Você está na página 1de 14

1.

TEMA: Intervenção Social na Redução da Vulnerabilidade de Adolescente ao consumo de


drogas no Bairro Laulane - Cidade de Maputo.

1.1PROBLEMA
Os adolescentes mostram se vulneráveis no consumo de drogas e nos dias que correm vários são
os casos reportados em torno do assunto. Ademais, os adolescentes encontram-se numa situação
que periga as suas vidas como a saúde física e mental, assim sendo, em que medida a intervenção
social pode ajudar na redução do envolvimento de adolescentes no consumo das drogas.

1.1.1DESCRIÇÃO DO PROBLEMA
A adolescência é um período de transição entre a infância e a condição de adulto, na qual o
adolescente se mostra mais resistente as orientações, pois vislumbra a possibilidade de ter poder
e controle sobre si.
Nesta fase é comum que o adolescente se afaste da família e procure maior aproximação com
um grupo semelhante, ou seja, outros adolescentes.
O uso de drogas vem sendo considerado um problema de grande transcendência social e, em face
disso requer a elaboração de políticas de controle e combate ao uso e consumo de drogas pelos
adolescentes. No entanto, as políticas são multissectoriais desde a segurança social, apoio social,
e saúde.

Interessa-nos por hora questões relativas a saúde, mormente as que dizem respeito a um grupo
específico da população que são os adolescentes do bairro de Laulane. Pois, neste bairro tem se
verificado uso abusivo de estupefacientes ou drogas por partes dos adolescentes, alguns já não
fazem questão de esconder.

Identificamos no bairro em causa um grupo de adolescentes que consomem drogas pesadas para
além do álcool. Informações colhidas da parte dos líderes comunitários confirmam a existência
de adolescentes consumidores de drogas naquele bairro residencial. Alguns desses adolescentes
são protagonistas de assaltos na via pública apoderando-se de bens de pessoas que por ali
passam. E como se não bastasse há registos de adolescentes que invadem algumas residências
para roubar na calada da noite. Existem também os que pautam por ameaçar a comunidade e
finalmente os que deslocam-se à lixeira de Hulene para roubar.
1
Vários são os actos de vandalismo protagonizados por adolescentes nas proximidades da escola
SOS. Naquele perímetro tem estado um grupo de adolescentes que agride estudantes qua usam
aquele via para se apoderarem de telemóvel e outros bens. Há registos no posto policial local de
adolescentes envolvidos em assaltos que resulta do consumo de drogas e outros para sustentar o
vício. Este comportamento preocupa não só as autoridades policiais e do bairro, como também a
comunidade em geral. Há relatos de alguns idosos naquela comunidade que sofrem agressões na
rua, e em casa perpetradas por seus filhos ou netos depois de consumirem drogas. Mais o que
chama atenção para o estudo deste tema foi a agressão que um adolescente sofreu que resultou na
sua morte por um grupo de outros adolescentes sobe efeito de drogas.

1.2. Pergunta de pesquisa

O consumo de drogas pelos adolescentes é uma realidade que tende a crescer nos últimos
tempos, assim sendo, até que ponto a intervenção social pode contribuir para a diminuição da
vulnerabilidade dos adolescentes no consumo de drogas?

1.3.OBJECTIVOS

1.3.1Objectivo Geral
Analisar as políticas de intervenção social na redução do consumo de drogas pelos adolescentes
no bairro Laulane
.
1.3.2 Objectivos Específicos.
Identificar as medidas de protecção de adolescentes ao consumo de drogas
Descrever os efeitos negativos do consumo de drogas pelos adolescentes
Promover práticas quotidianas de sensibilização dos adolescentes ao uso e consumo de drogas.

1.4.JUSTIFICATIVA

2
A escolha deste tema justifica-se pela sua actualidade, e a respectiva importância para sociedade
em geral, pois, o uso de drogas põe em risco a vida de muitos adolescentes. Um dos grandes
problemas que o mundo e em particular Moçambique concretamente no bairro da Laulane
enfrentam é o consumo excessivo de drogas por parte dos adolescentes. Vários estudos mostram
que muitos iniciam o uso de drogas nesta faixa etaria seja por curiosidade, ou experimentação ou
ainda uma acção ocasional.

Socialmente este tema trará um contributo, porque nos dias que correm e frequentes ouvir de
adolescentes que o consumo de drogas é normal nem se quer se dão tempo de pensar nas
consequências. Assim sendo, socialmente o tema vai despertar a consciência dos adolescentes
sobre as maleficências que essas drogas podem trazer como a dependência, o comprometimento
do desenvolvimento psicossocial até a morte.

Este tema trará também um contributo académico pela sua rigorosidade, sistematização e
racionalidade na pesquisa. Outrossim, este não será o primeiro estudo cientifico a ser realizado
em torno do assunto, mas a sua originalidade na abordagem é o que fará diferença no campo
académico. Numa abordagem profunda o tema prende-se a responsabilidade social de todos, e a
todos níveis em particular para o assistente social. A vulnerabilidade dos consumidores de drogas
toca a sensibilidade de todos e sobretudo quando se fala de adolescentes remete a uma análise
das gerações futuras e ai reside a pertinência da escolha do tema.

Sumariamente, o tema justifica-se pelo seu intuito em contribuir na elaboração de políticas para a
protecção do adolescente e a respectiva consciencialização do grupo-alvo para a mitigação da
problemática. Apesar de inúmeros esforços que estão sendo desenvolvidas com vista a reduzir o
consumo de drogas, que ainda prevalece nas nossas sociedades esta realidade ainda prevalece.

2.METODOLOGIA

3
Metodologia e o estudo da organização dos caminhos a serem percorridos para se realizar uma
pesquisa ou um estudo ou para se fazer ciência. Etimologicamente significa estudo dos caminhos
dos instrumentos utilizados para fazer uma pesquisa científica FONSECA (2002)

2.1 Natureza de pesquisa – Qualitativa, neste tipo de pesquisa devera “analisar a cada situação
a partir de dados descritivos, buscando identificar relações, causas, efeitos, consequências,
opiniões, significados, categorias e outros aspectos considerados necessários à compreensão da
realidade estudada e que, geralmente envolve múltiplos aspectos” (Vianna, 2001, p. 122). Para
dizer que pressupõe que o pesquisador faça uma abordagem empírica de seu objecto para tal ele
parte de um marco teórico metodológico pré-estabelecido para em seguida preparar seus
instrumentos de recolha de dados. Denzin; Lincoln et al (2006:p 17).

2.2 Tipo de pesquisa – Bibliográfica, pois, trata-se de estudo “para conhecer contribuições
cientificas sobre determinados assuntos, tem como objectivo recolher, seleccionar, analisar e
interpretar as contribuições já existentes sobre determinado assunto” (Martins, 2007, p. 35) e
documental onde se fará a consulta de obras e manuais de vários autores para sustentar a
pesquisa em causa, “tem como finalidade reunir, classificar e distribuir os documentos de todo
género das diferente domínios da actividade humana” (Martins, 2007, p. 35).

2.3 Método de pesquisa – Indutivo que parte de casos particulares para a generalização

2.4 Investigação acção - Onde o pesquisador procura compreender e também intervir na


situação

2.5 População e amostra - Terá como população um total de 33 pessoas sendo jovens
adolescentes na faixa etária dos 14 a 17 anos e líderes comunitários do bairro Laulane. Onde
estarão divididos em 3 líderes comunitários e 30 jovens adolescentes. A amostra será de 22
jovens adolescentes
2.6 Instrumentos de recolha de dados – Entrevista que é uma técnica que permite o
relacionamento entre o entrevistado e o entrevistador. “Não é uma simples conversa, trata-se de
um diálogo orientado que busca através do interrogatório, informações e dados da pesquisa”
(Martins, 2007, p. 52).
4
2.7Análise e tratamento de dados - Far-se-á codificação, tabulação e a interpretação dos dados.
Procurando se dar significado mais amplo as respostas obtidas, relacionando as partes teóricas e
usando o Microsoft Word e Excel para a construção de textos, tabelas e gráficos
2.8 Validade e Fiabilidade

Muitos estudos no uso abusivo de drogas envolvem a realização de testes (questionários) e/ou
medição de características fisiológicas. Associados a estes testes e mediações encontramos dois
aspectos de relevo: a fiabilidade e a validade. Quanto a fiabilidade far-se-á a análise da
consistência ou estabilidade e validade estará ligada a veracidade dos factos detectados no
campo.

2.9 Questões Éticas


Serão respeitadas todas questões éticas para o sucesso desta pesquisa. Não serão revelados os
nomes das pessoas que participarão da pesquisa, sobretudo os que consomem drogas e esta
pesquisa será somente usado para fins acadêmicos.

3. REVISÃO DA LITERATURA

A fim de alcançar aquilo que é o objectivo traçado para este tema será apresentado algumas
ideias de autores que versam sobre drogas, adolescência.

5
Segundo Cavalcante, Alves e Berroso (2008), a adolescência e considerado período crítico na
vida de cada indivíduo, nesta fase as pessoas vivenciam descobertas significativas e afirma sua
personalidade e individualidade.

A palavra “droga” provavelmente deriva do termo holandês droog, a qual possui o significado
de produtos secos e servia para designar conjunto de substâncias naturais utilizadas na
alimentação e na medicina do século XVI e XVIII. No dicionário de António de Moraes Silva
apud Henrique Carneiro Venâncio definia a se a droga como: “todo género de especiaria
aromática; tintas, óleos, raízes oficiais de tinturaria, e botica. Mercadorias ligeiras de lã, ou seda”
(Silva, apud Venâncio, 2005, pp.11-12)
Com o passar do tempo a termo ganhou outros contornos, pelo que,

Considera-se droga:

Toda substância que são introduzidas no corpo através da inalação, ingestão ou injetadas e que provoca
alterações do funcionamento do organismo humano. Dentre estas, há um grupo que actua no psiquismo, as
denominadas psicotrópicas, outras que provocam alterações de humor, percepção, sensações de prazer e
euforia, alivio, medo, dor. (Gonçalves, 1998 apud Cavalcante; Barroso, 2008).

Segundo Kail (2004) em todos tempos, sempre houve consumo de substâncias que alteravam o
comportamento, os pensamentos e as emoções. Hoje em dia existem várias substâncias utilizadas
para este fim. As drogas mais consumidas habitualmente são o Álcool, Cannabis Sativa vulgo
Suruma, Heroína, Cocaína

As drogas conhecidas como psicotrópicas produzem alguma sensação de prazer ou excitação por
actuarem nas áreas de recompensa do cérebro segundo expressado por Dalgalarrondo (2008)
outros estudos, como os de Guimarães et al. (2004; Pinsky; Bessa, (2004) falam apenas na
quantidade e forma de uso e consumo de drogas psicoativas, pois sempre existiu na historia da
humanidade, porem o uso se torna grave quando o consumo e exagerado, o que pode levar a
dependência em larga escala.

O abuso de drogas e um fenómeno global que atinge grande número de paises sendo difícil
denominar algum país no qual ele não ocorra, e este fenómeno global tem atingido parcela da
população cada vez mais jovem, o que leva a necessidade de entenderem-se aspectos
epidemiológicos do consumo de drogas entre adolescentes.

6
Segundo Sanceverino; Abreu, “o uso de drogas muitas vezes é visto de forma que causa medo e
preconceito pelas pessoas devido a percepção negativa pelos familiares, sendo que na maioria
das vezes o primeiro contacto da criança com estas substâncias ocorre no meio familiar e social”
(Sanceverino; Abreu, 2004, p. 128).

Alguns autores alertam que o uso de substâncias psicoativas geralmente tem início na
adolescência cujo uso nesta fase da vida tem sido intensa e precoce, no entanto, Santos; Pratta,
descrevem que, o:

Uso e abuso da droga estão, em um primeiro momento, diretamente relacionados a busca da maximização
do prazer, que é inerente ao psiquismo. O ser humano, ao longo de sua existência, procura de um lado,
encontrar situações que lhe propiciem prazer e, de outro, que irão diminuir ou até mesmo eliminar certas
condições que possam causar dor ou sofrimento (Santos; Pratta, 2002, p. 174)

Em fim o uso de substâncias psicoativas está presente na sociedade desde a sociedade primitiva,
no entanto, é a partir do século XIX que essas substâncias e os problemas oriundos do consumo
da mesma, tornam-se mais presentes na vida da população mundial. Tais substâncias possuem
um poder nocivo ao organismo humano e quando utilizada de maneira inadequada trazem
consequências gravíssimas, não só ao usuário, mas a todos que estão ao seu redor.

Ressalta-se, ainda que, seu uso condiciona o(a) usuário(a) a um elevado grau de
comprometimento e dependência dessas substâncias, que ao entrarem em contacto com o
Sistema Nervoso Central degradam e provocam mudanças físicas, comportamentais e
psicossociais.

Segundo Mota:
Estudos norte-americanos de psicopatologia do século XIX, por exemplo, atribuíam a maior predominância
de loucura entre as classes baixas a fatores (sic) de “herança genética”. Segundo essa concepção, os pobres
(geralmente imigrantes irlandeses) seriam “biologicamente” inclinados à insanidade. No entanto, dois
grandes eventos históricos foram decisivos para confrontar as teses biológicas de então: a Depressão de
1929 e a II Guerra Mundial. Em ambos os eventos, outros estudos comprovaram que pessoas “normais”,
quando submetida a condições de extrema adversidade, desenvolveram diversos problemas psiquiátricos,
incluído a esquizofrenia. (Mota, 2007, apud Dohrenwend, 1998, p. 44).

Desta maneira, há a necessidade urgente de se entender quais são os possíveis factores


que condicionam o indivíduo a busca incontrolada de tais substâncias, porque a
experiência diz que basta um único contacto com as mesmas para que o usuário torne-se
um futuro dependente.

7
Consequências do consumo de drogas
O abuso de drogas e outras doenças mentais têm muito em comum, incluindo uma série de
causas. Alguns dos factores de risco que podem conduzir ao abuso de drogas e a instabilidade
mental nos adolescentes são os seguintes:

Desenvolvimento cerebral

De acordo com a Universidade de Rochester, o cérebro humano não se desenvolve


completamente até aproximadamente os 25 anos de idade. Efectivamente, o córtex pré-frontal,
responsável pela tomada de decisões e o controle emocional, ainda está em desenvolvimento.

Até esse momento, os adolescentes e os adultos jovens estão em busca de aceitação e de


maneiras de impressionar os outros sem considerar as consequências. Ainda estão propensos a
tomar decisões impulsivas, sem ligar as emoções e a razão. Isso os torna particularmente
susceptíveis a desenvolver múltiplos problemas de saúde mental.

Abuso verbal ou abuso físico

Os abusos verbais ou físicos durante a infância e a adolescência podem deixar cicatrizes físicas e
emocionais. Os jovens que foram vítimas desses abusos buscarão qualquer forma de suprimir a
dor sofrida, inclusive muito tempo depois de sofrer esses abusos.

As cicatrizes causadas pelo abuso geralmente são acompanhadas de baixa autoestima, desilusão,
paranóia e inclusive pensamentos de suicídio. Algo que não facilita precisamente a reflexão
sobre o dano que o abuso de substâncias produz no corpo, mas sim o contrário.
Exposição precoce
As estatísticas mostraram que quando as crianças são expostas às drogas e/ou álcool estão mais
propensas a desenvolver problemas de vício. Basta com que vejam as pessoas no seu círculo
mais próximo.
O consumo de drogas ou álcool pode ser um factor que contribui para a instabilidade mental,
especialmente numa idade precoce, já os medicamentos podem alterar o desenvolvimento dos
sistemas neurológicos dos jovens e como eles respondem ao estresse.
Pressão

8
O entorno pressiona constantemente os jovens a respeito do que devem ou não fazer. Pais,
professores e meios de comunicação exercem pressão sobre os adolescentes, que se sentem
pressionados por todas as partes para se converterem em pessoas perfeitas.
Toda essa pressão é sem dúvida um factor que contribui para que os jovens sintam ansiedade e
baixa auto-estima. Isso gera uma batalha interna, constante e desnecessária de autodefesa que
pode acabar no vício, depressão e pensamentos ou tendências suicidas. Os adultos sabem que é
impossível agradar a todos. No entanto, os adolescentes ainda estão aprendendo.

5.CRONOGRAMA DE ACTIVIDADES

Actividades Período de Tempo

9
Maio Junho Julho Agosto

Elaboração do projecto X

Levantamento do material bibliográfico X

Colecta de dados X

Tratamento de dados X

Elaboração do texto final X

Revisão do texto X

Edição X

Entrega do trabalho X

5.1RECURSOS

Humanos Financeiros Custos Materiais Custos

Pesquisadora Transporte 1.500.00 flash 350.00

Tutor Impressão 2.000.00 Esferográficas 150.00

Adolescentes Copias 1.000.00 Lápis 150.00

Líderes Telefone 1.000.00 Folha A4 1.000.00


Comunitários

Bloco de notas 300.00

Computador 12.000.00

Total 5.500.00 Total 13.950.00

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Cavalcante e Berroso (2008). O adolescente, álcool e drogas, editora Cortez, São Paulo.

Dalgalarondo (2008) Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. Porto alegre

Guimarães et all (2004) Consumo de drogas psicoativas por adolescentes escolares.

10
Kail, R.V. (2004), O desenvolvimento social e da personalidade em adolescente. Editora Paulus,
São Paulo.

Martins, G. de Andrade, (2007), manual para elaboração de Monografias e Dissertações, 3ª

edição, editora atlas S.A, São Paulo.

Mota, Leonardo, (2009), Dependência Química e Representações sócias: pecado, crime ou


doença? Curitiba: Juruá.

Pinsky, I : Bessa, M. A (2004) Adolescência e drogas. São Paulo.

Sanseverino, S, L, Abreu J, L, C. (2004), Aspectos epidemiológicos do uso de drogas entre


estudantes do ensino médio. Editora Dom Quixote, Lisboa.

Santos, M. A; Pratta E.M.M (2002), Adolescência e uso de drogas à luz da psicanalise. Rio de
janeiro

Venâncio, Henrique Carneiro. Álcool e drogas na história do Brasil. São Paulo:


Alameda, 2005.

A presente entrevista é destinada aos líderes comunitários do bairro Laulane. Tem como
finalidade recolher as informações inerentes a esta inquietação para posteriormente minimizar ou
solucionar esta problemática. Tendo em conta as questões éticas irá se usar o anonimato para a
protecção da identidade dos participantes. Perguntas abertas.

1. Já ouviu falar de droga?


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2. Na sua opinião o que motiva os adolescentes a consumirem droga?

11
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

3. Qual e o índice do consumo de drogas por parte dos adolescentes no Bairro Laulane?

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

4. Qual tem sido a sua acção como líderes comunitários face a este fenómeno?

5. Quais são os riscos do consumo de drogas traz para os adolescentes?

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6. Na sua opinião o que deve ser feito para se minimizar este problema?

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

7. Qual tem sido a reação da comunidade em relação a este fenómeno?

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

8. Que actividades de prevenção se poderiam desenvolver na comunidade para evitar o


consumo de drogas?

12
O presente inquérito é destinada aos adolescentes envolvidos no consumo de drogas. Tem como
finalidade inteirar-se desta inquietação para posteriormente ajudar a minimizar ou solucionar esta
demanda. Tendo em conta as questões éticas irá se usar o anonimato para a protecção da
identidade dos participantes. Perguntas semi-abertas.

Coloque "x" nos espaços em branco ou responda com clareza as questões abaixo

1.Idade------------anos.

2.Tem conhecimento de conceito de droga?

Sim----- Não-----

3. Na sua opinião o que lhe motivou a entrar no mundo de drogas?

13
Influência dos amigos----

Simples curiosidade----

Problemas relacionados com a familia----

4. Qual é a idade mais frequente dos adolescêntes que já viste nesta situação?

14-16---- 17-20---- 21-24----

5.Pela sua experiência, acha que o consumo de drogas e benéfico? Justifica se

Sim------ ou Não-----

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.Na sua opinião que trabalho deve ser feita para que os adolescentes não usem droga como
solução para seus problemas?

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

14