Você está na página 1de 4

Quest.

: 1

1. A reflexão sobre o estranhamento e a interação entre pessoas surdas e ouvintes foi


ignorada na formação escolar brasileira durante longo tempo. A importância das políticas
públicas voltadas para a educação inclusiva a desses dois grupos de alunos e cidadãos
permite a seguinte afirmativa:

A inclusão como movimento político traz à tona os problemas associados às


pessoas com deficiência, que vivem isoladas. Agora, efetivá-las para que todos os
tipos de gente possam conviver e se relacionar é um outro problema, porque
pessoas com deficiência devem viver com pessoas com deficiência, somente.
É mister ou necessário democratizar o uso e ensino da LIBRAS para os surdos, já
que a LIBRAS é a linguagem de gestos dos surdos oralizados e compreende um
instrumento de comunicação restrita.
É certo que as políticas linguísticas e educacionais devem ter como foco a
instrumentalização dos seres humanos para a inter-relação com outros seres
humanos. Mas somente para os professores que lidam com os alunos surdos,
porque os surdos para não se ferirem com as ofensas de quem escuta, devem
manter-se entre eles.
A inclusão é um movimento político que busca a equiparação de direitos. Durante
vários anos as pessoas surdas e ouvintes não conviviam no mesmo espaço, mas
agora agem e relacionam-se num espaço comum, uma escola de todos, para todos
e construídas por todos, é válida e necessária a construção da cultura inclusiva.
A narrativa da inclusão no campo dos estudos culturais ou estudos surdos vai
assumir a narrativa dos ouvintes, por meio de relatos dos ouvintes como eles veem
os surdos em seus espaços, antes não frequentados pelos surdos.

Quest.: 2

2. As pessoas surdas não são mudas. O termo surdo-mudo é um equívoco do passado. Essa
concepção errada recebe o nome de:

Mito

Maldade

Multa

Mal

Malícia

Quest.: 3

3. Em Informação Linguística (IL) tem-se que as frases em Libras, muitas vezes, omitem
algumas palavras que são usadas na língua portuguesa; em outras palavras, são
construções sintéticas, econômicas. Quer um exemplo? Em português, dizemos qual é o
seu nome? Em Libras, basta sinalizar:
Seu nome?

Diga nome?

Que nome?

Qual nome?

Fale nome?

Quest.: 4

4. Os parâmetros representam as unidades mínimas da LIBRAS e são indispensáveis para a


formação do sinal. O Ponto de Articulação é um dos cinco parâmetros e sobre ele é
correto afirmar que:

Ponto de Articulação refere-se a configuração de mãos.


Ponto de Articulação refere-se ao local em que o sinal é produzido em relação ao
corpo e ao espaço neutro.
Ponto de Articulação refere-se ao sinal datilológico.

Ponto de Articulação refere-se às expressões faciais.

Ponto de Articulação refere-se ao movimento que o sinal tem.

Quest.: 5

5. A lei 10.436/02, no artigo primeiro, parágrafo único, dispõe que entende-se como a forma
de comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza visualmotora, com
estrutura gramatical própria, constituem um sistema linguístico de transmissão de ideias
e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil. Assinale a ÚNICA opção
correta:

Língua Brasileira de Sinais

Linguagem Gestual Brasileira

Linguagem Brasileira de Sinais

Língua de Sinais Kaapor

Língua Gestual Brasileira

Quest.: 6

6. De acordo com a Lei 10436/2002 entende-se LIBRAS como:


A língua utilizada nas comunidades de surdos.

Um conjunto de gestos.

A nova língua oficial do Brasil.

Um sistema de representação do português.

Um sistema de representação dos gestos.

Quest.: 7

7. O intérprete de LIBRAS servirá de canal comunicativo entre surdos e ouvintes. Ele realiza
a interpretação entre dois idiomas distintos, na arte de transferir o contexto linguístico
discursivo para os usuários das respectivas línguas. Com base nessa afirmativa, assinale a
ÚNICA alternativa correta em relação a presença de intérprete de LIBRAS:

O surdo pode ter domínio básico da LIBRAS, desde que tenha precocemente acesso
à língua portuguesa para que possa realmente usufruir da presença do intérprete
de LIBRAS. A presença de intérprete nas salas de aula das escolas regulares tem
sido apontada como solução para a inclusão dos surdos.
É fundamental que o surdo tenha precocemente acesso à LIBRAS, para que possa
realmente usufruir da presença do intérprete de LIBRAS. A presença de intérprete
nas salas de aula das escolas regulares tem sido apontada como solução para a
inclusão dos surdos.
Os deficientes auditivos podem usufruir da presença do intérprete de LIBRAS,
mesmo sendo surdos oralizados, não usuários da LIBRAS.
Os professores e alunos ouvintes não poderão usufruir dos serviços e competências
interpretativas do intérprete de LIBRAS, já que nunca tiveram interesse pela
LIBRAS.
Os surdos oralizados, também compreendidos como deficientes auditivos, seguem
um modelo ouvintista sobre a surdez, mas podem aprender a LIBRAS na fase
adulta, no entanto não tem direito a usufruir da presença do intérprete de LIBRAS.

Quest.: 8

8. Signwriting torna-se mais um artefato da chamada cultura surda. Sendo assim, além de
ter sua língua representada graficamente pelo sistema de escrita, por esse artefato tem-
se que:

A cultura surda se modifica, ampliando aspectos inerentes à ela.

A cultura surda não se amplia por esse sistema.


A cultura surda se modifica, sendo essa escrita muita antiga e usada faz muito
tempo pelos surdos.
A cultura surda permanece a mesma. Um sistema de escrita somente registra a
língua falada.
À cultura surda não possui valor cultural algum.

Quest.: 9

9. Na LIBRAS o canal de recepção das informações linguísticas, ou seja, percebidas na


língua, são os olhos. Tem-se a necessidade de permanecer nesse contato visual,
constantemente, durante a produção dos sinais do interlocutor. Do mesmo modo, na
produção dos sinais o olhar de quem fala é de suma importância, pois o olhar também é
gramatical. Assim, a LIBRAS proporciona aos seus usuários:

Uma experiência oral na interação linguística.

Uma experiência psicológica na interação linguística.

Uma experiência auditiva na interação linguística.

Uma experiência emocional na interação linguística.

Uma experiência visual na interação linguística.

Quest.: 10

10. Cada povo desenvolve uma língua específica, um sistema de interação constituído por
infinitas combinações, permitidas por regras desse sistema inato. Isso quer dizer que uma
criança que nasce no Japão terá a mesma capacidade linguística de aprender o japonês
como uma criança nascida no Brasil tem para aprender o português. Marque a ÚNICA
alternativa que indica a língua mais adequada para a aquisição à uma criança surda e
mais apropriada para o seu desenvolvimento cognitivo linguístico:

Linguagem de sinais.

LIBRAS.

Braille.

Esperanto.

Código Morse.

Você também pode gostar