Você está na página 1de 28

capítulo 15

Aplicação e manutenção
de unhas postiças
O embelezamento das unhas é um procedimento utilizado há muito tempo. A indústria da
beleza vem crescendo nessa área e, para suprir sua demanda, foram inauguradas vários
estéticas especializadas que oferecem serviços em cuidado, aprimoramento e arte nas unhas.
Este capítulo trata da aplicação de unhas postiças com técnicas específicas para uma
finalização perfeita e natural.

Objetivos de aprendizagem
s Utilizar métodos seguros e eficazes de trabalho ao realizar a aplicação, a
manutenção e a remoção de unhas postiças.
s Aplicar um conjunto completo de coberturas naturais e pontas artificiais.
s Aplicar um conjunto completo de unhas postiças.
s Indicar os produtos adequados para cuidados posteriores.
s Introdução
A indústria das unhas está em constante mudança e, por isso, é importante que o profissional se
mantenha atualizado por meio de cursos e treinamentos. Também é aconselhável a leitura de ma-
nuais de fabricantes, para que ele possa orientar corretamente seus clientes.
Quando o profissional é qualificado em diferentes técnicas de embelezamento de unhas, há várias
oportunidades de carreira, como trabalhar em uma estética especializada ou oferecer serviços adi-
cionais aos tratamentos que já realiza.

PARA SABER MAIS


Pratique! Pratique! Pratique! Não deixe pontas ásperas. Faça o polimento até obter brilho e não haver defeitos na
superfície. Acerte no formato da unha e no equilíbrio. A maioria dos sistemas tem uma técnica de aplicação e propor-
ção (líquido/pó) diferente. Aperfeiçoe isso antes de trabalhar no cliente. Se você não o fizer, os clientes reclamarão
de unhas descoladas e quebradas e não retornarão. Sempre verifique o comprimento e o formato com o cliente e o
aconselhe.

s Aplicação, manutenção e remoção de unhas postiças


s Preparando a estética
Durante os serviços de extensão de unhas, produtos químicos fortes são utilizados e resíduos pe-
rigosos são gerados. Ao se expor continuamente sem a proteção adequada, o profissional pode
estar correndo o risco de contrair doenças ocupacionais. De acordo com a legislação específica,
o empregador tem o dever de estabelecer medidas de controle para a proteção dos funcionários.
Ao realizar a avaliação de riscos, o empregador pode determinar quais são as principais fontes de va-
pores e poeira tóxicos e os tipos de exposição: por inalação, digestão ou absorção. Medidas de controle
apropriadas devem ser estabelecidas, tais como o uso de máscaras.

Prevenindo a inalação
A ventilação natural, proporcionada por janelas amplas, permite que
o ar fresco circule pela área de trabalho, amenizando a exposição a
fumaças. A instalação de ventilação artificial, como exaustores, tem
um custo mais elevado, e deve expelir o ar para o ambiente exter-
no e não para outra sala do prédio. O local ou a estação de trabalho
onde é feita a aplicação de unhas postiças deve ter um equipamento
de extração que contenha um mecanismo de filtragem. Isso reduzirá
Técnicas em estética

consideravelmente a quantidade de poeira tóxica, atraindo-a para o


filtro e para longe dos pulmões. Além disso, exaustores portáteis, que
funcionam de forma semelhante, podem ser colocados na estação
durante os procedimentos que envolvem a geração de resíduos. Os
Figura 15.1 Estação de unhas com mecanismo
filtros devem ser trocados com frequência para serem eficazes.
de filtragem.

382
O técnico em unhas deve seguir algumas regras gerais para reduzir o risco de exposição. São elas:
1. Não exponha os produtos químicos usados até o momento necessário.
2. Retire quantidades pequenas do produto para o uso na estação de unhas.
3. Limpe pincéis e vazamentos. Limpe o excesso de produtos com um lenço ou papel-toalha e o ATENÇÃO
Existem legislações sobre
descarte em uma lixeira de metal com pedal.
uso, armazenamento e
4. Use apenas lixeiras de metal com pedal e com tampa de fechamento automático para o des- eliminação de substâncias
carte dos produtos químicos, para que os vapores sejam contidos. Não utilize uma lixeira sem potencialmente prejudiciais
tampa. usadas durante atividades
5. Esvazie a lixeira frequentemente. Amarre a sacola com firmeza, e coloque-a na lixeira externa. cotidianas no trabalho.
Não deixe que a sacola permaneça armazenada dentro do prédio.

Prevenindo a ingestão
Para evitar a ingestão acidental, o profissional deve lavar as mãos minuciosamente após a realiza-
ção de cada serviço e antes de consumir alimentos. Nenhuma comida ou bebida deve ser consu-
mida na estação de unhas, mas pode ser disponibilizada água em uma garrafa de plástico fechada.
Os clientes também devem ser conscientizados sobre os riscos e orientados a não colocar as unhas
ou dedos na boca.

Prevenindo a absorção
O profissional pode reduzir a absorção de produtos químicos pela pele cobrindo, se houver, feri-
mentos abertos nas mãos e lavando-as rigorosamente, caso entrem em contato com algum resíduo
químico. Luvas sem látex e sem talco podem ser usadas pelo profissional ao longo do tratamento.
O técnico deve regular a exposição do cliente aos produtos químicos, evitando o máximo possível
o contato com a pele ao redor da unha. Os clientes devem receber orientações sobre a manutenção
para que saibam os riscos que correm ao usar um conjunto de aprimoramentos de unhas.
Deve-se ter cuidado ao remover os produtos, evitando vazamentos, absorção, ingestão e inalação
de resíduos tóxicos.

Equipamentos de proteção individual


Equipamentos de proteção individual (EPI), como luvas sem látex e sem talco, devem ser usados
ao transportar produtos químicos de um recipiente maior para outro menor. Eles também devem
ser usados quando forem recomendados pelas instruções de segurança do manual do fabrican-
te. Óculos de proteção também devem estar disponíveis quando houver risco de esguicho desses
produtos e para quando pedaços de unha saltarem durante o corte. Os óculos devem ser feitos de
materiais resistentes a solventes e devem ter estruturas laterais largas, para oferecer uma proteção
DICA
adequada. Os óculos de segurança podem ser oferecidos para os clientes durante o serviço de
Caso entre poeira dentro
unhas.
dos recipientes de produtos
Uma máscara de proteção evita o contato com o pó gerado durante o serviço. No entanto, as más- para unhas, ou se a unha
caras são geralmente ineficazes contra os vapores emitidos pelos produtos em uso. As ventilações entrar em contato com poeira,
artificial e natural são medidas mais eficientes na proteção contra os efeitos nocivos de resíduos de o resultado final terá um
produtos químicos perigosos. aspecto arenoso.

383
Iluminação, clima e ambiente
Deve haver luz suficiente para permitir que o profissional realize um trabalho atento e detalhado.
Uma lâmpada sobre a estação de unhas fornecerá uma luz mais intensa durante o serviço.
Uma estética especializada em unhas pode ter um ambiente alegre, com músicas populares e ani-
madas (uma rádio popular, por exemplo). Os profissionais de unhas e clientes sentam próximos uns
aos outros, e a atmosfera pode ser semelhante àquela do salão de cabeleireiro.
Uma estação de tratamento de unhas dentro da área de um SPA ou de uma estética tradicional
pode ser bem diferente daquela da estética especializada em unhas, com música e decoração que
criam paz, tranquilidade e uma atmosfera relaxante, sem o estresse da vida diária.

Preparação do esteticista/manicure
São abordados no Capítulo 1 a importância da aparência pessoal e higiene, bem como as boas ha-
bilidades de comunicação. Um profissional deve lavar suas mãos minuciosamente antes e depois
de cada atendimento, mas as mãos podem ser esterilizadas durante o serviço com um spray de
esterilização de mãos com álcool. O uso de esmalte ou unhas postiças pelo técnico é aceitável em
um ambiente de trabalho, pois age como um atrativo para os serviços oferecidos.
É aconselhável que lentes de contatos sejam evitadas ao lidar com os produtos para unhas, pois
esguichos acidentais nos olhos podem derreter as lentes e fazer com que elas grudem nos olhos.
Além disso, o pó produzido durante esses serviços pode ser absorvido pela lente e arranhar a su-
perfície do olho. Óculos de proteção podem ser usados durante o manuseio de produtos e por
clientes usuários de lentes de contato.

Preparação da estação de trabalho


Tanto o cliente quanto o profissional devem estar sentados confortavelmente para evitar lesões
por esforço repetitivo (LER) ou doenças musculoesqueléticas, que podem ser causadas pelo esti-
ramento ou torção excessivos quando a posição sentada é adotada por longos períodos de tempo
durante o atendimento.
1. Certifique-se de que a estação de unhas esteja na altura correta para o trabalho. Ela deve ser
uma mesa de altura regular, porém mais estreita, para evitar a necessidade de esticar-se.
2. As cadeiras devem ter apoio ajustável para as costas.
3. O apoio para os pés deve ser utilizado, caso o técnico não consiga ficar com os pés apoiados
totalmente no chão com a cadeira na altura correta para o trabalho.
4. Coloque os itens a serem utilizados na altura dos joelhos até a altura dos ombros.
5. Não vire o corpo para alcançar produtos e equipamentos. Em vez disso, mova os pés, direcio-
nando-os para o mesmo lado que o corpo.
6. Um suporte para o cotovelo ou para o pulso deve ser disponibilizado ao técnico e ao cliente
para prevenir LER no pulso.
7. Evite agarrar os instrumentos e os equipamentos com muita força. Use somente a força sufi-
Técnicas em estética

ciente para controlá-los.


8. Pratique exercícios de alongamento para os dedos, mãos, pulsos, braços, ombros e pescoço
regularmente.

384
9. Faça pausas durante as atividades. Organizando a agenda, as tarefas podem ser variadas, inter-
calando atividades longas com tarefas menores que sejam menos cansativas.
A estação de unhas e o carrinho auxiliar devem conter todos os instrumentos, produtos, materiais e
equipamentos necessários para o serviço. Isso economiza tempo e evita interromper o atendimen-
to sem necessidade. O carrinho deve estar forrado com papel absorvente descartável para secar
qualquer derramamento e ter os instrumentos e equipamentos de limpeza organizados de forma
a serem de fácil alcance e aplicação. Para os métodos e procedimentos de esterilização adequados,
consulte o Capítulo 1.

Duração de tempo para serviços de embelezamento de unhas


A Tabela 15.1 apresenta a duração média dos serviços de unhas postiças.

Tabela 15.1 s Tempos de serviço para unhas postiças


Descrição do serviço Tempo do serviço
Embelezamento de unhas – conjunto completo 2 horas
Cobertura para unhas – conjunto completo 2 horas
Extensão de unhas – preenchimento 2 horas
Extensão de unhas – manutenção 60-90 minutos
Cobertura de unhas 90 minutos

s Produtos químicos e equipamentos


Produtos, instrumentos e equipamentos especiais são usados nas extensões de unhas. É preciso ter
cuidado ao manusear produtos químicos, pois podem ser tóxicos.
Os esterilizantes de unhas são sprays à base de álcool, usados antes do sistema de extensão de
unhas para prevenir o desenvolvimento de fungos e de bactérias que ocorre entre a unha natural
e a extensão.
Os produtos tipo primer limpam e desidratam a placa ungueal. Eles extraem a umidade da unha e
removem o óleo da superfície e as bactérias da placa ungueal, criando uma base para a aderência
do acrílico. Os primers não devem entrar em contato com a pele ao redor, pois são altamente cáus- ATENÇÃO
ticos. Eles devem secar antes do início da próxima etapa do processo. Os primers para unhas
são corrosivos e devem ser
As pontas artificiais de unhas são normalmente de plástico ou de nylon e são usadas para alongar
usados com moderação.
as unhas naturalmente curtas. Estão disponíveis em tamanhos e curvaturas diferentes para servir
Novas fórmulas já estão
na maioria das unhas naturais, com algumas customizações.
sendo desenvolvidas.
Pós acrílicos possuem polímeros, uma longa cadeia de unidades químicas, como o polimetilmeta-
crilato.
Os líquidos acrílicos são monômeros como metilmetacrilato, ou seja, unidades químicas que for-
mam um polímero.
Ao misturar o líquido e o pó, uma reação química ocorre, produzindo uma substância que é uma
extensão de unha durável e forte. O pó possui várias cores como, por exemplo, rosa e branco, para
criar um efeito de francesinha.

385
Os produtos em gel contêm monômeros que, quando expostos à luz ultravioleta (UV), formam po-
límeros que endurecem e formam a extensão de unha. Os produtos de cobertura são papéis, fibra
de vidro, pedaços de seda e linho, geralmente em tiras que são cortadas no tamanho certo. As tiras
podem ter suporte adesivo para ajudar no posicionamento sobre a unha. Colas para a cobertura e
sprays adesivos podem ser usados se a tira não tiver um lado adesivo.
Resina de fibra de vidro é um líquido usado com o sistema de fibra de vidro para proporcionar a co-
bertura das pontas. O ativador de resina é um químico que é borrifado na fibra de vidro e na resina
para acelerar o processo de endurecimento e fixação da resina.

Equipamentos e instrumentos
Instrumentos para a cutícula – uma variedade de instrumentos pode ser usada, mas o mais po-
pular é a espátula de cutícula, usada para empurrar e levantar a cutícula da placa ungueal. Isso é
importante para assegurar que o sistema de extensão de unhas seja fixado na unha natural, e que
a extensão finalizada fique bem encaixada.
Tesoura cegonha – um par de tesouras com lâminas afiadas, usadas para cortar e aparar tecidos de
IMPORTANTE
cobertura para unhas, como a seda.
O metilmetacrilato (MMA)
foi proibido nos Estados Formas de unha – são feitas de material maleável, de plástico ou de papel, permitem que a unha
Unidos e em vários locais no seja construída usando diferentes moldes.
Reino Unido devido à reação Pincéis – são feitos de zibelina e estão disponíveis em tamanhos diferentes. São instrumentos
exotérmica extrema e ao
importantes para a aplicação de produtos que dão forma às unhas. Os pincéis devem ser bem
efeito desse calor sobre a
cuidados, devendo ser limpos imediatamente após o uso. Em vez de usar água e sabão, um lí-
unha e a pele.
Ele foi substituído pelo
quido monomérico se mostra eficaz para a limpeza de pincéis. No entanto, ele resseca o pelo de
etilmetacrilato (EMA). zibelina.
Lixas e polidores – possuem vários formatos e tamanhos baseados em uma gradação de acordo
com a força. Quanto mais grossa a superfície, mais baixo o número de força: 60 a 100 são lixas gros-
sas usadas para dar formato. As de 100 a 180 são usadas em acrílico e gel UV. A de força 240 é fina,
usada para mesclar e alisar.
Cortadores de pontas – são desenvolvidos para fazer um corte preciso ao aparar e definir as pontas
das unhas.
Pote de vidro Dappen – são pequenos recipientes de vidro com tampas de rosca usados para guar-
dar pequenas quantidades de líquido monomérico. O
pequeno gargalo do pote reduz a área de superfície do
líquido exposto, limitando sua evaporação.
Uma caixa de luz UV é utilizada para curar o gel UV nos
sistemas de extensão de unhas. O produto é colocado
sob a luz para curar ou endurecer no formato escolhido.
A luz pode tremer quando é ligada, então os clientes ou
técnicos que sofrem de epilepsia devem olhar para o lado
nesse momento. A visualização da luz não é perigosa,
Técnicas em estética

mas deve-se evitar olhar diretamente para o bulbo UV


durante a iluminação.
Figura 15.2 Produtos para extensão de unhas.

386
s Preparação do serviço de
extensão de unhas
Os requisitos específicos para a realização desse trata-
mento incluem estabelecer a necessidade do cliente, as
preferências e as adequações do serviço. É especialmente
importante fazer o atendimento, preparar um plano de
tratamento e chegar a um acordo sobre o resultado final.

Figura 15.3 Instrumentos e equipamentos utilizados nos


s Adequação do cliente serviços de extensão de unhas.
Assim como com qualquer serviço, é importante verifi-
car contraindicações ao tratamento. Os detalhes sobre as
técnicas de questionamento apropriadas durante o atendimento são descritos no Capítulo 1. Essas
técnicas devem ser usadas para identificar a presença de doenças de pele e de unhas, como descri-
to nos Capítulos 11, 12 e 13.
Algumas doenças que impedem ou restringem o tratamento são:
s Onicólise (separação da unha do leito ungueal ou outra lesão); IMPORTANTE
s Eczema, psoríase ou dermatite graves; As diretrizes para tratar
menores de idade incluem
s Reações alérgicas aos produtos químicos utilizados. a autorização por escrito
Aqueles que restringem o tratamento são: dos pais ou responsáveis.
s Onicofagia (unhas gravemente roídas); Se o menor tiver menos de
16 anos, os pais também
s Eczema, psoríase ou dermatite leves; precisarão acompanhá-lo.
s Separação de unha menor;
s Lesões nas unhas ou nos dedos;
s Cortes ou cutículas soltas ao redor das unhas;
s Inchaço devido a causas desconhecidas;

Aplicação e manutenção de unhas postiças


s Eritema.

s Análise de pele e de unhas


Uma análise cuidadosa da condição das unhas e da pele não apenas garantirá a adequação e a
saúde do cliente para o tratamento, como também estabelecerá necessidades e exigências. Você
deve fazer uma avaliação visual e manual. Consulte o registro do cliente para saber detalhes sobre
tratamentos anteriores.
Uma unha saudável apresenta o corpo rosado e uma borda livre branca. Ela é lisa e brilhante, firme
e flexível e não apresenta fissuras, escamações e lesões. Unhas frágeis, quebradiças e rachadas não
fornecem uma superfície adequada para a fixação das unhas postiças.
As cutículas e as paredes das unhas devem ser lisas, flexíveis e intactas para a segurança e a higiene
dos serviços de extensão de unhas, e não pode haver cutículas grudadas na placa ungueal. A pele
capítulo 15

deve ter um aspecto liso e macio, livre de doenças.

387
Avaliação das necessidades e expectativas do cliente
Você precisará discutir os seguintes tópicos com o cliente para ser capaz de formular as recomen-
dações e preparar o serviço e o plano de tratamento:
s Os motivos do cliente para querer a aplicação de unhas postiças;
s A ocupação e estilo de vida do cliente para estabelecer se o tamanho das extensões de unhas
são adequadas;
s A adequação de cada sistema;
s O formato e o comprimento necessário para as unhas;
s Recomendações e conselhos após o tratamento.
Existem vários motivos para um cliente buscar esses serviços. Por exemplo:
s Para melhorar a qualidade das unhas;
s Para ocasiões especiais;
s Para seguir tendências da moda;
s Para uma boa apresentação pessoal;
s Por motivos profissionais (no caso de modelos ou atrizes, por exemplo);
s Por curiosidade.
Existem certas profissões, ocupações, passatempos e atividades para as quais as extensões de
unhas não são adequadas:
s Profissões: ocupações relacionadas às áreas da saúde, alimentação, higiene ou que envolvam
contato com dinheiro.
s Atividades: a maioria dos esportes, cuidar de crianças pequenas, tarefas domésticas.
s Passatempos: o uso do computador, reformas, artesanato e jardinagem.

O formato e o comprimento das unhas


Os profissionais especializados em unhas estão cada vez mais criativos, fazendo decorações com
novos produtos, novas tecnologias e investindo em arte nas unhas. Esses designs são interessantes
para fotografias de moda e competições, mas a maioria dos clientes precisa de um design que seja
natural e duradouro. O estilo de vida e profissão influenciarão no comprimento e no formato das
unhas artificiais.
Existem vários fatores que o profissional deve levar em consideração ao decidir o comprimento e o
formato das unhas artificiais.
A profissão do cliente:
s Ele trabalha com as mãos o dia inteiro?
s Que tipo de equipamentos ou ferramentas ele utiliza no seu trabalho?
s As suas mãos ficam em contato com a água durante parte do dia?
Os passatempos do cliente:
Técnicas em estética

s Ele pratica esportes? Se sim, quais?


s Ele faz natação?
O estilo de vida do cliente:
s Ele tem filhos pequenos?

388
s Ele faz muitas tarefas domésticas?
s Ele tem tempo de manter as unhas postiças?
Os motivos:
s As unhas são para uma ocasião especial, como um casamento?
s Elas são para as férias, e o cliente estará em contato com a água?
s As unhas serão um auxílio para as unhas naturais crescerem?
s O cliente deseja manter as unhas postiças ou apliques por um longo período de tempo?
Alguns clientes têm um formato de unha natural que não é adequado para as extensões; ou a
condição das unhas está tão ruim que o profissional se vê obrigado a aconselhar o cliente a fazer
manicures regulares para melhorar o aspecto das unhas e das cutículas antes de embarcar nos
serviços de extensão de unhas.
Ao obter as informações anteriores, o técnico pode decidir:
s Como atender as necessidades e preferências do cliente;
s O comprimento das extensões de unhas;
s O melhor sistema a utilizar;
s As necessidades de manutenção.
Um cliente que utiliza muito as mãos, seja em casa, seja no trabalho, deve ser aconselhado a man-
ter as unhas com comprimento e formato mais naturais devido ao estresse e esforço que elas rece-
bem. Dessa forma, haverá menos necessidade de consertar e substituir unhas.
Um cliente que esteja fazendo a aplicação para uma ocasião especial, como um casamento ou
férias, pode preferir uma decoração mais exótica. Vários clientes pedem que as unhas sejam o mais
compridas possível. No entanto, eles devem ser avisados sobre o fato de elas não serem tão dura-
DICA
douras nem fáceis de manter, além de serem menos práticas.
O atendimento ao cliente é
Um cliente que esteja aplicando unhas postiças para auxiliar no crescimento das unhas naturais, essencial para estabelecer o
por exemplo, no caso de unhas muito quebradiças ou roídas, deve ser aconselhado a manter as comprimento e o formato das
unhas mais curtas. Isso dará um suporte para a unha natural e ajudará o cliente a se acostumar com unhas artificiais.
a sensação de uma unha mais longa.
Um cliente que está aplicando unhas postiças para uma ocasião única e não tem a intenção de
manter e de cuidar delas, pode usar o comprimento que desejar. No entanto, ele deve entender as
restrições que unhas longas oferecem em termos de atividades cotidianas, como lavar o rosto. Por
exemplo, unhas longas podem quebrar facilmente da placa ungueal natural se ficarem presas a
uma roupa, causando danos à unha natural e à cutícula ao redor. O técnico de unhas deve seguir as
diretrizes do fabricante para garantir que as unhas postiças sejam seguras e estáveis.

s Sistemas de extensão de unhas DICA


A aplicação tem de ser
Ao analisar as unhas e a pele do cliente e determinar as suas necessidades e expectativas, você prática e bonita. Unhas com
pode escolher o sistema de extensão de unhas mais apropriado. as laterais retas e as pontas
Existem três sistemas principais: levemente arredondadas têm
um formato forte e o efeito
s líquido e pó acrílico; de fazer os dedos parecerem
s gel UV; mais alongados e finos.
s cobertura ou fibra de vidro ou seda.

389
Sistema de líquido e pó acrílico
Esse sistema consiste em dois componentes: um monômero líquido e um polímero em pó que,
quando misturados, formam uma pasta que pode ser moldada com um pincel na unha ou em uma
forma de unha para criar o formato e o comprimento desejado.
O pincel é mergulhado no líquido e depois no pó, formando uma gota que é transferida para a
unha e moldada com o pincel. Mantenha o produto longe da cutícula e da parede da unha. O ta-
manho do pincel utilizado para aplicar o produto é muito importante, pois afetará a quantidade de
líquido que será aplicada, alterando o tamanho da gota.
O cuidado com o pincel é igualmente importante. Ele deve ser limpo com um monômero após o
uso e remodelado antes de ser guardado. O pincel não deve ser lavado com água e sabão porque o
detergente resseca os pelos de zibelina, dificultando o uso.
O processo é repetido, moldando a pasta, até que o efeito desejado seja alcançado e o produto
endureça sobre a unha. O endurecimento é alcançado por um processo chamado de polimerização
e resulta em uma sensação leve de aquecimento.

Sistema de gel UV
Os sistemas de gel são derivados do acrílico em gel ou do gel usado para moldar dentes falsos. A
maioria deles é endurecida pela exposição do produto a uma fonte de luz UV, como uma lâmpada
desenvolvida especialmente para isso, outros são endurecidos pelo borrifamento de um produto
especial chamado de ativador de gel.
O gel já misturado vem em recipientes próprios e tem uma consistência
densa com um odor fraco. Está disponível em várias cores para dar a
aparência de esmalte, incluindo a francesinha. Aqueles usados nos ser-
viços de cobertura em gel tem uma característica de “auto nivelamento”.
O gel é removido do recipiente com um pincel limpo, colocado na unha
e moldado com o pincel (mantendo o produto longe da cutícula e da
parede da unha). Quando todas as unhas de uma mão estão prontas,
são colocadas sob a luz UV para “curar” (endurecer).
Esse sistema é o mais fácil de usar. Ele funciona muito bem para clientes
que lidam com água, pois as unhas não saem com facilidade. A remoção
da aplicação pode durar cerca de 30 a 45 minutos usando polimento e
lixamento. Deve-se ter cuidado extremo ao remover o gel para evitar
Figura 15.4 Lâmpada UV típica ou fonte de luz. dano à placa ungueal natural.

Tabela 15.2 s As vantagens e as desvantagens do sistema de líquido e pó acrílico


Vantagens Desvantagens
As unhas são fortes, flexíveis e duradouras É o sistema mais difícil de dominar
Uma manicure francesinha permanente pode ser Leva algum tempo para a remoção das unhas
Técnicas em estética

aplicada na unha postiças


A manutenção é rápida e fácil É necessária uma boa ventilação, pois os resíduos
Formatos irregulares de unha podem ser corrigidos podem ser tóxicos
Quando as unhas são bem aplicadas, elas parecem
bastante naturais

390
Tabela 15.3 s Vantagens e desvantagens do sistema de gel UV
Vantagens Desvantagens
A aplicação é fácil O gel não é tão forte e duradouro quanto o sistema de
líquido e pó
Não sai com água As unhas não são removidas facilmente
As unhas podem ser levemente mais flexíveis do Os géis têm um risco maior de reação alérgica
que em outros sistemas
O sistema produz um brilho permanente Alguns géis produzem calor durante o processo de cura
Quando as unhas são bem aplicadas, elas pare- É necessária uma boa ventilação
cem bastante naturais

Sistema de cobertura com fibra de vidro/seda


Esse sistema é composto por três produtos: cobertura ou tiras de tecido (que pode ser malha de
fibra de vidro ou uma fibra de seda natural que ofereça uma estrutura cruzada para obter força),
uma resina de cianoacrilato de etila ou um adesivo líquido e um ativador de resina usado para secar
ou curar a resina.
As coberturas e resinas variam consideravelmente, sendo essencial que as informações e instru-
ções do fabricante sejam lidas com atenção. O tecido vem em tiras, geralmente em um dispen-
sador, para evitar que o pó ou o óleo da pele crie uma barreira para a resina. Existem diferentes
trançados de tecidos, e alguns têm um lado com um adesivo para auxiliar na aplicação.
As resinas também variam em consistência e quando estão velhas se tornam amarelas e que-
bradiças, o que as inutiliza. As resinas são endurecidas (curadas) por um ativador ou acelerador,
que acelera o tempo necessário para fixação. O ativador pode ser em spray ou espalhado com
pincel.
Esse sistema sempre foi conhecido como o mais fraco de todos. No entanto, existem nele aspectos
positivos.

Aplicação e manutenção de unhas postiças


Tabela 15.4 s Vantagens e desvantagens do sistema de cobertura ou fibra de vidro/seda
Vantagens Desvantagens
É um sistema gentil para a unha natural, pois requer Esse sistema é reconhecido como muito trabalhoso,
pouco polimento e não há necessidade de usar um e alguns profissionais não o utilizam a não ser que o
primer cliente peça
Pode ser removido facilmente com água e no tempo O ativador em spray pode causar reações alérgicas,
mínimo (10 a 15 minutos) problemas respiratórios e reações na pele
A cobertura produzida não é muito grossa e é fle- Os vapores da resina podem fazer com que os olhos
xível fiquem irritados e lacrimejantes
O sistema também é útil para reparar unhas natu-
rais, porque é fino e o resultado não tem um aspecto
muito diferente das outras unhas

s Preparação para a extensão de unhas


capítulo 15

Para preparar e realizar um serviço de extensão das unhas, siga os seguintes passos.

391
1. Prepare a área de trabalho verificando se as superfícies estão limpas com desinfetante, e se
todos os instrumentos estão esterilizados ou desinfetados adequadamente. Use itens descar-
táveis quando possível.
2. Comece lavando as mãos minuciosamente.
3. Certifique-se de que o cliente lavou as mãos e de que elas estão limpas e secas. As mãos e as
unhas do cliente devem ser limpas com álcool isopropílico ou algum outro líquido antisséptico
para mãos. O álcool não deve ser utilizado para esse propósito, porque deixa uma camada de
óleo na placa ungueal que impede a adesão adequada das unhas artificiais. É importante ga-
rantir que as mãos estejam completamente secas, pois a água pode ser absorvida pela placa
ungueal e isso pode levar ao descolamento da extensão da unha nos dias seguintes à aplicação.
4. Uma pequena manicure deve ser realizada nessa etapa, para garantir que as unhas estejam
completamente preparadas para a aplicação das extensões de unhas:
s Remova qualquer esmalte das unhas;
s Empurre as cutículas para trás da placa ungueal, usando um palito de madeira ou uma
espátula para cutículas;
s Um raspador de cutículas pode ser necessário para soltar alguma cutícula grudada na placa
ungueal. É essencial que a placa ungueal esteja limpa. Se a cutícula não for removida com-
pletamente, o produto de cobertura não vai se fixar na unha, e pode ocorrer descolamento;
s Remova o excesso de cutículas com o alicate, se necessário;
s Lixe as unhas para que elas fiquem do mesmo tamanho e para que todas as bordas este-
jam lisas. Isso garantirá o encaixe correto da ponta da unha que será aplicada.
O próximo passo para preparar as unhas naturais é remover o brilho das unhas. Isso resulta em uma
ótima adesão, pois a superfície da unha é naturalmente lisa e brilhosa. Duas superfícies brilhosas
DEFINIÇÃO não fixam a cola de maneira eficaz. É necessário deixar a placa ungueal levemente áspera para au-
Lembre-se de que o processo xiliar na fixação e para remover qualquer bactéria. Isso é feito com uma lixa para polimento branca
de desidratação apenas é ou com uma lixa de força 240, polindo levemente desde a base da unha até a borda livre, assegu-
eficaz por aproximadamente rando que a área lateral da parede da unha seja polida.
20/30 minutos e, uma vez que
esse tempo passou, a unha irá
A desidratação da placa ungueal é uma etapa importante na preparação. Isso é feito para remover
naturalmente se reidratar e o qualquer traço de óleo ou de umidade da placa ungueal. Os desidratantes usados nas unhas também
processo terá que ser repetido. agem como desinfetantes, removendo o óleo e a gordura, bem como assegurando que as unhas es-
tejam livres de esporos de fungos ou de bactérias que podem causar problemas no futuro. Existem
vários desidratantes no mercado, que devem ser aplicados de acordo com as instruções do fabricante.
As unhas agora estão limpas e preparadas para a próxima etapa do tratamento.

s Aplicação de coberturas naturais


A cobertura natural é um sistema de extensão que envolve colocar a cobertura diretamente na
Técnicas em estética

unha natural já com algum comprimento, para fortalecê-la. A cobertura natural das unhas pode ser
feita com fibra de vidro ou sistemas de gel UV. Essa técnica depende de um bom conhecimento dos
produtos e de suas aplicações, mas também da adequação das unhas do cliente:
s Um formato plano de unha natural dificulta a criação de um bom formato para a cobertura;
s Unhas roídas com as pontas dos dedos bulbosas não são apropriadas;

392
s Unhas finas ou placas ungueais fracas não dão uma base suficientemente boa para aplicação
direta do produto;
s Unhas que se curvam para cima na ponta não são adequadas, pois é impossível alcançar um
bom formato;
s O produto não vai durar nas unhas se o cliente realizar trabalhos pesados com as mãos.

s Aplicação de coberturas naturais


1. Prepare as unhas naturais como descrito anteriormente:
s Remova o esmalte das unhas;
s Empurre e remova o excesso de cutículas;
s Lixe a borda livre para alisar e uniformizar as unhas;
s Remova qualquer brilho natural da placa ungueal;
s Desidrate as unhas. DICA
Ao usar o sistema de
2. Corte o tecido (fibra de vidro ou seda) com a tesoura cegonha de modo que tenha a mesma
cobertura para a técnica das
largura que a unha natural. Tome cuidado para não manusear o tecido, porque os óleos dos
pontas e coberturas, uma
dedos irão evitar que o tecido grude na unha natural.
tira de tecido adicional deve
3. Se o tecido vier com um lado de papel, retire-o cuidadosamente e cole o tecido na unha natu- ser cortada e colocada na
ral. Use o papel para pressionar o tecido na unha, para que fique posicionado o mais próximo junção da ponta com a unha
possível da cutícula e da parede da unha, mas sem tocar nelas. natural, e então selada com
4. Com a tesoura cegonha, apare o tecido para que fique levemente mais curto que a borda livre. resina para dar uma força
extra para essa “área de
Isso permitirá que a resina sele a borda livre quando for aplicada.
estresse”.
5. Repita o procedimento em todas as unhas, em ambas as mãos, para que fiquem todas cobertas
com o tecido.
6. Com a borda livre apontando para baixo, aplique a resina com uma cânula de seringa ou com
um pincel para baixo do centro da unha, da cutícula até a borda livre.
7. Trabalhe com a resina no tecido usando um movimento lateral. Cubra todo o tecido. Ele deve

Aplicação e manutenção de unhas postiças


ficar transparente. Aplique mais, cuidadosamente, se necessário.
8. Se um ativador em spray estiver sendo usado, borrife sobre toda a unha. Segure o spray a uma
distância de pelo menos 30 cm da unha e borrife uma vez, cobrindo toda a unha.
9. Se um ativador em pincel estiver sendo usado, aplique somente uma pequena quantidade de
resina, pois o ativador irá espalhá-la. Espalhe a resina evitando a área da pele do entorno. Tenha
um produto à disposição para limpar o pincel entre cada aplicação.
capítulo 15

1. Aplicação da 2. Corte da fibra 3. Aplicação da 4. Aplicação


fibra de vidro de vidro para tira de tecido da resina
o encaixe adicional

Figura 15.5 Aplicando a malha de fibra de vidro.

393
10. Repita os passos 6 a 9 em todas as unhas.
11. Aplique outra camada de resina na unha; certifique-se de que ela seja espalhada uniforme-
mente e de que não haja respingos na pele ao redor.
12. Repita a aplicação do ativador de resina.
13. Se for necessário usar mais força, deve-se repetir a aplicação da resina e do ativador.
14. A cobertura deve ser lisa e não deve precisar de muito lixamento. Para dar brilho, use uma lixa
macia para polir e uma lixa para polimento branca para remover arranhões e para refinar a
superfície.
15. Remova toda a poeira da lixa com uma escova e aplique óleo para unhas e cutículas.
16. Aplique esmalte se for solicitado e não se esqueça de dar os conselhos sobre manutenção.
O sistema de gel UV pode ser usado como uma cobertura da unha natural seguindo os procedi-
mentos descritos na próxima seção, sem as técnicas para aplicar a ponta das unhas.

s Aplicação de coberturas e pontas


A aplicação da ponta artificial de unhas antes do sistema de extensão dá comprimento e força para
unhas curtas. A seleção correta da ponta a ser aplicada é muito importante e afeta a durabilidade
e o resultado final. É necessário ter calma nessa etapa para que o procedimento seja feito de forma
correta.

s Aplicação de ponta artificial de unhas


O uso de pontas de unhas de plástico desenvolveu-se a partir de unhas postiças comuns, que co-
brem toda a unha. Grandes melhorias na fabricação dos materiais resultaram em uma ponta de
plástico duradoura que cobre apenas a pequena parte da placa ungueal. As pontas apresentam
diferentes tamanhos e formatos, oferecendo uma diversidade de opções para satisfazer as necessi-
dades dos vários formatos de unhas naturais. É importante selecionar a ponta correta para encaixar
nas unhas do cliente, para garantir um visual natural e a longevidade das unhas.
DICA
Leve o tempo suficiente para Seleção da ponta
selecionar a ponta correta, Algumas características garantem um melhor encaixe, dando um visual natural para a ponta. As
pois isso afetará o visual, a pontas devem:
durabilidade e o resultado
final. s Ser feitas de plástico de boa qualidade;
s Ser flexíveis;
s Ter uma boa cor natural opaca;
s Fixar bem com a cola;
Técnicas em estética

s Estar disponíveis em vários tamanhos e formatos;


s Mesclar-se facilmente com a unha natural.
Essas qualidades se refletem no custo das pontas de unhas. As mais baratas podem não ter um
bom encaixe, parecer artificiais e quebrar com facilidade.
Ao selecionar as pontas, algumas diretrizes devem ser seguidas:

394
Vértice
Arco superior
Área da cutícula
(Lúnula)
Parede lateral Arco inferior

Borda da unha
Borda livre

Figura 15.6 Partes de uma unha.

s Escolha uma ponta que siga a mesma curvatura da unha natural. Alguns clientes podem ter
unhas bem planas, enquanto outros podem ter unhas curvas. Observe a curva “C” da unha
do cliente. Se a curva não for combinada, vários problemas podem ocorrer, como bolhas de
ar entre a ponta e a placa ungueal. Isso ficará visível sob a cobertura e resultará em um visual
artificial. O risco de infecção é maior, pois fungos e bactérias podem se desenvolver nesses
espaços.
s Escolha uma ponta com o limite correto. O limite é a área da ponta que se encaixa na borda
livre da unha natural. A área de contato correta, ou a área de encaixe, é muito importante e
deve ser larga o suficiente para se encaixar facilmente. A área de contato nas pontas varia.
Algumas cobrem uma área mais ampla da unha natural do que outras. Algumas têm um corte
em V na área de encaixe para facilitar a combinação. O vínculo mais fraco em uma extensão
de unha fica entre a unha natural e a ponta, então é essencial que a ponta cubra somente
uma pequena porção da placa ungueal. Se a unha é muito curta ou roída pode ser necessário
usar uma ponta com uma área de contato menor. Isso também é importante, pois uma área
de contato mais larga usada em um formato de unha errado fará com que a ponta da unha
levante em um ângulo e resultará em um aspecto artificial.
s As paredes laterais das unhas do cliente devem ser levadas em consideração. Se as pontas não
se encaixam perfeitamente nos sulcos das entradas laterais, a unha pode se erguer e resultar

Aplicação e manutenção de unhas postiças


em infecção ou no descolamento da unha.
s Existem pontas de unhas de 10 tamanhos diferentes, sendo a primeira a mais larga e a déci-
ma a mais estreita. Ao escolher a ponta para cada dedo é importante que ela cubra a placa
ungueal de um lado até o outro.
Se necessário, uma ponta de plástico pode ser lixada antes da aplicação para o formato encai-
xar na unha. Nesse caso, escolha um tamanho maior para garantir um encaixe perfeito. Não
deve haver lacunas nas laterais quando a pele for afastada. Apesar de não ser tão visível quan-
do um novo conjunto é aplicado, à medida que as unhas naturais crescem, a lacuna se torna
mais evidente.

Aplicação das pontas de unhas


1. Selecione uma ponta adequada para cada unha e as organize na sequência lógica de aplicação.
2. Faça o procedimento de preparação de unhas como descrito anteriormente.
capítulo 15

3. Aplique uma pequena quantidade de cola diretamente no limite da ponta. Ao fazer isso, em
vez de aplicar na unha natural, você deve garantir que a cola não escorra para a pele ao redor
da unha.

395
4. Deve haver não mais do que 30% da ponta na placa ungueal natural.
5. Aplique a ponta da unha em um ângulo de 45 graus. Usando um movimento de balanço, apli-
que na unha natural, verificando se não ficaram bolhas de ar, e se a aderência foi perfeita.
Segure a unha na posição por cerca de 10 segundos, sem pressionar demais. Se precisar aplicar
muita pressão talvez a ponta seja pequena demais.
6. Certifique-se de que nenhum excesso de cola foi deixado sob a borda livre ou ao redor das
paredes laterais. A unha deve estar limpa antes que a cola seque.
7. Uma vez que todas as 10 pontas forem aplicadas, o comprimento e o formato devem ser defi-
nidos. Consulte o plano de tratamento e discuta novamente. Sempre aconselhe o cliente sobre
o comprimento que combina mais com as suas mãos, com a sua profissão e com o seu estilo de
vida. Para deixar a ponta no tamanho adequado, um cortador de unhas pode ser necessário.
8. Nesse momento as pontas devem ser lixadas, usando uma lixa fina de força 240 ou mais. Exis-
tem três formatos diferentes dentre os quais o cliente deve escolher: oval, quadrada arredon-
dada ou quadrada.
9. Verifique as laterais e aplique uma fita, se necessário.
10. O próximo passo é misturar a ponta à unha natural. Use uma lixa de força 240 para afinar a
ponta inteira. Mescle em uma direção e use um movimento longo e contínuo com a lixa para
evitar a fricção com o leito ungueal. Comece na borda livre da ponta (zona 1) trabalhando até
a junção (zona 2).
Ao misturar a linha da junção, assegure-se de que ela desapareceu. Usando uma pressão leve,
lixe sobre a base da ponta, próximo à junção, evitando a unha natural. A área de contato na
ponta se tornará mais fina, e a unha ficará transparente.
11. Usando uma lixa de polimento branca, lixe a área para garantir que não haja evidência visível
de uma junção, e que a superfície esteja lisa e livre de arranhões.
12. Verifique a aplicação da ponta e remova qualquer poeira do lixamento da borda livre.
A aplicação da ponta é seguida pela aplicação do sistema de extensão, como gel UV, pó acrílico
ou a cobertura descrita anteriormente.

Aplicação do sistema de gel


1. Certifique-se de que a área de trabalho está preparada e os procedimentos de esterilização e
limpeza foram completados.

Aplique uma gota


Zona 3
Técnicas em estética

Oval Quadrada
Pontiaguda Zona 2 Lixe até nivelar
ou
amendoada Zona 1
Use uma lixa branca
Quadrada arredondada Formato de colher

Figura 15.7 Formatos de unha. Figura 15.8 As zonas.

396
Agora é a sua vez!
Observe a curva C das unhas de colegas e das suas e discuta as diferenças. Encontre alguém com um formato de unha
côncavo e um convexo e discuta porque é difícil aplicar extensões de unhas nesses casos.

2. Siga a preparação da unha e o procedimento de aplicação da ponta de unhas.


3. Assegure-se de que toda a poeira do lixamento seja removida usando uma escova macia. Se
alguma poeira entrar em contato com o gel, a cobertura ficará com caroços.
4. Coloque uma pequena quantidade de gel no topo da unha usando um pincel limpo. Aplique
uma camada fina de gel em toda a unha, deixando uma pequena margem ao redor da cutícula,
para garantir que o gel não encoste na pele ou na cutícula. Essa é a camada de base.
5. Acenda a lâmpada ultravioleta e peça para o cliente colocar a mão embaixo dela para curar o
gel por dois minutos, ou pelo tempo necessário de acordo com as instruções do fabricante.
6. Enquanto a primeira mão está sob a lâmpada, repita os passos 3 e 4 na segunda mão.
7. Aplique a segunda camada de gel na primeira mão enquanto a segunda está sob a lâmpada.
A segunda camada é a camada de construção. Coloque uma grande gota de gel no centro
da unha. Espalhe o gel pela placa ungueal, deixando a maior parte no centro ou na área de
tensão para dar força. Assegure-se de que todos os lados da borda livre estejam selados. Como
a segunda camada é mais grossa que a primeira, é importante garantir que o gel não tenha
entrado em contato com a pele ao redor. Cure por dois minutos.
8. Repita o passo 7 na segunda mão.

Aplicação e manutenção de unhas postiças


9. Remova qualquer resíduo da unha com um lenço para unhas.
10. Para alcançar o formato perfeito para a extensão, a unha é polida. Use uma lixa de força alta.
11. Sempre verifique o formato da unha olhando a curvatura da unha para garantir que está uni-
forme.
12. Use uma lixa branca para polimento para remover qualquer arranhão da unha.
13. Existem duas maneiras de finalizar o sistema de gel. Um polidor de três lados pode ser usado
para produzir um brilho natural, ou uma camada fina de gel finalizador pode ser aplicada e
curada por dois minutos, o que produzirá um brilho forte. Remova todos os resíduos usando
um lenço para unhas, se essa for a finalização.
14. Aplique óleo em toda a unha até a área da cutícula.
15. Aplique esmalte, se solicitado. Lembre-se de remover traços de óleo das unhas.
capítulo 15

s Segurança na aplicação do gel


Lembre-se dos seguintes itens ao aplicar o sistema de gel UV para garantir a segurança:

397
s Sempre leia e siga as instruções do fabricante;
s Garanta uma boa ventilação;
s Verifique a luz ultravioleta regularmente e troque a lâmpada a cada 6 ou 12 meses, dependendo
da frequência de uso;
s Aplique camadas finas de gel;
s Sempre siga rigorosamente os procedimentos de higiene.

s Aplicação do sistema de líquido e pó acrílico


1. Prepare as unhas normalmente.
2. Aplique a ponta, faça o formato e mescle.
3. Siga o procedimento para a aplicação da unha de acrílico, como recomendado pelo fabricante
do produto utilizado.
4. Aplique uma pequena quantidade de primer na base das unhas em uma mão. O primer deve
estar seco antes de o acrílico ser aplicado.
5. Enquanto o primer seca, prepare o pincel para começar a cobertura. Encha um pote Dappen
com o monômero líquido. Limpe o pincel mergulhando as cerdas no líquido para eliminar bo-
lhas de ar e para prepará-lo. Em seguida, enxágue com um lenço de papel.
6. Mergulhe o pincel de volta no monômero e então pressione os lados contra o pote Dappen
para remover qualquer excesso de líquido.
7. Comece com o dedo mínimo de uma das mãos. Pegue uma gota de pó e coloque na zona 1. Es-
pere cinco segundos para ele fixar, segurando o pincel em um ângulo, pressionando o grânulo
com a ponta do pincel, usando uma combinação de batidas leves e movimentos de pressão
para deslizar o produto pela zona 1. Verifique o formato olhando a curvatura da unha para ter
certeza de que a cobertura está uniforme.
8. Limpe o pincel em um lenço de papel para remover o excesso do produto.
9. Repita as etapas 4, 5 e 6 para a zona 2.
10. Então, repita os estágios 6, 7 e 8 para a zona 3. Certifique-se de que a gota é aplicada cuidado-
samente na área da cutícula, mas deixe 1,5 mm de espaço. Pressione gentilmente a cobertura
para afinar a zona e criar uma adesão forte à placa ungueal.
11. Aplique a cobertura nas outras unhas seguindo o mesmo procedimento. Essa aplicação requer
prática para garantir uma cobertura lisa e uniforme.
12. Até que as coberturas tenham sido aplicadas nas duas mãos, a primeira estará pronta para a
próxima etapa.
13. Remova o excesso de produto do pincel, limpe-o com a imersão no pote de Dappen e seque-o
em um papel-toalha.
14. Verifique se o acrílico está fixo batendo nas unhas com o cabo do pincel. Se ele estiver seco,
um som de clique poderá ser ouvido. Se o acrílico for aplicado cuidadosamente e com uma
Técnicas em estética

camada não muito grossa, a finalização não deve necessitar de muito polimento e lixamento.
15. Use uma lixa de força 240 para polir a superfície da cobertura e alisar qualquer caroço, bordas
e produtos mal distribuídos. Observe a cobertura por todos os ângulos, sem esquecer-se de
olhar por baixo, para garantir uma estrutura de unha perfeita.

398
16. Use uma lixa de polimento branca por toda a superfície para refinar e remo-
ver qualquer arranhão da superfície da unha.
17. Use uma lixa de polimento de três lados para dar brilho e selar a cobertura. Muito seco Muito úmido Perfeito!

18. Aplique óleo nas unhas e nas cutículas para nutri-las. Figura 15.9 A consistência correta
19. Aplique esmalte, se desejado. do sistema de líquido e pó acrílico.

s Manutenção das unhas postiças


À medida que a unha natural cresce, uma lacuna aparecerá na cutícula, o que requer procedimen-
tos de manutenção conhecidos como preenchimentos. O procedimento envolve o preenchimento
dessa lacuna para manter a aparência da unha postiça.

s Preenchimento de sistemas de cobertura


O sistema de cobertura precisa de uma manutenção a cada duas ou quatro semanas, dependendo
do nível de crescimento das unhas naturais do cliente. O sistema de preenchimento é relativamente
simples e deve levar de 30 minutos a 1 hora, a menos que haja algum problema, como uma unha per-
dida ou levantada. Se o cliente está retornando para um preenchimento pela primeira vez, ele pode
não precisar de aplicação de tecido na área de crescimento, pois o crescimento natural será mínimo.

Procedimentos
Os mesmos materiais e equipamentos são necessários para um novo conjunto de unhas.
1. Verifique se todos os equipamentos estão desinfetados e disponíveis.
2. Faça a desinfecção das suas mãos e das mãos do cliente.
3. Use removedor de esmalte sem acetato para remover o esmalte das unhas.
4. Usando um raspador de cutículas, remova qualquer cutícula nova que tenha crescido sobre a

Aplicação e manutenção de unhas postiças


placa ungueal.
5. Substitua qualquer unha perdida.
6. Usando uma lixa de força 100, mescle a borda da cobertura próxima à cutícula (zona 3) até que
ela esteja nivelada com a unha natural, cuidando para não lixar a unha natural no processo.
Nessa etapa, qualquer área levantada na cobertura é removida e lixada.
7. Use uma lixa de força 240 para polir e dar brilho à superfície da unha e faça o polimento da área
da unha com a lixa branca para remover qualquer arranhão.
8. Aplique uma tira fina de tecido na área de crescimento (zona 3).
9. Aplique uma pequena quantidade de resina na área de crescimento da unha (zona 3) e mescle
com o resto da unha.
10. Aplique o ativador como anteriormente.
11. Outra camada fina de resina pode ser aplicada se necessário, seguida pelo ativador.
capítulo 15

12. Use a lixa polidora branca e depois a de três lados. Faça o polimento das unhas para criar bas-
tante brilho.
13. Aplique o esmalte, se desejado.

399
s Preenchimento de gel UV
As unhas de gel UV devem receber manutenção a cada 2 ou 4 semanas, dependendo da taxa de
crescimento da unha natural do cliente. O preenchimento de gel deve levar em torno de uma hora,
ou mais se algumas pontas estiverem quebradas, ou se faz mais de duas semanas da aplicação.

Procedimentos
Os mesmos materiais e equipamentos são necessários para um novo conjunto de unhas.
ATENÇÃO
Preenchimentos de gel devem 1. Verifique se todos os equipamentos estão desinfetados e disponíveis.
levar cerca de uma hora. 2. Faça a desinfecção das suas mãos e das mãos do cliente.
3. Usando instrumentos de cutículas, remova qualquer cutícula nova que tenha crescido sobre a
placa ungueal.
4. Se há alguma unha faltando, ela deve ser substituída.
5. Verifique o formato e o comprimento de cada unha e faça as correções necessárias.
6. Faça o polimento leve da superfície com uma lixa de força 240.
7. Usando uma lixa de força 100, trabalhe na zona 3, mescle a borda da cobertura até que ela
esteja nivelada com a unha natural, cuidando para não lixar a unha natural no processo. Nessa
etapa, qualquer área levantada na cobertura é removida e lixada.
8. Remova todo o brilho da superfície da unha e faça o polimento da área da unha com a lixa
branca para remover qualquer arranhão.
9. Remova qualquer poeira da unha e use um desidratante para limpar o novo crescimento.
10. Aplique uma pequena quantidade de preenchimento na área e misture com o resto da unha.
Se for necessário um segundo ou terceiro preenchimento, talvez você precise aplicar duas ca-
madas para obter mais força. Deixe curar por dois minutos.
11. Remova o resíduo das unhas e faça o polimento como na primeira aplicação.
12. Use uma lixa polidora branca para remover qualquer arranhão da unha.
13. Finalize com uma lixa de três lados, ou uma camada de gel, se necessário. Lembre-se que deve
ser curado por dois minutos.
14. Aplique óleo e esmalte, se solicitado. Lembre-se de remover traços de óleo das unhas antes de
aplicar o esmalte.

s Preenchimento de acrílico
Os clientes devem ser aconselhados a retornar em duas semanas. Os preenchimentos de acrílico
levam cerca de uma hora para serem feitos, ou mais se algumas pontas estiverem quebradas, se
o cliente esperou mais que duas semanas para retornar, ou se as unhas naturais cresceram muito
rápido.
IMPORTANTE
Os clientes devem ser
aconselhados a retornar para Procedimentos
preenchimentos em duas 1. Verifique se todos os equipamentos estão desinfetados e disponíveis.
semanas.
2. Faça a desinfecção das suas mãos e das mãos do cliente.

400
3. Usando instrumentos de cutícula, remova qualquer cutícula que tenha crescido sobre a placa
ungueal.
4. Observe o formato e o comprimento natural das unhas e ajuste se necessário. Lembre-se de
verificar o plano de tratamento e de discutir o comprimento com o cliente. Como as unhas na-
turais crescem, as extensões aumentarão de comprimento. Isso pode não ser o recomendado
no primeiro tratamento. Se o cliente solicitar que as unhas fiquem mais longas, lembre-o do
aumento do risco de quebrar ou descolar.
5. Use uma lixa de força 240 para lixar gentilmente as paredes laterais.
6. Continuando com a linha de força 240, mescle a borda da cobertura até que ela esteja nivelada
com a unha natural, cuidando para não lixar a unha natural no processo. Lembre-se de que a li-
nha de reforço se moveu em direção à borda livre. Assegure-se de que somente a unha na zona
2 seja polida para evitar que o formato do resto da unha seja alterado. Nessa etapa, qualquer
parte da cobertura que estiver fora do lugar é removida e lixada.
7. Remova todo o brilho da superfície da unha e faça o polimento da área da unha com a lixa
branca para remover qualquer arranhão.
8. Assegure-se de que a poeira do lixamento seja removida das unhas.
9. Aplique o primer na nova área de crescimento. Espere ele secar antes de aplicar a cobertura.
10. Aplique uma pequena gota de acrílico na zona 3 e modele o formato, garantindo que ele es-
teja mesclado até as zonas 1 e 2. Tome cuidado com a área da cutícula e deixe um espaço de
1,5 mm.
11. Use a lixa para alisar a superfície e polir ao redor da área da cutícula. Verifique o formato e olhe
a curvatura por baixo para ter certeza de que a cobertura ficou perfeita.
12. Use uma lixa de polimento branca para refinar e remover qualquer arranhão da superfície.
13. Use uma lixa de polimento de três lados para dar brilho e selar a cobertura.
14. Aplique óleo nas unhas e na área das cutículas.
15. Aplique o esmalte, se desejado.

Aplicação e manutenção de unhas postiças


s Outras manutenções
Outras manutenções podem ser necessárias, como consertar estragos ou descolamentos que ocor-
reram com o uso das unhas postiças. A aplicação correta do sistema de extensão na primeira vez
evitará a maioria desses problemas.
No entanto, o mau uso das unhas pode trazer complicações.

Descolamento
O descolamento do produto da unha natural será reconhecido por uma aparência de nuvem den-
tro da unha. Isso pode ocorrer nas bordas das unhas, geralmente na cutícula na zona 3 e nas pare-
des laterais. Isso deve ser removido com o lixamento antes da aplicação do produto, mas não corte
a unha levantada, pois o aspecto pode piorar ainda mais.

Levantamento
capítulo 15

O levantamento ocorre quando o produto começa a se erguer no meio da placa ungueal, mas ain-
da está colado à placa ao redor. A área levantada parecerá opaca em comparação com o resto da

401
unha. Pouco pode ser feito para consertar isso, e há risco de desenvolvimento de bactérias embaixo
das unhas, então se deve retirar a unha e reaplicar.

Curvatura
Uma curvatura pode ocorrer na borda livre: a unha natural começa a ressecar e se separa da unha
artificial, causando o encurvamento. Novamente, a unha postiça deve ser removida e reaplicada,
pois há risco de desenvolvimento de bactérias.

Rachaduras
Pequenas rachaduras ou, em casos mais graves, rachaduras profundas, deixam a unha artificial
levemente torta. A ponta na zona 2 é mais propensa a esse tipo de problema. Remova a unha e
reaplique.

Unhas quebradas
Ocorrem quando a unha artificial quebrou, deixando algumas estruturas ainda grudadas no leito
ungueal. Em alguns casos, o leito ungueal natural pode quebrar também. Os resquícios de produto
devem ser removidos e reaplicados.

Lascamento
O lascamento geralmente ocorre na zona 1. A borda livre pode se danificar e descascar, deixando
uma borda livre lascada. Desde que a unha natural não seja afetada, a unha artificial pode ser con-
sertada, mas se a unha natural for exposta, há o risco de desenvolvimento de bactérias, e a unha
postiça deve ser removida e reaplicada.

s Remoção das unhas postiças


A remoção segura da unha artificial é importante para não afetar a saúde da unha natural. Isso
deve ser feito se o cliente não quiser mais usar as unhas, ou se elas estiverem muito danificadas
antes da reaplicação. As diretrizes para a remoção segura são as seguintes:
s A remoção da unha artificial deve ser feita por um profissional em técnicas de unhas. Esse
serviço deve estar disponível prontamente na estética;
s Os produtos utilizados devem ser removidos de forma rápida e segura para não causar danos
à unha natural;
s Nunca venda ou dê produtos profissionais aos clientes para remover as próprias unhas em
casa;
s A remoção constante das extensões com imersão e reaplicação causa danos às unhas naturais.
Técnicas em estética

Existem dois métodos para remover as extensões de unhas:


1. O método de imersão;
2. O método de polimento.

402
s O método de imersão
A acetona é comumente usada para o método de imersão, mas deve ser usada com cuidado, pois
causa bastante ressecamento e pode afetar a placa ungueal natural e a área ao redor das cutículas.
O solvente quebra as cadeias de polímeros nos químicos. O sistema mais fácil de remover é o de
fibra de vidro, pois a resina usada tem as cadeias mais fracas. O sistema de líquido e pó é o segundo
mais fácil para remover, apesar de ser mais demorado e requerer um pouco de polimento. O gel UV
é muito mais difícil de remover. Ele tem cadeias mais fortes e requer mais polimento e lixamento
para remover a unha artificial.

Procedimento
1. Coloque dois recipientes preenchidos com o solvente a uma profundidade de 3 cm. Os reci-
pientes devem estar assentados em água quente. O calor vai acelerar o processo de remoção.
2. Remova o esmalte das unhas e diminua o comprimento delas.
3. Mergulhe as unhas no solvente e o cubra-as com uma toalha para manter o calor. Pode ser
necessário trocar a água para mantê-la quente. O processo leva em torno de 20 minutos.
4. Leve uma mão até o recipiente e remova gentilmente as unhas dissolvidas com um palito de
madeira. Continue na outra mão.
5. O cliente precisará lavar as mãos para remover qualquer resquício do solvente.
ATENÇÃO
6. Observe as cutículas e faça o formato natural das unhas, se necessário. É muito importante remover
7. Reaplique as extensões de unhas ou continue com a massagem nas mãos e a aplicação do as unhas com cuidado para
esmalte, se solicitado. não danificar as unhas
naturais.
Outro método de remoção envolve aplicar algodão embebido em solvente em cada unha e então
envolver as mãos com um papel alumínio para reter o calor. Uma sacola plástica ou luvas térmicas
podem ser usadas para aumentar o calor e acelerar a remoção.

Aplicação e manutenção de unhas postiças


s Conselhos para manutenção
O cliente deve ser informado sobre o que envolve a manutenção das unhas postiças. Algumas
unhas podem ser temporárias, enquanto outras podem permanecer ao longo do crescimento e
precisar de preenchimento para manter o formato perfeito.
Devido à pressão nas pontas das unhas, elas podem se soltar ou quebrar. Quando mais longa for
a unha artificial, é mais provável que isso aconteça. A substituição das unhas requer uma visita à
estética e um custo.

s Conselhos para o cliente


Certifique-se de que o cliente está inteiramente informado sobre o que pode ou não fazer, e sobre
como cuidar das unhas em casa. Ressalte para o cliente o quanto é importante que ele siga uma
capítulo 15

rotina rigorosa, para maximizar a vida útil das extensões.

403
Um panfleto indicando os cuidados necessários garantirá que o cliente tenha a informação sobre
como cuidar das extensões. Os clientes que receberem um panfleto com informações têm menor
propensão de culpar o profissional se as unhas não durarem ou se não corresponderem à sua ex-
pectativa. No entanto, um panfleto não substitui os direitos constitucionais do cliente.
Você deve explanar os pontos a seguir aos clientes antes de eles deixarem a estética:
s Entrar em contato com a estética se qualquer problema ocorrer com as unhas;
s Se usar removedor de esmalte, verificar se não possui acetona na composição;
s Sempre utilizar uma base antes de aplicar esmalte;
s Marcar um horário para manutenção ou preenchimento a cada duas ou três semanas;
s Aplicar creme ou óleo de cutículas duas ou três vezes ao dia para as unhas e para as cutículas;
s Usar creme para as mãos regularmente para mante-las macias;
s Usar luvas de algodão para serviços domésticos diários, especialmente limpeza com produtos
químicos, como alvejantes e detergentes;
s Tomar cuidado especial com as unhas de fibra de vidro, pois elas são propensas a danos por
batidas;
s Tomar cuidado para não enroscar as unhas em roupas ou ao segurar objetos, pois isso pode
quebrar e danificar as unhas naturais.

Agora é a sua vez!


Crie um panfleto de manutenção com informações claras sobre os cuidados com as mãos e com as unhas. Inclua uma
seção sobre procedimentos de manutenção necessários para manter as extensões impecáveis.

Reações adversas específicas de extensões de unhas


O que pode ocorrer durante ou após o serviço de extensão de unhas:
s Alergias;
s Exposição excessiva e reações exotérmicas;
s Infecção por bactéria;
s Separação de unhas;
Técnicas em estética

s Remoção do produto;
s Perda prematura da unha artificial.
Os clientes às vezes reclamam que as suas unhas naturais parecem finas após a unha postiça ser
removida. Isso geralmente ocorre devido ao fato de que eles se acostumaram a uma placa ungueal
mais grossa, produzida pela cobertura.

404
Se os procedimentos corretos forem seguidos, se o profissional for habilidoso no sistema usado e
se as necessidades do cliente forem consideradas com cuidado, as unhas postiças devem ter um
visual natural e ser duradouras. No entanto, pouca prática ao realizar extensões de unhas pode
causar inúmeros problemas. A tabela abaixo mostra os problemas que podem surgir, as possíveis
causas e as soluções sugeridas.

Quadro 15.1 s Resolvendo problemas


Problema Causa possível Solução do problema
Afinamento da Lixamento e polimento constante, uso excessivo Uso correto de lixas, uso de toque leve ao preencher, aplicar
unha natural de primer, a placa ungueal não foi desidratada primer com moderação e esperar que ele seque, sempre fa-
antes de aplicar o produto, os produtos descola- zer uma preparação meticulosa das unhas naturais, não mer-
ram e a umidade ficou presa entre as camadas. gulhar as unhas se a manicure for feita antes da extensão.
Separação e Mesclar demais as pontas, as extensões são Toque leve ao lixar, aconselhar o cliente sobre o compri-
escamação da muito longas ou muito grossas, o cliente mor- mento adequado, garantir que o cliente esteja ciente das
unha natural deu ou roeu as extensões, a manutenção não necessidades de manutenção e de remoção corretas das
foi feita a tempo. extensões.
Perda prematura Má preparação da placa ungueal, extensões Garantir uma boa preparação, realizar um levantamento
da extensão de muito longas, as unhas não combinam com completo sobre o estilo de vida, a profissão e as expecta-
unhas o estilo de vida do cliente, sistema incorreto tivas do cliente, considerando a aparência e o formato da
selecionado. unha natural antes de selecionar um sistema.

Descoloração da Má preparação da unha, uso excessivo de Garantir uma preparação completa da placa ungueal antes
placa ungueal primer. de aplicar os produtos, usar o primer com moderação e per-
natural mitir que ele seque.

Preenchimentos Uniformização ruim, quantidade exagerada de Uso correto da técnica de preenchimento, seguir as instru-
perceptíveis produto, o cliente não compareceu ao horário ções do fabricante, uniformizar corretamente, ressaltar para
de manutenção. o cliente a importância de seguir o horário e o cronograma
para fazer a manutenção do serviço.

Descolamento da Unhas muito longas, preparação imprópria da Um atendimento completo para estabelecer como o cliente

Aplicação e manutenção de unhas postiças


unha natural unha deixando-a úmida ou oleosa, horário de vai gerenciar as extensões de unha em relação ao seu traba-
manutenção perdido, extensão de unha dese- lho e ao seu estilo de vida, a preparação correta das unhas
quilibrada, cuidados diários ruins. naturais, a quantidade correta de produtos utilizados.
O resultado final Encaixe incorreto da ponta na forma da unha. Verificar regularmente ao longo da aplicação se os ângulos
apontando para e curvas estão corretos.
cima ou para baixo
A forma em C das Produto aplicado de forma desigual ou em ex- Praticar para garantir altos níveis técnicos, verificar ao lon-
extensões é irre- cesso, produto muito líquido. go da aplicação das unhas se o arco transverso e o formato
gular em C estão equilibrados.
Infecção da unha Infecção por bactéria ou fungo devido a racha- Preparação cuidadosa, manutenção regular, aconselha-
duras ou espaços na extensão, infecção causa- mento ao cliente sobre cuidados diários, aplicação habi-
da pelo cliente morder, quebrar ou danificar a lidosa para garantir que não haja espaços entre a placa
extensão, deixando a cutícula e o leito ungueal ungueal natural e a extensão.
expostos a infecções, levantando o produto na
capítulo 15

borda livre, nas paredes laterais ou nas cutícu-


las e permitindo que a umidade ficasse presa
entre as camadas.

405
PARA SABER MAIS
Você encontra o “Código de Boas Práticas para Unhas” no site da Habia em www.habia.org (material em inglês).

s Atividades
Teste os seus conhecimentos sobre unhas postiças respondendo as seguintes perguntas:
1. O primer de unhas contém um fungicida para:
a) Endurecer as unhas
b) Auxiliar na fixação da unha artificial
c) Evitar doenças
d) Amaciar a placa ungueal
2. A placa ungueal é polida com uma lixa abrasiva para:
a) Amaciar a placa ungueal
b) Reduzir o comprimento da placa ungueal
c) Auxiliar a fixação da unha postiça na placa ungueal
d) Limpar a placa ungueal
3. As unhas artificiais feitas com fibra de vidro fornecem o efeito mais natural porque:
a) São fortes e flexíveis
b) São grossas e pesadas
c) São de uma cor natural
d) São fáceis de aplicar
4. Cite três contraindicações dos serviços de unhas postiças.
5. O que é um pote Dappen?
6. Por que se usa um pote Dappen nos serviços de extensão de unhas?

JUNTANDO TUDO
As unhas postiças podem ser aplicadas de diferentes formas e para diferentes fins. Para realizar a aplicação de modo
profissional é preciso seguir com atenção cada uma das etapas do processo. A lista a seguir ajudará você a estar sem-
pre preparado.

1. Funções específicas
• Preparar a área de tratamento

• Consultar o cliente e preencher seu cadastro

• Utilizar diversas técnicas para os serviços de aplicação de unhas postiças

406
• Verificar se o serviço de aplicação de unhas postiças atendeu às expectativas do cliente

• Orientar sobre a manutenção

• Realizar os serviços com saúde e segurança

2. Conhecimentos específicos
• Exigências legais e organizacionais

• Formas seguras e eficazes para realizar os serviços de extensão de unhas

• Contraindicações e reações adversas

• Anatomia e fisiologia

• Técnicas de aplicação de unhas postiças

• Informações para a manutenção

Aplicação e manutenção de unhas postiças


capítulo 15

407