Você está na página 1de 21

#4

UNIVERSIDADE METODISTA DE ANGOLA


FACULDADE DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA MECATRÓNICA

Instrumentação

Capítulo IV – Condicionamento de Sinal

Professor: João Lourenço Cussondama 1


#4
PROFESSOR: João Lourenço Cussondama
PERÍODO: Noite

Programa

4. Condicionamento de Sinal
Geração e Análise de Sinais.
Sistemas Analógicos.
Princípios. Circuitos Passivos. Circuitos com Pontes: Ponte de Wheatstone; Pontes AC.
Filtros.
Amplificador Operacional: Revisão de conceitos. Amplificador de Instrumentação.
Sistemas Digitais. Princípios. Conversores D/A e A/D. Sistemas de Aquisição de Dados.

Luanda/2018 2
Bibliografia #4

[1] “Principles of Electronic Instrumentation” – Diefenderfer, Holton – Saunders College


Publishing – 1994
[2] “Modern Electronic Instrumentation and Measurement Techniques” – A.D.Helfrick,
W.D.Cooper – Prentice Hall International Editions – 1990
[3] “Process Control Instrumentation Technology” – C.D.Johnson - Prentice Hall – 1997
[4] “Handbook of Modern Sensors – Physics, Designs and Applications” – Jacob Fraden –
American Institute of Physics – 1997
[5] PC-Based Instrumentation and Control” – Mike Tooley
[6] “Instrumentation Catalogue” – NationalInstruments - 1998
http://www.instrumenti.com.br/index.php/pt/downloads/category/15-manuais

https://www.sites.google.com/site/ricardodequeiros/

http://fisicaevestibular.com.br/novo/eletricidade/eletrodinamica/galvanometro-como-
amperimetro-e-como-voltimetro-ponte-de-wheatstone/
3
Bibliografia

Pesquisar por: bweutil google sites


https://sites.google.com/site/bweutil/home/instrumentacao

4
Sumário #4

5
Condicionamento de Sinal

A maioria dos sinais analógicos requerem alguma forma de preparação antes de


serem digitalizados. O condicionamento de sinal é a manipulação de um sinal de
maneira a prepará-lo para o próximo estágio de processamento. Muitas
aplicações envolvem medições ambientais ou estruturais, como temperatura e
vibração, de sensores. Esses sensores, por sua vez, exigem condicionamento de
sinal antes que um dispositivo de aquisição de dados possa medir com eficácia e
precisão o sinal.

Por exemplo, os sinais de termopar têm níveis de voltagem muito pequenos que
devem ser amplificados antes que possam ser digitalizados. Outros sensores,
como detectores de temperatura de resistência (RTDs), termistores, e
acelerômetros, exigem excitação para operar. Todas essas tecnologias de
preparação são formas de condicionamento de sinal.

6
Condicionamento de Sinal
 Fazem alterações necessárias nos sinais analógicos gerados pelos
sensores antes que sejam introduzidos no sistema de aquisição de dados.
Tipos:
 Transmissor;
 Filtro;
 Amplificador;
 Conversor;
 Linearizador.
CV CV

CV

7
Condicionamento de Sinal
• Transmissor
 Possui as funções de:
 Padronizar o sinal, proporcionando uma padronização
dos instrumentos e interfaces receptoras;
 Isolar o sinal do processo do sistema receptor
 Levar a informação para locais remotos, sem
corrupção ou deformações;
Rosemount™ 3051 Coplanar™
Pressure Transmitter
Padrões:
 4 a 20 mA/ eletrônico
 3 a 15 psi/ pneumático

8
Condicionamento de Sinal
Interpolação é um método que permite construir um novo conjunto de dados a partir
de um conjunto discreto de dados pontuais conhecidos.
Atualmente quem faz tal conversão são os transmissores que pegam o sinal dos
sensores e transformam em um sinal cujo o controlador vai poder ler (geralmente 4 a
20mA).

A interpolação linear entre dois pontos pode ser deduzida usando-se proporcionalidade:

FORMULA:

9
Condicionamento de Sinal
Exemplo:
Qual a saída do Transmissor em PSI quando no Controlador estiver marcando 8mA?

Y max x max

ymin x min

X = 6 psi

10
Condicionamento de Sinal
• Amplificação
O tipo mais comum de condicionamento é a amplificação. Sinais de baixa
intensidade devem ser amplificados para aumentar a resolução e reduzir o
ruído. Para uma maior precisão, o sinal deve ser amplificado de forma que a
máxima tensão do sinal a ser condicionado coincida com a máxima tensão de
entrada do conversor A/D.

Amplificador de instrumentação

11
Condicionamento de Sinal
• Amplificação

12
Amplificação
Condicionamento de Sinal
• Amplificador de Instrumentação para um termopar

 Termopar
Tipos Intervalo de Voltagem de Saída Tipos Material Material
Temperatura (mV) Positivo Negativo
(°C)

E 0 à 980 0 à 75,12 E Cromo Constantan

J -185 à 870 -7,52 à 50,05 J Ferro Constantan

K -185 à 1260 -5,51 à 51,05 K Cromo Alumínio

T -185 à 400 -5,28 à 20,80 T Cobre Constantan

12
Condicionamento de Sinal
• Amplificação
 Circuito Condicionador
Como os sinais gerados são muito pequenos, na ordem dos
mV, o que torna difícil sua leitura e, por conseqüência, a análise de
características, é necessária a amplificação destes sinais. O circuito
condicionador amplifica os sinais de baixa amplitude para
possibilitar uma medição precisa.

uma das formas para amplificar os sinais dos Transdutores É a utilização de


amplificador de instrumentação como o INA129 da Texas Instruments.
Tal amplificador pode fornecer ganhos de até 10000 vezes aumentando
consideravelmente a amplitude do sinal.

12
Condicionamento de Sinal
• Amplificação
 Circuito condicionador

http://www.ti.com/product/INA129
12
Condicionamento de Sinal
• Amplificação

Após a amplificação dos sinais, pode-se analisar o comportamento dos


termopares, ou seja, a linearidade das respostas (temperatura X tensão de saída).

A saída do termopar não é linear. A relação entre a temperatura e a


tensão de saída é uma equação polinomial de 5ª a 9ª ordem dependendo do tipo
do termopar.

Após a coleta de algumas amostras de medidas de temperatura e


tensão de saída, pode-se montar uma tabela, que por sua vez gera um gráfico
(T x V), ou seja, a tensão de saída do conformador variando de maneira
proporcional à temperatura.

Utilizando as amostras e técnicas de regressão linear chega-se a uma


equação do tipo

Y = a + bx

12
Condicionamento de Sinal
• Excitação
Alguns transdutores requerem uma tensão externa ou sinais de corrente
de excitação. Os módulos de condicionamento de sinal para esses
transdutores geralmente geram esses sinais. Por exemplo, em medições
utilizando-se RTDs, normalmente utiliza-se uma fonte de corrente que
converte a variação da resistência em relação a uma tensão mensurável.

18
Condicionamento de Sinal
• Linearização
Outra função comum do condicionamento de sinal é a linearização.
Muitos transdutores, como os termopares, têm uma resposta não-
linear às mudanças das ocorrências que vão ser medidas.

Deve-se conhecer a natureza do sinal, a configuração de medição e os efeitos


do ambiente ao redor do sistema. Com base nestas informações, pode-se
determinar qual o mais adequado condicionamento de sinal para um
determinado sistema de aquisição de dados.

19
Condicionamento de Sinal

20
Condicionamento de Sinal

21
#
Capítulo

Condicionador de sinal