Você está na página 1de 6

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E GESTÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Teste II

Módulo: Microeconomia

2º Ano – 2018

Tema: Exercícios (trabalho de campo)

Discente: Cátia Mariza Piloto Caero

Docente: MBA. Editonde Morais

Tete, Abril de 2018


1. Em economia, Lei da Oferta e Procura é um modelo de determinação de preços num
mercado. Num mercado em concorrência perfeita, o modelo argumenta que os agentes
económicos tomam decisões que variam o preço até que este seja tal que a quantidade
procurada seja igual à quantidade oferecida, resultando daí um equilibrio económico em que
não há incentivos param a alteração de quantidades ou preços.

Nos períodos em que a oferta de um bem ou serviço excede a procura, seu preço tende a cair.
Já em períodos nos quais a demanda passa a superar a oferta, a tendência é o aumento do
preço.

A estabilização da relação entre a oferta e a procura leva, em primeira análise, a uma


estabilização do preço. Uma possível concorrência, por exemplo, pode desequilibrar essas
relações, provocando alterações de preço. A Lei da Oferta e da Procura (Demanda) busca
estabilizar a procura e a oferta de um determinado bem ou serviço. Oferta é a quantidade do
produto disponível em mercado, enquanto procura é o interesse existente em relação ao
mesmo. A oferta depende do preço, da quantidade, da tecnologia utilizada na fabricação entre
outras coisas relacionadas aos produtos e serviços.
A procura é influenciada pela preferência do consumidor final, a compatibilidade entre preço
e qualidade e a facilidade de compra do produto.
A curva da procura é a relação entre a quantidade procurada de um determinado bem e o seu
preço de mercado. Como geralmente esta relação é negativa, a curva da procura terá,
necessariamente, inclinação negativa, o que significa que quanto mais elevado o preço do
bem, menor será a quantidade procurada desse mesmo bem. No exemplo abaixo, um aumento
do preço do bem (P) de p0 para p1 resultou numa redução da quantidade procurada (Q) de
q0 para q1, como ilustra a figura.
A oferta corresponde ao valor mínimo que o vendedor está disposto a receber para vender
determinada quantidade de um bem. De novo aplica-se o conceito de pensamento na margem
e do custo que tem vender de uma unidade adicional do bem. A curva da oferta representa por
isso o acréscimo de valor mínimo que o vendedor está disposto a receber para abdicar de mais
uma unidade do bem.

Normalmente a curva é crescente uma vez que há medida que o consumidor está disposto a
pagar mais, o produtor irá colocar mais unidades à venda no mercado. Quando porém o preço
diminui, o produtor coloca menos unidades no mercado, provocando desta forma alterações
na curva da oferta.

O modelo aplica-se a um vendedor price-taker: não escolhe os preços. Através dos preços e
dos custos de produção é determinada a quantidade que põe à venda. A quantidade que
maximiza o seu excedente será a mesma que maximizará o seu lucro.

A área por baixo da curva da oferta representa os custos variáveis na produção de X unidades
do bem. Esta curva permite responder à questão: "Produzo Q. Quanto tenho que receber para
estar disposto a produzir um pouco mais?".

A resposta a esta questão é imediata. O produtor tem que receber no mínimo o valor que
permita cobrir os seus custos adicionais na produção dessa unidade. Esses custos adicionais
são retratados pelo custo marginal. Assim, conclui-se que a curva da oferta é igual ao custo
marginal.

a). Aumento de rendimento de famílias é quando o preço sobe, o consumidor fica, de certa
forma, mais pobre do que anteriormente, restando-lhe menos rendimento para consumir desse
e dos outros produtos.

2
Exemplo a gráfico abaixo: A curva de procura desloca se mas a de oferta maten-se constante,
assim vai haver escassez do produto logo o preço tende a aumentar até atingir novo ponto de
equilíbrio.

b). Aumento de um bem substituído quando o preço de um bem aumenta o consumidor


substitui-o por outros produtos similares.
Exemplo o gráfico abaixo: A curva da oferta desloca-se mas a de procura mante se, assim vai
haver escassez do produto, logo preço aumenta se até outro ponto ponto de equilíbrio.

c). No período de quadra festiva, entende-se que a quantidade de um bem que as empresas
estão dispostas a produzir e a vender a diferentes preços. A função oferta e a curva da oferta
de um bem mostram a relação entre o seu preço de mercado e a quantidade desse bem que os
produtores estão dispostos a produzir e vender, mantendo-se o resto constante.
Exemplo o gráfico abaixo: Isto significa que todas as ordens da compra foram satisfeitas e a
produção toda vendida aos vários níveis de produto e preço.

3
2. Característica de Monopólio
É uma estrutura de mercado composta por apenas um único vendedor e muitos compradores,
e o produto oferecido não possui substitutos próximos. Pode-se dizer que o monopolista é o
mercado, e controla totalmente a quantidade de produtos que será colocada a venda. Nesse
mercado os produtores monopolistas podem colocar um preço acima do preço de equilíbrio de
mercado, mas não um preço qualquer. O preço não pode ser qualquer pois o monopolista tem
que tomar uma decisão estratégica para maximizar seus lucros. – Para poder maximizar seus
lucros o monopolista precisa saber bem quais são seus custos e as características de demanda
do mercado.

 Há uma única empresa produtora do bem ou serviço;


 Não há produtos substitutos próximos;
 Existem barreiras à entrada de firmas concorrentes, que podem ocorrer de várias
formas: – Monopólio puro ou natural; – Patentes; – Controle de matérias-primas
chaves; – Monopólio estatal ou institucional.

Característica de Monopsónio
Em resumo, um comprador monopolista é um “ditador de preço”, com controle quase
completo de seus fornecedores. Se existir apenas um comprador, chamamos de monopsónio
puro., o poder de monopsónio depende da elasticidade da oferta do mercado
Quando existirem diversos compradores atuando no mercado, o poder de monopsónio
dependerá de quão agressivamente os compradores competem entre si pelo suprimento.

Característica Oligopólio

Oligopólio é uma forma de mercado onde existem poucos vendedores, diante de um grande
número de compradores, os vendedores exercem grande controle sobre os preços dos
produtos; é a estrutura de mercado que mais se observa na atualidade.
Caracterizado por:
 Um mercado em que há um pequeno número de empresas, como a indústria
automobilística.
 Um grande número de empresas, mas poucas dominam o mercado, como a indústria
de bebidas

3. a) Quantidade transacionada em equilíbrio

4
O equilíbrio é determinado pela intercessão das duas curvas, curva de procura com a curva de
oferta. Em termos matemáticos, o equilíbrio resulta de igualarmos a função procura à função e
oferta
Qs=Qd
48+10P=300-8P
P=14
Qs=48+10*14=188 unidades
Qp=300-8*14=188 unidades
Graficamente

3.b) Dados
P=20Mts
Qd=400-4P
Resolução
Qd=400-4P
Qd=400-4.20=320 unidades