Você está na página 1de 37

IDENTIFICAÇÃO

ANEXO-MP15-ENF-002 ATLAS DE CURATIVOS BASEADO NAS COBERTURAS PADRONIZADAS NO HOSPITAL ANCHIETA RV 03

Atlas de Curativos baseado


nas Coberturas padronizadas
no Hospital Anchieta

Elaboração: Gulliver Rezende Teodoro Ribeiro


Revisão: Enfº Guilherme Alves da Costa
Aprovação: Rosilda Avelar
Revisão Nº 03. 19 de setembro de 2017.
ÍNDICE
Introdução...................................................................................................................................................................................................................01
Desenvolvimento..................................................................................................................................................................................................02 - 08
Actisorb plus (Carvão Ativado com Prata).........................................................................................……..............................................……………...09
Adaptic (Malha não aderente/ Tela com Petrolatum)..............................................................................………...........................................................10
Aquacel (Curativo de Hidrofibra com Prata).................................................................................................................................................................11
Askina Gel (Hidrogel)..................................................................................................................................................................................................12
Bota de Unna.......................................................................................................................................................................................……….............13
Biatain Ibu (Espuma com Ibuprofeno)..........................................................................................................................................................................14
Cavilon Creme (Protetor Cutâneo)...............................................................................................................................................................................15
Cavilon Spray (Película Protetora em spray)................................................................................................................................................................16
Duo Derm(Espuma com Hidrocoloide)...........................................................................................................................…………………....................17
Biatain Ag (Espuma com Prata)...................................................................................................................................................................................18
Fibracol (Alginato de Colágeno)...................................................................................................................................................................................19
Hidrocoloide Transparente..........................................................................................................................................................................................20
Hidrocoloide................................................................................................................................................................................................................21
Medipore H (Fita Hipoalergênica Suave).....................................................................................................................................................................22
Prontosan Gel (Hidrogel com PHMB)...........................................................................................................................................................................23
Prontosan Solução (Solução com PHMB)....................................................................................................................................................................24
Seasorb Soft (Alginato de Cálcio)...............................................................................................................................................……………...............25
Tegaderm 3M (Filme Transparente para Fixação de Cateteres IV)...............................................................................................................................26
Tegaderm 3M Rolo (Filme Transparente não estéril)....................................................................................................................................................27
Compressa Kerlix (Gaze Antimicrobiana com PHMB)..................................................................................................................................................28
Curativo Stimulen (Gel com colágeno)……......................................................……………………………………………………………………………...29
Allevyn Traqueostomy (Proteção de traqueostomia…....................................................……………………………………………………………………30
Curatec (Filme transparente estéril)……....................................................…………………………………………………………………………...……..31
Askina Calgitrol Paste……………......................................................…………………………………………………………………………………...…...32
Mepilex Border Sacrum…......................................................…………………………………………………………………………………………………33
Mepilex Border…........................................................………………………………………………………………………………………………………….34
Referências Bibliográficas...........................................................................................................................................................................................35
2
INTRODUÇÃO

Este atlas tem como finalidade, promover conhecimentos de forma sucinta, a cerca da fisiologia tegumentar até processo de cicatrização,
além de abordar todas as técnicas embasadas cientificamente para curativos. Também traz informações técnicas de todas as coberturas
padronizadas nesta instituição, permitindo aos profissionais de saúde buscar todas as informações pertinentes ao tratamento de lesões
cutâneas, a fim de minimizar erros e promover uma assistência de qualidade ao tratamento de lesões cutâneas.

3
FISIOLOGIA TEGUMENTAR

A pele é o maior órgão do corpo humano atingindo 16% do peso corporal tendo como principais funções: proteção contra infecções, lesões ou
traumas, raios solares e possui importante função no controle da temperatura corpórea e síntese de vitamina D3 pela ação da radiação ultravioleta do
sol sobre precursores sintetizados.

A pele é subdividida em derme e epiderme. A epiderme, histologicamente constituída das camadas basal, espinhoso, granulosa, lúcida e
córnea é um importante órgão sensorial. Na derme, encontramos os vasos sanguíneos, linfáticos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas e
sebáceas, pelos e terminação nervosas, além de células como: fibroblasto, mastócitos, macrófagos, plasmocitos entre outros.

Epiderme é constituída por epitélio estratificado pavimentoso queratinizado. As células mais abundantes nesse epitélio são os queratinócitos.
A epiderme apresenta ainda três tipos de células: os melanócitos, as células de langerhans e as de merkel. Os melanócitos são células que se
originam das cristais neurais do embrião e invadem a pele entre a 12°. e a 14° semanas da vida intra – uterina. Essas células produzem o pigmentos
melanina. A espessura e a estruturas da epiderme variam com o local do corpo, sendo mais espessa e complexa na palma das mãos e na planta dos
pés. Nessas regiões atinge a espessura de até 1,5mm e apresenta, vista da derme para a superfície, cinco camadas.

Camada basal apresenta intensa atividade mitótica, sendo responsável, junto com a camada seguinte (camada espinhosa), pela constante
renovação da epiderme. Calcula-se que a epiderme humana se renova cada 15 a 30 dias, dependendo principalmente do local e da idade da pessoa.

Camada espinhosa os filamentos de queratina e os desmossomos têm importantes papel na manutenção da coesão entre as células da
epiderme e na resistência ao atrito. Na camada espinhosa também existem células-tronco dos queratinócitos, e as mitose ocorrem na camada basal
e, em menor numero, na camada espinhosa.

Camada granulosa tem característica que só pode ser visualizada com o microscópio eletrônico, são os grânulos lamelares, que contêm
discos lamelares formados por bicamadas lipídicas e são envoltos por membrana. Esses grânulos se fundem com a membrana plasmáticas e
expulsam seu conteúdo para o espaço intercelulares da camada granulosa, onde o material lipídico se deposita, indo contribuir para formar uma
barreira contra a penetração de substâncias e tornar a pele impermeável à água, impedindo a desidratação do organismo, esse impermeabilizante
epidérmico.

4
Camada lúcida mais evidente na pele espessa e constituída por uma delgada camada de células achatadas.

Camada córnea, que tem espessura muito variável e é constituída por células achatadas, mortas e sem núcleo.

CONCEITO DE CICATRIZAÇÃO

Cicatrização conjunto de processos complexos, interdependentes, cuja finalidade é restaurar os tecidos lesados. A cicatrização da ferida é
otimizada em ambiente úmido, isto porque a síntese do colágeno e a formação do tecido de granulação são melhoradas, ocorrendo com maior rapidez
a recomposição epitelial e, além disso, não há formação de crostas. A re-epitelização em feridas expostas ocorre em 6 a 7 dias, enquanto em feridas
úmidas ela é mais rápida, totalizando 04 dias. Uma vez que a migração celular acontece em meio úmido as células epidérmicas no primeiro caso,
necessitam tunelizar a crosta formada, secretando colagenase, para atingir a umidade.

Fases do Processo de Cicatrização:

Fase Inflamatória: reação local não específica a danos teciduais ou invasões por microrganismos. Seu início é imediato e a duração é 3 a 5
dias. É o processo que ocorre no organismo como defesa à lesão tecidual que envolve reações neurológicas, vasculares e celulares que destroem ou
barram o agente lesivo e substituem as células mortas ou danificadas, por células sadias. Tem a função de ativar o sistema de coagulação, promover o
debridamento da ferida e a defesa contra microrganismos. São sinais de inflamação: rubor, calor, edema e dor. Quanto maior a área da ferida, maior
será a duração desta fase. Problemas como infecção, corpos estranhos, permanência das fontes causais, podem exacerbar esta resposta e prolongá-
la.

Fase de exsudação ou fase de limpeza inicia-se imediatamente após o aparecimento da ferida. Em termos clínicos estamos diante de um local
com inflamação que conduz a um pronunciado exsudato. Nesta fase o organismo inicia a coagulação, limpa a ferida e protege-a da infecção; os
tecidos danificados e os germes são removidos (fagocitose).

Fase de Revascularização (Granulação ou Proliferação): são geradas novas células e forma-se o tecido de granulação (uma espécie de tecido
temporário para o preenchimento da ferida). Fibroblastos penetram na ferida em grandes quantidades, inicia-se a síntese do colágeno e os capilares
movem-se para o centro da ferida. E quanto estas transformações ocorrem, reduz-se a quantidade de exsudato. A forma como se apresenta é agora
de tecidos vermelho com um bom fluxo sanguíneo.

Fase de Reparação - Epitelização - fase de cobertura da ferida pelas células epiteliais. A diferença entre os tecidos torna-se cada vez mais
evidente. As bordas da ferida deslocam-se para o centro e a ferida fica gradualmente coberta de tecido epitelial. À medida que a ferida se contrai o
tecido vai se formando, o processo de cicatrização fica concluído.

Maturação - leva um ano nas feridas fechadas e mais nas feridas abertas. Nessa fase diminui a vascularização, o colágeno se reorganiza, o
tecido de cicatrização se remodela e fica igual ao normal. A cicatriz assume a forma de uma linha fina e branca. Aumenta a força de distensão local.

5
Fatores que Afetam a Cicatrização:

• Idade: nos extremos de idade o funcionamento do sistema imunológico está alterado, ora por imaturidade, ora por declínio de função;
• Uso de substâncias impróprias para limpeza da ferida : algumas soluções são irritantes e citotóxicas;
• Uso de substâncias impróprias para antissepsia : algumas substâncias são lesivas aos fibroblastos;
• Compressão exagerada na oclusão ou na limpeza mecânica da lesão: pode promover necrose dos tecidos;
• Constituição/peso em relação à altura: na obesidade temos o aumento da espessura do tecido subcutâneo (adiposo), o qual é pobremente
vascularizado;
• Estado de nutrição (alimentação e hidratação): para reconstrução tecidual é necessário aporte de nutrientes, especialmente as proteínas;
• Diabetes: além da diminuição da resposta imunológica, os novos capilares podem ser lesados devido a hiperglicemia;
• Uso de drogas: esteroides, imunossupressores, citotóxicos;
• Tabagismo: a nicotina altera o funcionamento do sistema imunológico, as substâncias liberadas pelo cigarro (ou similar) são citotóxicas, além disso,
causam vaso
constrição, favorecem aterosclerose e hipóxia tecidual, haja vista a diminuição da capacidade de perfusão alveolar;
• Infecção: a presença de microrganismos prolonga a fase inflamatória e a lesão tecidual.

Fatores de Risco para Infecção

• Gerais: idade, nutrição mobilidade, estado mental, incontinência, saúde geral, higiene geral;
• Locais: edema, isquemia, lesões de pele, corpos estranhos;
• Drogas: citotóxicos, esteroides, antibióticos;
• Procedimentos invasivos: cateterização, cirurgia, intubação;
• Doenças: carcinoma (leucemia, anemia aplásica), anemia grave, diabete, doença hepática, doença renal, AIDS;
• Duração da internação pré operatória : sabe-se que em 48 horas de exposição ambiental ocorre a colonização do paciente pela microbiota
nosocomial, que é
especialmente patogênica e antibiótico resistente;
• Ocupação de leitos : quanto maior a taxa de ocupação das enfermarias, maior será o volume de microrganismos circulantes, os quais provém das
pessoas que
estão no ambiente.
• Tricotomia: a raspagem mecânica dos pelos cria micro áreas de lesão que servem de porta de entrada para microrganismos. Recomenda-se que em
alguns
casos os pelos sejam apenas aparados.
• Não lavagem das mãos por parte da equipe de saúde antes e após manipular cada paciente.

Princípios Básicos para Avaliação de Feridas

A avaliação das feridas direciona o planejamento dos cuidados de enfermagem, implementa a terapia tópica além de proporcionar dados para
monitorar a trajetória da cicatrização das feridas.

6
Devemos Observar

Localização anatômica
Tamanho: cm² / diâmetro;
Profundidade: cm;

Tipo/quantidade de tecido: granulação, epitelização, desvitalizado e necrose;

Bordas: aderida, perfundida, macerada, descolada, fibrótica, hiperqueratose; Pele peri-ulceral: edema, coloração, temperatura, endurecimento,
flutuação, creptação, descamação;
Exsudato: quantidade, aspecto, odor.
Tamanho: use a régua para medir, em centímetro, o maior comprimento e a maior largura da superfície da ferida, multipliquem comprimento x largura,
para obter a área em cm²;
Profundidade: escolha a profundidade e a espessura mais apropriada para a ferida usando essas descrições adicionais:
• Dano tecidual sem solução de continuidade na superfície da ferida;
• Superficial, abrasão, bolha ou cratera rasa. Plana/nivelada com a superfície da pele, e/ou elevado acima da mesma (ex. hiperplasia);
• Cratera profunda com ou sem descolamento de tecidos adjacentes;
• Sem possibilidade de visualização das camadas de tecidos devido à presença de necrose;
• Comprometimento de estruturas de suporte tais como tendão, cápsula de articulação.

Tipo de Tecido

Tecido Necrosado: escolha o tipo de tecido necrosado predominantemente na ferida de acordo com a cor, a consistência e a aderência, usando o
seguinte
roteiro:
• Necrose branca/cinza: Pode aparecer antes da ferida abrir, a superfície da pele está branca ou cinza;
• Esfacelo amarelo, não aderido: Fino, substância mucinosa, espalhado por todo o leito da ferida; facilmente separado do tecido da ferida;
• Esfacelo amarelo, frouxamente aderido: Espesso, viscoso, pedaços de fragmentos, aderido ao leito da ferida;
• Tecido preto, macio e aderido: Tecido saturado de umidade; firmemente aderido ao leito da ferida;
• Tecido preto/duro, firmemente aderido: Tecido firme e duro, fortemente aderido ao leito e às bordas da ferida (como uma crosta dura / casca de
ferida).

Obs: Quantidade de Tecido Necrosado: Determinar o percentual de ferida envolvida.

Tecido de Granulação: tecido de granulação é o crescimento de pequenos vasos sanguíneos e de tecido conectivo para preencher feridas de
espessura total. O tecido é saudável quando é brilhante, vermelho vivo, lustroso e granular com aparência aveludada. Quando o suprimento vascular
é pobre, o tecido apresenta-se de coloração rosa pálido ou esbranquiçado para o vermelho opaco.

Exsudato: algumas coberturas interagem com a drenagem da ferida produzindo um gel ou um liquido que pode confundir a avaliação. Antes de fazer a
avaliação do tipo de exsudato, limpe cuidadosamente a ferida com soro fisiológico ou água. Escolha o tipo de exsudato predominante na ferida de
acordo com a cor e a consistência, usando o seguinte roteiro:
7
Tipo de Exsudato

• Sanguinolento: Fino, vermelho brilhante;


• Serosanguinolento: Fino, aguado, de vermelho pálido para róseo;
• Seroso: Fino. Aguado, claro;
• Purulento: Fino ou espesso, de marrom opaco para amarelo;
• Purulento pútrido: Espesso, de amarelo opaco para verde, com forte odor.

Quantidade de Exsudato: Determinar o percentual da cobertura envolvida com o exsudato. Use o seguinte roteiro:

• Nenhum: Tecidos da ferida secos;


• Escasso: Tecidos da ferida úmidos, exsudato não mensurável;
• Pequena: Tecidos da ferida molhados; umidade distribuída uniformemente na ferida; drenagem envolve 25% da cobertura;
• Moderada: Tecidos da ferida saturados; a drenagem pode ou não estar distribuída uniformemente na ferida; a drenagem envolve > 25% para <
75% da cobertura;
• Grande: Tecidos da ferida banhados em fluídos; drenagem abundante; pode ou não estar distribuída uniformemente na ferida; a drenagem
envolve > 75% da
cobertura.

Bordas

• Indistinta, difusa: Não há possibilidade de distinguir claramente o contorno da ferida;


• Aderida: Plana / nivelada com o leito da ferida, sem presença de paredes;
• Não-aderida: Presença de paredes; o leito da ferida é mais profundo que as bordas;
• Enrolada para baixo, espessada / grossa: De macia para firme e flexível ao toque;
• Hiperqueratose: Formação de tecido caloso ao redor da ferida e até as bordas
• Fibrótica, com cicatriz: Dura, rígida ao toque.

8
Pele

Cor da Pele ao Redor da Ferida: a partir da borda avalie quatro cm de pele ao redor da ferida. As pessoas de pele escura apresentam colorações
“vermelho brilhante” e “vermelho escuro” como um escurecimento normal da pele ou roxo, e conforme a cicatrização vai ocorrendo o novo epitélio
apresenta
coloração róseo e poderá nunca vir a escurecer.

Edema de Tecido Periférico: a partir da borda avalie 04 cm de tecidos ao redor da ferida. A pele edemaciada sem formação de sulco apresenta-se
brilhante
e esticada. Para identificar o edema com formação de sulco/depressão/escavação comprima firmemente o local com um dedo durante cindo
segundos; ao ser
aliviada a pressão exercida os tecidos não retornam a posição prévia e aparece um sulco/escavação. Crepitação é o acumulo de ar ou gás nos
tecidos. Determinar a distancia do edema além da ferida.

Endurecimento do Tecido Periférico: a partir da borda avalie 04 cm de tecidos ao redor da ferida. O endurecimento é reconhecido pela firmeza anormal
dos
tecidos periféricos. Avalie beliscando cuidadosamente os tecidos. O endurecimento resulta em uma inabilidade de se pinçar os tecidos. Determinar a
porcentagem de área envolvida.

Estágio: classificação baseada no comprometimento tecidual e se dividem em 4 estágios de acordo com a sua profundidade:

• Estágio 1: não há perda tecidual, ocorre comprometimento apenas da epiderme, com presença de eritema em pele intacta;
• Estágio 2: perda de tecido envolvendo a epiderme, a derme ou ambas (a lesão é superficial e apresenta-se clinicamente como uma abrasão ou lesão
rasa);
• Estágio 3: perda total da pele, com necrose de tecido substancial, sem comprometimento da fáscia muscular (a ferida apresenta-se clinicamente
como lesão profunda);
• Estágio 4: ocorre destruição extensa de tecido, necrose tissular ou lesão de osso, músculo ou estruturas de suporte.

DEFINIÇÃO DE CURATIVO

É um meio terapêutico que consiste na limpeza e aplicação de uma cobertura estéril em uma ferida, quando necessário, com a finalidade de promover
a rápida cicatrização e prevenir a contaminação ou infecção.

Objetivos

• Auxiliar o organismo a promover a cicatrização;


• Eliminar os fatores desfavoráveis que retardam a cicatrização da lesão;
• Diminuir infecções cruzadas, através de técnicas e procedimentos adequados;

9
Categorias

• Curativos primários: colocados diretamente sobre a ferida


• Curativos secundários: colocados sobre o curativo primário.

Tipos de Curativos

O Tipo de curativo a ser realizado varia de acordo com a natureza, a localização e o tamanho da ferida. Em alguns casos é necessária uma
compressão, em outros lavagem exaustiva com solução fisiológica e outros exigem imobilização com ataduras. Nos curativos em orifícios de
drenagem de fístulas entéricas a proteção da pele em torno da lesão é o objetivo principal.

Curativo semi-oclusivo: Este tipo de curativo é absorvente ,e comumente utilizado em feridas cirúrgicas, drenos, feridas exsudativas, absorvendo
o exsudato e isolando-o da pele adjacente saudável.

Curativo oclusivo: não permite a entrada de ar ou fluídos, atua como barreira mecânica, impede a perda de fluídos, promove isolamento térmico,
veda a ferida, a fim de impedir enfizema, e formação de crosta.

Curativo compressivo: Utilizado para reduzir o fluxo sanguíneo, promover a estase e ajudar na aproximação das extremidades da lesão.

Curativos abertos: São realizados em ferimentos que não há necessidade de serem ocluídos. Feridas cirúrgicas limpas após 24 horas, cortes
pequenos, suturas, escoriações, etc são exemplos deste tipo de curativo.

10
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É uma cobertura antimicrobiana de 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro produto
A coberturapode permanecer no leito da
carvão ativado com prata concebida indicado para limpeza de feridas;
ferida por um período deaté 7 (sete) dias,
para proteger a ferida contra a Tratamento terapêutico de todas as 2-Aplique a cobertura diretamente no leito da ferida, modelando para
dependendo da quantidade de exsudado,
infecção, enquanto elimina o odor. feridas crônicas. É indicado para: que suas propriedades absorventes sejam eficazes
Curativo de Carvão enquanto o penso secundário é mudado de
Fornece uma barreira efetiva contra a carcinomas fúngicos, feridas ulcerativas, 3-A cobertura pode ser aplicada conforme o leito da lesão, afim de
Ativado com Prata acordo com necessidade.
invasão bacteriana, bem como feridas traumáticas e cirúrgicas, onde tamponar cavidades;
(ACTISORB Plus) A cobertura não pode ser RECORTADA em
promove a adsorção de odores da ocorram  contaminação bacteriana, 4-Não pode ser recortado em hipótese alguma, e sim apenas
hipótese alguma.
ferida. As propriedades de adsorção da infecção ou odor. modelado ou dobrado;
Material disponível nos tamanhos:
cobertura são uma armadilha para as 5-Dependendo do nível de exsudado, pode ser colocado um curativo
10,5x10,5cm e 10,5x19cm;
bactérias, toxinas bacterianas e odor. secundário absorvente sobre ele.

11
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

Malha Não Aderente é uma cobertura permanecer no leito da lesão por um


A malha não aderente é indicada para
primária constituída por uma malha de período de até 7(sete) dias, variando
feridas com nível de exsudação de leve a
acetato de celulose impregnada com conforme o nível de exsudação e associação
alto incluindo:
uma emulsão especialmente formulada 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro com outras coberturas;
queimaduras do primeiro e
à base de petrolato. produto indicado para limpeza de feridas; A malha poderá ser associada à outras
Malha Não Aderente/ Tela segundo grau, abrasões ,
Protege o tecido regenerado, 2-Aplique a malha diretamente no leito da lesão, ajustando-o à coberturas;
de Petrolatum (Adaptic) enxertos, úlceras venosas,
minimizando o trauma durante a troca dimensões da ferida, não excedendo para a pele íntegra; Pode ser recortado e modelado de acordo
úlceras de pressão, extrações
do curativo, reduz o risco de maceração 3-Cubra a malha com curativo secundário estéril à sua escolha e com a lesão;
de unhas, eczemas, agrafos,
e aderência , permite que o exsudato observe nível de exsudação; Pode ser associado à Terapia por Pressão
incisões cirúrgicas, lacerações ,
passe livremente para a cobertura Negativa;
procedimentos reconstrutivos e
secundária, prevenindo o excesso de Material disponível nos tamanhos:
linhas de sutura.
exsudato e a maceração da ferida. 7,6x7,6cm e 7,6x20,3cm;

12
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Curativo de hidrofibra ( curativo
antimicrobiano impregnado com prata)
macio, estéril, de não-tecido em placa
ou fita, composto por
carboximeticelulose sódica e 1,2% prata
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro O curativo deverá ser inspecionado
iônica, que tem a função de inativar as
produto indicado para limpeza de feridas; frequentemente. Após a aplicação, a
bactérias retiradas do leito da ferida e
2- Aplique a cobertura de forma que a borda do curativo ultrapasse a cobertura poderá permanecer na ferida por
retidas dentro da fibra do curativo,
borda da ferida em pelo menos 1 cm em toda a circunferência da até 07 (sete) dias, dependendo da indicação
promovendo uma barreira
ferida. clinica ou conforme avaliação do
antimicrobiana que protege o leito da
É indicado para o tratamento de 3- Em ferida cavitária preencha o espaço em ferida profundas até profissional;
ferida. Este curativo tem a
queimaduras superficiais e de segundo 80% do volume, uma vez que Aquacel sofrerá expansão Em feridas altamente exsudativas e
Curativo de Hidrofibra capacidade de absorver grandes
grau Pequenas abrasões, lacerações e preenchendo todo o espaço da ferida quando entrar em contato com infectadas, a cobertura poderá permanecer
absorvente com Prata quantidades de exsudato e bactérias
cortes; Feridas Ulcerativas, o exsudato da ferida. na ferida por até 03 (três) dias;
(Aquacel) presentes no leito da ferida, formando
Vasculogênicas, Crônicas, traumáticas e 4-Ocluir a cobertura secundária apropriada e observe nível de Em queimaduras de segundo grau, a
um gel macio e coesivo, que se adapta
infectadas; exsudação; cobertura poderá permanecer por até 14
à superfície da ferida formando um
dias, de acordo com a reepitelização
meio úmido
Na Retirada Trocar o curativo toda vez que estiver
que auxilia que auxilia na remoção de
1- Se houver dificuldade na retirada do curativo deve-se umedecer o saturado com o exsudato;
tecidos necróticos (desbridamento
curativo com água ou solução salina estéril até que seja removido Material disponível no tamanho de
autolítico). O ambiente de cicatrização
facilmente. 15x15cm;
em meio úmido ao redor da ferida e o
controle do número de bactérias
contribuem com o processo de
cicatrização do próprio organismo e
ajudam o risco de infecção.

13
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

O curativo é contra indicado em casos de


queimaduras de terceiro grau e em
Hidrogel amorfo e transparente
pacientes com histórico de sensibilidade a
(promovendo acesso visual da ferida)
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro utilização de gel ou a algum de seus
estéril composto por polímero de amido É recomendado para tratamento de
Curativo Hidrogel (Askina produto indicado para limpeza de feridas; componentes;
modificado, glicerol e água purificada, feridas secas, necrosadas e feridas com
Gel) 2- Aplique o Hidrogel Askina diretamente no leito da ferida; Pode permanecer por um período de até 3
com capacidade de doação de umidade, exsudado médio- moderado.
3- Coloque um curativo de cobertura secundário sobre a ferida; dias;
promove absorção de exsudato e realiza
Pode ser associado a outras coberturas.
o debridamento seletivo.
Observe sinais de maceração dos tecidos;
Tem função de Desbridante Autolítico;

14
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

A bandagem pode ser mantida intacta por


1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
até 7 (sete) dias, a menos que haja
produto indicado para limpeza de feridas;
desconforto, vazamento de exsudato, sinais
2- Secar suavemente a pele ao redor da lesão;
clínicos de infeção, dormência e latejamento
A bota de UNNA consiste de uma gaze 3- Comece aplicar a bandagem pela base do pé. Mantenha o pé e o
dos dedos ou em caso de quaisquer outras
bandagem contendo óxido de zinco que calcanhar em ângulo reto. Envolverá suavemente a perna sem
irritações locais.
não endurece (óxido de zinco, acácia, É Indicada para tratamento de úlceras deixar aberturas ou enrugamentos;
É contra indicado para úlcera arteriais e
glicerina, óleo de rícino e petrolato venosas de perna e edema linfático. 4- Aplique a bandagem ao longo da perna até a altura do joelho,
Bota deUnna úlceras mistas ( arteriais/venosa).
branco). Além de proporcionar o tratamento local adaptando aos contornos da perna;
Observe sinais flogísticos na lesão, caso
Adapta-se aos contornos da perna, da insuficiência vascular. 5- Coloque uma bandagem secundária, de crepom ou algodão para a
alguma alteração suspenda o uso e solicite
esticando-se suavemente, proteção, cobrindo completamente. Mantenha pressão uniforme;
avaliação médica;
permanecendo flexível.
Aplique a bandagem sempre de distal para
Na Remoção da Bota Unna:
proximal, mantendo o retorno venoso;
1- Levante a borda livre da bandagem e cuidadosamente desenrole-
Elevação de MMII e repouso auxiliam no
a ao longo da perna; não é necessário cortar.
tratamento;

15
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Biatain Ibu curativo combina o
O curativo pode permanecer na ferida por
tratamento de feridas em meio úmido
até 7 (sete) dias, dependendo da
com um analgésico ativo. Biatain-Ibu é indicado no tratamento de
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro quantidade de exsudato, condição do
Além da espuma macia de poliuretano feridas exsudativas e dolorosas, tais
produto indicado para limpeza de feridas; curativo e tipo de lesão;
hidrofílico e flexível que promove o como: úlceras de perna, ulceras por
Curativo Biatain-Ibu 2- Secar a pele ao redor da ferida; Pode ser recortado assepticamente;
controle do exsudato, libera ibuprofeno pressão, úlceras de pé diabéticos não
(Espuma com Ibuprofeno) 3- Selecione um tamanho, de modo que o curativo cubra 2,0cm da Pode ser utilizado em terapias por pressão
(concentração de ibuprofeno: infectadas, queimaduras menores de
pele ao redor da ferida. negativa;
0,5mg/cm2) uniformemente na ferida, segundo grau, áreas doadoras, feridas
4- Coloque um curativo de cobertura secundário sobre a ferida. Evite utilizar em feridas cavitárias;
ajudando a aliviar a dor da ferida pós operatórias e abrasões.
Material disponível nos tamanhos:
durante o uso e durante as trocas de
10x10cm;
curativo.

16
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Pode ser reaplicado a cada terceiro ou
quarto episódio de incontinência;
Pode ser utilizado para prevenção de lesões
Creme que contem em sua fórmula cutâneas;
Oferece prevenção de lesões cutâneas
polímero (terpolímero), agentes 1-Realize a limpeza da pele e seque antes da aplicação; Pode ser aplicado em áreas peri lesionadas
decorrentes de incontinência urinária e
Cavilon emolientes e umectantes, que fornece 2-Aplique uma pequena quantidade do Cavilon Creme e espalhe e bordas fragilizadas do ferimento;
fecal, descamação da pele, diminuição
(Creme Barreira) hidratação e proteção ao estrato córneo delicadamente sobre a pele. Se notar que a pele ficou oleosa, isso Hidrata e protege por até 02 dias;
da resposta vascular levando a redução
e permite o uso de produtos adesivos indica excesso do produto aplicado; Material disponível nos tamanhos: 28g e
do ressecamento e temperatura.
como fitas e curativos. 92g;
Uso único do paciente;
Após aberto tem validade por até 02 anos,
se manuseado de forma asséptica;

17
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Solução polimérica líquida, transparente
e sem álcool, em spray, que forma uma
Oferece proteção contra irritações de Permanece por até 3 dias (exceto quando
uma película protetora uniforme e 1-Realize a limpeza da pele e seque antes da aplicação;
pele decorrentes de incontinência aplicado sob produtos adesivos de trocas
Curativo Cavilon semipermeável a líquidos, fluídos 2-Aplicar na região que requer proteção contra fluídos, corpóreos,
urinária e fecal, e danos causados pelos constantes).
Spray (Película Protetora corporais e fezes por até 72 horas. Pode adesivos ou fricção;
adesivos em curativos repetitivos. Nos casos de incontinência, reaplicar a cada
sem ardor - Spray) ser aplicado na pele intacta, irritada ou 3-Deixe-o secar. Se uma segunda camada for necessária, deixe a
Indicado também para proteção da pele 24 horas ou com mais frequência se houver
danificada, sem causar ardência. Reduz primeira secar completamente antes de aplicar a nova.
ao redor de ostomias e dermatites. a necessidade de limpezas frequentes.
a dor se a pele estiver irritada e protege
da ação de adesivos

18
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É um curativo adesivo estéril,


hidrocoloide, com fórmula de controle
de gel. Os hidrocoloides
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
(carboximetilcelulose sódica, pectina e
produto indicado para limpeza de feridas;
gelatina) estão contidos dentro da A cobertura pode permanecer por até 07
É indicado para o tratamento de 2- Secar a pele ao redor da ferida;
matriz de polímeros elastoméricos que (sete) dias na lesão. Cabendo ao enfermeiro
abrasões, lacerações, cortes superficiais, 3- Remova o papel no verso do curativo, com cuidado para
aumentam a capacidade de conter o observar alterações das características do
queimaduras de 1º e 2º grau, rachaduras minimizar o contato dos dedos com o curativo;
Curativo DuoDerm CGF exsudato formando um gel coesivo e ferimento;
de pele, úlceras de perna, úlceras por 4- Segure o curativo sobre a ferida, alinhando o centro do curativo
(Espuma com Hidrocoloide) sobre esta há uma camada de espuma Evite trocas frequentes, quando a área peri
pressão, úlceras diabéticas, feridas com o centro da ferida;
de poliuretano.O curativo auto-aderente lesionada estiver lesada;
cirúrgicas, feridas traumáticas e 5- Cuidadosamente coloque o curativo sobre a ferida;
absorve o exsudato e promove um Material disponível nos tamanhos:
prevenção de lesões de pele. 6- Modele o curativo adequadamente na ferida;
ambiente úmido que favorece o 10x10cm;
7- Fixe as bordas do curativo com adesivo hipoalergênico se desejar
processo de cicatrização e auxilia na
segurança extra;
remoção de tecido desvitalizado da
ferida (debridamento autolítico) sem
danificar o tecido recém-formado.

19
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
O Biatain Ag é um curativo não adesivo,
A cobertura poderá permanecer na ferida
em espuma de poliuretano, impregnado Pode ser usado em uma ampla gama de
por até 07 (sete) dias, cabendo ao
com íons de prata. Quando em contato feridas exsudativas com cicatrização
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro enfermeiro avaliar as características da
com exsudato, a exclusiva estrutura de demorada devido a bactérias, ou onde
produto indicado para limpeza de feridas; ferida;
Biatain Ag (Curativo Espuma espuma em 3D da estrutura do Biatain há risco de infecção, incluindo úlceras de
2- Secar a pele ao redor da ferida; A cobertura é contra indicada para feridas
com Prata) se adapta intimamente ao leito da perna, úlceras de pressão, queimaduras
3- Coloque o curativo sobre a ferida; cavitárias e altamente exsudativas;
ferida, mesmo sob compressão, de segundo grau, áreas doadoras, úlceras
4- Se necessário aplique um curativo secundário; Promove conforto ao paciente;
liberando continuamente íons de prata do pé diabético, feridas pós-operatórias e
Material disponível nos tamanhos:
no leito da lesão proporcionando um abrasões da pele.
15x15cm;
efeito antimicrobiano.

20
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Evite a aplicação deste material em feridas
altamente exsudativas, para que não ocorra
a inatividade de suas propriedades
É uma cobertura macia, absorvente e cicatrizantes;
Indicada para o tratamento de feridas 1- Faça o debridamento de tecidos desvitalizados,
adaptável composta de 90% de Não é indicada para tratamento em
incluindo: feridas de espessura total e senecessário;Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer
Colágeno e 10% de Alginato de Cálcio. pacientes com distúrbios de cicatrização e
parcial, úlcera venosa, úlcera causadas outro produto indicado para limpeza de feridas;
Promove uma redução da atividade com sensibilidade ao colágeno;
por etiologias vasculares mistas, úlceras 3- Aplique a cobertura diretamente no leito da lesão, para que
de proteases maior do que O material pode ser recortado e modelado
Alginato com Colágeno diabéticas, queimaduras de segundo ocorra a absorção do colágeno;
o colágeno puro, apresenta de acordo com as características da lesão;
(Fibracol Plus) grau, enxertos e outras feridas com 4- Em feridas com baixa umidade no leito da lesão, molhe o sítio da
boas propriedades hemostáticas, trata A cobertura é mais especifica para lesão na
superfície em sangramento, abrasões, ferida com solução fisiológica 0,9% NaCl;
feridas de baixo a moderado nível de fase de reparação (epitelização);
cicatrização de feridas traumáticas por 5- A cobertura poderá ser recortada no tamanho desejado e
exsudato e ajuda a criar um ambiente A cobertura poderá permanecer na ferida
segunda intenção, incisões cirúrgicas modelado de acordo com a lesão e do volume de exsudação;
de cicatrização úmido propício por até 03 (três) dias, cabendo ao
com deiscência. 6- A cobertura pode ser ocluída por coberturas secundárias;
para epitelização. enfermeiro avaliar as características da
ferida;
Material disponível nos tamanhos:
10x10cm;

21
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

Consiste de uma película (filme) A cobertura poderá permanecer na ferida


semipermeável de poliuretano (permite É indicado para o tratamento de feridas por até 07 (sete) dias, cabendo ao
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
a respiração celular), contendo um crônicas pouco ou não exsudativas e em enfermeiro avaliar as características da
produto indicado para limpeza de feridas;
componente absorvente e formador de feridas agudas superficiais nos estágios ferida;
Hidrocoloide 2- Secar a pele ao redor da ferida;
gel, coberto por um adesivo flexível finais da cicatrização, queimaduras Não está indicado a utilização quando tiver
Transparente 3- Coloque o curativo sobre a ferida modelando e fixando-o,
transparente com grade trançada superficiais de espessura parcial, áreas ossos, tendões e músculos expostos, assim
(Comfeel Plus) excedendo em pelo menos 2 cm das bordas;
demarcatória o que possibilita o doadoras, feridas pós-operatórias, como não utilizar em queimaduras de
4- Pressione levemente o curativo com as mãos para garantir uma
acompanhamento da evolução da abrasões de pele e prevenção de lesões terceiro grau;
maior durabilidade;
cicatrização da lesão, sem a cutâneas. Material disponível nos tamanhos: 10x10cm
necessidade de remoção do curativo. e 15x20cm;

22
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Consiste em partículas de
Carboximetilcelulose (CMD), que
absorvem umidade, encapsuladas em
A cobertura poderá permanecer na ferida
uma massa sintética, elástica e
É indicado para o tratamento de feridas por até 07 (sete) dias, cabendo ao
pegajosa. Possui uma película superior, 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
crônicas pouco a moderadamente enfermeiro avaliar as características da
composto por um filme de poliuretano produto indicado para limpeza de feridas;
exsudativas e feridas agudas superficiais ferida;
Curativo Hidrocoloide semipermeável. A película superior 2- Secar a pele ao redor da ferida;
nos estágios finais da cicatrização, Não está indicado a utilização quando tiver
com Alginato semipermeável permite evaporação 3- Coloque o curativo sobre a ferida modelando e fixando-o,
úlceras por pressão, úlceras de ossos, tendões e músculos expostos, assim
(Comfeel) correspondente ao nível de exsudato, excedendo em pelo menos 2 cm das bordas;
perna,queimaduras superficiais, áreas como não utilizar em queimaduras de
mas impede que bactérias e água 4- Pressione levemente o curativo com as mãos para garantir uma
doadoras de pele, feridas pós operatórias terceiro grau;
entrem na ferida. Quando o curativo maior durabilidade;
e abrasões na pele. Material disponível nos tamanhos: 10x10cm
fica em contato com o exsudato da
e 15x15cm;
ferida, forma-se um gel viscoso, que
absorve o exsudato, mas não adere à
ferida.

23
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Material destacável, não havendo a
Fita livre de látex, hipoalergênica e É indicado para qualquer tipo pele necessidade cortá-lo;
Curativo Medipore H - 3M confortável, muito suave e com forte fragilizada e, ou, agredidas pelo uso Material disponível nos tamanhos:
1- Após finalizar o curativo, aplique a fita Medipore de forma
(Fita hipoalergênica de adesividade para aplicações mais contínuo de fitas e trocas de curativos. 5cmx9,1m;
oclusiva sobre a cobertura ou gazes;
tecido suave) críticas. Promove a respiração celular Serve como curativo secundário. As trocas deverão ser de acordo com a
por possuir uma camada porosa. Preferível uso em pacientes idosos. cobertura utilizada;
Aplicação preferível em pacientes idosos;

24
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
Composto por 0,1% de
undecilaminopropil betaína, que auxilia É indicado para uso contínuo e repetido;
É indicado tratamento de feridas de 1-Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
no efeito de limpeza, 0,1% de O prazo de validade é de 8 semanas após a
espessura parcial a total, úlceras por produto indicado para limpeza de feridas;
polihexanida (biguanida), um abertura do frasco. Compatível com todos
pressão de estágio I a IV, úlceras 2- Aplicar Prontosan Gel diretamente sobre a ferida, se a troca do
Prontosan Gel conservante com alta tolerância tissular curativos disponível no mercado;
arteriais, venosas e mistas, úlceras pós- curativo for diária (24 horas) colocar uma camada de pelo menos
(Hidrogel com PHMB) glicerol, que propicia a hidratação Mantenha as trocas dos curativos de acordo
cirúrgicas, queimaduras de 1º e 2º graus, 3mm, já em intervalos maiores que 24 horas colocar uma camada de
hidroxietilcelulose, um agente de com as coberturas associadas;
áreas doadoras de enxerto, úlceras 3 a 5 mm;
gelificação e água purificada, assim, Material disponível nos tamanhos: Bisnaga
infectadas ou não. 3- Cobrir o mesmo com um curativo secundário de escolha;
proporcionando limpeza e hidratação de de 30ml;
lesões cutâneas.

25
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
É indicado para limpeza,
Solução de irrigação de feridas
descontaminação e umidificação do leito 1- Retire a tampa do frasco e aplique a solução de irrigação de ferida
composta por 0,1% de Indicado para uso contínuo e repetido.
da feridas agudas ou crônicas, Prontosan Solução em uma gaze;
undecilaminopropil betaína, que auxilia O prazo de validade é de 8 semanas após a
removendo revestimentos, biofilmes, 2- Aplique a gaze com o Prontosan Solução no leito da ferida,
no efeito de limpeza 0,1% de abertura do frasco;
Prontosan Solução (Solução preparando o leito da ferida para receber permitindo que fique agindo por pelo menos 10 minutos;
polihexanida (PHMB), um conservante Material disponível nos tamanhos: Frasco de
para limpeza de feridas a curativo. Feridas de espessura parcial a 3- Após esse período remova a gaze;
com alta tolerância tissular e 99.8% de 350ml;
base de PHMB) total, úlceras por pressão de estágio I a 4- Para melhor resultado aplique Prontosan Solução novamente
água purificada. Devido a sua ação Pode ser utilizado em todos os tipos de
IV, úlceras arteriais, venosas e mistas, diretamente no leito da ferida;
tensoativa remove revestimentos, feridas. É contra indicado se o paciente tiver
úlceras pós- cirúrgicas, queimaduras de 5- Recoloque a tampa no frasco e identifique-o com data de
biofilmes e prepara o leito da ferida alergia a algum componente do produto;
1º e 2º graus, áreas doadoras de enxerto, abertura e validade;
para receber curativo.
úlceras infectadas ou não.

26
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É um curativo altamente absorvente


A cobertura poderá permanecer na lesão por
composto de alginato de cálcio e
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro até 03 (três) dias. Cabendo ao enfermeiro
carboximetilcelulose sódica. No contato
produto indicado para limpeza de feridas; avaliar as características do curativo;
com o exsudato da ferida, o curativo se
É indicado para tratamento de feridas de 2- Secar suavemente a pele ao redor da lesão; Em feridas altamente exsudativas as trocas
torna um gel macio e coeso,
moderada a altamente exsudativas, 3- Remover o excesso de exsudato e tecido desvitalizados, quando deverão ser a cada 24 horas;
promovendo a otimização do meio
Curativo de Alginato incluindo úlcera de perna ( venosa, necessário; As funções hemostáticas são aplicadas
ambiente úmido. O gel formado
de Cálcio (Askina sorb) arteriais e mista), úlceras diabéticas, 4- Escolher o tamanho que melhor se adapte, se necessário; corte do apenas em feridas com sangramentos leves
permite a remoção íntegra do curativo,
úlceras por pressão, áreas doadoras e tamanho exato do leito da ferida com tesoura estéril e cessantes a compressões;
não deixando resíduos no leito da
feridas traumáticas. 5- Ocluir com uma cobertura secundária absorvente estéril; material poderá ser recortado e modelado
ferida. Tem propriedades hemostáticas
6- Para feridas levemente exsudativas, o curativo deverá ser conforme características da lesão;
e facilita o desbridamento autolítico,
colocado sobre a ferida e umedecido com soro fisiológico; material disponível nos tamanhos:
promovendo a predominância e
10x10cm;
estimulação do tecido de granulação.

27
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

1- Verificar se a pele está limpa, livre de resíduos, e seca.


2- Abrir a embalagem e remover o curativo estéril.
O curativo poderá permanecer por até 07
3- Retirar o papel impresso deixando exposta a superfície adesivas.
(sete) dias. Cabendo ao enfermeiro
Consiste de um filme delgado com 4- Posicionar o curativo sobre o local do cateter.
monitorar alterações das características do
adesivo hipoalergênico resistente à 5- Remover a moldura de papel ao mesmo tempo em fixa as bordas
Acesso Venoso;
água. O curativo é estéril, transparente do curativos. Envolver totalmente a conexão do cateter com curativo,
O curativo somente é aplicável quando não
Curativo Filme e permeável ao oxigênio e ao vapor de modo a selar com segurança o acesso ao ponto de inserção Fixe
Curativo para cateteres intravenosos houver sangramentos, ou seja, após o
Transparente úmido. O curativo intacto é novamente todo o curativo com as pontas dos dedos através de
centrais, periféricos e PORT-A-CATH. curativo compressivo. (Para Acesso Centrais);
(Tegaderm 3m) impermeável a líquidos e bactérias. O movimentos de centro para as bordas.
Em pacientes com sudorese intensa, não é
curativo não contém látex. O curativo de 6- Para curativo que vêm com tiras adesivas estéreis. O usuário pode
indicado a aplicação do Curativo Tegaderm;
filme transparente de poliuretano aplicá-las sob asas ou suporte do cateter para proteger a pele, sobre
Material disponível nos tamanhos: 10cm,
recoberto com adesivo acrílico. asas ou suporte do cateter para estabilizar os lúmens do cateter.
05x5,7cm, 07x07cm, 8,5x10,5cm e 06x07cm
7- Para os curativos que vêm com uma etiqueta adesiva, anote as
(Basic);
informações necessárias, remova-a da moldura, e aplique-a sobre,
ou perto, do curativo.

28
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É resistente à água, assim não é necessária


a remoção para banhos ou outros
1- Corte o comprimento do filme no tamanho desejado e retire o procedimentos;
É constituído por poliuretano e adesivo liner (1) protetor branco; O curativo poderá permanecer sobre a pele
acrílico hipoalergênico, é 2- Segure no filme pelas laterais sem adesivo (bordas de segurança) do paciente por até 07 (sete) dias. Se
É indicada para proteção da pele sob
Filme Transparente semipermeável e proporciona uma e centralize-o sobre a área desejada e aplique-o sem esticar; utilizado como curativo secundário, manter
risco de úlcera por pressão, prevenção de
Tegaderm Rolo cobertura protetora sobre a pele, 3- Em seguida, retire os dois liners (2) transparentes ao mesmo as trocas de acordo com a cobertura
lesões de pele sob risco (fricção) e como
(não-estéril) contribuindo para impedir que a pele tempo em que alisa o filme para melhorar a adesão em toda a utilizada;
cobertura secundária de curativos.
intacta seja danificada por fricção e superfície requerida; Material disponível nos tamanhos:
fluidos corporais. 4-Certifique-se de que ele foi totalmente aderido e sem bolhas ou 15cmx10m (Rolo). Para solicitações via
enrugamento nas bordas; sistema de Enfermagem, disponível de
10cm;
Permite a mensuração da área lesionada;

29
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

Gaze Antimicrobiana É uma compressa gaze impregnada É indicada para o tratamento de feridas 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro A cobertura poderá permanecer na ferida
com PHMB com PHMB (Polihexametileno agudas e crônicas, com ou sem infecção, produto indicado para limpeza de feridas; por até 03 (três) dias. Cabendo ao
(Compressa Gaze Kerlix) Biguanida), um antisséptico poderoso, feridas de baixa a alta quantidade de 2- Secar suavemente a pele ao redor da lesão; enfermeiro avaliar as características do
mas também seguro, que tem uma exsudato, feridas ulcerativas, deiscências 3- Remover o excesso de exsudato e tecido desvitalizados, quando curativo diariamente;
ampla gama de eficácia contra micro- operatórias, feridas cavitárias e feridas necessário; Em feridas altamente exsudativas, preferível
organismos gram positivos e gram sangrantes. 4- Aplicar a Gaze de forma asséptica sobre a lesão, preenchendo as associar uma cobertura secundária estéril e
negativos, incluindo algumas cepas cavidades; absorvente;
resistentes a vários fármacos, como 5- Aplique o curativo de forma que 02cm da Gaze permaneça fora da É contra indicado para tratamento de feridas
MRSA. Promove rápida ação de lesão ou cavidade; secas e sem controle de umidade;
absorção, aeração superior e excelente 6- Aplique um curativo secundário; Pode ser associada à outras coberturas;
absorção, além de reduzir focos Material disponível nos tamanhos: 15x17cm
infecciosos. – 02 unidades;

30
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro O gel poderá permanecer na ferida por até
É um gel acelerador da regeneração
É indicado para o tratamento de feridas produto indicado para limpeza de feridas; 48 horas. Cabendo ao enfermeiro avaliar as
cutânea composto de glicerina e
superficiais ou cavitárias sem infecção ou 2- Secar suavemente a pele ao redor da lesão; características do curativo diariamente;
colágeno biocompatível e
Curativo Stimulen tecidos desvitalizados. 3- Remover o excesso de exsudato e tecido desvitalizados, quando É contra indicado para tratamento de feridas
biodegradável. Tem a função de
(Gel com colágeno) Promove a rápida cicatrização, alívio da necessário; infectadas, profundas e desvitalizadas;
promover a regeneração da superfície
dor e do desconforto e ação 4- Aplicar o gel de forma asséptica sobre a lesão, preenchendo Pode ser associado às outras coberturas;
da pele e inibir a proliferação
antibacteriana e antifúngica. cavidades; Material disponível: Bisnaga de 30ml.
bacteriana e fúngica.
5- Aplique um curativo secundário (se necessário); Utilizável de forma fracionada e asséptica;

31
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações
O curativo pode permanecer por até 07 dias,
1- Higienize a área peri traqueostomia com solução fisiológica; cabendo ao enfermeiro avaliar diariamente;
É uma espuma de poliuretano associada
Espuma de poliuretano para 2- Secar suavemente a pele ao redor da traqueostomia; Não pode ser recortado, somente se a
a uma película de silicone, com a É indicada para prevenção de lesões ou
proteção de traqueostomia 3- Aplique o curativo de forma em que a cânula da traqueostomia instalação for em Rn´s;
função de proteger a pele peri dermatites na área peri traqueostomia.
(Allevyn Traqueostomy) fique dentro orifício do curativo; A espuma deverá ficar em contato com a
traqueostomia do contato de efluentes.
4- Efetue a fixação do curativo, se necessário; pele do paciente;
Material disponível em tamanho único;

32
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

Não indicado para cobrir ferimentos


infectados;
É uma cobertura para ferimentos,
Um pequeno acúmulo de exsudato seroso
estéril, composta por um filme
sob o filme nas primeiras 24 - 72 horas é
transparente de poliuretano, associado
É indicado para cobertura de feridas com normal, não sendo necessário retirar ou
a um adesivo hipoalergênico.
baixo nível de exsudato, biópsias de 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro trocar o curativo;
Caracterizado por permitir a
pele, incisões cirúrgicas pouco produto indicado para limpeza de feridas; Se sinais de infecção ou irritação da pele
Curatec permeabilidade de gases e vapores, o
exsudativas, áreas doadoras de enxerto, 2- Figura 1 - Retire o revestimento central da parte posterior. forem observados, deverá ser removido;
(Filme Transparente estéril) que cria um ambiente semioclusivo
queimaduras superficiais, fixação de 3- Figura 2 -Posicione o filme sobre a ferida, retire os revestimentos O filme pode permanecer sobre a ferida por
favorável à cicatrização. Ao mesmo
catéteres intravenosos curtos e longos, e laterais, coloque o filme suavemente em contato com com a pele. até 07 (sete) dias, ou conforme avaliação do
tempo, o filme é impermeável e
para prevenção de ulceras por pressão. Enfermeiro. Se associado à outras coberturas
barreira bacteriana - viral, o que
manter conforme indicação da cobertura;
impede a penetração de líquidos e
Facilita o desbridamento autolítico;
contaminação externa da ferida.
Material disponível nos tamanhos:
5,1x7,6cm e 10x12cm;

33
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É um curativo a base de alginato de


prata, tecnologicamente avançado, que
combina a eficácia de barreira de prata
iônica com as capacidades de absorção
de alginato de cálcio e espuma de
poliuretano. Não utilizar em paciente com sensibilidade à
Sua matriz de alginato de cálcio em prata;
contato com exsudato forma um gel É indicado para qualquer tipo de ferida, Não utilizar em feridas fúngicas e em
1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
macio que permite a liberação de íons com ou sem infecção, de espessura queimaduras de terceiro grau;
Askina Calgitrol paste produto indicado para limpeza de feridas;
de prata. A prata está disponível em parcial ou total. O produto age por até 72 horas, cabendo o
(Pasta com prata) 2- Aplique a pasta diretamente no leito da ferida;
estado iônico sobre toda a área de Ideal para feridas cavitárias e de difícil enfermeiro avaliar a necessidade de trocas;
3- Ocluir com cobertura secundária ou com gazes;
superfície do curativo, sem necessidade visualização. Pode ser fracionado, desde que seja
de umedecimento para ativação. utilizado de forma asséptica;
A prata é continuamente liberada do Material disponível: bisnaga de 15g;
curativo. A concentração de íons de
prata na ferida é mantida durante sete
dias no nível de 60 ppm*, concentração
necessária para obtenção de atividade
antibacteriana eficaz.

34
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É um penso de espuma para lesões por


Pode ser usado em uma ampla gama de A cobertura poderá permanecer na ferida
pressão na zona do sacro. O penso
feridas exsudativas com cicatrização por até 07 (sete) dias, cabendo ao
minimiza a dor e os danos à pele
demorada ou onde há risco de infecção, enfermeiro avaliar as características da
perilesional durante a troca. Absorve o 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
Mepilex Border Sacrum incluindo úlceras de perna, lesões por ferida;
exsudato, mantém o ambiente úmido produto indicado para limpeza de feridas;
(Espuma absorvente com pressão, queimaduras de segundo grau, A cobertura é contra indicada para feridas
propício à cicatrização e minimiza o 2- Secar a pele ao redor da ferida;
bordas adesivas – para áreas doadoras, úlceras do pé diabético, cavitárias;
risco de maceração. Um estudo recente 3- Coloque o curativo sobre a ferida, fixando-o com suas bordas
região Sacrococcigea) feridas pós-operatórias e abrasões da Promove conforto ao paciente;
comprova clinicamente que o uso de adesivas;
pele. Não pode ser colocado dentro de cavidades;
Mepilex Border ajuda profilaticamente a
Pode ser utilizado tanto para prevenir, Material disponível nos tamanhos:
prevenir a formação de lesões por
quanto para tratar feridas. 18x18cm;
pressão.

35
Tipo de Curativo Mecanismo de Ação Tipos de Feridas Modo de Usar Observações

É um penso de espuma para lesões por


Pode ser usado em uma ampla gama de A cobertura poderá permanecer na ferida
pressão em qualquer área corporal. O
feridas exsudativas com cicatrização por até 07 (sete) dias, cabendo ao
penso minimiza a dor e os danos à pele
demorada ou onde há risco de infecção, enfermeiro avaliar as características da
perilesional durante a troca. Absorve o 1- Higienize a ferida com solução fisiológica ou qualquer outro
incluindo úlceras de perna, lesões por ferida;
Mepilex Border (Espuma exsudato, mantém o ambiente úmido produto indicado para limpeza de feridas;
pressão, queimaduras de segundo grau, A cobertura é contra indicada para feridas
absorvente com bordas propício à cicatrização e minimiza o 2- Secar a pele ao redor da ferida;
áreas doadoras, úlceras do pé diabético, cavitárias;
adesivas) risco de maceração. Um estudo recente 3- Coloque o curativo sobre a ferida, fixando-o com suas bordas
feridas pós-operatórias e abrasões da Promove conforto ao paciente;
comprova clinicamente que o uso de adesivas;
pele. Não pode ser colocado dentro de cavidades;
Mepilex Border ajuda profilaticamente a
Pode ser utilizado tanto para prevenir, Material disponível nos tamanhos: 10x10cm
prevenir a formação de lesões por
quanto para tratar feridas. e 15x15cm;
pressão.

36
REFERÊNCIAS

1- Dealey Carol, Cuidando de Feridas, ATHENEU, 3° edição, S.P 2008.


2- Guton e Hall, Fisiologia Humana e Mecanismo das Doenças, 6° edição, S.P 1998.
3- Junqueira e Jose Carneiro, Histologia Básica 11° edição, S.P 2008.
4- Cândido, Luis Cláudio, www.feridologo.com.br Site desde 15/11/00, atualizado em 14/04/11.
5- Jhon Chen at al, Monografia - Aquacel TM Hidrofibre TM Dressing: The Next Step Wound Dressing Techology-1998
6- Field,C.K.; Kerstein, M. D. Overview of wound healing in a moist environment- Am.Journal Surgery,167, Supl. IA: 2S- 6S, 1994.
7- Kirster harting,M.D — Theory Advanced Wound Healing Resource.
8- Krieg, T; Harding, K.G. — Aquacel TM hidrofibre TM dressing: The NextStep in wound dressing Technology- Proceeding Satellite Symposium
European Academy of Dermatology Si. Venereology—fev 1998.
9- Laurence, J.C. Dressings and wound infections- Am- Journal Surgey 167, Supl.I.A: 21S- 24s,1994.
10- Leaper; DJ.: Proliferatic and Therapeutic role of antibiotics in wound care — Am. Journal Surgey, 167, supl. IA: 15S -18S, 1994.
11- Lucras, George C, Tratamento da ulcera isquêmica da extremidade com curativo hidroativo, Cir. Vasc. Angiol 10(1): 26-28,1994.
12- Lyon, Ross T. et al, Parametros de Desempenho Clinico para a Cicatrização de Ulceras Venosas Crônicas, Nova York, Nova York 1998.
13- Mandelbaum, Maria Helena, Apresentação em simpósio APECIH - recursos usados em tratamento de feridas, 2.001
14- Monetta, L. Use of the new resources of dressings at a nursing ofice, Rev. Paul. Enf., v 11, n. 1, p 1926- 1.992
15- Sampaio, S.A. P; Rivtti, E.A, Dermatologia led, São Paulo Artes Medico, 1998. 21 Tanaka, Alice - Apresentação em Simpósio APECIH, Grupo de
Curativos - Como eu faço, 2.001.
16-Tiago, Francisco. Feridas: Etiologia e Tratamento, FAEPA, 2° edição, S.P. 1995.
17- Universidade Estadual de Campinas Hospital da Clinicas, Grupo de feridas. Manual de Tratamento de feridas, Campinas, S. P., 1999.
18- Bulas dos fabricantes: Coloplast do Brasil, Convatec — Division of E.R, Sqquibb & Sons, Jhonson & Jhonson Medical, Silvester Labs Química e
Farmacêutica Ltda, Smith & Nephew, Covidien Brasil, B Braun Brasil, 3M Solutions, Molnlycke Health Care, Curatec.

37

Você também pode gostar