Você está na página 1de 45

Processo de Esterilização de Materiais

Médicos / Hospitalares

GISELE DOS SANTOS ROCHA


Profa. MSc Disciplina Enfermagem Cirúrgica
ESA/UEA
Central de Material
Esterilizado (CME)
“Conjunto de elementos
destinado à recepção e expurgo,
preparo e esterilização e guarda e
distribuição do material para as
unidades de estabelecimentos de
saúde” (Ministério da Saúde- MS,
1987).

“Unidade funcional localizada nos


serviços de saúde destinada ao
processamento de produtos de
saúde” (ANVISA, 2009).
Classificação da CME – ANVISA

• Classe I – Realiza o processamento de produtos críticos sem lúmen


e sem espaços internos, produtos semicríticos e de produtos não
críticos, exclusivamente em ambulatórios.
• Classe II – Realiza o processamento de produtos críticos,
semicríticos e não críticos, em estabelecimentos de saúde com
especialidade clínica e cirúrgica, com internação ou semi-internação.
É obrigatória a separação física da área de recepção e limpeza das
demais áreas.
Estrutura Física e organização da CME

 I - Área de recepção e limpeza (setor sujo);


 II - Área de preparo e esterilização (setor limpo);
 III - Área de desinfecção química, quando aplicável (setor limpo);
 IV - Área de monitoramento do processo de esterilização (setor limpo); e
 V - Área de armazenamento e distribuição de materiais esterilizados
(setor limpo).
 O CME Classe I deve possuir, no mínimo, barreira técnica entre o setor
sujo e os setores limpos.
 O CME Classe II, é obrigatório a separação física da área de recepção e
limpeza das demais áreas.
FLUXO DE RECEBIMENTO E
ENTREGA DE MATERIAIS
EXPURGO

 A conscientização para a utilização dos


EPI’s pelos funcionários, é ponto relevante
para prevenção de acidentes com secreções
biológicas e perfuro cortantes na CME.

 São utilizados protetores auriculares


adequados para o tipo de ruído dos
equipamentos.

 Também são utilizadas botas


impermeáveis com Certificado de
Aprovação, luvas antiderrapantes , de
procedimentos e aventais descartáveis.
ÁREA DE PREPARO

 Dispor de mesas ou carrinhos


com rodízios para transporte de
materiais

 Cadeiras ou bancos
ergonômicos com altura
regulável

 Dispor de lentes
intensificadoras de imagem,
para visualizar a limpeza dos
produtos para saúde.
ÁREA DE ESTERILIZAÇÃO

As autoclaves deverão ser em


número suficiente para a
demanda dos materiais
processados no hospital;

A temperatura ambiente deve ser


mantida entre 20 e 24˚C, para
proporcionar conforto térmico
aos trabalhadores e a qualidade
do ar no ambiente.
Área de monitoramento do
processo de esterilização

• Dispor de sistema para guarda dos registros dos


monitoramentos por cinco anos (RDC Nº 1 5/2012),
sempre que for solicitado ou necessário.
ÁREA DE ARMAZENAMENTO
E DISTRIBUIÇÃO

• Finalidade centralizar todo o material


processado e esterilizado para posterior
distribuição às unidades consumidoras

• Deve ser um local exclusivo e de acesso


restrito, não podendo ser área de
circulação

• Ser limpo e seco, com luz solar direta.


PROCESSO DE ESTERILIZAÇÃO DE
MATERIAIS / ARTIGOS PARA SAÚDE
PROCESSO DE ESTERILIZAÇÃO - FLUXO

1º. Passo após o uso do


Material – LIMPEZA
2º. Passo – Inspeção
3º. Passo – Preparo
4º. Passo – ESTERILIZAÇÃO
5º. Passo – Armazenamento
6º. Passo - Distribuição
1º. Limpeza
Método de Limpeza
Equipamentos para Limpeza
Automatizada
Equipamentos para Limpeza
Automatizada
Limpeza – O que usar?

Detergentes para a limpeza de
materiais hospitalares
Detergente enzimático
No expurgo – Uso de Equipamento de
Proteção Individual (EPI)
O que é preciso para fazer uma boa
limpeza?
O que é preciso para fazer uma boa
limpeza?
Enxágue dos materiais no expurgo
2º. Preparo - Embalagens para a
esterilização
2º. Preparo - Embalagens para a
esterilização

Embalagem para proteção Tecido de Algodão


Preparo com o Tecido de algodão
Como controlo reuso do campo de
algodão?
Selagem das embalagens

• Segui as recomendações
dos fabricantes e as
Normas vigentes.
3º Passo - Métodos de
Esterilização
3º Passo - Métodos de Esterilização
Esterilização – Parâmetros e
Indicadores químicos
Esterilização – Validação do
processo
Esterilização - Indicador químico e
indicador biológico
Prazo de Validade da Esterilização
Prazo de Validade da Esterilização
4º Armazenamento e 5º Transporte
dos materiais esterilizados
Classificação dos Materiais
hospitalares/ Desinfecção
Desinfecção Materiais hospitalares
Desinfecção Física ou Química
Desinfecção Física ou Química
Desinfecção Química - Produtos
Desinfecção Química - Produtos
Desinfecção – Nível médio e baixo
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
OBRIGADA!!!

Perguntas???

grocha@uea.edu.br