Você está na página 1de 43

3

MANUAL DE TCC
ONLINE – ENTRADA DIÁRIA
Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu
Versão 2017
Atualização válida para todos os cursos vigentes
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO .............................................................................................. 03

1. REGULAMENTAÇÃO ................................................................................. 03

2. O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) ..................................... 03

3. ETAPAS DO TCC ....................................................................................... 04

4. ORIENTAÇÃO E ENVIO DO ARTIGO FINAL (TCC) ................................... 04

4.1 SALA DE ORIENTAÇÃO .............................................................................. 05

4.2 PASSO A PASSO ........................................................................................ 07

4.3 O ARTIGO CIENTÍFICO .............................................................................. 11

5. O PLÁGIO ................................................................................................. 17

5.1. O QUE É PLÁGIO? .................................................................................... 18

5.2 O QUE NÃO É PLÁGIO? .............................................................................. 18

5.3. QUAIS SÃO AS CONSEQUÊNCIAS DO PLÁGIO? ....................................... 20

6. A DEFESA ORAL ....................................................................................... 21

6.1 MODELO DE DEFESA ................................................................................ 21

6.2 PASSO A PASSO DA DEFESA: ..................................................................... 22

6.3. PROCEDIMENTOS DE DEFESA.................................................................. 22

7. UNIDADE LFG INATIVA ........................................................................... 23

8. RECESSO ACADÊMICO ............................................................................. 23

9. PROCEDIMENTOS PARA ALUNOS REPROVADOS NO TCC ....................... 23

10. COORDENAÇÃO ..................................................................................... 23

ANEXO I - PLÁGIO E FERRAMENTA DE BUSCA ........................................... 24


INTRODUÇÃO
O momento de desenvolver o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é muito
importante para o(a) aluno(a) pois, sinaliza o encerramento de uma etapa da formação
acadêmica. Dessa forma, neste Manual de TCC, são apresentadas algumas
informações essenciais para garantir o melhor aproveitamento possível desta etapa.
Seguem as explicações sobre as etapas, requisitos, regulamentações e critérios
para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso. Aproveite a leitura e sempre que
tiver alguma dúvida, consulte este Manual.

1. REGULAMENTAÇÃO
Os Trabalhos de Conclusão de Curso, elaborados pelos alunos dos cursos de
especialização lato sensu, respeitando o disposto no artigo 5º da Resolução CNE/CES
n° 01/2007, devem ser individuais. Conforme o artigo 6º, parágrafo único da
Resolução CNE/CES n° 01/2007 e a defesa oral do trabalho de conclusão de curso dos
cursos de pós-graduação a distância devem ocorrer de forma presencial individual.

2. O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)


O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é parte integrante dos currículos dos
cursos de Pós-Graduação, constitui-se como elemento imprescindível para a obtenção
do grau de especialista, conforme legislação vigente. A carga horária para elaboração
do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) não abrange a carga horária total do curso,
sendo este processo reservado, obrigatoriamente, para elaboração individual do TCC
(artigo 5º da Resolução CNE/CES n° 01/2007). Os trabalhos de conclusão de curso
assumem o formato de artigo científico1, que serão desenvolvidos com o
acompanhamento de um orientador, durante o período de noventa dias.

1
No caso de cursos jurídicos, o TCC é certificado como “monografia jurídica”, devendo,
obrigatoriamente, ser seguidas as regras indicadas neste manual.

3
3. ETAPAS DO TCC
O Trabalho de Conclusão de Curso, na Pós-Graduação da Anhanguera-Uniderp,
ocorre de maneira processual e planejada.
Ao cursar a disciplina de Metodologia da Pesquisa Científica, o(a) aluno(a)
desenvolverá conhecimentos em relação aos métodos, normas e estratégias
fundamentais para o bom desempenho na disciplina, ou seja, conhecerá as habilidades
necessárias para elaborar o TCC na Sala de Orientação posteriormente.
Ainda na disciplina de Metodologia da Pesquisa Científica, o(a) aluno(a)
aperfeiçoará seus conhecimentos e já será capaz de definir e elaborar o Projeto de
Pesquisa. É obrigatório concluir esta disciplina com o Projeto de TCC escrito, ainda que
este sofra alterações nas etapas seguintes.
Na Orientação de TCC o aluno receberá direcionamentos para entrega de seu
artigo, nesse espaço exclusivo - SALA DE ORIENTAÇÃO.
Atente-se ao prazo de postagens na Sala de Orientação existente no ícone
Orientações e Envio Final, mesmo que o(a) aluno(a) esteja com pendencia acadêmica,
inclusive em Metodologia da Pesquisa, os prazos para orientação de TCC não serão
alterados, nem haverá a possibilidade de efetuar a prorrogação e envio.
A última etapa será a Defesa Oral de seu TCC.
Ao longo desse Manual, serão prestadas mais informações.

4. ORIENTAÇÃO E ENVIO DO ARTIGO FINAL (TCC)


O Cronograma Acadêmico do curso está disponibilizado no Ambiente Virtual de
Aprendizagem (AVA) no item “materiais” na disciplina “Introdução” ao Ambiente
Virtual.
A SALA DE ORIENTAÇÃO estará disponível por 180 (cento e oitenta dias) dias
após a data início do curso. Uma vez que sua Sala de Orientação esteja disponibilizada,
o(a) aluno(a) dispõe de até 90 (noventa) dias para desenvolver seu TCC sob orientação
de seu tutor.

4
O Trabalho de Conclusão de Curso é apresentado no formato de um artigo
científico de no mínimo 10 páginas e no máximo 15 páginas, sem contar possíveis
anexos e deve respeitar as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas
Técnicas), padronização e layout definidos pela Pós-Graduação.
No envio final, o aluno deverá postar o arquivo completo em formato WORD 97
- 2013 e o relatório “Copyspider”, em pasta única e compactados, conforme tutorial
disponível no ambiente virtual do aluno em Introdução ao Ambiente > Tutorial
CopySpyder ou, ainda, na Sala de Orientação > (TCC) Envios de TCC.
Ao longo do processo de orientação o(a) aluno(a) poderá entregar até 04
(quatro) versões de seu trabalho desde que esteja dentro do prazo, para que o tutor
acompanhe o desenvolvimento do seu TCC e o oriente sobre possíveis ajustes até o
envio final.
Orientamos que o(a) aluno(a) faça os envios em prazos regulares, exemplo: de
15 em 15 dias.
Após a orientação e avaliação do trabalho, o Tutor deve dar um feedback ao(a)
aluno(a), fundamentando o motivo da aprovação ou não, bem como atribuirá nota do
trabalho escrito (TE).

4.1 SALA DE ORIENTAÇÃO


Todo o processo de orientação de TCC ocorrerá no próprio Ambiente Virtual de
Aprendizagem (AVA), em um local específico: a SALA DE ORIENTAÇÃO.
Nela o(a) aluno(a) poderá acessar o Manual de TCC, visualizar um vídeo com
orientações e verificar informações no ícone Fórum de Notícias. Além disso, há um
espaço destinado à troca de arquivos entre o(a) aluno(a) e o orientador para a
postagem das versões e o recebimento das devolutivas do Tutor.
O contato com o tutor de orientação deverá ser constante e contínuo. Caso o(a)
aluno(a) identifique a ausência de contato de seu tutor, deverá entrar em contato com
a coordenação pedagógica, por meio do e-mail:
coordenação_posjuridica@kroton.com.br.

5
O(a) aluno(a) que não efetuar a entrega do Trabalho Final, está
automaticamente reprovado na disciplina de TCC, ficando impedido de
agendar sua Defesa Oral, tendo que solicitar o PLANO DE DEPENDÊNCIA À
RECUPERAÇÃO por meio do Programa da Dependência e Recuperação (PDR)
– TCC para então cursar orientação de TCC novamente.
O(a) aluno(a) pode contar sempre com seu tutor orientador para esclarecer
suas dúvidas pelos ícones “Fale com o tutor” ou “Pergunte ao tutor”, conforme imagem
abaixo.

A orientação é um processo contínuo de acompanhamento da pesquisa; assim,


se o(a) aluno(a) apresentar nos últimos momentos o projeto ou o artigo para correção,
o orientador não terá tempo hábil para auxiliá-lo.
Ao iniciar o processo de elaboração de seu Trabalho de Conclusão de Curso,
o(a) aluno(a) receberá o auxílio de um tutor orientador, que o acompanhará durante
todo o período destinado à orientação. O orientador será sempre um professor com
titulação mínima de especialista e, portanto, alguém que possui experiência no

6
desenvolvimento de pesquisa acadêmica e com aderência ao ramo do Direito escolhido
pelo aluno para desenvolvimento do seu trabalho.
E qual é o papel do orientador? Como ele pode e deve auxiliá-lo?

O orientador tem o papel de mostrar os caminhos, mas não de percorrê-


los pelo(a) aluno(a), por isso é muito importante saber que a
responsabilidade de ler a bibliografia, de coletar dados, de realizar as
análises e de escrever o artigo é exclusivamente do(a) aluno(a). Desta
forma, não espere que o professor orientador escreva algo por você.

O orientador indicará caminhos para o desenvolvimento do seu trabalho, a


metodologia mais adequada para desenvolver o seu artigo, caminhos teóricos,
delimitando as linhas e teorias mais adequadas para compor seus argumentos e
análises. Ele também irá guiá-lo na construção e delimitação de seu problema de
pesquisa, ajudando-o a pensar nas melhores escolhas.
Para orientar o aluno, o tutor precisa ter elementos norteadores e objetivos, por
isso é preciso contato constante com o aluno pelas ferramentas disponibilizadas no
ambiente virtual de aprendizagem, via fórum, mensagens privadas e efetuar as
postagens regulares em tempo hábil, para esclarecer dúvidas e ter um bom
aproveitamento do trabalho.
O orientador tem como função acompanhar o desenvolvimento do TCC e
fornecer as devolutivas previstas. O(a) aluno(a) pode contar sempre com seu tutor
orientador para esclarecer suas dúvidas.

4.2 PASSO A PASSO


O(a) aluno(a) receberá todas as orientações em contato direto com o
orientador, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) em um espaço
destinado unicamente para isso, a Sala de Orientação de TCC. Na Sala de Orientação
de TCC, o(a) aluno(a) deverá sempre consultar o prazo de orientação, avisos e

7
documentos do curso, além de verificar o que tutor tem postado no fórum de
orientação. O processo de orientação será realizado de acordo com prazo disponível
na sua Sala de Orientação.
Para realizar as postagens das etapas de orientação o(a) aluno(a) deverá
acessar o link Orientações e Envio Final, espaço destinado para a entrega de todas
as etapas.
É por este link que devem ser enviadas as versões do TCC e serão
consultadas as devolutivas do orientador. Todas as postagens realizadas pelo(a)
aluno(a) e/ou pelo tutor ficarão registradas no AVA com a data e o horário, por meio
de um Protocolo de Envio, assim, o(a) aluno(a) terá a confirmação de sua postagem.
Como realizar a entrega das Versões do TCC?
A seguir verifique o passo à passo confirmando essas informações no seu
Ambiente virtual, AVA:
1. Acesse a Sala Orientação

8
2. Clique no ícone Envios de TCC - espaço destinado, para envios do trabalho:

3. Local para envio do arquivo:

9
4. O Título do Arquivo deverá sempre ser correspondente a etapa enviada,
estabelecida no item “Manual de TCC”, exemplos: “Projeto”, ”Versão 1”;
"Versão 2" e "Envio Final‟‟.

5. Anexado o arquivo o aluno deverá efetuar o upload e clicar em “enviar”.

10
6. Após o envio do arquivo, ficará o registro da postagem para conferências.

7. A devolutiva do tutor deve ocorrer no prazo de 15 dias – considerando


que o(a) aluno(a) tenha enviado em tempo hábil para correção. Clicando em
visualizar o(a) aluno(a) poderá ver o feedback do tutor:

4.3 O ARTIGO CIENTÍFICO


Artigo ou Monografia? Considerando que a monografia corresponde a uma
dissertação sobre um ponto específico de uma dada ciência ou área do conhecimento,
e que a mesma se faz sobre um mesmo assunto ou temas correlacionados, e é escrita
individualmente, define-se como um trabalho acadêmico que pode ser apresentado
como trabalho final em cursos de graduação ou pós-graduação. A monografia
apresenta o resultado de uma investigação, sendo esta sem complexidade e com tema
delimitado, geralmente uma revisão bibliográfica bem elaborada. A monografia deve
apresentar rigor metodológico e seguir a normatização, antes de tudo, deve cumprir
seu papel de fornecer ao estudante instrumentos que permitam avançar em seu
conhecimento científico, conhecendo e aprimorando gradativamente suas
competências. Sendo assim, o papel da monografia é didático-pedagógico, sua função
é ensinar a pesquisar e expor resultados. Dito isto, um artigo científico escrito nas

11
condições destacadas (individualmente, sobre um único tema, com rigor metodológico
e cumprindo a normatização) é considerado uma monografia e pode ser apresentado
como tal. A literatura científica não toma como regra o número de páginas de um
trabalho (encontramos artigos de 80 páginas e teses de 70), sendo assim, a artigo
científico cumpre o sentido lato de uma monografia, a saber, o de um trabalho
científico resultante de pesquisa.
Um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) pode ser apresentado em diversos
formatos e métodos de exposição e análise e, no caso dos cursos de Pós-Graduação
da Anhanguera-Uniderp, o(a) aluno(a) deverá desenvolver como resultado final de
monografia, um artigo científico. E o que é um artigo científico?
Um artigo científico corresponde ao relato sobre as análises realizadas a
respeito de um determinado tema e deve trazer dados e informações atuais.
Apresenta-se como resultado de pesquisa, descrevendo de forma sucinta o objeto
de análise, a problemática, os métodos empregados e, principalmente, os resultados
e considerações sobre a pesquisa realizada. Pode-se dizer que o artigo científico é
uma pesquisa pontual, específica, ou então, parte dos resultados de uma pesquisa de
maior amplitude. O fato é que, trata-se de um relato científico breve, que não
ultrapassa – em geral – 15 páginas. O principal objetivo de um artigo científico é
divulgar os resultados de pesquisa, fazer com que a comunidade científica conheça
novos métodos, resultados, procedimentos. Muitas vezes, os pesquisadores divulgam
resultados preliminares, justamente para que possam contribuir com outras pesquisas
em andamento, ou então receber contribuições de outros pesquisadores. O artigo
científico é um meio mais eficaz e rápido de divulgação científica, principalmente por
sua objetividade e delimitação específica de tema e métodos. Ao escrever um artigo,
é importante observar estas características: delimitação, objetividade, atualidade,
clareza e relevância. São elementos fundamentais no momento da elaboração e
redação de um artigo. Indica-se a leitura de livros e artigos em revistas científicas
especializadas – preferencialmente para os artigos relacionados à área e temas
trabalhados – analisando as características de estrutura e redação das análises,

12
usando-as como inspiração para pensar na estrutura do artigo a ser produzido e
observando sempre como os pesquisadores começam o artigo (geralmente
apresentando o tema e o problema), como encadeiam o desenvolvimento (na maioria
das vezes argumentando sobre a relevância do tema e realizando uma breve revisão
bibliográfica), observe também como apresentam os dados e/ou análises
(demonstrando os métodos e aplicações) e, por fim, como realizam suas conclusões
(que são, em geral, considerações provisórias / iniciais, já que um artigo científico não
tem a intenção de ser um estudo definitivo). Um artigo científico é uma produção
acadêmica, por isso, as pesquisas para sua produção deve considerar revistas e
periódicos confiáveis, ligadas a instituições reconhecidas.

13
Estrutura
Verifique a seguir as principais diretrizes para a produção do Artigo Científico.

14
Formatação
O Artigo Científico é um texto com o objetivo de informar resultados de
pesquisas e, como tal, deve seguir as orientações normativas dos trabalhos
acadêmicos, observando-se em especial a NBR 6022/2003 da Associação Brasileira de
Normas Técnicas (ABNT) que trata da apresentação de artigo em publicação periódica
científica impressa.
ELEMENTO ESPECIFICAÇÃO
Papel Branco, A4 (21cm x 29,7 cm)
Fonte Arial ou Times New Roman, cor preta.
Parágrafo O deslocamento da primeira linha de
cada parágrafo é de 1,5 da margem
esquerda. Não separar os parágrafos
com espaço e evitar deixar uma única
linha isolada no início ou no final de uma
página. O texto deve estar com margem
justificada.
Número de páginas No mínimo 10 e no máximo 15 páginas
(incluindo as referências bibliográficas).
Espaçamento entre as linhas Zero
Tamanho da fonte para o texto 12
Espaçamento das entrelinhas para o texto 1,5
Espaçamento das entrelinhas para notas Espaço simples.
de rodapé, referências, legendas das
ilustrações e das tabelas, ficha
catalográfica, natureza do trabalho,
objetivo, nome da instituição a que é
submetida e área de concentração.
Citações de mais de três linhas Espaço simples, fonte 11, recuo de 4 cm
da margem esquerda.

15
Espaçamento entre títulos e texto Separados por dois espaços 1,5.
Espaçamento entre títulos das subseções Separados por dois espaços 1,5.
e texto
Citações com mais de três linhas Deslocamento de 4 cm da margem
esquerda, fonte 11 e espaço entre
linhas simples.
Margens Superior e esquerda: 3 cm Inferior e
direita: 2 cm.
Número de página Em arábico, no canto superior direito.
Conta-se a partir da folha de rosto de
forma sequencial, porém, indica-se a
numeração a partir da Introdução. Caso
exista apêndice e anexo a numeração
segue de maneira contínua.
Numeração progressiva para as seções Seção primária 1
Seção 1.1
secundária
Seção terciária 1.1.1
Seção 1.1.1.1
quaternária
Destaques das seções Seção primária Letras maiúsculas,
em negrito, fonte 16.
Seção Letras maiúsculas,
secundária sem negrito, fonte
14, alinhado à
esquerda.
Seção terciária Primeira letra em
maiúscula, demais
minúsculas, fonte

16
14, alinhado à
esquerda.
Seção Primeira letra em
quaternária maiúscula, demais
minúsculas, fonte
14, em itálico,
alinhado à esquerda.

Modelo base para elaboração do Artigo Científico


O Artigo Científico deve seguir a NBR 6022/2003, que é a norma da Associação
Brasileira de normas Técnicas (ABNT) e estabelece os elementos para a elaboração de
artigo. Esta norma estabelece a estrutura de apresentação do trabalho em elementos
pré-textuais (aqueles que antecedem o texto), textuais (onde há exposição do
trabalho) e pós textuais (aqueles após o texto e que complementam o trabalho). Veja
abaixo hiperlink com um modelo de Artigo Científico que utiliza a norma (ABNT
16022/2003):
Modelo de Template TCC
Veja também um exemplo de um artigo completo no link:
http://www.scielo.org/php/index.php

5. O PLÁGIO
O Plágio é a ação de apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza
(audiovisual, música, texto, pintura, fotografia) que contenha partes de outra obra
pertencente a outro autor sem que se deem os créditos devidos ao autor original. Vale
reiterar que copiar qualquer obra (incluindo textos acadêmicos) sem fornecer o devido
crédito ao autor, além de ser uma atitude antiética, é considerado crime, previsto na
Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula o Direito Autoral
no país, e também pelo Código Penal, em seu artigo 184, que prevê pena de detenção
de três meses a um ano, ou pagamento de multa.

17
5.1. O QUE É PLÁGIO?
Veja a seguir algumas ações que são consideradas plágio:
 Copiar trechos de obras (livros ou artigos) e colocá-los em um trabalho sem
identificar a origem ou citar a respectiva fonte.
 Inserir a origem – autor, por exemplo – do texto copiado, sem, no entanto,
fazê-lo de forma completa ou correta (segundo as normas de citação apresentadas
pela ABNT).
 Inserir em seu trabalho trechos muito longos de outra obra, como citações de
meia página ou mais, mesmo fazendo a referência corretamente. Esta prática é
considerada plágio. Copiar trechos de obras sem a devida referência com a intenção
de enganar o leitor/espectador, apresentando-se como o autor no lugar de quem a
produziu originalmente.
Caso tenha alguma dúvida, favor consultar o Anexo I, no presente manual,
para esclarecimentos mais específicos.

5.2 O QUE NÃO É PLÁGIO?


A seguir, observe algumas práticas que não são consideradas plágio. A
compreensão destas formas de citação pode auxiliar a elaboração de seu TCC.

A Paródia
Você já deve ter ouvido alguma canção em que a melodia e a letra são parecidas
com uma já existente, em que é clara a tentativa de satirizar a música original, assim
essa música recebe o nome de paródia. A paródia é um gênero textual, que pode ser
aplicada às várias formas de expressão: música, poesia, pintura. Há na paródia a clara
intenção de satirizar, criticar ou de homenagear o texto original. A relação entre o
texto original e a paródia é explícita, ou seja, não há a intenção de enganar aquele
que assiste ou lê a obra parodiada – uma das principais características do plágio.

18
A Paráfrase
A paráfrase é uma prática muito comum em trabalhos acadêmicos. É um
recurso utilizado para dar mais mobilidade ao texto acadêmico, permitindo ao autor
“conversar” com outros textos sem que deixe de citar que as ideias originais pertencem
a outro autor. Parafrasear é transcrever, com outras palavras, ideias e conceitos
centrais de um texto. Para fazer isso, é preciso ler atentamente o texto original e,
então, reescrever sem que o principal do texto seja alterado. Uma paráfrase pode
simplesmente apresentar uma ideia, esclarecendo melhor para o leitor o que o autor
original “quis dizer”, ou ainda, contestar a ideia original, partindo da referência do
autor a que se quer criticar. Dessa forma, uma paráfrase sempre possui um texto base,
sobre o qual o autor discorre suas reflexões. Por isso é obrigatório sempre citar
corretamente o texto no qual se baseia a paráfrase em questão.
Observe um exemplo de paráfrase a partir de um texto original: Texto base:
Quanto mais se avança em direção aos campos mais legítimos, como a música e a
pintura – e, no interior destes universos, hierarquizados segundo seu grau modal de
legitimidade, em direção a certos gêneros ou obras –, tanto maior é a associação entre
as diferenças de capital escolar e importantes diferenças, tanto nos conhecimentos
quanto nas preferências (BOURDIEU, 2007, p. 21). Paráfrase: Pierre Bourdieu (2007)
coloca que o capital escolar pode ser percebido a partir das operações de gosto, quanto
mais hierarquizados os gêneros ou obras, maior o capital do indivíduo.

Citação Direta (com até três linhas)


A citação direta com até três linhas, se devidamente referenciada, é também
uma forma de utilizar as ideias de um autor sem incidir em plágio. Para isso, basta
reproduzir trechos literalmente identificando e entre aspas, como no exemplo:
Exemplo: Pierre Bourdieu coloca que o capital escolar pode ser percebido a
partir das operações de gosto, “tanto maior é a associação entre as diferenças de
capital escolar e importantes diferenças, tanto nos conhecimentos quanto nas

19
preferências” (BOURDIEU, 2007, p.21), dessa forma, o indivíduo pode ser classificado
a partir de suas escolhas e disposições estéticas.

Citação Direta (com mais de três linhas)


Também é possível selecionar trechos mais longos (com mais de três linhas),
nesse caso a reprodução destes trechos deve trazer, além da identificação correta do
autor, uma formatação específica: espaço simples, fonte 11, recuo de 4 cm da margem
esquerda. Observe o exemplo abaixo:

Quanto mais se avança em direção aos campos mais legítimos,


como a música e a pintura – e, no interior destes universos,
hierarquizados segundo seu grau modal de legitimidade, em
direção a certos gêneros ou obras –, tanto maior é a associação
entre as diferenças de capital escolar e importantes diferenças,
tanto nos conhecimentos quanto nas preferências (BOURDIEU,
2007, p. 21).

Lembre-se! Todas as citações, diretas e indiretas, devem obrigatoriamente ser


colocadas nas Referências Bibliográficas, citadas segundo as normas estabelecidas
para isso.

5.3. QUAIS SÃO AS CONSEQUÊNCIAS DO PLÁGIO?


Caso seja identificado plágio em um trabalho de conclusão de curso,
o(a) aluno(a) é impedido de defender seu trabalho, e será reprovado no TCC.
Abaixo o link com o tutorial do sistema “CopySpider” para conhecimento:
Tutorial CopySpider
Caso o plágio seja descoberto somente após a defesa, o(a) aluno(a) perderá a
titulação obtida.

20
6. A DEFESA ORAL
Concluído o trabalho de conclusão de curso, se aprovado pelo Tutor, o(a)
aluno(a) deverá submeter-se à Defesa Oral presencial, momento em que será dado
o parecer quanto ao mérito do trabalho por um Professor qualificado. Para aprovação,
a média expressa e justificada na ata de defesa deve ser igual ou superior a 7,0 (sete).
O(a) aluno(a) fará o agendamento da defesa oral do TCC via Secretaria
Acadêmica Virtual (SEAVI), desde que esteja considerado apto(a), ou seja, não tenha
qualquer tipo de pendência acadêmica de notas nas avaliações presenciais, atividades
a distância e TCC escrito, respeitando o estabelecido pelo cronograma do curso.
O professor avaliador para banca será designado por disponibilidade do
dia/horário escolhido pelo(a) aluno(a).

6.1 MODELO DE DEFESA


Para a defesa presencial do TCC, o(a) aluno(a) deve seguir os procedimentos
descritos a seguir:
Local da Defesa: o(a) aluno(a) deverá realizar a defesa de seu TCC
pessoalmente na unidade em que está matriculado, no dia e horário pré-agendados,
conforme Resolução n.º 1/2007 CNE/MEC.
A Defesa: O (a) aluno(a) deve preparar uma apresentação, de no máximo vinte
minutos, contendo:
Apresentação do tema
Objetivos
Desenvolvimento
Considerações Finais
Após a apresentação, o tutor da defesa emitirá o parecer final sobre a aprovação
ou reprovação do Trabalho atribuindo nota de 0 (zero) a 4 (quatro).
O(a) aluno(a) deverá assinar a ATA de presença na Defesa Oral do TCC na sua
Unidade, na qual deverá ser digitalizada e anexada na Secretaria Acadêmica Virtual
(SEAVI)

21
A Apresentação: o(a) aluno(a) apresentará seu TCC em banca presencial
mediado por videoconferência, tendo no máximo vinte minutos para apresentar seu
trabalho.

6.2 PASSO A PASSO DA DEFESA:


1. Quando solicitado, o(a) aluno(a) deverá apresentar um documento de
identificação com foto ao responsável pela defesa na unidade.
2. O(a) aluno(a) que faz a defesa do trabalho de conclusão de curso deverá
responder obrigatoriamente aos questionamentos realizados pela banca.
3. A simples apresentação não caracteriza defesa do TCC. A presença do(a)
aluno(a) responsável e a consequente defesa do trabalho frente aos questionamentos
da banca são fundamentais para caracterizar a defesa presencial e atender ao artigo
6º, parágrafo único, da Resolução N.º 01/2007 da CNE/MEC.
4. Finda a arguição, o(a) aluno(a) deverá assinar a ATA de defesa, assim como
a banca.
5. O(a) aluno(a) que se ausentar no dia da defesa não poderá ser considerado
aprovado na defesa presencial do artigo , bem como quando não for respondido aos
questionamentos apresentados pela banca ou as respostas apresentadas se
mostrarem insuficientes.

6.3. PROCEDIMENTOS DE DEFESA


A arguição da Defesa Oral será efetuada por Professor designado. Para cada
aluno será lavrada uma ata comprovando a defesa presencial; na ata deverão constar,
necessariamente, os nomes e as assinaturas aluno, do professor da banca de defesa
e do coordenador e/ou responsável por acompanhar a defesa na unidade.

22
7. UNIDADE LFG INATIVA
Em caso de encerramento da Unidade, o aluno poderá realizar a defesa de seu
TCC na unidade mais próxima devendo informar por meio do e-mail:
agendamento.defesa@kroton.com.br. Caso não tenha conhecimento de um novo local
indicaremos sugestões que facilitem a defesa.

8. RECESSO ACADÊMICO
Se por ventura seu prazo de orientação de TCC estiver inserido no mês de
Janeiro ou Julho – período de recesso acadêmico – o aluno terá direito a prorrogação
de envio do seu TCC por mais 30 (trinta) dias, sem custo ou desconto de nota.
Entre em contato com sua unidade e efetue a solicitação, dentro de 30 (trinta)
dias após o encerramento do link regular.
Solicitações efetuadas após este período serão desconsideradas.

9. PROCEDIMENTOS PARA ALUNOS REPROVADOS NO TCC


Caso o(a) aluno(a) seja reprovado no TCC, deverá solicitar o requerimento de
PDR - TCC para poder cursar a orientação novamente.
O requerimento de PDR-TCC, está disponibilizado na SEAVI em Solicitação de
Serviços – Requerimentos.
O requerimento só poderá ser solicitado após regularização de todas as
pendências nas disciplinas regulares.

10. COORDENAÇÃO
Qualquer item não contemplado por este Manual será avaliado e terá parecer
definitivo dado pela coordenação do curso junto ao colegiado da Pós-Graduação.

23
ANEXO I - PLÁGIO E FERRAMENTA DE BUSCA
Tendo em consideração a produção acadêmica que, por sua vez, deve seguir as
exigências do rigor científico, a Anhanguera Educacional volta sua atenção para auxiliar
o aluno na construção de trabalhos de qualidade. Neste sentido, abaixo segue um
tutorial para a instalação do software “CopySpider”, bem como instruções para sua
utilização.
No Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), pelo link abaixo podem ser
encontradas mais orientações sobre este problema tão comum que pode ser evitado
facilmente.
Plágio, quando se conhece, fica fácil evitar!
Tutorial - Plágio
TUTORIAL: COMO INSTALAR O COPYSPIDER
1. Acesse http://www.copyspider.com.br/main/pt-br/download

2. Clique no link CopySpider-Setup-v1.0.1.exe para realizar o download do programa:

24
3. Abrirá uma nova caixa. Clique em “Download”:

4. Aguarde até a janela do “Aviso de Segurança” abrir. Depois, clique em “Executar” e


selecione o idioma “Português (Brasil)” quando a caixa “Selecionar idioma do Programa
de Instalação” aparecer:

25
5. Aguarde até a janela do Assistente de Instalação abrir e clique em “Avançar”.

6. A janela do Contrato de Licença de Uso irá abrir. Marque a opção “Eu aceito os
termos do Contrato” e clique em “Avançar”.

26
7. A janela do local de instalação do programa irá abrir. O programa será instalado na
pasta C: \Arquivos de programa\. Clique em “Avançar”

27
8. Caso facilite, marque a opção “Criar um ícone na área de trabalho” quando a janela
dos Ícones Adicionais aparecer. Clique em “Avançar”.

9. Uma nova janela irá abrir. Clique novamente em “Avançar”.

28
10. Marque a opção “Executar CopySpider” e clique em “Concluir” na janela de
Finalização da Instalação do programa.

Concluída a instalação, acesse o CopySpider instalado em seu computador.

29
COMO UTILIZAR O COPYSPIDER

1. Acesse o Copyspider instalado em seu computador.

30
2. No menu “Ferramentas” acesse o item “Opções”.

31
3. Na aba “Nível de busca”, selecione a opção “Detalhada” e clique em “Salvar”.

32
4. No arquivo de entrada acesse a caixa “Selecionar arquivo de entrada”. Você deverá
salvar os Trabalhos Acadêmicos dos alunos em alguma pasta no computador e
selecionar o arquivo que será verificado.

33
5. Com o arquivo selecionado, clique em “Iniciar” e aguarde enquanto o programa
realiza a verificação.

34
6. Após a verificação poderá aparece às seguintes opções:

A. NENHUM ARQUIVO SIMILAR FOI ENCONTRADO.

Neste caso o Artigo não contém Plágio.

35
B. ANALISAR OS ARQUIVOS COM SIMILARIDADE ACIMA DE 3% (TRÊS POR CENTO).

36
TIPO 1 – SIMILARIDADE ABAIXO DE 3% (TRÊS POR CENTO)

No exemplo abaixo, as porcentagens de similaridade dos arquivos encontrados são


todas abaixo de 3% (três por cento). Neste caso, não é considerado plágio.

37
TIPO 2 – SIMILARIDADE ACIMA DE 3% (TRÊS POR CENTO)

No exemplo abaixo, há dois casos em que a porcentagem de similaridade é acima de


3% (três por cento). Será necessário acessar cada link identificado para verificar o que
foi encontrado de similaridade em cada caso. Podem ser citações que estavam
corretamente referenciadas pelo aluno, ou termos específicos da área da pesquisa (não
configurando plágio, portanto). Caso constate que de fato constam trechos inteiros
copiados e sem referência, poderá caracterizar-se como plágio.

38
Ao clicar em cada link do Arquivo Encontrado com Similaridade acima de 3% (três por
cento) (destacado de vermelho), uma página no navegador será aberta. Esta página
indica em vermelho quais locais do texto apresentam similaridade.

39
COMO SALVAR OS RESULTADOS DA VERIFICAÇÃO E ADICIONAR

AO FEEDBACK:

1. No menu “Arquivo”, clique em “Salvar Resultados”.

40
2. Escolha um local para salvar os resultados e coloque um título para a pasta que será
gerada. Depois clique em “Salvar”.

41
3. Acesse o local em que o relatório foi salvo. Todos os arquivos da análise do relatório
ficam salvos em uma pasta.

4. Em seguida é preciso Compactar (zipar) os arquivos:

Atenção!
O AVA permite que seja realizado o upload de apenas um arquivo no
feedback. Desta forma, é necessário criar uma pasta final que unifique:
• Arquivo da Segunda Versão do Artigo corrigido por você;
• Arquivos gerados no relatório do CopySpider.
Esta pasta final deverá ser compactada (de acordo com instruções abaixo)
e o arquivo final deverá ser colocado pelo orientador no feedback do
recurso “Envio do Artigo Final”.

42
5. O arquivo zipado será gerado.

43

Você também pode gostar