Você está na página 1de 22

ANÁLISE ESTRUTURAL

6.1 esforços internos


6.2 momento fletor em viga biapoiada
6.3 momento fletor máximo em viga biapoiada
6.4 esforço cortante em viga biapoiada
6.5 relação entre carregamento e esforço cortante
6.6 momento fletor máximo em viga com balanço
6.7 relação entre esforço cortante e momento fletor
6.8 esforços em quadro isostático
6.9 quadro isostático plano
6.10 estrutura hipostática
6.11 reações de apoio em quadros isostáticos
6.12 reações de apoio em estrutura isostática
6.13 reações de apoio em vigamento sucessivo
6.14 arco circular isostático
6.15 reações de apoio em estrutura espacial
6.16 esforços em viga isostática inclinada
6.17 determinação do CG em estrutura mista
6.18 momento fletor mínimo em estaca pré-moldada
6.19 linha de influência de viga biapoiada com balanços
6.20 momento máximo devido a carga móvel
6.21 esforços em viga hiperestática
6.22 reações de apoio em viga hiperestática
6.23 DMF de viga hiperestática
6.24 reações de apoio em viga hiperestática simétrica
6.25 valores extremos de momento fletor em viga
6.26 análise de viga continua
6.27 reações de apoio de laje
6.28 esforços em estrutura isostática espacial
6.29 reações de apoio em viga Gerber
6.30 momento fletor máximo em viga Gerber
6.31 análise de cargas em viga Gerber
6.32 reações de apoio em viga Gerber
6.33 métodos de análise de estruturas hiperestáticas
6.34 método das forças
6.35 método das deformações
6.36 método das deformações
6.37 processo de Cross
6.38 classificação de treliças
6.39 confecção de treliça isostática
6.40 reações de apoio em treliça isostática
6.41 métodos para análise de treliça
6.42 esforços em treliça isostática
6.43 esforços em treliça isostática
6.44 esforços em treliça isostática
6.45 esforços em treliças isostáticas
6.46 efeitos de recalque de apoio e variação de temperatura
6.47 efeito da variação de temperatura
6.48 efeito da variação de temperatura
6.49 princípio de d’Alembert
6.50 configuração deformada de estrutura
6.51 deformação em vigas isostáticas
6.52 deformação provocada por recalques
6.53 matrizes de flexibilidade e de rigidez
RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS
5.1 propriedades mecânicas dos materiais
5.2 coeficiente de Poisson
5.3 deformação sob carga axial
5.4 deformação volumétrica
5.5 estado triplo de tensões
5.6 deslocamento angular
5.7 círculo de Mohr
5.8 torção pura
5.9 flexão pura
5.10 flexão composta
5.11 tensões na flexão
5.12 estado plano de tensões
5.13 estado plano de tensões
5.14 estado triaxial de tensões
5.15 flambagem
5.16 carga crítica de Euler
5.17 flambagem decorrente de variação de temperatura
5.18 esforços combinados de flexão e torção
5.19 esforços combinados de tração e torção
5.20 flexão oblíqua composta torcional
5.21 tensão normal e tensão de cisalhamento
5.22 esforços em emenda por pino
5.23 esforços em emenda por rebites
5.24 juntas rebitadas
5.25 juntas soldadas
5.26 solicitações normais
5.27 flexocompressão
5.28 excentricidades em pilar
5.29 linha elástica
5.30 deformação em estrutura
5.31 análise de materiais
5.32 sistema estaticamente indeterminado
5.33 energia de deformação
5.34 teorema de Castigliano
CONCRETO ARMADO E PROTENDIDO
7.1 qualidades do concreto armado
7.2 propriedades e comportamento do concreto
7.3 estados limites do concreto
7.4 coeficientes de ponderação de resistência
7.5 fissuração do concreto
7.6 aspectos gerais da protensão
7.7 aderência do concreto com a armadura
7.8 tipos de ruptura na flexão simples
7.9 efeito Rüsch
7.10 diagrama de domínios
7.11 dimensionamento de armadura
7.12 estados limites últimos
7.13 estados limites últimos
7.14 diagrama de domínios; linha neutra
7.15 diagrama tensão-deformação de cálculo
7.16 determinação da força de protensão
7.17 viga T em concreto armado
7.18 tirante em concreto armado
7.19 causas de fissuração
7.20 critérios de dimensionamento de viga T
7.21 armadura para torção
7.22 espessura de laje em concreto armado
7.23 laje armada em uma direção
7.24 armadura de laje em concreto armado356
7.25 armadura transversal em pilar
7.26 emenda de barras portraspasse
7.27 ancoragem de armadura por aderência
7.28 dimensionamento de pilar curto
7.29 viga de concreto com armadura dupla
7.30 durabilidade das estruturas de concreto
7.31 durabilidade e envelhecimento do concreto
7.32 verificação de carga de pilar de concreto armado
7.33 armadura transversal
7.34 armação de viga de concreto
7.35 ações a considerar no concreto
7.36 critérios de análise do comportamento estrutural do concreto
7.37 fissuração em peças de concreto
7.38 aberturas em laje de concreto
7.39 armadura longitudinal em vigas de concreto
7.40 armadura de suspensão
7.41 juntas de dilatação em concreto simples
7.42 escopo e limitações da NBR 6118
7.43 ensaios de Stuttgart
7.44 viga de concreto com armadura dupla
7.45 armação de laje
7.46 dimensionamento de seção transversal de viga
7.47 momento resistente em viga de concreto protendido
7.48 tensões em viga protendida
7.49 concreto protendido versus concreto armado convencional
7.50 sistemas e tipos de protensão
MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
8.1 madeira na construção civil
8.2 aços para concreto
8.3 aglomerantes para argamassas e concretos
8.4 traços de concreto
8.5 aditivos para concreto
8.6 traços de concreto
8.7 aditivo acelerador de pega
8.8 carbonatação do concreto
8.9 retração do concreto
8.10 padrões de cimento portland
8.11 cimentos portland resistentes a sulfatos
8.12 pega e endurecimento do concreto
8.13 materiais pozolânicos
8.14 reação álcali-agregado
8.15 umidade e inchamento da areia
8.16 umidade e inchamento da areia
8.17 propriedades físicas do agregado miúdo
8.18 agregado miúdo em argamassas e concretos
8.19 traço de concreto e consumo de materiais
8.20 resistência de dosagem do concreto
8.21 dosagem de concreto
8.22 ensaio de consistência do concreto
8.23 classificação do concreto
8.24 tecnologia dos materiais de concretos e argamassas419
8.25 ensaios não-destrutivos em concreto armado
8.26 classificação dos pisos cerâmicos
8.27 vidros na construção civil
8.28 propriedades e aplicações de produtos para pintura
8.29 propriedades das tintas
8.30 argamassas em alvenaria
FUNDAÇÕES
11.1 sapata isolada
11.2 muro de arrimo
11.3 sapatas isoladas
11.4 sapata isolada; tensões no solo
11.5 bloco de estacas
11.6 fundação direta
11.7 critérios de dimensionamento de fundação
11.8 sondagem SPT
11.9 ensaios de prospecção geotécnica
11.10 atrito negativo
11.11 escolha de fundação
11.12 escolha de fundação
11.13 escolha de fundação
11.14 fundações profundas
11.15 estacas de deslocamento
11.16 aplicação de estacas
11.17 tubulões
11.18 fundações profundas
11.19 armadura em estaca
11.20 tensão admissível de um solo
11.21 sapatas em terreno de encosta
11.22 sapatas com viga de equilíbrio
11.23 cálculo de embutimento de parede diafragma
11.24 tensão admissível de um solo
11.25 capacidade de carga de estaca
11.26 estimativa de recalque por adensamento
CONSTRUÇÃO CIVIL
9.1 emprego de lama bentonítica
9.2 preparação do concreto
9.3 preparação de concretagem
9.4 execução de concretagem de estruturas
9.5 prevenção da retração superficial do concreto
9.6 fissuração no concreto armado
9.7 lançamento, adensamento e cura do concreto
9.8 interrupção de concretagem
9.9 prazos na execução de estruturas de concreto
9.10 retirada de escoramento de viga
9.11 lançamento do concreto
9.12 juntas de dilatação
9.13 serviços de impermeabilização
9.14 prevenção de umidade em edificações
9.15 tratamento de laje de cobertura exposta
9.16 pisos de madeira
9.17 revestimento de parede
9.18 pintura imobiliária
9.19 detalhe executivo de armadura de pilar
9.20 detalhe executivo de armadura com mudança de direção
9.21 armadura de canto em lajes
9.22 cunhamento de parede de alvenaria
9.23 execução de contravergas
9.24 execução de estrutura de madeira
9.25 ligação de elementos em estrutura de madeira
9.26 efeito de gretagem em cerâmica
9.27 revestimento de fachada em granito
9.28 adesivo de base epóxi em recuperação estrutural
9.29 sistemas construtivos
9.30 tipos de laje de concreto
9.31 revestimento de fachada de edifício
MECÂNICA DOS SOLOS
10.1 natureza dos solos
10.2 índices físicos
10.3 índices físicos
10.4 índices físicos
10.5 características e classificação dos solos
10.6 tensões nos solos
10.7 estados de tensão
10.8 ensaio triaxial
10.9 limites deAtterberg
10.10 permeabilidade dos solos
10.11 permeabilidade dos solos
10.12 ruptura hidráulica de solos
10.13 distribuição de pressão
10.14 compactação de solos
10.15 ensaio de compactação 485
10.16 capacidade de suporte de solos
10.17 resistência dos solos
10.18 empuxo ativo
10.19 tensões em solos
10.20 análise de estabilidade
10.21 estabilidade de contenção de solo
10.22 tensões em solos
10.23 tensões em solos
HIDRÁULICA
12.1 propriedades dos fluidos
12.2 equilíbrio de corpos imersos e flutuantes
12.3 empuxo sobre superfície
12.4 empuxo sobre superfície
12.5 classificação e análise do escoamento hidráulico
12.6 parâmetros hidráulicos
12.7 equação de Bernoulli
12.8 escoamento em condutos
12.9 escoamento em condutos
12.10 escoamento em canal aberto
12.11 regime permanente; equação da continuidade
12.12 curva de energia específica
12.13 escoamento em conduto livre
12.14 escoamento em canal aberto; equação de Manning
12.15 escoamento em canal aberto; equação de Manning
12.16 ressalto hidráulico
12.17 escoamento em condutos entre dois reservatórios
12.18 golpe de aríete
12.19 bombas hidráulicas
12.20 cavitação
12.21 bombas hidráulicas
12.22 bombas hidráulicas
12.23 turbinas hidráulicas
INSTALAÇÕES PREDIAIS
15.1 sistemas prediais de água fria
15.2 reservação hídrica predial
15.3 velocidade e pressão em instalação predial de água fria
15.4 válvulas e registros em instalação predial de água fria
15.5 perda de carga em instalação predial de água fria
15.6 cálculo de pressão em instalação predial de água fria
15.7 instalação de conjunto elevatório
15.8 componentes de sistema predial de esgoto sanitário
15.9 subsistemas de sistema predial de esgoto sanitário
15.10 prescrições normativas de sistema predial de esgoto sanitário
15.11 método de Hunter para dimensionamento de esgoto sanitário
15.12 prescrições normativas de sistema predial de esgoto sanitário
15.13 dimensionamento de circuito elétrico
15.14 dimensionamento de condutor fase em circuito elétrico
15.15 corrente de projeto de instalação elétrica de baixa tensão
15.16 dimensionamento do condutor neutro em circuito elétrico
15.17 previsão de carga; requisitos de projeto
15.18 dimensionamento de circuito pelo critério queda de tensão
15.19 dimensionamento de circuito pelo critério queda de tensão
15.20 análise de interruptor paralelo (three-way)
15.21 isolação de condutores; padronização de cores
15.22 características básicas das lâmpadas
15.23 funcionamento de lâmpada fluorescente
15.24 dispositivo diferencial-residual
15.25 banco de capacitores
15.26 dimensionamento de banco de capacitores
15.27 esquemas de aterramento
15.28 prescrições normativas de instalação elétrica de baixa tensão
15.29 conjunto de proteção e manobra em instalações elétricas
15.30 dimensionamento de eletrodutos em circuitos elétricos
15.31 sistema de proteção contra descargas atmosféricas
15.32 sistema de climatização
15.33 aspectos executivos de sistema de climatização
15.34 sistema de climatização VRF
15.35 sistema de climatização com termoacumulação
15.36 fluido refrigerante em sistema de climatização predial
15.37 instalação de prevenção e combate a incêndio
15.38 instalações prediais de águas pluviais
15.39 aquecimento por energia solar
OBRAS RODOVIÁRIAS
2.1 elementos do projeto geométrico de rodovia
2.2 projeto geométrico de rodovia; deflexão em curva
2.3 projeto geométrico de rodovia; definições básicas
2.4 projeto geométrico; concordância vertical
2.5 projeto geométrico; concordância horizontal
2.6 diagrama de Brückner
2.7 projeto de terraplenagem
2.8 cálculo da distância média de transporte
2.9 medição deflectométrica
2.10 pavimento de rodovias
2.11 pavimento de rodovias
2.12 estruturas de contenção; proteção de taludes
2.13 drenagem de pavimento
2.14 camadas de pavimento flexível
2.15 características dos solos para rodovias
2.16 estabilização do solo
2.17 revestimento de rodovias
2.18 materiais de pavimentação
2.19 concreto asfáltico
2.20 técnicas de restauração asfáltica
2.21 misturas asfálticas a quente
2.22 método PCA - dimensionamento de pavimento rígido
2.23 sinalização de rodovias
2.24 equipamentos de terraplenagem
2.25 revestimento de pavimentação rodoviária
2.26 dimensionamento de pavimento flexível
2.27 avaliação de pavimentos asfálticos
URBANIZAÇÃO
3.1 urbanização e sustentabiliddade
3.2 disciplinamento da ocupação do solo urbano
3.3 planejamento urbano e medidas de sustentabilidade
3.4 plano diretor
3.5 impactos ambientais da urbanização
3.6 controle da drenagem de água pluviais urbanas
3.7 nomenclatura de zoneamento e ocupação
3.8 código de edificações
3.9 plano diretor de desenvolvimento urbano
3.10 restrições ao uso do solo urbano
3.11 erosão do solo no meio urbano
3.12 controle da erosão
3.13 disciplinamento do uso e ocupação do solo-competências
3.14 impactos da urbanização no ciclo hidrológico
3.15 reforma urbana e política fundiária
3.16 parcelamento do solo urbano
3.17 impactos da urbanização e antropismo
3.18 avaliação de impacto ambiental
3.19 urbanização e conservação
3.20 instrumentos de política urbana
TRANSPORTES
4.1 organização do sistema viário
4.2 modais de transporte de carga
4.3 análise de pesquisa 'sobe-desce'
4.4 análise de pesquisa 'sobe-desce'
4.5 análise de pesquisa 'sobe-desce'
4.6 análise de fluxo de transporte
4.7 modelo de simulação de transporte
4.8 Política Nacional de Mobilidade Urbana
4.9 Plano Nacional de Logística e Transporte
4.10 custo de transporte de passageiros
4.11 análise de demanda de transporte
4.12 tratamento de interseções de vias de tráfego
4.13 análise de interseções rodoviárias
4.14 sistemas de transporte rápido de massa
TOPOGRAFIA
1.1 conceito e interpretação de curva de nível
1.2 cálculo de distância
1.3 divisor de água; delimitação de bacia hidrográfica
1.4 rumo e azimute
1.5 rumo magnético e rumo verdadeiro
1.6 cálculo de ângulo
1.7 conversão de rumo em azimute e vice-versa
1.8 interpretação de curva de nível
1.9 análise e aplicação topográfica
1.10 análise de curva de nível; declividade de terreno
1.11 análise de mapa topográfico; declividade de terreno
1.12 fechamento de poligonal
1.13 cálculo de área
1.14 cálculo de ângulo
1.15 erro de fechamento linear
1.16 cálculo de volume de corte
1.17 determinação de cota de nivelamento
1.18 preenchimento de caderneta de campo
1.19 análise de levantamento altimétrico
1.20 preenchimento de caderneta de campo
1.21 cálculo de volume em terraplenagem
1.22 confecção de curva de nível
1.23 conformação de terreno
HIDROLOGIA E SANEAMENTO AMBIENTAL
13.1 ciclo hidrológico
13.2 balanço hídrico
13.3 balanço hídrico
13.4 balanço hídrico; análise de viabilidade hídrica
13.5 precipitação
13.6 processos hidrológicos
13.7 hidrologia aplicada; conceitos básicos
13.8 precipitação média; método de Thiessen
13.9 hidrograma unitário
13.10 hidrograma unitário - aplicação de convolução
13.11 hidrograma unitário - aplicação de convolução
13.12 tempo de concentração; método cinemático
13.13 vazão de pico pelo método racional
13.14 comportamento hidrológico de bacia
13.15 comportamento hidrológico de bacia
13.16 vazão de pico pelo método racional em bacia zoneada
13.17 Infiltração; modelo do SCS
13.18 curva de permanência - aplicação
13.19 análise de curva de permanência
13.20 propagação de vazão em rio
13.21 reserva de equilíbrio em adução contínua
13.22 reservatório de regularização
13.23 diagrama de Rippl
13.24 probabilidade de evento crítico
13.25 tratamento de água
13.26 diluição de esgoto
13.27 autodepuração de corpo de água
13.28 diluição de esgoto
13.29 eutrofização
13.30 sistemas coletivos de tratamento de esgoto
13.31 processos de tratamento de esgoto
13.32 sistema de abastecimento de água
13.33 rede coletora de esgoto
13.34 reservatório de abastecimento de água
13.35 reservatório de jusante
13.36 dimensionamento de sumidouro
BARRAGENS
14.1 definição e objetivos das obras de barragem
14.2 barragens de terra
14.3 princípios básicos de projeto de barragem de terra
14.4 critérios para escolha do tipo de barragem
14.5 barragem de enrocamento
14.6 aspectos construtivos de barragens
14.7 elementos constituintes de barragens
14.8 drenagem interna de barragem de terra
14.9 dispositivos de dissipação
14.10 análise de rede de fluxo em barragem de terra
14.11 proteção de taludes de barragens de terra
14.12 critérios para determinação da altura de barragem
14.13 estimativa da altura da barragem
14.14 estima da capacidade de acumulação
GERENCIAMENTO DE OBRAS
16.1 escopo do gerenciamento
16.2 lei de evolução dos custos
16.3 atribuições e competências do engenheiro fiscal de obra
16.4 atividades de fiscalização de obra
16.5 critérios de medição e recebimento de obra
16.6 análise de cronograma físico-financeiro
16.7 análise de cronograma físico-financeiro
16.8 medição de serviços
16.9 diagrama de Gantt
16.10 ferramentas PERT/CPM
16.11 rede de atividades
16.12 rede de atividades
16.13 rede de atividades
16.14 rede de atividades
16.15 instrumentos de planejamento e acompanhamento de obras
16.16 PERTprobabilistic)
16.17 análise do valor agregado
16.18 documentação as built
ORÇAMENTAÇÃO DE OBRAS
17.1 atributos do orçamento de obras
17.2 requisitos para orçamentação
17.3 etapas da orçamentação
17.4 curva ABC
17.5 bonificação e despesas indiretas
17.6 cálculo de BDI
17.7 análise de custos
17.8 índices setoriais - CUB/SINDUSCON
17.9 encargos sociais e interpretação de BDI
17.10 composição de encargos sociais
17.11 sistema de referência de custos de serviços - SINAPI
17.12 desbalanceamento de planilha orçamentária
17.13 composição de preço unitário
17.14 análise de composição de preço unitário
17.15 BDI e custo direto
17.16 análise de composição de preço unitário
17.17 análise de composição de preço unitário
17.18 análise de composição de preço unitário
17.19 elementos do BDI
17.20 encargos sociais e trabalhistas
17.21 tributação e BDI
17.22 composição de custos de serviços
17.23 consumo de materiais
17.24 critérios de quantificação de serviços
17.25 quantificação de materiais
17.26 quantificação em movimentação de terra
17.27 custo de equipamento
17.28 produção de equipe mecânica
17.29 análise de composição de custo - serviços de terraplenagem
17.30 análise de BDI 8
LICITAÇÕES E CONTRATOS
18.1 princípios de licitação
18.2 princípios de licitação
18.3 projeto básico
18.4 normas gerais de licitação
18.5 execução indireta
18.6 normas gerais de licitação
18.7 requisitos de projeto
18.8 licitação pública
18.9 tipos de licitação
18.10 inexigibilidade de licitação
18.11 dispensa de licitação
18.12 execução de contrato administrativo
18.13 plano plurianual
18.14 lei orçamentária anual
18.15 características do contrato administrativo
18.16 contrato administrativo - cláusulas necessárias
18.17 alteração de contrato administrativo
18.18 execução de contrato administrativo
18.19 recebimento de obra
18.20 exercício profissional do engenheiro
18.21 responsabilidade técnica
18.22 responsabilidade técnica
18.23 habilitação em licitação
18.24 julgamento de propostas
18.25 rescisão de contrato administrativo
18.26 execução de contratato administrativo
18.27 responsabilidades em contratos administrativos
18.28 Regime Diferenciado de Contratações Públicas
18.29 Regime Diferenciado de Contratações Públicas
18.30 Concessões e PPP
SEGURANÇA DO TRABALHO
19.1 condições e meio ambiente de trabalho na construção
19.2 segurança em serviço de escavação
19.3 área de vivência em ambiente de trabalho na construção
19.4 condições e meio ambiente de trabalho na construção
19.5 programa de controle médico de saúde ocupacional
19.6 instalações sanitárias em canteiro de obra
19.7 comissão interna de prevenção de acidentes
19.8 segurança em serviços de eletricidade
19.9 segurança em serviços de eletricidade
19.10 equipamentos de proteção
19.11 programa de prevenção de riscos ambientais
19.12 doenças de origem ocupacional
19.13 trabalho em altura
AVALIAÇÕES E PERÍCIAS
20.1 definições básicas e critérios de avaliações e perícias
20.2 definições básicas e critérios de avaliações e perícias
20.3 procedimentos metodológicos previstos na NBR 14653
20.4 critérios de avaliação
20.5 métodos de avaliação
20.6 preceitos normativos na avaliações de imóveis urbanos
20.7 perícias de engenharia; preceitos normativos
20.8 vistoria prévia
20.9 método comparativo direto; fatores de homogeneização
20.10 avaliação expedita de custo de construção; aplicação do CUB
20.11 avaliação de imóvel; método comparação direta - aplicação
20.12 critérios de depreciação de bem
20.13 variáveis no método comparativo direto de mercado