Você está na página 1de 10

1.

INTRODUÇÃO:
Este projeto tem como objetivo criar um capacitor caseiro e entender os seus
princípios de funcionamento, definições sobre dielétricos, capacitância, cálculos,
símbolos, características construtivas e unidade de medidas.

2
2. O QUE É CAPACITOR:
Capacitor é um componente eletrônico capaz de armazenar carga elétrica, ao
ser ligado em uma fonte de tensão, o capacitor possui dois terminais para sua
polarização (o terminal maior é positivo e o menor é negativo), dentro do capacitor os
terminais são conectados por placas metálicas, geralmente de alumínio, separados
por um material dielétrico. Esse material dielétrico pode ser de diversos materiais,
como cerâmica, teflon, mica, porcelana, celulose, milar e até ar. Dielétrico é o material
isolante que é capaz de se tornar condutor quando submetido a determinado valor de
campo elétrico, essa mudança de estado (isolante para condutor) acontece quando o
campo elétrico é maior que a rigidez dielétrica do material, ou seja, até os materiais
isolantes podem conduzir quando submetidos a determinado valor de cargas elétricas.

3. O QUE É UM DIELÉTRICO?
Os dielétricos também são chamados de isolantes, pois não há possibilidade
de passagem de corrente elétrica através desses materiais. Os dielétricos, também
chamados de isolantes, são os materiais que fazem oposição à passagem da corrente
elétrica. Nesses materiais os elétrons estão fortemente ligados ao núcleo dos átomos,
ou seja, as substâncias dielétricas não possuem elétrons livres (fator necessário para
que haja passagem de corrente elétrica). Dessa forma, não há possibilidade de
passagem de corrente elétrica através dos dielétricos, os quais podem ser: borracha,
porcelana, vidro, plástico, madeira e muitos outros.

As substâncias dielétricas são muito utilizadas no cotidiano, como também nos


circuitos elétricos, como nos capacitores, por exemplo. Estes são elementos de
circuito elétrico que tem como principal função fazer o armazenamento de cargas
elétricas e podem assumir diferentes formas. Eles se constituem basicamente de duas
placas paralelas que quando submetidas à diferença de potencial ocorre a passagem
de corrente elétrica. De forma a evitar que essas placas entrem em contato, coloca-
se entre elas um material dielétrico.

Apesar de não conduzirem corrente elétrica, caso um material dielétrico for


submetido a um campo elétrico de altíssimas intensidades este poderá se tornar um
condutor. Mas os materiais isolantes que são colocados entre as placas dos

3
capacitores, por exemplo, são muito resistentes a esse fator, o que quer dizer que fica
praticamente impossível fazer com que o isolante entre suas placas se torne um
condutor.

4. COMO CALCULAR:

O material dielétrico usado o capacitor determina a melhor ocasião para


aplicação do capacitor. Capacitância é a quantidade de carga elétrica que um
capacitor é capaz de armazenar. A capacitância é medida em Farad, cuja abreviação
é o F. A Capacitância é determinada pelas dimensões das placas, diretamente
proporcional à área (quanto mais carga, mais intenso o campo elétrico) e
inversamente proporcional à espessura do dielétrico (Porque o campo elétrico é
inversamente proporcional à área).

A Capacitância é dada por: C = Q/V, onde:

C = capacitância, medida em Farad (F).

Q = cargas elétricas, medida em Coloumb (C).

V = tensão, medida em Volt (V).

A capacitância de um capacitor de placas paralelas depende diretamente da


área das placas e do tipo de material dielétrico usado (constante dielétrica K) e
inversamente da distância entre as placas, conforme fórmulas abaixo:

5. MATERIAIS USADOS:
Foram usados os seguintes materiais para a construção do capacitor:

 3 folhas de acetato 15x29x0,021 cm


 Tubo PVC ½”

4
 2 cabos encapados de 1mm – 13 cm
 2 folhas de Papel alumínio 11x25 cm
 Fita adesiva
 Multímetro
 Fita isolante

6. TÉCNICA:
 Primeiramente, na extremidade da primeira folha de acetato, deve prender o
tubo de pvc com a fita adesiva.
 Logo em seguida coloca-se a primeira folha de alumínio sobre a folha de
acetato, deixando espaçamento nas laterais de aproximadamente 2cm em
cada lado e prende-se com fita adesiva.
 Com a fita isolante deve-se colocar um cabo (desencapado nas extremidades)
na parte superior da folha de alumínio (cerca de 2 cm).
 Novamente coloca-se mais uma folha de acetato. Sobre a nova folha de
acetato, prende-se mais uma folha de alumínio, repetindo os passo acima para
fixá-la.
 Para finalizar as camadas, com a fita isolante deve-se colocar mais um cabo
(desencapado nas extremidades) na parte superior da folha de alumínio (cerca
de 2 cm).
 Por fim deve-se, usando pressão sobre as folhas, enrolar o tubo com aperto,
prendendo-se no final com fita adesiva.

As folhas de Acetato são os dielétricos (material isolante) e as folhas de


alumínio são as placas condutoras.

7. MEMÓRIA DE CÁLCULO:

A capacitância calculada, foi feita pelo método de placas paralelas:

O Ɛr (permissividade relativa) do acetato de celulose varia de 3,5 a 7 F/m, usamos a


média entre os valores (5,25 F/m);

O Ɛ0 está relacionado aos efeitos no vácuo (8,85x10x-¹²);

Ɛ=Ɛr x Ɛ0
5
Ɛ=5,25 x 8,85x10x-¹²

Ɛ= 4,65x10-¹¹ F/m

A = área de uma das placas (0,0275 m²)

D= distância entre as placas (0,21x10-³ m)

C = Capacitância de placas paralelas (Farad)

C= Ɛ x A/d

C = 4,65x10-¹¹ x 0,0275/0,21x10-³

C= 6,08 nF

6
8. CONCLUSÃO:

Pode se concluir que os capacitores são dispositivos com capacidade de


armazenar energia elétrica e podem ser feitos de uma maneira bem simples, apenas
utilizando um material condutor e um material isolante.
Como esta é uma atividade simples e com resultados bastante coerentes, ela
pode ser executada em quaisquer ambiente desde que se possuam os componentes
elétricos necessários. Entretanto, convém deixar claro, que os resultados do trabalho
pratico está relacionado aos matérias utilizados, podendo variar dependendo dos
objetivos a que se destina o capacitor.

7
9. ANEXOS

Fig 1. Simbologia para capacitor

Fig 2. Folha de papel Alumínio

Fig 3. Fita Isolante

Fig 4. Acetato de Celulose

8
Fig 5. Fita Adesiva

Fig 6. Cabo Elétrico

Fig 7. Tubo PVC

Fig 8. Tabela propriedades elétricas


(fonte:http://www.mspc.eng.br/dir70/tec_dat_04.php)

9
Fig 9. Multímetro

Fig 10. Capacitância Medida

10
10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

https://www.mundodaeletrica.com.br/como-funcionam-os-capacitores/

Acesso em 30 de Abril de 2018 às 16:20.

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAXoMAL/pratica-laboratorio-capacitores

Acesso em 30 de Abril de 2018 às 15:23.

http://www.mspc.eng.br/dir70/tec_dat_04.php#topic1

Acesso em 3 de Maio de 2018 às 10:15.

VILLAÇA, M. A., “Apostila Corrente Alternada CEFET”, CEFET/SC.

MUSSOI, F.L.R., “Notas de Aula - Apostila Corrente Alternada CEFET”, CEFET/SC.

MOREIRA, J.F.C.,” Guia de aula teórica de Eletrotécnica”, CEFET/MG

11

Você também pode gostar