Você está na página 1de 15

25/08/2013

BASES DE BIOFÍSICA E BIOQUÍMICA


APLICADAS À EDUCAÇÃO FÍSICA

Metabolismo de
Proteínas

Prof.Dr. André S. Costa

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

PROTEÍNAS
(do grego, proteios, “primário”, “de suma
importância”)

Macromoléculas que contêm os elementos CARBONO (C),


HIDROGÊNIO (H), OXIGÊNIO (O) e NITROGÊNIO (N), além da maioria
conter ENXOFRE, algumas conter FÓSFORO e muito poucas conter
outros elementos.

POLÍMEROS FORMADOS POR MOLÉCULAS MENORES


(AMINOÁCIDOS).

1
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

PROTEÍNAS
POLÍMEROS FORMADOS
POR MOLÉCULAS MENORES
(AMINOÁCIDOS)

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

FUNÇÕES

Construção de novas células, manutenção das


existentes e substituição das antigas

Fonte de energia
(1g de proteína produz 4 Kcal)

2
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO A FUNÇÃO BIOLÓGICA:

Estrutural Colágeno (tec. conjuntivos)/Queratina (cabelos,


unhas)

Contrátil Actina/Miosina (contração muscular)

Armazenamento Ferritina (armazenar ferro para hemoglobina)

Transporte Hemoglobina (oxigênio)

Hormônios Insulina (metabolismo CHO)

Enzimas Pepsina (digestão de proteínas)

Protetora Gamaglobulina (anticorpos)/Fibrinogênio


(coagulação)

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

FUNÇÕES DE ALGUNS AMINOÁCIDOS:

GLICINA
GLUTAMINA Neurotransmissores
GABA (ácido γ-aminobutírico)
DOPAMINA

HISTIDINA (Histamina) mediador reações alérgicas

TIROSINA (Tiroxina) hormônio tireóide

3
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

PROTEÍNAS
POLÍMEROS FORMADOS POR MOLÉCULAS MENORES (AMINOÁCIDOS)

ESTRUTURA DE AMINOÁCIDOS
AMINOÁCIDOS (AA) H O
Ácido orgânico que tem no
carbono (C) da posição α R C C CARBOXILA
ligado um grupo amina ( -NH2) (α) (ácido)
CADEIA
e uma cadeia contendo o
LATERAL OH
grupo ácido (-COOH). N
AMINA
H H (básico)

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

PROTEÍNAS
POLÍMEROS FORMADOS POR MOLÉCULAS MENORES (AMINOÁCIDOS)

ALANINA
H H O

H C C C
CADEIA
LATERAL OH
H N CARBOXILA

H H
AMINA

4
25/08/2013

Hidrólise de Proteínas
produz AMINOÁCIDOS (AA)

300 AA descritos;
20 AA proteínas mamíferos;

AA ESSENCIAIS: NÃO são


sintetizados pelo organismo.
(Isoleucina, Leucina, Valina,
Lisina, Metionina, Treonina,
Triptofano e Fenilalanina)

AA NÃO ESSENCIAIS: SÃO


sintetizados pelo organismo.
(Aspartato, Asparagina,
Glutamato, Glutamina,
Arginina, Alanina, Glicina,
Prolina, Tirosina, Serina,
Histidina e Cisteína)

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

O corpo NÃO pode armazenar proteínas e aminoácidos


(Proteínas/Aminoácidos contêm NITROGÊNIO)

 PARA REPOSIÇÃO DOS TECIDOS A QUANTIDADE DE


NITROGÊNIO INGERIDA A CADA REFEIÇÃO DEVE SER IGUAL A
EXCRETADA POR DIA (NITROGÊNIO BALANCEADO)

 CRIANÇAS APRESENTAM BALANÇO DE NITROGÊNIO POSITIVO


 PESSOAS EM RECUPERAÇÃO DE DOENÇAS

BALANÇO DE NITROGÊNIO NEGATIVO


(INANIÇÃO, DESNUTRIÇÃO, FEBRE PROLONGADA, VÁRIAS DOENÇAS)

5
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS
CONDIÇÕES MEDIDA DE N SIGNIFICADO

Positivo Ingerido > Excretado Crescimento/Anabolismo

Equilíbrio Ingerido = Excretado Manutenção/Reparo


tecidual

Negativo Ingerido < Excretado Perda de


Peso/Catabolismo

(KRAUSE & MAHAN, 1991)

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

Para formação de novas proteínas o organismo utiliza de


aminoácidos da digestão das proteínas dos alimentos e/ou
originados pela degradação de proteínas dentro das células.

TURNOVER PROTÉICO/RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS


(1) Armazenar nutrientes na forma de proteínas para posterior
degradação, necessidade metabólica (tecido muscular);

(2) Eliminar proteínas anormais;

(3) Permitir regulação do metabolismo celular (eliminação de


enzimas e proteínas regulatórias supérfluas).

6
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

POOL INTRACELULAR

TURNOVER PROTÉICO
Equilíbrio entre AA livres e Proteínas celulares

PROTEÍNA TECIDUAL
DEGRADAÇÃO E RESSÍNTESE DE PROTEÍNAS NAS CÉLULAS

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

7
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

 Os aminoácidos que não necessitamos para a construção dos


tecidos ou não são do tipo correto para esse objetivo são
degradados em amônia (NH3), dióxido de carbono (CO2) e água (H2O),
produzindo ao mesmo tempo calor e energia.

AMINOÁCIDOS

NH3 (Amônia) Cadeia Carbonada

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

Remoção do Nitrogênio dos aminoácidos

1o. Passo: transferência do grupo alfa-amino

TRANSAMINAÇÃO: transferência do grupo alfa-amino ao


alfa-cetoglutarato (aceptor) formando Glutamato e alfa-
cetoácido.

 O alfa-cetoglutarato é uma substância que exerce papel


fundamental no catabolismo dos aminoácidos por aceitar
os grupos amino de outros aminoácidos.

8
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

TRANSAMINAÇÃO: transferência do grupo alfa-amino ao


alfa-cetoglutarato formando Glutamato e alfa-cetoácido
(derivado do aa original).

Alfa-Cetoglutarato GLUTAMATO

AMINOÁCIDO Alfa-Cetoácido

METABOLISMO DE
PROTEÍNAS

TRANSAMINAÇÃO:

Músculo, Fígado e Rins;

Glutamato/Glutamina
Alanina

Alfa-cetoácido (derivado
do aa original).

9
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

Remoção do Nitrogênio dos aminoácidos

2o. Passo: remoção do grupo alfa-amino

DESAMINAÇÃO OXIDATIVA: liberação grupo alfa-amino


como amônia livre juntamente com a formação de alfa-
cetoácido.

10
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

ALANINA
H H O
DESAMINAÇÃO OXIDATIVA
H C C C
Fígado e Rins; CADEIA
LATERAL OH
H N CARBOXILA

H H
AMINA

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO DOS


AMINOÁCIDOS

DESAMINAÇÃO OXIDATIVA
ALFA-CETOÁCIDO
AMINOÁCIDO
H H O

NH2 H C C C
CADEIA
LATERALH OH
H H CARBOXILA
ALFA CETOÁCIDO

11
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

CICLO DA URÉIA

CITOSSOL

MITOCÔNDRIA

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

CICLO DA URÉIA

ORNITINA
CITRULINA

NH3
+
CO2

12
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

CICLO DA URÉIA

ARGININO-SUCCCINATO

ASPARTATO
ORNITINA
CITRULINA

NH3
+
CO2

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

CICLO DA URÉIA

URÉIA

ARGININA
ARGININO-SUCCCINATO

ASPARTATO
ORNITINA
CITRULINA

NH3
+
CO2

13
25/08/2013

CICLO DA URÉIA

Fígado

Produto final,
uréia, eliminado
pelos rins na urina.

RENOVAÇÃO DE
PROTEÍNAS E
CATABOLISMO
DOS AMINOÁCIDOS

14
25/08/2013

METABOLISMO DE PROTEÍNAS

RENOVAÇÃO DE PROTEÍNAS E CATABOLISMO


DOS AMINOÁCIDOS

AMINOÁCIDOS GLICOGÊNICOS - Quando degradados


formam piruvato, α-cetoglutarato, succinil-CoA, fumarato
ou oxaloacetato (precursores de glicose).

AMINOÁCIDOS CETOGÊNICOS - Quando degradados


formam acetil-CoA ou acetoacetato (precursores de
ácidos graxos ou corpos cetônicos).

ALANINA
CISTEÍNA
GLICINA
SERINA
TREONINA

RENOVAÇÃO DE ARGININA
GLUTAMINA
PROTEÍNAS E ASPARTATO
ASPARAGINA
HISTIDINA
PROLINA

CATABOLISMO
DOS AMINOÁCIDOS

ISOLEUCINA
METIONINA
VALINA

15