Você está na página 1de 6

Ars Goetia

Parte 2
Editado por Frater BNY ShMSh 33

Dos 72 espíritos e das suas qualidades e natureza.


Dos 72 espíritos da Goeticos.
Muita confusão se faz ao determinar a natureza e a localização
de tais espíritos assim como o sincretismo com o demônio
cristão. Dessa forma tentarei esclarecer essas questões dentro
de uma análise iniciática e estruturada na Kabbalah.
Para entendermos a constituição de tas sistemas, vamos falar um
pouco sobre arvore da vida.
As esferas são:
Kether – é a primeira esfera e o potencial criativo, entendemos
como o espacio pré-big bang. O estagio potencial,
indeterminado, sem forma. É o Pai dos deuses, o berço de tudo,
a fonte primaria.
Chokmah – entendamos como o estagio pós-big bang. Aqui se
encontra as primeiras manifestações o Zodíaco.
Binah – aqui o primeiro ser cósmico é criado. Refere-se ao
Tempo, Cronos conhecido como o Planeta Saturno.
Até aqui acompanhamos a criação da trindade cosmica. Dessa
tríade nasceu tudo. Entendamos que Kether é o pólo neutro da
corrente, Chokmah o pólo positivo e Binah o pólo negativo.
Temos assim o mistério da corrente espiritual que depois se
manifestara nos planos mais densos como Pai, Filho e Espirito
Santo ou Deus Pai, Deusa Mae e Deus Filho. Estas 3 sephiroth
formão o plano de Atziluth.

Chesed – aqui nasce o primeiro ordenador dos cosmos Zeus,


conhecido por Júpiter. Aque o Pai dos deuses se revela como
Júpiter, a fronteira entre o grande abismo e nós.

Geburah – após chega-se aos reinos de Ares o senhos da guerra,


conhecido como Marte.
Tiphareth – aqui Kether se mostra projetado em seu filho o
Cristo, o Horus egípcio ou Apollo dos gregos e ainda Matatron
dos cabalistas.
Essas 3 sephiroth formão o plano de Brian, o plano da formação.
Abaixo se encontra as sephiroth:
Hod - a Esfera de Mercúrio, o Hermes dos gregos e o Exu dos
Africanos, o grande mensageiro dos deuses, senhos da magia e
da comunicação.
Netzach – a que a esfera do amor divino, a divina Vênus, ou
Afrodite dos Gregos a senhora do amor.
Yesod – aqui se revela a esfera da lua, senhora nocturna,
conhecida por Hekaté dos gregos, a reguladora da energia divina.
Essas 3 sephiroth formão o plano de Yetzirah.

E por final a terra dos mortais.


Malkuth – a esfera do plano estérico e astral, a base da matéria.

A arvere da vida é um diagrama que viza mapear todo o plano


espiritual, assim ela demonstra a mente divina e o corpo de deus
que se refletindo no Homem, demostra toda a estrutura do
corpo dos filhos de Adão Cadimon o Homem Perfeito.

Cada esfera do diagrama se chama Sephirah no singular e


sephiroth no plural. A arvore é constituida de 10 Sephiroth e
cada uma representa um estagio de criação. Cada estagio possui
leis e regentes espirituais e tendo a hierarquia composta de um
Nome divino, uma inteligência e um espirito.

Depois a arvore é dividida em 4 planos de existencia:


Atzuluth – O mundo Arquetípico, ou Mundo das Emanações; O
Mundo Divino.
Brian – O Mundo da Criação, a que é Khorsia ode se encontra os
Tronos.
Yetzirah – O Mundo da formação, a que se encontra os Anjos.
Assiaj – O Mundo da Ação, é a esphera do plano físico.
Ate aqui vimos como a energia divina se desenvolve e cria e
como se estabelecem os planos de existência. Cada plano tem
seu nivel de sutileza e densidade medida pelo números de leis
que a regem, quanto mais próximo de Kether menos leis temos e
assim mais sutil se tornar e quanto mais próximo de Malkuth,
mais leis existem e assim mais denso o reinos.
Os mundos infernais se localizam na árvore da morte Arvore
Qliphotica que é a projeção da arvore da vida nas trevas, dessa
forma todas as virtudes das sephiroth são convertidos em vícios,
tudo de a Sephirah constrói a Qlipha destrói.
Dessa forma vemos que o que conhecemos como inferno não
chega nem perto do que se tem como inferno na estrutura
cabalística.
Esse resumo é necessário para que entendamos a localização de
cada ser espiritual.

O inferno cristão ou as regiões umbralinas nada mais são que


zonas localizadas na região de Assiah a zona astral ou também
chama de zona malva que se estende da crosta da terra e segue
ate a esfera da Lua onde começa o plano Yetzirah.
É em Assiah que se encontram os espíritos, cada um em seus
estado vibratório de acordo com seu nivel de consciência.
Agora esclarecem os o grande erro que ouvimos sobre o
Doemons da goetia sobre estarem no infernos também
intenderemos por que certos relatos de magistas não condizem
com a crença popular e com o que é dito sobre o Espíritos
Goeticos.
Os Daemons não residem nos infernos, eles residem as zonhas
de Assiah, ou seja a zona astral ou malva. Alguns tentam
justificar a falácia do inferno dizendo que as formas animalizadas
de alguns Daemons demostram que pertencem aos reinos
infernais, porem isso é uma doutrina mais espirita que cabalística
pois em Kabbalah isso demonstra que são espíritos ligados a
Natureza, e exemplo clássico são os Anjos que possuem Asas ou
os Kerubins que fazem clara alusão aos reinos elementais do Ar
ou os seres vistos por Ezequiel.
Porem aqui devo deixar claro que como os Daimons se
encontram nas régios densas de Assiah, seus aspectos são
ligados aos seres baixos da natureza, mas isso de nenhuma
forma os torna infernal.

Outro ponto que nos deixa claro a localização destes seres e


encontrado na invocação do Não Nascido utilizado de abertura
no ritual goetico.:
Ouve-me, e torna todos os Espíritos submissos a Mim; de modo
que todo Espírito do Firmamento e do Éter: sobre a Terra e sob a
Terra, na terra seca e na água; do Ar Rodopiante e do Fogo
crepitante, e todo Encanto (anjos) e Flagelo de Deus (demônios),
obedeçam a Mim.

Como podemos ver não vemos referencia alguma ao inferno ou


regiões infernais.