Você está na página 1de 17

Beujusst.TV auf Achse - E (entrevistador) - Olá e bem-vindos à Bewusst TV.

Estou aqui sentado com


David Icke. Acho que é a nossa segunda entrevista, A primeira voi em sua casa em 2007. Muitas coisas
aconteceram desde então. Mas temos que começar do princípio, por assim dizer, para a audiência que
não conhece David Icke, a maioria conhece-o, mas não todos. Para começar, precisamos falar dos
temas a que você está mais associado: a agenda reptiliana, a idéia de que somos seres divinos mas que
fomos manipulados por seres que não são daqui... e as familias reais, a família real britânica que esta
envolvida com seres reptilianos..com é tudo isso?

DI (David Icke) - É algo que eu tenho. Bem, "investigar" é uma palavra difícil de aplicar em alguns
casos porque "investigar" significa "procurar". E isso é feito, claro que sim. Mas depois de algumas
extraordinárias experiências paranormais - como dirão as pessoas. Em 1990 e 1991 a minha vida
tornou-se, desde então, uma série de conincidências sincronizadas que me guiaram e que trouxeram até
mim pessoas, experiências pessoais, documentos, livros e todas estas fontes diferentes que me
apresentam a informação de uma maneira muito coordenada, como algumas "mãos invisíveis" e
passarem-me a informação. E não apenas informação aleatória, mas informação que muito claramente,
à medida que foi entrando na minha vida, tinha um rumo, seguia uma série de passos. Portanto no
início dos anos 1990, a informação que estava entrando na minha vida era sobre o fato de que havia
uma cabala que estava manipulando a sociedade humana e os eventos mundiais com o objetivo de criar
um estado global orwelliano, no qual haveria um Governo Mundial ditando ordens a todos os paises, os
paises seriam desmantelados e passariam a ser regiões de grandes estrutuas de poder - a União
Européia é um exemplo clássico - e o que estamos vendo agora na União Europeia é a fase seguinte de
desintegrar os paises, destruindo-os financeiramente e depois ditando as leis financeiras e políticas a
partir de um poder central.

ikeent 3

E que havia um plano para um Exército Global para impor a vontade do Governo Mundial, para um
banco Central Mundial para impor a estrutura financeira e o controle global da cabala e que o plano
passava por introduzir um microship em todas as crianças que nascessem como procecimento natural.
E eu fiquei bastante surpreendido quando a informação surgiu, e é claro que com o passar dos anos ela
tem sido confirmada cada vez mais pelo fato de que está acontecendo. Depois houve uma fase de
meados a finais dos anos 1990 - enquanto que a outra informação continuou e continua presente nos
dias de hoje - outra série paralela de situações sincronizadas aconteceram em minha vida que
trouxeram informação até mim relacionadas com o fato de que a rede de famíias, que remontam ao
mundo antigo e que estão por trás deste sistema que acabei de descrever e das suas ambições, tomavam
uma forma não humana, não só reptiliana, embora essa pareça ser a dominante, eu inclusive fui mais
longe e invetiguei outras formas além dessa - mas que havia uma força não humana por trás desta
tentativa de aprisionar o mundo.

E mais tarde, por volta de 2002 / 2003 até hoje - mas continuei com todo o resto, desde que esta
diferentes áreas entraram na minha vida mantiveram-se juntas, e é por isso que trabalho entre 12 a 15
horas por dia para continuar a par disso. Mas esta terceira fase de 2002 / 2003 foi a mais importante
porque sem isso não se consegue compreender o resto, e esta fase foi sobre a natureza da realidade, da
natureza ilusória daquilo que chamamos "realidaded física", ou seja, o fato de que a solidez é uma
ilusão, e de que vivemos numa realidade física ilusória e holográfica que é apenas um nível dos muitos
níveis desta realidade que opera a um nível de forma de onda, a um nível vibracional, a um nível
elétrico, a um nível digital, e a um nível holográfico, que nós através da mente consciente entendemos
como o mundo. E para compreender que quando eu vejo através dos meus olhos, que por sinal é mais
uma ilusão, ja que quando as pessoas tem experiências de quase morte deixam o corpo, olham para
baixo e vêem o corpo com os olhos mais ainda conseguem ver, ou seja a escala de ilusão da nossa
"experiência física" é extraordinária e ainda nem sequer chegamos ao fundo da questão.

Mas quando as pessoas vêem pelos seus olhos, digamos assim, elas penasm que estão vendo tudo o que
há para ver no lugar para onde estão a olhar. Mas não estão ! Elas estão vendo uma pequeninha banda
de frequência chamada "luz visível", que é tão pequena que chega a ser absurda. E o resto daquilo que
existe neste universo, até a nossa ciência da "idade da pedra" o reconhece: a maoir parte daquilo que
existe neste universo na forma de energia, matéria, massa ou como quiseres chamar as suas diferentes
formas, não conseguimos ver. E assim, nós estamos vivendo numa espécie de canal de televisão
holográfico. Portanto, tudo aquilo que estou vendo enquanto estou aqui sentado é esta reduzida
amplitude de frequência chamada "luz visível". Todos os outros planos da realidade também partilham
o mesmo espaço daquele em que me encontrol. E temoa a televisão digital surgindo agora e tudo isso,
mas se pegarmos na versão analógica da televisão, ou num rádio, as diferentes estações partilham o
mesmo espaço sem interferirem entre si porque se encontram em frequências diferentes. E desta forma,
interpenetrando esta realidade que experimentamos com a mente consciente, estão todas as outras
realidades onde se manifestam "mundos" muito diferentes, com "leis da física" muito diferentes.

E portanto, são estas frequências que estão muito próximas desta a que nos referimos quando usamos o
termo "interferência", no rádio e na televisão. E se tivermos duas estações de rádio bem distantes na
banda de frequência elas não interferem uma com a outra, uma não sabe da existência da outra. Mas se
pegarmos em duas frequências próximas...ainda que haja uma dominante pode ser perturbada pela
outra porque as frequências estão muito próxima. Ora, estas "entidades" ou "forças" manipuladoras
operam numa banda de frequência muito próxima da que nos encontramos, mas não é esta.

E - Portanto podemos não vê-las, mas elas podem estar aqui.

ikeent2 biblioteca de alexandria

DI - Sim, vamos dar um exemplo: ouvimos histórias de OVNIS aparecerem do nada e desaparecerem
de repente. ouvimos histórias de pessoas dizerem que viram entidades aparecem do nada e
desaparecerem de repente... Mas elas não "desapareceram" ! Nem "apareceram" do nada! O que
fizeram foi entrar na banda de frequência que podemos descodificar - a banda de frequência da luz
visível de que estou falando - e quando entram ai, nós começamos a decodificar essa informação
porque está agora ao nosso alcance fazer isso. E mal começamos a decodificá-la ! Para o observador
parecem ter surgido do nada. E depois saem dessa amplitude de frequência, dando a impressão ao
observador de terem desaparecido. Mas não desapareceram! Apenas deixaram a banda que podemos
decodificar e que é muito pequena. Por isso quando, eu acho isso particularmente interessante: quando
analisamos as diferentes crenças antigas e explicações sobre o que esta ocorrendo, vemos que ainda que
utilizam nomes diferentes, elas contam a mesma história. Por exemplo, havia um grupo de pessoas, ou
melhor um sistema de crenças que se remonta ha centenas de anos e que ficou conhecido como
"gnóstico".

Este era o sistema de crenças das pessoas que dirigiam a grande Biblioteca de Alexandria, juntamente
com Hipátia que for morta por uma multidão inspirada pela Igreja Romana porque aquela biblioteca
guardava informações e conhecimentos capazes, segundo consta de derrubar as versões dadas pela
igreja de roma sobre tudo, e estavam a por em causa as versões da igreja de Roma sobre tudo. E o que é
interessante é que onde quer que encontramos algo sobre a expressão do sistema de crenças gnóstico,
vemos que é acompanhado de chacinas, supressão e destruição do conhecimento. Portanto, os Cátaros
do sul da França eram gnósticos no que diz respeito ao seu sistema de crenças, e ja expliquei no que ele
consiste num segundo. E novamente, veio a igreja e todas aquelas pessoas que matavam pela igreja e
destruiram os Cátaros, penso que em 1244 na sua última residência no forte de Montségur no sul da
França, nas montanhas dos Pirineus. E mais uma vez não só os destruiram, como destruiram o seu
conhecimento. Mas aconteceu uma coisa fantástica em 1945, quando uma jarra selada com uma grande
quantidade de escritos gnósticos foi encontrada por um camponês no Egito em 1945, e que descreviam
muito do sistema de crenças gnóstico. Agora o mais interessante para mim - sem contar com o fato de
que descreviam uma versão bem diferente da história cristã, e poderemos aprofundar isso porque é
relevante - ms o que é importante para mim é que por volta de 1/5 destes textos eram sobre um
fenômeno a que chamavam de "Arcontes".

E segundo estes textos, os Arcontes eram uma força manipuladora que operava fora do campo de visão
humana, e eram basicamente aquilo a que chamaríamos de "forma de energia" em vez de "forma
física", ainda que se pudessem manifestar fisicamente através de projeções holográficas, etc. E estes
textos até falam a sua maneira sobre a natureza ilusória desta realidade. E falam dos Arcontes como
tropas cyborgues, se quiseres, de uma coisa a que eles chamam "Demiurgo". E o Demiurgo é aquilo
que os cristãos conhecem como Diabo e esta força negativa. E o que estes textos diziam era que esta
realidade que estamos experimentando não foi criada por uma força divina, mas sim pelo Demiurgo e
pelos Arcontes e era uma realidade artificial que eles manipulavam através do acesso a psique humana,
manipulando a percepção dos humanos da realidade. Havia coisas muito interessantes que estes textos
contavam sobre os Arcontes. E uma era que eles não tinham a capacidade de expressar a "Força
Criadora". Eu diria desta forma: se lhes dessem uma folha em branco e dissesse para criarem alguma
coisa como uma realidade por exemplo, eles não conseguiam. Mas o que os textos gnósticos dizem é
que eles eram especialistas em pegar numa coisa que ja existe, com a realidade anterior a este
"sequestro" - como eu chamaria e que experimentamos agora - e distorcê-la.

Eles aproveitavam-se de uma coisa ue ja existisse para depois distorcê-la. Outra coisa que os textos
diziam que os Arcontes faziam - e nós estamos falando de algo que se estima ter estado enterrado desde
400 aC - e era que os Arcontes parasitavam tudo, parasitavam a sociedade humana de muitas maneiras
diferentes. E eu li esse material e disse: "WOOOW! Isto são os meus próprios livros que escrevi ao
longo dos anos encontrados numa jarra no Egito." Não em todos os pormenores, mas nos temas
principais porque coincidiam totalmente. E depois, se formos a fé islâmica - e não só a fé islâmica
porque isto é originalmente vem desde a Arábia pré-ilâmica. E esse é o principal foco de atenção do
Islã, uns seres energéticos que eles chamam de "Djin". E quando olhas para os Djin e olhas para o que
os gnósticos disseram sobre os Arcontes..."Aleleuia! Olá! São a mesma coisa!". E logo vais a outras
culturas e vês o mesmo tema recorrente. E portanto quando olhas para a sociedade humana, quem é que
cria? qual é a força criadora dentro da sociedade humana? Os humanos...deveriam ser...o que é que
fazem estas famílias que tenho vindo a expor ao longo destes anos? O que é que elas fazem? Elas
aproveitam-se dessa força criadora e manipulam-na e orientam-na de maneira que lhes favoreça. E o
que é que esta rede de famílias também faz?

Eles parasitam o esforço, o trabalho, a energia, a criatividade humanas, o sistema bancári, e concluo: o
que é o sistema bancário senão uma estrutura totalmente focada parasitar a energia e o esforço da
população humana? O que é a tributação na sua versão atual? É a parasitação do esforço e da
criatividade do homem. Por isso, o que eu também achei interessante é que os Arcontes, descrito como
"cyborgues" quase como computadorews, que serviam esta força chamada Demiurgo. Bem, eu tenho
falado das entidades reptilianas que operam fora do campo de visão humana mas que podem entrar nele
- como os Arcontes - mas não podem permanecer muito tempo devido as diferenças de frequência.
Podem entrar por algum tempo mas custa-lhes imensa energia permanecer na nossa realidade uma vez
que não é a sua banda de frequência natural. E o que fizeram - isto é só um pequeno aparte antes de
continuar com os reptilianos - foi criar uma rede de linhagens de familias que se remontam ao Mundo
Antigo para representarem os seus interesses dentro da luz visível já que eles não conseguem
permanecer aqui durante muito tempo. Então estas famílias com a sua aparente forma humana que pode
operar dentro da banda de frequência da luz visível, são os representantes dos Arcontes entre a
sociedade humana.

E é por isso que encontramos esta rede de famílias no topo do sistema bancário, das corporações
transnacionais, dos meios de comunicação, nos atos cargos da Ciência, do sistema de educação, do
Exército e dos serviços de inteligência mundiais. São estas famílias que representam aquilo que os
gnósticos chamavam de Arcontes. E como estava dizendo a pouco, quando olhamos para a forma com
são descritos estes Arcontes, são exatamente como os reptilianos de que tenho vindo a escrever durante
anos no que toca a sua sociedade computadorizada e estruturada ao ponto da obsessão, que é
absolutamente hierarquizada todas as camadas conhecem o lugar que ocupam na hierarquia, e são
muito semelhantes a robos e computadores. Não é uma força criativa fluida. É muito estruturada. E é
assim que são descritos os Arcontes. - Não tem compaixão, nem empatia... - Sim...

A única vez que tomei drogas psicotrópicas na minha vida foi em 2003, numa floresta tropical no
Brasil, onde tomei uma poção tropical chamada "ayahuasca". E foi muito bem, simplesmente bestial -
E durante 5 horas, ouvi uma voz muito forte (quando passei para um estado alterado de percepção), que
falou comigo muito alto e com muita convicção sobre a natureza ilusória da realidade durante 5 horas.
E quando voltei lembrei-me de tudo instantaneamente. Mas quando regressei e conferi as informações,
rapidamente me dei conta que a ciência dominante, em todas as suas disciplinas, ja demonstrou que
aquilo que me foi dito naquela noite é verdadeiro, mas como as disciplinas se mantiveram separadas
lutando entre si por fundos e por influência os pontos nunca foram unidos nem é suposto que sejam,
porque não é suposto conhecermos a realidade em que vivemos ja que isso nos daria demasiado poder.

E esta voz disse-me a certa altura, quando se referia a natureza computadorizada destes manipuladores:
"Se tu programares um computador para abusar de uma criança, achas que ele teria algum problema em
fazer isso?" Não. Porque trataria apenas de decodificar a informação e atuar de acordo com a
informação, o programa de software. E esta força reptiliana funciona muito assim, é muito estruturada,
muito previsível. E curiosamente....porque ....muita gente não se deve ter dado conta disto mas uma das
partes mais importantes do cérebro humano em termos de comportamento, resposta e reação a
situações é o chamado "cérebro réptil" ou "complexo-R". E quando observas os traços do cérebro réptil
dentro do cérebro humano, é claro que há outras partes do cérebro que fazem essa compensação, ou
deviam fazer - ms quando se tem uma genética réptil maior esses traços do cérebro réptil
sãointensificados e muito mais evidentes, como é óbvio. Isso é ciÊncia corrente.

E um dos principais traços do cérebro réptil é o comportamento ritualístico obsessivo. E o que é


comportamento ritualístico? É seguir o mesmo padrão, dia após dia, semana após semana mantendo um
comportamento repetitivo. Ora, isto é robótico. E portanto temos os reptilianos descritos nesses termos,
os Arcontes descritos nesses termos, etc. E estas forças são expressões e nomes diferentes da mesma
coisa. Agora, uma das manifestações desta rede de linhagens que representam esta força
reptiliana/arcôntica entre a sociedade humana são as famílias reais com origem no Mundo Antigo, e as
famílias aristocraticas que as rodeiam. Porque? De onde veio, a idéia de que alguém de uma certa
linhagem deve ser rei ou rainha de um povo? E temos esta hierarquia,porque istoé outra coisa da
genética reptiliana, é que o cérebro réptil é obcecado pela hierarquização das estruturas de poder, olha
para o nosso mundo !!!!
Olhe para as familias reais e para a aristocracia, são absolutamente rígidos coma hirarquia, cada um
sabe o seu lugar. Tu és um visconde, barão, lorde, rei, príncipe...isto é a expressão humana ou
expressão parcialmente humana uma vez que são híbridos, da obsessão reptiliana/arconte pela estrutura
hierárquica manifestada no nosso mundo. Porque o que eles fizeram e estão fazendo é trazer a realidade
reptiliana/arconte para nosso mundo, tornando o nosso mundo cada vez mais parecido com o deles.
Temos também esta coisa, que vem desde há muito tempo, que se entitula de "Direito Divino de
Governar". E o que é isso? É o direito de governar por causa da tua linhagem, por causa do teu ADN. E
temos os antigos imperadores da China que reclamavam o direito de serem os governantes por serem
descendentes dos Deuses-Serpente. E a associação entre a serpente e a cobra com a realeza e com as
famílias reais e com as linhagens reais e só seguir na história. E assim, tu olhas para estas linhagens
reais que resistiram. Porque o que aconteceu é que houve um momento em que a população humana
começou a rejeitar manifestadamente a ditadura destas linhagens reais.

E esta força resolveu deslocar-se, não toalmente, muito mens na Grã Bretanha, para aquelas que eu
chamo "profissões de fato preto" da banca, dos negócios e tudo o resto e da política, passando a
manipular desse ponto de vista. Mas algumas sobreviveram, como a Família Real Britânica. E se tu
quiseres ver um grupo de pessoas que seja extremamente obcecado, não só com a hierarquia, apesar
deles o serem, meu Deus. Todo o "sistema de classes britânico", como eles o chamam, é baseado na
hierarquia que é baseada nao chefe de estado, que é a rainha. Mas se quiseres ver um grupo de pessoas
que seja obcecada pelo comportamento ritualístico, olha par a familia real: Ela vai sempre para o
mesmo palácio no Natal, vai para o mesmo palácio no Verão, vai para o mesmo palácio na Primavera,
etc. E se reparares no ano real é ritualístico. É como uma roda de hamster, repetindo, repetindo...E
depois, e vimos issona semana em que falamos

E - Sim, os 60 anos de aniversário da Rainha Isabel....

DI - Sim, os 60 anos no trono, o Jubileu de Diamante. Tem estado presente nos últimos dias mesmo a
nossa frente, e eu vejo o máximo que posso porque quero acompanhar o ritual. Mas sabes a Grã
Bretanha é famosa por aquilo que se conhece como "pompa e cerimônia": os guardas com cascos
vermelhos e chapéus pretos e cabeludos a marcharem, a troca de guarda, e depois tens pessoas de
bombachas e tudo isso, é inacreditável! Mas não é pompa e cerimônia. É ritual, é repetir o ritual. O que
estou a dizer, e tenho dito por anos e anos, como disse esta semana quando isto foi mostrado, que a
Família Real Britânica, e as famílias reais européias também, mas familia real britanica é uma
expressão desta linhagem híbrida que representa estas forças de outras dimensões entre a sociedade
humana. E eu descrevi como estas forças de outras dimensões atuam, a sua mentalidade, a rigidez das
suas estruturas. E basta olhar para a Familia Real Britânica, para ver que é um refelxo absoluto das
mesmas qualidades de que os gnósticos e outros falavam quando se referiam a esta força arconte de
outra dimensão. Por isso, claro que é muito exigente para as pessoas que não tenham investigado isto e
que não tenham passado pelas experiências que eu passei em termos de coisas que vi, coisas que vivi e
coisas que li e investiguei.

E também porque do berço a sepultura dão-nos uma certa versão da realidade, o sistema de educação, a
pressão social, os meios de comunicação e por ai adiante...até nos libertarmos, e abraçãr a possibilidae
daquilo que estou dizendo. Mas é como Gandhi disse: "Mesmo que estejas numa minoria de um - e ja
nao estou, longe disso - mas mesmo quando estás numa minoria de um, a verdade continua a ser
verdade." E não passa a ser mentira por as pessoas não conseguirem arranjar a capacidade para ver que
é possível. As péssoas continuam a dizer: "Isso é impossível, issonão se pode fazer, isso é uma
loucura." Mas o que é que elas estão fazendo? Estão apenas analisando uma coisa a partir de uma
determinada perspectiva. E se a sua perspectiva tiver sido usada apenas para receber a programamção
que lhes foi imposta desde o primeiro momento em que se tornaram conscientes nesta realidade, logo
verão isto dessa perspectiva e dirão: "Isso é uma loucura." Mas se tiveres passado 22 anos investigando
isso, analisas de um ponto de vista completamente diferente e para ti é descaradamete evidente. E
portando o desafio é juntar esses dois pontos de vista porque o que está a acontecer no mundo e o que
está por trás do que está a acontecer no mundo é completamente diferente; tão fundamental e
indescritivelmente diferente daquilo que nos dizem que acontece, que esse abismo chega a ser,
provavelmente mais do que qualquer outra coisa, o principal meio de defesa desta conspiração. É tão
extraordinário que as pessoas julgam não ser possível e acham louco qualquer um que fale disto. Mas
isso está a mudar !

E - Muito bem. Pòr outro lado queria perguntar... As pessoas estão despertando e estão indo as suas
conferências aos milhares, esgotando as bilheterias. E agora também vai ter o grande evento no
Wembley Arena, com milhares de espectadores. Por isso é importante saber todas estas coisas um
pouco assustadoras, que fomos manipulados durnte milhares de anos...Mas por outro lado somos
consciênci divina e apenas precisamos mudar a nossa percepção. O que é que podemos fazer agora que
sabemos que estamos sendo manipulados? Como nos livramos disso? E será que nos podemos livrar-
nos disso?

DI - Bem, é preciso descer fundo na "toca do coelho" para isso. É claro que tentamos sempre
aprofundar. Mas ha muitos aspectos a considerar: quando examinamos o Mundo antigo, inclusive
textos que chegaram até nós por meio dos Gênesis da Bíblia, existe um outro tema comum que é que
houve um cruzamento, não sei se foi um cruzamento direto) mas houve um cruzamento, houve uma
manipulação genética da forma humana. E esta á minha opinião depois de 22 anos investigando isto e
de analisar informação que chegou até mim. Antes desta força ter sequestrado a nossa realidade, os
humanos eram muito diferentes. Tão diferentes que não sou chamar-lhes "humanos", vou chamar-lhes
"povo da Terra". E eram uma sociedade concentrada no coração no sentido em que nós temos este
corpo holográfico e interpenetrando todos os níveis da forma humana (energética e holográfica)
existem vórtices que ficaram conhecidos como "chakras", ou "rodas de luz", como são camados na
Asia, vórtices que interpenetram os diferentes campos energéticos.

E parece que existem 7 básicos e fundamentais (há muitos outros, mas 7 são fundamentais) ao logo da
forma humana e este é o mais importante: o coração. Este vórtice liga-nos a "bem longe daqui", a
níveis de consciência muito mais dilatados do que outra coisa qualquer. E há uma organização nos EUA
quese chama Instituto HerarMath que investiga o poder do coração.

E - Heart Maths, matemática do coração, soa bem para mim.

DI - Sim, eles tem investigado isto durante muito tempo e agora descobriram que o campo
eletromagnético mais poderoso do corpo humano e é o coração. Há mais nervos que vão do coração
para o cérebro do que do cérebro para o coração. E quando o campo energética do coração se encontra
no estado que eles chamam de "coerência" ou por outras palavras em equilíbrio, e comunica, em estado
de coerência, com o sistema nervoso central e com o cérebro, essa trindade, se quiseres, quando se
encontra em harmonia transporta a pessoa para um estado de consciÊncia e percepção muito
superiores. O fundamental é a coerência do campo do coração. Uma vez que tenhas eliminado isso,
eliminas todo o resto e o que é que resta como árbitro e juiz da realidade? E isto, mente, e isto é um
grande servo disto, coração. Mas não é um grande mestre quando está no controle da nossa percepção
da relidade.

Existe outro vórtice na barriga associado as emoções e é porisso que quando as pessoas ficam nervosas
ou tem medo, sentem isso na barriga. E precisam ir a casa de banho porque o desequilíbrio provocado
pelo medo e pelo nervosismo no chakra, no vórtice ligado as emoções, afecta da mesma maneira o
equilíbrio ou desequilíbrio do sistema intestinal. E o que eles fizeram para arrastar a humanidade para
um percepção essencialmente cerebral e de baixa vibração, foi deslocar o ponto emque interagimos
com a realidade do coração para a barriga. Fizeram-no geneticamente, porque como referi no meu livro
"Lembra-te de quem és", eu firmo que ao nível do ADN que eles chamam "ADN lixo" - que não é mais
que 98% de ADN não codificante, eles chamaram-no "ADN lixo" porque não sabiam para que servia.
Bem, alguns cientistas de topo sobretudo russos e alguns americanos chamaram a atenção para o fato
de que no "ADN lixo não-codificante" existe uma linguagem, uma linguagem que pode ser vista e
revelada, e que funciona de uma maneira muito parecida a nossa linguagem, tem muitas semelhanças
coma sequenciação da língua humana.

É assim que esta "lingugem" que existe no ADN lixo é sequenciada. E eles falavam do fato de que a
linguagem humana...Que é o que? Campos de vibração, apenas isso. Nós ouvimos as palavras mas só
quando os cérebro as decodifica. O que está aqui a passar entre nós os dois não são palavras nem o que
as pessoas estão ouvindo. O que está passando ente mim e toda a gente não são palavras, é um campço
vibratório de informação gerado pelas minhas cordas vocais. As pessoas só ouvem as palavas quando
decodificam a informação. POrtanto tudo é formado por ondas vibratórias no seu estado básico, até a
lingugem. A ADM é uma forma de onda, tal como o corpo é uma forma de onda no seu estado básico.
Eles começaram a revelar esta linguagem e coincide absolutamente com a minha convicção de que uma
parte desta minupulação genética consistiu em instalar neste "ADN lixo" aquilo que eu chamo de
"programas de software biológico" e que são basicamente programas de percepção. Portanto se
pusermos um disco num computador e o computador começar a ler no ecrã, a percepçao simbólica do
computador é lida a partir do disco.

ikeent 4 matrix

Então e se nós tivéssemos programas de software biológico e correr a partir do ADN lixo, desta
linhagem que descobriram, e os estivéssemos lendo com a nossa percepção da realidade? O outro
aspecto importante é que também há programas emocionais de sofware biológico que estão correndo lá
permanentemente. E nomomento em que os lemos situamo-nos na barriga porque são programas de
baixa vibração em termos de emoções uma vez que estão todos relacionados com o medo e as suas sub-
divisões com a ansiedade, a frustração, a depressão e a culpa...Tudo isto são diferentes expressões do
medo. E se não abrirmos a mente - eu chamo de "o computador mental do corpo humano", ou
"computador biológico" - se não abrirmos a mente e deixarmos entrar o verdadeiro Ser (a Consciência),
atuaremos literalmente num organismo fechado no qual os programas emocionais e de precepção do
ADN vão ocorrer sem serem estimulados por um nível de consciência que não esteja programada.
Então basicamente, como quando as pessoas falam dos "cegos guiarem os cegos", os seres humanos
são "´programas a guiarem programas".

E a meu ver... e isto pode chocar inclusive pessoas que estejam dentro deste assunto. A meu ver, depois
de 22 anos juntando as peças, pelo menos a grande maioria de humanos tem vivido vidas inteiras sem
ter um único pensamento ou respostas emocional originais. E quando temos psicólogos, como o suiço
Carl Jung entre outros, dizendoque podem dividir a personalidade humana em 12 arquétipos principais
e respectivas combinações ao nível do entendimento, ao nível da consciência, ao nível do verdadeiro
ser, somos infinitas possibilidades, dentro de uma realidade infinita de infinitas possibilidades. Como é
que alguma vez se pode dividir...aquilo em 12 arquétipos e respectivas combinações? É absurdo, não se
consegue. Mas pode-se fazer isso a quê? A programas informáticos. E é isso que nós somos. Estas
"personalidades arquétipcias" são no fundo softwares de percepção a correrem no "ADN lixo".

Ora, o conjunto de todos estes fatores levou-nos de uma sociedade, centrada no coração conectada a um
nível superior da realidade. Isto é a inteligência inata isto era suposto servir isto. Não ser o dono da
percepção. É por isso que se sabe e este pensa precisa solucionar. As pessoas não dizem: "A minha
intuição pensa",,,Não! E dizemos isto, não dizemos ? Dizemos: "A minha intuição sabe!" Porque
instintivamente, a um nível subconciente, vamos para esse ponto de verdadeiro conhecimento mais do
que isso, de consciência. Mas o que aconteceu é que o nosso ponto de interação passou de uma
sociedade centrada no coração e se viermos deste estado, desta consciência inata, deste conhecimento
inato, desta compreenção inata de que tudo o que existe se encontra ligado a tudo o resto então
podemos criar e manifestar a partir dai uma sociedade completamente diferente daquel que temos.

Olha para aquela que temos: eles deslocaremos para a barriga, os humanos agora .... deslocaram-ns
para uma "sociedade de barriga". De onde é que vem sobretudo a resposta do Homem face aos
acontecimentos? As emoções. É um ponto emocional, é um reação emocional. Não é uma reação vinda
do coraçao na maior parte dos casos, apesar de que aconteça també, claro. É uma reação emocional.
Esta tecnica de manipulação de masas, a que chamei ha algum tempo , Problema-Reação-Solução, em
que eles criam o problema dissimuladamente, contam as pessoas, por via de "inquestionáveis" meios de
comunicação, a versão do problema em que querem que as pessoas acreditem, obtendo delas a reação:
"Façam alguma coisa! Tem que fazer qualquer coisa!" E então eles - que secretamente criaram o
problema - conseguem essa reação. "Façam qualquer coisa!" e no passo 3 oferecem publicamente a
solução para o problema que eles criaram, o que lhes dá a desculpa para mudar a sociedade e avançar
na agenda que estão seguindo.

Mas não é problema ir ao coração e analisar a situação com a inteligência do coração. Nem sequer
problema refletir sobre ele, fazer uma pequena pesquisa e saber o que pensamos. É Problema - Reação
- Solução. É a manipulação de uma resposta emocional, de uma reação emocional. E o que eles fazem
constantemente é manipular uma resposta emocinal para conseguirem apoio e poder justificar o que
estão fazendo. Assim, por exemplo, dizem que Kaddafi esta matando seu próprio povo, ou o que seja
para provocarem uma reação emocional: "Oh não! Temos que impedir que ele mate o seu povo". É
claro que o que eles não tem dizem é que os "rebedes" foram enviados para lá, financiados e armados
pela NATO para provocarem o problema. E quando as tropas de Kadaffi reagiram contra o que eles
estavam fazendo, respondendo aos disparos, vieram logo dizer: "Oh, vejam. Kadaffi está matando o seu
povo!" Reação - "Oh não, temos que para-lo". Portanto isto acontece constantemente. O 11 de
setembro...Olha para o 11 de Setembro, e para aquelas imagens horríveis e as torres desabando. Isso
moveu-nos para aqui, o coração? Não, levou-nos para a barriga! E até se costuma dizer: "Uma reação
visceral". As pessoas dizem: "O que diz o coração? O que diz o coração?". Mas quantas vezes, no lugar
de dizermos "o que te diz o coração", o que é que dizemos? O que tediz as entranhas? ou seja resposta
emocional, reação emocional.

E portanto o que eles fizeram foi mover-nos (não a toda a gente mas a grande maioria) do coração
(vibração elevada que eles não conseguem igualar), se estivéssemos no coração seríamos intocáveis, é
como a estação de radio 1 tentar causar impacto na estação 2, não consegue. Eles estão cheios de medo
que nós nos mudemos para o coração porque esse seria o seu fim. Portanto eles moveram-nos para o
seu estado vibracional ja que eles não só manipulam a resposta humana através das emoções, como se
alimentam da energia emocional de baixa vibração do ser humano. Eles converteram-nos na sua fonte
de energia porque eles no fundo são fontes de energia - bem, todos nós o somos mas eles são mais
energéticos do que nós, nós estamos muito mais conscientes do holográfico ou "físico". Quando nós
nos alimentamos pensamos que estamos comendo comida física, mas o físico não existe. Estamos
comendo "comida holográfica" mas a essência dessa comida, que decodificamos como algo
aparentemente sólido, é na verdade um campo de informação em forma de onda.

Tudo o que estas esntidades fazem, é alimentarem-se, é obter a sua fonte de energia náo de uma sandes
e uma chávena de chá, mas absorvendo diretamente a energia na sua forma de onda. Por isso, sempre
que geramos uma emoção de baixa vibração, essa emoção está em ressonância deles. É por isso que
não as conseguimos ver. Podemos sentir as emoções, mas não conseguimos vê-las. Porque vibram
dentro de outra banda de frequencia, fora do alcance da luz visível, e é nessa banda de frequencia que
estes arcontes reptilianos operam principalmente. Por isso, cada vez que geramos medo e todos os seus
derivados, estamos os alimentando com essa energia. Por isso, eles criam uma guerra, um 11 de
setembro, ou uma guerra global ou uma crise econômica, onde pais na Grécia abandonam os seus filhos
ou vendem os seus filhos porque não tem o que lhes dar de comer. Consegues imaginar nesse incidente,
em apenas um caso de pais nesta situação, o quanto é gerado aqui emocionalmente? Do horror...Nem
consigo pensar disso! Imagina como deve ser! E isso são só dois pais. Se conseguirem que isso se
estenda.

ikeent 5 morpheus

Olhe para o mundo no dia-a-dia, por todo o mundo em todas as diferentes expressões, como a energia
emocional é gerada e produzida pelas circunstâncias que a sociedade foi estruturada para criar! É uma
orgia de vampirismo energético! E então, quando Morpheus, no filme MATRIX pegou uma pilha e
disse: "A matriz é um mundo de sonhos criado por computadores, feito para converter os humanos
numa pilha", isso é uma grande verdade, porque foi nisso que nos tornámos, não tanto em pilhas, ainda
que seja um bom símbolo, mas geradores, em centrais produzindo esta energia. Portanto, se juntarmos
todas as partes chegamos à minha convicção de que estes programas de percepção correm no "ADN
lixo", e os programas emocionais de software biológico correm no "ADN lixo não codificante". E
enquanto estes programas funcionem, e enquanto a sociedade se mantenha estruturada de maneira a
gerar situações, em termos informáticos "dados", que ativem esses programas, trazendo-os à superfície
onde o seu impacto sobre os nossos comportamentos e reações é maior é possível por um lado, prender
a humanidade neste organismo fechado onde o "programa pograma o programa", e por outro empurrar
a população de um estado vibracional elevado com é o de coração, para um vórtice emocional de baixa
vibração, com é o da barriga.

Isso é empurrar a Humanidade para o estado vibracional dos seus predadores de maneira a que eles
possam arrastar e vampirizar a energia que este estado e essas repostas emocionais geam
constantemente. Bem, eu falei durante bastante tempo desde que me fizeste a pergunta: O que podemos
fazer? Porque eu acho que este contexto era necessário para perceber isso. Então o que é que podemos
fazer? Pode soar um pouco estranho e trivial - porque é óbvio que o que temos que fazer é começar a
armazenar de alto calibre, criar exércitos de civis e lutarmos contra eles, e basicamente tentar fazer-lhes
o mesmo que eles fazem a nós, certo? E onde é que isso nos leva? Primeiro, converte-nos no mesmo
que eles. Segundo, se formos por essa via vamos produzir ainda mais energia emocional de baixa
vibração, com o ódio e com rádio que produzimos. E também vamos ter simbolicamente - se
escolhemos essa via - armas que vão parecer de brincar contra material de guerra de ponta. Por isso
ainda que seja muito de macho e muito..."Temos que lutar!". Como disse Tony Blair uma vez: "temos
que lutar pela paz!" "Desculpe posso ter algum tempo para decifrar isso numa sala das escuras, por
favor?"

E é algo que á primeira vista é muito bom para essa posição machista de : "Temos que lutar contra
eles!", mas como estratégia paa derrubar isto está destinad ao fracasso e à desgraça porque estamos a
entrar no jogo que eles querem. E se estiveres nesse "modo macho" e pensares que o lado espiriutal e
essas coisas não passam de histórias encantadas e de simples pieguice, então aquilo que eu vou dizer
não fará nenhum sentido. Mas, se pretendemos por um fim a algo que tem sido criado e perpetuado por
uma coisa que decorre, então podemos combate essa coisa ou podemos simplesmente removê-la. E se
tiveres o teu dedo numa panela com água fervendo, podes desliga o gás, ou literalmente tirar o dedo
para fora. POr outras palavras em vez de procurar uma solução para o problema apagando o gás - o que
não é bem um solução uma vez que o teu dedo ainda está na panela - removes a causa do problema. A
causa do problema de te estares a queimar é teu dedo estar no raio da água, por isso tira-o de lá.
FEITO !!!

E se reparares em qualquer situação que queiras mudar, irás, descobrir que remover a causa de um
problema é sempre mais eficaz do que encontrar uma solução para o problema. Assim temos este
sistema e controlar-nos e esta imposição constante e crescente e este desmantelamento da vida das
pessoas, financeiramente e a todos os níveis, e podemos dizer: "A solução é combate o sistema e sair a
rua e lutar." Ou então ´podemos dizer: " O que causou a realidade que estamos vivendo? Então porque
é que não removemos a causa do problema?" E isto não é uma questão de lutar. Não é uma questão de
responder em jeito machista, nem de gritar bem alto. É uma questão de mudarmos a forma como
interagimos com a ralidade e com isso, sair da influência dos programas que tem controlado a
percepção e as respostas emocionais do ser humano ao longo da história conhecida e que estão criando
o mundo em que estamos vivendo porque vou voltar aquilo que os gnósticos disseram a respeito dos
arcontes: eles não possuem energia criadora, não podem fazer com que as coisas aconteçam. Mas nós
podemos. Sim, nós podemos. O que nos leva a um ponto interessante: nós somos capazes de
manifestar.

O que estas forças manipuladoras fizeram foi programar os humanos para usar esse dom da
manifestação para manifestarem o que elas queiram. E uma vez que manifestamos segundo a nossa
percepção da realidade, então manipulemls a sua percepção da realidade e elas manifestarão o que lhes
fizermos perceber como realidade. Portanto eu vejo pessoas contestando as guerras e os conflitos,
quando as suas próprias vidas estão cheias de conflitos. Nós vivemos numa realidade holográfica, neste
plano da mente consciente. E existe uma característica única e fascinante dos hologramas e da realiade
holográfica: cada parte do todo é uma versão menor do todo. Então por exemplo nos hologramas que se
vendem nas lojas, se pegares nessa imagens holográficas em forma de onda, que estão impressoa como
informação em forma de onda, e as cortarem em quatro partes e projetares o laer que se lê essa
informação, trazendo essa informação da imagem tridimensional projetada em forma de onda. Se
cortares em quatro e direcionares o laser para cada uma das partes, não obterás 1/4 da imagem toda mas
sim 4 versões menores da imgaem toda. E é por isso que ou explica como métodos alternativos de
tratamento como a reflexologia, a acupuntura e outros podem achar pontos na cabeça, nos pés, nas
mãos e nas diferentes partes do corpo, que se relacionam com o corpo como um todo.

Deste modo, os reflexólogos podem trabalhar numa zona do pé e intervir no coração, ou no fígado
dependendo da zona emque atuem. E eu conheço e tenho falado com reflexólogos ao longo dos anos e
eles sabem que isto resulta, mas não tem a certeza da razão, ou porque existem pontos nos pés, na
orelha, etc, que se relacionam e afetam o corpo como um todo. Bem, é simples se percebees que esta
realidade é holográfica, porque cada parte d todo é uma versão menor do todo. O corpo é uma
manifestação holográfica, é um holograma. Logo cada parte do corpo deverá ser uma versão menor do
todo e é por isso que por todas as partes do corpo se podem encontrar pontos que se realcionam com
todo o corpo. Da mesma forma, se nós tivermos conflito nas nossas próprias vidas = a nivel individual -
e isto acontecer por todo o mundo e nas diferentes sociedades, o que acontece, então isso é uma versão
menor do todo. E um holograma atua em ambos os sentidos. Quando o holograma inteiro muda, todas
as partes do holograma mudam. porque são expressões umas das outras.

Se mudas ou afetas uma parte menor do holograma, neste caso são bilhões de pessoas com conflito nas
suas vidas e por ai afora - e isso vai afetar o holograma no seu conjunto, isto é a sociedade humana, e
irás ter conflito coletivo. Se queremos "apagar o fogo" do conjunto que chamamos "sociedade humana"
e "experiência global", então vamos ter que apagar o fogo nas nossas próprias vidas porque nós
estamos a alimentar o fogo, nós estamos criando o fogo. É por esta razão que eles querem conflito e
perturbação a todos os níveis da sociedade, porque eles sabem que estão interferindo constantemente
em ambos os lados. Se temos conflito nas nossas próprias vidas, coletivamente manifestaremos conflito
coletivo. E se houver conflito coletivo, como bombardeamentos na Líbia ou no Iraque ou onde seja,
esses conflitos globais. afetam o individuo que reage a eles com emoções muito mais viscerais.
Portanto tudo esta inter-relacionado, tudo causa impacto em tudo o resto. E os que estã por trás desta
manipulação da sociedade humana sabem disso. E tem usado os seres humanos como violinos durante
tanto tempo.

E é por isto - apesar de não ser a única razão - que eles criaram as religiões humanas e esta é só uma
parte da razão porque existem muitas outras. E porque criaram a Ciência Humana, que eu chamo de
"Ciência da Idade da Pedra", é a ciência de pauta. Não é Ciêcia! É só uma explicação falsificada da
realidade para não percebermos a verdadeira. é por isso que a natureza da realidade, raramente é
discutida nas escolas ou no ensino em geral. Eu viajo por todo o mundo, estive em mais de 50 paises
em muitos deles mais de uma vez, vi imensos canais de televisão, em locais como a América e faço um
zapping, e são canais atrás de canais, e nuna vi um onde se fizesse a pergunta, com uma mente aberta:
"Quem somos nós? Onde Estamos? O que é a realidade?". Isto é ridículo ! Temos uma situação em que
provavelmete a maior parte das pessoas vive as suas vidas - tirando a fase final da sua vida em que se
perguntam para onde irão - que nunca se perguntaram: "Quem sou eu?". E tu perguntas: "Quem és tu?"
"Ah, sou Charlie Jones e conduzo um carro." E depois contuam-te a história da sua família, a história
da sua vida e todas essas coisas.

Mas isso náo são eles. Isso é a sua experiência. E a própria identidade do ser humano identifica o que
ele é, sem experiências, nomes, empregos. "Quem és tu? Sou um banqueiro." Não, isso é a tua
experiência, mas não é isso o que tu és. E portanto, quando tu perdes o contato com quem és e perdes a
ligação com o verdadeiro ser para lá do programa o que resta é o programa que corre e domina o nosso
sentido da realidade. O nosso sentido da realidade passa a ser o nosso ponto de vista a partir do qual
julgamos todas as coisas, e as nossas reações emocionais que dão origem ao nossos julgamentos e as
nossas respostas face aos acontecimentos. E é um ciclo fechado permanente e repetitivo. E se não o
pararmos, continuará. Nós parando-o, deslocando o nosso ponto de atenção, o pont com o qual
interagimos com o mundo, daqui para aqui. E eu tive algumas experiências fantáticas no Perú, em
1991.

Experiências incríveis que mudaram a minha vida. E voltei lá, com um grupo de pessoas de todas as
partes do mundo, em abril de 2012. E andávamos pelo Perú, e fomos a Machu Picchu e ao lugar onde
tiva a extraordinária experiência paranormal em 1991, chamado sillustani, perto de um lugar chamado
Puno e do lago Titicaca, que é o lago navegável mais alto d mundo. E nós percorremos esses lugares e
estes lugares eram "locais de coração". Quando lá estás, interages a partir daqui. E o comportamento do
grupo e a disposição do grupo era de diversão, de alegria e de felicidade. E houve um dia....Bom, eu ja
estou dentro do assunto desde ha muito tempo, mas sabes como é. As vezes tens uma experiência que te
deixa pasmado. Houve um dia perto do final da viagem, em que fomos a um local chamado Tiwanaku
logo a seguir a fronteira com a Bolívia, é um lugar antigo e muito famoso se procurares pela história e
pelos relatos da América do Sul.

E se alguem pensa que a consciência, que o comportamento e que as emoções humanas, não tem
repercussão no campo energético com que interagirmos, devia atravessar a fronteira entre o Perú e a
Bolívia, neste sítio em que nós atrvessamos, onde se passa por uma ponte sobre um rio, onde de um
lado é o Peru e do outro a bolívia. E mal passem para a Bolívia...Woooooowwww!!! Entendes? Os
guardas da fronteira levaram séculos para nos deixarem passar, apenas para um grupo de turistas que ia
estar no país por umas três horas e que parecia ter regressado de um hospital onde tinha sofrido uma
algeração do seu sentido de humor. E fomos em direção a Tiwanaku, passando por - numa viagem de
40 minutos - postos de controle da polici, do exército. Se alguém estive prevendo que a Bolívia esta em
vias de se tornar um estado policial: "Bem, estás atrasado colega." Mas de qualquer forma chegamos la.

E foi horrível Tiwanaku. Foi muito intenso nesta zona (bariga). E eu senti o mesmo em muitos outros
lugares por todo o mundo e todos eles tinham estado ligados a sacrifícios humanos e a rituais onde
participavam estas entidades que operam em outros planos da realidade e que interagem com este. É
isto que são os rituais satânicos: São uma interação, é por isso que eles fazem determinadas coisas e
repetem-ns, criando um ambiente energético que permite a interação e até mesmo a manifestação destas
entidades nos rituais. É isto que eram os "sacrifícios aos deuses" do Mundo antigo, porque quando se
sacrifica uma pessoa, as pessoas que sacrificam bebem o sangue da pessoa e comem a sua carne, que é
o que no fundo fazem os chamados católicos-romanos: beber o sangue de Jesus e comer a sua carne.
Isso é um mero disfarce daquilo que acontece na realidade.

Mas nos outros níveis da realidade onde isto se passa, estas entidades vistas como "deuses" alimentam-
se do terror da vítima, Isto é o "sacrifício para os deuses". Mas de qualquer maneira...Chegamos a
Tiwanku, e havia aquele tipo de energia...UHHHH!!! Mas o que me chamou a atençao foi a disposição
do grupo, porque mudou. As pessoas não estão felizes, não se sentiam muito bem, e havia um rapaz
encantador, Mark, um irlandês encantador. E a alteração do comportamento do grupo foi tão visível,
que no regresso - porque tivemos que regressar ao Perú, onde voltamos a ficar mais felizes - eu
perguntei as pessoas se queriam ir até ao microfone do autocarro contar a sua experiência, e o Mark
disse, sempre rindo e dançando durante toda a viagem no Perú. Mas ele disse: "Quando estava em
Tiwanaku, só me apetecia gritar a qualquer pessoa que pudesse....na minha frente quando tentava tirar
uma fotografia. Sentia-me muito diferente."

Não quero desviar-me do assunto, mas...tendo visto isto, tendo passado pela experiência e visto a
reação podia-se perceber: Peru - que mundo seria ! E depois Tiwanaku - o mundo que temos hoje. E
realmente temos ue mudar-nos para aqui. E eu disse-lhes: "É um desafio neste mundo. Porque
praticamente tudo neste mundo está feito para empurrar-nos para aqui." Portanto, quando reagimos
desde um ponto de vista visceral, podemos usar a nossa mente e a nossa consciência, só temos que
mudar o nosso ponto de atenção. É disso que se trata. Mover o nosso ponto de atenção para aqui e
sentir esse ponto de atenção nesta zona no cento do peito e nao na barriga. E asim veremos as
situações. Eu sei porque eu próprio fiz isto e ja falei com outras pessoas que o fizeram e que me
disseram: "Sim, funciona!". Tens que passar para aqui e a situação que enfrentas vai parecer muito
diferente, daqui para aqui e vice versa, da barriga para o peito e vice versa. É para o centro do peito que
precisamos ir, precisamos tornar-se na "sociedade centrada no coração", que nos foi roubada e
manipuada.

Mas não se trata só de mover o ponto de atenção para o coração e encarar a situação a partir daqui.
Uma vez que tenhas movido o teu ponto de atenção o vórtice albre, porque agora interages com ele
com a tua consciência em vez de o fazer dominado pela parte emocional. E quando ele abre, o ue
atravessa esse canal energético é inteligÊncia, percepção e conhecimento inatos. E de repente tu te das
conta por ti olhando para o mundo e discernindo sbre as coisas e compreendendo o que se passa
ralmente. em vez de perceber da forma que a mente e a barriga estão programadas para perceber. O
cérebro, separado do coração, funciona em uníssono como chakra emocional. E estes dois em
uníssono...Meu Deus! São um pesadelo!Olha para todas as coiss da sociedade que não gostes. Estes
dois malvados e funcionarem em unissono...e daí que vem.

Eu falei dos programas de emoções e de percepções que eu digo que correm no "ADN lixo". Mal o
coração deixe de afetar signiricativamente o nosso sentido de percepção da realidde e o nosso sentido
de reação, o cérebro torna-se o governante do quê? Da nossa percepção que é ditada para o cérebro mal
o coração deixe de intervir, o qual pode muito bem subistituir aqueles programas a correr no "ADN
Lixo". Isso é muito fácil! E ai que está o poder. É isso que os assusta. Portanto, assim que é fechado (o
que é feito pela programação e pela maneira como a sociedade está estruturada) a mente torna-se da
percepção. E o que é que ela faz? Decodifica, como sentido de percepção, os programas a correrem no
ADN lixo.

E essa percepção de uma coisa, torna-se uma reação emocional a essa coisa. E esta é uma resposta
emocional dos programas que correm no ADN lixo, dos programas emocionais. Portanto na mente está
a nossa manifestação holográfica dos programas de percepção de nós próprios e da realidade a
correrem, e na barriga a nossa expressão holográfica, na forma de resposta e de reação, dos programas
emocionais que funcionam no ADN lixo. E isto criou o mundo que não gostamos e deu a capacidade a
minoria para comandar a vasta maioria. Porque este nunca ira descobrir, este nunca irá compreender, ao
não ser até certo ponto:

ikeent 6

Este pode chegar ao ponto de compreender os nomes, as datas, os locais, o Grupo Bilderberg, as
guerras manipuladas, ou seja apenas o que está acontecendo no mundo físico. Mas para perceber de
onde isto vem e quem esta por trás tens que ir para aqui, para o coração. o centro do peito. Porque se
não o fizeres, não serás capaz de entrar na "toca do coelho" porque isto não consegue chegar tão longe.
E a meu ver, pela minha experiência, se fores um especialista do 11 de setembro, de guerras
orquestradas, de esquemas financeiros, de manobras políticas absurdas, então estarás apenas a dar
voltas na entrada da toca do coelho, sem chegar a entrar nela, porque isso ainda é o filme. Esta
realidade holográfica e como um filme holográfico e quando um filme chega ao ecrã, ja está. Feito!
Não vais mudar o filme agora.

E é isso que esta mundo holográfico é. Porque aquilo que faz o "computador do corpo humano" é
receber informações vibratórias em forma de onda, que é o que fazem os 5 sentidos, convertê-la em
informação elétrica (mesma informação em forma diferente) e envia isso para o cérebro e para toda a
estrutura genética eu decodifica isso para a forma digital e holográfica. Portanto o holográfico, este
mundo aparentemente físico, é o fim da história. Isso, em linguagem cinematográfica é o filme a chega
ao ecrã, e não o podes mudar. Não te colocar a frende do ecrã e gritar ao filme para que mude. As
pessoas vão dizer: "Estás doido, estás doido!". Se queres mudar o filme, tens que mudar a bobina, que
está sendo projetada la atrás.

E é isso que estmos fazendo! Há muitas formas das pessoas reagirem a esta conspiração quando a
admitem até certo ponto: "Temos que sair a rua e protestar." Eu não estou dizendo para não fazer isso.
Mas isso é a mesma coisa que tentar mudar o filme quando ele ja chegou ao ecrã. Se recuarem e
descerem ainda mais na toca do coelho, e perceberem, de onde o filme esta sendo projetado (desde
outras bandas de frequência da realidade através das familias e da estrutura Iluminati, até a sociedade
humana da luz visível para se tornar no filme a que chamamos "sociedade humana", então podem
retornar ao pode de origem e assim mudar o que é transmitido, ou seja podem mudar o filme.

E isso é o que precisamos fazer, E para fazer isso aqueles que - e eu não estou excluindo os fatos do
nível físico da conspiração nem a sua divulgação (o 11 de Setembro, a manipulação...) trabalho nisso
todos os dias nomeu site, os meus livros estão cheios desses temas. Precisamos saber disso! Mas se
apenas fizermos isso, etão, basicamente estamos vendo o resultado. Não estamos vendo a origem. E
não se consegue mudar um resultado sem se mudar a origem.

Quado vejo alguns investigadores da conspiração... e boa sorte para eles. Toda a gente que faz isso...
Aleluia para vocês! Bom Trabalho !!! Mas chega um ponto em que ja sabemos como funciona o
sistema no mundo holográfico. O que é que nos resta? Saber o número de sapado de Henry Kissinger?
Sim , precisamos confirmar atentos aos desenvolvimentos diários. Mas chega ! Vamos converter-nos
em gravadores da nossa própria escravidão? "Ohhh, vês? Eu disse-te que era isto que eles iam fazer a
seguir. Vês? Estão fazendo!!!". Se fizermos isso, passaremos de não saber que a prisão está a ser
construida a nossa volta, para VER que a prisão está a ser construída a nossa volta. Mas há um ponto
comum entre as duas posturas: a prisão esta sendo contruída a nossa volta.

Tudo bem se as pessoas só quiserem fazer isso. Não estou dizendo paa não fazerem, mas fazer só isso e
ignorar a origem e desta forma a solução e a consequente eliminação da causa do problema...As
pessoas que só fizerem isso irão gravar, gravar e gravar a sua própria escravidão e a escravidão da
humanidade até um dia....TOC TOC TOC...."Pode nos acompanhar por favor?" Eu não vou ficar
esperando isso. Nós temos que mudar a origem. E para isso, existem grandes desafios para aqueles que
investigam a área da conspiração que são dominados por um sentido de patriotismo e dominados por
um sentimento religioso. Poque o patriotismo - e eu nao estou dizendo para não amarem o vosso país,
vossa cultura, nada disso - mas o patriotismo no sentido de auto-identificação: eu sou um amerticano,
sou um patriota..." Não! Isso é a tua experiência! O que tu és é consciência infinita - tudo o que existe,
existiu e sempre existirá, toda a possibilidade - a ter essa experiência. "Sou cristão". Não és! Isso é o
sistema de crenças que escolheste, aceitar como tua personalidade. Mas ser cristão, é uma experiência,
não é o que tu és!

E se uma pessoa se identificar a si própria com o "ser cristão, judeu, muçulmano ou hindu", mais uma
vez trata-se de uma identidade de alguém que esta se identificando com algo que não é. Além de que - e
isso para chegar a origem - isso significa que não vai avançar e eu me deparava com isto o tempo todo!
Eu sou aquela pessoa que , as pessoas da sociedade corrente veem os investigadores da conspiração ao
nível dos 5 sentidos como loucos e radicais, muitos deles me vêem com louco e radical porque ..... Se
pensas que tudo o que precisas saber sobre a vida e a realidde se encontra entre as duas capas de um
livro escrito, sabe-se la quando, por quem e em que circuntâncias, o Alcorão,a Bíblia, etc - e isso te vai
dizer quem és e o que é a realidade e como tudo funciona então ainda nem sequer começaste a entrar na
toca do coelho e a chegar as áreas que precisas perceber. Porque se o fizeres, vais dar-te conta
imediatamente que a tua religião faz parte da conspiração !
Falei antes sobre os Arcontes e do Demiurgo, esta figura demoníaca com os cristãos chamariam e de
que os gnósticos falavam nos seus textos. Bem, esse Demiurgo e esses Arcontes, esses Djin, ou como
quiseres chamar a esses reptilianos em todas as suas facetas, eles são a força que as grandes religiões
adoram como deus. É o deus islâmco, e o deus cristão, agora vou ser controverso, não vou? fiquei
conhecido por isso mas não quero saber! Eu quero a verdade, não ganhar um concurso de popularidade.
É o deus do islã, é o deus do cristianismo, é o deus do judaismo - "Oh Jvaé" .... Esse é o Demiurgo, é o
falso criador. Bem, não criador, manipulador da criação de que falavam os gnósticos. Portanto
chegamos a esta situação: Por favor me diz que isto náo é verdade.....receio que seja! Mas se for só
temos que mudar e pronto.

Esta rede invisível, d que os gnósticos e toda essa gente falava, criou esta conspiração, esta rede de
manipulação da política, dos negócios, dos bancos, etc. E algumas pessoas, e em cada vez em maior
número o que é fantástico, começaram a perceber isso, e a contestar e a tentar denunciar. Mas ao
mesmo tempo elas estão ligadas a religiões que adoram a mesma força que criou aquilo que tentam
denunciar. Eu sugiro qu eo que precisamos e é realmente mover-nos para aqui, para o centro do peito,
para o coração, abrir a mente e deixar entrar a consciência. Mas também precisamos de uma folha em
branco. Uma folha de papel em branco e dizer: ok, todas as ideias preconcebidas deste lado, todas as
crenças preconcebidas e percepções da realidade, desete lado." A partir de agora, o que irei escrever na
minha folha de papela relacionado com a minha percepção da realidde virá de informação, de
conhecimento inato (sinto que é correto?) e virá de conclusões bseadas em informação crível e em
conhecimento intuitivo.

Agora algumas destas crenças preconcebidas podem volta a ser postas, talve, mas acho que não serão
muitas. Na verdade acho que nenhum, mas podem ser"! Mas não estão na folha de papel se ditarem a
realidade por atos reflexos. "David Icke fala de reptilianos que mudam de forma! É um louco. Isso não
é possível!" Não! Tu não acreditas ser possível e desta forma rejeitas o que é facilmente explicável, não
por teres investigado ou por teres analisado o problema mas porque o programa que está a ditar o teu
sentido de realidade não consegue incluí-lo. Assim as pessoas dizem-me e eu disse a muitas pessoas
nesta área quando as ações destas famílias foram expostas: "Eles nunca fariam isso!" Não, colega. Tu
nunca farias isso. Eles fariam e fazem todos os dias. Eu disse isto em entrevistas com os meios
dominantes e eles dizem: "Você só diz disparates!" E eu digo: "Estive em 55 paises, em muitos deles
várias vezes, investiguei isto a tempo inteiro durante 22 anos. Quanta investigação fez sobre o
assunto?"...ZERO !!!

Mas como está fora da sua noção de possibilidade é rejeitado. E esta folha em branco permite entrar
qualquer coisa desde que justifique o seu lugar na folha. Quando fazes isso com uma mente aberta, não
dizes: "Eu sou cristão por isso não vou criticar o cristianismo." Dizeds: "Vou analisar o cristianismo e
aquilo que acreditava até agora, e desde uma perspectiva independente ver se é válido." Eu conheço um
tipo na América que partiu em viagem há muitas décadas - ele era um cristão prifundo - e ele partiu
para demonstrar que a história cristã era verdadeira, que Jesus tinha existido e tudo isso. Muito pouco
tempo depois de ter começado por dizer: "Eu vou prová-lo". É claro que o que percebeu rapidamente
era que as provas iam todas na outra direção e tornou-se um investigador da conspiração porque se deu
conta que: "se eu fui um idiota com isto, emque mais é que estarei a ser?". E depois o dominó começou
a cair e ele começou a ver a conspiração maior. Mas ele tinha uma mente aberta o suficiente para
perceber que quando a informação tomava uma certa direção, ele estava pronto para seguii-la. Mas
muita gente que está presa as religiões não quer olha para a informação.
E tu podes ser um crente religioso e analisar o nível físico da conspiração, podes dizer que é "Satanás",
e que é a "vinda de Jesus" ou que é "O Armagedom" ou o "Fim dos Tempos", etc. Podes dizer isso a
partir de uma perspectiva cristã. Mas não irás engrar na toca do coelho. Para fazer isso, tens que te
desprender de todos os sistemas de crenças porque elas existem para censurar o verdadeiro SER.

E - Ok, David, obrigado! É fantástico. É muita informação e muita coisa em que pensar, mas o mais
importante não é pensar e sim saber, sentir. E todos temos a capacidade ....E aquilo que os humans tem
pode ser mudado porque nós podemos criar e eles não.

DI - Pois, por isso eles criam através de nós. E a diferença é...e a forma de darmos a volta à situação é
em vez de termos o nosso sentido de realidade a manifestar-se como a nossa experiência da realidde,
através de forças exteriores que manipulam o nosso sentido de realidade que se torna a nossa
experiência da realidde. Se nos livramos dessa influência, a nossa percepção genuína da ralidade torna-
se a nossa experiência genuína da realidade, e então faremos um mundo onde valerá a pena viver.

E - Ha muita gente que diz que em 2012 haverá uma grande mudança. Acha que isso esta a acontecer?

DI - Bem,. eu nao sou muito dessa opinião, pelo menos na forma em que isso tem sido descrito em
muitos sentidos. Eu deparei-me com um assunto quase imediatamente a seguir a ter tido o meu
despertar inicial, na primavera de 1990. Fui ter com uma psíquica porque sentia uma presença o tempo
todo e queria saber o que era. Eu não lhe disse, apenas esperei que ela descobrisse e...BINGO ! Muitas
coisas aconteceram desde ai: "Vais iniciar uma digressão mundial, vais revelar grandes segredos e há
uma sombra em volta do mundo". Disse-me tudo isso. E desde esses primeiros anos havia esta idéia de
que havia uma mudança vibracional a ocorrer (que agora vejo como uma mudança da informação de
onda) e que ia ter muitos efeitos mas sobretudo dois principais: um era que iria fazer despertar um
vasto número de pessoas para uma nova percepção de si próprias, do mundo e da realidade.

E que as mentes menos fechadas iriam ser afetadas primeiro, mas as pessoas que estivessem nessa
época totalmente fechadas na sua bolha, acabariam por ser afetadas. Bem, isso está acontecendo. É
perfeitamente demonstrável que está acontecendo. E o outro grande efeito desta mudança vibracional, a
qual entitulei de "Vibrações da Verdade" em 1990, devido as mudanças que se veriam, era que a
mudança vibracional traria a superfície tudo o que tinha estado escondido para que todos pudessem ver.
Imagina ouvires que as pessoas despertariam para uma nova versão da realidade, de si próprias e do
mundo em grande número, ouvires que tudo o que estava oculto viria a superfície, em 1990 . o QUE? E
olha agora em 2012. É incrível. Esta acontecendo. Mas este fenômeno das "vibrações da verdade", com
as chamei, ia ser algo que se tornaria cada vez mais poderoso e mais influente.

A grande importância de 2012 para mim, é que não é 2011, mas também não é 2013. De qualquer
forma, acho que aquilo a que estamos assistindo em 2012 e que veremos cada vez mais em 2013, 2014,
2015, ... - É que estamos a atingir um ponto em que começa a ser tangível o impacto: eu agora vejo
pessoas de dentro do sistema: médicos, cientistas e pessoas dessas a começarem a ponderar e a dizer:
"É um completo disparate, não é?". Ou seja, atingimos um ponto em 2012 em que isto esta a tornar-se
mais tangível. E eu acho que por volta do fim do ano será mais, porque isto esta em andamento. E o
foco em 2012, no sentido positivo - porque se diz que vai ser "o grande despertar". Eu não acho que "o
grande despertar" se de num ano, mas a atençao das pessoas nisso. A atençao das pessoas está recaindo
sobre isso, o que acaba por fazer com que arabram a sua mente.
E a parte é claramente todo este tema do "fim do mundo" E onde é que isso nos leva? Leva-nos para
aqui (barriga, estomago). Portanto eu acho que 2012 é visto dessa forma, mas em 2013 veremos um
impacto ainda maior e em 2014 maior ainda. E iremos chegar a um ponto em que esta mudança da
informação vibratória alcançara um ponto de viragem em que passará a ser percepção dominante. E por
essa altura o catelo de cartas cairá. Uma das outras coisas que durante os ultimos 22 anos recolhi das
mais diversas fontes é que justamente quando o sistema de controle pareça ter todas os ases na manga e
tudo preparado irá ruir tão depressa que será escandaloso. Portanto, isto continuará por mais algum
tempo. Estamos a vê-lo agora com presidentes dos EUA a decidirem diariamente quem será morto nos
seus ataques aéreos sem qualquer tipo de processo legal, tudo isso continua.

Mas ao mesmo tempo este despertar também está em andamento. E o presidente, e o sistema de
controle, e a sua agenda, e o desenrolar do seu "estado orwelliano", ainda que não seja chamado assim,
as suas facetas a media que se desenrola estão por todos os canais de televisão e em todos os jornais.
Portanto as pessoas podem ter a impressão - o que é compreensível - de que só se está passando isso:
"Oh meu Deus, Olha pra isso". Mas aquilo que não esta nos jornais, o que não passa na televisão, por
razões óbvias, é este silencioso - bem, para pessoas como eu é o mais ruidoso possível - despertar. Mas
há um despertar silencioso entre as pessoas que se está a amontoar e a crescer. E irá no fim das contas,
atuar como uma onda gigante de mudança e por um fim a este completo disparate porque o poder que é
usado para escravizar-nos e manipular-nos, é simplesmente o poder de que abdicamos cada dia.
Quando deixarmos de fazer isso, irá haver um BANG enorme e ruidoso e o castelo de cartas virá
abaixo. Portanto essa é a revolução !

A revolução náo é armazenar armas de alto calibre, nem gritar em protesto e tudo isso. A revolução é
lembrarmos quem realmente somos, e o poder de ditar a nossa realidade, individual e coletiva, que essa
memória supôe. Essa é a revolução: lembrarmo-nos de quem somos. Por isso é que eu chamei a este
grande evento em Wembley "Lembra-te de quem és". Isso é o fundamental para tudo. Se não nos
lembrarmos de quem realmente somos - uma consciência infinita passando por uma experiêcia- nada
irá mudar. Mas estamos mudando e o panorama também. Está mudando. Podemos comprová-lo.