Você está na página 1de 89

Atlas Copco

Oil-injected rotary screw compressors

GA 37 VSD, GA 45 VSD, GA 55 VSD

Manual de instruções
Manual de Instruções para Compressores

GA 37 VSD, GA 45 VSD, GA 55 VSD

Nota de Copyrigh

Qualquer uso não autorizado ou a cópia do conteúdo ou de qualquer parte


do mesmo é proibido.

Isto refere-se particularmente a marcas comerciais, denominação de


modelos, número das peças e dos desenhos.

Este manual é válido para compressores com número de série superior a BRP071592.

N° 0015 0003 45 - 05/2012

Web-site: http://www.atlascopco.com.br
GARANTIAS

A Atlas Copco assegura ao Contratante, durante o período e condições adiante referidos, garantia quanto ao conserto ou
reparação, a título gratuito, do produto vendido ou de seus componentes ou acessórios de fabricação própria que venham a
apresentar comprovados defeitos de fabricação, desde que não sejam provenientes de mal uso ou culpa do Contratante.

Os prazos de garantia são contados a partir da data da emissão da(s) nota(s) fiscal(is), estendendo-se:

a. para compressores estacionários ou portáteis: 18 (dezoito) meses após a emissão da nota fiscal ou 12 (doze) meses após a
entrega técnica, prevalecendo o prazo que ocorrer primeiro, e 24 (vinte e quatro) meses para o elemento compressor.

b. para outros equipamentos: pelo período de 18 (dezoito) meses após a emissão da nota fiscal ou 12 (doze) meses após a
entrega técnica, prevalecendo o prazo que ocorrer primeiro.

Nenhum reparo, modificação ou substituição, a título de garantia, prorrogará os prazos acima, quer para o equipamento em si,
quer para os acessórios ou componentes substituídos.

As garantias instituídas pelo presente instrumento referem-se exclusivamente aos componentes de fabricação própria. Com
relação a componentes, motores e acessórios fabricados por terceiros, as garantias são as estabelecidas pelos respectivos
fabricantes, e de sua exclusiva responsabilidade.

A eficácia das presentes garantias está condicionada à imediata comunicação por escrito do Contratante à Atlas Copco sobre o
defeito constatado, sendo expressamente proibida qualquer intervenção do Contratante ou de terceiros no produto ou equipamento,
sob pena de perda da garantia.

Haverá perda de garantia nos casos de:

a. compressores estacionários instalados ou montados pelo Contratante, sem vistoria e aprovação da Atlas Copco; exceto os
modelos GX.

b. ausência de Entrega Técnica, pela Atlas Copco;

c. manutenção inadequada ou incorreta dos equipamentos ou produtos, incluindo: (i) realização de modificações não
autorizadas; e (ii) inobservância das instruções da Atlas Copco quanto à manutenção, lubrificação deficiente ou irregular;

d. emprego de peças ou acessórios não originais ou não aprovados pela Atlas Copco;

e. uso inadequado ou incorreto dos equipamentos ou produtos;

f. sobrecarga de trabalho não previamente autorizada pela Atlas Copco, por escrito;

g. desgaste normal dos equipamentos ou produtos;

h. danos decorrentes de caso fortuito ou de força maior, como os resultados de incêndio, inundações, depredação, greve,
tumulto ou ações danosas do gênero, entre outros;

i. transporte inadequado, armazenamento irregular ou prolongado providenciado pelo Contratante; e

j. estar o Contratante em mora ou inadimplente no pagamento do preço estabelecido pelo contrato de Venda e Compra.

Nenhum defeito de fabricação poderá ser considerado motivo justo para o Contratante faltar ao cumprimento das obrigações que
lhe incumbem na forma deste instrumento e da proposta inclusa.

Os serviços relacionados às presentes garantias serão executados nas oficinas previamente autorizadas pela Atlas Copco, sendo
de responsabilidade do Contratante a entrega e retirada dos produtos nesses locais, e as respectivas despesas de transporte e
seguro. A critério exclusivo da Atlas Copco, os serviços em garantia poderão ser prestados nos estabelecimentos do Contratante.
Neste caso, todas as despesas relacionadas com quilometragem ou passagem aérea, tempo de viagem, alimentação e hospedagem
de técnicos e/ou mecânicos deverão ser pagas pelo Contratante.

2 0015 0003 45
ÍNDICE

1 Precauções de segurança ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 4 6 Instalação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 54


1.1 Ícones de segurança ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 4 6.1 Desenhos dimensionais ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 54
1.2 Precauções de segurança durante a instalação ○ ○ 4 6.2 Proposta de instalação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 56
1.3 Precauções de segurança durante o 6.3 Ligações elétricas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 58
funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 5 6.4 Requisitos da água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 59
1.4 Precauções de segurança durante a 6.5 Pictogramas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 62
manutenção ou reparo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 6
7 Instruções de funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 63
2 Descrição geral ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 8 7.1 Antes da partida inicial ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 63
2.1 Introdução ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 8 7.2 Partida inicial ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 63
2.2 Fluxo de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 11 7.3 Antes da partida ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 65
2.3 Sistema de óleo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 13 7.4 Partida ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 65
2.4 Sistema de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 14 7.5 Durante o funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 66
2.5 Sistema de condensados ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 15 7.6 Verificação do visor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 67
2.6 Sistema de regulagem ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 15 7.7 Parada ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 67
2.7 Sistema elétrico ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 15 7.8 Retirada de funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 68
2.8 Diagramas elétricos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 16
2.9 Secador de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 20 8 Manutenção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 68
8.1 Programa de manutenção preventiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ 68
3 Regulador Elektronikon ® Graphic ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 21 8.2 Motor de acionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 71
3.1 Regulador Elektronikon® Graphic ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 21 8.3 Especificações do óleo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 71
3.2 Painel de controle ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 22 8.4 Mudança de óleo e do filtro de óleo ○ ○ ○ ○ ○ ○ 71
3.3 Ícones utilizados ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 23 8.5 Eliminação do material usado ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 72
3.4 Menu Tela principal ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 25 8.6 Armazenagem após instalação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 72
3.5 Acesso a menus ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 26 8.7 Kits de assistência ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 72
3.6 Menu Entradas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 26
3.7 Menu Saídas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 27 9 Ajustes e procedimentos de assistência ○ ○ ○ ○ ○ ○ 73
3.8 Contadores ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 28 9.1 Filtro de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 73
3.9 Menu Valores ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 29 9.2 Resfriadores ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 73
3.10 Menu Serviço ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 29 9.3 Válvulas de segurança ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 73
3.11 Menu Valor Estabelecido ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
31 10 Solução de problemas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 74
3.12 Menu Histórico de Eventos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 32 10.1 Solução de problemas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 74
3.13 Modificação das definições gerais ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 32
3.14 Menu Informações ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 33 11 Dados técnicos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 76
3.1 5 Menu Programação Semanal ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
34 11.1 Leituras no visor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 76
3.1 6 Menu Teste ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 35 11.2 Dimensão dos cabos elétricos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 76
3.1 7 Menu Senha do Usuário ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 36 11.3 Parâmetros do disjuntor do
3.18 Parâmetros programáveis ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 37 motor do ventilador ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 77
11.4 Parâmetros do relé de sobrecarga e
4 OSCi (Opcional) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
39 dos fusíveis ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 77
4.1 Introdução ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 39 11.5 Condições de referência e limitações ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 78
4.2 Funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 39 11.6 Dados do compressor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 78
4.3 Colocação em funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 41 11.7 Dados técnicos do regulador Elektronikon® ○ ○ ○ 82
4.4 Pictogramas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 42
4.5 Telas e avisos do Elektronikon® ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 42 12 Instruções para utilização do reservatório de ar ○ ○ ○ 83
4.6 Dados apresentados durante o 12.1 Instruções para utilização ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 83
funcionamento normal ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 42 12.2 Responsabilidade do usuário ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 83
4.7 Avisos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 43 13 Orientações para inspeção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 84
4.8 Manutenção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 44 13.1 Orientações para inspeção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 84
4.9 Kits de assistência ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 44
4.10 Solução de problemas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 46 14 PED ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 85
14.1 Diretivas relativas a equipamentos sob pressão 85
5 Recuperação de energia ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 48
5.1 Unidade de recuperação de energia ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 48 15 Informativo ambiental ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 86
5.2 Sistemas de recuperação de energia ○ ○ ○ ○ ○ ○ 49
5.3 Funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 49 "As instruções com relação ao procedimento de armazenagem
5.4 Manutenção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 52 e manutenção dos componentes elétricos (inversor, chave de
5.5 Dados de recuperação de energia ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 52 partida soft start, painel elétrico, motores elétricos) devem ser
consultadas nos manuais do fornecedor (em formato
eletrônico) que é entregue junto com o compressor".
0015 0003 45 3
1 Precauções de segurança 7. O proprietário é responsável por manter a unidade em
estado de funcionamento seguro. As peças e acessórios
devem ser substituídas se forem inadequados para um
funcionamento seguro
1.1 Ícones de segurança Precauções durante a instalação
Explicação 1. A máquina apenas deve ser levantada com a ajuda de
equipamento adequado e de acordo com a legislação de
Perigo de vida segurança local. Peças soltas ou articuladas deverão ser
apertadas de forma segura, antes de se proceder ao
levantamento da máquina. É estritamente proibido passar
Aviso ou permanecer na zona de risco situada abaixo de uma
carga suspensa. A aceleração e a desaceleração no levan-
tamento deverão ser mantidas dentro de limites seguros.
Nota importante Usar capacete de proteção ao trabalhar na área de equi-
pamentos suspensos ou de elevação.

2. Colocar a máquina em um local onde o ar ambiente seja o


1.2 Precauções de segurança durante a instalação mais fresco e limpo possível. Se necessário, instalar um
duto de sucção. Não obstruir a entrada de ar. Deve-se ter
A Atlas Copco não se responsabiliza por o cuidado de minimizar a entrada de umidade no ar de
quaisquer danos ou ferimentos resultantes admissão.
do fato de se negligenciar estas precauções,
ou devido à não observância dos cuidados 3. Quaisquer flanges cegas, bujões, tampas e sacos anticon-
necessários na instalação, operação, manu- densação deverão ser removidos antes de se proceder à
tenção ou reparo, mesmo que não expressa- ligação dos tubos.
mente mencionadas.
4. As mangueiras de ar deverão ser do tamanho correto e
adequadas para a pressão de trabalho. Não utilizar man-
Precauções gerais gueiras gastas, danificadas ou deterioradas. Os tubos
de distribuição e as ligações deverão ser do tamanho
1. O operador deve adotar práticas de trabalho seguras e correto e adequados para a pressão de trabalho.
respeitar todos os requisitos e disposições legais locais
relacionados com segurança do trabalho. 5. O ar aspirado deverá ser isento de gases, vapores ou
partículas inflamáveis, como, por exemplo, dissolventes,
2. Se alguma das seguintes determinações não estiver em que possam provocar incêndios ou explosões internos.
conformidade com a legislação local, deve aplicar-se a
mais rigorosa. 6. Preparar a entrada de ar de forma que roupas largas não
sejam sugadas.
3. Os trabalhos de instalação, operação, manutenção e repa-
ro apenas devem ser efetuados por técnicos autorizados 7. Certificar-se de que o tubo de alívio do compressor
e com formação especializada. para o resfriador final ou para a rede de ar pode se expan-
dir com o calor e de que não está em contato com materiais
4. Não se considera o compressor capaz de produzir ar inflamáveis ou perto dos mesmos.
respirável. Para se obter ar respirável, o ar comprimido
deve ser adequadamente purificado, de acordo com a 8. Não pode ser exercida qualquer força exterior sobre a
legislação e normas locais. válvula de saída de ar; o tubo ligado não deve estar
sujeito a tensões.
5. Antes de qualquer operação de manutenção, reparo ou
ajuste, ou de qualquer verificação que não seja de rotina, 9. Se estiver instalado um controle remoto, a máquina deverá
parar o compressor, pressionar o botão de parada de possuir um sinal bem visível com a indicação: PERIGO:
emergência, desligar a energia elétrica e despressurizar o Esta máquina é controlada à distância e pode partir sem
compressor. Além disso, o seccionador de corrente deve- aviso.
rá ser aberto e bloqueado.
Antes de se efetuar qualquer operação de manutenção
6. Não brincar com o ar comprimido. Não aplicar o ar à ou reparo, o operador deve certificar-se de que a máquina
própria pele ou dirigir um jato de ar a alguém. Nunca usar está parada e de que a chave geral está aberta e bloqueada.
o ar para limpar sujeira das roupas. Ao usar ar compri- Para uma maior proteção, as pessoas que controlam má-
mido para limpar equipamentos, fazê-lo com grande quinas à distância deverão tomar as precauções adequadas,
cuidado e usar proteções oculares. para se certificarem de que não há ninguém verificando
4 0015 0003 45
ou a trabalhando na máquina. Para tal, dever ser fixado 1.3 Precauções de segurança durante o funciona-
um aviso adequado no equipamento de partida. mento
10. As máquinas resfriadas a ar deverão ser instaladas de
A Atlas Copco não se responsabiliza por
forma a proporcionarem um fluxo de ar de refrigeração
quaisquer danos ou ferimentos resultantes
adequado e de forma a que o ar expelido não recircule
do fato de se negligenciar estas precauções,
para a entrada de ar do compressor, ou para a entrada de
ou devido à não observância dos cuidados
ar de refrigeração.
necessários na instalação, operação, manu-
tenção ou reparo, mesmo que não expressa-
11. As ligações elétricas devem corresponder aos códigos
mente mencionadas.
locais. As máquinas devem estar ligadas à terra e prote-
gidas contra curtos-circuitos através de fusíveis em todas
as fases. Deve ser instalado um seccionador de corrente Precauções gerais
próximo do compressor.
1. O operador deve adotar práticas de trabalho seguras e
12. No caso de máquinas com sistema de partida/parada respeitar todos os requisitos e disposições legais rela-
automática, ou se a função de repartida automática após cionados com segurança de trabalho.
falha de corrente estiver ativada, deve estar fixado um
sinal com a inscrição “Esta máquina pode partir sem 2. Se alguma das seguintes determinações não estiver em
aviso” junto ao painel de instrumentos. conformidade com a legislação local, deve aplicar-se a
mais rigorosa.
13. Em sistemas de vários compressores, deverão ser instaladas
válvulas manuais para isolar cada um dos compressores. 3. A instalação, operação, manutenção e reparo serão efe-
Não usar válvulas anti-retorno (válvulas de retenção) tuados apenas por pessoal autorizado e com formação
para isolamento de sistemas de pressão. adequada.

14. Não remover ou danificar os dispositivos de segurança, 4. Não se considera que o compressor seja capaz de produzir
as proteções, ou os isolamentos instalados na máquina. ar respirável. Para se obter ar respirável, o ar comprimido
Cada reservatório ou auxiliar instalado fora da máquina deve ser adequadamente purificado, de acordo com a
para conter ar a uma pressão superior a atmosférica deverá legislação e as normas locais.
estar protegido por um ou mais dispositivos de liberação
de pressão, conforme o necessário. 5. Antes de qualquer operação, manutenção ou reparo,
ajuste, ou de qualquer verificação que não seja de rotina,
15. As tubulações e outras peças com uma temperatura su- parar o compressor, pressionar o botão de parada de
perior a 80 °C (176 °F), e que possam ser tocadas acidental- emergência, desligar a energia elétrica e despressurizar o
mente por operadores durante o funcionamento normal, compressor. Além disso, o seccionador de corrente deve-
devem ser protegidas ou isoladas. Outras tubulações com rá ser aberto e bloqueado.
temperaturas elevadas devem ser claramente assinaladas.
6. Não brincar com o ar comprimido. Não aplicar o ar com-
16. Para máquinas resfriadas a água, o sistema de água de primido sobre a pele ou apontar diretamente um jato de
refrigeração instalado fora da máquina deve ser protegido ar a outras pessoas. Não utilizar o ar comprimido para
por um dispositivo de segurança com uma pressão defini- remover sujeiras da roupa. Ao utilizar ar comprimido para
da de acordo com a pressão máxima de entrada de água limpar equipamentos, fazê-lo com grande cuidado e usar
de refrigeração. proteções oculares e auditivas.

17. Se o chão não for plano ou puder estar sujeito a inclinações Precauções durante a operação
variáveis, consultar a Atlas Copco.
1. Utilizar apenas o tipo e tamanho correto de extremidades
Consultar também as precauções de segurança e ligações de mangueiras. Ao soprar por uma mangueira
seguintes: Precauções de segurança durante ou uma linha de ar, certificar-se de que a extremidade
o funcionamento e Precauções de segurança aberta está segura com firmeza. Uma extremidade solta
durante a manutenção. pode mexer-se brusca e subitamente e poderá causar
Estas precauções aplicam-se a máquinas que ferimentos. Antes de desligar uma mangueira, certificar-
processem ou consumam ar ou gás inerte. O se de que está completamente despressurizada.
processamento de qualquer outro gás requer
precauções de seguranca adicionais, espe- 2. As pessoas que controlam máquinas à distância deverão
cíficas das aplicações aqui não mencionadas. tomar as precauções adequadas, para se certificarem de
Algumas precauções são de caráter geral e que não há ninguém verificando ou trabalhando na má-
poderão não ser aplicáveis à sua máquina. quina. Para tal, deve ser afixado um aviso adequado no
equipamento de partida remota.

0015 0003 45 5
3. Não operar a máquina se existir a possibilidade de entrada 1.4 Precauções de segurança durante a manu-
de gases, vapores ou partículas inflamáveis ou tóxicos. tenção ou reparo
4. Não operar a máquina abaixo ou acima dos seus valores A Atlas Copco não se responsabiliza por
limite. quaisquer danos ou ferimentos resultantes
do fato de se negligenciar estas precauções,
5. Manter todas as portas da estrutura fechadas durante o ou devido à não observância dos cuidados
funcionamento. As portas apenas podem ser abertas necessários na instalação, operação, manu-
durante curtos períodos de tempo, por exemplo, para tenção ou reparo, mesmo que não expressa-
efetuar verificações de rotina. Usar protetores auricula- mente mencionadas.
res ao abrir uma porta.

6. As pessoas que estejam em ambientes ou salas em que a Precauções gerais


pressão acústica atinja ou ultrapasse os 90 dB(A) deve-
rão usar protetores auditivos. 1. O operador deve adotar práticas de trabalho seguras e
respeitar todos os requisitos e disposições legais locais
7. Periodicamente, verificar se: relacionados com segurança do trabalho.
· Todas as proteções estão no devido lugar e bem fixas
· Todas as mangueiras e/ou tubos que se encontram 2. Se alguma das seguintes determinações não estiver em
dentro da máquina estão em bom estado, seguras e conformidade com a legislação local, deve aplicar-se a
sem roçar umas nas outras mais rigorosa.
· Não existem vazamentos
· Todos os fixadores estão apertados 3. A instalação, operação, manutenção e reparo serão
· Todos os cabos elétricos estão seguros e em bom estado efetuados apenas por pessoal autorizados com formação
· As válvulas de segurança e outros dispositivos de libe- adequada.
ração de pressão estão obstruídos por sujeira ou tinta
· A válvula de saída de ar e a rede de ar, ou seja, tubos, 4. Não se considera que o compressor seja capaz de produzir
acoplamentos, tubulações, válvulas, mangueiras, etc., ar respirável. Para obter ar respirável, o ar comprimido
estão em bom estado, sem apresentarem sinais de deve ser adequadamente purificado, de acordo com a
desgaste ou danos legislação e as normas locais.

8. Se for utilizado ar de refrigeração quente dos compressores 5. Antes de qualquer operação de manutenção ou reparo,
em sistemas de aquecimento, por exemplo, para aquecer ajuste, ou de qualquer verificação que não seja de rotina,
uma sala de trabalho, adotar medidas de proteção contra parar o compressor, pressionar o botão de parada de
poluição do ar e possível contaminação do ar respirável. emergência, desligar a energia elétrica e despressurizar o
compressor. Além disso, o seccionador de corrente
9. Não remover ou danificar o material de isolamento acústico. elétrica deverá ser aberto e bloqueado.

10. Não remover ou danificar os dispositivos de segurança, 6. Não brincar com o ar comprimido. Não aplicar o ar com-
as proteções ou os isolamentos instalados na máquina. primido sobre a pele ou apontar diretamente um jato de
Cada recipiente sob pressão ou auxiliar instalado fora da ar a outras pessoas. Não utilizar o ar comprimido para
máquina para conter ar a uma pressão superior à atmosfé- remover sujeiras da roupa. Ao utilizar ar comprimido para
rica deverá estar protegido por um ou mais dispositivos limpar equipamentos, fazê-lo com grande cuidado e usar
de liberação de pressão, conforme o necessário. proteções oculares e auditivas.

Consultar também as precauções de segurança Precauções durante a manutenção ou reparo


seguintes: Precauções de segurança durante
o funcionamento e Precauções de segurança 1. Usar sempre óculos de proteção.
durante a manutenção.
Estas precauções aplicam-se a máquinas que 2. Utilizar apenas as ferramentas corretas para o trabalho
processem ou consumam ar ou gás inerte. O de manutenção e reparo.
processamento de qualquer outro gás requer
precauções de seguranca adicionais, espe- 3. Utilizar apenas peças sobressalentes genuínas
cíficas das aplicações aqui não mencionadas.
Algumas precauções são de caráter geral e 4. Todo e qualquer trabalho de manutenção deve ser efe-
poderão não ser aplicáveis à sua máquina. tuado apenas quando a máquina estiver resfriada.

5. Um sinal de aviso com uma inscrição “Trabalhos em curso;


não partir” deverá ser afixado no equipamento de partida.

6 0015 0003 45
6. As pessoas que controlam máquinas à distância deverão 18. Proteger o motor, o filtro de ar, os componentes elétricos
tomar as precauções adequadas, para se certificarem de e de regulagem, etc., para impedir a entrada de umidade
que não há ninguém verificando ou trabalhando na nos mesmos, por exemplo, durante a limpeza a vapor.
máquina. Para tal, deve ser afixado um aviso adequado
no equipamento de partida remota. 19. Certificar-se de que todo o material de isolamento acústico,
por exemplo, na estrutura e nos sistemas de entrada e
7. Fechar a válvula de saída de ar do compressor antes de saída de ar do compressor, está em bom estado. Se houver
ligar ou desligar um tubo. danos, substituí-lo por material genuíno da Atlas Copco,
para impedir que o nível de pressão acústica aumente.
8. Antes de remover qualquer componente pressurizado,
isolar a máquina de todas as fontes de pressão de forma 20. Não utilizar dissolventes cáusticos que possam danificar
eficaz e despressurizar o sistema completo. materiais de rede de ar, por exemplo, os vasos de poli-
carbonato.
9. Não utilizar dissolventes inflamáveis ou tetra cloreto de
carbono na limpeza da peça. Seguir as precauções de 21. No manuseio do gás refrigerante, destacam-se as seguin-
segurança no que respeita aos vapores tóxicos dos tes precauções de segurança:
líquidos de limpeza. · Não inalar os vapores do gás refrigerante. Assegurar
que a área de trabalho é adequadamente ventilada; se
10. Durante a manutenção e reparo, manter a máxima limpeza. necessário, usar proteções respiratórias.
Mantenha a limpeza tapando as peças e aberturas expos- · Usar sempre luvas especiais. No caso de o gás refri-
tas com pano, papel ou fita limpos. gerante entrar em contato com a pele, lavar a pele com
água. Se o líquido refrigerante entrar em contato com
11. Não soldar ou efetuar qualquer operação que envolva a pele, depois de atravessar a roupa, não rasgar ou
calor perto do sistema de óleo. Os tanques de óleo devem tirar a mesma; lavar a roupa com água abundante sob
ser totalmente purgados, por exemplo, através de limpeza pressão até que todo o refrigerante tenha saído; em
por vapor, antes de se efetuar tais operações. Não soldar seguida, procurar assistência médica.
ou modificar, seja de que modo for, recipientes sob
pressão. 22. Proteger as mãos para evitar ferimentos provocados por
peças quentes da máquina, por exemplo, durante a drena-
12. Sempre que houver alguma indicação ou qualquer sus- gem do óleo.
peita de super aquecimento de uma peça interna de uma
máquina, a máquina deverá ser parada, mas não deverão
ser retiradas quaisquer coberturas de inspeção antes de Consultar também as precauções de segu-
ter decorrido tempo suficiente para a máquina resfriar – rança seguintes: Precauções de segurança
isto para evitar o risco de combustão espontânea do durante o funcionamento e Precauções de
vapor do óleo assim que entrar ar. segurança durante a manutenção.
Estas precauções aplicam-se a máquinas que
13. Não utilizar uma fonte de luz com chama para inspecionar processem ou consumam ar ou gás inerte. O
o interior de uma máquina, de um recipiente sob pressão, processamento de qualquer outro gás requer
etc. precauções de seguranca adicionais, espe-
cíficas das aplicações aqui não mencionadas.
14. Certificar-se de que nenhuma ferramenta, peça solta ou Algumas precauções são de caráter geral e
trapo é deixado dentro da máquina ou sobre a mesma. poderão não ser aplicáveis à sua máquina.

1 5. Todos os dispositivos de regulagem e segurança deverão


ser alvo dos devidos cuidados, para se garantir o fun-
cionamento correto dos mesmos. Não devem ser desa-
tivados.

16. Antes de autorizar a utilização da máquina após manutenção


ou vistoria, verificar se as pressões de operação, as tem-
peraturas e os parâmetros das horas estão corretos.
Verificar se todos os dispositivos de controle e de corte
de funcionamento estão montados e se estão funcionais.
Se tiver sido removida, verificar se a proteção do acopla-
mento do eixo do motor do compressor foi reinstalada.

17. De cada vez que o elemento separador for substituído,


examinar o tubo de alívio e o interior do reservatório
do separador de óleo para ver se há depósitos de carbono;
se estes forem excessivos, deverão ser removidos.
0015 0003 45 7
2 Descrição geral

2.1 Introdução

Introdução

Os compressores GA 37 VSD a GA 55 VSD são compressores de parafuso de um estágio, injetados a óleo, acionados por um
motor elétrico.

Os compressores estão alojados numa estrutura com isolamento acústico e estão disponíveis em versão resfriado a ar e resfriado
a água.

Os compressores são controlados pelo regulador Elektronikon® Graphic da Atlas Copco.

O módulo de controle eletrônico está instalado na porta do lado direito. Um compartimento elétrico, que contém fusíveis,
transformadores, relés, etc. está localizado por trás deste painel.

A tecnologia integrada VSD (Acionamento de Velocidade Variável) da Atlas Copco permite o acompanhamento da utilização de
ar, regulando automaticamente a velocidade do motor conforme a necessidade de ar comprimido.

GA Workplace

Vista dianteira, GA 37 VSD a GA 55 VSD Workplace

8 0015 0003 45
Vista traseira, GA 37 VSD a GA 55 VSD Workplace

Referência Nome

1 Compartimento elétrico DR Secador


AF Filtro de ar E Elemento compressor
AR Reservatório de ar ER Regulador Elektronikon ® Graphic
AV Válvula de saída de ar FN Ventilador de refrigeração
Ca Resfriador de ar M1 Motor de acionamento
Co Resfriadorde óleo OF Filtro de óleo
CV/Vs Válvula de retenção de ar e de óleo S3 Botão de parada de emergência
Da Dreno automático de condensados VP Bujão de ventilação
Da1 Dreno automático de condensados, secador

GA Workplace Full-Feature

Os compressores Workplace Full-Feature são fornecidos com um secador de ar, que está integrado na estrutura com isolamento
acústico. O secador elimina os condensados do ar comprimido, resfriando o ar até próximo do ponto de congelamento.
0015 0003 45 9
Vista dianteira, GA 37 VSD a GA 55 VSD
Workplace Full-Feature

Vista traseira, GA 37 VSD a GA 55 VSD


Workplace Full-Feature

Resfriadores nos compressores resfriados a água

Resfriador de ar e resfriador de óleo resfriados a água

10 0015 0003 45
2.2 Fluxo de ar

Fluxogramas

Fluxograma, GA 37 VSD a GA 55 VSD Workplace

Referência Descrição

A Ar de admissão
B Mistura ar/óleo
C Óleo
D Condensados
F Ar comprimido úmido
G Ar comprimido seco (apenas Workplace Full-Feature)

Nota: O ventilador de refrigeração não é fornecido nos compressores resfriados a água.

0015 0003 45 11
Fluxograma, GA 37 VSD a GA 55 VSD Workplace Full-Feature

Descrição

O ar captado através do filtro (AF) e da válvula de admissão (1) para o elemento compressor (E) é comprimido.

O ar comprimido e o óleo fluem para o reservatório de ar/separador de óleo (AR). O ar é descarregado através da válvula de saída
via válvula de pressão mínima (Vp), resfriador de ar (Ca) e coletor de condensados (MT).

A válvula de pressão mínima (Vp) impede que a pressão do reservatório caia abaixo da pressão mínima e inclui uma válvula de
retenção que impede o contra-fluxo do ar comprimido da rede.

Os compressores Full-Feature são fornecidos com um secador (DR).

12 0015 0003 45
2.3 Sistema de óleo

Fluxograma

Sistema de óleo

Referências Descrição

A Admissão de ar
B Mistura ar/óleo
C Óleo
D Ar comprimido úmido
F Condensados
1 Para o separador de água, no caso de uma unidade Workplace
Para o secador, no caso de uma unidade Workplace Full-Feature

Nota: O ventilador de refrigeração não é fornecido nos compressores resfriados a água.

Descrição

No reservatório de ar (AR), a maior parte do óleo é eliminada da mistura de ar/óleo por centrifugação. O óleo restante é eliminado
pelo separador de óleo (OS). O óleo é recolhido na parte inferior do reservatório de ar/separador de óleo (AR), que serve como
reservatório de óleo.

O sistema de óleo é fornecido com uma válvula by-pass termostática (BV). Quando a temperatura do óleo é inferior a 60 °C (140 °F),
a válvula by-pass fecha o fornecimento de óleo do resfriador de óleo (Co). A pressão de ar força o óleo do reservatório de ar (AR)
através do filtro de óleo (OF) e da válvula de corte de óleo (Vs) para o elemento compressor (E). O resfriador de óleo (Co) é
contornado. Quando a temperatura do óleo tiver aumentado para 60 °C (140 °F), a válvula by-pass (BV) começa a abrir o
fornecimento do resfriador de óleo (Co). A aproximadamente 75 °C (167 °F), todo o óleo flui através do resfriador de óleo.

0015 0003 45 13
2.4 Sistema de refrigeração

Fluxogramas

Referências Descrição

A Entrada de ar
B Mistura ar/óleo
C Óleo
D Ar comprimido úmido
F Condensados
1 Para o separador de água, no caso de uma unidade Workplace
Para o secador, no caso de uma unidade Workplace Full-Feature

Nota: O ventilador de refrigeração não é fornecido nos compressores arrefecidos a água.

Descrição

O sistema de refrigeração inclui resfriador de ar (Ca) e resfriador de óleo (Co).

Os compressores resfriados a ar tem um ventilador de refrigeração (FN). O ventilador de refrigeração (FN) é ligado e desligado
dependendo das condições de funcionamento, de acordo com um determinado algoritmo.

Os compressores resfriados a água tem um sistema de água de refrigeração. A água passa através do tubo de entrada, dos
resfriadores e do tubo de saída.

14 0015 0003 45
2.5 Sistema de condensados 2.6 Sistema de regulagem

Drenos eletrônicos de água Descrição

Se o consumo for inferior à saída de ar do compressor, a pressão


da rede aumenta. Quando a pressão da rede é superior ao valor
estabelecido (pressão da rede desejada), o regulador diminui a
velocidade do motor. Se a pressão da rede continuar a subir
quando o motor está funcionando à velocidade mínima, o
regulador pára o motor. Se o motor for parado automaticamente
e a pressão da rede se aproximar do valor estabelecido, o
regulador torna a partir o motor.

2.7 Sistema elétrico

Generalidades

Consultar também as seçõesDiagramas elétricos e Ligações


elétricas .
Localização dos drenos automáticos de condensados (típica)
Compartimento elétrico
Os compressores GA Workplace tem um dreno eletrônico de
O sistema elétrico é composto pelo conversor de frequência e
água (EWD). Os condensados do resfriador de ar acumulam-
pelos seguintes componentes:
se num coletor. Quando os condensados atingem um
determinado nível, são descarregados através da saída de dreno
(Da). 1X1 Q15

Nos compressores GA Workplace Full-Feature, é fornecido T1


um dreno eletrônico de água adicional (EWD1).

Os condensados do separador do secador são recolhidos pelo


dreno de água (EWD1) e descarregados através da saída de K21
F1-7
dreno (Da1).

Consultar também a seção Fluxo de ar.

O teste do dreno eletrônico de água pode ser efetuado


pressionando o botão de teste (1) na parte superior do dreno.

Compartimento elétrico do GA 37 VSD a GA 55 VSD


Ligações de dreno de condensados, exemplo típico
Referência Designação
Referência Designação
F1-7 Fusíveis
K21 Contator triângulo
Da Ligação de dreno automático, compressor
1X1 Terminais, fonte de alimentação
Da1 Ligação de dreno automático do secador (apenas
Q15 Disjuntor
nas unidades Full-Feature)
T1 Transformador

0015 0003 45 15
2.8 Diagramas elétricos

Diagramas

Diagrama elétrico para o GA 37 VSD a GA 55 VSD


16 0015 0003 45
Diagrama elétrico para o ventilador de refrigeração de compressores resfriados a água, exemplo típico

0015 0003 45 17
Diagrama elétrico do secador
18 0015 0003 45
Referência Designação 1X5 Conector (alimentação de 24 V)
1X7 Régua de terminais (aquecedor do compartimento)
(1) Parada de emergência X101-X134 Conectores
(2) Partida/parada remoto
(3) Sobrecarga, motor do ventilador Referência Módulo de controle
(4) Avaria, EWD
(5) Dp do filtro DD I Botão de partida
(6) Dp do filtro PD K01 Relé auxiliar, motor do ventilador
(7) Seleção remota de conjunto de pressões K02 Relé auxiliar
(8) Sobrecarga, motor do ventilador (versão IT) K03 Relé auxiliar
(9) Parada de emergência remota K04 Relé auxiliar, carga/alívio
(10) Contatos auxiliares K05 Relé auxiliar, corte de funcionamento geral
(11) Funcionamento manual K06 Relé auxiliar, controle do secador
(12) Funcionamento automático K07 Relé auxiliar, funcionamento manual/automático
(13) Aviso geral K08 Relé auxiliar, aviso geral
(14) Corte de funcionamento geral K09 Relé auxiliar de partida do motor principal
(15) Separador de óleo/água OSCi (opcional) O Botão de parada programada
(16) No caso de unidade Full-Feature
Referência Equipamento opcional
Designações
B2 Dreno eletônico de água (EWD) (Full-Feature)
Referência Compressor PDS11 Interruptor Dp para filtro DD integrado
PDS12 Interruptor Dp para filtro PD integrado
A1 Secador (compressores com secador integrado) S10 Seccionador principal da corrente
B1, B2 Dreno eletrônico de Água (EWD) Y51 Válvula de corte de água (compressores resfriados
M1 Motor do compressor a água)
M2 Motor do ventilador (compressores resfriados TT53/54 Sensor de temperatura entrada/saída de água
a ar) de recuperação de energia
M3 Motor do ventilador (compressores resfriados S4 Interruptor de nível, OSCi
a água) Y5 Válvula solenóide, OSCi
PDT01 Sensor de pressão, diferença de pressão ao PM1 Potenciometro, OSCi
longo do separador de óleo
PT20 Sensor de pressão, ar em alívio
TT01 Sensor de temperatura, ar ambiente
TT11 Sensor de temperatura, saída do elemento
TT51 Sensor de temperatura, entrada da água de
refrigeração (compressores resfriados a água)
TT52 Sensor de temperatura, saída da água de
refrigeração (compressores resfriados a água)
TT90 Sensor de temperatura, ponto de orvalho (Full-
Feature)
Y1 Válvula solenóide de carga

Referência Cubículo elétrico


F1... Fusíveis
K11 Contator auxiliar para o secador (Full-Feature)
K15 Contator, motor do ventilador (compressores
resfriados a ar)
K21 Contactor principal
L1 Filtro
Q15 Disjuntor, motor do ventilador
SS Interruptor de assistência
S3 Botão de parada de emergência
S3' Botão de parada de emergência, remota
T1 Transformador
T3 Transformador, apenas para compressores
resfriados a água
U1 Conversor de frequência
Z1 Filtro E.M.C.
1X0 Ligação de alimentação
1X3 Ligação de terra
0015 0003 45 19
2.9 Secador de ar

Fluxograma

Secador de ar
Referência Nome

Al Entrada de ar 6 Condensador refrigerante


AO Saída de ar 7 Secador/filtro de líquido refrigerante
1 Trocador de calor ar/ar 8 Válvula de expansão termostática
2 Trocador de calor/evaporador de ar/refrigerante 9 Válvula by-pass de gás quente
3 Separador de condensados 10 Ventilador de refrigeração do condensador
4 Saída de condensados 11 Pressostato, controle do ventilador
5 Compressor de refrigeração

Circuito de ar comprimido

O ar comprimido entra no trocador de calor (1) e é resfriado pelo ar de saída frio e seco. A água no ar de admissão começa a
condensar. O ar passa em seguida pelo trocador de calor/evaporador (2), onde o refrigerante evapora, fazendo com que o ar seja
ainda mais resfriado até próximo da temperatura de evaporação do refrigerante. Este processo provoca a condensação de mais
água contida no ar. O ar frio passa depois através do separador (3), onde todos os condensados são separados do ar. Os
condensados são automaticamente drenados através da saída (4).

O ar frio e seco passa através do trocador de calor (1), onde é aquecido pelo ar de admissão.

Circuito do refrigerante

O compressor (5) fornece gás refrigerante quente, a alta pressão, que passa através do condensador (6), onde a maioria do
refrigerante condensa.

O líquido passa através do secador/filtro de líquido refrigerante (7) para a válvula de expansão termostática (8). O refrigerante sai
da válvula de expansão termostática à pressão de evaporação.

O refrigerante entra no evaporador (2) onde retira calor ao ar comprimido através de evaporação adicional a pressão constante.
O refrigerante aquecido deixa o evaporador e é aspirado pelo compressor (5).

A válvula by-pass (9) regula o fluxo do refrigerante. O ventilador (10) é ligado ou desligado pelo pressostato (11), dependendo
do grau de carga do circuito refrigerante.
20 0015 0003 45
3 Regulador Elektronikon® Graphic Proteção do compressor

Corte de funcionamento
3.1 Regulador Elektronikon® Graphic
O compressor possui diversos sensores. Se uma destas
medidas exceder o nível de corte de funcionamento
Painel de controle
programado, o compressor pára. Esta situação será indicada
no visor (1) e o LED de alarme geral (2) fica intermitente.

Solucionar o problema e rearmar a mensagem. Consultar


também o Menu Entradas.

Antes de solucionar o problema, consultar


as Precauções de segurança.

Aviso de corte de funcionamento

Um nível de aviso de corte de funcionamento é um nível


programável abaixo do nível de corte de funcionamento.

Se uma das medidas exceder o nível de aviso de corte de


funcionamento , aparece uma mensagem no visor (1) e o LED
de alarme geral (2) acende-se, para avisar o operador que o
nível de aviso de corte de funcionamento foi excedido.
Visor deo controlador Elektronikon® Graphic
A mensagem desaparece assim que desaparecer a condição de
aviso.
Introdução

Em geral, o regulador Elektronikon tem as seguintes funções: Aviso

• Controle do compressor Aparece uma mensagem de aviso se, nos compressores Full-
• Proteção do compressor Feature, a temperatura do ponto de orvalho for muito elevada
• Monitoramento dos componentes sujeitos a assistência em relação à temperatura ambiente.
• Repartida automática após falha de corrente (inativo)
Aviso de assistência
Controle automático do funcionamento do
compressor Diversas operações de assistência são agrupadas (designadas
por Planos de assistência A, B, C, ...). Cada Plano de Assistência
O regulador mantém a pressão da rede dentro de limites tem um intervalo de tempo programado. Se for excedido um
programáveis, colocando automaticamente o compressor em intervalo de tempo, aparece uma mensagem no visor (1), para
carga e em alívio. São levados em conta diversos parâmetros avisar o operador para efetuar as ações de assistência
programáveis, por exemplo, as pressões de alívio e carga, o correspondentes a esse plano.
tempo de parada mínimo e o número máximo de partidas do
motor.
Repartida automática após falha de corrente
O regulador pára o compressor sempre que possível para
O regulador possui uma função incorporada para partir o com-
reduzir o consumo de energia e torna a partí-lo automaticamente
pressor automaticamente quando a corrente é restabelecida
quando a pressão da rede diminui. Se o período previsto de
após uma falha de corrente. Esta função é desativada de fábrica.
funcionamento em alívio for muito curto, o compressor é
Se desejado, a função pode ser ativada. Consultar o Centro de
mantido funcionando, para evitar períodos de paralisação muito
Clientes da Atlas Copco.
breves.
Se a função estiver ativa, e desde que o
Podem ser programados diversos comandos
regulador esteja no modo de funcionamento
temporizados de partida/parada automá-
automático, o compressor partirá automati-
ticas. Considere que um comando de partida
camente se a tensão de alimentação for resta-
irá ser executado (se programado e ativado),
belecida.
mesmo após a parada manual do compressor.

0015 0003 45 21
3.2 Painel de controle

Regulador Elektronikon

Painel de controle

Peças e funções

Referência Designação Função

1 Visor Apresenta a condição de funcionamento do compressor, e diversos


ícones para navegar pelo menu.
2 Pictograma Funcionamento automático

3 Pictograma Alarme geral

4 LED de alarme geral Fica intermitente se existir uma condição de aviso de corte de fun-
cionamento.
5 Pictograma Assistência

6 LED de assistência Acende-se, se for necessária assistência

7 LED de funcionamento Indica que o regulador está controlando automaticamente o compressor.


automático
8 LED de presença de tensão Indica que a corrente está ligada.

9 Pictograma Tensão presente

10 Tecla Enter Tecla para selecionar o parâmetro indicado por uma seta horizontal.
Apenas os parâmetros seguidos de uma seta apontando para a direita
podem ser modificados.
11 Tecla Escape Para ir para a tela anterior ou para terminar a ação atual

12 Teclas de navegação Teclas para percorrer o menu.

13 Botão de parada programada Botão para parar o compressor. O LED (7) apaga-se.

14 Botão de partida Botão para partir o compressor. O LED (7) acendese, indicando que o
regulador Elektronikon está operacional.

22 0015 0003 45
3.3 Ícones utilizados

Ícones de estado

Nome Ícone Descrição

Parado / Em funcionamento Quando o compressor está parado, o ícone está


parado.
Quando o compressor está funcionando, o ícone
roda.

Estado do compressor Motor parado

Funcionando em alívio

Funcionando em carga

Modo de controle da máquina Partida/ parada local

Partida/ parada remoto

Controle de rede

Repartida automática após Repartida automática após falha de corrente está


falha de corrente ativa

Temporizador Temporizador semanal está ativo

Funções de proteção ativas Parada de emergência

Corte de funcionamento

Aviso

Assistência Assistência necessária

0015 0003 45 23
Ícones de entrada Ícones de menu

Ícone Descrição Ícone Descrição

Pressão Entradas

Temperatura Saídas

Alarmes (avisos, cortes de


Entrada digital funcionamento)

Contadores
Proteção especial
Teste

Ícones do sistema Parâmetros

Ícone Descrição
Assistência
Elemento compressor (LP, HP, ...)
Dados Salvos
Secador
Chave de acesso / Password do
utilizador
Ventilador
Rede
Conversor de frequência

Valor estabelecido
Dreno

Setas de navegação
Filtro
Ícone Descrição
Motor
Para cima
Módulo de expansão de falha
Para baixo
Problema de rede

Alarme geral

24 0015 0003 45
3.4 Menu Tela principal • Ícones de aviso: estes ícones aparecem se ocorrer uma
condição anormal (avisos, cortes de funcionamento,
Painel de controle assistência)

Função
Texto nas figuras
O menu Tela principal mostra o estado de funcionamento do
compressor e é a porta de acesso a todas as funções existentes Referência Descrição
no regulador.
(1) Saída do compressor
(2) Saída do elemento
A Tela principal é mostrada automaticamente quando a corrente
(3) Menu
é ligada.

O visor indica:
Para acessar a mais informações, selecionar o ícone com as
teclas de navegação (1) e pressionar a tecla Enter (2).

• Barra de estado (C)


• Botões de ação (D). Estes botões são utilizados para:
• acessar a parâmetros ou programar parâmetros
• rearmar uma sobrecarga do motor, mensagem de
assistência ou parada de emergência
• acessar a todos os dados recolhidos pelo regulador.

A função dos botões depende do menu apresentado. As


funções mais comuns são:

Designação Função
Tela principal
Voltar Para regressar a tela anterior
• Informações referentes ao funcionamento do compressor
(por exemplo, pressão de saída, temperatura na saída do Tela Prin Para regressar a tela principal
compressor, etc.) (A)
• Ícones de estado (B); os tipos de ícones abaixo podem Menu Para ir para o menu
ser apresentados neste campo:
• Ícones fixos: estes ícones aparecem sempre na tela Modificar Para modificar parâmetros pro-
principal; o cursor não realça estes ícones (por exemplo, gramáveis
Compressor parado ou em funcionamento, Estado do
compressor (a funcionar, funcionando em alívio ou motor Reset Para rearmar um temporizador ou
parado) uma mensagem
• Ícones opcionais: estes ícones aparecem apenas se a
respectiva função for ativada (por exemplo, temporizador
semanal, repartida automática após falha de corrente, ... Para ativar um botão de ação, realçar o botão utilizando as
etc.) teclas de navegação e pressionar a tecla Enter.

0015 0003 45 25
3.5 Acesso a menus • A barra de ação apresenta a tela principal de botões de
ação (‘Volt’). Utilizar as teclas de navegação para realçar
Painel de controle o botão da tela principal e pressionar a tecla Escape (2)
para regressar a tela principal.

3.6 Menu Entradas

Painel de controle

Painel de controle

Descrição

Quando a corrente é ligada, a tela principal aparece


automaticamente.

Ícone de menu, entradas

Função

Acessar a informação referentes aos dados medidos


atualmente e ao estado de algumas leituras, como a proteção
de sobrecarga do motor.

Procedimento
• Realçar o botão do menu, utilizando as teclas de nave-
gação (1) A partir da tela principal (consultar Tela principal):
• Pressionar a tecla Enter (2) para selecionar o menu;
aparece a seguinte tela: • Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece o seguinte tela:

• A tela mostra vários ícones. Cada ícone indica um item


do menu. Normalmente, o ícone de parâmetros de pressão Texto da figura
está selecionado. A barra de estado apresenta o nome
do menu que corresponde ao ícone selecionado. Utilizar (1) Configuração
as teclas de navegação (1) para saltar de um ícone para (2) Parâmetros de pressão
outro. (3) Tela principal
26 0015 0003 45
• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor Ícone de menu, saídas
para o ícone de entradas (consultar a seção acima, Ícone
de menu)
• Pressionar a tecla Enter (2); aparece uma tela semelhante
a apresentada abaixo:
Função

Acessar a informação referente aos dados medidos atualmente


e ao estado de algumas leituras, como a proteção de sobrecarga
do motor.

Procedimento

A partir da tela principal (consultar Tela principal):

• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar


a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

(1) Entrada/saída analógica e digital


(2) Saída do elemento
(3) Secador PDP
(4) Saída do compressor
(5) Parada de emergência
(6) Voltar

• A tela apresenta uma lista de todas as entradas, com os


respectivos ícones e leituras.
• Se uma entrada estiver em aviso ou corte de funciona-
mento, o ícone original é substituído, respectivamente,
pelo ícone de aviso ou corte de funcionamento.

Texto da figura

(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão
(3) Tela principal

• Mover o cursor para o ícone de saídas (consultar acima,


seção Ícone de menu), utilizando as teclas de navegação (1)
• Pressionar a tecla Enter (2); aparece uma tela semelhante
a apresentada abaixo:

3.7 Menu Saídas

Painel de controle

(1) Entrada/saída analógica e digital


(2) Saída do elemento
(3) Secador PDP
(4) Saída do compressor
(5) Parada de emergência
(6) Voltar
0015 0003 45 27
• A tela apresenta uma lista de todas as saídas, com os Procedimento
respectivos ícones e leituras.
• Se uma entrada estiver em aviso ou corte de funciona- A partir da tela principal (consultar Tela principal):
mento, o ícone original é substituído, respectivamente,
pelo ícone de aviso ou corte de funcionamento. • Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

Texto da figura
3.8 Contadores
(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão
Painel de controle
(3) Tela principal

• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor


para o ícone de contadores (consultar a seção acima, Ícone
de menu)
• Pressionar a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

Ícone de menu, contadores

Texto acerca da figura

(1) Contadores
(2) Horas de funcionamento
Função
(3) Horas em carga
(4) Nr. Partidas do Motor
Para acessar:
(5) Horas do módulo
(6) Voltar
• Às horas de funcionamento
• Às horas de funcionamento em carga
• A tela apresenta uma lista de todos os contadores, com
• Ao número de partidas do motor
as respectivas leituras reais.
• Ao número de horas de funcionamento do regulador
sob tensão
• Ao número de ciclos de carga
28 0015 0003 45
3.9 Menu Valores 3.10 Menu Serviço

Painel de controle Painel de controle

Ícone de menu, assistência


Ícone de menu, parâmetros

Função
Função
Para modificar diversos parâmetros.
• Para rearmar os planos de assistência que são efetuados.
Procedimento • Para verificar quando devem ser efetuados os próximos
planos de assistência.
A partir da tela principal (consultar Tela principal): • Para saber que planos de assistência foram efetuados
anteriormente.
• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela: Procedimento

A partir da tela principal (consultar Tela principal):

• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar


a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

Tela do menu

Texto da figura

(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão
(3) Tela principal Texto da figura

• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor (1) Configuração


para o ícone de parâmetros (consultar a seçãoacima, Ícone (2) Parâmetros de pressão
de menu) (3) Tela principal
• Pressioanr a tecla Enter (2); aparece uma semelhante a
apresentado abaixo: • Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor
para o ícone de assistência (consultar a seção acima,
Tela do menu de parâmetros Ícone de menu)

0015 0003 45 29
• Pressionar a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela: Quando é atingido um intervalo do plano de assistência, aparece
uma mensagem na tela.

Após efetuar as ações de assistência dos níveis correspondentes


indicados, os temporizadores têm de ser rearmados.

Modificação de um plano de assistência

Pressionar o botão Enter (2) para selecionar o primeiro valor da


lista; aparece uma tela semelhante a apresentada abaixo:

• Percorrer os itens para selecionar o item pretendido e


pressionar a tecla Enter (2).

Visão geral

Utilizar as teclas de navegação (1) para selecionar o valor a ser


modificado.

Pressionar a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

A tela de descrição apresenta todas as horas de funcionamento


e as horas de tempo real.
Exemplo de nível de assistência (A):

A primeira linha apresenta as horas de funcionamento quando


a primeira assistência é necessária (verde claro); o valor do
lado direito da barra de estado é o tempo restante (verde escuro).

A segunda linha apresenta as horas de tempo real.


Modificar o valor, conforme necessário, utilizando a tecla de
navegação ascendente ou descendente (1).
Planos de assistência
As horas de funcionamento podem ser modificadas em passos
Diversas operações de assistência são agrupadas (designadas de 100 horas; as horas de tempo real podem ser modificadas
por Nível A, Nível B, etc.). Cada nível representa um número de em passos de 1 hora.
ações de assistência a serem efetuadas em intervalos de tempo
programados no regulador Elektronikon. Próxima assistência

30 0015 0003 45
A primeira linha indica que a assistência foi efetuada às 6223 Procedimento
horas de funcionamento e às 7976 horas de tempo real. As
linhas seguintes indicam as horas de funcionamento e de tempo A partir da tela principal (consultar Tela principal):
real para os níveis seguintes de assistência (A, B, C), que têm
de ser efetuados às 7000 horas de funcionamento. • Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:
Histórico

A tela do istórico apresenta uma lista de todas as ações de


assistência efetuadas no passado, ordenadas por data. A data Texto da figura
na parte superior é a data da última ação de assistência. Para
consultar todos os detalhes de uma ação de assistência (1) Configuração
concluída (por exemplo, nível de assistência, horas de (2) Parâmetros de pressão
funcionamento ou tempo real), utilizar as teclas de navegação (3) Tela principal
(1) para selecionar a ação pretendida e pressionar a tecla Enter
(2). • Mover o cursor para o ícone de valor estabelecido (con-
sultar acima, seção Ícone de menu), utilizando as teclas
de navegação (1)
3.11 Menu Valor estabelecido • Pressionar a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

Painel de controle

Texto da figura

Ícone de menu, valor estabelecido (1) Parâmetro de pressão


(2) Pressão de alívio 1
(3) Pressão de carga 1
(4) Pressão de alívio 2
(5) Pressão de carga 2
(6) Voltar
Função (7) Modificar

Se necessário, o operador pode programar dois valores • A tela apresenta os parâmetros reais de pressão de alívio
estabelecidos diferentes. Este menu também é utilizado para e carga, para ambas as faixas de pressão.
selecionar o valor estabelecido ativo.
0015 0003 45 31
Para modificar os parâmetros, mover o cursor para o botão Ícone de menu, histórico de eventos
de ação Modificar e pressionar a tecla Enter; aparece a
seguinte tela:

Função

Para acessar ao dados do último corte de funcionamento e da


última parada de emergência.

Procedimento

A partir da tela principal (consultar Tela principal):


• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

• A primeira linha da tela, referente à pressão de alívio 1,


está realçada em vermelho. Utilizar as teclas de navegação
(1) para realçar o parâmetro a ser modificado e pressionar
a tecla Enter (2). Aparece a tela seguinte:

Texto da figura
(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão
(3) Tela principal
• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor para
o ícone de histórico de eventos (consultar a seção acima,
Ícone de menu)
• Os limites superior e inferior do parâmetro são apresen- • É mostrada a lista dos últimos casos de corte de funciona-
tados em cinza; os valores reais são apresentados em mento e parada de emergência.
preto. Utilizar a tecla de sentido ascendente ou descendente • Percorrer os itens para selecionar o item de corte de fun-
das teclas de navegação (1) para modificar os parâmetros cionamento ou de parada de emergência desejado.
conforme necessário e pressionar a tecla Enter (2). • Pressionar a tecla Enter (2) para acessar à data, hora e outros
• Se necessário, alterar os outros parâmetros, conforme dados que refletiam o estado do compressor quando
necessário, da forma descrita acima. ocorreu esse corte de funcionamento ou parada de emer-
gência.

3.12 Menu Histórico de eventos


3.13 Modificação das definições gerais
Painel de controle
Painel de controle

32 0015 0003 45
Ícone de menu, definições gerais teclas de navegação (1) para selecionar a definição geral
a ser modificada e pressionar a tecla Enter.
• Aparece um aviso na tela; utilizar a tecla de sentido
ascendente ou descendente para selecionar o parâmetro
pretendido e pressionar a tecla Enter.
Função
• O novo parâmetro é programado no regulador.
Para modificar diversos parâmetros gerais (por exemplo, Hora,
Data, Formato da data, Idioma, unidades, etc.).
3.14 Menu Informações
Procedimento
Painel de controle
A partir da tela principal (consultar Tela principal):

• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar


a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

Ícone de menu, informações

Texto da figura

(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão Função
(3) Tela principal
Para apresentar o endereço de Internet da Atlas Copco.
• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor para
o ícone de parâmetros (consultar a seção acima, Ícone Procedimento
de menu).
• Pressionar a tecla Enter (2). A partir da tela principal (consultar Tela principal):
• Navegar para o ícone de parâmetros (ver acima) utilizando
as teclas de navegação (1) e pressionar a tecla Enter (2); • Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
aparece a tela seguinte: a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

• Selecionar o botão modificar utilizando as teclas de Texto da figura


navegação (1) e premir a tecla Enter (2).
(1) Configuração
• Aparece um a tela semelhante a tela acima; uma barra de
(2) Parâmetros de pressão
seleção vermelha cobre o primeiro item (Idioma); se
(3) Tela principal
necessário, utilizar a tecla de sentido descendente das

0015 0003 45 33
• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor Texto da figura
para o ícone de informação (consultar a seção acima, Ícone
(1) Configuração
de menu)
(2) Parâmetros de pressão
• Pressionar a tecla Enter (2); o endereço de Internet da
(3) Tela principal
Atlas Copco aparece na tela.
• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor para
o ícone de temporizador (consultar a seção acima, Ícone
3.15 Menu Temporizador semanal de menu)
• Pressionar a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:
Painel de controle

• A tela apresenta dois itens: esquemas de semana e ciclo


Ícone de menu, temporizador semanal de semanas.

Programar esquemas de semana


• Seleccionar esquemas de semana utilizando as teclas de
navegação (1) e pressionar a tecla Enter (2); aparece a
Função tela seguinte:
• Para programar comandos de partida/parada temporizados
para o compressor
• Para programar comandos de comutação temporizados
para a faixa de pressão da rede
• Podem ser programados quatro esquemas de semana
diferentes.
• Pode ser programado um ciclo de semanas; um ciclo de
semanas é uma sequência de 10 semanas. Para cada
semana do ciclo, pode ser selecionado um dos quatro
esquemas de semana programados.

Procedimento

A partir da tela principal (consultar Tela principal): • Selecionar a semana a ser programada e pressionar a
• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar tecla Enter; aparece a tela seguinte:
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

34 0015 0003 45
• Selecionar o dia a ser programado e pressionar a tecla A primeira semana é realçada com um retângulo azul (cursor),
Enter; aparece a tela seguinte: juntamente com o respectivo esquema de semana (esquema
de semana predefinido = 1). O retângulo pode ser movido para
a direita e para a esquerda utilizando as teclas de seta. O
esquema de semana fica intermitente e pode ser modificado
utilizando as teclas de sentido ascendente e descendente.

3.16 Menu Teste

Painel de controle

• Selecionar a ação a ser programada e pressionar a tecla


Enter; uma tela de aviso apresenta todas as ações
possíveis:

Ícone de menu, teste

Função
• Utilizar as teclas de navegação (1) para selecionar a ação
a ser programada e premir a tecla Enter. • Para efetuar um teste do visor, ou seja, para verificar se o
• Selecionar o respectivo campo de hora para a ação e visor e os LEDs ainda estão intactos.
pressionar a tecla Enter. Programar a hora utilizando as
teclas de navegação ascendente ou descendente; utilizar Procedimento
as teclas de navegação para a esquerda e para a direita
para saltar entre horas e minutos. A partir da tela principal (consultar Tela principal):

Programar o ciclo de semanas • Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:
Um ciclo de semanas é uma sequência de 10 semanas. Para
cada semana do ciclo, pode ser selecionado um dos quatro
esquemas de semana programados.

No menu temporizador de semanas, selecionar ciclo de semana


e pressionar a tecla Enter; aparece a tela seguinte:

Texto da figura

(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão
(3) Tela principal
0015 0003 45 35
• Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor
para o ícone de teste (consultar a seção acima, Ícone de
menu)
• Pressionar a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:

Texto da figura

(1) Configuração
(2) Parâmetros de pressão
(3) Tela principal

• O teste da válvula de segurança só pode ser efetuado • Utilizando as teclas de navegação (1), mover o cursor para
por pessoal autorizado, estando protegido por um código o ícone de password (consultar a seção acima, Ícone de
de segurança. menu)
• Selecionar o item teste do visor e pressionar a tecla Enter. • Pressionar a tecla Enter (2).
É apresentado uma tela para inspecionar o visor; ao • Selecionar o botão modificar utilizando as teclas de nave-
mesmo tempo, todos os LEDs são acesos. gação (1) e pressionar a tecla Enter (2); modificar o
password, conforme necessário.

3.17 Menu Senha do usuário

Painel de controle

Ícone de menu, password

Função

Se a opção de password estiver ativada, é impossível que


pessoas não autorizadas modifiquem parâmetros.

Procedimento

A partir da tela principal (consultar Tela principal):


• Mover o cursor para o menu dos botões de ação e pressionar
a tecla Enter (2); aparece a seguinte tela:
36 0015 0003 45
3.25 Valores programados

Motor do compressor

Parâmetro Definição Parâmetro


mínimo de fábrica máximo

Valor estabelecido 1/2


Compressores Workplace bar(e) 4 7 13
Compressores Workplace psig 58 100 188
Compressores Workplace Full-Feature bar(e) 4 7 12,8
Compressores Workplace Full-Feature psig 58 100 186
Nível de parada indireta bar 0,1 0,3 1
Nível de parada indireta psi 1,45 4,35 14,5
Nível de parada direta bar 0,3 1 1,5
Nível de parada direta psi 4,35 14,5 21,8
Banda proporcional % 6 10 15
Tempo de integração seg 5 6 10

Parâmetros

Parâmetro Definição Parâmetro


mínimo de fábrica máximo

Tempo de parada mínimo seg 5 5 30


Tempo de recuperação de energia seg 10 10 3600
Atraso de repartida seg 0 0 1200
Tempo de comunicação esgotado seg 10 30 60
Partidas do motor do ventilador por dia
(compressores resfriados a ar) 1 240 240

Proteções

Parâmetro Definição Parâmetro


mínimo de fábrica máximo

Temperatura de saída do elemento compressor


(nível de aviso de corte de funcionamento) °C 50 110 119
Temperatura de saída do elemento compressor
(nível de aviso de corte de funcionamento) °F 122 230 246
Temperatura de saída do elemento compressor
(nível de corte de funcionamento) °C 111 120 120
Temperatura de saída do elemento
compressor (nível de corte de funcionamento) °F 232 248 248
Separador de óleo (diferença de pressão) bar 0 1 2
Separador de óleo (diferença de pressão) psi 0 14,5 29
Separador de óleo (atraso no sinal) seg 0 10 20

0015 0003 45 37
Para compressores resfriados a água também:

Parâmetro Definição Parâmetro


mínimo de fábrica máximo
Temperatura de entrada da água de refrigeração
(nível de aviso) °C 0 50 99
Temperatura de entrada da água de refrigeração
(nível de aviso) °F 32 122 210
Temperatura de saída da água de refrigeração
(nível de aviso) °C 0 60 99
Temperatura de saída da água de refrigeração
(nível de aviso) °F 32 140 210

Plano de assistência

Os temporizadores de assistência incorporados originam uma mensagem de aviso de assistência depois dos respectivos intervalos
de tempo pré-programados terem decorrido.
Consultar também a seçãoPrograma de manutenção preventiva.

Consultar a Atlas Copco se for necessário modificar um parâmetro do temporizador. Os intervalos não podem exceder os
intervalos nominais e têm de coincidir logicamente. Consultar a seção Modificação de parâmetros gerais.

Terminologia

Termo Explicação

ARAVF Repartida automática após falha de corrente. Consultar a seção Regulador Elektronikon.

Tempo de Este é o período dentro do qual a corrente tem de ser restabelecida para haver uma
recuperação de repartida automática. Está acessível se a repartida automática for ativada. Para ativar
energia a função de repartida automática, consultar a Atlas Copco.

Atraso na Este parâmetro permite fazer uma programação para que os compressores não partam no-
repartida vamente ao mesmo tempo após uma falha de corrente (ARAVF ativa).

Temperatura de O parâmetro mínimo recomendado é de 70 °C (158 °F). Para testar o sensor de temperatura,
saída do o parâmetro pode ser diminuído para 50 °C (122 °F). Repor o valor após o teste.
compressor O regulador não aceita parâmetros ilógicos, por exemplo, se o nível de aviso for programado
para 95 °C (203 °F), o limite mínimo para o nível de corte de funcionamento muda para
96 °C (204 °¢ªF). A diferença recomendada entre o nível de aviso e o nível de corte de fun-
cionamento é de 10 °C (18 °F).

Atraso no É o período de tempo durante o qual o sinal de aviso tem de existir antes de aparecer a
sinal mensagem de aviso.

Atroso na É o período de tempo após a partida que tem de expirar antes de gerar um aviso. O
partida parâmetro deve ser inferior ao parâmetro de atraso no sinal.

Tempo de Depois de parar automaticamente, o compressor permanece parado durante o tempo de


parada mínimo parada mínimo (aprox. 20 segundos), independentemente da pressão da rede de ar.
Consultar a Atlas Copco se for necessário um parâmetro inferior a 20 segundos.

Faixa Os parâmetros para a faixa proporcional e o tempo de integração são determinados


proporcional e experimentalmente. A alteração destes parâmetros podem danificar o compressor.
tempo de Consultar a Atlas Copco.
integração

38 0015 0003 45
4 OSCi (opcional) 4.2 Funcionamento

Generalidades
4.1 Introdução

O ar comprimido produzido por compressores injetados a óleo


contém uma pequena quantidade de óleo.

Durante a refrigeração do ar no resfriador final e no secador de


refrigeração (em compressores com secador de refrigeração
integrado), formam-se condensados que contêm óleo.

O OSCi é um dispositivo para tratamento de condensados,


concebido para separar a maior parte deste óleo dos
condensados, absorvendo-o através dos filtros substituíveis,
evitando assim a contaminação do ambiente.

Ele é capaz de decompor e absorver a maior parte das emulsões


estáveis. O OSCi é imune a choques e vibrações devido ao uso Diagrama do fluxo de condensados
de filtros e pode ser usado com todos os tipos de drenos. Os
condensados satisfazem os requisitos da legislação ambiental. 1 Entrada de condensados
2 Tampa de espuma
O OSCi é instalado no interior da carenagem de um compressor. 3 Filtro oleofílico
4 Drenos para assistência com válvula
O número na designação do modelo corresponde à gama GA 5 Ligação da injeção de ar
original para a qual foi concebido. 6 Filtro OGC
7 Filtro de carbono ativado
8 Saída de teste de condensados
9 Saída de condensados

O alojamento do OSCi 3790 é composto por 3 reservatórios


interligados. Os condensados que contêm óleo são injetados
(1) em jatos descontínuos num ângulo descendente para
dentro do primeiro reservatório, que funciona como câmara de
expansão. A tampa especialmente desenhada possui uma
combinação de orifícios para liberação de pressão e uma
espuma (2). A totalidade do dispositivo OSCi está livre de
pressão, uma vez que ela é liberada neste ponto. No primeiro
reservatório, um filtro flutuante (3) feito de fibras sintéticas
especiais recolhe a maior parte dos hidrocarbonetos
diretamente separados a partir dos condensados. O filtro
afunda-se à medida que vai ficando saturado com
hidrocarbonetos e, assim, o progresso da duração do filtro
pode ser medido por um indicador pousado no saco. Encontra-
se instalado um visor convencional para permitir a inspeção
visual da posição do filtro e do nível de condensados. Além
disso, existe um sensor de posição (8- Vista do OSCi; 1- Vista
da entrada do OSCi) ligado ao regulador Elektronikon® do
compressor para supervisionar a duração do filtro sem
necessidade de se abrir a carenagem do compressor.

OSCi 3790 no interior de um compressor GA 45 FF A saída do primeiro reservatório encontra-se no fundo e está
ligada à metade superior do segundo reservatório. No segundo
reservatório, os condensados pré-filtrados são colocados em
contato com um saco de filtro (6), cheio com argila granular
oleofílica (OGC - Oleophilic Granular Clay). É injectado ar nos
condensados através de uma ligação (5) na parte inferior do
segundo reservatório. Este fluxo de ar decompõe as emulsões
estáveis, aumentando o processo de absorção de óleo para a
OGC. O fornecimento de ar também evita a formação de
0015 0003 45 39
determinadas bactérias anaeróbicas. Por outro lado, a tampa através de um tubo que liga ambas as metades inferiores dos
do segundo reservatório possui orifícios de ventilação, para reservatórios. Um filtro de carbono activado (7) limpa mais os
evitar acúmulo de pressão. O fluxo de ar é removido do resfriador condensados e estes, depois de limpos, saem pela ligação (9).
final (em unidades resfriadas a ar) ou do separador de água Uma saída de teste (8) encontra-se posicionada por baixo da
(WSD) (em unidades resfriadas a água). Um bocal integrado saída normal. Ambas as saídas estão ligadas à placa de dreno
com filtro limita o fluxo de ar (aproximadamente 450 l/h em do compressor pelos respectivos tubos.
condições de referência), ao mesmo tempo que uma válvula
solenóide garante que o ar comprimido é usado quando o Na parte inferior dos reservatórios, são fornecidos tubos de
compressor não está fornecendo ar. dreno com válvulas (4), para uma assistência mais fácil.

Um interruptor de nível (7- Vista do OSCi), ligado ao regulador Com esta configuração, o processo de limpeza pode ser
Elektronikon® do compressor, monitoriza o nível de compreendido como dividido por reservatório:
condensados no segundo reservatório. Durante o
funcionamento normal, este interruptor encontra-se na posição • Primeiro reservatório: pré-separação e absorção da maior
de fechado, pelo que qualquer anomalia (um nível de parte do óleo livre e diretamente separável
condensados demasiado elevado) faz abrir o circuito e disparar • Segundo reservatório: decomposição da emulsão e
o alarme, que fica visível no visor do Elektronikon® (consultar absorção do óleo
seção Alarmes). • Terceiro reservatório:absorção do óleo restante

Os condensados prosseguem para o terceiro reservatório,

Vista do OSCi

1 Anel de fixação
2 Tampa de espuma
3 Localização dos recipientes para amostra e do material de ligação (apenas durante o transporte)
4 Drenos para assistência com válvula
5 Parafusos de fixação
6 Abraçadeira do cabo e tubo
7 Interruptor de extravasamento
8 Sensor da posição do filtro e indicação visual da posição do filtro
40 0015 0003 45
Vistas detalhada 4.3 Colocação em funcionamento

Vista da entrada do OSCi

1 Sensor da posição do filtro


2 Ligações de entrada de condensados

1. Verificar se as válvulas de dreno do OSCi (4) estão fecha-


das.
2. Desapertar o anel de fixação (1) da tampa do primeiro
reservatório do OSCi e remover a tampa (2).
3. Remover o CD-ROM e a caixa (3) com o recipiente de teste
e o recipiente de referência e guardá-los num local seguro
perto do compressor.
4. Pegar na ligação ISO 7-R ½ e na válvula de esfera G ¼
com vedante e aparafusá-las nas roscas correspondentes
na placa de dreno na parte inferior esquerda do painel
dianteiro do compressor (Placa de dreno). Fechar a
válvula de amostra de condensados.

Vista da saída do OSCi

1 Saída de condensados
2 Saída de teste de condensados

5. Ligar um tubo de saída que conduza ao sistema de esgo-


tos (diâmetro interior de 19 mm). Uma vez que o OSCi
funciona à pressão atmosférica, a tubulação de saída
tem de estar sempre posicionada abaixo da ligação de
Placa de purga saída no OSCi do reservatório 3, a menos que seja insta-
lada uma bomba (não incluída) capaz de funcionar a seco.
1 Ligação de saída de condensados do OSCi 6. Certificar-se de que o filtro na primeira torre tem forma
2 Válvula de amostra de condensados circular e pode mover-se livremente para cima e para baixo.
Dm Ligações dos drenos manuais dos EWDs Colocar água limpa ao longo da aresta interior da primeira

0015 0003 45 41
torre até a água transbordar pela ligação de saída ou até 4.6 Dados apresentados durante o funcionamento
a água atingir a parte inferior da câmara do sensor (visível normal
através do visor). O filtro oleofílico (reservatório 1)
começa a flutuar. Certificar-se de que o braço do sensor
(8) está voltado para cima e apoiado na aresta do saco A tela de partida normal no regulador Elektronikon® Graphic
do filtro. deverá ser semelhante ao apresentado na imagem seguinte.
7. Verificar se não existem vazamentos nas ligações entre
os reservatórios 1, 2 e 3. Se detectar algum vazamento,
consultar a avaria 3 na seção Solução de problemas.
8. Recolocar a tampa na primeira torre, apertar o anel de
fixação e fechar a estrutura do compressor.

• Todos os tubos de saída fora do compressor


devem ser posicionados a um nível abaixo
da ligação de dreno de saída do compressor
(Placa de dreno), pelo menos até ao ponto
onde estiver instalada uma bomba.
• Se não houver uma bomba instalada, a tubu-
lação de saída deve ser instalada com uma
ligeira inclinação descendente em direção Pressionar a seta Enter para acessar a tela seguinte.
aos esgotos.

4.4 Pictogramas

Referência Descrição
71 Saída automática de condensados (não pressurizada!) (1) Saída do compressor
72 Saída de teste manual necessária periodicamente (2) Saída do elemento
73 Saída manual de condensados (3) Carga
74 Consultar o manual antes de efetuar qualquer manutenção (4) Vazio
ou reparo (5) Menu
(6) Regulagem

4.5 Telas e avisos do Elektronikon® Pressionar a seta virada para a direita e pressionar Enter para
acessar ao submenu Entradas. Aqui é apresentada a duração
restante dos filtros OSCi, expressa sob forma de percentagem,
Os seguintes parâmetros importantes do OSCi podem ser em comparação com filtros novos (100%).
consultados no visor do Elektronikon®:

• A duração restante do filtro, expressa sob forma de per-


centagem em comparação com filtros novos (100%)
• O estado do interruptor de extravasamento

Para consultar estes dados, seguir os passos apresentados


nas seções seguintes.

O OSCi é identificado pelo Elektronikon® Graphic com o


seguinte símbolo:

Referência Descrição
(1) Duração restante do OSCi
42 0015 0003 45
Para verificar o estado do sensor de extravasamento do OSCi, Referência Descrição
premir a seta de sentido descendente algumas vezes. “Não”
(1) Proteções
indica que não existe perigo de extravasamento.
(2) Assistência
(3) Nível
(4) Baixo
(5) Rearmar

Quando o filtro atingir uma duração abaixo de 10%, este aviso


permanece ativo até novos filtros serem inseridos corretamente
(o braço do sensor na torre 1 deve ficar apoiado na aresta do
filtro!). Depois dos novos filtros estarem instalados
corretamente e da percentagem estar acima de 10%
(normalmente, entre 90% e 100%), pressionar Enter para rearmar
o estado.
Referência Descrição
É apresentada a seguinte tela e o aviso de assistência
(1) Extravasamento do OSCi desaparece.

4.7 Avisos

Assistência necessária

Este aviso indica que a duração restante dos filtros é inferior a


10%. Neste caso, é necessário encomendar um kit de assistência
com filtros novos. O LED “Assistência” acende-se no lado
direito do Elektronikon® Graphic. Para consultar o aviso, mover
o cursor para o ícone de aviso, como se mostra na tela seguinte.

Aviso de extravasamento

Este é um alarme de proteção, que indica que o nível de água


no OSCi está demasiado alto. O LED de aviso acende-se no
lado direito do Elektronikon® Graphic. Neste caso, consultar a
seção Manutenção, avaria 2. Se o problema não for resolvido
em tempo útil, podem ocorrer vazamentos de água do OSCi
para o chassi do compressor e mesmo para o exterior do
compressor. Para consultar o aviso, mover o cursor até ao
símbolo de aviso, como aqui se mostra:
Referência Descrição
(1) Saída do compressor
(2) Assistência

Após pressionar Enter, é apresentado a seguinte tela, com a


duração restante e o mínimo para assistência (10%). O texto
“service 10 (assistência 10)” estará a piscar.

Referência Descrição
(1) Saída do compressor
(2) Aviso

Pressionar o botão Enter para acessar aos submenus. Pressionar


a tecla de sentido descendente algumas vezes até chegar a
telaseguinte:
0015 0003 45 43
teste durante o funcionamento do compressor.

1. Abrir a válvula para recolha de amostra de condensados


na parte lateral do compressor (placa de dreno) durante
5 segundos e eliminar os condensados recolhidos de
acordo com a legislação local referente a água contendo
óleo (isto é, a água que permanece no tubo de saída de
teste entre o OSCi e o painel traseiro do compressor).
2. Reabrir a válvula de teste e recolher os condensados no
recipiente para teste.
3. Comparar a turvação da amostra com o recipiente de
Nesta tela, pode ver que foi emitido um aviso de extravasamento referência, que possui uma turvação de 15 ppm.
(“Sim” intermitente), indicando que o nível de água no OSCi é 4. Se a turvação da amostra para teste for superior à turvação
demasiado alto. Depois de resolver o problema (consultar a de referência, deve dar-se início a um pedido de assis-
seção Solução de problemas, avaria 2 ou 3), este aviso tência, a ser efetuado num período de tempo de 2 semanas.
desaparece automaticamente. A posição vertical da saída de teste garante a existência
de carbono ativado limpo em quantidade suficiente
acima desta posição para manter os condensados em
valores inferiores a 15 ppm durante, pelo menos, 2 sema-
nas (válido para compressores GA 90 com secador a
trabalhar 24 horas por dia em condições de referência).

Referência Descrição
(1) Proteções
(2) Extravasamento do OSCi
(3) Rearmar Recipiente de teste/amostra (1) e recipiente de referência (2)
(4) Aviso
Instruções para substituição do filtro

4.8 Manutenção Estas instruções esclarecem quais os passos necessários para


a realização de manutenção e para garantir o funcionamento
adequado após a manutenção. São estes os passos a efetuar
Filtro oleofílico
durante a manutenção:
Inicialmente, o filtro oleofílico (3- Diagrama do fluxo de
1. Parar o compressor e fechar a válvula de saída de ar.
condensados) irá flutuar quase por completo nos condensados
Desligar a corrente.
e apenas a parte inferior irá funcionar como meio de filtragem.
2. Abrir/remover o painel lateral do compressor à frente do
Ao absorver cada vez mais óleo, o filtro irá afundar-se e material
OSCi.
filtrante novo será exposto aos condensados. Quando o topo
3. Posicionar os tubos de dreno ligados às válvulas de dreno
do filtro atingir a superfície dos condensados no primeiro
para assistência (4- Diagrama do fluxo de condensados
reservatório, o filtro estará saturado e tem de ser substituído.
e Vista do OSCi) sobre um recipiente e abrir as válvulas.
Isto é transmitido automaticamente ao regulador Elektronikon®
Esperar até os drenos estarem totalmente descarregadas
através do sensor de nível (1- Vista da entrada do OSCi), mas o
e eliminar os condensados recolhidos de acordo com a
cliente também pode fazer esta verificação visualmente através
legislação local.
do visor.
4. Desapertar os parafusos que fixam o OSCi à placa de
base do compressor e separar os tubos e cabos do reser-
Verificação da qualidade dos condensados
vatório 2. O OSCi pode então ser removido do compressor.
Os tubos e cabos elétricos ligados têm comprimento
Uma vez por semana, deve ser recolhida uma amostra para
suficiente para permitir a remoção do OSCi sem o desligar,
44 0015 0003 45
mas a tarefa deve ser realizada com cuidado, garantindo • Certificar-se de que os condensados não
que os tubos e cabos não ficam obstruídos. entram em contato com os olhos, boca, etc.
5. Desapertar os anéis de fixação, retirar as tampas e remover • Se o compressor não for usado durante um
os 3 sacos de filtros. Os baldes nos quais os novos fil- período de tempo longo, pode ocorrer a for-
tros são fornecidos podem ser usados para guardar os mação de bactérias no interior do OSCi.
filtros usados. Dependendo da quantidade de bactérias,
6. Limpar o OSCi com água e um pano. Não usar qualquer é aconselhável limpar o OSCi antes de colocar
tipo de sabão ou detergente, uma vez que estes podem o compressor novamente em funcionamento.
conter dispersantes passíveis de deteriorar a capacidade
de decomposição das emulsões óleoágua.
7. Fechar as válvulas de dreno para assistência. 4.9 Kits de assistência
8. Retirar os filtros novos do kit de assistência. Certificar-
se de que o filtro branco para o reservatório 1 tem forma O seu Centro de Clientes da Atlas Copco terá todo o prazer em
circular. Se estiver elíptico em resultado do transporte, fornecer-lhe uma vasta gama de kits de assistência. Os kits de
apertá-lo até atingir uma forma circular, de modo a poder assistência incluem todas as peças necessárias para assistência
mover-se livremente para cima e para baixo no reserva- aos equipamentos e oferecem os benefícios das peças genuínas
tório 1. Inserir os filtros novos nos reservatórios, de da Atlas Copco, mantendo os custos de manutenção reduzidos.
acordo com as etiquetas correspondentes. Certificar-
se de que o braço do sensor (8-Vista do OSCi) está voltado
para cima e apoiado na aresta do saco do filtro no primeiro
reservatório.
9. Colocar de novo as tampas 2 e 3 nos reservatórios e
apertar os anéis de fixação.
10. Recolocar o OSCi no interior do compressor e fixá-lo à
placa de base por meio dos parafusos (M8). Ter o cuidado
de não obstruir os tubos e cabos, e garantir que estes
não podem entrar em contato com outros componentes
do compressor. Usar os suportes de cabos no reservatório
2 para fixar as partes redundantes dos tubos e cabos.
Garantir que o tubo de saída e o tubo de teste não estão,
em nenhum ponto, mais altos do que as respectivas
ligações de saída no reservatório 3 (Vista da saída do
OSCi).
11. Deitar água limpa ao longo da aresta interior do reser-
vatório 1 até a água transbordar pelo tubo de saída (1-
Vista da saída do OSCi) ou até a água atingir a parte
inferior da câmara do sensor (visível através do visor). O
filtro oleofílico começa a flutuar. Não empurrar o filtro
para baixo.
Kit de assistência do OSCi
12. Recolocar a tampa no reservatório e apertar o anel de
fixação.
13. Fechar/reposicionar a estrutura do compressor.
1 Filtro oleofílico
14. Reiniciar o contador de assistência no Elektronikon®.
2 Baldes (podem ser usados para receber os filtros usados
Consultar a seção Avisos do Elektronikon.
após a manutenção)
3 Filtro OGC
• Se os filtros não forem instalados correta-
4 Luvas
mente, o OSCi pode deixar sair condensados
5 Filtro de carbono ativado
que contêm óleo.
• Depois de se colocar filtros de carbono
ativado novos, a água de saída, inicialmente,
Referência da peça Kit do filtro OSCi: 2901 1734 00
pode apresentar-se escura (pó de carbono).
○ ○ ○ ○ ○

A água com carbono não é prejudicial.


• Todos os filtros, panos e água que con-
tenham óleo devem ser eliminados de forma
segura e amiga do ambiente, sempre respei-
tando as normas e legislação ambiental
locais.
• Cada filtro novo é fornecido com uma etique-
ta. A posição correta do filtro está assinalada
na etiqueta.
• Os filtros usados podem ser pesados.
0015 0003 45 45
4.10 Solução de problemas

- Condição Avaria Solução

1 Entrou muito óleo no OSCi. Funcionamento incorreto do Substituir todos os filtros. Limpar os
compressor reservatórios. Verificar o compressor.

2 O Elektronikon® apresenta um Uma seção do tubo de saída Reposicionar o tubo de saída para
aviso de extravasamento ou está numa posição mais uma posição abaixo do nível da
existe um extravasamento elevada do que a respectiva ligação de saída (Vista da saída do
visível (através do visor). ligação de saída. OSCi) (verificar o interior e o exterior
do compressor).

Um filtro está saturado. Substituir os filtros e limpar o OSCi.

O fluxo de ar injetado é Substituir o filtro (4- Injeção de ar no


demasiado elevado. OSCi).

3 Existe água no pavimento em Há um vazamento numa ligação. Parar o compressor. Abrir o painel
redor do compressor (e no Um acoplamento de pressão lateral e inspecionar o OSCi (remover
chassi do compressor). tem um vazamento. as tampas dos reservatórios). Verificar
se as válvulas de dreno (4- Diagrama
do fluxo de condensados e Vista do
OSCi) na parte inferior dos
reservatórios 1 e 2 estão fechadas.
Drenar o OSCi e tentar resolver o
problema.
Se houver um vazamento numa ligação,
retirar o tubo correspondente e cortá-
lo a direita mais 1 cm. Se isto não
funcionar, pedir uma nova ligação
(peça sobressalente).

Não há vazamentos nas ligações, Certificar-se de que todos os pontos


mas o nível de água no do tubo de saída estão posicionados
reservatório 2 ou 3 atinge o abaixo da ligação de saída no
topo do reservatório. reservatório 3 (Vista da saída do OSCi)
e não há qualquer bloqueio (também
no exterior do compressor). Se houver
restrições estruturais que exijam o
posicionamento do tubo de saída
acima do nível da ligação de saída no
reservatório 3, instalar uma bomba
(que pode funcionar a seco) no circuito
de saída.

Se as indicações acima forem Remover todos os filtros, limpar o


respeitadas e o nível da água OSCi e encomendar um kit de
atingir o topo do reservatório 2, assistência de filtros para substituir
ou se o nível da água no os filtros. Verificar o fluxo do separador
reservatório 1 atingir, pelo do reservatório e da linha de retorno,
menos, o visor. e substituí-los em caso de anomalias.

Se for necessário evitar a todo o custo


qualquer extravasamento, solicitar ao
centro de assistência a programação
do Elektronikon® para desligar o
compressor em caso de um alarme de
extravasamento.

46 0015 0003 45
- Condição Avaria Solução
4 O tempo que demora até a Aquando da assistência aos filtros,
turvação da amostra de teste deve ser executado o seguinte proce-
ser superior ao limite da dimento de teste após a drenagem dos
amostra de referência é muito reservatórios: Desligar o tubo de ar
mais curto do que o esperado, do OSCi na parte inferior do reserva-
tendo em conta a duração tório 2 e orientar o tubo de ar através
prevista para o filtro. Consultar das divisórias para a parte posterior
também a seção Dados da carenagem do compressor. Fechar
técnicos. todos os painéis do compressor,
partir o compressor e esperar até que
funcione em carga. Certificar-se de que
existe um fluxo de ar a sair do tubo de
ar (deve ser entre 450 e 1000 l/h) (entre
15,9 e 35,3 cu ft/h). Parar o compressor.
Fluxo de ar insuficiente durante Desapertar o filtro (4- Vista da entrada
o teste. do OSCi) e retirá-lo. Limpar o filtro e o
bocal com ar comprimido e um pano
seco. Certificar-se de que o tubo de ar
não toca em nenhum outro componente
e não está obstruído. Repetir o
procedimento de teste. Se o fluxo de
ar que sai do tubo de ar ainda não for
suficiente, encomendar uma válvula
solenóide sobressalente (3- Injeção
de ar no OSCi). Se o fluxo de ar
suficiente durante o teste foi suficiente,
verificar se existem condensados
oleosos espessos nos 3 reservatórios.
Depois, verificar o elemento separador
de óleo e o fluxo da linha de retorno
do compressor, e encomendar os kits
de assistência correspondentes se
esses componentes não estiverem
funcionando corretamente.

1 Resfriador final (WSD para compressores resfriados a água)


2 Tubo de ar para o OSCi, reservatório 2
3 Válvula solenóide
4 Filtro
5 Ligação em Y
6 Tubo de ar para o EWD

Injeção de ar no OSCi

Existem dispositivos de segurança automáticos e manuais para evitar o extravasamento. Além do interruptor de extravasamento
automático (7- Vista do OSCi), montado numa câmara lateral no segundo reservatório e que emite um alarme quando o nível de
condensados é demasiado elevado, o cliente pode verificar a existência de um nível de condensados elevado através do visor.
Numa apreciação caso a caso, pode-se optar por desligar o compressor automaticamente em caso de alarme de extravasamento.
Se ocorrer um extravasamento, a água residual daí resultante deve ser tratada como água que contém óleo e deve ser eliminada
de acordo com a legislação local.
0015 0003 45 47
5 Recuperação de energia (opcional)

5.1 Unidade de recuperação de energia

Descrição

Uma grande parte da energia necessária para qualquer processo de compressão é transformada em calor. Para os compressores
de parafuso GA injetados a óleo, a maior parte do calor de compressão é dissipada através do sistema de óleo. Os sistemas de
recuperação de energia (ER) da Atlas Copco são concebidos para recuperar a maior parte do calor acima mencionado, transformando-
o em água tépida ou quente, sem qualquer influência negativa sobre o desempenho do compressor. A água pode ser usada em
diversas aplicações.

Componentes

O sistema de recuperação de energia é totalmente integrado e é composto por:


• Trocador de calor óleo/água em aço inoxidável
• Manípulo seletor (V1) para ativar/desativar a Recuperação de Energia
• Válvula by-pass termostática para trocadores de calor de recuperação de energia (BV2)
• Dois sensores de temperatura para controlo de entrada e saída de água (3 e 4)
• Os parafusos, mangueiras, etc., necessários.

Unidade de recuperação de energia (unidade ER)

Componentes principais da unidade ER

Referência Designação
1 Tubo de entrada de água
2 Tubo de saída de água
3 Sensor de temperatura, tubo de entrada de água
4 Sensor de temperatura, tubo de saída de água
5 Bujão de dreno de óleo
6 Linha de óleo do reservatório do separador de óleo do compressor até a unidade ER
7 Linha de óleo da unidade ER até ao alojamento do filtro de óleo
BV2 Localização da válvula by-pass do trocador de calor (BV2)
HE Trocador de calor
V1 Válvula seletora
AR Reservatório do separador de óleo
OF Alojamento do filtro de óleo
BV1 Localização da válvula by-pass do resfriador de óleo (BV1)
48 0015 0003 45
Instalação no local

Os componentes principais são instalados de fábrica como uma unidade compacta que encaixa na estrutura do compressor.
Consultar a Atlas Copco para instalar e ligar a unidade de recuperação de energia.

5.2 Sistemas de recuperação de energia

Generalidades

Os sistemas de recuperação de energia podem ser aplicados como sistemas com pequeno aumento da temperatura/grande fluxo
de água, ou como sistemas com grande aumento da temperatura/baixo fluxo de água.

Sistemas com pequeno aumento da temperatura/grande fluxo de água

Para este tipo de aplicação, a diferença de temperatura entre a água no sistema de recuperação de energia e o óleo do compressor
é pequena. Consequentemente, é necessário um maior fluxo de água para recuperação máxima de energia.
Exemplo: A água aquecida é utilizada para manter um outro meio a uma temperatura moderadamente elevada, num circuito
fechado, por exemplo, aquecimento central.

Sistemas com grande aumento da temperatura/pequeno fluxo de água

Para este tipo de aplicação, é obtido um grande aumento da temperatura da água no sistema de recuperação de energia, que por
sua vez levará a um débito baixo.
Exemplo: Um circuito aberto onde a água fria de alimentação principal é aquecida pelo sistema de recuperação de energia para
utilização numa fábrica, por exemplo, para pré-aquecimento da água de alimentação de uma caldeira.

Fluxo da água de recuperação

Para as referências, consultar a seção Dados de recuperação de energia.


A água de recuperação entra na unidade na ligação de entrada (1). No trocador de calor (HE), o calor de compressão é transferido
do óleo do compressor para a água. A água sai do trocador de calor (HE) através da ligação de saída (2).

Requisitos da água para circuitos de água fechados

A utilização de um circuito de água fechado minimiza os requisitos de água de reposição. Por esta razão, a utilização de água macia
ou mesmo desmineralizada é economicamente viável e elimina o problema de formação de depósitos de calcário. Apesar do
trocador de calor ser de aço inoxidável, o circuito de água ligado ao compressor poderá precisar de inibidores de corrosão. Para
minimizar os problemas resultantes de má qualidade da água, consultar a seção Requisitos da água de refrigeração. Em caso de
dúvida, consultar a Atlas Copco.
Adicionar à água um produto anti-congelante, tal como etileno glicol, numa quantidade proporcional à temperatura prevista, para
evitar a congelação.

Requisitos da água para circuitos de água abertos

Para circuitos de água abertos sem recirculação, os principais problemas encontrados estão relacionados com o controle de
depósitos, controle de corrosão e controle de crescimento microbiológico. Para minimizar estes problemas, a água deve cumprir
vários requisitos. Consultar a seção Requisitos da água de refrigeração. Em caso de dúvida, consultar a Atlas Copco.

5.3 Funcionamento

Generalidades

O fluxo de óleo do compressor é controlado por duas válvulas termostáticas (BV1 e BV2), que garantem o funcionamento
confiável do compressor e uma recuperação máxima de energia.

0015 0003 45 49
Descrição detalhada

A válvula by-pass (BV2) está integrada na unidade ER e controla o funcionamento do trocador de calor de óleo/água (HE) da
unidade ER. A válvula by-pass (BV1) está integrada no alojamento do filtro de óleo do compressor e controla o funcionamento
do resfriador de óleo principal (Co) do compressor. Ambas as válvulas by-pass são constituídas por uma ligação (termostato)
montada numa caixa. A válvula by-pass BV2 tem uma caixa separada, enquanto a BV1 está integrada no alojamento do filtro de
óleo.

Fluxograma de compressor com sistema de recuperação de energia

Referência Designação Referência Designação

AR Reservatório do separador de óleo E Elemento compressor


BV1 Válvula by-pass termostática no alojamento do HE Trocador de calor de óleo/água (unidade ER)
filtro de óleo OF Filtro de óleo
BV2 Válvula by-pass termostática da unidade ER 1 Entrada de água
Ca Resfriador final (compressor) 2 Saída de água
Co Resfriador de óleo (compressor)

A válvula BV2 começa a fechar a linha by-pass e a abrir a linha de fornecimento de óleo do trocador de calor (HE) da unidade ER
no limite inferior da respectiva gama de temperaturas. No limite superior da respectiva gama de temperaturas, a linha by-pass é
completamente fechada e o óleo passa através do trocador de calor da unidade ER.

Nas versões de compressores com uma pressão máxima inferior a 13 bar (175 psi), a BV2 começa a abrir a 40 °C (104 °F) e está
completamente aberta a 55 °C (131 °F).

Nos compressores com uma pressão máxima de 13 bar (175 psi), a BV2 começa a abrir a 60 °C (140 °F) e está completamente aberta
a 75 °C (167 °F).

A caixa da válvula BV2 é fornecida com um manípulo especial (V1), que permite controlar o funcionamento do sistema de
recuperação de energia.

Como pode ser visto na etiqueta da ER, esta unidade está integrada no circuito de óleo e recupera energia quando o manípulo está
completamente voltado no sentido dos ponteiros do relógio.

Quando o manípulo está voltado no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, é feito o by-pass ao trocador de calor (HE) e
não será recuperada energia.
50 0015 0003 45
(Co) antes que o óleo quente seja introduzido no trocador de
calor de óleo/água, ao usar o calor de compressão como fonte
de recuperação de energia. O termostato BV1 começa a abrir a
75 °C (167 °F) e está completamente aberto a 90 °C (194 °F).

Sistema de recuperação de energia em utilização (ver desenho)

O manípulo (V1) da válvula BV2 (válvula by-pass do HE) está


totalmente voltado no sentido dos ponteiros do relógio.

• Arranque do compressor

Quando o compressor parte a frio, a temperatura do óleo é


baixa. A válvula by-pass (BV2) corta o fornecimento de óleo
do trocador de calor (HE) e a válvula by-pass (BV1) corta o
fornecimento de óleo do resfriador de óleo (Co), para impedir
que o óleo do compressor seja resfriado. O óleo passa do
Detalhe da caixa da válvula BV2 com manípulo V1 reservatório do separador de óleo (AR) através do(s) filtro(s)
de óleo (OF) de volta ao elemento compressor (E).

Toda a entrada de energia é utilizada para aquecer rapidamente


o óleo do compressor. Nenhuma energia é recuperada.

• Recuperação máxima de energia

Assim que a temperatura do óleo atinge o valor estabelecido


(temperatura de abertura) da válvula by-pass (BV2), a válvula
começa a fechar o by-pass ao longo da linha de óleo do trocador
de calor (HE), ao mesmo tempo que vai permitindo,
gradualmente, que o óleo passe através do trocadorde calor
(HE). Enquanto a temperatura do óleo sobe até
aproximadamente 15 °C (27 °F) acima do valor estabelecido,
todo o óleo passa através do trocador de calor. A troca de calor
entre o óleo do compressor e a água de recuperação de calor é
máxima. O óleo da saída do trocador de calor passa através do
filtro de óleo (OF), da válvula de corte de óleo (Vs - se existir),
do elemento compressor (E) e do separador (AR), de volta
para a entrada do trocadorde calor (HE). A válvula by-pass
(BV1) faz o by-pass do resfriador de óleo (Co), desde que a
temperatura do óleo se mantenha abaixo do respectivo valor
Etiqueta da unidade ER estabelecido.

Princípio de funcionamento com cargas diferentes:

• Baixo consumo de energia recuperada


Atenção: apenas é permitido voltar o manípulo
totalmente em um dos sentidos. Não é permitida Neste caso, a temperatura do óleo que sai do trocadorde calor
qualquer posição intermédia. (HE) tornar-se-ia demasiado elevada para que o óleo fosse
injetado no elemento compressor (E). A válvula by-pass do
resfriador de óleo (BV1) abrirá a linha de fornecimento do
A válvula by-pass do resfriador de óleo (BV1) começa a fechar resfriador de óleo do compressor, para permitir que o óleo
a linha by-pass e a abrir a linha de fornecimento de óleo do quente seja resfriado no resfriador (Co).
resfriador de óleo principal (Co) no limite inferior da respectiva
gama de temperaturas. No limite superior da respectiva gama A quantidade de energia fornecida à água é adaptada à
de temperaturas, a linha by-pass é completamente fechada e o necessidade de energia.
óleo passa através do resfriador de óleo principal.
• Fluxo da água de recuperação demasiado elevado/tem-
A válvula BV1 deve ter uma temperatura de abertura (valor peratura demasiado baixa
estabelecido) mais alta do que a válvula BV2, de forma a impedir
que o calor seja dissipado no resfriador de óleo do compressor Neste caso, a válvula by-pass (BV2) abrirá a linha de by-pass
0015 0003 45 51
do reservatório do separador de óleo, permitindo que o óleo Válvulas by-pass termostáticas
mais frio do trocadorde calor (HE) seja misturado com o óleo
quente do separador (AR). A energia é transferida do óleo do As ligações (termostatos) devem ser substituídas por ligações
compressor para a água, mas a uma temperatura relativamente novas quando for detectada alguma anomalia no
baixa. funcionamento. Exemplos: a temperatura de regulagem não está
no intervalo normal, o trocador de calor ER permanece frio,...

Sistema de recuperação de energia fora de utilização


Trocador de calor (HE)
O manípulo (V1) está totalmente voltado no sentido contrário
ao dos ponteiros do relógio. Caso o aumento de temperatura no sistema de recuperação de
energia diminua durante um determinado período de tempo,
O circuito de óleo é o mesmo que sem a instalação do sistema com as mesmas condições básicas de trabalho, o trocador de
de recuperação de energia. calor deve ser inspecionado. Para limpar o lado do óleo,
Nenhuma energia é recuperada. mergulhar o trocador de calor numa solução desengordurante.

Esta situação deve ser encarada como excepcional, por Para remover a formação de calcário no compartimento da água,
exemplo, em caso de manutenção do sistema de recuperação deve ser aplicado um processo de descalcificação adequado.
de energia, ou quando não for necessária qualquer energia Consultar a Atlas Copco.
durante um período de tempo prolongado.
5.5 Dados de recuperação de energia
Nos compressores de velocidade fixa, fazer a unidade funcionar
em alívio durante alguns minutos, antes de isolar o sistema de Condições de referência
recuperação de energia do compressor.
Consultar a seção Condições de referência e limitações .
Parda da unidade durante um período de tempo prolongado
Pressão de trabalho efetiva
No caso de um sistema de água aberto e/ou se forem esperadas
temperaturas de congelamento, isolar o sistema de água do Consultar a seção Dados do compressor, quanto à pressão de
compressor e soprá-lo com ar comprimido. trabalho normal.

5.4 Manutenção Pressão máxima permitida do trocador de calor

Óleo para compressor Lado do óleo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 15 bar (217 psi)


Lado da água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 10 bar (145 psi)
Para as referências usadas, consultar a seção Unidade de
recuperação de energia.
Parâmetros de leitura
Mudança de óleo:
Para além de outros dados, as seguintes temperaturas podem
1. Verificar se o manípulo (V1) está totalmente virado no ser lidas no visor do Elektronikon:
sentido dos ponteiros do relógio (recuperação de energia
em utilização). Para unidades resfriadas a ar:

2. Funcionar a unidade até aquecer. Parar a unidade, • A temperatura de entrada de água do sistema de recupe-
desligar o seccionador e fechar a válvula de saída de ar ração de energia
do compressor. • A temperatura de saída de água do sistema de recupe-
ração de energia
3. Despressurizar o compressor e drenar o óleo abrindo a
válvula de dreno. Drenar também o óleo do trocador de Para unidades resfriadas a água:
calor removendo o bujão de dreno na tubulação de óleo
da unidade ER. Voltar a instalar o bujão de dreno após a • A temperatura de entrada de água do sistema de recupe-
drenagem. ração de energia
• A temperatura de saída de água do sistema de recupe-
4. Continuar a mudança de óleo conforme o descrito na ração de energia
seção Mudança de óleo e filtro, deste manual. • A temperatura de saída de água de refrigeração do com-
pressor

52 0015 0003 45
Modificar parâmetros

Caso os parâmetros de aviso programados para as temperaturas da água sejam excedidos, aparece uma indicação de aviso no
Elektronikon:

Temperatura de entrada Unidades Parâmetro Valor nominal Parâmetro


mínimo máximo

Temperatura de entrada de água de °C 0 50 99


recuperação de energia
Temperatura de entrada de água de °F 32 122 210
recuperação de energia
Temperatura de saída de água de °C 0 Depende da 99
recuperação de energia aplicação
Temperatura de saída de água de °F 32 Depende da 210
recuperação de energia aplicação

Para modificar um parâmetro, consultar a seção Menu Valores.

Energia recuperável

A energia recuperável pode ser calculada a partir de:

ENERGIA RECUPERADA (kW) = 4,2 x fluxo de água (l/s) x aumento da temperatura da água (°C)

Nas tabelas abaixo são apresentados exemplos típicos, com exceção da energia recuperada.

Dados para sistemas com pequeno aumento da temperatura/grande fluxo de água

Parâmetro Unidade GA 37 VSD GA 45 VSD GA 55 VSD

Energia recuperável kW 27,8 33,8 41,3


Energia recuperável hp 37,3 45,3 55,4
Fluxo de água l/min 39,6 48,2 39,3
Fluxo de água cfm 1,4 1,7 1,39
Temperatura na entrada °C 55 55 55
Temperatura na entrada °F 131 131 131
Temperatura na saída °C 65 65 70
Temperatura na saída °F 149 149 158

Dados para sistemas com grande aumento da temperatura/pequeno fluxo de água

Parâmetro Unidade GA 37 VSD GA 45 VSD GA 55 VSD

Energia recuperável kW 27,8 33,8 41,3


Energia recuperável hp 37,3 45,3 55,4
Fluxo de água l/min 5,5 6,7 8,3
Fluxo de água cfm 0,19 0,24 0,29
Temperatura na entrada °C 20 20 20
Temperatura na entrada °F 68 68 68
Temperatura na saída °C 92 92 91
Temperatura na saída °F 198 198 196

0015 0003 45 53
6

54
6.1

x)
RESFRIADOR À ÁGUA SAÍDA DE AR SAÍDA DE AR

5(2
SAÍDA DE ÁGUA G 1 1/2" F RESFRIAMENTO RESFRIAMENTO

Ø6 O
100 SECADOR COMPRESSOR

EM RIC
E
199 RESFRIADOR À ÁGUA 114,9
29 31

AG LÉT
75 75 282 65

S
ENTRADA DE ÁGUA G 1 1/2" F

S
CA
PA BO
Instalacão

350
GA 37 VSD a GA 55 VSD
SAÍDA DE AR
COMPRIMIDO
G 1 1/2" F ENTRADA DE AR
RESFRIAMENTO

100
SECADOR

VISTA "X"
1802

1666
Desenhos dimensionais

1315

333
996
ENTRADA DE AR

H
572
RESFRIAMENTO ENTRADA DE AR
COMPRESSOR RESFRIAMENTO
CUBICULO
ELÉTRICO

420
189
45
294 380 200 680 200 510
410 80
970 2040
Energy Recovery VISTA "Y"
Entrada de Água G 1" F
Recuperador de Energia (Energy Recovery) VISTA "X" O
IMID
Saída de Água G 1" F PR
581 139 OM
R C ASS
DE A BYP
VISTA "Y" 57 ÍDA RE
SA ADO
C
SE 1/2" F L

x)
G1

5(4
570 900

Ø1
159,5

GA 37 VSD a GA 55 VSD
350
B

643
295

864
90,5
829,5

295

1319,8
425,5

53
739

780
355 1325,5

Centro de Gravidade [mm] Peso [kg]


com Secador sem Secador

216
Modelo com secador sem secador
L B H L B H

131
GA30+ 977 486 881 942 486 861 1097 947 Ø2
GA37+ 978 490 890 943 490 870 1163 1043 40 105
1(3

GA37 VSD 948 490 890 913 490 870 Dreno Automático Secador
x)

1244 1124 680


GA45+ 975 490 890 940 490 870 1176 1056 Dreno Automático Aftercooler 80 510
GA45 VSD 948 490 890 913 490 870 1284 1164 Dreno Filtros PDx / DDx (opcional) 80
GA55 1050 470 850 1015 470 830 1360 1200
GA55 VSD 948 490 855 913 490 835 1364 1364
GA75 1073 463 837 1038 463 817 1699 1549

0015 0003 45
Centro de gravidade

Unidade Com Com Com Sem Sem Sem


secador secador secador secador secador secador

Tipo L L B H L B H
GA 37 VSD mm 948 490 890 913 490 870
GA 45 VSD mm 948 490 890 913 490 870
GA 55 VSD mm 948 490 855 913 490 835

Dimensões em mm: +/- 50 mm

Peso

Centro de gravidade Unidade Peso Peso


Tipo Com secador Sem secador

GA 37 VSD kg 1244 1124


GA 45 VSD kg 1284 1164
GA 55 VSD kg 1364 1364

Pesos em kg (óleo incluído): +/- 50 kg

Referência Designação

1 Passagem de cabos elétricos


2 Saída de água de refrigeração
3 Entrada de água de refrigeração
4 Saída de ar de refrigeração do compressor
5 Saída de ar de refrigeração do secador
6 Saída de ar comprimido
7 Entrada de ar de refrigeração
8 Saída de recuperação de energia
9 Entrada de recuperação de energia
10 Ar comprimido, saída by-pass do secador
11 Dreno automático, secador (em unidades Workplace Full-Feature)
12 Dreno automático, resfriador final
13 Dreno, unidade OSD (opcional)

0015 0003 45 55
6.2 Proposta de instalação

Exemplo de sala do compressor

3 12 7 9 6 4
10 11 2

1
5 13
8

Minima área que deverá ser reservada para a instalção do compressor

1000

1000

1000
1000

Exemplo de sala do compressor máquinas resfriadas a ar

10 11 2 3 7 9 6 4

12

12

8 5 13 1

Minima área que deverá ser reservada para a instalção do compressor


1000

1000

1000
1000

Exemplo de sala do compressor máquinas resfriadas a água


56 0015 0003 45
Descrição 8 Preparado para sistema de recuperação de energia.
1 Instalar o compressor num pavimento horizontal sólido, que
suporte devidamente o peso. 9 Filtro, tipo DD para aplicações gerais. O filtro retém
partículas sólidas até 1 mícron com uma passagem de
2 Posição da válvula de saída de ar comprimido.
óleo máx. de 0,5mg/m3. Um filtro de elevada eficiência,
3 O comprimento total máximo da tubulação (incluindo a tipo PD, pode ser instalado a jusante de um filtro DD.
tubulação de interligação entre o compressor e o reserva- Este filtro retém partículas sólidas até 0,01 mícron, com
tório) pode ser calculado da seguinte forma: uma passagem de óleo máx. de 0,01 mg/m3. No caso de
dp = (L x 450 x Qc1,85) / (d5 x p) serem indesejáveis vapores e odores de óleo, deve ser
d = Diâmetro interior do tubo de saída, em mm instalado um filtro de tipo QD a jusante do filtro PD.
dp = Queda de pressão (máxima recomendada = 0,1 bar/ Recomenda-se a instalação de tubos by-pass sobre cada
1,5 psi) filtro com válvulas de esfera, de forma a isolar os filtros
L = Comprimento do tubo de saída, em m durante as operações de assistência, sem perturbar o
p = Pressão absoluta na saída do compressor, em bar(a) fornecimento de ar comprimido.
Qc = Vazão de ar livre do compressor, em l/s
10 Válvula de segurança
4 Ventilação: as grelhas de entrada e o ventilador devem
ser instalados de modo a evitar qualquer recirculação de 11 Sistema by-pass para contornar o secador durante as
ar de refrigeração para o compressor ou secador. A velocida- operações de assistência (disponível como opção; con-
de máxima do ar através das grelhas é de 5 m/s (16,5 pés/s). sultar a Atlas Copco).
A temperatura máxima do ar na admissão do compressor 12 Nos compressores resfriados a água: Fluxo de água e
é de 46 °C (115 °F) (mínimo 0 °C / 32 °F). Para as alternativas pressão a ajustar em função das condições do local. Para
1 e 3 dos compres-sores GA VSD resfriados a ar, a ca- a qualidade da água de refrigeração, consultar a seção
pacidade de ventilação requerida para limitar a tempe- Requisitos da água de refrigeração. O cliente deve instalar
ratura da sala do compressor pode ser calculada da uma válvula de corte de água e uma válvula de dreno de
seguinte forma: água no tubo de entrada e no tubo de saída de água do
• Qv = 1,06 N/dT para compressores GA VSD Workplace compressor. Se estiverem instaladas válvulas de corte
• Qv = (1,06 N +4)/dT para compressores GA VSD de água no tubo de entrada e de saída de água do com-
Workplace Full-Feature pressor, instalar um dispositivo de segurança com uma
O ar de refrigeração do secador pode ser orientado para pressão definida de acordo com a pressão máxima de
o exterior entrada de água de refrigeração (consultar a seção
Qv = Capacidade de ventilação requerida, em m3/s Condiçõesde referência e limitações) entre o tubo de
N = Potência de entrada do compressor, em kW saída de água do compressor e a válvula de corte. Ao
dT = Aumento de temperatura na sala do compressor operar a unidade, o operador deve certificar-se de que
Para as alternativas 2 e 4: a capacidade do ventilador o sistema de água de refrigeração não pode ser bloqueado.
deve corresponder à capacidade do ventilador do com- O acima indicado também se aplica ao sistema de água
pressor a uma carga de pressão igual à queda de pressão de refrigeração da recuperação de energia. Remover os
sobre os condutores de ar. bujões de plástico (se fornecidos) dos tubos de água
Para compressores GA VSD resfriados a água, a capa- do compressor e ligar os tubos ao circuito de água de
cidade de ventilação requerida para limitar a tempera- refrigeração.
tura da sala do compressorpode ser calculada da seguinte
13 Gradeamento do ar de refrigeração, secador
forma:
• Qv = 0,13 N/dT para os compressores GA VSD
Workplace
Atenção
• Qv = (0,13 N + 4)/dT para compressores GA VSD
Workplace Full-Feature
O trabalho com máquina controlada por um
5 Os tubos de dreno para o coletor de dreno não devem conversor de frequência requer precauções
mergulhar na água do coletor de dreno. A Atlas Copco de segurança especiais. Estas precauções de
tem separadores de óleo/água (tipo OSD ou OSCi) para segurança dependem do tipo de rede utilizada
separar a maior parte do óleo dos condensados, de modo (sistema TN, TT, ou IT). Consultar a Atlas
a garantir que os condensados satisfazem os requisitos Copco.
da legislação ambiental.
6 Módulo de controle com painel de monitorização.
7 Cabo de alimentação a ser dimensionado e instalado por
um eletricista.
Para preservar o grau de proteção do compar-
timento elétrico e proteger os respectivos com-
ponentes de pó do ambiente, é obrigatório usar
uma junta do cabo adequada, quando ligar o
cabo de alimentação ao compressor.
0015 0003 45 57
6.3 Ligações elétricas

Para preservar o grau de proteção do compartimento elétrico e proteger os respectivos componentes de pó do


ambiente, é obrigatório usar uma junta do cabo adequada, quando ligar o cabo de alimentação ao compressor.

Ligações elétricas para o GA 37 VSD a GA 55 VSD

58 0015 0003 45
Referência Designação

(1) Instalação do cliente


(2) Opção do secador
(3) Para comunicação Modbus
(4) Ligação estrela: todas as outras tensões
(5) Versão IT, ligação em estrela: todas as outras tensões

Descrição

1. Fornecer uma chave seccionadora.

2. Verificar se os cabos do motor e os fios dentro do compartimento elétrico estão bem fixos nos seus terminais.
3. Verificar os fusíveis. Consultar a seção Parâmetros dos fusíveis

4. Ligar os cabos de fornecimento de energia aos terminais (1,3 e 5) do contator (K21).

5. Ligar o parafuso do condutor de terra (PE).

6.4 Requisitos da água de refrigeração

Generalidades

A qualidade da água de refrigeração tem de satisfazer determinados requisitos mínimos. Nenhuma recomendação geral pode
incluir os efeitos de todas as combinações dos diversos compostos, sólidos e gases que normalmente se encontram na água de
refrigeração em interação com diferentes materiais. Esta recomendação é uma linha orientadora geral para a qualidade aceitável do
refrigerante.

É muito importante estabelecer a diferença entre um sistema fechado e um sistema aberto. Num sistema fechado, a mesma água
de refrigeração circula pelo sistema sem contato com o ar. Um sistema aberto é um sistema de passagem ou um sistema de
circulação com uma torre de refrigeração. No último caso, é necessário ter em conta a composição da água que entra no resfriador,
e não confiar na composição da água de reposição. Devido ao efeito evaporativo na torre de refrigeração, podem encontrar-se
concentrações muito mais elevadas de iões na água de circulação do que na água de reposição.

Parâmetros da água de refrigeração

1. O Índice de Estabilidade de Rysnar (RSI)


O Índice de Rysnar (RSI) é um parâmetro para prognosticar se a água tende a dissolver ou a precipitar carbonato de cálcio.
A aderência de depósitos de calcário e os seus efeitos são diferentes em materiais diferentes, mas o equilíbrio da água (com
deposição de calcário ou corrosão) é apenas determinado pelo seu valor real de pH e pelo valor de saturação do pH (pHs).
O valor de saturação do pH é determinado pela relação entre a dureza de cálcio, a alcalinidade total, a concentração total de
sólidos e a temperatura.
O Índice de Rysnar é calculado da seguinte forma:
RSI = 2*pHs - pH,
onde
• pH = pH medido (à temperatura ambiente) da amostra de água
• pHs= pH no ponto de saturação
pHs é calculado a partir de:
pHs = (9,3 + A + B) - (C + D),
onde
• A: depende da concentração total de sólidos (mg/l)
• B: depende da temperatura mais elevada da água de refrigeração (°C). Para unidades GA/GR considerar T = 75 °C
• C: depende da dureza de cálcio (ppm CaCO3)
• D: depende da concentração de HCO3- ou da alcalinidade M (mval/l)

0015 0003 45 59
Os valores de A, B, C e D encontram-se na tabela a seguir:

Sólidos A Temperatura B Dureza de Ca C Alcalinidade M D


dissolvidos (°C) (ppm CaCO3) (mval/l)
totais (mg/l)
50-300 0,1 0-1 2,6 10-11 0,6 0,20-0,22 1,0
400-1000 0,2 2-6 2,5 12-13 0,7 0,24-0,26 1,1
7-9 2,4 14-17 0,8 0,28-0,34 1,2
10-13 2,3 18-22 0,9 0,36-0,44 1,3
14-17 2,2 23-27 1,0 0,46-0,54 1,4
18-21 2,1 28-34 1,1 0,56-0,70 1,5
22-27 2,0 35-42 1,2 0,72-0,88 1,6
28-31 1,9 44-55 1,3 0,90-1,10 1,7
32-37 1,8 56-69 1,4 1,12-1,38 1,8
38-44 1,7 70-87 1,5 1,40-1,76 1,9
45-50 1,6 88-110 1,6 1,78-2,20 2,0
51-56 1,5 111-138 1,7 2,22-2,78 2,1
57-63 1,4 139-174 1,8 2,80-3,54 2,2
64-71 1,3 175-220 1,9 3,54-4,40 2,3
72-80 1,2 230-270 2,0 4,6-5,4 2,4
280-340 2,1 5,6-7,0 2,5
350-430 2,2 7,2-8,8 2,6
440-550 2,3 9,0-11,0 2,7
560-690 2,4 11,2-13,8 2,8
700-870 2,5 14,0-17,6 2,9
880-100 0 2,6 17,8-20,0 3,0

Interpretação dos valores obtidos:

• RSI < 6 formação de depósitos de calcário na caldeira


• RSI 6 - 7 água neutra
• RSI > 7 água corrosiva

Uma interpretação mais pormenorizada é dada na tabela a seguir:

RSI Tendência da água Ação

RSI < 3,9 Formação de depósito de A água não pode ser usada
calcário muito elevada

4,0 < RSI < 5,5 Formação elevada de depósito É necessário controle e descalcificação
de calcário na caldeira regulares
5,6 < RSI < 6,2 Formação ligeira de depósito de
calcário na caldeira
6,3 < RSI < 6,8 Água neutra

6,9 < RSI < 7,5 Corrosão ligeira a temperatura


mais elevada
7,6 < RSI < 9,0 Corrosão forte Controle regular necessário. Utilização
de inibidor de corrosão recomendada

9,1 < RSI < 11 Corrosão muito forte Controle regular necessário. Utilização
de inibidor de corrosão requerida

RSI > 11 Corrosão muito forte em todo o A água não deve ser usada
circuito de água

60 0015 0003 45
1. Esta tabela indica que nunca se deve usar água destilada ou desmineralizada, visto que o RSI é >11.
O RSI indica apenas o equilíbrio entre formação de depósitos de calcário e descalcificação. Uma água de refrigeração que
mostra boas condições RSI pode ainda não ser adequada devido a outros fatores.

2. pH
O efeito do pH já está incluído no índice de Rysnar, mas o pH em si tem algumas limitações adicionais:
Para unidades GA, o pH deve ser >6,8.

3. Sólidos Dissolvidos Totais (SDT)


Isto representa a soma de todos os iões na água. Pode ser calculada do resíduo seco após evaporação (mas não inclui sóli-
dos em suspensão), ou pode ser calculada a partir da condutividade elétrica.
Num sistema fechado, o limite é descrito por:
SDT < 3000 mg/l (<3800 µS/cm)
Num sistema aberto, SDT < 450 mg/l (< 580 µS).
4. Cloretos (Cl-)
Os iões de cloretos criam corrosão em aço inoxidável. A sua concentração deve ser limitada:
Sistema de refrigeração fechado: Cloretos < 500 ppm
Sistema de refrigeração aberto: Cloretos < 150 ppm
Contudo, se a água tender para a formação de depósitos de calcário, devem ser utilizados limites inferiores.
(Consultar o Índice de Estabilidade de Rysnar (RSI)).

5. Cloro livre (Cl2)


Não se deve exceder um nível de 0,5 ppm continuamente. Para tratamentos de choque, aplica-se um limite máximo de 2 ppm
para, no máximo, 30 minutos/dia.

6. Sulfatos (SO4—)
Sistema de refrigeração fechado: Sulfatos < 400 ppm
Sistema de refrigeração aberto: Sulfatos < 150 ppm
7. Dureza dos carbonatos
Sistema de refrigeração fechado: 50-1000 ppm CaCO3
Sistema de refrigeração aberto: 50-500 ppm CaCO3
HCO3- / SO42- deve ser > 1

8. Amoníaco
< 0,5 ppm

9. Cobre
< 0,5 ppm
10. Ferro e Manganês
Ferro < 0,2 ppm
Manganês < 0,1 ppm

11. Orgânicos
Nenhuma alga.
Nenhum óleo.

12. Sólidos suspensos


Partículas não solúveis, dimensão < 1 mm:
< 10 ppm
13. Oxigénio
< 0,2 ppm

14. Aditivos
Se for necessário utilizar aditivos na água de refrigeração, considerar que a capacidade de refrigeração será alterada.

Observações:
• O cloreto e o sulfato são interativos. Nos sistemas de passagem, a soma dos quadrados não pode exceder 85000. Para
sistemas recirculantes com controles e tratamentos adequados, a soma dos quadrados pode atingir 520000. Notar que o
valor do sulfato deverá incluir qualquer presença de sulfito.
• A capacidade de refrigeração sofrerá alterações se forem utilizados aditivos.

0015 0003 45 61
6.5 Pictogramas

GA 37 VSD a GA 55 VSD

Pictogramas, GA 37 VSD a GA 55 VSD

Referência Designação

1 Desligar a corrente e despressurizar o compressor antes de efetuar qualquer operação de manutenção ou


reparo
2 Manter as portas fechadas durante o funcionamento.
3 Desligar a alimentação elétrica antes de remover a cobertura de proteção dentro do cubículo elétrico
4 Aviso, presença de tensão
5 Dreno automático de condensados
6 Parar o compressor antes de limpar os resfriadores
7 Lubrificar ligeiramente a junta do filtro de óleo, aparafusá-lo e apertar à mão (aprox. meia volta)
8 Antes de proceder às ligações elétricas do compressor, consultar o Manual de instruções para verificar o sen-
tido de rotação do motor
9 O compressor permanece pressurizado pelo menos 30 segundos após se desligar a corrente
10 Torque de aperto para parafusos de aço (Fe) ou latão (CuZn)
11 Desligar a corrente e esperar pelo menos 6 minutos antes de remover o display
12 Saída de óleo (opção filtros DD/PD)

Pictogramas nos compressores resfriados a água

15 Entrada de água de refrigeração


16 Saída de água de refrigeração

62 0015 0003 45
7 Instruções de funcionamento Podem ser selecionados os seguintes modos de controle:

• Controle local: O compressor reage apenas a comandos


introduzidos pelos botões no painel de controle. Os
7.1 Antes da partida inicial comandos de partida/parada via função Programação
Semanal estão ativos, se programado.
• Controlo remoto: O compressor reage apenas a coman-
Segurança dos dos interruptores externos. A parada de emergência
permanece ativa. Os comandos de partida/parada do
O operador deve aplicar todas as precauções compressor via função Programação Semanal continuam
de segurança relevantes, incluindo as men- a ser possíveis.
cionadas neste manual.
Para partida e parada remoto:
Funcionamento no exterior/em altitude • Controlo por LAN: O compressor é controlado através
de uma rede local. Consultar a Atlas Copco.
Se o compressor for instalado no exterior, ou se a temperatura
de entrada de ar puder ser inferior a 0o C/32 °F, devem ser
tomadas certas precauções. Neste caso, e também no caso de
7.2 Partida inicial
funcionamento acima dos 1000 m (3300 ft), consultar a Atlas
Copco.
Segurança
Movimentação/elevação
O operador deve aplicar todas as Precauções
de segurança relevantes.
O compressor pode ser deslocado por um empilhador, utilizando
as ranhuras na estrutura. Tomar cuidado para não danificar a Procedimento
estrutura durante a elevação ou transporte. Antes de levantar,
tornar a instalar os parafusos de fixação de transporte. Para a localização da válvula de saída de ar e
das ligações de dreno, consultar as seções
Certificar-se de que os garfos aparecem no outro lado da Introdução e Sistema de condensados.
estrutura. O compressor pode ser também elevado inserindo
vigas nas ranhuras. Certificar-se de que as vigas não deslizam
e que estão a igual distância da estrutura. As correntes devem
ser mantidas paralelas à estrutura por meio de expansores de
correntes, de forma a não danificar o compressor. O
equipamento de elevação deve ser colocado de forma a que o
compressor seja levantado na perpendicular. Levantar
lentamente e evitar torcer.

Consultar a seção Partida inicial.

Indicação externa do estado do compressor nos compressores


equipados com um regulador Elektronikon® Graphic

O regulador é fornecido com contatos auxiliares (K05, K07 e


K08), para indicação remota de:
• carga/alívio manual ou funcionamento automático (K07)
• condição de aviso (K08)
• condição de corte de funcionamento (K09)

Carga máxima para estes contatos: 10 A / 250 V AC. Parar o


compressor e desligar a corrente antes de ligar equipamento
externo. Consultar a Atlas Copco.

Modos de controle do compressor

Parar o compressor e desligar a corrente an-


tes de ligar equipamento externo. Apenas
são permitidos contatos isentos de tensão.
Fixações de transporte do reservatório de ar do
GA 37 VSD a GA 55 VSD
0015 0003 45 63
veis do tipo últra-rápido em todas as fases. Deve ser ins-
talado um seccionador próximo do compressor.
- Verificar os fios de seleção de tensão no lado primário do
transformador (T1).
- Verificar o parâmetro do disjuntor (Q15). Verificar também
se o interruptor do disjuntor está na posição I.
- Instalar a válvula de saída de ar (AV); consultar a seção
Introdução para a localização da válvula. Fechar a válvula
(AV1). Ligar a rede de ar à válvula.
- Ligar a(s) saída(s) de dreno de condensados a um coletor
de dreno. Consultar a seção Sistema de condensados e,
no caso de um OSD, consultar a seção instalação.
Para unidades Full-Feature: ligar também a saída de dreno
de condensados do secador a um coletor de dreno.
Fixações de transporte do motor e do compartimento da Os tubos de dreno para o coletor de dreno não devem
engrenagem do GA 37 VSD e GA 55 VSD mergulhar na água. Para drenagem de água de conden-
sados pura, instalar um separador de óleo/água que está
disponível na Atlas Copco como opção; consultar a seção
Unidade OSD. Se os tubos tiverem sido colocados fora
da sala onde é possível congelamento, eles devem ser
isolados.
1X1 Q15 - Nos compressores resfriados a água, devem ser insta-
ladas válvulas de dreno, válvulas de corte e uma válvula
T1 de regulagem, pelo cliente, nos tubos de água de refrige-
ração.
- Verificar o nível de óleo. O ponteiro do indicador de nível
(Gl) deve situar-se no campo superior da faixa verde, ou
F1-7 K21 na faixa laranja.
- Fornecer etiquetas, para avisar o operador que:
• O compressor pode tornar a partir automaticamente
após falha de corrente (se ativado, consultar a Atlas
Copco)
• O compressor é controlado automaticamente e pode
novamente partir.
• O compressor pode ser controlado remotamente.
- Nos compressores resfriados a água, fechar as válvulas
de dreno de água de refrigeração. Abrir a válvula de
entrada de água de refrigeração e a válvula de regulagem.
- Ligar a corrente. Partir o compressor e pará-lo imediata-
mente. Nos compressores resfriados a ar, verificar o sen-
tido de rotação do motor do ventilador. Setas de rotação,
visíveis através da grade do teto, são fornecidas na chapa
abaixo do ventilador. Se o sentido de rotação estiver
incorreto, abrir o secionador e inverter duas das linhas
elétricas de entrada.
Compartimento elétrico do GA 37 VSD a GA 55 VSD, - Verificar os parâmetros programados. Consultar a seção
exemplo típico Parâmetros programáveis.
- Partir e fazer funcionar o compressor durante alguns mi-
nutos. Verificar se o compressor funciona normalmente.
- Consultar as seções Dimensão dos cabos elétricos,
Propostas de instalação e Desenhos dimensionais
- As seguintes fixações de transporte, pintadas de vermelho,
devem ser removidas:
• Parafusos (1)
• Buchas (2)
• Suportes (3)
- Verificar se as ligações elétricas correspondem à legis-
lação local e se todos os fios estão bem encaixados nos
terminais respectivos. A instalação deve estar ligada à
terra e protegida contra curtos-circuitos através de fusí-
64 0015 0003 45
7.3 Antes da partida - Se a parte vermelha do indicador de assistência do filtro
de ar estiver completa, substituir o elemento do filtro de
Observações ar. Rearmar o indicador de assistência (VI), pressionando
o botão na extremidade do corpo e rearmar o aviso de
assistência; consultar a seção Menu serviço.
• Se o compressor não tiver funcionado durante - Nos compressores resfriados a água, também:
os últimos 6 meses, recomenda-se vivamente • Verificar se as válvulas de dreno de água de refrigera-
o melhoramento da lubrificação do elemento ção nos tubos de entrada e saída estão fechadas.
compressor na partida. • Abrir a válvula de entrada de água de refrigeração.
• Desapertar a braçadeira da mangueira (3) • Abrir a válvula de regulagem do fluxo de água. Este
(2), abrir a válvula de retenção (CV) e passo pode ser ignorado se, após a operação ante-
jogar 0,75 l (0,20 US gal, 0,17 Imp gal) de rior, o parâmetro desta válvula não tiver sido alterado.
óleo no elemento compressor.
• Voltar a instalar a mangueira de entrada (2).
• Nos compressores Full-Feature, ligar a 7.4 Partida
corrente 4 horas antes da partida, para
ativar o aquecedor do cárter do compressor Procedimento
de refrigeração do secador.

Para a posição da válvula de saída de ar e


das ligações de dreno, consultar as seções
Introdução e Sistema de condensados

Painel de controle

Passo Ação
Localização do dispositivo de alívio no
GA 37 VSD e GA 55 VSD - Ligar a corrente. Verificar se o LED de presença
de tensão (6) acende.
- Abrir a válvula de saída de ar (AV).
Procedimento - Pressionar o botão de partida (1) no painel de
controle. O compressor começa a funcionar e o
- Consultar a seção Partida inicial para a localização dos LED de funcionamento automático (8) acende.
componentes do sistema de óleo. Verificar o nível do - Nos compressores resfriados a água: regular o
óleo (Gl) e, se necessário, completar. O ponteiro deve fluxo da água de refrigeração com o compressor
situar-se no campo superior da faixa verde, ou na faixa funcionando à velocidade máxima. Ajustar o
laranja. Se o ponteiro se situar na faixa INFERIOR (LOW), fluxo de água para obter a temperatura do ar
despressurizar o sistema de óleo (consultar a seção Solu- mais adequada na saída do elemento, ou seja,
ção de problemas). Esperar que o compressor despres- entre 2 e 7 °C (4 e 13 °F) acima da temperatura
surize. Desapertar o bujão de enchimento de óleo (FC) correspondente na figura abaixo. Para um ótimo
apenas uma volta, para permitir a liberação de qualquer funcionamento, a temperatura de saída da água
pressão existente no sistema. Remover a tampa de enchi- de refrigeração nunca pode exceder o valor
mento e adicionar óleo até o nível atingir o gargalo de especificado na seção Dados do compressor.
enchimento. Apertar o bujão. Consultar a Atlas Copco se se formarem conden-
- Se necessário, esvaziar o retentor de poeiras do filtro; sados durante períodos de funcionamento em
consultar a seção Filtro de ar. alívio frequentes.

0015 0003 45 65
Painel de controle do Elektronikon ® Graphic

Verificação do nível de óleo

Quando o LED de funcionamento automá-


Temperatura mínima do elemento compressor tico (8) estiver aceso, o regulador está con-
trolando automaticamente o compressor, ou
seja, funcionamento em carga, funcionamento
• (A): Temperatura de entrada de ar em alívio, paragda dos motores e repartida!
• (B): Temperatura de condensação
• (C): Pressão de trabalho
• (D): Umidade relativa do ar

Exemplo:
Se funcionar a uma pressão de 10 bar(e) (145 psig) numa
temperatura ambiente de 20 °C (68 °F) e com uma umidade
relativa do ar de 100 %, a temperatura mínima para impedir a
formação de condensados é 68 °C (154 °F). Obs.: Nos
equipamentos resfriados a água egular o fluxo da água de
refrigeração durante o funcionamento em carga, para obter
uma temperatura entre 70 e aprox. 75 °C (158 e aprox. 1 67 °F) na
saída do elemento compressor.

7.5 Durante o funcionamento

Procedimento

O operador deve aplicar todas as Precauções


de segurança relevantes. Consultar também
a seção Solução de problemas.

Manter as portas fechadas durante o fun-


cionamento; podem ser abertas por períodos
curtos para efetuar verificações.

Quando o LED de funcionamento automá-


tico (8) estiver aceso, o regulador está
controlando automaticamente o compressor, Posição do visor do nível de óleo no
ou seja, ajusta a velocidade do compressor GA 37 VSD a GA 55 VSD
à pressão da rede, partindo e parando o
compressor sempre que necessário.
Verificar o nível de óleo durante o funcionamento: o ponteiro
do indicador de nível (Gl) tem de se situar na faixa verde.

66 0015 0003 45
Se o nível estiver demasiado baixo, pressionar o botão de parada 7.6 Verificacão do visor
(9) e proceder da seguinte maneira:
Procedimento
• Fechar a válvula de saída de ar (AV) e pressionar o botão
de teste na parte superior do dreno eletrônico de água
até o sistema de ar entre o reservatório de ar e a válvula
de saída estar completamente despressurizado (consultar
as seções Introdução e Sistema de condensados para a
respectiva localização).
Para o GA 37 VSD até ao GA 90 VSD Full-Feature, pressionar
também o botão de teste na parte superior do dreno
eletrônico de água do secador até o sistema de ar entre o
reservatório de ar e a válvula de saída estar completa-
mente despressurizado.
• Pesionar o botão de parada de emergência (10).
• Esperar o compressor despressurizar. Desapertar o bujão Painel de controle
de enchimento de óleo (FC) uma volta, para permitir a
liberação de qualquer pressão existente no sistema. Verificar regularmente as leituras e mensagens do visor (2).
Remover o bujão e adicionar óleo até o nível atingir o Normalmente, o visor apresenta a pressão de saída do
gargalo. Instalar e apertar o bujão (FC). compressor, a velocidade do motor e as abreviaturas das
funções das teclas abaixo do visor.

Filtro de ar Verificar sempre o visor (2) e solucionar o problema se o LED


de alarme (7) estiver aceso ou intermitente. Consultar a seção
Regulador Elektronikon .

O visor (2) mostrará uma mensagem de assistência se um


intervalo do plano de assistência tiver sido excedido ou se um
nível de assistência de um componente monitorizado tiver sido
excedido. Efetuar as ações de assistência dos planos indicados
ou substituir o componente e rearmar o temporizador
correspondente.

7.7 Parada

Regulador Elektronikon

Posição do indicador de assistência no


GA 37 VSD a GA 55 VSD

Se a parte colorida do indicador de assistência (VI) estiver


completa, parar o compressor, desligar a corrente e substituir o
elemento do filtro de ar. Rearmar o indicador de assistência,
pressionando o botão na extremidade do corpo. Painel de controle

Drenos Procedimento

Verificar regularmente se os condensados são descarregados Passo Ação


durante o funcionamento. Consultar a seção Sistema de
condensados. A quantidade de condensados depende das - Pressionar o botão de parada programada (9). O LED de
condições ambientais e de trabalho. funcionamento automático (8) apaga-se. O compressor
para.
Se estiver instalado um OSCi, verificar também o nível no coletor - Para parar o compressor em caso de emergência,
de óleo; consultar a seção Manutenção do OSCi. pressionar o botão de parada de emergência (10). O LED
0015 0003 45 67
de alarme (7) fica intermitente. 8 Manutencão
Após solucionar a avaria, destravar o botão, puxando-o
para fora, e pressionar a tecla ‘Rset’ (5) antes de tornar a
partir.
Não usar o botão de parada de emergência (10) para 8.1 Programa de manutenção preventiva
parada normal! !
- Fechar a válvula de saída de ar (AV) (consultar a seção Painel de controle
Introdução).
- Pressionar o botão de teste na parte superior do(s) dreno (s)
eletrônico(s) de água até o sistema de ar entre o reserva-
tório de ar e a válvula de saída estar completamente des-
pressurizado. Consultar a seção Sistema de condensados.
Desligar a corrente.
- Nos compressores resfriados a água:
• Fechar a válvula de entrada de água de refrigeração.
• Se forem esperadas temperaturas de congelamento,
drenar o sistema de refrigeração completamente.

7.8 Retirada de funcionamento


Painel de controle
Aviso
Aviso
O operador deve aplicar todas as Precauções
Antes de efetuar qualquer operação de
de segurança relevantes.
manutenção, reparo ou ajuste, proceder da
seguinte forma:
Procedimento
• Parar o compressor.
• Fechar a válvula de saída de ar e pres-
Passo Ação
sionar o botão de teste na parte superior
do(s) dreno(s) eletrônico(s) de água até
- Parar o compressor e fechar a válvula de saída
o sistema de ar entre o reservatório de ar
de ar.
e a válvula de saída estar completamente
- Pressionar o botão de teste na parte superior
despressurizado.
do(s) dreno(s) eletrônico(s) de água até o siste-
• Pressionar o botão de parada de emer-
ma de ar entre o reservatório de ar e a válvula de
gência (10).
saída estar completamente despressurizado.
• Desligar a corrente.
Consultar a seção Sistema de condensados.
• Despressurizar o compressor.
Desapertar o bujão de enchimento de óleo apenas
Para instruções detalhadas, consultar a seção
uma volta, para permitir a liberação de qualquer
Solução de problemas . O operador deve
pressão existente no sistema. Consultar a seção
aplicar todas as Precauções de segurança
Mudança de óleo e do filtro de óleo, para localizar
relevantes.
o bujão de enchimento.
- Pressionar o botão de parada de emergência,
Antes da manutenção mecânica
desligar a corrente e desligar o compressor da
rede de alimentação.
Fechar a válvula de saída de ar e pressionar
- Fechar e despressurizar a parte da rede de ar
o botão de teste na parte superior do(s)
ligada à válvula de saída. Desligar o tubo de
drenos(s) eletrônico (s) de água até o sistema
saída de ar do compressor da rede de ar.
de ar entre o reservatório de ar e a válvula de
- Nos compressores resfriados a água:
saída estar completamente despressurizado.
• Isolar e desligar o sistema de água da
Para a localização dos componentes, consultar
rede de água de refrigeração.
a seçãoSistema de condensados
• Drenar o circuito de água.
- Drenar o óleo.
Antes da manutenção elétrica
- Drenar o circuito de condensados e desligar a
tubulação de condensados da rede de conden-
Esperar pelo menos 6 minutos antes de efetuar
sados.
qualquer operação de manutenção, uma vez
que continua a existir uma tensão elevada
perigosa nos condensadores da unidade
de regulagem da partida e da velocidade
durante 6 minutos após desligar a corrente.
68 0015 0003 45
Garantia - Responsabilidade do Produto

Utilizar apenas peças autorizadas. Qualquer dano ou avaria causado pelo uso de peças não autorizadas não é coberto pela
Garantia ou Responsabilidade do Produto.

Kits de assistência

Para efetuar qualquer operação de revisão ou de manutenção preventiva, estão disponíveis kits de assistência (consultar a seção
Kits de assistência ).

Contratos de assistência
A Atlas Copco dispõe de diversos tipos de contratos de assistência, liberando-o de todos os tipos de trabalhos de manutenção
preventiva. Consultar o seu Centro de Clientes da Atlas Copco.

Generalidades

Durante as operações de assistência, substituir todas as juntas, O-rings e anilhas.

"As instruções com relação ao procedimento de armazenagem e manutenção dos componentes elétricos (inversor, chave de
partida soft start, painel elétrico, motores elétricos) devem ser consultados nos manuais do fornecedor (em formato eletrônico)
que é entregue junto com o compressor".

Intervalos
O Centro de Clientes da Atlas Copco pode alterar o programa de manutenção, especialmente os intervalos de assistência, em
função das condições ambientais e de trabalho do compressor.

As verificações para intervalos mais prolongados devem também incluir as verificações para intervalos mais curtos.

Planos de serviço

Além das verificações diárias e trimestrais, as operações de assistência preventiva estão indicadas no programa a seguir.
Cada plano tem um intervalo de tempo programado, no qual todas as ações de assistência correspondentes a esse plano devem
ser efetuadas. Ao ser atingido o intervalo, aparece uma mensagem na tela, indicando que planos de assistência deverão ser
efetuados; consultar a seção Menu Condições . Após a assistência, os intervalos terão que ser rearmados; consultar a seção Menu
Serviço.

Programa de manutenção preventiva

Lista de verificações

Período Funcionamento

Diariamente Verificar o nível de óleo.


Verificar as leituras no visor.
Verificar o indicador de assistência do filtro de ar.
Verificar se os condensados são descarregados durante o funcionamento.
Nos compressores resfriados a água: verificar o fluxo de água de refrigeração.

Trimestralmente Verificar os resfriadores, limpar se necessário.


(consultar nota 1) Retirar o elemento do filtro de ar e inspecionar. Se necessário, limpar com um jato de ar. Substituir os
elementos danificados ou altamente contaminados.
Inspecionar visualmente as almofadas dos filtros do compartimento do conversor. Limpar com um jato de
ar ou, se necessário, substituir.
Nos compressores com secador integrado: verificar o condensador do secador e, se necessário, limpá-lo.

Trimestralmente Verificar se os condensados são descarregados ao pressionar o botão de teste na parte superior so dreno
eletrônico de água.

Nota 1: mais frequentemente se o compressor funcionar num ambiente poeirento.

0015 0003 45 69
Planos de assistência

INTERVALOS
Diário Trimestral 4000h 8000h 24000h
Atividades
1 Verificar o nível de óleo X
2 Verificar as leituras no visor X
3 Verificar o indicador de assistência do filtro de ar X
4 Verificar se os condensados são descarregados durante o funcionamento X
5 Nas unidades resfriadas a água: verificar fluxo de água de refrigeração X
6 Verificar os resfriadores, limpar se necessário (1) X
Remover e inspecionar o elemento do filtro de ar. Se necessário, limpar usando um
X
jato de ar. Substituir os elementos danificados ou altamente contaminados (1)
7
Inspecionar visualmente as almofadas dos filtros do compartimento do conversor.
X
8 Limpar com um jato de ar, ou se necessário, substituir (1)
Nos compressores com secador integrado: verificar o condensador do secador e se
X
9 necessário, limpa‐lo (1)
Verificar se os condensados são descarregados ao pressionar o botão de teste na parte
X
10 superior do dreno eletrônico de água
11 Realizar reaperto de conexões elétricas X
Se for utilizado Roto‐Foodgrade Fluid da Atlas Copco, substituir o óleo e o filtro de óleo
X
12 (2)
13 Substituir o elemento do filtro de ar (2) X
14 Substituir as almofadas do filtro de ar do compartimento do conversor (2) X
Se for utilizado Roto‐Inject Fluid da Atlas Copco, substituir o óleo e o filtro de óleo (2) X
15
16 Substituir as almofadas do filtro de ar do compartimento do conversor (2) X
Verificar o estado da mangueira de admissão de ar entre o filtro de ar e o elemento
X
17 (quando aplicável) (2)
18 Verificar as leituras de pressão e temperatura (2) X
19 Efetuar um teste ao LED/visor (2) X
20 Testar a vávlula de segurança (2) X
21 Testar a função de corte de funcionamento por temperatura (2) X
Nos compressores resfriados a ar: limpar os resfriadores. Verificar e limpar o conjunto
X
22 do ventilador de refrigeração (2)
23 Limpar as aletas de refriegeração dos motores elétricos (2) X
24 Inspecionar a limpeza do restritro na linha de lavagem (2) X
25 Verificar o funcionamento dos ventiladores de refrigeração do conversor (2) X
Verificar a válvula solenóide de descarga após parada e após pressionar o botão de
X
26 parada de emergência (2)
Verificar o elemento do filtro do compartimento elétrico (se instalado). Substituir se
X
27 necessário (2)
28 Substituir elemento separador de óleo X
Aplicar graxa nos rolamentos traseiros do motor elétrico (somente para GA55 e GA75) X
29
30 Substituir válvula termostática X
31 Substituir Kit da válvula de pressão mínima X
32 Substituir válvulas de retenção de ar e óleo X
Se for utilizado Roto‐Xtend Duty Fluid da Atlas Copco, substituir o óleo e o filtro de óleo
X
33 (3)
34 Substituir o elemento do separador de óleo (3) X
Substituir o elemento separador de óleo também se a queda da pressão exceder 1bar
X
durante o funcionamento em carga com uma pressão de trabalho estável (3)
35
36 Realizar revisão no motor elétrico e elemento compressor X

Notas:
1. Com maior frequencia quando funcionar em uma atmosfera poereinta
2. Ou anualmente ‐ o que ocorrer primeiro
3. Ou a cada 2 anos ‐ o que ocorrer primeiro

Importante
• Consultar sempre a Atlas Copco se for necessário modificar um parâmetro do temporizador.
• Para o intervalo de mudança do óleo e do filtro de óleo em condições extremas de temperatura, umidade,
ou ar de refrigeração, consultar o seu Centro de Cliente Atlas Copco.
• Qualquer vazamento deve ser reparado imediatamente. Mangueiras ou juntas de mangueiras danificadas
devem ser substituídas.

70 0015 0003 45
8.2 Motor de acionamento O Roto-Xtend Duty Fluid é o óleo padrão para compressores
equipados com proteção contra congelamento.
GA 37 VSD a GA 55 VSD
Roto-Foodgrade Fluid
O rolamento da extremidade traseira do motor é auto-lubrificado.
Óleo especial, fornecido como opção.
O rolamento na extremidade de acionamento é lubrificado pelo
sistema de óleo. O Roto-Foodgrade Fluid da Atlas Copco é um lubrificante
sintético único, de elevada qualidade, especialmente criado
NOTA: para compressores de parafuso injetados a óleo que forneçam
Neste motor está instalada, no rolamento traseiro, uma escova ar para a indústria alimentar. Este lubrificante mantém o
de aterramento que não permite a circulação de corrente pelo compressor em excelentes condições. O Roto-Foodgrade Fluid
mesmo, evitando sua danificação. Esta escova deve ser pode ser utilizado em compressores que funcionam a
substituida no mínimo a cada 24.000 horas.” temperaturas ambiente entre 0 ÚC (32 ÚF) e 40 ÚC (104 ÚF).

8.3 Especificações do óleo 8.4 Mudanca de óleo e do filtro de óleo

Nunca misturar óleos de marcas ou tipos Aviso


diferentes, uma vez que podem não ser
compatíveis, levando a que a mistura de óleo O operador deve aplicar todas as Precauções
apresente propriedades inferiores. No reser- de segurança relevantes.
vatório de ar/reservatório de óleo é colada Se o compressor estiver equipado com um
uma etiqueta que indica o tipo de óleo com sistema de recuperação de energia, consultar
que foi enchido à saída da fábrica. também Manutenção para sistemas de recu-
Drenar sempre o óleo do compressor em peração de energia.
todos os pontos de dreno. O óleo usado
deixado no compressor pode contaminar o
sistema de óleo e pode diminuir a duração Procedimento
do óleo novo.

Recomenda-se vivamente a utilização de lubrificantes genuínos


da Atlas Copco. Estes são o resultado de anos de experiência
no terreno e pesquisa nos nossos laboratórios. Consultar a
seção Programa de manutenção preventiva para os intervalos
de substituição e a seção Kits de assistência para informação
relacionada com referências.

Roto-Inject Fluid

O Roto-Inject Fluid da Atlas Copco é um lubrificante


especialmente desenvolvido para utilização em compressores
de parafuso de um estágio injetados a óleo. A sua composição
específica mantém o compressor em excelentes condições. O
Roto-Inject Fluid pode ser utilizado em compressores que
funcionam a temperaturas ambiente entre 0 °C (32 °F) e 40°C
(104 °F). Se o compressor for regularmente utilizado a
temperaturas ambiente entre 40 °C e 46 °C (115 °F), a duração
do óleo é reduzida significativamente. Neste caso, recomenda-
se a utilização do Roto-Xtend Duty Fluid.

Roto-Xtend Duty Fluid

O Roto-Xtend Duty Fluid da Atlas Copco é um lubrificante


sintético de elevada qualidade para compressores de parafuso
injetados a óleo, que mantém o compressor em excelentes
condições. Devido à excelente estabilidade de oxidação, o Roto-
Xtend Duty Fluid pode ser utilizado em compressores que
funcionam a temperaturas ambiente entre 0 °C (32 °F) e 46 °C
(115 °F). Componentes do sistema de óleo do GA 37 VSD a GA 55 VSD
0015 0003 45 71
8.5 Eliminação de material usado

Filtros usados ou qualquer outro material usado (por exemplo,


dessecante, lubrificantes, panos de limpeza, peças de máquinas,
etc.) devem ser eliminados de forma segura e não prejudicial
para o ambiente, e de acordo com as recomendações e a
legislação ambiental locais.

8.6 Armazenagem após instalação

Procedimento

Bujões de dreno de óleo do GA 37 VSD a GA 55 VSD Funcionar o compressor duas vezes por semana, por exemplo,
até aquecer.

- Funcionar o compressor até aquecer, fechar a válvula Se o compressor for armazenado sem funcionar
de saída de ar e deixar o compressor funcionar durante 3 periodicamente, devem-se tomar medidas de
minutos à velocidade mínima. Parar o compressor, pres- proteção. Consultar a Atlas Copco.
sionar o botão de parada de emergência e esperar até o
compressor estar despressurizado.Desapertar o bujão
de enchimento de óleo (FC) apenas uma volta, para 8.7 Kits de assistência
permitir a liberação de qualquer pressão no sistema.
- Desapertar o bujão de ventilação do resfriador de óleo e
aguardar 5 minutos. Consultar a seção Introdução, quan- Kits de assistência
to à posição do bujão de ventilação (VP).
- Remover o bujão de dreno (DP1) e abrir a válvula de dre- Para efetuar qualquer operação de revisão ou de manutenção
no (Dm). Drenar também o óleo removendo o bujão de preventiva, está disponível uma vasta gama de kits de
dreno: assistência. Os kits de assistência incluem todas as peças
• na válvula de retenção (DP2) necessárias para assistência aos equipamentos e oferecem os
• no compartimento da engrenagem (DP3) benefícios das peças genuínas da Atlas Copco, mantendo os
- Recolher o óleo num recipiente e entregá-lo no serviço custos de manutenção reduzidos.
de recolha local. Voltar a instalar e apertar os bujões de
dreno e ventilação após a drenagem. Fechar a válvula de Também está disponível uma gama completa de lubrificantes
dreno (Dm). submetidos a testes intensivos, adequados para as suas
- Desaparafusar os parafusos da tampa (2) e removê-la. necessidades específicas, para manter o compressor em
Retirar o elemento do filtro para fora do alojamento do excelentes condições.
filtro de óleo (OF). Instalar um filtro de óleo novo. Lubri-
ficar a nova junta. Instalar a tampa e apertar os parafusos Consultar a Lista de Peças Sobresselentes para as referências.
da tampa (2) no alojamento do filtro de óleo.
- Remover o bujão de enchimento (FC). Encher o reserva-
tório de ar (AR) com óleo até o nível atingir o gargalo de
enchimento. Ter cuidado para não entrar sujeira no sis-
tema. Voltar a instalar e apertar o bujão de enchimento
(FC).
- Funcionar o compressor em carga durante alguns minu-
tos. Parar o compressor e esperar alguns minutos para
permitir o óleo assentar.
- Despressurizar o sistema, desapertando o bujão de en-
chimento (FC) apenas uma volta, para permitir a liberação
de qualquer pressão existente no sistema. Remover o
bujão. Encher o reservatório de ar com óleo até o nível
atingir o gargalo de enchimento. Apertar o bujão de en-
chimento.
- Rearmar o temporizador de assistência:
Após efetuar todas as ações de assistência do plano de
assistência correspondente, rearmar o aviso de assis-
tência; consultar a seção Menu Assistência.

72 0015 0003 45
9 Ajustes e procedimentos de assistência geração.
Remover também qualquer sujeira do ventilador com uma
escova de fibra.
• Em seguida, limpar com um jato de ar, no sentido oposto
9.1 Filtro de ar ao do fluxo normal. Utilizar pressão de ar reduzida; se
necessário, a pressão pode ser aumentada até 6 bar(e)
Localização do filtro de ar (87 psig).
• Se for necessário, lavar os resfriadores com um agente
de limpeza; consultar a Atlas Copco.
• Remover a cobertura utilizada durante o processo de
limpeza.
• Montar a divisória lateral que aloja o compartimento do
ventilador.

Nos compressores resfriados a água:

• Consultar a Atlas Copco para a limpeza.

9.3 Válvulas de segurança


Localização da válvula de segurança

Filtro de ar GA 37 VSD a GA 55VSD

Recomendações
1. Nunca remover o elemento enquanto o compressor
estiver funcionando.
2. Para um tempo de parada mínimo, substituir o elemento
sujo por um novo.
3. Remover o elemento quando estiver danificado.

Procedimento
1. Parar o compressor. Desligar a corrente.
2. Liberar os grampos de mola do filtro de ar (AF) e remover
o retentor de poeiras e o elemento do filtro de ar. Limpar
o retentor. Retirar o elemento do filtro.
3. Instalar o elemento novo e o retentor.
4. Rearmar o indicador de assistência (1), pressionando o
botão na extremidade do corpo.
5. Rearmar o aviso de assistência do filtro de ar.
Após efetuar todas as ações de assistência do ‘Plano de
Assist’ correspondente, rearmar o aviso de assistência;
consultara seção Menu Assistência. GA 37 VSD a GA 55 VSD
Funcionamento
9.2 Resfriadores Operar a válvula de segurança, desapertando a tampa uma ou
duas voltas e voltando a apertá-la.
Limpeza
Teste
Manter os resfriadores limpos, para garantir a eficiência de
Antes de remover a válvula, despressurizar o compressor.
refrigeração.
Consultar a seção Solução de problemas.
Nos compressores resfriados a ar: A válvula (SV) pode ser testada numa linha de ar separada. Se
a válvula não abrir à pressão especificada na válvula, consultar
• Parar o compressor, fechar a válvula de saída de ar e a Atlas Copco.
desligar a corrente.
• Cobrir todas as peças por baixo dos resfriadores. Aviso
• Remover a divisória lateral que aloja o compartimento do
ventilador. Não são permitidos ajustes. Nunca pôr o com-
• Remover qualquer sujeira dos resfriadores com uma pressor em funcionamento sem válvula de
escova de fibra. Escovar na direção das aletas de refri- segurança.
0015 0003 45 73
10 Solução de problemas

10.1 Solução de problemas

Aviso

Antes de se efetuar qualquer operação de manutenção, reparo ou ajuste, pressionar o botão de parada pro-
gramada, aguardar até que o compressor tenha parado (aprox. 30 segundos) e fechar a válvula de saída de ar.
Pressionar o botão de teste na parte superior do dreno eletrônico de água até o sistema de ar entre o reservatório
de ar e a válvula de saída estar completamente despressurizado. Pressionar o botão de parada de emergência
e desligar a corrente. Despressurizar o compressor, abrindo o bujão de enchimento de óleo uma volta. Para
localização dos componentes, consultar as seções:
• Introdução
• Sistema de condensados
• Partida inicial
Abrir e bloquear o seccionador.
A válvula de saída de ar pode ser bloqueada durante a manutenção ou reparo, procedendo da seguinte forma:
• Fechar a válvula.
• Remover o parafuso que fixa o manípulo com a chave fornecida com o compressor.
• Levantar o manípulo e rodá-lo até a ranhura do manípulo se encaixar na aresta de bloqueio do corpo da
válvula.
• Colocar o parafuso.
O operador deve aplicar todas as Precauções de segurança relevantes.

Antes da manutenção mecânica

Fechar a válvula de saída de ar e pressionar o botão deteste na parte superior do (s) dreno (s) eletrônico (s) de
água até o sistema de ar entre o reservatório de ar e a válvula de saída de ar estar completamente despressurizados.
Para a localização dos componentes,consultar a seção Sistema de condensados.

Antes da manutenção elétrica

Esperar pelo menos 6 minutos antes de efetuar qualquer operação de manutenção, uma vez que continua
existindo uma tensão elevada e perigosa nos capacitores da unidade de regulagem de partida e da velocidade
durante 6 minutos após desligar a corrente.

Avarias e soluções

Se o LED de alarme estiver aceso ou intermitente, consultar as seções Menu dados de estado e Menu assistência.

- Condição Avaria Solução

Os condensados não são Mangueira de descarga obstruída Verificar e, se necessário, corrigir


descarregados do separador
de condensados durante o
funcionamento em carga

74 0015 0003 45
- Condição Avaria Solução

Saída ou pressão de ar do Consumo de ar excede a vazão Verificar o equipamento ligado


compressor abaixo do normal de ar do compressor

Elemento do filtro de ar obstruído Substituir o elemento do filtro

Funcionamento incorreto da Substituir a válvula


válvula solenóide

Separador de óleo obstruído Mandar substituir o elemento

Vazamento de ar Mandar reparar os vazamentos

Válvula de segurança não estanque Mandar substituir a válvula

Elemento compressor avariado Consultar a Atlas Copco

Válvula de segurança dispara Funcionamento incorreto da Mandar verificar e substituir as peças


válvula de pressão mínima defeituosas

Elemento separador de óleo obstruído Mandar substituir o elemento

Separador de óleo obstruído Mandar substituir o elemento

Válvula de segurança avariada Mandar substituir a válvula

Nos compressores Full-Feature, Mandar verificar o sistema num centro


tubulação do secador obstruída de clientes Atlas Copco
devido a formação de gelo

Temperatura de saída do Nível de óleo muito baixo Verificar e corrigir


elemento compressor ou
temperatura do ar de saída
acima do normal

Nos compressores resfriados a ar, Verificar restrição do ar de refrigeração, ou


ar de refrigeração insuficiente, ou melhorar a ventilação da sala do compres-
temperatura do ar de refrigeração sor. Evitar a recirculação do ar de refrigera-
muito elevada ção. Se instalado, verificar a capacidade do
ventilador da sala do compressor

Nos compressores resfriados a Aumentar o fluxo de água


água, fluxo da água de refrigeração
insuficiente

Nos compressores resfriados a Consultar a Atlas Copco


água, restrição no sistema de água
de refrigeração

Resfriador de óleo obstruído Limpar o resfriador

Funcionamento incorreto da Mandar testar a válvula


válvula termostática

Resfriador de ar obstruído Limpar o resfriador

Elemento compressor avariado Consultar a Atlas Copco

0015 0003 45 75
11 Dados técnicos As leituras abaixo são válidas nas condições
de referência (consultar a seção Condições
de referência e limitações).
11.1 Leituras no visor
Referência Leitura
Visor do regulador Elektronikon
Pressão de saída de ar Depende do valor estabelecido
(pressão da rede desejada).
Temperatura de saída do Para unidades resfriadas a ar:
elemento compressor aprox. 60 °C (108 °F) acima da
temperatura de entrada do ar de
refrigeração.
Para unidades resfriadas a água:
aprox. 60 °C (108 °F) acima da tem-
peratura de entrada da água de
refrigeração.
Temperatura do ponto Aproximadamente 4 °C (39 °F).
de orvalho

Temperatura de saída Aproximadamente 50 °C (122°F).


de água de refrigeração
Regulador Elektronikon® Graphic (nos compressores
resfriados a água)

11.2 Dimensão dos cabos elétricos

Para preservar o grau de proteção do compartimento elétrico e proteger os respectivos componentes de pó


do ambiente, é obrigatório usar um prensa cabos adequado, quando ligar o cabo de alimentação ao compressor.

Atenção
Dimensionamento realizado de acordo com a norma NBR5410 para as seguintes condições:
- Será aplicável a regulamentação local, caso seja mais rigorosa do que os valores abaixo propostos;
- Condutores isolados ou cabos unipolares em eletroduto sobre a parede;
- Os cabos reomendados deverão ser flexíveis PVC com isolação para tensão até 750V e temperatura 70ºC;
- A queda de tensão não pode exceder 4% da tensão nominal. Pode ser necessário utilizar cabos de seção
superior à indicada para cumprir este requisito;
- Comprimento máximo dos cabos = 30 m;
- Máxima temperatura ambiente = 40ºC;
- Para outras condições, as seções devem ser redimensionadas.

Dimensão dos cabos


Compressor Tensão (V) Freqüência (Hz) Dimensão dos cabos (mm2)

GA37 VSD 380 60 3x50+25


GA37 VSD 440 60 3x50+25
GA45 VSD 380 60 3x70+35
GA45 VSD 440 60 3x50+25
GA55 VSD 380 60 3x70+35
GA55 VSD 440 60 3x70+35

Do trafo para alimentação do compressor, é recomendado o seguinte:

Compressor Tensão (V) Freqüência (Hz) Dimensão dos cabos (mm2)

GA37 VSD 220/440 60 3x50+25


GA45 VSD 220/440 60 3x50+25
GA55 VSD 220/440 60 3x70+35
76 0015 0003 45
Da rede 220V do cliente para alimentação do trafo, é recomendado o seguinte:

Compressor Tensão (V) Freqüência (Hz) Fusíveis (A) Dimensão dos cabos (mm2)
GA37 VSD 220 60 315 2x(3x50)+50
GA45 VSD 220 60 355 2x(3x50)+50
GA55 VSD 220 60 400 2x(3x70)+70

11.3 Parâmetros do disjuntor do motor do ventilador


Disjuntor

Compressor Tensão (V) Freqüência (Hz) Disjuntor (Q15) (A)


GA37 VSD 220 60 4,2
GA37 VSD 380 60 2,4
GA37 VSD 440 60 2,4
GA45 VSD 220 60 9,7
GA45 VSD 380 60 5,9
GA45 VSD 440 60 5,6
GA55 VSD 220 60 13,5
GA55 VSD 380 60 7,3
GA55 VSD 440 60 6,9

11.4 Parâmetros dos fusíveis


Fusíveis

Compressor Tensão Freqüência Fusíveis ultra-rápidos l2t do fusível


l2t
@25°C
-A2s
GA37 VSD a GA55 VSD 220/380/440V 60 Hz 3x250 A 6000

Da rede 220V do cliente para alimentação do trafo, é recomendado o seguinte:

Compressor Tensão Freqüência Fusíveis NH retardados


GA37 VSD 220 V 60 Hz 3 x 315 A
GA45 VSD 220 V 60 Hz 3 x 355 A
GA55 VSD 220 V 60 Hz 3 x 400 A

Do trafo para alimentação do compressor, é recomendado o seguinte:

Compressor Tensão Freqüência Fusíveis ultra-rápidos l2t do fusível


l2t
@25°C
-A2s
GA37 VSD a GA55 VSD 440V 60 Hz 3 x 250A 6000

0015 0003 45 77
11.5 Condicões de referência e limitacões

Condições de referência

Pressão de entrada de ar (absoluta) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 1 bar


Pressão de entrada de ar (absoluta) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 14,5 psi
Temperatura de entrada de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 20 °C
Temperatura de entrada de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
68 °F
Umidade relativa ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 0%
Pressão de trabalho ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Consultar a seção Dados do compressor

Nas unidades resfriadas a água também:


Temperatura de entrada de água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
20 °C
Temperatura de entrada de água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
68 °F

Limites

Pressão de trabalho máxima para o GA37 VSD a GA55 VSD ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○


Consultar a seção Dados do compressor
Pressão de trabalho mínima ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
4 bar(e)
Pressão de trabalho mínima ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
58 psig
Temperatura máxima da entrada de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 46 °C
Temperatura máxima da entrada de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 115 °F
Temperatura mínima da entrada de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 0 °C
Temperatura mínima da entrada de ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 32 °F
Altitude máxima de funcionamento (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
1000 m acima do nível do mar
Altitude máxima de funcionamento (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
3281 pés acima do nível do mar

(1): Para funcionamento a uma altitude superior, contactar a Atlas Copco

Nas unidades resfriadas a água também:


Temperatura máxima de saída de água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
50 °C
Temperatura máxima de saída de água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
122 °F
Pressão máxima de entrada da água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 5 bar(e)
Pressão máxima de entrada da água de refrigeração ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
72,52 psig

11.6 Dados do compressor

Condições de referência

Todos os dados especificados abaixo são aplicáveis em condições de referência; consultar a seção Condições
de referência e limitações.

GA 37 VSD
Unidade 13 bar 13 bar 13 bar
175 psi 175 psi 175 psi

Freqüência ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Hz 50 50 50
60 60 60
Número de estágios de compressão ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 1 1 1
Pressão de trabalho normal efetiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7 9,5 12,5
Pressão de trabalho normal efetiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 102 138 181
Pressão de trabalho máxima efetiva, Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
bar(e) 7,5 10 13
Pressão de trabalho máxima efetiva, Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 109 145 189
Pressão de trabalho máxima efetiva,
Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
bar(e) 7,25 9,75 12,75
Pressão de trabalho máxima efetiva,
Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 105 141 185
Velocidade máxima do eixo do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ rpm 3650 3220 2700
Velocidade mínima do eixo do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
rpm 900 900 900

78 0015 0003 45
Unidade 13 bar 13 bar 13 bar
175 psi 175 psi 175 psi

Temperatura do ar que deixa a válvula de


saída (aprox.), Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °C 29 29 29
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °F 84 84 84
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °C 25 25 27
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °F 77 77 77
Classificação nominal do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW 37 37 37
Classificação nominal do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp 50 50 50
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
kW
50 Hz 1,8 1,8 1,8
60 Hz 2,6 2,6 2,6
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW 1,2 1,2 1 ,2
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp
50 Hz 2,41 2,41 2,41
60 Hz 3,49 3,49 3,49
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp 1,61 1,61 1,61
Tipo de refrigerante, Workplace Full-Feature R404a R404a R404a
Tipo de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) R410a R410a R410a
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kg 1,3 1,3 1,3
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ kg 1,0 1,0 1,0
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ lb 2,87 2,87 2,87
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○
lb 2,2 2,2 2,2
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ l 21 21 21
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ US gal 5,55 5,55 5,55
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Imp gal 4,62 4,62 4,62
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ l 22 22 22
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
US gal 5,81 5,81 5,81
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Imp gal 4,84 4,84 4,84
Nível de pressão acústica, Workplace e
Workplace Full-Feature (50 Hz) (segundo a
norma ISO 2151 (2004)) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ dB(A) 67 67 67
Nível de pressão acústica, Workplace e
Workplace Full-Feature (60 Hz) (segundo a
norma ISO 2151 (2004)) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
dB(A) 68 68 68

(1): a partir aproximadamente de 30 de Abril de 2009

GA 45 VSD

Unidade 13 bar 13 bar 13 bar


175 psi 175 psi 175 psi

Frequência ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Hz 50 50 50
60 60 60
Número de estágios de compressão ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 1 1 1
Pressão de trabalho normal efetiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7 9,5 12,5
Pressão de trabalho normal efetiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 102 138 181
Pressão de trabalho máxima efetiva, Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7,5 10 13

0015 0003 45 79
Unidade 13 bar 13 bar 13 bar
175 psi 175 psi 175 psi

Pressão de trabalho máxima efetiva,Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 109 145 189


Pressão de trabalho máxima efetiva,
Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7,25 9,75 12,75
Pressão de trabalho máxima efetiva,
Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 105 141 185
Velocidade máxima do eixo do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ rpm 4465 3950 3385
Velocidade mínima do eixo do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ rpm 900 900 900
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °C 30 30 30
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °F 86 86 86
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
°C 24 24 24
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °F 75 75 75
Classificação nominal do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW 45 45 45
Classificação nominal do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp 60 60 60
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW
50 Hz 3,2 3,2 3,2
60 Hz 3,5 3,5 3,5
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW 1,6 1,6 1,6
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp
50 Hz 4,29 4,29 4,29
60 Hz 4,69 4,69 4,69
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp 2,15 2,15 2,15
Tipo de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ R404a R404a R404a
Tipo de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ R410a R410a R410a
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○
kg 1,4 1,4 1,4
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ lb 3,09 3,09 3,09
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ lb 2,14 2,14 2,14
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ l 23 23 23
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ US gal 6,08 6,08 6,08
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Imp gal 5,06 5,06 5,06
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
l 22 22 22
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ US gal 5,81 5,81 5,81
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Imp gal 4,84 4,84 4,84
Nível de pressão acústica, Workplace e
Workplace Full-Feature (segundo a norma
ISO 2151 (2004)) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ dB(A) 74 74 74

(1): a partir aproximadamente de 30 de Abril de 2009

GA 55 VSD

Unidade 13 bar 13 bar 13 bar


175 psi 175 psi 175 psi

Frequência ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Hz 50 50 50
60 60 60
Número de estágios de compressão ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 1 1 1
Pressão de trabalho normal efetiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7 9,5 12,5

80 0015 0003 45
Unidade 13 bar 13 bar 13 bar
175 psi 175 psi 175 psi

Pressão de trabalho normal efetiva ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 102 138 181


Pressão de trabalho máxima efetiva, Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7,5 10 13
Pressão de trabalho máxima efetiva, Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 109 145 189
Pressão de trabalho máxima efetiva,
Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ bar(e) 7,25 9,75 12,75
Pressão de trabalho máxima efetiva,
Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ psig 105 141 185
Velocidade máxima do eixo do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
rpm 5200 4664 4033
Velocidade mínima do eixo do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ rpm 900 900 900
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
°C 30 30 30
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
°F 86 86 86
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °C 24 24 24
Temperatura do ar que deixa a válvula de
saída (aprox.), Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ °F 75 75 75
Classificação nominal do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW 55 55 55
Classificação nominal do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
hp 74 74 74
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW
50 Hz 3,2 3,2 3,2
60 Hz 3,5 3,5 3,5
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ kW 1,6 1,6 1,6
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp
50 Hz 4,29 4,29 4,29
60 Hz 4,69 4,69 4,69
Consumo de energia do secador em plena
carga, unidades Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ hp 2,15 2,15 2,15
Tipo de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ R404a R404a R404a
Tipo de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ R410a R410a R410a
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ kg 1,4 1,4 1,4
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ kg 0,97 0,97 0,97
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ lb 3,09 3,09 3,09
Quantidade de refrigerante, Workplace Full-Feature (1) ○ ○ ○ ○ ○ lb 2,14 2,14 2,14
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ l 25 25 25
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ US gal 6,60 6,60 6,60
Capacidade de óleo, arrefecido a ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Imp gal 5,50 5,50 5,50
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ l 22 22 22
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ US gal 5,81 5,81 5,81
Capacidade de óleo, arrefecido a água ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Imp gal 4,84 4,84 4,84
Nível de pressão acústica, variantes
resfriadas a ar (segundo a norma ISO 2151(2004)) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ dB(A) 74 74 74
Nível de pressão acústica, variantes
Workplace resfriadas a água (segundo a
norma ISO 2151 (2004)) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ dB(A) 69 69 69
Nível de pressão acústica, variantes
Workplace Full-Feature resfriadas a água
(segundo a norma ISO 2151 (2004)) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ dB(A) 68 68 68

(1): a partir aproximadamente de 30 de Abril de 2009

0015 0003 45 81
11.7 Dados técnicos do controlador Elektronikon®

Generalidades

Parâmetro Valor

Tensão de alimentação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 24 V AC / 16 VA 50/60 Hz (+40%/-30%)


24 V DC / 0,7 A
Tipo de proteção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ IP54 (frente)
IP21 (atrás)
Ambiente e temperatura ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ IEC60068-2
Gama de temperaturas
• Funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ • -10 °C…..+60 °C
• Armazenagem ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
• -30 °C…..+70 °C
Umidade permissível ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Umidade relativa 90 %
Sem condensação
Emissão de ruído ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
IEC61000-6-3
Imunidade ao ruído ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ IEC61000-6-2
Montagem ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Porta do compartimento

Saídas digitais

Parâmetro Valor
Número de saídas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
9 (controlador Elektronikon® Graphic - refª 1900 5200 10 ….1900 5200 19)
Tipo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Relé (contatos isentos de tensão)
Tensão nominal AC ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
250 V AC / 10 A máx.
Tensão nominal DC ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
30 V DC / 10 A máx.

Entradas digitais

Parâmetro Valor

Número de entradas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
10 (controlador Elektronikon® Graphic - refª 1900 5200 10 ….1900 5200 19)
Alimentação pelo controlador ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 24 V DC
Proteção de alimentação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Proteção contra curto-circuito com terra
Proteção de entrada ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Não isolado

Entradas analógicas

Parâmetro Valor

Entradas de pressão ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
2 (controlador Elektronikon® Graphic - refª 1900 5200 10 ….1900 5200 19)
Entradas de temperatura ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
5 (controlador Elektronikon® Graphic - refª 1900 5200 10 ….1900 5200 19)

82 0015 0003 45
12 Instruções para utilização do reservatório de ar

12.1 Informações gerais

O reservatório de ar comprimido Atlas Copco é um vaso de pressão construído segundo rígidas normas técnicas, visando uma
utilização segura durante toda a sua vida útil. Embora sua manutenção e operação sejam simples e convencionais é importante
atender as recomendações deste guia, pois a ruptura de um vaso sob pressão é sempre um acidente de graves conseqüências.

12.2 Responsabilidade do usuário

Antes de sua instalação , deverão ser atendidas todas as exigências estabelecidas pela NR13 do Ministério do Trabalho do item
13.6 ao item 13.10.

12.3 Instalação

• Antes de instalar seu reservatório de ar comprimido deverá ser atendido o item 13.7 da NR13 MTB.
• Este vaso foi construído para armazenamento de ar comprimido em diversos tipos de aplicações. Para uso com outros gases
ou para ar de respiração humana deverão ser feitas adequações de projeto e tratamento interno.
• Instale um purgador na parte inferior do vaso (fornecido com o equipamento).
• Nivele o vaso corretamente para evitar a sua queda e possibilitar drenagem suficiente.
• O vaso deve ser instalado sobre uma superfície que suporte seu peso cheio de água durante o teste hidrostático.
• Instale a tubulação de ar comprimido com suportes de madeira que a mesma não force o casco ou flanges do vaso.
• Não conecte o vaso à tubulação que apresente vibração. Se necessário, utilize um acoplamento flexível.

12.4 Operação

• Antes de sua entrada em funcionamento, deverão ser atendidos os itens 13.8 e 13.10 da NR13 MTB.
• Antes de soltar qualquer conexão, tenha certeza de que o vaso esteja despressurizado. Desconfie da leitura do manômetro;
abra alguma válvula de purga até sentir que não há mais pressão.
• Purgue o condensado na freqüência necessária para que não acumule quantidade superior a meio litro. Quando equipado
com purgador automático, verifique rotineiramente o seu funcionamento.
• Crie o hábito de verificar se a pressão está dentro do especificado na placa de identificação.

12.5 Manutenção

• Antes de efetuar qualquer manutenção em seu vaso, deverá ser atendido o item 13.9 da NR13 MTB.
• O vasodeve ser inspecionado e testado hidrostaticamente conforme item 13.10 da NR13 MTB.; esta inspeção deverá ser
realizada por um "Profissional Habilitado".
• Mantenha o vaso convenientemente pintado, externamente e internamente, se possível, isso aumentará a vida de seu
equipamento e garantirá um ar livre de partículas de óxido de ferro.
• Jamais solde qualquer peça diretamente nas partes pressurizadas do vaso sem consultar o fabricante.
• Ao presenciar trinca em chapa ou solda, deformação nas chapas no formato de bolhas ou estalidos durante a pressurização,
esvazie-o rapidamente e não recoloque em operação sem que se faça uma inspeção e teste hidrostático.

12.6 Informações finais

O fabricante de seu equipamento está à disposição para qualquer informação. Consulte-o.

0015 0003 45 83
13 Orientações para inspeção

13.1 Orientações para inspeção

Orientações

Na Declaração de conformidade / Declaração do fabricante, são apresentadas e/ou mencionadas as normas harmonizadas e/ou
outras normas utilizadas na concepção.

A Declaração de conformidade / Declaração do fabricante faz parte da documentação que acompanha este compressor.

Os requisitos legais locais e/ou a utilização fora dos limites e/ou das condições especificadas pelo fabricante podem implicar a
necessidade de outros períodos de inspeção, conforme mencionado abaixo.

84 0015 0003 45
14 PED

14.1 Diretivas relativas a equipamentos sob pressão

Componentes abrangidos pela Diretiva 97/23/CE relativa a Equipamentos sob Pressão

A tabela que se encontra a seguir contém a informação necessária para a inspeção de todos os equipamentos sob pressão
incluídos na categoria II e superiores, de acordo com a Diretiva relativa a Equipamentos sob Pressão 97/23/CE e todos os
equipamentos sob pressão, de acordo com a Diretiva 87/404/CEE, relativa aos recipientes sob pressão simples.

Tipo de compressor Componente Descrição Volume Pressão Temperatura Classe


de mínima e PED
projeto máxima de
projeto

GA37 a GA55 VSD 1028 8430 29 Reservatório 63 l 15 bar(e) -10 °C/ 120 °C II

0830 1008 39 Válvula de - - - IV


segurança

0830 1008 40 Válvula de - - - IV


segurança

Tipo de Componente Descrição Número Espessura Requisitos Requisitos


compressor de mínima para para
ciclos das inspeção inspeção
(1) paredes visual (2) hidrostática (2)

GA37 aGA55VSD 1028 8430 29 Reservatório 2 x 106 8 mm 10 anos 10 anos

0830 1008 39 Válvula de - - - -


segurança

0830 1008 40 Válvula de - - - -


segurança

Os compressores estão em conformidade com a Categoria inferior a II da Diretiva PED.

1) O número de ciclos refere-se ao número de ciclos desde os 0 bar(e) até à pressão máxima.

(2) Outras técnicas de inspeção, tais como inspeção ultra-sónica ou raio-X, são equivalentes a testes hidrostáticos para este
equipamento.

0015 0003 45 85
15 Informativo ambiental

Verificar o conteúdo do arquivo Informativo Ambiental gravado no CD de manuais fornecido junto com o equipamento Atlas
Copco. Este arquivo contem as orientações sobre os aspectos ambientais envolvidos na utilização dos equipamentos Atlas
Copco.

86 0015 0003 45
O que faz da Atlas Copco uma empresa à parte é a nossa
convicção de que apenas podemos distinguir-nos naquilo
que fazemos se oferecermos o melhor know-how e
tecnologia possíveis para ajudar verdadeiramente os
nossos clientes a produzir, crescer e prosperar.

Existe um método único de o conseguir - nós


chamamos de método Atlas Copco. Baseado na
interação, nas relações de longo prazo e no
envolvimento nos processos, necessidades e objetivos
dos clientes. Significa ter flexibilidade para adaptação às
diversas exigências das pessoas que nós abastecemos.

É o compromisso com o negócio dos nossos clientes


que conduz os nossos esforços no sentido do aumento
da sua produtividade através de melhores soluções.
Começa com o suporte total aos produtos existentes e
continua desenvolvendo melhores soluções, indo mais
além, criando avanços na tecnologia através da
inovação. Agimos assim, não por razões de tecnologia
mas sim por atenção à linha de fundo que é a paz de
espírito dos nossos clientes.

Esta é a forma como a Atlas Copco se empenha em


continuar a ser a primeira escolha, ser bem sucedida nas
relações comerciais, mantendo uma posição de destaque
como líder na indústria.
Atlas Copco Brasil Ltda. - Compressor Technique
Alameda Araguaia, 2700 - Tamboré - Barueri - SP - CEP 06455-000
Tel.: (11) 3478-8700 - Fax: (11) 4195-7090
Visite nosso site: www.atlascopco.com.br

Interesses relacionados