Você está na página 1de 95

Direito Constitucional- 5 FONTES

Aula 7- Direitos Sociais


Prof. Vítor Cruz e Rod rigo Duarte

Aula 7

Oi pessoa l, tudo certo? Preparados para mais uma aula? Pois é, o carnava l
já acabou, vamos que vamos que nosso tempo é curto! Vamos continuar
estuda ndo os direitos e garantias fu ndamenta is, dessa vez estudaremos os
Direitos Sociais.

TEORIA GERAL SOBRE OS DIREITOS SOCIAIS:


Os direitos sociais são normas programáticas, isso significa que eles
são expressos em normas que estabelecem diretrizes, programas
para o governo seguir. Podemos dizer então, que a simples
previsão destas normas na Constitu ição não gera direitos imediatos
aos indivíduos, os direitos serão conseguidos de forma diferida, ou
seja, ao longo do tempo, à medida que o Poder Público for
implementando as políticas públicas.

Importante é salientar que para


concretizá-los não basta uma norma regulamentadora, mas também
ações administrativas neste sentido.

Desta forma, cabe ao Poder Público criar e implementar políticas


públicas para concretizar os segu intes direitos sociais:
Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a
alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a
previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a
assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.

O STF entende que essas normas programáticas não devem ser


utópicas, mas devem se revestir de caráter mandamental. Ou seja,
embora não tenham efetividade imediata, elas ordenam ações do
Poder Público para se chegar ao fim pretendido .

1. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) O lazer é um direito social


expressamente consagrado no texto constituciona l.
Comentários:
1
Prof Vítor Cruz e Rodriao Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Correto, conforme art. 6º caput da CF.


Gabarito: Correto.

2. (FCC/EPP-SP/2009) A norma do caput do artigo 6º da


Constituição Federal, que inclui, dentre os direitos sociais, o direito à
moradia, é dotada de eficácia jurídica, porém limitada, dependendo a
sua plenitude eficacial de providências de cunho exclusivamente
normativo.
Comentários:
A questão estava perfeita. Pecou apenas no final, ao dizer: "cunho
exclusivamente normativo". Não é somente uma norma que irá fazer
com que se concretizem os direitos ali previstos. Precisam-se de
providências não só legislativas, mas também administrativas para
isto.
Gabarito: Errado.

3. (CESPE/TJAA-TRT 21/2010) A jurisprudência do Supremo


Tribunal Federal (STF) entende que as normas constitucionais
programáticas obrigam os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário
a atuar no sentido de concretizar as finalidades nelas contidas.
Comentários:
É correto o enunciado, já que não podemos ignorar uma norma
constitucional só porque ela é programática. Ainda que não tenha
aplicação imediata, ela se reveste de caráter mandamental.
Gabarito: Correto.

4. (ESAF/ Analista de Finanças- STN/ 2013) São direitos


sociais, entre outros, a educação, o trabalho, a busca da felicidade e
o lazer.
Comentários:
São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a
moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à
maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma
desta Constituição (art. 6º da CF). Veja que no rol não consta a
busca da felicidade.
Gabarito: Errado.

Princípio da Proibição do Retrocesso:

2
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Embora os direitos sociais, diferentemente do art. 5º (direitos e


garantias individuais), não sejam reconhecidos pacificamente como
cláusulas pétreas, a jurisprudência e doutrina os albergam em uma
outra espécie de garantia: a “Proibição do retrocesso no domínio
dos direitos fundamentais e sociais”.O princípio da “Proibição do
retrocesso” tem respaldo constitucional nos princípios fundamentais
da República Federativa do Brasil como o “Estado Democrático de
Direito” e a “Dignidade da Pessoa Humana”. Este princípio se
manifesta de duas formas:
1- Impedindo que o Poder Público venha retirar a
regulamentação de algo já concretizado.
2- Autorizando a impetração da ADI por omissão e mandado de
injunção e até mesmo, em alguns casos, mandado de segurança
a fim de se cobrarem providências legislativas e/ou
administrativas para a concretização de tais direitos.

5. (ESAF/AFC-CGU/2008) O Estado brasileiro também é regido


por um princípio de estatura constitucional que visa a impedir que
sejam frustrados os direitos políticos, sociais, culturais e econômicos
já concretizados, tanto na ordem constitucional como na
infraconstitucional, em atenção aos objetivos da República Federativa
do Brasil, que são os de promover o bem de todos, sem quaisquer
formas de discriminação, constituir uma sociedade livre, justa e
solidária, erradicar a pobreza e a marginalização, reduzir as
desigualdades sociais e regionais e promover o bem de todos, sem
preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras
formas de discriminação. Assinale a opção que denomina com
exatidão o princípio constitucional descrito.
a) Proibição do retrocesso no domínio dos direitos fundamentais e
sociais.
b) Proibição de juízo ou tribunal de exceção.
c) Proibição de privação da liberdade ou de bens patrimoniais sem o
devido processo legal.
d) Proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de
dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na
condição de aprendiz, a partir de quatorze anos.
e) Proibição de privação de direitos por motivo de crença religiosa ou
de convicção filosófica ou política.
Comentários:
Acho que não há dúvidas que a letra "A" é a resposta a ser
assinalada, certo?

3
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Letra A.

6. (CESPE/DPU/2008) Aplica-se aos direitos sociais,


econômicos e culturais o princípio da proibição do retrocesso.
Comentários:
Questão direta.
Gabarito: Correto.

7. (TRT9ª/TRT 9ª/2006) Analise o seguinte texto: "Por este


princípio, que não é expresso mas decorre do sistema jurídico
constitucional, entende-se que uma lei, ao regulamentar um
mandamento constitucional, instituir determinado direito, ele se
incorpora ao patrimônio jurídico da cidadania e não pode ser
arbitrariamente suprimido. (...) O que se veda é o ataque à
efetividade da norma, que foi alcançada a partir da sua
regulamentação. Assim, por exemplo, se o legislador
infraconstitucional deu concretude a uma norma programática ou
tornou viável o exercício de um direito que dependia de sua
intermediação, não poderá simplesmente revogar o ato legislativo,
fazendo a situação voltar ao estado de omissão legislativa anterior."
(BARROSO, Luís Roberto. O direito constitucional e a efetividade de
suas normas. Rio de Janeiro: Renovar, 2003. p. 158/159) O princípio
de que trata o texto acima é o seguinte:
a) Princípio da efetividade normativa.
b) Princípio da legalidade.
c) Princípio da programaticidade.
d) Princípio da vedação do retrocesso.
e) Princípio da não omissão legislativa.
Comentários:
E aí pessoal, qual é a resposta??? Acertou quem disser a letra D, é
exatamente o que estudamos.
Gabarito: Letra D.

Reserva do Possível e o Mínimo existencial:


A doutrina costuma dizer que a implementação de políticas públicas
para concretizar os direitos sociais encontra limites que
compreendem, de um lado, a razoabilidade da pretensão
individual/social e, de outro, a existência de disponibilidade
financeira do Estado para tornar efetivas as prestações positivas
4
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

dele reclamadas. Assim, surge a idéia da chamada "reserva do


financeiramente possível" (disponibilidade financeira do Estado em
concretizar os direitos sociais).
Outro conceito conexo ao tema, seria o do "mínimo existencial" -
este conceito corresponderia ao conjunto de situações materiais
indispensáveis à existência humana digna. Não apenas
"sobreviver", mas ter uma vida realmente digna, com suporte físico e
intelectual necessário.
Assim, é fato que o Estado não conseguirá concretizar tudo aquilo
que deve, mas, pelo menos o mínimo existencial deve se tornar uma
relação que se revista de caráter impositivo ao Estado, que se não
concretizado, poder-se-á validamente invocar uma intervenção
judicial de forma a compelir o poder público. Essa invocação poderá
ser feita via mandado de segurança, ou até mesmo, provocar o MP ao
ingresso de uma ação civil pública.
Desta forma, o Judiciário tem decidido frequentemente no sentido de
que compelir o Executivo na adoção de certas ações no sentido da
concretização de direitos sociais, principalmente casos notórios do
direito à saúde, onde muitas vezes era negada a compra de certos
remédios tidos como "muito caros" por parte do Executivo, e ao
ingressar no Judiciário, o cidadão tinha seu direito atendido. Outro
caso muito comum é o atendimento do direito ao ingresso em
creches e pré-escolas, já que decidiu o STF, no sentido da existência
de direito subjetivo público de crianças até cinco anos de idade ao
atendimento em creches e pré-escolas. E também consolidou o
entendimento de que é possível a intervenção do Poder Judiciário
visando à efetivação daquele direito constitucional.
É importante destacarmos que no entendimento do STF, é possível ao
Poder Judiciário determinar a implementação pelo Estado, quando
inadimplente, de políticas públicas constitucionalmente previstas,
sem que haja ingerência em questão que envolve o poder
discricionário do Poder Executivo1.

8. (FCC/Defensor-DPE-SP/2010) Em uma cidade, diversas


mães têm comparecido no atendimento inicial da Defensoria Pública
para se queixarem de que não têm conseguido vaga em creche
municipal para seus filhos. O Defensor Público deve:
a) orientar as mães a procurarem o serviço de assistência social do
Município e elaborar os respectivos ofícios de encaminhamento.

1
AI 734.487-AgR, Rel. Min. Ellen Gracie, julgamento em 3-8-2010, Segunda Turma, DJE de 20-8-
2010. No mesmo sentido: ARE 635.679-AgR, Rel. Min. Dias Toffoli, julgamento em 6-12-2011,
Primeira Turma, DJE de 6-2-2012.

5
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) informar que é possível a propositura de ação civil pública, pois se


trata de direito social de natureza difusa, e encaminhar as mães para
o Ministério Público.
c) informar que se trata de direito constitucional de natureza social,
mas que infelizmente há normas na Constituição chamadas de
programáticas, bem como entendimento jurídico chamado de
"reserva do possível", que não recomendam o ajuizamento de ação
nesse caso.
d) orientar as mães a se organizarem e a denunciarem o fato na
Ouvidoria Municipal, bem como marcar audiência com o Prefeito e
procurar ajuda junto aos Vereadores a fim de que possam interferir
na formulação do orçamento municipal.
e) ajuizar ação judicial com base no direito à educação que
compreende o atendimento em creche e pré-escola, pois a "reserva
do possível" não pode ser oponível à realização do "mínimo
existencial".
Comentários:
A questão muito interessante, a resposta dela traz exatamente o
entendimento do STF: a "reserva do possível" não pode ser oponível
à realização do "mínimo existencial".
Gabarito: Letra E.

9. (FCC/TJAA - TRT 1ª Região/2011) Os direitos sociais


previstos constitucionalmente são normas
a) de liberdades negativas, de observância facultativa em um Estado
Social de Direito.
b) de ordem pública, com a característica de imperativas, sendo
invioláveis, portanto, pela vontade das partes da relação trabalhista.
c) de liberdades negativas, de observância obrigatórias em um
Estado Social de Direito.
d) insubordinadas à regra constitucional da autoaplicabilidade.
e) insuscetíveis à impetração ao mandado de injunção no caso de
omissão do poder público na regulamentação de alguma norma que
preveja um direito social e inviabilize seu exercício.
Comentários:
Liberdades negativas são aquelas que não exigem ação do estado, o
que elas exigem é uma "não-ação"! Ou seja, são as proteções
individuais... O Estado não precisa fazer nada, o que ele precisa é
não "invadir" a órbita individual.

6
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Já quando se usa o termo “positivas”, aí seriam aquelas onde o


estado precisa agir ativamente, tomar providências.
Os direitos sociais são negativos ou positivos? São positivos!
Precisam de uma ação estatal. Os negativos são aqueles do art. 5º,
que se constituem de proteções ao indivíduo. Logo A e C estão
erradas.
A letra E é muito legal, fala da ação do Judiciário como ativista,
impondo as concretizações desses direitos, para que eles não se
tornem utópicos. Ela está errada, pois fala que não se pode recorrer
ao Judiciário para concretizarmos os direitos sociais! Podemos sim,
pois para o STF, os direitos sociais têm um caráter mandamental,
impositivo ao Poder Público, devendo ser cumpridos, ainda que para
isso precise de uma providência judicial.
A letra D fala da autoaplicabilidade. Os direitos sociais são uma
“classe” dos direitos fundamentais, e a Constituição ordena que as
normas definidoras dos Direitos e Garantias Fundamentais tenham
aplicação imediata (CF, art. 5º, §3º). Obviamente, isso é a mesma
coisa de dizer “sempre que possível, tente aplicá-los”. Sabemos que
os direitos sociais são normas programáticas, dependem de uma
regulamentação, mas o aplicador da norma deve efetivamente tentar
aplicá-los e não ignorar a sua aplicação. Não podemos dizer que eles
estão insubordinados à regra constitucional da autoaplicabilidade.
Letra B é a correta. Eles são de ordem pública, e impõe o dever de
ação ao Poder Público, nem que para isso precisemos entrar no
Judiciário para fazer valer esse direito. Os direitos sociais, segundo o
Supremo, embora sejam programáticos, possuem caráter
mandamental, imperativo.
A questão toca no ponto de "inviolabilidade das normas", embora
exista a autonomia do contrato de trabalho, essas "normas" dos
direitos sociais, em especial do trabalhador, não podem ser violadas,
a autonomia das partes está limitada aos casos em que a
Constituição autoriza que eles atuem.
Gabarito: Letra B.

10. (FCC/AJEM-TRT-23ª/2011) Os direitos sociais previstos na


Constituição Federal têm características de normas
a) funcionais e amplificativas.
b) passivas e restritivas.
c) imperativas e invioláveis.
d) análogas e restritivas.
e) centrífugas e amplificativas.
7
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentário:
O STF já decidiu sobre a imperatividade das normas dos Direitos
Sociais, pois embora sejam programáticas, têm caráter
mandamental, impondo uma ação do Poder Público com o fim de
concretizá-los.
Tais normas são também “invioláveis”, pois não podem ser alteradas
pela autonomia das partes, elas são de ordem pública.
Gabarito: Letra C.

11. (FCC/Defensor Público-SP/2007 - Adaptada) Sobre os


direitos sociais, temos que a teoria da reserva do possível defende a
possibilidade de um ativismo judicial no que tange a esses direitos
para que haja uma irrestrita implementação pela via judicial.
Comentários:
O Judiciário reconhece a reserva do possível, ou seja, as limitações
financeiras que impedem uma implementação irrestrita dos direitos.
Deve o Judiciário garantir, ao menos, o mínimo existencial, porém,
seria exagerado que o ativismo judicial vá na direção de uma
implementação irrestrita dos direitos.
Gabarito: Errado.

12. (FCC/Procurador-TCE-RO/2010) A falta de recursos


orçamentários para a execução de direitos sociais previstos no texto
constitucional é um óbice, mas não pode ser um limite que nulifique o
atendimento dessa demanda, já que as normas constitucionais
consubstanciam direitos exigíveis e não simplesmente promessas
dependentes do alvedrio do administrador.
Comentários:
Exato, a reserva do financeiramente possível não pode ser usada
injustificadamente. E quando estiver pondo em risco o "mínimo
existencial" será derrubada.
Gabarito: Correto.

13. (CESPE/Advogado - CEHAP-PB/2009) A implementação de


políticas públicas que objetivem concretizar os direitos sociais, pelo
poder público, encontra limites que compreendem, de um lado, a
razoabilidade da pretensão individual/social deduzida em face do
poder público e, de outro, a existência de disponibilidade financeira
do Estado para tornar efetivas as prestações positivas dele
reclamadas.
8
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentários:
Os direitos sociais não devem ser uma utopia, devem ser
concretizados pelo Poder Público, porém, existe a chamada "reserva
do possível", onde o Estado encontra limitações de cunho financeiro
para atender a demanda por estes direitos.
Gabarito: Correto.

14. (ESAF/AFC/CGU/2008 - Adaptada) Ainda que os Poderes


Legislativo e Executivo detenham prerrogativas de formular e
executar políticas públicas, o Poder Judiciário pode determinar a
órgãos estatais inadimplentes que implementem políticas públicas
definidas pela própria Constituição, cuja omissão possa comprometer
a eficácia e a integridade de direitos sociais e culturais.
Comentários:
É isso aí, trata-se do ativismo judicial, onde o Poder Judiciário exige o
cumprimento da Constituição como norma efetiva que é. Como
vimos, casos práticos são frequentemente presenciados no que tange
aos direitos à saúde e educação, assim o Judiciário ao proferir
decisões em mandados de injunção, ADI por omissão ou ainda de
mandados de segurança determina que órgãos inadimplentes venham
a implementar políticas que estejam impedindo certas pessoas de
terem condições dignas. Assim, a Constituição possui força normativa
e deve ser cumprida, não pode ser ignorada, e cabe ao Judiciário
papel importante neste sentido.
Gabarito: Correto.

15. (CESPE/Procurador-AGU/2010) A jurisprudência do STF


firmou-se no sentido da existência de direito subjetivo público de
crianças de até cinco anos de idade ao atendimento em creches e
pré-escolas. A referida corte consolidou, ainda, o entendimento de
que é possível a intervenção do Poder Judiciário visando à efetivação
desse direito constitucional.
Comentários:
Decidiu o STF, numa tentativa de concretizar os direitos sociais, no
sentido da existência de direito subjetivo público de crianças até cinco
anos de idade ao atendimento em creches e pré-escolas. E também
consolidou o entendimento de que é possível a intervenção do Poder
Judiciário visando à efetivação daquele direito constitucional.
Gabarito: Correto.

9
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

16. (CESPE/Juiz Federal Substituto - TRF Sª /2009} Considere


que Carla, menor com 10 meses de idade, não tenha acesso a uma
creche pública gratuita por fa lta de vagas. Nessa situação hipotética,
não poderia Carla ser matriculada em uma creche pública por força
de decisão j udicia l, v ist o que a criação das condições desse serviço
público decorre da anál ise dos crit é ri os de conveniencia e
oportunidade do administrador, não havendo direito subjetivo na
espécie.
Comentários:
Questão bem parecida com a anterior. Na jurisprudência do STF (RE
463210), sendo a educação um direito fundamenta l assegurado em
várias normas constitucionais e ordinárias, a sua não-observância
pela administração pública enseja sua proteção pelo Poder Judiciário.
Mais uma vez, a posição ativa do Judiciário no sentido de concretizar
os direitos sociais.
Gabarito: Errado.

AS POLÍTICAS PÚBLICAS NA CF /88:


Tema que vem sendo explorado mais pela área de gestão (CGU,
STN.. .).
A CF/1988 é uma Const ituição preocupada com as políticas públicas .
A chamada "Constituição Cidadã" trouxe diversas normas
programáticas em seu corpo que instituem direcionamentos para que
o Poder Público alcance os fins sociais .
As políticas públicas estão basicamente relacionadas com os direitos
de segunda geração (sociais, econômicos e cu lturais), e derivam dos
princípios fundamentais da Cidadania, Dignidade da Pessoa Humana,
e dos Objetivos Fundamentais do art. 3º da CF, principalmente os
direcionamentos de erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir
as desigualdades sociais e regionais , além de promover o bem de
todos.
Importante direcionamento também é encontrado no art. 6° da
Constitu ição:
Art. 6 ° São direitos sociais a educação, a saúde, a
alimentação, o trabalho, a moradia, o Jazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à
maternidade e à infâ ncia, a assistência aos
desamparados, na forma desta Constituição.

10
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Todos os direitos sociais devem ser concretizados, grifei em vermelho


as principais políticas públicas para fins de concurso, que merecem
uma atenção especial.
Como se sabe, para concretizá-los não basta uma norma
regulamentadora, mas também ações administrativas neste sentido.
Temos que lembrar ainda que as políticas públicas, frequentemente,
esbarram na “reserva do possível” (de um lado, a razoabilidade da
pretensão individual/social e, de outro, a existência de disponibilidade
financeira do Estado para tornar efetivas as prestações positivas dele
reclamadas).
Para a concretização das políticas, também é importante a
observância de outro conceito conexo ao tema - o do "mínimo
existencial" (conjunto de situações materiais indispensáveis à
existência humana digna. Não apenas "sobreviver", mas ter uma vida
realmente digna, com suporte físico e intelectual necessário).
Para os concursos que exigem expressamente no edital o tema
“políticas públicas”, é muito importante que sejam lidos os seguintes
artigos da Constituição:
1- Política de saúde - 196 ao 200;
2- Política de assistência social - 203 e 204;
3- Política de educação - 205 ao 214;
Esses são essenciais, mas é interessante também, que se leia a
ordem social como um todo, mas com ênfase nos 3 assuntos acima.
Observação: É importante destacar que, os Municípios são os
principais responsáveis pelo contato com a população, são eles os
entes mais próximos da sociedade, que realmente conseguem
enxergar as necessidades. Desta forma, os municípios são os
verdadeiros responsáveis por implementar as políticas públicas
cabendo ao Poder Federal, principalmente, a destinação de recursos,
enquanto aos Poderes Municipais a efetiva execução. Os Poderes
Estaduais são um meio termo, são responsáveis por harmonizar as
políticas dos diversos municípios de forma que não haja disparidade
de desenvolvimento de um em relação ao outro.
Isto é o que se chama de “princípio da subsidiariedade” no âmbito
das competências comuns entre os entes públicos (CF, art.23) - nada
será exercido por um poder de nível superior, desde que possa ser
cumprido pelo inferior.

Vamos resolver algumas questões:

11
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

17. (ESAF/AFC/CGU/2008 - Adaptada) Ainda que os Poderes


Legislativo e Executivo detenham prerrogativas de formular e
executar políticas públicas, o Poder Judiciário pode determinar a
órgãos estatais inadimplentes que implementem políticas públicas
definidas pela própria Constituição, cuja omissão possa comprometer
a eficácia e a integridade de direitos sociais e culturais.
Comentários:
É isso aí, trata-se do ativismo judicial, onde o Poder Judiciário exige o
cumprimento da Constituição como norma efetiva que é. Como
vimos, casos práticos são frequentemente presenciados no que tange
aos direitos à saúde e educação, assim o Judiciário ao proferir
decisões em mandados de injunção, ADI por omissão ou ainda de
mandados de segurança determina que órgãos inadimplentes venham
a implementar políticas que estejam impedindo certas pessoas de
terem condições dignas. Assim, a Constituição possui força normativa
e deve ser cumprida, não pode ser ignorada, e cabe ao Judiciário
papel importante neste sentido.
Gabarito: Correto.

18. (ESAF/ATRFB/2010) Assinale a única opção correta.


a) Todo o poder emana do povo, que o exerce apenas por meio de
representantes eleitos, nos termos da Constituição Federal.
b) A República Federativa do Brasil não adota nas suas relações
internacionais o princípio da igualdade entre os Estados.
c) A lei poderá exigir autorização do Estado para a fundação de
sindicato, devendo, ainda, ser efetuado o registro no órgão
competente.
d) A Constituição Federal de 1988 não previu os direitos sociais como
direitos fundamentais.
e) Embora resida, primariamente, nos Poderes Legislativo e
Executivo, a prerrogativa de formular e executar políticas públicas,
cabe, no entanto, ao Poder Judiciário determinar, ainda, que, em
bases excepcionais, especialmente nas hipóteses de políticas públicas
definidas pela própria Constituição, sejam estas implementadas pelos
órgãos estatais inadimplentes, cuja omissão mostra-se apta a
comprometer a eficácia e a integridade de direitos sociais
impregnados de estatura constitucional.
Comentários:
Olha que questão interessante! Nossa querida ESAF, 3 anos depois
repetiu a questão. Nem se preocupem com as letra a, b, c e d,
somente com a letra E, e ela traz o mesmo teor da questão anterior.
12
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Letra E.

19. (ESAF/ATM-Natal/2008) Assinale a opção que indica um dos


objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil
expressamente previsto na Constituição Federal que confere amparo
constitucional a importantes programas do governo federal que se
concretizam por meio da política nacional de assistência social
integrando as esferas federal, estadual e municipal.
a) Garantir a prevalência dos valores sociais do trabalho e da livre
iniciativa.
b) Promover o desenvolvimento internacional.
c) Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades
sociais e regionais.
d) Erradicar o terrorismo e o racismo.
e) Promover a cooperação entre os povos para o progresso da
humanidade.
Comentários:
A assistência social é a política de fornecer os meios de
"sobrevivência" àqueles hipossuficientes.
Assim, independente de qualquer filiação ou contribuição prévia, cabe
ao Poder Público auxiliar as pessoas que não tenham condição
alguma de levar uma vida com o seu "mínimo existencial".
Sabemos que os princípios fundamentais são normas matrizes, que
geram as demais normas da Constituição. A assistência social deriva
claramente do objetivo fundamental de "erradicar a pobreza e a
marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais".
Gabarito: Letra C.

20. (ESAF/ANA/2009 - Adaptada) A participação da população,


por meio de organizações representativas, na formulação das
políticas e no controle das ações em todos os níveis é uma das
diretrizes que devem ser observadas pela União, Estados, Distrito
Federal e Municípios na organização das ações governamentais no
atendimento dos direitos da criança e do adolescente.
Comentários:
Essa questão versa sobre a política de assistência social. Ela é uma
disposição literal da Constituição em seu art. 204, II.
A participação da população é essencial para as políticas públicas, e
atualmente se fala muito na chamada "democracia participativa" que
13
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

seria um maior debate entre o Poder Público e a Sociedade de forma


a aproximar os dois e harmonizar as intenções de ambos. Atualmente
temos 3 instrumentos básicos para esta participação:
 Orçamento participativo - Embora não se garanta que todas
as demandas da sociedade serão postas no orçamento, o Poder
Público em reunião com representantes da sociedade se mostra
"aberto" a ouvir estas demandas e, harmonizando-as às
realidades orçamentárias, tenta achar um caminho comum na
elaboração do orçamento público.
 Fóruns Temáticos - São discussões sobre temas específicos
para que a sociedade ajude ao Poder Público mostrando o seu
prisma de observação sobre as políticas desenvolvidas ou a
serem desenvolvidas.
 Conselhos Gestores - São órgãos públicos, criados por lei,
onde há representantes da população e do Poder Público de
forma que a população possa diretamente planejar, avaliar e
controlar as políticas públicas. Esses conselhos se reúnem
normalmente com uma paridade de representantes
governamentais e não-governamentais. Já existem milhares no
Brasil, principalmente nas esferas municipais.
Gabarito: Correto.

21. (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) A Constituição de 1988


caracteriza-se por uma orientação geral no sentido da
descentralização das políticas sociais, tais como educação, saúde,
habitação e saneamento. Os enunciados a seguir referem-se às
razões para isso:
1. os governos locais estão mais próximos da população e isso facilita
o planejamento, a implementação e o controle social em relação a
essas políticas.
2. devido à heterogeneidade do País, as políticas sociais devem ser
diferenciadas e não uniformes e centralizadas.
3. a descentralização obriga os governos subnacionais a dedicarem
maior atenção às políticas sociais.
4. a descentralização reduz os custos com uma estrutura
administrativa central sem flexibilidade e distante da população a que
se destinam essas políticas.
Desses enunciados
a) todos são falsos.
b) todos são verdadeiros.

14
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) apenas o 1 é verdadeiro.
d) apenas o 2 é verdadeiro.
e) apenas o 4 é verdadeiro.
Comentários:
Vamos analisar cada item:
I - Correto. Foi exatamente o que vimos, não é? A proximidade dos
Municípios com a população faz com eles sejam os principais agentes
executores das políticas.
II - Correto. Perfeito, não se pode estabelecer uma mesma política
pública para Brasília e para o Sertão Nordestino, já que a renda per
capita daquela é umas 1000 vezes maiores do que deste.
III - Correto. Esta é a vantagem da descentralização, o Governo
Federal não tem condições de se aproximar da população, então, os
governos subnacionais (Estados e Municípios) cumprem essa função.
IV - Correto. É apenas um desdobramento de tudo que temos visto!
Gabarito: Letra B.

22. (ESAF/AFC-STN/2008 - Adaptada) Assinale a opção correta


relativa ao Sistema Tributário Nacional, às finanças e às políticas
públicas na Constituição de 1988.
a) Na organização das ações governamentais no atendimento dos
direitos da criança e do adolescente, deve ser levada em conta a
participação da população, por meio de organizações representativas,
na formulação das políticas e no controle das ações em todos os
níveis.
b) Na organização das ações governamentais na área da assistência
social, é levada em conta a descentralização político-administrativa,
por isso que cabe exclusivamente à esfera federal a coordenação e as
normas gerais, e a execução dos respectivos programas às esferas
estadual e municipal, bem como a entidades beneficentes e de
assistência social.
c) A organização da seguridade social compete à sociedade que, com
o auxílio do poder público, deve garantir, entre outros o caráter
democrático e descentralizado da administração, mediante gestão
quadripartite, com participação dos trabalhadores, dos
empregadores, dos aposentados e do Governo nos órgãos colegiados.
d) O Estado deve garantir a todos o pleno exercício dos direitos
culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiar e incentivar
a valorização e a difusão das manifestações culturais, sendo vedado
aos Estados e ao Distrito Federal vincular a fundo estadual de
15
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

fomento à cultura percentual da receita tributária líquida, para o


financiamento de programas e projetos culturais.
Comentários:
Letra A - É a alternativa correta, mais uma vez a ESAF cobrou o teor
do art. 204, II da Constituição.
Letra B - Errada. Embora o art. 204, I, estabeleça como diretriz da
assistência social a "descentralização político-administrativa", tal
dispositivo traz também que cabe a coordenação e as normas
gerais à esfera federal, mas a coordenação e a execução dos
respectivos programas às esferas estadual e municipal, bem
como a entidades beneficentes e de assistência social.
Assim, erra a questão ao dizer que a coordenação cabe
exclusivamente à esfera federal, pois no que tange à coordenação
dos respectivos programas, os Estados e Municípios é que irão fazer a
coordenação, além da execução.
Letra C - Errada. Segundo o art. 194 parágrafo único, quem organiza
a seguridade social é o Poder Público e não a sociedade.
Letra D - Errada. Segundo a Constituição, art. 215. O Estado
garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às
fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a
difusão das manifestações culturais. Até aqui tudo bem! Ótimo... Mas
a questão viaja em seguida: sendo vedado aos Estados e ao
Distrito Federal vincular a fundo estadual de fomento à cultura
percentual da receita tributária líquida, para o financiamento
de programas e projetos culturais.
Pessoal, vamos pensar um pouco! Vocês acham mesmo que na
Constituição viria escrito algo assim???
Veja bem: ela fala de um "fundo de fomento a cultura" e diz que é
vedado vincular receita a ele... ora, pra que existiria este fundo
então?!
Essa observação que fiz, é só para vocês aprenderem que nem
sempre precisamos saber a matéria para passar em um concurso
público, é só ter frieza e bom senso!
A assertiva erra, pois segundo o art. 215, § 6 º temos que é facultado
aos Estados e ao Distrito Federal vincular a fundo estadual de
fomento à cultura até cinco décimos por cento de sua receita tribu-
tária líquida, para o financiamento de programas e projetos culturais,
vedada a aplicação desses recursos no pagamento de: (EC 42/03)
I – despesas com pessoal e encargos sociais;
II – serviço da dívida;

16
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

III – qualquer outra despesa corrente não vinculada diretamente


aos investimentos ou ações apoiados.
Perceba que no art. 204, parágrafo único, temos a mesma disposição
em se tratando da assistência social.
Gabarito: Letra A.

23. (ESAF/AFC-CGU/2008) Assinale a única opção incorreta


relativa às políticas públicas na Constituição de 1988.
a) O amparo às crianças e adolescentes carentes constitui um dos
deveres do Estado com a assistência social e será efetivado inclusive
mediante a garantia de educação infantil, em creche e pré-escola, às
crianças com até cinco anos de idade.
b) A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante
políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de
doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às
ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.
c) Ao sistema único de saúde compete, além de outras atribuições
constitucionais e nos termos da lei, executar as ações de vigilância
sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.
d) Direitos humanos a crianças e adolescentes devem ser
assegurados com absoluta prioridade pela família, pela sociedade e
pelo Estado, e as ações governamentais com esse objetivo devem ser
organizadas com base em diretrizes que incluem participação da
população por meio de organizações representativas na formulação
das políticas e no controle das ações em todos os níveis.
e) A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações
de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade, destinadas a
assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência
social.
Comentários:
Letra A - Errado. A assistência social é a prestação de benefícios às
pessoas com hipossuficiência de recursos. A assistência social não se
relaciona com a educação infantil, em creche e pré-escola, às
crianças com até cinco anos de idade, já que esta garantia está no
âmbito do direito à educação, de cunho geral, e não no âmbito da
assistência, que é prestada somente aos desamparados.
Letra B - Correto. Literalidade da CF, art. 196.
Letra C - Correto. Disposição constitucional encontrada no art. 200,
II.

17
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Letra D - Correto. Disposição do art. 227 da Constituição. Lembrando


que atualmente, com a EC 65/2010, essa proteção é extensiva
também aos "j ovens".
Letra E - Correto. É o conceito de seguridade, encontrado na CF, art.
194.
Gabarito: Letra A.

ROL DE DIREITOS SOCIAIS PREVISTOS NA CONSTITUIÇÃO:


Art. 6° São direitos sociais a educação, a saúde, a
alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a
previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a
assistência aos desamparados, na forma desta
Constituição.
(Redação primeiramente alterada pela EC 26/00, que inseriu o direito
à moradia. Posteriormente nova alteração foi feita pela EC 64/10, a
qual inseriu o termo "alimentação " na relação apresentada)

Não vou colocar uma dica como "pulo do gato", pois acho meio
forçado ... mas EU, quando lembro do rol de direitos sociais, lembro
apenas de uma palavrinha "EMAP" = "educação, moradia,
alimentação e previdência". Eu decoro só essas quatro, pois depois
penso o seguinte:
A Educação é que te leva ao trabalho ;
A Moradia boa tem que ter lazer e segurança ;
A Alimentação te dá saúde; e
A Previdência protege a maternidade, infância e desamparados .
Assim , os direitos sociais nada mais são que o EMAP e seus
"decorrentes".

24. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) O lazer é um direito social


expressamente consagrado no texto constitucional.
Comentários:
Correto, conforme art. 6º caput da CF.
Gabarito: Correto.

25. (FCC/Técnico - TRE-SE/2008) Constituem direitos sociais:


a) a distribuição de renda, a cesta básica e o va le transporte .
b) o direito de expressão, a livre crença e o reg istro civil.
18
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) a herança, a sindicalização e a livre locomoção.


d) a educação, a saúde e a segurança.
e) a votação, a independência e o consumo.
Comentários:
Nos termos do art. 6º da Constituição, são direitos sociais a
educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Consti-
tuição.

ATENÇÃO AO TERMO "ALIMENTAÇÃO",


RECENTEMENTE INSERIDO NESTE ROL
PELA EC 64/10.
Gabarito: Letra D.

26. (FCC/Procurador - TCE - AL/2008) As Constituições


estaduais podem reduzir o rol de direitos sociais previstos na
Constituição da República.
Comentários:
Errado. A Constituição da República é uma norma nacional, ou seja, é
de observância obrigatória a todos os entes da federação. A
Constituição Estadual não tem força para reduzir os direitos e as
garantias previstas pela Constituição da República.
Gabarito: Errado.

27. (ESAF/ Analista de Finanças- STN/ 2013) São direitos


sociais, entre outros, a educação, o trabalho, a busca da felicidade e
o lazer.
Comentários:
São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a
moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à
maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma
desta Constituição (art. 6º da CF). Veja que no rol não consta a
busca da felicidade.
Gabarito: Errado.

28. (ESAF/AFRFB/2009) Segundo a Constituição de 1988, o lazer


é um direito social.

19
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentários:
O lazer está expressamente elencado na relação de direitos do art. 6º
da Constituição, o qual dispõe que são direitos sociais: a educação, a
saúde,a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a
previdência social, a proteção à maternidade e à infância e a
assistência aos desamparados.
Gabarito: Correto.
29. (FUNIVERSA/SECTEC-GO/2010) Constam, exaustivamente,
como direitos sociais expressos do texto constitucional vigente a
educação, a saúde, o trabalho, o lazer, a segurança, a previdência
social, a proteção à maternidade e à infância e a assistência aos
desamparados.
Comentários:
A banca esqueceu a moradia e a alimentação.
Gabarito: Errado.

30. (CONATEC/TRT-GO/2003) São direitos sociais, exceto:


a) Educação.
b) Saúde.
c) Transporte.
d) Moradia.
Comentários:
Questão direta.
Gabarito: Letra C.

31. (Consulplan/Adv. Pref. Guaxupé-MG/2010) De acordo com


a Constituição da República Federativa do Brasil (artigo 6º) são
Direitos Sociais, EXCETO:
A) A educação.
B) A saúde.
C) A moradia.
D) A segurança.
E) A liberdade.
Comentários:
Liberdade é direito individual do art. 5º, e não direito social.
Gabarito: Letra E.
20
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

32. (FGV/Analista de Gestão Administrativa – SAD –


PE/2009 - Adaptada) Assinale a alternativa que relacione
corretamente todos os direitos sociais contemplados no caput do art.
6.º da Constituição.
a) A educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o
lazer, a segurança, a proteção à maternidade e à infância e a
assistência aos desamparados.
b) A educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o
lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância e a assistência aos desamparados.
c) A educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância e a assistência aos desamparados.
d) A educação, a saúde,a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer,
a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância.
e) A educação, a saúde, a alimentação, a moradia, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância e a assistência aos desamparados.
Comentários
Vemos que a FGV cobrou uma típica questão literal do teor
encontrado no art. 6.º da Constituição Federal. Este art. 6.º, com a
atual redação dada pela EC 64, dispõe que “são direitos sociais a
educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância, a assistência aos desamparados, na forma desta
Constituição”.
Letra A – Faltou a previdência social.
Letra B – Alternativa correta.
Letra C – Faltou a moradia.
Letra D – Faltou a assistência aos desamparados.
Letra E – Faltou o trabalho.
Gabarito: Letra B.

DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS:


Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais,
além de outros que visem à melhoria de sua condição
social:

21
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

O art. 7º traz um rol de direitos que se aplicam tanto aos


traba lhadores urbanos quanto aos trabalhadores rurais. Perceba
que este ro l não é taxativo, pois o próprio artigo diz " a lém de
outros que visem à melhoria de sua cond ição social".
Esta relação além dos trabalhadores urbanos e rurais, possui
dispositivos que ora se aplicam também aos trabalhadores
domésticos (por força do § único do mesmo artigo) e ora outros
que se aplicam também aos servidores públicos (por força do
art.39 §3º).

33. (CESPE/ AGU/ Procurador Federal/ 2013) A CF estabelece


um rol de direitos de natureza traba lhista que tem como destinatários
tanto os trabalhadores urbanos quanto os rurais.
Comentários.
Correto. É o disposto no caput do art. 7°.
Gabarito: Correto.

34. (ESAF / Analista-SUSEP / 2 0 10) Os diversos direitos


garantidos pela constituição aos trabalhadores são elencados de
forma exemplificativa.
Comentários:
Não se trata de um rol taxati vo, pois o próprio artigo 70 além daquela
re lação, também serão considerados direitos dos trabalhadores
"outros que visem à melhoria de sua cond ição socia l".
Gabarito : Correto.

Alguns desses direitos do art. 7°,


são cobrados mais a fundo, outros se limitam a uma
cobrança literal. Desta forma, irei primeiro expor aqueles
que demandam maiores comentários e depois irei listar
aqueles que são alvos de cobranças literais, onde eu irei
grifar as pegadinhas que as bancas costumam cobrar.

Art. 7°, I - relação de emprego protegida contra despedida


arbitrária ou sem justa causa, nos termos de lei

22
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

complementar, que preverá indenização compensatória,


dentre outros direitos;

É o único direito dos trabalhadores


expresso na CF que será nos termos de lei complementar,
E perceba que esta Lei Complementar, ao fazer esta proteção ainda
deverá prever:
• Indenização compensatória; e
• Outros direitos.

35. (FCC/ AJAJ-TRT 7ª /2009} É um direit o dos trabalhadores


urbanos e rurais a relação de emprego protegida contra despedida
arbitrária ou sem justa causa, nos termos de lei delegada, que
preverá indenização compensatória, dentre outros direitos.
Comentários:
Como vimos este é o único direito dos trabalhadores expressos na CF
que será nos termos de lei complementar, logo, está errado dizer
"nos termos de lei delegada".
Ah, só uma observação, não existe nenhuma disposição
constituc ional que diga "nos termos de lei delegada" . Veremos que a
lei delegada não é regra de nada, é sempre exceção, pois é uma lei
que o Presidente da República usa para "desafogar" os trabalhos
legislativos do Congresso .
Gabarito : Errado.

36. (CESPE/Oficial de Inteligência- ABIN/2010}Para


aprovação de lei que preveja indenização compensatória como meio
de proteção contra a despedida arbitrária ou sem justa causa, exige-
se quórum de votação de maioria simples, co nfo rme determina a CF.
Comentários:
Questão típica de concurso : o art. 7º da Constituição nos traz um ro l
de direitos assegurados aos trabalhadores urbanos e rurais. Dentro
deste ro l, existe um único direito que precisa ser regulamentado por
lei complementar (quórum de votação de maioria absoluta). Qual é
este direito? Este direito é justamente a proteção ao emprego
prevista no art. 7°, I da Constituição .
Gabarito: Errado.
23
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

37. (ESAF/Analista-SUSEP/2010) A Constituição não conferiu


uma garantia absoluta do emprego .
Comentários:
A Constituição apenas garantiu que o trabalhador não seja demitido
sem justa causa ou de forma arbitrária, casos em que poderá uma lei
complementar prever indenizações.
Gabarito: Correto .

Salário Mínimo:
IV - salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado,
capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de
sua família com moradia, alimentação, educação, saúde,
lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social,
com reajustes periódicos que lhe preservem o poder
aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim;

Atencão aos requisitos:


• Fixado em lei;
• nacionalmente unificado;
• Reajustado periodicamente;
• Vedada vinculação para qualquer fim;

VII - garantia de salário, nunca inferior ao mínimo, para os


que percebem remuneração variável;
Súmula Vinculante n° 4 Salvo nos casos previstos na
--+
Constituição, o sa lário mínimo não pode ser usado como indexador de
base de cálculo de vantagem de servidor público ou de empregado,
nem ser substituído por decisão judicial.
it

Essa vedação à vinculação do salário


mm1mo tem o objetivo de impedir que este seja utilizado,
indiscriminadamente, em substituição a índices criados para
correções oficiais. Assim, não é possível atrelar correções, nem a
quaisquer vantagens ao salário mínimo, sendo inconstitucional tal
procedimento . O real objetivo é que o salário mínimo não
impulsione a inflação, pois se diversos índices e correções fossem

24
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

atrelados aos salário mínimo, bastaria a mudança deste salário fixado


para que começasse um indiscriminado aumento de outros valores.
O STF decidiu não ser inconstitucional a sentença fixada em
salários mínimos, desde que a futura atualização seja de
acordo com índices oficias. Assim, assentou o tribunal. Nas
palavras do Supremo2: A Constituição Federal, em seu art. 7º, IV,
apenas proíbe a utilização do salário-mínimo como forma de
indenização. A sentença que fixa a condenação em salários-mínimos,
mas prevê posterior atualização de acordo com índices oficiais de
correção monetária, é consentânea com a jurisprudência da Corte.

Súmula Vinculante nº 6 → Não viola a Constituição o


estabelecimento de remuneração inferior ao salário mínimo para as
praças prestadoras de serviço militar inicial.

38. (FCC/Analista - TRT 15ª/2009) É garantido salário, nunca


inferior ao mínimo, para os que percebem remuneração variável.
Comentários:
Correto. Pela Constituição, em seu art. 7º, VII, observa-se que o
trabalhador, ainda que tenha a sua remuneração variável, possui a
garantia do recebimento, ao menos, do salário mínimo.
Gabarito: Errado.

39. (FCC/Técnico TRT 24/2006) Constitui um dos direitos dos


trabalhadores urbanos e rurais, previstos no artigo 7o, da
Constituição Federal de 1988. o salário mínimo, fixado em lei,
nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais
básicas e às de sua família, com reajustes periódicos que lhe
preservem o poder aquisitivo
Comentários:
Exato, questão literal do art. 7º, IV da Constituição. Deve-se atentar
aos requisitos:
 Fixado em lei;
 nacionalmente unificado;
 Reajustado periodicamente;
 Vedada vinculação para qualquer fim;
Gabarito: Correto.

2
AI-AgR 643578/SP, Min. RICARDO LEWANDOWSKI.
25
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

40. (CESPE/Analista TRT-MT/2010)O salário mínimo pode ser


fixado tanto por lei em sentido formal quanto por decreto legislativo,
com vigência em todo o território nacional, que consubstancia a
participação do Congresso Nacional na definição do montante devido
à contraprestação de um serviço.
Comentários:
O salário mínimo é fixado em lei, não pode ser usado decreto
legislativo para tal.
Gabarito: Errado.

41. (CESPE/Advogado - CEHAP-PB/2009) A CF prevê que as


normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm
aplicação imediata. Com amparo nesse dispositivo, o Supremo
Tribunal Federal (STF) já declarou a inconstitucionalidade e retirou do
ordenamento jurídico lei que fixa o salário mínimo em valor inferior
ao necessário para atender às necessidades vitais básicas do
trabalhador e de sua família (moradia, alimentação, educação,
transporte, saúde, vestuário, lazer, higiene, transporte e previdência
social).
Comentários:
O STF não poderia retirar tal lei do ordenamento jurídico sob pena de
piorar a situação, já que ficaria sem lei alguma fixando o salário-
mínimo até que outra fosse editada.
Gabarito: Errado.

42. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008) Constitui direito social dos


trabalhadores urbanos e rurais a garantia de salário, nunca inferior ao
mínimo, para os que percebem remuneração variável.
Comentários:
Trata-se da previsão do art. 7º, VII.
Gabarito: Correto.

43. (ESAF/CGU/2006)A garantia constitucional de recebimento de


salário nunca inferior ao mínimo não se aplica aos autônomos nem
aos trabalhadores que percebem remuneração variável.
Comentários:
A Constituição positiva em seu art. 7º, VII a garantia de salário,
nunca inferior ao mínimo, para os que percebem remuneração
variável. Neste caso, o que não poderá é ocorrer uma remuneração
26
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

inferior ao "salário mínimo/hora", mas o piso salarial de cunho


constitucional continua a ser aplicado.
Gabarito: Errado

44. (TRT 6/luiz Substituto TRT 6/2010) Viola a Constituição o


estabelecimento de remuneração inferior ao salário mínimo para as
praças prestadoras do serviço militar inicial.
Comentários:
O enu nciado va i contra a súmu la vincu lante nº 6: não v io la a
Constituição o estabelecimento de remuneração inferior ao salário
mínimo para as praças prestadoras de serviço militar inicial.
Gabarito: Errado.

45. (TRT 12/luiz Substituto TRT 12/2004) A Constituição


proíbe expressamente que o salário mínimo, nacionalmente unificado
e com reajuste anual fixado por lei, sirva de valor de referência;
Comentários:
A constituição expressamente diz sobre o salário mínimo: é vedada a
vinculação para qualquer fim .
Gabarito: Correto .

ção de créditos trabalhistas:


XXIX - ação, quanto aos créditos resultantes das relações de
trabalho, com prazo prescricional de cinco anos para os
trabalhadores urbanos e rurais, até o limite de dois anos
após a extinção do contrato de trabalho;
Assim temos:
• 5 anos ---+ se o contrato de t raba lho estiver em vigor;
• 2 anos ---+ após a extinção do contrato.
Embora tenha de propor a ação em 2 anos, sob pena de prescnçao,
poderá reclama r direitos dos cinco anos anteriores a propositura .
Importante é sa lientar que o prazo para pleitear é prescricional e não
decadencial, já que o direito de receber o créd ito trabalhista nasce
independentemente de condição exercida em lapso temporal. Assim,
com o direito já existente, o que se in icia é um prazo prescricional de
co bra nça e este prazo ocorre da seguinte forma:

27
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

5 ANOS páta retrgagir


\
Origem do Término do contrato de
crédito trabalho

1 5 ANOS para reclamar 2ANOS

para reclamar

46. (FCC/ AJAJ - TRF Sª /2008) Dentre outros a Constitu ição


Federa l prevê como d ireito socia l a ação, quanto aos créditos
resultantes das relações de trabalho, com prazo .. .... de .. .... anos
para os trabalhadores ...... , até o limite de ... ... anos ..... . do contrato
de trabalho. Para completar corretamente o texto, as lacunas devem
ser preenchidas, respectivamente, por:
a) prescriciona l - três - u rbanos e rurais - cinco - após a extinção
b) decadencia l - três - urbanos - três - antes da extinção
c) prescricional - cinco - urbanos e rura is - dois - após a extinção
d) prescricional - cinco - rurais - dois - até a extinção
e) decadencia l - cinco - urbanos e rurais - cinco - após a extinção
Comentários:
O direito a receber o crédito traba lhista nasce independentemente
do seu exercício em lapso tempora l. Com o d ireito já existente, o
que se inicia é um prazo prescricional para cob rar ta l direito. Este
prazo prescriciona l ocorre da seguinte fo rma :
O di reito de pleitear créditos, mediante ações t raba lhistas é de 5
anos após a origem dos créditos. Porém, após a extinção do
contrato de trabalho a prescrição é de somente 2 anos após este
término, embora possa retroagir e alcançar os créditos referentes
aos 5 anos antecedentes (CF, art. 7°, XXIX).
Gaba rito: Letra C.

47. (CESPE/ AJAJ-TRT 1 ª /2008) João foi demitido da fazenda


onde trabalhava como ordenhador de ovelhas em 21/5/2002. Em
13/5/2005, propôs reclamação trabalhista para cobrar verbas
rescisórias a que tinha direito . O juiz do trabalho afastou a alegação
de prescrição apresentada em contestação, sob o fundamento de que
os créd itos traba lhistas prescrevem em cinco anos. Nessa situação, o
juiz do trabalho agiu corretamente.
Comentários:

28
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Após o termino do contrato de trabalho só teria 2 anos para iniciar a


cobrança dos créd itos, sob pena de prescrição.
Gabarito: Errado.

4 8 . (ESAF /MRE/ 2004) A ação relativa a créditos traba lhist as


resultantes das relações de trabalho tem prazo de cinco anos,
contados da extinção do contrato de trabalho, para a sua propositura .
Comentários:
Após a extinção do contrato de t rabalho a prescrição é de somente 2
anos, embora possa retroagir a créditos de 5 anos (CF, art. 70,
XXIX) .
Gabarito: Errado.

Idades mínimas para o trabalho:


XXXIII - proibição de trabalho noturno, perigoso ou
insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a
menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz,
a partir de quatorze anos;

Esquematizando:
Idades mínimas para o trabalho:
• regra: 16 anos;
• exceção 1: 18 anos se o t rabalho for noturno, perigoso
ou insalubre;
• exceção 2: 14 anos se estiver na condição de aprendiz.

49. (FCC/Técnico-TRT9ª/2010) Há proibição de qualquer


trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na con dição de
aprendiz, a partir de treze anos.
Comentários:
O correto seria 14 anos.
Gabarito: Errado.

50. (CESPE/ Técnico Forense- SEGP-AL/ 2013) Os menores de


dezoito anos de idade não podem exercer qualquer trabalho, ofício ou
profissão, salvo na cond ição de aprend iz, a partir dos dezesseis anos
de idade.
29
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentários:
Errado. Se o menor contar com dezesseis anos poderá trabalhar
livremente, desde que o trabalho não seja nas condições acima
(trabalhos noturno, perigoso ou insalubre). O aprendiz pode trabalhar
a partir dos 14 anos.
Gabarito: Errado.

51. (CESPE/AJAJ - TRT 5ª/2009) A CF proíbe o trabalho noturno


aos menores de dezoito anos de idade.
Comentários:
Isso aí, nas idades mínimas para o trabalho temos:
 regra: 16 anos;
 exceção 1 : 18 anos se o trabalho for noturno, perigoso ou
insalubre;
 exceção 2 : 14 anos se estiver na condição de aprendiz.
Gabarito: Correto.

52. (ESAF/CGU/2006) A Constituição Federal proíbe, sob


qualquer modalidade, o trabalho do menor de dezesseis anos.
Comentários:
A partir do 14 anos poderá trabalhar como aprendiz, nos termos do
art. 7º XXXIII da CF. Assim, são as seguintes as idades mínimas para
o trabalho:
 regra: 16 anos;
 exceção 1 : 18 anos se o trabalho for noturno, perigoso ou
insalubre;
 exceção 2 : 14 anos se estiver na condição de aprendiz.
Gabarito: Errado.

53. (FUNIVERSA/SECTEC-GO/2010) É proibido o trabalho


noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer
trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de
aprendiz, a partir de quatorze anos.
Comentários:
Da leitura do art. 7º da Constituição depreende-se que são as
seguintes as idades mínimas para o trabalho:
 regra: 16 anos;

30
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof . Vít or Cruz e Rodrigo Duarte

• exceção 1 : 18 anos se o trabalho for noturno, perigoso ou


insalubre;
• exceção 2 : 14 a nos se estiver na cond ição de apren diz.
Gabarito: Correto.

Isonomia para o trabalhador avulso:


XXXIV - igualdade de direitos entre o trabalhador com
vínculo empregatício permanente e o trabalhador avulso.
Trabalhador avu lso é di fe rente de t raba lhador autônomo, aquele é o
trabalhador que é filia do a sindicat o ou órgão gestor de m ão -de-o bra
(OGMO) que possui a fi nal idade de intermediar as relações
trabalhist as, um exemplo clássico de avu lso são as pessoas que
trabalham como estivadores em portos.

54. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009 - Adaptada) É assegurada a


igualdade de direitos ent re o t ra balhador com víncu lo empregat ício
permanente e o trabalhador avulso (Certo/Errado).
Comentários:
Literalidade do art. 7º, XXXIV.
Gabarito: Corret o .

55. (CESPE/ Técnico Forense- SEGP-AL/ 2013) A CF


estabelece trata m ento di ferenciado entre traba lhador com v íncu lo
empregatício perm anent e e t rabal hador avulso. Ass im, os direitos
sociais constantes do texto co nstit ucio nal são apl icáve is apenas aos
t rabalhadores urbanos e ru rais que t en ham relação forma l de
emprego.
Comentários.
Er rado, a CF prevê a isonomia para o trabalhador avu lso no art. 7,
XXXIV - igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo
empregatício permanente e o traba lhado r avu lso o t rabalhador av ulso
(aquele que é fi liado a sindicato ou ó rgão gesto r de mão-de-obra
(OGMO) que possu i a fina lidade de inte rmed iar as re lações
trabalhista s, co mo os estivadores em po rtos).
Gabar ito: Errad o.

56. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008) Con st itu i di reito socia l dos


t ra balhad ores u rbanos e ru rais a igua ldade de d ire itos entre o

31
Prof Vítor Cr uz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador


avulso.
Comentários:
Pela literalidade da Constituição (CF, art. 7º, XXXIV), o trabalhador
avulso (aquele que é filiado a sindicato ou órgão gestor de mão-de-
obra (OGMO) que possui a finalidade de intermediar as relações
trabalhistas, como os estivadores em portos) tem segundo a
Constituição, art. igualdade de direitos ao trabalhador de vínculo
permanente.
Gabarito: Correto.

57. (ESAF/AFRFB/2009) Segundo a Constituição de 1988, o


trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador
avulso têm igualdade de direitos.
Comentários:
É a garantia da Constituição, art. 7º, XXXIV: igualdade de direitos ao
trabalhador de vínculo permanente.
Gabarito: Correto.

58. (ESAF/CGU/2006)A Constituição Federal reconhece a


igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício
permanente e o trabalhador avulso, ressalvado o direito ao décimo
terceiro salário com base na remuneração integral.
Comentários:
Eles possuem igualdade de direitos sem qualquer ressalva, conforma
dispõe o art. 7º XXXIV da Constituição.
Gabarito: Errado.

59. (ESAF/MPU/2004) Os conferentes de carga e descarga, em


atuação nas áreas de porto organizado, embora não tenham vínculo
empregatício com os tomadores de serviço, possuem os mesmos
direitos do trabalhador com vínculo empregatício.
Comentários:
Esses são os avulsos, conforme vimos na questão anterioe. A eles se
estendem os mesmos direitos dos trabalhadores de vínculo
empregatício permanente. (CF, art. 7º, XXXIV).
Gabarito: Correto.

32
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Demais direitos sociais gue devem ser decorados literalmente:


II seguro-desemprego, em caso de desem prego
involuntário;
III - fundo de garantia do tempo de serviço;
V - piso salarial proporcional à extensão e à complexidade
do trabalho;
VI - irredutibilidade do salário, salvo o disposto em
convenção ou acordo coletivo;

• STF - Súmula nº 679 > A fixação de


vencimentos dos servidores públicos não pode ser objeto de
convenção coletiva.

VIII - décimo terceiro salário com base na remuneração


integral ou no valor da apos entadoria;
IX - remuneração do trabalho noturno superior à do diurno;
X - proteção do salário na forma da lei, constituindo crime
sua retenção dolosa;
XI - participação nos lucros, ou resultados, desvinculada da
remuneração, e, excepcionalmente, participação na gestão
da empresa, conforme definido em lei;

A participação na gestão da empresa,


que é uma direito excepcional, não é uma regra.
XII - salário-família pago em razão do dependente do
trabalhador de baixa renda nos termos da lei;
XIII - duração do trabalho normal não superior a oito horas
diárias e quarenta e quatro semanais, facultada a
compensação de horários e a redução da jornada, mediante
acordo ou convenção coletiva de trabalho;
XIV - jornada de seis horas para o trabalho realizado em
turnos ininterruptos de revezamento, salvo negociação
coletiva;
33
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

.Jornada:
• Bh/dia
• 44h/semana
• máximo de 6h de turno inin terrupto, salvo Neg. Co/.

• STF Súmula nº 675 --+ Os


intervalos fixados para descanso e alimentação durante a
jornada de 6h não descaracterizam o sistema de turnos
ininterruptos de revezamento para o efeito do art. 7°, XIV, da
CF.

XV - repouso semanal remunerado, preferencialmente aos


domingos;
XVI - remuneração do serviço extraordinário superior, no
mínimo, em cinqüenta por cento à do normal;
XVII - gozo de férias anuais remuneradas com, pelo menos,
um terço a mais do que o salário normal;
XVIII - licença à gestante, sem prejuízo do emprego e do
salário, com a duração de cento e vinte dias;
XIX - licença-paternidade, nos termos fixados em lei;
XX - proteção do mercado de trabalho da mulher, mediante
incentivos específicos, nos termos da lei;
XXI - aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, sendo
no mínimo de trinta dias, nos termos da lei;
XXII - redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de
normas de saúde, higiene e segurança;
XXII! - adiciona/ de remuneração para as atividades
penosas, insalubres ou perigosas, na forma da lei;
XXIV - aposentadoria;
XXV - assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o
nascimento até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-
esco/as;
(Redação dada pela EC 53/06, que reduziu a idade de 6
anos para 5 anos).

34
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

XXVI - reconhecimento das convenções e acordos coletivos


de trabalho;
XXVII - proteção em face da automação, na forma da lei;
XXVIII - seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do
empregador, sem excluir a indenização a que este está
obrigado, quando incorrer em dolo ou culpa;
XXX - proibição de diferença de salários, de exercício de
funções e de critério de admissão por motivo de sexo,
idade, cor ou estado civil;
XXXI - proibição de qualquer discriminação no tocante a
salário e critérios de admissão do trabalhador portador de
deficiência;
XXXII - proibição de distinção entre trabalho manual,
técnico e intelectual ou entre os profissionais respectivos;

Outros direitos cobrados literalmente,_ gue estão fora do


art. 7°.
Art. 10. É assegurada a participação dos trabalhadores e
empregadores nos co legiados dos órgãos públicos em que
seus interesses profissionais ou previdenciários sejam
objeto de discussão e deliberação.
Art. 11. Nas empresas de mais de duzentos empregados, é
assegurada a eleição de um representante destes com a
fina lidade exclusiva de promover-lhes o entend imento direto
com os empregadores.

Questões sobre estes incisos:

60. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) Nas empresas com mais de


cinquenta empregados, é assegurada a eleição de um representante,
com a finalidade exclusiva de promover o entendimento direto entre
empregadores e empregados.
Comentários:
Errado, haverá um representante nas empresas com mais de 200
empregados.
Gabarito: Errado.

61. (FCC/ AJAA - Biblioteconomia - TRT 24ª /2011) O direito à


eleição de um representante dos empregados com a fina lidade

35
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

exclusiva de promover-lhes o entendimento direto com os


empregadores é assegurado no caso de empresa com
a) até cem empregados.
b) menos de cem empregados.
c) até cento e vinte empregados.
d) até cinquenta empregados.
e) mais de duzentos empregados.
Comentários:
A questão cobra o conhecimento sobre o art.11 da Constituição, que
dispõe que as empresas de mais de duzentos empregados, é
assegurada a eleição de um representante destes com a finalidade
exclusiva de promover-lhes o entendimento direto com os
empregadores.
Gabarito: Letra E.

62. (FCC/TJAA – TRF 1ª/2011) Em caráter excepcional, é direito


dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à
melhoria de sua condição social,
a) proteção em face da automação, na forma da lei.
b) remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo, em
cinquenta por cento à do normal.
c) proteção do mercado de trabalho da mulher, mediante incentivos
específicos, nos termos da lei.
d) participação na gestão da empresa, conforme definido em lei.
e) igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício
permanente e o trabalhador avulso.
Comentários:
Essa questão foi uma das mais inteligentes que vi da FCC nos últimos
tempos. Ela pegou muita gente desatenta.
Veja que ela traz uma relação de 5 direitos dos trabalhadores, e
todos eles realmente existem. Porém, o candidato deveria ter atenção
ao pedido do enunciado – “Qual deles ocorre em caráter
excepcional?”. Aí é você deveria lembrar:
É garantida a participação nos lucros, ou resultados,
desvinculada da remuneração, e, excepcionalmente,
participação na gestão da empresa, conforme definido em
lei;
Gabarito: Letra D.
36
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

63. (FCC/Auxiliar - TJ-PA/2009) É um direito dos trabalhadores


urbanos e rurais, a remuneração do serviço extraordinário superior,
no máximo, em vinte por cento a do normal.
Comentários:
Errado. Deverá ser, pelo menos, em 50%, nos termos da Constituição
em seu art. 7º, XVI.
Gabarito: Errado.

64. (FCC/Analista-MPE-SE/2009) é assegurada à categoria dos


trabalhadores domésticos a proteção em face da automação, na
forma da lei.
Comentários:
Errado. A automação é a substituição do trabalho humano pelo
trabalho das máquinas, isto é uma grande causa de desemprego.
Desta forma, já prevendo esta dificuldade para os trabalhadores a
Constituição previu tal garantia de proteção para os trabalhadores
urbanos e rurais, nos termos da lei (CF, art. 7º XXVII), porém, não o
fez para os dométicos segundo o parágrafo único do art. 7º.
Gabarito: Errado.

65. (FCC/TJTI-TRT-19/2011) Conforme previsto no artigo 7º da


Constituição Federal, é direito dos trabalhadores urbanos e rurais,
além de outros que visem à melhoria de sua condição social, a
assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento em
creches e pré-escolas até
a) 6 (seis) anos de idade.
b) 5 (cinco) anos de idade.
c) 7 (sete) anos de idade.
d) 8 (oito) anos de idade.
e) 9 ( nove ) anos de idade.
Comentário:
Questão simples e direta.
A Constituição, em seu art. 7º, XXV, diz que é um direito do
trabalhador urbano e rural a assistência gratuita aos filhos e
dependentes desde o nascimento até 5 (cinco) anos de idade em
creches e pré-escolas. Lembrando que esse dispositivo tem a sua
redação dada pela EC 53/06, que reduziu a idade de 6 anos para 5
anos.
37
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Letra B.

66. (FCC/Técnico - TRT 8º/2010)É direito do trabalhador urbano


e rural:
a) assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento
até cinco anos de idade em creches e pré-escolas.
b) seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do empregador, com
exclusão da indenização a que este está obrigado, quando incorrer
em dolo ou culpa.
c) ação, quanto aos créditos resultantes das relações de trabalho,
com prazo prescricional de dois anos para os trabalhadores urbanos e
rurais, até o limite de cinco anos após a extinção do contrato de
trabalho.
d) proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de
dezoito anos e de qualquer trabalho a menores de quinze anos, salvo
na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos.
e) ação, quanto aos créditos resultantes das relações de trabalho,
com prazo prescricional de três anos para os trabalhadores urbanos e
rurais, até o limite de cinco anos após a extinção do contrato de
trabalho.
Comentários:
Letra A - Correto. Art. 7º XXV.
Letra B - Errado. O correto seria "sem excluir a indenização quando
incorrer em dolo ou culpa" - Art. 7º XXVIII.
Letra C - Errado. Houve uma inversão. Deveria ser "prazo
prescricional de 5 anos" e "até o limite de 2 anos após a extinção do
contrato de trabalho" - Art. 7º XXIX.
Letra D - Errado. o correto seria dizer 16 anos, em vez de 15. Art. 7º
XXXIII.
Letra E - Novamente errado. O correto é "prazo prescricional de 5
anos" e "até o limite de 2 anos após a extinção do contrato de
trabalho" - Art. 7º XXIX.
Gabarito: Letra A.

67. (FCC/AJAJ-TRT 7ª/2009) É INCORRETO afirmar que são


direitos dos trabalhadores urbanos e rurais:
a) irredutibilidade do salário, salvo o disposto em convenção ou
acordo coletivo.

38
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.


c) relação de emprego protegida contra despedida arbitrária ou sem
justa causa, nos termos de lei delegada, que preverá indenização
compensatória, dentre outros direitos.
d) participação nos lucros, ou resultados, desvinculada da
remuneração, e, excepcionalmente, participação na gestão da
empresa, conforme definido em lei.
e) salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de
baixa renda nos termos da lei.
Comentários:
Letra A - Correto. Art. 7º, VI.
Letra B - Correto. Art. 7º, V.
Letra C - Errado. Ele é o único nos termos de lei complementar.
Letra D - Correto. Art. 7º, XI.
Letra E - Correto. Art. 7º, XII. Perceba que a razão de se pagar este
benefício são os dependentes, e, atualmente, só para quem for de
baixa-renda, nos termos da lei.
Gabarito: Letra C.

68. (FCC/TJ-PA/2009) Quanto aos direitos dos trabalhadores


urbanos e rurais garantidos na Constituição Federal, é INCORRETO
afirmar que:
a) é garantida a distinção entre trabalho manual, técnico e
intelectual, bem como entre os profissionais respectivos.
b) a remuneração do serviço extraordinário deve ser superior, no
mínimo, em 50% a do normal.
c) a remuneração do trabalho noturno deve ser superior à do diurno.
d) a retenção dolosa do salário constitui crime.
e) o décimo terceiro salário deve ser calculado com base na
remuneração integral ou no valor da aposentadoria.
Comentários:
Letra A - Errado. É vedada a distinção. Art. 7º XXXII.
Letra B - Correto. Art. 7º XVI.
Letra C - Correto. Art. 7º IX.
Letra D - Correto. Art. 7º X.
Letra E - Correto. Art. 7º VIII.

39
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Letra A.

69. (FCC/Analista - TRT 15ª/2009 - Adaptada) Dentre as


proposições abaixo, relacionadas aos Direitos Sociais, é INCORRETO
afirmar que:
a) o 13° salário será calculado com base na remuneração integral ou
no valor da aposentadoria.
b) o piso salarial será proporcional à extensão e à complexidade do
trabalho.
c) as férias anuais serão remuneradas com, no máximo, um terço a
mais do que o salário normal.
d) é garantido salário, nunca inferior ao mínimo, para os que
percebem remuneração variável.
e) é proibida qualquer discriminação entre trabalho manual, técnico e
intelectual ou entre os profissionais respectivos.
Comentários:
Letra A -Correto. Art. 7º VIII.
Letra B - Correto. Art. 7º, V.
Letra C - Errado. Será pelo menos um terço. Art. 7º XVII.
Letra D - Correto. Art. 7º VII.
Letra E - Correto. Art. 7º, XXXII.
Gabarito: Letra C.

70. (FCC/Técnico - TRT 15ª/2009 - Adaptada) Quanto aos


Direitos Sociais dos trabalhadores urbanos e rurais, é INCORRETO
afirmar que
a) o repouso semanal remunerado deverá ser aos domingos.
b) o salário é irredutível, salvo o disposto em convenção ou acordo
coletivo.
c) a remuneração do serviço extraordinário deverá ser superior, no
mínimo, em cinquenta por cento à do normal.
d) o aviso prévio é proporcional ao tempo de serviço, sendo no
mínimo de trinta dias, nos termos da lei.
Comentários:
Letra A - Errado. Será preferencialmente aos domingos Art. 7º XV.
Letra B - Correto. Art. 7º VI.

40
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Letra C - Correto. Art. 7º XVI.


Letra D - Correto. Art. 7º XXI.
Gabarito: Letra A.

71. (FCC/Analista-MPE-SE/2009) É assegurada, nas empresas


de mais de cem empregados, a eleição de um representante destes
com a finalidade exclusiva de promover-lhes o entendimento direto
com os empregadores.
Comentários:
Errado. Isso é garantido em se tratando de empresas com mais de
200 empregados, nos termos do art. 11 da Constituição.
Gabarito: Errado.

72. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009) É garantido o seguro-


desemprego em caso de desemprego voluntário ou involuntário.
Comentários:
Errado. O seguro-desemprego, garantido pelo art.7, II da
Constituição, só será percebido no caso de desemprego involuntário.
Gabarito: Errado.

73. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009) Para o trabalho realizado em


turnos ininterruptos de revezamento, a jornada é de seis horas, salvo
negociação coletiva.
Comentários:
Correto. O art. 7º, XIV garante a jornada de seis horas para o
trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo
negociação coletiva. Informamos ainda, que no entendimento do STF,
em sua súmula nº 675: os intervalos fixados para descanso e
alimentação durante a jornada de 6h não descaracterizam o sistema
de turnos ininterruptos de revezamento para o efeito do art. 7º, XIV,
da CF.
Gabarito: Correto.

74. (FCC/Técnico - TRF 5ª /2008) É proibida a diferenciação de


salários, de exercício de funções e de critério de admissão por motivo
de sexo, idade, cor ou estado civil.
Comentários:

41
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Correto. É uma das facetas do princípio da isonomia, um dos quais a


Constituição albergou com maior ênfase em nosso ordenamento. Tal
disposição encontra-se no art. 7º, XXX. Aproveitamos para colocar o
posicionamento do Supremo, que em sua súmula 683, diz que o
limite de idade para inscrição em concurso público só se legitima em
face do art. 7º, XXX, da CF se puder ser justificado pela natureza das
atribuições do cargo a ser preenchido
Gabarito: Correto.

75. (FCC/Técnico - TRF 5ª /2008) É proibida qualquer


discriminação no tocante a salário e critérios de admissão do
trabalhador portador de deficiência.
Comentários:
Correto. Outra faceta da isonomia e da não-discriminação. Esta é a
garantia insculpida no art. 7º XXXI da Constituição.
Gabarito: Correto.

76. (CESPE/Técnico-TRE-MG/2009) Não constitui direito social


dos trabalhadores urbanos e rurais
a) a garantia de salário, nunca inferior ao mínimo, para os que
percebem remuneração variável.
b) o seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do empregador,
excluindo-se a indenização a que este está obrigado, quando incorrer
em dolo ou culpa.
c) a irredutibilidade do salário, salvo o disposto em convenção ou
acordo coletivo.
d) a assistência gratuita aos filhos e dependentes, desde o
nascimento até cinco anos de idade, em creches e pré-escolas.
e) a igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo
empregatício permanente e o trabalhador avulso.
Comentários:
Letra A - Correto. Art. 7º VII.
Letra B - Errado. O seguro a cargo do empregador não exclui a
indenização. CF, art. 7º, XXVIII.
Letra C - Correto. Art. 7º VI.
Letra D - Correto. Art. 7º XXV.
Letra E - Correto. Art. 7º XXXIV.
Gabarito: Letra B.
42
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

77. (CESPE/Procurador - Boa Vista/2010) Nas empresas com


mais de duzentos empregados, é assegurada a eleição de um
representante dos empregados com a finalidade exclusiva de
promover o entendimento direto entre eles e os empregadores.
Comentários:
Literalidade do art. 11.
Gabarito: Correto.

78. (CESPE/Procurador - Boa Vista/2010) A previsão


constitucional de regras diferenciadas de aposentadoria para quem
exerça atividades sob condições especiais que prejudiquem a sua
saúde ou a sua integridade física carece de regulamentação
infraconstitucional. Por essa razão, caso a regulamentação não seja
produzida, os servidores que exerçam atividades nocivas podem
solicitar a aplicação, por analogia, das regras do regime geral de
previdência.
Comentários:
Essa foi uma decisão do STF, adotando uma posição concretista em
um mandado de injunção, permitindo que os servidores públicos
possam se aposentar de forma especial, pelas mesmas regras dos
trabalhadores celetistas enquanto não regulamentada a
aposentadoria especial para os servidores públicos.
Gabarito: Correto.

79. (CESPE/TRT-17ª/2009) A disposição constitucional que


prevê o direito dos empregados à participação nos lucros ou
resultados da empresa constitui norma de eficácia limitada.
Comentários:
A Constituição assegura em seu art. 7º, XI, a participação nos lucros,
ou resultados, desvinculada da remuneração, e, excepcionalmente,
participação na gestão da empresa, conforme definido em lei. Se não
tivermos uma lei disciplinando como serão estas participações, elas
não poderão ser aplicáveis. Assim, está correto dizer que trata-se de
norma de eficácia limitada.
Gabarito: Correto.

80. (CESPE/Procurador-BACEN/2009) É direito social dos


trabalhadores urbanos e rurais a jornada de sete horas para o
trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo
negociação coletiva.
43
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentários:
O correto seria 6 horas, de acordo com a Constituição em seu art. 7º,
XIV.
Gabarito: Errado.

81. (CESPE/AJAJ - TRT 5ª/2009) Entre os direitos sociais


previstos na CF, inclui-se a proteção do trabalhador em relação à
automação, na forma da lei.
Comentários:
Trata-se da previsão do art. 7º, XXVII.
Gabarito: Correto.

82. (CESPE/AJAJ - TRT 5ª/2009) Segundo a CF, o trabalhador


tem direito ao gozo de férias anuais remuneradas com um adicional
de, pelo menos, um sexto do salário normal.
Comentários:
O correto seria 1/3 e não 1/6, de acordo com a Constituição em seu
art. 7º, XVII.
Gabarito: Errado.

83. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008) Constitui direito social dos


trabalhadores urbanos e rurais o seguro contra acidentes de trabalho,
a cargo do empregador, excluindo-se a indenização a que este está
obrigado, quando incorrer em dolo ou culpa.
Comentários:
Pois a Constituição estabelece em seu art. 7º XXVIII que é direito dos
trabalhadores o seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do
empregador, sem excluir a indenização a que este está obrigado,
quando incorrer em dolo ou culpa;
Gabarito: Errado.

84. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008) Constitui direito social dos


trabalhadores urbanos e rurais a irredutibilidade do salário, salvo o
disposto em convenção ou acordo coletivo.
Comentários:

44
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

O princípio da irredutibilidade salárial admite que, em acordo ou


convenção coletiva, o valor da remuneração do empregado sofra
decréscimo (CF, art. 7º, VI).
Gabarito: Correto.

85. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008) Constitui direito social dos


trabalhadores urbanos e rurais a assistência gratuita aos filhos e
dependentes, desde o nascimento até cinco anos de idade, em
creches e pré-escolas.
Comentários:
A EC 53/06 reduziu a idade da assistência pré-escolar de 6 anos para
5 anos (CF, art. 7º, XXV).
Gabarito: Correto.

86. (ESAF/AFRFB/2009) Segundo a Constituição de 1988, a


mulher é protegida quanto ao mercado de trabalho, mediante
incentivos específicos.
Comentários:
A banca considerou correto tal enunciado, mas ele não é de todo
correto. Existe a ressalva que essa proteção só será dada "nos
termos da lei" (CF, art. 7º XX), assim, é arriscado o termo usado pela
banca: "é protegida".
Gabarito: Correto.

87. (ESAF/AFRFB/2009) Nos termos da Constituição Federal de


1988, é assegurado assistência gratuita aos filhos e dependentes
desde o nascimento até 7 (sete) anos de idade em creches e pré-
escolas.
Comentários:
Tal garantia é apenas até os 5 anos de idade (CF, art. 7º, XXV).
Gabarito: Errado.

88. (ESAF/ATRFB/2009) Os intervalos fixados para descanso e


alimentação durante a jornada de seis horas descaracterizam o
sistema de turnos ininterruptos de revezamento previsto no texto
constitucional.
Comentários:

45
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Usou-se a literalidade da Súmula 675 do STF, porém de forma


equivocada: “Os intervalos fixados para descanso e alimentação
durante a jornada de seis horas não descaracterizam o sistema de
turnos ininterruptos de revezamento para o efeito do art. 7º, XIV, da
Constituição”.
Gabarito: Errado.

89. (ESAF/AFRF/2006) Para o trabalho realizado em turnos


ininterruptos de revezamento, a jornada será sempre de seis horas.
Comentários:
Poderá ocorrer negociação coletiva em contrário, vide CF, art. 7º XIV.
Gabarito: Errado.

90. (ESAF/CGU/2006) É direito social do trabalhador duração do


trabalho normal não superior a oito horas diárias e quarenta
semanais, facultada a compensação de horários e a redução da
jornada, mediante acordo ou convenção coletiva de trabalho.
Comentários:
O correto seria “quarenta e quatro horas semanais” (CF, art. 7º
XIII).
Gabarito: Errado.

91. (ESAF/Técnico da Receita Federal/2006) Sobre direitos


sociais, marque a única opção correta.
a) A duração do trabalho normal tem previsão constitucional, não
havendo a possibilidade de ser estabelecida redução da jornada de
trabalho.
b) Nos termos da Constituição Federal, a existência de seguro contra
acidentes de trabalho, pago pelo empregador, impede que ele venha
a ser condenado a indenizar o seu empregado, em caso de acidente
durante a jornada normal de trabalho.
c) A irredutibilidade do salário não é um direito absoluto do
empregado, podendo ocorrer redução salarial, desde que ela seja
aprovada em convenção ou acordo coletivo.
d) A Constituição Federal assegura, como regra geral, a participação
do empregado na gestão da empresa, salvo disposição legal em
contrário.

46
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

e) Não integra os direitos sociais, previstos na Constituição Federal, a


assistência aos desamparados.
Comentários:
Letra A - Errado. Segundo o art. 7º. XIII, pode haver redução da
jornada, mediante acordo ou convenção coletiva de trabalho.
Letra B - Errado. O seguro não exclui a indenização, que será devida
caso o acidente venha a ocorrer por dolo ou culpa.
Letra C - Correto.
Letra D - Errado. A participação na gestão da empresa é uma
possibilidade excepcional, não é a regra.
Letra E - Errado. Está previsto no art. 6º.
Gabarito: Letra C.

92. (ESAF/AFRF/2006) Nos termos da Constituição Federal, é


assegurada ao empregado a participação nos lucros, ou resultados,
vinculada à remuneração, e à participação na gestão da empresa.
Comentários:
A participação nos lucros será desvinculada da remuneração (CF
art. 7º, XI).
Gabarito: Errado.

93. (ESAF/Advogado-IRB/2006) Por ser um direito fundamental


do trabalhador, o princípio da irredutibilidade salarial não admite
exceções.
Comentários:
O princípio da irredutibilidade salárial admite que, em acordo ou
convenção coletiva, o valor da remuneração do empregado sofra
decréscimo (CF, art. 7º, VI).
Gabarito: Errado.

94. (ESAF/CGU/2006) Nos termos da Constituição Federal, o piso


salarial deverá ser proporcional à extensão e à complexidade do
trabalho.
Comentários:
É a previsão contida no art. 7º V da Constituição.
Gabarito: Correto.

47
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

95. (ESAF/AFRF/2006) O salário-família, pago em razão do


dependente, é direito apenas do trabalhador considerado de baixa
renda, nos termos da lei.
Comentários:
É importante observar que o salário-família só é pago em razão dos
dependentes e somente para trabalhadores de baixa renda (CF art.
7º, XII).
Gabarito: Correto.

96. (ESAF/TRF/2006) Nos termos da Constituição Federal, o


repouso semanal é remunerado e deve ser concedido aos domingos.
Comentários:
Deve ser preferencialmente aos domingos (CF, art. 7º, XV).
Gabarito: Errado.

97. (ESAF/AFRF/2006) A Constituição Federal fixa que a


remuneração do serviço extraordinário será superior em cinqüenta
por cento à do normal.
Comentários:
Deve ser pelo menos 50%. Esse valor não é fixo, pode ser mais (CF
art. 7º XVI).
Gabarito: Errado.

98. (ESAF/AFRF/2006) A Constituição Federal assegura a eleição,


nas empresas, de um representante dos empregados com a
finalidade exclusiva de promover o entendimento direto com os
empregadores.
Comentários:
Isso somente ocorre caso a empresa tenha mais de 200 empregados
(CF, art. 11).
Gabarito: Errado.

99. (FGV/Oficial de Cartório PCRJ/2009) As alternativas a


seguir apresentam alguns direitos dos trabalhadores urbanos e rurais,
previstos na Constituição de 1988, à exceção de uma. Assinale-a.
a) Estabilidade.
b) Licença paternidade.
48
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) Irredutibilidade de salário, salvo o disposto em convenção ou


acordo coletivo.
d) Participação nos lucros.
e) Assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento
até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-escolas.
Comentários:
Essa questão cobra o conhecimento do art. 7º da Constituição. Mas, é
bem simples, já que a letra A traz a estabilidade que é inerente
apenas aos servidores públicos, não se aplica aos trabalhadores
urbanos e rurais em geral.
Gabarito: Letra A.

100. (FGV/Analista de Gestão Administrativa – SAD –


PE/2009) Com relação aos benefícios que o art. 7.º da Constituição
Federal assegura aos trabalhadores urbanos e rurais, analise as
afirmativas a seguir.
I. Adicional de remuneração para as atividades entediantes, penosas,
insalubres ou perigosas, na forma da lei.
II. Assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento
até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-escolas.
III. Proibição de diferença de salários, de exercício de funções e de
critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil.
Assinale:
a) se nenhuma afirmativa estiver correta.
b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
c) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.
Comentários::
I – Errado. Não existe adicional para atividades “entediantes”. O
adicional ocorre apenas para as atividades penosas, insalubres ou
perigosas, na forma da lei (CF, art. 7.º, XXIII).
II – Correto. Com a redação da EC 53/2006, a idade para tal
assistência que antes era de 6 anos, passou para 5 anos (CF, art. 7.º,
XXV).
III – Correto. Trata-se da vedação imposta pelo art. 7.º, XXX. É
oportuno que mencionemos o teor da Súmula 683 do STF, segundo a
qual: o limite de idade para inscrição em concurso público só se
49
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

legitima em face do art. 7.º, XXX, da CF se puder ser justificado pela


natureza das atribuições do cargo a ser preenchido. O que mostra
mais uma face da isonomia que deve existir para a admissão,
remuneração e exercício de funções.
Gabarito: Letra D.

101. (FGV/Polícia Legislativa – Senado Federal/2008) Nos


termos da Constituição Federal/1988, aplicam-se aos servidores
ocupantes de cargos públicos os direitos sociais enunciados nas
alternativas a seguir, à exceção de uma. Assinale-a.
a) duração do trabalho normal não superior a oito horas diárias e
quarenta e quatro horas semanais.
b) adicional de remuneração para as atividades penosas, insalubres
ou perigosas na forma de lei complementar.
c) proteção do mercado de trabalho da mulher, mediante incentivos
específicos, nos termos da lei.
d) salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de
baixa renda nos termos da lei.
e) remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo, em
50% (cinquenta por cento) à do normal.
Comentários:
Letra A – Correto. É a garantia do art. 7.º, XIII, da Constituição
Federal.
Letra B – Errado. O adicional para as atividades penosas, insalubres
ou perigosas, que se encontra na Constituição, art. 7.º, XXIII, será
concedido na forma da “lei” (ordinária), não precisa ser “lei
complementar”.
Letra C – Correto. Esta proteção é um mandamento constitucional
que encontramos no art. 7.º, XX.
Letra D – Correto. Perceba que o salário-família é pago somente para
os trabalhadores de baixa renda, e o seu pagamento é em razão dos
dependentes (CF, art. 7.º, XII).
Letra E – Correto. Este de direito dos trabalhadores está insculpido no
art. 7.º, XVI, da Constituição Federal.
Gabarito: Letra B.

Extensão dos direitos aos domésticos:

50
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Com a promulgação da EC 72, em Abril de 2013, modificou-se o


parágrafo único do art. 7º e a classe de trabalhadores domésticos,
antes desprivilegiada, passou a possuir os mesmos direitos dos
demais trabalhadores urbanos e rurais. Isso facilitou a vida do
estudante, que antes devia decorar diversas exceções.
Devemos, no entanto, fazer uma ressalva que pode ser cobrada em
concursos: Da relação dos direitos previstos para os domésticos, nem
todos puderam, de imediato, serem usufruídos, já que a EC 72 prevê
expressamente a necessidade de uma regulamentação legal, em
virtude de certas peculiaridades. Vejamos:
Parágrafo único. São assegurados à categoria dos
trabalhadores domésticos os direitos previstos nos incisos
IV, VI, VII, VIII, X, XIII, XV, XVI, XVII, XVIII, XIX, XXI,
XXII, XXIV, XXVI, XXX, XXXI e XXXIII e, atendidas as
condições estabelecidas em lei e observada a
simplificação do cumprimento das obrigações tributárias,
principais e acessórias, decorrentes da relação de trabalho e
suas peculiaridades, os previstos nos incisos I, II, III, IX,
XII, XXV e XXVIII, bem como a sua integração à
previdência social.”

Desta forma, os direitos que dependem de regulamentação são os


seguintes:
I – relação de emprego protegida contra despedida arbitrária ou sem
justa causa, nos termos de lei complementar, que preverá
indenização compensatória, dentre outros direitos;
II – seguro-desemprego, em caso de desemprego involuntário;
III – fundo de garantia do tempo de serviço;
IX – remuneração do trabalho noturno superior à do diurno;
XII – salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de
baixa renda nos termos da lei;
XXV – assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o
nascimento até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-escolas;
XXVIII – seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do
empregador, sem excluir a indenização a que este está obrigado,
quando incorrer em dolo ou culpa;

51
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof . Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

OBS - Embora a EC 72 tenha garantido uma "igualdade de


direitos", há obviamente alguns direitos que seque foram citados
pela emenda por serem totalmente incompatíveis com a situação
de doméstico. Ex: Participação nos lucros; participação na gestão
da empresa; proteção em face da automação... São direitos
inimagináveis à condição de doméstico.
Desta forma devemos entender a EC 72 como "igualdade de
direitos aos domésticos, desde que compatíveis com a sua
condição".

Extensão dos direitos aos servidores públicos:


Diferentemente dos domésticos, que estão equiparados em direitos
ao demais trabalhadores urbanos e rurais, devemos lembrar que, no
entanto, não são todos os direitos dos trabalhadores que são
aplicáveis para os servidores públicos, por força do art. 39, § 3° :
"Aplica-se aos servidores ocupantes de cargo público o
disposto no art. 7º, IV, VII, VIII, IX, XII, XIII, XV, XVI,
XVII, XVIII, XIX, XX, XXII e XXX, podendo a lei estabelecer
requisitos diferenciados de admissão quando a natureza do
cargo o exigir".

52
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PO NTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

~ Pulo do Gato:
Não precisamos simplesmente partir para a decoreba desses direitos.
Temos que, antes, observar algumas coisas que podem facilitar a
nossa vida:
Servidor Público:
1- Tem "estabilidade" - Não precisa então de: proteção ao
emprego, seguro desemprego, FGTS, proteção contra automação e
aviso prévio .
2- Trabalha para o Governo - Não há o que se falar em:
participação nos lucros, reconhecimento de acordo coletivo e
co nvenção (precisa é de lei), proteção contra a retenção dolosa do
salário (governo não vai dolosamente segurar salário de ninguém,
pelo menos em teo ria).
Observações gerais:
Os direitos mais básicos, relativos à dignidade da pessoa
humana são sempre assegurados: Salário Mínimo, décimo terceiro
salário, repouso semanal remunerado, ferias anuais remuneradas,
Licença a gestante e licença paternidad e.
Na hora da questão procure então ver o seguinte:
1- Há algum direito básico, referente à d ignidade da pessoa humana:
se tiver, ele será assegurado ao servidor.
2- Pense no dia-a-dia , lembre-se das circunstâncias apresentadas
acima, que d iferenciam os servidores dos dema is tra balhadores.

Questões que abordam este tema:


102. (FCC/Procurador do MP junto ao TCE-MG/2007) São
assegurados à categoria dos traba lhadores domésticos o direito,
dentre outros,
a ) à proteção do mercado de t rabalho da mulher, med iante incentivos
específicos, nos termos da lei.
b) à licença-paternidade, nos termos fixados em lei.
c) à remuneração do serviço extraordinário, superior, no mínimo a
cinqüenta por cento à do normal.
d) ao sa lário-família, pago em razão do dependente do t rabalhador
de ba ixa renda, nos termos da lei .

53
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

e) ao reconhecimento das convenções e acordos coletivos de


trabalho.
Comentários:
É extensível ao doméstico a licença-paternidade, nos termos da lei,
bem como a licença maternidade, são direitos básicos, refere-se à
dignidade da pessoa humana. O resto, nada é.
Doméstico é principalmente mulher, logo, não precisa proteger a
mulher neste mercado de trabalho.
Doméstico não tem hora extra, nem salário família, nem
reconhecimento de convenção ou acordo coletivo.
Gabarito: Letra B.

103. (FCC/Analista-MPE-SE/2009 - Adaptada) É assegurada à


categoria dos trabalhadores domésticos a proteção em face da
automação, na forma da lei (Certo/Errado).
Comentários:
A automação é a substituição do trabalho humano pelo trabalho das
máquinas, isto é uma grande causa de desemprego. Desta forma, já
prevendo esta dificuldade para os trabalhadores a Constituição previu
tal garantia de proteção para os trabalhadores urbanos e rurais, nos
termos da lei (CF, art. 7º XXVII), porém, não o fez para os
dométicos, já que residências não substituem domésticos por
máquinas.
Gabarito: Errado.

104. (FCC/Técnico do MPU/2007) De conformidade com a ordem


constitucional vigente, dentre os direitos sociais, é assegurado à
categoria dos trabalhadores domésticos
a) proteção em face de automação a critério da empresa.
b) piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.
c) remuneração do trabalho noturno superior à do diurno.
d) pagamento de horas extras pelo serviço extraordinário prestado.
e) repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos.
Comentários:
Qual é o direito mais básico entre os da questão???
Repouso semanal, concordam? Então já achamos a resposta.
Vamos ver o resto:
54
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

A- Doméstico não precisa se proteger de automação.


B- As tarefas domésticas são similares, não há o que se falar de piso
conforme a complexidade.
C - Não foi assegurado.
D - Não foi assegurado.
Gabarito: Letra E.

105. (CESPE/AJAA-TRT 5/2008) O direito à licença paternidade


também é assegurado à categoria dos empregados domésticos.
Comentários:
Isso aí, trata-se de um direito básico, relativo à dignidade da pessoa
humana. Logo é assegurado ao doméstico.
Gabarito: Correto.

106. (ESAF/Fiscal – ISS - RJ/2010) Assinale a opção na qual não


consta direito assegurado expressamente pela Constituição Federal a
servidor ocupante de cargo público:
a) Décimo terceiro salário.
b) Remuneração do trabalho noturno superior à do diurno.
c) Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.
d) Remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo, em
cinquenta por cento à do normal.
e) Salário mínimo.
Comentários:
A questão é bem simples. Se servidor público tem “estabilidade”
(após 3 anos de exercício, obviamente), para que ter FGTS? Não faz
sentido! Logo, é um direito que não se aplica ao servidor. Os direitos
que se aplicam ao servidor são os previstos no art. 39, § 3º, e são
basicamente aqueles direitos básicos, relativos à dignidade do
trabalhador, como décimo terceiro, hora extra, salário mínimo e etc.,
assim como é disposto nas demais assertivas.
Gabarito: Letra C.

107. (ESAF/Técnico-ANEEL/2004) A categoria dos trabalhadores


domésticos não faz jus a receber salário-mínimo.
Comentários:

55
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Se é direito básico, relativo à dignidade da pessoa humana, tem que


ser assegurado ao doméstico.
Gabarito: Errado.

108. (ESAF/TCE-PR/2003) O texto constitucional prevê o direito


ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço à categoria dos
trabalhadores domésticos.
Comentários:
À época da questão, ela estava errada, pois o art. 7º, parágrafo único
da Constituição não elencava o FGTS como extensível aos
domésticos, os quais possuíam tão somente aqueles direitos
trabalhistas "básicos" como salário mínimo, descanso semanal
remunerado, férias e etc. Atualmente, no entanto, com a
promulgação da EC 72/2013 ela estaria correta. Lembrando no
entanto, que este direito é atribuído ao doméstico, mas sujeito à
regulamentação legal, nos termos do parágrafo único do art. 7º.
Gabarito: Correto.

109. (ESAF/TRF/2003) É assegurado pela Constituição o direito a


fundo de garantia por tempo de serviço a ser fornecido a todos os
trabalhadores brasileiros públicos e privados.
Comentários:
Somente trabalhadores de regime privado, ou seja, regidos pela CLT
terão direito ao FGTS.
Gabarito: Errado.

110. (CESGRANRIO/Investigador - Polícia Civil do RJ/2008)


Dos direitos sociais apresentados a seguir, qual é assegurado pela
Constituição Federal aos servidores civis ocupantes de cargos
públicos?
a) Fundo de garantia do tempo de serviço.
b) Aviso prévio de, no mínimo, 30 (trinta) dias.
c) Reconhecimento das convenções coletivas de trabalho.
d) Seguro desemprego, em caso de desemprego involuntário.
e) Repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos.
Comentários:
Servidor tem estabilidade, logo não precisa de FGTS, aviso prévio,
seguro desemprego... Também não se reconhece as convenções e
56
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

acordos coletivos, pois o serviço público é pautado na legalidade,


precisa de lei para fazer as coisas.
A letra E é a que sobrou, e nela, também chega ríamos se
lembrassemos que aos domésticos e servidores públicos são
assegurados todos aqueles direitos básicos, re lativos a dignidade da
pessoa humana, e entre eles: o repouso semanal remunerado .
Gabarito: Letra E.

111. (TRT 6/Juiz Substituto TRT 6/2010) A ce lebração de


Convenções e Acordos Coletivos de trabalho constitui direito de todos
os trabalhadores, públicos ou privados.
Comentários:
Trata-se de um direito somente dos trabalhadores privados (urbanos
e rurais). A Constituição não reconheceu este direito aos servidores
públicos, já que o serviço público deve ser pautado na legalidade.
Gabarito: Errado.

LIBERDADE SINDICAL
Art. 8° É livre a associação profissional ou sindical,
observado o seguinte:
I - a lei não poderá exigir autorização do Estado para a
fundação de sindicato, ressalvado o registro no órgão
competente, vedadas ao Poder Público a interferência e a
intervenção na organização sindical;
II - é vedada a criação de mais de uma organização sindical,
em qualquer grau, representativa de categoria profissional
ou econômica, na mesma base territorial, que será definida
pelos trabalhadores ou empregadores interessados, não
podendo ser inferior à área de um Município;
Segundo o Supremo, se houver mais de um sindicato na mesma base
territorial, resolve-se o problema com base no princípio da
anterioridade, subsistirá o primeiro a ser registrado30.
Importante também é dizer que não ofende a unicidade sindical o
desmembramento territorial de sindicatos, por deliberação dos
partícipes, desde que o território de ambos não se reduza à área
inferio r à de um município e que não haja superposição sindical total,
ou seja, que as novas organizações sindicais regionais constituam-se
em diferentes áreas de atuação, menor do que a da entidade
inicial31.

57
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Outro caso que, segundo o STF, se mostra lícito, não rompendo com
a unicidade sindical, é a cisão de federações no caso de ficar
evidenciada a diferenciação de interesses econômicos entre duas
espécies de trabalhadores, mesmo elas sendo conexas (art. 511, § 1º
da CLT)
III - ao sindicato cabe a defesa dos direitos e interesses
coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões
judiciais ou administrativas;
IV - a assembleia geral fixará a contribuição que, em se
tratando de categoria profissional, será descontada em
folha, para custeio do sistema confederativo da
representação sindical respectiva, independentemente da
contribuição prevista em lei;
Esta contribuição prevista em lei é a contribuição corporativa
(também chamada por alguns de contribuição sindical), presente no
art. 149 da Constituição, ela é um tributo. Já a contribuição prevista
neste inciso, instituída pela Assembléia Geral, não é tributo, pois não
é instituída por lei, sendo assim cobrada apenas daqueles trabalhado-
res que optaram por fazer parte da organização sindical, trata-se
então da contribuição confederativa, que não é de caráter geral.
Vemos então que o termo chave para saber se é ou não obrigatória é
a palavra “lei”.

Organizando:
 Contribuição confederativa - é para custear o “sistema
confederativo” - só quem for filiado irá contribuir;
 Contribuição corporativa (ou sindical) - vem de corporação
(classe) - todos da classe vão contribuir.
A segunda, como é de caráter geral e instituída em lei, é tributo. A
primeira não é tributo, pois não está em lei e é de caráter específico.
V - ninguém será obrigado a filiar-se ou a manter-se filiado
a sindicato;
VI - é obrigatória a participação dos sindicatos nas
negociações coletivas de trabalho;
VII - o aposentado filiado tem direito a votar e ser votado
nas organizações sindicais;
VIII - é vedada a dispensa do empregado sindicalizado a
partir do registro da candidatura a cargo de direção ou
representação sindical e, se eleito, ainda que suplente, até
um ano após o final do mandato, salvo se cometer falta
grave nos termos da lei.
58
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Parágrafo único. As disposições deste artigo aplicam-se à


organização de sindicatos rurais e de colônias de
pescadores, atendidas as condições que a lei estabelecer.

Classificação doutrinária dos direitos sindicais:


A doutrina costuma dar nomes a cada um dos direitos e liberdades
que os sindicatos possuem. Baseando-se em Alexandre de Moraes3,
podemos resumir estes direitos e liberdades nas seguintes
classificações:
Liberdade de constituição - é a liberdade de criação dada pela CF,
art. 8º, I, vedando que o poder público faça exigências de
autorização para serem criados, havendo apenas a ressalva
constitucional do inciso II, para não haver sobreposição sindical;
Liberdade de inscrição -CF, art. 8º,V - ninguém será obrigado a
filiar-se ou a manter-se filiado a sindicato;
Direito de auto-organização - É a liberdade de definir como o
sindicato irá se governar, e como irá expressar a sua vontade
(assembleias, eleições, etc.) - devendo também observar o direito do
aposentado filiado de votar e ser votado (CF, art. 8º,VII);
Direito ao exercício da atividade sindical na empresa - É a
liberdade para promover as suas ações nos locais de trabalho, como
participar de negociações coletivas (CF, art. 8ª, VI), e defender os
direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive
em questões judiciais ou administrativas (CF, art. 8º, III);
Direito democrático - Impõe requisitos para se coadunar aos
princípios constitucionais como eleições periódicas e secretas para os
órgãos dirigentes, quorum de votação para as assembleias gerais,
inclusive para deflagrar greves, controle de contas e responsabilidade
dos dirigentes;
Direito de independência e autonomia - Direito a obter fontes de
renda independente do patronato ou Poder Público, como a
contribuição confederativa do art. 8º, IV.
Direito de relacionamento ou de filiação em organizações
sindicais internacionais - Manifestação do princípio da
solidariedade internacional dos interesses dos trabalhadores;
Direito de proteção especial dos dirigentes- refere-se a
estabilidade sindical conferida pelo art. 8º, VIII.

3
MORAES, Alexandre de. Direito Constitucional. São Paulo: Atlas, 24ª ed.
59
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

112. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) É garantida a criação de mais de


uma organização sindical, em qualquer grau, representativa de
categoria profissional ou econômica, na mesma base territorial.
Comentários:
Errado. A Constituição veda a existência de mais de um sindicato por
base territorial (CF, art. 8º, II), caso isto ocorra, deverá prevalecer o
mais antigo.
Gabarito: Errado.

113. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) O aposentado filiado não terá


direito a votar e ser votado nas organizações sindicais.
Comentários:
Errado, segundo o artigo 8º, VII - o aposentado filiado tem direito a
votar e ser votado nas organizações sindicais.
Gabarito: Errado.

114. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) Só será obrigado a filiar-se ou a


manter-se filiado a sindicato o trabalhador que se enquadrar nas
previsões legais.
Comentários:
Errado, nenhum trabalhador poderá ser obrigado a filiar-se ou a
manter-se filiado a sindicato.
Gabarito: Errado.

115. (FCC/AJEM - TRT 8º/2010) O direito que impõe aos


sindicatos diversos requisitos que se coadunem com os princípios
constitucionais, sendo que deverão os estatutos estabelecer eleições
periódicas e por escrutínio secreto para seus órgãos dirigentes,
quorum de votações para assembleias gerais, inclusive deflagração
de greves, controle e responsabilização dos órgãos dirigentes, é
classificado como
a) de relacionamento.
b) de liberdade de constituição.
c) de independência.
d) democrático.
e) de autonomia.
Comentários:
Trata-se do direito democrático, pois é aquele que impõe ao sindicado
a observância dos princípios constitucionais da democracia, como a
transparência, responsabilidade, decisão por maioria, eleições
periódicas.
60
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Letra D.

116. (FCC/Auxiliar - TJ-PA/2009) Todos deverão ser compelidos


a associar-se ou a permanecer associado a sindicato na vigência do
contrato de trabalho.
Comentários:
Errado. Pois a Constituição estabelece em seu art. 8º, V que ninguém
será obrigado a filiar-se ou a manter-se filiado a sindicato.
Gabarito: Errado.

117. (FCC/Analista-MPE-SE/2009) Cabe ao sindicato a defesa


dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria que
representa, sendo, contudo, facultativa sua participação nas
negociações coletivas de trabalho.
Comentários:
Errado. Segundo a Constituição, em seu art. 7º, VI, é obrigatória a
participação dos sindicatos nas negociações coletivas de trabalho.
Gabarito: Errado.

118. (FCC/Analista - TRT-18ª/2008) A lei não poderá exigir


autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o
registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a
interferência e a intervenção na organização sindical.
Comentários:
Correto. Perceba que o poder público não pode interferir na
organização sindical, e nem exigir por meio de lei autorização para
sua criação, mas pode exigir o registro no órgão competente. (CF,
art. 8º, I).
Gabarito: Correto.

119. (FCC/Analista - TRT-18ª/2008) É vedada a criação de mais


de uma organização sindical, em qualquer grau, representativa de
categoria profissional ou econômica, na mesma base territorial, que
será definida pela autoridade pública administrativa competente, não
podendo ser inferior à área de um Município.
Comentários:

61
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Errado. A questão usou da literalidade do art. 8,II da Constituição,


porém, trocou final do inciso onde dizia "não podendo ser inferior à
área de um Município", por "não podendo ser inferior à área de um
Estado Federado".
Gabarito: Errado.

120. (FCC/Procurador - Recife/2008) A disciplina constitucional


sobre os sindicatos não se aplica à organização de sindicatos rurais e
de colônias de pescadores, que se sujeita a disciplina legal específica.
Comentários:
Errado. A Constituição expressamente dispõe, em seu art. 8º
parágrafo único, que as disposições do art. 8º (sindicatos) aplicam-se
à organização de sindicatos rurais e de colônias de pescadores,
atendidas as condições que a lei estabelecer.
Gabarito: Errado.

121. (FCC/Procurador - Recife/2008) É vedada a dispensa do


empregado sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo
de direção ou representação sindical.
Comentários:
Correto. Nos termos da Constituição, em seu art. 8º, VIII, é vedada a
dispensa do empregado sindicalizado a partir do registro da
candidatura a cargo de direção ou representação sindical e, se eleito,
ainda que suplente, até um ano após o final do mandato, salvo se
cometer falta grave nos termos da lei.
Gabarito: Correto.

122. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009) O aposentado tem o direito


de votar nas organizações sindicais, salvo o de ser votado.
Comentários:
Errado. Isso afronta o art. 8º, VII da Constituição que garante ao
aposentado filiado o direito a votar e ser votado nas organizações
sindicais.
Gabarito: Errado.

123. (CESPE/MPS/2010) Para a fundação de sindicato, é exigida


autorização do Estado, mediante o devido registro no órgão
competente do Poder Executivo, sendo facultado ao poder público
62
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

intervir na organização sindical, em especial no que se refere ao


número limite de dirigentes da entidade.
Comentários:
Segundo a Constituição, em seu art. 8º, I, a lei não poderá exigir
autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o
registro no órgão competente. Além disso, de acordo com o mesmo
dispositivo, são vedadas ao Poder Público a interferência e a
intervenção na organização sindical.
Gabarito: Errado.

124. (CESPE/Juiz Federal Substituto - TRF 1ª/2009) A CF não


prevê, entre os direitos sociais coletivos dos trabalhadores, o direito
de representação classista.
Comentários:
Está previsto pelo art. 8º da Constituição.
Gabarito: Errado.

125. (CESPE/Juiz Federal Substituto - TRF 1ª/2009) De acordo


com a CF, a fundação de sindicato rural demanda autorização prévia
do poder público e registro no órgão estatal competente.
Comentários:
Trata-se do disposto no art. 8º, I da Constituição: a lei não poderá
exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado
o registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a
interferência e a intervenção na organização sindical. Combinado com
o disposto no parágrafo único do mesmo artigo: as disposições deste
artigo aplicam-se à organização de sindicatos rurais e de colônias de
pescadores, atendidas as condições que a lei estabelecer.
Gabarito: Errado.

126. (CESPE/Técnico-TCU/2009) A contribuição sindical definida


em lei é obrigatória, mesmo para os profissionais liberais que não
sejam filiados a sindicato.
Comentários:
Essa contribuição prevista em lei é a contribuição corporativa,
presente no art. 149 da Constituição, ela é um tributo. Já a
contribuição prevista no art. 8º, IV, é instituída pela Assembleia
Geral, não é tributo, pois não é instituída por lei, sendo assim

63
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

cobrada apenas daqueles trabalhadores que optaram por se filiar ao


sindicato, trata-se então da contribuição confederativa.
Gabarito: Correto.

127. (ESAF/ATRFB/2009) A lei poderá exigir autorização do


Estado para a fundação de sindicato, devendo, ainda, ser efetuado o
registro no órgão competente.
Comentários:
O poder público não pode interferir na organização sindical, e nem
exigir por meio de lei autorização para sua criação, mas pode exigir
o registro no órgão competente. (CF, art. 8º, I)
Gabarito: Errado.

128. (ESAF/ATRFB/2009) É vedada a criação de mais de uma


organização sindical, em qualquer grau, representativa de categoria
profissional ou econômica, na mesma base territorial, que será
definida pelos trabalhadores ou empregadores interessados, não
podendo ser inferior à área de um Estado Federado.
Comentários:
A questão usou da literalidade do art. 8,II da Constituição, porém,
trocou final do inciso onde dizia "não podendo ser inferior à área de
um Município", por "não podendo ser inferior à área de um Estado
Federado".
Gabarito: Errado.

129. (ESAF/CGU/2006) A contribuição para custeio do sistema


confederativo é descontada em folha e obrigatória para todos os
integrantes da categoria profissional.
Comentários:
Ela não é obrigatória, pois não é instituída por lei, é instituída pela
assembléia geral do sindicato e, desta forma, somente os afiliados ao
sindicato estarão sujeitos à ela (CF, art. 8º, IV).
Gabarito: Errado.

130. (ESAF/ENAP/2006) A contribuição para custeio do sistema


confederativo da representação sindical respectiva, quando fixada em
assembléia geral, é obrigatória para toda a categoria profissional,
sendo descontada em folha.

64
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentários:
Para ser obrigatória tinha que ser instituída por lei, mas é instituída
pela assembléia geral do sindicato e, desta forma, somente os
afiliados ao sindicato estarão sujeitos à ela (CF, art. 8º, IV).
Gabarito: Errado.

131. (ESAF/ATRFB/2009) É vedada a dispensa do empregado


sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo de direção ou
representação sindical e, se eleito, ainda que suplente, até o final do
mandato, salvo se cometer falta grave nos termos da lei.
Comentários:
Segundo a Constituição em seu art. 8º, VIII, a vedação ocorrer até
um ano após o final do mandato, salvo se cometer falta grave nos
termos da lei.
Gabarito: Errado.

132. (ESAF/AFT/2006) É vedada a dispensa do empregado


sindicalizado eleito para cargo de representação sindical a partir de
sua eleição até um ano após o final do mandato.
Comentários:
A imunidade é desde o registro da candidatura até um ano após o
final do mandato, ainda que seja suplente. (CF, Art. 8º VIII)
Gabarito: Errado.

133. (ESAF/MRE/2004) A participação dos sindicatos nas


negociações coletivas é sempre obrigatória.
Comentários:
A participação dos sindicatos, segundo a Constituição, realmente será
sempre obrigatória (CF, art. 8º VI).
Gabarito: Correto.

134. (ESAF/CGU/2004) Segundo a jurisprudência do STF, havendo


mais de um sindicato constituído na mesma base territorial, a
sobreposição deve ser resolvida com base no princípio da
anterioridade, cabendo a representação da classe trabalhadora à
organização que primeiro efetuou o registro sindical.
Comentários:

65
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

A Constituição veda que exista mais de um sindicato por base


territorial (CF, art. 8º, II), caso isto ocorra, o mais antigo irá
prevalecer, segundo a jurisprudência do STF.
Gabarito: Correto.

135. (ESAF/CGU/2004) Segundo a jurisprudência do STF, a


estabilidade do dirigente sindical, no caso do servidor público,
estende-se inclusive ao cargo em comissão eventualmente por ele
ocupado à época de sua eleição.
Comentários:
O STF decidiu que a estabilidade sindical provisória (art. 8º, VIII, CF),
não alcança o servidor público, regido por regime especial, ocupante
de cargo em comissão e, concomitantemente, de cargo de direção no
sindicato da categoria.
Gabarito: Errado.

136. (ESAF/MPOG/2001) É obrigatória a filiação a sindicato


representativo do segmento econômico em que o trabalhador atua.
Comentários:
Ninguém será obrigado a filiar-se nem manter-se filiado, desta forma
é uma faculdade do trabalhador e não uma compulsoriedade (CF, art.
8º, V).
Gabarito: Errado.

137. (FGV/Analista de Controle Interno – SAD – PE/2009) A


respeito do estatuto constitucional da criação e funcionamento de
sindicatos de categorias profissionais, assinale a alternativa correta.
a) Lei complementar estabelecerá hipóteses e procedimentos com
vistas à obtenção de autorização estatal para a fundação de
sindicatos profissionais.
b) Ao sindicato cabe a defesa dos direitos coletivos da categoria,
sendo-lhe vedada a representação judicial de interesses individuais.
c) A Constituição consagrou o princípio da unicidade sindical, segundo
o qual é vedada a criação de mais de uma organização sindical
representativa de categoria profissional ou econômica na mesma
base territorial.
d) Os aposentados filiados têm direito de voto, mas não podem ser
votados para a diretoria do respectivo sindicato profissional.

66
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

e) É vedada a sindicalização de servidores públicos.


Comentários:
Letra A - Errada. Segundo a Constituição, em seu art. 8. o, é livre a
associação profissional ou sindical, e a lei não poderá exigir
autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado
o registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a
interferência e a intervenção na organização sindical.
Letra B - Errada. O erro reside no fato de o art. 8. 0 , III, da
Constituição estabelecer que ao sindicato cabe a defesa dos
direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria,
inclusive em questões judiciais ou administrativas.
Letra C - Correta. Realmente, se observarmos o art. 8.º da
Constituição, veremos que no seu inciso II encontramos a vedação
para criação de mais de uma organização sindica l, em qualquer grau,
representativa de categoria profissional ou econômica, na mesma
base territorial, que será definida pelos trabalhadores ou
empregadores interessados, não podendo ser inferior à área de um
Município.
Letra D - De acordo com os preceitos constitucionais (CF, art. 8.º,
VII), o aposentado filiado tem direito a votar e ser votado nas organi-
zações sindicais.
Letra E - Errado . Em se tratando de servidores públicos civis, não há
qualquer vedação, já que dispõe o art. 37, VI, da Constituição: é
garantido ao servidor público civil o direito à livre associação sindical.
A vedação ocorre no que tange ao servidor público militar, já que a
Constituição em seu art. 142, IV, diz: ao militar são proibidas a
sindicalização e a greve.
Gabarito: Letra C.

DIREITO DE GREVE
Art. 9º É assegurado o direito de greve, competindo aos
trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e
sobre os interesses que devam por meio dele defender.
§ 1 o - A lei definirá os serviços ou atividades essenciais e
disporá sobre o atendimento das necessidades inadiáveis da
comunidade.
O direito de greve dos trabalhadores independe de lei,
diferentemente da greve do funciona lismo público que precisa ser
regulada por lei específica .

67
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

O direito de greve dos trabalhadores é norma de eficácia contida


(devido ao §1º), enquanto dos servidores públicos é de eficácia
limitada.

§ 2º - Os abusos cometidos sujeitam os responsáveis às


penas da lei.
Direito à participação em deliberações e acesso ao
empregador

138. (FCC/Analista-MPE-SE/2009 - Adaptada) é assegurado o


direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a
oportunidade de exercê-lo, exceto nos casos de serviços ou
atividades essenciais, em que a Constituição proíbe sua realização.
Comentários:
A Constituição não proíbe a greve em se tratando de serviços e
atividades essenciais, mas estabelece no art. 9 § 1º que a lei definirá
os serviços ou atividades essenciais e disporá sobre o atendimento
das necessidades inadiáveis da comunidade.
Gabarito: Errado.

139. (ESAF/ENAP/2006) No exercício do direito de greve,


compete aos trabalhadores dispor sobre o atendimento das
necessidades inadiáveis da comunidade, sendo que eventuais abusos
cometidos sujeitam os responsáveis às penas da lei.
Comentários:
O erro é o fato de que dispor sobre as necessidades inadiáveis é
competência da lei, e não dos trabalhadores, conforme o art. 9º §1º
da Constituição.
Gabarito: Errado.

140. (ESAF/CGU/2006) A legalidade do exercício do direito de


greve pelo trabalhador, nos termos da Constituição Federal, é
aferida em face do período de dissídio da categoria.
Comentários:
Segundo o art. 9º da CF, compete exclusivamente aos trabalhadores
decidir sobre qual a oportunidade que irão exercer o direito de greve
e qual os direitos que irão defender, sendo assim, uma livre escolha
que não é limitada somente em face de dissídio.

68
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Errado .

141. (ESAF/CGU/2004} A decretação de greve por quest ões


sa lariais, fora da época de dissídio coletivo, não encontra respaldo no
direito de greve definido no texto constitucional.
Comentários:
Segundo o art. 9º da CF, compete exclusivamente aos traba lhadores
decid ir sobre qual a oportunidade que irão exercer o direito de g reve
e qua l os d ireitos que irão defender.
Gabarito: Errado .

ontos im ortantes a serem fixados

Direitos Sociais - são protegidos pelo princípio da proibição do


retrocesso;

Mínimo existencial - conjunto de situações materiais indispensáveis


à existência humana digna . Não apenas "sobreviver", mas ter uma
vida realmente digna, com suporte físico e intelectual necessário.

Reserva do Financeiramente Possível - d isponibilidade finance ira


do Estado em concretizar os d ireitos sociais - ponderação entre a
razoabi lidade da pretensão individual/socia l e a existência de
disponibilidade financeira do Estado

Direitos Sociais na Constituição = EMAP e seus decorrentes :


A Educação é que te leva ao trabalho ;
A Moradia boa tem que ter lazer e segurança ;
A Alimentação te dá saúde; e
A Previdência protege a maternidade, infância e desamparados.

Proteção à relação de emprego=Único direito dos trabalhadores


nos termos de Lei Complementar;

Salário Mínimo:
• Fixado em lei;
69
Prof Vítor Cruz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

 nacionalmente unificado;
 Reajustado periodicamente;
 Vedada vinculação para qualquer fim;

Ação de créditos trabalhistas - prazo prescricional de:


 5 anos → se o contrato de trabalho estiver em vigor;
 2 anos → após a extinção do contrato.

Idades mínimas para o trabalho:


 regra: 16 anos;
 exceção 1: 18 anos se o trabalho for noturno, perigoso ou
insalubre;
 exceção 2: 14 anos se estiver na condição de aprendiz.

Assistência gratuita em pré-escolas e creches - aos filhos e


dependentes até os 5 anos;

Seguro-acidente - será a cargo do EMPREGADOR;

Seguro-desemprego- só se o desemprego for INVOLUNTÁRIO;

Trabalhador avulso - tem igualdade de direitos com o de vínculo


empregatício permanente.

Jornada de trabalho:
 8h/dia
 44h/semana
 máximo de 6h de turno ininterrupto, salvo Neg. Col.
STF – Súmula nº 675 → Os intervalos fixados para descanso e
alimentação durante a jornada de 6h não descaracterizam o sistema
de turnos ininterruptos de revezamento para o efeito do art. 7º, XIV,
da CF.

70
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Empresa com MAIS DE 200 empregados - haverá um


representante que possuirá finalidade exclusiva de tratar
diretamente com os empregadores.

1-Direitos que se aplicam apenas aos trabalhadores urbanos e


rurais:
- Proteção do emprego nos termos de lei complementar
- Seguro desemprego, em caso de desemprego involuntário;
- FGTS;
- Piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho;
- Participação nos lucros, desvinculada da remuneração e
excepcionalmente, participação na gestão da empresa, conforme a
lei;
- Jornada de 6 horas se o trabalho for realizado em turnos
ininterruptos de revezamento, salvo negociação coletiva;
- Adicional de remuneração por atividades penosas, insalubres ou
perigosas, na forma da lei;
- Proteção ao salário: na forma da lei, sendo crime sua retenção
dolosa;
- Assistência gratuita em pré-escolas e creches aos filhos e
dependentes ate os 5 anos.
- Reconhecimento dos acordos e convenções coletivas de trabalho;
- Proteção em face da automação, na forma da lei;
- Seguro-acidente a cargo do empregador, sem excluir a indenização
quando este tiver dolo ou culpa;
- Direito de ação relativa a créditos resultantes da relação de
trabalho, com prescrição de 5 anos se o contrato de trabalho estiver
em vigor e de 2 anos após a extinção do contrato.
- Não-discriminação ao portador de deficiência: no tocante a salários
e critérios de admissão.
- Não-distinção entre trabalho manual, técnico e intelectual.

2-Direitos que se aplicam aos trabalhadores urbanos, rurais, e


extensíveis tanto aos domésticos quanto aos servidores
públicos:
- Salário Mínimo.

71
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

- Décimo terceiro salário: Base = Ao valor integral do salário ou da


aposentadoria;
- Repouso semanal remunerado: preferencialmente aos domingos;
- Ferias anuais remuneradas: com, PELO MENOS, 1/3 a mais do que
o salário normal;
- Licença a gestante: de 120 DIAS, sem prejuízo do emprego e do
salário;
- Licença Paternidade: nos termos fixados em lei;

3-Direitos que se aplicam aos trabalhadores urbanos, rurais, e


extensíveis apenas aos domésticos:
- Irredutibilidade do salário: salvo convenção ou acordo coletivo;
- Aviso prévio proporcional ao tempo de serviço: mínimo de 30 dias;
- Aposentadoria.

4-Direitos que se aplicam aos trabalhadores urbanos, rurais, e


extensíveis apenas aos servidores públicos:
- Garantia de salário, nunca inferior ao mínimo: para os que
percebem remuneração variável;
- Remuneração do trabalho noturno superior ao diurno;
- salário-família: se o trabalhador de baixa-renda possuir
dependentes;
- Jornada de trabalho de no Maximo 8 horas/dia ou 44
horas/semana;
- Hora-extra remunerada em no mínimo 50% a mais.
- Proteção ao mercado de trabalho da mulher com incentivos
específicos, conforme a lei;
- Redução dos riscos do trabalho: por meio de normas de saúde,
higiene e segurança;
- Não-diferenciação de salários, funções e critérios de admissão por
motivo de sexo, idade, cor ou estado civil.

Imunidade do empregado que candidatar-se a mandato


classista:
 A partir do registro da candidatura; e

72
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constituciona l- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof . Vít or Cruz e Rodrigo Duarte

• Se eleito, a inda que como suplent e, at é UM ANO após o FIM do


ma ndato.

O poder público não pode interferir na organização sindical,


mas, PODE exigir o registro no órgão competente;

Apenas UM sindicato da mesma categoria por base territorial,


e o tamanho desta deve ser no mínimo referente à área de um
Município (Segundo o STF, no caso de terem dois sindica t os,
prevalecerá o que foi criado primeiro)

A assembléia geral fixará contribuição confederativa (QUE


NÃO É TRIBUTO) tratando de categoria profissional:
+ Será descontada em folha;
+ Custeará o sistema confederativo da respectiva representação
sindical.

Direito de greve dos trabalhadores:


• Independe de lei .
• Cabe a lei somente dispor sobre:
o Serviços e atividades essenciais;
o Atendimento de necessidades inadiáveis da comun idade;
o Punição a quem cometer abusos.

LISTA DAS QUESTÕES DA AULA:

1. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) O lazer é um direito social


expressamente consagrado no texto constitucional.
2. (FCC/EPP-SP/2009) A no rma do caput do artigo 6º da
Constitu ição Federa l, q ue inclu i, dentre os d ire itos socia is, o direito à
moradia, é dotada de eficácia ju rídica, porém limitada, dependendo a
sua plen itude eficacia l de provi dências de cunho exclusivament e
no rmat ivo.
3. (CESPE/TJAA-TRT 21/2010) A j urisprudência do Supremo
Tribu nal Federa l (STF) entende q ue as norm as const itucionais
program áticas obrigam os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário
a atuar no sentido de concretiza r as finalidades ne las con tid as.

73
Prof Vítor Cr uz e Rodrian D11artP. WWW PONTODOSCONCURSOS C:OM RR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

4. (ESAF/ Analista de Finanças- STN/ 2013) São direitos


sociais, entre outros, a educação, o trabalho, a busca da felicidade e
o lazer.
5. (ESAF/AFC-CGU/2008)O Estado brasileiro também é regido
por um princípio de estatura constitucional que visa a impedir que
sejam frustrados os direitos políticos, sociais, culturais e econômicos
já concretizados, tanto na ordem constitucional como na
infraconstitucional, em atenção aos objetivos da República Federativa
do Brasil, que são os de promover o bem de todos, sem quaisquer
formas de discriminação, constituir uma sociedade livre, justa e
solidária, erradicar a pobreza e a marginalização, reduzir as
desigualdades sociais e regionais e promover o bem de todos, sem
preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras
formas de discriminação. Assinale a opção que denomina com
exatidão o princípio constitucional descrito.
a) Proibição do retrocesso no domínio dos direitos fundamentais e
sociais.
b) Proibição de juízo ou tribunal de exceção.
c) Proibição de privação da liberdade ou de bens patrimoniais sem o
devido processo legal.
d) Proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de
dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na
condição de aprendiz, a partir de quatorze anos.
e) Proibição de privação de direitos por motivo de crença religiosa ou
de convicção filosófica ou política.
6. (CESPE/DPU/2008)Aplica-se aos direitos sociais, econômicos
e culturais o princípio da proibição do retrocesso.
7. (TRT9ª/TRT 9ª/2006)Analise o seguinte texto: "Por este
princípio, que não é expresso mas decorre do sistema
jurídicoconstitucional, entende-se que uma lei, ao regulamentar um
mandamento constitucional, instituir determinado direito, ele se
incorpora ao patrimônio jurídico da cidadania e não pode ser
arbitrariamente suprimido. (...) O que se veda é o ataque à
efetividade da norma, que foi alcançada a partir da sua
regulamentação. Assim, por exemplo, se o legislador
infraconstitucional deu concretude a uma norma programática ou
tornou viável o exercício de um direito que dependia de sua
intermediação, não poderá simplesmente revogar o ato legislativo,
fazendo a situação voltar ao estado de omissão legislativa anterior."
(BARROSO, Luís Roberto. O direito constitucional e a efetividade de
suas normas. Rio de Janeiro: Renovar, 2003. p. 158/159) O princípio
de que trata o texto acima é o seguinte:
a) Princípio da efetividade normativa.
74
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) Princípio da legalidade.
c) Princípio da programaticidade.
d) Princípio da vedação do retrocesso.
e) Princípio da não omissão legislativa.
8. (FCC/Defensor-DPE-SP/2010) Em uma cidade, diversas
mães têm comparecido no atendimento inicial da Defensoria Pública
para se queixarem de que não têm conseguido vaga em creche
municipal para seus filhos. O Defensor Público deve:
a) orientar as mães a procurarem o serviço de assistência social do
Município e elaborar os respectivos ofícios de encaminhamento.
b) informar que é possível a propositura de ação civil pública, pois se
trata de direito social de natureza difusa, e encaminhar as mães para
o Ministério Público.
c) informar que se trata de direito constitucional de natureza social,
mas que infelizmente há normas na Constituição chamadas de
programáticas, bem como entendimento jurídico chamado de
"reserva do possível", que não recomendam o ajuizamento de ação
nesse caso.
d) orientar as mães a se organizarem e a denunciarem o fato na
Ouvidoria Municipal, bem como marcar audiência com o Prefeito e
procurar ajuda junto aos Vereadores a fim de que possam interferir
na formulação do orçamento municipal.
e) ajuizar ação judicial com base no direito à educação que
compreende o atendimento em creche e pré-escola, pois a "reserva
do possível" não pode ser oponível à realização do "mínimo
existencial".
9. (FCC/TJAA - TRT 1ª Região/2011) Os direitos sociais
previstos constitucionalmente são normas
a) de liberdades negativas, de observância facultativa em um Estado
Social de Direito.
b) de ordem pública, com a característica de imperativas, sendo
invioláveis, portanto, pela vontade das partes da relação trabalhista.
c) de liberdades negativas, de observância obrigatórias em um
Estado Social de Direito.
d) insubordinadas à regra constitucional da autoaplicabilidade.
e) insuscetíveis à impetração ao mandado de injunção no caso de
omissão do poder público na regulamentação de alguma norma que
preveja um direito social e inviabilize seu exercício.

75
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

10. (FCC/AJEM-TRT-23ª/2011) Os direitos sociais previstos na


Constituição Federal têm características de normas
a) funcionais e amplificativas.
b) passivas e restritivas.
c) imperativas e invioláveis.
d) análogas e restritivas.
e) centrífugas e amplificativas.
11. (FCC/Defensor Público-SP/2007 - Adaptada) Sobre os
direitos sociais, temos que a teoria da reserva do possível defende a
possibilidade de um ativismo judicial no que tange a esses direitos
para que haja uma irrestrita implementação pela via judicial.
12. (FCC/Procurador-TCE-RO/2010) A falta de recursos
orçamentários para a execução de direitos sociais previstos no texto
constitucional é um óbice, mas não pode ser um limite que nulifique o
atendimento dessa demanda, já que as normas constitucionais
consubstanciam direitos exigíveis e não simplesmente promessas
dependentes do alvedrio do administrador.
13. (CESPE/Advogado - CEHAP-PB/2009) A implementação de
políticas públicas que objetivem concretizar os direitos sociais, pelo
poder público, encontra limites que compreendem, de um lado, a
razoabilidade da pretensão individual/social deduzida em face do
poder público e, de outro, a existência de disponibilidade financeira
do Estado para tornar efetivas as prestações positivas dele
reclamadas.
14. (ESAF/AFC/CGU/2008 - Adaptada) Ainda que os Poderes
Legislativo e Executivo detenham prerrogativas de formular e
executar políticas públicas, o Poder Judiciário pode determinar a
órgãos estatais inadimplentes que implementem políticas públicas
definidas pela própria Constituição, cuja omissão possa comprometer
a eficácia e a integridade de direitos sociais e culturais.
15. (CESPE/Procurador-AGU/2010) A jurisprudência do STF
firmou-se no sentido da existência de direito subjetivo público de
crianças de até cinco anos de idade ao atendimento em creches e
pré-escolas. A referida corte consolidou, ainda, o entendimento de
que é possível a intervenção do Poder Judiciário visando à efetivação
desse direito constitucional.
16. (CESPE/Juiz Federal Substituto – TRF 5ª/2009) Considere
que Carla, menor com 10 meses de idade, não tenha acesso a uma
creche pública gratuita por falta de vagas. Nessa situação hipotética,
não poderia Carla ser matriculada em uma creche pública por força
de decisão judicial, visto que a criação das condições desse serviço

76
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

público decorre da análise dos critérios de conveniência e


oportunidade do administrador, não havendo direito subjetivo na
espécie.
17. (ESAF/AFC/CGU/2008 - Adaptada) Ainda que os Poderes
Legislativo e Executivo detenham prerrogativas de formular e
executar políticas públicas, o Poder Judiciário pode determinar a
órgãos estatais inadimplentes que implementem políticas públicas
definidas pela própria Constituição, cuja omissão possa comprometer
a eficácia e a integridade de direitos sociais e culturais.
18. (ESAF/ATRFB/2010) Assinale a única opção correta.
a) Todo o poder emana do povo, que o exerce apenas por meio de
representantes eleitos, nos termos da Constituição Federal.
b) A República Federativa do Brasil não adota nas suas relações
internacionais o princípio da igualdade entre os Estados.
c) A lei poderá exigir autorização do Estado para a fundação de
sindicato, devendo, ainda, ser efetuado o registro no órgão
competente.
d) A Constituição Federal de 1988 não previu os direitos sociais como
direitos fundamentais.
e) Embora resida, primariamente, nos Poderes Legislativo e
Executivo, a prerrogativa de formular e executar políticas públicas,
cabe, no entanto, ao Poder Judiciário determinar, ainda, que, em
bases excepcionais, especialmente nas hipóteses de políticas públicas
definidas pela própria Constituição, sejam estas implementadas pelos
órgãos estatais inadimplentes, cuja omissão mostra-se apta a
comprometer a eficácia e a integridade de direitos sociais
impregnados de estatura constitucional.
19. (ESAF/ATM-Natal/2008) Assinale a opção que indica um dos
objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil
expressamente previsto na Constituição Federal que confere amparo
constitucional a importantes programas do governo federal que se
concretizam por meio da política nacional de assistência social
integrando as esferas federal, estadual e municipal.
a) Garantir a prevalência dos valores sociais do trabalho e da livre
iniciativa.
b) Promover o desenvolvimento internacional.
c) Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades
sociais e regionais.
d) Erradicar o terrorismo e o racismo.
e) Promover a cooperação entre os povos para o progresso da
humanidade.
77
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

20. (ESAF/ANA/2009 - Adaptada) A participação da população,


por meio de organizações representativas, na formulação das
políticas e no controle das ações em todos os níveis é uma das
diretrizes que devem ser observadas pela União, Estados, Distrito
Federal e Municípios na organização das ações governamentais no
atendimento dos direitos da criança e do adolescente.
21. (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) A Constituição de 1988
caracteriza-se por uma orientação geral no sentido da
descentralização das políticas sociais, tais como educação, saúde,
habitação e saneamento. Os enunciados a seguir referem-se às
razões para isso:
1. os governos locais estão mais próximos da população e isso facilita
o planejamento, a implementação e o controle social em relação a
essas políticas.
2. devido à heterogeneidade do País, as políticas sociais devem ser
diferenciadas e não uniformes e centralizadas.
3. a descentralização obriga os governos subnacionais a dedicarem
maior atenção às políticas sociais.
4. a descentralização reduz os custos com uma estrutura
administrativa central sem flexibilidade e distante da população a que
se destinam essas políticas.
Desses enunciados
a) todos são falsos.
b) todos são verdadeiros.
c) apenas o 1 é verdadeiro.
d) apenas o 2 é verdadeiro.
e) apenas o 4 é verdadeiro.
22. (ESAF/AFC-STN/2008 - Adaptada) Assinale a opção correta
relativa ao Sistema Tributário Nacional, às finanças e às políticas
públicas na Constituição de 1988.
a) Na organização das ações governamentais no atendimento dos
direitos da criança e do adolescente, deve ser levada em conta a
participação da população, por meio de organizações representativas,
na formulação das políticas e no controle das ações em todos os
níveis.
b) Na organização das ações governamentais na área da assistência
social, é levada em conta a descentralização político-administrativa,
por isso que cabe exclusivamente à esfera federal a coordenação e as
normas gerais, e a execução dos respectivos programas às esferas

78
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

estadual e municipal, bem como a entidades beneficentes e de


assistência social.
c) A organização da seguridade social compete à sociedade que, com
o auxílio do poder público, deve garantir, entre outros o caráter
democrático e descentralizado da administração, mediante gestão
quadripartite, com participação dos trabalhadores, dos
empregadores, dos aposentados e do Governo nos órgãos colegiados.
d) O Estado deve garantir a todos o pleno exercício dos direitos
culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiar e incentivar
a valorização e a difusão das manifestações culturais, sendo vedado
aos Estados e ao Distrito Federal vincular a fundo estadual de
fomento à cultura percentual da receita tributária líquida, para o
financiamento de programas e projetos culturais.
23. (ESAF/AFC-CGU/2008)Assinale a única opção incorreta
relativa às políticas públicas na Constituição de 1988.
a) O amparo às crianças e adolescentes carentes constitui um dos
deveres do Estado com a assistência social e será efetivado inclusive
mediante a garantia de educação infantil, em creche e pré-escola, às
crianças com até cinco anos de idade.
b) A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante
políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de
doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às
ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.
c) Ao sistema único de saúde compete, além de outras atribuições
constitucionais e nos termos da lei, executar as ações de vigilância
sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.
d) Direitos humanos a crianças e adolescentes devem ser
assegurados com absoluta prioridade pela família, pela sociedade e
pelo Estado, e as ações governamentais com esse objetivo devem ser
organizadas com base em diretrizes que incluem participação da
população por meio de organizações representativas na formulação
das políticas e no controle das ações em todos os níveis.
e) A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações
de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade, destinadas a
assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência
social.
24. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) O lazer é um direito social
expressamente consagrado no texto constitucional.
25. (FCC/Técnico - TRE-SE/2008) Constituem direitos sociais:
a) a distribuição de renda, a cesta básica e o valetransporte.
b) o direito de expressão, a livre crença e o registro civil.

79
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) a herança, a sindicalização e a livre locomoção.


d) a educação, a saúde e a segurança.
e) a votação, a independência e o consumo.
26. (FCC/Procurador - TCE - AL/2008) As Constituições
estaduais podem reduzir o rol de direitos sociais previstos na
Constituição da República.
27. (ESAF/ Analista de Finanças- STN/ 2013) São direitos
sociais, entre outros, a educação, o trabalho, a busca da felicidade e
o lazer.
28. (ESAF/AFRFB/2009) Segundo a Constituição de 1988, o lazer
é um direito social.
29. (FUNIVERSA/SECTEC-GO/2010) Constam, exaustivamente,
como direitos sociais expressos do texto constitucional vigente a
educação, a saúde, o trabalho, o lazer, a segurança, a previdência
social, a proteção à maternidade e à infância e a assistência aos
desamparados.
30. (CONATEC/TRT-GO/2003)São direitos sociais, exceto:
a) Educação.
b) Saúde.
c) Transporte.
d) Moradia.
31. (Consulplan/Adv. Pref. Guaxupé-MG/2010) De acordo com
a Constituição da República Federativa do Brasil (artigo 6º) são
Direitos Sociais, EXCETO:
A) A educação.
B) A saúde.
C) A moradia.
D) A segurança.
E) A liberdade.
32. (FGV/Analista de Gestão Administrativa – SAD –
PE/2009 - Adaptada)Assinale a alternativa que relacione
corretamente todos os direitos sociais contemplados no caput do art.
6.º da Constituição.
a) A educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o
lazer, a segurança, a proteção à maternidade e à infância e a
assistência aos desamparados.

80
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) A educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o


lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância e a assistência aos desamparados.
c) A educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância e a assistência aos desamparados.
d) A educação, a saúde,a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer,
a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância.
e) A educação, a saúde, a alimentação, a moradia, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à
infância e a assistência aos desamparados.
33. (CESPE/ AGU/ Procurador Federal/ 2013) A CF estabelece
um rol de direitos de natureza trabalhista que tem como destinatários
tanto os trabalhadores urbanos quanto os rurais.
34. (ESAF/Analista-SUSEP/2010) Os diversos direitos
garantidos pela constituição aos trabalhadores são elencados de
forma exemplificativa.
35. (FCC/AJAJ-TRT 7ª/2009) É um direito dos trabalhadores
urbanos e rurais a relação de emprego protegida contra despedida
arbitrária ou sem justa causa, nos termos de lei delegada, que
preverá indenização compensatória, dentre outros direitos.
36. (CESPE/Oficial de Inteligência- ABIN/2010)Para
aprovação de lei que preveja indenização compensatória como meio
de proteção contra a despedida arbitrária ou sem justa causa, exige-
se quórum de votação de maioria simples, conforme determina a CF.
37. (ESAF/Analista-SUSEP/2010) A Constituição não conferiu
uma garantia absoluta do emprego.
38. (FCC/Analista - TRT 15ª/2009) É garantido salário, nunca
inferior ao mínimo, para os que percebem remuneração variável.
39. (FCC/Técnico TRT 24/2006)Constitui um dos direitos dos
trabalhadores urbanos e rurais, previstos no artigo 7o, da
Constituição Federal de 1988. o salário mínimo, fixado em lei,
nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais
básicas e às de sua família, com reajustes periódicos que lhe
preservem o poder aquisitivo
40. (CESPE/Analista TRT-MT/2010)O salário mínimo pode ser
fixado tanto por lei em sentido formal quanto por decreto legislativo,
com vigência em todo o território nacional, que consubstancia a
participação do Congresso Nacional na definição do montante devido
à contraprestação de um serviço.

81
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

41. (CESPE/Advogado - CEHAP-PB/2009) A CF prevê que as


normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm
aplicação imediata. Com amparo nesse dispositivo, o Supremo
Tribunal Federal (STF) já declarou a inconstitucionalidade e retirou do
ordenamento jurídico lei que fixa o salário mínimo em valor inferior
ao necessário para atender às necessidades vitais básicas do
trabalhador e de sua família (moradia, alimentação, educação,
transporte, saúde, vestuário, lazer, higiene,transporte e previdência
social).
42. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008) Constitui direito social dos
trabalhadores urbanos e rurais a garantia de salário, nunca inferior ao
mínimo, para os que percebem remuneração variável.
43. (ESAF/CGU/2006)A garantia constitucional de recebimento de
salário nunca inferior ao mínimo não se aplica aos autônomos nem
aos trabalhadores que percebem remuneração variável.
44. (TRT 6/Juiz Substituto TRT 6/2010)Viola a Constituição o
estabelecimento de remuneração inferior ao salário mínimo para as
praças prestadoras do serviço militar inicial.
45. (TRT 12/Juiz Substituto TRT 12/2004)A Constituição
proíbe expressamente que o salário mínimo, nacionalmente unificado
e com reajuste anual fixado por lei, sirva de valor de referência;
46. (FCC/AJAJ - TRF 5ª/2008) Dentre outros a Constituição
Federal prevê como direito social a ação, quanto aos créditos
resultantes das relações de trabalho, com prazo ...... de ...... anos
para os trabalhadores ......, até o limite de ...... anos ...... do contrato
de trabalho. Para completar corretamente o texto, as lacunas devem
ser preenchidas, respectivamente, por:
a) prescricional - três - urbanos e rurais - cinco - após a extinção
b) decadencial - três - urbanos - três - antes da extinção
c) prescricional - cinco - urbanos e rurais - dois - após a extinção
d) prescricional - cinco - rurais - dois - até a extinção
e) decadencial - cinco - urbanos e rurais - cinco - após a extinção
47. (CESPE/AJAJ-TRT 1ª/2008)João foi demitido da fazenda
onde trabalhava como ordenhador de ovelhas em 21/5/2002. Em
13/5/2005, propôs reclamação trabalhista para cobrar verbas
rescisórias a que tinha direito. O juiz do trabalho afastou a alegação
de prescrição apresentada em contestação, sob o fundamento de que
os créditos trabalhistas prescrevem em cinco anos. Nessa situação, o
juiz do trabalho agiu corretamente.

82
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

48. (ESAF/MRE/2004) A ação relativa a créditos trabalhistas


resultantes das relações de trabalho tem prazo de cinco anos,
contados da extinção do contrato de trabalho, para a sua propositura.
49. (FCC/Técnico-TRT9ª/2010)Há proibição de qualquer
trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de
aprendiz, a partir de treze anos.
50. (CESPE/ Técnico Forense- SEGP-AL/ 2013) Os menores de
dezoito anos de idade não podem exercer qualquer trabalho, ofício ou
profissão, salvo na condição de aprendiz, a partir dos dezesseis anos
de idade.
51. (CESPE/AJAJ - TRT 5ª/2009) A CF proíbe o trabalho noturno
aos menores de dezoito anos de idade.
52. (ESAF/CGU/2006) A Constituição Federal proíbe, sob
qualquer modalidade, o trabalho do menor de dezesseis anos.
53. (FUNIVERSA/SECTEC-GO/2010) É proibido o trabalho
noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer
trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de
aprendiz, a partir de quatorze anos.
54. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009 - Adaptada) É assegurada a
igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício
permanente e o trabalhador avulso (Certo/Errado).
55. (CESPE/ Técnico Forense- SEGP-AL/ 2013) A CF
estabelece tratamento diferenciado entre trabalhador com vínculo
empregatício permanente e trabalhador avulso. Assim, os direitos
sociais constantes do texto constitucional são aplicáveis apenas aos
trabalhadores urbanos e rurais que tenham relação formal de
emprego.
56. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008)Constitui direito social dos
trabalhadores urbanos e rurais a igualdade de direitos entre o
trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador
avulso.
57. (ESAF/AFRFB/2009) Segundo a Constituição de 1988, o
trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador
avulso têm igualdade de direitos.
58. (ESAF/CGU/2006)A Constituição Federal reconhece a
igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício
permanente e o trabalhador avulso, ressalvado o direito ao décimo
terceiro salário com base na remuneração integral.
59. (ESAF/MPU/2004) Os conferentes de carga e descarga, em
atuação nas áreas de porto organizado, embora não tenham vínculo
empregatício com os tomadores de serviço, possuem os mesmos
direitos do trabalhador com vínculo empregatício.

83
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

60. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) Nas empresas com mais de


cinquenta empregados, é assegurada a eleição de um representante,
com a finalidade exclusiva de promover o entendimento direto entre
empregadores e empregados.
61. (FCC/AJAA – Biblioteconomia – TRT 24ª/2011)O direito à
eleição de um representante dos empregados com a finalidade
exclusiva de promover-lhes o entendimento direto com os
empregadores é assegurado no caso de empresa com
a) até cem empregados.
b) menos de cem empregados.
c) até cento e vinte empregados.
d) até cinquenta empregados.
e) mais de duzentos empregados.
62. (FCC/TJAA – TRF 1ª/2011)Em caráter excepcional, é direito
dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à
melhoria de sua condição social,
a) proteção em face da automação, na forma da lei.
b) remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo, em
cinquenta por cento à do normal.
c) proteção do mercado de trabalho da mulher, mediante incentivos
específicos, nos termos da lei.
d) participação na gestão da empresa, conforme definido em lei.
e) igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício
permanente e o trabalhador avulso.
63. (FCC/Auxiliar - TJ-PA/2009) É um direito dos trabalhadores
urbanos e rurais, a remuneração do serviço extraordinário superior,
no máximo, em vinte por cento a do normal.
64. (FCC/Analista-MPE-SE/2009) é assegurada à categoria dos
trabalhadores domésticos a proteção em face da automação, na
forma da lei.
65. (FCC/TJTI-TRT-19/2011) Conforme previsto no artigo 7º da
Constituição Federal, é direito dos trabalhadores urbanos e rurais,
além de outros que visem à melhoria de sua condição social, a
assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento em
creches e pré-escolas até
a) 6 (seis) anos de idade.
b) 5 (cinco) anos de idade.
c) 7 (sete) anos de idade.

84
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

d) 8 (oito) anos de idade.


e) 9 ( nove ) anos de idade.
66. (FCC/Técnico - TRT 8º/2010)É direito do trabalhador urbano
e rural:
a) assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento
até cinco anos de idade em creches e pré-escolas.
b) seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do empregador, com
exclusão da indenização a que este está obrigado, quando incorrer
em dolo ou culpa.
c) ação, quanto aos créditos resultantes das relações de trabalho,
com prazo prescricional de dois anos para os trabalhadores urbanos e
rurais, até o limite de cinco anos após a extinção do contrato de
trabalho.
d) proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de
dezoito anos e de qualquer trabalho a menores de quinze anos, salvo
na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos.
e) ação, quanto aos créditos resultantes das relações de trabalho,
com prazo prescricional de três anos para os trabalhadores urbanos e
rurais, até o limite de cinco anos após a extinção do contrato de
trabalho.
67. (FCC/AJAJ-TRT 7ª/2009) É INCORRETO afirmar que são
direitos dos trabalhadores urbanos e rurais:
a) irredutibilidade do salário, salvo o disposto em convenção ou
acordo coletivo.
b) piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.
c) relação de emprego protegida contra despedida arbitrária ou sem
justa causa, nos termos de lei delegada, que preverá indenização
compensatória, dentre outros direitos.
d) participação nos lucros, ou resultados, desvinculada da
remuneração, e, excepcionalmente, participação na gestão da
empresa, conforme definido em lei.
e) salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de
baixa renda nos termos da lei.
68. (FCC/TJ-PA/2009) Quanto aos direitos dos trabalhadores
urbanos e rurais garantidos na Constituição Federal, é INCORRETO
afirmar que:
a) é garantida a distinção entre trabalho manual, técnico e
intelectual, bem como entre os profissionais respectivos.

85
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) a remuneração do serviço extraordinário deve ser superior, no


mínimo, em 50% a do normal.
c) a remuneração do trabalho noturno deve ser superior à do diurno.
d) a retenção dolosa do salário constitui crime.
e) o décimo terceiro salário deve ser calculado com base na
remuneração integral ou no valor da aposentadoria.
69. (FCC/Analista - TRT 15ª/2009 - Adaptada) Dentre as
proposições abaixo, relacionadas aos Direitos Sociais, é INCORRETO
afirmar que:
a) o 13° salário será calculado com base na remuneração integral ou
no valor da aposentadoria.
b) o piso salarial será proporcional à extensão e à complexidade do
trabalho.
c) as férias anuais serão remuneradas com, no máximo, um terço a
mais do que o salário normal.
d) é garantido salário, nunca inferior ao mínimo, para os que
percebem remuneração variável.
e) é proibida qualquer discriminação entre trabalho manual, técnico e
intelectual ou entre os profissionais respectivos.
70. (FCC/Técnico - TRT 15ª/2009 - Adaptada) Quanto aos
Direitos Sociais dos trabalhadores urbanos e rurais, é INCORRETO
afirmar que
a) o repouso semanal remunerado deverá ser aos domingos.
b) o salário é irredutível, salvo o disposto em convenção ou acordo
coletivo.
c) a remuneração do serviço extraordinário deverá ser superior, no
mínimo, em cinquenta por cento à do normal.
d) o aviso prévio é proporcional ao tempo de serviço, sendo no
mínimo de trinta dias, nos termos da lei.
71. (FCC/Analista-MPE-SE/2009) É assegurada, nas empresas
de mais de cem empregados, a eleição de um representante destes
com a finalidade exclusiva de promover-lhes o entendimento direto
com os empregadores.
72. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009) É garantido o seguro-
desemprego em caso de desemprego voluntário ou involuntário.
73. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009) Para o trabalho realizado em
turnos ininterruptos de revezamento, a jornada é de seis horas, salvo
negociação coletiva.

86
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

74. (FCC/Técnico - TRF 5ª /2008) É proibida a diferenciação de


salários, de exercício de funções e de critério de admissão por motivo
de sexo, idade, cor ou estado civil.
75. (FCC/Técnico - TRF 5ª /2008) É proibida qualquer
discriminação no tocante a salário e critérios de admissão do
trabalhador portador de deficiência.
76. (CESPE/Técnico-TRE-MG/2009) Não constitui direito social
dos trabalhadores urbanos e rurais
a) a garantia de salário, nunca inferior ao mínimo, para os que
percebem remuneração variável.
b) o seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do empregador,
excluindo-se a indenização a que este está obrigado, quando incorrer
em dolo ou culpa.
c) a irredutibilidade do salário, salvo o disposto em convenção ou
acordo coletivo.
d) a assistência gratuita aos filhos e dependentes, desde o
nascimento até cinco anos de idade, em creches e pré-escolas.
e) a igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo
empregatício permanente e o trabalhador avulso.
77. (CESPE/Procurador - Boa Vista/2010) Nas empresas com
mais de duzentos empregados, é assegurada a eleição de um
representante dos empregados com a finalidade exclusiva de
promover o entendimento direto entre eles e os empregadores.
78. (CESPE/Procurador - Boa Vista/2010) A previsão
constitucional de regras diferenciadas de aposentadoria para quem
exerça atividades sob condições especiais que prejudiquem a sua
saúde ou a sua integridade física carece de regulamentação
infraconstitucional. Por essa razão, caso a regulamentação não seja
produzida, os servidores que exerçam atividades nocivas podem
solicitar a aplicação, por analogia, das regras do regime geral de
previdência.
79. (CESPE/TRT-17ª/2009) A disposição constitucional que
prevê o direito dos empregados à participação nos lucros ou
resultados da empresa constitui norma de eficácia limitada.
80. (CESPE/Procurador-BACEN/2009) É direito social dos
trabalhadores urbanos e rurais a jornada de sete horas para o
trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo
negociação coletiva.
81. (CESPE/AJAJ - TRT 5ª/2009) Entre os direitos sociais
previstos na CF, inclui-se a proteção do trabalhador em relação à
automação, na forma da lei.
87
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

82. (CESPE/AJAJ - TRT 5ª/2009) Segundo a CF, o trabalhador


tem direito ao gozo de férias anuais remuneradas com um adicional
de, pelo menos, um sexto do salário normal.
83. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008)Constitui direito social dos
trabalhadores urbanos e rurais o seguro contra acidentes de trabalho,
a cargo do empregador, excluindo-se a indenização a que este está
obrigado, quando incorrer em dolo ou culpa.
84. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008)Constitui direito social dos
trabalhadores urbanos e rurais a irredutibilidade do salário, salvo o
disposto em convenção ou acordo coletivo.
85. (CESPE/TJAA-TRE-MG/2008)Constitui direito social dos
trabalhadores urbanos e rurais a assistência gratuita aos filhos e
dependentes, desde o nascimento até cinco anos de idade, em
creches e pré-escolas.
86. (ESAF/AFRFB/2009) Segundo a Constituição de 1988, a
mulher é protegida quanto ao mercado de trabalho, mediante
incentivos específicos.
87. (ESAF/AFRFB/2009) Nos termos da Constituição Federal de
1988, é assegurado assistência gratuita aos filhos e dependentes
desde o nascimento até 7 (sete) anos de idade em creches e pré-
escolas.
88. (ESAF/ATRFB/2009)Os intervalos fixados para descanso e
alimentação durante a jornada de seis horas descaracterizam o
sistema de turnos ininterruptos de revezamento previsto no texto
constitucional.
89. (ESAF/AFRF/2006) Para o trabalho realizado em turnos
ininterruptos de revezamento, a jornada será sempre de seis horas.
90. (ESAF/CGU/2006)É direito social do trabalhador duração do
trabalho normal não superior a oito horas diárias e quarenta
semanais, facultada a compensação de horários e a redução da
jornada, mediante acordo ou convenção coletiva de trabalho.
91. (ESAF/Técnico da Receita Federal/2006)Sobre direitos
sociais, marque a única opção correta.
a) A duração do trabalho normal tem previsão constitucional, não
havendo a possibilidade de ser estabelecida redução da jornada de
trabalho.
b) Nos termos da Constituição Federal, a existência de seguro contra
acidentes de trabalho, pago pelo empregador, impede que ele venha
a ser condenado a indenizar o seu empregado, em caso de acidente
durante a jornada normal de trabalho.

88
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) A irredutibilidade do salário não é um direito absoluto do


empregado, podendo ocorrer redução salarial, desde que ela seja
aprovada em convenção ou acordo coletivo.
d) A Constituição Federal assegura, como regra geral, a participação
do empregado na gestão da empresa, salvo disposição legal em
contrário.
e) Não integra os direitos sociais, previstos na Constituição Federal, a
assistência aos desamparados.
92. (ESAF/AFRF/2006) Nos termos da Constituição Federal, é
assegurada ao empregado a participação nos lucros, ou resultados,
vinculada à remuneração, e à participação na gestão da empresa.
93. (ESAF/Advogado-IRB/2006) Por ser um direito fundamental
do trabalhador, o princípio da irredutibilidade salarial não admite
exceções.
94. (ESAF/CGU/2006) Nos termos da Constituição Federal, o piso
salarial deverá ser proporcional à extensão e à complexidade do
trabalho.
95. (ESAF/AFRF/2006) O salário-família, pago em razão do
dependente, é direito apenas do trabalhador considerado de baixa
renda, nos termos da lei.
96. (ESAF/TRF/2006) Nos termos da Constituição Federal, o
repouso semanal é remunerado e deve ser concedido aos domingos.
97. (ESAF/AFRF/2006) A Constituição Federal fixa que a
remuneração do serviço extraordinário será superior em cinqüenta
por cento à do normal.
98. (ESAF/AFRF/2006) A Constituição Federal assegura a eleição,
nas empresas, de um representante dos empregados com a
finalidade exclusiva de promover o entendimento direto com os
empregadores.
99. (FGV/Oficial de Cartório PCRJ/2009) As alternativas a
seguir apresentam alguns direitos dos trabalhadores urbanos e rurais,
previstos na Constituição de 1988, à exceção de uma. Assinale-a.
a) Estabilidade.
b) Licença paternidade.
c) Irredutibilidade de salário, salvo o disposto em convenção ou
acordo coletivo.
d) Participação nos lucros.
e) Assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento
até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-escolas.

89
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

100. (FGV/Analista de Gestão Administrativa – SAD –


PE/2009) Com relação aos benefícios que o art. 7.º da Constituição
Federal assegura aos trabalhadores urbanos e rurais, analise as
afirmativas a seguir.
I. Adicional de remuneração para as atividades entediantes, penosas,
insalubres ou perigosas, na forma da lei.
II. Assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento
até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-escolas.
III. Proibição de diferença de salários, de exercício de funções e de
critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil.
Assinale:
a) se nenhuma afirmativa estiver correta.
b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
c) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.
101. (FGV/Polícia Legislativa – Senado Federal/2008)Nos
termos da Constituição Federal/1988, aplicam-se aos servidores
ocupantes de cargos públicos os direitos sociais enunciados nas
alternativas a seguir, à exceção de uma. Assinale-a.
a) duração do trabalho normal não superior a oito horas diárias e
quarenta e quatro horas semanais.
b) adicional de remuneração para as atividades penosas, insalubres
ou perigosas na forma de lei complementar.
c) proteção do mercado de trabalho da mulher, mediante incentivos
específicos, nos termos da lei.
d) salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de
baixa renda nos termos da lei.
e) remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo, em
50% (cinquenta por cento) à do normal.
102. (FCC/Procurador do MP junto ao TCE-MG/2007) São
assegurados à categoria dos trabalhadores domésticos o direito,
dentre outros,
a) à proteção do mercado de trabalho da mulher, mediante incentivos
específicos, nos termos da lei.
b) à licença-paternidade, nos termos fixados em lei.
c) à remuneração do serviço extraordinário, superior, no mínimo a
cinqüenta por cento à do normal.
90
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

d) ao salário-família, pago em razão do dependente do trabalhador


de baixa renda, nos termos da lei.
e) ao reconhecimento das convenções e acordos coletivos de
trabalho.
103. (FCC/Analista-MPE-SE/2009 - Adaptada) É assegurada à
categoria dos trabalhadores domésticos a proteção em face da
automação, na forma da lei (Certo/Errado).
104. (FCC/Técnico do MPU/2007)De conformidade com a ordem
constitucional vigente, dentre os direitos sociais, é assegurado à
categoria dos trabalhadores domésticos
a) proteção em face de automação a critério da empresa.
b) piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.
c) remuneração do trabalho noturno superior à do diurno.
d) pagamento de horas extras pelo serviço extraordinário prestado.
e) repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos.
105. (CESPE/AJAA-TRT 5/2008)O direito à licença paternidade
também é assegurado à categoria dos empregados domésticos.
106. (ESAF/Fiscal – ISS - RJ/2010) Assinale a opção na qual não
consta direito assegurado expressamente pela Constituição Federal a
servidor ocupante de cargo público:
a) Décimo terceiro salário.
b) Remuneração do trabalho noturno superior à do diurno.
c) Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.
d) Remuneração do serviço extraordinário superior, no mínimo, em
cinquenta por cento à do normal.
e) Salário mínimo.
107. (ESAF/Técnico-ANEEL/2004) A categoria dos trabalhadores
domésticos não faz jus a receber salário-mínimo.
108. (ESAF/TCE-PR/2003) O texto constitucional prevê o direito
ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço à categoria dos
trabalhadores domésticos.
109. (ESAF/TRF/2003) É assegurado pela Constituição o direito a
fundo de garantia por tempo de serviço a ser fornecido a todos os
trabalhadores brasileiros públicos e privados.
110. (CESGRANRIO/Investigador - Polícia Civil do RJ/2008)
Dos direitos sociais apresentados a seguir, qual é assegurado pela
Constituição Federal aos servidores civis ocupantes de cargos
públicos?
91
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

a) Fundo de garantia do tempo de serviço.


b) Aviso prévio de, no mínimo, 30 (trinta) dias.
c) Reconhecimento das convenções coletivas de trabalho.
d) Seguro desemprego, em caso de desemprego involuntário.
e) Repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos.
111. (TRT 6/Juiz Substituto TRT 6/2010)A celebração de
Convenções e Acordos Coletivos de trabalho constitui direito de todos
os trabalhadores, públicos ou privados.
112. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) É garantida a criação de mais de
uma organização sindical, em qualquer grau, representativa de
categoria profissional ou econômica, na mesma base territorial.
113. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) O aposentado filiado não terá
direito a votar e ser votado nas organizações sindicais.
114. (FCC/ TJ-AA- TRT-8/ 2013) Só será obrigado a filiar-se ou a
manter-se filiado a sindicato o trabalhador que se enquadrar nas
previsões legais.
115. (FCC/AJEM - TRT 8º/2010)O direito que impõe aos
sindicatos diversos requisitos que se coadunem com os princípios
constitucionais, sendo que deverão os estatutos estabelecer eleições
periódicas e por escrutínio secreto para seus órgãos dirigentes,
quorum de votações para assembleias gerais, inclusive deflagração
de greves, controle e responsabilização dos órgãos dirigentes, é
classificado como
a) de relacionamento.
b) de liberdade de constituição.
c) de independência.
d) democrático.
e) de autonomia.
116. (FCC/Auxiliar - TJ-PA/2009) Todos deverão ser compelidos
a associar-se ou a permanecer associado a sindicato na vigência do
contrato de trabalho.
117. (FCC/Analista-MPE-SE/2009) Cabe ao sindicato a defesa
dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria que
representa, sendo, contudo, facultativa sua participação nas
negociações coletivas de trabalho.
118. (FCC/Analista - TRT-18ª/2008) A lei não poderá exigir
autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o
registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a
interferência e a intervenção na organização sindical.

92
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

119. (FCC/Analista - TRT-18ª/2008) É vedada a criação de mais


de uma organização sindical, em qualquer grau, representativa de
categoria profissional ou econômica, na mesma base territorial, que
será definida pela autoridade pública administrativa competente, não
podendo ser inferior à área de um Município.
120. (FCC/Procurador - Recife/2008) A disciplina constitucional
sobre os sindicatos não se aplica à organização de sindicatos rurais e
de colônias de pescadores, que se sujeita a disciplina legal específica.
121. (FCC/Procurador - Recife/2008) É vedada a dispensa do
empregado sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo
de direção ou representação sindical.
122. (FCC/Técnico - TRT 16ª/2009) O aposentado tem o direito
de votar nas organizações sindicais, salvo o de ser votado.
123. (CESPE/MPS/2010) Para a fundação de sindicato, é exigida
autorização do Estado, mediante o devido registro no órgão
competente do Poder Executivo, sendo facultado ao poder público
intervir na organização sindical, em especial no que se refere ao
número limite de dirigentes da entidade.
124. (CESPE/Juiz Federal Substituto - TRF 1ª/2009)A CF não
prevê, entre os direitos sociais coletivos dos trabalhadores, o direito
de representação classista.
125. (CESPE/Juiz Federal Substituto - TRF 1ª/2009) De acordo
com a CF, a fundação de sindicato rural demanda autorização prévia
do poder público e registro no órgão estatal competente.
126. (CESPE/Técnico-TCU/2009) A contribuição sindical definida
em lei é obrigatória, mesmo para os profissionais liberais que não
sejam filiados a sindicato.
127. (ESAF/ATRFB/2009)A lei poderá exigir autorização do Estado
para a fundação de sindicato, devendo, ainda, ser efetuado o registro
no órgão competente.
128. (ESAF/ATRFB/2009)É vedada a criação de mais de uma
organização sindical, em qualquer grau, representativa de categoria
profissional ou econômica, na mesma base territorial, que será
definida pelos trabalhadores ou empregadores interessados, não
podendo ser inferior à área de um Estado Federado.
129. (ESAF/CGU/2006)A contribuição para custeio do sistema
confederativo é descontada em folha e obrigatória para todos os
integrantes da categoria profissional.
130. (ESAF/ENAP/2006) A contribuição para custeio do sistema
confederativo da representação sindical respectiva, quando fixada em

93
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

assembléia geral, é obrigatória para toda a categoria profissional,


sendo descontada em folha.
131. (ESAF/ATRFB/2009)É vedada a dispensa do empregado
sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo de direção ou
representação sindical e, se eleito, ainda que suplente, até o final do
mandato, salvo se cometer falta grave nos termos da lei.
132. (ESAF/AFT/2006) É vedada a dispensa do empregado
sindicalizado eleito para cargo de representação sindical a partir de
sua eleição até um ano após o final do mandato.
133. (ESAF/MRE/2004) A participação dos sindicatos nas
negociações coletivas é sempre obrigatória.
134. (ESAF/CGU/2004) Segundo a jurisprudência do STF, havendo
mais de um sindicato constituído na mesma base territorial, a
sobreposição deve ser resolvida com base no princípio da
anterioridade, cabendo a representação da classe trabalhadora à
organização que primeiro efetuou o registro sindical.
135. (ESAF/CGU/2004) Segundo a jurisprudência do STF, a
estabilidade do dirigente sindical, no caso do servidor público,
estende-se inclusive ao cargo em comissão eventualmente por ele
ocupado à época de sua eleição.
136. (ESAF/MPOG/2001) É obrigatória a filiação a sindicato
representativo do segmento econômico em que o trabalhador atua.
137. (FGV/Analista de Controle Interno – SAD – PE/2009)A
respeito do estatuto constitucional da criação e funcionamento de
sindicatos de categorias profissionais, assinale a alternativa correta.
a) Lei complementar estabelecerá hipóteses e procedimentos com
vistas à obtenção de autorização estatal para a fundação de
sindicatos profissionais.
b) Ao sindicato cabe a defesa dos direitos coletivos da categoria,
sendo-lhe vedada a representação judicial de interesses individuais.
c) A Constituição consagrou o princípio da unicidade sindical, segundo
o qual é vedada a criação de mais de uma organização sindical
representativa de categoria profissional ou econômica na mesma
base territorial.
d) Os aposentados filiados têm direito de voto, mas não podem ser
votados para a diretoria do respectivo sindicato profissional.
e) É vedada a sindicalização de servidores públicos.
138. (FCC/Analista-MPE-SE/2009 - Adaptada) é assegurado o
direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a
oportunidade de exercê-lo, exceto nos casos de serviços ou
atividades essenciais, em que a Constituição proíbe sua realização.
94
Prof Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR
Direito Constitucional- 5 FONTES
Aula 7- Direitos Sociais
Prof. Vítor Cruz e Rod rigo Duarte

139. (ESAF/ENAP/2006) No exerc1c10 do direito de greve,


compete aos traba lhadores dispor sobre o atendimento das
necessidades inadiáveis da comunidade, sendo que eventuais abusos
cometidos sujeitam os responsáveis às penas da lei .
140. (ESAF/CGU/2006) A legalidade do exercício do direito de
greve pelo trabalhador, nos termos da Constituição Federal, é
aferida em face do período de dissídio da categoria .
141. (ESAF/CGU/2004) A decretação de greve por questões
salariais, fora da época de dissídio coletivo, não encontra respaldo no
direito de greve definido no texto constitucional.
GABARITO:
1 Correto 30 c 59 Correto 88 Erra do
~-
117 Errado
2 Errado 31 E 60 Errado 89- i Errado 118 Correto
3 Correto 32 B 61 E ~ .• 1 Errado 119 Errado
c
~
4 Errado 33 Correto 62 D 120 Errado
5 A 34 Correto 63 Errado Errado 121 Correto
6 Correto 35 Errado 64 _ Errado 93 Errado 122 Errado

~
7 D 36 Errado B 94 Correto 123 Errado
8 E 37 Correto A 95 Correto 124 Errado
9 B 38 Errado c 96 Errado 125 Errado
10 c 39 Correto ' - 68 A 97 Errado 126 Correto
. . _, , c
.
11 Errado 40 ' Errado 69 98 Errado 127 Errado
12 Correto Errado 70 A 99 A 128 Errado
13 Correto ..,.~· Correto 71 Errado 100 D 129 Errado
14 Correto "43 Errado 72 Errado 101 B 130 Errado
15 Correto .,.. 44 Errado 73 Correto 102 B 131 Errado
l&.. t Errado 45 Correto 74 Correto 103 Errado 132 Errado
- .ft\-- Correto 46 c 75 Correto 104 E 133 Correto
...'f'i8 ~ E 47 Errado 76 B 105 Correto 134 Correto
19 c 48 Errado 77 Correto 106 c 135 Errado

- D-
20
21
Correto

A
B
49
50
Errado
Errado
~-- Correto ~--
78
79
Correto
Correto
Errado
~..
107
108
-
Errado
Correto
Errado ~138-
136
137
Errado
c
Errado
D
M

--
25
A
Correto
D
52
53
54
Errado
Correto
Correto
81
112
.. Correto
Errado
Errado
11D
111
112
E
Errado
Errado
138
14D
141
Errado
Errado
Errado

'D

-
Errado
Errado
Correto
Errado
--
55 Errado
Correto
ra Correto
Errado
M

ra
-- Correto
Correto
Correto
Errado
113
114
115
118
Errado
Errado
D
Errado

95
Prof Vítor Cruz e Rodriao Duarte WWW PONTODOSCONCURSOS COM BR