Você está na página 1de 53

Ossos

 e  Articulações  do  
Membro  Superior  

Profa.  Katiúcia  B.  S.  Paiva  


katipaiva@usp.br  
 
Cíngulo  Escapular  

Tronco  
clavícula  (2)  

Articulações  do   escápula  (2)  


Ombro  
Região  do  Ombro  

Parte  livre  do  membro  superior  


Região  do  
Braço   úmero  (2)  

Articulações  do  
Cotovelo   64  Ossos  
Região  do   rádio  (2)  
Antebraço   ulna  (2)  
Articulações  do  
Punho  e  da  Mão   carpo  (16)  
metacarpo  (10)  
Região  da  
Mão   falanges  (28)  
vista  anterior  
CÍNGULO  ESCAPULAR  
Vista  Anterior   Vista  Superior  

esterno  
escápula  
Qual  a  diferença  com  o  
clavícula   cíngulo  pélvico?  
Funções  dos  Membros   Funções  dos  
Superiores   Membros  Inferiores  
•  Mobilidade   •  Locomoção  
•  Manipulação   •  Sustentação  de  peso  
(atividades  motoras   •  Manutenção  do  
finas)   equilíbrio  

Cíngulo  Escapular   Cíngulo  Pélvico  

•  Anel  ósseo  incompleto   •  Anel  ósseo  completo  


(posteriormente)   •  Ligação  ao  tronco:  
•  Ligação  ao  tronco:   sacro  
esterno  
CLAVÍCULA   vista superior

vista inferior
Ø  Osso  longo  (sem  medula)  
Ø  Une  o  membro  superior  ao  tronco  
Ø  “Guindaste”:  suporte  rígido  e  móvel  
que  suspende  e  afasta  a  escápula  e  o  MS  

posterior  
corpo  (liso)  
anterior  
extremidade   extremidade  
acromial   sulco  do  músculo   esternal  
anterior  
subclávio  
corpo  (rugoso)  
posterior  
linha  
trapezóidea     tubérculo  conóide   impressão  do  ligamento  
(lig.  trapezóide)   (lig.  conóide)   costoclavicular  (costela  I)  
posterior  
anterior  
metade  lateral   metade  medial  
côncava   convexa  
Ponto  de  Fragilidade  
Fratura  de  Clavícula  
ESCÁPULA  

Ø  Osso  plano  triangular   T2  


Ø  Superposta  as  2.  a  7.  costelas  
(vértebras  torácicas  T2  a  T7)   5  cm  

T7  

Vista  Posterior    
ESCÁPULA  
margem  superior  
processo  coracóide   incisura  da    
(lig.  coracoclavicular)   escápula   ângulo  superior  
fossa    
supraespinhal  
tubérculo  
acrômio   deltóide  (m.  
crista  da  espinha   margem  
deltóide)  
cavidade     da  escápula   medial  
glenoidal   espinha  da   ou    
escápula   vertebral  
cabeça  
colo   margem   fossa    
lateral   infraespinhal  
ou  axilar  
Vista  Posterior    
ângulo  inferior  
ESCÁPULA  
ângulo  superior   margem  superior  
acrômio  

Fossa  subescapular   processo    


(face  anterior  ou     coracóide  
margem   costal)   cavidade    
medial   glenoidal  

margem  
lateral  

Vista  Anterior     ângulo  inferior  


ESCÁPULA  
tubérculo  supraglenoidal  (tendão  
 cabeça  longa  do  m.  bíceps  braquial)  
acrômio  
processo  coracóide  

cavidade  glenoidal  
tubérculo  infraglenoidal  

face  anterior  ou  costal   face  posterior  

margem  
lateral  

Vista  Lateral     ângulo  inferior  


ÚMERO  
Extremidade  Proximal  
cabeça  do  úmero  
tubérculo  maior  

colo  anatômico   sulco  intertubercular  


colo  cirúrgico   (tendão  cabeça  longa  m.  
bíceps  braquial)  

corpo  
tubérculo  menor  
tuberosidade     sulco  do  n.  radial  
do  m.  deltóide  
crista     crista    
supraepicondilar     borda     borda    
supraepicondilar  
medial   lateral   medial  
lateral  

fossa  coronóidea   fossa  radial   fossa  do  olécrano  


epicôndilo  medial   epicôndilo  lateral  

tróclea   sulco  do  n.  ulnar  


tróclea   capítulo  
côndilo  do  úmero  
Vista  Anterior   Extremidade  Distal   Vista  Posterior  
CLAVÍCULA/ESCÁPULA/ÚMERO  
transmissão  de  impactos  traumáticos  do  
MS  para  o  esqueleto  axial  

“Articulação  
escapulotorácica”  (fisiológica):  
movimentação  da  escápula  
sobre  a  parede  torácica  –  
aumenta  a  amplitude  de  
movimento  
Vista  Anterior  ou  Costal   Vista  Posterior    
(côncava)   (convexa)  
MOVIMENTOS  ESCAPULARES  

Elevação   Depressão   Retração  (adução)  

Protração   Rotação  ou   Rotação  ou  


(abdução)   Báscula   Báscula  
Lateral   Medial  
ARTICULAÇÕES  DO  OMBRO  

1-­‐  Articulação  esternoclavicular  

2-­‐  Articulação  acromioclavicular  

3-­‐  Articulação  do  ombro  (escapuloumeral  ou  glenoumeral)  

2  
1  

3  

Movimentam-­‐se  ao  mesmo  tempo  


ARTICULAÇÃO  ESTERNOCLAVICULAR  
Ø  Sinovial  selar  
Ø  Determina  o  raio  de  rotação  do  ombro  
Ø  Bastante  móvel  e  forte  
Ø  Movimentos  são  fundamentais  para  permitir  os  movimentos  
da  escápula  
2-­‐3)  Ligamento  
esternoclavicular   4)  Ligamento  
Anterior  (e  posterior)   interclavicular   5)  Disco  articular  

1)  Ligamento  
costoclavicular  
(1.  costela    -­‐  limita   manúbrio   6)  Cápsula  articular  
a  elevação    
do  cíngulo)  
Vista  Anterior  
ARTICULAÇÃO  ACROMIOCLAVICULAR  
lig.    coracoclavicular:  
Ø  Sinovial  plana  
1  -­‐  lig.  conóide  
2  -­‐  lig.  trapezóide  
lig.  acromioclavicular  
2   1  
2  
1   lig.  coracoacromial  
processo    
coracóide  

escápula  

Vista  Lateral   Vista  Anterior  


ARTICULAÇÃO  ACROMIOCLAVICULAR  
lig.  acromioclavicular  

-­‐  Articulação  é  fraca  e  facilmente  lesada    


-­‐  Luxação  relativamente  frequente  nos  esportes  (ombro  cai)  
ARTICULAÇÃO  GLENOUMERAL  

Ø  Sinovial  esferoidal  


Ø  Triaxial  
Ø  Articulação  com  a  maior  liberdade  de  movimento  do  corpo  
ARTICULAÇÃO  GLENOUMERAL  
Ø  Cápsula  articular  com  2  aberturas:  tendão  da  cabeça  longa  do  
bíceps  e  bolsa  subescapular    

bolsa  subescapular  
lig.  coracoumeral  
lig.  transverso  
 do  úmero    
(entre  tubérculos    
maior  e  menor)   lig.  glenoumeral  superior  
lig.  glenoumeral  médio  
tendão  da   lig.  glenoumeral  inferior  
cabeça  longa    
 do  bíceps  

Vista  Anterior  
ARTICULAÇÃO  GLENOUMERAL  

lig.  transverso    
superior  da  escápula  
lig.  coracoumeral  

tubérculo  maior  

cápsula  
articular  

Vista  Posterior  
ARTICULAÇÃO  GLENOUMERAL  
lig.  coracoacromial  

acrômio  

processo  
coracóide  

Arco  coracoacromial  –  estrutura  osteoligamentar  


protetora  que  impede  o  deslocamento  superior  da  cabeça  
do  úmero  (extremamente  forte)  
ARTICULAÇÃO  GLENOUMERAL  

bolsa  subacromial  
tendão  da  cabeça  longa  
do  bíceps  

lábio  glenoidal  
cabeça  do  úmero  
(grande)  

cavidade  glenoidal   cápsula  articular    


(pequena)   (frouxa)  
ARTICULAÇÃO  GLENOUMERAL  

bolsa    
subacromial  ou  
subdeltóidea  

-­‐  BURSITE  DELTÓIDEA:  inflamação  da  bursa  (ou  bolsa)  


subdeltóidea  ou  subacromial.  A  dor  fica  "espalhada"  na  região  
do  deltóide.  Dói  até  o  meio  do  braço.  O  paciente  não  consegue  
apontar  o  ponto  exato  da  dor.  Limita  os  movimentos  do  braço.  
ULNA  
Extremidade  Proximal  
incisura  troclear  
incisura  radial   processo  coronóide   olécrano  

tuberosidade    
da  ulna   crista  do  m.  supinador  
corpo    da  
margem  interóssea  
ulna  
face  anterior  
margem  
posterior   face    
medial  
face  posterior  
cabeça  da  ulna  

processo    
circunferência    
estilóide    
articular  
Extremidade  Distal   da  ulna  
vista  anterior     vista  lateral   vista  posterior  
RÁDIO  
Cabeça  do  rádio  e  Circunferência  articular  
Extremidade  Proximal  
colo  do  rádio  
tuberosidade  do  rádio  

margem  
margem  interóssea   posterior  
face  anterior   margem  interóssea  
margem  anterior   face   face  
lateral   medial  

incisura  ulnar  do  rádio  


processo  estilóide    
do  rádio   face  articular  carpal  
tubérculo  dorsal  do   Extremidade  Distal  
rádio  
vista  anterior     vista  posterior   vista  medial  
ULNA/RÁDIO  

vista anterior
EXTENSÃO  

vista  anterior     vista  posterior    


FLEXÃO  

vista  medial     vista  lateral  


ARTICULAÇÕES  DO  COTOVELO  
Úmero  

Capítulo  
Tróclea  
Incisura  troclear  
Circunferência   Processo  coronóide  
articular   Incisura  radial  

Rádio   Ulna   Vista  Anterior    


ARTICULAÇÕES  DO  COTOVELO  
1  -­‐  Articulação  úmero-­‐ulnar  (dobradiça/gínglimo)  
 
2  -­‐  Articulação  úmero-­‐radial  (dobradiça/gínglimo)  
 
3  -­‐  Articulação  radiulnar  proximal  (trocóide)  

úmero   úmero  

2   1   1   2  
3  
rádio   ulna   ulna   rádio  

Vista  Anterior   Vista  Posterior  


ARTICULAÇÕES  DO  COTOVELO  

cápsula  
articular  

lig.  colateral  
radial  
lig.  colateral  
(lateral)  
ulnar  
lig.  anular     (medial)  
do  rádio  
tendão  do    
m.  bíceps  braquial  

Vista  Anterior  
ARTICULAÇÕES  DO  COTOVELO  
Vista  Lateral   Vista  Medial  

lig.  
colateral   lig.  anular   lig.  
radial     colateral  
ulnar  

bolsas  do  olécrano  


ARTICULAÇÕES  DO  COTOVELO  
ARTICULAÇÕES  DO  COTOVELO  
ARTICULAÇÕES  RADIOULNARES  
Articulação  radiulnar  proximal  

lig.  
anular  
do  
rádio  
disco  articular  

cápsula     Membrana    
articular   interóssea  

Articulação  radiulnar  distal  


Vista  Anterior  
ARTICULAÇÃO  RADIOULNAR  PROXIMAL  
Ø  Sinovial  trocóide  
Ø  Pronação-­‐supinação  antebraço  
cabeça  do  rádio   incisura  
radial  da  
ulna  
lig.  anular  
ARTICULAÇÃO  RADIOULNAR  PROXIMAL  

Articulação  radiulnar  proximal  –  luxação  mais  comum    de  músculos  na  criança  
(ocorre  especialmente  em  função  de  tração  forte  com  o  antebraço  estendido  e  
supinado  –  balançar  a  criança  com  os  braços  estendidos)  
ARTICULAÇÃO  RADIOULNAR  DISTAL  
Ø  Sinovial  trocóide  
Ø  Pronação-­‐supinação  antebraço  
Ø  Disco  articular:  separa  esta  articulação  da  radiocarpal  

ulna  
rádio   rádio   ulna  

face  articular     face  articular    


carpal  (escafóide)   carpal  (semilunar)  
MÃO  

5  

4  

5  

5  

8  

27  ossos  
OSSOS  DO  CARPO  

rádio   ulna   ulna   rádio  

5  cm  
3  cm  

1   5   5   1  
2   3   4   4   3   2  

Ossos  metacarpais   Ossos  metacarpais  

vista  anterior  ou  palmar   vista  posterior  ou  dorsal  


(convexo)   (côncavo)  
OSSOS  DO  CARPO  

ulna   ulna   rádio  


rádio  
semilunar  

piramidal  
escafóide   PS  PR   SL   E  
pisiforme  
trapézio   capitato   H   C   t   T  
trapezóide   hamato  
1   5   5   1  
2   3   4   4   3   2  

Ossos  metacarpais   Ossos  metacarpais  

vista  anterior  ou  palmar   vista  posterior  ou  dorsal  


OSSOS  DO  CARPO  

rádio   ulna  

Sulco  cárpeo  
tubérculo  do  
eminência     pisiforme  
escafóide   eminência    
radial  
do  carpo   tubérculo   hámulo  do   ulnar    
do  trapézio   hamato   do  carpo  
1   5  
2   3   4  

vista  anterior  ou  palmar  


ARTICULAÇÕES  DA  MÃO  

A  síndrome  do  túnel  do  carpo  (STC)  


é  uma  neuropatia  resultante  da  
compressão  do  nervo  mediano  no  canal  
do  carpo.  
Fratura  do  Osso   Fratura  do  Osso  
Escafóide   Hamato  

•  3  meses  para  consolidação  


das  partes  fraturadas;  
•  Necrose  avascular  do  
fragmento  proximal  
(morte  patológica  por  
•  Lesão  do  nervo  ulnar,  
vascularização  
diminuicão  da  força  de  
inadequada);  
preensão  da  mão  
•  Doença  articular  
degenerativa  do  punho  
 
OSSOS  DO  METACARPO  E  FALANGES  

1   Base  
2   3   4   5   Corpo  
P  
Cabeça  
D  
Proximal  
Média  
Distal  

vista  anterior  ou  palmar   vista  lateral  


Fratura  do  Boxeador  
(metacarpo  V)  
ARTICULAÇÃO  RADIOCARPAL  (PUNHO)  
Ø  Sinovial  elipsóide  
Ø  Segmento  proximal  do  carpo  (escafóide,  semilunal  e  piramidal)  

articulação  
radioulnar  
 distal  

disco  articular  
face  articular     face  articular     articulação  radiocarpal  
carpal  (escafóide)   carpal  (semilunar)  
ARTICULAÇÃO  RADIOCARPAL  (PUNHO)  
Ø  Sinovial  elipsóide  
Ø  Segmento  proximal  do  carpo  (escafóide,  semilunal  e  piramidal)  
Ø  Flexão/extensão,  adução/abdução  e  circundução  do  punho  
ARTICULAÇÕES  INTERCARPAIS  (PUNHO)  
Ø  Sinovial  plana  
Ø  Articulações  entres  os  ossos  da  fileira  proximal    do  carpo  
Ø  Articulações  entres  os  ossos  da  fileira  distal  do  carpo  
Ø  Articulação  do  pisiforme  
Ø  Articulação  mediocarpal  

E   SL   PR   PS  
(L)   (M)  
T   t   C   H  
ARTICULAÇÕES  DA  MÃO  
Ø  Cápsula  articular  contínua  entre  as  articulações  intercarpais  e  
carpometacarpais  

1)  Articulações  carpometacarpais  
2)  Articulação  carpometacarpal  do  
polegar  
3)  Articulações  intermetacarpais  

4)  Articulações  metacarpofalângicas  
5)  Articulações  interfalângicas  proximais  
6)  Articulações  interfalângicas  distais  
1  –  Ligg.  da  articulação  radioulnar  distal  
2  –  Ligg.  radiocarpais  
3  –  Ligg.  intercarpais  
4  –  Ligg.  carpometacarpais  
5  –  Ligg.  intermetacarpais  
rádio   ulna   ulna   rádio  
1  
2   1  

2  
3  
4   3  
5   4  
5  

vista  anterior  ou  palmar   vista  posterior  ou  dorsal  


Ø  Articulação  metacarpofalângica:  sinovial  elipsóide  
Ø  Articulação  metacarpofalângica  do  polegar:  selar  
Ø  Articulações  interfalângicas  proximal  e  distal:  sinovial  
dobradiça/gínglimo  

Articulações  interfalângicas  distais  

Articulações  interfalângicas  proximais  

Articulações  metacarpofalângicas  

Articulação  metacarpofalângica  do  polegar  (flexão/extensão)  


ligg.  
ligg.  
colaterais  
colaterais  

ligg.  
palmares  

ligg.   ligg.  
palmares   colaterais  

ligg.  metacarpais    
transversos  profundos