Você está na página 1de 4

Direito Previdenciário e Direito de Pessoal – Rafael Augusto

Aula 1 | Agente Público

SUMÁRIO

1. DIREITO DE PESSOAL ........................................................................................... 2


1.1 BREVE CONTEXTO HISTÓRICO ....................................................................... 2
2. AGENTE PÚBLICO (conceito atual) ...................................................................... 2
3. ESPÉCIES DE AGENTE PÚBLICO ....................................................................... 3
3.1 AGENTE POLÍTICO ............................................................................................... 3
3.2 SERVIDOR PÚBLICO ............................................................................................ 4
3.2.1 ESTATUTÁRIO..................................................................................................... 4
3.2.2 CELETISTA ........................................................................................................... 4
3.2.3 TEMPORÁRIO ...................................................................................................... 4

1
Direito Previdenciário e Direito de Pessoal – Rafael Augusto

Aula 1 | Agente Público

CONSIDERAÇÕES
Salienta-se que durante a explanação do conteúdo, estão inseridas as questões do último
concurso. Somente do concurso anterior, tendo em vista que a prevalência da cobrança ocorreu
quanto ao direito previdenciário público e este, passou por diversas mudanças. Embora tenha
ocorrido a maioria das modificações entre 1998 até 2003, porém existiram modificações
posteriores.

1. DIREITO DE PESSOAL
Trata especialmente do servidor público, consistente nas vantagens, deveres, regras,
direitos, sistema remuneratório e demais assuntos concernentes ao servidor público. Legislação:
Artigo 37 e seguintes da Constituição Federal, especialmente, o Artigo 39.

1.1 BREVE CONTEXTO HISTÓRICO


Anteriormente, em 1994, o tratamento dos servidores públicos era diferenciado na
Constituição Federal. Como por exemplo, a afirmação que quem trabalha para o governo, era
servidor público, fato que não é exatamente o correto. Com a emenda constitucional 18, 19 e
20 iniciaram uma alteração de denominação. Assim, tinha uma conotação mais estrita que a
atual (equivalente à atual do servidor público).
O funcionário público não é mais uma designação genérica, e então surgiu a figura do
agente público. O termo funcionário público está correto somente para uma das espécies de
agente público, qual seja, o servidor público. A constituição trata de agente público como
gênero, e demais outras espécies, como servidor público, agente político, particulares em
colaboração com o poder público.
Exemplo: Desde a emenda constitucional 18 de 1998. Os servidores que eram divididos
entre servidor público civil e servidor público militar, não existe mais essa dicotomia. Os
militares passaram a ser uma espécie de agente público. O militar, portanto, seja das forças
armadas, seja das policiais estaduais militares, não podem ser chamados nem de servidor
público, tampouco, de funcionário público.

2. AGENTE PÚBLICO (conceito atual)


É aquele que exerce, ainda que temporariamente, qualquer função, atividade ou serviço
público, a qualquer título. É, portanto a quem se imputa a vontade estatal (teoria do órgão, Otto
Gierke). Ou seja, aquele que age em nome do poder público e age em nome dele.
Art. 2° Reputa-se agente público, para os efeitos desta lei, todo aquele que exerce, ainda que
transitoriamente ou sem remuneração, por eleição, nomeação, designação, contratação ou qualquer outra
forma de investidura ou vínculo, mandato, cargo, emprego ou função nas entidades mencionadas no artigo
anterior.

 COMENTÁRIO: O artigo anterior da Lei de Improbidade não é relevante, tendo em


vista que trata de forma genérica da atividade estatal. Importante lembrar que não há
necessidade de decorar o conceito. Isso porque, além disso, tem-se o artigo 327 do Código
Penal, e não são os únicos na legislação. Há ampliações e diversas definições. Pode existir uma

2
Direito Previdenciário e Direito de Pessoal – Rafael Augusto

Aula 1 | Agente Público

questão para definir agente público, porém, basta saber que o gênero é agente público e basta
escrever com as próprias palavras.
O agente público é quem age dentro da Administração Pública, seja com vinculo
temporário, com ou sem remuneração.

3. ESPÉCIES DE AGENTE PÚBLICO


a) Agente político;
b) Servidor público;
c) particulares em colaboração com o Poder Público;
d) militares (EC nº18/98);

3.1 AGENTE POLÍTICO


Conceito:
(sentido lato – Hely Lopes) – São os componentes do governo nos seus primeiros escalões
investidos de cargos, funções, mandatos, comissões, por nomeação, eleição, designação ou
delegação, para o exercício de atribuições constitucionais. Em síntese, são os chefes do
Executivo, Ministros/Secretários, Parlamentares, Magistrados, MP, Diplomatas.
(sentido estrito – Bandeira de Mello, José dos Santos Carvalho Filho, Di Pietro) – Aquele
que desempenha função política ou de governo, que concorre para o direcionamento dos fins
da ação do estado, mediante fixação de metas, diretrizes, ou planos que pressupõem decisões
governamentais. São os chefes do executivo, Ministros/secretários, Parlamentares. O vínculo,
portanto, é apenas de natureza política.
No sentido lato, todos os que compõem a “cabeça” do Estado em uma estrutura de
autoridade e exerce cargo alto em qualquer unidade da Federação é agente político. A
diferenciação está no exercício de parcela do poder político. O vínculo, portanto, é político, o
Magistrado, embora seja, representante do Poder Judiciário, porém a natureza política da
atuação ocorre a diferenciação de um conceito para o outro. O Juiz não pode exercer questões
políticas no exercício de suas funções.

 COMENTÁRIO: Premissa do examinador. Se trouxer algo ligado ao MP e Juiz que


não exerce parcela da natureza política da função, ele leva em consideração o conceito lato da
afirmação. Já, se traz a questão política é adepto da outra posição. Se não houver como perceber,
a diferença será irrelevante para a questão.

3
Direito Previdenciário e Direito de Pessoal – Rafael Augusto

Aula 1 | Agente Público

3.2 SERVIDOR PÚBLICO


ESPÉCIES:

3.2.1 ESTATUTÁRIO
É o titular do cargo público. Vinculados com a administração pública por meio do
Estatuto dos Funcionários Públicos respectivo daquela Unidade da federação. O Regime é de
direito público.
Jurisprudência: SP.10.261/68 EFP.

3.2.2 CELETISTA
É o ocupante de emprego público. Regido pelas regras da CLT. Regime de Direito
privado.
3.2.3 TEMPORÁRIO
É contratado em situação emergencial e temporário.