Você está na página 1de 28

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m

Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos


Ano lectivo 2007/2008
"Um país faz-se com homens e livros." (Monteiro Lobato)

"...foi através da literatura que recebi a vida." (Paulo Mendes Campos)

"Que nunca o livro fique longe de tua mão e de teus olhos." (São Jerónimo)

“A leitura de todos os bons livros é uma conversação com as mais honestas pessoas dos
séculos passados.” (René Descartes)

"O livro é um pássaro com mais de cem asas para voar." (Ramón Gómez de la Serna)

“A companhia dos livros dispensa com grande vantagem a dos homens.” (Marquês de Maricá)

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Como não podia deixar de ser, e muito embora todos os afazeres que esta
Equipa tem entre mãos, a
Biblioteca escolar dinamizou uma exposição comemorativa do Dia Mundial do
Livro, assinalado a 23 de
Abril.
Após várias reuniões de trabalho, optou-se por criar no espaço da BE/CRE uma
instalação alusiva ao livro,
que foi complementada com variadíssimo material relacionado, bem como
painéis informativos sobre a sua
evolução no tempo.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Podiam distinguir-se três áreas diferentes: uma primeira, onde
se encontrava, de forma muito resumida, o percurso do livro ao
longo dos tempos: desde as placas de argila ao livro digital.
Reproduz-se aqui o texto de que nos servimos:

O livro só existe desde que surgiu a escrita; mas o homem já pensava e já


transmitia o seu pensamento. Onde começou a escrita, qual o primeiro
material do livro? Pode considerar-se como movimento preliminar, segundo o
mesmo autor, a arte rupestre dos homens da época glaciar. Depois é a
imagem que evolui e dela brotam os sistemas de escrita. E é só, em época
posterior, que o homem adapta a escrita à linguagem para chegar aos sinais
fonéticos que são verdadeira representação de sons.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
O QUE É UM LIVRO?

Trata-se de um volume transportável,


composto por páginas encadernadas, contendo
texto. É, pois, um produto intelectual, na
medida em que encerra em si o conhecimento.
A história do livro é uma história de inovações
técnicas que permitiram a melhoria da
conservação e do acesso à informação.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
..Antiguidade..
É na antiguidade que surge a escrita: código que permite
a formação da palavra. É também aqui que surgem os
primeiros suportes. Primeiramente, utilizam-se placas de
argila ou de pedra, posteriormente aparece o Khartés (ou
volumen), que mais não era do que um cilindro de papiro
que ia sendo desenrolado à medida que ia sendo lido. Por
vezes este cilindro continha várias obras, passando,
então, a tomar o nome de Tomo. O comprimento total de
um destes cilindros variava entre os 6 e os 7 metros.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Aos poucos o papiro é substituído pelo pergaminho
(excerto de couro bovino ou de outros animais).
O nome deste suporte deriva de Pérgamo, cidade onde foi
inventado.
O volumen foi também substituído pelo códex (ou códice),
formado já por páginas. A consolidação deste formato
surge em Roma, cidade muito ligada à transmissão de
saber. Aliás, terá sido aqui que primeiro apareceu aquilo
a que hoje se chama leitura recreativa.
O códice também aparece ligado à expansão da religião
cristã, uma vez que se trata de um formato mais fácil de
distribuir.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
..IDADE MÉDIA..
Nesta época, na Europa, o livro sofre as
consequências do excessivo fervor religioso
passando a ser considerado um objecto de
salvação.
Aparecem textos didácticos, destinados à
formação religiosa.
A característica mais marcante é o surgimento do
monge copista (homem dedicado a reproduzir
obras).
Surge a pontuação no texto e o uso de letra
MAIÚSCULAS. Progressivamente aparecem livros
em língua vernacular (com línguas nacionais),
rompendo com o monopólio do latim na
literatura.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
O papel passa a substituir o pergaminho.
A impressão foi a invenção mais
importante no séc. XIV. Em 1405 surge
na China _ por meio de Pi Sheng – a
máquina impressora.
A tecnologia que provocaria uma
revolução cultural moderna foi
desenvolvida por Johannes Gutenberg.

Bíblia Medieval Ilustrada

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
.. A IDADE MODERNA ..

No ocidente, em 1455, Johannes Gutenberg inventa a


imprensa.
O primeiro livro impresso foi a Bíblia em latim.
Assim o livro profissional definitivamente, tornando-se
mais acessível pela redução enorme dos custos da
produção em série.
Com o surgimento da imprensa desenvolveu-se a
técnica da tipografia.

Guttenberg

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Uma da figuras mais importantes do início da
tipografia é o italiano Aldus Manutios.
Ele foi importante no processo de maturidade do
projecto tipográfico, o que hoje chamaríamos de
design gráfico ou editorial.

Aldus Manutios
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
.. Época Contemporânea..
Livro Electrónico
Surgiu em fins do séc. XX, num suporte electrónico:
O COMPUTADOR.
Uma dificuldade que este encontra é que a leitura
num suporte de papel é cerca de 1,2 vezes mais
rápida do que num suporte electrónico.
Audiobook, audiolivro ou livro falado é uma
gravação dos conteúdos de um livro lidos em voz
alta.
Os arquivos de áudio resultantes geralmente são
salvos em MP3, WMA, Ogg, entre outros, podendo
ser gratuitos ou pagos. As versões pagas contam
com a vantagem de possuírem narradores
profissionais contando a história, podendo haver
ainda efeitos sonoros

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
que ajudam na interpretação do texto e evitam a monotonia na escuta. Já os
gratuitos trazem uma grande variedade de obras para download, a maioria
actualmente em domínio público, copyleft ou outra licença pública livre disponível,
narradas por voluntários gratuitamente.
O audiobook também conta como objectivo democratizar o conhecimento deixando-o
acessível a deficientes visuais.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
..PORTUGAL..
Em Portugal a imprensa foi introduzida no tempo do Rei D. João II
O primeiro livro impresso em território nacional foi o Pentateuco, impresso em
Faro, em caracteres hebraicos, no ano de 1487.
Em 1488 foi impresso em Chaves o Sacramental de Clemente Sanchez de Vercial,
considerado o primeiro livro impresso em Língua Portuguesa.
A impressão entra em Portugal pelo nordeste transmontano.
Só na década de 90 do séc.XV é que seriam impressos livros em Lisboa, no Porto
e em Braga.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
..CURIOSIDADES..
-A Bíblia é o livro mais vendido do mundo.

-O Guiness World Book of Records é o


Segundo livro mais vendido no mundo.

- Harry Potter é actualmente o livro que


vendeu mais cópias em menos tempo.

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Para além deste breve resumo da História do Livro, a Biblioteca engalanou-se com uma
exposição alusiva a este tema. Aqui se deixam alguns registos do que por cá se passou:

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
A exposição foi enriquecida com uma instalação pensada pelos alunos, que
recriava dois ambientes distintos: o do autor e o do leitor, cada um na sua ilha,
espaços ligados pelo mar.

Ilha do Autor
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Ilha do Autor, pormenor

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Ilha do Autor, pormenor

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Ilha do Autor
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
O percurso entre a Ilha do Autor e a do Leitor
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Ilha do Leitor

E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Ilha do Leitor
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008
Ilha do Leitor, pormenor
E B 2 ,3 d e C a s t r o M a r i m
Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos
Ano lectivo 2007/2008