Você está na página 1de 6

UNIVERSIDADE LÚRIO

FACULDADE DE ENGENHARIA
CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA CIVIL

3º Ano

SÍNTESE DA REUNIÃO DE AUSCULTAÇÃO ENTRE A VICE-REITORA, A DIRECÇÃO


DA FACULDADE E OS ESTUDANTES DA TURMA, SOBRE A EXPOSIÇÃO DAS
DIFICULDADES DA DIRECÇÃO DA FACULDADE NA RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS
DA TURMA EM RELAÇÃO AO DOCENTE NELSON TRAQUINHO

Endereço electrónico da turma:engcivil.ul@gmail.com

Pemba, 20 de Abril de 2018


Aos Dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dezoito, teve lugar na sala de
reuniões dos Campus, a reunião de auscultação dirigida pela Vice-Reitora
Pedagógica, Direcção da Faculdade e a turma em causa, sobre a exposição feita em
relação a dificuldade e morosidade por parte da Direcção da Faculdade na
resolução dos problemas que a turma tem com o docente Nelson Traquinho, que
teve início pelas 10 horas e 20 minutos.

Depois da entrada da turma, verificou-se a entrada do Director Pedagógico e de


seguida entrou a Vice-Reitora, acompanhada pelo Director da Faculdade.

Magnifico reitor!

A turma quer antes de mais, agradecer pelo elevado esforço que o Magnifico
prestou desde a nossa primeira intervenção, pois se não o fizéssemos acreditamos
que este caso ainda não teria pernas para andar. Processo este que já estáa bastante
tempo sem pernas para andar.

Agradecemos bastante por nos dar a oportunidade de interagir com a Vice-Reitora


sobre este caso, no sentido de expressarmos presencialmente os nossos sentimentos
tristes que talvez nas cartas já enviadas porque ser em escrito talvez não se iria
imaginar o peso de tristeza que se manifesta dentro nós.

Magnifico Reitor!

Após a sua intervenção no nosso pedido de socorro, recebemos a reacção do


Director da Faculdade que mostrouameaçasobre nós, o Director diz que não
poderia mostrar quais passos estavam a dar na resolução destes problemas, como
deveria ser o nosso posicionamento, se nem água vem e nem água vai? Diz o
Senhor Director que estava a evitar que houvesse alguma represália e por
apresentarmos os problemas ao Reitor e boicotando as aulas do docente Traquinho,
ai corremos riscos de represálias pois seremos chumbados por faltas.

De facto, esperávamos que a reunião fosse não só para fazer auscultação, mas
também que fosse para juntos tomarmos uma decisãosobre este grande paradigma
e não foi o que se verificou.

1
Magnifico Reitor!

A reunião devia ser mais para expressar os nossos sentimentos em relação aos
problemas que a turma tem com docente Nelson Traquinho, mas vimos que era
para esclarecimento da Direcção e sentimos não ter ainda uma luz verde porque a
Direcção quer provas concretas, que tipo de provas?

Já foram enviados tantos papéis a criticar o docente em causa mas nada se faz. Nós
estamos cansados deste docente, deve ser sancionado para servir de exemplo a
outros.

Sinceramente Magnifico, esta reunião foi mesmo para receber intimidações e para
ouvir argumentos por parte da direcção.

O normal seria a Vice-Reitora reunir-se em particular com os estudantes para ouvir


sobre o que se passa, principalmente com as colegas que sofreram o assédio, e
garantir que os estudantes estejam mais à-vontade em se expressar sobre o assunto
e de seguida reunir-se com ao Direcção da Faculdade também a parte para depois
tomar alguma medida urgente.

Desde que enviamos o pedido de socorro, nos abstemos das aulas do docente
Nelson Traquinho, até que se resolva este problema, pois assistindo estas aulas,
estaremos a nos acompanhar para um caminho de reprovações como habitualmente
assiste-se e como habitualmente vivemos e sentimos este acto injusto. A direcção,
quer até hoje provas, quais provas mais temos de apresentar magnifico reitor?

Os documentos que são enviados a apresentar as queixas não podem ser as provas?
As reprovações em massa não podem ser as provas?

Se achar-se que estamos a mentir porque se calhar não gostamos do docente, aí


estará a se cometer um grande erro porque até quase todos estudantes da
Engenharia conhecem muito bem o comportamento deste docente, queríamos nós
como colaboradores da Unilúrio ajudar desta forma reportando os maus aspectos
mas vimos que parece não estarmos a ajudar.

Mas na reunião, sentimo-nos ameaçados pelo director, só pelo facto de a turma


dizer que irá voltar a sala de aulas nestas cadeiras depois de ser substituído, ou
depois de expulsar este docente. Em suma, voltaremos depois de o problema ser
2
resolvido devidamente porque voltar as aulas ‘’não’’, estaremos a nos entregar a
reprovações, a injustiças e a sofrimentos diversos. Nesta reunião sentimo-nos
intimidados pois, fomos orientados a continuar a ter aulas, em quais condições
devemos assistir as aulas, com castigos, com ameaças, com injúrias? Para ele ter
outras turmas e passarem o mesmo que passamos com ele?

Só pelo facto de não participarmos nas aulas, somos orientados que devemos
assistir as aulas porque senão iremos reprovar por falta, o docente desde o primeiro
dia de aulas, não recebe lista de presenças produzida pela turma porque após
termos feito uma lista de presenças a circular, quando chegou em suas mãos
‘’rasgou o papel em nossa cara’’ e disse que não precisava nunca mais de lista de
presenças porque conhece cada um dos estudantes, então para dizer que ele tem
aquela mentalidade de influenciar de certa forma no mau aproveitamento
pedagógico para aqueles estudantes que ele for a seleccionar para tal modo, ele
consegue manipular-nos para que possamos reprovar sem ter grandes dificuldades
para tal.

Magnifico reitor!

Nesta reunião, observamos que a instituição está mais preocupada com a sua
imagemcaso este assunto chegar em mãos alheias, e nós estudantes desta turma
estamos mais preocupados ainda com as reprovações injustas, com o
comportamento deste docente, porque se reprovamos a estas duas cadeiras, já não
teremos como ir ao 4º ano, o docente Nelson Traquinho não quer nos ver a
progredir, alhais, ele tem este tipo de pensamento.

Porque que estas cadeiras são difíceis somente na Unilúrio? Porque que em outras
Universidades os estudantes fazem estas cadeiras de forma tranquila? Porque não
reportamos algum caso de outro docente e é somente este docente?

Magnifico reitor!

Estamos preocupados com a imagem da Unilúrio, deve ser feito alguma coisa com
mais urgência possível porque este docente está mais preocupado em nos reprovar
injustamente em massa, em nos incapacitar. Mas ainda para adiantar, a imagem da
3
Unilúrio já esta em causa devido ao número de colegas que recentemente tem se
transferido para outras universidades e ainda mais pelo número de pais
encarregados que tem sempre ouvido as reclamações por parte dos seus filhos, pois
verifica-se que aDirecção da Faculdade não se mostrapreocupada em saber o
porque de os estudantes estarem a sair, e de a Direçãonão se mostrar preocupada na
resolução urgente destes nossos problemas, magnifico será difícil colocar a boa
imagem se levamos muito tempo na resolução concreta deste problema.

Recordar ainda, que nesta mesma reunião, ouviu-se do Director que o único
assunto que tem mais relevânciana substituição ou expulsão deste docente, é o
assédio sedio sexual e não as reclamações do comportamento e aproveitamento que
este docente influencia.

Magnifico Reitor, isto quer dizer que, nós podemos sofrer injustiças, insultos,
castigos, assistirmos aulas sem uma clara perceção ou medo de estar nas próprias
aulas, não é suficiente para a substituição de um docente?

Será que por estarmos numa Universidade Pública, não temos o direito de reclamar
e sermos ouvidos?

Em todos os semestres, este docente é reportado os seus casos, isto não é


preocupante para a substituição deste docente?

Quais pensamentos devem ter estes colegas que saíram da Unilurio?

O que vão recomendar aos que quiserem ingressar na Unilurio?

Porque que a cadeira de TE1, quando lecionada com o Engenheiro Uane, não
houveramreclamações e porque que a cadeira de MS2 quando lecionada com
Professor Jorge Almeida, não houveram reclamações?

Recordar ainda que a cadeira de MS1, quando foi lecionada somente peloProfessor
Fernando Branco em 2015, não houve problemas de reclamações. Quando
lecionado pelo docente dr. Eliude Chilauleno ano 2016 não houve reclamações,
mas no ano seguinte (2017), quando o docente Nelson Traquinho passou a ser
assistente nesta cadeira e influenciando nas avaliações desta cadeira, ai começaram
a haver problemas de reclamações, isto não é preocupante?

4
Magnifico!

Esperamos que perceba a nossa aflição e insistência. E se estamos a passar dos


limites, pedimos as nossas sinceras desculpas, mas nós seus filhos ‘’estudantes
desta Universidade’’ estamos muito aflitos e desesperados, e até os nossos
encarregados de educação também estão.

Segundo abordagem do Director da Faculdade na reunião, até o dia 26 deste mês,


alguma solução haverá, e com o apoio do magnífico, talvez urgentemente teremos
alguma resposta, mas se até esta data nada for feito como solução, teremos que
encontrar outra forma de fazer perceber que este docente produz negativamente
para a nossa Universidade.

Obrigado pela atenção Magnifico Reitor.

(Estudantes da Turma do 3º Ano de Licenciatura em Engenharia Civil)

Pemba, 20 de Abril de 2018

- COM CONHECIMENTO DA DIRECÇÃO DA FACULDADE.