Você está na página 1de 14

24/02/2016

Sistema Genital Masculino

Marcelo Marques Soares


Prof. Didi

Sistema Genital Masculino Órgãos Essenciais


Órgãos essenciais:
Gônadas / Testículos
Sistema de Ductos:
Ductos deferentes
Ductos ejaculatórios
Uretra
Glândulas Sexuais Acessórias:
Próstata
Glândulas bulbouretrais
Vesícula Seminal
Genitália Externa
Estruturas de Suporte:
Escroto e Pênis

Sistema Genital Masculino Testículos


• São dois órgãos parenquimatosos
produtores de espermatozóides que
localizam-se no interior do escroto.

• Estão suspensos no escroto


pelos funículos espermáticos.
24/02/2016

Testículos

Os túbulos seminíferos estão


localizados no interior dos
lóbulos nos testículos.
Túnica
Albugínea

Túbulos
Seminíferos

Carcinoma de testículos

Testículos Epidídimo
Espermatozóide

Cauda

Parte Intermediária

Cabeça

Os testículos produzem cerca de


100 milhões de Espermatozóide, • Na margem posterior do
abaixo de 20 milhões pode ser testículo encontramos o
considerado estéril epidídimo.

Testículos Epidídimo
3 – 5 ml contendo 100 Cabeça
milhões de Espermatozóide,
abaixo de 20 milhões pode
ser considerado estéril
Ducto deferente

Corpo

O epidídimo
Testículo
continua-se com
Cauda
Espermatozóide o Canal
Deferente
24/02/2016

Laboratório de Anatomia Humana

Sistema de Ductos Vesícula Seminal

Ducto Deferente

Testículo Próstata Bexiga

Pênis

Ducto Deferente Ducto Deferente


• Conduz os
espermatozóides até o
ducto ejaculatório.

• O ducto apresenta
uma túnica com três
camadas que por
intermédio de
contrações peristálticas
de músculos lisos
empurram os
espermatozóides para
uretra.

Ducto Deferente Ducto Ejaculatório

• É formado pela
Ducto Deferente união do ducto
excretor da
vesícula seminal e
o ducto deferente,
iniciando-se na
base da próstata.
Testículo

• Ejeta esperma
(sêmen) na uretra.
24/02/2016

Uretra Glândulas Acessórias

• É um canal com
cerca de 20cm.

• É dividido em 3
porções:
 Prostática
 Membranosa
 Esponjosa

Vesículas Seminais
Duas bolsas membranosas
lobuladas, localizadas entre a
bexiga e o reto, que
elaboram um líquido para ser
adicionado à secreção dos
testículos. Possui um ducto
excretor.

Próstata
• É um órgão impar situado
Sistema
Porções da uretra: Genital inferiormente à bexiga.
Jovem
Prostática Bexiga • Possui duas partes: glandular
(2/3) e muscular (1/3).
Membranosa Próstata

Pênis • Aumenta de tamanho


Esponjosa lentamente com a idade,
Testículo estabilizando-se aos 45 anos.

• A próstata secreta um fluido


leitoso, levemente ácido.
24/02/2016

Próstata Câncer de Próstata


JOVEM x IDOSO

Sistema Sistema
Genital Genital
Jovem Idoso

Bexiga Bexiga

Próstata Próstata
Aumentada
Pênis
Pênis
Testículo Testículo

CÂNCER DE Câncer de Próstata


PRÓSTATA

Próstata com Tumor Próstata Normal

Câncer de Próstata Armas da Detecção


Os problemas da próstata PSA: Um exame de sangue avalia as taxas da
são muito comuns e proteína PSA. Produzida pela próstata, ela serve
atingem desde o homem como indicador do tamanho da glândula.
jovem até o mais idoso,
predominando a partir dos
50 anos. Como a proteína não é um marcador
exclusivo do câncer (e sim da próstata), a PSA
Idade (em namogramas
margem de erro do exame chega a 80% por ml de sangue)
quando utilizado isoladamente. Por isso, a 40 – 49 2,5
dosagem de PSA deve sempre ser feita
50 – 59 3,5
juntamente com o teste de toque retal.
O quadro ao lado mostra os limites 60 – 69 4
máximos aceitáveis de PSA conforme a 70 - 79 6
idade do paciente.
24/02/2016

Armas da Detecção
Toque retal: Nesse exame clínico, o médico consegue
perceber alterações na próstata. Em caso de aumento de
tamanho ou endurecimento da glândula, a suspeita é câncer.

Armas da Detecção Quando Fazer ?


Toque retal: Nesse exame clínico, o médico consegue
perceber alterações na próstata. Em caso de aumento de
tamanho ou endurecimento da glândula, a suspeita é câncer. A partir dos 50 anos, os
homens devem se submeter a EXAME DE PRÓSTATA
avaliações anuais de toque
retal e PSA.

Para quem tem histórico


familiar da doença, os exames
devem ser feitos todos os
anos a partir dos 40.

Exame de Próstata Novidade ...


O Urologista é o médico
indicado para diagnosticar e EPCA- 2: Pesquisadores da Universidade Jonhs
resolver problemas quanto à Hopkins, EUA, identificaram um marcador específico
próstata. para o câncer de próstata, a proteína EPCA-2,
encontrada no sangue.

Como ela é fabricada apenas pelas


células tumorais, a acurácia do exame
para identificá-la chega a 97%,
segundo estudos preliminares.

Previsão do lançamento do exame: 2013.


24/02/2016

Laboratório de Anatomia Humana

Glândulas Bulbouretrais Vesícula Seminal


(de Cowper)

• Duas glândulas que Ducto Deferente


assemelham-se a uma
ervilha.

• Localizam-se inferiormente Bexiga


Testículo Próstata
a próstata e drenam suas
secreções (Mucosa) para a
parte esponjosa da uretra.

• Constituem 5% do líquido
seminal. Pênis

Glândulas Acessórias Estruturas de Suporte

Vesícula Seminal

Próstata

Gl. bulbouretral

Glândulas Acessórias Pênis


Bexiga

Ureter O pênis contém a


uretra e é a passagem
Ducto deferente para a ejaculação do
sêmen e para a
Vesícula Seminal
excreção da urina. Tem
formato cilíndrico e
Próstata
consiste em bulbo,
corpo e glande do
Gl. bulbouretral
pênis.
24/02/2016

Pênis Glande do Pênis

A glande do pênis é
a extremidade
anterior do corpo Corpo Esponjoso
esponjoso.

Corpo do Pênis
Corpo Cavernoso
O bulbo é a
dilatação cônica dos
Bulbo do Pênis
4 ou 5cm proximais
do corpo esponjoso

Pênis
O pênis possui duas formações
laterais e uma mediana que
constituem seu tecido erétil: Corpo Cavernoso

Laterais: Corpos cavernosos


Corpo Esponjoso
Mediana: Corpo esponjoso (uretra)

Bexiga Pênis
Próstata

Glândula Bulbouretral

Uretra

Corpo Esponjoso
1 Pele
2 Dartos Penianos

Corpo Cavernoso 3 Corpos cavernosos


4 Corpo esponjoso
5 Uretra
6 Vasos sangüíneos
24/02/2016

Pênis

Pênis

Tamanho do GURI!!!!
24/02/2016

Tamanho do GURI!!!! Como funciona o VIAGRA ? ? ?

Tamanho do GURI!!!! Pênis

Olha o que fazem com o GURI!!!! Fimose

Fimose é a
incapacidade de expor
completamente a
glande, ou seja,
descobrir a cabeça do
pênis, com o pênis
flácido ou ereto.
24/02/2016

Fimose Mudança de Sexo


Dependendo do caso, é preciso fazer a
CIRCUNCISÃO ou a retirada do FREIO DO PÊNIS.

A retirada do freio do pênis é somente para CIRURGIA DE MUDANÇA DE SEXO


possibilitar o indivíduo ter relação sexual sem dor.

Circuncisão Escroto
O escroto é bolsa
cutânea contendo os
testículos e parte dos
funículos
espermáticos.

A localização do
escroto e a contração
de suas fibras
A CIRCUNCISÃO
musculares regulam a
é a retirada de
todo o prepúcio
temperatura dos
testículos.

Circuncisão Hidrocele

Ducto
Deferente

Hidrocele

Testículo

Escroto
24/02/2016

Hidrocele Vasectomia
Antes Depois

Hérnia Ínguino-Escrotal Vasectomia

a) Anatomia Normal

b) Hérnia Ínguino-escrotal

c) Hérnia Inguinal

Vasectomia
24/02/2016

Vasectomia Vasectomia

Vasectomia Laquedura

Vasectomia Bibliografia
1 DUFOUR, Michel. Anatomia do Aparelho Locomotor – Membros Superiores. v.2. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
2 _____________ . Anatomia do Aparelho Locomotor – Membros Inferiores. v.1. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
3 ______________. Anatomia do Aparelho Locomotor – Cabeça e Tronco. v.3. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
4 KENDALL, Florence Peterson; McCREARY, Elizabeth Kendall. Músculos – Provas e Funções. 3ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 1987.
5 GOSS, Charles Mayo; GRAY, Henry. Gray Anatomia. 29ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988.
6 TORTORA, Gerald J.; GRABOWSKI, Sandra Reynolds. Princípios de Anatomia e Fisiologia. 9ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2002.
7 MOORE, Keith L.; DALLEY, Arthur F. Anatomia Orientada para a Clínica. 4ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
8 LATARJET, M. Anatomia Humana. 2ed. v.1. São Paulo: Panamericana, 1996.
9 THIBODEAU, Gary A.; PATTON, Kevin T. Estrutura e Funções do Corpo Humano. 11ed. São Paulo: Manole, 2002.
10 BRANDÃO, Miriam C. S. Anatomia Sistêmica – Visão Dinâmica para o Estudante. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
11 CASTRO, Sebastião Vicente de. Anatomia Fundamental. 3ed. São Paulo: Makron Books, 1985.
12 NETTER, Frank H. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.
13 SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
24/02/2016

Faça como o Guilhermino...

"Não adianta ser rico e usar roupa cara, se o


melhor da vida a gente faz pelado"
Anato Anatolino