Você está na página 1de 9

INSTRUMENTO PARTICULAR DE

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE
IMÓVEL CONFORME ADIANTE SE
ESTIPULA.

Pelo presente instrumento particular, como outorgantes e reciprocamente


outorgadas, as partes adiante nomeadas e qualificadas têm entre si avençado
celebrar este negócio de LOCAÇÃO, tudo de acordo com as estipulações que
seguem, a saber:

A – ELEMENTOS ESSENCIAIS

1 – PARTES

1.1 – LOCADOR

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX., pessoa xxxxxxxxx, com escritório na


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, n. º XXX, no Bairro XXXXXXXX, na Cidade
XXXXXXX, Estado XXXXXXXXXXXXXX, inscrita no CNPJ sob o n.º
XXXXXXXXXXXXXXXXXXX, neste ato representada por seu diretor:
XXXXXXXXXXXXXXXXXX, brasileiro, casado, empresário, portador da Cédula
de identidade sob o n.º XXXXXXXXX SXX/XX, inscrito no CPF/MF sob o n.º
XXX.XXX.XXX-XX, residente e domiciliado na Cidade XXXXXXXXX, Estado
XXXXXXXXXXXXX.

1.2 – LOCATÁRIO

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX., pessoa xxxxxxxxx, com escritório na


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, n. º XXX, no Bairro XXXXXXXX, na Cidade
XXXXXXX, Estado XXXXXXXXXXXXXX, inscrita no CNPJ sob o n.º
XXXXXXXXXXXXXXXXXXX, neste ato representada por seu diretor:
XXXXXXXXXXXXXXXXXX, brasileiro, casado, empresário, portador da Cédula
de identidade sob o n.º XXXXXXXXX SXX/XX, inscrito no CPF/MF sob o n.º
XXX.XXX.XXX-XX, residente e domiciliado na Cidade XXXXXXXXX, Estado
XXXXXXXXXXXXX.

1
1.3 - DOS FIADORES

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, brasileiro, casado, XXXXXXXXXX,


portador da Cédula de Identidade sob o R.G. de n.º XXXXXXX SXX/XX,
inscrito no CPF/MF sob o n.º XXX.XXX.XXX-XX, e sua esposa
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, brasileira, XXXXXXXX, portadora
da Cédula de Identidade sob o R.G. de n.º XXXXXXX SXX/XX, inscrita no
CPF/MF sob o n.º XXX.XXX.XXX-XX, ambos residentes e domiciliados na
XXXXXXXXXXXXXXX, n.º XXX, apt.º XXXX, no Bairro XXXXXXXXXX, na
Cidade XXXXXXXXX, Estado XXXXXXXXXXXXX; e
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, brasileiro, solteiro,
XXXXXXXXXX, portador da Cédula de Identidade sob o R.G. de n.º
XXXXXXXXXX SXX/XX, inscrito no CPF/MF sob o n.º XXX.XXX.XXX-XX,
residente e domiciliado na XXXXXXXXXXXXXXXXX, n.º XXX, apt.º XXXX, no
Bairro XXXXXXXX, na Cidade XXXXXXXXXX, Estado XXXXXXXXXXX.

2 – DO OBJETO

O presente instrumento tem por objeto a LOCAÇÃO do imóvel possui os


seguintes limites e confrontações:

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

3– DO PRAZO

O prazo do presente contrato é de XX (xxxxx) anos, contados a partir da


assinatura deste instrumento, estabelecido em favor de ambas as partes.

4- ONEROSIDADE

2
4.1. – Valor da Renda

O presente negócio terá como contrapartida financeira, em favor do


LOCADOR, o valor correspondente a importância de R$ XXX.000,00
(XXXXXXXXXX reais) mensais.

4.2. – Da exigibilidade

O pagamento do primeiro aluguel estabelecido como contrapartida financeira


do presente negócio somente será exigido pelo LOCADOR, e devido pelo
LOCATÁRIO depois de decorrido o prazo de XX (XXXXXXXXXX) dias a contar
da obtenção, pelo LOCATÁRIO, da última licença e/ou autorização de
funcionamento expedidas pelos respectivos órgãos competentes, que sejam
exigidas para a instalação e o funcionamento do negócio a que se destina a
presente LOCAÇÃO, consoante disposição contida na cláusula “5.3” deste
instrumento.

4.2.1. Caso o LOCATÁRIO venha a adquirir combustíveis em prazo


anterior aquele estabelecido na cláusula “4.2.” / supra indicada,
a exigibilidade do pagamento do aluguel se dará após o decurso
de 30 (trinta) dias da data da emissão da primeira nota fiscal de
compra de combustíveis.

4.3. - Periodicidade da Renda

A renda remuneratória deste negócio deverá ser paga mensalmente,


respeitada a carência disposta nos itens “4.2” e 4.2.1” / supra indicadas, pelo
LOCATÁRIO ao LOCADOR ou pessoa por este indicada, até o 5.º (quinto) dia
útil de cada mês subsequente ao vencido, no local a ser definido pelo
LOCADOR. Poderá o LOCADOR indicar expressamente ao LOCATÁRIO uma
conta-corrente onde deva ser feita regularmente o depósito relativo à renda
devida pela LOCAÇÃO.

4.4. – Instrumento do Pagamento

A renda remuneratória deste negócio será paga mediante recibo


circunstanciado a ser fornecido pelo LOCADOR, do qual constará cláusula de
quitação do período a que se refere. No caso de depósito bancário, valerá
como comprovante de pagamento o respectivo recibo ou comprovante, desde
que o valor correspondente tenha sido efetivamente disponibilizado na
respectiva conta corrente.

3
4.5. – Penalidade para a hipótese de Mora

A mora no pagamento da renda remuneratória deste negócio será penalizada


com a multa no valor correspondente a 10% (dez por cento) ao mês, sobre o
valor do período devido, dividido pro rata dies até a data do efetivo
implemento da obrigação, acrescido do índice de correção do IPC. Esse atraso
não poderá ser superior a 90 (noventa) dias.

4.5.1. – A tolerância quanto a eventuais infrações da penalidade supra


mencionada não constituirá novação ou renúncia do estipulado na cláusula
“4.3”.

4.6. - O valor mensal da renda será atualizado monetariamente, anualmente,


de acordo com a variação, no período, do IPC – Índice de Preços ao
Consumidor, fornecido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas -
FIPE, ou de outro índice que venha a substituí-lo.

B – ELEMENTOS ACIDENTAIS

5– DISPOSIÇÕES GERAIS DO NEGÓCIO DE LOCAÇÃO

5.1. – Declarações do LOCADOR

Através deste instrumento, o LOCADOR declara, sob as penas de lei:

a) ser legítimo possuidor de todo o acervo econômico objeto deste


LOCAÇÃO, todo ele descrito, especificado e quantificado na cláusula 2.ª
(Segunda) supra;

b) que tal posse é exercida pelo LOCADOR de forma livre e


desembaraçada de qualquer ônus, de qualquer natureza, devendo o
mesmo manifestar-se na defesa dos direitos do LOCATÁRIO em caso
de turbação na posse ou oposição de terceiros, de sorte a poder
assegurar ao LOCATÁRIO igual posse mansa e pacífica enquanto
perdurar este contrato;

c) que se compromete a entregar o imóvel objeto da presente


LOCAÇÃO, referido na cláusula 2, totalmente livre e desimpedido de
máquinas e equipamentos que por ventura se encontrarem no local no
ato da assinatura desta avença.

4
5.2. – Encargos Complementares do LOCATÁRIO

Paralelamente à obrigação principal de implementar o pagamento do aluguel


mensal avençado, o LOCATÁRIO se obriga, ainda, a arcar, diretamente, e por
sua conta, com os encargos complementares que seguem descritos, tomando
por base os fatos geradores ocorridos a partir da assinatura deste contrato, a
saber:

a) fatura mensal de consumo de água e uso de sistema de esgoto


público;

b) fatura mensal de consumo de energia elétrica;

c) pagamento do IPTU nos dias dos seus respectivos vencimentos,


incidente sobre a estrutura imobiliária que integra o acervo Locado;

d) pagamento das espécies tributárias, quer sejam federais, estaduais,


municipais ou trabalhistas, que incidem ou venham a incidir sobre a
atividade a que se destina o acervo Locado, durante todo o período da
vigência deste contrato;

5.3. – Destinação Específica

O presente instrumento de LOCAÇÃO de imóvel destina-se à exploração


e administração, direta e indireta de todos os negócios relativos a um
posto revendedor de combustíveis e outros produtos derivados de
petróleo, o qual é entregue ao LOCATÁRIO nas condições em que se
encontram, que são aceitas pelo LOCATÁRIO sem qualquer espécie de
restrição.

5.4. – A LOCAÇÃO ora contratada compreenderá o uso de todo o acervo


Locado, a fim de fazê-lo funcionar dentro das suas finalidades, sendo
inteiramente vedado o uso das instalações e demais componentes do acervo
para qualquer destinação estranha àquelas descritas no caput da cláusula 5.3.
supra, qualquer que seja o pretexto ou justificação.

5.5.- Uma vez que a natureza da atividade a ser exercida com a utilização do
acervo é específica e se submete a fiscalização do Poder Público, o
LOCATÁRIO ora se obriga a somente atuar em estrito cumprimento das
normas reguladoras incidentes, obrigando-se, neste ato a comunicar
imediatamente o LOCADOR, de todo e qualquer chamamento de autoridades,
seja judiciária, administrativa e/ou tributária dirigida ao imóvel ora Locado em
nome deste, sob decurso de prazo para resposta, aceitando em ser
demandada por perdas e danos em razão de prejuízos que causar com a

5
comunicação de tais atos a destempo, ou de forma tal que dito prazo de
resposta já esteja exaurido, muito embora seja certo que é de inteira e única
responsabilidade do LOCATÁRIO o cumprimento das obrigações a que tais
documentos digam respeito, desde que pertinentes ao período em que o
acervo foi dado em LOCAÇÃO.

5.6. – Salvo anuência expressa caracterizada através de documento escrito


firmado pelo LOCADOR, ao LOCATÁRIO é vedado onerar ou gravar o acervo
Locado, no todo ou e parte, como garantia de obrigações que venham a ser
constituídas no desempenho de suas atividades inerentes a este contrato,
assim como deixar que tal acervo sofra constrição judicial para cobertura de
tais obrigações sem opor os necessários Embargos de Terceiros ou comunicar
imediatamente o fato ao LOCADOR para que o faça a bom tempo.

6 – CLÁUSULA PENAL

Sem prejuízo da rescisão do presente contrato, a parte que infringir qualquer


das cláusulas ora avençadas, incidirá na multa penal de 05 (cinco) vezes o
valor da renda remuneratória, afora perdas e danos que der causa, bem como
o pagamento de honorários advocatícios na base de 20% (vinte por cento) do
valor atribuído à causa e as respectivas despesas processuais, caso a
pendenga venha a alcançar a órbita judicial.

7 DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE BENFEITORIAS

7.1. – Móveis e Equipamentos

Os móveis e equipamentos que forem adquiridos pelo LOCATÁRIO no curso


deste negócio, continuarão permanecendo ao LOCATÁRIO e não farão parte
integrante do imóvel objeto desta avença, devendo ser retirados do local, onde
estiver em funcionamento ao final do contrato, independentemente de qualquer
ato formal, notadamente autorização, sendo ônus exclusivo do mesmo
qualquer custo incidente de desmonte e/ou remoção.

7.1.1. – Se por ventura houver interesse do LOCADOR em adquirir qualquer


um deles, o preço e forma de pagamento da aquisição será objeto de
avença a parte, livremente pactuada pelos interessados, mediante prévia
avaliação para apurar o preço da época da aquisição.

7.2. – Edificações

6
Toda e qualquer benfeitoria que implique em edificações de qualquer natureza,
mas voltada para a melhor viabilização do negócio que constitui o posto
revendedor, não dependerá de prévia autorização do LOCADOR.

7.2.1 – Todas as benfeitorias introduzidas pelo LOCATÁRIO, sob a forma de


edificação no patrimônio dos lotes de terreno que constituem a base
territorial da coisa locada, não serão ressarcidas no final do contrato.

7.2.2 – O LOCATÁRIO fica, entretanto, desde logo autorizado a executar


obras consistentes tão somente em modificações internas e externas
destinadas a promover adequações do ambiente aos seus métodos de usos
administrativos.

8 – DA GARANTIA FIDEJUSSÓRIA

Os FIADORES comparecem a este ato de livre e espontânea vontade, para


instituírem, em favor do LOCATÁRIO, a garantia fidejussória ora
formalizada, participando também deste ajuste para avalizar e assegurar o
pagamento das dívidas contraídas pelo LOCATÁRIO com base neste
instrumento, e também na qualidade de principais pagadores e
solidariamente responsáveis pelas obrigações assumidas pelo
LOCATÁRIO, e especialmente quanto à observância, cumprimento e
respeito a todas as estipulações constantes deste instrumento, obrigando-
se, dessa forma, pelo fiel e integral cumprimento de todas as obrigações
aqui assumidas pelo mesmo LOCATÁRIO.

- Os FIADORES renunciam, expressamente, aos benefícios de ordem e de


nomeação previstos na legislação vigente, especialmente os constantes dos
artigos 827 e 828, incisos I e II, além dos artigos 829, 830, 834, 835 e 839,
do Código Civil.

As obrigações ora assumidas pelos FIADORES, nos termos desta cláusula,


serão mantidas nas hipóteses do artigo 838 do Código Civil, bem como nos
casos de novação das obrigações constantes deste instrumento.

9- DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

9.1. – O LOCATÁRIO depende de prévia anuência do LOCADOR para ceder o


presente contrato ou mesmo arrendar ou sublocar o imóvel objeto deste
contrato, parcial ou integralmente, arcando solidariamente com as
responsabilidades na condição de LOCADOR, caso venha a sublocar total ou
parcialmente o objeto do presente pacto.

7
9.2. – O LOCATÁRIO ora se obriga a desocupar o acervo Locado e devolvê-lo
ao LOCADOR quando das hipóteses de rescisão, qualquer que seja a causa,
tão logo seja solicitada nesse sentido, desde que os valores porventura pagos
a título de adiantamento tenham sido devidamente ressarcidos

9.3. – A permanência ou utilização do acervo não autorizada, após a rescisão e


o pedido formal de desocupá-lo ensejará a adoção da medida judicial cabível
para que o LOCADOR se reintegre na posse do mesmo, o mesmo ocorrendo
com relação a quem, em seu nome e a qualquer título, o esteja igualmente
ocupando.

9.4. – Este instrumento particular será rescindido caso tenha algum


impedimento quanto à liberação de funcionamento a que se destina o presente
contrato, ficando o LOCADOR responsável por qualquer débito anterior
referente ao imóvel ou qualquer documentação necessária para o
funcionamento do posto, sendo o LOCATÁRIO ressarcido de todas as
despesas anteriores e/ou débitos que tiver adimplido.

9.5. – Em caso de insolvência, falência ou instauração de concurso de


credores de qualquer das partes, o presente contrato será automaticamente
rescindido, cabendo a parte que deu ensejo à rescisão indenizar a outra parte,
sem prejuízo do disposto na cláusula “6” , supra indicada.

10– DO FORO

As partes elegem o Foro da Comarca de XXXXXXXXXXXX, Estado


XXXXXXXXXXXXXX, para dirimir quaisquer litígios oriundos do presente contrato,
renunciando a qualquer outro, por mais privilegiado que seja.

E, por estarem assim, justas e contratadas, assinam, as partes o e fiador, o


presente instrumento, lançado em 3 (três) vias de igual teor e forma, na presença das
duas testemunhas abaixo firmadas, que a tudo assistiram e tomaram ciência.

XXXXXXXX/XX, XX de Julho de 200X

LOCADOR:

____________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
(por XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.)

LOCATÁRIO:

8
________________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXX
(por XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX)

FIADORES:

_______________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
_______________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

_______________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Testemunhas: ____________________________________________

CPF n.º

____________________________________________

CPF n.º

Interesses relacionados