Você está na página 1de 13

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

XXXXXXX

PLANO DE AULA: CONSCIÊNCIA NEGRA

Belo Horizonte
2016
Trabalho apresentado ao curso de Pedagogia da
Faculdade de Pedagogia do Centro Universitário
Newton Paiva, como requisito para obtenção de
PLANO DE AULA: CONSCIÊNCIA
créditos NEGRA
nas disciplinas, Educação e Currículo e
Planejamento Escolar, sob a orientação da
professora Simone Franco.

Belo Horizonte
2016
SUMÁRIO

1. TEMA ............................................................................................................... 4
2. OBJETIVO GERAL .......................................................................................... 4
3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS ............................................................................ 4
4. JUSTIFICATIVA ............................................................................................... 5
5. METODOLOGIA .............................................................................................. 7
5.1 Língua Portuguesa ............................................................................................................ 7
5.2 História.................................................................................................................................. 8
5.3 Artes ...................................................................................................................................... 9
6. RECURSOS MATERIAIS ................................................................................ 9
6.1 Aula de Língua Portuguesa:............................................................................................ 9
6.2 Aula de História: ............................................................................................................... 10
6.3 Aula de Artes ..................................................................................................................... 10
7. AVALIAÇÃO .................................................................................................. 10
8. REFERÊNCIAS .............................................................................................. 12
4

Centro Universitário Newton Paiva


Roteiro de um Plano de Aula:
Data: 17 e 18/11/2016
Professora: Integrantes do grupo
Público-alvo: Alunos do 4° ano

1. TEMA

Consciência Negra

2. OBJETIVO GERAL

Introduzir o tema da Consciência Negra, em razão da comemoração do dia Nacional


da Consciência Negra, levar os alunos a perceber a diversidade étnico-cultural e
racial existente em nosso país, para que possam ultrapassar as fronteiras da
discriminação racial e compreender que cada povo possui sua identidade cultural,
suas crenças, costumes, história e organização social. Promover o respeito às
diferenças, à valorização do ser humano e da contribuição dos negros para a cultura
brasileira, através de uma reflexão sobre a posição dos negros em nossa
sociedade.

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Promover o crescimento do aluno como ser crítico e sem preconceitos;


 Trabalhar o respeito ao próximo e a valorização das diferenças;
 Proporcionar aos alunos momentos de reflexão sobre as diferentes
culturas;
 Inibir as diferentes formas de racismo e discriminação, bem como qualquer
tipo de exclusão;
 Trazer à tona discussões provocantes, por meio das rodas de conversa,
para um posicionamento mais crítico frente à realidade social em que
vivemos;
5

 Valorizar a contribuição dos negros para a história e a cultura afro-


brasileira.

4. JUSTIFICATIVA

Em 9 de janeiro de 2003, o ex. presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou a lei
federal Nº 10.639 que tornou a obrigatoriedade do ensino da "História e Cultura
Afro-Brasileira", nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio oficiais e
particulares. A lei 10.639 determinou os seguintes artigos:
Art. 26 – A. Nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e
particulares, torna-se obrigatório o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira.
§ 1ª – O Conteúdo programático a que se refere o caput deste artigo incluirá o
estudo da História da África e dos Africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura
negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacion
al, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política
pertinentes à História do Brasil.
§ 2ª – Os Conteúdos referentes à História e Cultura Afro-Brasileira serão
ministrados no âmbito de todo o currículo escolar, em especial nas áreas de
Educação Artística e de Literatura e História Brasileiras.
Art. 79-B. O calendário escolar incluirá o dia 20 de novembro como “Dia Nacional da
Consciência Negra”.
A intenção desta lei é contribuir para a superação dos preconceitos e atitudes
discriminatórias por meio de práticas pedagógicas de qualidade, que incluam o
estudo da influência africana na cultura nacional. Os Parâmetros Curriculares
Nacionais (PCNs) estabelecem que a diversidade cultural do país deve ser
trabalhada no âmbito escolar. Especialmente porque, as crianças negras não
conseguem se identificar no espaço escolar, pois o que elas veem com mais
frequência é sempre “diferente” delas. Vivemos em uma sociedade que valoriza o
estereótipo branco, fazendo com que o negro sinta dificuldade de se identificar e
enxergar seu papel e lugar neste ambiente. Neste sentido, a escola precisa colocar
os alunos em contato com os elementos que formam cada grupo étnico do país,
para que eles sejam capazes de compreender a complexidade destas e a
diversidade do povo brasileiro.
6

Já em 10 de novembro de 2011 a então ex. presidente da República, Dilma


Rousseff sanciona a Lei nº 12.519 que institui o Dia Nacional de Zumbi e da
Consciência Negra. A escolha da data, 20 de novembro como marco para
comemoração foi à morte de Zumbi, o então líder do Quilombo dos Palmares –
situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco, na região Nordeste do Brasil.
Comemorar esta data é debater e refletir sobre as diferenças raciais e a importância
de cada um no processo de construção de nosso país, estado e comunidade. Deve-
se ressaltar a importância desta passagem histórica, não apenas para os negros,
mas para toda a população, já que a data não foi uma escolha aleatória, tem uma
história que traz uma lição sobre a cultura afro-brasileira a ser trabalhada nos
espaços escolares, com atividades pedagógicas interdisciplinares que despertem a
reflexão do aluno sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.
É necessário também, estabelecer uma rede de conceitos sobre o tema em
questão, para que os alunos tomem consciência de suas próprias raízes históricas,
que ajudaram e ajudam a constituir a cultura e a formação da nação brasileira.
Diante disso, como podemos acabar com o preconceito e o racismo? Qual seria a
nossa contribuição concreta para viabilizar a conscientização das pessoas e a
valorização da cultura afro-brasileira?
Apesar de os conteúdos das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das
Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e
Africana contemplarem esse esforço, ações específicas sobre a afirmação de cada
identidade devem ser empreendidas nas escolas. O desafio de ensinar que também
somos frutos desses elementos étnico-culturais, que contribuíram de várias
maneiras para a formação da sociedade brasileira, torna necessária a criação de
estratégias para o direcionamento de ações que possam promover a construção de
pontos de vista e posicionamentos que cessem a discriminação, o preconceito e
ações de bullying racial no espaço escolar.
Desta forma, é preciso que os alunos compreendam que vivemos num país
miscigenado e que cada povo possui sua identidade própria, baseada em suas
origens históricas, culturais e sociais. Essa pluralidade cultural e racial deve ser
abordada e ações de combate ao preconceito devem ser aplicadas na escola,
reforçando a ideia de que não há cor na educação. Todos somos iguais e atitudes
de desrespeito e discriminação não são aceitáveis. Essa postura contribuirá para
uma sociedade menos preconceituosa, racista. Percebe-se a necessidade de um
7

trabalho constante, especialmente nas séries iniciais, proporcionando debates


frequentes, introduzindo elementos históricos e de fácil entendimento para melhor
compreensão do tema, além de provocar momentos de reflexão e valorização da
cultura africana, compreendendo sua importância para diálogo e convivência
harmônica com a diversidade.

5. METODOLOGIA

O tema será trabalhado de forma interdisciplinar, dentro das disciplinas de Língua


Portuguesa, História e Artes da seguinte forma:

5.1 Língua Portuguesa

Na aula de Língua portuguesa será introduzido a temática Consciência Negra, da


comemoração deste dia. Convidar os alunos a se sentarem em roda e perguntar o
que eles já conhecem sobre esta comemoração. Porque ela existe? Porque é
comemorado este dia? Qual a importância de sua existência? Verificar o que os
alunos já sabem sobre o assunto e pesquisar o que eles gostariam de aprender.
Passar o vídeo “Mini-Documentário - Zumbi Dos Palmares”1, sobre o Zumbi dos
Palmares. Fazer um breve resumo sobre a trajetória do negro em nosso país, as
dificuldades que sofreram desde a colonização do Brasil, suas lutas, suas
conquistas. Discutir o preconceito racial, a inferioridade da classe no meio social, as
dificuldades encontradas no mercado de trabalho, a marginalização e a
discriminação. Após esta explanação colocar o vídeo “Consciência Negra -
Igualdade entre as pessoas”2 que fala sobre a consciência negra e a igualdade de
direitos. Após assistirem o vídeo, fazer um debate sobre a diversidade étnico
cultural e racial. Promover o crescimento do aluno como ser crítico e sem
preconceitos e trabalhar o respeito ao próximo e a valorização das diferenças. Após
o debate, pedir aos alunos que façam uma leitura de várias realidades vivenciadas
por negros no Brasil. Os alunos serão divididos em grupos de 4 alunos e cada grupo
receberá uma folha contendo uma realidade vivenciada pelo negro no Brasil.
Exemplo: preconceito no supermercado; vaga de trabalho dado a um branco e não

1
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=-MLl-nPk_gE>. Acesso em: 31/10/2016.
2
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=kL_DOckDVXc>. Acesso em: 31/10/2016.
8

ao negro; negros nas(os) comunidades/aglomerados e brancos em mansões;


maioria de artistas brancos em detrimento dos negros; maioria de alunos brancos
nas escolas particulares; desigualdade de oportunidades de emprego. Os alunos
também terão a oportunidade de procurar em jornais e revistas situações como as
citadas acima. E responderão a seguinte pergunta: O que vocês acham que pode
ser feito para mudar esta realidade?

5.2 História

Na aula de História os alunos trabalharão a História dos negros no Brasil, o papel do


negro na formação da nação brasileira, através da história e cultura afro-brasileira.
Será usado como base o livro Aprender juntos história das autoras Raquel dos
Santos Funari e Mônica Lungov e o vídeo “Clipping_FCP: A história do negro no
Brasil”3. Os alunos serão divididos em trios e cada trio pesquisará um tema a seguir:
1. Aspectos econômicos e sociais da escravidão no Brasil; 2. O movimento
abolicionista; 3. Importância da cultura negra no Brasil atual; 4. Personalidades
negras ou mestiças na História do Brasil; 5. Populações descendentes dos
quilombos (quilombolas) e 6. Povos Indígenas. O objetivo principal é entender tanto
as dificuldades históricas impostas pelo período escravagista no Brasil, quanto as
contribuições dos povos afrodescendentes para a riqueza cultural do país. Esta
pesquisa poderá ser feita na biblioteca da escola ou em casa, através de livros e/ou
internet para ser apresentado aos alunos e professor. Após a apresentação os
alunos montarão um painel sobre o tema, que será exposto na escola e será aberta
a visitação dos pais. O intuito deste trabalho é a reflexão sobre a herança cultural
dos negros e indígenas e a sua relação com a discriminação e racismo no país,
além da valorização da diversidade étnico-racial cultural, com a apresentação de
figuras ilustres negras e mestiças da história brasileira passada e atual. Concluir a
aula com o vídeo “Documentário Consciência Negra”4 sobre a consciência negra.

3
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=2QXS5uOAOI8>. Acesso em: 31/10/2016.
4
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=LvnrmSJoSgQ>. Acesso em: 31/10/2016.
9

5.3 Artes

Na aula de Artes os alunos vão trabalhar as diversas manifestações de cultura


realizadas pelos povos afro-brasileiros, através da música, dança, religião e
culinária. Usar a coleção Tesouro Cultural – Influência dos Povos Africanos e
Indígenas na Cultura Brasileira para explorar o tema com os alunos. Após a aula
expositiva, os alunos serão divididos em 4 grupos e cada um ficará responsável por
apresentar da maneira que achar melhor as contribuições dos povos africanos e
indígenas para o seu tema. Por exemplo, através de uma apresentação de dança,
ou a degustação de um prato típico, um teatro, exposição, etc. Os alunos serão
estimulados a usarem a criatividade e por fim, apresentarão para todo o ensino
fundamental como parte da comemoração do dia Nacional da Consciência Negra.
Nesta apresentação os alunos poderão vivenciar um pouco da influência africana e
indígena na composição da nossa cultura. Passar o vídeo “Por uma infância sem
racismo, Vídeo do UNICEF com Lázaro Ramos”5 para toda escola, ao final da
apresentação, propor a reflexão dos alunos.

6. RECURSOS MATERIAIS

6.1 Aula de Língua Portuguesa:

 Computador com internet;


 Vídeos:
 Consciência Negra - Igualdade entre as pessoas;
 Mini-Documentário - Zumbi Dos Palmares;
 Folhas contendo diferentes realidades vivenciadas pelos negros no Brasil;
 Papel A4;
 Lápis;
 Jornais;
 Revistas.

5
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=BfkZLkSHWR8>. Acesso em: 31/10/2016.
10

6.2 Aula de História:

 Livro Aprender juntos história das autoras Raquel dos Santos Funari e
Mônica Lungov;
 Computador com internet;
 Vídeos:
 Clipping_FCP: A história do negro no Brasil;
 Documentário Consciência Negra;
 Cartolina;
 Lápis;
 Canetas hidrográficas (canetinhas);
 Cola;
 Livros/biblioteca.

6.3 Aula de Artes

 Livro:
 Coleção Tesouro Cultural – Influência dos Povos Africanos e
Indígenas na Cultura Brasileira;
 Computador com internet;
 Vídeo:
 Por uma infância sem racismo. Vídeo do UNICEF com Lázaro
Ramos.

7. AVALIAÇÃO

O aluno deve ser avaliado em cada momento, durante o desenvolvimento do projeto


pedagógico, em suas ações, atitudes, interesse e participação em cada trabalho que
lhe foi solicitado. Avaliar se as pesquisas foram feitas de acordo com o conteúdo e
se os objetivos de aprendizagem foram alcançados. A avaliação deve ter como fim
contribuir para a aprendizagem da criança, e deverá ser realizada mediante seu
acompanhamento e o registro de seu desenvolvimento, por meio da observação,
desenhos, fotografias, vídeos, dentre outros meios. Destaca-se a necessidade de
11

observar o comportamento dos alunos (como reagem) durante as atividades


propostas, verificando a interação entre os colegas, analisando o conteúdo do
diálogo no momento do debate, percebendo os conhecimentos prévios que
possuem sobre o tema, analisando se o entendimento de cada um para o tema ficou
claro com a interação na atividade. Por fim, certificar se atividade proposta foi
suficiente para a compreensão do tema, ou se há necessidade de novas atividades
com o mesmo conteúdo. As observações deverão ser anotadas para futuras
atividades e avaliações somatórias (FRANCO e CHIERICATTI, 2015, p.33).
12

8. REFERÊNCIAS

BRASIL. LEI Nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de


dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional,
para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática
"História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Disponível em:
<http://www.mpma.mp.br/arquivos/CAOPDH/Leis_10.639_2003__inclus%C3%A3o_
no_curr%C3%ADculo_oficial_da_Hist%C3%B3ria_e_Cultura_Afrobrasileira.pdf>
Acesso em: 26 out. 2016.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros


curriculares nacionais. Brasília: Ministério da Educação: Secretaria da Educação
Fundamental, 1997. 126 p.

CARVALHO, Leandro. Lei 10.639/03 e o ensino da História e cultura afro-


brasileira e africana. Disponível em:
<http://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/lei-10639-03-ensino-
historia-cultura-afro-brasileira-africana.htm> Acesso em: 26 out. 2016.

CARVALHAES, Dulcineia; CASTRO. Necy M. C. Educação e Currículo. Belo


Horizonte: Newton Paiva, 2015. 75f. Introdução ao Estudo do Currículo, Bases
Legais para a Orientação do Currículo Escolar, Política Educacional e Currículo,
Planejamento Curricular.

CHIERICATTI, Carla et al. Planejamento Escolar. Belo Horizonte: Newton Paiva,


2015. 83 f. Planejamento Educacional, Planejamento de Ensino e Aprendizagem,
Organização sequencial do Planejamento de Ensino Aprendizagem, O planejamento
e a sala de aula.

PORTAL BRASIL. Cultura afro-brasileira se manifesta na música, religião e


culinária. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/cultura/2009/10/cultura-afro-
brasileira-se-manifesta-na-musica-religiao-e-culinaria> Acesso em: 26 out. 2016

NÚCLEO de bibliotecas. Manual para elaboração e apresentação dos trabalhos


acadêmicos: padrão Newton Paiva. Belo Horizonte: Centro Universitário Newton
Paiva. 2015. Disponível em:
<http://www.newtonpaiva.br/system/file_centers/archives/000/000/175/original/MAN
UAL_BIBLIOTECA_NEWTON.pdf?1466508943 >. Acesso em: 02 nov. 2016.

VASCONCELLOS, Guilherme de. Brasil / África: coleção de livros difunde


cultura afro-brasileira nas escolas. Disponível em: <
http://www.afreaka.com.br/notas/colecao-de-livros-difunde-cultura-afro-brasileira-
nas-escolas/> Acesso em: 27 out. 2016.

VÍDEO: Clipping_FCP: A história do negro no Brasil. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=2QXS5uOAOI8>. Acesso em: 31/10/2016.

Vídeo: Consciência Negra - Igualdade entre as pessoas. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=kL_DOckDVXc>. Acesso em: 31/10/2016.
13

VÍDEO: Documentário: Consciência Negra. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=LvnrmSJoSgQ>. Acesso em: 31/10/2016.

VÍDEO: A implementação da LDB alterada pela lei 10.639/2003 na educação


básica. Disponível em: < http://www.acaoeducativa.org.br/fdh/?p=1644> Acesso
em: 27 out. 2016.

VÍDEO: Mini-Documentário - Zumbi Dos Palmares. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=-MLl-nPk_gE>. Acesso em: 31/10/2016.

VÍDEO: Por uma infância sem racismo, Vídeo do UNICEF com Lázaro Ramos.
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=BfkZLkSHWR8>. Acesso em:
31/10/2016.

Zumbi dos Palmares. Disponível em:


<https://pt.wikipedia.org/wiki/Zumbi_dos_Palmares> Acesso em: 26 out. 2016.