Você está na página 1de 2

07/08/2013 14:17:53

PLANO DE CURSO

CURSO: FISIOTERAPIA
COD. DISCP: 42849 DISCIPLINA: HISTOLOGIA
PROFESSOR(ES): JOSÉ ZILTON LIMA VERDE SANTOS PERÍODO: 201302

CARGA HOR. TOTAL: 40 TEÓRICA: 20 PRÁTICA:20

APRESENTAÇÃO:
O estudo de Histologia tem crescido muito nos últimos anos, dada sua importância no contexto geral das disciplinas gerais
do estudo da saúde. Novas técnicas histológicas têm proporcionado um excelente material para a forma ção de sólidos
conhecimentos do profissional da área de saúde. Na Fisioterapia, como nas demais áreas da saúde, a familiarização com a
morfologia dos tecidos dão subsídio a uma formação básica que, neste caso, envolve a compreensão da morfologia celular,
dos tecidos e sistemas

EMENTA:
Introdução à Histologia. Instruções de Uso de Microscópios. Tecidos Básicos: Tecido Epitelial. Tecido Conjuntivo. Cartilagem
e Osso. Tecido Muscular. Tecido Nervoso. Sistema Circulatório. Órgãos Linfóides. Sistema Digestivo. Sistema Urinário.
Sistema Respiratório. Pele e Anexos. Sistema Reprodutor Masculino. Sistema Reprodutor Feminino. Glândulas Endócrinas.

COMPETÊNCIA:
Caracterizae os tecidos fundamentais nos seus aspectos morfofuncionais.
Estabelecer uma correlação entre histologia e as demais disciplinas do curso.
Compreender noções gerais de microscopia e as principais técnicas histológicas.
Classificar os tecidos humanos e fazer sua caracterização morfofuncional.
Diferenciar os principais tecidos humanos e determinar sua localização nos órgãos e sistemas.

CONTEÚDOS:

UNIDADE I: Histologia e seus Métodos de Estudo. Tecido Epitelial. Tecido Conjuntivo.UNIDADE II: Tecidos: Cartilaginoso,
Adiposo, Ósseo e Muscular.UNIDADE III: Tecido Nervoso, Sistema Circulatório, Sangue e Sistema Linfático.

METODOLOGIA:
De caráter teórico/prático, a disciplina de histologia terá nas atividades reflexivo -participativas, evidentes tanto nas aulas
teóricas como nas aulas de laboratório, o ponto mais marcante de seu processo de ensino -aprendizagem. Leituras
orientadas, grupos de discussão, trabalhos em grupo, seminários, gincanas e experiências despertarão o interesse pelo
assunto e juntamente com a correlação com situações práticas do dia-a-dia, mostraram a vital importância desta disciplina

RECURSOS:
A disciplina de Histologia e Embriologia Geral de acordo com a sua natureza te órico-prática fará uso de recursos variados
entre eles: quadro de acrílico com canetas, data-show, microscópios, lâminas, microfotografias, além de textos, livros e
periódicos.

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO:

O conteúdo da disciplina foi dividido em três unidades, onde serão realizadas avaliações sobre o conteúdo de cada unidade:
PROVA TEÓRICA: Questões tipo múltipla escolha e/ou subjetivas. Serão realizadas tres provas teóricas
PROVA PRÁTICA/ GINCANA: Serão colocadas lâminas nos microscópios e os alunos terão 1 (um) minuto para responder
cada questão. Serão realizadas três gincanas.
SEMINÁRIO : A turma será dividida em grupos e cada grupo ficará responsável pela apresentação de um dos casos clínicos
do conteúdo programático. O sorteio do apresentador só será realizado no dia da apresentação do seminário. O critério de
avaliação será em conjunto e de acordo com o método utilizado pelo professor. O seminário corresponderá a terceira nota
teórica.
AD (Atividades discentes): As atividades discentes desenvolvidas durante o semestre serão somadas, e corresponderá a
quarta nota prática. A atividade discente do diário prática será o caderno de desenhos que terá peso 8, o AD do diário teórico
será um questionário que terá peso 2.
Ao final serão 7 notas, sendo três no diário teórico e quatro no diário prático que seráo somadas e divididas por 7,
obedecendo uma escala de 0 a 10. Será considerado aprovado o aluno que obtiver freqüência mínima de 75% (setenta e
cinco por cento) das aulas e demais atividades programadas, e obtenha média aritmética igual ou superior a 7 (sete) nas
avaliações parciais e AD, sendo o aluno liberado de prestar exame final.
O exame final será realizado ao final do período letivo e é destinado ao aluno que tenha obtido nota inferior a 7 (sete) e não
inferior a 4 (quatro). Mediante este exame, o aluno deverá obter média aritmética igual ou superior a 6 (seis), resultante da
média aritmética das avaliações parciais e da nota do exame final.
Ao aluno que por motivo justo e comprovado deixar de comparecer as avaliações parciais, será concedido uma segunda
oportunidade, se requerida no prazo de 3 (três) dias úteis a partir da mesma, e se for autorizado pela coordenação do curso.

BIBLIOGRAFIA:

JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO, Jose (Colab.). Histologia basica. 10ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
KIERSZENBAUM, Abraham L.. Histologia e biologia celular: uma introducao a patologia. Rio de Janeiro: Elsevier,
2004.
LEBOFFE, Michael J.. Atlas fotografico de histologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

DI FIORE, Mariano S. H.. Atlas de histologia. 7ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997.
GARTNER, Leslie P.; HIATT, James L. (Colab.). Atlas colorido de histologia. 3ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
2002.
GARTNER, Leslie P.; HIATT, James L. (Colab.). Tratado de histologia em cores. 2ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2003.
HIB, Jose. Di Fiore: histologia texto e atlas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.
STEVENS, Alan; LOWE, James S (Colab.). Histologia humana. 2ed. Sao Paulo: Manole, 2001.