Você está na página 1de 48

ANOMALIAS

CROMOSSÔMICAS

Profa. Dra. Vanessa Silveira


Cromossomos
q 1882 – Walther Flemming
q Kroma: cor Soma: corpo

q 1956 – Citogenética humana


q Número de cromossomos humanos

q 1959 – Síndrome de Down

q Estrutura dos cromossomos


q 1960 – Cromossomo Filadélfia

q Leucemia mielóide crônica


1. Cromossomos: conceito, estrutura e função

nCromatina

nDNA de cadeia individual

nCromossomos

nCadeias duplicadas
Cromossomos

¤ Cromátides irmãs

¤ Classificação morfológica: posição do centrômero

Metacêntrico Sub- metacêntrico Acrocêntrico Telocêntrico


Ciclo
Ciclocelular
celular

Fuso mitótico Prófase


Intérfase
Metáfase
centrossomo Núcleo

Cromossomos
centrossomo

Cromatina Membrana
plasmática Sulco de clivagem Formação núcleo

Cromossomos

Citocinese Telófase
Anáfase

envelope nuclear
Citogenética
q Cromossomos

q Estrutura, morfologia e número Cromossomo

Núcleo

q Conjunto de cromossomos: cariótipo

Célula

q Cariótipo Humano

q 22 pares - Autossômos

q 1 par - Cromossomos sexuais


Cariótipo Humano
Ø Diplóide
Ø 2n cromossomos
Ø 22 pares cromossomos autossômicos
Ø 1 par cromossomos sexuais

Cariótipo feminino: 46, XX Masculino: 46, XY


2. Mutações
Ø Somáticas: não
transmissíveis Tecido
somático Progênie
normal
Tecido
germinativo
Ø Germinativas:
herdáveis Setor
mutante
Setor
mutante
Progênie
normal

Progênie
com mutação
Aberrações cromossômicas
Ø Numéricas

Ø Euploidias e aneuploidias

Ø Estruturais

Ø Deleções, inserções, translocações, inversões


Numéricas - Euploidias
Ø 1. Monoploidia: n cromossomos
Ø 2. Diploidia: 2n cromossomos
Ø 3. Triploidia: 3n cromossomos
Ø 4. Poliploidia: mais de dois conjuntos

20% dos abortos


espontâneos

Triploidia: 69, XXX


Numéricas - Aneuploidias

¤ Aneuploidias
¤ São alterações que envolvem um ou mais
cromossomos de cada par, dando origem a múltiplos
não exatos do numero haplóide característico da
espécie.

q Trissomias – Ex. Trissomia do cromossomo 21

q Monossomias
Numéricas - Aneuploidias

Ø 1. Monossomia: 2n – 1
Ø 2. Trissomia: 2n + 1
Ø 3. Nulissomia: 2n – 2

Monossomia: 45, X Trissomia: 47, XX +21


Meiose

46 cromossomos

Meiose I
Duplicação
(2n)

Recombinação

Separação das cromátides irmãs


Meiose II
(n)
Gametas haplóides - 23
cromossomos
Principal causa
q Não disjunção meiótica (I ou II)

Meiose I

Não disjunção
Meiose
II
Não
disjunção

Gametas

Número de cromossomos

(a)Não disjunção dos cromossomos homólogos (b) Não disjunção das cromátides irmãs
Meiose I Meiose II
3. Cromossomopatias Humanas
q Incidência

q Trissomias (13, 18 e 21)

q Aneuploidias dos cromossomos sexuais

q Abortos espontâneos
Trissomias – Síndrome de Down

q SÍNDROME DE DOWN

q Trissomia do cromossomo 21

q t14;21

q Mosaicismo

q Incidência: 1:800

q Risco aumenta
significativamente
após os 30 anos

Trissomia: 47, XY + 21
Face e nariz
achatados, olhos
inclinados para
cima
q Características
q Linha siamesa palmar

q Clinodactilia (Encurvamento dos pés e mãos)

q Hipotonia (Fraqueza muscular)

q Anomalias cardíacas (40%)

q Baixa estatura - Feto de menor tamanho

q Espessamento nucal
Dedos separados,
curtos, aumento de
q Retardo mental dobras da pele

Fonte: http://www.lucinafoundation.org
Mosaicismo

Não disjunção pós –zigótica

n
n

Zigoto
Erro durante a Mitose Mosaicismo
Mosaicismo

q Células Germinativas
q Indivíduo normal
q Autossômicas dominantes
q Heranças ligadas ao X
q Distrofia muscular de Duchene Célula normal
q Síndrome de Turner

q Células somáticas
Monossomia
q Fenótipo intermediário cromossomo X

Célula alterada Mosaico cromossômico


q Síndrome de Down
Trissomias – Síndrome de Edwards

q Trissomia do cromossomo 18:


q 20% dos casos

q Mosaico

q 95% dos fetos - Abortos espontâneos

q Incidência: 1:7.500

q Sobrevida: 5 a 10% no 1º ano

Trissomia do cromossomo 18 (47, XY, + 18)


Síndrome de Edwards
Região
occipital
Boca proeminente

q Manifestações clínicas pequena e


pescoço Malformação
curto orelhas
q Retardo mental e de
desenvolvimento Esterno
proeminente

q Má formação cardíaca grave


q Hipertonia
q Microcefalia
Mãos
fechadas e
q Pés virados para fora e dedos
sobrepostos
calcanhar proeminente
q Sobrevida pós natal - rara

Fonte: http://www.lucinafoundation.org
Síndrome de Patau

¤ Trissomia do cromossomo 13

¤ Clinicamente grave
¤ Letal – 6 meses

¤ Incidência rara:
¤ 1:15.000 a 25.000

Trissomia do cromossomo 13 (47, XX, + 13)


Síndrome de Patau

¤ Manifestações clínicas
Cabeça pequena e
¤ Malformações graves do sistema nervoso central ausência de
sobrancelhas

¤ Retardo mental acentuado


Lábio
leporino
¤ Lábio leporino e fenda palatina
Malformação
orelhas
¤ Polidactilia

¤ Sobrevida pós natal:

Mãos fechadas e
polidactilia

Malformação
Testículos

Fonte: http://www.lucinafoundation.org
Distúrbios cromossomos sexuais
Síndrome de Klinefelter

¤ 47, XXY ¤ Incidência:


¤ 48, XXYY, 48, XXXY ¤ 1:1000 nascidos sexo masculino

¤ 50% : erros na meiose I


paterna

47, XXY
Síndrome de Klinefelter

Características
q Pacientes altos e magros
q Membros inferiores relativamente longos
q Hipogonadismo – puberdade
q Ginecomastia
q Testículos pequenos e caracteres
sexuais secundários
subdesenvolvidos
Síndrome 47, XYY

¤ Incidência: 1:1000

¤ Fenótipo normal

¤ Causa: não disjunção paterna


¤ Meiose II

¤ São altos

¤ Inteligência e fertilidade normais

¤ Alguns casos apresentam déficit educacional

¤ Hiperatividade e impulsividade
Trissomia X
q Incidência: 1:700

q Fenotipicamente normais

q Férteis

q Leve retardo mental

q Identificação:
q Clínicas de infertilidade

q Instituições para
deficientes mentais
Monossomias
Síndrome de Turner

¤ Síndrome de Turner
¤ 45, X
¤ Alta incidência em abortos espontâneos Pescoço
alado
q Baixa estatura
q Pescoço curto e alado
q Tórax em escudo
q Pelve andróide
q Linfedema qOcorrência:
q Cúbito valgo q1/2.500 - 1 / 10.000
q Cardiopatias
Síndrome de Turner

¤ Síndrome de Turner
¤ 45, X
¤ Alta incidência em abortos espontâneos

Variantes
§ 46, X,I (Xq)
§ 45, X/46, XX (mosaico)
§ 45, X, outras anormalidades
Incidência
Resultado Gestações Abortos Nascidos vivos
de cariótipos espontâneos %
Total 10.000 15 8.500
Cromossomos 9.200 8 8.450
normais
Anomalias 800 94 50
cromossômicas
Triploidia ou 170 100 0
tetraploidia
Monossomia 45,X 140 99 1
Trissomia do 16 112 100 0
Trissomia do 18 20 95 1
Trissomia do 21 45 78 10
Outras trissomias 209 99,5 1
Trissomia sexual 19 21 15
Rearrajos 46 26 20
Outros 39 95 2
Aberrações estruturais

q Rearranjos balanceados q Rearranjos não balanceados


q Translocação q Deleção terminal e intersticial
q Inversão q Duplicação
q Isocromossomo
q Dicêntrico
q Anel
q Marcador
Rearranjos comossômicos

Ø Inversões: paracêntricas
ou pericêntricas

Ø Deleção: terminal ou
intersticial

Ø Translocação:
balanceada e não
balanceada

Ø Duplicação
Rearranjos comossômicos
Paracêntrica
Ø Inversões: paracêntricas
Centrômero
ou pericêntricas
Quebra Reinserção
Ø Deleção: terminal ou da região
inversão quebrada
intersticial

Ø Translocação:
Pericêntrica
balanceada e não
balanceada
Quebra Reinserção
Ø Duplicação da região
inversão quebrada
Rearranjos comossômicos

Ø Inversões: paracêntricas
ou pericêntricas

Ø Deleção: terminal ou
intersticial

Ø Translocação:
Região de
balanceada e não quebra
balanceada Região
deletada
Ø Duplicação
Rearranjos comossômicos

Ø Inversões: Paracêntricas
ou Pericêntricas Cromossomo A Translocação balanceada

Ø Deleção: Terminal ou
Intersticial

Ø Translocação:
balanceada e não Cromossomo B

balanceada

Ø Duplicação
Rearranjos comossômicos

Ø Inversões: Paracêntricas
ou Pericêntricas

Ø Deleção: Terminal ou
Intersticial

Ø Translocação:
balanceada e não
balanceada

Ø Duplicação
Translocação
não balanceada
Rearranjos comossômicos

Ø Inversões: Paracêntricas
ou Pericêntricas

Ø Deleção: Terminal ou Cromossomo

Intersticial

Ø Translocação:
balanceada e não Região
balanceada duplicada

Ø Duplicação
Aberrações – Deleções

q Autossômicas
q Cromossomos sexuais
Síndrome do cri du chat
Deleção do braço curto do cromossomo 5:
46, XX, 5p-
q Ocorrência

q 1:50.000 nascimentos

q Retardo mental

q Choro característico
Síndrome do miado de gato

46, XY, 5p-


q Olhos de inclinação anti-mongolóide
q Hipotrofia muscular
q Microcefalia
q Orelhas malformadas
q Estrabismo
Microdeleções e duplicações autossômicas

¤ S. Prader-Willi

¤ S. Angelman

¤ S. Charcot-Marie-Tooth

¤ S. Wolf-Hirschhorn

¤ S. Miller-Dicker

¤ S. Velocardiofacial

¤ S. Langer-Giedion

¤ S. Williams

¤ WAGR
6. Aplicabilidade

Citogenética

Diagnóstico Pesquisa

Aconselhamento Oncologia
genético Síndromes cromossômicas
Cromossomo filadélfia- Ph1

Leucemia mielóide crônica

ü Tirosino quinase

ü Imatinibe

46, XX, t(9;22)(q34; q11.2)


PDG: Diagnóstico pré implantacional
q Reprodução assistida
Distrofia Muscular de Duchene
q Fertilização in vitro

Procedimento
cirúrgico

Teste para aberrações


cromossômicas

q Trissomias, monossomias
q Aberrações cromossômicas
q Translocações, anomalias ligadas ao sexo
Estudo dirigido – relato de caso

Indicação para o estudo cromossômico - Descrever


q Diagnóstico

q Pesquisa

1. Caracterizar a alteração cromossômica

2. Técnica utilizada para análise cromossômica


Referência bibliográfica

• Thompson & Thompson Genética Médica. Nussbaum, McInnes, Willard, Editora Elsevier,
7ª edição, 2007.

• Genética Médica. Manual destinado aos estudantes universitários das áreas de Ciências
Médicas, Biomédicas e Biológicas. Paulo Alberto Otto, Regina Célia M Netto, Priscila
Guimarães Otto. Editora Roca, 2013