Você está na página 1de 3

Era Vargas 

A crise de 1929 e seus efeitos no Brasil:


A crise de 1929 foi a crise do sistema capitalista liberal, se iniciou nos EUA e teve efeitos em todo o mundo. Nesse
período o Governante do Brasil era Washington Luís (Paulista) (1926-1930), fazia parte da política de café com leite,
aonde revezavam o governante entre MG e SP. A crise gerou a queda das exportações do café, consequentemente o
seu preço caiu. Além disso a ausência de empréstimos agravaram a crise, mostrando que a política de café com leite
estava perto do fim.
Com a indicação de Júlio Prestes (SP) para governar o brasil gerou uma reação mineira, pelo fato de ser a vez de MG
governá-lo. Formando assim uma aliança liberal constituída por MG + RS + PB.
Getúlio Vargas mais João Pessoa tinham o apoio do Tenentismo nessa época. Em 1930 Getúlio Vargas se candidata
às eleições contra Júlio Prestes, há a vitória de Júlio Prestes porém João Pessoa (Candidato a Vice de Vargas) é
assassinado e é utilizado como manobra política Contra Washington Luís. Culminando em uma Guerra Civil e o
Exército aplica um golpe, afastando W.L. e Júlio Prestes, entregando o poder a Vargas.
Revolução de 1930 (Era Vargas 1930-1945):
1. Governo Provisório (1930-1934)
2. Fase Constitucional (1934-1945)
3. Estado Novo (1937-1945)
Governo Provisório (1930-1934)
“A questão Social é Caso de Política”
Houve a suspensão da constituição de 1891, fechamento do Congresso, Destituição dos governadores interventores e
passou a Governar por Decretos.
Panorama Mundial:​ Havia uma disputa ideológica entre o Comunismo e o Fascismo.
Vargas cria leis trabalhistas afim de:
1. Conter a radicalização do movimento operário
2. Conter o apoio político das massas, sendo um Governo Populista criando a CLT, que concedia um Salário
Mínimo, havendo um teto limite, Carteira de Trabalho, Aposentadoria e Férias.
3. Criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio → Estado Conduzia o processo industrial e
planejamento, havendo assim uma forte intervenção estatal e nacionalismo.
Sindicatos: Passaram a serem controlados pelo estado, ficando conhecido por “pelego”
OBS: A legislação trabalhista de Getúlio Vargas e seus objetivos era inspirada na Carta Del Lavoro de Benito
Mussolini.
Revolução Constitucionalista de 1932:
SP: Manifestação contra vargas exigindo o retorno das eleições
Morte de 4 Estudantes que se manifestavam culminou no início da revolta
Movimento MMDC (sigla com o nome dos 4 jovens mortos): São Paulo contra Vargas culminando em uma guerra
civil, que gerou a derrota de SP. Porém 3 meses após a vitória Vargas cria o Código Eleitoral e confirma que criaria a
nova constituição.
Criação de um Código Eleitoral: ​A mulher passava a votar (algo altamente defendido pelo Movimento Sufragista
Feminino), o direito a voto secreto e houve a criação da justiça eleitoral.
Criação da Assembleia Constituinte (1933)
Nova Constituição Promulgada (1934): ​Declarando o brasil uma república federativa, presidencialista (4 em 4 anos),
dividida em 3 poderes, com o voto direto, secreto, feminino, excluindo mendigos, analfabetos e soldados. Também era
desvinculado (presidente separado do vice). Havia também a presença de sindicatos controlados pelo estado, tendo
que estar inscrito no ministério. As leis trabalhistas também se fizeram presente em conjunto com a defesa de
liberdades individuais.
Obs: ​Vargas é eleito presidente pelo voto indireto.
Fase Constitucional (1934-1937)
Duas ideologias faziam-se presentes na europa, tendo representação no brasil através dos:
1) A.I.B. (Ação Integralista Brasileira): ​Que defendia o Fascismo, tendo como líder Plínio Salgado, esse que
defendia o antissemitismo, nacionalismo exagerado, totalitarismo, anti comunismo e uma ditadura centralizada.
Seu lema era “Deus, Pátria e Família”, conhecidos por camisas verdes e tinha como símbolo (​Σ​). Apoiavam a
igreja, classe média e as elites.
2) A.N.L. (Aliança Nacional Libertadora):​ Composta por comunistas, socialistas, anarquistas e democratas
simpatizantes, tendo como Líder Luís Carlos Prestes e sua mulher Olga Benário. Defendiam a reforma agrária,
nacionalização de empresas estrangeiras e o não pagamento da dívida externa e a democracia.
Vargas fecha a A.N.L. em 1935, gerando revoltas comunistas a fim de derrubar vargas
Intentona Comunista de 1935:​ Tentativa de comunistas tomarem o poder e retirar Getúlio. Porém prestes é preso e
Olga é deportada para a alemanha nazista, uma vez que ela era Judia.
Campanha Eleitoral (1937)​: O governo anuncia a descoberta de um plano comunista chamado de ​Plano-Cohen​ dos
Integralistas, culminando na suspensão das eleições, fechamento do congresso e suspensão da constituição.
Estado Novo (1937-1945)
Fase ditatorial, em que a constituição de 1937 foi outorgada (imposta), inspirada no fascismo polonês, ficando
conhecida por “POLACA”.
Vargas passa a governar por decretos, o poder legislativo é suspenso, (--------------). As bandeiras dos estados são
queimadas e os partidos políticos são fechados, inclusive o A.I.B.
Intentona Integralista: Foi a tentativa dos integralistas em denunciar getúlio, e Plínio Salgado era o líder, mesmo
exilado em portugal.
Fundação da UNE: ​Discutia sobre reformas na educação
Criação do DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda): Foi responsável pela construção da imagem de getúlio
como “Pai dos Pobres”, além de agir com censura, controlando artes, música e cinema.
Além disso a prática da capoeira havia sido legalizada.
Criação do DOPS (Delegacia de Ordem Política e Social): ​Cuidava de presos políticos, prisões e mortes.
Criação da DASP (Departamento de Administração do Serviço Público): Elaborou concursos públicos,
defendendo a meritocracia, racionalizando e modernizando o estado.
O Brasil na 2​a​ Guerra (1939-1945)
Eixo → Alemanha X Aliados → EUA (Isolacionistas)
Vargas: ​Cria o projeto industrial, criando indústrias de base, aumentando as nossas exportações através da
substituição de importações e aumentando o nacionalismo.
Política da Boa Vizinhança: Tentativa de manter boas relações a fim de usufruir das vantagens do Brasil. Vargas
precisava de capital para a construção de fábricas e os americanos de apoio.
→ Submarinos alemães afundaram navios brasileiros (1942), fazendo o brasil declarar guerra ao EIXO.
→ Criação da CLT (1943)
FEB (Força Expedicionária Brasileira):​ O brasil envia 25 mil soldados (pracinhas) para lutar na itália.
Fim do Estado Novo:
Contradição Interna: A luta ao lado de forças democráticas contra a ditadura fascista, quando o próprio brasil havia
uma ditadura. Com isso, o exército em conjunto com alguns setores da sociedade passam a exercer pressão sobre o
retorno da democracia.
Convocar Eleições:​ Novo Presidente, Nova Constituição, Congresso.
Criação de Partidos: Partido Trabalhador Brasileiro (PTB), Partido Social Democrático (PSD), União Democrática
Nacional (UDN), esse que era o partido de oposição e o Partido Comunista Brasileiro (PCB), que defendia a anistia
para os presos políticos, como Júlio Prestes.
Vargas se associa aos comunistas, sendo ambos nacionalistas.
Movimento Queremista:​ Queriam a presidência de Getúlio.
Exército Depõe Vargas da Presidência: Não apoiavam a associação com os comunistas e a manobra para continuar
a presidência.
Presidente do STF assume:​ José Linhares