Você está na página 1de 5

Formulário de eletrotecnia

Corrente contínua

U – Tensão ou d.d.p. (Volt)


Lei de Ohm R=U/I R – Resistência elétrica (Ohm)
I – Intensidade da corrente (Ampére)

Q – Quantidade de eletricidade (Coulomb)


Quantidade de
Q= I t I – Intensidade da corrente (Ampére)
eletricidade t – Tempo (horas)

W – Energia calorífica (Joule)


W=RI t 2 R – Resistência elétrica (Ohm)
I – Intensidade da corrente (Ampére)
Lei de Joule t – Tempo (segundos)
Q = 0,24 R I2 t Q – Quantidade de calor (calorias)

P=UI
P – Potência elétrica (Watt)
2 U – Tensão elétrica (Volt)
Potência elétrica P=U /R I – Intensidade da corrente (Ampére)
R – Resistência elétrica (Ohm)
P = R I2
W=Pt
W – Energia elétrica (Watt-hora)
W=UIt P – Potência elétrica (Watt)
U – Tensão elétrica (Volt)
Energia elétrica I – Intensidade da corrente (Ampére)
W = U2 t / R R – Resistência elétrica (Ohm)
t – Tempo (horas)
W = R I2 t

η – Rendimento (%)
η = Pu / Pa Pu – Potência útil
Rendimento de uma
Pa – Potência absorvida
máquina elétrica Wu – Energia útil
η = Wu / Wa
Wa – Energia absorvida

R – Resistência elétrica (Ohm)


ρ – Resistividade (Ω mm2 / m)
Resistividade ρ=Rs/L L – Comprimento do condutor (metro)
s - Secção do condutor (mm2)

Rt = R1 + R2 +…+ Rn Rt - Resistência total (Ohm)


Associação de R1, R2…-Resistências parciais (Ohm)
resistências em série U – Tensão aplicada ao circuito (Volt)
U = U1 + U2 +…+ Un U1, U2…- Tensão em cada resistência

1/Rt = 1/R1 + 1/R2 +…+ 1/Rn Rt - Resistência total (Ohm)


Associação de R1, R2…-Resistências parciais (Ohm)
resistências em paralelo I – Intensidade da corrente total (Ampére)
I = I1 + I2 +…+ In I1, I2…- Corrente em cada resistência

IC – Correntes que convergem


∑ IC = ∑ ID (Lei dos nós) ID – Correntes que divergem
Leis de Kirchhoff E – f.e.m (Volt)
(Lei das malhas) R – Resistência elétrica (Ohm)
∑E=∑RI
I – Intensidade da corrente (Ampére)

Página 1 de 5
Formulário de eletrotecnia

Corrente alternada

f – frequência (Hertz)
Frequência f=1/T T – Período (segundos)

I = Im / √2 I – Correntes eficaz
U – Tensão eficaz
Valor eficaz Im – Corrente máxima
U = Um / √2 Um – Tensão máxima

XL – Reatância indutiva (Ohm)


Reatância indutiva XL = 2 π f L f – frequência (Hertz)
L – Coeficiente de auto-indução (Henry)

XC – Reatância capacitiva (Ohm)


Reatância capacitiva XC = 1 / 2 π f C f – frequência (Hertz)
C – Capacidade elétrica (Fárad)

S=UI Monofásico S – Potência aparente (Volt - Ampére)


Potência aparente I – Intensidade da corrente (Ampére)
Trifásico U – Tensão ou d.d.p. (Volt)
S = √3 U I

P = U I cos φ Monofásico
P – Potência ativa (Watt)
I – Intensidade da corrente (Ampére)
Potência ativa U – Tensão ou d.d.p. (Volt)
cosφ – Fator de potência
P = √3 U I cos φ Trifásico

Q – Potência reativa (Volt–Ampére


Q = U I sen φ Monofásico
reativo)
Potência reativa I – Intensidade da corrente (Ampére)
Q = √3 U I sen φ U – Tensão ou d.d.p. (Volt)
Trifásico
φ – Ângulo de desfasamento entre U e I

cos φ – Fator de potência


Fator de potência cos φ = P / S P – Potência ativa (Watt)
S – Potência aparente (Volt - Ampére)

Página 2 de 5
Formulário de eletrotecnia

Página 3 de 5
Formulário de eletrotecnia

Eletromagnetismo

Fluxo (espira perpendicular a B)

Φ – fluxo (Weber)
Φ=B.S B – Indução magnética (Tesla)
S – Superfície (m2)

Fluxo (espira não perpendicular a B)

Φ – fluxo (Weber)
B – Indução magnética (Tesla)
Φ = B . S . cósα S – Superfície (m2)
α – Ângulo entre B e a Normal (N) à
superfície S

Indução magnética (espira)


B – Indução magnética (Tesla)
µ0 – Permeabilidade magnética do ar (1 /
B = µ0 . ( I / 2.r ) 8 x105)
I – Intensidade da Corrente (Ampere)
r – Raio da espira (metro)

Indução magnética (bobina)


B – Indução magnética (Tesla)
µ0 – Permeabilidade magnética do ar (1 /
8 x105)
B = µ0 . ( N.i / L ) N – Número de espiras
i – Intensidade da Corrente (Ampere)
L – Comprimento da bobina (metro)

Fluxo total através de uma bobina


Φ – fluxo total (Weber)
N – Número de espiras da bobina
Φ = N .B .S .cósα B – Indução magnética (Tesla) da espira
S – Superfície (m2) da espira
α – Ângulo entre B e a superfície S da
espira

Força eletromagnética exercida


sobre um condutor

F – Força eletromagnética (Newton)


Lei de Laplace B – Indução magnética (Tesla)
i – Intensidade da Corrente (Ampere)
F = B. i . L .senα L – Comprimento da bobina (metro)
α – Ângulo entre B e o condutor

Página 4 de 5
Formulário de eletrotecnia

Eletromagnetismo

e – Força eletromotriz (Volt)


Força eletromotriz induzida e = - ∆Φ / ∆t Φ – Fluxo (Weber)
t – Tempo (segundos)

L – Coeficiente de auto-indução (Henry)


µ0 – Permeabilidade magnética do ar (1 / 8
Coeficiente de auto-indução de uma x105)
L = µ0 ( N2 S / l ) N – Número de espiras da bobina
bobina
S – Superfície das espiras (m2)
l – Comprimento da bobina (metros)
e – Força eletromotriz (Volt)
L - Coeficiente de auto-indução (Henry)
Força eletromotriz de auto-indução e = - L ( ∆I / ∆t ) I – Intensidade da corrente (Ampere)
t – Tempo (segundos)

W – Energia eletromagnética (Joule)


Energia eletromagnética W = L I2 / 2 L – Coeficiente de auto-indução (Henry)
I – Intensidade da corrente elétrica (Ampere)

Página 5 de 5