de 01 (um) dia, até 08 horas aula;

A entidade proponente deverá fazer constar em sua proposta a previsão de manu- META ESTABELECIDA META QUANTI- MODO DE AFERIÇÃO
tenção dos bens, que serão repassados pelo Estado à entidade vencedora por meio PARA CUMPRIMENTO TATIVA
de permissão de uso. PELA OSC
36 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

8. Recursos Orçamentários
Atendimento Equipes dos 200 MENSAL Relatórios de Atendimento
Anjos através de Visitas e devidamente preenchido e 8.1. Para a implementação do Programa de Trabalho do Termo de Parceria estima-
Busca Ativa – Eixo: Acolhi- atestado pela Comissão de -se o valor máximo de R$ 4.559.928,00 (quatro milhões quinhentos e cinquenta e
mento Avaliação e Acompanha- nove mil novecentos e vinte e oito reais) para a vigência de 01 (um) ano de parceria,
mento de Execução que será desembolsado em 12 (doze) parcelas iguais. As despesas decorrentes desta
contratação correrão por conta das dotações orçamentárias.
Aplicação de formulários de 400 MENSAL Formulários de Avaliação de-
avaliação multidisciplinar de vidamente preenchido e ates- 8.2. Entre outras despesas, poderão serem pagas com recurso vinculado a parceria,
encaminhamentos de Usuá- tado pela Comissão de Ava- a remuneração da equipe encarregada pela execução do plano de trabalho, inclu-
rios para acolhimento através liação e Acompanhamento sive de pessoal próprio da organização da sociedade civil, durante a vigência da
dos serviços de Triagem de Execução parceria, compreendendo as despesas com pagamento de impostos, contribuições
sociais, fundo de garantia de tempo de serviço – FGTS, férias, décimo terceiro
salário, salários proporcionais, verbas rescisórias e demais encargos trabalhista,
Aplicação de formulários de 500 MENSAL Relatórios de Atendimento despesas com hospedagens, deslocamento, alimentação nos casos necessário para
atendimento de usuários atra- devidamente preenchido e execução da parceria, custos indiretos necessário a execução da parceria.
vés dos serviços de triagem atestado pela Comissão de
Eixo: Acolhimento Avaliação e Acompanha- 9. Do Cronograma de Repasse dos Recursos
mento de Execução 9.1. O recurso disponível para o Projeto e será repassado em 12 (doze) parcelas
mensais no valor de R$ 379.994,00 (trezentos e setenta e nove mil, novecentos e
Treinamentos e Capacitações 2 TREINAMEN- Lista de Frequência dos par- noventa e quatro reais), sendo a primeira parcela facultativa a liberação antecipada
da Equipe da Rede Acolhe TOS - ANUAL ticipantes, material teórico pela SEPREV definidas no Termo de Parceria.
Alagoas - Eixo: Acolhimento dos cursos e fotos 9.2. Cronograma de desembolso:

Campanha de Prevenção às 02 CAMPANHAS Material comprobatório das Valor Mês


Drogas – Eixo Prevenção A CADA SEMES- Campanhas (fotos, material R$ 379.994,00 1º
TRE utilizado)
R$ 379.994,00 2º
R$ 379.994,00 3º
Formulário de Solicitações 50 FORMULÁ- Formulário de Atendimento
de Visitas de Anjos pelo Call RIOS MENSAIS devidamente preenchido e R$ 379.994,00 4º
Center - Eixo: Acolhimento atestado pela Comissão de R$ 379.994,00 5º
Avaliação e Acompanha- R$ 379.994,00 6º
mento de Execução R$ 379.994,00 7º
R$ 379.994,00 8º
Formulário de Atendimento 250 FORMULÁ- Formulário de Atendimento R$ 379.994,00 9º
dos Serviços de Informações RIOS MENSAIS devidamente preenchido e
R$ 379.994,00 10º
pelo Call Center - Eixo: Aco- atestado pela Comissão de
lhimento Avaliação e Acompanha- R$ 379.994,00 11º
mento de Execução R$ 379.994,00 12º
Comprovação dos resultados
Testes rápido de DST - Eixo: 200 MENSAL de teste rápido preservando 10. Critérios de Seleção e Julgamento dos Projetos
Acolhimento os dados pessoais do acolhi- 10.1 - Os critérios de classificação dos projetos consistirão em verificar se as pos-
do postas atendem a 100% (cem por cento) dos requisitos técnicos obrigatórios, defi-
nidos neste Plano de Trabalho
Ações de Rua - Eixo: Aco- 02 ANUAL Material comprobatório das
10.2 – Em caso de empate na nota final, será considerado para efeito de classifica-
lhimento Ações (fotos, material utili-
zado) ção a proposta que tenha obtido a maior nota técnica. Havendo absoluta igualdade
de condições, a Comissão Julgadora, para efeito de classificação, realizará sorteio,
Pesquisa Qualitativa - Eixo: 02 ANUAL Formulários de Pesquisa de-
em conformidade com o que preceitua o § 2º do art. 45 da Lei nº 8.666/93.
Acolhimento vidamente preenchido e ates-
10.3 - Classificadas as instituições, após análise das Propostas de acordo com os
tado pela Comissão de Ava-
critérios objetivos definidos neste Plano de Trabalho, a Comissão indicará a ven-
liação e Acompanhamento
de Execução cedora, fazendo publicar o resultado final do Chamamento no Diário Oficial do
Estado.
Palestra sobre Prevenção ao 06 ANUAL Material comprobatório das
10.4 - Das sessões públicas a serem realizadas, lavrar-se-á ata circunstanciada na
uso/abuso de álcool e outra Campanhas (fotos, material
qual será registrado o resumo de todas as ocorrências havidas, que deverão ser
drogas nas Comunidades de utilizado)
assinadas pelos membros da Comissão Julgadora e candidatas presentes.
Risco, Escolas e Famílias –
Eixo Prevenção 10.5 – A Comissão Julgadora deverá receber, examinar e manifestar-se sobre os
recursos, cabendo-lhe manter ou rever sua decisão conforme lei Federal de nº
Campanha Educativas de 04 anual Material comprobatório das
13.019/2014.
Prevenção nas Escolas – Campanhas (fotos, material
11. Da Comissão Julgadora
Eixo Prevenção utilizado)
11.1. A Secretária de Estado de Prevenção à Violência, no uso de suas atribuições
Encaminhamentos de aco- 500 acolhido Lista de Encaminhamentos e prerrogativas legais em com fulcro no quanto dispões a Lei Delegada nº 47 de 10
lhido ao Sistema S e Sine – anual dos participantes devida-
de agosto de 2015 e o art. 37 da Constituição Federal, através de Portaria Seprev
Eixo Reinserção mente preenchido e atestado
nº 32/2018 – GS, publicada em 23.05.2018 a constituição da Comissão, sendo 01
pela Comissão de Avaliação
(um) ocupante de cargo efetivo que terá por finalidade selecionar a melhor proposta
e Acompanhamento da Exe-
técnica e financeira apresentadas por Organização da Sociedade Civil para firmar
cução
Termo de Colaboração com a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência
Encaminhamento de Acolhi- 1.000 acolhidos Lista de Encaminhamentos
através do Edital de Chamamento Público.
dos para Capacitação e Pro- anual dos participantes devida-
fissionalização de acolhidos mente preenchido e atestado
12. Da Comissão de Monitoramento
- Eixo Reinserção pela Comissão de Avaliação
12.1. Foi publicado em 23.05.2018 através da Portaria Seprev nº 31/2018 – GS,
e Acompanhamento da Exe-
a Comissão de Monitoramento com a participação de 01 (um) servidor de cargo
cução
efetivo ou emprego permanente do quadro de pessoal da administração pública,
observado aos dispositivos legais da Lei 13.019 de 2014.
As metas que já estiverem definidas no modelo, deverão ser preenchidas pelos
proponentes e são de atendimento obrigatório. 13. Cronograma de Seleção
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 37
13.1. A fase de seleção observará as seguintes etapas:
Aplicação de formulários de aten- 500 MENSAL Relatórios de Atendimento
ETAPA DESCRIÇÃO DA ETAPA DATAS dimento de usuários através dos devidamente preenchido e
1 Publicação do Edital de Chamamento Público 24/05/2018 serviços de triagem Eixo: Acolhi- atestado pela Comissão de
2 Envio das Propostas pelas OSCs 25/06/2018 mento Avaliação e Acompanha-
mento de Execução
3 Etapa competitiva de avaliação das propostas pela 25/06/2018 a
Comissão Julgadora 02/07/2018
Treinamentos e Capacitações da 2 TREINA- Lista de Frequência dos
4 Divulgação do resultado preliminar 05/07/2018
Equipe da Rede Acolhe Alagoas - MENTOS - participantes, material
Eixo: Acolhimento ANUAL teórico dos cursos e fotos
14. Das Disposições Gerais

14.1. Todos os atos deverão ser seguido o princípio da publicidade, dando ampla Campanha de Prevenção às Drogas 02 CAM- Material comprobatório
divulgação de todos os atos desse Chamamento Público. – Eixo Prevenção PANHAS A das Campanhas (fotos,
14.2. A Comissão de Monitoramento e Fiscalização da execução do Termo de Co- CADA SE- material utilizado)
laboração utilizará os meios eletrônicos através da página www.seprev.al.gov.br e MESTRE
Imprensa Oficial acerca do cumprimento das metas e objetivo da parceria.
14.3. Publicada a Portaria Seprev nº 33/2018 – GS no D.O.E de 23.05.2018, com Formulário de Solicitações de Vi- 50 FORMU- Formulário de Aten-
nomeação da gestora da parceria decorrente do processo 30004.995/2017. sitas de Anjos pelo Call Center - L Á R I O S dimento devidamente
Eixo: Acolhimento MENSAIS preenchido e atestado pela
Maceió (AL), 23 de maio de 2018. Comissão de Avaliação e
Acompanhamento de Exe-
LIDEILMA ALVES RIBEIRO cução
Superintendente de Políticas Sobre Drogas
Matrícula de nº 197-0 Formulário de Atendimento dos 250 FOR- Formulário de Aten-
Serviços de Informações pelo Call M U L Á R I O S dimento devidamente
ANEXO II Center - Eixo: Acolhimento MENSAIS preenchido e atestado pela
Comissão de Avaliação e
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DAS ATIVIDADES Acompanhamento de Exe-
O Termo de Colaboração a ser celebrado terá por objeto a cooperação dos partíci- cução
pes para implementação da Rede Acolhe Alagoas, conforme os objetivos descritos Relatório de Comprova-
abaixo, devendo: Testes rápido de DST - Eixo: Aco- 200 MENSAL ção dos resultados de teste
Em cumprimento às ações operacionais de competência da Superintendência de lhimento rápido preservando os da-
Políticas sobre Drogas da SEPREV, o presente Plano de Trabalho objetiva espe- dos pessoais do acolhido
cificar a contratação de serviços/soluções especializados tendo em vista o alcance devidamente atestado pela
dos seguintes objetivos: Comissão de Avaliação e
a. Desenvolvimento de estratégias e mecanismo de mobilização social, atingindo Acompanhamento de Exe-
o público alvo do Projeto; cução
Ações de Rua - Eixo: Acolhimento 02 ANUAL Material comprobatório
b. Realização de pesquisas quantitativas, qualitativas, de avaliação de impacto e das Ações (fotos, material
levantamentos informacionais em uso de substâncias químicas e álcool, com ava- utilizado)
liação de resultados através de documentos técnicos, elaboração de material didá- Pesquisa Qualitativa - Eixo: Aco- 02 ANUAL Formulários de Pesquisa
tico e publicações temáticas relacionadas à gestão, controle social da Rede Acolhe lhimento devidamente preenchido e
Alagoas; atestado pela Comissão de
Avaliação e Acompanha-
c. Treinamentos e capacitações para os técnicos da Rede Acolhe, lançamento e mento de Execução
tratamento estatísticos de dados do Projeto Acolhe Alagoas desde sua implantação;
Palestra sobre Prevenção ao uso/ 06 ANUAL Material comprobatório
abuso de álcool e outra drogas nas das Campanhas (fotos,
d. Implantação e gestão administrativa e de recursos humanos que será desenvolvi-
Comunidades de Risco, Escolas e material utilizado)
da pela entidade, por meio de Plano de Gestão Administrativa e de Recursos Huma-
Famílias – Eixo Prevenção
nos, assessoramento via internet ou telefone – especialmente ao público da Rede,
contendo, minimamente: recrutamento, seleção, capacitação, acompanhamento, Campanha Educativas de Preven- 04 anual Material comprobatório
desenvolvimento e avaliação, de acordo com as diretrizes da Rede Acolhe Alagoas; ção nas Escolas – Eixo Prevenção das Campanhas (fotos,
material utilizado)
e. Disponibilizar materiais para ações, campanhas, material de consumo, e demais Encaminhamentos de acolhido ao 500 acolhido Lista de Encaminhamen-
materiais necessários para o cumprimento das ações, combustível, locações de Sistema S e Sine – Eixo Reinser- anual tos dos participantes de-
veículos par ampliação da rede, alimentação, funcionamento dos mecanismos de ção vidamente preenchido e
atendimento, dentre outros necessários; atestado pela Comissão de
Avaliação e Acompanha-
Parâmetros de Aferição e Cumprimento de Metas conforme abaixo: mento da Execução

META P E R I O D I C I - MEIOS DE AFERIÇÃO Encaminhamento de Acolhidos 1.000 acolhi- Lista de Encaminhamen-


DADE para Capacitação e Profissionali- dos anual tos dos participantes de-
zação de acolhidos - Eixo Rein- vidamente preenchido e
serção atestado pela Comissão de
Atendimento Equipes dos Anjos 200 MENSAL Relatórios de Atendimento
Avaliação e Acompanha-
através de Visitas e Busca Ativa – devidamente preenchido e
mento da Execução
Eixo: Acolhimento atestado pela Comissão de
Avaliação e Acompanha-
mento de Execução
DAS ESPECIFICAÇÕES
Aplicação de formulários de ava- 400 MENSAL Formulários de Avaliação
liação multidisciplinar de enca- devidamente preenchido e As ações deverão envolver todo os custos com material de consumo, material per-
minhamentos de Usuários para atestado pela Comissão de manente, serviços de terceiros pessoa jurídica e serviços de terceiros pessoa física,
acolhimento através dos serviços Avaliação e Acompanha- bem como a necessidade do aumento de contratação dos profissionais para atendi-
de Triagem mento de Execução mento do Centro de Acolhimento, cumprimento de ações operacionais, aperfeiçoa-
mento e estratégia de gestão da rede de acolhimento.
38 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

PLANO DE APLICAÇÃO Assistentes Sociais 02 30h


Psicólogos 02 30h
Natureza da despesa
Código Especificação “Anjos de Viagem” 01 30h
Enfermeira 01 30h
33.90.30 Material de consumo Técnico de enfermagem 01 40h
44.90.52 Material permanente PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
33.90.39 Serviços de Terceiros – ANJOS DA PAZ
Pessoa jurídica
Psicólogos 02 30h
33.90.36 Serviços de Terceiros –
Pessoa Física Assistentes sociais 02 30h
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
TOTAL GERAL OPERACIONAL/TRANSPORTE
Motoristas (Categoria B) 04 40h
OBS.: A composição dos custos e a formação dos preços dos serviços e materiais
deverão ser apresentadas, minuciosamente detalhados, por meio de planilhas, com
base nas informações constantes nesse Plano de Trabalho, devendo ainda, obede- CENTRO DE ACOLHIMENTO SANTANA DO IPANEMA
cer, no que couber, as Convenções Coletivas de Trabalho (regionais), das respec- ADMINISTRATIVO
tivas categorias.
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
A Contratação do quadro de equipe atuante nas Unidades da Rede Acolhe Alagoas Aux. Administrativo 01 40h
e em seus serviços, inicialmente, se dará conforme as tabelas abaixo, distribuídas
por município/área de abrangência e Eixos de Atuação, podendo sofrer adequações Recepcionistas 01 40h
conforme necessidade da Administração Pública: Call Center – Assesso- 01 40h
ramento via telefone e
EIXO PREVENÇÃO: via internet
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
Coordenador Geral 01 40h
TRIAGEM
Assistente Social 03 30h
Psicólogo 03 30h Assistentes Sociais 01 30h
Educador Social 03 40h Psicólogos 01 30h
Motorista 01 40h “Anjos de Viagem” 01 30h
EIXO ACOLHIMENTO: Enfermeira 01 30h
CENTRO DE ACOLHIMENTO MACEIO PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA ANJOS DA PAZ
ADMINISTRATIVO
Psicólogos 01 30h
Coordenador Geral 01 40h
*Advogado 01 30h Assistentes sociais 01 30h
Aux. Administrativo 04 40h PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
Recepcionistas 02 40h OPERACIONAL/TRANSPORTE
Call Center – Assessoramento via 02 40h
Motoristas (Categoria 02 40h
telefone e via internet
B)
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
TRIAGEM EIXO REINSERÇÃO:
Assistentes Sociais 02 30h
Psicólogos 02 30h
REINSERÇÃO
“Anjos de Viagem” 02 30h
Enfermeira 02 20h PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORA-
Técnico de enfermagem 02 20h RIA
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA Assistente Social 04 30h
ANJOS DA PAZ Psicólogo 04 30h
Psicólogos 06 30h
Psicopedagogo 01 30h
Assistentes sociais 06 30h
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA Tutores 08 40h
OPERACIONAL/TRANSPORTE Auxiliar Administrativo 02 40h
Supervisor de Transporte 01 40h Motorista – Categoria B 02 40h
Motoristas (Categoria B) 06 40h
Motoristas (Categoria D) 02 40h ANEXO III

CENTRO DE ACOLHIMENTO ARAPIRACA PROGRAMA DE TRABALHO E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS RESUL-


PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA TADOS
ADMINISTRATIVO
Coordenador Geral 01 40h 1. OBJETO: O presente Chamamento Público tem por objetivo selecionar Orga-
nização da Sociedade Civil através de Termo de Colaboração que se interesse em
Aux. Administrativo 01 40h
executar em parceria as Ações do Centro de Acolhimento em todo Estado, dentre
Recepcionistas 01 40h
as quais: atividades de triagem, avaliação, encaminhamento e acompanhamento da
Call Center – Assessoramento 01 40h
rede acolhimento e que atuam na atenção ao uso e abuso de álcool e outras drogas,
via telefone e via internet
para a execução de ações estruturadas nos Centros de Acolhimento nas áreas de
PROFISSIONAL QUANTIDADE CARGA HORARIA
prevenção, acolhimento e reinserção social da Rede Acolhe Alagoas, vinculada a
TRIAGEM Superintendência de Política sobre Drogas.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 39
QUADRO I – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE RESULTADOS
2º Período 3º Período Ava- 4º Período Ava-
PESO 1º Período Avaliató-
ÁREA TEMÁTICA INDICADOR Avallatório (Mês liatório (Mês 7 a liatório (Mês 10 a
(%) rio (Mês 1 a Mês 3)
4 a Mês 6) Mês 9) Mês 12)

Número de participantes nas ações


1.1 10%
realizados pelo Eixo Prevenção
Eixo Preven-
1
ção
Percentual de casos atendidos do
1.2 10%
Eixo Prevenção

Média de atendimento das equipes


2.1 dos Anjos em visitas e busca ativa 40%
do Eixo Acolhimento
Eixo Acolhi-
2 Número de formulários de atendi-
mento
mento através da triagem emitidos
2.2 20%
por relatórios descritivos do Eixo
Acolhimento

Relatório descritivo dos encaminha-


mentos de acolhido ao Sistema S e
Eixo Rein-
3 2.3 Sine no Eixo Reinserção e/ou Cursos 20%
serção
Profissionalizantes

QUADRO II – PARÂMETROS DE AFERIÇÃO E CUMPRIMENTO DE METAS

METAS CUMPRIMENTO DE ME- AFERIÇÃO


TAS

Atendimento Equipes dos Anjos através de Visitas e Busca Ati- 200 MENSAL Relatórios de Atendimento devidamente preenchido e atestado pela Co-
va – Eixo: Acolhimento missão de Avaliação e Acompanhamento de Execução

Aplicação de formulários de avaliação multidisciplinar de en- 400 MENSAL Formulários de Avaliação devidamente preenchido e atestado pela Co-
caminhamentos de Usuários para acolhimento através dos ser- missão de Avaliação e Acompanhamento de Execução
viços de Triagem

Aplicação de formulários de atendimento de usuários através 500 MENSAL Relatórios de Atendimento devidamente preenchido e atestado pela Co-
dos serviços de triagem Eixo: Acolhimento missão de Avaliação e Acompanhamento de Execução

Treinamentos e Capacitações da Equipe da Rede Acolhe Ala- 2 TREINAMENTOS - Lista de Frequência dos participantes, material teórico dos cursos e fotos
goas - Eixo: Acolhimento ANUAL

Campanha de Prevenção às Drogas – Eixo Prevenção 02 CAMPANHAS A CADA Material comprobatório das Campanhas (fotos, material utilizado)
SEMESTRE

Formulário de Solicitações de Visitas de Anjos pelo Call Center 50 FORMULÁRIOS MEN- Formulário de Atendimento devidamente preenchido e atestado pela
- Eixo: Acolhimento SAIS Comissão de Avaliação e Acompanhamento de Execução

Formulário de Atendimento dos Serviços de Informações pelo 250 FORMULÁRIOS Formulário de Atendimento devidamente preenchido e atestado pela
Call Center - Eixo: Acolhimento MENSAIS Comissão de Avaliação e Acompanhamento de Execução

Comprovação dos resultados de teste rápido preservando os dados pes-


Testes rápido de DST - Eixo: Acolhimento 200 MENSAL soais do acolhido

Ações de Rua - Eixo: Acolhimento 02 ANUAL Material comprobatório das Ações (fotos, material utilizado)

Pesquisa Qualitativa - Eixo: Acolhimento 02 ANUAL Formulários de Pesquisa devidamente preenchido e atestado pela Co-
missão de Avaliação e Acompanhamento de Execução

Palestra sobre Prevenção ao uso/abuso de álcool e outra drogas 06 ANUAL Material comprobatório das Campanhas (fotos, material utilizado)
nas Comunidades de Risco, Escolas e Famílias – Eixo Preven-
ção

Campanha Educativas de Prevenção nas Escolas – Eixo Pre- 04 anual Material comprobatório das Campanhas (fotos, material utilizado)
venção

Encaminhamentos de acolhido ao Sistema S e Sine – Eixo 500 acolhido anual Lista de Encaminhamentos dos participantes devidamente preenchido e
Reinserção atestado pela Comissão de Avaliação e Acompanhamento da Execução

Encaminhamento de Acolhidos para Capacitação e Profissiona- 1.000 acolhidos anual Lista de Encaminhamentos dos participantes devidamente preenchido e
lização de acolhidos - Eixo Reinserção atestado pela Comissão de Avaliação e Acompanhamento da Execução
40 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

3. CRITÉRIOS E ATRIBUTOS DOS INDICADORES Tanto os resultados alcançados, como as metas definidas relativas a este indicador
são cumulativas ao longo dos períodos avaliatórios, ou seja, seus valores alcança-
Área Temática 1 – Ações dos Anjos da Paz dos e definidos são resultado da soma entre os valores de cada período avaliatório
e dos períodos anteriores dentro de cada ano.
1.1. Número de atendimentos realizados pela Rede Acolhe Alagoas
Unidade de medida: nº absoluto
Descrição: As ações dos Anjos da Paz deverá ser composta de equipes de assisten-
tes sociais e psicólogos que, em visita domiciliar, oferecem orientação e ajuda às Fonte de Comprovação: relatórios consolidados encaminhados ao departamento
famílias e/ou aos dependentes químicos sobre as possibilidades de recuperação, de monitoramento da entidade parceira pelas equipes técnicas do Centro de Aco-
demais serviços prevenção ao uso abusivo das drogas e encaminhamentos junto lhimento, com assinatura do gestor responsável pela Unidade e equipe técnica das
aos diversos equipamentos que se relacionam com o problema. Também atuam no ações.
trânsito dos dependentes e familiares até às comunidades acolhedoras.
Fórmula de Cálculo: somatório do número de atendimentos do programa nos perío-
dos avaliatórios dentro de cada ano.
Para mensurar este indicador, será contabilizado o número acumulado de atendi-
mentos individuais e coletivos realizados pelo Anjos da Paz.
Polaridade: quanto maior melhor
A entidade colaboradora será responsável pela compilação mensal dos dados pro-
Cálculo de Desempenho (CD): (resultado / meta) x 100
duzidos pelas equipes técnicas. Cada equipe técnica produzirá e encaminhará a
Cálculo de desempenho (CD): Conforme quadro a seguir:
este departamento, até o quinto dia útil de cada mês, um relatório consolidado
dos atendimentos realizados no mês anterior. Com base nos relatórios recebidos, o
referido departamento calculará o resultado mensal de atendimentos e analisará o % de Execução Nota
cumprimento das metas estabelecidas.
100% 10
Tanto os resultados alcançados, como as metas definidas relativas a este indicador De 90% a 99,99% 8
são cumulativas ao longo dos períodos avaliatórios, ou seja, seus valores alcança-
dos e definidos são resultado da soma entre os valores de cada período avaliatório De 80% a 89,99% 6
e dos períodos anteriores dentro de cada ano.
De 0% a 79,99% 0
Unidade de medida: nº absoluto

Fonte de Comprovação: relatórios consolidados encaminhados ao departamento


Área Temática 3 – Desenvolvimento das Ações de Prevenção
de monitoramento da entidade parceira pelas equipes técnicas do Centro de Aco-
lhimento, com assinatura do gestor responsável pela Unidade e equipe técnica das
1.1. Número de Ações de Prevenção
ações.
Descrição: As ações das Equipes Multidisciplinar das Ações de Prevenção deverá
Fórmula de Cálculo: somatório do número de atendimentos do programa nos perío-
ser composta de equipes de assistentes sociais, psicólogos e educador social que
dos avaliatórios dentro de cada ano. realizará as ações de prevenção nas comunidades de risco, nas escolas e sociedade
de forma geral para conscientização do público acerca das políticas de prevenção
Polaridade: quanto maior melhor na RedeAcolhe Alagoas.

Cálculo de Desempenho (CD): (resultado / meta) x 100 Para mensurar este indicador, será contabilizado o número ações realizados pelas
Equipes Multidisciplinar de Triagem.

Cálculo de desempenho (CD): Conforme quadro a seguir: A entidade parceira será responsável pela compilação mensal dos dados produzi-
dos pelas equipes técnicas. Cada equipe técnica produzirá e encaminhará a este
% de Execução Nota departamento, até o quinto dia útil de cada mês, um relatório consolidado dos aten-
dimentos realizados no mês anterior. Com base nos relatórios recebidos, o referido
100% 10
departamento calculará o resultado mensal de atendimentos e analisará o cumpri-
De 90% a 99,99% 8
mento das metas estabelecidas.
De 80% a 89,99% 6
De 0% a 79,99% 0 Tanto os resultados alcançados, como as metas definidas relativas a este indicador
são cumulativas ao longo dos períodos avaliatórios, ou seja, seus valores alcança-
dos e definidos são resultado da soma entre os valores de cada período avaliatório
Área Temática 2 – Desenvolvimento das Ações de Triagem e dos períodos anteriores dentro de cada ano.

1.1. Número de atendimentos realizados pela Rede Acolhe Alagoas nas Ações de Unidade de medida: nº absoluto
Triagem
Fonte de Comprovação: relatórios consolidados encaminhados ao departamento
de monitoramento da entidade parceira pelas equipes técnicas do Centro de Aco-
Descrição: As ações das Equipes Multidisciplinar das Ações de Triagem deverá ser
lhimento, com assinatura do gestor responsável pela Unidade e equipe técnica das
composta de equipes de assistentes sociais, psicólogos e psiquiatra que, atenderá
ações.
em visita domiciliar e nos Centros de Acolhimento para identificar o grau de con-
sumo dos dependentes, encaminhamento para a rede de atenção ao usuário, bem Fórmula de Cálculo: somatório do número de atendimentos do programa nos perío-
como o controle de vagas e monitoramento do sistema Acolhe Alagoas. dos avaliatórios dentro de cada ano.

Para mensurar este indicador, será contabilizado o número acumulado de atendi- Polaridade: quanto maior melhor
mentos individuais e coletivos realizados pelas Equipes Multidisciplinar de Tria-
gem. Cálculo de Desempenho (CD): (resultado / meta) x 100

A entidade parceira será responsável pela compilação mensal dos dados produzi- Cálculo de desempenho (CD): Conforme quadro a seguir:
dos pelas equipes técnicas. Cada equipe técnica produzirá e encaminhará a este
departamento, até o quinto dia útil de cada mês, um relatório consolidado dos aten-
% de Execução Nota
dimentos realizados no mês anterior. Com base nos relatórios recebidos, o referido
100% 10
departamento calculará o resultado mensal de atendimentos e analisará o cumpri-
mento das metas estabelecidas. De 90% a 99,99% 8
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 41
De 80% a 89,99% 6 C. ADEQUAÇÃO ENTRE OS   CUSTOS E
De 0% a 79,99% 0 RESULTADOS ESPERADOS.
0 a 17 pontos
Apresentação da Planilha de Composição de
Custos.
Área Temática 4 – Eixo Reinserção D. AJUSTAMENTO ÀS ESPECIFICAÇÕES
TÉCNICAS
1.1. Número de Encaminhamentos e Capacitações das Ações de Reinserção Incorporação no Projeto de todas as atividades
previstas no Programa de trabalho (Anexo II) 0 a 17 pontos
Descrição: As ações das Equipes Multidisciplinar das Ações de Reinserção deverá necessário ao gerenciamento do Projeto, bem
ser composta de equipes de assistentes sociais, psicólogos, psicopedagogo e tutores como qualificação compatível com o objeto da
que realizará os encaminhamentos dos acolhido ao Sistema S e as capacitações e Parceria a ser celebrada.
profissionalização dos acolhidos acerca das políticas de reinserção na Rede Acolhe E. QUALIDADE DA PROPOSTA
Alagoas. Atendimento dos objetivos e resultados espera- 0 a 16 pontos
dos expressos no Chamamento Público;
Para mensurar este indicador, será contabilizado o número ações realizados pelas
F. ECONOMICIDADE DA PROPOSTA
Equipes Multidisciplinar de Triagem.
Análise  da qualidade ou da relação entre o
menor custo para obter a qualidade   desejada do
A entidade parceira será responsável pela compilação mensal dos dados produzi-
resultado pretendido.    0 a 16 pontos
dos pelas equipes técnicas. Cada equipe técnica produzirá e encaminhará a este
Análise sobre a otimização dos custos e funcio-
departamento, até o quinto dia útil de cada mês, um relatório consolidado dos aten-
nalidade dos meios, na consecução   da meta
dimentos realizados no mês anterior. Com base nos relatórios recebidos, o referido
estabelecida.
departamento calculará o resultado mensal de atendimentos e analisará o cumpri-
mento das metas estabelecidas. TOTAL   DA PONTUAÇÃO MÁXIMA 100   pontos

Tanto os resultados alcançados, como as metas definidas relativas a este indicador


são cumulativas ao longo dos períodos avaliatórios, ou seja, seus valores alcança-
 Serão desclassificados os projetos cujos custos superem a quantia má-
dos e definidos são resultado da soma entre os valores de cada período avaliatório
e dos períodos anteriores dentro de cada ano. xima de R$ 4.559.928,00 (quatro milhões quinhentos e cinquenta e nove mil nove-
centos e vinte e oito reais), os que obtiverem pontuação 0 (zero) em qualquer dos
Unidade de medida: nº absoluto
critérios de avaliação, bem como os que obtiverem pontuação final menor que 60
Fonte de Comprovação: relatórios consolidados encaminhados ao departamento (sessenta).
de monitoramento da entidade parceira pelas equipes técnicas do Centro de Aco-
lhimento, com assinatura do gestor responsável pela Unidade e equipe técnica das
ações.  Em caso de empate na nota final, terá precedência para efeito de clas-
sificação a PROPOSTA DE PLANO DE TRABALHO de menor custo. Havendo
Fórmula de Cálculo: somatório do número de atendimentos do programa nos perío-
absoluta igualdade de condições, a Comissão Julgadora, para efeito de classifica-
dos avaliatórios dentro de cada ano.
ção, realizará sorteio, em conformidade com o que preceitua o § 2º do artigo 45 da
Polaridade: quanto maior melhor Lei nº 8.666/93.

Cálculo de Desempenho (CD): (resultado / meta) x 100


DA PROPOSTA TÉCNICA
Conforme o anexo 4 deste Edital, na análise e julgamento das propostas serão con-
Cálculo de desempenho (CD): Conforme quadro a seguir:
siderados os seguintes critérios:
% de Execução Nota
100% 10 a) Adequação da Proposta Técnica ao Edital;
De 90% a 99,99% 8 b) Coerência entre os meios sugeridos, as metas estabelecidas e os produtos a serem
De 80% a 89,99% 6
entregues, além dos custos e cronogramas apresentados;
De 0% a 79,99% 0
c) Capacidade técnica e operacional da entidade;
Para realizar a análise das propostas apresentadas, a Comissão Julgadora deverá
ANEXO IV verificar o atendimento aos critérios elencados e realizar a avaliação segundo sis-

CRITÉRIOS OBJETIVOS PARA ANÁLISE E JULGAMENTO DAS PROPOS- temática definida no


TAS Quadro Geral de Critérios Objetivos:

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PONTUAÇÃO


A. CONHECIMENTO DA REALIDADE LO- Nº ITEM PESO Nº SUBITEM PONTUAÇÃO
CAL; MÁXIMA
Tem conhecimento sobre a realidade local da 1 Enquadra- - 1.1 Proposta Técnica
0 a 17 pontos mento Me- de Acordo com o Eliminatório
área de abrangência do projeto, por meio da
todológico Edital
execução de serviços, trabalhos de pesquisa, da Proposta -
levantamentos e/ou assessorias. 1.2 Programa de Tra-
balho de acordo
B. A CAPACIDADE TÉCNICA E OPERACIO- com o Edital
NAL DA CANDIDATA;
2 Planilha de 25 2.1 Limite de compro-
Experiência   de trabalhos anteriores, acom- Cálculo metimento com 25
panhados de atestado(s) de capacidade técnica   0 a 17 pontos despesa de pessoa
por trabalho(s) já executado(s) e/ou Contratos/ 25 2.2 Limite de compro- 25
Convênios, comprovando experiência anterior metimento com
compatível   com as ações a serem desenvolvidas despesa de logís-
na parceria que se pretende firmar. tica
42 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

3 Qualificação 20 3.1 Experiência com- 10 Limite máximo do total de previsão de Pontos atribuídos
da OSC provada da entida- despesas da Memória de Cálculo com gas-
de em execução de to com pessoal
projeto com foco
Abaixo de 49,0% 0
em área de drogas
Entre 49,01% - até 49,24% 8
Entre 49,25% - até 50,24% 10
Entre 50,25% - até 65,0% 8
Acima de 65,0% 0
20 3.2 Experiência com- 10
provada da entida- 4. Qualificação da Estrutura da OSCIP
de em execução de Quando da abertura do ENVELOPE II – DOCUMENTAÇÃO PARA QUALIFI-
projetos nas áreas CAÇÃO JURÍDICA E TÉCNICA – a Comissão Julgadora deverá analisar a ade-
de assistência so-
cial/ou desenvol- quação da OSCIP à execução da proposta apresentada nas situações descritas em
vimento econô- cada um dos subitens abaixo. Para cada situação verificada pela Comissão Julga-
mico e social s/ou dora na avaliação das propostas será dada nota correspondente, conforme critério
combate à pobreza estabelecido.
e/ou assessoria ju-
rídica e /ou defesa 4.1. Experiência comprovada da entidade em execução de projetos com foco em
de cidadania e dos
direitos humanos ações direcionadas à prevenção da criminalidade:

4.1.1. Caso a entidade comprove acima de 4 (quatro) anos de experiência na execu-


ção de projetos na área de drogas, por meio de atestado(s) de capacidade técnica e
ou/ termo de parceria ou contrato de prestação de serviços no desempenho anterior
de atividades condizentes com o objeto deste concurso, expedido por pessoa jurí-
dica de direito público ou privado, deverá ser atribuída nota 05 (cinco) referente ao
tempo de experiência comprovado, acrescido de 01 (um) ponto para cada atestado
adicional apresentado limitado a nota máxima de 10 (dez) pontos para este subitem.
4.1.2. Caso a entidade comprove de 03 (três) a 04 (quatro) anos de experiência
10 3.3 Experiência com- na execução de projetos na área de dependência química, por meio de atestado(s)
provada da enti- 20 de capacidade técnica e de desempenho anterior de atividades condizentes com o
dade em execução objeto deste concurso, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado,
de projetos de
parceria ou outro deverá ser atribuída nota 04 (quatro) referente ao tempo de experiência comprova-
instrumento com o do, acrescido de 01 (um) ponto por cada atestado adicional apresentado limitado a
poder público em nota máxima de 10 (dez) pontos para este subitem.
áreas distintas já
comprovadas nos 4.1.3. Caso a entidade comprove de 02 (dois) a 03 (três) anos de experiência na
subitens 3.1 e 3.2 execução de projetos na área de drogas, por meio de atestado(s) de capacidade
do quadro de cri-
térios técnica e de desempenho anterior de atividades condizentes com o objeto deste
concurso, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, deverá ser
atribuída nota 03 (três) referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido
de 01 (um) ponto por cada atestado adicional apresentado limitado anota máxima
A nota total final (NF) será calculada a partir da fórmula: (Σ pontuação obtida em de 10 (dez) pontos para este subitem.
cada subitem x peso do respectivo subitem) / Σ pesos dos subitens
Enquadramento metodológico do projeto 4.1.4. Caso a entidade até de 02 (dois) anos de experiência na execução de projetos
É quesito eliminatório o atendimento estrito às regras definidas neste edital para na área de drogas, por meio de atestado(s) de capacidade técnica e de desempe-
apresentação das propostas: nho anterior de atividades condizentes com o objeto deste concurso, expedido por
pessoa jurídica de direito público ou privado, deverá ser atribuída nota 02 (dois)
Proposta Técnica em consonância com o objeto deste edital: A Proposta Técnica referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido de 01 (um) ponto por
deve estar de acordo com as diretrizes expostas no item 5.1 do edital, bem como em cada atestado adicional apresentado limitado anota máxima de 10 (dez) pontos para
seu Anexo I, II, III e IV, sob pena de desclassificação. este subitem.

4.2. Experiência comprovada da entidade em execução de projetos nas áreas de


Programa de Trabalho elaborado conforme o modelo disponibilizado: O Programa
assistência social; desenvolvimento econômico e social e combate à pobreza; as-
de Trabalho (Anexo II deste edital) deve ser elaborado segundo metodologia defini-
sessoria jurídica gratuita ou defesa da cidadania e dos direitos humanos.
da. A Proposta Técnica que não prever todos os itens mínimos elencados no Anexo
III será desclassificada.
4.2.1 Caso a entidade comprove acima de 04 (quatro) anos de experiência na exe-
cução de projetos nas áreas de assistência social; desenvolvimento econômico e
Memória de Cálculo preenchida conforme o modelo disponibilizado: A Memória
social e combate à pobreza; assessoria jurídica gratuita ou defesa da cidadania e
de Cálculo (Anexo deste edital) deve ser construída segundo a metodologia defi-
dos direitos humanos, por meio de atestado(s) de capacidade técnica e de desempe-
nida e prever todos os gastos necessários para cobrir as metas e ações propostas. nho anterior de atividades condizentes com o objeto deste concurso, expedido por
pessoa jurídica de direito público ou privado, deverá ser atribuída nota 05 (cinco)
Adequação da Memória de Cálculo referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido de 01 (um) ponto para
A Comissão Julgadora analisará a adequação do projeto apresentado pela OSCIP cada atestado adicional apresentado limitado a nota máxima de 10 (dez) pontos
com os gastos totais previstos nas situações descritas em cada um dos subitens para este subitem.
abaixo. Para cada situação verificada pela Comissão Julgadora na avaliação das 4.2.2 Caso a entidade comprove de 03 (três) a 04 (quatro) anos de experiência na
propostas será dada nota correspondente, conforme os critérios estabelecidos. execução de projetos nas áreas de assistência social; desenvolvimento econômico
e social e combate à pobreza; assessoria jurídica gratuita ou defesa da cidadania e
Limite máximo de comprometimento do total de previsão de despesas da Memória dos direitos humanos, por meio de atestado(s) de capacidade técnica e de desempe-
de Cálculo com Gastos com Pessoal: Caso a Memória de Cálculo apresentada pela nho anterior de atividades condizentes com o objeto deste concurso, expedido por
proponente contemple limite máximo de até 65,0% e mínimo de 49,00% do total pessoa jurídica de direito público ou privado, deverá ser atribuída nota 04 (quatro)
de previsão de despesas da Memória de Cálculo com Gastos com Pessoal, deverá referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido de 01 (um) ponto para
ser atribuída nota para este subitem na avaliação da Comissão Julgadora, conforme cada atestado adicional apresentado limitado a nota máxima de 10 (dez) pontos
quadro a seguir: para este subitem.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 43
4.2.3 Caso a entidade comprove de 2 (dois) a 3 (três) anos de experiência na exe- provadas nos subitens 4.1 e 4.2 do quadro de critérios, por meio de atestado(s)
cução de projetos nas áreas de assistência social; desenvolvimento econômico e de capacidade técnica e de desempenho anterior de atividades condizentes com o
social e combate à pobreza; assessoria jurídica gratuita ou defesa da cidadania e objeto deste concurso, expedido por pessoa jurídica de direito público, deverá ser
dos direitos humanos, por meio de atestado(s) de capacidade técnica e de desempe- atribuída nota 05 (cinco) referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido
nho anterior de atividades condizentes com o objeto deste concurso, expedido por de 01 (um) ponto para cada atestado adicional apresentado limitado a nota máxima
pessoa jurídica de direito público ou privado, deverá ser atribuída nota 03 (três) de 10 (dez) pontos para este subitem.
referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido de 01 (um) ponto para
cada atestado adicional apresentado limitado a nota máxima de 10 (dez) pontos 4.3.2 Caso a entidade comprove de 03 (três) a 04 (quatro) anos de experiência na
para este subitem. execução de projetos em parceria com o poder público em áreas distintas das já
comprovadas nos subitens 4.1 e 4.2 do quadro de critérios, por meio de atestado(s)
4.2.4 Caso a entidade comprove até 2 (dois) anos de experiência na execução de
de capacidade técnica e de desempenho anterior de atividades condizentes com o
projetos nas áreas de assistência social; desenvolvimento econômico e social e
objeto deste concurso, expedido por pessoa jurídica de direito público, deverá ser
combate à pobreza; assessoria jurídica gratuita ou defesa da cidadania e dos direitos
atribuída nota 04 (quatro) referente ao tempo de experiência comprovado, acres-
humanos, por meio de atestado(s) de capacidade técnica e de desempenho anterior
cido de 01 (um) ponto para cada atestado adicional apresentado limitado a nota
de atividades condizentes com o objeto deste concurso, expedido por pessoa jurí-
dica de direito público ou privado, deverá ser atribuída nota 02 (dois) referente ao máxima de 10 (dez) pontos para este subitem.
tempo de experiência comprovado, acrescido de 01 (um) ponto para cada atestado 4.3.3 Caso a entidade comprove de 2 (dois) a 3 (três) anos de experiência na exe-
adicional apresentado limitado a nota máxima de 10 (dez) pontos para este subitem. cução de projetos em parceria com o poder público em áreas distintas das já com-
4.3. Experiência comprovada da entidade em execução de projetos em parceria provadas nos subitens 4.1 e 4.2 do quadro de critérios, por meio de atestado(s)
com o poder público em áreas distintas das já comprovadas nos subitens 4.1 e 4.2 de capacidade técnica e de desempenho anterior de atividades condizentes com o
do quadro de critérios. objeto deste concurso, expedido por pessoa jurídica de direito público, deverá ser
atribuída nota 03 (três) referente ao tempo de experiência comprovado, acrescido
4.3.1 Caso a entidade comprove acima de 04 (quatro) anos de experiência na exe- de 01 (um) ponto para cada atestado adicional apresentado limitado a nota máxima
cução de projetos em parceria com o poder público em áreas distintas das já com- de 10 (dez) pontos para este subitem.

ANEXO V

Memória de Cálculo
Termo de Colaboração celebrado entre a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência e a Organização da Sociedade Civil

Memória de Cálculo
Termo de Colaboração celebrado entre a SEPREV e Organização da Sociedade Civil

LOGOMARCA DA OSC (SE HOUVER)

Período Proposto
(dia) de (mês) de (ano) a (dia) de (mês) de (ano)
LOGOMARCA DO PROJETO (SE HOUVER)

ANEXO V – PREVISÃO SINTÉTICA DE RECEITAS E DESPESAS

Tabela 1 - Previsão Sintética de Receitas e Despesas Mensais em Regime de Competência


% do
    Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5 Mês 6 Mês 7 Mês 8 Mês 9 Mês 10 Mês 11 Mês 12 Total
Total
Saldo Remanes-
SR                       0,00%
cente - -
                             
Entrada de Re-
1                            
cursos
1.1 Receitas                            
Repasses do Termo
1.1.1 0,00%
de Coperação - - - - - - - - - - - - -
Receita Arrecadada
1.1.2 0,00%
em Função do TP - - - - - - - - - - - - -

1.1.3 Outras Receitas 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Rendimentos de
1.2 0,00%
Aplicações Fin. - - - - - - - - - - - - -

(E) Total de Entradas: 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

S. Rem. (SR) + Ent. (E) 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
                               
Saída de
2                            
Recursos
2.1 Gastos com Pessoal                            

2.1.1 Salários 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
44 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

2.1.2 Estagiários 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.3 Encargos 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4 Benefícios 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

Subtotal (Pessoal): 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2 Gastos Gerais 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Transferência para
2.3 Reserva de Re- 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
cursos

(S) Total de Saídas: 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

PP Prov. Pessoal                          
-
Recursos Compro-
C                          
metidos -
Transporte de Saldo
T                          
(SR+PP+C) -
Memória de Cálculo
Termo de Colaboração celebrado entre SEPREV e a Organização da Sociedade Civil
Tabela 2 - Previsão Analítica de Receitas e Gastos Mensais em Regime de Competência
% do
    Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5 Mês 6 Mês 7 Mês 8 Mês 9 Mês 10 Mês 11 Mês 12 Total
Total
Saldo Remanes-
SR                       0,00%
cente - -
                               
Entrada de Re-
1                            
cursos
1.1 Receitas                            
Repasses do Termo
1.1.1 0,00%
de Colaboração - - - - - - - - - - - - -
Receita Arrecadada
1.1.2 0,00%
em Função do TP - - - - - - - - - - - - -

1.1.3 Outras Receitas 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Rendimentos de
1.2 0,00%
Aplicações Fin. - - - - - - - - - - - - -

(E) Total de Entradas 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Saldo Rem. (SR) + Entradas
0,00%
(E) - - - - - - - - - - - - -
                               
2 Saída de Recursos                            
2.1 Gastos com Pessoal                            
Salários e Remune-
2.1.1                            
rações

2.1.1.1 Salários 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Prêmio de Produti-
2.1.1.2 0,00%
vidade - - - - - - - - - - - - -

2.1.1.3 Adicional Noturno 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.1.4 Hora Extra 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
DSR sobre Hora
2.1.1.5 Extra/Adic. No- 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
turno
Outros Gastos com
2.1.1.6 0,00%
Pessoal - - - - - - - - - - - - -

  Subtotal Salários : 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.2 Estagiários                            

2.1.2.1 Bolsa Estágio 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 45
2.1.2.2 Auxílio Transporte 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
Subtotal Estagiá-
  0,00%
rios: - - - - - - - - - - - - -
2.1.3 Encargos                            

2.1.3.1 INSS Patronal 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.3.2 PIS 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.3.3 FGTS 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
FGTS Multa Res-
2.1.3.4 0,00%
cisória - - - - - - - - - - - - -

2.1.3.5 13º Salário 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.3.6 Férias 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.3.7 1/3 de Férias 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Rescisão de Traba-
lho (Saldo Salário,
2.1.3.8 0,00%
Aviso Prévio, - - - - - - - - - - - - -
outros)
Medicina e Segu-
2.1.3.9 0,00%
rança do Trabalho - - - - - - - - - - - - -
Custas com Justiça
2.1.3.10 0,00%
do Trabalho - - - - - - - - - - - - -

2.1.3.11 Despesas Sindicais 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Outros Encargos
2.1.3.12 0,00%
Trabalhistas - - - - - - - - - - - - -
Subtotal Encargos
  0,00%
Trabalhistas: - - - - - - - - - - - - -
2.1.4 Benefícios                            

2.1.4.1 Vale Transporte 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4.2 Vale Alimentação 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4.3 Plano de Saúde 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4.4 Seguro de Vida 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4.5 Plano Odontológico 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4.6 Cesta Básica 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.1.4.7 Outros Benefícios 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

  Subtotal Benefícios: 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

  Subtotal Pessoal: 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
2.2 Gastos Gerais                            

2.2.1 Aluguel 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.2 Condomínio 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.3 IPTU 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.4 Seguros de Imóveis 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.5 Energia Elétrica 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.6 Água e Esgoto 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.7 Telefone Fixo 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.8 Telefone Móvel 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
46 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

2.2.9 Internet 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Serviços de Internet
(Web Design, Hos-
2.2.10 0,00%
pedagem de Site, - - - - - - - - - - - - -
outros)

2.2.11 Assessoria Contábil 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.12 Assessoria Jurídica 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.13 Auditoria Externa 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.14 Consultoria 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Publicidade, Comu-
2.2.15 0,00%
nicação e Marketing - - - - - - - - - - - - -
Serviços de Re-
2.2.16 gistro/Produção 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
Audiovisual
Assinatura de Certi-
2.2.17 0,00%
ficado Digital - - - - - - - - - - - - -

2.2.26 Uniformes 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Serviços de Entre-
2.2.27 ga/Recarga de Vale 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
Transportes
Serviços de Mão-
2.2.28 -de-obra Terceiri- 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
zada
Serviços de Mo-
2.2.29 0,00%
toboy - - - - - - - - - - - - -
Serviços de Segu-
2.2.30 0,00%
rança - - - - - - - - - - - - -
Correios e Telé-
2.2.31 0,00%
grafos - - - - - - - - - - - - -

2.2.32 Cartório 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.33 Despesas Bancárias 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.34 Taxa de Expediente 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Taxas Municipais,
2.2.35 0,00%
Estaduais e Federais - - - - - - - - - - - - -

2.2.36 I.O.F 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
I.R.R.F s/ Aplica-
2.2.37 0,00%
ções - - - - - - - - - - - - -

2.2.38 Juros e Multas 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Material de Lim-
2.2.39 0,00%
peza - - - - - - - - - - - - -
Material de Copa e
2.2.40 0,00%
Cozinha - - - - - - - - - - - - -
Lanches e Refei-
2.2.41 0,00%
çoes - - - - - - - - - - - - -

2.2.42 Serviços Gráficos 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Material de Infor-
2.2.43 0,00%
mática - - - - - - - - - - - - -
Material de Escri-
2.2.44 0,00%
torio - - - - - - - - - - - - -
Material Pedagógi-
2.2.45 0,00%
co/Didático - - - - - - - - - - - - -

2.2.46 Locação de Espaço 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.47 Buffet 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.48 Eventos 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.49 Cursos 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 47
2.2.50 Taxi 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
Locação de Veí-
2.2.51 0,00%
culos - - - - - - - - - - - - -
Locação de Veícu-
2.2.52 0,00%
los com Motorista - - - - - - - - - - - - -

2.2.53 Fretes e Carretos 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.54 Combustível 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

2.2.55 Estacionamento 0,00%


- - - - - - - - - - - - -
IPVA/Seguro Obri-
2.2.56 gatório/Licencia- 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
mento

2.2.57 Seguro de Veículos 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

Manutenção em
2.2.58 0,00%
Veículos - - - - - - - - - - - - -

Despesas de Via-
2.2.59 gem - Passagem 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
Áerea

Despesas de Via-
2.2.60 gem - Passagem 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
Terrestre

Despesas de Via-
2.2.61 0,00%
gem - - - - - - - - - - - - -

Outros Gastos
2.2.62 0,00%
Gerais - - - - - - - - - - - - -

  Subtotal: 0,00%
- - - - - - - - - - - - -

  Subtotal: 0,00%
- - - - - - - - - - - - -

Transferência para
2.3 Reserva de Re- 0,00%
- - - - - - - - - - - - -
cursos

(S) Total de Saídas 0,00%


- - - - - - - - - - - - -

                               

Provisionamentos
PP                          
de Pessoal -

Recursos Compro-
C                          
metidos -

Transporte de Saldo
T                          
(SR+PP+C) -

Adequação da Memória de Cálculo

Limite máximo de comprometimento do total de previsão de despesas da Memória de Cálculo com Gastos com Pessoal:
Caso a Memória de Cálculo apresentada pela proponente contemple limite máximo de até 65,0% e mínimo de 49,00% do total de previsão de despesas da Memória de
Cálculo com Gastos com Pessoal, deverá ser atribuída nota para este subitem na avaliação da Comissão Julgadora, conforme quadro a seguir:

Limite máximo do total de previsão de despesas da Memória de Cálculo com gasto Pontos atribuídos
com pessoal
Abaixo de 49,0% 0
Entre 49,01% - até 49,24% 8
Entre 49,25% - até 50,24% 10
Entre 50,25% - até 65,0% 8
Acima de 65,0% 0

O saldo de 35,00% deverá ser gasto com despesas para execução do Plano de Trabalho nos itens descritos na Tabela 1 e 2.
48 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

ANEXO VI - MINUTA DE TERMO DE COLABORAÇÃO de (Colaboração);


2.1.7. Viabilizar o acompanhamento pela Internet do processo de liberação de re-
TERMO DE COLABORAÇÃO Nº (...)/(20...), QUE ENTRE SI CELEBRAM O cursos da parceria celebrada;
ESTADO DE ALAGOAS, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA DE ESTADO 2.1.8. Manter, em seu sítio oficial na Internet, a relação das parcerias celebradas
DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA, E A ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CI- e dos respectivos planos de trabalho, até cento e oitenta dias após o respectivo
VIL (...). encerramento;
2.1.9. Divulgar pela Internet os meios de representação sobre a aplicação irregular
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: O Estado de Alagoas, por intermédio da SECRE- dos recursos envolvidos na parceria.
TARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA, inscrita no CNPJ sob Nota Explicativa: Nesta cláusula, podem ser acrescidas obrigações intrínsecas às
o nº 11.050.982/0001-42 alterada a denominação pela Lei Delegada 47 de 10 de peculiaridades do objeto pactuado.
agosto de 2015, com sede na Rua Joaquim Nabuco, 117 – Farol, Maceió (AL), 3. CLÁUSULA TERCEIRA – DAS OBRIGAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO DA
representada pela Secretária de Estado Prevenção à Violência – SEPREV, Sra. Es- SOCIEDADE CIVIL
valda Amorim Bittencourt de Araújo, inscrita no CPF sob o nº 575.788.504-15, 3.1. São obrigações da organização da sociedade civil:
conforme Decreto nº 51.281, de 22 de dezembro de 2016, publicado no D.O.E de 3.1.1. Manter escrituração de acordo com os princípios fundamentais de contabili-
23 de dezembro de 2016. dade e com as Normas Brasileiras de Contabilidade;
ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL: (...nome...), inscrita no CNPJ sob o 3.1.3. Divulgar, na Internet e em locais visíveis de suas sedes sociais e dos estabe-
nº (...) e estabelecida na (...endereço...), representada pelo seu dirigente, Sr. (... lecimentos em que exerça suas ações, todas as parcerias celebradas com a adminis-
nome...), inscrito no CPF sob o nº (...), de acordo com a representação legal que lhe tração pública, contendo, no mínimo, as seguintes informações:
é outorgada por (...procuração/contrato social/estatuto social...); 3.1.3.1. Data de assinatura e identificação do instrumento de parceria e do órgão da
Os PARTÍCIPES, nos termos do Processo nº (...), inclusive Parecer PGE-PLIC administração pública responsável;
nº (...), aprovado pelos Despachos PGE-PLIC-CD nº (...) e PGE-GAB nº (...), e 3.1.3.2. Nome da organização da sociedade civil e seu número de inscrição no
em observância às disposições da Lei nº 13.019, de 31 de julho de 2014, da Lei Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ da Secretaria da Receita Federal do
Complementar nº 101, de 04 de maio de 2000 e das leis orçamentárias vigentes, Brasil - RFB;
celebram o presente Termo de Colaboração, mediante as cláusulas e condições a 3.1.3.3. Descrição do objeto da parceria;
seguir enunciadas. 3.1.3.4. Valor total da parceria e valores liberados, quando for o caso;
3.1.3.5. Situação da prestação de contas da parceria, que deverá informar a data
1. CLÁUSULA PRIMEIRA – OBJETO prevista para a sua apresentação, a data em que foi apresentada, o prazo para a sua
1.1. Este Termo de Colaboração, decorrente do (Chamamento público nº (...)/ análise e o resultado conclusivo;
(2018) publicado no Diário Oficial do Estado de Alagoas de (...)/(...)/(...)...), tem 3.1.3.6. Quando vinculados à execução do objeto e pagos com recursos da parceria,
por objeto a(o) (...), conforme detalhado no Plano de Trabalho, ANEXO I. o valor total da remuneração da equipe de trabalho, as funções que seus integrantes
1.1.1. O objeto deste Termo de Colaboração não consiste, envolve ou inclui, direta desempenham e a remuneração prevista para o respectivo exercício;
ou indiretamente, delegação das funções de regulação, de fiscalização, de exercício 3.1.4. Depositar, manter e movimentar os recursos recebidos em decorrência da
do poder de polícia ou de outras atividades exclusivas de Estado. parceria em conta corrente específica isenta de tarifa bancária na instituição finan-
2. CLÁUSULA SEGUNDA – DAS OBRIGAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO PÚ- ceira pública determinada pela administração pública.
BLICA 3.1.4.1. Os rendimentos de ativos financeiros serão aplicados no objeto da parce-
2.1. São obrigações da administração pública: ria, estando sujeitos às mesmas condições de prestação de contas exigidas para os
2.1.1. Designar gestores habilitados a controlar e fiscalizar a execução em tempo recursos transferidos.
hábil e de modo eficaz, por ato publicado em meio oficial de comunicação, com 3.1.5. Responder exclusivamente pelo gerenciamento administrativo e financeiro
poderes de controle e fiscalização; dos recursos recebidos, inclusive no que diz respeito às despesas de custeio, de
2.1.1.1. Está impedida de participar como gestor da parceria ou como membro da investimento e de pessoal; 3.1.6. Responder exclusivamente pelo pagamento dos
comissão de monitoramento e avaliação pessoa que, nos últimos 5 (cinco) anos, encargos trabalhistas, previdenciários, fiscais e comerciais relativos ao funciona-
tenha mantido relação jurídica com, ao menos, 1 (uma) das organizações da so- mento da instituição e ao adimplemento do Termo de Colaboração, não se carac-
ciedade civil partícipes, hipótese na qual deverá ser designado gestor ou membro terizando responsabilidade solidária ou subsidiária da administração pública pelos
substituto que possua qualificação técnica equivalente à do substituído; respectivos pagamentos, qualquer oneração do objeto da parceria ou restrição à
2.1.1.2. Na hipótese de o gestor da parceria deixar de ser agente público ou ser sua execução;
lotado em outro órgão ou entidade, o administrador público deverá designar novo 3.1.7. Prestar contas da boa e regular aplicação dos recursos recebidos no prazo de
gestor, assumindo, enquanto isso não ocorrer, todas as obrigações do gestor, com até noventa dias a partir do término da vigência da parceria ou, no caso de a parce-
as respectivas responsabilidades; ria exceder um ano, no final de cada exercício.
2.1.3. Fornecer manuais específicos de prestação de contas à organização da socie- 3.1.8. Manter, durante o prazo de 10 (dez) anos, contado do dia útil subsequente
dade civil por ocasião da celebração da parceria, tendo como premissas a simplifi- ao da prestação de contas, em seu arquivo os documentos originais que compõem
cação e a racionalização dos procedimentos, informando previamente à organiza- a prestação de contas.
ção da sociedade civil e publicando em meios oficiais de comunicação eventuais Nota Explicativa: Nesta cláusula, podem ser acrescidas obrigações intrínsecas às
alterações no seu conteúdo; peculiaridades do objeto pactuado.
2.1.4. Emitir relatório técnico de monitoramento e avaliação da parceria e o subme-
ter à comissão de monitoramento e avaliação designada, que o homologará, inde- 4. CLÁUSULA QUARTA – DA FISCALIZAÇÃO
pendentemente da obrigatoriedade de apresentação da prestação de contas devida 4.1. O gestor deste Termo de Colaboração é o agente público responsável pela
pela organização da sociedade civil; gestão de parceria celebrada, designado por ato publicado em meio oficial de co-
2.1.4.1. O relatório técnico de monitoramento e avaliação da parceria, sem prejuízo municação, com poderes de controle e fiscalização.
de outros elementos, deverá conter: 4.2. São obrigações do gestor da parceria:
2.1.4.1.1. Descrição sumária das atividades e metas estabelecidas; 4.2.1. Acompanhar e fiscalizar a execução da parceria;
2.1.4.1.2. Análise das atividades realizadas, do cumprimento das metas e do impac- 4.2.2. Informar ao seu superior hierárquico a existência de fatos que comprometam
to do benefício social obtido em razão da execução do objeto até o período, com ou possam comprometer as atividades ou metas da parceria e de indícios de irregu-
base nos indicadores estabelecidos e aprovados no Plano de Trabalho; laridades na gestão dos recursos, bem como as providências adotadas ou que serão
2.1.4.1.3. Valores efetivamente transferidos pela administração pública; adotadas para sanar os problemas detectados;
2.1.4.1.4. Análise dos documentos comprobatórios das despesas apresentados pela 4.2.3. Emitir parecer técnico conclusivo de análise da prestação de contas final,
organização da sociedade civil na prestação de contas, quando não for comprovado levando em consideração o conteúdo do relatório técnico de monitoramento e ava-
o alcance das metas e resultados estabelecidos neste Termo de (Colaboração); liação emitido pela administração pública e homologado pela comissão de monito-
2.1.4.1.5. Análise de eventuais auditorias realizadas pelos controles interno e ex- ramento e avaliação designada;
terno, no âmbito da fiscalização preventiva, bem como de suas conclusões e das 4.2.4. Disponibilizar materiais e equipamentos tecnológicos necessários às ativida-
medidas que tomaram em decorrência dessas auditorias. des de monitoramento e avaliação.
2.1.5. Nas parcerias com vigência superior a 1 (um) ano, realizar, sempre que pos- 4.2.5. Comunicar ao administrador público as situações de inexecução por culpa
sível, pesquisa de satisfação com os beneficiários do Plano de Trabalho e utilizar os exclusiva da organização da sociedade civil.
resultados como subsídio na avaliação da parceria celebrada e do cumprimento dos 4.2.6. Na hipótese de inexecução por culpa exclusiva da organização da sociedade
objetivos pactuados, bem como na reorientação e no ajuste das metas e atividades civil, a administração pública poderá, exclusivamente para assegurar o atendimen-
definidas; to de serviços essenciais à população, por ato próprio e independentemente de au-
2.1.6. Liberar os recursos em obediência ao cronograma de desembolso, que guar- torização judicial, a fim de realizar ou manter a execução das metas ou atividades
dará consonância com as metas, fases ou etapas de execução do objeto do Termo pactuadas:
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 49
4.2.6.1. Retomar os bens públicos em poder da organização da sociedade civil par- 9.3. É vedado à organização da sociedade civil, sob pena de rescisão do ajuste:
ceira, qualquer que tenha sido a modalidade ou o título que concedeu direitos de 9.3.1. Utilizar recursos para finalidade alheia ao objeto da parceria;
uso de tais bens; 9.3.2. Pagar, a qualquer título, servidor ou empregado público com recursos vincu-
4.2.6.2. Assumir a responsabilidade pela execução do restante do objeto previsto no lados à parceria, salvo nas hipóteses previstas em lei específica e na lei de diretrizes
Plano de Trabalho, no caso de paralisação, de modo a evitar sua descontinuidade, orçamentárias.
devendo ser considerado na prestação de contas o que foi executado pela organi- 9.4. Poderão ser pagas com recursos vinculados à parceria, desde que aprovadas no
zação da sociedade civil até o momento em que a administração assumiu essas Plano de Trabalho, as despesas com:
responsabilidades. 9.4.1. Remuneração da equipe encarregada da execução do Plano de Trabalho, in-
Nota Explicativa: Nesta cláusula, podem ser acrescidas obrigações intrínsecas às clusive de pessoal próprio da organização da sociedade civil, durante a vigência da
peculiaridades do objeto pactuado. parceria, compreendendo as despesas com pagamentos de impostos, contribuições
5. CLÁUSULA QUINTA – DA VIGÊNCIA E DA PRORROGAÇÃO sociais, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, férias, décimo terceiro
5.1. Este Termo de Colaboração terá vigência de 12 (doze) meses, conforme Plano salário, salários proporcionais, verbas rescisórias e demais encargos sociais e tra-
de Trabalho, contados a partir da publicação do respectivo extrato no Diário Oficial balhistas;
do Estado de Alagoas, podendo ser prorrogada, para cumprir o Plano de Trabalho, 9.4.1.1. O pagamento da remuneração da equipe contratada pela organização da
mediante termo aditivo, por solicitação da organização da sociedade civil, devida- sociedade civil com os recursos recebidos não gera vínculo trabalhista com o poder
mente formalizada e justificada, a ser apresentada à administração pública em, no público.
mínimo, 30 (trinta) dias antes do termo inicialmente previsto. 9.4.2. Diárias referentes a deslocamento, hospedagem e alimentação nos casos em
5.2. A prorrogação de ofício da vigência deste Termo de Colaboração deve ser feita que a execução do objeto da parceria assim o exija;
pela administração pública quando ela der causa a atraso na liberação de recursos 9.4.3. Custos Indiretos, na proporção presente no Plano de Trabalho aprovado;
financeiros, limitada ao exato período do atraso verificado. 9.4.4. Aquisição de equipamentos e materiais permanentes essenciais à consecução
6. CLÁUSULA SEXTA – DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA do objeto e serviços de adequação de espaço físico, desde que necessários à insta-
6.1. Os recursos financeiros para a execução do objeto deste Termo de Colabora- lação dos referidos equipamentos e materiais.
ção) estão programados em dotação orçamentária própria, prevista no orçamento 10. CLÁUSULA ONZE – DA ALTERAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO
do Estado de Alagoas para o exercício de (2017), na classificação abaixo: 10.1. O Plano de Trabalho da parceria poderá ser revisto para alteração de valores
Gestão/Unidade: SECRETARIA DE ESTADO DE PREVENÇÃO À VIOLÊN- ou de metas, mediante termo aditivo ou apostila ao Plano de Trabalho original,
CIA - SEPREV conforme o caso.
Fonte: Programa de Trabalho: 11. CLÁUSULA DOZE – DA PRESTAÇÃO DE CONTAS
Elemento de Despesa: 11.1. A prestação de contas e todos os atos que dela decorram dar-se-ão com entre-
PI: ga mensal e protocolada na Sede da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência
7. CLÁUSULA OITAVA – DO VALOR TOTAL E DO CRONOGRAMA DE DE- para análise da Assessoria Técnico de Prestação de Contas, Contratos e Convênios,
SEMBOLSO permitindo a visualização o por qualquer interessado.
7.1. Os recursos financeiros para a execução do objeto deste Termo de Colaboração 11.1.1. Os documentos incluídos pela entidade, serão considerados originais para
ou Fomento estão fixados em R$ 4.559.928,00 (quatro milhões quinhentos e cin- os efeitos de prestação de contas na Secretaria de Estado de Prevenção à Violência
quenta e nove mil novecentos e vinte e oito reais) e distribuídos da seguinte forma: - SEPREV.
7.1.1. R$ 4.559.928,00 (quatro milhões quinhentos e cinquenta e nove mil nove- 11.1.2. As impropriedades que deram causa à rejeição da prestação de contas serão
centos e vinte e oito reais) relativos ao presente exercício, à conta da dotação alo- enviadas para a Comissão de Acompanhamento e Monitoramento da Parceria para
cada no orçamento referido na cláusula sexta, que serão repassados mensalmente serem tomadas as medidas cabíveis, inclusive com publicação em D.O.E.
em parcelas iguais; 11.2. A prestação de contas apresentada pela organização da sociedade civil deve-
8. CLÁUSULA NONA – DA LIBERAÇÃO E DA MOVIMENTAÇÃO DOS RE- rá conter elementos que permitam ao gestor da parceria avaliar o andamento ou
CURSOS concluir que o seu objeto foi executado conforme pactuado, com a descrição por-
8.1. As parcelas dos recursos transferidos no âmbito da parceria serão liberadas menorizada das atividades realizadas e a comprovação do alcance das metas e dos
em estrita conformidade com o respectivo cronograma de desembolso, exceto nos resultados esperados, até o período de que trata a prestação de contas, a exemplo,
casos a seguir, nos quais ficarão retidas até o saneamento das impropriedades: dentre outros, das seguintes informações e documentos:
8.1.1. Quando houver evidências de irregularidade na aplicação de parcela ante- 11.2.1. Extrato da conta bancária específica e exclusiva;
riormente recebida; 11.2.2. Notas e comprovantes fiscais, inclusive recibos, com data do documento,
8.1.2. Quando constatado desvio de finalidade na aplicação dos recursos ou o ina- valor, dados da organização da sociedade civil e número do instrumento da par-
dimplemento da organização da sociedade civil em relação a obrigações estabele- ceria;
cidas no Termo de Colaboração; 11.2.3. Comprovante do recolhimento do saldo da conta bancária específica, quan-
8.1.3. Quando a organização da sociedade civil deixar de adotar sem justificativa do houver; 11.2.4. Material comprobatório do cumprimento do objeto em fotos,
suficiente as medidas saneadoras apontadas pela administração pública ou pelos vídeos ou outros suportes;
órgãos de controle interno ou externo. 11.2.5. Relação de bens adquiridos, produzidos ou construídos, quando for o caso;
8.2. Os recursos recebidos em decorrência da parceria serão depositados em conta e
corrente específica isenta de tarifa bancária na instituição financeira pública deter- 11.2.6. Lista de presença do pessoal treinado ou capacitado, quando for o caso.
minada pela administração pública. 11.3. Serão glosados valores relacionados a metas e resultados descumpridos sem
8.2.1. Os rendimentos de ativos financeiros serão aplicados no objeto da parceria, justificativa suficiente.
estando sujeitos às mesmas condições de prestação de contas exigidas para os re- 11.3.1. Os dados financeiros serão analisados com o intuito de estabelecer o nexo
cursos transferidos. de causalidade entre a receita e a despesa realizada, a sua conformidade e o cum-
8.3. Toda a movimentação de recursos no âmbito da parceria será realizada median- primento das normas pertinentes.
te transferência eletrônica sujeita à identificação do beneficiário final e à obrigato- 11.3.2. A análise da prestação de contas deverá considerar a verdade real e os re-
riedade de depósito em sua conta bancária. sultados alcançados.
8.4. Os pagamentos deverão ser realizados mediante crédito na conta bancária de 11.4. A prestação de contas relativa à execução do Termo de Colaboração dar-se-á
titularidade dos fornecedores e prestadores de serviços. mediante a análise dos documentos previstos no Plano de Trabalho, bem como dos
9. CLÁUSULA DEZ – DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS seguintes relatórios:
9.1. O presente Termo de Colaboração deverá ser executado fielmente pelos partí- 11.4.1. Relatório de execução do objeto, elaborado pela organização da sociedade
cipes, de acordo com as cláusulas pactuadas e as normas de regência, respondendo civil, contendo as atividades ou projetos desenvolvidos para o cumprimento do
cada um pelas consequências de sua inexecução total ou parcial. objeto e o comparativo de metas propostas com os resultados alcançados;
9.2. As despesas relacionadas à execução da parceria serão executadas tendo em 11.4.2. Relatório de execução financeira do termo de colaboração ou do termo de
conta: fomento, com a descrição das despesas e receitas efetivamente realizadas e sua
9.2.1. A responsabilidade exclusiva da organização da sociedade civil pelo geren- vinculação com a execução do objeto, na hipótese de descumprimento de metas e
ciamento administrativo e financeiro dos recursos recebidos, inclusive no que diz resultados estabelecidos no Plano de Trabalho.
respeito às despesas de custeio, de investimento e de pessoal; 11.5. A administração pública deverá considerar ainda em sua análise os seguintes
9.2.2. A responsabilidade exclusiva da organização da sociedade civil pelo paga- relatórios elaborados internamente, quando houver:
mento dos encargos trabalhistas, previdenciários, fiscais e comerciais relacionados 11.5.1. Relatório de visita técnica in loco eventualmente realizada durante a exe-
à execução do objeto previsto no Termo de Colaboração, não implicando respon- cução da parceria;
sabilidade solidária ou subsidiária da administração pública a inadimplência da or- 11.5.2. Relatório técnico de monitoramento e avaliação, homologado pela comissão
ganização da sociedade civil em relação ao referido pagamento, os ônus incidentes de monitoramento e avaliação designada, sobre a conformidade do cumprimento
sobre o objeto da parceria ou os danos decorrentes de restrição à sua execução. do objeto e os resultados alcançados durante a execução do Termo de Colaboração.
50 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

11.6. Para fins de avaliação quanto à eficácia e efetividade das ações em execução saldos financeiros remanescentes, inclusive os provenientes das receitas obtidas
ou que já foram realizadas, o parecer técnico de análise do gestor acerca da presta- das aplicações financeiras realizadas, serão devolvidos à administração pública no
ção de contas da parceria celebrada deverá, obrigatoriamente, mencionar: prazo improrrogável de trinta dias, sob pena de imediata instauração de tomada
11.6.1. Os resultados já alcançados e seus benefícios; de contas especial do responsável, providenciada pela autoridade competente da
11.6.2. Os impactos econômicos ou sociais; administração pública.
11.6.3. O grau de satisfação do público-alvo; 13. CLÁUSULA QUATORZE – DOS BENS REMANESCENTES
11.6.4. A possibilidade de sustentabilidade das ações após a conclusão do objeto 13.1. Para os fins deste Termo de Colaboração, consideram-se remanescentes os
pactuado. bens de natureza permanente adquiridos com recursos financeiros envolvidos na
11.7. A organização da sociedade civil prestará contas da boa e regular aplicação parceria, necessários à consecução do objeto, mas que a ele não se incorporam.
dos recursos recebidos no prazo de até noventa dias a partir do término da vigência 13.2. Os bens remanescentes adquiridos com recursos transferidos poderão, a crité-
da parceria ou, se a duração da parceria exceder um ano, no final de cada exercício, rio do administrador público, ser doados quando, após a consecução do objeto, não
para fins de monitoramento do cumprimento das metas do objeto. forem necessários para assegurar a continuidade do objeto pactuado, observado o
11.7.1. O prazo referido no subitem 11.7. poderá ser prorrogado por até 30 (trinta) disposto neste termo e na legislação vigente.
dias, desde que devidamente justificado. 14. CLÁUSULA QUINZE – DA RESCISÃO
11.8. O disposto no subitem 11.7. não impede que a administração pública promo- 14.1. O presente Termo de Colaboração ou Fomento poderá ser rescindido a qual-
va a instauração de tomada de contas especial antes do término da parceria, ante quer tempo e por qualquer dos partícipes, os quais somente responderão pelas obri-
evidências de irregularidades na execução do objeto, hipótese em que o dever de gações e auferirão as vantagens do tempo em que participaram voluntariamente da
prestar contas surge no momento da liberação de recurso envolvido na parceria. avença, respeitado o prazo mínimo de 60 (sessenta) dias de antecedência para a
11.9. A manifestação conclusiva sobre a prestação de contas pela administração publicidade da intenção rescisória.
pública se dará no prazo máximo de cento e cinquenta dias, contado da data de seu 15. CLÁUSULA DEZESSEIS - DAS RESPONSABILIZAÇÕES E DAS SAN-
recebimento ou do cumprimento de diligência por ela determinada, prorrogável ÇÕES
justificadamente por igual período, devendo concluir, alternativamente, pela: 15.1. Pela execução da parceria em desacordo com o Plano de Trabalho e com
11.9.1. Aprovação da prestação de contas; as normas da Lei nº 13.019, de 31 de julho de 2014, e da legislação específica, a
11.9.2. Aprovação da prestação de contas com ressalvas; ou administração pública poderá, garantida a prévia defesa, aplicar à organização da
11.9.3. Rejeição da prestação de contas e determinação de imediata instauração de sociedade civil as seguintes sanções:
tomada de contas especial. 15.1.1. Advertência;
11.10. Constatada irregularidade ou omissão na prestação de contas, será concedi- 15.1.2. Suspensão temporária da participação em chamamento público e impedi-
do prazo para a organização da sociedade civil sanar a irregularidade ou cumprir mento de celebrar parceria ou contrato com órgãos e entidades da esfera de governo
a obrigação. da administração pública sancionadora, por prazo não superior a dois anos;
11.10.1. O prazo referido no subitem 11.9. é limitado a 45 (quarenta e cinco) dias 15.1.3. Declaração de inidoneidade para participar de chamamento público ou ce-
por notificação, prorrogável, no máximo, por igual período, dentro do prazo que a lebrar parceria ou contrato com órgãos e entidades de todas as esferas de governo,
administração pública possui para analisar e decidir sobre a prestação de contas e enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promo-
comprovação de resultados. vida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será
11.10.2. Transcorrido o prazo para saneamento da irregularidade ou da omissão, concedida sempre que a organização da sociedade civil ressarcir a administração
não havendo o saneamento, a autoridade administrativa competente, sob pena de pública pelos prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção aplicada com
responsabilidade solidária, deve adotar as providências para apuração dos fatos, base no subitem 15.1.2.
identificação dos responsáveis, quantificação do dano e obtenção do ressarcimento, 15.2. As sanções estabelecidas nos subitens 15.1.2. e 15.1.3. são de competência
nos termos da legislação vigente. exclusiva do administrador público do(a) (...órgão ou entidade pública...), facultada
11.11. O transcurso do prazo definido nos termos do subitem 11.9. sem que as a defesa do interessado no respectivo processo, no prazo de dez dias da abertura
contas tenham sido apreciadas: de vista, podendo a reabilitação ser requerida após dois anos de aplicação da pe-
11.11.1. Não significa impossibilidade de apreciação em data posterior ou vedação nalidade.
a que se adotem medidas saneadoras, punitivas ou destinadas a ressarcir danos que 15.3. As sanções previstas nesta cláusula não excluem as dispostas na Lei nº 8.429,
possam ter sido causados aos cofres públicos; de 02 de junho de 1992.
11.11.2. Nos casos em que não for constatado dolo da organização da sociedade 16. CLÁUSULA DEZESSETE – DA PUBLICIDADE
civil ou de seus prepostos, sem prejuízo da atualização monetária, impede a inci- 16.1. A eficácia do presente Termo de Colaboração ou dos aditamentos que im-
dência de juros de mora sobre débitos eventualmente apurados, no período entre pliquem alteração ou ampliação da execução do seu objeto fica condicionada à
o final do prazo referido neste parágrafo e a data em que foi ultimada a apreciação publicação do respectivo extrato no Diário Oficial do Estado de Alagoas, a qual
pela administração pública. deverá ser providenciada pela administração pública.
11.12. As prestações de contas serão avaliadas: 17. CLÁUSULA DEZOITO – DAS CONDIÇÕES GERAIS
11.12.1. Regulares, quando expressarem, de forma clara e objetiva, o cumprimento 17.1. Acordam os participes, ainda, estabelecer as seguintes condições:
dos objetivos e metas estabelecidos no Plano de Trabalho; 17.1.1. Todas as comunicações relativas a este Termo de Colaboração serão consi-
11.12.2. Regulares com ressalva, quando evidenciarem impropriedade ou qualquer deradas como regularmente efetuadas, quando realizadas por intermédio de e-mail
outra falta de natureza formal que não resulte em dano ao erário; e D.O.E
11.12.3. Irregulares, quando comprovada qualquer das seguintes circunstâncias: 17.1.2. As comunicações serão remetidas por e-mail e serão consideradas regular-
11.12.3.1. Omissão no dever de prestar contas; mente efetuadas quando comprovado o recebimento;
11.12.3.2. Descumprimento injustificado dos objetivos e metas estabelecidos no 17.1.3. As mensagens e documentos resultantes da transmissão via e-mail poderão
Plano de Trabalho; se constituir em peças de processo, e os respectivos originais deverão ser encami-
11.12.3.3. Dano ao erário decorrente de ato de gestão ilegítimo ou antieconômico; nhados no prazo de cinco dias;
11.12.3.4. Desfalque ou desvio de dinheiro, bens ou valores públicos. 17.1.4. As reuniões entre os representantes credenciados pelos partícipes, bem
11.13. O administrador público responde pela decisão sobre a aprovação da pres- como quaisquer ocorrências que possam ter implicações neste Termo de Colabo-
tação de contas ou por omissão em relação à análise de seu conteúdo, levando em ração ou Fomento, serão aceitas somente se registradas em ata ou relatórios cir-
consideração, no primeiro caso, os pareceres técnico, financeiro e jurídico, sendo cunstanciados;
permitida delegação a autoridades diretamente subordinadas, vedada a subdelega-
ção. 18. CLÁUSULA DEZENOVE - DO FORO
11.14. Quando a prestação de contas for avaliada como irregular, após exaurida a 18.1. O Foro para solucionar os litígios que decorrerem da execução deste Termo
fase recursal, se mantida a decisão, a organização da sociedade civil poderá soli- de Colaboração será o da Comarca de Maceió – AL.
citar autorização para que o ressarcimento ao erário seja promovido por meio de Para firmeza e validade do pactuado, o presente instrumento foi lavrado em (...)
ações compensatórias de interesse público, mediante a apresentação de novo Plano vias de igual teor, o qual, depois de lido e achado em ordem, vai assinado pelos
de Trabalho, conforme o objeto descrito neste Termo de Colaboração e a área de partícipes.
atuação da organização, cuja mensuração econômica será feita a partir do Plano de
Trabalho original, desde que não tenha havido dolo ou fraude e não seja o caso de Maceió (AL), em (...) de (...) de (...).
restituição integral dos recursos. ___________________________________________
11.15. Durante o prazo de 10 (dez) anos, contado do dia útil subsequente ao da ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
prestação de contas, a organização da sociedade civil deve manter em seu arquivo ___________________________________________
os documentos originais que compõem a prestação de contas. ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL
12. CLÁUSULA TREZE – DA RESTITUIÇÃO DE RECURSOS ___________________________________________
12.1. Por ocasião da conclusão, denúncia, rescisão ou extinção da parceria, os GESTOR CPF Nº E MATRÍCULA FUNCIONAL
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 51
. .
Processo: 2000/8233/2017 - Aquisição de DESCONGELADOR DE PLASMA E
Secretaria de Estado da Saúde CRIOPRECIPITADO.
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, deverá ser enviado para
o e-mail: asteceju@gmail.com ou pelo número: 82-3315-1142, ou comparecer a
EXTRATO DO CONTRATO N.º 274/2018 - SESAU, QUE ENTRE SI CELEBRAM Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada na Avenida da
O ESTADO DE ALAGOAS, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA DE ESTADO Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de segunda à
DA SAÚDE, E A EMPRESA EXATA DISTRIBUIDORA HOSPITALAR LTDA, sexta-feira.
PARA A AQUISIÇÃO DE BENS. Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
CONTRATO Nº. 274/2018 - SESAU
Processo Administrativo: 2000-7593/2018 Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
CONTRATANTE: O Estado de Alagoas, por intermédio da SECRETARIA Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
DE ESTADO DA SAÚDE DO ESTADO DE ALAGOAS - SESAU, órgão Protocolo 358359
da Administração Direta do Estado de Alagoas, inscrita no CNPJ sob o nº.
12.200.259/0001-65, com sede na Av. da Paz, n.º 978, Jaraguá, Maceió, Alagoas, AVISO DE COTAÇÃO
CEP 57.022-050, representada por seu Secretário, Sr. CARLOS CHRISTIAN
REIS TEIXEIRA, inscrito no CPF sob o nº. 001.001.204-40; A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de
CONTRATADA: A empresa EXATA DISTRIBUIDORA HOSPITALAR LTDA, Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação
inscrita no CNPJ (MF) sob o n.º 05.008.240/0001-56 e estabelecida na Rua Pituba, de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
nº. 17, Iputinga, CEP 50.670-280, Recife/PE, representada pelo seu Procurador, Sr. para o seguinte processo:
Fabiano Arnaldo Lucena dos Santos, inscrito no CPF sob o nº. 539.6635.554-91, de Processo: 2000/21066/2017 - SERVIÇO EMERGENCIAL DE MANUTENÇÃO
acordo com a representação legal que lhe é outorgada por Procuração; PREVENTIVA, CALIBRAÇÃO DE EQUIPAMENTOS.
Objeto: O objeto do presente Termo de Contrato é a aquisição de Medicamentos, Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, deverá ser enviado para
destinados a SESAU/AL, conforme especificações e quantitativos estabelecidos o e-mail: jacira.santos@saude.al.gov.br, ou comparecer a Assessoria Técnica de
na Ata de Registro de Preços nº 042/2017, consolidada no âmbito da Agência de Compras Emergenciais e Judiciais situada na Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - (82)
Modernização da Gestão de Processos - AMGESP, em decorrência do Pregão 3315.3295 CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de segunda à sexta-feira.
Eletrônico nº 10.310/2016, com vigência até 13/06/2018, os quais integram este Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
instrumento, independente de transcrição.
Gestora: Srª Sybelle Solange Lima de Oliveira, ocupante do cargo/função de Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
Assessora Técnica de Assistência Farmacêutica da SESAU/AL, lotada na Diretoria Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
de Assistência Farmacêutica - SESAU/AL, CPF nº 057.800.184-56 e Matrícula Protocolo 358368
Funcional 564-9;
Modalidade de Licitação: Ata de Registro de Preços nº 042/2017, consolidada TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
no âmbito da Agência de Modernização da Gestão de Processos - AMGESP, em
decorrência do Pregão Eletrônico nº 10.310/2016. Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de
Data de Assinatura do Contrato: 23 de maio de 2018. 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
Data de Vigência do Contrato: Este Termo de Contrato tem prazo de vigência até anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000-
31 de dezembro de 2018, contados da data de assinatura, a partir de quando as 009117/2016, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
obrigações assumidas pelas partes serão exigíveis. da empresa J. B. DE OLIVEIRA JUNIOR DISTRIBUIDORA Ltda. inscrita no
Valor Global do Contrato: R$ 196.843,52 (cento e noventa e seis mil e oitocentos e CNPJ sob nº 04.968.644/0001-29.
quarenta e três reais e cinquenta e dois centavos). Maceió/AL, 21 de maio de 2018.
Origem dos Recursos e Dotação Orçamentária: Gestão/Unidade: 510524 -
Fundo Estadual de Saúde/27524 - Fundo Estadual de Saúde; Fonte: 0120 CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
- Transferências do Sus; Fonte: 0100 - Recursos do Tesouro; Programa de Secretário de Estado da Saúde
Trabalho: 10.303.0205.4349 - Ampliação do Acesso à Assistência Farmacêutica; Protocolo 358369
Plano Orçamentário: 000211 - Gestão no Abastecimento de Medicamentos e
Correlatos nas Unidades Hospitalares e Pré-Hospitalares; Programa de Trabalho: AVISO DE COTAÇÃO
10.302.0205.4347 - Qualificação da Assistência de Média e Alta Complexidade
no Estado; Plano Orçamentário: 000385 -Abastecimento das Unidades de Saúde; A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seuSetor de
Elemento de Despesa: 3.3.90.30 - Material de Consumo, do orçamento vigente. Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramopara apresentação
Signatários: Os mesmos já citados. de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. para o seguinte processo:
Processo: 2000/ 22289/2017 - PRÓTESE TRANSFEMURAL PROC.JUDICIAL
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142, ou
Secretário de Estado da Saúde comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada na
Protocolo 358370 Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de
segunda à sexta-feira.
TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR Maceió/AL, 23 de maio de 2018.

Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000- Matricula 393-0
025360/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor Protocolo 358422
da empresa TCI BPO - TECNOLOGIA, CONHECIMENTO E INFORMAÇÃO,
inscrita no CNPJ sob nº 03.311.116/0001-30. TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
Maceió/AL, 22 de maio de 2018.
Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
Secretário de Estado da Saúde anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000-
Protocolo 358358 008024/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
da empresa ELAINE MARIA GOMES XAVIER VASCONCELOS - EIRELI,
AVISO DE COTAÇÃO inscrita no CNPJ sob nº 17.967.374/0001-83.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação Secretário de Estado da Saúde
para o seguinte processo: Protocolo 358423
52 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR AVISO DE COTAÇÃO

Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seuSetor de
2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramopara apresentação
anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
2000-023669/2017 e apenso 2000-006122/2018, RECONHEÇO A DÍVIDA DE para o seguinte processo:
EXERCÍCIO ANTERIOR em favor da empresa CLÍNICA ÁRVORE DA VIDA Processo: 2000/ 22289/2017 - PRÓTESE TRANSFEMURAL PROC.JUDICIAL
Ltda., inscrita no CNPJ sob nº 13.509.403/0001-02. Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142, ou
Maceió/AL, 03 de maio de 2018. comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada na
Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA segunda à sexta-feira.
Secretário de Estado da Saúde Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
Protocolo 358441
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
Matricula 393-0
Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de Protocolo 358450
2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000- TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
008024/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
da empresa ELAINE MARIA GOMES XAVIER VASCONCELOS - EIRELI, Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de
inscrita no CNPJ sob nº 17.967.374/0001-83. 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000-
014465/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA da empresa ASSOCIAÇÃO PESTALOZZI DE MACEIÓ, inscrita no CNPJ sob nº
Secretário de Estado da Saúde 12.450.268/0001-04.
Protocolo 358442 Maceió/AL, 02 de maio de 2018.

TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA


Secretário de Estado da Saúde
Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de Protocolo 358493
2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000- TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
020160/2015, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
da empresa J. MARINHO DA SILVA - ELETRÔNICA - ME, inscrita no CNPJ sob Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de
nº 06.998.463/0001-70. 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
Maceió/AL, 02 de maio de 2018. anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000-
027487/2015, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA da CENTER FRIO SERVIÇOS E COMÉRCIO Ltda., inscrita no CNPJ sob nº
Secretário de Estado da Saúde 10.692.064/0001-54.
Protocolo 358443 Maceió/AL, 02 de maio de 2018.

TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA


Secretário de Estado da Saúde
Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de Protocolo 358494
2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº 2000- TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
014170/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor
do Sr. JOSÉ ROBERTO BONAPARTE, inscrito no CPF sob nº 031.410.124-15. Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de
Maceió/AL, 02 de maio de 2018. 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA 2000-002117/2017 e apenso nº 2000-017053/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA
Secretário de Estado da Saúde DE EXERCÍCIO ANTERIOR em favor da empresa PEDRO HP GUEDES ME,
Protocolo 358445 inscrita no CNPJ sob nº 07.555.248/0001-68.
Maceió/AL, 02 de maio de 2018.
AVISO DE COTAÇÃO
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de Secretário de Estado da Saúde
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação Protocolo 358496
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
para o seguinte processo: TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
Processo: 2000/14571/2017 - AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE FILTROS
ABSOLUTOS HEPA E PRÉ-FILTRO. PROCESSO ANUAL. Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro de
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, deverá ser enviado para o 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercícios
e-mail: asteceju01@gmail.com, ou comparecer a Assessoria Técnica de Compras anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº
Emergenciais e Judiciais situada na Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025- 2000-019156/2017 - apenso: 2000-003270/2018, RECONHEÇO A DÍVIDA DE
050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de segunda à sexta-feira. EXERCÍCIO ANTERIOR em favor do Sr. JOSÉ ROBERTO BONAPARTE,
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. inscrito no CPF sob nº 031.410.124-15.
Maceió/AL, 02 de maio de 2018.
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
Protocolo 358446 Secretário de Estado da Saúde
Protocolo 358499
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 53
AVISO DE COTAÇÃO AVISO DE COTAÇÃO

A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de A Secretaria de Estado da Saúde, através superintendência de atenção à saúde
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação informa que está recebendo cotações para os processos abaixo descritos:
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação Processos nº2000/5794/2018.
Prazo para envio das propostas: 5 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação;
para o seguinte processo:
Objeto: Aquisição de EQUIPAMENTOS.
Processo: 2000/8805/2018 - AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO
Para solicitar o termo de referências contendo os itens, deverá ser enviado para o
AUTOMATIZADO, IMUNOANALISADOR ENZIMÁTICO. e-mail: pg@saude.al.gov.br
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, deverá ser enviado para Maiores informações no endereço: Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - Maceió/AL,
o e-mail: jacira.santos@saude.al.gov.br, ou comparecer a Assessoria Técnica de Fone/Fax: (82) 3315-1142/3295.
Compras Emergenciais e Judiciais situada na Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: Maceió, 23 de maio de 2018.
57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de segunda à sexta-feira.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. GUSTAVO HENRIQUE LYRA DE HOLANDA SILVA
Coordenador / ASTECEJU
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva Protocolo 358519
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
Protocolo 358500 AVISO DE COTAÇÃO

A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de


AVISO DE COTAÇÃO
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de para o seguinte processo:
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação Processo: 2000/8808/2018 - SERVIÇO DE MANUTENÇÃO EM EQUIPAMENTO
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação AUTOMATIZADO.
para o seguinte processo: Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, deverá ser enviado para
Processo: 2000/8808/2018 - SERVIÇO DE MANUTENÇÃO EM EQUIPAMENTO o e-mail: jacira.santos@saude.al.gov.br, ou comparecer a Assessoria Técnica de
AUTOMATIZADO. Compras Emergenciais e Judiciais situada na Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP:
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, deverá ser enviado para 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de segunda à sexta-feira.
o e-mail: jacira.santos@saude.al.gov.br, ou comparecer a Assessoria Técnica de Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
Compras Emergenciais e Judiciais situada na Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP:
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de segunda à sexta-feira.
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
Protocolo 358520

Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva QUARTO TERMO ADITIVO AO TERMO DE CONVÊNIO Nº. 03/2013 -
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais COOPERAÇÃO MÚTUA QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DE
Protocolo 358501 ALAGOAS, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE, A
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS
AVISO DE COTAÇÃO - UNCISAL E A ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE PROFESSORA VALÉRIA
HORA - ETSAL, COMO EXECUTORA.
A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seuSetor de PROCESSO N.º 41010.21650/2017
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramopara apresentação CONCEDENTE: O ESTADO DE ALAGOAS, por intermédio da SECRETARIA
DE ESTADO DA SAÚDE, inscrito no CNPJ/MF sob o nº. 12. 200.259/0001-65,
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
com sede na Avenida da Paz, nº 978, Jaraguá, Maceió/AL, CEP 57.022-050, neste
para o seguinte processo:
ato representado pelo Secretário de Estado da Saúde, CARLOS CHRISTIAN REIS
Processo: 2000/5757 /2016 - CILINDRO DE OXIGENIO 8m³ - PROC. JUDICIAL. TEIXEIRA, inscrito no CPF/MF sob o nº 001.001.204-40, residente e domiciliado
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142, nesta capital, nomeado pelo Ato Governamental - Decreto nº 51.892, de 30 de
ou comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada janeiro de 2017, publicado no Diário Oficial do Estado de 31 de janeiro de 2017.
naAvenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de CONVENENTE: A UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
segunda à sexta-feira. DE ALAGOAS - UNCISAL, com CNPJ/MF nº. 12.517.793/0001-08, sediada na
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. Rua Jorge de Lima, nº. 113, Trapiche da Barra, Maceió/AL, neste ato representado
por seu Reitor, HENRIQUE DE OLIVEIRA COSTA, inscrito no CPF nº.
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva 787.149.074-53, nomeado através do Decreto nº 55.619, de 21 de outubro de 2017,
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais publicado no Diário Oficial do Estado em 21 de outubro de 2017.
Matricula 393-0 OBJETO: 1.1. Constitui objeto do presente Termo Aditivo a alteração do
Convênio nº 03/2013, conforme se segue:
Protocolo 358517
1.1.1 A modificação do Plano de Trabalho a ele vinculado, em face da
solicitação formulada pela CONVENENTE, cujo novo Plano de Trabalho dispondo
AVISO DE COTAÇÃO das alterações aprovadas pela CONCEDENTE passa a fazer parte integrante deste
Convênio.
A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seuSetor de 1.1.2 O Convênio nº 03/2013, em virtude da celebração do presente Termo
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramopara apresentação Aditivo, fica prorrogado por mais 08 (oito meses), contados a partir de 23 de maio
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação de 2018.
para o seguinte processo: DATA DA ASSINATURA: 22 de maio de 2018.
Processo: 2000/5757 /2016 - CILINDRO DE OXIGENIO 8m³ - PROC. JUDICIAL. SIGNATÁRIOS: os mesmos já citados.
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142, BASE LEGAL: Lei Federal nº 8666/93.
ou comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada Protocolo 358521
naAvenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de
AVISO DE COTAÇÃO
segunda à sexta-feira.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seuSetor de
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramopara apresentação
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais para o seguinte processo:
Matricula 393-0 Processo: 2000/5757 /2016 - CILINDRO DE OXIGENIO 8m³ - PROC. JUDICIAL.
Protocolo 358518 Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142,
54 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012 Estado de Alagoas
Diário Oficial

ou comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142, ou
naAvenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada na
segunda à sexta-feira. Avenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. segunda à sexta-feira.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
Matricula 393-0 Matricula 393-0
Protocolo 358522 Protocolo 358525

QUARTO TERMO ADITIVO AO TERMO DE CONVÊNIO Nº. 03/2013 - TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
COOPERAÇÃO MÚTUA QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DE
ALAGOAS, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE, A Em atendimento ao que preconiza o art. 57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS de 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercí-
- UNCISAL E A ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE PROFESSORA VALÉRIA cios anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº
HORA - ETSAL, COMO EXECUTORA. 2000-013985/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em
favor da empresa CIANO SOLUÇÕES AMBIENTAIS Ltda., inscrita no CNPJ sob
PROCESSO N.º 41010.21650/2017
nº 15.581.636/0001-41.
CONCEDENTE: O ESTADO DE ALAGOAS, por intermédio da SECRETARIA
Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
DE ESTADO DA SAÚDE, inscrito no CNPJ/MF sob o nº. 12. 200.259/0001-65,
com sede na Avenida da Paz, nº 978, Jaraguá, Maceió/AL, CEP 57.022-050, neste CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
ato representado pelo Secretário de Estado da Saúde, CARLOS CHRISTIAN REIS Secretário de Estado da Saúde
TEIXEIRA, inscrito no CPF/MF sob o nº 001.001.204-40, residente e domiciliado
nesta capital, nomeado pelo Ato Governamental - Decreto nº 51.892, de 30 de TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
janeiro de 2017, publicado no Diário Oficial do Estado de 31 de janeiro de 2017.
CONVENENTE: A UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro
DE ALAGOAS - UNCISAL, com CNPJ/MF nº. 12.517.793/0001-08, sediada na de 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercí-
Rua Jorge de Lima, nº. 113, Trapiche da Barra, Maceió/AL, neste ato representado cios anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº
2000-013447/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em
por seu Reitor, HENRIQUE DE OLIVEIRA COSTA, inscrito no CPF nº.
favor da empresa HOSP LAVER LAVANDERIA E SERVIÇOS Ltda., inscrita no
787.149.074-53, nomeado através do Decreto nº 55.619, de 21 de outubro de 2017,
CNPJ sob nº 02.515.391/0003-74.
publicado no Diário Oficial do Estado em 21 de outubro de 2017. Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
OBJETO: 1.1. Constitui objeto do presente Termo Aditivo a alteração do
Convênio nº 03/2013, conforme se segue: CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
1.1.1 A modificação do Plano de Trabalho a ele vinculado, em face da Secretário de Estado da Saúde
solicitação formulada pela CONVENENTE, cujo novo Plano de Trabalho dispondo
das alterações aprovadas pela CONCEDENTE passa a fazer parte integrante deste TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
Convênio.
1.1.2 O Convênio nº 03/2013, em virtude da celebração do presente Termo Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro
Aditivo, fica prorrogado por mais 08 (oito meses), contados a partir de 23 de maio de 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exercí-
cios anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo nº
de 2018.
2000-024061/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR em
DATA DA ASSINATURA: 22 de maio de 2018.
favor da empresa HOSP LAVER LAVANDERIA E SERVIÇOS Ltda., inscrita no
SIGNATÁRIOS: os mesmos já citados. CNPJ sob nº 02.515.391/0003-74.
BASE LEGAL: Lei Federal nº 8666/93. Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
Protocolo 358523
CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
AVISO DE COTAÇÃO Secretário de Estado da Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seuSetor de TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramopara apresentação
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação Em atendimento ao que preconiza o art. 57 do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro
de 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exer-
para o seguinte processo:
cícios anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo
Processo: 2000/5757 /2016 - CILINDRO DE OXIGENIO 8m³ - PROC. JUDICIAL.
nº 2000-008030/2017, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR
Para solicitar o Termo de Referência contendo os itens, contato 82-3315-1142, em favor da empresa MEDLIFE DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS E
ou comparecer a Assessoria Técnica de Compras Emergenciais e Judiciais situada MATERIAL HOSPITALAR Ltda., inscrita no CNPJ sob nº 09.315.202/0001-05.
naAvenida da Paz, 978 - Jaraguá - CEP: 57025-050 - Maceió/AL, das 8h às 17h de Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
segunda à sexta-feira.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. CARLOS CHRISTIAN REIS TEIXEIRA
Secretário de Estado da Saúde
Gustavo Henrique Lyra de Holanda Silva
Assessor Técnico de Compras Emergenciais e Judiciais
. .

Secretaria de Estado do Desenvolvimento


Matricula 393-0
Protocolo 358524
Econômico e Turismo - SEDETUR/AL
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

AVISO DE COTAÇÃO PORTARIA/SEDETUR Nº 242/2018

O SECRETÁRIO DE ESTADO, no uso de suas atribuições legais, com emba-


A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas - SESAU/AL, por meio do seu Setor de
samento no(a) Decreto n.º 4.076/2008, alterado pelo Decreto n.º 43.794/2015, e
Compras Emergenciais e Judiciais, convoca empresas do ramo para apresentação no Processo nº 2900.532/2018, RESOLVE conceder diárias em favor do servidor:
de propostas no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação RAFAEL DE GÓES BRITO
para o seguinte processo: Cargo: SECRETÁRIO DE ESTADO
Processo: 2000/25443 /2017 - CILINDRO DE OXIGÊNIO 7m³ - PROC. CPF: 010.354.894-73
JUDICIAL. RG: 98001239598 SSP AL
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 55
Matrícula: 252-6 SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E TU-
N° DE DIÁRIAS: 3,5 (três e meia) diária(s) RISMO, Maceió/AL, 23 de Maio de 2018.
VALOR UNITÁRIO: R$ 550,00 (quinhentos e cinquenta reais)
VALOR TOTAL: R$ 1.925,00 (mil novecentos e vinte e cinco reais) RAFAEL DE GÓES BRITO
PERÍODO: de 13/06/2018 até 16/06/2018 SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E
DESTINO: Buenos Aires/ARG TURISMO
OBJETIVO: Participação de evento no Hotel Four Seans, com o objetivo de divul-
gar os atrativos turísticos do Estado de Alagoas, no referido País. RESOLUÇÃO CONEDES Nº 05/2018
PRORROGA OS INCENTIVOS FISCAIS ANTERIORMENTE CONCEDIDOS,
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de Tra- EM RAZÃO DA MODERNIZAÇÃO E EXPANSÃO DO PARQUE FABRIL, À
EMPRESA GLASTEC INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PLÁSTICO LTDA., E
balho – 23.122.004.2001.0000 - Manutenção das Atividades do Órgão, SECRE-
DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
TARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E TURISMO -
Todo Estado - Fonte 0100, Elemento de Despesa 3.3.90-14, do Orçamento Vigente.
O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO-
CIAL – CONEDES, tendo em vista o que consta no Processo Administrativo n.º
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E TU- 2900-923/2017, no uso da atribuição que lhe outorga o art. 9º, III, da Lei Estadual
RISMO, Maceió/AL, 23 de Maio de 2018. nº 5.671, de 1º de fevereiro de 1995 e na forma dos Pareceres Técnicos da SEDE-
TUR e da SEFAZ, aprovados pelo VOTO do Relator e seguido pela unanimidade
RAFAEL DE GÓES BRITO dos Conselheiros, na Reunião Ordinária do CONEDES, realizada no dia 16 de
SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E maio de 2018, RESOLVE apreciar e deferir a prorrogação dos incentivos fiscais à
TURISMO empresa GLASTEC INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PLÁSTICO LTDA., pessoa
jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 35.567.684/0001-92e
PORTARIA/SEDETUR N.º 243/2018 com registro no CACEAL sob o n.º 240.79990-9, pelo período de fruição de 15
(quinze) anos, conforme segue:
O SECRETÁRIO DE ESTADO, no uso de suas atribuições legais, com base no
Decreto nº 4.076/2008, alterado pelo Decreto n.º 43.794/2015, bem como no Pro- I - INCENTIVOS FISCAIS
cesso Administrativo nº 2900.532/2018, RESOLVE conceder diárias em favor da
servidora: a) I.I – Diferimento do ICMS, incidente sobre os bens adquiridos no país e
ANNA CAROLYNA PEREIRA CAVALCANTE ARRUDA SOARES no exterior, destinados ao ativo fixo da empresa na forma prevista na Lei Estadual/
Cargo: ASSESSORA DE GOVERNANÇA AL n.º 5.671/1995 e alterações; e art. 18 do Decreto n.º 38.394/2000;
CPF nº 090.963.824-12
RG: 33072833 SSP AL b) I.II - Diferimento do ICMS incidente sobre a matéria prima adquirida
Matrícula: 278-0 no país ou no exterior da forma prevista na lei 5.671/1995 e alterações com a Lei
Nº DE DIÁRIAS: 3,5 (três e meia) diária(s) 7.770/2015; e no Art. 19 do Decreto 38.394/2000 com as alterações a partir do
VALOR UNITÁRIO: R$ 550,00 (quinhentos e cinquenta reais) Decreto 48.020/2016;
VALOR TOTAL: R$ 1.925,00 (mil, novecentos e vinte e cinco reais)
c) I.III - Crédito presumido de 92% do ICMS, incidente sobre o saldo efe-
PERÍODO: de 13/06/2018 a 16/06/2018
tivo a recolher após a apuração de débito e crédito na forma prevista na Lei n.º
DESTINO: Buenos Aires/ARG
5.671/1995 e nos artigos 21 e 22 do Decreto n.º 38.394/2000;
OBJETIVO: Participação de evento no Hotel Four Seans, com o objetivo de divul-
gar os atrativos turísticos do Estado de Alagoas, no referido País.
II - DAS EXIGÊNCIAS A SEREM OBSERVADAS PELA EMPRESA BENEFI-
CIADA CONCERNENTE À MIGRAÇÃO E A PRORROGAÇÃO DOS INCEN-
As despesas decorrentes da presente portaria correrão por conta do Programa de TIVOS
Trabalho – 23.122.004.2001.0000, SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOL-
VIMENTO ECONÔMICO E TURISMO – Todo Estado - Fonte 0100, Elemento de 1. Os incentivos fiscais ora prorrogados, em razão da expansão da planta
Despesa 33.90-14, do Orçamento Vigente. industrial, condicionam-se ao atendimento integral do disposto na Lei nº 5.671,
de 1º de fevereiro de 1995 e no Decreto 38.394, de 24 de maio de 2000, com suas
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TU- alterações, respectivamente, e na legislação tributária genericamente aplicável.
RISMO, Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
2. A Escrituração e demais obrigações acessórias pertinentes aos incenti-
RAFAEL DE GÓES BRITO vos fiscais aplicam-se às disposições contidas no art. 24 do Decreto nº. 38.394 de
SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E 24 de maio de 2000, devendo ser atendidas pela empresa incentivada, no que lhe
TURISMO compete.

PORTARIA/SEDETUR Nº 244/2018 3. Deverá a empresa beneficiada atender às obrigações principais e aces-


sórias previstas na legislação do Programa de Desenvolvimento Integrado de Ala-
O SECRETÁRIO DE ESTADO, no uso de suas atribuições legais, com emba- goas – PRODESIN, dispostas ou não na presente resolução, sob pena de perda dos
samento no(a) Decreto n.º 4.076/2008, alterado pelo Decreto n.º 43.794/2015, e incentivos, nos termos do art. 34, II, do Decreto nº 38.394, de 24 de maio de 2000.
no Processo nº 2900.532/2018, RESOLVE conceder diárias em favor do servidor:
RICARDO TENÓRIO DÓRIA 4. Fica a empresa beneficiada obrigada a colocar em local visível de seu
Cargo: SUPERINTENDENTE DE ENERGIA E MINERAÇÃO estabelecimento placa identificadora, em conformidade com o modelo fornecido
pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR,
CPF: 052.319.794-22
da qual conste a condição de empreendimento incentivado nos moldes do PRODE-
RG: 200001145146 SSP AL
SIN, durante todo o prazo de vigência dos incentivos.
Matrícula: 254-2
N° DE DIÁRIAS: 3,5 (três e meia) diária(s)
5. Os benefícios fiscais concedidos perderão a validade em caso de trans-
VALOR UNITÁRIO: R$ 550,00 (quinhentos e cinquenta reais) ferência da empresa sem autorização prévia do CONEDES e mediante consulta e
VALOR TOTAL: R$ 1.925,00 (mil novecentos e vinte e cinco reais) pareceres técnico da SEDETUR e da SEFAZ.
PERÍODO: de 13/06/2018 até 16/06/2018
DESTINO: Buenos Aires/ARG 6. A perda ou suspensão dos benefícios ora concedidos ocorrerão no caso
OBJETIVO: Participação de evento no Hotel Four Seans, com o objetivo de divul- da empresa incorrer nas hipóteses contidas no Capítulo VIII, seção I e II do Decreto
gar os atrativos turísticos do Estado de Alagoas, no referido País. nº. 38.394, de 24 de maio de 2000 e alterações, no que compete ao empreendimento
beneficiado.
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de Tra-
balho – 23.122.004.2001.0000 - Manutenção das Atividades do Órgão, SECRE- 7. A empresa beneficiária, para a continuação da fruição dos incentivos
TARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E TURISMO - concedidos, deverá estar adequada aos parâmetros exigidos pela legislação am-
Todo Estado - Fonte 0100, Elemento de Despesa 3.3.90-14, do Orçamento Vigente. biental, sob pena de perda da concessão dos incentivos supramencionados.
56 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação. CNPJ CACEAL NOME EMPRESARIAL
02.235.902/0002-13 241.05774-4 FIABESA ALAGOAS S.A
Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE-
DES, Maceió/AL, 16 de maio de 2018. Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação.

RAFAEL DE GÓES BRITO Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE-
Presidente/CONEDES DES, Maceió/AL, 18 de maio de 2018.

RAFAEL DE GÓES BRITO


RESOLUÇÃO CONEDES Nº 06/2016 Presidente/CONEDES

APROVA A RESOLUÇÃO CONEDES AD REFERENDUM Nº 01/2018, QUE RESOLUÇÃO CONEDES Nº 08/2018


AUTORIZA A MIGRAÇÃO DA EMPRESA TEXAS INDUSTRIAL LTDA À AUTORIZA A PRORROGAÇÃO DA SUSPENSÃO DOS BENEFÍCIOS FIS-
NOVA SISTEMÁTICA DE INCENTIVOS DO PRODESIN, NOS TERMOS DO CAIS À INTERCEMENT DO BRASIL S.A, NOS TERMOS DO ART. 33, I E II,
ART. 15-B, §1º, INCISO I E II, DA LEI Nº 5.671/95 E DÁ OUTRAS PROVI- DO DECRETO Nº 38.394, DE 24 DE MAIO DE 2000, E DÁ OUTRAS PROVI-
DÊNCIAS. DÊNCIAS.

O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO- O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO-
CIAL – CONEDES, no uso da atribuição que lhe outorga o Art. 2º da Lei nº 6.897, CIAL – CONEDES, nos termos do art. 33, I e II, do Decreto nº 38.394, de 24 de
de 18 de dezembro de 2007 e suas alterações, considerando o pedido expresso das maio de 2000; considerando o que consta no Processo Administrativo nº 2900-
empresas inframencionadas; considerando a Instrução Normativa SEF nº 21/2016, 870/2017; e considerando o pedido expresso da empresa inframencionada RESOL-
a qual estabelece o prazo inicial para fruição dos incentivos do PRODESIN como VE autorizar a prorrogação da suspensão dos incentivos fiscais à empresa INTER-
1º de maio de 2016; considerando o prazo de 40 (quarenta) dias para edição de CEMENT DO BRASIL S.A, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ
Resolução pelo CONEDES e migração automática das empresas requerentes; con- nº 62.258.884/0141-96, com CACEAL sob o nº 244.09209-5.
siderando ainda o princípio da segurança jurídica e com base na Lei nº 5.671, de 1º
de fevereiro de 1995, em seu art. 15-B, §1º, inciso I e II, e no Decreto nº 38.394, I - DAS EXIGÊNCIAS A SEREM OBSERVADAS PELAS EMPRESAS BENE-
de 24 de maio de 2000, em seu art. 24, RESOLVE aprovar, por unanimidade, a FICIADAS
Resolução CONEDES ad referendum Nº 01/2018, que autoriza a migração à nova
sistemática do PRODESIN a empresa TEXAS INDUSTRIAL LTDA. 12. A suspensão ora em comento deverá coincidir com o início do período
de apuração do imposto, nos termos do art. 33, §1º, do Decreto nº 38.394/2000;
I - DAS EXIGÊNCIAS A SEREM OBSERVADAS PELAS EMPRESAS BENE-
FICIADAS 13. Deverá a empresa proceder a lavratura do termo de ocorrência em livro
próprio, fazendo constar a discriminação dos motivos que determinaram a suspen-
8. A migração ora autorizada condiciona-se ao atendimento integral do são, consoante preceitua o art. 33, §7º, do Decreto nº 38.394/2000;
disposto no §1º, inciso I e II, do art. 15-B, da Lei nº 5.671, de 1º de fevereiro de
1995, mormente quanto ao prazo transcorrido de 40 (quarenta) dias e à entrega do 14. A suspensão impedirá a continuidade da utilização do incentivo durante
comprovante de regularidade cadastral; da comprovação de inexistência de débito o período em que persistirem sua causa, não abrangendo as parcelas ou períodos
inscrito em dívida ativa, salvo suspensa a exigibilidade; comprovação quanto à que já tenham sido objeto do incentivo.
regularidade da entrega da Declaração de Atividade do Contribuinte – DAC e da
Escrituração Fiscal Digital – EFD; 15. Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação.

9. A Escrituração e demais obrigações acessórias pertinentes aos incenti- Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE-
DES, Maceió/AL, 18 de maio de 2018.
vos fiscais aplicam-se às disposições contidas no art. 24 do Decreto nº. 38.394 de
24 de maio de 2000, devendo ser atendidas pela empresa incentivada, no que lhe
RAFAEL DE GÓES BRITO
compete.
Presidente/CONEDES
10. Deverá a empresa beneficiada atender às obrigações principais e aces-
RESOLUÇÃO CONEDES Nº 02/2018
sórias previstas na legislação do Programa de Desenvolvimento Integrado de Ala-
goas – PRODESIN, dispostas ou não na presente resolução, sob pena de perda dos
CONCEDE INCENTIVOS FISCAIS E LOCACIONAL À ENERGY INSTALA-
incentivos, nos termos do art. 34, II, do Decreto nº 38.394, de 24 de maio de 2000.
ÇÕES ELÉTRICAS LTDA., E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
11. Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação.
O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO-
CIAL – CONEDES, tendo em vista o que consta nos Processos Administrativos n.ºs
Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE- 2900-1094/2017, no uso da atribuição que lhe outorga o art. 9º, III, da Lei Estadual
DES, Maceió/AL, 18 de maio de 2018. nº 5.671, de 1º de fevereiro de 1995 e na forma dos Pareceres Técnicos da SEDE-
TUR e da SEFAZ, aprovados pelo VOTO do Relator e seguido, por unanimidade,
RAFAEL DE GÓES BRITO pelos demais Conselheiros, na Reunião Ordinária do CONEDES, realizada no dia
Presidente/CONEDES 16 de maio de 2018, RESOLVE apreciar e deferir a concessão dos incentivos fis-
cais à empresa ENERGY INSTALAÇÕES ELÉTRICAS LTDA., pessoa jurídica
de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 05.612.717/0004-50 e com re-
RESOLUÇÃO CONEDES Nº 07/2018 gistro no CACEAL sob o n.º 244.48158-0, pelo período de fruição de 15 (quinze)
anos, conforme segue:
CANCELA OS INCENTIVOS GOVERNAMENTAIS ANTERIORMENTE
CONCEDIDOS A EMPRESA FIABESA ALAGOAS S.A E DÁ OUTRAS PRO- I - INCENTIVOS FISCAIS
VIDÊNCIAS.
I.I – Diferimento do ICMS incidente nas operações de aquisição de bens destinados
O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO- ao ativo imobilizado, internas, interestaduais e de importação do exterior, para
CIAL – CONEDES, tendo em vista o que consta no Processo Administrativo n.º utilização na atividade industrial do estabelecimento, na forma do art. 4º, V, “a” da
2900-1462/2017, no uso da atribuição que lhe outorga o art. 9º, III, da Lei Estadual Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015;
nº 5.671, de 1º de fevereiro de 1995 e na forma do VOTO do Relator, seguido pela
maioria dos Conselheiros presentes na Reunião Ordinária do CONEDES, realiza- I.II - Diferimento do ICMS incidente nas operações, internas e de importação ao
da no dia 16 de maio de 2018, RESOLVE cancelar os incentivos governamentais exterior, com matéria-prima, para utilização no processo de industrialização do
anteriormente concedidos à empresa abaixo relacionada, com fundamento no que produto, na forma do art. 4º, V, “b” da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela
dispõe o art. 34, I do Decreto nº. 38.394/2000. Lei nº 7.770/2015;
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 57
I.III - Crédito presumido no valor correspondente a 92% (noventa e dois por cento) h) Que na hipótese de extinção da Outorgada Compradora, alteração da finalidade
incidente sobre o saldo devedor do ICMS das operações próprias de produção do estabelecida na presente escritura e/ou de não consentimento na cessão do imóvel
estabelecimento, apurado em cada período de apuração, na forma do art. 4º, V, “d” e suas benfeitorias, bem como o descumprimento de qualquer das cláusulas e
da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015; encargos da presente escritura, o Estado de Alagoas, por intermédio da Secretaria
de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR, se assim for
II – INCENTIVO LOCACIONAL do seu interesse, efetuará o distrato do presente instrumento, sem o reembolso de
quaisquer despesas realizadas pela beneficiária, inclusive do valor pago na presente
II.I - Compra e venda subsidiada de uma área, a qual será verificada sua disponibi- transação;
lidade, com aproximadamente 20.000m² (vinte mil metros quadrados), pertencente
ao Estado de Alagoas, em local a ser definido pela Secretaria de Estado do Desen- i)  Que na hipótese de descumprimento por parte da Outorgada Compradora, de
volvimento Econômico e Turismo – SEDETUR, nos termos do art. 4º, IV, da Lei nº qualquer das cláusulas deste instrumento, o Estado de Alagoas, por intermédio da
5.671 de 1 de fevereiro de 1995 e art. 17 do Decreto 38.394/2000. Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR,
assinalará, por escrito, prazo fatal para que a Outorgada Compradora corrija ou faça
III - DAS EXIGÊNCIAS A SEREM OBSERVADAS PELA EMPRESA BENE- cessar a inadimplência, findo o qual, caso a Outorgada Compradora não cumpra
FICIADA as exigências aqui consignadas, resolver-se-á de pleno direito a presente venda,
retornando o imóvel à propriedade do Estado de Alagoas;
16. Os incentivos fiscais ora aprovados, em razão da implantação do em-
preendimento, e o incentivo locacional condicionam-se ao atendimento integral do j)  Que ocorrendo a hipótese de que trata o item antecedente, a Outorgada
disposto na Lei nº 5.671, de 1º de fevereiro de 1995 e no Decreto 38.394, de 24 Compradora pagará ao Estado de Alagoas uma multa diária equivalente a 01
de maio de 2000, com suas alterações, respectivamente, e na legislação tributária (um) valor referência, então vigente neste Estado, ou qualquer outro valor que
genericamente aplicável. venha a substituir esse padrão, que será devida desde a notificação por escrito
da inadimplência até a correção ou cessação desta, independentemente da
17. A Escrituração e demais obrigações acessórias pertinentes aos incenti- possibilidade resolutória referida acima;
vos fiscais aplicam-se às disposições contidas no art. 24 do Decreto nº. 38.394 de
24 de maio de 2000, devendo ser atendidas pela empresa incentivada, no que lhe k)  Que mesmo a Outorgada Compradora corrigindo ou fazendo cessar a
compete. inadimplência, sua contumácia nesse comportamento ensejará à resolução do
presente negócio, mediante simples notificação, por escrito, do Estado de Alagoas,
18. Devem ser observadas as exigências e afetações abaixo relacionadas, por intermédio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
as quais também devem constar no texto da escritura pública de compra e venda, - SEDETUR;
considerando que a venda subsidiada, referida na presente resolução, tem como
l)  Que a abstenção do Estado de Alagoas, por intermédio Secretaria de Estado
pressuposto e finalidade o interesse público e o desenvolvimento econômico e
do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR, de qualquer direito ou
social do Estado de Alagoas:
faculdade assegurada neste instrumento, ou tolerância com o atraso no cumprimento
de quaisquer das obrigações da Outorgada Compradora, não implicará em renúncia
a) Que o imóvel industrial, objeto da compra e venda, somente poderá ser utilizado
ou configurará precedente ou novação, não afetando o exercício, a qualquer tempo,
para a implantação da unidade industrial, sendo absolutamente vedada a sua
dos referidos direitos e faculdades;
utilização para qualquer outra finalidade, salvo prévia e expressa autorização do
referido Conselho ou de órgão habilitado pelo mesmo para tanto;
m)  Obriga-se a Outorgada Compradora a manter, em local visível de seu
estabelecimento, uma placa identificativa, de conformidade com o modelo
b)  Que a Outorgada Compradora somente poderá, até a total implantação do
fornecido pelo Estado de Alagoas, por intermédio da Secretaria de Estado do
projeto aprovado pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social
Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR, da qual conste a condição
– CONEDES, promover qualquer alteração nas edificações e instalações industriais
de empreendimento incentivado nos moldes do PRODESIN, durante todo o prazo
constantes do projeto com o prévio e escrito consentimento do referido Conselho
de vigência dos incentivos;
ou de órgão habilitado para tanto;
n) O não atendimento das condições estabelecidas no item anterior torna este
c) Que a Outorgada Compradora obriga-se, a qualquer tempo, a obedecer fielmente instrumento sem efeito, retornando a posse e a propriedade ao Estado de Alagoas,
às disposições deste instrumento, bem como cumprir as Leis, Decretos, Posturas independente de notificação;
e Regulamentos de uso e controle de poluição vigorantes ou que venham a
vigorar sobre a área distrital da qual o imóvel aqui vendido é parte integrante, e o)  Na hipótese do Comprador necessitar oferecer o imóvel, ora adquirido, em
ainda às normas técnicas de utilização eventualmente estabelecidas pelos órgãos garantia de financiamento, antes do término efetivo da implantação do projeto
competentes, em especial ambientais; industrial aprovado pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento e Social –
CONEDES, a cláusula de reversão e demais obrigações e encargos serão garantidos
d) Que a Outorgada Compradora se obriga a não paralisar as atividades industriais por hipoteca em segundo grau em favor do ora Vendedor, Estado de Alagoas.
constantes do projeto técnico econômico-financeiro anteriormente aprovado e
que será implantado no imóvel, ora vendido, salvo as hipóteses de caso fortuito p) Ficam asseguradas ao Estado de Alagoas as medidas que lhe garantam, em caso
ou força maior, devidamente comprovados e aceitos pelo Conselho Estadual de de não implantação do projeto que justificou a concessão do incentivo locacional,
Desenvolvimento Econômico e Social – CONEDES; a reversão do imóvel ao seu patrimônio, bem como a execução da garantia real
prevista nesta Resolução;
e)  Que ao Estado de Alagoas, por intermédio da Secretaria de Estado do
Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR, fica resguardado o direito q) Caso a reversão ou a execução da garantia real se torne impossível ou insuficien-
de, a qualquer tempo, exercer a mais ampla e irrestrita fiscalização técnica nas te, de forma subsidiária, fica assegurada ao Estado de Alagoas uma indenização
dependências industriais da Outorgada Compradora, visando constatar à estrita substitutiva equivalente ao valor do imóvel apurado no momento da concessão do
observância das disposições contidas neste instrumento e em outras normas benefício (terra nua), nos termos do laudo de avaliação.
aplicáveis;
r) O imóvel concedido a título de incentivo locacional não poderá ser vendido no
f) Que a Outorgada Compradora, até o término efetivo da implantação do projeto período de 15 (quinze) anos sem a prévia anuência e interveniência do CONEDES.
industrial aprovado pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e
Social – CONEDES, não poderá, sob qualquer forma, onerosa ou gratuitamente, 19. Fica a empresa beneficiada obrigada a colocar em local visível de seu
ceder a posse e/ou propriedade da área industrial aqui vendida, ou parte dela, sem o estabelecimento placa identificadora, em conformidade com o modelo fornecido
prévio e escrito consentimento do Estado de Alagoas, por intermédio da Secretaria pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR,
de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR; da qual conste a condição de empreendimento incentivado nos moldes do PRODE-
SIN, durante todo o prazo de vigência dos incentivos.
g) Que na hipótese de consentimento da cessão da área industrial aqui vendida e
suas benfeitorias, ou parte dela, só terá eficácia sua transação com a interveniência 20. Os benefícios governamentais concedidos perderão a validade em caso
do Estado de Alagoas no instrumento público respectivo, a fim de que sejam de transferência da empresa sem autorização prévia do CONEDES e mediante con-
expressamente consignadas as disposições de interesse público aqui contidas; sulta e pareceres técnico da SEDETUR e da SEFAZ.
58 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

21. A perda ou suspensão dos benefícios, ora concedidos, ocorrerão no caso 27. A perda ou suspensão dos benefícios ora concedidos ocorrerão no caso
da empresa incorrer nas hipóteses contidas no Capítulo VIII, seção I e II do Decreto da empresa incorrer nas hipóteses contidas no Capítulo VIII, seção I e II do Decreto
nº. 38.394, de 24 de maio de 2000 e alterações, no que compete ao empreendimento nº. 38.394, de 24 de maio de 2000 e alterações, no que compete ao empreendimento
beneficiado. beneficiado.

22. A empresa beneficiária, para o início da fruição dos incentivos concedi- 28. A empresa beneficiária, para a continuação da fruição dos incentivos
dos, deverá se adequar aos parâmetros exigidos pela legislação ambiental, sob pena concedidos, deverá estar adequada aos parâmetros exigidos pela legislação am-
de perda da concessão dos incentivos supramencionados. biental, sob pena de perda da concessão dos incentivos supramencionados.

Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação. Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação.

Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE-


Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE-
DES, Maceió/AL, 18 de maio de 2018.
DES, Maceió/AL, 16 de maio de 2018
RAFAEL DE GÓES BRITO
RAFAEL DE GÓES BRITO
Presidente/CONEDES
Presidente/CONEDES
RESOLUÇÃO CONEDES Nº 04/2018
RESOLUÇÃO CONEDES Nº 03/2018
PRORROGA OS INCENTIVOS FISCAIS ANTERIORMENTE CONCEDIDOS,
CONCEDE OS INCENTIVOS FISCAIS, EM RAZÃO DA IMPLANTAÇÃO, À EM RAZÃO DA EXPANSÃO DA PLANTA INDUSTRIAL, À EMPRESA IGRA-
INDUSTRIA DE ALIMENTOS COMPOSTELA LTDA., E DÁ OUTRAS PRO- MAL INDUSTRIA DE GRANITOS E MARMORES LTDA., E DÁ OUTRAS
VIDÊNCIAS. PROVIDÊNCIAS.

O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO- O CONSELHO ESTADUAL DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SO-
CIAL – CONEDES, tendo em vista o que consta no Processo Administrativo nº CIAL – CONEDES, tendo em vista o que consta no Processo Administrativo n.º
2900-1509/2017, no uso da atribuição que lhe outorga o Art. 9º, III, da Lei nº 6.897, 2900-1026/2017, no uso da atribuição que lhe outorga o art. 9º, III, da Lei Estadual
de 18 de dezembro de 2007 e suas alterações, e na forma dos pareceres técnicos nº 5.671, de 1º de fevereiro de 1995 e na forma dos Pareceres Técnicos da SEDE-
exarados pela SEDETUR e SEFAZ, aprovados pelo VOTO do Relator e seguido, TUR e da SEFAZ, aprovados pelo VOTO do Relator e seguido pela unanimidade
por unanimidade, pelos demais Conselheiros, na Reunião Ordinária do CONEDES, dos Conselheiros, na Reunião Ordinária do CONEDES, realizada no dia 16 de
realizada no dia 16 de maio de 2018, RESOLVE apreciar e deferir a concessão dos maio de 2018, RESOLVE apreciar e deferir a prorrogação dos incentivos fiscais à
incentivos fiscais do PRODESIN abaixo relacionados, pelo período de 15 anos, à empresa IGRAMAL INDÚSTRIA DE GRANITOS E MARMORES LTDA., pes-
empresa INDUSTRIA DE ALIMENTOS COMPOSTELA LTDA. pessoa jurídica soa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 03.418.733/0001-39
de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 26.479.090/0001-39 e com regis- e com registro no CACEAL sob o n.º 240.98004-2, pelo período de fruição de 15
tro no CACEAL sob o nº 247.11806-0, conforme segue: (quinze) anos, conforme segue:

I - INCENTIVOS FISCAIS
I - INCENTIVOS FISCAIS


I.I – Diferimento do ICMS incidente nas operações de aquisição de bens destinados
I.I – Diferimento do ICMS incidente nas operações de aquisição de bens destinados
ao ativo imobilizado, internas, interestaduais e de importação do exterior, para
ao ativo imobilizado, internas, interestaduais e de importação do exterior, para
utilização na atividade industrial do estabelecimento, na forma do art. 4º, V, “a” da
utilização na atividade industrial do estabelecimento, na forma do art. 4º, V, “a” da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015;
Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015;
I.II - Diferimento do ICMS incidente nas operações, internas e de importação ao
I.II - Diferimento do ICMS incidente nas operações, internas e de importação ao exterior, com matéria-prima, para utilização no processo de industrialização do
exterior, com matéria-prima, para utilização no processo de industrialização do produto, na forma do art. 4º, V, “b” da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela
produto, na forma do art. 4º, V, “b” da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015;
Lei nº 7.770/2015;
I.III - Crédito presumido no valor correspondente a 92% (noventa e dois por cento)
I.III - Crédito presumido no valor correspondente a 92% (noventa e dois por cento) incidente sobre o saldo devedor do ICMS das operações próprias de produção do
incidente sobre o saldo devedor do ICMS das operações próprias de produção do estabelecimento, apurado em cada período de apuração, na forma do art. 4º, V, “d”
estabelecimento, apurado em cada período de apuração, na forma do art. 4º, V, “d” da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015;
da Lei nº 5.671/95 c/ nova redação dada pela Lei nº 7.770/2015;
II - DAS EXIGÊNCIAS A SEREM OBSERVADAS PELA EMPRESA BENEFI-
II - DAS EXIGÊNCIAS A SEREM OBSERVADAS PELA EMPRESA BENEFI- CIADA CONCERNENTE À MIGRAÇÃO E A PRORROGAÇÃO DOS INCEN-
CIADA TIVOS

23. Os incentivos fiscais ora aprovados, em razão da implantação do em- 29. Os incentivos fiscais ora prorrogados, em razão da expansão da planta
preendimento, condicionam-se ao atendimento integral do disposto na Lei nº 5.671, industrial, condicionam-se ao atendimento integral do disposto na Lei nº 5.671,
de 1º de fevereiro de 1995 e no Decreto 38.394, de 24 de maio de 2000, com suas de 1º de fevereiro de 1995 e no Decreto 38.394, de 24 de maio de 2000, com suas
alterações, respectivamente, e na legislação tributária genericamente aplicável. alterações, respectivamente, e na legislação tributária genericamente aplicável.

30. A Escrituração e demais obrigações acessórias pertinentes aos incenti-


24. A Escrituração e demais obrigações acessórias pertinentes aos incenti-
vos fiscais aplicam-se às disposições contidas no art. 24 do Decreto nº. 38.394 de
vos fiscais aplicam-se às disposições contidas no art. 24 do Decreto nº. 38.394 de
24 de maio de 2000, devendo ser atendidas pela empresa incentivada, no que lhe
24 de maio de 2000, devendo ser atendidas pela empresa incentivada, no que lhe
compete.
compete.
31. Deverá a empresa beneficiada atender às obrigações principais e aces-
25. Fica a empresa beneficiada obrigada a colocar em local visível de seu sórias previstas na legislação do Programa de Desenvolvimento Integrado de Ala-
estabelecimento placa identificadora, em conformidade com o modelo fornecido goas – PRODESIN, dispostas ou não na presente resolução, sob pena de perda dos
pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR, incentivos, nos termos do art. 34, II, do Decreto nº 38.394, de 24 de maio de 2000.
da qual conste a condição de empreendimento incentivado nos moldes do PRODE-
SIN, durante todo o prazo de vigência dos incentivos. 32. Fica a empresa beneficiada obrigada a colocar em local visível de seu
estabelecimento placa identificadora, em conformidade com o modelo fornecido
26. Os benefícios fiscais concedidos perderão a validade em caso de trans- pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo - SEDETUR,
ferência da empresa sem autorização prévia do CONEDES e mediante consulta e da qual conste a condição de empreendimento incentivado nos moldes do PRODE-
pareceres técnico da SEDETUR e da SEFAZ. SIN, durante todo o prazo de vigência dos incentivos.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 59
33. Os benefícios fiscais concedidos perderão a validade em caso de trans- JOSE CARLOS ANDRE DOS
ferência da empresa sem autorização prévia do CONEDES e mediante consulta e 000.054-0 041.263.984-06 18
SANTOS
pareceres técnico da SEDETUR e da SEFAZ. LARISSA SANTIAGO DO
300.805-3 879.221.505-04 17
NASCIMENTO
34. A perda ou suspensão dos benefícios ora concedidos ocorrerão no caso LUCI MÓNICA MOURA
da empresa incorrer nas hipóteses contidas no Capítulo VIII, seção I e II do Decreto 300.807-0 532.259.105-20 07-26
RIBEIRO RABELO
nº. 38.394, de 24 de maio de 2000 e alterações, no que compete ao empreendimento LUCIMERIO BARROS
beneficiado. 000.057-4 029.456.744-59 09
CAMPOS
MARCOS LINS MACHA-
35. A empresa beneficiária, para a continuação da fruição dos incentivos 826.713-8 025.822.664-18 01-25
DO
concedidos, deverá estar adequada aos parâmetros exigidos pela legislação am- MARIA ANGELITA DE LU-
biental, sob pena de perda da concessão dos incentivos supramencionados. 301.765-6 022.431.394-05 11
CENA E MELO SOUSA
300.812-6 028.131.426-89 PAULA MERCÊS DA SILVA 05
Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação.
REBECCA DE PAULA COR-
826.695-6 509.196.445-20 22
DEIRO
Sala do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social - CONE-
DES, Maceió/AL, 18 de maio de 2018. RODRIGO SARMENTO DE
300.820-7 027.669.564-09 12
CARVALHO
RAFAEL DE GÓES BRITO RONILSON ALVES DE ME-
826.690-5 953.250.505-91 29
DEIROS
Presidente/CONEDES
ROSIMEIRE VIEIRA SILVA
000.034-5 878.578.393-53 21
DOS SANTOS
AVISO DE COTAÇÃO SHEILA CARVALHO DAN-
301.053-8 921.553.325-72 02
A SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TAS
TURISMO – SEDETUR/AL, por meio da Gerência Executiva Administrativa, SIMONE MARQUES ME-
300.830-4 021.386.787-76 15-30
informa que está disponibilizando o Termo de Referência para o processo abaixo NEZES
descrito: TACYANE VIRGILIA MEN-
000.048-5 054.953.234-08 24
Processo nº 2900.0678/2018 DES RIBEIRO
Objeto:.CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO 000.041-8 023.709.431-22 TEILA ROCHA NOGUEIRA 23
DE SERVIÇOS CONTÍNUOS DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO PREDIAL
Prazo para envio de proposta: 5 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação. Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação
Outras informações no endereço: Avenida da Paz, nº 1108 – Jaraguá, CEP 57.022- POLICIA CIVIL DO ESTADO DE ALAGOAS, Maceió/AL, 23 DE MAIO DE
050, Maceió/AL, das 8h às 17h. Contato (82) 3315-1701.
2018.
As propostas de preços deverão ser enviadas para o mesmo endereço, aos cuidados
ANA LUIZA NOGUEIRA DE ARAUJO
da Gerência Executiva Administrativa ou para o e-mail: compras@sedetur.al.gov.
br GERENTE DE POLÍCIA JUDICIÁRIA DA REGIÃO 1
Maceió/AL, 23 de Maio de 2018.
Plácido de Bacco Jr.Gerente Executivo Administrativo
Mat. 76-0 TERMO DE CONTRATO Nº 027/2018, QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTA-
DO DE ALAGOAS, POR INTERMÉDIO DA POLÍCIA CIVIL DE ALAGOAS, E
. .

A EMPRESA TARGET COMERCIO DE BATERIAS LTDA ME


Delegacia Geral da Policia Civil
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR CONTRATANTE: O Estado de Alagoas, por intermédio da Polícia Civil do Es-
tado de Alagoas, órgão da Administração Direta, inscrita no CNPJ sob o nº
PORTARIA/PC/AL Nº 308/2018 06.062.642/0001-00 e com sede na Avenida Gustavo Paiva, nº 40, Jacarecica,
Maceió, Alagoas, neste ato representada pelo Delegado Geral da Polícia Civil, Sr.
A GERENTE DE POLÍCIA JUDICIÁRIA DA REGIÃO 1 , no uso de suas atribui-
Paulo Cerqueira, brasileiro, portador do CPF n.º 679.013.604-53.
ções legais e de acordo com a LEI DELEGADA Nº 47 DE 10.08.2015,
CONTRATADA: A empresa TARGET COMERCIO DE BATERIAS LTDA ME,
RESOLVE, por determinação do Delegado Geral da Polícia Civil, tornar pública a inscrita no CNPJ sob o nº 27.586.595/0001-65 e estabelecida na CSG 07, lote 08
escala do(a) CENTRAL DE FLAGRANTES II, do(a) POLICIA CIVIL DO ESTA- ST . G SUL Taguatinga, Brasilia DF, representada pelo Sr. Jose Carlos Souza e
DO DE ALAGOAS, e fica estabelecido que os Delegados de Polícia Civil, abaixo Silva , CPF sob o nº 492.116.681-15
relacionados, devem comparecer com suas respectivas equipes: Objeto: O presente contrato tem como objeto a aquisição de fontes de alimenta-
ção chaveada ATX, conforme especificações e quantitativos estabelecidos no edital
JUNHO/2018 do pregão eletrônico nº AMGESP nº 10.070/2018, Processo Administrativo nº
Matrícula CPF Nome Dias de 20105-425/2017 e na proposta nela vencedora, os quais integram este instrumento,
Plantão independente de transcrição.
ADRIANA GUSMAO MO- Data de Assinatura: 23 de maio de 2018.
301.018-0 895.383.155-53 14
REIRA Valor Estimado Global: O valor do presente Termo de Contrato é de R$ 5.199,00
ANTONIO EDSON SOUZA (cinco mil cento e noventa e nove reais )
300.731-6 721.881.893-53 03-10
OLIVEIRA Vigência: Este Termo de Contrato tem prazo de vigência até 31 de dezembro do
BARBARA ARRAES ALVES corrente ano, contados da data de publicação do extrato contratual no Diário Oficial
826.712-0 025.800.684-65 13-27
LIMA MONTEIRO
do Estado, a partir de quando as obrigações assumidas pelas partes serão exigíveis,
BRUNO EMILIO MACEDO
000.175-9 024.582.063-95 20 sendo prorrogável na forma do art. 57, §1º, da Lei nº 8.666, de 1993.
TEIXEIRA
Dotação Orçamentária: Constante do Orçamento da Polícia Civil de Alagoas para
ELIZABETH SAMPAIO
300.782-0 019.298.724-02 16 o exercício financeiro de 2018: Programa de Trabalho 06 181 0004 2370 0000; PI
MOREIRA
300.785-5 023.705.104-47 FABIANA LEÂO FERREIRA 04 1829 Elemento de Despesa 3390.30; Fonte de Recursos 0100.
FILIPE FERREIRA RODRI- Base Legal: Leis Federais n.º 10.520/2002, e 8.078/1990 8.666/1993, Lei Estadual
000.040-0 068.004.066-86 08 6.539/2004, 5.237/1991, Decreto Estadual n.º 1.424/2003 e 4.123/2009, Processo
GUES CALDAS
GRACIELLE MARQUES Administrativo nº 20105-425/2017 e Despacho PGE-PLIC-CD nº 1.035/2018
000.039-6 061.958.696-60 06-28
MOREIRA
GUSTAVO HENRIQUE PE- Paulo Cerqueira
000.043-4 031.209.144-36 19
REIRA BARROS Delegado Geral da Polícia Civil de Alagoas
60 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012 Estado de Alagoas
Diário Oficial

. .
BASE LEGAL: Art. 25, I da Lei nº 8.666/93, de 21.06.93.
Comando Geral da Policia Militar VALOR: R$ 168.337,00 (Cento e sessenta e oito mil e trezentos e trinta e sete
EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR
reais).

PORTARIA Nº 005/2018-DT/APM - HOMOLOGAÇÃO DE INSCRIÇÃO E JUSTIFICATIVA


CREDENCIAMENTO DE DOCENTE
O GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS, por intermédio da Polícia Militar de
O Comandante da Academia de Polícia Militar, no uso das atribuições que lhe Alagoas e do Centro de Suprimento e Manutenção de Material Bélico, necessitará
são conferidas pelo Art. 146, Parágrafo Único, incisos I e III, da Lei Estadual nº no decorrer do presente exercício, adquirir o referido material controlado auto-
6.399/2003, combinado com o item 5.1.3.1.3 do Edital nº 027/2015-DE/PMAL, rizado através do Ofício nº 127-IGPM/2 expedido pelo Comando de Operações
transcrito no BGO de 16/12/2015, resolve homologar a inscrição no credenciamen- Terrestres do Exército Brasileiro, de forma reservada e a disposição dos órgãos de
to e incluir no Cadastro de Docentes da APM, o Ten Cel QOC PM Carlos Alberto controle interno e externo no Comando Geral da PMAL.
Luna dos Santos, Número de Ordem 79550, na disciplina Basquetebol, Modali- O Art. 25, I da Lei nº 8.666/93, dispõe que é inexigível a licitação quando houver
dade Desportiva para o Curso de Formação de Oficiais, ocupando a 4ª colocação, inviabilidade de competição.
por restarem comprovados o atendimento dos requisitos legais e a regularidade Considerando:
formal do credenciamento, tudo consubstanciado no Processo Administrativo nº 1. Que empresa é a fornecedora exclusiva conforme declaração da
1206-2437/2018. Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança, e é a
Maceió, 23 de maio de 2018. única empresa autorizada pelo Exército Brasileiro a fabricar e a comercializar o
produto especificado; e
ERIVALDO ALBINO DOS SANTOS – Cel QOC 2. Que atende as necessidades da Polícia Militar de Alagoas de acordo
Comandante da APM com o Memo. nº 029/2018 do Centro de Suprimento e Manutenção de Material
Bélico da PMAL.
EDITAL Nº 018/18-APM – CONVOCAÇÃO DE CREDENCIADOS PARA Assim sendo, atendido o disposto no Art. 25, caput da Lei nº 8.666/93 e de forma
INSTRUTORIA NA APMSAM a cumprir o disposto no Art. 26 da mesma lei apresentamos a presente Justificativa
para ratificação do Exmo. Sr Cel QOC PM COMANDANTE-GERAL DA POLÍ-
O Comandante da Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Mello no uso das CIA MILITAR DE ALAGOAS.
atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 146, Parágrafo Único, inciso I, da Lei
Estadual nº 6.399/03, considerando a necessidade de instrutoria para o Curso de Maceió/AL, 22 de maio de 2018.
Formação de Oficiais, CFO III/2018, a ser iniciado nesta APMSAM em fevereiro
de 2018, consubstanciado no Processo Administrativo nº 1206-0174/2018, resolve: Mauricio Mendes de Morais – Maj QOC PM
1. Convocar os instrutores constantes do Cadastro de Credenciados em Unidade de Presidente da CPL/PMAL
Ensino da PMAL, obedecendo rigorosamente a ordem de classificação, para anuir
a instrutoria de disciplinas a serem ministradas na APM. Ratifico a presente Justificativa de Inexigibilidade de Licitação.
1.1. Instrutores listados por grau hierárquico, nome, disciplina e carga horária: Cel
PM, THÚLIO ROBERTO EMERY DOS SANTOS, Planejamento Estratégico, 60 MARCOS SAMPAIO LIMA – Cel QOC PM
h/a; Cel PM, THÚLIO ROBERTO EMERY DOS SANTOS, Segurança de Dignitá- Comandante-Geral da PMAL
rios, 20 h/a; Cap PM, JOSILEIDE ROMEIRO MELO DE CASTRO, Fundamentos
da Gerência Integrada de Crises e Desastres, 20 h/a; Cap PM, SILVIO CESAR
. .

DA SILVA NUNES, Policiamento Ambiental, 30 h/a; Prof., ERALDO DE SOUZA Conselho Estadual de Segurança Pública
FERRAZ, Laboratório e Orientação do TCC, 90 h/a; Prof., GUSTAVO HENRI- EVENTOS FUNCIONAIS ATOS E D E S PA C H OS D O GOV E R N AD OR

QUE PEREIRA BARROS, Práticas de Investigação Policial Militar, 30 h/a.


2. Divulgar que os convocados deverão comparecer à Academia de Polícia Militar,
sediada na Av. Assis Chateubriand, s/n, Trapiche, Maceió, Alagoas, no prazo de 05 PODER EXECUTIVO
(cinco) dias úteis, munidos da documentação necessária à formalização contratual CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA
e/ou prestação do serviço, conforme sejam militares ou civis;
3. Anunciar que o não comparecimento do convocado, a sua indisponibilidade ou A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas
a insuficiência probatória da documentação necessária à instrutoria, implicará no torna público o que segue abaixo, conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de
chamamento do credenciado subsequentemente classificado. 14 de maio de 2007.
Maceió, AL, 23 de maio de 2018. Maceió/AL, 23 de maio de 2018.

ERIVALDO ALBINO DOS SANTOS – Cel QOC Eliluce Cavalcante Borges


Comandante da APM Diretora de Secretaria

Processo Reclamação por Providência – RP nº 042/2015


TERMO DE RECONHECIMENTO DE DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR Relator: Cons. Márcio Roberto Tenório de Albuquerque
Interessado: Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Alagoas
Em atendimento ao que preconiza o Art.57, do Decreto nº 57.404, de 31 de janeiro Assunto: Solicitação de apoio do CONSEG para intermediar junto ao Tribunal de
de 2018, que normatiza os procedimentos de reconhecimento de dívida de exer- Justiça de Alagoas a revisão de decisões judiciais, objetivando a remoção dos cus-
cícios anteriores, com base nas informações contidas no processo administrativo todiados que se encontram nas dependências do Corpo de Bombeiros Militar de
nº 1206-1297/2018, RECONHEÇO A DÍVIDA DE EXERCÍCIO ANTERIOR, Alagoas
em favor de LUIZ ANTONIO ESTEVAM JUNIOR, inscrito no C.P.F. sob o nº
012.734.404-71. ACÓRDÃO Nº 030/2018
Maceió/AL, 15 de maio de 2018.
CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS. SOLICITA-
MARCOS SAMPAIO LIMA-CEL QOC PM ÇÃO DE APOIO DO CONSEG PARA INTERMEDIAR JUNTO AO TRIBUNAL
Comandante Geral da PMAL DE JUSTIÇA DE ALAGOAS A REVISÃO DE DECISÕES JUDICIAIS, OBJE-
TIVANDO A REMOÇÃO DOS CUSTODIADOS QUE SE ENCONTRAM NAS
DEPENDÊNCIAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE ALAGOAS.
TRDEA-0037 POR UNANIMIDADE. DEFERIMENTO.

TERMO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO


Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os senhores, membros do Con-
PROCESSO Nº 1206-1556/2018. selho Estadual de Segurança Pública, na 10ª sessão ordinária, realizada no dia 26 de
PROPONENTE: Companhia Brasileira de Cartuchos. março de 2018, por unanimidade, no intuito de comunicar ao Corpo de Bombeiros
CNPJ: 57.494.031/0010-54. Militar do Estado de Alagoas – CBMAL, havendo decisão judicial em contrário à
OBJETO: Aquisição de Material Bélico. Resolução nº 006/2013 do Conselho Estadual de Segurança Pública, devendo cum-
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 61
prir a decisão e comunicar imediatamente ao CONSEG para que busque meios de Assunto: Reclamação Disciplinar – Termo de Declaração do Sr. Michael Pablo da
reverter referida decisão judicial. Nos termos do voto do Conselheiro Relator. Par- Silva Cavalcanti – Solicitação de apuração de conduta de Policial Militar Gilvan
ticiparam do julgamento os seguintes Conselheiros: MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA Henrique da Silva
FILHO (Presidente), MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE (Re-
lator), RAPHAEL RICCI JÚNIOR, PAULO ROBERTO MARQUES DE LIMA, ACÓRDÃO Nº 045/2018
RYLDSON MARTINS FERREIRA, MARCUS FABRÍCIUS SANTOS LACET,
HYLNARD PEREIRA TRAVASSOS JÚNIOR, ELIAS SILVA DE OLIVEIRA e RECLAMAÇÃO DISCIPLINAR.APURAÇÃO DA CONDUTA DO POLICIAL
MARCOS HENRIQUE DO CARMO. MILITAR GILVAN HENRIQUE DA SILVA.
POR UNANIMIDADE. ARQUIVAMENTO.
Maceió/AL, 26 de março de 2018.
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os senhores, membros do Con-
Cons. MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO selho Estadual de Segurança Pública, na 11ª sessão ordinária, realizada no dia 16
Presidente de abril de 2018, por unanimidade, pelo arquivamento, no sentido de reconhecer a
ausência de indícios de autoria e materialidade e por ser uma questão predominan-
Cons. MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE temente familiar, não prevista na conduta típica castrense do procedimento discipli-
Relator nar da PM. Nos termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamen-
to os seguintes Conselheiros: MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO (Presidente),
PODER EXECUTIVO MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE (Relator), GERALDO
CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA MAGELA BARBOSA PIRAUÁ, HYLNARD PEREIRA TRAVASSOS JÚNIOR,
MARCOS HENRIQUE DO CARMO, MARCUS FABRÍCIUS SANTOS LACET,
A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas RAPHAEL RICCI JÚNIOR, ELIAS SILVA DE OLIVEIRA, AYDES PONCIANO
torna público o que segue abaixo, conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de 14 DIAS JÚNIOR e RYLDSON MARTINS FERREIRA.
de maio de 2007.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. Maceió/AL, 16 de abril de 2018.

Eliluce Cavalcante Borges Cons. MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO


Diretora de Secretaria Presidente

Cons. MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE


Processo de Avocação – PA nº 021/2013 Relator
Relator: Cons. Aydes Ponciano Dias Júnior
Interessado: Conselho Estadual de Segurança Pública PODER EXECUTIVO
Assunto: Sindicância Administrativa para apurar denúncia feita no dia 16/08/2011
CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA
por reeducandos do PDLOS
A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas
ACÓRDÃO Nº 044/2018
torna público o que segue abaixo, conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de
14 de maio de 2007.
SINDICÂNCIA ADMINISTRATIVA. APURAÇÃO DE DENÚNCIA DE REE-
Maceió/AL, 23 de maio de 2018.
DUCANDOS DO PDLOS.
POR UNANIMIDADE. ARQUIVAMENTO.
Eliluce Cavalcante Borges
Diretora de Secretaria
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os senhores, membros do Con-
selho Estadual de Segurança Pública, na 11ª sessão ordinária, realizada no dia 16
de abril de 2018, por unanimidade, pelo arquivamento dos autos do processo, em
Relator: Cons. Márcio Roberto Tenório de Albuquerque
razão da justificativa do procedimento padrão, utilizado pelos agentes penitenciá-
Processo RP nº 014/2014
rios, no caso em tela, em cumprimento a um dever funcional. Nos termos do voto
do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os seguintes Conselheiros: Interessado: Jailde Souza Veras
MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO (Presidente), AYDES PONCIANO DIAS Assunto: Solicitação de revisão de Processo Administrativo Disciplinar dos ser-
JÚNIOR (Relator), GERALDO MAGELA BARBOSA PIRAUÁ, HYLNARD PE- vidores Maria José Ferreira da Silva, José Roberto Júnior e Florisvaldo Batista de
REIRA TRAVASSOS JÚNIOR, MARCOS HENRIQUE DO CARMO, MARCUS Farias
FABRÍCIUS SANTOS LACET, MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBU- ACÓRDÃO Nº 047/2018
QUERQUE, RAPHAEL RICCI JÚNIOR, ELIAS SILVA DE OLIVEIRA e RYLD-
SON MARTINS FERREIRA. REVISÃO DE PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR - SERVIDO-
RES MARIA JOSÉ FERREIRA DA SILVA, JOSÉ ROBERTO JÚNIOR E FLO-
Maceió/AL, 16 de abril de 2018. RISVALDO BATISTA DE FARIAS.
POR UNANIMIDADE. DENEGAÇÃO DO PEDIDO DE REVISÃO. ARQUIVA-
Cons. MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO MENTO.
Presidente
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os senhores, membros do Con-
Cons. AYDES PONCIANO DIAS JUNIOR selho Estadual de Segurança Pública, na 11ª sessão ordinária, realizada no dia 16
Relator de abril de 2018, por unanimidade, pela denegação do pedido de revisão, ora em
análise, ratificando os fundamentos do despacho de arquivamento da Investigação
PODER EXECUTIVO Preliminar nº 045/2012 – CPJM. Nos termos do voto do Conselheiro Relator. Par-
CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA ticiparam do julgamento os seguintes Conselheiros: MAURÍCIO CÉSAR BRÊ-
DA FILHO (Presidente), MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE
A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas (Relator), GERALDO MAGELA BARBOSA PIRAUÁ, HYLNARD PEREIRA
torna público o que segue abaixo, conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de TRAVASSOS JÚNIOR, MARCOS HENRIQUE DO CARMO, MARCUS FABRÍ-
14 de maio de 2007. CIUS SANTOS LACET, RAPHAEL RICCI JÚNIOR, ELIAS SILVA DE OLIVEI-
Maceió/AL, 23 de maio de 2018. RA, AYDES PONCIANO DIAS JÚNIOR e RYLDSON MARTINS FERREIRA.

Eliluce Cavalcante Borges Maceió/AL, 16 de abril de 2018.


Diretora de Secretaria
Cons. MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO
Presidente
Processo nº 1105-000071/2016
Relator: Cons. Márcio Roberto Tenório de Albuquerque Cons. MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE
Interessado: Michael Pablo da Silva Cavalcanti Relator
62 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

PODER EXECUTIVO PODER EXECUTIVO


CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas


A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas
torna público o que segue abaixo, conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de 14
de maio de 2007. torna público o que segue abaixo, conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de 14
de maio de 2007.
Maceió/AL, 23 de maio de 2018
Maceió/AL, 23 de maio de 2018
Eliluce Cavalcante Borges
Diretora de Secretaria
Eliluce Cavalcante Borges
Diretora de Secretaria
Processo nº 20105.7256/2017
Interessado: Polícia Civil do Estado de Alagoas
Assunto: Aquisição de Equipamentos ou Peças – 200 (duzentos) microcompu- Processo nº 2100.000939/2018
tadores e 200 (duzentos) estabilizadores. Interessado: Polícia Militar de Alagoas
Relator: Cons. Marcos Henrique do Carmo Assunto: Aquisição de Armamento - Fuzis.
Relator: Cons. Raphael Ricci Júnior
ACÓRDÃO Nº 051/2018
ACÓRDÃO Nº 053/2018
POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE ALAGOAS. SOLICITAÇÃO DE UTILIZA-
ÇÃO DE VERBA DO FUNESP. AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS OU PE-
ÇAS. ATENÇÃO AO DECRETO GOVERNAMENTAL nº 35.143/14 – COM- POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS. PROJETO DE AQUISIÇÃO
PETÊNCIA DO ITEC. NECESSIDADE DE ADAPTAÇÃO DO TERMO DE DE ARMAS – FUZIL- POR MEIO DO FUNESP. BENEFICIÁRIO O BATA-
REFERÊNCIA. PELA APROVAÇÃO DESDE QUE ATENDIDAS AS DETER- LHÃO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS – BOPE. POR UNANIMIDADE PELA
MINAÇÕES DO ITEC. POR UNANIMIDADE. APROVAÇÃO DA AQUISIÇÃO.
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os senhores, membros do Con-
selho Estadual de Segurança Pública, na 11ª sessão ordinária, realizada no dia 16 Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os senhores, membros do Con-
de abril de 2018, por unanimidade, pela aprovação da aquisição dos equipamen- selho Estadual de Segurança Pública, na 12ª sessão ordinária, realizada no dia 07
tos (200 (duzentos) microcomputadores e 200 (duzentos) estabilizadores), com a de maio de 2018, por unanimidade, pela aprovação da aquisição dos Fuzis com a
utilização de recursos do Fundo Especial de Segurança Pública – FUNESP, desde utilização de recursos do Fundo Especial de Segurança Pública – FUNESP. Nos
que atendidas às determinações do Instituto de Tecnologia e Informação do Es-
termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os seguintes
tado de Alagoas – ITEC, em atenção ao Decreto Governamental nº 35.143/14.
Nos termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os se- Conselheiros: MARCUS FABRÍCIUS SANTOS LACET (Presidente em exercí-
guintes Conselheiros: MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO (Presidente), MAR- cio), RAPHAEL RICCI JÚNIOR (Relator), HYLNARD PEREIRA TRAVASSOS
COS HENRIQUE DO CARMO (Relator), HYLNARD PEREIRA TRAVASSOS JÚNIOR, MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE, RYLDSON
JÚNIOR, MÁRCIO ROBERTO TENÓRIO DE ALBUQUERQUE, ELIAS SILVA MARTINS FERREIRA, FÁBIO COSTA DE ALMEIDA FERRARIO e ELDER
DE OLIVEIRA, MARCUS FABRÍCIUS SANTOS LACET, RAPHAEL RICCI
SOARES DA SILVA.
JÚNIOR, RYLDSON MARTINS FERREIRA e GERALDO MAGELA BARBO-
SA PIRAUÁ,
Maceió/AL, 07 de maio de 2018.
Maceió/AL, 16 de Abril de 2018.
Cons. MARCUS FABRÍCIUS SANTOS LACET
Cons. MAURÍCIO CÉSAR BRÊDA FILHO
Presidente em exercício
Presidente

Cons. MARCOS HENRIQUE DO CARMO Cons. RAPHAEL RICCI JÚNIOR


Relator Relator
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 63
Poder Executivo
Administração Indireta

Estado de Alagoas
. .

DIÁRIO OFICIAL CASAL - Companhia de Saneamento de Alagoas

A COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS – CASAL, através da CPL


PODER EXECUTIVO
torna pública a realização da Licitação abaixo:
GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS
JOSÉ RENAN VASCONCELOS CALHEIROS FILHO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 07/2018 – CASAL
VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS DATA: 11/06/2018 – 09:00h (Horário de Brasília)
JOSÉ LUCIANO BARBOSA DA SILVA LOCAL: Sala de Licitações da CASAL, situada à Rua Barão de Atalaia, 200 –
ADEAL - AGÊNCIA DE DEFESA E INSPEÇÃO AGROPECUÁRIA DO ESTADO DE ALAGOAS
Centro – Maceió/AL
AUGUSTO CÉSAR DE OLIVEIRA JATOBÁ TIPO: Menor preço global.
OBJETO:Aquisição de 2.500.000 KG de Sulfato de Alumínio Líquido, mediante
AGÊNCIA DE FOMENTO DE ALAGOAS
FLÁVIO LÚCIO UCHÔA DÓRIA condições contidas no Termo de Referência, anexo ao Edital. O Edital e seus
anexos encontram-se à disposição dos interessados no site da CASAL www.casal.
ALGÁS - GÁS DE ALAGOAS - S/A
ARNÓBIO CAVALCANTI FILHO al.gov.br, e do Banco do Brasil, www.licitacoes-e.com.br ou apenas para consulta
na sala CPL/CASAL, Rua Barão de Atalaia, 200, no horário comercial.
ALAGOAS ATIVOS S/A
HELDER GONÇALVES LIMA
Ilma Amaral Almeida
ALAGOAS PREVIDÊNCIA Pregoeira/CASAL
ROBERTO MOISÉS DOS SANTOS

AMGESP - AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS A COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS – CASAL, através da CPL
WAGNER MORAIS DE LIMA
torna pública a realização da Licitação abaixo:
ARSAL - AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS PÚBLICOS DO ESTADO DE ALAGOAS
LAILSON FERREIRA GOMES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2018 – CASAL
CARHP - COMPANHIA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS E PATRIMONIAIS DATA: 11/06/2018 – 09:00h (Horário de Brasília)
FERNANDO ANTÔNIO MACEDO HOLANDA LOCAL: Sala de licitações da CASAL, situada à Rua Barão de Atalaia, 200 –
CASAL – COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS Centro – Maceió/AL
WILDE CLÉCIO FALCAO DE ALENCAR TIPO: Menor preço global.
OBJETO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA ATENDER AS
CEPAL – COMPANHIA DE EDIÇÃO, IMPRESSÃO E PUBLICAÇÃO DE ALAGOAS
DAGOBERTO COSTA SILVA DE OMENA NECESSIDADES DA ÁREA COMERCIAL DA COMPANHIA DE
SANEAMENTO DE ALAGOAS – CASAL, DISTRIBUIDO EM 03
DER/AL – DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM DE ALAGOAS
HELDER GAZZANEO GOMES LOTES,mediante condições contidas no Projeto Básico, anexo ao Edital. O Edital e
seus anexos encontram-se à disposição dos interessados no site da CASAL: www.
DETRAN/AL – DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO ESTADO DE ALAGOAS
ANTÔNIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA
casal.al.gov.br, ou apenas para consulta na sala CPL/CASAL, no horário comercial.
Este edital é exclusivo para Empresas de Pequeno Porte – EPP, Microempresas –
DITEAL - DIRETORIA DE TEATROS DO ESTADO DE ALAGOAS ME, Microempreendedor Individual – MEI.
SHEILA DIAB MALUF

EMATER – INSTITUTO DE INOVAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL Rosalva Medeiros Aleluia de Barros
ELIZEU JOSÉ RÊGO
Pregoeira/CASAL
FAPEAL - FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE ALAGOAS
FABIO GUEDES GOMES . .

IDERAL - INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E ABASTECIMENTO DE ALAGOAS


CEPAL - Companhia de Edição, Impressão
JOSÉ HELENILDO RIBEIRO MONTEIRO NETO e Publicação de Alagoas
IMA/AL – INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE ALAGOAS
GUSTAVO RESSURREIÇÃO LOPES COMPANHIA DE EDIÇÃO, IMPRESSÃO E PUBLICAÇÃO DE ALAGOAS -
CEPAL
INMEQ - INSTITUTO DE METROLOGIA E QUALIDADE DE ALAGOAS
ARISTEU JOSÉ LOPES CAVALCANTI
AVISO DE COTAÇÃO
IPASEAL SAÚDE - INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS SERVIDORES DO ESTADO DE ALAGOAS
JOSÉ EDIBERTO DE OMENA
A Companhia de Edição, Impressão e Publicação de Alagoas - CEPAL, torna pú-
ITEC – INSTITUTO DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO DO ESTADO DE ALAGOAS blico para os interessados, por meio do Departamento de Suprimentos, que a partir
JOSÉ LUCIANO DOS SANTOS JÚNIOR
da data desta publicação serão contados 05 (cinco) dias úteis para apresentação de
ITERAL - INSTITUTO DE TERRAS E REFORMA AGRÁRIA DE ALAGOAS propostas:
JAIME MESSIAS SILVA

IZP - INSTITUTO ZUMBI DOS PALMARES OBJETO: AQUISIÇÃO DE 200 (DUZENTOS) PACOTES DE COPOS DESCAR-
ROBERTO RIVELINO DE AMORIM TÁVEIS DE 180 ML.
LIFAL - LABORATÓRIO INDUSTRIAL FARMACÊUTICO DE ALAGOAS - S/A
SANDRA DO CARMO MENEZES As propostas de preços deverão ser enviadas através do endereço eletrônico: http://
PROCON - INSTITUTO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DE ALAGOAS
www.imprensaoficialal.com.br/licita/. Qualquer dúvida através do telefone (082)
GALBA NOVAIS DE CASTRO NETTO 3315-8316/ 8317, e-mail: comprascepal@gmail.com ou na sede da CEPAL situada 
à Av. Fernandes Lima S/N, Gruta de Lourdes – Maceió – Alagoas CEP: 57.055.000
SERVEAL – SERVIÇO DE ENGENHARIA DE ALAGOAS S/A
JOSÉ ERNESTO DE SOUZA FILHO – das 09:00 às 16h.
UNCISAL – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS
HENRIQUE DE OLIVEIRA COSTA Maceió, 24 de Maio de 2018.

UNEAL – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS


Sidney Bueno dos Santos
CLÉBIO CORREIA DE ARAÚJO – Vice-Reitor
Departamento de Suprimentos
64 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

. .
em favor do servidor:
DETRAN/AL - Departamento Estadual de JOSE CICERO DO NASCIMENTO
Transito do Estado de Alagoas Cargo: DIGITADOR- nível 0
CPF: 494.710.154-72
PORTARIA Nº 567/2018-GABDP RG: 000000000596120 SSP AL
Matrícula: 86305
O DIRETOR PRESIDENTE DO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSI- N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s)
TO DE ALAGOAS – DETRAN/AL, no uso das atribuições e prerrogativas legais VALOR UNITÁRIO: R$ 60,00 (sessenta reais)
previstas no Art. 2º da Lei nº 6.300 de 04 de abril de 2002 c/c Decreto Estadual nº
VALOR TOTAL: R$ 30,00 (trinta reais)
5.879/2010,
PERÍODO: de 12/05/2018 até 12/05/2018
Considerando os deveres e obrigações assumidas pelos Centros de Formação de
DESTINO: Arapiraca/AL
Condutores – CFC’s junto a esta Autarquia, com esteio no Edital de Credenciamen-
OBJETIVO: Aulão em Arapiraca.
to publicado regularmente no DOE/AL;
Considerando que a manutenção dos serviços de monitoramento das aulas minis- As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de Tra-
tradas pelos CFC’s é uma postura obrigatória por estes Centros, que tem o objetivo balho - 06.131.0221.4194 - Implementação das Ações de Educação p/ o Trânsito,
de melhorar os serviços e corroborar na publicidade dos atos administrativos; DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado
Considerando as diversas denúncias recebidas por esta Autarquia, dando conta de - Fonte 0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente.
que os aparelhos de monitoramento inseridos nos CFC’s estão parando de funcio- DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS,
nar causando prejuízo a fiscalização por parte do DETRAN/AL, em consequência a Maceió/AL, 16 maio de 2018.
todos os alunos que assistem as aulas e, por conseguinte, na conclusão do processo
para obtenção de CNH; ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA
Considerando ainda a necessidade de regular tais situações a fim de evitar prejuízos DIRETOR-PRESIDENTE
maiores a alunos e a toda a sociedade, RESOLVE:
Art. 1º Determinar que, no caso de desligamento ou não funcionamento dos equi- PORTARIA/DETRAN Nº 580/2018 – GABDP
pamentos de monitoramento de vídeo das aulas dos CFC’s, causados por motivos
injustificáveis, será o CFC suspenso de suas atividades pelo prazo de 8 (oito) dias, O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento
sem prejuízo da abertura do processo administrativo disciplinar. no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22
Art. 2º Em caso de reincidência da infração constante no art. 1º, a suspensão será de abril de 2010, e no Processo nº 5101 5480/2018, RESOLVE conceder diárias
ampliada de 30 (trinta) dias. em favor do servidor:
Art. 3º Nos casos de infrações com condição de relevância, tais como falsidade UBIRAJARA PEREIRA DOS SANTOS
documental e eventual inserção de dados falsos no sistema (abertura de aulas sem Cargo: SERVICOS GERIAS- nível 0
a presença do aluno, ou ainda, com o veículo parado na sede do CFC com aula CPF: 348.337.494-91
prática em curso), a suspensão do CFC se dará a partir da constatação do fato pela RG: 000000000577365 SSP AL
equipe de fiscalização, independentemente da abertura de Processo Administrativo Matrícula: 538
contra o CFC.
N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s)
Art. 4º Diante da grande quantidade de CFC’s credenciados junto ao DETRAN/AL,
VALOR UNITÁRIO: R$ 60,00 (sessenta reais)
da grande quantidade de Processos de Credenciamento em andamento sob análi-
VALOR TOTAL: R$ 30,00 (trinta reais)
se, e ainda, diante da grande quantidade de Processos Administrativos envolvendo
PERÍODO: de 12/05/2018 até 12/05/2018
CFC’s, determino a suspensão do Edital de Credenciamento de CFC’s nº 001/2016,
DESTINO: Arapiraca/AL
pelo prazo de 3 (três) meses, a contar da publicação desta Portaria.
Art. 5° Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. OBJETIVO: Aulão em Arapiraca.
Gabinete do Diretor Presidente, Maceió, de 23 de maio de 2018. As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de Tra-
balho - 06.131.0221.4194 - Implementação das Ações de Educação p/ o Trânsito,
ANTONIO CARLOS GOUVEIA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado
DIRETOR-PRESIDENTE - Fonte 0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente.
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS,
PORTARIA/DETRAN Nº 578/2018 – GABDP Maceió/AL, 16 maio de 2018.

O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA
no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22 DIRETOR-PRESIDENTE
de abril de 2010, e no Processo nº 5101 5480/2018, RESOLVE conceder diárias
em favor da servidora: PORTARIA/DETRAN Nº 631/2018 – GABDP
CARLA CABUS BATISTA SANTOS
Cargo: ASSISTENTE DE TRANSITO- nível 2 O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento
CPF: 757.783.944-20 no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22
RG: 002001001271827 SSP AL de abril de 2010, e no Processo nº 5101 6135/2018, RESOLVE conceder diárias
Matrícula: 863626 em favor do servidor:
N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s) MAURICIO GUTEMBERG OLIVEIRA DOS SANTOS
VALOR UNITÁRIO: R$ 80,00 (oitenta reais) Cargo: ASSESSOR TECNICO- nível AST-1
VALOR TOTAL: R$ 40,00 (quarenta reais) CPF: 103.335.404-09
PERÍODO: de 12/05/2018 até 12/05/2018 RG: 000000033987386 SEDS AL
DESTINO: Arapiraca/AL
Matrícula: 116
OBJETIVO: Aulão em Arapiraca.
N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s)
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de Tra-
VALOR UNITÁRIO: R$ 70,00 (setenta reais)
balho - 06.131.0221.4194 - Implementação das Ações de Educação p/ o Trânsito,
VALOR TOTAL: R$ 35,00 (trinta e cinco reais)
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado
- Fonte 0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente. PERÍODO: de 16/05/2018 até 16/05/2018
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS, DESTINO: Atalaia/AL
Maceió/AL, 16 maio de 2018. OBJETIVO: Visita técnica à CIRETRAN localizada no município de Atalaia/AL.
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de
ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA Trabalho - 06.122.0004.2438 - Manutenção das Atividades Operacionais, DEPAR-
DIRETOR-PRESIDENTE TAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado - Fonte
0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente.
PORTARIA/DETRAN Nº 579/2018 – GABDP DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS,
O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento Maceió/AL, 21 maio de 2018.
no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22 ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA
de abril de 2010, e no Processo nº 5101 5480/2018, RESOLVE conceder diárias DIRETOR-PRESIDENTE
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 65
PORTARIA/DETRAN Nº 632/2018 – GABDP PORTARIA/DETRAN Nº 639/2018 – GABDP
O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento
no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22 no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22
de abril de 2010, e no Processo nº 5101 6135/2018, RESOLVE conceder diárias de abril de 2010, e no Processo nº 5101 6182/2018, RESOLVE conceder diárias
em favor do servidor: em favor do servidor:
CARLOS HENRIQUE TEOBALDO DE ALMEIDA PERICLES ALMEIDA DE ARAUJO
Cargo: ASSESSOR TECNICO- nível AST-2 Cargo: PROGRAMADOR- nível 0
CPF: 700.484.524-91 CPF: 164.144.974-87
RG: 000000012303989 RGPM AL RG: 000000000306387 SSP AL
Matrícula: 8729 Matrícula: 446
N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s) N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s)
VALOR UNITÁRIO: R$ 70,00 (setenta reais) VALOR UNITÁRIO: R$ 60,00 (sessenta reais)
VALOR TOTAL: R$ 35,00 (trinta e cinco reais) VALOR TOTAL: R$ 30,00 (trinta reais)
PERÍODO: de 16/05/2018 até 16/05/2018 PERÍODO: de 18/06/2018 até 18/06/2018
DESTINO: Atalaia/AL DESTINO: Arapiraca/AL
OBJETIVO: Visita técnica à CIRETRAN localizada no município de Atalaia/AL. OBJETIVO: O servidor Péricles Almeida de Araújo, precisará se deslocar na data
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de 18/05/2018 ao Município de Arapiraca 5ª CIRETRAN, onde irá realizar o serviço
Trabalho - 06.122.0004.2438 - Manutenção das Atividades Operacionais, DEPAR- de manutenção do relógio.
TAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado - Fonte As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de
0291, Elemento de Despesa 339015, do Orçamento Vigente. Trabalho - 06.122.0004.2001 - Manutenção das Atividades do Órgão, DEPAR-
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS, TAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado - Fonte
Maceió/AL, 21 maio de 2018. 0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente.
ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS,
DIRETOR-PRESIDENTE Maceió/AL, 22 maio de 2018.

PORTARIA/DETRAN Nº 637/2018 – GABDP ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA


O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento DIRETOR-PRESIDENTE
no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22
de abril de 2010, e no Processo nº 5101 6073/2018, RESOLVE conceder diárias DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS
em favor do servidor: AVISO DE COTAÇÃO Nº 25/2018
ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA SOUZA
Cargo: ASSISTENTE DE TRANSITO- nível 2 O Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Alagoas - DETRAN/AL, por
CPF: 034.035.754-11 intermédio da Chefia de Aquisição, informa que está recebendo cotações para o
RG: 000000001531448 SSP AL processo e objeto abaixo descrito:Processo nº: 5101.004366/2018OBJETO: AQUI-
Matrícula: 863596 SIÇÃO DE GERADOR DE ENERGIA PARA LEI SECA.Prazo para envio de
N° DE DIÁRIAS: 0,5 ( e meia) diária(s) proposta: 05 (cinco) dias úteis, a partir desta publicação, devendo os interessados
VALOR UNITÁRIO: R$ 80,00 (oitenta reais) enviar a proposta de preços para a Chefia de Aquisição, Prédio da Superintendência
VALOR TOTAL: R$ 40,00 (quarenta reais) Administrativa - DETRAN/AL das 08h00min às 14h00min ou através dos e-mails:
PERÍODO: de 25/05/2018 até 25/05/2018 aquisicao@detran.al.gov.br/detranalcompras@hotmail.com. Maiores informações
DESTINO: Penedo/AL entrar em contato (82) 3315-2304/3315-2347.
OBJETIVO: Desempenhar atividades da Chefia de Correição e Comissão de CFC .
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de Rafael Souza Fonseca
Trabalho - 06.122.0004.2438 - Manutenção das Atividades do Órgão, DEPAR- Chefia de Aquisição – DETRAN/AL
TAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado - Fonte
0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente. EXTRATO DO 2° TERMO ADITIVO AO CONTRATO
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS, Nº 18/2016/DETRAN-AL
Maceió/AL, 22 maio de 2018.
Processo Administrativo: 5101-01608/2016-DETRAN-AL. Procedimento licita-
ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA tório: Pregão Eletrônico AMGESP nº 12.115/2014 do qual resultou
DIRETOR-PRESIDENTE a ARP AMGESP n° 009/2015, sendo o DETRAN órgão partici-
pante. CONTRATANTE: DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE
PORTARIA/DETRAN Nº 638/2018 – GABDP ALAGOAS – DETRAN/AL, CNPJ n° 04.302.189/0001-28, situado
O DIRETOR-PRESIDENTE, no uso de suas atribuições legais, com embasamento na Av. Menino Marcelo, n° 99, Cidade Universitária, Maceió/AL, CEP:
no (a) Art. 2º. da Lei nº 6.300, de 04 de abril de 2002, c/c Decreto n° 5.879, de 22 57.073-470, representado neste ato pelo seu Diretor Presidente, Sr.
de abril de 2010, e no Processo nº 5101 5687/2018, RESOLVE conceder diárias ANTÔNIO CARLOS GOUVEIA, CPF n.º 678.949.334-49; CONTRATADA: Em-
em favor do servidor: presa GIBBOR BRASIL PUBLICIDADE E PROPAGANDA LTDA-EPP, CNPJ nº
GERALDO DA ROCHA 08.329.433/0001-05, situada na Av. Barão de Itapura, nº 2294, salas 15
Cargo: OPERADOR DE COMPUTADOR- nível 0 e 16, Ed. Montpellier, Jardim Guanabara, Campinas/SP, CEP.: 13.073-300, repre-
CPF: 208.041.054-72 sentada neste ato pelo seu sócio, Sr. ALEXANDRE DA SILVA BANDETINI, CPF:
RG: 000000000369646 SSP AL 163.813.638-60; GESTOR DO CONTRATO: Sr. Lourenço Leirias
Matrícula: 796 Junior, Mat. 8739-4; Objeto do contrato: a contratação dos serviços de publicação
N° DE DIÁRIAS: 1,5 (um e meia) diária(s) em Diário Oficial da União, que serão prestados nas condições estabelecidas
VALOR UNITÁRIO: R$ 60,00 (sessenta reais) no Edital do Pregão Eletrônico AMGESP nº 12.115/2014, e na proposta nele
VALOR TOTAL: R$ 90,00 (noventa reais) vencedora e ATA de Registro de Preços nº 009/2015; Data da assinatura do con-
PERÍODO: de 17/05/2018 até 18/05/2018 trato: 17.05.2016; Prazo de vigência do contrato: 12 meses contados da data da
DESTINO: Delmiro Gouveia/AL publicação de seu extrato no Diário Oficial do Estado; Data de início da execução
OBJETIVO: Refazer a instalação do atendimento com assentamento dos abafado- do contrato: da data da publicação de seu extrato no Diário Oficial do Estado; Data
res entre os balcões e instalação do relógio de ponto. de término da execução do contrato: 12 meses contados da data da publicação de
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de seu extrato no Diário Oficial do Estado; VALOR DO CONTRATO: O valor total
Trabalho - 06.122.0004.2001 - Manutenção das Atividades do Órgão, DEPAR- estimado é de R$ 28.675,50 (vinte e oito mil, seiscentos e setenta e cinco reais e
TAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS - Todo Estado - Fonte cinquenta centavos); P.A 2º TERMO ADITIVO: 5101-19036/2017; OBJETO DO
0291, Elemento de Despesa 339014, do Orçamento Vigente. ADITIVO: Prorrogar o prazo de vigência do Contrato nº 18/2016 por
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO DE ALAGOAS, mais 12 (doze) meses; DATA DA ASSINATURA: 17/05/2018; DATA DO INÍCIO
Maceió/AL, 22 maio de 2018. DA EXECUÇÃO DO ADITIVO: 20/05/2018; DATA DO TÉRMINO DA EXE-
CUÇÃO DO ADITIVO: 19/05/2019; DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: Fonte dos
ANTONIO CARLOS FREITAS MELRO DE GOUVEIA Recursos: 0291; Programa de Trabalho: 06.122.0004.2001; Elemento de Despesa:
DIRETOR-PRESIDENTE 3.3.90.39; Signatários acima mencionados.
66 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

. .
de Pregão Eletrônico n.º AMGESP 10.628/2017, objetivando o Registro de Preços
para futura e eventual aquisição de Correlatos (05) - PLS Nº 181/2016 – EXCLU-
INMEQ - Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas
SIVA ME E EPP, que teve como vencedoras as empresas: BIODAG DIAGNOS-
TICA E HOSPITALAR LTDA - EPP, CNPJ: 20.273.404/0001-66, para os itens
PORTARIA Nº 008/2018 de 21 de maio de 2018. 02 e 05 no valor total de R$ 33.279,78 (trinta e três mil, duzentos e setenta e nove
reais e setenta e oito centavos), MEDTECH IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO &
O Diretor Presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas, ARISTEU DISTRIBUIÇÃO LTDA-ME, CNPJ: 17.681.742/0001-22, para os itens 06 e 07,
JOSÉ LOPES CAVALCANTI, no exercício do cargo de Diretor Presidente e o Di- no valor total de R$ 16.797,50 (dezesseis mil, setecentos noventa e sete reais e cin-
retor Presidente da Agência de Modernização da Gestão de Processos – AMGESP quenta centavos), CRUZEL COMERCIAL LTDA - EPP, CNPJ: 19.877.178/0001-
no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Lei nº 7.986, de 23 de janeiro de 43, para os itens 09 e 10, no valor total de R$ 61.183,34 (sessenta e um mil, cento
2018, que aprova o Orçamento Anual do Estado para o exercício de 2018, confor- e oitenta e três reais e trinta e quatro centavos), B2G MEDICAL COMERCIO DE
me publicado no Diário Oficial do Estado de Alagoas em 5 de fevereiro de 2018, PRODUTOS MEDICOS E CIRURGICOS LTDA, CNPJ: 22.808.990/0001-21,
que aprova o Quadro de Detalhamento das Despesas – QDD e o Decreto nº 57.404 para o item 12, no valor total de R$ 11.173,98 (onze mil, cento e setenta e três reais
de 31 de janeiro de 2018, que dispõe sobre a Descentralização da Execução de e noventa e oito centavos), RAPHAEL GONÇALVES NICESIO – EPP, CNPJ:
Créditos Orçamentários, RESOLVEM: 22.654.814/0001-82, para o item 13, no valor total de R$ 22.295,20 (vinte e dois
Art 1º Descentralizar a execução do(s) créditos(s) orçamentário(s) na forma a mil, duzentos e noventa e cinco reais e vinte centavos).
seguir especificada: Total de itens adjudicados: R$ 144.729,80 (cento e quarenta e quatro mil, setecen-
I- Objeto: Para liberação da cota de combustível utilizada pelo Instituto de Metro- tos e vinte nove reais e oitenta centavos).
logia e Qualidade de Alagoas – INMEQ/AL para que a AMGESP possa proceder
ao pagamento. PUBLIQUE-SE
II- Vigência: data de início: 01/06/2018 término: 01/06/2019
III- DE/Concedente: EM SEGUIDA, remetam-se os autos à Superintendência de Licitações e Controle
INSTITUTO DE METROLOGIA E QUALIDADE DE ALAGOAS – INMEQ/AL de Registro de Preços desta Agência para formalização das Atas de Registro de
UO: 16537 Preços.
UG: 520537
IV- PARA/Executante: Vale ressaltar, para os devidos fins, que a aquisição de Correlatos (05) - PLS Nº
AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP 181/2016 – EXCLUSIVA ME E EPP, destes autos se destina a atender as neces-
UO: 13548 sidades da Administração Pública através de processo Licitatório, bem como pelo
UG: 410548 Sistema de Registro de Preços, por conseguinte, não se aplicado, no caso concreto,
V- CRÉDITO a suspensão prevista no art.43 do Decreto Estadual nº 57.404/2018, por se tratar de
PT: 22.122.0004.2001 aquisição de Correlatos (05) - PLS Nº 181/2016 – EXCLUSIVA ME E EPP.
Natureza de Despesa: 339030
Fonte: 011 Gabinete da Presidência, em Maceió, 23 de Maio de 2018.
Valor: Anual – 105.000,00 (cento e cinco mil reais) Mensal – 8.750,00 (oito mil
setecentos e cinquenta reais) Wagner Morais de Lima
Art 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as Diretor-Presidente
disposições em contrário.
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 4105-644/2017
Dê-se ciência, TERMO DE HOMOLOGAÇÃO
Publique-se e
Cumpra-se. Com fundamento no DESPACHO PGE/PLIC Nº 882/2018, à fls. 399, aprovado
pelo DESPACHO PGE-PLIC-CD N° 1509/2018, à fls. 400, emitido pela douta
ARISTEU JOSÉ LOPES CAVALCANTI Procuradoria Geral do Estado de Alagoas, bem como, nos poderes que me foram
Diretor Presidente do INMEQ/AL conferidos pelo Decreto nº 33.860, de 18 de Junho de 2014, publicado no Diário
Oficial do Estado em 20/06/2014, no qual alterou o art. 7º, § 3º, I do Decreto Esta-
WAGNER MORAIS DE LIMA dual nº 1.424/2009, HOMOLOGO o procedimento licitatório realizado sob a mo-
Diretor Presidente da AMGESP dalidade Pregão Eletrônico N.º AMGESP 12.430/2017, objetivando o Registro de
Preços para futura e eventual AQUISIÇÃO de Medicamentos - PLS Nº 070/2017
. .
– EXCLUSIVO ME E EPP, que teve como vencedora a empresa: MEDICAH CO-
UNCISAL - Universidade Estadual de MÉRCIO DE MEDICAMENTOS EIRELI EPP, CNPJ: 11.195.977/0001-28, para
Ciências da Saúde de Alagoas os itens 02, no valor total de R$ 2.014,38 (dois mil e quatorze reais e trinta e oito
centavos), para o item 03, no valor total de R$ 9.834,00 (nove mil, oitocentos e
AVISO DE COTAÇÃO DE PREÇOS trinta e quatro reais), para o item 05, no valor total de R$ 6.174,80 (seis mil, cento
A UNCISAL, por meio do Serviço de Cotação de Preços SOLICITA DAS EM- e setenta e quatro reais e oitenta centavos), para o item 06, no valor total de R$
PRESAS ORÇAMENTO PARA VENDAS DE AVIAMENTOS, referente ao so- 693,15 (seiscentos e noventa e três reais e quinze centavos), para o item 07, no va-
licitado no processo n° 41010- 6267/2018 disponível no setor de cotação (tercei- lor total de R$ 3.400,44 (três mil e quatrocentos reais e quarenta e quatro centavos),
ro andar do prédio sede desta Universidade). As propostas deverão ser entregues para o item 08, no valor total de R$ 700,90 (setecentos reais e noventa centavos).
no referido setor, ou através do e-mail: cotacoes@uncisal.edu.br no prazo de 05 Total de itens adjudicados: 22.817,67 (vinte e dois mil, oitocentos e dezessete reais
(cinco) dias úteis, a contar da sua publicação. Maiores esclarecimentos, entrar em e sessenta e sete centavos).
contato através do fone (82) 3315-6790.
Maceió, 23 de maio de 2018. PUBLIQUE-SE
Anthony Menezes Oliveira - Gestor do Setor de Cotação
EM SEGUIDA, remetam-se os autos à Superintendência de Licitações e Controle
.
de Registro de Preços desta Agência para formalização das Atas de Registro de
AMGESP - Agência de Modernização Preços.
da Gestão de Processos
Vale ressaltar, para os devidos fins, que a aquisição de Medicamentos - PLS Nº
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 4105-033/2017 070/2017 – EXCLUSIVO ME E EPP, destes autos se destina a atender as neces-
sidades da Administração Pública através de processo Licitatório, bem como pelo
TERMO DE HOMOLOGAÇÃO Sistema de Registro de Preços, por conseguinte, não se aplicado, no caso concreto,
a suspensão prevista no art.43 do Decreto Estadual nº 57.404/2018, por se tratar de
Com fundamento no DESPACHO PGE/PLIC Nº 907/2018, à fls. 562, aprovado aquisição de Medicamentos - PLS Nº 070/2017 – EXCLUSIVO ME E EPP.
pelo DESPACHO PGE-PLIC-CD N° 1550/2018, à fls. 563, emitido pela douta Pro-
curadoria Geral do Estado de Alagoas, bem como, nos poderes que me foram con- Gabinete da Presidência, em Maceió, 22 de Maio de 2018.
feridos pelo Decreto nº 33.860, de 18 de Junho de 2014, publicado no Diário Ofi-
cial do Estado em 20/06/2014, no qual alterou o art. 7º, § 3º, I do Decreto Estadual Wagner Morais de Lima
nº 1.424/2009, HOMOLOGO o procedimento licitatório realizado sob a modalida- Diretor-Presidente
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 67
RESULTADO DA LICITAÇÃO ITEM 02: Valor unitário R$ 9,7083 (nove reais, sete mil e oitenta e três décimos
de centavos);
PREGÃO ELETRÔNICO N.º AMGESP-10.254/2018 Valor global: R$ 1.165,00 (mil e cento e sessenta e cinco reais).
Processo nº 4105-198/2017 ITEM 03: Valor unitário R$ 19,7222 (dezenove reais e sete mil duzentos e vinte
e dois décimos de centavos);
OBJETO: Aquisição de medicamentos, destinados ao atendimento das carências da Valor global: R$ 2.130,00 (dois mil e cento e trinta reais).
Administração Publica – PLS 10/2017.
Valor total: R$ 3.295,00 (três mil e duzentos e noventa e cinco reais).
PROPOSTAS VENCEDORAS
Valor total dos itens adjudicados: R$ 3.394,00 (três mil e trezentos e noventa e
Item 16
quatro reais).
EMPRESA
PRÓ SAÚDE DIST. DE MEDICAMENTOS Maceió, 23 de maio de 2018.
CNPJ: 08.676.370/0001-55
Item 16: Valor unitário R$ 8,99 (oito reais e noventa e nove centavos); Valor total Marcelle Mariza da Mota Souza
dos itens: R$ 5.079,35 (Cinco mil e setenta e nove reais e trinta e cinco centavos). Pregoeira

Item 06,07 e 10 RESULTADO DA LICITAÇÃO


EMPRESA
MERCATIL BERRETO COM. DE PRODUTOS E SUP. LTDA-ME PREGÃO ELETRÔNICO N.º AMGESP- 10.247/2018
CNPJ: 15.031.173/0001-44 Processo nº 2102-012/2018
Item 06: Valor unitário R$ 0,25 (Vinte e cinco centavos); valor total do item: R$
9.577,00 (Nove mil quinhentos e setenta e sete reais); OBJETO: Aquisição de sacos plásticos para lixo, destinados a Perícia Oficial do
Item 07: Valor unitário R$ 0,09 (Nove centavos); valor total do item: R$ 341,10 Estado de Alagoas.
(Trezentos e quarenta e um reais e dez centavos);
Item 13: 0,25 (vinte e cinco centavos); valor total do item: R$ 2.165,00 (Dois mil PROPOSTAS VENCEDORAS:
cento e sessenta e cinco reais);
Valor total dos itens: R$ 12.083,10 (Doze mil oitenta e três reais e dez centavos). Item 01:
EMPRESA
Item 01,03,04,05
MRB DISTRIBUIDORA DE ACESSORIOS EMPRESARIAIS EIRELI
EMPRESA CNPJ: 12.183.082/0001-36
LOGER DISTRIBUIDORA
CNPJ: 27.600.270/0001-90 ITEM 01: Valor unitário R$ 9,90 (nove reais e noventa centavos);
Item 01: Valor unitário R$ 0,11 (onze centavos); valor total do item: R$ 1.552,10 Valor global: R$ 99,00 (noventa e nove reais).
(Um mil quinhentos e cinquenta e dois reais e dez centavos);
Item 03: 0,72 (setenta e dois centavos); valor total do item: R$ 5.544,00 (Cinco Valor total: R$ 99,00 (noventa e nove reais).
mil quinhentos e quarenta e quatro reais);
Item 04: 0,53 (Cinquenta e três centavos); valor total do item: R$ 3.816,00 (Três Itens 02 e 03:
mil oitocentos dezesseis reais); EMPRESA
Item 05: 0,84 (oitenta e quatro centavos); valor total do item: R$ 8.064,00 (Oito
mil e sessenta e quatro reais); MSG MACEIO SERVICOS GERAIS EIRELI
Valor total dos itens: R$ 15.520,10 (Quinze mil quinhentos e vinte reais e dez CNPJ: 26.107.419/0001-30
centavos). ITEM 02: Valor unitário R$ 9,7083 (nove reais, sete mil e oitenta e três décimos
de centavos);
Valor total adjudicado R$ 32.682,55 (duzentos e trinta e seis mil quatrocentos e Valor global: R$ 64.210,57 (sessenta e quatro mil duzentos e dez reais e cinquen-
vinte e quatro reais e quarenta e cinco centavos). ta e sete centavos).
ITEM 03: Valor unitário R$ 19,7222 (dezenove reais e sete mil duzentos e vinte
Maceió, 23 de maio de 2018.
e dois décimos de centavos);
Valor global: R$ 2.130,00 (dois mil e cento e trinta reais).
Washington Luiz Costa Júnior
Pregoeiro Valor total: R$ 3.295,00 (três mil e duzentos e noventa e cinco reais).

RESULTADO DA LICITAÇÃO Valor total dos itens adjudicados: R$ 3.394,00 (três mil e trezentos e noventa e
quatro reais).
PREGÃO ELETRÔNICO N.º AMGESP- 10.247/2018
Processo nº 2102-012/2018 Maceió, 23 de maio de 2018.

OBJETO: Aquisição de sacos plásticos para lixo, destinados a Perícia Oficial do Marcelle Mariza da Mota Souza
Estado de Alagoas. Pregoeira

PROPOSTAS VENCEDORAS: RESULTADO DA LICITAÇÃO

Item 01: PREGÃO ELETRÔNICO N.º AMGESP-10.239/2018


EMPRESA Processo nº 4105-791/2017
MRB DISTRIBUIDORA DE ACESSORIOS EMPRESARIAIS EIRELI
CNPJ: 12.183.082/0001-36 OBJETO: RP – Aquisição de material elétrico (07) PLS Nº 193/2016 (COTA RE-
ITEM 01: Valor unitário R$ 9,90 (nove reais e noventa centavos); SERVADA), destinado a Administração Pública Estadual.
Valor global: R$ 99,00 (noventa e nove reais).
Valor total: R$ 99,00 (noventa e nove reais). PROPOSTA VENCEDORA

Itens 02 e 03: Itens 02 e 03:


EMPRESA EMPRESA
MSG MACEIO SERVICOS GERAIS EIRELI COMERCIAL NOVO HORIZONTE LTDA
CNPJ: 26.107.419/0001-30 CNPJ: 20.129.155/0001-30
68 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

ITEM 02: Valor unitário: R$ 55,38 (cinquenta e cinco reais e trinta e oito cen- MERCANTIL BARRETO COMERCIAL DE PRODUTOS HOSPITALARES
tavos); E SUPRIMENTOS LTDA - ME
Valor global: R$ 64.130,04 (sessenta e quatro mil cento e trinta reais e quatro
centavos). CNPJ: 15.031.173/0001-44
ITEM 03: Valor unitário: R$ 55,38 (cinquenta e cinco reais e trinta e oito cen- ITEM 06: Valor unitário R$ 0,25 (vinte e cinco centavos); Valor total do item: R$
tavos); 9.577,00 (nove mil quinhentos e setenta e sete reais).
Valor global: R$ 21.321,30 (vinte e um mil trezentos e vinte e um reais e trinta ITEM 07: Valor unitário R$ 0,09 (nove centavos); Valor total do item: R$ 341,10
centavos). (trezentos e quarenta e um reais e dez centavos).
Valor total: 85.451,34 (oitenta e cinco mil e quatrocentos e cinquenta e um reais ITEM 13: Valor unitário R$ 0,25 (vinte e cinco centavos); Valor total do item: R$
e trinta e quatro centavos) 2.165,00 (dois mil cento e sessenta e cinco reais).

Valor total dos itens adjudicados: R$ 85.451,34 (oitenta e cinco mil e quatrocentos Item 16
e cinquenta e um reais e trinta e quatro centavos). EMPRESA
DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS PRÓ SAÚDE LTDA
Maceió, 23 de maio de 2018.
CNPJ: 08.676.370/0001-55
ITEM 16: Valor unitário R$ 8,99 (oito reais e noventa e nove centavos); Valor to-
Priscilla Mayara Santiago Padilha tal do item: R$ 5.079,35 (cinco mil setenta e nove reais e trinta e cinco centavos).
Assessora Técnica de Pregão
Valor total dos itens adjudicados: R$ 32.682,55 (trinta e dois mil seiscentos e oiten-
RESULTADO DA LICITAÇÃO ta e dois reais e cinquenta e cinco centavos).

Maceió, 23 de maio de 2018.


PREGÃO ELETRÔNICO N.º AMGESP-10.254/2018
Processo nº 4105-198/2017 Washington Luiz Costa Junior
OBJETO: RP – AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS (10) – PLS Nº 010/2017 Pregoeiro

PROPOSTAS VENCEDORAS RESULTADO DA LICITAÇÃO


Item 01, 03, 04, 05
PREGÃO ELETRÔNICO N.º SESAU-10.206/2018
EMPRESA Processo nº 2000-23852/2016
LOGER DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS E MATERIAIS HOSPI- OBJETO: AQUISIÇÃO DE PAPAGAIO EM AÇO INOXIDÁVEL
TALARES EIRELI - EPP
PROPOSTAS VENCEDORAS
CNPJ: 27.600.270/0001-90 Item 01
ITEM 01: Valor unitário R$ 0,11 (onze centavos); Valor total do item: R$
1.552,10 (um mil quinhentos e cinquenta e dois reais e dez centavos). EMPRESA
ITEM 03: Valor unitário R$ 0,72 (setenta e dois centavos); Valor total do item: R$ ROCHA MOREIRA EQUIPAMENTOS MÉDICOS EIRELI CNPJ:
5.544,00 (cinco mil quinhentos e quarenta e quatro reais). 26.342.270/0001-74
ITEM 04: Valor unitário R$ 0,53 (cinquenta e três centavos); Valor total do item:
R$ 3.816,00 (três mil oitocentos e dezesseis reais). ITEM 01: Valor unitário R$ 64,33 (sessenta e quatro reais e trinta e três centa-
ITEM 05: Valor unitário R$ 0,48 (quarenta e oito centavos); Valor total do item: vos); Valor total do item: R$19.300,00 (dezenove mil e trezentos reais).
R$ 4.608,00 (quatro mil seiscentos e oito reais).
Valor total dos itens adjudicados: R$ R$19.300,00 (dezenove mil e trezentos reais).
Item 06, 07, 13
Washington Luiz Costa Junior
EMPRESA Pregoeiro

*EXTRATO DO 1º TERMO DE APOSTILAMENTO A ATA DE REGISTRO DE PREÇO AMGESP Nº 179/2018, CELEBRADO ENTRE O ESTADO DE ALAGOAS,
ATRAVÉS DA AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS - AMGESP E A EMPRESA JN-MAXIMEDI COMÉRCIO DE PRODUTOS HOS-
PITALARES LTDA.
Processo: 4105-670/2017
Processo Licitatório: Pregão Eletrônico N° AMGESP – 10.509
Extrato: nº 493/2018
CONTRATANTE: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, com sede na Rua Manoel Maia Nobre, nº 281, CEP 57.050-120,
Farol, Maceió/AL, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu Diretor Presidente Wagner Morais de Lima, nomeado pelo Decreto
nº 43.218, publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas de 01/09/2015, inscrito no CPF sob o nº 041.820.524-80;
CONTRATADA: JN-MAXIMEDI COMERCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA, CNPJ: 18.279.039/0001-55, IE: 90635364-47, sediada na Rua Delfino Dias
do Prado, nº 513, Jardim Maria Luiza, CEP: 85.819-650, Cascavel-PR, tel.: (45) 3222-8804, e-mail: licitacao@maximedi.com.br, representada por seu representante
legal, Sra. Nathielli Garbin Bertoglio, portadora do CPF: 045.580.849-00 e RG: 8.511.684-3 SSP/PR.;
Objeto do 1º Termo de Apostilamento: Lavramos o presente termo de apostilamento para modificar o valor unitário do item 10 da Ata de Registro de Preços AMGESP Nº
179/2018, PREGÃO ELETRÔNICO N.º AMGESP – 10.509/2017, passando a mesma a ter a seguinte redação:

Marca/ Fabri- Valor Unitá-


Item Especificação Unidade Quantidade ValorTotal R$
cante rio R$
10 CAPOTE COM MANGA LONGA DESCARTÁVEL - DESCRIÇÃO: confeccio- ANADONA UND 7.194 1,41 10.143,54
nado em não tecido SMS (100% em polipropileno) não estéril, atóxico, hipoalergê-
nico, gramatura mínima 50g/m², tamanho único, sem velcro, punhos em tecido de
algodão sanfonado (entre 2 e 3 cm), aberto nas costas, frente fechada com par de
tiras resistentes para fechamento posterior no decote e cintura, acabamento em over-
lock; APLICAÇÃO: utilizado para procedimentos NÃO cirúrgicos; com número do
lote, data fabricação/validade e procedência, registro na ANVISA e/ou Ministério da
Saúde; UNIDADE DE COMPRA: unidades; UNIDADE DE FORNECIMENTO:
unidades.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 69
Base Legal: Para constar e surtir seus efeitos jurídicos, lavra-se o presente termo de apostilamento, com base no § 8º do artigo 65 da Lei Federal nº 8.666/93, sendo uma
cópia juntada ao processo licitatório.
*REPUBLICADO POR INCORREÇÃO*
EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 346/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MATERIAL
DE LIMPEZA (SACOS PLASTICOS)– PLS Nº 092-2016, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A
EMPRESA 2S SANTOS E SILVA LTDA.
PROCESSO: 4105-1061/2016
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.225/2018
ATA DE RP Nº 346/2018
EXTRATO: Nº 504/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: 2S SANTOS E SILVA LTDA, CNPJ:41.168.345/0001-36, sediada na Av. Muniz Falcão nº 60, Barro Duro, Maceió – AL, CEP: 57045-
000, tel.: 82 3028-3739, e-mail: bigbril@outlook.com, representada por seu representante legal, Sr. Genivaldo Santos de Jesus, portador do CPF nº343.938.385-72 e RGº
526940.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE LIMPEZA (SACOS PLASTICOS)– PLS Nº 092-2016;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 22.570,00 (vinte e dois mil e quinhentos e setenta reais)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca Valor
Unida- Quanti-
Item Especificação Mo- unitário Valor Total R$
de dade
delo R$
01 SACO PLÁSTICO EM ROLO, transparente, picotado, boca aberta, solda fundo, fáceis de New Rolo 1220 18,50 22.570,00
separar e abrir, produzidos 100% material virgem, próprio para armazenamento de alimentos, Plast
dim. 12cmX24cm; cap. 1/2KG. Rolo c/ 1000 unidades. Tolerância de até 3cm para mais ou
para menos nas medidas dos produtos.

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM AMGESP CBM CEDEC FUNERC PM SEDUC SELAJ


01 5
30 5 50 100 10 10
(EXCLUSIVO)

ITEM SESAU UNCISAL TOTAL


01
560 450 1220
(EXCLUSIVO)

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 333/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE GÊNEROS
ALIMENTÍCIOS (EMBUTIDOS E FRIOS) –PLS Nº 052/2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS
E A EMPRESA L. CARLOS LINS DE LIMA.
PROCESSO: 4105-622/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.211/2018
ATA DE RP Nº 333/2018
EXTRATO: Nº 505/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: L. CARLOS LINS DE LIMA, CNPJ/MF: 03.719.446/0001-69, Inscrição: 24839913-6, localizado na Av. Comendador Leão, nº 1471,
Poço, Maceió/AL, contatos: (82) 3202-6822/ 9982-8578, e-mail: l.carloslins@hotmail.com, representante legal, Luiz Carlos Lins de Lima portador do RG nº 699.818 e
inscrito no CPF sob nº 469.509.584-04.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS (EMBUTIDOS E FRIOS) –PLS Nº 052/2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 24.145,72 (vinte e quatro mil, cento e quarenta e cinco reais e setenta e dois centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO

Quanti- Unidade de Valor


Item Especificação Marca Valor Total
dade compra Unitário

01 EMPANADO DE FRANGO; tradicional; carne de frango moída; temperada, empana- 29.446 UNIDADE SEA- 0,82 24.145,72
da, cozida e congelada. TIPO: tradicional; Embalagem: Peso mínimo de (100 gramas). RA

DEMANDA POR ÓRGÃO:
ITEM CBM PER.OFICIAL POL.CIVIL SERIS UNCISAL TOTAL
01 50 20 3.000 18.000 8.376 29.446
70 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 326/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE CORRELA-
TOS (10) – PLS Nº 038-2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA ABM HOSPITA-
LAR LTDA - EPP.
PROCESSO: 4105-785/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.463/2017
ATA DE RP Nº 326/2018
EXTRATO: Nº 506/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO ABM HOSPITALAR LTDA - EPP, inscrita no CNPJ Nº 22.554.493/0001-44 e IE: Nº 27.149.850-1 com sede na Av. Coletora, 52 –
Conjunto Fernando Collor – Nossa Senhora do Socorro / SE – CEP: 49160-00 - Telefone/Fax: (79) 3025-9988, E-mail: licitacao@abmhospitalar.com.br / abmhospitalar@
abmhospitalar.com.br, devidamente representada por seu Sócio Administrador, o senhor Anderson Dantas Andrade, portador do RG Nº 1.355.118 SSP/SE, inscrito no
CPF Nº 962.660.405-06.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE CORRELATOS (10) – PLS Nº 038-2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 29.140,00 (vinte e nove mil, cento e quarenta reais)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO

Valor
Marca/
Uni- Quanti- uni- Valor Total
Item Especificação Fabri-
dade dade tário (R$)
cante
(R$)
SONDA DE GASTROSTOMIA. DESCRIÇÃO: em silicone, biocompativel, paredes mais finas
que proporcionam maior fluxo. Conector em Y c/ entradas p/ equipo de alimentação e serin-
06 ga Luer. Tampa c/ sistema de encaixec/ trava. Graduação em centímetros, placa fixadora, balão BLEN-
UND 235 124,00 29.140,00
COTA gástrico mínimo 15ml, comprimento de 30 x 35 cm, tamanho 20fr. CARACTERÍSTICAS ADI- TA
CIONAIS: Embalado individualmente com abertura asséptica, contendo externamente dados de
identificação, procedência, tipo e data de esterilização, validade, número do lote e registro M.S.

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM SESAU UNCISAL


06
232 3
COTA

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 331/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE PRODUTOS
PARA ULTRASSOM, RAIO X E TOMOGRAFIA – PLS 058-2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCES-
SOS E A EMPRESA MELO PINHEIRO LTDA.
PROCESSO: 4105-678/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 11.368/2017
ATA DE RP Nº 331/2018
EXTRATO: Nº 507/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: MELO PINHEIRO LTDA CNPJ: 02.629.342/0001-09, CF/DF: 07.448.339/001-50, sediada àADE Conjunto 02, Lote 06 - PARTE,
Núcleo Bandeirante, Brasília/DF, CEP: 71.735-720, TEL: 61 3048-9102, e-mail: licitacao@melodistribuidora.com; melopinheiro@terra.com.br, representada por seu
representante legal, Sr. Roberto Bezerra de Melo portador do CPF nº 625.579.554-34e RG nº 2753798 SSP/DF.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE PRODUTOS PARA ULTRASSOM, RAIO X E TOMOGRAFIA – PLS 058-2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 74.589,12(Setenta e quatro mil quinhentos e oitenta e nove reais e doze centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/
Quanti- Valor uni-
Item Especificação Unidade Valor Total R$
dade tário R$
Modelo
06 Filme radiológico medindo 35cm x 35cm - Filme para raio-x de uso médico hospitalar,
PACOTE COM
medindo 35 x 35cm com base verde. A apresentação do produto deverá obedecer a legis-
FUJI- NO MÍNIMO
lação atual vigente, contendo dados de identificação e procedência, a data da fabricação, 288 258,99 74.589,12
FILM 100 UNIDA-
da validade, número de lote, cadastro, registro ou isenção de registro no Ministério da
DES
Saúde.

DEMANDA POR ÓRGÃO:
ITEM SESAU UNCISAL
06
273 15
COTA
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 71
EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 324/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE CORRELA-
TOS (10) – PLS Nº 038-2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA UP DISTRIBUI-
DORA DE PRODUTOS DESCARTÁVEIS LTDA.
PROCESSO: 4105-785/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.463/2017
ATA DE RP Nº 324/2018
EXTRATO: Nº 508/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: UP DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DESCARTÁVEIS LTDA, inscrita no CNPJ Nº 12.423.997/0001-71 e IE: Nº 242347495
com sede na Av. Maceió, 59 – Tabuleiro dos Martins – Maceió/AL – CEP: 57.061-110 - Telefone/Fax:(82) 3324-1110, E-mail: licitacoes@grupoaleplast.com.br, devida-
mente representada por seu representante legal, o senhor Williams Bandeira de Farias, inscrito no CPF Nº 496.117.474-20.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE CORRELATOS (10) – PLS Nº 038-2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 6.823.514,60 (seis milhões, oitocentos e vinte e três mil, quinhentos e quatorze reais e sessenta centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/ Quanti- Valor unitário Valor Total
Item Especificação Unidade
Fabricante dade (R$) (R$)
TOUCA COM ELÁSTICO ,touca cirúrgica confeccionada em não tecido, grama-
tura mínima de 20, com elástico em repouso com diâmetro mínimo de 13 cm e
TALGE DES- CX C/100
diâmetro externo da touca com mínimo 27 cm, não estéril, descartável, dados de
09 CARTAVEL UNIDA- 1.392.554 4,90 6.823.514,60
identificação do produto, número de lote, prazo de validade: 75% do prazo total de
DO BRASIL DES
validade do produto, unidade de fornecimento: pacotes com 100 unidades e registro
na ANVISA e/ou Ministério da Saúde.

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM CBM PERICIA OFICIAL PM SEPREV SESAU UNCISAL


09 50 317 1.020 12 1.387.028 4.127

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 319/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL aquisição de MEDICAMENTOS
(03) – PLS Nº 003/2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA NUTRIMINAS CO-
MERCIO DE MEDICAMENTOS E NUTRIÇÕES DIETÉTICAS E MATERIAIS HOSPITALARES LTDA – EPP.
PROCESSO: 4105-171/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.574/2017
ATA DE RP Nº 319/2018
EXTRATO: Nº 509/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: NUTRIMINAS COMERCIO DE MEDICAMENTOS E NUTRIÇÕES DIETÉTICAS E MATERIAIS HOSPITALARES LTDA
– EPP, CNPJ: 22.218.845/0001-90, sediada na Rua Coronel Alves, nº 240, bairro Cachoeirinha, Belo Horizonte – MG, CEP: 31130-260, tel.: 31 3070-5480, fax: 31
3070-5480, e-mail: licitacao@nutriminas.com.br, representada pela sua representante legal Jéssica Camila de A. Oliveira, portadora do CPF nº 002.258.982-17 e RG nº
22.214686 SSP/MG.

OBJETO: aquisição de MEDICAMENTOS (03) – PLS Nº 003/2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 25.542,00 (Vinte e cinco mil, quinhentos e quarenta e dois reais)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Item Especificação Marca/Modelo Unidade Quantidade Valor UnitárioR$ Valor Total R$
16 DIVALPROATO DE SÓDIO 500 MG ABBOTT COMPRIMIDO REVESTIDO 11.880 R$ 2,15 R$ 25.542,00

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM SESAU
16 11.880

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 289/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MEDICA-
MENTOS DE MANIPULAÇÃO – PLS 026/2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA
ESTRATTI VEGETALI FARMÁCIA E MANIPULAÇÃO EIRELI ME.
PROCESSO: 4105-326/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.061/2018
ATA DE RP Nº 289/2018
EXTRATO: Nº 510/2018
72 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: ESTRATTI VEGETALI FARMÁCIA E MANIPULAÇÃO EIRELI ME, CNPJ: 04.162.170/0001-23, INSC: 177.205.647.119, sedia-
da na Av. Waldir Felizola de Moraes, nº 1211 – Jardim Sumaré, Araçatuba-SP, CEP: 16035-185, tel: 18 3621-7788, e-mail: estratti@hotmail.com, representada por seu
representante legal, Sr. Fábio Coser Silva, portador do CPF nº 137.762.848-54 e RG nº 19.947.472-2 SSP/SP.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS DE MANIPULAÇÃO – PLS 026/2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 22.360,20 (vinte e dois mil trezentos e sessenta reais e vinte centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO

Quanti-
Item Especificação Marca Und. Valor unitário Valor Total
dade

ESPIRONOLACTONA, SOLUÇÃO ORAL (MA- MANIPULADO ESTRATTI VE-


01 FRASCO 60 ML 125 R$ 12,00 R$1.500,00
NIPULAÇAO), 5MG/ML GETALI
FOSFATO TRICÁLCICO, SOLUÇÃO ORAL MANIPULADO ESTRATTI VE-
02 FRASCO 250 ML 334 R$ 22,50 R$ 7.515,00
(MANIPULAÇAO), 60MG/ML GETALI
FUROSEMIDA SOLUÇÃO ORAL (MANIPULA- MANIPULADO ESTRATTI VE-
05 FRASCO 120 ML 674 R$ 19,80 R$13.345,20
ÇÃO), 10MG/ML GETALI

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM SESAU UNCISAL


01 125
02 84 250
05 612 62

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 314/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE TALAS
RÍGIDAS – PLS 111-2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA ALL SUPPORT
COMERCIO E ASSESSORIA TECNICA LTDA-ME.
PROCESSO: 4105-870/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.084/2018
ATA DE RP Nº 314/2018
EXTRATO: Nº 511/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: ALL SUPPORT COMERCIO E ASSESSORIA TECNICA LTDA-ME CNPJ: 02.923.166/0001-05, Inscrição Estadual:
07.0563.742/001-49, sediada àQE 38 CL02 LOTE04, Guará I, Brasília/DF, CEP: 71070-610, TEL: 61992230366, e-mail: fernando.bianchini@gmail.com, representada
por seu representante legal, Sr. Fernando Bianchini portador do CPF nº 34907432100 e RG nº 694891 SSP/DF.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE TALAS RÍGIDAS – PLS 111-2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 126.270,65 (Cento e vinte e seis mil duzentos e setenta reais e sessenta e cinco centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/ Valor unitá- Valor Total
Item Especificação Unidade Quantidade
Modelo rio R$ R$
Tala de Imobilização Aramada Moldável tamanho P -Tala utilizada para imobilização
provisória de membros. Pode-se adequar à imobilização de qualquer parte do corpo,
servindo como colar cervical ou imobilizador lateral de cabeça. Revestida por etil vinil ORTOPRA- UNI-
04 6.065 7,51 45.548,15
acetato (EVA). Cor: Azul. Deverá vir marcada em uma das faces a inscrição com o nome TIKA DADE
do órgão contratante,em caixa alta e negrito, com tinta resistente a lavagens, em cor de
contraste com a tala.Tamanho mínimo: 53x8 cm.
Tala de Imobilização Aramada Moldável tamanho M -Tala utilizada para imobilização
provisória de membros, principalmente. Podendo se adequar à imobilização de qualquer
parte do corpo, servindo como colar cervical ou imobilizador lateral de cabeça. Reves- ORTOPRA- UNI-
2.070 9,41 19.478,70
05 tida por etil vinil acetato (EVA). Cor: Laranja.Deverá vir marcada em uma das faces a TIKA DADE
inscrição com o nome do orgão contratante, em caixa alta e negrito, com tinta resistente a
lavagens, em cor de contraste com a tala.Tamanho mínimo: 63x9 cm.
Tala de Imobilização Aramada Moldável tamanho G -Tala utilizada para imobilização
provisória de membros. Podendo se adequar à imobilização de qualquer parte do corpo,
06 servindo como colar cervical ou imobilizador lateral de cabeça. Revestida por etil vinil ORTOPRA- UNI-
2.060 11,88 24.472,80
acetato (EVA). Cores: Verde. Deverá vir marcada em uma das faces a inscrição com o TIKA DADE
nome do orgão contratante, em caixa alta e negrito, com tinta resistente a lavagens, em
cor de contraste com a tala. Tamanho mínimo: 86x10 cm.
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 73
Tala de Imobilização Aramada Moldável tamanho GG -Tala utilizada para imobilização
provisória de membros. Podendo se adequar a imobilizaçãode qualquer parte do
07 corpo, servindo como colar cervical ou imobilizador lateral de cabeça. Revestida por etil ORTOPRA- UNI-
2.060 17,85 36.771,00
vinil acetato (EVA). Cor: Amarela. Deverá vir marcada em uma das faces a inscrição com TIKA DADE
o nome do órgão contratante, em caixa alta e negrito, com tinta resistente a lavagens, em
cor de contraste com a tala. Tamanho mínimo: 120x12 cm.

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM CBM SEPREV SESAU TOTAL


04 60 5 6.000 6.065
05 60 10 2.000 2.070
06 60   2.000 2.060
07 60   2.000 2.060

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 311/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MEDICA-
MENTOS DE AÇÃO JUDICIAL (4) – PLS 102-2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EM-
PRESA MEDICAH COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS EIRELI-EPP.
PROCESSO: 4105-1133/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.055/2018
ATA DE RP Nº 311/2018
EXTRATO: Nº 512/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: MEDICAH COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS EIRELI-EPP, CNPJ: 11.195.977/0001-28, Inscrição Estadual: 242199917, sediada
àRua Projetada, 359, 95 – Loteamento Bariloche, Feitosa, Maceió – AL, CEP: 57042-774, tel.: 82 3436-2747, e-mail: medicahadm@gmail.com, representada por seu
representante legal, Sra. Sybelle Caroline Gomes Lisboa, portador do CPF nº 039.659.224-40 e RG nº 3639058-5SSP/AL.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS DE AÇÃO JUDICIAL (4) – PLS 102-2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 3.502,56 (Três mil quinhentos e dois reais e cinquenta e seis centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/ Valor unitário Valor Total
Item Especificação Unidade Quantidade
Modelo R$ R$
01 CLORIDRATO DE SOTALOL 160 MG BIOSINTÉTICA COMPRIMIDO 360 1,42 511,20
04 CLORIDRATO DE OXIBUTININA 1 MG/ML XPE CT FR VD
EMS FRASCO 48 12,82 615,36
AMB X 120 ML
14 PANTOPRAZOL 20 MG GERMED COMPRIMIDO 3.600 0,66 2.376,00

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM SESAU TOTAL


01 360 360
04 48 48
14 3.600 3.600

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 320/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL aquisição de MEDICAMENTOS
(03) – PLS Nº 003/2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA MEDICAH COMÉRCIO
DE MEDICAMENTOS EIRELI-EPP.
PROCESSO: 4105-171/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.574/2017
ATA DE RP Nº 320/2018
EXTRATO: Nº 513/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: MEDICAH COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS EIRELI-EPP, CNPJ: 11.195.977/0001-28, Inscrição Estadual: 242199917, sediada
àRua Projetada, 359, 95 – Loteamento Bariloche, Feitosa, Maceió – AL, CEP: 57042-774, tel.: 82 3436-2747, e-mail: medicahadm@gmail.com, representada por seu
representante legal, Sra. Sybelle Caroline Gomes Lisboa, portador do CPF nº 039.659.224-40 e RG nº 3639058-5SSP/AL.

OBJETO: aquisição de MEDICAMENTOS (03) – PLS Nº 003/2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 12.899,20 (Doze mil oitocentos e noventa e nove reais e vinte centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
74 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

Valor Unitá-
Item Especificação Marca/Modelo Unidade Quantidade Valor Total R$
rioR$
17 ESCITALOPRAM OXALATO 10 MG GEOLAB COMPRIMIDO RE- 2.520 R$ 0,62 R$ 1.562,40
VESTIDO O
18 ESCITALOPRAM OXALATO 20 MG EMS COMPRIMIDO RE- 1.080 R$ 2,87 R$
VESTIDO 3.099,60
19 ESOMEPRAZOL MAGNÉSIO 20 MG EMS COMPRIMIDO RE- 3.080 R$ 1,51 R$
VESTIDO 4.650,80
20 EZETIMIBA + SINVASTATINA 10 + 20 MG (TABELA EMS COMPRIMIDO 720 R$ 1,54 R$
CMED TEM SOMENTE COM O NOME EZETIMIBA, 1.108,80
ATENTAR PARA A DOSAGEM EXATA)
23 INDAPAMIDA 1,5MG GEOLAB COMPRIMIDO 6.520 R$ 0,38 R$
REVESTIDO DE LI- 2.477,60
BERAÇÃO PROLON-
GADA

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM CBM SERIS SESAU


17 2.520
18 1.080
19 200 2.880
20 720
23 60

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 285/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL Aquisição de Material Esportivo
(04) – PLS 087/2017, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA ANDRE E. S. SCHILLING
– ME.
PROCESSO: 36000-165/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.009/2018
ATA DE RP Nº 285/2018
EXTRATO: Nº 514/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: ANDRE E. S. SCHILLING – ME, inscrita no CNPJ Nº 02.441.945/0001-74, e IE: 200/0031875, com sede na Rua Sapiranga, 317
– Jardim Buhler – Ivoti/RS – CEP: 93900-000, Telefone: (51) 3563-3275, E-mail: licita@ssesportes.com.br, devidamente representada por seu Representante Legal, o
senhor André Elias StolbenSchilling, portador do RG Nº 1064656414, inscrito no CPF Nº 746.774.380-72.

OBJETO: Aquisição de Material Esportivo (04) – PLS 087/2017;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 16.488,78 (Dezesseis mil quatrocentos e oitenta e oito reais e setenta e oito centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Item Especificação Marca/Fabricante Unidade Quantidade Valor unitário Valor total
04 Rede oficial para futebol society, em seda. MATRIX / SOCIETY UNIDADE 88 99,31 8.739,28
07 Cone para treinamento esportivo, em borracha, base STA / 23 CM UNIDADE 390 8,49 3.311,10
quadrada, na cor azul, com no mínimo 23cm de altura.
15 Halter para hidroginástica, em EVA (etil, vinil, acetato), SCALIBU / HIDROGI- UNIDADE 80 37,63 3.010,40
extremidades na forma triangular. Garantia do fabri- NÁSTICA
cante.
17 Caneleira para hidroginástica, em EVA (etil, vinil, ace- SCALIBU / E.V.A UNIDADE 40 35,70 1.428,00
tato), com no mínimo 2kg. Garantia do Fabricante.

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM CBM PM SELAJ SEMUDH SERIS


04 20 02 50 06 10
07 50 15 275 20 30
15 10 50 20
17 20 20

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 275/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MEDICA-
MENTOS (05) – PLS 118/2016, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA MUNDIFARMA
DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS E HOSPITALARES.
PROCESSO: 4105-1135/2016
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.515/2017
ATA DE RP Nº 275/2018
EXTRATO: Nº 515/2018
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 75
ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: MUNDIFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS E HOSPITALARES, CNPJ: 07.768.887/0001-01, IE nº
367996193.00-62, sediada na Rua Nossa Senhora de Lourdes, 658, Juiz de Fora – MG, tel.: 32 3217-1930 / 21 2456-7015, e-mail: mundifarmadistribuidora@gmail.com,
representada por seu representante legal, Sr. Pedro Ricardo de Melo, portador do CPF nº 671.988.487-53 e RG nº 04.585.200-1 IFP.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS (05) – PLS 118/2016;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 77.880,00 (Setenta e sete mil, oitocentos e oitenta reais)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/ Quanti- Valor unitá-
Item Especificação Unidade Valor Total R$
Modelo dade rio R$
20 ACETATO DE LEUPRORRELINA 3,75 MG PO LIOF INJ ESTO- CAIXA COM 1 FRASCO 236 R$330,00 R$77.880,00
SANDOZ
JO FRASCO AMPOLA + DIL + SER + 2 AGU AMPOLA

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM SESAU
20
236
COTA

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 281/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE GÊNEROS
ALIMENTÍCIOS – (LEITES E DERIVADOS) – PLS – 131/2016, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS
E A EMPRESA PORTAL COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA - EPP.
PROCESSO: 4105-1600/2016
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 11.425/2017
ATA DE RP Nº 281/2018
EXTRATO: Nº 516/2018

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: PORTAL COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA - EPP, CNPJ: 21.883.765/0001-97, IE: 244.19169-7, CMC: 1115/2015, sediada no
Lot. Portal Renascer, Qd. A, Lt. 01, s/n, Portal Renascer, Satuba/AL, tel.: (82)3317-3539, e-mail:portaldistribuidor2015@gmail.com, representada por seu representante
legal, Sra. Sulamita Monteiro dos Santos, portadora do CPF: 049.363.874-10 e RG nº 1.690.466.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS – (LEITES E DERIVADOS) – PLS – 131/2016;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 368.349,22 (trezentos e sessenta e oito mil trezentos e quarenta e nove reais e vinte e dois centavos)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/ Uni- Quanti- Valor unitá-
Item Especificação Valor Total R$
Modelo dade dade rio R$
05 Leite em Pó Integral, instantâneo, acondicionado em embalagem original (mínimo de 1Kg). La Sere- UND 12.433 12,14 150.936,62
nissíma
07 LEITE; DESCRIÇÃO: Pó integral; CARACTERÍSTICAS ADICIONAIS: Leite enriquecido Leitino UND 38.733 4,70 182.045,10
com vitaminas, Registrado no Ministério da Agricultura; embalagem original (mínimo de
400g);
08 LEITE; DESCRIÇÃO: Pó integral; CARACTERÍSTICAS ADICIONAIS: Leite enriquecido Leitino UND 7.525 4,70 35.367,50
com vitaminas, Registrado no Ministério da Agricultura; embalagem original (mínimo de
400g);

DEMANDA POR ÓRGÃO:

ITEM CBM CEDEC DESENVOLVE FAPEAL GABINETE CIVIL PM SEPREV SERIS SESAU UNCISAL UNEAL
TOTAL
05 79 79 120 1.186 474 7.906 1.746 606 237
12.433
07
84 84 126 251 1.675 502 14.653 11.086 10.188 84 38.733
08
COTA 16 16 24 49 325 98 2.847 2.154 1.980 16 7.525

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 261/2018, REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MEDICA-
MENTOS ANTIBIÓTICOS - PLS 132-2016, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA
MUNDIFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS E HOSPITALARES LTDA.
PROCESSO: 4105-873/2017
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.571/2017
ATA DE RP Nº 261/2018
EXTRATO: Nº 517/2018
76 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: MUNDIFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS E HOSPITALARES LTDA., CNPJ:07.768.887/0001-
01, sediada na Rua Nossa Senhora de Lourdes, 658 –Juiz de Fora-MG, CEP: 36.070-450, tel.: 32 3217-1930/ 21 2456-7015, e-mail: mundifarmadistribuidora@gmail.
com, representada por seu representante legal, Sr. Pedro Ricardo de Melo, portador do CPF nº 671.988.487-53 e RG nº 04.585.200-1– IFP.

OBJETO: AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS ANTIBIÓTICOS - PLS 132-2016;


VALOR TOTAL DA ARP: R$ 123.039,34 (Cento e vinte e três mil e trinta e nove reais e trinta e quatro reais)

DATA DA ASSINATURA: 23 de maio de 2018;


BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO
Marca/ Valor unitário
Item Especificação Unidade Quantidade Valor Total R$
Modelo R$
10 LINEZOLIDA SOLUÇÃO INJETÁVEL INTRAVENOSO 2MG/ML BOLSA EURO- BOLSA 338 127,43 43.071,34
COM 300ML (SISTEMA FECHADO)COM 30G FARMA
24 SULFATO DE POLIMIXINA B PÓ LIOFILIZADO PARA SOLUÇÃO INJETÁ- MYLAN FRASCO 1.344 59,50 79.968,00
VEL 500.000UI FRASCO AMPOLA AMPOLA

DEMANDA POR ORGÃO:

ITEM CBM SEPREV SERIS SESAU UNCISAL


10
COTA 276 63
24
COTA 1 1.343

ANULAÇÃO DA PUBLICAÇÃO DO EXTRATO Nº 844/2017 DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS AMGESP Nº 171/2017, REGISTRO DE PREÇOS PARA
FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE VIATURAS DE AUTO - RESGATE – PLS Nº 114/2016, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA DE MODERNIZA-
ÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS E A EMPRESA MANUPA COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS LTDA.
PROCESSO: 4105-1157/2016
PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10.092/2017
ATA DE RP Nº 171/2017
EXTRATO: Nº 844/2017
ÓRGÃO GERENCIADOR: AGÊNCIA DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROCESSOS – AMGESP, COM sede na rua manoel maia nobre, nº 281, cep 57.050-
120, farol, maceió (al), inscrita no cnpj/mf sob o nº 07.424.905/0001-38, neste ato representado pelo seu diretor presidente, o sr. wagner morais de lima, nomeado pelo
decreto n° 41.362, publicada no diário oficial do estado de alagoas de 03/08/2015, inscrito no cpf sob o nº 041.820.524-80;
FORNECEDOR BENEFICIÁRIO: MANUPA COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS LTDA, inscrita no CNPJ Nº 03.093.776/0001-91, e IE: Nº
530.097.744.115, com sede na Rua Vereador Estevo de Felipe, nº 217 – Bairro Parque da Figueira, Espírito Santo do Pinhal/SP, CEP: 13.990-000 Telefone/Fax: (19)
3661-4061/ (11) 2478-2818 E-mail: manupa@manupa.com.br, devidamente representada por seu Representante Legal, o senhor Paulo Cesar Jacob, portador do RG Nº
15.690.390-8 SSP/SP, inscrita no CPF Nº 061.980.888-80 por meio de procuração que lhe foi outorgada.;
OBJETO: o registro de preços para futura e eventual AQUISIÇÃO DE VIATURAS DE AUTO - RESGATE – PLS Nº 114/2016;
VALOR TOTAL DA ARP: R16.379.496,00 (dezesseis milhões e trezentos e setenta e nove mil e quatrocentos e noventa e seis reais);
DATA DA ASSINATURA: 15 de maio de 2017;
BASE LEGAL: Na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, no Decreto nº 29.342, de 28 de novembro de 2013;
ITEM REGISTRADO:

Item Especificação Unidade Quantidade Valor unitário Valor Total

01 AQUISIÇÃO DE VIATURAS DE AUTO -RESGATE UND 84 194.994,00 16.379.496,00

DEMANDA POR ÓRGÃO:


ITEM CBM PM SERIS SESAU
01 15 03 06 60

RAZÃO DA ANULAÇÃO: Ocorreu um equívoco na sua publicação, tendo em vista que o mesmo já havia sido publicado neste mesmo Diário Oficial no dia 15 de
Maio de 2017, sendo este unicamente válido.
Maceio - quinta-feira
24 de maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente conforme LEI N° 7.397/2012 Ano 106 - Número 834

Eventos Funcionais
. .

CPF nº 468.385.544-53, do cargo de provimento efetivo de


ATOS E DESPACHOS DO GOVERNADOR Médico, matrícula nº 502006-9, da Universidade Estadual de
Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL, do Serviço Civil do
Poder Executivo.
DECRETO Nº 59.036, DE 23 DE MAIO DE 2018.
 
 
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
atribuições, considerando o disposto no art. 41 da Lei nº 5.247, de
 
26 de julho de 1991, e o que consta do Processo Administrativo
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
nº 2000-5964/2017, RESOLVE exonerar, a pedido, a partir de Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
11 de abril de 2017, o servidor JOSÉ JOSIEL DA SILVA, CPF no exercício do Cargo  de Governador do Estado
nº 039.252.874-69, ocupante do cargo de provimento efetivo de  
Artífice, matrícula nº 864644-9, lotado na Secretaria de Estado da DECRETO Nº 59.039, DE 23 DE MAIO DE 2018.
Saúde, do Quadro de Cargos do Serviço Civil do Poder Executivo.  
  O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de atribuições, considerando o disposto no art. 41 da Lei nº 5.247, de
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. 26 de julho de 1991, e o que consta do Processo Administrativo
  nº 4104-11330/2017, RESOLVE exonerar, a pedido, a partir 2 de
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES outubro de 2017, o servidor JEOVANES DE OLIVEIRA SILVA,
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas CPF nº 151.603.784-72, do cargo de Professor Auxiliar, matrícula
no exercício do Cargo  de Governador do Estado nº 825787-6, lotado na Universidade Estadual de Alagoas -
  UNEAL, do Serviço Civil do Poder Executivo.
DECRETO Nº 59.037, DE 23 DE MAIO DE 2018.  
  PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
atribuições, considerando o disposto no art. 41 da Lei nº 5.247, de  
26 de julho de 1991, e o que consta do Processo Administrativo OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
nº 4101-16278/2017, RESOLVE exonerar, a pedido, a partir de Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
13 de setembro de 2017, a servidora GIRLENE FEITOZA DOS no exercício do Cargo  de Governador do Estado
SANTOS, CPF nº 030.574.724-00, do cargo de provimento  
efetivo de Técnico de Enfermagem, matrícula nº 501.035-7, DECRETO Nº 59.040, DE 23 DE MAIO DE 2018.
da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas -  
UNCISAL, do Serviço Civil do Poder Executivo. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas
  atribuições, considerando o disposto no art. 15, inciso I, da Lei nº
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de 6.196, de 26 de setembro de 2000, c/c o art. 41 da Lei nº 5.247, de
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. 26 de julho de 1991, e o que consta do Processo Administrativo
  nº 1800-5385/2008, RESOLVE exonerar, a pedido, a partir 1º de
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES junho de 2008, o servidor FÁBIO HERNANDEZ GOMES, CPF
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas nº 926.085.230-04, ocupante do cargo de provimento efetivo de
no exercício do Cargo  de Governador do Estado Professor, matrícula nº 9865377-6, do Quadro do Magistério
  Público Estadual, do Serviço Civil do Poder Executivo.
DECRETO Nº 59.038, DE 23 DE MAIO DE 2018.  
  PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
atribuições, considerando o disposto no art. 41 da Lei nº 5.247, de  
26 de julho de 1991, e o que consta do Processo Administrativo nº OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
4101-17409/2017, RESOLVE exonerar, a pedido, a partir de 27 de Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
setembro de 2017, a servidora ANA CLAUDIA LUZ COELHO, no exercício do Cargo  de Governador do Estado
78 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

DECRETO Nº 59.041, DE 23 DE MAIO DE 2018. o art. 34 da Lei Estadual nº 7.751, de 9 de novembro de 2015, e os
  arts. 31 e 32 da Orientação Normativa SPS nº 02, de 31 de março
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, em exercício, de 2009, do Ministério da Previdência Social.
no uso de suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 96  
da Lei n° 5.247, de 26 de julho de 1991, e tendo em vista o que PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
consta do Processo Administrativo nº 1101-2864/2017, RESOLVE maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
ratificar a permanência da servidora TEREZA LÚCIA PADILHA  
DE MELO, ocupante do cargo de provimento efetivo de Oficial OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
de Apoio Técnico, matrícula nº 50.317-7, CPF nº 304.140.754-
no exercício do Cargo  de Governador do Estado
04, lotada na Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão
 
Social, no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, para exercício
DECRETO Nº 59.044, DE 23 DE MAIO DE 2018.
de Função Gratificada, com ônus para o órgão de origem, mediante  
ressarcimento pelo cessionário, durante o exercício de 2017. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de
  suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 96 da Lei
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de n° 5.247, de 26 de julho de 1991, com a redação que lhe foi dada
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. pela Lei nº 5.700, de 16 de junho de 1995, e tendo em vista o que
  consta do Processo Administrativo nº 1700-7650/2017, RESOLVE
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES ceder a servidora AUGUSTA MARIA MENEZES LOPES, CPF
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas nº 134.422.874-72, ocupante do cargo de provimento efetivo de
no exercício do Cargo  de Governador do Estado Economista, matrícula nº 2280-2, lotada na Secretaria de Estado
  do Planejamento, Gestão e Patrimônio - SEPLAG, à Companhia
DECRETO Nº 59.042, DE 23 DE MAIO DE 2018. de Edição, Impressão e Publicação de Alagoas - CEPAL, sem
  ônus para o órgão de origem, até o término do atual período
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, em exercício, administrativo governamental, devendo o órgão cessionário reter,
no uso de suas atribuições, considerando o dispõe o art. 96 da Lei recolher e repassar as contribuições previdenciárias à Alagoas
n° 5.247, de 26 de julho de 1991, e tendo em vista o que consta do Previdência, nos termos do que dispõem o art. 34 da Lei Estadual
nº 7.751, de 9 de novembro de 2015, e os arts. 31 e 32 da Orientação
Processo Administrativo nº 1101-889/2017, RESOLVE ratificar
Normativa SPS nº 02/2009, do Ministério da Previdência Social.
a permanência da servidora ANDREA GOUVEIA LOBÃO
 
BARRETO, CPF nº 524.595.944-53, ocupante do cargo de
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
provimento efetivo de Assistente Social, matrícula nº 568-1, lotada maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
na Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social,  
no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, para exercício de OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
Função Gratificada, durante o período compreendido entre 29 de Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
setembro de 2016 até 24 de setembro de 2017, com ônus para o no exercício do Cargo  de Governador do Estado
órgão de origem, mediante ressarcimento pelo cessionário.  
  DECRETO Nº 59.045, DE 23 DE MAIO DE 2018.
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de  
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de
  suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 96, da Lei
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES n° 5.247, de 26 de julho de 1991, com a redação que lhe foi dada
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas pela Lei nº 5.700, de 16 de junho de 1995, e tendo em vista o
no exercício do Cargo  de Governador do Estado que consta do Processo Administrativo nº 1101-3753/2017,
  RESOLVE ceder o servidor ANTÔNIO FERNANDO SOUZA,
DECRETO Nº 59.043, DE 23 DE MAIO DE 2018. CPF nº 035.676.194-03, ocupante do cargo de Assistente de
Administração, Matrícula n° 865125-6, lotado na Secretaria de
 
Estado da Saúde, à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de
de Alagoas - FAPEAL, sem ônus para o órgão de origem, até o
suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 96 da Lei n°
término do atual período administrativo governamental, devendo
5.247, de 26 de julho de 1991, com a redação que lhe foi dada pela o órgão cessionário reter, recolher e repassar as contribuições
Lei nº 5.700, de 16 de junho de 1995, e tendo em vista o que consta previdenciárias à Alagoas Previdência, nos termos do que dispõe
no Processo Administrativo nº 1700-4166/2017, RESOLVE ceder os arts. 31 e 32 da Orientação Normativa SPS nº 02, de 31 de
a servidora MARIA EUVANICE SOUZA, CPF nº 511.610.014- março de 2009, do Ministério da Previdência Social.
68, ocupante do cargo de provimento efetivo de Assistente  
de Administração, matrícula nº 2084-2, lotada na Secretaria PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio à Secretaria maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
de Estado da Saúde, sem ônus para o órgão de origem, até o  
término do atual período administrativo governamental, devendo OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
o órgão cessionário reter, recolher e repassar as contribuições Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
previdenciárias à Alagoas Previdência, nos termos do que dispõem no exercício do Cargo  de Governador do Estado
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 79
DECRETO Nº 59.046, DE 23 DE MAIO DE 2018. vista o que consta do Processo Administrativo nº 2000-7887/17,
  RESOLVE ceder a servidora VALDETE CALAÇA CALHEIROS
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de DE SIQUEIRA, CPF nº 026.339.214-77, ocupante do cargo de
suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 96, da Lei provimento efetivo de Assistente de Administração, matrícula nº
n° 5.247, de 26 de julho de 1991, com a redação que lhe foi dada 864.541-8, lotada na Secretaria de Estado Saúde, à Secretaria de
pela Lei nº 5.700, de 16 de junho de 1995, e tendo em vista o Estado da Comunicação, sem ônus para o órgão de origem, até o
que consta no Processo Administrativo nº 1400-1744/2017, término do atual período administrativo governamental, devendo
RESOLVE ceder os servidores HELI CLAUDIO SANTOS, o órgão cessionário reter, recolher e repassar as contribuições
CPF nº 536.812.334-72, ocupante do cargo de Técnico Agrícola, previdenciárias à Alagoas Previdência, nos termos do que dispõem
matrícula n° 13.409-0 e JOSÉ FRANCISCO PEREIRA DOS o art. 34 da Lei Estadual nº 7.751, de 9 de novembro de 2015,
SANTOS, CPF nº 305.789.574-34, ocupante do cargo de Técnico e os arts. 31 e 32 da Orientação Normativa SPS nº 02/2009, do
Agrícola, Matrícula n° 13.193-8, lotados na Secretaria de Estado Ministério da Previdência Social.
da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, à Agência de Defesa
 
e Inspeção Agropecuária de Alagoas - ADEAL, sem ônus para o
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
órgão de origem, até o término do atual período administrativo
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
governamental, devendo o órgão cessionário reter, recolher e
 
repassar as contribuições previdenciárias à Alagoas Previdência,
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
nos termos do que dispõem o art. 34 da Lei Estadual nº 7.751, de 9
de novembro de 2015, e os arts. 31 e 32 da Orientação Normativa Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
SPS nº 02, 31 de março de 2009, do Ministério da Previdência no exercício do Cargo  de Governador do Estado
Social.  
  DECRETO Nº 59.049, DE 23 DE MAIO DE 2018.
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de  
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, em exercício,
  no uso de suas atribuições, considerando o que estabelece o art.
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES 96 da Lei nº 5.247, de 26 de julho de 1991, e tendo em vista o
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas que consta do Processo Administrativo nº 1101-1700/2017,
no exercício do Cargo  de Governador do Estado RESOLVE ratificar a permanência da servidora MARISÉLIA
  BENTO MESQUITA, CPF nº 453.390.154-91, ocupante do cargo
DECRETO Nº 59.047, DE 23 DE MAIO DE 2018. de provimento efetivo de Assistente Social, matrícula nº 35.201-1,
  lotada na Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas Social, no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, para exercício
atribuições, considerando o que estabelece o art. 96, da Lei n° de Função Gratificada, com ônus para o órgão de origem, mediante
5.247, de 26 de julho de 1991, com a redação que lhe foi dada pela ressarcimento pelo cessionário, durante o exercício de 2017.
Lei nº 5.700, de 16 de junho de 1995, e tendo em vista o que consta  
do Processo Administrativo nº 1400-1938/2017, RESOLVE ceder PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
o servidor FRANCISCO MÉRICLES DE BRITO FERREIRA, maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
CPF nº 712.536.705-44, ocupante do cargo de Engenheiro  
Agrônomo, Matrícula n° 3732-0, lotado na Secretaria de Estado OTÁVIO LEÃO PRAXEDES
da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura à Agência de Defesa Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas
e Inspeção Agropecuária de Alagoas - ADEAL, sem ônus para o no exercício do Cargo  de Governador do Estado
órgão de origem, até o término do atual período administrativo  
governamental.  devendo o órgão cessionário reter, recolher e
DECRETO Nº 59.050, DE 23 DE MAIO DE 2018.
repassar as contribuições previdenciárias à Alagoas Previdência,
 
nos termos do que dispõem o art. 34 da Lei Estadual nº 7.751, de 9
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso das
de novembro de 2015, e os arts. 31 e 32 da Orientação Normativa
atribuições que lhe confere o inciso IV do art. 107 da Constituição
SPS nº 02/2009, do Ministério da Previdência Social.
Estadual, tendo em vista o disposto no art. 36 da Lei Estadual nº
 
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de 5.247, de 26 de julho de 1991, e no Despacho Jurídico PGE/PA/
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. CD-00-462/2018, aprovado pelo Despacho SUB PGE/GAB nº
  520/2018, ambos da Procuradoria Geral do Estado, e o que mais
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES consta do Processo Administrativo nº 1101-2054/2017,
Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas  
no exercício do Cargo  de Governador do Estado DECRETA:
   
DECRETO Nº 59.048, DE 23 DE MAIO DE 2018. Art. 1º Fica redistribuída, com o respectivo cargo de Enfermeiro,
  integrante da Carreira de Técnico Superior de Saúde, instituída
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso pela Lei Estadual nº 6.434, de 29 de dezembro de 2003, da
de suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 96 da Secretaria de Estado da Saúde - SESAU para a Universidade
Lei n° 5.247, de 26 de julho de 1991, com a redação que lhe Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL, a servidora
foi dada pela Lei nº 5.700, de 16 de junho de 1995, e tendo em ROSILANE FERRAZ DE ALMEIDA COSTA, inscrita no CPF/
80 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

MF sob o nº 240.663.624-00, matricula nº 1844-9, que passará de Arapiraca, Cajueiro, Tanque D’Arca e Coité do Nóia/AL, no
a pertencer à Carreira de Analista em Saúde, instituída pela Lei período de 21 a 24 de maio do corrente ano, para trato de assuntos
Estadual nº 6.436, de 29 de dezembro de 2003. de interesse da Administração Estadual, correndo a despesa
Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. por conta da Unidade Orçamentária 04.122.0004.2001,
  elemento de despesa 3390.14.14, da vigente Lei de Meios.
 
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de
FRANKLIN ADRIANO C. DE BARROS
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República. Secretário Executivo de Gestão Interna
   
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES PORTARIA Nº 410, DE 23 DE MAIO DE 2018.
                      Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas  
no exercício do Cargo  de Governador do Estado O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE GESTÃO INTERNA,
  no uso de suas atribuições, e tendo em vista a delegação de
DECRETO Nº 59.051, DE 23 DE MAIO DE 2018. competência que lhe foi conferida pela Portaria nº 268, de
  18 de setembro de 2015, considerando o que estabelece o
O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso das Decreto n° 4.076, de 28 de novembro de 2008, alterado pelo
Decreto nº 43.794, de 15 de setembro de 2015, e o que consta
atribuições que lhe confere o inciso IV, do art. 107 da Constituição
do Processo Administrativo nº 1101-1858/2018, RESOLVE
Estadual, considerando o disposto no § 1º do artigo 92, da Lei nº
conceder à servidora ARIANA LOPES ÁVILA, CPF nº
5.346, de 26 de maio de 1992, e tendo em vista o que consta no 083.038.914-80, ocupante do cargo, de provimento em
Processo Administrativo n° 1203-807/2018, RESOLVE autorizar comissão de Assessor Especial do Núcleo da Procuradoria
o afastamento do país, sem ônus para o Erário, da Cabo BM Geral do Estado junto ao Gabinete Civil, matrícula nº 145-
ANA PAULA ALVES FONTAN, matrícula nº 26799-6, CPF nº 7, 3 (três) diárias no valor de R$ 80,00 (oitenta reais), e
014.357.484-17, para viajar à Dinamarca, no período de 9 de ½ (meia) diária no valor de R$ 40,00 (quarenta reais),
junho a 6 de julho de 2018, por se encontrar em gozo de férias. perfazendo um total de R$ 280,00 (duzentos e oitenta reais),
  para fins de ressarcimento das despesas com alimentação
PALÁCIO REPÚBLICA DOS PALMARES, em Maceió, 23 de pousada, durante sua permanência nas cidades de Arapiraca,
Cajueiro, Tanque D’Arca e Coité do Nóia/AL, no período
maio de 2018, 202º da Emancipação Política e 130º da República.
de 21 a 24 de maio do corrente ano, para trato de assuntos
 
de interesse da Administração Estadual, correndo a despesa
OTÁVIO LEÃO PRAXEDES por conta da Unidade Orçamentária 04.122.0004.2001,
                      Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas elemento de despesa 3390.14.14, da vigente Lei de Meios.
no exercício do Cargo  de Governador do Estado  
  FRANKLIN ADRIANO C. DE BARROS
============================================                          Secretário Executivo de Gestão Interna
                     JOSÉ ROBERTO SANTOS WANDERLEY  
Gerente de Documentação e Publicação de Atos Governamentais ---------------------------------------------------------------------
Protocolo 358529                     JOSÉ ROBERTO SANTOS WANDERLEY
Gerente de Documentação e Publicação de Atos
.
Governamentais
Gabinete Civil Protocolo 358533

PORTARIA Nº 409, DE 23 DE MAIO DE 2018. Procuradoria Geral do Estado


 
O SECRETÁRIO EXECUTIVO DE GESTÃO INTERNA, no uso PORTARIA/PGE Nº 202/2018
de suas atribuições, e tendo em vista a delegação de competência O PROCURADOR-GERAL DO ESTADO, no uso de suas atribuições
que lhe foi conferida pela Portaria nº 268, de 18 de setembro de legais, RESOLVE conceder férias de 30 (trinta) dias, referente ao período
2015, considerando o que estabelece o Decreto n° 4.076, de 28 aquisitivo 2018/2, a servidora MARIA DAS GRACAS RESENDE DE
BARROS, matrícula nº 55835, portadora do CPF nº 164.360.084-20,
de novembro de 2008, alterado pelo Decreto nº 43.794, de 15 de
ocupante do cargo de PROCURADOR DE ESTADO, lotada na unidade
setembro de 2015, e o que consta do Processo Administrativo COORDENADORIA DO INTERIOR, do(a) PROCURADORIA GERAL
nº 1101-1859/2018, RESOLVE conceder à servidora CARLA DO ESTADO, pelo período de 09/07/2018 até 07/08/2018.
RAFAELA DE OLIVEIRA LIMA SILVA, CPF nº 073.485.184-
78, ocupante do cargo, de provimento em comissão de Assessor Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação.

Especial do Núcleo da Procuradoria Geral do Estado Junto ao


PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, Maceió/AL, 23 de Maio de
Gabinete Civil, matrícula nº 154-6, 3 (três) diárias no valor de 2018.
R$ 80,00 (oitenta reais), e ½ (meia) diária no valor de R$ 40,00
(quarenta reais), perfazendo um total de R$ 280,00 (duzentos FRANCISCO MALAQUIAS DE ALMEIDA JUNIOR
e oitenta reais), para fins de ressarcimento das despesas com PROCURADOR-GERAL DO ESTADO
Protocolo 358498
alimentação e pousada, durante sua permanência nas cidades
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 81
819760 949.774.534-68 EDUARDO SOUZA DE 6, 7, 15, 16, 17, 25,
. . .

Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social CARVALHO 26


82056 869.076.894-72 ELAYNE CHRISTINA 6, 7, 15, 16, 17, 25,
DOS S. COSTA 26
PORTARIA/SEADES Nº 234/2018 81854 252.395.032-49 JANETY RUMI 6, 7, 15, 16, 17, 25,
O SECRETARIO DE ESTADO, no uso de suas atribuições legais e no que consta KUMAGAI 26
no Processo Administrativo nº 13020 948/2018, RESOLVE anular o disposto na 82128 841.432.744-34 ALDA CELINE 1, 2, 3, 11, 12, 20,
Portaria nº 224/2018, de 23/05/2018, que resolveu DIARIA. FERNANDES RAMOS 21, 29, 30
82002 665.229.944-53 JONAS CAMARA E 1, 2, 3, 11, 12, 20,
Esta portaria entre em vigor na data de 24/05/2018. SILVA JUNIOR 21, 29, 30
82167 026.112.624-54 ROSA ANGÉLICA 1, 2, 3, 11, 12, 20,
CAVALCANTE ACIOLI 21, 29, 30
SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTENCIA E DESENVOLVIMENTO
82099 505.754.144-72 FLAVIA MASTRIANNI 8, 9, 10, 18, 19, 27,
SOCIAL, Maceió/AL, 23 de Maio de 2018.
LIMA G DE MELO 28
82036 242.192.153-87 PAULO ROBERTO 8, 9, 10, 18, 19, 27,
FERNANDO SOARES PEREIRA MENDES DOS SANTOS 28
SECRETARIO DE ESTADO 81984 563.600.375-72 VALMIR SAMPAIO 8, 9, 10, 18, 19, 27,
Protocolo 358416 RIBEIRO 28

. .
Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, MACEIÓ/AL, 01 de JUNHO de
Secretaria de Estado da Comunicação 2018.
ASCÂNIO JOSÉ CASADO BRÊDA
GERENTE DE FICALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO
PORTARIA/SECOM Nº 058/2018/2018 Protocolo 358338
O SECRETÁRIO DE ESTADO, no uso de suas atribuições legais, com
embasamento no(a) 4.076, e no Processo nº 0249/2018, RESOLVE conceder PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 100/2018
diárias em favor do servidor: O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de
EDSON JOSE CARDIM suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL
DE DELMIRO GOUVEIA, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA:
Cargo: ASSESSOR TECNICO- nível AST-3
CPF: 022.198.984-66 JUNHO/2018
RG: 000000001545330 SSP AL
Matrícula: 106 Matrícula CPF Nome Dias de Plantão
N° DE DIÁRIAS: 1 (um) diária(s) 82085 546.871.364-00 JAIR FLAVIO 1, 2, 3, 11, 12, 20
VALOR UNITÁRIO: R$ 60,00 (sessenta reais) FERREIRA PASSOS ,21, 29, 30
VALOR TOTAL: R$ 60,00 (sessenta reais) 81971 843.995.207-44 SORMANI SERGIO 1, 2, 3, 11, 12, 20
PERÍODO: de 23/05/2018 até 23/05/2018 DE CARVALHO ,21, 29, 30
DESTINO: PALMEIRA DOS ÍNDIOS CERQUEIRA
OBJETIVO: Conduzir equipe jornalistica para ações do Governo.. 82023 170.522.543-87 JOSE FRANCIMAR 4, 5, 13, 14, 22, 23,
NOGUEIRA 24
5382 231.243.263-34 LUIZ CARLOS 4, 5, 13, 14, 22, 23,
As despesas decorrentes da presente portaria correrão através do Programa de
FERREIRA DA COSTA 24
Trabalho - 170001 - Manutenção das Atividades do Órgão, SECRETARIA DE
82125 274.821.384-04 GILVAN FREIRE 6, 7, 15, 16, 17, 25,
ESTADO DA COMUNICACAO - Todo Estado - Fonte 01000000000, Elemento CLEMENTINO 26
de Despesa 3.3.90.14, do Orçamento Vigente. 81827 098.096.273-00 JOSE SERGIO 6, 7, 15, 16, 17, 25,
GOUVEIA COUTINHO 26
SECRETARIA DE ESTADO DA COMUNICACAO, Maceió/AL, 23 de Maio de 82065 890.066.825-00 FABRICIO REIS 8, 9, 10, 18, 19, 27,
2018. MONTARGIL 28
ENIO LINS DE OLIVEIRA 82098 477.990.644-04 SERGIO ANTONIO 8, 9, 10, 18, 19, 27,
SECRETÁRIO DE ESTADO BARBOSA DE 28
Protocolo 358346 FIGUEIREDO

. .
Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, MACEIÓ/AL, 01 de JUNHO de
Secretaria de Estado da Fazenda 2018.
ASCÂNIO JOSÉ CASADO BRÊDA
GERENTE DE FICALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO
PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 99/2018 Protocolo 358340
O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de
suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 101/2018
CENTRAL TRANSPORTADORAS, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de
FAZENDA: suas atribuições legais, torna pública a nova escala de plantão do(a) VOLANTE
FISCAL/BLITZ, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA
JUNHO/2018
JUNHO/2018
Matrícula CPF Nome Dias de Plantão Matrícula CPF Nome Dias de Plantão
82034 740.470.864-87 BLANDINA PEIXOTO 4, 5, 13, 14, 22, 23, 82094 500.768.334-53 DJARIO ALEXANDRE 1, 3, 5, 7, 9, 11, 13,
GERBASE 24 GALINDO 15, 17, 19, 21, 23,
81853 903.083.014-04 JANAINA FREITAS 4, 5, 13, 14, 22, 23, 25, 27, 29
BOMFIM DE OLIVEIRA 24 82173 842.682.394-72 FERNANDO JORGE DE 1, 3, 5, 7, 9, 11, 13,
81983 697.651.464-34 MARCO AURELIO 4, 5, 13, 14, 22, 23, ARAUJO SILVA 15, 17, 19, 21, 23,
GALVAO DE LIRA 24 25, 27, 29
82 Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Diário Oficial
Estado de Alagoas

81858 195.779.404-63 ANISIO CAVALCANTI 1, 3, 5, 7, 9, 11, 13, 82032 887.349.784-53 ADRIANO GALINDO 6, 7, 15, 16, 17, 25,
DE ALBUQUERQUE 15, 17, 19, 21, 23, CASTOR 26
JUNIOR 25, 27, 29 81903 896.013.434-15 JOSÉ CANDIDO 6, 7, 15, 16, 17, 25,
82052 250.496.404-82 FERNANDO ANTÔNIO C 1, 3, 5, 7, 9, 11, 13, BARRETO DE M. 26
MACHADO 15, 17, 19, 21, 23, JUNIOR
25, 27, 29 81974 529.587.444-34 MAURO ASSIS XAVIER 6, 7, 15, 16, 17, 25,
81813 579.586.104-91 RONALDO DE 2, 4, 6, 8, 10, 12, 26
CARVALHO MANICOBA 14, 16, 18, 20, 22, 82086 482.047.654-87 DARCIANO NEGRÃO 8, 9, 10, 18, 19, 27,
24, 26, 28, 30 FERREIRA 28
81996 324.646.816-87 JOÃO DE ASSIS PINTO 2, 4, 6, 8, 10, 12, 82025 754.214.534-72 FABIO WANDERLEY 8, 9, 10, 18, 19, 27,
NETO 14, 16, 18, 20, 22, CORREIA DE MELLO 28
24, 26, 28, 30 1863532 907.739.504-00 HERICK LUCENA 8, 9, 10, 18, 19, 27,
82087 307.202.494-49 FRANCISCO BESERRA TURNO DIÁRIO CARLOS 28
FILHO 82084 607.919.854-15 PATRICIA DE CASSIA P 8, 9, 10, 18, 19, 27,
Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação B MALTA LIMA 28
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, MACEIÓ/AL, 01 de JUNHO de
600365 667.891.844-49 ANA PAULA FERREIRA 1, 2, 3, 11, 12, 20,
2018.
LEANDRO 21, 29, 30
ASCÂNIO JOSÉ CASADO BRÊDA
GERENTE DE FICALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO 82033 770.575.894-68 JEDILVAN B. 1, 2, 3, 11, 12, 20,
Protocolo 358342 BARBOSA 21, 29, 30
82142 260.247.054-68 RAQUEL BUARQUE 1, 2, 3, 11, 12, 20,
PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 102/2018 TENORIO LIRA 21, 29, 30
O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de 82071 030.391.444-05 RITA DE CASSIA 1, 2, 3, 11, 12, 20,
suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL DE ALVES CORREIA 21, 29, 30
MARAGOGI, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA:
Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação
JUNHO/2018 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, MACEIÓ/AL, 01 de JUNHO de
2018.
ASCÂNIO JOSÉ CASADO BRÊDA
Matrícula CPF Nome Dias de Plantão GERENTE DE FICALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO
81946 089.707.504-87 ANTONIO JOAREZ 1, 2, 3, 11, 12, 20, Protocolo 358345
PINHEIRO 21, 29, 30
82081 187.513.502-20 CARLOS ALBERTO DOS 1, 2, 3, 11, 12, 20, PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 104/2018
SANTOS TEIXEIRA 21, 29, 30 O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de
82101 055.213.438-49 ALFREDO CAI NETO 4, 5, 13, 14, 22, suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL DE
23, 24 BOM CONSELHO, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDO:
81941 183.346.848.19 LEANDRO RICARDO 4, 5, 13, 14, 22,
SALES 23, 24 JUNHO/2018
81842 799.944.907-53 RICARDO CHRISTIANO 4, 5, 13, 14, 22, Matrícula CPF Nome Dias de Plantão
PETERSEN 23, 24 81849 848.412.904-78 JOANA CRISTINA 1, 2, 3, 11, 12, 20,
600336 221.948.863-20 SERGIO AUGUSTO 4, 5, 13, 14, 22, MARTINS SODRE DA 21, 29, 30
COSTA FERREIRA 23, 24 MOTA
82157 490.068.515-15 ADRIANA MARIA SILVA 6, 7, 15, 16, 17, 600337 026.274.144-02 ALEXSANDRA DE 4, 5, 13, 14, 22, 23,
PEREIRA 25, 26 LIMA LIRA 24
82132 535.245.604-82 JOAO LUIZ SIQUEIRA 6, 7, 15, 16, 17, 82111 490.803.504-00 MARIA HELENA 4, 5, 13, 14, 22, 23,
DE ALBUQUERQUE 25, 26 PIMENTEL LINS E 24
82050 845.545.414-87 OZIAS JOSE DE 6, 7, 15, 16, 17, SILVA
ALENCAR 25, 26 82138 581.820.474-04 MARIA LEDA 6, 7, 15, 16, 17, 25,
81998 066.988.594-00 ALDEMIR LAÉRCIO DA 8, 9, 10, 18,19, 27, CARVALHO DE A 26
SILVA 28 CALIXTO
82158 023.723.454-86 JONES FRANCISCO DE 8, 9, 10, 18,19, 27, 600318 888.523.694-49 SIMONE SOARES DE 6, 7, 15, 16, 17, 25,
AZEVEDO 28 FARIAS 26
82060 501.814.914-00 ARLEIDE CARDOSO 8, 9, 10, 18, 19, 27,
Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação O L I V E I R A 28
SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, MACEIÓ/AL, 01 de JUNHO de GONÇALVES
2018.
ASCÂNIO JOSÉ CASADO BRÊDA Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação
GERENTE DE FICALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, MACEIÓ/AL, 01 de JUNHO de
Protocolo 358344 2018.
ASCÂNIO JOSÉ CASADO BRÊDA
PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 103/2018 GERENTE DE FICALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO
O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de Protocolo 358347
suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL
DE NOVO LINO, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA: PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 105/2018
O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de
JUNHO/2018 suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL
DE PORTO REAL DO COLÉGIO, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA
Matrícula CPF Nome Dias de Plantão FAZENDA:
82004 019.177.664-59 BENEDITO CARNEIRO 4, 5, 13, 14, 22, 23, JUNHO/2018
DA SILVA JUNIOR 24 Matrícula CPF Nome Dias de Plantão
81999 583.543.954-72 KLEBER FALCAO 4, 5, 13, 14, 22, 23, 82140 410.759.944-20 A G N A L D O 1, 2, 3, 11, 12, 20,
MAROJA GUEDES 24 MONTEIRO DE LIMA 21, 29, 30
600301 570.046.170-68 NILTON KACZAWA 4, 5, 13, 14, 22, 23, 82171 376.680.053-15 CHARLES DA COSTA 1, 2, 3, 11, 12, 20,
DOS SANTOS 24 MATIAS 21, 29, 30
Diário Oficial
Estado de Alagoas
Edição Eletrônica Certificada Digitalmente
conforme LEI N° 7.397/2012
Maceio - Quinta-feira
24 de Maio de 2018 83
82115 521.084.148-00 JOAO LUIS DA ROCHA 1, 2, 3, 11, 12, 20, PORTARIA/SEFAZ Nº GOT - 107/2018
ANDRADE LOURO 21, 29, 30 O GERENTE DE FISCALIZAÇÃO E OPERAÇÕES DE TRÂNSITO, no uso de
suas atribuições legais, torna pública a escala de plantão do(a) POSTO FISCAL
82069 179.135.098-48 PAULO ROBERTO DE 1, 2, 3, 11, 12, 20,
CENTRAL TRANSPORTADORAS, do(a) SECRETARIA DE ESTADO DA
REZENDE ABRAHAO 21, 29, 30
FAZENDA:
5797 693.866.765-91 SANDRINO RAMOS 1, 2, 3, 11, 12, 20,
PEREIRA 21, 29, 30