Você está na página 1de 9

Trabalho

De
Biologia
Nome:
Turma:
Professor:
Francesco redi
Conhecido pelo seu experimento realizado em 1668 que se considera um dos
primeiros passos para a queda de reputação da abiogênese. O saber do seu tempo
considerava que as larvas se formavam naturalmente a partir de carne em putrefação.
Na sua experiência, Redi utilizou mais de 8 frascos, nos quais colocou carne em estado
de putrefação. Selou fortemente a metade deles, deixou outra metade aberta e cobriu
a outra metade com gaze. Desenvolveram-se larvas no frasco aberto e sobre a gaze do
frasco correspondente. Não se desenvolveram larvas em nenhuma parte do frasco
selado. Porém seu experimento não satisfez os abiogênicos, que seguiam os conceitos
que a vida surgia espontaneamente da matéria bruta, que para Aristóteles continha
um principio ativo capaz de gerar a vida. E falaram que no frasco selado, não continha
a máteria bruta principal, o ar. Assim, disseram que apenas as larvas nasciam de seres
pré-existentes. Essa experiência acabou gerando muita polêmica mas hoje não traz
dúvidas. A nova teoria de Redi (biogênese) generalizou suas conclusões afirmando que
todos os seres vivos, vem sempre de outros seres vivos. Esses animais a qual Redi se
referiu não são, de fato ,animais do grupo Vermes. São na verdade, larvas de moscas,
que surgem de ovos postos na carne por fêmeas adultas fecundadas. Essas larvas
crescem e se desenvolvem, tornando-se pupas imóveis envolvidas por uma casca
externa resistente. Depois de passar por grandes transformações, cada pupa origina
uma nova mosca adulta. Com isso comprovou a experiência da biogênese. Com tudo
isso pode se afirmar que Redi provou que os defensores da teoria da abiogêneses
estavam totalmente errados sobre o principio ativo e a geração espontânea. Foi um
importante cientista na história.

Nascimento: 18 de fevereiro de 1626, Arezzo

Morte 1 de março de 1697 (71 anos)

Campo(s): Medicina, entomologia, parasitologia, linguística


John needham
John Needham (Londres, Inglaterra, 10 de setembro de 1713-Bruxelas, Bélgica, 30 de
dezembro de 1781): naturalista inglês, extremo defensor da Abiogênese, fez várias
experiências com frascos de vidro contendo "caldos nutritivos" abertos, fechados com
rolhas, aquecidos ou não, conseguindo proliferação de microrganismos em todos os
casos.

Cientista inglês, John Tuberville Needham teve que deixar o país (uma nação
protestante que acabara de sair de um período de grande turbulência religiosa) para
estudar e tornar-se padre católico. No seminário, teve contato com a história natural e
ficou fascinado pela microscopia. Em 1745, publicou uma obra que incluía suas
observações sobre diferentes tipos de pólen, o que lhe granjeou o respeito dos
botânicos.

Enquanto estudava microscopia em Paris, conheceu o naturalista francês Georges


Buffon, que lhe apresentou às idéias do filósofo e matemático alemão Gottfried
Leibniz. A partir das mônadas (moléculas vivas) de Leibniz, Needham desenvolveu a
teoria sobre a força vegetativa que unia todas essas moléculas. Desenvolveu, então,
suas experiências em geração espontânea, que o colocaram em confronto com
Voltaire e Spallanzani. Needham ficou conhecido também por suas obras sobre religião
por seu trabalho científico, foi o primeiro padre católico a tornar-se membro da Royal
Society, a mais antiga sociedade científica britânica, em 1768. No mesmo ano, mudou-
se para Bruxelas, na Bélgica, tornando-se diretor da Academia de Ciências. Morreu em
Bruxelas em 1781.

Onde os microrganismos só poderiam ter aparecido através da "geração espontânea"


já que os caldos nutritivos foram aquecidos e as possíveis formas vivas foram
eliminadas e os frascos, levemente fechados, impediram a entrada de formas vivas
presentes no ar. Dizia que existia um tipo de "força vital" que era responsável pelo
aparecimento dos microrganismos. Porém, um padre e biólogo chamado Lazzaro
Spallanzani, repetiu os mesmos experimentos de Needham com pequenas tocou SOS
(ele fechou adequadamente os frascos e os levou a fervura por 1 hora matando os
microrganismos presentes no caldo), e observou, depois de alguns dias, que o caldo
nutritivo se manteve estéril. Needham defendeu-se dizendo que não aquecera muito
para não destruir o "princípio ativo", existente nos caldos.

Com essa experiencia, a Abiogênese ganhou força novamente. Sua queda só veio com
os experimentos de Louis Pasteur.
lazzaro Spallanzani
foi um padre, fisiologista e um estudioso das ciências naturais. Educado num colégio
de jesuítas, Spallanzani abandonou os seus estudos em Direito na Universidade de
Bolonha para se dedicar à ciência. O seu trabalho centrou-se na investigação da teoria
da geração espontânea. Com suas experiências, Spallanzani mostrou que os micróbios
movem-se pelo ar e que podem ser eliminados por fervura.

Seu intuito era derrubar as ideias de John Needham, que através de seus experimentos
havia "comprovado" que a vida poderia surgir espontaneamente de um caldo
nutritivo, colocado em um recipiente vedado e aquecido até sua fervura. O problema
do experimento de Needham eram os recipientes, que não foram bem vedados,
permitindo a entrada de microrganismos e a contaminação do caldo nutritivo, e uma
fervura branda, que possivelmente não haveria matado todos os microrganismos que
já estavam no caldo nutritivo. Spallanzani mostra que com os recipientes vedados de
outra maneira mais eficiente e realizando a fervura por mais tempo, a vida não surge
espontaneamente.

Porém Needham retrucou afirmando que com aquela fervura Spallanzani havia
acabado com o ar dos recipientes, impossibilitando o surgimento da vida. Realmente o
experimento acabava com o oxigênio dos frascos. A controvérsia só veio a ser
esclarecida mais tarde, com as descobertas de Louis Pasteur.

Nascimento: 10 de janeiro de 1729, Scandiano

Morte: 12 de fevereiro de 1799 (70 anos) Pavia

Alma mater: Universidade de Módena

Causa da morte: Assasinado por Ezio Auditore da Firenze um Italiano.

Orientador(es): Laura Bassi

Campo(s): Biologia
Pasteur

Louis Pasteur nasceu em Dole (França), em 27 de Dezembro de 1822. O seu pai foi
sargento na Armada Napoleônica. Pasteur não foi um aluno especialmente aplicado ou
brilhante na escola e nem mesmo na universidade em que estudou. Quando era
jovem, tinha um gosto especial pela pintura e fez diversos retratos de sua família. Aos
dezenove anos, abandonou a pintura para se dedicar à carreira científica, que
perdurou por toda a sua vida. Em 1847 ele completou os seus estudos de doutorado
na escola de física e química em Paris.

Citado muitas vezes como um fervoroso católico, mas, de acordo com o seu neto
Pasteur Vallery-Radot, no entanto, Pasteur só tinha guardado da sua formação católica
uma espiritualidade sem prática religiosa

É reconhecido pelas suas notáveis descobertas das causas e prevenções de doenças.


Entre seus feitos mais notáveis pode-se citar a redução da mortalidade e a criação da
primeira vacina contra a raiva (Vacina anti-rábica). As suas experiencias deram
fundamento para a teoria microbiológica da doença. Foi mais conhecido do público em
geral por inventar um método para impedir que leite e vinho causem doenças, um
processo que veio a ser chamado pasteurização, em homenagem ao seu sobrenome.
Ele é considerado um dos três principais fundadores da microbiologia, juntamente com
Ferdinand Cohn e Robert Koch. Pasteur também fez muitas descobertas no campo da
química, principalmente a base molecular para a assimetria de certos cristais. O seu
corpo está enterrado sob o Instituto Pasteur em Paris, numa tumba decorada por
mosaicos em estilo bizantino que lembram os seus feitos.

Conhecido(a) por: Criador da pasteurização

Nascimento: 27 de dezembro de 1822, Dole, Franche-Comté, França

Morte: 28 de setembro de 1895 (72 anos), Marnes-la-Coquette, França

Nacionalidade : França
Darwin
Charles Darwin nasceu na casa da sua família em Shrewsbury, Shropshire, Inglaterra,
em 12 de fevereiro de 1809. Foi o quinto dos seis filhos do médico Robert Darwin e sua
esposa Susannah Darwin. Seu avô paterno foi Erasmus Darwin e seu avô materno o
ceramista Josiah Wedgwood, ambos pertencentes à proeminente e abastada família
Darwin-Wedgwood e à elite intelectual da época. Sua mãe morreu quando ele tinha
oito anos. No ano seguinte, em 1818, Darwin foi enviado para a escola Shrewsbury.
Interessava-se então apenas em colecionar minerais, insetos e ovos de pássaros, caça,
cães e ratos.

foi um naturalista britânico que alcançou fama ao convencer a comunidade científica


da ocorrência da evolução e propor uma teoria para explicar como ela se dá por meio
da seleção natural e sexual. Esta teoria culminou no que é, agora, considerado o
paradigma central para explicação de diversos fenômenos na biologia. Foi laureado
com a medalha Wollaston concedida pela Sociedade Geológica de Londres, em 1859.

Darwin começou a se interessar por história natural na universidade enquanto era


estudante de Medicina e, depois, Teologia. A sua viagem de cinco anos a bordo do
brigue HMS Beagle e escritos posteriores trouxeram-lhe reconhecimento como
geólogo e fama como escritor. Suas observações da natureza levaram-no ao estudo da
diversificação das espécies e, em 1838, ao desenvolvimento da teoria da Seleção
Natural. Consciente de que outros antes dele tinham sido severamente punidos por
sugerir ideias como aquela, ele as confiou apenas a amigos próximos e continuou a sua
pesquisa tentando antecipar possíveis objeções. Contudo, a informação de que Alfred
Russel Wallace tinha desenvolvido uma ideia similar forçou a publicação conjunta das
suas teorias em 1858.

Conhecido(a) por: Teoria da Evolução, seleção natural, seleção sexual

Nascimento: 12 de fevereiro de 1809, Shrewsbury, Shropshire, Inglaterra

Morte 19 de abril de 1882 (73 anos), Downe, Kent, Inglaterra

Nacionalidade: inglês britânico

Campo(s): História natural, naturalismo


Oparin
Oparin se formou na Universidade de Moscou em 1917. Em 1924 publicou um
opúsculo com a primeira versão de sua teoria para explicar o surgimento da vida na
Terra, a partir da evolução química gradual de moléculas baseadas em carbono. A
segunda versão, de 1938, alcançaria sucesso internacional que resultou na conhecida
versão em inglês, de 1953. Em 1946, foi admitido na Academia Soviética das Ciências.
Em 1970, foi eleito presidente da "Sociedade Internacional para o Estudo da Origem da
Vida". Faleceu aos 86 anos, em 21 de abril de 1980, e foi sepultado no Cemitério
Novodevichy em Moscou.

Sua teoria tem um forte embasamento darwiniano: através de competição e seleção


natural, determinadas formas de organização molecular tornaram-se dominantes e
caracterizam as moléculas vivas de hoje. Segundo ele, não existe diferença
fundamental entre os organismos vivos e matéria sem vida. Em princípio havia
soluções simples de substâncias orgânicas, cujo comportamento era governado pelas
propriedades de seus átomos e pelo arranjo destes átomos em uma estrutura
molecular. Gradualmente, entretanto, como resultado do crescimento em
complexidade, novas propriedades surgiram em consequência do arranjo espacial e
relacionamento mútuo das moléculas. Portanto, a complexa combinação de
propriedades que caracteriza a vida surgiu a partir do processo de evolução da
matéria.

Levando em conta a então recente descoberta de metano na atmosfera de Júpiter e


outros planetas gigantes, Oparin postulou que a Terra primitiva também possuía uma
atmosfera fortemente redutora, contendo metano, amônia, hidrogênio e água. Em sua
opinião, esses foram os elementos essenciais para a evolução da vida.

Nascimento: 2 de março de 1894, Uglitch

Morte: 21 de abril de 1980 (86 anos),Moscou

Nacionalidade : Russo

Instituições: Universidade Estatal de Moscou, Academia de Ciências da Rússia

Campo(s): Biologia
Haldane
Haldane nasceu na cidade de Oxford, filho de do fisiologista John Scott Haldane e de
Louisa Kathleen Haldane, descendente de uma família de aristocrata intelectual
escocesa, sua irmã mais nova, Naomi se tornou escritora. Seu tio, Richard Haldane, I
Visconde Haldane, político e Secretário de Estado de Guerra, e sua tia era a autora
Elizabeth Haldane. Seu pai era um cientista, filósofo e liberal, e sua mãe uma
conservadora. Haldane interessou-se no trabalho de seu pai logo durante a infância. O
resultado de seu longo estudo do mundo natural e sua devoção a evidências empíricas
o tornou ateu. Ele sentia que o ateísmo era a única dedução disponível em vista de
todas as evidências, dizendo, "Minha prática como cientista é ateia. Isso quer dizer,
quando realizo um experimento eu assumo que nenhum deus, anjo ou demônio irá
interferir em seu curso... Eu seria intelectualmente desonesto se eu não fosse ateísta
com os assuntos do mundo.

Haldane foi um dos fundadores, junto com Ronald Fisher e Sewall Wright, da Genética
populacional. Ajudou a desenvolver as tabelas de mergulho usadas pela Marinha
Inglesa e Americana durante a II Guerra Mundial, e que serviu de base para as tabelas
usadas até hoje por todos os mergulhadores. Emigrou em 1957 para a Índia, obtendo a
cidadania indiana. Haldane também deu a ideia aceita até hoje sobre a origem da vida,
assim como Oparin . Além disso, no seu tratado intitulado "Enzimas" sugeriu que as
interações fracas que se estabelecem entre a enzima e o seu substrato poderiam ser
usadas para distorcer a molécula do substrato e catalisar a reação. Esse conhecimento
representa o cerne da compreensão atual da catálise enzimática.

Nascimento: 5 de novembro de 1892, Oxford

Morte: 1 de dezembro de 1964 (72 anos), Bhubaneswar, Orissa, Índia

Nacionalidade: Reino Unido Britânico

Campo(s): Genética, biologia


Lamarck
foi um naturalista francês que desenvolveu a teoria dos caracteres adquiridos, uma
teoria da evolução agora desacreditada. Lamarck personificou as ideias pré-darwinistas
sobre a evolução. Foi ele que, de fato, introduziu o termo biologia.

Originário da baixa nobreza (daí o título de 'chevalier'), Lamarck pertenceu ao exército,


interessou-se por história natural e escreveu uma obra de vários volumes sobre a flora
da França. Isto chamou a atenção do Conde de Buffon que o indicou para o Museu de
História Natural, em Paris. Depois de ter trabalhado durante vários anos com plantas,
Lamarck foi nomeado curador dos invertebrados (mais um termo introduzido por ele),
e começou uma série de conferências públicas. Antes de 1808, ele era um essencialista
que acreditava que as espécies eram imutáveis. Mas graças ao seu trabalho sobre os
moluscos da Bacia de Paris, ficou convencido da transmutação das espécies ao longo
do tempo, e desenvolveu a sua teoria da evolução (apresentada ao público em 1809 na
sua Philosophie Zoologique).

A teoria de Lamarck não obteve grande aceitação na França, mesmo entre seus
colegas do Museu de História Natural, como por exemplo o eminente naturalista
Georges Cuvier. Entretanto, houve uma boa aceitação na Inglaterra.

A teoria da evolução de Lamarck é fundamentada em três aspectos:

1-Tendência dos seres para um melhoramento constante rumo à perfeição, um aumento da


complexidade dos seres menos desenvolvidos aos mais desenvolvidos; esta tendência seria
uma força externa, semelhante a atração gravitacional, que se agisse isoladamente geraria um
linha contínua e progressiva.

2- Porém, esta tendência não atua sozinha na evolução, há a lei do uso e desuso que
conjugada com a transmissão dos caracteres adquiridos provoca desvios na linha
evolutiva.

3- O naturalismo depende dos seres vivos para uma base científica e democrática
cientificamente por espécies de seres incompreensíveis por natureza.

Nome: Jean-Baptiste Pierre Antoine de Monet

Nascimento: 1 de agosto de 1744, Bazentin

Morte: 28 de dezembro de 1829 (85 anos), Paris

Nacionalidade: França

Ocupação: Naturalista