Você está na página 1de 14

Universidade Federal de Campina Grande

Departamento de Engenharia Elétrica


Unidade Acadêmica de Engenharia Elétrica

QUESTÕES: QUESTÕES RESOLVIDAS DE


CONCURSOS DIVERSOS

Disciplina: Maquinas Elétricas


Professor:
Aluno:
Matricula:

Campina Grande – PB
2018
PROBLEMA Nº 1
Um motor de indução trifásico, 220 V, 60 Hz opera com rotação de 1710 rpm e
escorregamento de 5%. Portanto, trata-se de um motor com número de polos igual a:
a) 1
b) 3
c) 4
d) 7
e) 10
Solução:
f s=60 Hz s=5 ω=1710 rpm
ω
(¿¿ s−ω)
⇒0,05 ω s=ωs −1710⇒ 0,95 ω s=1710 ⇒ .
ωs
s=¿
ω s=1800 rpm .
ω
(¿¿ s) 120 x 60
⇒ p= =4 p ó los
60 1800
p
f s= ¿
2
Reposta: c)

PROBLEMA Nº 2
Em um motor de indução, a função da resistência de aquecimento é:
a) proteger o enrolamento do rotor contra sobrecarga.
b) proteger o enrolamento do estator do motor para evitar sobrecarga do
equipamento.
c) aumentar o torque de partida do motor, de modo a atender cargas com grande
inércia.
d) reduzir a corrente de partida do motor acima de 5 CV, de modo a não
aumentar a demanda da instalação.
e) impedir a condensação de água no motor, quando ele se encontrar instalado
em locais úmidos.
Resposta: e)

PROBLEMA Nº 3
Um motor de indução de 6 polos e 60 Hz apresenta velocidade do campo
magnético girante, em rpm, igual a:
a) 1.200
b) 1.400
c) 1.600
d) 1.800
e) 2.000
Resposta:
120 xf 120 x 60
ω S= = =1200 rpm→ a ¿
p 6

PROBLEMA Nº 4
Considere as informações a seguir para responder às questões de nºs 4 a 5.

O circuito da figura acima apresenta o modelo equivalente por fase de um motor


de indução trifásico 440 V, 60 Hz, 6 polos, ligado em Y. Os parâmetros desse motor, em
ohms, são apresentados a seguir.
r 1=0,30 ; x 1=0,40 ; r 2=0,15; x 2=0,20; x φ =15.
O motor opera com um escorregamento de 4%, demandando da rede uma
corrente I1 de 20 A, com fator de potência 0,8. Nessas condições de funcionamento, as
perdas no cobre do estator do motor, em W, são:
a) 120
b) 150
c) 180
d) 240
e) 360
Resposta:
2
PD =3 x 0,30 x 20 =360 W →e ¿

PROBLEMA Nº 5
Considerando que I 1≅ I2 e que as perdas totais por atrito, por ventilação e
no ferro do motor somam 150 W, independente da sua rotação e carga, a potência de
saída do motor, em watts, é, aproximadamente,
a) 1.869
b) 4.170
c) 11.360
d) 11.834
e) 12.194
Solução:
Pfer =150W I 1 ≅ I 2=20 A
3 r 2 ( 1−s ) 2 3 x 0,15 x ( 1−0.04 ) 2
PM = I 2= 20 =4320W
s 0,04
Psa í da=PM −Pfer =4320−150=4170W
Reposta: b)

PROBLEMA Nº 6
A corrente nominal de um motor trifásico de 3 cv, com rendimento de 90%, sob
uma tensão nominal de 220 V, com fator de potência igual a 0,80 é, aproximadamente,
igual a:
a) 4,65 A.
b) 6,53 A.
c) 8,06 A.
d) 24,12 A.
e) 41,82 A
Resposta:
P=3 x 736=2208 W → P=√ 3 x V L x I L xcosφxη
2208= √3 x 220 x I L x 0,8 x 0,9 → I L =8,057 ≈ 8,06 A →c ¿

PROBLEMA Nº 7
Um motor trifásico, de 100 CV, tem rendimento nominal de 90%. A perda de
potência elétrica, para a carga nominal equivale, aproximadamente, a
a) 73,6 W.
b) 7,36 kW.
c) 7,46 kW.
d) 8,18 kW.
e) 10,1 kW.
Solução:
Temos que 1 cv ≅ 736W
Psaída=100 cv =73600 W
η=0,9
P saída 73600
η= ⇒ P entrada= ≅ 8177.8 W ≅ 8.18 kW
Pentrada 0,9
Reposta: d).

PROBLEMA Nº 8
Considere um motor trifásico de 10 HP (1 HP = 746 W), com rendimento de

1
80%, fator de potência de e alimentado por uma tensão de linha de 100 volts. A
√3
corrente elétrica a ser considerada no dimensionamento dos cabos elétricos utilizados
em sua instalação, em ampères, é
a) 99,80
b) 98,25
c) 95,40
d) 93,25
e) 89,50
Solução:
Psaída=10 HP=74600 W
η=0,8
1
f . p=
√3
V L =100 V
Pentrada=√ 3 V L IL f . p

Psa í da P sa í da 73600
η= = ⇒ I L= =93,25 A
Pentrada √ 3 V L I L f . p 1
√ 3 x 100 x 0,8 x
√3
Reposta: d).
PROBLEMA Nº 9
Um motor de indução trifásico de 2 CV, 220 V, fator de potência 0,75 e
rendimento 0,80 tem corrente nominal de, aproximadamente,
a) 4,8 A
b) 6,4 A
c) 9,5 A
d) 11,2 A
e) 15,7 A
Solução:
Temos que 1 cv ≅ 736W
Psaída=2 cv =1472W
η=0,8
f . p=0,75
V L =220 V
Pentrada=√ 3 V L IL f . p

Psa í da P sa í da 1472
η= = ⇒ I L= ≅ 6,4 A
Pentrada √ 3 V L I L f . p √ 3 x 220 x 0,8 x 0,75
Reposta: b).

PROBLEMA Nº 10
Um motor trifásico com rotor gaiola de 6 polos e 60 Hz opera à plena carga com
velocidade de 1164 rpm. O seu escorregamento é de:
a) 1%.
b) 3%.
c) 5%.
d) 7%.
e) 9%.
Resposta:
120 xf 120 x 60 1200−1164
ω S= = =1200→ s= =3 →b ¿
p 6 1200

PROBLEMA Nº 11
"No ensaio de um motor de indução trifásico com rotor gaiola de 4 polos, 0,5
HP, 120 V e 60 Hz foram determinados os parâmetros seguintes: corrente de 3 A,
rotação de 1710 rpm e fator de potência igual a 0,8."
O motor está operando com escorregamento de, em %:
a) 3
b) 5
c) 7
d) 8
e) 10
Resposta:
( 1800−1710 )
s= x 100=5 →b ¿
1800

PROBLEMA Nº 12
Um motor de indução trifásico de 20 cv, 380 V, 4 polos, 60 Hz, opera a plena
carga em regime permanente com escorregamento de 4%. Considerando-se que as
perdas mecânicas sejam de 880 W e assumindo-se que 1 cv = 736 W, é correto afirmar
que o valor da potência transferida no entreferro está entre
a) 10 kW e 14 kW.
b) 14 kW e 15 kW.
c) 15 kW e 16 kW.
d) 16 kW e 17 kW.
e) 17 kW e 20 kW.
Resposta:
Pmec =Peixo + P Perdas=20 x 736 +880=15600 → Pmec =( 1−s ) Pentreferro
Pentreferro =16250W ou16,25 kW → d ¿

PROBLEMA Nº 13
Um motor trifásico possui as especificações seguintes:

Potência: 0,5 CV
Polos: 4
Tensão: 220 V
Rotação: 1720 RPM
Rendimento: 72%
Fator de potência: 0,65
A corrente nominal vale, aproximadamente:
a) 0,5 A.
b) 2 A.
c) 4 A.
d) 6 A.
e) 8 A.
Solução:
Temos que 1 cv ≅ 736W
Psaída=0,5 cv=368 W
η=0,72
f . p=0,65
V L =220 V
Pentrada=√ 3 V L IL f . p

Psa í da P sa í da 368
η= = ⇒ I L= ≅2 A
Pentrada √3 V L I L f . p √ 3 x 220 x 0,72 x 0,65
Reposta: b).

PROBLEMA Nº 14
Um motor de indução trifásico de 220 V opera com rendimento de 80%, fator de
potência igual a 0,8 e corrente de 9 A. A sua potência é de
a) 3 kW.
b) 1 HP.
c) 2,5 HP
d) 2 CV.
e) 3 CV.
Solução:
Psaída=?
η=0,8
f . p=0,8
V L =220 V
I L =9 A
Pentrada=√ 3 V L IL f . p

Psa í da P sa í da
η= = ⇒ P saí da= √3 x 220 x 0,8 x 0,8 x 9 ≅ 2194,85W
Pentrada √ 3 V L I L f . p
Temos que 1 cv ≅ 736W
Psa í da ≅ 3 CV
Reposta: e).

PROBLEMA Nº 15
Em um determinado tipo de motor trifásico, onde os enrolamentos do estator são
conectados a uma fonte trifásica equilibrada e os enrolamentos do rotor são curto-
circuitados internamente, afirma-se que:
I. para que o rotor desse motor desenvolva torque positivo, é necessário que ele
gire mais lentamente que o campo magnético girante.
II. esse motor é denominado de Motor de Indução.
III. sem torque de carga, este motor opera com elevado deslizamento.
Assinale:
a) se somente a afirmativa I estiver correta.
b) se somente a afirmativa II estiver correta.
c) se somente a afirmativa III estiver correta.
d) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
e) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
Resposta:
d), pois sem torque de carga, o motor deve operar com deslizamento mínimo, ao
contrário do proposto.

PROBLEMA Nº 16
Um motor à gaiola, com 4 polos, é alimentado em tensão alternada trifásica na
frequência de 60 Hz. Para um escorregamento de 4%. A velocidade do rotor, em
rotações por minuto, e a frequência, em Hz, das correntes induzidas no rotor são,
respectivamente
a) 1750 e 2,4;
b) 1738 e 57,6;
c) 1700 e 62,4;
d) 1800 e 0;
e) 1728 e 2,4.
Solução:
Motor à gaiola, com 4 polos f s=60 Hz s=0,04
f r=s f s=0,04 x 60=2,4 Hz
p x ωs 120 x 60
f s= ⇒ ω s= =1800 rpm
2 x 60 4
ω s−ω
s= ⇒ ω=−( 1800 x 0,04 ) +1800=1728 rpm
ωs
Reposta: e).
PROBLEMA Nº 17
Um motor com carga máxima consome 1230W. Sua especificação é 240V e 6,25
A. O fator de potência desse motor, em %, é:
a) 82;
b) 80;
c) 72;
d) 70;
e) 69.
Resposta:
P (W ) 1230
f . p= x 100= =82 → a ¿
P (VA ) 240 x 6,25

PROBLEMA Nº 18
Um motor de indução trifásico com rotor gaiola de 4 polos, 5 HP, 220 V, 60 Hz,
fator de potência 0,75 e rendimento 0,85 opera com escorregamento de 5%.
A rotação do rotor é, em rpm:
a) 3520
b) 3080
c) 2280
d) 1710
e) 1140
Resposta:
ω=ω S−ωS xs=1710 rpm→ d ¿

PROBLEMA Nº 19
Um motor elétrico de indução trifásico de 25 cv, 380 V, opera a plena carga com
rendimento de 90%. A relação entre a potência ativa e a potência aparente absorvida
pelo motor é 0,8. A corrente elétrica absorvida pelo motor, em A, é aproximadamente:
a) 25
b) 32
c) 39
d) 46
e) 53
Resposta:
25 x 736
I= =38,83 A →c ¿
√ 3 x 380 x 0,9 x 0,8

PROBLEMA Nº 20
Um motor síncrono trifásico, de polos salientes, está conectado a um barramento
infinito. As reatâncias síncronas de eixo direto e de quadratura por fase valem,
respectivamente, X d =2 Ω e X q =1,8 Ω O. Sabe-se que a tensão induzida no
motor e a tensão do barramento infinito, por fase, valem 1.500 V e 1.450 V,
respectivamente. O valor máximo da potência de conjugado da relutância do motor, em
W, é, aproximadamente:
a) 12.600
b) 48.300
c) 58.400
d) 572.200
e) 1.087.500
Resposta:
2
V EQ x ( X d −X q )
P=3 x xsen ( 2 δ ) → para que seja máximo 2δ =1
2 x Xq x Xd
2
1450 x ( 2−1,8 )
P=3 x =58402.78 ≈ 58400 W
2 x 2 x 1,8

PROBLEMA Nº 21
Um gerador síncrono trifásico, conectado em Y com potência nominal de 250
kVA e tensão terminal de 440 V, é submetido aos ensaios em vazio e de curto-circuito
com sua corrente de campo nominal de 10 A. Desses ensaios são obtidos os seguintes
resultados:
- tensão terminal em ( V T ) vazio igual a 500 V;
- corrente de linha em curto-circuito ( I L ) igual à corrente nominal.
Considerando o exposto e desprezando a resistência de armadura, a reatância
síncrona do gerador, em ohms, é, aproximadamente:
a) 0,49
b) 0,88
c) 1,92
d) 2,15
e) 4,45
Resposta:
500
X S= √
3
=0,88 Ω → b ¿
250000
3
440
√3

PROBLEMA Nº 22
A respeito do motor síncrono, um tipo de motor elétrico, cuja velocidade de
rotação é proporcional à frequência da sua alimentação, considere as afirmativas a
seguir:
I. A rotação média do motor síncrono tem uma grande variação em função da
carga mecânica imposta ao seu eixo.
II. O enrolamento amortecedor, que funciona como a gaiola do motor de
indução, é utilizado para frear o motor síncrono.
III. O motor síncrono pode ser utilizado para a correção de fator de potência.
Assinale:
a) se somente a afirmativa I estiver correta.
b) se somente a afirmativa II estiver correta.
c) se somente a afirmativa III estiver correta.
d) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
e) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
Resposta:
I. O rotor magnetizado gira com velocidade do campo girante sob quaisquer
condições de carga;
II. enrolamento amortecedor destina-se a amortecer oscilações de conjugado
mecânico que provoque quebras no sincronismo. Possibilita ainda a partida de uma
máquina síncrona;
III. motor sincrono estando sub-excitado apresenta fator de potência indutivo, já
estando sobre-excitado apresenta fator de potência capacitivo.
Portanto, as afirmativas: I - Falso , II - Falso, III- Verdadeira c)

PROBLEMA Nº 23
Uma indústria tem vários motores de indução instalados, perfazendo uma
potência de 399,9 kW e um motor síncrono de 465 kVA. Essa indústria opera com todos
os motores de indução funcionando simultaneamente, apresentado um fator de potência
total de 0,86 (defasagem entre tensão e corrente de 30º) para o conjunto destes motores.
O motor síncrono funciona com 399,9kVA e com fator de potência igual a 1,0.
Atuando somente no motor síncrono, de maneira que ele continue realizando o
mesmo trabalho mecânico, pode-se elevar o fator de potência de toda a instalação para:
a) 1,00.
b) 0,96.
c) 0,92.
d) 0,87.
e) 0,78.
Resposta:
MOTOR DE INDUÇÃO
Pi=400 kW e FPi = 0,86 ind.
Então, Si = 465 kVA e Qi = 232 kVAr.
MOTOR SÍNCRONO
Desejamos Ps = 400 kW (manter)
Máximo Ss = 465 kVA
Aproveitando os cálculos anteriores, para um Ss = 465, Qs = 232 KVAr
Como podemos sobreexcitar o motor e fazer com que seu FP seja capacitivo e Qi
= Qs, o fator de potência será unitário. a)

PROBLEMA Nº 24
Um motor monofásico de 5HP (considere 1 HP = 746W) está conectado a uma
fonte de 100V e possui um fator de potência 0,8 atrasado e um rendimento de 50%. O
valor da corrente elétrica requerida da fonte, em ampères, é
a) 2,25.
b) 9,20.
c) 23,31.
d) 59,68.
e) 93,25.

Solução:
Temos que 1 HP ≅ 746 W
Psaída=0,5 cv=3730 W
η=0,50
f . p=0,80
V =220 V
Pentrada=V I f . p
Psa í da P 3730
η= = sa í da ⇒ I = ≅ 93,25 A
Pentrada V I f . p 220 x 0,80 x 0,50
Reposta: e).